Page 1

w w w. f o l h a d o c e r r a d o . c o m Diariamente notícias de Balsas e sul do Maranhão.

Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017 - Edição 115ª - Ano X - Diretor/Editor: Jornalista Carlos Airton Rocha - MTb/DRT/SP 17.706

População de Balsas se divide entre contras e prós à construção de PCHs. Ongs contra as barragens contam com apoio do deputado estadual Wellington do Curso e Câmara aprova Projeto de Lei, sancionada pelo prefeito Érik Augusto.

Certo dia, Urubatan Pinheiro disse em sua página do Facebook: “Faltam apenas 100 dias, kkkkkk. A vida é mesmo um sopro e o Direito um suspiro!”. O dia chegou e o missionário e apresentador da TV Rede Vida alcançou seu grande objetivo, fruto da persistência. Formou-se em Direito. Ao lado de um grande amigo e talvez o maior deles, Urubatan sentiu-se orgulhoso em ter Pe. Nadir Luiz como um grande incentivador e, ao mesmo tempo, inspirador. O troféu chegou, como uma graça almejada, porém com muita dedicação e sonhos. Mas os sonhos se realizam!

Pág. 07

A confraternização de fim de ano dos Servidores da Saúde também teve entrega de certificados pela Planificação. Prefeito parabeniza cada um e agradece pelo esforço e dedicação que os profissionais vem demonstrando perante suas funções.

Pág. 02

O Vereador Gilson da Bacaba esteve na Secretaria de Esportes do Estado, em São

Luis, junto com o prefeito Érik Augusto e o secretário de Esportes de Balsas Floriano Peixoto, onde foram tratar com o secretário We v e r t o n d a imediata reforma do Estádio Cazuza Ribeiro. De acordo com o vereador “em breve o re f e r i d o E s t á d i o e s t a r á passando por reforma”.

De olho no Centenário de Balsas, a novela Terra Nova retoma as gravações e até muda de cenário. Os artistas e set das gravações ganharam novo rumo e de vento em popa o sertanismo parece olhar o horizonte além das praias maranhenses. O paciente diretor/ator Nonato Nogueira não se rende ao tempo e busca cada dia novas inspirações para levar suas histórias às telas no ano em que o município se consagra secular, novíssimo, moderno, progressista e com cultura ímpar.

O Cartório do 2º Ofício já efetua o Apostilamento Após a adesão do Brasil à Convenção de Haia, em agosto de 2016, os cartórios passaram a conferir a autenticidade aos documentos emitidos em território nacional para que tenham validade no exterior.

Pág. 02

A lei que institui a campanha nacional de prevenção ao HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis, denominada Dezembro Vermelho, está publicada no Diário Oficial da União de 08/11. De acordo com a lei, sancionada pelo presidente Michel Temer, a campanha terá foco na prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas

que vivem com HIV/Aids e será constituída de um conjunto de atividades e mobilizações relacionadas ao enfrentamento da doença.


Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

02

Apesar de um ano turbulento na economia e na política, o agronegócio, mais uma vez, dará sua contribuição para o país sair da crise. Em 2017, o setor foi o principal responsável pela queda da inflação, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Segundo a entidade, o grupo “Alimentação e Bebidas”, que tem o maior peso entre os produtos analisados no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 24,8%, foi o que mais ajudou na queda dos preços. De janeiro a outubro, este item teve deflação de 2,02%. Já a alimentação em domicílio (que faz parte do item “Alimentação e Bebidas”) teve queda de 4,56% nos preços no mesmo período, segundo análise da CNA. Este resultado demonstra que “os recordes produzidos no campo se refletiram em alimentos mais baratos para a população

brasileira”. A previsão para o IPCA em 2017 é de 3,03%. Caso seja confirmado, será o menor patamar registrado desde 1998, puxado principalmente pelo agro. Entre os alimentos analisados no IPCA, os cereais, fibras e oleaginosas registraram o maior recuo até agora neste ano, de 21,27%, seguidos por frutas (15,86%), açúcares e derivados (11,53%), leites e derivados (4,98%), aves e ovos (4,5%) e carnes 3,99%. O ano de 2017 também foi marcado pela safra recorde de grãos e fibras em 2017, favorecida pelo clima. Entretanto, a colheita puxou os preços para baixo e o produtor teve rentabilidade menor neste ano. Empregos – O saldo líquido de empregos gerados no campo teve em 2017 a maior expansão dos últimos cinco anos. De janeiro a outubro, as

contratações superaram as demissões em 93, 6 mil vagas, 84% a mais do que o mesmo período de 2016. No acumulado de 12 meses, a agropecuária foi o único segmento a aumentar os postos de trabalho, com saldo de 19,2 mil vagas. PIB – A previsão do Produto Interno Bruto da agropecuária (dentro da porteira) é de alta de 9% a 11% em 2017. Para o agronegócio, que engloba toda a cadeia produtiva (insumos, agropecuária, indústria e serviços), a estimativa é de participação de 23,5% no PIB deste ano e o crescimento projetado para 2018 é de 0,5% a 1%. Conjuntura – A CNA avalia que o setor agropecuário obteve ganhos importantes em 2017, como a reforma trabalhista, a partir do fortalecimento das negociações entre empregadores e empregados. Contudo, a Confederação

considera essencial a aprovação das reformas previdenciária e tributária, desde que não onerem o produtor rural. Em um ano eleitoral, a entidade alerta também para as questões do câmbio, inflação e juros, que podem influenciar o comportamento do agronegócio. Relações Internacionais – Na parte de comércio exterior, a CNA aponta que o agro foi determinante para o saldo da balança comercial brasileira. As exportações do setor em 2017 correspondem a 45% das vendas externas totais do país. De janeiro a outubro, os embarques somam US$ 82 bilhões, elevação de 12,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Para o próximo ano, a projeção de ampliação das exportações. A previsão da CNA é de que as vendas externas cheguem a 50% dos embarques totais do país. Espera-se a

de 2016, os cartórios passaram a conferir a autenticidade aos documentos emitidos em território nacional para que tenham validade no exterior. A mesma regra vale para os documentos emitidos no exterior para que sejam válidos no país. Desde então, o apostilamento de documentos realizado em tabelionato de notas se tornou célere e simples. O cidadão que precisa estudar fora do Brasil, trabalhar ou obter a dupla cidadania não precisa mais passar pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) e outros órgãos, basta comparecer em um dos cartórios autorizados para realizar o serviço. O procedimento do apostilamento consiste em aplicar um “selo” de

autenticidade aplicado em um documento público para atestar a origem do seu emissor (assinatura, cargo de agente público, selo ou carimbo de instituição).

O Cartório do 2º Ofício de Balsas/MA já efetua o Apostilamento para pessoas interessadas em estudar ou morar fora do país. Antes da regulamentação da Convenção da Apostila de Haia, que simplifica a legalização de documentos entre os 112 países signatários, apostilar um documento no Brasil significava enfrentar um processo longo e

burocrático devido às etapas que o procedimento exigia. Para que um documento receba o certificado da Apostila, basta levá-lo ao Cartório do 2º O f í c i o . O apostilamento abrange uma via física e outra eletrônica. A primeira será emitida junto ao documento, a ele colada ou apensada. A segunda fica registrada em sistema próprio e será utilizada tanto para o controle das autoridades brasileiras quanto para a consulta de autoridades estrangeiras sobre as Apostilas emitidas no Brasil. Após a adesão do Brasil à Convenção de Haia, em agosto

Apostila de documentos – Quais os tipos de documentos que a Apostila se aplica? A apostila aplica-se apenas a documentos públicos lavrados no território de um Estado que faz parte da Convenção de Haia. Citamos alguns exemplos: – Cartório (certidões de casamento, nascimento, óbito, cópias autenticadas etc.); – Documentos particulares com firma reconhecida; – Documento empresarial (contratos, cartas comerciais etc.); – Documentos emitidos pela

Miranda Neto (Iderb), João Carlos (ADCMA) e Guri (Tribal) conquista de novos mercados por meio de acordos comerciais para o Brasil. A expectativa é de se fechar um acordo comercial entre Mercosul e União Europeia ainda em 2017, além da busca por novos mercados para produtos brasileiros, como Coreia do sul, México e Japão. SENAR – O Serviço Nacional de Aprendizagem

Rural (SENAR) capacitou 792 mil produtores e trabalhadores rurais nos cursos de formação profissional rural, além de mais de 267 mil pessoas nas ações de promoção social. O programa de Assistência Técnica e gerencial (ATEG) atendeu em 2017 mais de 100 mil produtores e treinou mais de 1,2 mil novos técnicos de campo e supervisores.

internet (certificado de naturalização, certidões etc.); – Estabelecimentos de ensino (documentos escolares, acadêmicos, diplomas etc.); – Instituições bancárias com firma reconhecida; – Juntas comerciais (contratos, estatutos, atas etc.); – Poder Judiciário (certidões dos distribuidores judiciais, processos etc.); – Poder Público (documentos municipais, estaduais e federais etc.); – Traduções juramentadas com firma reconhecida; – Dentre outros.

sendo grafada “Apostille”, que provém do verbo “apostiller“, que significa Anotação. Assim sendo, apesar do significado corrente na Língua Portuguesa que tem o significado de uma publicação, um significado adicional é que uma apostila consiste numa anotação à margem de um documento ou ao final de uma carta, por exemplo. Neste caso, a Apostila é definida como um certificado emitido nos termos da Convenção da Apostila que autentica a origem de um Documento Público. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é o responsável por coordenar e regulamentar a aplicação da Convenção da Apostila da Haia no Brasil, que entra em vigor em agosto de 2016.

Convenção da Apostila da Haia A palavra Apostila (em português) é de origem francesa,

No Maranhão, Censo Agro já visitou quase 120 mil propriedades após dois meses de coleta No Maranhão, a previsão é que 289.085 estabelecimentos agropecuários sejam pesquisados até o final do mês de fevereiro de 2018, quando termina a fase da coleta dos dados. Até o dia 30 de novembro deste ano, a pesquisa já havia

sido realizada em 41,42% do total previsto, o que corresponde a 119.740 propriedades rurais maranhenses. Na Região Nordeste, a previsão é que sejam recenseados 2.477.725 estabelecimentos

RISA S.A CNPJ 06.855.894/0003-40 RISA S.A, inscrita sob CNPJ: 06.855.894/000340 torna público que requereu junto a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais SEMA, a Licença de Operação (LO), eprocesso n° 280822/2017, para à atividade de Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos, localizado à Rodovia MA-006, km 05, S/Nº, Zona Rural no município de Balsas Maranhão, CEP 65.800-000.

agropecuários. Até o momento, a coleta de dados foi realizada em 1.015.359 propriedades rurais, o que corresponde a 40,98% do total. Já em todo o Brasil, a previsão é que o recenseamento seja feito em 5.252.354 estabelecimentos e, até o momento, os dados foram coletados em 2.218.822 propriedades, representando 42,24% do total estimado. No Maranhão, um dos estabelecimentos visitados foi o do senhor Pedro de Alcântara dos Reis, de 61 anos de idade, que tem uma propriedade localizada na zona rural da cidade de Imperatriz (distante aproximadamente 700 km de São Luís). Em sua fazenda ele cria alguns animais e cultiva uma lavoura, de onde tira os produtos para o consumo da família e

também para a venda. Ele contou ainda que, apesar destinar alguns desses produtos para a comercialização, a sua maior alegria vem da tranquilidade e prazer que a propriedade lhe proporciona. “Para mim é mais uma diversão”, completou o produtor. A pesquisa em seu estabelecimento foi feita pela recenseadora Dulcimar Lima Teixeira, de 49 anos de idade, que viu no Censo Agro a possibilidade de complementar a renda, pois ela é autônoma. Ela contou ainda que está satisfeita com as atividades que vem realizando. “Foi o meu filho Vinícius, de 18 anos, quem me disse para fazer o seletivo. No final ele passou e eu também”, disse. Parcerias – Para a realização

do Censo Agro, o IBGE está contando com a ajuda de nove instituições parceiras. Essas parcerias são fundamentais para a divulgação do censo entre os produtores, facilitando a recepção dos recenseadores nas propriedades e conscientizando os p r o p r i e t á r i o s d e estabelecimentos sobre a importância de dar respostas precisas aos agentes da pesquisa. Em troca, o IBGE produzirá tabulações especiais para essas entidades, atendendo necessidades que elas tenham de informações sobre o setor. Os parceiros são: a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB); a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais,

Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag); o Instituto Pensar Agropecuária (IPA); a Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários ( A N D AV ) ; a A s s o c i a ç ã o Brasileira do Agronegócio (ABAG); a Associação Brasileira da Indústria de Trigo (Abitrigo); a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA); a Confederação da Agricultura e da Pecuária do Brasil (CNA); e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP).


Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

03

Confraternização dos servidores da Saúde de Balsas teve até certificação

Dia 05 de dezembro, o CTG – Centro de Tradição Gaúcha, de Balsas, ficou estrelado pelos atores da Saúde do município, que além da confraternização de fim de ano, também teve entrega de certificados pela Planificação - atenção primária à saúde - que é uma proposta de gestão. Na composição da mesa principal estavam o prefeito e médico de Balsas dr. Érik Augusto Silva, o secretário da Saúde e médico dr. Luis Flávio, o deputado federal Júnior Marreca (PEN), o diretor do hospital regional Eliabe Aguiar, o mantenedor da Apae/Balsas sr. Francisco Honaiser, o vereador Alan da Marissol (o legislador mais empenhado na saúde da população, segundo as palavras do prefeito), representante do Conselho Nacional de Saúde Maria Zélia Soares Lins, representante da Secretaria de Saúde do Estado Patrícia Vera, Kátia Araújo e Frederico do Conselho Municipal de Saúde. Regada de um banquete servido pela empresa de buffet Degust e bebidas ofertadas pela Distribuidora Skin ao som da Banda Vira & Mexe, a festa foi conduzida de muitos encontros entre antigos e novos p r o f i s s i o n a i s e reconhecimentos, e com certificados pelas ações e esforços que cada um dedica no seu dia a dia. Entre os homenageados, o agente Moisés Ortegal, com mais de 15 anos na Saúde, disse que o reconhecimento “sempre vem em boa hora. Nunca é tarde para ser visto com bons olhos pela direção ou pelos gestores, pois somos profissionais que nos dedicamos muito para gerir saúde de qualidade para a população.“. Com certificado nas mãos, Moisés concluiu, mostrando a satisfação pela gestão atual. “Esta é uma gestão

No início do ano a reportagem da Folha do Cerrado mostrou como a prefeitura de Balsas resgatou as macas e outros aparelhos que estavam

que precisávamos há muito tempo. Que dá oportunidades de você trabalhar com orgulho. Nos ampara em todos os momentos, como profissionais da Saúde”. O deputado federal Júnior Marreca, também presente à mesa, parabenizou a todos os profissionais da Saúde e ao prefeito, “pelo brilhante trabalho no seu primeiro ano de mandato, com importantes resultados que a população já sabe e que a gente conhece e percebe no semblante das pessoas o quanto essa cidade melhorou nesse ano.”. Para o deputado, “o prefeito Érik tem conduzido o município com muita responsabilidade, muito

cuidado, com muito zelo e isso é importante. Nós precisamos de políticos desse naipe, dessa dimensão. Prefeito que tem coragem. Prefeito ousado. Eu gosto da ousadia. Parabenizo dr. Érik, pela vontade de acertar. Ele vai buscar recursos. Ele se vira, ele vai ao governo do estado e os resultados estão aparecendo no município de Balsas, então isso contagia qualquer um que ajudou ele, especificamente a mim que entreguei hoje aqui o município R$ 2.300.000,00 de emendas em asfalto e vai asfaltar 100% o Bairro de Nazaré e os outros bairros do município de vocês, contemplados com esse asfalto. Isso é fruto do que o Érik contagia a gente. Eu aqui, tenho um compromisso, tirei 900 votos em Balsas, mas eu estou fazendo meu papel, trazendo benefícios para a cidade de Balsas. Neste

guardados na distribuidora de produtos hospitalares e como a novas macas foram para no Hospital Balsas Urgente. Agora, em menos de um ano de governo, os funcionários da prefeitura iniciaram uma busca implacável para poupar os estravios desnecessários em materiais usados em todas as áreas e secretarias como móveis para compor os ambientes de trabalho. Demorou muito para que o novos e velhos funcionários do governo municipal se encontrassem nos seus devidos departamentos. Muitos tiveram que começar a atuar com apenas uma cadeira, outros nem cadeira existia na sala determinada para seu departamento. Mas a paciência sobrepunha à demora e o tempo foi se tornando amigo de todos.

momento eu quero desejar um Feliz Natal a todos da Saúde!”. Enfatizou o deputado Júnior Marreca. Ao lado da representante do Conselho Nacional de Saúde Maria Zélia Soares Lins e da representante da Secretaria de Saúde do Estado Patrícia Vera, o prefeito dr. Érik Silva agradeceu a cada um, “pelo empenho de suas funções, como o vereador Alan da Marissol, que está sempre diante dos hospitais e postos de saúde acompanhando alguém necessitado”. O prefeito também disse que “se tem uma área que eu não poderia errar, na minha administração, é da Saúde, por isso que a gente montou uma equipe preparada e a par de todos os problemas, para saná-los”. Dr. Érik lembrou e agradeceu ao governador Flávio Dino “que muito me ajudou com a conclusão do hospital regional, que está nos favorecendo muito, como era esperado. Finalmente temos a nossa UTI tão sonhada”. Ao deputado Júnior Marreca, disse o prefeito “que vem contribuindo bastante com suas emendas para o asfaltamento da cidade, trazendo recursos. Mesmo não sendo na área da saúde, porém é de grande importância porque é um dinheiro que já não vou gastar nesta área e posso aplicar para a Saúde.”. Dr. Érik concluiu afirmando que está havendo uma mudança na cidade e na Saúde, “mas toda mudança é estranha e mais estranha vai ficar ao passar dos dias, porque muitas mudanças vão acontecer, as melhoras virão. Vocês podem ter certeza disso.”. Mas ao finalizar Érik Silva abriu aspas e agradeceu também ao deputado Weverton Rocha, “que destinou verba para a área da Saúde. O deputado Kleber Verde e o deputado André Fufuca, que doaram emendas que ajudaram muito na planificação, pois com estas emendas aliviou o nosso gasto com a Saúde e podemos investir na planificação. Ao secretário Márcio Honaiser, que mesmo não tendo nada a ver com a Saúde, contribui bastante, pois quando vou a São Luis é ele quem está lá para levar eu e o secretário Luis

Paulinho Portela, encarregado de desvendar os mistérios de tanta economia, juntou-se ao conhecido Pio e

Flávio ao secretário estadual de Saúde Carlos Lula e ao governador, que tem sido muito parceiro em todas as áreas.”. Maria Zélia Soares Lins do Conselho Nacional de Saúde falou que o melhoramento da secretaria no município se deve a 03 coisas: “da ousadia do secretário municipal dr. Luis Flávio, na decisão política de ele acreditar nesse projeto, como já havia dito o sr. F r a n c i s c o H o n a i s e r, d a Unibalsas em suas palavras, que estão qualificando a atenção primária de Balsas e com isso, conseguindo organizar toda a rede de Saúde de vocês. Segundo isso não teria acontecido se não houvesse a credibilidade, o entusiasmo e o compromisso, tanto da equipe técnica do secretário quanto também dos facilitadores que fizeram essa planificação e por fim, se não houvesse a sensibilização e adesão de todos os profissionais de Saúde. Este projeto é ousado porque capacita, tanto o vigilante quanto o profissional de nível superior”. Maria Zélia concluiu dizendo que “isso se deve ao esforço e união de vocês”. P a t r í c i a Ve r a , q u e representou o secretário de Saúde do estado, sr. Carlos Lula, enfatizou que o secretário gostaria muito de estar aqui, neste momento, “porque Balsas é prioridade da sua gestão”. Patrícia iniciou falando da planificação, que de acordo com o CONASS – a Atenção Primária à Saúde (APS) tem

de financiamento adequado, bem como monitorar e avaliar sua execução e os indicadores relacionados. Patrícia lembrou que logo após as eleições, o prefeito dr. Érik e o secretário dr. Luis Flávio foram, em dezembro de 2016 conhecer o projeto de Planificação, quando o secretário ousou, dizendo em São Luis, “eu quero iniciar minha gestão pela Atenção Primária”. Para ela, “este projeto não estava em pauta para Balsas, mas o município bancou e fez uma cooperação técnica e todos os desafios foram vencidos pela gestão municipal e principalmente pelos facilitadores da planificação”. Representando a Câmara de Vereadores, Alan da Marissol disse que “esta gestão melhorou em muito a Saúde de Balsas e tenho certeza que esta equipe de funcionários que labuta diuturnamente, se entregando nos atendimentos, são guerreiros, porque trabalham pela qualidade cada vez mais digna”. Luis Flávio, secretário de

merece.”. Luis Flávio agradeceu também aos colegas funcionários e aos médicos “que acreditaram e me dão todo apoio necessário.”. Para ele, “hoje, aqui no CTG, lembro que para plantar a semente, se deve calcariar a terra, senão a semente não dará frutos. Antes de iniciar nossos trabalhos, veio a organização e a planificação, através da Atenção Básica, que foi nosso ponto forte, este ano. As pessoas chegava ano passado e viam o Balsas Urgente, aquela confusão toda, imaginavam que seria impossível de resolver e foi resolvido em tão pouco tempo. E muitas vezes não recebe o mérito aquele que realmente merece esse mérito, que é quem está lá no posto de saúde, na atenção básica, no Caps, que é um dos órgãos mais específicos e que não se vê nas notícias e que terá todo nosso apoio ou quem está atendendo todo dia. E são vocês que merecem e recebem nossos aplausos e nosso reconhecimento.”. O médico concluiu dizendo que “ano que vem quer estar no

sido uma grande preocupação dos gestores estaduais, uma vez que é de responsabilidade dos Estados fortalecer esse nível de atenção, assessorando os municípios na organização e na educação permanente de suas equipes, além de definir fontes

Saúde do município, disse que “este ano é um ano muito especial na minha vida. Recebi uma missão muito gratificante, primeiramente por participar desta gestão do dr. Érik e levar a Saúde a um ponto em que a população deseja e que

CTG com todos contabilizando resultados de melhoria em todas as áreas da Saúde. O legado que vai ficar desta gestão é o melhor e rápido atendimento, sem filas. Isso, depois da administração do dr. Érik jamais o povo deixará retroceder”.

começaram a desvendar onde estariam tantos objetos recuperáveis ou ainda em estado perfeito, esperando apenas o

local para nova oportunidade de uso. Foi assim que descobriu, na S e c r e t a r i a d e Infraestrutura(melhor dizendo no depósito) onde Paulinho encontrou a solução e resolveu recuperar tais objetos de uso tão necessários, como cadeiras e 27 longarinas de 05e 06 assentos, que servirma para suprir a falta em postos de Saúde. Com um gasto total de R$ 660,00, Paulinho Portel disse estar surpreso, como ficou tão barato ter estes objetos de volta a uso para a população que antes fica de pé e n q u a n t o a g u a r d a v a atendimento. Para ele, com certeza o destino

desta cadeiras e longarinas sria o lixão pois já que se encontrava amotoadas e a céu aberto, pegando chuva e sol diuturnamente, não teria outra solução depois da ferrugem dominar as ferragens e os plásticos deteriorem-se. Agora, reformadas e novas, as longarinas são distribuídas de acordo com as necessidades de cada lugar. Com tão pouco gasto tomaram cara nova e aguardam r e q u i s i ç ã o c o m responsabilidade de adoção.


Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

04

XVII Trilha de Natal da Tribal Ong, no Riachão

O bairro Manoel Novo assim como o bairro Cajueiro parecia esquecido pelos gestores que passaram pelo município. Os moradores, muitas vezes se perguntavam ou perguntavam aos legisladores anteriores, “porque ninguém dava atenção àquelas comunidades. O que eles haviam feito ou se os votos deles não valiam nada?” Com esta nova e empreendedora gestão, o vereador Alan da Marissol conseguiu, através de uma indicação, a perfuração de um poço artesiano no bairro Manoel Novo. Óbvio que irá beneficiar os dois bairros, já que a água servida lá não era de qualidade devido a sua rasa profundidade. Para uma profundidade de

350mts até alcançar água consumível, já foi perfurado 270mts, faltando em torno de 80mts, conforme declarou o vereador, em companhia do prefeito dr. Érik e do diretor do SAAE José Roberto, onde fizeram a vistoria. A conclusão da obra está prevista para janeiro de 2018. Enquanto isso a população, que aguentou muitos anos de água salobra, imprópria até para o consumo ou ruim para cozimento, agora espera ansiosa pela inauguração do novo poço. Para o diretor do SAAE, “o preço altíssimo dos canos e equipamentos de perfuração serão compensados pela satisfação e qualidade na saúde.”

Mais uma ação social coroada pela Tribal Ong aconteceu no povoado Bananeiras, Riachão /MA. Um grupo de amigos trilheiros, que se destaca em esporte de aventura, defesa do meio ambiente e luta pela vida, praticantes do ciclismo, (bikes) motociclista, camionetes 4 X 4 e Quadríciclos. De acordo com a coordenadora social do projeto, Leidiana Rocha, a Tribal Ong atua no “desenvolvimento auto sustentável com as comunidades, ensinando a produzir alimentos através de hortas orgânicas; produção de adubos através de compostagem, minhocário, fossas sépticas, artesanatos, preservação do meio ambiente e palestras de conscientização

para qualificação através de cursos que possibilitem ter fontes de renda d e f o r m a sustentável.” A tribal atua ainda em várias comunidades que recebem metas e objetivos que possam executar dentro da missão, visão e valor da O N G . “ A comunidade que mais pontua durante ano que atinge os objetivos com qualidade”. A Trilha de Natal “chega no final do ano para fazer a festa, premiando a comunidade. Fazemos distribuição de Kits de higiene

bucal, material didático escolar, a p re s e n t a ç õ e s c u l t u r a i s circenses, palhaços e malabaristas e os trilheiros Papais Noéis que entregam os p re s e n t e s . ” . A c r e s c e n t o u Leidiana.

Quando chegamos no período de Natal e Fim de Ano lembramos dos momentos em que fazemos parte de sua vida. Aguardamos com ansiedade a chegada de algo que nos transporta para a mais singela mensagem de vida. Jesus nasce para levar aos

Edirceu Vicente de Brito Gerente Administrativo

Homens de bem a palavra de conforto e salvação. A União Transportes, durante 365 dias de 2017, permaneceu com a mesma responsabilidade e segurança de sempre para assegurar a sua confiança. Mais um ano se passa e o que fica é a certeza de termos cumprido a nossa meta diante de nossos esforços, unidos num só lema: Nossa qualidade faz a diferença! Diferença essa, resultado de ter você e sua empresa sempre conosco. Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Dra. Larissa Fonseca Odontopediatra

Que todos os bons sentimentos despertados no Natal continuem em nossos corações por todo o ano que chega. Muitas alegrias e realizações, são os sinceros votos de

Drª. Tallita Dantas! Médica Psiquiatra CRM-MA 6681 RQE - 2875

(99) Balsas/MA

Compra e Venda de Grãos em geral Tels.: 99 3541-2305 / 99979-1326 Rua Natal, 01 - Setor Industrial - Balsas/MA agrotavares@gmail.com

CONFECÇÕES EM GERAL DE R$ 5,00 A R$ 35,00


Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

05

De frota renovada e totalmente moderna, a JR4000 vem investindo no que há de melhor no mercado de transporte de passageiros, pensando não só na rapidez de chegada, mas na tranquilidade

de uma viagem sonhada, na segurança planejada por todos e no conforto que seus parceiros de viagem merecem. O s ônibus agora são double deck (última geração), com leito cama em ambiente reservado, com sanitário, poltronas reclináveis em 180°, apoio de pernas, arcondicionado, água mineral,

manta, filme em DVD, música MP3, Wi-Fi e tomadas USB individuais. O mais importante para os executivos que têm hora marcada, é que os ônibus de Balsas a São Luis ou vice-versa chegam no horário marcado. Não havendo necessidade de paradas inconvenientes ou inseguras. A JR4000, todos os funcionários e seu idealizador fundador Miranda Neto, percorreram os corredores viários de Balsas, apresentando o mais novo deles, que acabara de chegar esta semana, para fazer parte da frota já existente

C

a comercial i r o s s se Contabil bilidade e as

Av. Contorno, 555 A - Bairro de Fátima

dos Double Deck da empresa. A JR4000, com isso, carrega o lema de ser “Genuinamente Balsense” e ter “Orgulho de Ser Maranhense”, gerando emprego, renda a muitas famílias e serviço de qualidade, carregando em sua bagagem e você com total segurança. No sábado da mesma semana, um café da manhã foi oferecido aos amigos, à imprensa, aos clientes que lidam com excursões de turismo, à gerência da Scânia de Balsas, sr. Edson Silva e funcionários da JR4000. Uma manhã compartilhada pela alegria de seu proprietário,

Miranda Neto, que não poupou palavras para agradecer a Deus e aos que torcem pelo seu sucesso na jornada. Batisado pelo pe. Genivaldo, que na companhia das senhoras Delzuíta e Marlene Garcez, o 3º ônibus double deck da empresa que dão início a mais um capítulo na história de renovação do município. Miranda Neto agradeceu, além dos demais colaboradores de manutenção e motoristas, também às filhas, Écila e Kécila, que hoje “compartilham o

Os últimos combonianos, pe. Cezarino Donati, 86 e pe. Carlo Binch, 63, deixam a paróquia do Potosi dia 28/12/, quando se despedem de Balsas,

levando o orgulho de centenas de projetos realizados no município. Depois de 65 anos de doação espiritual, intelectual e profissional, os combonianos dão lugar obsoluto a outras congregações que se instalaram e que dão continuidade na Diocese, que administra dezenas de paróquias no sul do

progresso junto com ele, de forma que o futuro, que ora estava tão distante, hoje é um presente, uma realidade”. A JR4000 está no coração de cada passageiro cruzando fronteiras.

Maranhão. Após receber Moção de Aplausos de autoria do presidente da Câmara, ver. Moisés Coelho, os padres, juntamente com diretora da Escola Normal Dom Daniel Comboni Marlene Garcez, que contou toda a história da saga dos italianos em Balsas, agradeceram as homenagens e disseram que o amor que eles têm pela cidade é tanto quanto pelo que os missionários fizeram pelo povo.


Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

06

Detentos de Balsas fazem provas do Enem Pelo menos 06 detentos da Unidade Prisional de Ressocialização de Balsas fizeram as provas do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio, aplicadas nesta terça e quarta-feira, 12 e 13/12. No Brasil, cerca de 32 mil pessoas privadas de liberdade fizeram as provas do Enem em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Para o psicólogo da penitenciária Rômulo Mafra, os participantes deverão atingir a pontuação e depois deverão ser encaixados nos cursos, na área de Humanas. Caso passem, vai depender do regime que estão e do processo de escolta de cada unidade para poder cursar a disciplina de opção. Rômulo disse ainda “que a sociedade precisa saber o quanto é importante a realização das provas para os detentos. Mesmo com as dificuldades

Em tempos de instabilidade econômica, a crise leva muitos empresários a pensar em investir nas franquias. Com a menor taxa de mortalidade entre as empresas, o modelo tem se mostrado um investimento mais seguro. Com 31 anos de experiência no mercado de atacado, o Grupo Mateus identificou neste modelo a oportunidade de gerar novos negócios e fortalecer o segmento do varejo. A ideia de criar a franquia Camiño nasceu da experiência pessoal e da percepção das dificuldades dos pequenos varejistas em manter estoque, mix de produtos, de otimizar a logística e a operação. “Nós nos tornamos fornecedor exclusivo e garantimos o abastecimento das lojas dos franqueados, reduzindo significativamente os custos. Esta é uma realidade na Europa e grandes grupos nacionais também já desenvolveram modelos de franquia”, explica Ilson Mateus, presidente do

Levantamento realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) apontou que, no Maranhão, 1.789 cirurgias eletivas estão pendentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No Brasil, o número chega a 904 mil procedimentos na lista de espera, levando em conta dados coletados até junho deste ano, referentes a 16 estados e dez

na redação, eles se interessam bastante.”. O Enem p a r a Pessoas Privadas de Liberdade ( E n e m PPL) é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade. Os participantes com mais de 18 anos poderão utilizar o desempenho como mecanismo para acesso à educação superior. As provas foram realizadas no núcleo de ensino que fica dentro das unidade prisional. Os agentes penitenciários ficaram do lado de fora das salas de aula

Grupo Mateus e idealizador da Camiño. Com centros de distribuição estruturados com áreas de produção de perecíveis (carnes, peixe, frios, hortifrut e panificação) e logística consolidada, o Grupo Mateus irá compartilhar ainda as expertises financeira e administrativa com os interessados em aderir a este modelo de negócio. “Se existisse algo parecido quando começamos, a gente teria crescido muito mais rápido. Se naquela época já tivesse uma solução pronta e alguém para dizer como funcionava uma tesouraria, taxa de cartão… alguém que falasse que eu não precisaria ter custo para manter

capitais. O Maranhão é terceiro estado onde há menos cirurgias eletivas (que não são de urgência ou emergência) entre as unidades federativas analisadas no levantamento,

fazendo a segurança. Encceja Nos dias 19 e 20 de dezembro serão realizadas as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Encceja Nacional PPL). Segundo o Depen, mais de 74 mil presos vão prestar o exame.

um depósito, porque ele seria meu estoque e fornecedor diário… imagina a economia? Seria fantástico!”, relaciona Ilson Mateus as vantagens da Camiño. Considerando as diversas realidades dos pequenos varejistas, a franquia oferece várias possibilidades de parceria comercial: da construção da loja à busca de investidores. “Nós temos várias formas de fazer negócio dentro da Camiño. É possível ter franqueado que constrói e nós apenas abastecemos; ou, então, construímos e alugamos para ele; ou até mesmo viabilizamos investidores”, conta.

ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte (1.315) e Bahia (1.234). No estado, a principal demanda é de cirurgias na vesícula, com 635 solicitações. As cirurgias de hérnia, catarata e varizes também estão entre os principais procedimentos requeridos pela população brasileira.

A crescente demanda interna, os desafios e as perspectivas das cadeias produtivas do estado foram abordados no seminário “Mais Desenvolvimento Agronegócio: O Papel Estratégico do Maranhão frente à Crescente Demanda Mundial pela Produção de Proteína”. O seminário foi realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), nesta terça-feira, 14/11, no Golden Shopping Calhau, em São Luís. Durante o evento, o público conferiu palestras e painéis que abordaram as potencialidades e a atual conjuntura do agronegócio maranhense,

responsável pela geração de milhares de empregos e pela projeção positiva do Produto Interno Bruto (PIB) no estado. Dados divulgados recentemente pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) mostram que foram exportadas 119,1 mil toneladas de carne bovina, um número 43% maior que no mesmo mês no ano de 2016. Já os embarques de carne de frango in natura somaram 335,2 toneladas, 21% mais do que em 2016. O pico de exportação de soja em grão neste ano ocorreu entre abril e junho. A receita com as vendas externas do complexo soja somou US$ 1,451 bilhão no mês passado, equivalente a um

aumento de 107,6% na comparação anual, segundo o MDIC. Daniel Grolli, Secretário de Desenvolvimento Econômico do municipal de Balsas disse à Redação da Folha do Cerrado, via whasapp, que “houve grande destaque para o município de Balsas, que demonstrou sua vocação para abrigar diversas empresas do agronegócio. Balsas não é mais fronteira agrícola. É região consolidada para produção de grãos e conta com todos os requisitos para instalação da Agroindústria. Estamos no caminho certo: Abrindo portas e mostrando os potenciais do nosso município”. Assinalou o secretário.

O estado tem a menor expectativa de vida do Brasil A maior esperança de vida ao nascer entre as Unidades da Federação foi em Santa Catarina, 79,1 anos, seguida por Espírito Santo, Distrito Federal e São Paulo, todos com valores acima de 78 anos. Completam a lista de estados com expectativa de vida acima da média nacional Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro. Já a menor expectativa de vida foi encontrada no Maranhão (70,6 anos). Em 1940, a expectativa de vida era de 45,5 anos, sendo 42,9 para homens e 48,3 anos para mulheres. Entre 1940 e 1960, o Brasil praticamente reduziu pela metade a taxa bruta de mortalidade (o número de óbitos de um ano dividido pela população total em julho daquele mesmo ano), caindo de 20,9 óbitos para cada mil habitantes para 9,8 por mil. A expectativa de vida ao nascer em 1960 era de 52,5 anos. Ao todo, a expectativa de vida aumentou 30,3 anos entre 1940 e 2016, chegando a 75,8 anos. Uma pessoa nascida no Brasil em 2016 tinha expectativa de viver, em média, até os 75 anos, nove meses e sete dias (75,8 anos). Isso representa

um aumento de três meses e 11 dias a mais do que para uma pessoa nascida em 2015. A expectativa de vida dos homens aumentou de 71,9 anos em 2015 para 72,2 anos em 2016, enquanto a das mulheres foi de 79,1 para 79,4 anos. Os dados fazem parte da pesquisa Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2016, realizada pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), que traz ainda outros aspectos da pesquisa. No Maranhão, quem nasceu em 2014 tinha a possibilidade de viver até os 70 anos. Em 2016, essa expectativa subiu seis meses, ficando em 70,6 anos. Embora tenha havido essa evolução, o Maranhão ainda figura em último lugar no ranking da expectativa de vida. Expectativa de vida aumentou 30,3 anos entre 1940 e 2016 Em 1940, a expectativa de vida era de 45,5 anos, sendo 42,9 para homens e 48,3 anos para mulheres. Entre 1940 e 1960, o Brasil praticamente reduziu pela metade a taxa bruta de

mortalidade (o número de óbitos de um ano dividido pela população total em julho daquele mesmo ano), caindo de 20,9 óbitos para cada mil habitantes para 9,8 por mil. A expectativa de vida ao nascer em 1960 era de 52,5 anos. Ao todo, a expectativa de vida aumentou 30,3 anos entre 1940 e 2016, chegando a 75,8 anos. Em 1940, um indivíduo ao completar 50 anos tinha uma expectativa de vida de 19,1 anos, vivendo em média 69,1 anos. Com o declínio da mortalidade neste período, um mesmo indivíduo de 50 anos, em 2016, teria uma expectativa de vida de 30,3 anos, esperando viver em média até 80,3 anos, ou seja, 11,3 anos a mais do que um indivíduo da mesma idade em 1940. Ainda em 1940, de cada mil pessoas que atingiam os 65 anos de idade, 259 atingiriam os 80 anos ou mais. Em 2016, de cada mil idosos com 65 anos, 628 completariam 80 anos. As expectativas de vida ao atingir 80 anos foram de 10,2 e 8,5 anos para mulheres e homens, respectivamente. Em 1940, estes valores eram de 4,5 anos para as mulheres e 4 anos para os homens.

MA vai receber 400 mil dólares para projetos em sustentabilidade Mais de 400 mil dólares já foram garantidos como investimentos para projetos em sustentabilidade no Maranhão, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (a COP, que este ano alcança a 23ª edição). O secretário de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Marcelo Coelho, participou de amplo debate durante o ‘Amazon Bonn Day’, ontem, em Bonn, na

Alemanha. Além das discussões focarem maneiras de se viabilizar os objetivos do Acordo de Paris (firmado durante a COP 21), o governo maranhense uniu-se aos demais governos que integram a Amazônia Legal a fim de discutir os desafios e as oportunidades para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. No painel apresentado por Marcelo Coelho, foram destaque

questões sobre o controle do desmatamento nos estados, produção sustentável e financiamento para a Amazônia. Um dos pontos altos da interlocução do governo maranhense com as instituições que fomentam as boas práticas e também oportunidades de negócios está na viabilização de projetos financiados por fundos internacionais.


07

Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

Rio Balsas, idealizada desde quando a empresa construtora divulgou uma cartilha com detalhes sobre as PCHs. Para isso, Miranda Neto convidou o deputado estadual Wellington do Curso, presidente da Comissão de Administração da Assembleia Legislativa do Maranhão, que veio acompanhado da equipe de TV da ALMA. No mesmo dia em que chegou para a audiência, Wellington e toda sua equipe se dirigiram para as margens do Rio Balsas, mais precisamente no local onde será construída a primeira barragem, de onde puderam observar muito desleixo e desprezo da população em relação aos cuidados fundamentais para a preservação do meio ambiente. De lá até os portos do centro de Balsas, Wellington observou e documentou várias irregularidades cometidas pela própria população, como esgotos e lixos lançados no leito e margens do rio, e pelo próprio Estado, como esgotos sanitários despejados diretamente da penitenciária. Wellington do Curso, ainda registrou marcos demarcados pela empresa energética e pontos de nível da água, que o fez arrancar, para mostrar durante a audiência

como se apoderam do meio ambiente mesmo sem consentimento dos órgãos administrativos do município. O deputado avaliou a construção dizendo “nós fomos surpreendidos com a possibilidade da instalação de 08 pequenas usinas hidrelétricas no rio Balsas. Por que fomos surpreendidos? Porque a preocupação maior e a preocupação que tem que ter é da preservação e dos cuidados

Uma Audiência Pública realizada na Câmara Municipal de Vereadores de Balsas, dia 12/12, contou com a presença de presidentes sindicais, Organizações Não Governamentais e vários segmentos da sociedade, onde foi discutida a provável

instalação de 08 PCHs Pequenas Centrais Hidrelétricas pela empresa Atiaia Energia no leito do Rio Balsas, acima da sede do município. A Audiência Pública foi uma iniciativa do presidente do IDERB - Instituto de Defesa do

O Porto do Itaqui deu mais um salto de modernidade e competitividade, com a entrega oficial do novo pátio para contêineres e do sistema de iluminação do complexo. Isso significa que o porto está mais atrativo para a iniciativa privada, ajudando a economia e os empregos no Maranhão. As entregas desta quinta-feira representam investimentos de R$ 16 milhões, com destaque para a iluminação, que permite a operação do porto 24 horas por dia, dando maior vantagem ao Itaqui. O pátio de contêineres, inclusive para refrigerados, também é um grande estímulo para o setor privado usar o porto, “um dos

melhores do Brasil”, frisou Flávio Dino. O sistema de iluminação abrange a chamada área primária, que é o coração das operações e concentra as atividades da carga e da descarga dos navios. Foram instalados postes em concreto armado e estruturas auxiliares em fibra de vidro, de modo a evitar a ação da maresia, garantindo maior vida útil ao sistema. Também foram substituídos todos os refletores de vapor metálico por refletores LED, reduzindo pela metade o consumo e ampliando a intensidade luminosa.

Contêineres O novo pátio tem capacidade para armazenagem de contêineres e cargas gerais, inclusive as que precisam de refrigeração. Isso amplia o uso do porto por empresas que exigem esse recurso. O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago, disse que as entregas de hoje atendem uma demanda antiga e praticamente dobram a capacidade de movimentação de contêineres no Itaqui. “Agora cabe a nós, junto com a iniciativa privada fazer essa realidade acontecer”, afirmou, referindo-se à nova expansão de qualidade e quantidade do porto.

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (DetranMA) e a Corregedoria Geral de Justiça (CGJ-MA) apresentaram, nesta quarta-feira (14), na sede do Detran-MA, na Vila Palmeira, o Comunicado Eletrônico de Venda de Veículos (e-CVV), resultado de uma parceria entre as duas instituições. O novo sistema online vai garantir mais segurança e comodidade aos usuários do Departamento, durante o processo de comunicação de venda dos

veículos. O e-CVV permite aos cartórios extrajudiciais de Tabelionato de Nota terem acesso à base de dados do Detran-MA. A partir da próxima da semana, no momento em que o vendedor e o comprador do veículo forem ao cartório reconhecer a assinatura do Certificado de Registro de Veículo (CRV) terão a opção de verificar se o veículo possui algum tipo de pendência ou restrição. O e-CVV também permite que

a comunicação da venda do veículo para o órgão de trânsito seja automática, evitando transtornos ocasionados pela não transferência da propriedade, como, por exemplo, processos judiciais ou multas de trânsito geradas meses após a venda. O sistema foi apresentado pelo presidente da Associação de Tabelionatos de Notas e Registro de Títulos e Documentos do Estado Maranhão, Thyago Ribeiro.

com leito do Rio Balsas. Não se preocuparam em melhorar o Rio Balsas, estão preocupados em degradar ainda mais o Rio Balsas. Eu estou falando com conhecimento de causa. Não chegamos somente para realizar Audiência Pública e falar por falar, pelo contrário, hoje percorri alguns trechos do Rio Balsas e constatamos muitas regularidades: dentre elas esgoto correndo a céu aberto e sendo despejado direto no rio; o absurdo que é o lixão, próximo à cidade, que com certeza no período chuvoso a água vai para dentro do chão, leva juntamente o lixo para a lagoa ao lado e vai ser despejado também no Rio Balsas, estão degradando o Rio Balsas. Nós temos assoreamentos nas margens do rio. E as pessoas não estão preocupadas com isso. Estão preocupadas em fazer usinas hidrelétricas. Então nós somos contra a instalação de usinas hidrelétricas e é por isso que estamos aqui realizando esta audiência pública. Precisamos ouvir e vamos denunciar ao Ministério Público, à Secretaria do Meio Ambiente, ao Governo do Estado do Maranhão. O governo do estado e a Secretaria do Meio Ambiente têm estado omisso nesta situação. Como que vão instalar uma usina hidrelétrica em um rio que já está comprometido, em um rio que está sofrendo, em um rio que está agonizando, em um rio que precisa de cuidados e precisa de apoio? Então todos nós precisamos nos unir: Câmara M u n i c i p a l , p re f e i t u r a , a população e o pouco que pude ouvir é um único sentimento, a população de Balsas não quer a construção de usinas hidrelétricas, população de Balsas quer respeito e quer que o Rio Balsas seja revitalizado,

seja preservado e tratado com responsabilidade.”. O deputado afirmou ainda, que após esta audiência, um relatório será apresentado ao MP, à SEMA, à Assembleia Legislativa, Câmara Municipal, prefeitura e ao governo do estado. A professora Célia Leite, Ecolinguística, na UEMA/Balsas, acentuou sua indignação perante o fato da construção das usinas qualificando muitos fatores, e disse que não é contra o p r o g r e s s o n e m o desenvolvimento, seria cegueira, porque todos precisamos de eletricidade para o dia a dia. Para Célia Leite “cada instituição ou organização deveria fazer uma reflexão sobre seus discursos, olhando para as suas práticas também”. O vereador Presidente da Câmara Municipal, Moisés Coelho, disse que representantes da empresa energética Atiaia ao procurá-lo para conversação a respeito das usinas afirmaram que mesmo que a população não aceitasse em consenso, a construção da barragem, o que fariam, responderam prontamente que eles têm a concessão federal e que não afetaria a construção. O a t o r, P e d a g o g o e apresentador de TV Francisco de Assis, declamou uma poesia do balsense Eloy Coelho Neto, que retratou seu amor pela terra em “Poema do Mundo da minha Terra - Cântico do Rio Balsas”: O vereador Graciliano Reis, autor do Projeto de Lei nº 1.374 de 25 de outubro de 2917 e sancionado pelo prefeito dr. Érik Augusto Silva, que declarou o Rio Balsas como Patrimônio Cultural Natural, Histórico, Ambiental e Turístico e todos os seus afluentes que banham o

O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novembro chegou à marca de 355.238, um decréscimo de 9% em relação ao mesmo período de 2016. No entanto, quando avaliada somente a natureza da indenização, os casos de morte cresceram 24% em relação ao mesmo período do ano passado, correspondendo a 37.492 indenizações. Os dados foram divulgados hoje (11) pela Seguradora Líder, administradora do Seguro Dpvat. Na cobertura por invalidez permanente, total ou parcial, foram registradas 263.923 ocorrências. Embora representem o maior volume de

indenizações pagas no período, esse montante foi 15% inferior ao registrado no mesmo período do ano anterior. Segundo a Seguradora Líder, a redução de quase 10% no total de indenizações pagas, em comparação com o mesmo período de 2016, reflete, por um lado, a conscientização da população; e, por outro, o rigor adotado pela companhia para combate a fraudes. De acordo com a empresa, foram evitadas, de janeiro a outubro, perdas de R$ 831,9 milhões, sendo R$196,7 milhões em indenizações indevidas não pagas por fraudes comprovadas. Motocicletas No período de janeiro a novembro de 2017, os

município. Explanou suas palavras de ordem contra as construções das barragens no leito acima do Rio Balsas.

Graciliano Reis não poupou palavras para expressar sua indignação em relação à empresa responsável pelas futuras construções das PCHs. O deputado Wellington do Curso encerrou a Audiência convocando as organizações sociais e a população em geral para a próxima audiência, marcada para fevereiro quando, segundo ele, estarão mais afiados, preparados e envolvidos diante dos relatórios. O deputado disse que “nós não vamos admitir, nós não vamos permitir” a construção das PCHs e se deixarmos acontecer Balsas estará pior do que está hoje. Mais adiante, Wellington disse que o Rio Balsas “não quer hidrelétricas, quer apoio do governo do Estado, para ser revitalizado, para cuidar das suas nascentes”. Ele implorou aos vereadores presentes que não deixem que as hidrelétricas aconteçam, em nome da população, que foi quem os

acidentes com motocicletas foram responsáveis por 74% das indenizações pagas pelo Seguro Dpvat. A região Nordeste continua com o maior número de casos de acidentes envolvendo este tipo de veículo, que responde por 63% das mortes no trânsito na região. A empresa destaca que as motocicletas representam apenas 28% da frota do país. De janeiro a novembro, a maior incidência de indenizações pagas foi para vítimas do sexo masculino, mantendo o mesmo perfil identificado em anos anteriores. Pessoas com idades entre 18 e 34 anos foram as mais atingidas no período, representando 49% do total, o que corresponde a cerca de 172 mil indenizações pagas.

ANUNCIE AQUI, LIGUE AGORA: (99) 3541-1094

(oi)99144-0175 (Tim)98194-3675


08

Balsas/MA, Novembro/Dezembro de 2017

Informe-se AMAPA: (99) 3541-7562

Encontro entre palestrantes, profissionais de RH e proprietários de empresas resultou em mais aprendizado. O IV RHSULMA ou o maior evento de RH do sul do Maranhão foi um grande encontro entre palestrantes, profissionais de RH e Contabilidade e proprietários de empresas, promovido pela AMAPA – Associação Maranhense dos Produtores de Algodão, que buscam, no meio da turbulência de mudanças no E-Social e inovações na CLT, maiores conhecimentos sobre o moderno conceito de RH, para melhor desempenho das funções por um caminho mais interativo e sustentável. D e s d e 2 0 1 5 , a A M A PA , idealizadora deste enriquecedor projeto, alimenta seus parceiros diante das mais diversas informações relacionadas ao RH e suas atualizações a partir do dia 11 de novembro de 2017, nas empresas e no E-Social como consolidação das obrigações trabalhistas. Neste IV RHSULMA, 24 e 25/11, foram inscritos o limite de 100 pessoas de 17 empresas do Sul do MA, PI, TO e BA, que ouviram 05 palestrantes, em dois dias. O encontro aconteceu no auditório da Pousada Recanto dos Pássaros (antigo Águas do Vale) e contou com o patrocínio de instituições, divididas em cotas, como a cota Master (maior valor) – AMAPA e IBA – Instituto Brasileiro do Algodão; cota Ouro (valor médio) – Fapcen, Grupo Progresso, Óticas Ponto de Vista, Instituto Treinar e Grupo Mateus; cota Prata (valor menor) – Educare, Papelaria Perpétua Socorro, Athos Contabilidade, Escritta Contábil, Ponto Max, Denapoli, Ecoseg, Gráfica Fênix, Nosso Estilo Agronegócios, SENAC, Farbras e Lavronorte. Sobre a organização do evento, o coordenador da AMAPA, sr. Wellington Nascimento, disse que “a intenção do evento não é ganhar dinheiro, mas fazer um evento qualitativo e rico em

conhecimentos, ou seja, somos resistentes sim aos casos de última hora vamos fazer um esforço para deixarmos de lado o ‘jeitinho brasileiro’ e agirmos com planejamento e antecedência” . E isso realmente causou admiração entre alguns participantes, que tiveram um custo de apenas R$ 50,00 pelas palestras, com almoço, lanches, cantinho do network após o encerramento, com direito a coquetel de frios, regado de som ambiente comandado pelo DJ Felipe Augusto à beira das piscinas do Recanto dos Pássaros. Wellington Nascimento, coordenador da AMAPA, camisa branca e calça preta, entre os palestrantes.

Palestrantes renomados como José Antônio Miguel, advogado e mestre em Ciência Jurídica, falou da Reforma das Leis Trabalhista; Diego Maciel, consultor empresarial, mestre em Ambiente e Desenvolvimento, usou o tema Criatividade para a Gestão de Conflitos; Marcelo Oliveira, também consultor empresarial e professor do IFMA – mestre em Ambiente e Desenvolvimento, Equipes eficazes, novas gerações e novo RH; Irapuan Antônio Nunes, Agrônomo e Engº em Segurança do Trabalho, discorreu sobre o tema e-Social, e o divertido e

surpreendente Vagner Garcia, consultor do PNUD/Sebrae, que animou a turma com uma palestra Motivacional. Todos eles preencheram as poucas lacunas almejantes de informações dos profissionais que souberam retribuir participativamente, interagindo os assuntos abordados com o ideal de relembrar ativamente para pôr em prática no seu dia a dia, em seus postos de trabalho. Raiane Patrícia Sousa Machado, Chefe Deptº RH da JR 4000, disse que “esta foi a primeira vez que participou dos encontros do RHSULMA, mas se soubesse que eram tão bons assim, teriam ido em todos. Mas daqui pra frente não faltarei mais. É muito gratificante e trás um grande aprendizado para nós, profissionais de RH.”. O palestrante motivacional Vagner Garcia, que fechou o encontro, disse que “muitas vezes a empresa busca criar um ambiente ou ela deve buscar criar um ambiente em que as pessoas queiram trabalhar nele. Muitas pessoas entram porque elas querem ganhar um dinheiro, querem ganhar salário, querem ir trabalhar, mas depois de um tempo elas começam a se desmotivar e chamar aquele trabalho de luta, de inferno, de ‘não aguento mais isso’ e a ideia é de a palestra mostrar para o pessoal do RH como que eles podem, com pequenas atitudes, fazerem grandes mudanças na empresa e promover um ambiente melhor de trabalho, ambiente que eu chamo que é o melhor lugar do mundo para se trabalhar.”

Vagner proferiu a palestra com magias e vídeos motivacionais de provocar suspiros e descontração, compondo a séria realidade dos RHs de hoje e o que é necessário para as empresas e colaboradores mudarem a partir desse IV RHSULMA: “se ele (empregado) é funcionário ele é feito para funcionar, então por isso que hoje não se chama mais nem de funcionário, chama-se de colaborador, pois ele é feito para colaborar. Ele é uma pessoa que pensa que pode ajudar, que pode contribuir para o crescimento da empresa, colaborar com o trabalho da empresa. Então, ele deixa de ser uma máquina que só funciona para ganhar dinheiro para ser alguém que colabora.” Sobre os eventos que a AMAPA promove, Vagner Garcia disse que “esta é uma iniciativa quase que única. Uma empresa privada que queira promover algo para a sociedade e fazer com que pessoas que estão dentro das empresas trabalhando com pessoas, que sejam pessoas melhores e que transformam em pessoas melhores também dentro das suas empresas. Então, essa é uma iniciativa plausível, que com certeza deve ter sua continuidade e deve ter sua adesão cada vez maior. Porque Balsas está ganhando muito com isso.”. O empresário Cristian Avozani, proprietário da Tecnolife, disse que “para mim teve uma grande importância porque foi passado muito conhecimento. Eu já tinha participado do III RHSULMA, então aprendi muita coisa e nesse aqui também falou bastante coisas trabalhistas que vão me ajudar bastante nessa questão. Toda essa parte da empresa lá sou eu que mexo, então os conhecimentos daqui tiveram uma grande importância e com certeza nos próximos que

tiverem eu estarei participando, porque são conhecimentos que ajudam o nosso dia a dia, para quem trabalha com empresa e mexe muito com o RH. Foram destacados vários pontos importantes nesse setor e pode ajudar muito no crescimento da mesma.” Como dono da Tecnolife Cristian disse ainda, acreditar “que a questão de focar no reconhecimento do colaborador é algo muito importante e que muitas empresas, elas deixam a desejar nesse sentido e uma pessoa que trabalha, um funcionário que trabalha desmotivados em uma empresa ele não traz bons resultados para mesma.” Ariadiny Oliveira Silva de Jesus, escritora, palestrante nas horas vagas, instrutora do SENAC/Balsas e instrutora de Educação Superior no IESB, disse que “o Encontro é de grande relevância sobre a nova reforma trabalhista não deixa de ser um assunto importantíssimo para quem trabalha com RH, para quem trabalha com qualificação profissional como eu que atua no Senac.”. Empolgada, Ariadiny analisa o evento, dizendo: “Eu acho que a palavra que resume isso foi aprendizado, muito conhecimento,

bastante coisa nova que foi trazida por todos os palestrantes, como o e-Social, uma questão bem polêmica agora, né? Então acho que foi bastante interessante e todos que estiveram aqui, que participaram, com certeza saíram capacitados e vão levar essa capacitação para as empresas que trabalham atualmente.”. Após o encerramento do IV RHSULMA 2017, o coordenador da AMAPA e idealizador do evento, Wellington Nascimento Silva, agradeceu a todos os patrocinadores, colaboradores, organizadores e participantes, anunciou o próximo evento (V RHSULMA 2018) com a mesma certeza do sucesso que foi este e convidou todos para o coquetel (Degust Buffet & Lanches) que podiam também buscar seus parceiros(as) para o cantinho do network, à beira das piscinas da Pousada Recanto dos Pássaros, animado de som ambiente e muito salgadinho, que além de fortificar os conhecimentos e as amizades entre os participantes, o network oportunizou a troca de ideias e informações sobre os momentos que passaram lado a lado, no auditório.

Jornal Folha do Cerrado - Balsas/MA - EDIÇÃO NOV./DEZ. 2018 - 2017  

Notícias de Balsas sul do Maranhão

Jornal Folha do Cerrado - Balsas/MA - EDIÇÃO NOV./DEZ. 2018 - 2017  

Notícias de Balsas sul do Maranhão

Advertisement