Issuu on Google+

INFORMATIVO DA FUNDAÇÃO ZOO-BOTÂNICA DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE

ANO 4

NÚMERO 17- 2010

Foto| Suziane Fonseca

Programa de Bem-Estar Animal é destaque na Fundação Zoo-Botânica

Diversão na FZB-BH Muitas atrações aconteceram no primeiro trimestre do ano na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte, como exposições ,trilhas e visitas orientadas. A exposição “ ZooBotânica vai até você”, realizada no Parque Ecológico da Pampulha, atraiu pessoas de todas as idades. Página 3.

de maior diversidade comportamental e minimiza o estresse provocado muitas vezes, pela apatia e pela falta de estímulos nos recintos. O condicionamento Operante facilita o trabalho de veterinários,biólogos e tratadores de animais. Neste caso, as espécies são treinadas para cooperar com o manejo e em procedimentos veterinários, o que contribui para a dimnuição do estresse e para maior segurança dos profissionais da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte e dos próprios animais. Página 3. Foto| Suziane Fonseca

Foto| Ana Pa ula P. Sandim

O “Programa Bem-Estar Animal”, implantado na Zoo-Botânica de Belo Horizonte desde 2000, é responsável por proporcionar uma vida mais saudável para aves, mamíferos, répteis e anfíbios do Jardim Zoológico O Enriquecimento Ambiental e o Condicionamento Operante com Reforço Positivo são técnicas que garantem melhor qualidade de vida para os animais de cativeiro. O Enriquecimento Ambiental estimula a exibição

Mudas de alto padrão Foto| Suziane Fonseca

A Seção de Produção de Mudas do Jardim Botânico da FZB-BH, tem adequado suas técnicas de cultivo conforme as determinações que passarão a vigorar com a próxima Deliberação Normativa de padronização de porte de mudas para a arborização viária da Capital. Página 4.


Zoológico completa 50 anos e é Homenageado com selo e carimbo Lançados em cerimônia na Zoo-Botânica

Lançamento de carimbo e selo dos 50 anos Foto| Suziane Fonseca

O lançamento do selo e do carimbo comemorativos dos 50 anos do Jardim Zoológico da FZB-BH, com a presença do prefeito Marcio Lacerda e de outras autoridades, assinala a importância histórica de um dos principais espaços turísticos, de lazer e de cultura de Belo Horizonte. Sempre adotando uma postura de respeito à vida, a Zoo-Botânica tem aprimorado os seus serviços, principalmente com a implantação de ações que contemplem a preservação de animais e plantas. O Jardim Zoológico da FZBBH, por exemplo, adota técnicas de treinamento que promovem o bem-estar animal, garantindo melhor qualidade de vida para as espécies e segurança para biólogos, veterinários e tratadores. O Jardim Botânico, por sua vez, tem adequado a produção de mudas para arborização viária, conforme a próxima deliberação normativa da Prefeitura de Belo Horizonte sobre o assunto. Nossos projetos e atividades permitem a conscientização do público para as questões ambientais, o que se revela concretamente nos números divulgados pelo nosso Serviço de Educação Ambiental. Além disso, nos últimos anos, temos colhidoinúmeros frutos desse trabalho, seja nas visitas de delegações estrangeiras, seja nos prêmios obtidos, com o “Hors Concours” recebido mais uma vez pelo Pa r q u e E c o l ó g i c o d a Pa m p u l h a . Aguarde a edição especial sobre a inauguração do Aquário da Prefeitura! Evandro Xavier Gomes

Fernando Miranda (diretor dos Correios) e o Prefeito de Belo Horizonte Marcio Larcerda apresentam as peças filatélicas

No dia 11 de dezembro, o prefeito Márcio Lacerda e o diretor dos Correios da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos em Minas Gerais, Fernando Miranda (foto), fizeram o lançamento do carimbo e do selo comemorativos dos 50 anos do Jardim Zoológico de Belo Horizonte. As peças filatélicas trazem, em sua primeira parte, a imagem da bandeira mineira com a igreja do Serro ao fundo. Na segunda parte, está estampada a logomarca do cinquentenário do Jardim Zoológico com imagem do gorila Id, o único representante vivo desta espécie em toda a América do Sul.

Educação Ambiental em Números (*Deap)

Publicação trimestral da Assessoria de Comunicação e Marketing da Fundação Zoo-Botânica da Prefeitura de Belo Horizonte. Jornalista responsável: Suziane Fonseca (MG 05176JP) - Diagramação: Ana Paula P. Sandim Supervisão editorial: Assessoria de Comunicação Social do Município

Tipos de Atividades

presidente da FZB-BH

Expediente

Distribuição dirigida e gratuita | 1.500 exemplares Assessoria de Comunicação e Marketing | FZB-BH Av. Otacílio Negrão de Lima, 8.000 | Pampulha Belo Horizonte | Minas Gerais | Brasil CEP: 31365-450 | Telefax: +5531 3277-7191 www.pbh.gov.br/zoobotanica | fzbascom@pbh.gov.br

A data também marcou a reabertura do Presépio Ecológico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte, composto por 28 peças feitas em topiaria, uma atração a mais para visitantes de todas as idades que buscam momentos de lazer e de tranquilidade em meio a um cenário exuberante. Durante todo o evento, que contou com a presença de outras autoridades e funcionários da Fundação, houve a apresentação de tradicionais músicas natalinas pelo Coral Curumim (Vila Pérola), composto por cerca de 20 crianças e adolescentes.

Total de Participantes

Visitas

Projetos

Atendimento Especiais

·Monitorada de Grupos no Parque Ecológico ·Memorial Minas-Japão ·Borboletário ·Zooboteca ·Jardim Japonês ·Presépio Ecológico ·Estufa Caatinga ·Estufa de Evolução 1 e 2

·“O Jardim Botânico vai à

·Área do Jardim Zoológico ·Área do Jardim Botânico

229.236

escola” ·“Escola Integrada” ·“Expedição Coruja” ·“A Zoo-Botânica vai até você” ·“Projeto Lobo-guará” ·“Projeto Bicicleta para Todos”

14.822

Total (*)Departamento de Educação Ambiental e Parque Ecológico da Pampulha

1.291 245.349


Técnicas de treinamento animal completam dez anos na FZB-BH

Foto| Suziane Fonseca

Foto| Suziane Fonseca

Chimpanzé se delicia com as frutas escondidas na bola de cipó,leão revira tambor com carne e elefante recebe corativo

Outros exemplos são a caça e a procura por alimentos, além da utilização de sons da natureza, de outros animais e de músicas. O Condicionamento Operante com Reforço Positivo, por sua vez, é uma técnica que facilita o manejo e as intervenções veterinárias permitindo que sejam feitos curativos, aplicação de medicamentos e de vacinas, em troca de uma recompensa. Os animais são treinados entre os horários da alimentação e recebem alimentos extras cada vez que certam o que foi pedido pelo treinador. Assim em troca de reforço positivo, o animal passa a participar

voluntariamente nos procedimentos e no manejo. Esta técnica proporciona maior segurança para os profissionais envolvidos no trabalho e, principalmente, evita que os animais sofram com o estresse provocado pelas rotina. As atividades de enriquecimento são planejadas semanalmente, destinadas às aves, répteis e aos mamíferos do plantel. A equipe da Área de Enriquecimento Ambiental e Condicionamento Animal da FZB-BH é formada por duas biólogas e dois tratadores de animais.

Exposições e outras atividades educativas nas férias da FZB-BH

Fundação Zoo-Botânica:sinônimo de férias

Foto| Divulgação

Foto| Suziane Fonseca

Com o objetivo de contribuir para melhoria na qualidade de vida dos animais de seu plantel, o Departamento de Jardim Zoológico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte utiliza o Enriquecimento Ambiental, o que proporciona maiores desafios, novidades e oportunidades de escolha aos animais. Já o Condicionamento Operante com Reforço Positivo é utilizado para minimizar o estresse provocado pelo manejo e por procedimentos veterinários. O Enriquecimento Ambiental consiste na inserção de estímulos sensoriais (gustativos, olfativos, táteis e auditivos), sociais, cognitivos (de aprendizagem) e estruturais (alterações no mobiliário dos recintos), para permitir que as diversas espécies de animais do Jardim Zoológico tenham hábitos mais naturais e apresentem maior variedade comportamental, a partir da exploração do ambiente onde vivem, da busca e obtenção de alimentos, da marcação territorial, dentre outros. Os “estímulos” inseridos nos recintos das aves, mamíferos e répteis mantêm os animais ativos e evitam o aparecimento de comportamentos anormais. As atividades de enriquecimento ambiental são realizadas, por exemplo com a introdução de frutas variadas ou de carnes penduradas e/ou escondidas no recinto, de ninhos com ovos cozidos, de ossos de couro de boi com ração úmida e tiras de carne embrulhados em papel e pêlo de lhama e trilhas de cheiro para simular situações que os animais encontrariam na natureza.

Quem permaneceu em Belo Horizonte no período das férias pôde conferir inúmeras atividades na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte. A programação, realizada nos espaços do Jardim Botânico, Jardim Zoológico e Parque Ecológico da Pampulha, foi voltada especialmente para a educação ambiental . Entre as principais atrações realizadas, estão a “Exposição de Frutos e Sementes”, que apresentou exemplares dos biomas: Cerrado, Mata Atlântica e Caatinga; as mostras “Zoo-Botânica vai até você” (com ovos de aves e de répteis da fauna brasileira e exótica) e “Cantinho do Rio São Francisco”(com fotos e peças de artesanato).

Crianças, jovens e adultos também puderam participar da “Trilha do Lobo”, caminhada educativa com orientações sobre o habitat e as características do loboguará, que acontece na mata de cerrado da própria Fundação. A reabertura do Borbolétario também encheu de cores e movimento as férias de janeiro. Além disso, foram realizadas visitas ao Jardim Japonês (sede) e ao Memorial da Imigração Japonesa, no Parque Ecológico da Pampulha.


Jardim Botânico realiza pesquisas para adequar A produção de mudas para A arborização viária da cidade

Produção de mudas da Zoo-Botânica busca atender à próxima Deliberação experimento com objetivo de ter dados reais acerca da velocidade x tempo de crescimento e custo-benefício do cultivo de árvores diretamente no chão e em vasos de 20L. As espécies utilizadas na experinência foram aquelas definidas como prioritárias, escolhidas pelas técnicos Entre elas estão quaresmeira-roxa (Tibouchina granulos), sibipiruna(Caesalpinia p e l t o p h o r o i d e s ) , e sc umilha afri c ana (Lagerstroemia speciosa), ipê amarelo (Tabebuia serratifoli a) , ma g nóli a a mar e la ( M ichelia Champaca), magnólia branca(Talauma ovata), entre outras. Essas mudasforam plantadas ao acaso, e o número de repetiçõe por espécie foi de 30 exemplares. Ao atingirem uma altura média de 60cm, foram identificadas e registradas e, quando necessário, tutoradas (colocação de apoio para o direcionamento das plantas) Esses dados têm importância fundamental para o bom planejamento da produção, tais como: tempo de cultivo, custo de cada exemplar resposta de crescimento quanto ao método de cultivo, dentre outros. Os dados obtidos estão sendo processados e avaliados para posterior publicação.

Foto| Suziane Fonseca

A Seção de Produção de Mudas do Jardim Botânico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte tem realizado diversas ações com intuito de utilizar os conhecimentos e as tecnologias mais recentes oferecidas pelo mercado para o cultivo de plantas, com objetivo de gartantir a produção de exemplares que atendam a uma Deliberação Normativa - DN ( em fase de ublicação) de padronização de porte de mudas para a arborização viária de Belo Horizonte. Consta nesta DN que os exemplares das espécies arbóreas a serem plantadas nas vias da cidade tenham altura mínima de 2,5m ( entre o colo e a primeira inserção de galhos), 3cm de diâmetro de caule, bom estado fitossanitário, boa formação (fuste único, sem ramificações baixas, troncos recurvados e não estioladas ) e sistema de raízes acondicionados em recipiente de 20 litros. São características de mudas com alto padrão de qualidad, que serão plantadas na cidade na busca de um maior sucesso de sobrevivência pósplantio. A equipe técnica da seção,após pesquisas na literatura científica, delineou e conduziu um

Viveiro de mudas de alto padrão para a arborização das vias da Cidade

Parque Ecológico da Pampulha vence na categoria “Hors Concours”

Foto| Suziane Fonseca

Na 9ª edição do Concurso Cidade Jardim 2009, o Parque Ecológico da Pampulha recebeu, pela 4ª vez, o prêmio na categoria “Hors Concours”, pela qualidade dos trabalhos de manutenção e jardinagem executados no Parque. O concurso, que é realizado anualmente, tem como objetivo eleger as áreas verdes mais bem cuidadas, incentivando cada dia mais os parceiros do Programa Adote o

Verde e os próprios setores da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) envolvidos nas atividades de preservação de praças, parques e canteiros centrais. A premiação contou com a participação do presidente da Zoo-Botânica de BH, Evandro Xavier, da diretora do Deap, Carina Paiva e do jardineiro Adílson Mariano Silva,um dos responsáveis por cuidar da manutenção dos jardins do parque.

Autoridades inauguram o Aquário

Em breve, uma edição especial do Fauna e Flora trará os detalhes sobre a inauguração do Aquário da Prefeitura: Bacia do Rio São Francisco, que aconteceu no dia 5 de marça e contou com a presença de mais de 800 convidados provenientes de todo o País. A obra que custou cerca de R$ 5,5 milhões, é resultado de uma parceria

entre a Prefeitura de Municipal de Belo Horizonte e o Ministério do Meio Ambiente, além do apoio de vários órgãos. Em uma área de cerca de 3000m², o Aquário do São Francisco abriga 22 tanques em dois pavimentos,com um total aproximado de 1milhão de litros de água doce, o que o torna o maior aquário temático do Brasil!

IMPRESSO

Inauguração do Aquário: edição especial


Fauna e Flora Ed.17 2010