Page 1

ED XXXIX • DEZ 2016

GOIÂNIA

A cidade de 100 anos

ELEIÇÕES 2016

Novo comando na cidade

MERCADO

Construção civil vê sinais de recuperação


ÍNDICE

LANÇAMENTOS

­­­­­­­Expediente ADEMI – GO )(62) 3281.0115 *ademi@ademigo.com.br Rua T-53, 297 c Rua 15 – Setor Marista Goiânia/GO – CEP 74150-310 COMERCIALIZAÇÃO Rodrigo Crispim )3281.0115 – 8167.0494 *rodrigo@ademigo.com.br DIRETORIA EXECUTIVA ADEMI-GO

edi torial 06

PRESIDENTE Renato de Sousa Correia (Vega) VICE-PRESIDENTE Ricardo Silva Reis (GPL) DIRETOR FINANCEIRO E DE RELAÇÕES COM BANCOS Maurício Figueiredo Menezes (Toctao) DIRETOR DE INCORPORAÇÃO, PESQUISAS E ESTATÍSTICAS Fernando Coe Razuk (EBM) DIRETOR DE MARKETING, COMUNICAÇÃO E EVENTOS Marcelo Moreira (CMO) DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO DE PARCERIAS Leandro Daher da Costa (Tropical Urbanismo) DIRETOR DE RELAÇÕES COM PREFEITURAS DE GOIÂNIA E REGIÃO METROPOLITANA Marcelo Borges Silva (Terral) DIRETOR DE RELAÇÕES COM CONCESSIONÁRIAS PÚBLICAS E CARTÓRIOS Rodrigo Queiroz da Silveira (Queiroz Silveira) DIRETOR DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE José Virgílio Carvalho Abreu (Rizzo) CONSELHO FISCAL Romeu da Silva Neiva Júnior (Innovar) José Rodrigues Peixoto Neto (Prumus) Santos Benicio Tavares (Conenge) JORNALISTA RESPONSÁVEL Reynaldo Rocha 8127.0135 reynaldo.rocha@gmail.com PROJETO GRÁFICO E ARTE Galeria Comunicação Toda forma de expressão TIRAGEM 20.000 Exemplares IMPRESSÃO Gráfica Amazonas

CON FLI TO 12

in for ma tivo 08 DE VOLU ÇÃO 14

MER CA DO 10 JURÍ DI CO 16

INV ESTI MEN TO 18

GOI ÂN IA 20

MI NHA CASA 24

ELE IÇÕ ES 26

CON SUMI DOR 28

SUS TEN TABI LIDADE 30

GAS TRO NO MIA 32

ES TÁ GIO 34

ART IGO 35

ON de RETI RAR 36

BUENO Brava 07 Detail 11 Matiz 13 Romanée 15

VILA ROSA Ecovitta 31

OESTE Ária das Artes

25

Poème

29

JARDIM ATLÂNTICO Mirante

17

Varandas de Ipanema

19

VILA JARAGUÁ Reserva Jaraguá 33


2016 é um ano especial para a EBM. Estamos celebrando 35 anos de prazer em fazer bem feito e outros números que nos enchem de orgulho.

2.2

milhões de m2 construídos

155

empreendimentos entregues

8

vezes a construtora mais lembrada na pesquisa de mind share Pop List

40

Entre as maiores construtoras do Brasil no Ranking ITC

Condições especiais e prêmio para você comemorar junto.

APARTAMENTOS COM VANTAGENS EXCLUSIVAS E ARMÁRIOS (1) DA GRIFE MUNDIAL FLORENSE .

O P E N H O U S E


BUENO / 3 SUÍTES

editorial

NOVO RUMO EM 2017 Renato de Sousa Correia Presidente da Ademi

06

Goiânia estará sob nova administração a partir de janeiro de 2017. Depois de um processo eleitoral democrático, no qual sobressaiu a vontade da maioria da população, passamos agora a vislumbrar os próximos passos para elevar Goiânia à condição de uma das dez melhores cidades do Brasil para se viver. Há dois anos, o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese) se prepara para ser parte desse processo de mudança, com o objetivo de, num prazo de pouco mais de 16 anos, atingir as metas traçadas no documento “Goiânia 2033 – O Centenário”. O prefeito eleito conheceu de perto as estratégias do Codese e assumiu o compromisso de trabalhar em unidade para que Goiânia consiga alcançar esse objetivo. Além disso, o novo gestor recebeu o Título de Presidente de Honra do Codese, em um grandioso evento realizado na noite de 7 de novembro de 2016, consolidando

o compromisso com Goiânia e seu futuro.

cidade e as saídas mais eficientes para cada problema colocado.

O documento “Goiânia 2033 – O Centenário” traz diretrizes que, se aplicadas, influenciarão diretamente no desenvolvimento da cidade, sobretudo nos aspectos econômicos e sociais. Como Presidente de Honra do Codese, o prefeito Iris Rezende poderá interagir com mais profundidade com os membros da entidade, que fez um raiox abrangente sobre a realidade socioeconômica do município, e encontrar os melhores caminhos para alavancar índices que colocarão Goiânia em posição de destaque no cenário nacional.

O Codese espera, a partir do próximo ano, compartilhar com o poder público este novo modelo de gestão, que utiliza a visão de longo prazo, além de ser parceiro nas discussões acerca do futuro de Goiânia, estimulando a transparência e a eficiência para vencer os principais desafios de nossa cidade. Experiências parecidas já foram testadas, com sucesso, em outras cidades brasileiras, do mesmo porte ou até maiores que a Capital goiana, mostrando que o compromisso com o desenvolvimento independe do tamanho espacial, mas muito mais da vontade política e da capacidade administrativa daqueles que, de fato, sonham e lutam por uma urbe mais justa e igualitária.

Feito com o auxílio de consultores especializados e nacionalmente reconhecidos, o estudo sobre a Goiânia de 2033 servirá como referência para a nova gestão, um diagnóstico importante dos principais gargalos da


INFORMATIVO

LIFE STYLE A EBM Desenvolvimento Imobiliário apresentou no último dia 15 de setembro, para aproximadamente 60 corretores de imóveis, o novo lançamento da linha Life Style da empresa. Com vista exclusiva para a Alameda Ricardo Paranhos, o projeto reunirá a tradição da EBM em oferecer a melhor localização com o novo conceito de Design building, que alia espaços funcionais com design. O meeting proporcionou aos corretores conhecer todos os detalhes do novo projeto da empresa, em parceria com grupo Cyrela.

INFORMATIVO

TRAINEE A MRV Engenharia acaba de lançar o Programa Trainee da companhia para 2017 e inicia a seleção de jovens para assumir cargos na empresa. Ao todo, são 13 vagas para atuação nas áreas de Desenvolvimento Imobiliário, Comercial, Controladoria, Planejamento Financeiro e Tecnologia da Informação. Em sua 7ª edição na companhia, o Programa Trainee MRV tem como objetivo preparar jovens para assumir cargos-chave e construir uma carreira na empresa.

PARQUE Goiânia é uma capital jovem, de arquitetura predominantemente contemporânea, com exceção das construções art déco concentrados no Centro da cidade. Trazendo uma referência clássica para a capital, a GPL Incorporadora, a Terral e a Town Desenvolvimento Imobiliário desenvolveram, no Setor Marista, o primeiro Parque Arquitetônico Privativo de Goiânia, um complexo de arquitetura e estilo de vida, composto por detalhes da arquitetura inglesa que conferem ao projeto atemporalidade e sofisticação.

POLO

ENGENHEIROS

Com foco na indústria, o Sicoob Engecred-GO expande suas atividades a partir da abertura de um Ponto de Atendimento no Polo Empresarial de Aparecida de Goiânia. A nova unidade vai atender às demandas de executivos e colaboradores das empresas da região. O evento de inauguração foi realizado no dia 29 de setembro e reuniu a diretoria da instituição financeira cooperativa e representantes das indústrias instaladas no Polo Empresarial.

O Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (SENGE-GO) inaugurou em setembro na Rua Franklin Roossevelt, Setor Nossa Senhora D’Abadia, sua regional. O evento contou com a participação dos 18 sindicatos estaduais filiados à Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), autoridades, profissionais e público em geral.

SEGUROS O Convênio CBIC entra no mercado para atender à exigência dos bancos na obtenção do crédito para construção. O Seguro DFI (Danos Físicos ao Imóvel),com cláusula beneficiária ao banco credor, por exemplo, atende a uma exigência básica na tomada do crédito. É a menor taxa do mercado, sempre inferior a ofertada por seguradoras de propriedade ou parceria dos bancos. Emissão em até 24 horas.

INTERCÂMBIO LOTEAMENTO

08

Um novo jeito de pensar o urbanismo está sendo desenvolvido pelos empresários Eduardo Oliveira e Paulo Henrique Ribeiro. A dupla compõe a CINQ Desenvolvimento Imobiliário, que iniciou operações no mercado goiano em 2013, momento em que se dedicou a pesquisas e planejamento para preparar um novo conceito de moradia. Em um espaço de quatro mil metros quadrados, a empresa reproduziu uma quadra do condomínio horizontal, em tamanho real, projeto apresentado ao público e a potenciais compradores no dia 17 de setembro.

PRAÇA A Prefeitura de Aparecida de Goiânia entregou no final de setembro para a população a nova praça Norberto Teixeira, no setor Belo Horizonte. Totalmente revitalizada, a obra, feita pela MRV Engenharia, faz parte das obras do projeto “antes e depois”, implantado pela empresa, que visa a revitalizar a região onde será construído um empreendimento do grupo. No bairro, será lançado o Gran América.

INSPIRARE Com o lançamento do empreendimento Inspirare, a Construtora Bambuí tem espaço para quem corre na Alameda Ricardo Paranhos. No local, guarda-volumes, trocadores, massagem e espaço de degustação. O horário de funcionamento do espaço é das 7 às 21 horas, de segunda-feira a domingo.

ALTO DO BUENO A FR Incorporadora entregou em setembro mais um empreendimento de alto padrão numa das áreas mais valorizadas de Goiânia: o Cora Alto do Bueno. Com uma fachada imponente em estilo neoclássico, o residencial está localizado no cruzamento da Avenida T-13 com Rua T-37. O Cora Alto do Bueno oferece amplos apartamentos de 126 a 165 metros quadrados, com unidades opções de três e quatros suítes e três vagas para garagem.

QUALIFICAÇÃO A Opus Inteligência Construtiva recebeu parecer favorável da Ernst & Young (EY), empresa americana especializada em auditorias contábeis de empresas com capital aberto. Com duração de seis meses, a auditoria valida dados contábeis, financeiros e patrimoniais da empresa e o parecer indica que a Opus está utilizando práticas e controles adequados nessas áreas.

CONHECER A Toctao recebeu agora em outubro, pelo 7º ano, o Programa Empresário Sombra por um dia, promovido pela Junior Achievement. A ação proporciona aos jovens de ensino médio a oportunidade de conhecer o dia-a-dia de um profissional atuante na área de formação almejada pelo estudante, acompanhando sua jornada de trabalho e suas tarefas rotineiras, podendo, assim, ter uma visão mais ampliada sobre o exercício da profissão.

Na busca contínua por melhorias nos processos construtivos, valorizando o intercâmbio de informações, um grupo de construtoras goianas, denominado Encontros Construtivos, tem se reunido regularmente para compartilhar suas boas práticas e buscar soluções para os processos das empresas. O objetivo dos encontros é relatar boas práticas e exemplos de diferenciais praticados pelas empresas participantes.

POLO JURÍDICO Ficar perto de tudo que você precisa quando se trata de negócios facilita a vida de muitos profissionais. Um bom exemplo está no Lozandes Corporate Design, da Queiroz Silveira Construtora e Incorporadora, que teve cerca de 60% de suas salas comerciais do complexo vendidas para profissionais da advocacia. O empreendimento fica ao lado sede do Ministério Público Federal e do polo jurídico da cidade. 09

PRONTO Os incorporadores Eugênio de Carvalho Neto e Mário Valois, da Dinâmica Engenharia, e Adão Luiz de Andrade, da Sousa Andrade Construtora, celebraram a em agosto último a conclusão do Residencial Only Marista, em coquetel preparado especialmente para os proprietários. A 150 metros do Parque Areião, o empreendimento, em torre única, possui 134 apartamentos de 3 ou 2 suítes e 111m² cada. Entre seus diferenciais está a Suíte Master, que possuí inclusive duas cubas para a comodidade do casal.

VINTE ANOS O Grupo Toctao comemorou no último mês de agosto 20 anos de atuação no mercado de construção civil. Ao longo de sua trajetória, a empresa desenvolveu portfólio grande e diversificado, sem perder de vista a responsabilidade social e ambiental, atuação ética que rendeu ao grupo vários prêmios. A Toctao atua em diferentes setores da engenharia – prestação de serviços de construção, energia, concessão de saneamento, urbanismo e incorporação imobiliária.


BUENO / 3 SUÍTES

MERCADO

CONSTRUÇÃO CIVIL VÊ SINAIS DE RECUPERAÇÃO Correio Braziliense

10

Apesar de o número de obras paradas no País ser grande, há sinais de que o canteiro de obras pode ser reaberto. No mês passado, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciou a retomada da construção de 10,6 mil unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) que devem somar R$ 167,2 milhões em investimentos. De acordo com a pasta, essa é uma parte “das 50 mil unidades com obras paradas deixadas pela gestão anterior”. Para o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, o anúncio é positivo e deverá ajudar o setor a se recuperar. No entanto, ele alerta que a volta do crescimento do segmento ainda deve demorar, pois há projetos que levam até cinco anos para serem iniciados. (Fonte: Blog Robson Pires)

SETOR VOLTA A PEDIR AO GOVERNO REAJUSTE NO VALOR DOS IMÓVEIS FINANCIADOS PELO SFH Diante do aumento do número de imóveis em estoque e do crescimento do volume de devoluções, entidades do setor imobiliário se uniram para negociar com o governo reajuste no valor dos imóveis financiados pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) dos atuais R$ 750 mil para até R$ 1,5 milhão. A proposta foi apresentada ao Banco Central e ao Ministério do Planejamento e, de acordo com os representantes das associações, “foi bem recebida” pelas autoridades. A expectativa dos empresários é de que a mudança ocorra ainda este ano. A ideia é que o enquadramento no SFH — que possui taxas mais atraentes no mercado porque utiliza os recursos da caderneta de poupança — tenha dois tetos. Um, de R$ 1 milhão, para quem

pretende comprar imóvel usando recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS); e outro, de R$ 1,5 milhão, para os que optarem usar a modalidade de empréstimo SFH sem necessidade de saque do FGTS.

X FICONS APOSTA NA RETOMADA DOS NEGÓCIOS NO SETOR CONSTRUTIVO X Feira Internacional de Materiais, Equipamentos e Serviços da Construção (Ficons), realizada a cada dois anos, é a maior feira voltada para o setor no Norte e Nordeste do País. Participaram este ano, em setembro, cerca de 30 mil visitantes de mais de 20 Estados brasileiros, entre engenheiros, arquitetos, construtores, mestres de obras e outros profissionais atuantes no setor construtivo. Para o presidente do Sinduscon- PE (entidade promotora do evento, Gustavo de Miranda, a Ficons impulsionou negócios avaliados em mais de R$ 100 milhões. “Embora tenhamos visitantes que comparecem à feira para observar as novidades e os produtos disponíveis hoje no mercado com o objetivo de adotá-los em suas obras particulares ou reformas, na Ficons os negócios são feitos entre empresas, de CNPJ para CNPJ”, explica. Em sua décima edição, a feira apresentará também sugeriu soluções sustentáveis, como as voltadas para adoção de energia solar tanto para empreendimentos em construção quanto para condomínios já estabelecidos, além de produtos voltados para o saneamento básico e o reuso da água, revelando uma preocupação cada vez mais premente do setor e do seu consumidor final com a escassez de recursos básicos, aliada ao crescente potencial de transformação de materiais recicláveis.

SENADO APROVA PROGRAMA QUE AGILIZA CONCESSÕES PÚBLICAS O Plenário do Senado Federal aprovou o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), criado nos primeiros dias do então governo interino de Michel Temer. A proposta visa a agilizar as concessões públicas, eliminar entraves burocráticos e excesso de interferências do Estado. O projeto seguiu à sanção presidencial. O texto aprovado é um substitutivo do senador Wilder Morais (PP¬GO) à Medida Provisória (MP) 727/2016. Os empreendimentos incluídos no PPI deverão ser tratados como “prioridade nacional” por todos os agentes públicos de execução e controle da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios. Segundo o governo, o programa garante segurança jurídica aos investidores privados. Além disso, estabelece regras estáveis, amplia a interação entre o Estado e a iniciativa privada por meio da celebração de contratos de parceria para a execução de empreendimentos públicos de infraestrutura e de outras medidas de desestatização. A MP criou o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República e também autorizou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a constituir e participar do fundo de apoio à estruturação de projetos. A medida estabelece ainda como dever dos órgãos governamentais a atuação de forma coordenada para que a viabilização dos empreendimentos do PPI ocorra “de forma uniforme, econômica e em prazo compatível com o caráter prioritário nacional do empreendimento”.

Varanda Gourmet

Detalhes que refletem valorização e qualidade de vida.

3 Vagas de Garagem

Piscina

VISITE O DECORADO NA AV. T-54, SETOR BUENO.

3941-8087 Imagens ilustrativas com sugestão de layout. Móveis, decoração e acabamento a serem entregues conforme Memorial Descritivo. Registro de incorporação: R2-263.334.


CONFLITO

1 Página - Matiz - FR Construtora..pdf

MEDIAÇÃO AVANÇA COMO SOLUÇÃO PRÁTICA PARA O ENTENDIMENTO Setor da construção estimula entidades a criarem Câmaras de Mediação nos Estados para dar credibilidade ao sistema

12

Oficialmente instituída pela Lei Federal 13.140/2015 (Lei de Mediação), em vigor desde o último mês de dezembro, e reforçada no último mês de março pela Lei 13.105/2015, que criou o novo Código de Processo Civil, incentivando as partes a buscar solução pacífica para os seus embates, a mediação de conflitos vem avançando no País. O objetivo é mudar a atual cultura judicialista nacional, em que todas as questões precisam necessariamente passar pelo Judiciário para serem resolvidas no Brasil. A mediação é uma alternativa à solução de conflitos, o que não significa necessariamente o acordo que, mal feito, pode desencadear outros enfrentamentos. Para o presidente do Conselho Jurídico da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CONJUR/CBIC), José Carlos Gama, a nova lei é um estímulo para que o setor se antecipe e comece a formar Câmaras de Mediação, dando credibilidade nacional ao sistema. Uma das justificativas à defesa dessa ação é a estimativa de que até o final deste ano o País atinja 207 milhões de brasileiros (IBGE) e 110 milhões de processos na Justiça do Trabalho, segundo Francisco Maia, presidente da Comissão de Conciliação e Arbitragem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e presidente do Conselho Jurídico do

Secovi-MG (CMI/Secovi-MG). É como se todos os brasileiros estivessem demandando, já que geralmente são necessárias duas pessoas para cada processo, ressalta Francisco Maia, defensor da mediação. É preciso lembrar que um juiz recebe, em um ano, cerca de um processo por hora no Brasil. A cada cinco segundos é distribuída uma nova ação na Justiça brasileira. Na média, o juiz teria 17 minutos para analisar cada um desses processos por ano, completa Maia. O mais grave é que as empresas gastaram em 2015 cerca de R$ 124 bilhões com ações judiciais. O que significa, 2% do PIB, diz. Isso, segundo ele, reforça o sentimento generalizado de que é preciso buscar algo que não o judiciário, lembrando, no entanto, que é ele quem garante a eficácia da solução mediada. A mediação é uma atividade técnica exercida por uma pessoa imparcial que tenha a confiança das partes e seja capaz, no sentido jurídico, de auxiliá-las a identificar ou desenvolver soluções consensuais de maneira consciente e voluntária para o impasse, que possa ser resolvida por meio do diálogo. É permitida em toda matéria que admita reconciliação, transação ou acordo, sendo melhor indicada para os casos em que se deseja que as relações entre as partes envolvidas restem preservadas após a resolução do conflito, menciona Raul Amaral, sócio gestor da Área de Direito Civil e Regulatório da R.Amaral Advogados. Dois grandes ganhos gerados pela mediação são a diminuição de custos e a redução do tempo médio de resolução de conflitos. Além disso, a mediação também permite aos participantes controlarem os procedimentos, uma vez que a decisão de iniciar ou pôr fim à mediação cabe aos envolvidos; mantém a confidencialidade do conflito, prevista na lei, e é um meio flexível e informal.

Segundo Carlos Del Mar, advogado e membro dos Conselhos Jurídicos do Sinduscon-SP (Sindicato da Construção) e do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), na mediação, o mediador não decide nada. Ele aproxima as partes. O objetivo é o acordo. A mediação apoia a construção do consenso. O mediador tem habilidade para propor soluções para o problema. Como ele é técnico, já faz um filtro, destaca. O advogado lembra que o litígio é ruim para todos. Uma ação judicial demora de oito a dez anos.

Modelo de cláusula de mediação, como requisito prévio à promoção de ação judicial:

C

M

Y

CM

MY

No caso de qualquer disputa oriunda do presente Contrato ou com esteção. § 1º. A realização da primeira reunião de Mediação deverá ser realizada dentro do prazo de 30 a 45 dias, contado a partir da data de entrega do convite pela Parte interessada à outra Parte. § 2º. A Mediação será realizada na sede da Câmara Nacional de Mediação e Arbitragem dos Profissionais Liberais, com endereço na Av. Dom Luís, n.º 500, Sala 1830, Aldeota, Cidade de Fortaleza, Estado do Ceará. § 3º. O mediador será escolhido pelas Partes dentre aqueles que compõem uma lista fornecida pela Câmara, e na falta de consenso, o mediador será nomeado pelo Presidente da Câmara. § 4º. Caso a Parte convidada não compareça à primeira reunião da mediação, estará sujeita ao pagamento de multa equivalente a 2% do preço do imóvel, conforme previsto no Contrato. § 5º. Se a disputa não tiver sido solucionada por Mediação a Parte interessada poderá recorrer ao Poder Judiciário para requerer as medidas que entenda pertinentes.

CY

CMY

K

1

25/07/16

17:57

BUENO / 3 SUÍTES


BUENO / 3 SUÍTES

DEVOLUÇÃO

O DILEMA DOS DISTRATOS Patricia Valle Revista Exame

O mercado imobiliário foi duramente afetado pela recessão, e é natural que seja assim. O preço de casas e apartamentos vem caindo há meses. Com imóveis encalhados, algumas incorporadoras têm dado descontos de 30%, 50% e até 70% para conseguir vender — além de pagar parte da decoração. No segmento comercial, cerca de 25% dos escritórios do País estão vazios.

14

Ainda que a economia comece a se recuperar no fim deste ano, tudo indica que a retomada do setor imobiliário será lenta. O crédito, motor desse mercado, está mais caro e bem mais escasso. Além disso, o desemprego é recorde, e a última coisa que passa pela cabeça de quem está sem trabalho, ou acha que pode ficar sem num futuro próximo, é financiar uma casa. Diante desse cenário, é compreensível que quem comprou um imóvel nos tempos de euforia, quando o preço subia quase todo mês, sinta uma ponta de arrependimento. Afinal, é na crise que surgem as oportunidades de pagar barato. Diante dessa situação, os compradores não têm dúvida: estão devolvendo os imóveis adquiridos nos últimos tempos para as construtoras e pegando o dinheiro de volta. O número aumenta a cada mês, o que transformou a situação no maior enrosco do mercado imobiliário nacional — o pior de tudo é que, na busca por uma solução, ninguém se entende. Um prédio leva em torno de três anos para ser construído. Quem compra na planta vai pagando prestações até que o imóvel fique pronto — e, nesse momento, costuma pegar um financiamento bancário para quitar o que falta.

Em três anos, claro, muita coisa pode mudar. Se mudar para pior e o comprador ficar sem dinheiro para pagar pelo imóvel, a opção acaba sendo desistir da compra. Os contratos de compra e venda feitos pelas incorporadoras têm cláusulas de devolução que estabelecem que as empresas podem ficar com uma fatia do que o consumidor pagou — e que costuma variar de 20% a 60% do total efetivamente gasto. Mas, inconformados por ter de deixar dezenas de milhares de reais para trás, muitos compradores têm entrado com ação na Justiça para receber tudo o que pagaram — somente em 22 incorporadoras de São Paulo, o número de processos aumentou 45% no ano passado, para 7 686 casos, e a maioria está ligada a casos de desistência.

REGULAÇÃO E aí cada juiz decide uma coisa: há os que concordam com as empresas, os que suavizam as multas e os que mandam as incorporadoras devolver tudo com juros e correção monetária. Quem está certo? Por incrível que pareça, ninguém — nem empresários, nem juízes, advogados e entidades de defesa do consumidor — sabe direito. Quando lançam um empreendimento, as incorporadoras só começam a construí-lo quando vendem, no mínimo, um terço dos imóveis. Caso contrário, o risco fica grande demais e o projeto é abandonado. “As desistências surgem em momentos econômicos ruins, justamente quando é mais complicado revender os imóveis devolvidos”, diz João Paulo Rio Tinto de Matos, presidente da Associação de

Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro (AdemiRJ). O maior risco, portanto, é que as incorporadoras fiquem sem dinheiro para terminar a obra. Segundo a agência de classificação de risco Fitch Ratings, o distratos corresponderam a 41% das vendas no ano passado. Além disso, ao lançar um empreendimento, as incorporadoras têm despesas administrativas, de marketing e corretagem que são diluídas no preço dos imóveis. Por isso, segundo executivos do setor, elas precisam ficar com parte do que o consumidor pagou, e essa parcela depende de quanto foi pago e também de quanto a empresa gastou no lançamento. “Se for um percentual fixo, pode ficar injusto: em alguns casos a construtora será prejudicada; em outros, o consumidor”, diz Francisco Loureiro, desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ainda assim, todas as tentativas de organizar a bagunça dos distratos buscam fixar um percentual. Há dois projetos de lei no Congresso sobre o assunto. O do senador Romero Jucá estabelece que, em caso de rompimento do contrato por parte do comprador, a empresa poderá reter até 25% do que ele já pagou mais 5% do valor do imóvel (como indenização pelas despesas de lançamento). O projeto recebeu um pedido de emenda da senadora Marta Suplicy, que limita o valor da retenção a 10%.


JARDIM ATLÂNTICO / 2 QUARTOS

JURÍDICO

É LEGAL O PAGAMENTO DE COMISSÃO SEM INTERMEDIAÇÃO Secovi-SP

cheques: um para o corretor, outro para a empresa. Mesmo assim, o valor total da operação permanece o mesmo”, explica o vice-presidente da entidade. Com o fim do atual molde de cobrança, fatalmente, no futuro, o adquirente de imóveis seria penalizado. As empresas não teriam como absorver os custos decorrentes dessa decisão, e, certamente, repassariam isso ao comprador, impactando o preço final dos imóveis. Ainda, para a entidade, a decisão do STJ ampara o necessário equilíbrio nas relações entre incorporadora, intermediadores e compradores. “Declarar ilegal a cobrança seria incorreto com os operadores do mercado. O corretor, decididamente, presta serviços a ambas as partes e merece sua remuneração.”

16

Acolhendo tese do setor defendida pelo Secovi-SP, a 2ª seção de Direito Privado considerou que o pagamento efetuado diretamente pelo comprador de imóveis não causa prejuízo a nenhuma das partes, desde que fixado de forma transparente em contrato. O Secovi-SP avalia de forma muito positiva a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), proferida em agosto último, confirmando que o pagamento da comissão de intermediação imobiliária pelo comprador é legal e não configura prática abusiva contra o adquirente. Com isso, a Corte uniformiza o entendimento sobre o assunto em âmbito nacional, trazendo a necessária segurança jurídica para quem compra, intermedia e vende imóveis de lançamentos. “Levamos à Corte o esclarecimento de que o valor dessa comissão já compõe o preço final do imóvel. Logo, o comprador em nada é lesado, pois não lhe é imposta nenhuma cobrança além daquela anunciada pela incorporadora

e pactuada em contrato”, pontua Flávio Prando, vice-presidente de Intermediação Imobiliária e Marketing do Secovi-SP. Para o STJ, é válida a cláusula que transfere o pagamento da comissão de intermediação, desde que o comprador seja previamente informado acerca do preço total da unidade. “Entendeu-se pela validade quando observados os deveres de transparência e informação, princípios que já regem as boas práticas de mercado”, diz Prando. Uma das razões que nos últimos anos motivou a enxurrada de ações contra empresas do setor foi a chamada comissão cobrada em apartado na compra de unidades residenciais novas. Muito comum, esse sistema prevê que o comprador do imóvel pague a comissão diretamente a quem faz intermediação do negócio. “Nessa modalidade, a única diferença é que os serviços de intermediação são pagos separadamente do valor destinado à construtora. Ou seja, o cliente faz dois

Em relação à Sati (Serviço de Assistência Técnico-Imobiliária), o STJ entendeu que sua cobrança é abusiva e aplicou prazo prescricional de três anos para que se recorra de pagamentos efetuados nesse período.


JARDIM ATLÂNTICO / 3 SUÍTES

INVESTIMENTO

IMÓVEIS DE ALTO PADRÃO OCUPAM ÁREAS NOS SETORES MAIS NOBRES DA CIDADE Marista é o bairro mais caro Berço dos imóveis de alto padrão, o setor tem projetado a capital ao topo das capitais para investimento

18

Em Goiânia, o Setor Marista continua liderando o ranking das regiões mais caras, com a presença de empreendimentos cada vez mais luxuosos, segundo pesquisa do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Goiás (Creci-GO). Grande parte dos imóveis de alto padrão se no bairro e a tendência do mercado imobiliário é aquecer ainda mais a região com a implantação do Parque Arquitetônico Privativo, uma quadra em arquitetura inglesa no triângulo contornado pelas ruas 13, 36 e 34A, batizado como “coração do Marista”, em razão do seu formato e localização. O lançamento dos dois residenciais que integram a tríade, Dinastia e Époque Living Desire, aconteceu no sábado, 12 de novembro. Durante todo o dia, o público pôde conhecer o apartamento decorado da Torre Dinastia, e os detalhes do projeto. A quadra ainda é integrada pelo Victorian Living Desire, lançado em 2013, já em obras com previsão de entrega em 2017. Antes mesmo do lançamento oficial, os residenciais já têm vendas contabilizadas, o que sinaliza o aquecimento do setor de alto padrão. De acordo com um dos incorporadores do Parque Arquitetônico Privativo, Guilherme Pinheiro de Lima, o movimento demonstra que o setor está sendo impulsionado pelo bom desempenho do agronegócio e a

instalação de novas indústrias em Goiás. “O mercado imobiliário de alto padrão em Goiânia sofreu pouco com a crise econômica. O Estado - que na última década percebeu um crescimento de 115% no número de milionários, pessoas com renda superior a US$ 1 milhão, segundo dados da Receita Federal possui a Capital com uma das maiores concentrações de riqueza do País, o que tem fortalecido o setor imobiliário de alto padrão”, informa o incorporador. Além disso, ele ressalta que o projeto do Parque Arquitetônico foi idealizado para atender ao patamar de exigência e sofisticação de seu público. “Todo o projeto foi pensado a partir das suas minúcias, a fachada foi desenhada a partir da inspiração nas mais clássicas construções inglesas, o que agrega ainda mais valor ao empreendimento, principalmente considerando o perfil do investidor, cada vez mais ciente do que quer e como quer para viver”, diz.

Mercado de alto padrão em Goiânia Dados da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (AdemiGO) mostram que cresceu nos últimos anos a oferta destes empreendimentos e a valorização dos lançamentos de alto padrão em Goiânia aumentou em média 66,6% entre 2010 e 2015. A média de preço do metro quadrado

do imóvel deste segmento aumentou de R$ 3.956,29 em 2010 para R$ 6.594,09, mas a capital possui hoje empreendimentos que custam até R$ 14 mil o metro quadrado. Para o especialista em mercado imobiliário, Ricardo Teixeira, as estatísticas demonstram o grande potencial de valorização da cidade que pode ser comparado ao crescimento das principais capitais do País. “Enquanto a cidade de São Paulo, já tradicionalmente consagrada no mercado de alto padrão, possui imóveis de luxo que custam em média R$ 20 mil o metro quadrado, Goiânia, mesmo, sendo uma capital ainda muito jovem, já dispõe de empreendimentos com valores que começam a se aproximar à média dos paulistanos. Por isso, apostar em imóveis deste segmento é um investimento certo, principalmente se ele estiver bem localizado”, certifica.o especialista. Segundo ele, embora com grande potencial de valorização, o metro quadrado ainda é considerado vantajoso para investidores d e outros Estados. Já a valorização deve acontecer em ritmo ainda maior na medida em que Goiânia começar a ter escassez das áreas nobres. “Enquanto São Paulo tem mais de quatro séculos, sem áreas disponíveis, nós ainda temos uma grande oferta”, explica.


GOIÂNIA: 1OO A CIDADE DE

20

O prefeito eleito de Goiânia, Iris Rezende, foi homenageado na noite de 7 de novembro (7), em evento no Teatro Rio Vermelho (Centro de Convenções), pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese), pelo êxito obtido nas eleições municipais e por ter aceito fazer parte do projeto da entidade, que pretende colocar Goiânia entre as 10 melhores do Brasil para se viver até o ano de 2033, quando completará um século de fundação. Na ocasião, o peemedebista foi empossado Presidente da Honra do Codese, dando início a uma parceria entre a entidade e a Prefeitura de Goiânia, com vistas à implantação de uma série de medidas propostas pelo conselho, formado por diversos sindicatos e associações da sociedade civil organizada. Todas as políticas propostas pelo Codese foram reunidas no livro Goiânia 2033 - O Centenário, entregue a Iris Rezende e aos demais candidatos à Prefeitura de Goiânia ainda na época da pré-campanha. Posteriormente, os candidatos confirmados na disputa assinaram um termo de compromisso com a entidade, assumindo em cartório a responsabilidade de implantar as medidas propostas pelo Codese, formado por 11 câmaras técnicas, com foco nos mais diversificados

ANOS

aspectos do desenvolvimento humano, como educação, saúde, turismo e gestão pública. Pelo compromisso, os candidatos adotaram o estudo do Codese como parâmetro para a gestão municipal. No evento de 7 de novembro, os presentes colocaram dentro de uma cápsula do tempo as impressões de como esperam que esteja a capital no ano de 2033, quando o objeto será aberto. Segundo Renato Correia, presidente do Codese, a ideia é comparar a visão de futuro que goianienses possuem hoje e a realidade da capital na data vindoura. “As pessoas vão depositar na cápsula a impressão de como estará Goiânia em seus 100 anos, do ponto de vista da segurança, mobilidade, tecnologia, urbanismo, saúde. Nossa esperança e nosso trabalho é para que ela esteja muito bem’, resume. A posse de Iris Rezende como presidente de honra do Codese marca uma nova fase da relação entre a entidade e Prefeitura. A partir de agora, as duas partes atuarão em conjunto, estudando as diversas demandas da cidade e apontando medidas para remover gargalos. O prefeito eleito deve, inclusive, realizar reuniões periódicas com o conselho. As alternativas propostas pelo Codese para aumentar o Índice

de Desenvolvimento Humano (IDH) de Goiânia, colocando a cidade numa posição de destaque no ranking nacional, são frutos de um trabalho de dois anos.

A FORÇA E INSPIRAÇÃO DO MUNICÍPIO

O documento Goiânia 2033: o Centenário foi discutido por empresários, especialistas de diversas áreas, associações e representantes da sociedade civil. Os empresários também financiaram a contratação de especialistas de outras cidades, como Sílvio Barros, consultor do projeto e ex-prefeito de Maringá, cidade que foi totalmente reestruturada, em 1997, a partir de uma iniciativa similar à proposta para Goiânia. O livro é delineado em 12 eixos que permitem colocar Goiânia entre as melhores cidades do País em qualidade de vida. Os estudos e propostas foram sugeridos por membros das câmaras técnicas, cada uma com foco em diferente área de desenvolvimento da cidade.

O filósofo espanhol Ortega y Gasset afirmava, a respeito da capacidade do ser humano de se relacionar “Eu sou eu e minhas circunstâncias, e se não salvo a elas não me salvo a mim mesmo.”Humanista convicto, para Ortega “circunstância” é tudo aquilo que nos circunda: E nosso orbe, o espaço que, dotado de reminiscências e traços da nossa própria passagem pelo mundo, / traz as expressões do que temos de mais íntimo estampado na paisagem exterior a nós. Pessoalmente, não consigo vislumbrar expressão mais acabada para a “circunstância” em sua acepção orteguiana, do que o município. Que outro lugar possui tanto potencial para se tornar essa espécie de impressão digital paisagística de nós mesmos?

Renato Correia assim se expressou um dia antes da homenagem a Iris Rezende. “O Codese entende que o futuro prefeito deve priorizar trêa áreas: gestão pública eficiente, educação infantil e liderar as demandas da região metropolitana para atingirmos o IDH que nos colocará entre as melhores cidades do País.”

DISCURSO PRONUNCIADO NA SOLENIDADE DE ASSUNÇÃO DO PREFEITO IRIS REZENDE À PRESIDÊNCIA DE HONRA DO CODESE.

É pelo município que a cidadania ganha sua expressão material; é na geografia sentimental da cidade onde se mora que os contornos de uma vida em comunidade são palpáveis, onde a existência ganha sentido, e a sensação de pertencimento é uma extensão da família. Não é de se admirar, portanto, que a cidadania sofra tanto, em seu sempre renovado processo de construção, quando o município se desenvolve de forma desordenada. Padecer de exclusão, em suas novas, antigas e atualíssimas formas, gera revolta.Sofrê-la a partir da cidade onde se vive gera um tipo especialmente cruel de orfandade: aquela cujo autor é o orbe por quem aprendemos a desenvolver uma relação de carinho, mesmo quando

Renato de Sousa Correia PRESIDENTE DO CODESE

ele nada nos tem a oferecer. Nesse sentido, planejar o futuro do município é uma forma de moldar as condições para o exercício de uma prática de cidadania voltada para um futuro com melhores perspectivas; fazê-lo em uma circunstância como a que nos encontramos, no contexto de um marco como o centenário de Goiânia, é um desafio e um privilégio. Foi com o objetivo de fazer frente a esse desafio, e para honrar esse privilégio que se idealizou o Conselho de Desenvolvimento Econômico, sustentável e estratégico de Goiânia, o Codese, que, em dois anos de trabalho árduo e ininterrupto, fez um dignóstico que dá início, nesta noite, a uma nova fase de transformação da cidade.

21


GOIÂNIA: A CIDADE DE 100 anos

Cada um dos adjetivos que acompanham a palavra desenvolvimento, aqui se justificam pela tentativa de preparar um futuro progressivamente melhor. Afinal, desenvolvimento desprovido de sustentabilidade é condenar as sociedades futuras à privação.Um futuro sem perspectivas econômicas é arriscar-se em um caminho de retrocesso material, um caminho sem estratégia é trajetória a esmo, é ver o presente nacional se repetir, cenário lamentável em que uma sociedade tateia em seus passos adiante, limitando-se tão somente a reagir às condições não raro muito desfavoráveis.

22

Já não é mais possível pensar em um futuro de desenvolvimento que traga, em seu bojo, desenvolvimento econômico sustentável com planejamento estratégico sem que se revejam conceitos fundamentais como o de cidadania, e se promovam ações efetivas para implementá-la, ao se reunirem para refletir a respeito da

Goiânia que realisticamente se quer em seu centenário, os idealizadores do Codese chegaram à necessidade de promoção de uma cidadania proativa. Nova forma de exercício de direitos e execução de deveres, não se resume ao mero comparecimento periódico a urnas eleitorais. O lugar onde se torna real e factível é o município. A cidadania pode e deve ser planejada. Assim como a rede de equipamentos físicos e de relações humanas que permeiam a vida no município, a melhoria e evolução do exercício da qualidade de cidadão só pode se dar, em cada um, a partir de uma perspectiva de futuro. Para isso, nos inspiramos na bem sucedida experiência do Codem, em Maringá, que transformou a realidade daquele município paranaense e no apoio incondicional da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (cbic), que por meio do projeto “o futuro da minha cidade”, fez nascer iniciativas em diferentes campos do Brasil, de pessoas que desejam transformar as realidade de seus municípios. A partir da detecção de áreas nas quais esse processo de construção de cidadania poderia se dar de maneira simultânea à melhoria tanto da estutura física quanto das redes de relações humanas de Goiânia no médio e longo prazos, as onze câmaras técnicas do codese vêm produzindo vasto material, tendo como régua o IDH, ou seja, o Índice de Desenvolvimento Humano. Uma gestao publica que tem como alvo o aumento do IDH, com certeza Uma gestao publica que tem como alvo o aumento do IDH, com certeza é um governo que fará mudanças

significativas e importantes na cidade, que perdurará por décadas. Essa visão permite mudanças estruturantes.Dentro dessa lógica, o Codese apresenta o trabalho intenso de onze câmaras técnicas com amplo material, na publicação: “ Goiânia 2033 - o Centenário”, porém destacamos três grandes prioridades: 1-gestão pública, 2-educação infantil e fundamental i ;3a liderança na resolução das demandas da região metropolitana. Quanto ao processo de melhoria da gestão pública, as proposições levantadas pelas câmaras temáticas do Codese giram na maior profissionalização do atendimento ao cidadão, na responsabilidade fiscal e planejamento financeiro,na maior transparência do uso dos recursos, em maior competitividade e melhoria do ambiente de negócios para atração do investimento. sequer, fora da sala de aula, ou fora da creche. Temos que nos indignar com isso, pois quando olhamos os olhinhos brilhando de uma criança, enxergamos, neles, o futuro de uma nação. Não podemos e não iremos permitir que nossas crianças entrem no cruel e perverso mundo das drogas e da criminalidade. Nós somos responsáveis sim e vamos assumir nosso papel. Quando abordamos a gestão pública, estamos falando de simplificação de processos, treinamento dos servidores e acima de tudo a informatização e uso de tecnologia. Nesse viés, é imprescindível o convênio com a Comunitas, uma organização social que trabalha com apoio à modernização da gestão em mais de quinze prefeituras desde 2012. E aqui quero destacar que 90 % das cidades conveniadas desde 2012, os prefeitos foram reeleitos, em 2016, no primeiro turno.

Margaret Thatcher disse certa vez: “Não existe essa coisa de dinheiro público, existe apenas o dinheiro dos pagadores de impostos”. O dinheiro público deve ser bem gerido para que a população, que sofre tanto, seja atendida com dignidade e a cidade receba os investimentos necessários.” Sobre as discussões acerca de um modelo ideal de sistema educacional para Goiânia, concluímos pela inadequação tanto do paradigma da educação clássica, baseada na construção de conhecimentos sem correspondência com a realidade, quanto do modelo voltado exclusivamente para a geração de mão de obra para o mercado de trabalho. Assim como o ser humano é integral, não se pode pensar na construção de um cabedal de conhecimentos destinado a formá-lo de outra forma que não seja a da abordagem holística. Por isso, é necessário investir na ampliação da oferta de vagas da rede de educação em tempo integral. Prefeito, amigos e lideranças aqui presentes. Todos nós temos que assumir a nossa responsabilidade com a educação. É inaceitável uma criança, sequer, fora da sala de aula, ou fora da creche. Temos que nos indignar com isso, pois quando olhamos os olhinhos brilhando de uma criança, enxergamos, neles, o futuro de uma nação. Não podemos e não iremos permitir que nossas crianças entrem no cruel e perverso mundo das drogas e da criminalidade. Nós somos responsáveis sim e vamos assumir nosso papel.

Quando falamos em liderar as demandas da Região Metropolitana, destacamos cinco eixos essenciais: mobilidade, segurança, drenagem urbana, saúde e saneamento básico, neste ponto específico, senhor prefeito Iris Rezende, não há dúvidas que o seu currículo e sua experiência como ex- Prefeito por três mandatos, ex- Governador e ex- Ministro, o credencia para ser o grande líder da Região Metropolitana de Goiânia, pois precisamos entender os desafios da modernidade em uma região com uma conurbação tão complexa. Uma vez organizado o plano de ataque a essas três prioridades apontadas, poderemos focar, realmente, em desenvolver e implementar o grande potencial da nossa Capital nos segmentos: vestuário e moda, logística e distribuição, saúde, educação nos demais níveis , inteligência em negócios agropecuários e turismo. Mais difícil que planejar o futuro é congregar atores para construí-lo. Ao honrar-nos em aceitar ser o nosso presidente de honra, o prefeito eleito de Goiânia, Iris Rezende, traz ao nosso esforço essa capacidade de congregar as pessoas nas mais distintas situações.

Para essa tarefa, não há ninguém melhor que o criador dos mutirões; do que mais precisamos, prefeito e agora presidente de honra do Codese, é de um resgate do espírito e da ideia do mutirão e de parceria verdadeira, onde possamos deixar para trás a nefasta política ,tão enraizada no Brasil,a de troca de favores; criar dificuldade para vender facilidades, dentre outras temeridades. Ninguém melhor que o sr. para conseguir o engajamento mútuo da sociedade civil e dos agentes públicos em busca de um objetivo comum. Um mutirão voltado para pavimentar e construir a cidadania que fará com que Goiânia possa ser a “circunstância” que todos nós sonhamos e merecemos: a nossa mais bela impressão digital para o mundo. Prefeito, o Senhor é um homem de Deus. Oro para que Deus o ilumine todos os dias, para que esse mandato seja sua maior consagração e que seu legado seja lembrado por Séculos.

23


OESTE / 3 SUÍTES

MINHA CASA

VEM AÍ A RETOMADA DAS OBRAS Da Redação

Ministro das Cidades afirma que programa de construção de moradias vai ser reativado com a contratação de 70 mil novas unidades até dezembro Um dos principais programas dos governos petistas parou muito antes do afastamento definitivo da expresidente Dilma Rousseff. Enquanto esteve no poder, em 2016, o governo petista não tinha conseguido contratar sequer uma unidade. “O Minha Casa, Minha Vida travou por absoluta má gestão. Não foi só a questão econômica. Vamos retomar a credibilidade do programa”, prometeu o ministro Bruno Araújo. A meta é contratar, até dezembro, 70 mil unidades. Para 2017, a meta aumenta para 600 mil, com recursos totais de R$ 64,7 bilhões — R$ 7,2 bilhões previstos no OrçamentoGeral da União, R$ 48,5 bilhões de financiamento do FGTS e outros R$ 9 bi de subsídios do Fundo. Outras duas medidas serão apresentadas nos

próximos meses. O lançamento do cartão reforma, para que famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil possam fazer melhorias em seus imóveis, em valores que cheguem até R$ 5 mil; e, até o fim do ano, o governo quer mandar ao Congresso um projeto de lei para acelerar a regularização fundiária. “50% dos donos de imóveis no País não têm a titulação da terra”, resumiu Bruno. “Eles acabaram com o programa. Em 2013, aceleraram as metas, com intuito eleitoral e contrataram mais de 400 mil unidades. Esses valores foram caindo, gradativamente, até chegar a zero nos últimos meses de gestão da presidente cassada”, dimensionou o ministro das Cidades. “Pior, eles pararam de pagar as construtoras e fornecedores. Regularizamos esse fluxo de caixa e, por isso, será possível retomar o ritmo das obras”, completou. Essa questão da inadimplência preocupou, e muito, os empresários do setor. Em janeiro de 2015, o presidente

da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, compareceu à posse dos ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda, Joaquim Levy. Em audiência posterior, sugeriu a revisão das metas do programa, devido aos atrasos nos repasses. “Ao contrário do que esperávamos, eles nos pediram para acelerar. O dinheiro sumiu, as empresas não aguentaram e as obras pararam”, admitiu Martins. Agora, o governo Temer tenta, lentamente, retomar o ritmo. Das 70 mil unidades previstas para este ano, 50 mil são de moradias já programadas, mas cujas obras estavam paralisadas. Outras 20 mil serão realocadas de programas como o PAC Saneamento e Mobilidade Urbana. Para o ano que vem, os recursos já estão previstos no Orçamento. A intenção é contratar 400 mil moradias das faixas 2 e 3; 100 mil na faixa 1; 40 mil na faixa 1,5; e 70 mil de entidades rurais.

3

NA MELHOR LOCALIZAÇÃO DO

125 E 127 M2

Setoreste O

FR incorporadora

24


ELEIÇÕES 2016

FOCO NA INFRAESTRUTURA

NOVO COMANDO NA CIDADE

PREFEITO ELEITO FECHA COMPROMISSO COM O FUTURO DE GOIÂNIA

26

Na eleição de 30 de outubro (2º Turno), para a Prefeitura de Goiânia, o ex-prefeito, ex-governador de Goiás e ex-Ministro de Estado Iris Rezende concretizou a sua volta, pela quarta vez, ao comando político da Capital do Estado de Goiás. Com 57,7% dos votos, ele superou o adversário, Vanderlan Cardoso, que chegou ao segundo lugar, com 42,3% dos votos.

Foi uma disputa acirrada, carregada de tensos debates e ampla mobilização das bases eleitorais dos dois candidatos. Essa referência acabou dando força ainda maior aos debates, disponibilidade a temas englobando a variação em torno dos imensos desafios, de toda ordem, que cercam Goiânia. A Câmara Municipal, composta no pleito do 1º turno, chega ao cenário político da cidade renovada em mais de 30%, o que concretiza

uma renovação de expressão, dando chances ao Legislativo de boa colaboração, para o enfrentamento de tantas demandas. Deu assim no Jornal O Popular (31/10/2016): “Com 15,4 pontos de vantagem, Iris Iris Rezende atribuiu a conquista à sua história. Prefeito eleito mais idoso (82) nas Capitais, assume a administração em momento de crise, com problemas complexos e cofres vazios. “

FOI ASSIM A DISPUTA DESTE ANO EM GOIÂNIA, COM 7 CANDIDATOS E 34 PARTIDOS ENVOLVIDOS (Por ordem alfabética)

ADRIANA ACCORSI GOIÂNIA VIDA E PAZ PT / PC DO B / PEN / PPL / PROS / PT DO B

DJALMA ARAÚJO PARTIDO ISOLADO REDE

FLAVIO SOFIATI

FRANCISCO JR

SE A CIDADE FOSSE NOSSA

PSD

(PSOL / PCB)

IRIS REZENDE EXPERIÊNCIA E CONFIANÇA PMDB / DEM / PDT / PRP / PTC / PRTB

VANDERLAN CARDOSO UMA NOVA GOIÂNIA PSB / PSC / PHS / PSL / PP / PV / PPS / PMB / PSDB / PRB / SD / PSDC

DELEGADO WALDIR HONESTIDADE E CORAGEM PR / PMN

O prefeito eleito Iris Rezende, na sua primeira manifestação pública em seguida à sua quarta eleição para o cargo, afirmou na segunda-feira (31/10) que vai resolver os problemas do transporte coletivo no primeiro ano de governo. Em entrevista à TV Anhanguera, o peemedebista também firmou o compromisso de asfaltar todos os bairros sem pavimentação até 2018. Ele falou ainda sobre segurança pública, alagamentos, habitação e relação com os governos estadual e federal. “Tomando posse, no dia seguinte eu estarei com tudo nas mãos para me reunir com os concessionários, incluindo o governo estadual, para saber o que pode ser feito imediatamente, acrescentando ônibus novos, abrindo novas linhas, construindo pontes e viadutos nos locais mais críticos para deslanchar o trânsito e consequentemente permitir maior velocidade aos ônibus. Antes de um ano é um tempo suficiente para abrirmos licitação e realizarmos este trabalho”, afirmou. Ele participou do Jornal Anhanguera 1ª Edição da segunda-feira em seguida à eleição e à vitória no 2º Turno. Entre os compromissos assumido pelo prefeito eleito está a melhoria da infraestrutura básica em alguns bairros. “Até o final do segundo ano do meu mandato vamos estar com todas as ruas dos bairros de Goiânia asfaltados. Prometi que iria asfaltar Goiânia quando fui candidato em 2004 e muitos não

acreditaram que era possível e nós mostramos no meu mandado que sim era possível e asfaltamos”, afirmou. O peemedebista também falou sobre a chuva que caiu no domingo e causou vários estragos em Goiânia. Ele se comprometeu em otimizar a limpeza urbana e a melhorar o sistema de esgotamento pluvial. “Muitas vezes foi erro no projeto de esgoto pluvial que não imaginava uma chuva tão intensa como a de ontem. Em segundo lugar, a falta de limpeza das ruas, porque as ruas não são limpas, vêm as primeiras chuvas e vão jogando o lixo nas bocas de lobo, entupindo as redes de esgoto pluvial. Então, o primeiro item: limpar a cidade. A cidade tem que ser limpa permanentemente e, em segundo lugar, corrigir estes setores em que a rede pluvial não foi bem dimensionada”, afirmou. O prefeito eleito Iris Rezende afirmou que vai buscar parcerias com os governos estadual e federal para melhorar a segurança pública na capital. Ele disse ainda que vai aumentar a presença de Guardas Civis Metropolitanos nos espaços públicos, incluindo escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis). “Eu, assumindo a prefeitura, no dia seguinte a Guarda Municipal estará contribuindo com a segurança pública em Goiânia nas escolas, nos Cmeis, nos parques. Como prefeito eu tenho o direito de clamar junto ao governador,

ao presidente da República, o cumprimento de seus deveres na área da segurança, que constitucionalmente a segurança é dever do governo estadual e do governo federal”, ressaltou. Iris se comprometeu a debater, junto com o governador do Estado, os problemas de Goiânia e a buscar soluções coletivas junto a ele e à população.“Eu eleito, vou sentar com o governador e mostrar para ele a situação que vive a população de Goiânia em relação à segurança pública. De forma que eu estou completamente certo de que o meu relacionamento será à altura do povo de Goiânia com o governo federal, com o governador Marconi Perillo, com todas as autoridades, que atuem em Goiânia e tenham as ações voltadas para esta cidade”, disse. Durante a entrevista à TV Anhanguera o peemedebista também falou sobre programas habitacionais voltados às famílias mais carentes. Iris destacou o fato de Goiânia não conviver com favelas e disse que, ao longo de seu governo, vai ter programas permanentes de moradia popular. “O primeiro item para dar dignidade a uma família é uma casinha. Nós temos que permanentemente estar construindo casas para atender aquelas pessoas que chegam, que constituem família e moram aqui mas não tem onde morar, ou doando lotes com água e energia para quem tem condição de construir sua casinha”, afirmou. (Fonte: TV Anhanguera)

27


OESTE / 4 SUÍTES

CONSUMIDOR JOVEM

ANTES DAS ALIANÇAS, AS CHAVES DO APARTAMENTO POPULAÇÃO ENTRE 20 E 35 ANOS É A QUE MAIS MOVIMENTA O MERCADO IMOBILIÁRIO. HOJE EM DIA, ESSE PÚBLICO PRIMEIRO BUSCA A CASA PRÓPRIA E DEPOIS O CASAMENTO

28

Quem casa quer casa. Nunca este ditado foi tão verdadeiro. Enquanto, há algumas décadas, os casais se uniam em matrimônio bem cedo, sem muitos recursos e juntos pactuavam “construir a vida”, os da atualidade pensam diferente. Querem garantir a profissão, o carro e a casa própria antes de partirem para o enlace, que pode até ser adiado se essas condições não forem previamente alcançadas. Isso mostra claramente que hoje os jovens casais têm prioridades diferentes do que tinham seus pais e avós. O taxista Atílio Ferreira, de 30 anos, e a professora Larissa Laisa, 28, são um exemplo que protagonizam essa tendência. Em dezembro do ano passado, no momento de fazer a vistoria de entrega do apartamento, ele pediu a mão de Larissa em casamento, com direito a faixa na frente do prédio, aliança e a presença dos pais dos noivos.

“Foi um momento muito especial pra gente”, relembra Atílio. Eles se conheceram em 2012. O namoro começou a ficar sério e então, eles decidiram comprar um imóvel próprio juntos. Casamento? Só depois da conquista do ninho do casal. “A gente pensa muito no futuro. Se nossos planos ficaram mais sérios, era importante buscar essa segurança para a família que pretendíamos constituir”, conta Larissa. Durante seis meses pesquisaram e compraram no final de 2015 um apartamento no empreendimento Livre Ipiranga da FR Incorporadora. Atualmente, enquanto decoram o futuro lar, estão preparando a cerimônia para o final do ano. Com mais de 10 anos de experiência no mercado imobiliário, Nara Cardoso, gerente de produtos da URBS RT Lançamentos Imobiliários, reconhece essa mudança de comportamento em que os jovens primeiro se preocupam com a casa e depois com o casamento. “Grande parte dos clientes que atendemos é de jovens casais, sejam noivos, ou namorados que estão pensando em noivar. São pessoas que começam a planejar sua vida”. Ela destaca que a grande

maioria desse público de jovens compradores busca imóveis na planta, mais baratos, de dois quartos e um pouco mais afastados das regiões nobres da cidade. “Depois, com o tempo, essa casal jovem melhora a sua renda, tem filhos e com isso vai buscando outras opções de moradia”, afirma a gerente da URBS RT. E são esses jovens a grande parcela dos compradores de imóveis. Hoje, os consumidores com até 35 anos já representam 44,4% dos mutuários na Caixa Econômica Federal. O QUE O JOVEM COMPRADOR DE IMÓVEIS QUER? Se na época dos nossos pais e avôs a preferência era por moradias maiores e planejadas de forma mais segmentada com cozinha, copa, varanda, sala de estar, sala de almoço e jantar, ou seja, muitos cômodos dispostos de forma isolada, hoje, as prioridades são praticidade e integração, principalmente para quem busca o primeiro imóvel. Para Ricardo Teixeira, diretor de atendimento e marketing da URBS-RT Lançamentos Imobiliários, uma das maiores do Estado, o público jovem tem duas prioridades em mente: preço e localização.


VILA ROSA / 2 QUARTOS

SUSTENTABILIDADE

FLORESTAS URBANAS Gustavo Veras* Diretor de Sustentabilidade do Sinduscon-Go *Publicado originalmente no jornal O Popular (23/07/2016)

30

Historicamente, a industrialização foi um marco para a humanidade. Ela alterou não apenas as novas formas de trabalho, mas também todo o ambiente à sua volta. Um deles foi a formação e crescimento das cidades com o êxodo rural. Era a população em busca de oportunidades. Pouco tempo se passou, e as cidades já abrigam 54% da humanidade, segundo pesquisa da Organização das Nações Unidas em 2014. Em 2050, o número será de 66%. Um dos efeitos dessa mudança foi o distanciamento entre pessoas e a natureza. Se antes todo menino pisava na terra, colhia frutos e acordava com o canto de pássaros, isso agora é para poucos. Em São Paulo, por exemplo, o turismo rural tornou-se nicho de mercado, voltado para quem não tem, mas deseja contato com o campo. Essa realidade parece distante de nós, goianos, de um Estado rural, mas, ao mesmo tempo, uma tendência.

A capital está prestes a se tornar uma supercidade em 2020, segundo o City Mayors, centro de estudos urbanos internacionais. No entanto, apesar do contato com o campo, como estão nossas florestas urbanas? Goiânia, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a capital mais arborizada do País, com cerca de 90% dos domicílios contemplados por árvores ao redor. A cidade sai à frente de Campinas (SP) e Belo Horizonte (MG), com 88,4% e 83% respectivamente. Em 2007, a capital tinha apenas 17 parques urbanizados, que quase dobraram graças a parcerias com o setor imobiliário. A cidade tem hoje 34 parques, além de 225 Áreas de Proteção Permanente (APPs), de acordo com a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma). As APPs aumentaram 160% em 10 anos, em razão de novas áreas cedidas ao município.

O setor imobiliário se preocupa com a qualidade de vida e essa consciência social já faz parte da cultura dos incorporadores goianos. A vantagem de um parque urbanizado é a interação das pessoas com a natureza. Por isso, há um esforço para que ocorram novas parcerias público-privadas. A tendência é que a partir da atualização do Plano Diretor em 2017, poder público, mercado e sociedade formem um tripé de luta pela preservação ambiental urbana. Esse envolvimento de todos com os debates que surgirão são fundamentais para que continuemos a viver em uma capital rodeada de verde.


VILA JARAGUÁ / 1 SUÍTE

GASTRONOMIA

AQUELA MASSINHA BÁSICA Angelica Toscano Psicóloga e Pesquisadora do tema Alimentos São muitas as receitas. Difícil é saber qual a melhor delas. A título de colaborar com quem já está com água na boca, segue uma que raramente não está no cardápio. Segue a dica da Revista Menu: Já que o dia 29 de agosto, mais conhecido como o dia do nhoque da sorte, já passou. que tal aproveitar

agora para preparar uma versão diferente da receita, à base de mandioquinha (ou batata-baroa, como se diz e outros lugares) e queijo de cabra? Aprenda a receita dos chefs Cristiano Lanna e Erik Nako, do restaurante e café Verso, do Rio de Janeiro:

NHOQUE DE BATATA-BAROA COM QUEIJO DE CABRA, TOMATE-CEREJA E MANJERICÃO INGREDIENTES - NHOQUE 1 kg de batata-baroa cozida e amassada (ainda quente) 1 ovo 100 a 150 g de farinha de trigo 120 g de queijo curado da Serra do Salitre ralado Sal, noz-moscada e pimenta-do-reino a gosto Quanto baste de manteiga MODO DE PREPARO - NHOQUE Cozinhe as batatas-baroa, ainda com casca, até que fiquem macias. Escorra e, enquanto ainda estiverem quentes, amasse-as com um amassador de batata. Misture o queijo com a farinha de trigo. Reserve. Coloque o purê sobre a bancada, abra um buraco no meio e adicione a farinha, o ovo, tempere com sal, noz- moscada e pimenta, e misture com as mãos até dar liga. Coloque a massa em um saco de confeiteiro com o bico redondo e aperte diretamente sobre uma panela de água fervente, cortando os nhoques com uma tesoura. Quando eles subirem à superfície, recolha-os com uma escumadeira. Adicione um pouco de manteiga sobre os gnocchi e sacuda para cobri-los todos, de forma que não grudem quando esfriarem.

INGREDIENTES - MOLHO 150 g de queijo de cabra fresco tipo boursin 200 ml de creme de leite fresco 120 g de tomate-cereja cortados ao meio Manjericão a gosto Sal e pimenta-do-reino a gosto Quanto baste de azeite extravirgem 75 g de queijo de cabra fresco tipo boursin esfarelado para finalizar

RENDIMENTO: 4 porções PREPARO: 1h30 EXECUÇÃO: Fácil

MONTAGEM Em uma panela, aqueça o creme e adicione o queijo de cabra e deixe que derreta. Deixe reduzir até a textura desejada, tempere com sal e pimenta e adicione os nhoques. Deixe que eles aqueçam no molho e adicione os tomates, assim que estes estiverem quentes, mas sem perder a forma tire do fogo. Sirva nos pratos e finalize com manjericão, um pouco de queijo de cabra esfarelado e um fio de azeite. FR incorporadora

32

Em qualquer boa casa de massa, este prato tem lugar firme no cardápio É tanto, que já ganhou seu dia no calendário das datas especiais Nessa data, 29 de agosto é um dia de festas, entre o prato comido com avidez, com a garrafa do velho e com vinho italiano – tinto, por favor. Falamos do velho e suculento nhoque.


ESTÁGIO

ARTIGO

APRENDENDO E CRESCENDO NO LOCAL DE TRABALHO

PRUDÊNCIA NOS NEGÓCIOS

Anna Lys, Especial para o Guiademi Fonte: IPHAN

com a prática da área dele, acumular experiência e ganhar uma formação profissional. Ele deve fazer disso um trampolim para a empregabilidade”. Segundo a especialista, o período também é benéfico para as empresas. “É uma oportunidade em formar um profissional aos moldes e necessidades da empresa. Então a tendência é de que os aspirantes de destaque sejam efetivados ao final do período de estágio”.

PORTA DE ENTRADA

34

Estagiário há um ano na Consciente Construtora e Incorporadora, o estudante do 9º período de Engenharia Civil, Lucas Santos, está há quatro meses na área de projetos, para a qual foi transferido após passar os outros oito meses em pátios de obra. A seis meses da formatura, Lucas afirma que o estágio é uma experiência enriquecedora. Para ele, é o encontro da teoria com a prática, já que nem sempre temos acesso a todo o conhecimento que precisamos dentro da sala de aula. “O estágio é fundamental para a formação de profissionais. É onde temos contato com o mercado, além de abrir portas para que possamos mostrar nossas habilidades e dedicação”. Para Lucas, o tempo de economia adversa só mostra o quanto os profissionais precisam estar preparados e o estágio é um aliado do aprendiz nesse processo. “Quem estiver disposto a absorver responsabilidades, a tomar decisões e a enfrentar desafios tem mais chance de garantir a empregabilidade”. A coordenadora de RH da empresa, Raquel Mifleh e Moura Jardim, afirma que o estudante deve encarar o estágio como uma “oportunidade de ouro”. “Assim, ele pode entrar em contato

Ter um bom desempenho durante o período de estágio também pode ser a porta de entrada para uma carreira promissora. A assistente de marketing e ex-estagiária da Dinâmica Engenharia Joice Chagas (25) começou sua carreira bem cedo, trabalhando com design em uma empresa de publicidade. Ela, que sempre soube o que queria fazer, Publicidade e Propaganda, teve sua melhor oportunidade no mercado de construção civil. “Eu não tinha contato com Marketing, apenas com criação. Então com o estágio veio a experiência nessa nova área e conhecimento sobre construção civil. Foi uma época enriquecedora, me levou a crescer”. Para Joice, o número de vagas de estágio deve crescer durante a crise. “Tendem a aumentar, já que se trata de uma mão de obra qualificada, além de representar uma possibilidade de preparação, uma porta de entrada para o mercado”. Terá mais chances de efetivação, segundo ela, o indivíduo que se mostrar preparado para enfrentar desafios e aceitar responsabilidades. “O estágio serve para isso. Esse é um período de formação e a tendência é a evolução. Então, o estagiário tem que mostrar que está pronto”. Assistente de Marketing desde julho, Joice afirma que a efetivação foi uma coroação de toda dedicação aplicada nos 2,5 anos que atuou como estagiária. “Enviei e-mails de agradecimento pela minha promoção

Fernando Razuk *

a todos os funcionários da empresa. Acho que, desde a recepção até o departamento de vendas, sempre tinha alguém para me ensinar algo. Sou muito grata a todos por isso”.

CARREIRA DE SUCESSO É o caso do arquiteto Breno Simões. Ele começou a estagiar com o arquiteto Paulo Renato Alves há 10 anos, ainda quando estava no quarto período da faculdade. Depois de quatro anos como estagiário, o estudante foi efetivado, e hoje, o profissional formado colhe os louros de uma carreira já vitoriosa. Aos 27 anos, ele está sendo treinado para ser integrante da diretoria da Norden Arquitetura, escritório de Paulo Renato. Mas antes de conseguir a oportunidade de estágio, Breno já sabia o que queria: a chance de participar ao máximo de todos os projetos e atividades da empresa. “O ambiente da faculdade é muito diferente da prática. Queria me ambientar na arquitetura, não queria ser um mero funcionário, que obedece ordens. Queria participar, dar minhas opiniões, contribuir e aprender. Me exigiram alguns cursos e conhecimentos, mas em troca, me deram essa essa abertura”, conta. No início, Breno fez um pouco de tudo, o que permitiu que ele tivesse noção do funcionamento de todas as áreas da empresa. Conforme foi se especializando, passou de trainee a líder de projetos, em seguida a gerente de uma equipe de dez profissionais e hoje é treinado para assumir o posto de diretor comercial, cargo atualmente ocupado por Paulo Renato, dono da empresa e seu primeiro empregador.

Planejar os passos de uma empresa no Brasil não é uma tarefa fácil por conta de toda a instabilidade política e econômica. No setor da construção é ainda mais difícil, uma vez que o ciclo de produção é longo. A atual crise econômica serviu para confirmar um conceito fundamental à sustentabilidade das empresas neste País: é preciso ter muita prudência. A estabilização da moeda, com a implementação do Plano Real, aparentemente facilitou às empresas fazerem planejamentos de médio/ longo prazo. O Brasil vinha crescendo ano após ano e passamos pela crise de 2008/2009 sem grandes problemas. Nesse contexto, o mercado imobiliário vivenciou o maior “boom” da história do Brasil, com crédito abundante, favorecendo o crescimento das companhias do segmento. Pude acompanhar o crescimento vertiginoso de pequenas e grandes empresas, muitas delas trabalhando no limite de sua capacidade, buscando crescimento e resultados rápidos. Naquele clima de euforia, em que todos os empreendimentos lançados eram rapidamente vendidos, era possível acreditar que essas empresas poderiam estar no caminho correto

para o sucesso. Porém, por diversas vezes, no ímpeto de trilhar este mesmo caminho, fui “contido” pelos acionistas da minha empresa. Um saudável conflito entre o executivo que ingressou no mercado de trabalho com o Brasil em crescimento versus a experiência de quem já vivenciou vários ciclos de alta e baixa da economia e do mercado imobiliário, em diferentes governos e seus mais inusitados planos econômicos. Frases comumente utilizadas por eles, como “o mercado imobiliário não é um sprint de 100m, mas uma maratona”, refletem bem a visão. O objetivo sempre foi muito claro: para se construir uma empresa perene, sustentável a longo prazo, é preciso se manter sempre capitalizado, com dinheiro em caixa, preparado para momentos ruins. Mesmo que isso, por muitas vezes, signifique deixar de fazer bons negócios e restringir o crescimento. Sábia vivência e experiência. Nos meus 14 anos de história nesta empresa, parecia que esse momento ruim nunca chegaria e que todo esse conservadorismo era em vão. Porém, no cenário atual, pude constatar que os acionistas é que estavam certos. Em um

momento de recessão, os problemas do mercado tomam maiores proporções: vendas projetadas não acontecem na velocidade prevista, vendas realizadas convertem-se em distratos, margens de lucro diminuem etc. Mas nada disso assusta uma empresa que esteja com o caixa preparado. As empresas não entram em falência, ou recuperação judicial, por apresentarem resultados ruins, mas por não conseguirem honrar seus compromissos financeiros. A lição ficou muito clara. Conservadorismo, prudência e precaução são palavras que devem sempre estar presentes nos valores e na estratégia das empresas. Planeje sua empresa sempre esperando que o pior cenário econômico pode acontecer. Esteja sempre com dinheiro em caixa. Seja conservador. Seja prudente. Isso é fundamental para construir um negócio sustentável de longo prazo no Brasil. *Fernando Razuk é diretor de incorporação da EBM e diretor de Incorporação, Pesquisa e Estatística da Ademi-GO

35


onde retirar

onde retirar

36

goiânia

local de retirada

ALPHAVILLE (ALPHAMALL) ALTO DA GLÓRIA CELINA PARK CIDADE JARDIM JARDIM AMÉRICA JARDIM ATLÂNTICO JARDIM ANA LÚCIA JARDIM DA LUZ JARDIM EUROPA JARDIM GOIÁS JARDIM GUANABARA I JARDIM NOVA ESPERANÇA JARDIM NOVO MUNDO JARDIM PLANALTO JARDIM PRESIDENTE JARDIM SANTO ANTÔNIO JARDIM VILA BOA LESTE UNIVERSITÁRIO

SHOPPING DO PÃO ACADEMIA META ESSENCIAL PREMIER EVIDENCE OFFICE FLOR (CENTRO DE BELEZA E ESTÉTICA) JAZZ STUDIO HAIR LAYOUT HAIR (CABELEIREIROS) PANIFICADORA FREITAS ESTAÇÃO ACADEMIA MARMORES BRASIL MÓVEIS CENTER RADICAL MÓVEIS VALERRI (CORTINAS E PERSIANAS) FÓRMULA FITNESS (MUSCULAÇÃO - ERGOMETRIA) LAGUNA MÓVEIS ACADEMIA BEM ESTAR ACADEMIA MAIS SAÚDE ACADEMIA SUPERAÇÃO AMÉRICA PÃES (PANIFICADORA E LANCHONETE) CASA E COZINHA CASA LINDA (MÓVEIS E DECORAÇÕES) CENTRAL TELHAS CORPO INTELIGENTE (CLÍNICA DE FISIO E ACADEMIA) ESPAÇO MODERNO (MÓVEIS PLANEJADOS) FORMA FITNESS ACADEMIA GABARITO PEDRAS INFLUÊNCIA MÓVEIS INUSITTÁ AMBIENTES PLANEJADOS LA CUISINE (AMBIENTES PLANEJADOS) LABORATÓRIO PROMÉDICO LIFE ACADEMIA MARMORARIA BOM GOSTO MARMORARIA GRANGOIÁS MARMORARIA PEDRA BRANCA PANIFICADORA BIÂNGULO PANIFICADORA PRIMAVERA PORTABILIDADE MÓVEIS SIR ESPAÇO MASCULINO TOP LINE (CORTINAS E PERSIANAS) VOLARE MÓVEIS ZINA VITORINO (BEAUTY FIRST) JURAIDES CABELEIREIROS ACADEMIA BIO FITNESS ALMANAQUE BRETAS ANA LUCIA COMERCIAL TELHA FORTE PANIFICADORA ANA LÚCIA PANIFICADORA CONTORNO ACADEMIA BOA FORMA CADI LABORATÓRIO MÉDICO LIVE MORE ACADEMIA PANIFICADORA AQUARIUS CABELO & CIA (CENTRO DE BELEZA E ESTÉTICA) PANIFICADORA PREMIÉRE ACADEMIA LIFE SPORTS ACADEMIA META CASAS GOIANITA DESDE 1953 CENTRAL MÓVEIS CONFORTO MÓVEIS FLECTIR ACADEMIA NAVESA HYUNDAI PANIFICADORA BRASIL SAINT MARTIN PEUGEOT SUBLIME HOME DESIGN ACADEMIA MARINHO ACADEMIA SPORT MANIA (SOULT) PANIFICADORA PÃO DOCE VITAL MÓVEIS ACADEMIA CORPO E MENTE AMÉRICA PÃES (PANIFICADORA E LANCHONETE) MARTIN CABELEIREIROS SOL NASCENTE MÓVEIS PLANEJADOS TROPICÁLIA MÓVEIS EXCLUSIVO MÓVEIS (MÓVEIS PLANEJADOS) MARMORARIA NOVO MUNDO SPORT LIFE ACADEMIA (PROFISSIONAL GYN) ESTILO MÓVEIS PANIFICADORA MORAIS & LANCHONETE TOP CABELEIREIROS ACADEMIA FORMA SAUDÁVEL PANIFICADORA GOURMET MADEIREIRA WOOD FORT ACADEMIA SAÚDE DO CORPO CRIATIVIDADE MÓVEIS PANIFICADORA TUTTO PANE VENEZA (ESQUADRIAS E ARMÁRIOS) CORPO E FORMA FITNESS VILA BOA EMPÓRIO CICAL VEICULOS

telefone 3246-0096 3278-4542 3281-1223 3541-4103 3241-0789 3281-5995 3541-5545 3278-4695 3247-5291 3256-2398 3256-1229 3256-1072 3256-2121 3295-8836 3295-9615 3274-1447 4141-8570 3954-3963 3088-4061 3286-7394 3954-9386 3259-8666 3095-3655 3259-5259 3274-1903 3091-6188 3286-6548 3093-1003 3093-7684 3274-1737 3259-9991 3259-3516 3286-6399 3259-3066 3259-8610 3286-3025 3259-7591 3251-9075 3251-0272 3286-9073 3285-4892 3579-3178 3945-9078 3945-4104 3945-1425 3945-2001 3945-0946 3249-8495 3249-5515 3249-6172 3249-1274 3287-8181 3287-7354 3945-8912 3093-1848 3091-6980 3091-4534 3945-1535 3281-1434 3018-0000 3945-9010 3523-3030 3241-4566 3207-0604 3207-7326 3207-2539 3207-2197 3576-6574 3576-2723 3576-1595 3941-4574 3576-3278 3609-4652 3609-7016 3609-0430 3287-2926 3287-0353 3287-1634 3921-5597 3921-9931 3282-7788 3282-8657 3282-4404 3249-1555 3278-8686 3626-2176 8482-0714 3607-7000

goiânia

local de retirada

LESTE VILA NOVA NOVA SUÍÇA NOVO HORIZONTE PARQUE AMAZÔNIA PARQUE ANHANGUERA PARQUE ATENEU PARQUE DAS LARANJEIRAS RESIDENCIAL ELDORADO RESIDENCIAL CANADÁ SANTA GENOVEVA SETOR AEROPORTO SETOR BALNEÁRIO MEIA PONTE SETOR BELA VISTA SETOR BUENO

ACADEMIA GERUS PANIFICADORA BOM PREÇO ELITTI ACADEMIA ACADEMIA DALMO RIBEIRO BELA CASA (MÓVEIS PLANEJADOS) ESPAÇO NOBRE (INTERIORES) EURIPIA CORTINAS FAVORITA (MÓVEIS PLANEJADOS) MAISON BEAUTÉ NOBRE MÓVEIS PANIFICADORA PRIMOR PRIMO INTERIORES ESPAÇO FITNESS MARMORARIA DESTAQUE PETIT PÃO (PADARIA - CONFEITARIA) ATHOS ACADEMIA (SAÚDE, LAZER E BEM ESTAR) ACADEMIA ESTAÇÃO FITNESS CASAS GOIANITA DESDE 1952 IMPRESSÃO MÓVEIS PANIFICADORA AMAZÔNIA PERSONAL TRAINER (MARDEN) SPAÇO NOBRE (AMBIENTES PLANEJADOS) ACADEMIA MR. VIGOR FITNESS MARMORARIA RENOVE PEDRA ROSA UP! FITNESS ACADEMIA YNOVARE MÓVEIS (AMBIENTES PLANEJADOS) ACADEMIA GYN FITNESS CADI LABORATÓRIO MÉDICO ACADEMIA GYN FITNESS INSTITUTO HOLOS CORPUS (PILATES & ESTÉTICA) NOBRE ESPAÇO CABELEIREIROS PANIFICADORA BRASILEIRO PLANETA PEDRAS STÚDIO PLAZA D’ORO CABELEIREIROS CIA DO CORPO ACADEMIA A3 FITNESS ACADEMIA CORES & FORMA MÓVEIS CLÍNICA E LABORATÓRIO SANTA MARTA ACADEMIA WORKOUT (SPORT TRAINING) BARROS MÓVEIS PLANEJADOS BARROS TERRA (MEDICINA LABORATORIAL) BIOCENTER (LABORATÓRIO CLÍNICO) CADI LABORATÓRIO MÉDICO CENTRO GOIANO DE OTORRINO CENTRO INTEGRADO DE OFTAMOLOGIA CLÍNICA BRASIL CLÍNICA SÃO GASPAR LORENA CABELEIREIROS MATERNIDADE ELA MULTIMAGEM DIAGNÓSTICOS PANIFICADORA NOVA DIMENSÃO D´ANA (CABELEIREIROS) GOIARTE MÓVEIS MARMORARIA ESPAÇO INTELIGENTE MARMORES CENTRAL MÓVEIS PLANET PANIFICADORA MOREIRA WEST ACADEMIA ACADEMIA PRO SPORT ART DECORAÇÕES CORPORE SANO ACADEMIA FIT PLAY ACADEMIA LIALISZ (CENTRO DE ESTÉTICA) MÁXIMO MÓVEIS PRÓ IMPLANTE (ODONTOLOGIA) SPAZIO ARMÁRIOS E COZINHAS VIVACE (AMBIENTES PLANEJADOS) ACADEMIA BODY STATION ACQUAFIT ACADEMIA CAPRICCIO PADARIA E CONFEITARIA CASARAMA DECORAÇAO DE INTERIORES CASAS GOIANITA DESDE 1952 CORPO BUENO CLÍNICA MAIORIDADE CLÍNICA MAIORIMAGEM (DIAGNÓSTICOS) CLÍNICA MASTER DESIGN DECORAÇÕES DOCE SABOR CONFEITARIA DUO CLÍNICA EMPÓRIO TE UM (RISOTERIA & CONVENIÊNCIAS) ENCANTHU´S (MÓVEIS E PRESENTES) FISIOTERAPIA NA INCONTINÊNCIA URINÁRIA FIT PLAY ACADEMIA GOVESA HONCORD HOUSE DESIGN (A SUA LOJA EM INTERIORES!) LÊ RÊ BUENO (CABELEIREIROS)

telefone 3942-0529 3607-3327 3202-2235 3095-1020 3942-5659 3259-8552 3259-1261 3520-4242 3954-1910 3259-2030 3259-6125 3942-2872 3922-0191 3922-4565 3289-2207 3280-1555 3922-6767 3095-3737 3280-3242 3280-5645 8118-5596 3280-1236 3287-8946 3287-1931 3247-2019 3921-2139 3247-4631 3273-1498 3273-1729 3249-7146 3645-4641 3296-0389 3256-0399 3256-4248 3296-4858 30861971 3204-4284 3204-5352 3224-0994 3223-1402 3212-0211 3224-1789 3212-1453 3212-5858 3220-2929 3213-6089 3224-1455 3224-6694 3212-7630 3225-9666 3212-1015 3212-2594 3210-8244 3210-4065 3210-4158 3210-4578 3210-5487 3536-2136 3536-5060 3941-5208 3275-2728 3249-6299 3278-4259 3255-0301 3941-2801 3941-3399 3942-8733 3932-3262 3251-9910 3092-6769 3093-7640 3285-3565 3945-9181 3241-9161 3946-2600 3946-2609 3945-5090 3241-6677 3232-7676 3246-8400 3931-0148 3241-0070 8173-6064 3255-5046 3096-3800 3239-6600 3251-6135 3285-7529

goiânia

local de retirada

SETOR CAMPINAS SETOR CÂNDIDA DE MORAIS SETOR CENTRAL SETOR FAIÇALVILLE SETOR JÁO SETOR MARISTA SETOR NEGRÃO DE LIMA SETOR OESTE

LE TOUCHE (CABELO E MAQUILAGEM) LÍDER MÓVEIS LINCE VEÍCULOS TOYOTA LORRAN’S CABELEIREIROS MARFINITE MOVE! ACADEMIA OGGI AMBIENTES ORTOCLÍNICA PANIFICADORA ITALIA PÃO SHOP PROJETO OFFICE SAINT MARTIN PEUGEOT SUMMERFLEX ACADEMIA GERAÇÃO SAÚDE BELO DENTE ODONTOLOGIA (DR. MUCIO TEIXEIRA) CLÍNICA BOA SAÚDE EMPÓRIO DO PÃO LIVE TECH ACADEMIA PANIFICADORA PRIMAVERA ACADEMIA CORPO FORTE GOVESA LABORATÓRIO PROMÉDICO ACADEMIA FIT CENTER (EXERCÍCIO NA MEDIDA CERTA) EMPÓRIO MÓVEIS ACADEMIA JAÓ CLUBE EU SOU (YOGA / PILATES MAT (SOLO) / PILATES STUDIO) FISIO VITA ACADEMIA ACADEMIA RINGSTAR ALTER (CONSULTÓRIOS DE PSICOLOGIA) CIA DAS PISCINAS CLINICA BEM ESTAR CLÍNICA DO ATLETA COURO & INTERIORES DR. CÉLIO HEITOR DE PAULA (IPV) EMPÓRIO SÍRIO LIBANÊS EXECUTIVE TOWER FÁTIMA BASTOS (CABELEREIROS E ESTÉTICA) FÊMINA (DR. WANDER CARDOSO CORDEIRO - PEDIATRA) FÊMINA DAY CLINIC FLORENSE HOSPITAL FEMMINA (MULTIESPECIALIZADO) IMPÉRIO DAS CORTINAS INSTITUTO DO RIM DE GOIÂNIA (HOSPITAL DE UROLOGIA) LAPACI (UNIDADE MÉDICA) M3 MOTORS MAC MÓVEIS DIFERENCIADOS MATER CLÍNICA (ULTRASSONOGRAFIA) MELOCLINIC (EUDÉCIO MELO) MONTATTO AMBIENTES PLANEJADOS MÓVEIS MILÃO MULTIMAGEM DIAGNÓSTICOS MY HOUSE (MOVÉIS & DECORAÇÕES) MY OFFICE (MOVÉIS PARA ESCRITÓRIOS) ONODERA ESTÉTICA PANIFICADORA E LANCHONETE MARISTA PAULETE ARMÁRIOS PERFLEX (PERSIANAS E CORTINAS) PORTOBELLO SHOP SMILE CENTER (MULTIPLICADORES DE SORRISOS) SOMA MOTORS LAND ROVER SOMMA (CENTRO AVANÇADO EM DIAGNÓSTICOS) STUDIO DE PERSONAL TRAINER (DANIELLE LELES) TRIBOS ACADEMIA VILLARREDO INTERIORES (MÓVEIS E PAPÉIS DE PAREDE) OURO FITNESS ACADEMIA PANIFICADORA MOREIRA ACADEMIA COMPANHIA DO CORPO ACALA (CENTRO DE TREINAMENTO) MMA - MUAY THAI - JIU JITSU - BOXE ADDRESS WEST SIDE HOTEL RESIDENCE ALMANAQUE PÃO DE AÇÚCAR - PÇA TAMANDARÉ ATON BUSISESS BONTEMPO (REFLETE VOCÊ) BSB TELLUS INTELIGÊNCIA IMOBOLIÁRIA CASA VENEZIA (NOVIDADES EM DECORAÇÃO) CLÍNICA PREMIUM CLÍNICA SÃO MARCELO CONTOURS (ACADEMIA PARA MULHERES) DEPILCORP (CUIDADOS COM O CORPO) EURO WORKING CONCEPT EXUBÉRANCE CABELEIREIROS HOTEL PLAZA INN (EXECUTIVE GOIÂNIA) LOPES CONSULTORIA DE IMÓVEIS PANIFICADORA MODERNA PRIMEIRO PEDAÇO (BISCOITOS CASEIROS) PROJETO LUZ RM (DECORAÇÕES DE INTERIORES) SÃO MATHEUS (CLÍNICA DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM) TAMANDARÉ PLAZA HOTEL (BEST WESTERN)

telefone 3251-2240 3093-0046 3621-4560 3281-2070 3945-6744 3259-5063 3253-1789 3285-5559 3946-7319 3275-8115 3274-2200 3216-3900 3252-1720 3291-3156 3233-5134 3941-4434 3941-7536 3941-5822 3941-1109 3942-6004 3946-4444 3212-8686 3290-5294 3290-7997 3269-8081 3565-1999 3434-2502 3241-6697 3245-1322 3092-7625 3541-0056 3242-1109 3541-6693 3096-8109 3241-0895 3241-2460 3251-0887 3225-3783 3093-5658 3241-3636 3238-8000 3642-3614 3238-7800 3281-6484 3541-1010 3093-3990 3545-1717 3545-1110 3091-1700 3251-2279 3091-6611 3922-6996 3922-6996 3639-0102 3093-3678 3241-5228 3251-4747 3089-5656 3945-5190 3267-3232 3092-8787 3642-7459 3642-0100 3281-7979 3432-3849 3932-4646 3087-4075 3645-5828 3257-1000 3092-4114 3954-7587 3215-8150 3933-5200 3215-5569 3215-0401 3224-6699 3093-3559 3274-3070 3642-5590 3225-2026 4005-3188 4011-5200 3215-6975 3215-3366 3945-4455 3215-3485 3224-2002 4012-1314

goiânia

local de retirada

telefone

SETOR PEDRO LUDOVICO SETOR SOL NASCENTE SETOR SUDOESTE SETOR SUL SETOR VILA BELA SETOR URIAS MAGALHÃES VILA AURORA OESTE VILA MORAES VILA NOVA VILA REDENÇÃO VILA ROSA

CLASSE A MÓVEIS BAMBUÍ ACADEMIA (SINÔNIMO DE SAÚDE) CASA BONITA (MÓVEIS FINOS) CASA DO SOFÁ CLASSIC DESIGN (MÓVEIS E DECORAÇÕES) ESPAÇO MÓVEIS EVVIVA BERTOLINI (AMBIENTES PERSONALIZADOS) FORTALEZA INTERIORES GARONI MÓVEIS E DECORAÇÕES IGOI (INSTITUTO GOIANO DE ORTODONTIA E IMPLANTES) MÓVEIS E CIA OBJETO DECOR SPORT FIT STYLLUS (MÓVEIS E DECORAÇÕES) VIVARI MÓVEIS E DECORAÇÕES SOL NASCENTE MARMORARIA THALLYTHA (AMBIENTES PLANEJADOS) ACADEMIA MEGA FORCE FITNESS ATHENAS (MÓVEIS E DECORAÇÕES) CASA DOS ARMÁRIOS CURVES ELEGANCE DECORAÇÕES LÍDER TELHAS SALÃO HOLLYWOOD PANIFICADORA BIÂNGULO SPORT TOTAL ACADEMIA THALLYTHA (AMBIENTES PLANEJADOS) ACADEMIA JAÓ SUL ACADEMIA MUSCLE & FITNESS ALFAPLEX (CORTINAS / TOLDOS / PERSIANAS) CASAS GOIANITA DESDE 1952 CIA DAS PISCINAS CLÍNICA EXCELSIOR CLÍNICA SAÚDE MY NEW MÓVEIS PLANEJADOS MATHURE (MÓVEIS PLANEJADOS) NEY YORK SQUARE PARADISO MÓVEIS PERSONNALITÉ (ESPAÇO ODONTOLÓGICO) REFLEXO (ILUMINAÇÃO E ARTE) SEMPRE VEICULOS WORLD ACADEMIA (A EVOLUÇÃO DO BEM ESTAR) ZITTI (ESCOLA DE NATAÇÃO) DONA PANIFICADORA NOBRE CABELEIREIROS ACADEMIA PLANET SPORT FITNESS BUENO PEDRAS (MÁRMORES E GRANITOS) DELL MÓVEIS ELITTI ACADEMIA PANIFICADORA MOREIRA AURORA MÓVEIS PANIFICADORA MOREIRA CICLOS ACADEMIA BELEZA MÓVEIS CICAL AUTO LOCADORA FIEG (FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE GOIÁS) CADI LABORATÓRIO MÉDICO FIT CORPUS ACADEMIA MÓVEIS ELITE ACADEMIA RITMO FORTE AQUÁRIA (AMBIENTES PLANEJADOS) GOIÁS (MUNDO DAS FECHADURAS) MADEIREIRA TOBIAS MASTERNIL (PISCINAS E AQUECIMENTOS)

3281-1042 3242-9227 3281-1395 3249-2158 3541-8417 3249-4414 3278-2643 3281-3131 3541-8721 3241-8757 3541-8887 3954-9433 3255-6900 3941-8366 3541-0577 3942-3002 3945-0743 3287-7200 3932-2876 3287-2067 3247-4297 3247-4763 3942-4386 9627-9431 3287-2597 3256-4465 3095-7227 3093-5023 3218-7384 3241-7981 3941-9181 3092-7615 3941-5658 3941-2381 3920-0400 3281-2001 3642-1750 3218-2599 3241-9144 3242-0864 3607-7999 3622-3648 3281-0453 3945-9683 3945-7535 3210-0700 3210-7561 3210-1408 3210-5170 3210-1096 3931-1140 3931-0488 4101-5753 3219-6855 3607-7777 3219-1720 3249-5430 3661-0455 3249-6835 3258-8415 3280-9599 3258-9397 4006-0046 3290-5003

BLADE FIT ACADEMIA ACADEMIA ATUAL EXIGÊNCIA MÓVEIS MAISON HAIR CABELEIREIROS IMPACTO ACADEMIA PROFITNESS (SAÚDE E BEM ESTAR) ATUAL MADEIRAS MADEIREIRA GOIANA PANIFICADORA PRIMAVERA ACADEMIA CORPO EM MOVIMENTO TOP MARMORARIA TRIX ACADEMIA ACADEMIA MAHATMA ATUAL ESCADAS E CRUZETAS LÍDER MÓVEIS O2 SPORT FITNESS PINHEIRÃO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO ACADEMIA NOBRE MUSCULO CENTRAL MADEIRAS COMTEBRAS (COMERCIAL DE TELHAS BRASIL INOVAÇÃO MÓVEIS WOODFLEX (AMBIENTES INTELIGENTES)

8488-0638 3097-1519 3097-9851 3097-0191 3097-2799 3277-7108 3548-5001 3549-6000 3549-1595 3518-7491 3575-9503 3575-6312 3280-8976 3548-5001 3280-8271 3280-0639 3280-1529 3587-1054 3587-4175 3582-1000 3587-0296 3258-5123

AP. DE GOIÂNIA BAIRRO HILDA CIDADE VERA CRUZ JARDIM NOVA ERA JARDIM MONT SERRAT PARQUE PRIMAVERA PARQUE VEIGA JARDIM I SETOR GARAVELO VILA BRASÍLIA VILA ROSA

37


Independente de qual seja o seu imóvel, casa, apartamento, lote, sítio, chácara, fazenda, comercial, industrial ou de serviços, esteja onde estiver, esteja feliz!

BOAS FESTAS E UM EXCELENTE ANO NOVO!

/ademigo www.ademigo.com.br

GUIA ADEMI XXXIV  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you