Page 1

RELATÓRIO DESTAQUES 2015

Referência em soluções tecnológicas para a pecuária de corte tropical

Arquivo Embrapa

Arquivo Embrapa

Pixabay

Pixabay


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

RELATÓRIO DESTAQUES 2015 Referência em soluções tecnológicas para a pecuária de corte tropical

Campo Grande, MS 2016


Pixabay


Apresentação Mais um ano de desafios superados, com metas cumpridas, resultados e tecnologias entregues, muitas negociadas e licenciadas, e outros tantos desafios por virem. Apresentamos nesse relatório de gestão de forma sumarizada os principais destaques da Embrapa Gado de Corte em 2015. Foram fortalecidas as ações do Sistema Integrado de Gestão (SIG), a partir do plano de trabalho da Unidade de Garantia da Qualidade (UGQ), do Plano Anual de Segurança da Informação e da Agenda de Prioridades da Unidade. A implantação do SIG tem fornecido subsídios para o alcance de resultados de grande impacto para a melhoria dos processos gerenciais e técnicos da Unidade, contribuindo para a missão de primar pela qualidade e excelência das soluções tecnológicas geradas. Dentre os 17 principais resultados do SIG destacam-se a elaboração de 92 procedimentos operacionais padrões (POPs), o plano de segurança da informação e a elaboração e disponibilização da Carta de Serviços da Unidade. Esta Carta apresenta os principais serviços prestados pela Embrapa Gado de Corte à s o c i e d a d e b ra s i l e i ra . C o n ta c o m informações dos tipos de serviços como atendimento, cursos, visitas, feira, softwares, aplicativos, dentre outros relacionados à cadeia produtiva da pecuária de corte. Por meio dela apresentamos não só nossos compromissos com os mais elevados padrões de atendimento, como também visamos fortalecer a confiança na administração pública e a nossa credibilidade perante a sociedade e o cidadão brasileiro. A partir do ano de 2015, as Unidades da Embrapa passaram a ser avaliadas quanto ao desempenho institucional, tendo o

índice de cumprimento de metas da agenda de prioridades e os destaques da Unidade (tecnologias, produtos, processos, serviços e correlatos) como principais componentes de ava-liação. Para o componente Cumprimento de Metas, planejamos 85 metas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e entregamos 81 resultados, o que se traduz em 95% de cumprimento da Agenda de Prioridades referente à P&D. O esforço foi concentrado na busca por resultados relevantes, com grande potencial de adesão à cadeia produtiva, aderência aos cinco eixos de impacto do VI Plano Diretor da Embrapa (PDE) e que, sobretudo, promovam melhorias e impactos à sociedade brasileira. Recebemos 121 visitantes estrangeiros de 17 diferentes países. O perfil dos visitantes evidenciou a importância da Embrapa e da Unidade na pesquisa agropecuária tropical. Mais de 70% do quadro de empregado receberam pelo menos uma capacitação ou treinamento. Foram realizadas diversas ações sociais para o público interno com especial destaque para o componente bem estar, saúde e segurança no trabalho. Da mesma forma, continuamos com as ações sociais para o público externo. Em gestão de infraestrutura destaca-se a conclusão da obra de Reforma com Ampliação do Laboratório NB2, NB3 e NBA3 da Área de Sanidade Animal. O novo laboratório servirá para manipulação de patógenos de nível de biossegurança de classe 3, com elaboração do modelo de gestão e governança do Laboratório como complexo multiusuário. Concluímos também a construção de seis residências funcionais no campo experimental Fazenda Modelo, o que promoverá melhor qualidade de vida para os empregados que lá trabalham e residem. Durante a 10ª edição da DINAPEC que


contou com a participação de mais de 2.000 pessoas, além da apresentação de tecnologias da Embrapa e de parceiros, lançamos dois livros Nutrição de bovinos de corte: fundamentos e aplicações e Sistemas agroflorestais: a agropecuária sustentável. Em comunicação, destacam-se os incrementos com as mídias sociais e o aumento da produção de artigos de opinião visando alcançar o público não acadêmico, formado por produtores, agentes multiplicadores e a sociedade em geral. Neste ano, lideramos 72 projetos e contribuímos em parceria com outros 61. Esses projetos e outras ações em desenvolvimento resultaram na geração de conhecimentos, tecnologias, produtos, processos e serviços. A avaliação dos destaques tecnológicos da Embrapa Gado de Corte recebeu a nota máxima no âmbito de todas as Unidades da Embrapa. Esses resultados demonstram a clareza, a relevância e o potencial impacto que os novos conhecimentos e tecnologias desenvolvidas pela Unidade têm para a cadeia produtiva e para a sociedade. Na área de negócios e propriedade intelectual foram celebrados 18 contratos de cooperação técnica para P&D e TT, e 167 co nt rato s d e l i c e n c i a m e nto p a ra multiplicação e exploração comercial de sementes de forrageiras tropicais. Cinco ativos de inovação tiveram seu pedido de registro solicitados em órgãos patentários, dois deles concedidos neste ano. Avançamos com o desenvolvimento de uma metodologia para estimativa do custo de desenvolvimento de tecnologias, o que subsidia negociações tecnológicas. Este foi um ano bom para a Unidade, não só pelo trabalho e superação dos desafios, mas pelo reconhecimento institucional com a nossa avaliação, pela sociedade por incorporar nossas tecnologias e por

reconhecer nossos talentos, seja no âmbito legislativo pelas homenagens à DINAPEC e reconhecimento de mérito agronômico, no executivo estadual pelo reconhecimento profissional ao dia da mulher, ou reconhecimento do segmento produtivo e formulador de políticas públicas, representado pela FAO, por mais uma homenagem aos heróis da revolução verde no Brasil. Essa é a nossa Embrapa Gado de Corte, sempre contribuindo com tecnologias para o desenvolvimento da pecuária de corte nos trópicos! Cleber Oliveira Soares Chefe-Geral da Embrapa Gado de Corte


SUMÁRIO 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Introdução Gestão Organizacional Pesquisa e Desenvolvimento Transferência de Tecnologia Comunicação Balanço Social Nossos Talentos

7 11 23 31 37 43 45


Pixabay

Pixabay

Pixabay

Pixabay

Pixabay

Pixabay


INTRODUÇÃO

1.

Arquivo Embrapa


8

INTRODUÇÃO

Histórico O Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Corte (CNPGC) foi criado em 1974 pela deliberação 089/1974, de 23 de outubro. Em 1975, foram transferidos para a Embrapa Gado de Corte 1.620 hectares (conhecida como Fazenda Modelo, localizada a 40 km do centro da cidade de Campo Grande, MS), a equipe e os bens patrimoniais que pertenciam ao Instituto de Pesquisa e Experimentação Agropecuária do Oeste (IPEAO). Além disso, o Exército Brasileiro permutou com o Ministério da Agricultura, à época, uma área de 3.081 hectares (localizada 15 km do centro da cidade) e, aproximadamente, 6.000 m2 de área construída. Nessa época, a Embrapa passou a dispor de 800 animais da raça Nelore e contava com uma equipe de 15 pesquisadores em produção animal. O Centro Nacional, oficialmente, foi inaugurado em 28 de abril de 1977, evento que contou com a participação do presidente General Ernesto Geisel. No mesmo ano, a cidade de Campo Grande tornou-se capital do recém-criado Estado do Mato Grosso do Sul. O objetivo da criação do CNPGC foi elevar a produtividade da bovinocultura de corte brasileira, que além de baixa, não apresentava crescimento e não atendia aos mer-

Arquivo Embrapa

cados interno e externo. Para tanto, foi necessário investir em pesquisa e promover o desenvolvimento da produção nacional e, paralelamente a isso, em infraestrutura. O crescimento do Centro foi acentuado pela expansão de ações de pesquisa, seguida pelo incremento, treinamento e amadurecimento de sua equipe técnica. Dessa forma, o resultado do esforço da Embrapa Gado de Corte no fortalecimento da pecuária nacional tornou-se visível, contribuindo para colocar o Brasil na categoria de maior produtor e exportador de carne bovina com qualidade superior. A Embrapa Gado de Corte tem papel de instituição âncora para o desenvolvimento do agronegócio e da cadeia produtiva da pecuária de corte. Para alcançar os patamares atuais de importância e impacto da produção de carne bovina no Brasil e sua participação no mundo, o Centro Nacional, nos seus 38 anos, tem contribuído de forma decisiva por meio da geração, adaptação e transferência de conhecimento e tecnologias relacionadas a forrageiras tropicais, genética animal, sanidade animal, nutrição animal e outros temas. Hoje, em cada fazenda, em cada bife consumido no Brasil e em parte do mundo tropical e importador de carne, há um pouco das tecnologias da Embrapa Gado de Corte.


INTRODUÇÃO

Missão Viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura, em benefício da sociedade brasileira.

Visão Ser referência mundial na geração e oferta de informações, conhecimentos e tecnologias, contribuindo para a inovação e a sustentabilidade da agricultura e a segurança alimentar.

Valores Os princípios que balizam as práticas e comportamentos da Embrapa e seus integrantes, independentemente do cenário vigente, e que representam as doutrinas essenciais e duradouras da E m p re s a s ã o : C o m p ro m et i m e nto, Cooperação, Equidade, Excelência, Flexibilidade, Responsabilidade socioambiental e Transparência.

Foco de atuação Viabilizar soluções tecnológicas sustentáveis para a cadeia produtiva da pecuária de corte em benefício da sociedade brasileira, sendo referência mundial na geração de conhecimento,

9

tecnologias e inovações aplicados à pecuária de corte tropical nas áreas de: pastagens, sanidade, sistemas de produção, meio ambiente, melhoramento animal, qualidade da carne, pecuária de precisão, gestão, reprodução, nutrição animal, pele, couro, boas práticas agropecuárias e ovinocultura de corte.

Pessoal – 232 empregados, sendo 57 pesquisadores. – 258 bolsistas e estagiários. – 42 terceirizados.

Infraestrutura – Fazenda Sede – Campo Grande/MS - Área: 3.081 ha - Rebanho bovino: 2.116 - Rebanho ovino: 28 - Tropa de equinos: 54 – Fazenda Modelo – Terenos/MS - Área: 1.612 ha - Rebanho bovino: 1.128 - Rebanho ovino: 268 - Tropa de equinos: 53 – Área construída total: 27.855,02 m2

Pixabay


DalĂ­zia Aguiar


GESTÃO ORGANIZACIONAL

2.

Pixabay


Carta de serviços

Luiz Leal

Medidas de gestão Sistema Integrado de Gestão da Qualidade Em 2015 foi dada continuidade às ações de implantação do Sistema Integrado de Gestão (SIG), a partir do planejamento definido no Plano de Trabalho da Unidade de Garantia da Qualidade (UGQ) no Plano Anual de Segurança da Informação e na Agenda de Prioridades da Unidade referente aos setores. A implantação do SIG tem fornecido subsídios para o alcance de resultados de grande impacto para a melhoria dos processos gerenciais e técnicos da Unidade, contribuindo para a missão de primar pela qualidade e excelência das soluções tecnológicas geradas. Dentre os principais resultados alcançados em 2015 destacam-se: 1) Elaboração, análise crítica e aprovação de 92 POPs administrativos e técnicos dos setores e laboratórios; 2) Módulo da UGQ no Sistema PANDORA; 3) Indicadores de desempenho para a Política e Objetivos da Qualidade; 4) Aprovação do Manual de Boas Práticas e Normas de Segurança em Laboratórios; 5) Aprovação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

(PGRS); 6) Aprovação do Plano Diretor de Obras (PDO); 7) Elaboração da Matriz de Habilitação para todos os setores e laboratórios; 8) Diagnóstico e identificação unívoca das máquinas e equipamentos críticos para os campos experimentais, dos equipamentos críticos em 6 laboratórios escopo, e dos equipamentos de TI e softwares críticos para a pesquisa; 9) Inspeção de vasos de pressão (autoclaves e compressores), conforme NR13; 10) Mapeamento do quantitativo dos resíduos gerados na Unidade; 11) Mapeamento do estoque de produtos químicos, agrotóxicos e produtos veterinários e ferramenta para controle de estoque; 12) Mapeamento da rede hidrográfica, estradas e vias da Unidade; 13) Ferramenta para registro do histórico do uso das áreas experimentais (informações sobre manejo animal e vegetal); 14) Elaboração e disponibilização da Carta de Serviços oferecidos aos cidadãos; 15) Definição de procedimentos e formulários para avaliação da qualidade de serviços prestados; 16) Ferramentas de acompanhamento e análise crítica de execução de metas anuais de setores; e 17) Adoção de controles de segurança da informação.


13

GESTÃO ORGANIZACIONAL

Agenda de prioridades da Unidade

à cadeia produtiva, aderência aos cinco eixos de impacto do VI Plano Diretor da Embrapa (PDE) e que, sobretudo, promovam melhorias e impactos à sociedade brasileira. Portanto, não só a programação de P&D, mas dos demais macroprocessos produtivos da Unidade focam essa busca evolutiva.

A partir do ano de 2015, as Unidades da Embrapa passaram a ser avaliadas quanto ao desempenho institucional, tendo o índice de cumprimento de metas da agenda de prioridades e avaliação dos destaques da Unidade (tecnologias, produtos, processos, serviços e correlatos) como principais componentes de avaliação.

Conforme o gráfico a seguir, observa-se que a Embrapa Gado de Corte tem suas metas de 2015 associadas a cinco objetivos estratégicos do VI PDE, sendo que o maior número de metas está relacionado ao objetivo de Sistemas de Produção (total de 45). O objetivo de Novas Ciências teve quatro resultados não alcançados. Acredita-se que esse não alcance é justificável pelo fato desse objetivo trabalhar com a fronteira do conhecimento e, por isso, estar sujeito a um maior risco de não alcance de resultados. Os demais objetivos trabalhados foram plenamente alcançados, sendo que 16 resultados de projetos foram associados a diretrizes da Agenda.

Para o componente Cumprimento de Metas, em 2015 foram planejadas 85 metas de Pesquisa e Desenvolvimento e entregues 81 resultados, o que se traduz em 95% de cumprimento da Agenda de Prioridades referente à Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Nesse componente os valores de referência no ano base 2015 na Embrapa foram: 67,50% mínimo Embrapa, 99,00% máximo Embrapa, e 91,00% mediana Embrapa. Grande esforço tem sido concentrado na busca por resultados relevantes, com grande potencial de adesão

Quantidade de soluções tecnológicas planejadas e realizadas em 2015 por objetivos estratégicos do VI PDE. Aproveitamento Sustentável dos Recursos Naturais Novas Ciências: Biotecnologia, Naonotecnologia e... Segurança Zoofitosanitária das Cadeias Produtivas Sistemas de Produção Inovadores e Sustentáveis Mercados, Política e Desenvolvimento Rural Relacionados a Diretrizes Realizado

Planejado

0

10

20

30

40

50

Pixabay


14

GESTÃO ORGANIZACIONAL

Organograma da Embrapa Gado de Corte

Tecnologia da Informação Foram finalizadas ações de governança de TI, tal como a adoção de formulários eletrônicos para solicitação de computadores, notebooks e tablets. Além disso, por meio do NTI a Unidade colaborou com decisões estratégicas da Empresa atuando junto ao Comitê Gestor de TI da Embrapa (CGTI), ao Grupo Permanente de Sistemas (GP-Sist), ao Grupo de Trabalho do Portfólio de TI e ao Grupo de Trabalho Corporativo de Aplicativos Móveis. Em relação ao desenvolvimento de software, foram desenvolvidos e implantados novos módulos do Sistema de Informação e Gestão da Unidade, denominado Pandora, tal como o Módulo de Garantia da Qualidade e os Totens de

Presença de Estagiários. O Laboratory for Precision Livestock, Environment and Software Engineering (PLEASE Lab) atuou como ponto de apoio para os estudantes do Mestrado Profissional em Pecuária de Precisão da FACOM/UFMS, ampliando parcerias entre pesquisadores dessa instituição e da Embrapa. Ao longo do ano também foram desenvolvidos o aplicativo do Coletor Eletrônico de Dados Experimentais da Plataforma SIExp (https://play.google.com/ store/apps/details?id=br.embrapa.siexp &hl=pt-BR) e o aplicativo do Sumário de Touros Nelore do Programa Geneplus (https://play.google.com/store/apps/details ?id=br.embrapa.geneplus.summary&hl=ptBR). A infraestrutura de rede e o parque tecnológico da Unidade foram ampliados, tendo sido atualizada e expandida a rede wireless da Unidade. Além disso, deu-se


GESTÃO ORGANIZACIONAL

início à implantação de uma nova solução para gestão do diretório de usuários dos ativos de TI, tendo sido implantados novos storages, servidores e softwares no CPD da Unidade.

Instituições participantes das visitas internacionais recebidas na Embrapa Gado de Corte

Houve a renovação de, aproximadamente, 27% do parque tecnológico da Unidade (26 desktops e 42 ultrabooks). Foram atendidos 1.078 chamados ao longo do ano de 2015, sendo estes gerenciados e acompanhados de forma transparente pela Central de TI. Foram realizadas 337 horas de videoconferências com o apoio do NTI.

Articulação Internacional No ano de 2015 foram recebidos 121 visitantes de 17 diferentes países na Embrapa Gado de Corte. Dentre as 29 instituições visitantes, duas buscavam conhecer mais profundamente o sistema de organização da pesquisa agropecuária brasileira, quatro eram relacionadas com projetos de pesquisa em andamento, sete buscavam prospectar e estabelecer pesquisas em cooperação com a Embrapa e as demais buscava conhecer os trabalhos de pesquisa em pecuária de corte da instituição. Esse perfil evidencia a importância da Embrapa na pesquisa agropecuária tropical, tornando-se o ponto focal para instituições estrangeiras envolvidas na temática.

Países representados nas visitas internacionais recebidos na Embrapa Gado de Corte EUA Bolívia Colômbia Nicarágua Paraguai Uruguai

Fonte: Articulação Internacional CNPGC.

Alemanha Dinamarca Escócia Itália Reino Unido Angola Austrália Belize Japão Myanmar Senegal

15

Fonte: Articulação Internacional CNPGC.


16

GESTÃO ORGANIZACIONAL

Gestão de Pessoas Recursos Humanos Em 2015, a Unidade contou com um total de 232 empregados. 92

Vexels.com

57 42

Viagens ao exterior

41

Sete empregados realizaram 10 viagens ao exterior, onde foram visitados nove países. Fonte: SGP-CNPGC.

Em 2015, dois empregados foram desligados, uma empregada foi incorporada por transferência de outra Unidade da Embrapa e outra foi transferida para outra Unidade. A empregada que foi incorporada ao quadro é: - 1 analista para Laboratórios de Sanidade Animal. Houve 258 acadêmicos, bolsistas e estagiários na Unidade. Dentre os 120 bolsistas, 11 são do ensino médio, 46 são do nível de Graduação, 33 de Mestrado e 30 de Doutorado. Dos 36 estudantes de pósgraduação, um é de especialização, 22 são do nível de Mestrado e 13 de Doutorado.

*Mesma viagem em vários países Fonte: Articulação Internacional CNPGC. Fonte: SGP-CNPGC.


Dalízia Aguiar

Capacitações e treinamentos Foram investidos R$51.150,27 em capacitações e treinamentos, no ano de 2015, em um total de 4.812 horas. Dos 232 empregados, 161 realizaram pelo menos uma capacitação ou treinamento, o que corresponde a 70% do total do quadro de empregados.

Fonte: SGP-CNPGC.

Ações de formação Neste ano, um pesquisador iniciou o programa de cientista visitante da Embrapa.

Fonte: SGP-CNPGC.


18

GESTÃO ORGANIZACIONAL

Ações sociais voltadas a empregados Foram realizadas 25 ações sociais voltadas ao público interno, sendo divididas em duas áreas: Bem estar, saúde e segurança no trabalho, e Capacitação profissional, atualização tecnológica e intercâmbio de conhecimentos.

Ações de bem-estar, saúde e segurança no trabalho · Campanha de combate ao alcoolismo; · Quick Massage para promoção do bemestar no ambiente de trabalho; · Elaboração do plano de ação sobre Clima Organizacional e Qualidade de Vida no Trabalho (QVT); · Realização da Pesquisa interna de QVT 2015; · Palestra sobre alterações na Legislação Previdenciária - Medida Provisória 664/2014; · Comemorações do Dia das Mães e do Dia dos Pais; · Fornecimento de Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e elaboração de Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT) dos empregados;

· Inspeção de Segurança, diálogo diário de segurança (DDS) e integração realizados nos Setores e com empregados e colaboradores; · Implementação do Laudo de Insalubridade e Periculosidade da Embrapa Gado de Corte; · Levantamento e aquisição de Equipamento de Proteção Individual para empregados e colaboradores; · Inspeção e levantamento de quantitativos dos extintores de incêndio da Unidade; · Manutenção do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA); · Projeto Chefia Itinerante para aproximação com empregados e colaboradores ; e · Campanha de combate ao mosquito da dengue.

Ações de capacitação profissional, atualização tecnológica e intercâmbio de conhecimentos · Ações de educação corporativa para empregados; · Ações externas de capacitação de curta duração no exterior para empregados; · Treinamento em elaboração de projetos competitivos e relatórios; · Capacitação em biossegurança de OGM; e realização da 11ª Jornada Científica.

Troféu Jornada Científica

Rodrigo Alva


Pixabay

Gestão de recursos materiais Compras realizadas por modalidade Foram realizados 135 processos de compra com um total aplicado de R$4.604.747,73.

Pixabay

Fonte: SPS-CNPGC.

Gestão de infraestrutura Reforma com ampliação do Laboratório NB2, NB3 e NBA3 da Área de Sanidade Animal

Laboratóri Nb3

Foi concluída, em dezembro de 2015, a obra de Reforma com Ampliação do Laboratório NB2, NB3 e NBA3 da Área de Sanidade Animal. O novo laboratório servirá para manipulação de patógenos de nível de biossegurança de classe 3. A operação e inauguração do Laboratório encontram-se em análise para autorização pela Diretoria Executiva da Embrapa. Está em elaboração o modelo de gestão e governança do Laboratório como complexo multiusuário. Maxwell Parrela


20

GESTÃO ORGANIZACIONAL

Construção de seis imóveis residenciais funcionais Foi concluída, em dezembro de 2015, a obra de construção de 6 casas residenciais no Campo Experimental Fazenda Modelo. As novas residências substituíram as residências antigas dando maior conforto e segurança às famílias dos empregados que residem na Fazenda Modelo e contribuem para manutenção das atividades afins. O quadro a seguir mostra as principais obras em andamento e concluídas no ano de 2015.

Fonte: SPS-CNPGC.

Gestão orçamentária e financeira Os recursos aplicados na Embrapa Gado de Corte são provenientes de orçamento governamental, de captações de recursos de receita indireta e de doações de bens e materiais recebidas. O total de recursos disponíveis foi de R$10.852.000,80, sendo que o orçamento da Unidade foi de R$7.595.978,28, a captação de recursos de receita indireta foi de R$2.950.959,00 e as doações recebidas de R$305.063,52.

Fonte: SPS-CNPGC.


Reforço na segurança

Kadijah Suleiman

Destinação de recursos Os recursos recebidos foram destinados de acordo com a tabela a seguir.

Fonte: SPS-CNPGC.

Moradia para empregados

Arquivo Embrapa


Pixabay


PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

3.

Pixabay


24

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

Indicadores técnicos-científicos Foram produzidas 169 publicações entre artigos de periódicos de alto impacto a publicações da Série Embrapa, conforme tabela abaixo. Todas as publicações encontram-se disponíveis na Biblioteca da Unidade e na plataforma Ainfo (http://www.ainfo.cnptia.embrapa.br/).

Já a obra Sistemas agroflorestais: a agropecuária sustentável possui nove capítulos com diversos temas – as pesquisas realizadas na área na última década, a ILPF em Minas Gerais, sistemas agroflorestais no Sul e na Amazônia, emissão de gases de efeito estufa, bemestar animal, espécies arbóreas para ILPF, forrageiras tolerantes a sombreamento e sistemas integrados em Mato Grosso do Sul e Goiás –, para avançar no conhecimento sobre os sistemas de produção integrados.

Atuação da Unidade As macro-áreas de atuação da Unidade são: Pastagens; Nutrição Animal; Melhoramento Animal e Vegetal; Meio Ambiente e Sustentabilidade; Sanidade Animal; Rastreabilidade e Análise de Riscos; Tecnologia para Couro e Pele; Gestão da Propriedade e Socioeconomia; Ovinocaprinocultura; Desenvolvimento Institucional; e Transferência de Tecnologia. Fonte: Ainfo-CNPGC.

Destaques de publicação Lançamento dos livros Nutrição de bovinos de corte: fundamentos e aplicações e Sistemas agroflorestais: a agropecuária sustentável na Dinapec

Para desenvolver essas pesquisas a Embrapa Gado de Corte trabalha em parceria com quase todas as Unidades de Pesquisa da Embrapa, além de Instituições de Ensino e de Ciência e Tecnologia nacionais e internacionais.

Os dois livros foram lançados na Dinapec 2015 e tratam dos temas nutrição de bovinos de corte e sistemas agroflorestais.

Fonte: NAP-CNPGC.

A publicação Nutrição de bovinos de corte: fundamentos e aplicações reúne o conteúdo de diversos materiais técnicos elaborados por pesquisadores da Embrapa e instituições parceiras, utilizados em cursos voltados a profissionais da área, e para produtores em busca de informações sobre como melhorar o desempenho de seus rebanhos. Ao apresentar fundamentos e aplicações, o livro pode servir como textobase para cursos, aulas e treinamentos, bem como ser utilizado por técnicos e produtores na elaboração de projetos.

Fonte: NAP-CNPGC.


25

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

Novos conhecimentos e tecnologias Para a avaliação de desempenho institucional da Embrapa Gado de Corte em 2015, quanto ao componente “avaliação dos destaques da Unidade” (tecnologias, produtos, processos, serviços e correlatos), foram selecionados e descritos cinco destaques tecnológicos. Os destaques tecnológicos da Embrapa Gado de Corte receberam a nota 8,32. Nota máxima no âmbito Embrapa. Nesse componente os valores de referência no ano base 2015 na Embrapa foram: 2,82 mínimo Embrapa, 8,32 máximo Embrapa, e 7,17 mediana Embrapa. Esses resultados demonstram a clareza, a relevância e o potencial impacto que os novos conhecimento e tecnologias desenvolvidas pela Unidade têm para a cadeia produtiva e para a sociedade.

Avaliação de desempenho institucional da Embrapa Gado de Corte ano base 2015 para o componente Destaque Tecnológico

Fonte: NAP-CNPGC.

Alinhada à gestão do desenvolvimento institucional da Embrapa, apresentamos dez dos principais novos conhecimentos e tecnologias (destaques tecnológicos) desenvolvidos pela Embrapa Gado de Corte no ano de 2015, em parceria com demais Unidades da Embrapa e Instituições públicas e privadas.

BRS Tamani

Rodrigo Alva


Dalízia Aguiar

Sistemas de Produção Calculador on-line para indicadores de sustentabilidade da pecuária de corte no Brasil Sistema de informação com interface web (calculador), de alta usabilidade e desempenho, com base em modelo de cálculos e banco de dados validados cientificamente, disponível para a comunidade científica e técnica para uso em avaliações de impactos ambientais globais relacionados com uso de energia, emissões de gases de efeito estufa e pegada ecológica, na pecuária de corte brasileira. Índices de emissão de metano entérico de bovinos Nelore em pastagem extensiva ou sistemas integrados Os índices obtidos são valores que podem ser utilizados no cálculo da emissão de gases de efeito estufa em sistemas agropecuários do Brasil, contribuindo, por exemplo, para o inventário nacional de emissão de gases de efeito estufa e em outros estudos que suportam políticas públicas e gestão de propriedades rurais.

Podem ser utilizados também como referência para comparativo com outras tecnologias que tenham o objetivo de mitigar a emissão de gases de efeito estufa. Caracterização e avaliação econômica de sistemas de produção da pecuária de corte brasileira Foram caracterizados os sistemas de produção de bovinos de corte representativos das principais regiões produtoras do país, por meio de coeficientes técnicos e custos de produção. Os dados correspondem à descrição, para sistemas em uso pelos produtores (modais) e sistemas melhorados, de variáveis como: características do rebanho, das pastagens e seu manejo; uso de insumos, máquinas e mão de obra e seus custos; investimentos necessários à implantação do sistema; custos de oportunidade etc. Essas informações permitirão efetuar a análise econômica dos sistemas de produção praticados no país. Os resultados, sistematizados, permitirão registrar gargalos e potencialidades da pecuária nacional, apoiando a identificação de linhas de pesquisa e a formulação de políticas públicas atinentes à realidade do setor, relacionadas à mitigação de GEE.


27

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

Produção Vegetal Panicum maximum cv. BRS Tamani A cultivar BRS Tamani é o primeiro híbrido de Panicum maximum da Embrapa, resultado de um cruzamento realizado na Embrapa Gado de Corte em 1992. Apresenta como características: porte baixo, com alta produção de folhas de alto valor nutritivo (elevados teores de proteína bruta e digestibilidade), produtividade e vigor, sendo de fácil manejo e resistente às cigarrinhas das pastagens. Sua alta qualidade e adaptação faz com que seja indicada para engorda de gado bovino, principalmente no bioma cerrado, sendo uma opção para diversificação de pastagens em solos bem drenados. Destacou-se também nos biomas Amazônia e Mata Atlântica, mas não é indicada para áreas sujeitas a alagamentos mesmo que temporários por apresentar baixa tolerância ao encharcamento do solo. Em condições de baixas temperaturas, apresenta maior persistência que as cvs. Massai e Tanzânia e semelhante à cv. Mombaça. Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições. Descritores morfológicos mínimos para condução de ensaios de distinguibilidade em Stylosanthes guianensis e Stylosanthes capitata A Lei de Proteção de Cultivares exige critérios para que um genótipo seja protegido no Brasil. Em primeiro lugar, a cultivar não pode ter sido oferecida à venda no Brasil há mais de doze meses em relação à data do pedido de proteção. Além disso, a cultivar deve ser submetida ao teste de DHE, no qual precisa mostrar que é distinta (D), homogênea (H) e estável (E). Para realização desse teste o Ministério da Agri-

cultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) por meio do Serviço Nacional de Proteção de Cultivares (SNPC) precisa publicar normas que são baseadas em caracteres morfológicos relativos a cada espécie de interesse. Esse resultado apresenta os descritores para realização de testes de DHE para as espécies Stylosanthes guianensis e Stylosanthes capitata favorecendo a implementação de políticas públicas pelo SNPC. Caracterização e seleção de híbridos intraespecíficos de Brachiaria decumbens para os componentes da produção de sementes Brachiaria decumbens tem grande importância no cenário nacional da pecuária de corte por apresentar alto potencial produtivo forrageiro e alta adaptabilidade a solos ácidos e de baixa fertilidade. Tendo em vista a importância da espécie e a crescente demanda por novas cultivares adaptadas, com características agronômicas satisfatórias de produção e de produtividade de forragem com resistência às cigarrinhas-das-pastagens e boas produtoras de sementes. Híbridos intraespecíficos (sexuais e apomíticos), previamente avaliados e selecionados pelo programa de melhoramento de Brachiaria foram avaliados nos anos de 2013 e 2014 na Embrapa Gado de Corte, quanto a caracteres fenológicos e potencial de produção de sementes por meio de seus componentes de produção. A partir dos resultados obtidos nos dois anos consecutivos, observou-se que houve correlação entre número de perfilhos reprodutivos (PR) e peso de sementes puras (SP) nos canteiros do segundo ano de produção em nível de 70% (p<0,01), o que pode ser considerado como parâmetro para se estimar a produção de sementes puras antes do início do florescimento.

Rodrigo Alva


28

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

Produção Animal Aplicativo Sumário de Touros Nelore O desenvolvimento do Sumário de Touros Nelore consistiu no processamento dos dados de 336 rebanhos assistidos pelo Programa Geneplus-Embrapa, tendo-se envolvido um total de 2,3 milhões de animais, de forma a se chegar aos indicadores estratégicos para a tomada de decisão do selecionador para cada animal e cada característica avaliada, sendo elas: a estimativa do valor genético, expresso em DEP – Diferença Esperada na Progênie, a acurácia, ou seja, a precisão desta estimativa, e o percentil, medida que indica a posição desta estimativa dentro de toda a população. Além disto, tendo em vista a complexidade do processo de seleção, que envolve grande número de características, são apresentados também, os Índices de Qualificação Genética – IQG básico, de cria, recria e reprodução. Encontram-se também disponíveis no aplicativo outras informações de caráter geral, tais como: valores médios para as diferentes características, médias das DEPs por safra e gráficos de tendências genéticas. A expectativa da equipe Geneplus-Embrapa é de que a criação deste aplicativo proporcione aos seus usuários mais rapidez e confiança na tomada de decisões de seleção com vistas ao melhoramento dos sistemas de produção de gado de corte. O aplicativo encontra-se disponível na loja Google Play (https:// play.google.com/store/apps/details? id=br.embrapa.geneplus.summary&hl=ptBR). Construção da aliança STAR-IDAZ e diagnóstico das principais demandas em pesquisa para saúde animal e zoonoses no mundo A cadeia produtiva pecuária tem enfrentado um número crescente de problemas e ameaças de natureza global, como: a gripe aviária H5N1, a gripe suína H1N1, a doença

da vaca-louca e a propagação da febre catarral ovina. Diante do que, destaca-se a necessidade de ações de P&D e TT coordenadas, rápidas e eficazes na geração de conhecimento para políticas públicas. A falta de coordenação entre os organismos internacionais resulta em duplicação de esforços, e em atenção e financiamento reduzidos para áreas de igual ou maior importância. Tendo em vista que as doenças de importância global são muitas vezes barreiras comerciais de mercados consumidores, é premente a necessidade de ampla coordenação e colaboração para se obter maior retorno do investimento e progresso no controle de ameaças. Em janeiro de 2015, a STAR-IDAZ encerrou seu primeiro ciclo com quatro sub-redes estruturadas (Américas, União Europeia, Ásia e África). Em 2015 foram identificadas as dez principais doenças globais e as dez princi-pais para cada uma das sub-redes, bem como as principais demandas em P&D e TT para cada uma delas. A STAR-IDAZ traçou uma linha do tempo com as principais ações que devem ser desenvolvidas no curto, médio e longo prazos (http://www.star-idaz.net/). Os resultados entregues pela rede vêm sendo utilizados para embasar o financiamento de projetos em âmbito nacional e internacional. Neste contexto, destacam-se, a Rede Internacional de Diagnóstico em Tuberculose liderada pela Embrapa e também o apoio ao Portfólio de Sanidade Animal da Embrapa. Levantamento de contaminação de carcaças em abatedouros por Salmonella A contaminação microbiana das carcaças de bovinos durante o abate é um problema inevitável. Matéria fecal é uma importante fonte de contaminação das carcaças com Salmonella spp., o que pode representar uma ameaça zoonótica importante. O objetivo do estudo foi investigar a presença de Salmonella spp. em carcaças de bovinos em dois abatedouros do Estado de Mato Grosso do Sul, usando métodos microbiológicos e bioquímicos (ISO 6579: 2002) padrão, PCR endpoint (invA), PCR em tempo


PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

real (qPCR) (invA) e espectrometria de massa (MALDI-TOF). Cepas ATCC de Salmonella e outras enterobactérias foram usadas como controles em todas as técnicas. Foram coletadas amostras de carcaças em três pontos diferentes da linha de abate: depois de esfoladas, após a lavagem e após refrigeração. Por meio dos testes bioquímicos de 90 amostras de 30 carcaças analisadas no frigorífico I, 7 (7,7%) foram positivas para Salmonella spp, sendo uma após a esfola, duas após a lavagem e quatro após a refrigeração. Em relação as 105 amostras, provenientes de 35 carcaças analisadas no frigorífico II, nenhuma foi positiva para Salmonella spp. Portal de avaliação de qualidade de carcaça bovina O portal é uma aplicação web desenvolvida entre a Associação Sul-matogrossense de Produtores de Novilho Precoce, a Faculdade de Computação da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (FACOM/UFMS) e a Embrapa Gado de Corte. É um sistema online que organiza informações de bovinos de corte abatidos no âmbito de parcerias comerciais entre a Associação Sul-Matogrossense de Produtores de Novilho Precoce

e indústrias frigoríficas e permitirá acesso rápido e robusto a informações que poderão ser utilizadas pela Embrapa, em suas pesquisas. Além disso, está embarcada no sistema uma aplicação que realiza a previsão de classificação e enquadramento de lotes dos associados, chamada de “Classificador de Lote” que utiliza métodos de inteligência artificial para definir a provável classificação do lote a ser abatido e assim auxiliar a Associação e o produtor a definir o melhor momento, do ponto de vista de qualidade, de se abater o lote de bovinos.

Cooperações para Pesquisa e Desenvolvimento Foram realizados 12 (doze) contratos de cooperação voltados ao desenvolvimento de novos conhecimentos e tecnologias, sendo quatro “com parceria pecuária”. Também se firmou três Termos Aditivos a contratos já estabelecidos e cinco Acordos de Transferência de Material, nacionais e internacionais. O quadro-resumo a seguir traz maiores informações. Todos os Instrumentos Jurídicos celebrados pela Embrapa podem ter seu extrato encontrado no Diário Oficial da União.

Contratos de Cooperação Técnica e Acordos de Transferência de Materiais

Fonte: SPAT-CNPGC.

29


30

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

Eventos técnico-científicos Workshop “Protocolos e metodologias para avaliação de ambiência e bem-estar animal em sistemas de produção em integração”. Em março de 2015, foi realizado esse workshop com o objetivo de apresentar teoria e prática sobre esses procedimentos, além de discutir ações e soluções para a execução do projeto “Ambiência e conforto térmico em sistemas de integração lavourapecuária-floresta” (Climanimal), a ser conduzido nos ecossistemas da região dos Cerrados, Meio Norte e transição ecológica. 11ª Jornada Científica A Jornada Científica da Embrapa Gado de Corte (JCEGC) é realizada em Campo Grande-MS, desde 2005, foi criada com o intuito de valorizar o trabalho de estagiários, bolsistas e pós-graduandos da Embrapa Gado de Corte e de outras instituições de ensino, em colaboração com os trabalhos desenvolvidos por pesquisadores da instituição local. No ano

de 2015, 53 resumos foram submetidos e, ao fazer a inscrição, os participantes doaram caixas de leite que somaram mais de 260 litros que foram encaminhados à instituição Cotolengo de Campo Grande (MS).

Participação em eventos promovidos por parceiros Congresso Mundial de Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta O Congresso Mundial de ILPF aconteceu em Brasília (DF) e contou com, aproximadamente, 500 participantes, entre cientistas, produtores, técnicos e estudantes, do Brasil e do mundo. Ao todo foram enviados 354 trabalhos científicos e 8%, 29, foram da Embrapa Gado de Corte. Manejo e recuperação de pastagem, uso eficiente do solo, bem-estar animal, arborização, nutrição e sustentabilidade foram alguns dos temas abordados pela equipe da Unidade em formato oral ou de pôster.

Premiados Jornada Científica

Rodrigo Alva


TRANSFERÃ&#x160;NCIA DE TECNOLOGIA

4.

Pixabay


32

TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA

Programa de Boas Práticas Agropecuárias – BPA As Boas Práticas Agropecuárias – Bovinos de Corte (BPA) referem-se a um conjunto de normas e de procedimentos a serem observados pelos produtores rurais, que além de tornarem os sistemas de produção mais rentáveis e competitivos, contribuem para a oferta de alimentos seguros, oriundos de sistemas de produção sustentáveis e para assegurar ao mercado consumidor que os produtos ofertados atendam aos padrões mínimos de qualidade. Em virtude da parceria da Embrapa Gado de Corte com The Nature Conservancy (TNC), Instituto Centro da Vida (ICV), Senar, WWF e outras Unidades da Embrapa, já existiam, em 2015, mais de 400 propriedades rurais no Brasil participando do Programa, abrangendo as diferentes regiões do país. Aproximadamente 30 propriedades rurais de diferentes regiões já possuem o atestado de adequação do BPA.

Eventos, visitas e cursos X DINAPEC – Dinâmica Agropecuária A Dinâmica Agropecuária (Dinapec) é uma feira tecnológica da Embrapa com o objetivo de transferir tecnologias e conhecimentos para o setor agropecuário brasileiro e também mostrar aos visitantes brasileiros e estrangeiros o grande desenvolvimento e avanço tecnológico da nossa agropecuária. O evento é realizado em três dias no mês de março de cada ano, em uma área de 30 ha, composta de áreas demonstrativas de

plantas e animais, mas que durante todo ano é destinada a visitação. No ano de 2015 aconteceu a 10ª edição da Dinapec, entre os dias 11 e 13 de março. Foram disponibilizados para o público visitante 10 roteiros tecnológicos (ILPF; Manejo de Pastagens; ILP; Novas Cultivares; Nutrição e Reprodução Animal; Leite; BPA - Boas Práticas Agropecuárias, Pecuária de Precisão e Sanidade Animal; Melhoramento Animal; e Ovinos);além de 2 oficinas (BPF – Boas Práticas de Fabricação, prevenção e combate a incêndios florestais; e Briquetes – aproveitamento de resíduos e gestão de resíduos nas propriedades rurais. Alguns parceiros mar-caram presença, como a FETAGRI-MS, com a mobilização de pequenos agricultores e assentados da reforma agrária. Outros parceiros colaboraram prestando informações técnicas nos roteiros tecnológicos e nas oficinas – tais como Fundação MS, Programa de Melhoramento Genético (GENEPLUS), UNIPASTO, Embrapa Gado de Leite, Embrapa Pecuária Sudeste, Embrapa Pantanal, Embrapa Agropecuária Oeste, Embrapa Caprinos e Ovinos, Embrapa Cerrados, Embrapa Soja, Embrapa Florestas, Embrapa Rondônia, Embrapa Agroenergia, Embrapa Acre, Embrapa Agroindústria de Alimentos, Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (AGRAER), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Embrapa Florestas e Grupo Autolatina – NUTREKIT. Na DINAPEC 2015 foram lançados os livros Nutrição de Bovinos de Corte e Sistemas Agroflorestais e entregues os certificados

DINÂMICA AGROPECUÁRIA


TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA

de conclusão de curso para os alunos da Agroescola. Registrou-se a presença de 2.054 pessoas nos três dias de evento. O público visitante predominante foi de pequenos e médios produtores rurais, empresários rurais, assentados da reforma agrária do Brasil e de países vizinhos. Além desses, um grande número de estudantes de escolas técnicas rurais e universidades de todo o Brasil estiveram presentes.

33

foram aprovados 10 alunos no processo seletivo realizado pela Fundect, os quais receberam bolsas no valor de R$ 550,00 reais mensais para custeio de alimentação e moradia financiadas pela Fundect.

Formação de agentes multiplicadores externos de TT

Núcleo de Transferência de Tecnologia e Capacitação em Pecuária de Corte – Agroescola

No ano de 2015, foram preenchidas 324 vagas em cursos e especializações destinados a agentes multiplicadores de conhecimentos e tecnologias com uma carga-horária total de 10.112 horas.

O Curso Pós-Médio de Especialização Profissional Técnica em Pecuária de Corte foi implantado em julho de 2012, na modalidade presencial, pela Embrapa Gado de Corte com a criação do Núcleo de Transferência de Tecnologia e Capacitação em Pecuária de Corte (Agroescola). A Agroescola tem por objetivo suprir uma deficiência de mão de obra especializada na cadeia produtiva de gado de corte por meio d a fo r m a çã o d e m u l t i p l i ca d o re s , especialistas em tecnologia em bovinocultura de corte. O curso conta com aulas em período integral que acontecem de segunda a sexta na Agroescola e nos campos experimentais da Unidade. Sua duração é de 10 meses e o número total de vagas é de 25. O curso tem uma carga horária de 1.600 horas/aulas e está dividido em cinco módulos com aulas teóricas e práticas que abrangem as áreas de melhoramento animal, sanidade, pastagens, ovinocultura e sistema de produção animal. Em 2015,

Fonte: SPAT-CNPGC.

Dinapec 2015

Dalízia Aguiar


34

TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA

Cooperações em Transferência de Tecnologias Contratos de cooperação técnica, entre outros Foram realizados seis contratos relacionados a transferência de tecnologias da Embrapa Gado de Corte, sendo um Termo de Licença para Uso de Obra de Propriedade da Embrapa, um Contrato de Patrocínio, três Contratos de Cooperação Técnica e um Contrato de Parceria para Realização de Evento. O objetivo destes contratos, em linhas gerais, é a transferência de tecnologias e conhecimentos desenvolvidos pela Unidade, por meio de capacitações, eventos (Simpósios, congressos e afins) e publicações de livros. Os principais contratos estão elencados a seguir:

Fonte: SPAT-CNPGC.

Propriedade Intelectual Três ativos de inovação tiveram seu pedido de registro solicitado, sendo que dois deles já estão concedidos. Dois ativos também foram protegidos. Foi desenvolvida também uma metodologia para cálculo estimado do custo de desenvolvimento de tecnologias, o que embasará negociações destas tecnologias.

Fonte: SPAT-CNPGC.

Licenciamento de campos de produção de sementes de forrageiras Fonte: SPAT-CNPGC.

Licenciamentos Em 2015, foram licenciadas duas tecnologias da Unidade para três instituições.

Visando a produção e comercialização de sementes de forrageiras tropicais desenvolvidas pela Embrapa Gado de Corte, no ano de 2015 foram firmados, em parceria com a Embrapa Produtos e Mercado, 167 contratos de Licenciamento para Multiplicação e Exploração Comercial de Sementes:


TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA

TOTAL

167

(1) Fonte: Setor de Prospecção e Avaliação de Tecnologias (SPAT) (2) Contratos com vigência inicial em 2015

35


DalĂ­zia Aguiar


COMUNICAÇÃO

5.

Arquivo Embrapa


38

COMUNICAÇÃO

Relacionamento com cliente O Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) atendeu ao longo de 2015 um total de 372 solicitações de informação sobre as tecnologias, produtos e serviços desenvolvidos pela nossa Unidade. O número de atendimentos por área pode ser verificado na tabela a seguir:


COMUNICAÇÃO

39

Além dos atendimentos pelo SAC, nossa equipe do Núcleo de Comunicação em parceria com a de Transferência de Tecnologias realizou atendimentos presenciais e via telefone.

Online Cientistas discutem impactos das mudanças climáticas na agropecuária – janeiro Teste da Embrapa amplia diagnóstico da tuberculose bovina – janeiro

Imprensa

Seleção genômica identifica touros mais resistentes a carrapato – outubro

Em 2015, a Embrapa Gado de Corte obteve destaque em vários veículos de comunicação nacionais – impressos, televisivos, radiofônicos ou eletrônicos. Identificadas, tivemos 699 inserções no total – não contemplados aqui duplicações de matérias que não foram rastreadas (um crescimento de cerca de 46% em relação ao ano anterior). 90 80 70 60 50 Impresso

40

On-line

30

Multimídia

20 10

TV MS Rural – Pastagem e produtividade – fevereiro, com Manuel Macedo

Dezembro

Outubro

Novembro

Setembro

Julho

Agosto

Junho

Abril

Maio

Março

Janeiro

Fevereiro

0

Destaques Impresso Jornal Agroin – março Dinapec/BRS Zuri no Acre e Recuperação de pastagens Revista Nelore – outubro Artigo “Bem-estar animal e agregação de valor”, por Fabiana Villa Alves Jornal O Estado de São Paulo – novembro Floresta, pasto e lavoura convivem no mesmo espaço, com Ademir Zimmer e Roberto Giolo Revista Nacional da Carne – dezembro Retrospectiva 2015, com Guilherme Malafaia

Globo Rural – Apetite depravado – março, com Rodrigo Gomes


40

COMUNICAÇÃO

G1 – Genoma do carrapato – outubro, com Renato Andreotti

Rádio on-line Rádio EBC – Novilho precoce, com Rodrigo Gomes

Parceria – Programa Tecnologia e Produção O quadro televisivo Tecnologia e Produção, produzido em parceria com o Sistema Brasileiro do Agronegócio/Canal do Boi desde 2007, teve 102 edições em 2015. Além disso, foram realizados quatro (4) debates ao vivo nos estúdios da emissora com a participação de pesquisadores da nossa Unidade.

Artigos de opinião Em 2015, produzimos um total de 20 artigos que foram replicados 94 vezes em diferentes sites e portais de notícias locais e nacionais. Continuamos, através desta ação, buscando levar ao conhecimento da sociedade informações sobre as tecnologias, produtos, processos e serviços desenvolvidos na Embrapa Gado de Corte.

Redes Sociais Bitly Encurtador de links que possibilita controle sobre diversas estatísticas relativas ao clique (total de cliques, local, origem do clique, dentre outros). O serviço começou a ser utilizado a partir de setembro de 2015, por recomendação da equipe de mídias digitais da Secom (Secretaria de Comunicação – Embrapa) Total de cliques: 1.754 cliques. Principal origem dos cliques: Facebook

Mobile – 1.147 cliques; Links enviados por email – 244; Facebook – 196; Twitter – 128 País de origem: Brasil – 1.601; Alemanha – 52; EUA – 51; Espanha – 11; ParaguaI – 8. Facebook As ações realizadas no Facebook terminaram o período analisado com um total de 14.172 curtidas. Destaque para as ações de divulgação para o período de realização da Dinapec 2015, que teve um alcance das publicações de 12.884, gerando um impacto positivo nas atividades dos usuários desta ferramenta. Relativo aos dados demográficos, 67% das pessoas que curtiram a página são homens e 33% mulheres, com idade predominante de 18 a 24 anos para os dois sexos. O maior número de fãs é do Brasil, com um total de 15.226, seguido por Paraguai, com 103, Bolívia, 57, e Estados Unidos, com 56 fãs. Twitter Em 2015, o Twitter registrou um total de 3.586 tweets, atingindo um total de 8.485 seguidores. O perfil atingiu um total de 1.458 curtidas acumuladas desde o início de suas atividades. Destaque para o “tweet” de novembro de 2015, “E a escola pública localizada no meio do nosso Pantanal recebeu uma minibiblioteca”. Youtube Neste ano, a Embrapa Gado de Corte passou a atualizar apenas um Canal no Youtube, o Tecnologia e Produção. Observou-se que no ano de 2015 houve um aumento de mais de 195% no tempo de exibição em minutos e mais de 215% de visualizações em relação ao período anterior (2014). O vídeo com maior destaque foi o intitulado “Pastagem – estratégias para recuperação de pastagem” do Canal Tecnologia e Produção. FAQ Os números do FAQ continuam crescendo. Durante o período analisado, o acesso triplicou, atingindo a marca de 132.033 sessões, gerando um total de 89% de novas sessões. Os acessos são oriundos principalmente do Brasil, com uma média de 93%, seguido por Portugal, Estados Unidos e Índia. O acesso através do Desktop ainda é massivo, com 65,36%, seguido pelo mobile, com 31% dos acessos.


COMUNICAÇÃO

Premiações e homenagens recebidas em 2015 Zootecnista é homenageada no Dia da Mulher Fechando o Mês da Mulher, março, a zooctenista Lúcia Gatto, Chefe-Adjunta de Administração, recebeu o Prêmio Tenente Coronel Ana Neize Baltha, oferecido pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul às mulheres, civis e militares, que tenham demonstrado ao longo dos anos, dedicação e trabalho e sua relação com a segurança pública estadual. Lúcia é zootecnista com mais de 20 anos de experiência e o prêmio é ao final um reconhecimento a todas as mulheres que abriram os caminhos para o desenvolvimento profissional e fortalecimento da figura feminina no mercado de trabalho. A homenagem foi concedida também à vicegovernadora, Rosiane Modesto de Oliveira; à presidente do Sindicato Rural de Nova Alvorada-MS, Tema Araújo; à advogada, Ana Arminda Santos; e à primeira-dama do Estado, Fátima Azambuja. O prêmio recebe o nome de Ana Neize, uma das precursoras da história do efetivo feminino na PMMS.

Pesquisadora recebe Mérito Legislativo O Diploma de Honra ao Mérito Legislativo “Arnaldo Estevão de Figueiredo” de reconhecimento profissional Agronômico foi entregue para 33 agrônomos de diversas áreas de atuação, entre eles, a pesquisadora da Embrapa, Valéria Pacheco Batista Euclides. Valéria Pacheco possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa e doutorado em Manejo de Pastagens pela Universidade da Flórida. Pesquisadora da Embrapa há mais de 30 anos, participou da equipe responsável pelo lançamento de cultivares de gramíneas tropicais, todas registradas pelo MAPA. É especialista em manejo sustentável de pastagens e seleção de novas cultivares. A comenda leva o nome de Arnaldo Estevão

41

de Figueiredo, um dos primeiros engenheiros-agrônomos de Mato Grosso do Sul conhecido pelo seu trabalho na demarcação de terras. Arnaldo também deixou seu legado político ao ser governador do então estado do Mato Grosso e prefeito de Campo Grande.

Pesquisador está entre “10 Heróis da Revolução Verde no Brasil” O pesquisador Luiz Otávio Campos da Silva foi homenageado como um dos "10 Heróis da Revolução Verde no Brasil", durante a sétima edição do "Fórum Inovação: Agricultura e Alimentos para o Futuro Sustentável". Em sua trajetória, Luiz Otávio participou da avaliação genética que resultou nas DEP's (Diferença Esperada na Progênie) em nível nacional, concomitantemente ao desenvolvimento – desde 1982 – de um rebanho das raças nelore, caracu e senepol no Centro de Pesquisa. Destaca-se, ainda em seus trabalhos, o Programa de Avaliação de Touros Jovens; Programa Geneplus-Embrapa, que conta com a participação direta dos criadores; e Programa BifeQuali. O Fórum – realizado pela FAO, Andef, Abag e Embrapa – debate caminhos e soluções para a agricultura e a pesquisa agropecuária em prol do desenvolvimento sustentável do país, além de discutir como atender ao desafio de garantir alimentos para 9,3 bilhões de pessoas no ano de 2050.

revolucaoverde.org


Pixabay


BALANÃ&#x2021;O SOCIAL

6.

Pixabay


Capim-Marandu

44

BALANÇO SOCIAL

Balanço social Contribuições da Embrapa Gado de Corte

Arquivo Embrapa

Capim-Mombaça

Ações sociais voltadas ao público externo As ações sociais voltadas ao público externo da Unidade estão apresentadas abaixo: – Curso Pós-Médio de Especialização Profissional Técnica em Pecuária de Corte realizado pelo Núcleo de Transferência de Tecnologia e Capacitação em Pecuária de Corte (AGROESCOLA);

Dalízia Aguiar

BRS Piatã

– Dinapec (Dinâmica Agropecuária): Feira de Tecnologias da Embrapa e Parceiros; – Exibição diária do quadro “Tecnologia e Produção”, produzido pela Embrapa Gado de Corte (Campo Grande-MS) e o Sistema Brasileiro de Agronegócios (SBA/Canal do Boi; – Inovações Tecnológicas da Embrapa Gado de Corte apresentadas em feiras e exposições agropecuárias; – Campanha Natal Solidário. Arquivo Embrapa


NOSSOS TALENTOS

7.

Dalízia Aguiar


46

NOSSOS TALENTOS

ADAO WILLIAN MARQUES DE ARRUDA ADELINO TOMAZ DE OLIVEIRA - ADEMAR PEREIRA SERRA - ADEMILSON DA SILVA OLIVEIRA - ADEMIR HUGO ZIMMER ADRIANA DA SILVA - AGNELSON MARTINS DE SOUZA - ALBERTO MACHIENSE DE ARRUDA - ALCIOVANE JOAO DO SETE ALESSANDRA CORALLO NICACIO ALEXANDRA ROCHA DE OLIVEIRA ALEXANDRE ROMEIRO DE ARAUJO ALTAIR CONCEICAO CORREA - AMANCIO GEOVANE VACCARI - AMERICO BATISTA ANA PAULA SIVIEIRO LEITE - ANDERSON APARECIDO DA SILVA SANTOS - ANDRE DOMINGHETTI FERREIRA - ANDREA ALVES DO EGITO - ANDREA GONDO ANELISE SULZBACH - ANNA BEATRIZ ROBOTTON FERREIRA - ANTONIO CARLOS FELIX BARBOSA - ANTONIO DO NASCIMENTO FERREIRA ROSA - ANTONIO THADEU MEDEIROS DE BAR - ARAMI DA SILVA CHARAO - ARI DA SILVA CHARAO ARMINDO NEIVO KICHEL - BENICIO LIMA ARGUELO - BOAVENTURA DE ARRUDA MORAES - BRUNO ANDRADE AZEVEDO CACILDA BORGES DO VALLE - CAMILO CARROMEU - CARLO CESAR SIMIOLI GARCIA - CARLOS ALBERTO MARTINS DE OLIVEIRA - CARLOS ALBERTO SOARES LUBAS - CARLOS EDUARDO BERTOLI CAROLINA CASTILHO DIAS - CATARINO DARQUE LOPES - CELIO ALZEMAN ROCHA - CELSO DORNELAS FERNANDES - CELSO SOUZA MARTINS - CLAUDIA MARIA REIS DE LACERDA - CLEBER OLIVEIRA SOARES - CLODOALDO OLIVEIRA DE SOUZA DAIANI ALVES DE MORAES - DALIZIA MONTENARIO DE AGUIAR - DAVI JOSE BUNGENSTAB - DENISE BAPTAGLIN M O N TA G N E R - D I L M A A L M E I D A FIGUEIREDO - DIMAS COUTO NETO DORALICIO CORREA DA SILVA - ECILA CAROLINA NUNES ZAMPIERI - EDSON ESPINDOLA CARDOSO - EDSON VIEIRA DE MORAES - ELANE DE SOUZA SALLES ELCIONE RAMOS SIMPLICIO - ELIANA CEZAR SILVEIRA - ELIZABETE AZEVEDO JUSTINO JACOB - ENIO NOGUEIRA DANTAS - ERNO SUHRE - EVA CELIA BRITES DELGADO - EVALDO RODRIGUES DE OLIVEIRA - EVANIR PAVAO AMARAL EZEQUIEL RODRIGUES DO VALLE FABIANA VILLA ALVES - FABIANE SIQUEIRA - FABIO LUCIO PETRUCCI - FABRICIA ZIMERMANN VILELA TORRES -

FERNANDO FALEIROS DE OLIVEIRA FERNANDO PAIM COSTA - FILIPE TOSCANO DE BRITO S. CORREA - FLABIO RIBEIRO ARAUJO - FRANCISCO ANTONIO QUETEZ - GELSON LUIS DIAS FEIJO GEZIEL NOGUEIRA DE SOUZA - GILBERTO ROMEIRO DE OLIVEIRA MENEZES GILSON PICININ DA SILVA - GILSON REZENDE CARAMALAC - GISELE OLIVAS DE CAMPOS LEGUIZ - GRACIA MARIA SOARES ROSINHA - GUILHERME CUNHA M A L A FA I A - G U S TAV O E U G E N I O GERHARD BARROCAS - HAROLDO PIRES DE QUEIROZ - HELIO SOARES DE OLIVEIRA - HENRIQUE SILGUERO HERALDO MIRANDA DA FONSECA - HUGO SOARES CORADO - IGOR JOBA - IONARA SALETE BERTI PEREIRA - ISAURA MEGUMI NAKA - IVAN FARIAS SILVEIRA JACQUELINE CAVALCANTE BARROS JANAINA PAULA MARQUES TANURE JAQUELINE ROSEMEIRE VERZIGNASSI JARI FRANCO RIBEIRO - JEAN CARLOS NANTES GAMARRA - JOAO BATISTA CATTO - JOAO BATISTA DE SOUZA NETO JOAO GOMES DA COSTA - JOAO INFRAN JOAO MARQUES DE OLIVEIRA - JOEL DA SILVA - JOEL FERREIRA DA SILVA JOELCIO FARINHA ALMEIDA - JOSE CARLOS PEIXOTO DE MIRANDA - JOSE DE ALMEIDA LOBO - JOSE FRANCISCO DOS SANTOS - JOSE GOMES DE ALMEIDA JOSE RAUL VALERIO - JOSE ROBERTO DE SOUZA FREIRE - JOSENEI VALE DOS SANTOS - JOSENILTO CAVALCANTE DE MIRANDA - JOSIAS DE CARVALHO JOSIMAR LIMA DO NASCIMENTO - JOZIVAL EVANGELISTA DA SILVA - JURANDIR LUIZ SOARES - KADIJAH SULEIMAN JAGHUB KAREM GUIMARAES XAVIER MEIRELES LAUCIDIO DE ARRUDA DIAS - LAUCIDIO DE ARRU - A MORAES - LEDA MARIA DO CARMO - LENITA RAMIRES DOS SANTOS LEONDRE DE OLIVEIRA SANTOS - LIANA JANK - LIANGE DE OLIVEIRA DIEHL LOURIVAL DE JESUS - LUCIA FATIMA DE ALMEIDA ROSA - LUCIA GATTO - LUCIANO RONDON FERRAZ - LUCIMARA CHIARI LUIS CARLOS GAUNA GOMES - LUIZ ANTONIO DIAS LEAL - LUIZ ANTONIO FERNANDES - LUIZ DE JESUS - LUIZ OTAVIO CAMPOS DA SILVA - MANUEL CLAUDIO MOTTA MACEDO - MARCELO PASCHOAL DE OLIVEIRA - MARCELO ZENOBIO PINTO - MARCIO RAMAO JULIO


GESTÃ&#x192;O ORGANIZACIONAL

LOPES - MARCO ANTONIO DA SILVA MARCO ANTONIO MARQUES - MARCOS AMARAL DE MATOS - MARCOS ANTONIO MADUREIRA - MARGARETH VIEIRA BATISTA - MARGARIDA MARIA DE FIGUEIREDO - MARIA GORETTI DOS SANTOS - MARIA IZILDINHA RIBEIRO MARIA SOLANGE MARTINS - MARIANA DE ARAGAO PEREIRA - MARIANE DE MENDONCA VILELA - MARILENE VEIGA MIRANDA FONSECA - MARLENE DE BARROS COELHO - MARLEI DE SOUZA VICENTE - MARTA PEREIRA DA SILVA MARY LUCIA ARGUELO BRAGA - MATEUS FIGUEIREDO SANTOS - MAXWELL PARRELA ANDREU - NEWTON VALERIO VERBISCK - NIBIA QUEIROZ DE PAULA NILZA BRITO DE SOUZA - ODIVALDO NANTES GOULART - OGUIMAR APARECIDO FLORES DA SILVA - OTAVIO FERNANDES DA SILVA - PAULA DE ALMEIDA BARBOSA MIRANDA - PAULINO GAUNA GOMES - PAULO CESAR DA LUZ PAULO HENRIQUE DUARTE CANCADO PAULO HENRIQUE NOGUEIRA BISCOLA PAULO ROBERTO DUARTE PAES - PEDRO ALVES - PEDRO PAULO PIRES - QUINTINO IZIDIO DOS SANTOS NETO - RAFAEL GERALDO DE OLIVEIRA ALVES - RAFAEL LOBO SABER GUIMARAES - RAMAO BATISTA DA COSTA - RAMAO JORGE MARIANO - RAMIRO BERNARDO DA SILVA FILHO - RAQUEL BETHANIA REZENDE ABREU - RAUL DOMINGUES DE ALMEIDA RENATA POLLAK BENITES - RENATO ANDREOTI E SILVA - RENATO HENRIQUE MARCAL DE OLIVEIRA - RICARDO ALEXANDRE E S CAVALHEIRO - RICARDO LUIZ PETRI - RICARDO SERPA - RINALDO DARIO BANDEIRA DUARTE - ROBERTO AUGUSTO DE A TORRES JUNIOR ROBERTO GIOLO DE ALMEIDA - ROBERTO MAROSTICA - RODINEY DE ARRUDA MAURO - RODRIGO AMORIM BARBOSA RODRIGO CARVALHO ALVA - RODRIGO DA COSTA GOMES - RODRIGO DE OLIVEIRA CINTRA - RODRIGO LUIZ CHAVES DE CAMPOS - ROGERIO PACHECO DA SILVA RONALDO LUIZ DA SILVA - RONNEY ROBSON MAMEDE - ROSANA TERESINHA SANTIN DE ALMEIDA - ROSANE DA SILVA ROSANGELA CEZAR FIGUEIRA ROSANGELA MARIA SIMEAO RESENDE RUBENS BELUZZO RIBEIRO - RUBENS LUIZ SOARES - SAMUEL BARBOSA DA

47

FONSECA - SANDRA APARECIDA CORREA NUNES - SANDRA HELENA RATIER SANDRO SILVIO PINHEIRO - SANZIO CARVALHO LIMA BARRIOS - SATURNINO DE ASSUNCAO PINTO - SEBASTIAO ALMEIDA DA FONSECA - SEBASTIAO JORGE FRANCO - SERGIO RAPOSO DE MEDEIROS - SILVANO CALIXTO - THAIS BASSO AMARAL - VAGNER APARECIDO DA SILVA MARTINS - VAGNER RAMALHO NUNES - VALDEMIR ANTONIO LAURA VALDIR DANTAS JUNIOR - VALDIR DE OLIVEIRA ACOSTA - VALERIA PACHECO BATISTA EUCLIDES - VALTER ALVES RIBEIRO - VANDERLEI SEVERINO DA SILVA - VANESSA FELIPE DE SOUZA - WAGNER DOS SANTOS ZANONI - WEBSTEN CESARIO DA SILVA - WILSON WERNER KOLLER - ZIVALDO ALVES DE ALMEIDA


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Presidente Maurício Antônio Lopes

Revisão Dalízia Montenário de Aguiar Rodrigo Carvalho Alva

Diretores Textos Diretor-Executivo de Pesquisa & Desenvolvimento Laudislau Martin Neto Diretora-Executiva de Administração e Finanças Vania Beatriz Castiglioni Diretor-Executivo de Transferência de Tecnologia Waldyr Stumpf Junior Embrapa Gado de Corte Chefe-Geral Cleber Oliveira Soares Chefe-Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento Lucimara Chiari Chefe-Adjunto de Administração Lúcia Gatto Chefe-Adjunto de Transferência de Tecnologia Ronney Robson Mamede Produção Núcleo de Desenvolvimento Institucional (NDI) Paulo Henrique Nogueira Biscola Nibia Queiroz de Paula Núcleo de Comunicação Organizacional (NCO) Rodrigo Carvalho Alva Supervisão Editorial Rodrigo Carvalho Alva Projeto Gráfico Luiz Antonio Dias Leal, adapt. de Giselle Aragão Fotos Banco de Imagens Pixabay - www.pixabay.com Freepik - br.freepik.com/ Tiragem 1ª Impressão (2016): 500 exemplares

Andréa Gondo Antônio do Nascimento Rosa Antônio Thadeu Medeiros de Barros Camilo Carromeu Carolina Castilho Dias Cleber Oliveira Soares Dalízia Montenário de Aguiar Davi José Bugenstab Denise Baptaglin Montagner Elcione Ramos Simplicio Eliana Cezar Silveira Evanir Pavão Amaral Ezequiel Rodrigues do Valle Fabiana Villa Alves Fabrícia Zimermann Vilela Torres Fabiane Siqueira Fernando Faleiros de Oliveira Fernando Paim Costa Filipe Toscano de Brito Simões Correa Flábio Ribeiro de Araujo Geziel Nogueira de Souza Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes Grácia Maria Soares Rosinha Guilherme Cunha Malafaia Janaina Paula Marques Tanure Jaqueline Rosemeire Versignassi João Gomes da Costa Kadijah Suleiman Jaghub Liana Jank Lúcia Fátima de Almeida Rosa Lucimara Chiari Margarida Maria de Figueiredo Pinheiro Mariana de Aragão Pereira Marilene Veiga Miranda Fonseca Mateus Figueiredo Santos Newton Valério Verbisck Nibia Queiroz de Paula Paulo Henrique Duarte Cançado Paulo Henrique Nogueira Biscola Renata Pollak Benites Roberto Giolo de Almeida Roberto Maróstica Rodrigo Carvalho Alva Rodrigo da Costa Gomes Ronney Robson Mamede Rosane da Silva Rosangela Maria Simeão Resende Sandro Silvio Pinheiro Thais Basso Amaral Valeria Pacheco Batista Euclides Websten Cesário da Silva


Rodrigo Alva

DalĂ­zia Aguiar

Arquivo Embrapa

Josimar Lima

Relatorio de Gestão 2015  

Relatório de Atividades da Embrapa Gado de Corte referente ao ano de 2015.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you