Issuu on Google+

a d a o Feij

Completa


Equipe: Daniel Go Tanio

Erik Jardinovsky Debatin Gabriela Rocha Ribeiro

Karine dos Santos Barbosa

Lucas Dutra Gomes de Oliveira Lucas Fittipaldi

Marcella Doratioto

Projeto interdisciplinar orientado por: Prof. Ivan Soares David

Profa. Luciana Aparecida Santos Prof. Paulo Vasconcelos

Prof. Roberto Ferreira da Silva

Colaboradores: Artur Luiz Barbosa Família Vastella

Luiz Carlos Silva

Sandra T. Valenzuela

Produção Editorial o 2 semestre 2010


Divulgação

introdução

O curta “Feijoada Completa”,

se inspirou em um conto de Luis Fernando Veríssimo publicado no livro “Essa história está

diferente”, seleção de Ronaldo

O escritor Luis Fernando Veríssimo.

Bressane. O livro reùne contos

notar certa superioridade do

e compositor Chico Buarque.

assume o papel de cozinheira.

inspirados em mùsicas do cantor

homem em relação à mulher, que

Chico é um dos mais famosos

No curta buscamos enfatizar

a carreira em 1965. Assim

tanto na mùsica quanto no conto.

mùsicos da MPB, começou

como Veríssimo, suas canções

expressam muito bem elementos da cultura popular brasileira, inclusive o cotidiano do cidadão comum.

O conto de Veríssimo baseou-se na mùsica “Feijoada Completa”, que trata inicialmente de como

fazer uma boa feijoada; porém,

durante todo o preparo é possível

o viés crítico e social presente

O conflito vivido por Carolina é o

mesmo vivido por muitas mulheres ainda hoje. Apesar de todos os direitos conquistados desde a

publicação de “O Segundo Sexo” (1949), da feminista francesa Simone de Beauvoir, ainda

existe uma herança histórica de submissão feminina que precisa ser discutida.


Referências para o Processo de criação “Mulheres do Brasil” é um longa-metragem que mistura ficção e

documentário. Com 113 minutos de duração, reùne cinco histórias de escritoras brasileiras, situadas em diferentes regiões do Brasil.

com leituras possíveis da

alma feminina brasileira, através de histórias ora sensuais, divertidas e

delicadas; ora debochadas

e cruéis. São personagens, de diferentes culturas e

classes sociais, experiências de vida singulares, vivendo momentos especiais em

suas trajetórias. Mulheres

comuns movidas pela eterna

e inquietante busca de seus desejos e sonhos.

Não só pelo tema abordado, mas também por sua

belíssima fotografia, “Mulheres do Brasil” norteou a produção do curta-metragem “Feijoada Completa”.

Divulgação

O filme constrói um painel


Divulgação

Outra grande referência foi a série “A Grande Família”,

exibida pela Rede Globo desde 29 de março de 2001. Tratase de uma reinterpretação

contemporânea da série original, exibida entre 1972 e 1975. A

série mostra com muito bom humor o cotidiano de uma família de

classe média-baixa brasileira. Lineu é um fiscal sanitário

politicamente correto, também é casado com a dona de casa Nenê, uma esposa dedicada, competente e mãe zelosa.

Ele sustenta os dois filhos, a mimada Bebel e o preguiçoso Tuco. Com eles ainda vive o

malandro genro Agostinho, o marido de Bebel.

A paleta de cores ao lado, por

exemplo, foi uma das primeiras elaboradas na pré-produção

do curta e pode ser facilmente associada à capa do DVD de “Mulheres do Brasil”.

Primeira paleta de cores selecionada para o projeto.


Construção da personagem “carolina” Gabriela Rocha

Apesar da simplicidade

que expressa, Carolina é

uma personagem bastante

complexa, que no decorrer da

história passa por constantes conflitos consigo mesma.

A frustração com a sua

rotina de dona de casa, com seus sábados cozinhando

feijoada desde cedo para o

marido e os amigos do futebol

faz com que Carolina se sinta em uma encruzilhada, entre deixar o marido e construir

uma nova vida ou permanecer

ao lado do homem com quem se casou. A decepção com seu

casamento e a indecisão em deixar ou não seu marido. O aspecto estético de

Carolina foi inspirado nas donas de casa dos anos

50, com o cabelo enrolado e o vestido florido até os

joelhos, remetendo à uma

época em que a mulher não

tinha grandes expectativas depois do casamento e da maternidade.

A aliança de casamento e

a cruz no colar, são símbolos da influência que a religião católica exerce sobre


Carolina. Achamos importante

Em um segundo momento, o

histórica da mulher com a

mais claras, suaves e alegres,

mostrar essa relação

igreja, e como até hoje este moralismo exerce poder.

Cores de “Carolina”

vestido consiste em cores

refletindo a descoberta que

Carolina fez sobre si mesma no

momento em que decidiu retornar para o marido. Carolina se lembra de uma conversa que teve

Para o figurino de Carolina,

com Pedro sobre seus talentos e

primeiro, revestido de flores em

a partir deles. Afinal, Carolina

tem um aspecto mais sério

educada, aprendeu francês e

submissão imposta à Carolina,

que não é o comodismo de Pedro

mesma, no início do curta.

abandono de si mesma.

optamos por dois vestidos: o

a vida que ela poderia ter levado

azul marinho, vermelho e bege,

não é de origem pobre, foi bem

e conservador, refletindo a

piano. Carolina então percebe

tanto pelo marido como por ela

que a faz infeliz, mas sim o


Construção da personagem “pedro” Gabriela Rocha

Para a construção de

Pedro, pesquisamos um

pouco mais sobre a Cultura

Popular Brasileira, da qual os

personagens são provenientes. Descobrimos que a presença do futebol, do samba e da feijoada no conto não são

meras coincidências. Estes

são ícones desta cultura tão originalmente brasileira.

O personagem de Pedro,

dar um futuro melhor para sua

comum”. A maioria dos homens

característica que o distingue:

liga muito para a aparência,

está preocupado

ocidentais. Na verdade,

dinheiro, mas

e portanto não encontra

o que ganha com

Apesar disso, estes homens

para os amigos do

então, é o chamado “homem

família. Pedro, porém, tem uma

emergentes desta cultura não

o comodismo. Ele não

nem para os cavalheirismos

em ganhar mais

esta maioria não tem estudo

em gastar bem

um emprego que pague bem.

uma bela feijoada

trabalham honestamente para

futebol.


Divulgação

A relação do homem com o

futebol, por sua vez, é uma herança histórica. Não há como desassociar a figura de Pedro do futebol. Ele

trata o esporte como uma

religião, e sábado é dia dele

“rezar” com seus colegas. Um

pobre, praticamente todo

observamos é que, no conto, até

jogou futebol. O futebol é um

a reza com seus subordinados.

de democrático, por isso, ele é

as classes sociais que o futebol

sociais.

dos fatores interessantes que

homem brasileiro joga ou já

o chefe de Pedro vai praticar

esporte que passa a imagem

Essa característica de unir

adotado por todas as classes

tem é, provavelmente, um dos

Cores de “Pedro”

fatores primordiais para que a “religião” da bola seja tão popular.

Nos dias de hoje,

aparentemente, não existem

classes sociais quando se joga bola, não há a diferenciação

esporte de rico ou esporte de

A paleta de cores de Pedro consiste nas cores da

bandeira do Brasil, para

passar uma mensagem bem óbvia; afinal, Pedro não

representa o estereótipo do homem ocidental, mas

do homem brasileiro em sua essência.


trilha sonora Optamos pelo samba característico de Chico Buarque para

introduzir o cotidiano monótono de Carolina. Já para expressar o sofrimento da protagonista, a melodia de Caetano.

Composição: Chico Buarque Todo dia ela faz tudo sempre igual: Me sacode às seis horas da manhã, Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã. Todo dia ela diz que é pr’eu me cuidar E essas coisas que diz toda mulher. Diz que está me esperando pr’o jantar E me beija com a boca de café. Todo dia eu só penso em poder parar; Meio-dia eu só penso em dizer não, Depois penso na vida pra levar E me calo com a boca de feijão. Seis da tarde, como era de se esperar, Ela pega e me espera no portão Diz que está muito louca pra beijar E me beija com a boca de paixão. Toda noite ela diz pr’eu não me afastar; Meia-noite ela jura eterno amor E me aperta pr’eu quase sufocar E me morde com a boca de pavor.

Divulgação

“Cotidiano”, por Chico Buarque


“Você não me ensinou a te esquecer”, por Caetano Veloso Divulgação

Composição: Fernando Mendes / José Wilson Não vejo mais você faz tanto tempo Que vontade que eu sinto De olhar em seus olhos Ganhar seus abraços É verdade, eu não minto E nesse desespero em que me vejo Já cheguei a tal ponto De me trocar diversas vezes Por você Só pra ver se te encontro Você bem que podia perdoar E só mais uma vez me aceitar Prometo agora vou fazer por onde Nunca mais perdê-la Agora, que faço eu da vida sem você? Você não me ensinou a te esquecer Você só me ensinou a te querer E te querendo Eu vou tentando te encontrar

Divulgação

Vou me perdendo Buscando em outros braços Seus abraços Perdido no vazio de outros passos Do abismo em que você se retirou E me atirou e me deixou aqui sozinho

A melodia composta pelo pianista coreano Yiruma, chamada “River Flows In You”, foi utilizada durante o flasback de Carolina para dar um tom mais romântico à cena.


como fazer um curta-metragem Feito o roteiro, quando as

formato de quadrinhos que

preciso construir o chamado

momento da filmagem. Abaixo,

primeiras idéias surgem, é “storyboard”, um guia em

auxiliará toda a produção no

algumas cenas do storyboard de Feijoada Completa. Gabriela Rocha

1

Carol e Pedro durante o café da manhã. Gabriela Rocha

2

Carol ao telefone com Pedro.


Gabriela Rocha

3

Carol tirando o avental e abadonando a vida de dona de casa. Gabriela Rocha

4

Carol deixa uma carta para Pedro. Gabriela Rocha

5

Carol indecisa.


Gabriela Rocha

6

Flashback de Carol e Pedro no meio da madrugada. Gabriela Rocha

7

Carol fatiando a couve para acompanhar a feijoada.

Carol servindo a feijoada para Pedro e seus amigos do futebol.

Gabriela Rocha

8


luz, câmera... ação! Gabriela Rocha

Karine Barbosa trabalhando no enquadramento da cena. Para ser criativo não é preciso

Para a primeira cena do curta,

Quando há poucos recursos,

que fizesse a câmera deslizar.

uma produção hollywoodiana.

na hora da filmagem o jeito é

improvisar. Ainda mais impor-

tante do que ter equipamentos

de qualidade é saber enquadrar uma cena com perfeição.

precisávamos de um suporte Para tanto, utilizamos duas cordas que atravessaram o

cenário da cozinha de “Feijoada Completa”.

Gabriela Rocha

Bastidores de “Feijoada Completa”.



Encarte do curta-metragem "Feijoada Completa"