Page 71

INDIE BLAST

Como a Playdead já havia ficado conhecida pela imprensa especializada, a desenvolvedora recebeu até ajuda financeira do Instituto de Filme Dinamarquês para a produção de seu novo game, Inside. Esse título, apesar de ser um sucessor espiritual de Limbo em vários aspectos (desde o estilo de plataforma 2.5D e um uso de cores monocromáticas), o time resolveu utilizar a Unity 3D para desenvolver o game, ao invés de uma engine personalizada, como fizeram com Limbo. Apesar de ter sido anunciado na E3 2014 para lançamento em 2015, o game teve que ser adiado para 2016 por necessitar de refinamento em vários aspectos. Uma das características mais interessantes (e mórbida também) dos dois games que a desenvolvedora já criou é que ambas as trilhas sonoras foram compostas por Martin Stig Andersen utilizando sons de condução óssea, usando crânios humanos! A notícia triste veio em julho de 2016, logo após o lançamento de Inside, quando Patti deixou a desenvolvedora, vendendo suas ações para seu sócio Jensen e afirmando que ele saia da Playdead “em um momento que ela definitivamente poderia se cuidar sozinha”. A saída teria sido simples se Jensen também não tivesse enviado uma carta de demissão para Patti, antes da saída deste, desejando se retirar do cargo de diretor criativo, mas querendo continuar como executivo da desenvolvedora.

gameblast.com.br

71

Profile for GameBlast

GameBlast Nº 30  

Revista GameBlast

GameBlast Nº 30  

Revista GameBlast

Profile for gameblast
Advertisement