Page 1

O COMPROMISSO

BOLETIM INFORMATIVO DA ASSOCIAÇÃO ALGARVIA DE PAIS E AMIGOS DE CRIANÇAS DIMINUÍDAS MENTAIS

Propriedade: AAPACDM Coordenação: Gabinete de Imagem dezembro de 2011

Nº 2

R. do Compromisso, nº 50, 8000-252 Faro info.aapacdm@gmail.com www.aapacdm.pt/ www.facebook.com/associacaoalgarvia.aapacdm

Desenho elaborado pelo cliente Dário Domingos


O COMPROMISSO

Nº 2 2

EDITORIAL Caros/as Clientes, Famílias, Funcionários/as e Amigos/as,

Eliane Cruz Presidente da AAPACDM

Destaques “O Descortinar do Lar” “Era Natal” - Depoimento de mãe de uma cliente

Esta edição do nosso boletim O Compromisso é mais um momento para a reafirmação de uma vontade e sonho sempre presentes: contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, em que a igualdade de direitos se afirme como uma realidade alcançada e não mascarada. Passamos momentos difíceis e a aposta na união de esforços será a nossa alavanca para conseguirmos o que realmente interessa, o respeito pela diferença e a igualdade de oportunidades. Apelo ao envolvimento de todos/as na construção de uma associação prestadora de serviços que respondam às necessidades dos clientes. A participação nas nossas iniciativas e o voluntariado por uma causa comum é essencial para alcançarmos os fins a que nos propomos, reabilitar e integrar pessoas com deficiência mental na sociedade.

“Tempo de Pais, Mães e Filhos” “Bora Lá Acampar” “Novos Rumos, Parcerias e Formas de combate às situações de vulnerabilidade ...” “Faro Ativo” “II Mercado Social de São Brás de Alportel” “O Hallowen na AAPACDM”

Rubricas: Estamos a ser reconhecidos Está a acontecer ... 2 Comemorações do 43º Aniversário da AAPACDM no dia 18 Novembro


Nº 2

O COMPROMISSO

(cont. Editorial) 3 Com esse propósito, e sempre com o intuito de melhoria do serviço prestado, a Direção da AAPACDM abraçou um novo desafio. Tendo já sido alcançada a nossa Certificação para a Qualidade, no âmbito do EQUASS (Sistema de Reconhecimento e Certificação da Qualidade das Organizações de Serviços Sociais), agora elevámos um pouco mais a fasquia. Almejamos, através de uma nova candidatura, uma Certificação por excelência de serviço. Peço a todos/as os/as envolvidos/as neste processo que levem a cabo todos os esforços para que este objetivo seja alcançado com sucesso em 2013, pois tal será demonstrativo da nossa determinação e coerência de ação. A maior participação de sócios na Assembleia, do passado dia 10 de novembro e na comemoração do nosso 43º aniversário, no dia 18 do mesmo mês, foi um indicador de união da Associação. Por último, reafirmo que O Compromisso é fundamental para a divulgação do nosso trabalho e um importante veículo de motivação. É o órgão de comunicação institucional e tem as suas portas abertas à participação dos interessados, clientes, famílias, funcionários/as e amigos/as. Eliane Cruz— Presidente da AAPACDM

“ O Descortinar do Lar” Muitos não sabem que existimos, outros até sabem que existimos mas não sabem o que fazemos, o que somos e o que sentimos. Somos uma família de doze pessoas que moramos de Segunda a Sexta na Rua do Compromisso nº 38: oito rapazes e quatro raparigas partilhando durante a semana muito daquilo que vocês vivem com as vossas famílias. Aqui trocamos as nossas experiências de vida, sentimentos e vivências quotidianas, não substituímos o importante papel da família biológica, mas esforçamo-nos por proporcionar experiências ricas em afetividade. Aqui aprendemos a realizar todas as atividades da como tomar banho, comer e vestir.

vida diária, simples para alguns, difíceis para outros,

Aqui aprendemos a respeitar as diferenças de cada um, a intimidade e aprendemos sobretudo a dar valor ao que realmente importa: o amor e respeito pelo próximo. E vocês, já pararam para pensar a sorte que é ter um sítio a que podemos chamar “Lar”? A sorte de ter um “porto de abrigo”? A verdade é que muitas vezes não damos o verdadeiro valor ao que temos. 3 Helena Rama — Coordenadora do Lar de Apoio / Psicóloga do Centro de Actividades Ocupacionais (CAO’s)


Nº 2

O COMPROMISSO

4 "Era NATAL" números, num progresso constante da PréNo dia 25 de dezembro de 1966, dia Santo, da Família, dia Primária para a 1ª Classe. de Festa, o meu bebé (menino ou menina?) tão desejado quis juntar-se a todos para festejar, o que só viria a acon"nã tecer na longa e sofrida madrugada. Qual presságio, certao mente não se tratava apenas de não compreender as hab tenho d i e t explicações técnicas que me chegavam através de uma surp uada a ceções, sofre reen p neblina ainda anestesiante, era um mau sode... r, a ois quem nho acreditava, mas dentro de mim havia já nascido uma " mín ima está negação à verdade. O diagnóstico dito sem alma, a frio, aleg ria qual gume de faca pontiaguda atingiu-me: "DEFICIENTE". Simplesmente fui ao inferno e voltei para perguntar o que Passaram muiera isso a que chamavam "Síndroma de Down"? tos anos, já não concemenina, Olhava para ela, serena, linda, frágil, e pensava “como se bo a vida sem a minha a sua atrevem?”. Não havia psicólopresença enche a gos ou terapeutas. Sozinha casa, é a minha com a minha bebé e o Pai, só companhia. Esqueço quem viveu igual experiência não ter direito a férias nem pode compreender, a dor de fins de semana, nem a convíver o mundo desabar, a vios noturnos. Dependo do esperança ir embora, o sol seu bem estar, assim como perder o brilho, as flores o ela depende de mim. cheiro, a raiva de ter acreditado num Deus justo. Em Apoiada por técnicos de silêncio, fiquei no desespero várias áreas com generosidaenquanto tudo à minha volta de e carinho, desde que desmoronava. tenha as suas necessidades Foram três longos anos de procura, de rejeição ao diagnóstico, até ter encontrado, num País que não era o meu, um médico, um profissional, que trouxe luz à minha vida e encheu o meu coração de esperança enquanto que a minha menina crescia, brincava, falava, andava e era feliz. O dia clareou e as Desenho elaborado pela cliente Luísa flores do meu jardim ficaram mais coloridas. Como lembro a alegria que me inundou quando trouxe do Colégio o caderno com as primeiras letras e

básicas supridas (como a segurança, relações afetivas ou multiplicação de estímulos), sinto que o seu sorriso é de felicidade. Sei bem como é difícil a carreira que abraçaram, pelo que deixo aqui a minha manifestação de reconhecimento e gratidão a todos os que na AAPACDM, de uma forma ou outra, contribuem diariamente para que a caminhada tenha rumo. 4 Cândida Teixeira – Mãe da uma cliente


Nº 2

O COMPROMISSO

Tempo de5Pais, Mães e Filhos Treino de competências parentais/ atividades lúdico-pedagógicas Nasceu uma nova iniciativa no Projeto (re)cria…

Pretendemos transformar o tempo que passam com os seus filhos, em momentos de prazer e alegria, para que possam tirar o máximo partido de todas as fases de crescimento.

Preocupados, com o pouco tempo “de qualidade” que as nossas famílias (jovens na sua maioria) dispõem para passar com os seus filhos e, porque sentimos A esta lógica de funcionaque estes pais têm dificulmento, acrescentar-se-ão dade em lidar com as diveralguns momentos “mais sas fases do crescimento sérios”, como as sessões das crianças (birras, noites de esclarecimento sobre mal dormidas, dependêntemas que os nossos jocias / manipulações parenvens pais tenham necessitais, entre outras), surgiu esta iniciativa: através de brin- dade de aprofundar. A primeira sessão realizar-se-á em cadeiras lúdico-pedagógicas, conseguimos ajudar estas breve, sobre o tema - As Birras, e contaremos com a crianças a crescer e estreitar a relação parental. colaboração da terapeuta familiar, Dra. Maria Brites, diretora Pedagógica da “Oficina Divertida”, de Faro. São momentos de partilha entre pais e filhos, com a utilização de algumas técnicas, que facilmente podem Maria André— Coordenadora do Projeto (re)cria Antunes- Técnica do Projeto (re)cria / Formadora da Unidade de ser assimiladas e entendidas pelas mães e pais, para Andrea Formação Profissional (UFP) reproduzir mais tarde noutros momentos em família.

“BORA LÁ ACAMPAR” De 20 a 22 de julho de 2011, os clientes das diferentes Respostas Sociais da AAPACDM partiram à aventura com um grupo de Escoteiros de Faro. Realizou-se a iniciativa “BORA LÁ ACAMPAR”, indo ao encontro da satisfação das necessidades de lazer e de quebra de rotina dos jovens, essencial a um desenvolvimento harmonioso e promovendo momentos de bem-estar, alegria e satisfação. A realização do acampamento privilegiou o desenvolvimento físico, intelectual e social, assim como o respeito pela natureza e pelo próximo. Permitiu igualmente uma maior integração destes jovens com a comunidade, vivências de grupo, desenvolvimento do espírito de entreajuda e de iniciativa. Os jovens beneficiaram do contacto direto com a natureza, o qual se evidenciou pela sua colaboração na montagem das tendas, construção de uma mesa com materiais provenientes da natureza, que serviu de apoio às refeições. A nível da comunidade em geral, permitiu sensibilizar e deixar a mensagem de que todas 5 as atividades, nomeadamente as de férias, devem estar acessíveis às pessoas portadoras de deficiência.


O COMPROMISSO

Nº 2 (cont.“BORA LÁ ACAMPAR”)

6 O contacto estabelecido com os jovens possibilitou, percebê-los não só nas suas incapacidades mas também nas suas competências, promovendo uma atitude menos discriminatória, um olhar diferente perante a deficiência, trabalhando os preconceitos, de forma a minorá-los, sendo expectável a transmissão dessa mensagem a outros membros da comunidade.

de social vivenciadas pelas pessoas com deficiência e/ ou incapacidade. Quando questionados sobre o que haviam preferido, os clientes escolheram o Karaoke, o dormir em tendas, a ida à praia e à piscina, passear de barco, intercâmbio com os Escuteiros, elaboração de refeições em conjunto, dançar, assistir ao jogo do Benfica na tenda do vizinho, passear de comboio.

O desenvolvimento deste projeto permitiu à Instituição, a continuação da sua missão/visão, contribuindo para a igualdade de oportunidades e diminuição das situações de vulnerabilida

Em suma, a experiência foi tão enriquecedora que ficou um desejo no ar: Para o ano há mais?. Patrícia Gonçalves – Coordenadora do CAO Laboral e Psicóloga da Educacional

Novos Rumos, Parcerias e Formas de combate às situações de vulnerabilidade social e económica

Faro, que levou à participação em diversas atividades que dão visibilidade à nossa Instituição e que têm permitido a abertura para outros contactos.

A realização de parcerias tem sido um dos grandes contributos para a sustentabilidade da nossa Instituição, quer a nível social quer económico.

A primeira iniciativa consistiu numa intervenção conjunta no Largo da Madalena, onde houve a vontade de embelezar os canteiros, criando assim um aprazível espaço de convívio para a comunidade. A elaboração das placas decorativas

O espírito de cooperação entre diversas Instituições e entidades permite a realização de atividades e iniciativas que, doutro modo, ficariam inviabilizadas por não existir sustento económico, material e humano indispensável. A AAPACDM tem vindo a participar em eventos baseados neste espírito. Realçamos: A parceria estabelecida com a Glocal

esteve a cargo dos nossos clientes dos CAO’s. Participamos também, em conjunto com várias entidades e cidadãos, no TrocAqui, iniciativa dinamizada pela Glocal Faro com a parceria da AAPACDM e outras entidades. Tratase de um mercado de trocas de bens e serviços (sem utilizar dinheiro) que visa

6


O COMPROMISSO

Nº 2

(cont. Novos Rumos, Parcerias e Formas 7 de combate às situações de vulnerabilida- O relançar da nossa parceria com o de autonomização dos nossos cliende social e económica) Sporting Clube Farense e o impor- tes. A valorização do conceito de

enaltecer os “instrumentos possíveis de utilização para combate às situações de vulnerabilidade social, para sensibilizar as populações para os consumos mais sustentáveis e como forma complementar à atividade económica convencional.” (ver http://glocalfaro.blogspot.com/p/ mercado-de-trocas.html). De periodicidade mensal (1º domingo de cada mês), teve as suas primeiras edições no Largo da Madalena, passando a partir de dezembro de 2011 a ser realizado no Mercado Municipal de Faro. Num projeto semelhante de promoção da inclusão social e do desenvolvimento sustentável, foram criadas hortas de hortícolas, plantas aromáticas e medicinais na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (EHTA), ficando a respetiva manutenção entregue ao Curso de Operador de Jardinagem da Unidade de Formação Profissional da AAPACDM. A parceria com esta Escola permitiu a cedência de espaços para algumas aulas práticas dos Cursos de Empregado de Mesa e Cozinha, em troca da manutenção dos espaços verdes e edificado por parte dos formandos dos Cursos de Operadores de Manutenção Hoteleira e Jardinagem.

tante contributo do Departamento de Desporto da Câmara, passando a AAPACDM a utilizar o pavilhão desportivo gratuitamente,. Esta é uma iniciativa fulcral para a realização dos treinos da nossa equipa de Futsal (Vice-Campeã Nacional), do Clube de Desporto Adaptado.

Responsabilidade Social tem vindo a permitir uma abertura das empresas às nossas dificuldades e à nossa causa, não as deixando indiferentes a uma realidade que tantas vezes é ofuscada. Realçamos algumas iniciativas como o “Natal solidário” do Hilton Vilamoura, ou a recolha de bens efetuada todas as primeiras A Associação do Comércio e Serviquintas-feiras de cada mês, no Hiços da Região do Algarve (ACRAL), permercado Jumbo (Faro), a favor face ao sucesso da AAPACDM na da Instituição. dinamização do bar do II Stock Out de Faro (realizado em janeiro de A colaboração do Gabinete Solidário 2011), convidou a Associação para da Associação Académica da Uniparticipar na sua 3ª edição, realizada versidade do Algarve, tem sido no mês de setembro do mesmo preciosa para o sucesso dessa iniciaano, na Praça da Pontinha (Faro). O tiva. Todos retiram vantagens, a sucesso do Bar, sob a responsabilida- Instituição pelos frutos da recolha e de dos formandos dos Cursos de os jovens universitários pelas experiEmpregados de Mesa e Cozinha, e ências enriquecedoras para a sua de uma generosa equipa de voluntá- vida pessoal e profissional futura. rios, brilhou uma vez mais. Estes são alguns exemplos em que a As múltiplas parcerias de coopera- reunião de esforços traz efeitos ção na área da Formação Profissional benéficos para todos. A cooperação e no Centro de Atividades Ocupacio- faz convergir funcionários, clientes, nais têm permitido a realização de famílias, amigos e voluntários numa formações em contexto real de só causa. O contributo de todos é, trabalho e de atividades socialmente por isso, fundamental. úteis em diversas empresas. Deolinda Colaço - Técnica da UFP Estas iniciativas permitem às empresas ter um caráter ativo na formação dos nossos jovens e contribuem para as necessidades

Faro Ativo – Feira do Desporto e Juventude A AAPACDM participou, nos passados dia 24 e 25 de setembro, na iniciativa Faro Ativo – Feira do Desporto e Juventude. A organização, da responsabilidade Câmara Municipal de Faro, conseguiu congregar diversas instituições incentivadoras de um modo de vida saudável,

7


O COMPROMISSO

Nº 2 (cont. Faro Ativo)

8 com aspirações de âmbito social e de lazer. A nossa Associação não podia, assim, deixar de estar presente. Na área social, o III Mercado Social, sob o tema “Saúde”, contou com um bar dinamizado pelos formandos do Curso de Empregado de Mesa da Unidade de Formação Profissional, com uma banca com trabalhos realizados pelos nossos clientes dos CAO’s, diversas iguarias produzidas pelos formandos do Curso de Cozinha, assim como uma pequena exposição informativa sobre a AAPACDM e as suas atividades. A atuação do Grupo Folclórico marcou o primeiro dia pela vivacidade e felicidade de todos os participantes. Para os amantes das caminhadas, o nosso Clube de Desporto Adaptado dinamizou um grupo para participar na “IV Caminhada Intercultural CLAII (Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes) ”. Quinze amigos e amigas da Associação percorreram aproximadamente 10 km com bastante alegria e determinação. A caminhada teve início na Praia de Faro e terminou no Sítio das Figuras. Durante 2h30m, a divulgação da Instituição ficou a cargo da “mancha azul em movimento”. Ricardo Moreira— Coordenador do Clube de Desporto Adaptado Deolinda Colaço—Técnica da UFP

Aconteceu e marcou a nossa história - I Mercado Social Entre 20 e 23 de abril de 2011, a AAPACDM participou no I Mercatema Família e Comunidade (no Mercado Municipal de Faro), de venda onde foram expostos produtos elaborados pelos ClienFolclórico da AAPACDM foi uma das atrações da animação. Esta iniciativa desenvolvida pelo Município de Faro no âmbito da rede social (CLASF – Conselho Local de Ação Social de Faro), tem visado a promoção das diversas respostas sociais existentes no município.

do Social sob o com uma banca tes. O Grupo

- Pirilampo Mágico - Faz Brilhar o Meu Mundo Neste ano especial (festejou o seu 25º aniversário), a campanha decorreu durante o mês de maio de 2011. A AAPACDM vendeu 200 T-shirts e 11 mil Pirilampos. Segredos para o sucesso? O dedicado empenho de todos os participantes. - Comemoração da XXVI Semana Académica do Algarve No dia 6 de maio de 2011, a Instituição participou na Noite Azul, em frente ao Museu Municipal de Faro. A banca estava apelativa, plena de bijutaria e imaginação, com trabalhos alusivos à cor. - II Semana da Educação Especial A Escola E. B. 2/3 João da Rosa, em Olhão, organizou atividades com a finalidade de sensibilizar os seus alunos para a deficiência, tentando efetuar uma melhor integração e acolhimentos dos jovens que frequentam o8Ensino Especial. A AAPACDM participou no dia 19 de maio, com a atuação dos clientes dos CAO´s e da Educacional, através de uma demonstração de Karaté Adaptado, uma Dança e uma peça de teatro intitulada “Ser feliz”. Os objetivos propostos foram atingidos na medida em que foram divulgadas algumas das atividades realizadas pelos clientes


O COMPROMISSO

Nº 2 (cont. II Semana da Educação Especial)

9

das respostas sociais, sensibilizando-se os jovens daquela escola para a temática da Deficiência. Em suma, cremos ter conseguido dar um humilde, mas importante, contributo para a mudança de mentalidades no sentido de firmar os valores de Igualdade e Cooperação. - Visita ao Zoomarine No dia 31 de maio de 2011, os clientes da AAPACDM participaram na comemoração do Dia Mundial da Criança, organizada pela Fundação Luís Figo em parceria com o Zoomarine. Os espetáculos foram momentos mágicos e a futebol proporcionou grande excitação e alegria a para autógrafos e muitos beijinhos.

presença do ex-jogador de todos. Houve oportunidade - II Mercado Social

No dia 1 de junho de 2011 a AAPACDM participou em mais uma edição desta iniciativa, que decorreu no Mercado Municipal de Faro, com o tema Infância e Juventude. Desta vez a participação na animação ficou a cargo dos clientes dos CAO’s com a realização de uma dança. - XVI Festival de Folclore Infantil Realizou-se dia 3 de junho, e, mais uma vez, o Grupo Folclórico da A.A.P.A.C.D.M., juntamente com outras escolas/instituições, animou este evento que visa desenvolver o saber etnográfico português associado à dança e música popular e tradicional. -

Comemoração das Festas de S. Pedro No

dia 29 de junho de 2011, a AAPACDM participou nas Festas de São Pedro, orga- nizadas pela Junta de Freguesia e Paróquia, com as atuações dos clientes dos CAO’s, em colaboração com os formandos da UFP. O sucesso e magia transmitida pelos nossos clientes na atuação das danças, coordenadas pela Prof. Anabelle Gomes, levou a que uma das bancas de venda - Pastelaria Doce 9 Fino - oferecesse parte do lucro da noite como donativo à nossa Instituição. No dia 1 de julho foi a vez do Grupo Folclórico.


O COMPROMISSO

Nº 2 10

- Iniciativas de verão dinamizadas pelo projeto (re)cria – Centro de Recursos Itine-

rante do Algarve (http://recria.programaescolhas.pt/): Colónias de Férias verão 2011, em parceria com o GATo, com diversas atividades de ocupação de tempos livres (piscinas, praia, Aquashow, visita ao Centro de Ciência Viva, à Biblioteca Municipal de Faro, participação na Hora do Conto, cinema); acampamento Aventura (na Serra de Loulé) e o do Projeto de Iniciativa Jovem (na Zambujeira); atuação das Estrelas do Cerro do Bruxo na Ilha do Farol. Em suma, tivemos um verão cheio de convívio, animação e alegria. Dia 8 de novembro, visita de uma delegação de professores Lituanos à AAPACDM, no âmbito do programa Comenius dinamizado por uma parceria entre o Projeto (re) cria, o Município de Faro, o Agrupamento de Escolas Neves Júnior, o Município de Birzai (Lituânia) e respetiva escola. Dia 10 de novembro, em Faro, no Campus da Penha, o Seminário Internacional subordinado ao tema "Os Desafios do Futuro - Cidadania vs. Bullying: Questões e Perspetivas", no âmbito do programa Comenius, que contou com a presença de cerca de 70 participantes da comunidade escolar, 12 participantes da Lituânia e cerca de 80 alunos (1 turma de 12º ano da ES João de Deus, 2 turmas de PIEF da EB2/3 Neves Júnior e o Grupo de formação da AAPACDM). Na atividade de Educação e Expressão Plástica, os clientes do CAO Laboral produziram a capa entregue aos participantes. - “Dia Verde” No dia 16 de novembro, a AAPACDM participou de”, uma organização do Grupo Auchan no seguimento das comemorações do seu 50º aniversário, com o objetivo de sensibilização para a reintrodução de espaços verdes nos meios urbanos. A iniciativa consistiu na plantação de 50 árvores na Mata do Liceu em Faro.

no

“Dia Ver-

- Dia 22 de novembro, realizou-se na sede da AAPACDM a encenação da peça “Os cães”, pela Companhia de Teatro Animateatro, tendo como patrocinadores a ACCA (Associação de Crianças Carenciadas do Algarve). 10


O COMPROMISSO

Nº 2 O Halloween 11na AAPACDM No passado dia 28 de outubro, a AAPACDM encheu-se de bruxinhas, morcegos, monstros, fantasmas e abóboras. A Disco das Bruxas foi um sucesso, a música envolveu o espaço e as mentes, e os dançarinos bailaram durante quase todo o dia.

A agitação começou logo pela manhã, com os últimos preparativos e o envolvimento de todos. A belíssima decoração do refeitório efetuada pelos clientes dos CAO’s e Educacional, as lindas pinturas faciais pelo Projeto (re)cria, os coloridos e luminosos cocktails da responsabilidade dos formandos do Curso de Empregado de Mesa e o saboroso almoço pelo formandos do Curso de Cozinheiro. Às 10 horas a música começou a “bombar” e o ambiente a aquecer. Felicidade animação, muito calor e fantasia. A boa disposição foi contagiante e as fotos transvivida nesse dia.

visível em todos os rostos, muita mitem o prazer e a alegria

Patrícia Gonçalves – Coordenadora do CAO Laboral e Psicóloga da Educacional Deolinda Colaço—Técnica UFP

A Loja Social, ideia da responsabilidade do nosso projeto (re) cria foi selecionada pelo Instituto de Empreendedorismo Social em parceria com o projeto Escolhas, como uma prática a ser incluída num estudo de investigação-ação (ES+Escolhas). A apreciação da nossa loja social foi efetuada com base em quatro critérios: Missão Social, Impacto Social, Inovação e Escalabilidade/Replicabilidade, obtido nos dois primeiros classificação de 3 (máxima) e nos dois últimos de 2.

Es Re tam co os nh a ec se id r os

tendo

Desta avaliação foram apresentados como sendo muito positivos o envolvimento dos jovens em todo o processo conducente à abertura da Loja e o facto de ser um serviço prestado à comunidade do concelho, nomeadamente às populações com mais carências e que apresentam maior vulnerabilidade social. Como fragilidades deste projeto, foram apontadas, as questões relacionadas com a sustentabilidade desta resposta local, tanto a nível dos recursos financeiros como humanos, dado as dificuldades que se têm vindo a sentir no assegurar do funcionamento da loja. Para mais informações sobre o estudo ES+ é possível consultar o link: http://www.programaescolhas.pt/ _cf/279573. De realçar que o apoio financeiro do Banco Barcalys e dos seus funcionários foi precioso na concretização deste projeto social.

11


O COMPROMISSO

Nº 2 (cont. Loja Social)12

Continuamos a unir esforços no sentido de concretizar a recolha de vestuá- rio, calçado e brinquedos e fomentar a prestação de serviços de voluntários e estagiários na loja para manter o seu funcionamento, pois acreditamos que este é um serviço cada vez mais importante para os cidadãos que nos procuram diariamente. Um muito obrigado a todos os envolvidos! Maria André— Coordenadora do Projeto (re)cria Andrea Antunes- Técnica do Projeto (re)cria / Formadora da UFP

Es Re tamo co nh s a s ec er ido s

No âmbito de um projeto de investigação a nível nacional sobre a “Integração laboral e qualidade de vida”, tutelado pela FORMEM – Federação Portuguesa de Centros de Formação Profissional do Emprego de Pessoas Deficientes, em parceria com a Universidade do Minho e a de Évora, a AAPACDM – Unidade de Formação Profissional, foi convidada para fornecer informações, através dos seus profissionais, ex-formandos (integrados no mundo laboral), famílias, empresas e colegas de trabalho, sobre os esforços desenvolvidos em prol da integração profissional dos seus jovens. Esta iniciativa trará acrescida visibilidade à nossa Instituição. As suas conclusões serão um contributo para a construção de um modelo comunitário europeu vocacionado para a viabilização da integração laboral, autonomia e total exercício da vida ativa pelos cidadãos. Deolinda Colaço - Técnica da UFP

II Mercado Solidário de São Brás de Alportel

Foi o momento oportuno para fazer divulgação dos diversos produtos alusivos à época Natalícia, imaginados e produzidos pelos nossos clientes com a ajuda dos seus monitores / professores e técnicos.

A AAPACDM, marcou presença no II Mercado Solidário de São Brás de Alportel. Esta iniciativa realizou-se no dia 27 de novembro das 10h00 às 17h no Mercado A nossa banca esteve recheada Municipal e visou a apresentação de cores, com produtos de decoração, de entidades de solidariedade social e participação ativa dos cidadãos na construção de utilitários e de alimentação e reinou a boa disposição. projetos solidários. Deolinda Colaço - Técnica da UFP

Neste Natal com um pequeno gesto contribua para um projeto em crescimento…… Para abrilhantar um pouco a nossa quadra Natalícia, poderá realizar o almoço ou jantar de Natal da sua Empresa no Hilton Vilamoura e optar pelo “Menu AAPACDM”. Por cada pessoa, 1 euro reverterá a favor da nossa Instituição. É a oportunidade de deliciar-se com uma gastronomia e serviço requintado, contribuindo paralelamente para uma causa solidária de futuro. O “Menu AAPACDM” consiste em: 12 “Foie Gras” salteado com marmelos sobre cama de folhas coloridas Creme de sapateira aromatizado com Cognac Folhado de pombo acompanhado com legumes em caldo de Zimbro Trilogia de chocolate servida com tangerina marinada


O COMPROMISSO

Nº 2 (cont. Neste Natal 13 com um pequeno gesto contribua para um projeto em crescimento……)

Entretanto, já estão à venda os Calendários / Base de Secretárias e as Agendas 2012: face ao sucesso anterior desta iniciativa, a AAPACDM lançou mais uma vez esta iniciativa com o objetivo de divulgação e angariação de fundos. Este ano apostámos mais alto e lançámo-nos na produção de Agendas. Ao oferecer este presente a alguém especial, estará a ajudar todas as crianças e jovens que frequentam a nossa Instituição. Apelamos à solidariedade social de todos.

Agendas:

Bases de Secretária:

15x21 cm, com duas capas à escolha, 8 € / unidade

30x42 cm 3 € / unidade

Está a Acontecer …

Arte Solidária—Encontros Numa iniciativa conjunta entre a AAPACDM e a APEXA (Associação de Apoio à Pessoa Excecional do Algarve), realiza-se entre 3 e 31 de dezembro de 2011, na Galeria Municipal de São Brás de Alportel, uma exposição de 13 Arte Solidária sob o tema “Encontros”.


O COMPROMISSO

Nº 2 14

Está a Acontecer …

Um sorriso, um presente, um Natal diferente Sob este lema, ocorre entre dia 9 a 23 de dezembro de 2011 mais uma Feira de Natal da AAPACDM. Aí, será possível encontrar todo um conjunto de produtos elaborados pelos nossos clientes sobre a orientação dos seus monitores e formadores. Estaremos à entrada das Galerias da Rua de Santo António entre as 9 h e as 19.30h (segunda a sábado) e aos domingos das 9h às 13.30h e das 15 às 19.00 h. Estão todos convidados a aparecer!

Um Natal a sorrir, alegria no ar, um momento especial para mais tarde recordar … A nossa Festa de Natal está a chegar. Dia 21 de dezembro de 2011, das 11h às 15.30h, esperamos todos os nossos clientes e familiares para a comemoração de um Natal Mágico na Associação de Músicos em Faro. Muitas surpresas e animação estarão à vossa espera. Não se esqueçam de levar uma boa dose de alegria e boa disposição. Contamos convosco!

“Venham Mover a Mente” 14 mais uma vez Já temos data para a 3ª edição da Gala MoviMente, dia 22 de junho de 2012. Vamos reunir esforços para que seja um momento inesquecível cheio de magia, emoção e alegria.


O COMPROMISSO

Nº 2 15

PROPOSTA DE SÓCIO

Data de Nascimento:

Nome:

Morada:

Localidade: Código Postal: Contacto: Contribuinte: E-mail: Valor Quota (Quota Mínima - €1,25): Pagamento da Quota:

Modo de Pagamento:

. Mensal

. Transf. Bancária

. Semestral

. Anual

. Cheque

NIB AAPACDM (BES):000 700 000 021 359 526 223 . CTT

. Numerário

Tive conhecimento da AAPACDM através de:

Tipo de Sócio:

. Cliente / Familiar

. Pessoa Singular

. Funcionário

. Pessoa Coletiva

Nota: O recibo relativo ao pagamento das quotas será enviado pelo correio. Data e Assinatura: ____ / ____ / _______

15 ________________________________


O COMPROMISSO

Nยบ 2 16

Contribua para um projeto em crescimento

Preencha jรก a sua proposta de sรณcio. 43 anos ao serviรงo da Diferenรงa pela igualdade

16

Boletim Informativo nº2  

Noticias da AAPACDM

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you