Page 254

“Não. Porque odeio as entranhas deste bastardo e sofreria felizmente tanta dor como estive causando” Elena decidiu que não restava tanto tempo para perder e ademais o via preparado. “Você me permite fazer algo esta noite? Te disse antes que o monstro que te feriu é agora teu escravo”. “Muito bem” poderia discutir sobre esse ponto mais tarde. Elena levantou a cabeça e enrugou os lábios suavemente. Momentos depois, Damon o Don Juan da noite, compreendia e a beijou. O fez muito rapidamente, com medo de ter demasiado contato. “Asas de purificação” sussurrou Elena junto a seus lábios. Eram brancas como a neve sem ainda pousar, com encaixes tão belos que não tinha em nenhum outro lugar. A cobriam brilhando com uma incandescência que a fazia parecer a luz da lua rodeada de teias esmeriladas. Logo se fecharam os dois. Um mortal e um vampiro em uma rede tecida de diamantes e pérolas. “Isto vai doer” disse ela sem saber o por que. O conhecimento parecia chegar momento a momento conforme necessitava. Era quase como estar em um sonho no qual se desvelavam grandes verdades sem necessidade de aprender-las ou receber-las com assombro. Assim foi como soube que as asas da purificação sacudiram e destruíram qualquer maldição que estivesse dentro de Damon, e que a sensação poderia lhe resultar muito desagradável. “Se a maldade lhe custara sair por sua vontade” disse Elena “ela se desvanecerá com minha voz interior” disse Elena “Tire a camiseta. A maldade ataca sua coluna e está perto da pele atrás de seu pescoço, por onde entrou. Vou ter que tirar com a mão” “Está presa na minha coluna?” “Sim. Você sentiu algo alguma vez? No começo, quando entrou. Como uma picada. Como se te injetassem uma agulha afiada na espinha dorsal” “Oh sim! A picada do mosquito. Lembro que a senti. Começou me doendo o pescoço e depois todo o corpo. Era algo que ia crescendo dentro de mim?” “Sim, se fazendo cada vez mais, machunacdo seu sistema nervoso. Shinichi estava te controlando suas vontades. “Meu Deus como sinto muito!” “Vamos fazer com que ele sinta. Tira a camisa?”

Diários Do Vampiro #5 - Anoitecer  
Diários Do Vampiro #5 - Anoitecer  
Advertisement