Page 1

Ano 1 n ° 02 outubro 2010

The Floral Issue O ZEITGEIST FLORAL O “espírito” do verão 2011 é florido

CYCLE CHIC

Pedalando com estilo

CHERRY BLOSSOM GIRL

A história de moda da menina que sonhava acordada

1


ANÚNCIO ALOHA

monte sua salada com até 8 itens + molho especial

2


Expediente Diretores responsáveis Aline Firjam e Toninho Simão alinefirjam@duettoprodutora.com.br toninhosimao@duettoprodutora.com.br Conselho editorial Aline Firjam, Gisele Cid, Raquel Gaudard e Toninho Simão

Editorial “The floral issue” é a nossa “edição floral” da Duetto Fashion, para vocês. Um buquê em forma de revista, já que uma das tendências mais fortes dessa estação é justamente a padronagem jardim. De todos os tipos, as flores invadem a moda, anunciando uma primavera-verão 2011 fofa, avessa ao rockglam tacheado da estação passada. Coincidente ou estrategicamente, nossa segunda edição também nasce em setembro – ainda que no final do mês - momento em que os exemplares mais importantes do ano, da Vogue americana, ainda se encontram (ou não) nas bancas dos EUA... Para quem ainda não conhece o documentário “The September Issue” - fica a dica: é um retrato dos bastidores da Vogue América e de onde veio o mito “Anna Wintour”. Boa escola. Nossas matérias giram em torno desse tema floral, sempre de alguma forma: desde a história da estampa liberty, à matéria sobre gastronomia e flores, com chefe 3 estrelas Michelin e tudo. Destaque para a entrevista com Luciana Stein, coolhunter, que faz uma análise contundente sobre a pesquisa de moda no Brasil e no mundo. Uma novidade, nessa edição, é a coluna incoming – onde daremos voz e espaço aos novos talentos do mundo da moda. Essa foi a vez de Yoon Hee Lee. O Street Style Memory, nessa edição, foi à Berlin, fotografar a gente fashion e louca de lá. Aline Firjam descreve sua pesquisa de moda em Miami desse ano e, como música, arte e design fazem parte de qualquer cultura pop-vanguarda de moda que se preze, teremos tudo sobre isso aqui, também, na revista Duetto Fashion. Nossos editoriais estão em duas diferentes vibes: o chic e o onírico. A versão haras é arrojada, fina. “Cherry Blossom Girl” é um sonho de menina, em atmosfera difusa, embalado pela música homônima do Air. Agradecimentos mega especiais à toda a equipe do Haras Capim Fino, em Santana do Deserto/MG, que tornou nossas idéias de locação possíveis. As crianças fazem pic-nic na revista Duetto Fashion e um lookbook super especial foi preparado para vocês, leitores, aproveitarem várias dicas de moda para a próxima estação. Finalizando, uma sessão de making-of, para todos conhecerem o anti-glamour por trás das câmeras... E já pode falar a frase-clichê? Uma boa leitura à todos, então! Abraços, Raquel Gaudard

Editoria de moda Aline Firjam e Raquel Gaudard comunicacao@duettoprodutora.com.br Editoria de conteúdo Raquel Gaudard redacao@duettoprodutora.com.br Jornalista responsável Gisele Cid, MT4736 Comercial Delaine Lopes e Toninho Simão delainelopes@duettoprodutora.com.br toninhosimao@duettoprodutora.com.br Projeto Gráfico República Comunicação Colaboraram nessa edição Aline Firjam, Ângela Odoardi, Dani Britto, Daniel Varotto, Dj Jota Jota, Márcio Brigatto, Raquel Gaudard, Petrillo, Silvio Prates e Valéria Borges. Agradecimentos Erika Delgado (Vilarejo), equipe Haras Capim Fino (Santana do Deserto - MG), Marcão (Marquise Bistrô), Mário Firjam, Ornei (balões) e Wandir Silva Jr. Capa Modelo: Sasha Pascarelli (40 Graus Models) Foto: Márcio Brigatto Produção de Moda: Aline Firjam e Raquel Gaudard (Duetto Produtora) Assistentes de produção: Anesley Pereira, Camila Sigiliano, Paula Geara Hair & Make-up: Silvio Prates (André Pavam Cabelereiros) Contato revista Duetto Fashion revista@duettoprodutora.com.br Anuncie comercial@duettoprodutora.com.br 32 3217-6538 / 32 8886-2966 A revista Duetto Fashion é uma publicação da Duetto Produtora de Moda e Eventos. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da revista. Fica expressamente proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia do conteúdo editorial. Todos os direitos reservados. Tiragem 10.000 Impressão Gráfica América Distribuição Mix Alternativo Ops! Erramos... Na primeira edição, no índice, onde se lê “numa entrevista exclusiva à revista Duetto Fashion”, na verdade, trata-se de uma compilação de textos sobre Jum Nakao, gentilmente cedidos pelo estilista à jornalista Valéria Borges. Na matéria Weareable Technologies (pág. 54), a tradução da entrevista é de Carlos Henrique Pereira. Telefone PUC: (32)3313-8242 Telefone Fenomenalli: (32)3236-5259

3


ARPEL 2 PAG

4


5


6


7


Colaboradores

8

ALINE FIRJAM – Diretora, produtora e editora de moda da Revista Duetto Fashion, é também professora do curso de Design de Moda da Faculdade Estácio de Sá (JF). Nessa edição, além das produções, também colaborou com a coluna Vitrines do Mundo, registro de sua viagem à Miami, em maio.

ÂNGELA ODOARDI – Jornalista e motion designer - Escreveu sobre a Liberty of London e complementou “O Zeitgeist Floral”, nessa edição. Sobre dar ou receber flores: “Hum... prefiro dar! Ver a expressão de alguém quando está ganhando flores é uma sensação incrível... diferente de quando se ganha, que nem sempre são as flores que mais sonhamos...

JOTA JOTA – Dj, apaixonado por música desde adolescente, desenvolveu um estilo musical próprio, baseado em extensas – e intensas - pesquisas, que refletem diretamente nos trabalhos que apresenta. É sua a dica de música da coluna “Duetto Tips”. Uma flor? “A Orquídea.” (@jotadj)

RAQUEL GAUDARD - Jornalista, produtora de moda e arte digital, é também editora de moda e conteúdo da Duetto Fashion – Escreve matérias e produz os editoriais de moda da revista. É, também, parceira do projeto www.labradio.com.br, onde é responsável pela curadoria das músicas. Flores? “Estou viciada em Cherry Blossom Girl, do Air. Serve?” (@raquelgaudard)

VALÉRIA BORGES - Jornalista – integra a equipe Duetto Fashion desde o primeiro número da publicação, logo que voltou da França, onde morou por 12 anos. São suas as entrevistas com o renomado chef Jean-Michel Lorain, Matali Crasset, Sônia e Daniela Infante e outros textos de igual relevância. A primavera para Valéria Borges é “buganvilles em flor, um bouquet de margaridas e os campos de lavanda de Provence.” (@valeriaborges10)

PETRILLO - Artista plástico, professor dos cursos de Arquitetura e Design de Interiores (CES/ JF) e do Curso de Design de Moda da Faculdade Estácio de Sá (JF) – É ele quem nos dá a dica de arte na coluna “Duetto Tips”. Há cinco anos, participa da Feira Internacional de Arte de São Paulo (SPARTE), no Pavilhão da Bienal. Comanda a escola e galeria HIATO – Ambiente de Arte. www. hiato.com.br

DANI BRITO - Designer de moda, gráfico e de produto. É professora do curso de Design de Moda da Faculdade Estácio de Sá e UFJF (Artes e Arquitetura). Paralelamente, atua no desenvolvimento de sua marca “o Mercado da Salvação”. Ilustrou a matéria “O zeitgeist floral”, inspirando-se na vitrine da loja parisiense Printemps. (@danibrito)

DANIEL VAROTTO - Vídeo-artista, trabalha com deformação temporal e do código da imagem digital - Seu trabalho atual constitui instalações que buscam uma interatividade não necessariamente tátil, mas sentimental e psicológica. Tem como hobby a fotografia, e é responsável pelos shoots de moda de rua da coluna “Street style memory” da revista Duetto Fashion. (@copyleftideas)

Márcio Brigatto - fotógrafo, há 25 anos acumula prêmios como Vladmir Herzog, Nikon e uma Bienal de Fotografia de São Paulo, em sua bagagem. Publicou trabalhos em dezenas de livros e em revistas, como L`Officiel, Elle e Vogue. Sobre pessoas ou flores: “Gosto de trabalhos que envolvam gente pois, de um modo geral, há uma troca muito positiva numa sesão de fotos. É sempre bom e positivo.”

Sílvio Prates - hair e make-up designer, parte do dream team de André Pavam. Responsável pelos looks dos editoriais de moda da revista Duetto Fashion, são deles os cliques, ultra inspirados, de algumas fotos do nosso making-of. Dono de um olhar extremamente sensível, Sílvio já pode ser considerado o fotógrafo oficial dos nossos bastidores.


18

12

Uma visita às ruas de Berlim com um olhar atento à moda que os alemães mostram ao mundo

18

Nós vemos flores em você! O Zeitgeist Floral em todas as suas cores, texturas e perfumes

36

72 76

Arte, música e turismo. Duetto Tips para você

A Duetto Fashion desembarca em um haras para mostrar toda a versatilidade das coleções primavera-verão

24

90

30

94

36

104

Aline Firjam viaja pelas vitrines do mundo e clica as melhores griffes de Miami

As pequenas e delicadas flores da Liberty of London lembradas pela stylist Zizi Ribeiro

Bicicleta, sim. Saudável, ecológica e muito, muito chique

42

Na Vitrine, no seu Armário. Confira o que você pode – e deve – levar para casa nesta estação

51

Duda Molinos explica como estar antenada com o make-up verão 2011

56

Prepare-se. Os looks do verão você já pode conferir agora

O paisagismo como arte de Sônia e Daniela Infante

Moda em casa, no jardim, à mesa. Home Fashion Home

A criançada se diverte em um pic-nic pra lá de fashion

112

Ela é sinônimo de design. Conheça – ou reconheça - Matali Crasset em entrevista exclusiva à Duetto Fashion

120

Primavera à mesa. O estrelado chef Jean-Michel Lorain rende-se ao encanto das flores que viram ingredientes de pratos sofisticados

122

Pão. Uma paixão nacional que ganha sabores diferentes

132

127

Naturalmente saudável. Tratamentos naturais para entrar em forma e rejuvenescer o corpo

128

[Untitled]. O perfume de Maison Martin Margiela em parceria com a L´Oréal

132

Cherry Blossom Girl. Um ensaio de moda cheio de leveza, aromas e charme

148

De olho em quem vem por aí. A jovem estilista Yoon Hee Lee é aposta de muita gente que entende de moda

152

Já pensando no próximo inverno. Confira o que está nas passarelas internacionais para o outono-inverno 2011

158

Veja o que aconteceu por trás das câmeras na produção dos ensaios de moda da Duetto Fashion

160

Confira na seção Etiqueta os objetos de desejo de quem quer estar sempre na moda

9


10


11


Berlim

Street Style Memory

por Daniel Varotto

Berlim: as imagens são maiores que os homens. Cada fragmento urbano é tatuado: atitude, revolta, socos... a cidade é expressionista. E toda ela grita sua propria existência. A ponte entre Kreuzberg e Friedrichshain, sexta-feira, 22h, o sol se pondo, dj’s itinerantes, electropunk. Overdose de sensações, até segunda-feira, quando as boates e os bares, finalmente, se fecham.

12


13


14

14


15 15


ANÚNCIO BIZA SHOES

16


ANÚNCIO HAVAIANAS

17


O zeitgeist floral

por Ângela Odoardi e Raquel Gaudard

A primavera-verão 2010/11 é um verdadeiro jardim. O garden trend é a expressão de ordem para os fashionistas na próxima estação com suas estampas florais - pura inspiração bucólica e campestre - e as referências também seguem nos materiais rústicos, naturais. Tomando emprestado o nome do movimento hippie dos anos 70, a tendência traz um “flower power”. O termo é conhecido pela efervescência cultural que agitou o mundo da moda nos anos 60 e 70 através dos estilistas da Carnaby Street de Londres, entre eles, Mary Quant, que criou a mini saia, e Biba, que ditava o que a juventude deveria usar. Mas esse flower power 2011 é mais contido, menos lisérgico, mais country. Karl Lagerfeld, estilista da Chanel, deu o start na tendência para o mundo em outubro de 2009, quando, num estábulo construído no meio do Grand Palais, fez desfilar suas modelos com um happening de Lily Allen ao final do desfile. E nos trouxe tantos florais, camels, marfins, rendas e clogs quanto o resto do mundo precisava, para consagrar o natural feeling da nossa próxima estação - que para o hemisfério norte já chegou ao fim. É delicada, romântica, mas é também groovy. A combinação de flores, jeans e botas insinua um look arrumado, mas com certa casualidade, um pouco negligée, um toque hippie chic. Camisas, macaquinhos, calças, saias, shorts, tênis, botas, echarpes e bolsas. As rosas, peônias, violetas, papoulas, petúnias e margaridas estão impressas em todas e quaisquer peças e ainda presentes em acessórios femininos e masculinos. Os florais do momento são muito variados: vemos todos os tipos, de diversos tamanhos e em trabalhos com diversas técnicas, como por exemplo, no estilo tie-dye, impressas em largas pinceladas de água; em patchwork, que mistura diversos motivos, que propositalmente não combinam entre si. Essas padronagens marcaram presença na última coleção da Cavalera, aplicadas em renda, e também no trabalho de Ronaldo Fraga, que fez camisetas em devoré (técnica que desgasta a malha com ácido) floridas. E mais uma fila de estilistas nacionais e internacionais fizeram da passarela, literalmente, seu jardim suspenso. Maria Bonita Extra, Filhas de Gaia, Erika Ikezili, Dior haute-couture, Etro, D&G masculino... Além das peças propriamente ditas, transformaram suas passarelas no conceito jardim. O resultado foi exuberância, numa literalidade permitida pela licença poética da tendência. Fora ela, primavera com flores na moda obviedade só mesmo da década de 70.

18


Filhas de Gaia Verão 2011 Fashion Rio

Mas nem tudo são flores. Chanel pode ter popularizado o tema - tão óbvio quanto recorrente, todos os anos na primavera mas onde está a verdadeira essência do floral trend? Atrás das novas tendências do comportamento humano, o coolhunter é a figura que vai além do “cool”, para descobrir, de fato, os produtos e serviços que vamos todos querer daqui a aproximadamente um ano e meio. E que, nesse caso, procurou há um ano e meio atrás, entender porque, agora, vamos usar as tais estampas florais ou os benditos tamancos de madeira. Quem nos dá conta de toda essa atividade de pesquisa em moda e comporta-

Cavalera Verão 2011 SPFW

mento é Luciana Stein, jornalista e MBA em Luxury Management, fundadora do www.trendroom.com.br. É professora do Instituto Europeu di Design (IED) e iniciou-se em tendências de consumo estudando o segmento de luxo. Mais tarde, descobriu outros cenários criativos evoluindo fora da categoria de “prestígio” e começou a desenhar mapas inspiracionais de tendências. Sua empresa é parceira do holandês www. trendwatching.com, um dos bureaux mais reconhecidos da área, que monitora as transformações pelas quais o mundo vem passando e as transforma em tendências de consumo para as marcas desenvolverem

Erika Ikezili Verão 2011 SPFW

produtos e serviços destinados aos seus consumidores. “Essa parceria” - ela conta “nasceu numa época em que não se falava sobre o assunto no Brasil”. Segundo Luciana, a sociologia, antropologia, psicologia e o jornalismo são responsáveis por construir bases sólidas para a pesquisa de tendências, mas por enquanto, não existe uma “academia” a respeito. E, ainda, nos ensina que - para se observar o espírito da nossa época, o zeitgeist - é necessário “comer o nosso tempo”. Como Gianne Versace, mesmo, indicou...

19


DF - O que faz um coolhunter? LS - Antes de propriamente responder a sua questão, preciso fazer uma distinção. Literalmente, coolhunter é um caçador de novidades, um caçador de coisas cool. E muitas pessoas levam isso à risca. Saem pela cidade fotografando vitrines. No entanto, elas não interagem com as pessoas, não fazem perguntas, não vão além das imagens. Nós interpretamos nosso trabalho de uma outra forma – e as vitrines são apenas uma pequena parte do processo. Acreditamos que não basta somente ir atrás de coisas cool – costumamos dizer que é preciso ir além do cool. O mundo já está cheio de coisas “bacanas” – e sem sentido. Nós pesquisamos tendências sociais, culturais, ambientais e econômicas que formatam os produtos e serviços da nossa época. Estimulamos a criação de produtos para o que chamamos de futuro desejável – e, você sabe, o consumo tem as suas contra-indicações. Acreditamos que os produtos são sintomas da época em que foram criados mas, para entender isso, há que se buscar um conjunto de relações, encontrar pontes de sentido por trás das coisas que se vê, para colocar no mercado um produto que seja a tradução de sua época. Por exemplo, muitas vezes, estimulamos a criação de serviços, mais do que produtos. Dois produtos que são a tradução da nossa época? Delivery de cuecas, recentemente lançado no Brasil, e delivery de cosméticos masculinos para homens que detestam ir às lojas. DF - De onde surgem as tendências da moda? LS - Acreditamos que, até algum tempo atrás, a moda estava muito mais linkada ao comportamento – pense em liberação feminina e minissaias. Hoje, essa ligação ainda existe pense em sexos cada vez mais fluidos e moda de rua andrógina – mas, a relação não é tão forte. Para nós, a moda deixou de ser um campo antecipatório de tendências. Ao nosso ver, a moda se tornou muito mais um business, que obedece a certos ciclos internos da indústria. A moda, hoje, ilustra as tendências que são antecipadas em outras áreas como no universo da arquitetura, por exemplo. Mas isso é uma opinião pessoal. Dependendo para quem você pergunta, você tem um encaminhamento de raciocínio diferente.

“Se você deseja formulas rápidas, sugiro que você entre no www.style.com e tenha as tendências todas ali prontas, delivery, na sua porta.”

Luciana Stein, jornalista e MBA em Luxury Management

20


Ilustração de Dani Brito

transita no mundo; os esforços que ele faz para sair de si mesmo, sua pesquisa de referências: exposições de arte, cinema, além das pesquisas que conduz com os consumidores.

DF - Como é realizada a pesquisa de moda? LS - A pesquisa de moda é realizada com a monitoração constante do que chamamos contemporaneidade. Gianni Versace dizia uma sábia frase: “você tem de comer o seu tempo”. Com isso, ele está sugerindo que os criadores devem viver o seu tempo com intensidade, vivenciando o máximo de experiências, lendo, frequentando, perguntando, indo além das imagens. Todas as manifestações de uma época representam o espírito daquele tempo. Não por acaso o termo alemão zeitgeist tem sido tão comentado ultimamente. Existe uma sintonia fina entre toda a cultura material e criativa de uma época – um entrelaçamento entre a música, a arquitetura, as artes plásticas - que podem conversar de maneira curiosa com as notícias econômicas. Pesquisar tendências é criar um sentido entre todas essas manifestações. Essa é uma resposta longa e abstrata. Se você deseja fórmulas rápidas, sugiro que você entre no www.style.com e tenha as tendências todas ali prontas, delivery, na sua porta. No entanto, me parece bem mais interessante você “comer” o tempo. Assim você será um intérprete da sua época – não um criador-clone. DF - Existe um pólo considerado disseminador de tendências ou isso acontece no mundo todo, a todo momento? LS - Existem as passarelas tradicionais que não devem ser descartadas. No entanto, um dos fenômenos mais interessantes da nossa época é que os centros se deslocaram para as periferias do mundo – e vice e versa. Termos como “periferia” nem mesmo se aplicam mais (assim como Ter-

ceiro Mundo). Essa não é uma época de hierarquias. Fazemos parte de um cenário mais horizontal, e não vertical. Devo dizer que isso não faz a nossa vida mais fácil. Há mais trabalho, mais pólos irradiadores de tendências. É um mundo mais democrático em que a possibilidade de criação e de sucesso está menos concentrada nas mãos dos mesmos. Sinto falta de criadores de moda mais ousados, à altura das novas possibilidades. Dou aulas na graduação de uma escola de moda e me surpreendo vendo alunos que estão mais preocupados em acertar e fazer peças elegantes, do que ousar, experimentar. DF – Li, certa vez, que os principais estilistas estão fugindo cada vez mais das tendências apontadas pelos bureaux de moda, buscando coleções mais autorais, fruto de uma pesquisa própria. O que você acha disso? LS - Acho que é uma das esperanças de renovação da moda. Muitas vezes, os criadores antecipam o inconsciente coletivo. Eles trazem em si, um faro para interpretação. Muitas vezes, eles incorporam alguns aspectos das tendências e devolvem de forma criativa - e nem se dão conta da estrutura por trás. A pesquisa própria, autoral do criador, muitas vezes, traz aspectos da tendência geral. E ele faz isso com graça. Há outras vezes em que a viagem pessoal do estilista é tão genuína, potente, que gera a tendência. DF - Quando é o caso de um estilista se inspirar numa tendência, quais são as suas principais fontes? LS - Sua própria vivência (imaginário criativo), a maneira pela qual esse estilista

DF - Porque o floral é tendência agora, na primavera-verão 2010/11? LS - É importante dizer que nunca antes se teve tantas tendências agindo ao mesmo tempo. Vivemos uma sobreposição de tendências – algumas delas nunca propriamente saindo de moda. Me parece que os florais não são exatamente uma tendência, é um universo sempre disponível, e os estilistas se alimentam dele de tempos em tempos. Eu não acredito em interpretações fáceis do tipo: “depois da recessão, um pouco do frescor das flores”. Florais são uma obviedade para a primavera. Retrato de uma indústria que “não quer comprar briga com ninguém”, e está com pouco apetite de confrontar os consumidores com algo mais fuerte. Agora, a minha sugestão para um estilista seria desenvolver momentos mais instigantes das flores – como flores vintage, flores secas, flores pixeladas. O universo vegetal e o universo rural, curiosamente começam a ser revalorizados quando 80% da população mundial moram nas cidades. Pense em movimentos como Guerrila Gardening que semeia os canteiros do mundo com flores e vegetais. Pense na terra e na produção de alimentos sendo revalorizados. Nas mãos dos criadores, a tendência floral pode ser apenas o início de uma conversa – que merece interpretações que além dos florais tradicionais. DF - Quando uma tendência como essa é diagnosticada para, então, ser absorvida pelo mercado? LS - No seu ciclo natural, a industria trabalharia com um ano e meio de antecedência. Mas, como tudo nesse momento em que vivemos, os ciclos estão se acelerando. Nesse instante, o delay é curto. Hoje temos um embaralhamento das estações – e justamente é essa uma das justificativas para alguns analistas dizerem que não existem mais tendências de moda. O clima enlouqueceu – e, de certa maneira, a moda também.

“... me surpreendo vendo alunos que estão mais preocupados em “acertar” e fazer peças “elegantes”, do que ousar, experimentar.”

21


22


23


Vitrines do mundo Miami 2010

por Aline Firjam

Maio de 2010. Malas prontas para mais uma viagem de descanso. Descanso? Sem chance! E quem trabalha com moda viaja a passeio? Em meio à produção da primeira revista Duetto Fashion e Mostra de Inverno 2010 - loucura total - peguei um avião e fui para Miami. Nos anos anteriores o destino foi Nova York mas, em 2010, decidi experimentar outro lugar, outros cheiros, outros sons, outras novidades, enfim, outras modas. Delícia total! Em Miami existe um shopping dos sonhos, onde todas as marcas fashion mais estreladas do planeta estão juntas num lugar de puro luxo: Bal Harbour. A vontade era de trazer tudo na mala, mas como não dava, fotografei as melhores vitrines de primavera/verão 2010/11, especialmente para a segunda edição da revista Duetto Fashion, The floral issue. Enjoy it!

Missoni

24

Chanel

Ferragamo


Celine

Ferragamo

Yves Saint Laurent

25


ANÚNCIO KIA MOTORS

26


ANÚNCIO BEM CASADO

27


Carmen Steffens Independência Shopping Mister Shopping

África 28 do Sul Angola Argentina Austrália Bolívia Brasil Canadá Espanha Estados Unidos França Paraguai Portugal Uruguai Verão 2011 - Paris e Tóquio


ANUNCIO TINNA

29


O jardim inglês da Liberty of London por Ângela Odoardi

Uma das grandes tendências do verão 2011 são as pequenas flores delicadas em tons pastéis ou também em cores fortes, que têm um ar vintage, chamadas liberty. Originária da loja Londrina Liberty of London, que desde os anos flower power se inspirou nos jardins ingleses, a padronagem de florzinhas miúdas se tornou uma assinatura de seus produtos, que vão de roupas e acessórios a móveis e artigos de decoração. Zizi Ribeiro, stylist e consultora de moda, viveu em Londres e Paris durante os anos 60 e 70 e acompanhou o surgimento das principais mudanças de comportamento na cultura e moda. Ela conta que ao ver alguma novidade da marca nas revistas, sua mãe a levava junto com as seis irmãs para conferir os produtos na loja da Carnaby Street. “Era febre na Inglaterra, França e Suíça. Todos tinham alguma peça floral de lá… e quando voltei para o Brasil nos anos 80, minha mãe me mandava sempre algum acessório da Liberty pelo correio.” Diante da forte tendência, a Liberty of London reapostou no movimento flower power, como uma atitude de juventude, amor e rebelião, onde flores são fragrância, romance, cores e símbolos da paz. Criou uma jogada de marketing no último mês de maio e comemorou os seus 50 anos desde o movimento swimming London da Carnaby Street, com uma festa especial: convidou as pessoas com nomes de flores para um evento, e ofereceu aos privilegiados, diversos brindes exclusivos da loja.

Fachada da marca, em Londres.

30


Em pleno ano de glória, porém, os acontecimentos são um pouco inesperados: a Liberty acaba de ser vendida para a BlueGem Capital. No dia 27 de junho, foi arrematada por 32 milhões de libras (aproximadamente R$ 88 milhões). Nos últimos anos, a marca fez diversas tentativas de revigorar sua imagem através de colaborações importantes, no que diz respeito à criação e à distribuição, com Manolo Blahnik, Nike e a americana Target. Mas qual é a história desta marca que revolucionou, criou uma identidade para o mundo inteiro e se tornou um sinônimo de uma padronagem, de cores e de romantismo? O nome vem de seu fundador Arthur Lasenby Liberty, um dos oito filhos de um marchand, que viajava pelo mundo em busca de novidades. Nascido em 1843, ele perdeu a oportunidade de realizar seus estudos e foi trabalhar na loja de roupas de um tio. Com alguma ajuda da família se tornou aprendiz de marchand, como seu pai e, alguns anos depois, conseguiu ser contratado pela Farmer&Rogers, uma das grandes lojas da rua mais fashion da época, a Regent Street, referência em elegância, luxo e beleza com suas joalherias e boutiques de roupas femininas. Parte do seu métier era ser curioso e pesquisar. Liberty não deixou escapar novidades e idéias de vanguarda durante a Exposição Universal em Londres, a feira internacional de artes que foi um frisson de novas tendências em 1862. Apaixonado por kimonos, ele convenceu, com entusiasmo, seus chefes a revender as peças japonesas abrindo um novo departamento de roupas orientais. Foi um sucesso. As damas mais moderninhas da época - atrizes e artistas - todas eram loucas por kimonos e a Farmer & Rogers e era o único lugar na Inglaterra onde podiam comprar esses artigos. Dois anos depois, Sr. Liberty foi promovido a gerente da loja onde passou dez anos. Um dia ousou em pedir sociedade aos seus chefes e foi recusado, o que lhe deu o ímpeto de pegar duas mil libras emprestadas com o padrasto e abrir sua própria loja do outro lado da rua. Inicialmente o nome era East India House. Oferecia produtos orientais e todas as vendedoras usavam kimonos. Em um ano e meio reembolsou o empréstimo e ainda teve capital para expandir a loja. O resultado foi a falência da Farmer & Rogers, que não suportou a concorrência. Os tecidos e kimonos japoneses continuavam sendo um sucesso, porém, sua a impressão estava caindo de qualidade. Buscando outras opções, o novo empresário descobriu os tecidos indianos. Se tornou fã desta técnica de impressão, mas achou o material delicado e frágil. Foi quando decidiu importar os tecidos - seda, algodão e cashmere - da Índia, para depois criar as padronagens e imprimi-los na Inglaterra, usando as tintas em tons pastéis do oriente. Sucesso imediato. Daí em diante, a preocupação de Liberty era evoluir.

Arthur Lasenby Liberty, fundador da Liberty of London

31


Por volta de 1870, artistas e designers como Voysey, Harry Napper, Jessie M. King e Lindsay Butterfield foram convidados a criar suas versões de padronagens para a marca. Nos anos 1890 ela já tinha firmado uma sólida parceria com o movimento Art Nouveau, encorajando os mais importantes designers e artistas engajados. No início do século XX, em 1903, o estilista francês Paul Poiret se encarregou de levar os florais à sua primeira loja em Paris. Para a construção do edifício que até os dias de hoje é a sede em Londres, Liberty contratou o designer Edwin T. Hall e seu filho. Ele pediu para que o ambiente desse ao cliente a sensação de estar dentro de sua própria casa. Mas Arthur Lasenby Liberty faleceu em 1917, sete anos antes de ver o prédio da Carnaby Street concluído. Nos anos 30, a marca se instalou em Paris como a Maison Liberty, que viria a falir logo mais, durante a grave crise econômica mundial. Colaborações importantes e parcerias implementaram e também pegaram carona na identidade da marca, usando os florais em suas criações e depois fornecendo sua linha de produtos para a Liberty. Como Laura Ashley, que mantinha um corner de sua marca na loja. Yves Saint Laurent deu ênfase às pequenas flores com sucesso nos anos 60 e Cacharel, que tem como identidade um look romântico até hoje, também causou frisson nos anos 70. As flores vintage que têm história para contar, vêm com força trazendo um toque de romance dos campos e jardins ingleses ao nosso cotidiano, onde cada vez mais surgem diversas releituras de estilos e épocas. Mas é claro que nem sempre os florais estilo liberty podem cair bem, como alerta Zizi Ribeiro: “acredito nesta estampa quando você está num momento romântico, meio menininha. Existem fases para usá-la. Acho que não estamos assim todos os dias.” 32

Zizi Ribeiro, stylist e consultora de moda


33


34


35


Cycle Chic

Estilo em duas rodas por Raquel Gaudard

Uma das coisas que mais me chamaram a atenção em Amsterdam, 2007 – ocasião em que visitei a capital holandesa – foi, além do grande número de bicicletas em suas ruas, o dress code das mulheres guiando o veículo. Super styling, salto alto nos pés, saia, chapéu, cachecol... nada de bermuda de lycra, joelheira ou capacete. “Ride a bike” não era um esporte, ali. Era, bem entendido, um estilo de vida. E muito cheia de estilo. Na verdade, esse era o cenário de uma tendência mundial, um movimento que já se manifestava desde então: o Cycle Chic. O termo foi criado pelo dinamarquês Mikael ColvilleAndersen, 42, fotógrafo e especialista em mobilidade urbana, que reúne no blog www. copenhagencyclechic.com, desde junho de 2007, fotos sobre a cultura e estilo em duas rodas de sua cidade - a capital mundial do ciclismo - Copenhagen. E essa foi, para mim, uma segunda novidade... Porque eu jurava – se tivessem de eleger uma cidade como “a capital mundial do ciclismo”, escolheriam Amsterdam. Ledo engano. 55% dos moradores de Copenhagen utilizam, todos os dias, a bicicleta como meio de transporte e apenas 40% dos seus quase 1,7 milhões de habitantes possuem carros. Além disso, Copenhagen é considerada uma das cidades mais limpas do mundo pela Forbes. Atribuição dada, dentre outros fatores, pelo baixo nível de poluentes no ar, já que a maioria se desloca para o trabalho, supermercado, para as baladas – pedalando. Mikael conversou comigo a respeito do seu blog e, numa entrevista exclusiva para a revista Duetto Fashion, falou sobre como tudo começou. Considerado, atualmente, o “Sartorialist” das bicicletas (quem gosta de moda e ainda não conhece o www.thesartorialist.com, já passou da hora de conferir), o dinamarquês conta que suas fotos vieram antes do blog. Na verdade, existe uma foto emblemática, a primeira postada no Copenhagen Cycle Chic: a “foto que lançou um milhão de bicicletas” - como ele mesmo a batizou. Colville-Andersen fazia fotografias urbanas e, em 14 de novembro de 2006, flagrou um grupo de ciclistas, de manhã, na hora do rush. Seu objetivo era o movimento, a beleza das luzes – não eram as bicicletas, muito menos o estilo como as pessoas se vestiam. No entanto, para sua surpresa, o assunto mais comentado pelos internautas foi exatamente o que ele menos se importou na hora do shoot: o estilo dos ciclistas. “O street style é um elemento que está presente em todas as fotos do blog Copenhagen Cycle Chic” - diz Mikael. Por isso, a atenção dedicada à sua leitura pelo mundo fashion. A moda de rua tem sido cada vez mais explorada na web.

Bicicleta Chanel 36


A foto que lanรงou um milhรฃo de bicicletas 37


O blog tem como objetivo maior trazer de volta a cultura biker, pelo viés da moda, melhorando a qualidade de vida das pessoas e a do planeta, por ser um meio de transporte verde - e não um mero equipamento esportivo. Assim, Colville-Andersen inspira outras cidades do mundo a investir em sua infra-estrutura para abrigar ciclovias, também, no blog-irmão www.copenhagenize.com, do qual é diretor. Ele conta, ainda, que o crescente interesse nas fotos dos dois blog está, também, em como os dinamarqueses desmistificaram o uso da bicicleta. “Em como ela deveria ser usada desde quando foi inventada” - ele diz. As fotos possuem, ainda, valor artístico: Mikael e seus co-bloggers gostam das fotos que são tiradas de trás, seguindo uma estética chamada, em alemão, “Rückenfigur” - algo como “pessoa de costas”, em português. É um conceito normalmente relacionado aos pintores românticos, que retratavam as pessoas dessa maneira, com o objetivo de tornar visível ao espectador da obra o que os personagens estão observando. Mas outros ângulos são, também, considerados pelos fotógrafos, principalmente os que valorizam a essência do cycle chic” - no caso, a roupa das pessoas. Colville-Andersen cita, ainda, dois blogs brasileiros, que seguem a mesma linha do seu: o www.curitibacyclechic.com.br (que ele considera melhor ter “abraçado” o conceito do Cycle Chic) e o paulista www.gataderodas.com.br. Simpático, Mikael é um super entusiasta do estilo de vida de sua cidade – com razão, até. E termina nossa entrevista deixando uma mensagem para todos os brasileiros...

Pedalando

com Mikael Colville-Andersen DF - O que veio primeiro: o blog ou o movimento Cycle Chic? MCA - O blog. E, antes do blog, a “foto que lançou um milhão de bicicletas”. Em seguida, veio todo o movimento, assim como a indústria da moda, que começou a usar bicicletas em suas campanhas e, inclusive, a produzir seus próprios modelos assinados, como Gucci, Fendi, Wood Wood, Gant. Tudo por causa de uma foto tirada em Copenhagen. Foi surpreendente e lisonjeante para mim. DF - Você acha que o Cycle Chic começou em diferentes partes do mundo ou Copenhagen foi realmente a “cidade que lançou um milhão de bicicletas”? MCA - Copenhagen tem sido considerada uma das cidades mais fashion do mundo. Enquanto o movimento possa até ter sido startado, também, em outros lugares como Amsterdam - foram os copenhaguenses e seu estilo que fizeram com que o blog se tornasse um grande sucesso. Em Paris eles redescobriram o uso da bicicleta, com o sistema Vélib (serviço gratuito criado pela prefeitura da cidade luz, em 2007). Os parisienses pedalam com estilo também, mas Copenhagen tem feito isso por, pelo menos, 125 anos. DF - Qual situação merece um shoot? MCA - Procuro por poesia e elegância na paisagem urbana. Estilo e graça. Tanto faz: num homem ou numa mulher. 38

DF - Se você visse “Mikael ColvilleAndersen” pedalando, tiraria uma foto “dele”? MCA - Haha... que ótima pergunta! Já fui flagrado por outros fotógrafos, nessa situação... então eu suponho que sim, faria a foto. Talvez não todos os dias, mas acredito que na maioria deles. Quando você é o “Sr. Cycle Chic”, tem de sair sempre “bem na foto”... DF - Cycle Chic é um estilo de vida ou uma moda de rua? MCA - É um estilo de vida. A bicicleta é um acessório para o estilo de vida do século XXI, assim como foi há 100 anos, no mundo todo. Cycle Chic é só um nome para algo que existe desde quando a bicicleta foi inventada. Pessoas estilosas, pedalando, na paisagem urbana. Agora, nós estamos redescobrindo a bicicleta... Viajei pelo mundo todo com o Cycle Chic, “vendendo” a filosofia do movimento através de apresentações. As pessoas estão prontas para a bicicleta novamente. DF - Você gostaria de deixar uma mensagem para os brasileiros? MCA - Todos no mundo amam bicicletas. Todos no mundo amam os brasileiros, também. Vocês são pessoas fantásticas, num país fantástico. Espero poder ver mais bicicletas e mais estilo em suas ruas, também!


39


40


ANÚNCIO FÓRUM ACADEMIA

41


NA VITRINE E NO SEU ARMÁRIO

Conjunto cordão e brinco pérola semi joia R$ 159; relógio Euro casco de tartaruga R$ 299; pulseira laço com couro marrom semi joia R$ 69; brinco em elos com pérola barroca e ônix semi joia R$ 59.

42


ร“culos tr90 esportivo (ref. est55554) R$100; รณculos acetato nobre (ref. pat044) R$ 220; รณculos metal lente verde (ref. mee7321) R$ 160; รณculos metal lente marrom (ref. mee6879) R$ 160; รณculos infantil (ref. int84127) R$ 110.

43


Bolsa Diadora Saad; Bolsa Lindsay Jacquard Victor Hugo; Bolsa Capino Atanado Elisa Atheniense; Chaveiro Capitão Caverna Elisa Atheniense; Bracelete de Piton Elisa Atheniense; Bolsa de Piton Victor Hugo - preços sob consulta.

44


Bolsa em couro com corrente dourada R$ 589; rel贸gio de couro croco Euro dourado R$ 428; colar dourado com olho de tigre e p茅rolas naturais R$ 187; anel dourado olho de tigre lapidado quadrado R$ 219; anel dourado olho de tigre abaulado R$ 116.

45


Sandália rasteira com detalhe de corrente R$ 59; sandália salto médio tira mostarda R$ 139; sandália plataforma com flor R$ 129; sandália meia pata trecê R$ 179.

46


Anel tigre ouro branco com ônix; anel coração ouro rosê com diamantes; anel pavê ouro branco com diamantes; anel onça ouro amarelo com diamantes - preços sob consulta.

47


Sapatilha palha natural preta e branca R$ 69,90; sapatilha couro fish limão R$ 69,90; sapatilha jeans com laço em couro R$ 69,90; sapatilha couro fish laranja R$ 69,90; sapatilha off white com pirulito multicolor R$ 69,90. * numeração do 15 ao 39. 48


Arco Mariana Lorenzzo; bolsa de pois Mãos de Fada; sandália feminina com laço vermelho Hobby; sandália feminina dourada Mariana Lorenzzo; sandália masculina Kea; tênis masculino Hobby - preços sob consulta.

49


50


BELEZA MAKE-UP de verão

Duda Molinos

por Raquel Gaudard

Para colorir o verão 2011, natural e full of camels, nudes, areias, beges e brancos – a make chega garantindo, com o perdão do trocadilho, o up da produção. Sombras e delineadores abrangem, principalmente, os tons de amarelo, pink, verde, azul royal e laranja. E é ninguém menos do que Duda Molinos quem nos dá a dica dessas cores, e ainda completa: “as texturas opacas serão a sensação da temporada”. Para o beauty artist, que atua em vários setores do mercado de moda e beleza há 25 anos – seus últimos trabalhos publicados são a capa da Vogue Brasil, com Renata Kuerten, e a nova campanha da Pantene com Gisele Bündchen – o verão 2011, na maquiagem, tem cores fortes e formas simples. “A tendência recebeu o nome de ‘o novo minimalismo’, por mais contraditório que pareça” - nos conta Duda. A boca também não fica de fora na produção da make na próxima temporada. Tonalidades de batons laranjas, vermelhos e – por que não – azuis, para as mais ousadas, revezam com as cores vivas nos olhos. Ou não, pois aquela máxima da maquiagem “tudo nos olhos e nada na boca, ou vice-versa”, pode ser, atualmente, relativa: “Esse raciocínio serve apenas para nos colocar numa zona segura com relação ao bom gosto. É uma regra que talvez não influencie tanto hoje, quanto em épocas passadas” - afirma. Mas, para Duda Molinos, o que não pode mesmo, nunca, numa produção de make, é errar no tom da base. A tonalidade deve ser exata ao da pele da pessoa, podendo ser valorizada com pó de efeito bronzeado ou blush. E para os iniciados ou amantes da arte da make-up, fica a dica: o livro “Maquiagem”, por Duda Molinos, lançado em 2000 e que já está em sua 11ª edição. A publicação reúne técnicas e truques para realçar a beleza feminina, tudo de maneira atemporal. Para esse e tantos outros verões.

51


ANÚNCIO JAEL PIFANO

52


53


54


Rua São João, 207 - Centro (32) 3211-8648 | Rua São Mateus, 10 - São Mateus (32) 3215-1012 | Braz Shopping, 1º piso (32) 3217-2183

55


GET THE LOOK Uma seleção de looks e opções para fazer o seu verão: dia ou noite, numa festa, ou mesmo num passeio à vontade na praia...

Regata R$ 151

Bolsa de lona laço R$ 540

Short jeans pois R$ 267 Modelo veste: calça jegging R$ 204; vestido de seda estampa digital R$ 490; cinto em couro com bolinhas R$ 95; sandália meia pata turquesa R$ 460; bolsa carteira monograma R$ 215. 56

Calça Tom Boy R$ 287 Sapatilha rasteira coral R$ 253


Blusa de seda estampada com detalhe em couro 3x R$ 123,20.

Short de linho empapelado 3x R$ 76,66 e cinto em couro tranรงado Litt 3x R$ 65,26

Camisa jeans 3x R$114,40

Modelo veste: vestido tricoline stretch 3x R$ 165,33; sandรกlia camurรงa 3x R$ 128, 66. Tudo Agilitรก Fabulous. 57


Underwear Afghan e bolero renda babados Afghan, preços sob consulta.

Cinto camurça pregas Afghan, preço sob consulta.

Calça estampa floral My Place, preço sob consulta.

58

Modelo veste: bermuda jeans saruel Botswana; underwear Afghan; regata tule Afghan; colete tule e pluma Afghan; sandália vasada New Order; acessórios Mariana Jorge, preços sob consulta.


Colete militar R$ 70,90

Regata R$ 30,90

Blusa R$ 65,90 Camiseta Gripir R$ 140,90.

Modelo veste: short jeans R$ 95,90; camiseta militar R$ 30,90; camisa floral R$ 150,90; cinto em couro R$ 30,90.

Colar R$ 60,90 59


Soutien de bojo com detalhe franzido nas laterais em lycra estampada e calcinha cortininha, preço sob consulta.

Bolsa bali em palha, preço sob consulta.

Soutien de bojo torcido em lycra estampada e calcinha estampada com cós liso, preço sob consulta.

Modelo veste: soutien tomara que caia e bojo em lycra lisa; calcinha com argola dourada nas laterais; saída de praia em liganette estampada; chapéu de palha sintética; preço sob consulta.

60

Bermuda sarouel em liganette estampada, preço sob consulta. Maiô drapeado em lycra porto fino, preço sob consulta.


Blusa thirty rustic com silk paint, preço sob consulta.

Saia jegging com babados, preço sob consulta.

Bolsa em couro com tachas e correntes douradas, preço sob consulta.

Cinto de zipper com detalhe em laço, preço sob consulta.

Modelo veste: vestido longo English Garden; colete moleton mvs, cinto em couro trançado, preço sob consulta. 61


Blusa bata com renda R$ 159,90

Calça jeans R$ 229,90

Modelo veste: vestido renda com cinto de pedras R$ 479,90; carteira com alça de corrente dourada R$ 289,90; brinco Mariana Brito exclusividade Espaço Jô Nogueira preço 62 sob consulta.

Maiô drapeado R$ 169,90

Conjunto lingerie Forum R$ 189,90


Colete com tachas R$ 179,90

Short jeans R$ 129,90

Bolsa lona listrada R$ 119,90

Modelo veste: vestido curto de malha estampada R$ 139,90, colar laço rosa chiclete R$ 59,90; sandália gladiadora R$ 99,90; chapéu panamá preço sob consulta. 63


Enfeite cabelo plumas R$ 60

Modelo veste: vestido festa chiffon de seda pura R$ 489.

Vestido algod達o com bordado ponto cruz R$ 270

Bolsa R$ 90

64

Blusa malha flores R$ 87

Vestido acetato com pala trabalhada R$ 462


Brinco em pedras e pérolas, preço sob consulta.

Anel flor madrepérola, preço sob consulta.

Cinto bordado Patrícia Bonaldi, preço sob consulta.

Carteira de cetim nervurado com detalhes strass, preço sob consulta.

Vestido curto bordado Patrícia Bonaldi, preço sob consulta.

Modelo veste: vestido longo tafetá cristal e busto bordado com aplicações em borboleta Patrícia Bonaldi; bracelete e brinco em pérolas e pedras; preço sob consulta.

65


Bata com capuz R$ 89,90

Bermuda sarja R$ 149,90

Modelo veste: bata rosa R$ 69,90; calça sarouel R$ 159,90; sandålia confort R$ 159,90; mochila em couro R$ 449,90. 66

TĂŞnis trekking R$ 179,90


Polo listrada Conde R$ 109

Polos listradas Miranda R$ 109 cada

Necessaire pequena em couro R$ 99

Bermuda cargo cruz Bruma R$ 159

Modelo veste: calça cargo signori folha R$ 169; camisa xadrez sempione R$ 139; t-shirt malha R$ 69; sapatênis rialto R$ 219; cinto em lona R$ 59; pasta em couro premium R$ 499.

67


Camisa branca R$ 78; t-shirt rusty R$ 69; calรงa vermelha R$ 128.

Top TQC branco Dona Florinda R$ 153; colete renda Fruto R$ 143; bermuda saruel jeans Botswana R$ 249; cinto laรงo R$ 64; sapato verniz R$ 210.

68

Vestido limelight R$ 179; colar laรงo dourado R$ 48.


fun “T”

Blusa estampada R$ 234; calça jeans borboleta strass R$ 360; cinto dourado corrente R$ 199; sandália rasteira R$ 437; bolsa Andorinha grande lilás R$ 429.

T-shirt amarela R$ 59; short rosa R$ 181; cinto verde em couro R$ 139; bolsa amarela PG Andorinha R$ 399; chaveiro fada R$ 54.

Vestido rosa R$ 141; cinto amarelo em couro R$ 95; bolsa alice corrente R$ 390.

69


ANÚNCIO TRIBUNA

70


71


DUETTO TIPS

MÚSICA – ARTE - TURISMO BY...

MÚSICA por Jota

Jota

A banda nova-iorquina Scissor Sisters está de volta para mais uma incursão no pop dançante. Se no disco anterior a versatilidade musical do grupo passou até pelo folk e country, o terceiro álbum soa muito mais maduro musicalmente, sem faixas que resumem todo o álbum. A produção é de Stuart Price, top dance producer que já trabalhou com astros como Madonna, Kylie Minogue, Pet Shop Boys, The Killers, Gwen Stephani, e outros. Mas o fato curioso aqui é que Price se tornou pano de fundo para sonoridade da banda, ao contrário do que aconteceu com os outros artistas. O disco todo mistura referências bastante distintas como o synth pop e dance pop dos anos 80 (como Duran Duran, David Bowie) e a disco music 70’s que vai desde a obscura Space Disco até Bee Gees, conseguindo soar conciso como só uma banda com boas referencias sabe fazer. Destaque para as faixas Night Work, Any Which Way, e a seqüência final matadora com Sex and Violence, Nightlife e Invisible Light, primeiro single a sair, lindamente épico, de ritmo galopado e clima etéreo. E, como irreverência é a marca dessa banda, a capa traz uma foto do famoso fotógrafo Robert Mappelthorpe, focando a bunda do bailarino clássico Peter Reed, falecido em 1986. Considerada “excessivamente explícita”, a foto já foi proibida no Facebook Espanhol numa publicidade de divulgação do disco. Para revidar, eles promoveram um concurso “Show Your Ass” em seu site!

72

Divulgação

Scissor Sisters Night Work (Polydor/Universal, 2010)


ARTE por Petrillo

Quem nunca ouviu falar no paraíso? Considerado um dos maiores acervos de arte contemporânea, Inhotim é logo ali, a 60 km de Belo Horizonte, no município de Brumadinho/MG. Foi idealizado pelo empresário Bernardo Paz, em meados da década de 1980, e conta com os jardins do renomado paisagista Roberto Burle Marx. A natureza local, muito generosa, exibe infinitas espécies da flora brasileira, criando uma grande profusão de cores, texturas e tonalidades. Em sintonia, o visitante, através dela, vai ao encontro da arte. Em Inhotim, todos os seus sentidos são aguçados, do visual ao tátil – exemplo disso é o restaurante do museu, integrado a um parque e a um jardim de esculturas. O museu mantém um acervo significativo de arte contemporânea brasileira e internacional. Dentre os artistas brasileiros podemos destacar Cildo Meireles, Tunga, Marapê, Vik Muniz e Adriana Varejão – esta última, com um pavilhão inteiro dedicado às suas obras. Dentre os artistas internacionais, destaque para Franz Ackermann, Janine Antoni e Albert Oehlen. O complexo de Inhotim, por si só, é uma obra de arte, pois a realidade que nos é oferecida através de sua natureza e seus jardins convive harmoniosamente com a realidade apresentada pelo acervo. Rua B, 20, Inhotim, Brumadinho, MG, Brasil Tel: 55 31 3227 0001 info@inhotim.org.br Horário: Quarta, Quinta e Sexta 9:30 às 16:30. Aos Sábados, Domingos e feriados de 9:30h às 17:30h

ANÚNCIO BACCO

73


TURISMO por Valéria

Borges

Nossa dica de turismo é o Hotel, Restaurante e Spa La Côte Saint-Jacques, de Jean Michel Lorain ***, entrevistado na coluna sobre gastronomia dessa edição da revista Duetto Fashion. Reno Marca, ilustrador, nos conta a sua experiência no hotel, através de um livro de viagem – a pedido de Jean Michel Lorrain ***:

“Uma hora e meia depois de ter deixado Paris, aparecem as primeiras paisagens da região da Borgonha, conhecida por seus famosos vinhos. Chegamos ao vilarejo medieval de Joigny, no horizonte, os sinos da igreja parecem perdidos no amarelado dos campos de cânola. La Côte Saint- Jacques é uma verdadeira casa de família. Visitamos o quarto 21 e a lareira em pedras da Borgonha, o quarto 24, uma grande suíte toda em vermelho com janelas redondas. Tem também o quarto 23 com sua decoração harmoniosa em veludos diversos. Finalmente, optamos pelo aconchego do quarto 33, com seu luminoso banheiro com vista para o riacho. Decidimos visitar o Spa Côte Coon. Aproveitamos o banho quente numa magnífica banheira o furô e nos deixamos embalar pelas deliciosas massagens. No dia seguinte, de manhã, somos convidados por Jean Michel Lorain para acompanhá-lo à feira de Joigny. Em seguida, assistimos a uma demonstração privé do chef, que nos ensina o abc da sua gastronomia.

Depois deste maravilhoso curso, pedimos para conhecer a Adega da Côte Saint- Jacques. Chablis, Côtes de Beaune et Côtes de Nuits... Mais de 800 referências honram a tradição dos grands crus franceses. Decidimos dar uma volta de barco. Do rio Yonne, apreciamos a vista do vilarejo de Joigny e suas casas em madeira, com as típicas paredes coladas umas às outras, as igrejas de Saint Thibault e de Saint Jean e o castelo local. Observamos as vinhas invadirem, como no passado, as montanhas da encosta SaintJacques, acima do hotel. Chega o momento da partida, passamos pela Boutique Gourmande: Azeite, vinagres, especiarias, açúcares, cereais e geléias, todos produtos usados por Jean Michel Lorain na sua cozinha. Escolhemos um mix de produtos chamado “Noite de sonhos às margens do rio Yonne”. Vamos oferecê-los aos amigos, para compartilhar esta emocionante experiência que acabamos de viver.”

74

www.mixalternativo.com.br


75


Óculos solar Vogue na Óticas Kika R$699, body Agilitá 76 na Flow 3x R$104,30, calça smooth Animale na Day After preço sob consulta, sandália meia-pata e carteira junco leather ambos Arezzo R$299,90 cada.


Haras chic Meeting super fino entre amigos, num verão 2011 que valoriza couros leves, jeans, linhos, sedas e rendas. Sele o seu cavalo puro-sangue, abra sua champagne e aproveite a estação! Fotos: Márcio Brigatto

Ficha técnica:

1 - Camisa croped Animale na Day After preço sob consulta, saia de linho com detalhes em couro toule para D Store R$303, broche flor tecido jeans Bob Store R$ 9, óculos solar Ray Ban Modelos: Caroline Neves (Élysée Model Management), Lucas Malvacini, Aviador na Óticas Kika R$699, bolsa de couro Arezzo R$759. Bruna e Raul Marchezini Graus Models) Modelos: Caroline Neves (Eliseé Model Management), Lucas Malvacini, Bruna Vial e Raul (40 Graus Models) 2 - Camisa branca PocketsVial Osklen R$247, calçaMarchezini jeans(40 Calvin Klien na Arpel Homem preço sob Make up:relógio FelipeNatan e Silvio Prates Cabelereiros) Hair & Make up: Felipe e Silvio Prates (André Pavam Cabelereiros) consulta, cinto emHair couro&AD R$89, Grand Prix (André na Baldi Pavam Jóias R$1980, mocassim de camurça na Arpel HomemRaquel preço sob consulta. Conceito: Gaudard Conceito: Raquel Gaudard 3 -Gaudard Óculos solar D&G na Óticas Kika R$899, jaqueta de couro a laser glamour Skunk preço sob 77 Produção e styling de moda: Aline Firjam e Raquel Gaudard Produção e styling de moda: Aline Firjam e Raquel consulta, cincto de couro Arezzo R$80, short de linho com bolsos Skunk preço sob consulta. Assistentes de produção: Anesley Pereira, Camila Sigiliano e Paula Geara. Assistentes de produção: Anesley Pereira, Camila 4Sigiliano Paulacalça Geara. - Camisa eEllus, jeans Calvin Klein, cinto em couro e mocassim de couro, tudo na Arpel Homem preço sob consulta.

Ficha técnica:


78

1 – Óculos solar D&G na Óticas Kika R$899, camisa liberdade xadrez AD R$149, cinto em couro, calça jeans Ellus e mocassim de couro todos na Arpel Homem preço sob consulta. 2 – Óculos solar Ray Ban na Óticas Kika R$599, camisa Henri Rene, cinto em couro e mocassim de couro os três na Arpel Homem preço sob consulta, calça jeans General Cook preço sob consulta.


ChapĂŠu branco Le Lis Blanc na Griffe Casamoda R$81, macacĂŁo renda cambraia Caricatura R$279, scarpin peep toe de couro Arezzo R$229,90.

79


80


1 – Camisa croped animale na Day After preço sob consulta, saia de linho com detalhes em couro Toule para D Store R$ 303, broche flor tecido jeans Bobstore R$ 89, óculos solar Ray Ban aviador na Óticas Kika R$ 699, bolsa de couro Arezzo R$ 759. 2 – Camisa branca pockets Osklen R$ 247, calça jeans Calvin Klein na Arpel Homem preço sob consulta, cinto em couro AD R$ 89, relógio Natan Grand Prix na Baldi Jóias R$ 1980, mocassim de camurça na Arpel Homem preço sob consulta. 3 – Óculos solar D&G na Óticas Kika R$ 899, jaqueta de couro a laser glamour Skunk preço sob consulta, cinto de couro Arezzo R$ 80, short de linho com bolsos Skunk preço sob consulta. 4 – Camisa Ellus, calça jeans Calvin Klein, cinto em couro e mocassim de couro, tudo na Arpel Homem preço sob consulta.

81


82


Polo Lethem marinho AD R$89, jeans Ellus e cinto de couro na Arpel Homem, preรงos sob consulta.

83


84


1 – Brinco em ouro amarelo 18k Baldi Jóias R$ 2552, casaquinho chanel Bobstore R$ 329, calça bolso corrente Bobstore R$ 329, cinto couro com corrente corporeum na Flow preço sob consulta. 2 – Jaqueta jeans Le Lis Blanc na Griffe Casamoda R$ 432, underwear Afghan na Mariana Jorge preço sob consulta, saia onça Toule na D Store R$ 295, cinto em couro acervo produção, pulseira em ouro amarelo e pingente em ouro e brilhantes Baldi Jóias R$ 857, scarpin peep toe de couro Arezzo R$ 229,90.

85


86


1- Camisa algodão maquinetado Shop 126 na Arpel Mulher R$216, cinto em couro trançado AD R$99, colete acervo produção, saia longa tricoline xadrez Colcci R$358, bota acervo produção. 2 – Camisa jeans Le Lis Blanc na Griffe Casamoda R$492, saia listras com87 cinto Toule na D Store R$295, scarpin peep toe de couro Arezzo R$229,90


ANÚNCIO JARDIM CONTEMPORÂNEO

88


ANÚNCIO CAMILO DOS SANTOS

89


Paisagismo:

Sônia e Daniela Infante

As paisagistas Sônia e Daniela Infante, mãe e filha, trabalham com flores perenes nos projetos paisagísticos. “As flores estão sempre presentes no nosso trabalho. Adoramos flores. Porém devemos saber utilizá-las. Planta bonita é planta bem adaptada, não podemos ir contra a natureza, sempre a favor”, explica Daniela, engenheira agrônoma. “Gostamos de flores e de plantar perenes, cujo ciclo de vida é longo. Outra característica nossa são os jardins de baixa manutenção, pensamos sempre a longo prazo e gostamos de ver o nosso trabalho após anos”. Sônia Infante está há mais de vinte anos no comando da Arteiro, em Itaipava, empresa que realiza projetos paisagísticos, móveis e objetos artesanais para exportação. Sônia viaja sempre para feiras e exposições em Nova York, Las Vegas e vários países europeus. A paisagista acha necessário acompanhar as tendências, mas afirma detestar modismos. Seu trabalho, com forte personalidade, já foi documentado em livros publicados no Brasil e no exterior. Sônia se inspira muito nos jardins franceses, adora lavanda e os ciprestes da Toscana.

90


Daniela gosta de trabalhar com plantas nativas, tropicais, mas sem radicalismos. Num projeto de paisagismo é importante a harmonia com o estilo arquitetônico. A preservação do meio-ambiente também é uma das preocupações da dupla: “Ao reservarmos uma área para executarmos um jardim, este jardim não deve ser apenas belo. Ele deve contribuir para o ambiente em que vivemos. Nós, paisagistas, temos em mãos uma ferramenta fantástica que pode reduzir os impactos negativos ao ambiente com a criação de áreas verdes. Estas áreas podem captar águas superficiais aumentando a infiltração e diminuindo a poluição das águas. Outro recurso é utilizar plantas nativas favorecendo a fauna e aumentando a diversidade do lugar”, conclui Daniela. “Gosto de áreas grandes, projetos maiores. Adoro plantar arvores e grandes manchas de flores.” Sonia Infante diz que o trabalho de paisagista exige muita pesquisa e que os recursos tecnológicos ajudam a realizar os projetos. Por isso, existe a necessidade de atualização permanente. Apaixonada pela profissão, Sônia se diverte e finaliza nossa entrevista com um desabrochar de bom humor: “todo paisagista deve ter como qualidade fundamental a paciência mas, às vezes, meu sonho de consumo é uma varinha de condão!”

Chico Lima

Chico Lima

91


ANÚNCIO ARPEL

92


ANÚNCIO ARPEL

93


HOME FASHION HOME

HOME FASHION HOME A madeira rústica e o fino cristal se encontram, em harmonia, com folhagens e flores – naturais ou artificiais. O design de ambientes já é parte do estudo das tendências de moda e comportamento e, a cada estação, se renova como no vestuário. Nas páginas do editorial “Home Fashion Home” você confere uma seleção refinada de objetos de decoração by JADE e mobiliário by JARDIM CONTEMPORÂNEO. Fotos: Márcio Brigatto. Ambientação: Alex Silveira

94


95


HOME FASHION HOME

96


HOME FASHION HOME

97


98


99


100


101


102


ANÚNCIO CHICLÉ

103


PIC-NIC O verão da criançada tem cara de pic-nic, brincadeira no parque com os amigos e muita alegria. Tecidos leves, coloridos e muito jeans são a cara da estação para os pequenos. Tudo arrematado por pulseiras, tiarinhas, bonés, viseiras e cintos: acessórios indispensáveis nas produções de verão de gente grande, agora, fazem parte oficialmente do guarda-roupas infantil. Fotos: Márcio Brigatto Cenografia: Anesley Pereira 104


PIC NIC

Vestido Gabi R$ 199,00 vestido Poli R$212,00 tudo Isabela Capeto na Pequenos Notรกveis.

105


Da esquerda para direita, menina veste: arco em couro Marianna Lorenzzo R$ 29,95; conjunto Anjo D’água R$ 243,90; sandália Pampili R$ 69,95. Menino veste: conjunto 3 e Já R$ 309,95; tênis em couro Kea R$ 109,90. Menina veste: viseira 3 e Já R$106 44,90; vestido 3 e Já R$ 119,95; jogo pulseira com 3 pçs R$ 18,90; sapatilha Pampili R$ 69,95.


PIC NIC

Menina veste: bata com colete R$ 79,90; bermuda com faixa de cetim R$ 79,90; sapatilha R$ 89,90; tiara estampada R$ 9,90. Menino veste: camis達o xadrez R$ 79,90; camiseta regata R$ 19,90; bermuda half pant R$ 89,90; tenis R$ 59,90.

107


PIC NIC

PIC NIC

108

Da esquerda para direita, menina veste: macacão jeans R$159,90; camisa polo R$89,90; cinto R$54,90; tênis R$124,90; mochila R$129,90. Menino veste: camisa xadrez R$104,90; camisa vermelha R$42,90; bermuda jeans R$119,90; chinelo R$84,90. Menina veste: camisa floral R$124,90; calça jeans R$179,90 sapatilha R$134,90 tiara R$39,90


Camiseta em ribana preta com laço de renda R$29,90 short saruel branco R$49,90 pulseiras em couro R$22,90 laço em camurça de poá ( preto com branco ) R$19,90 cada; Conjunto da Minnie preto e branco com poá R$239,90 acessório de cabelo em couro R$15,90 pulseira em camurça R$19,90; 109

Blusa Nega Maluca R$29,90 short black jeans com detalhe em poá preto e branco R$69,90 cinto em couro com tachinha R$35,90 arco em couro com tachinha R$29,90 pulseira em couro R$22,90.


ANÚNCIO GRIFFE

110


111


DESIGN:

Matali Crasset

Quem nunca ouviu frases como: Comprei um carro com design italiano, uma cadeira do famoso designer francês... O design saiu do círculo dos iniciados e faz parte da nossa vida com objetos que aliam funcionalidade à beleza, sejam jóias, abridores de garrafa ou espremedores de frutas. Matali Crasset é uma designer de renome na Europa e em diversas partes do mundo, mas ainda pouco conhecida no Brasil. Um dos seus trabalhos mais impressionantes no setor de hotelaria é o projeto Hi Hotel, na cidade francesa de Nice. A designer começou sua carreira nos anos 90, trabalhou com Phillippe Starck - um dos designers mais famosos do mundo - na França, e com Denis Santachiara, na Itália. O ateliê de Matali Crasset está situado no bairro popular de Belleville, em Paris, dentro de uma antiga gráfica reformada em pequenos apartamentos e jardins. Desde o inicio do ano 2000, a designer trabalha entre as idas e vindas de vizinhos e brincadeiras de criança. Matali Crasset define o design como uma forma de pesquisa que a permite interferir na vida cotidiana e, também, criar cenários para o futuro. Seu mé-

todo de trabalho é a observação e o questionamento das práticas comuns do dia-a-dia e dos princípios habituais de organização, para criar uma maneira de vida inédita. Ela define sua pesquisa como um acompanhamento suave em direção ao contemporâneo. Matali Crasset trabalha em universos distintos, do artesanato à arte contemporânea, da indústria têxtil ao comércio sustentável. Já realizou projetos na área de grafismo e arquitetura, colaborou com artistas como Peter Halley e com a pequena empresa de móveis Moustache. Seu projeto de cama-quarto de hóspedes “Quando Jim vem à Paris” evidencia o lado lúdico da artista. Com a experiência adquirida com o passar dos anos, Matali Crasset se engaja cada vez mais em projetos participativos, em nível local e global, todos vinculados à uma preocupação central: como viver juntos e melhor em comunidade. Numa entrevista exclusiva à Duetto Fashion, ela fala dos seus projetos atuais, da sua vida de artista e mãe, e do Brasil, de onde guarda um souvenir incrível.

Quando Jim vem à Paris. Quarto de hóspedes - Editor Campeggi 112

Matali Crasset


113


DF - O trabalho de um designer nos dias de hoje tem que ter absolutamente uma preocupação funcional, estética, mas também ambiental? MC - A estética não me interessa, a funcionalidade é inerente ao objeto. A preocupação com o meio ambiente é um dos dados a ser considerado. O designer a meu ver não deve ter a inocência, nem a pretensão de achar que ele pode pensar sozinho. Os objetos não me interessam pelo que eles são, mas pelo que eles propõem. Eles não me interessam pelo que eles fazem, mas pelo que eles induzem, as relações que eles criam, a abertura ao mundo que eles proporcionam. Se o objeto deve ter um sentido, para mim este sentido seria o de ultrapassar a sua própria solidão na comunhão com os outros. Eu gosto de questionar os objetos, para que eles se transformem em objetos abertos ao mundo, atribuir a eles sensações, sentimentos, de certa maneira dar-lhes uma empatia. “Quando Jim vem à Paris” fala de hospitalidade antes de ser uma cama para um hóspede. Que forma eu devo dar à hospitalidade? Uma cama que é inserida no contexto de “oferecer algo”, uma estrutura que se abre como um presente. DF - Existe uma área em que você gostaria de trabalhar e que nunca trabalhou? MC - Eu não tenho nenhum sonho de trabalho a não ser o de seguir com o meu projeto de artista de maneira independente e de compartilhar meu trabalho com pessoas apaixonadas pelo que fazem.

A aventura do Hi Hotel, em Nice, é um exemplo. Este projeto do Hi nos levou à uma praia e depois em direção ao Dar’Hi, um resort ecológico para aposentados em Nefta, no deserto Tunisiano. DF - O Dar’Hi é o projeto que você mais se dedica atualmente? MC - O hotel Hi, em Nice, é uma síntese de uma reflexão de dez anos. O Dar’Hi que vamos abrir em Nefta, na Tunísia, em outubro, prolonga esta reflexão. Eu também desenhei a arquitetura neste projeto: uma arquitetura introvertida em direção ao exterior e extrovertida ao interior: uma explosão dos códigos habituais. DF - Você é mãe de duas crianças, a maternidade mudou seu jeito de trabalhar? MC - Eu tenho dois filhos, uma menina de 11 anos, Popline, e um menino de 7 anos, Arto. Eu não acredito que a maternidade tenha tido alguma influência na maneira como vejo o meu trabalho. Se eu me interesso em projetos para crianças é pela maneira como as crianças têm esta liberdade de maneira espontânea. DF - Você conhece o Brasil? MC - Eu já fiz varias viagens ao Brasil para dar conferências no Rio de Janeiro e São Paulo, onde realizei workshops para estudantes de design. Conheço também Brasília, mas minha visão do Brasil é fragmentada. Eu guardo uma lembrança incrível de florestas com árvores de flores azuis. Salles des Bains - Hi Hotel

114

Dar’Hi


Lampi達o

www.fatimabuffet.com.br | 32 3217-5494 | www.twitter.com/fatimabuffet

115


ANÚNCIO zine

116


ANÚNCIO ASSUNTA

117


ANÚNCIO QUINTA SÉC

Vernissage Gourmet A receita perfeita em sofisticação e requinte

“Todo buffet tem, por obrigação, servir pratos saborosos. A comida em si já não é mais um diferencial do serviço”. A avaliação da chef pâtisserie, Carmen Coelho, traduz com fidelidade a expectativa de um público que busca nos detalhes a concretização de um sonho, materializado em um evento. Por isso, ela e a sócia, Geandra Fortes, decidiram literalmente inovar. A estratégia é certeira: encantar todos os sentidos, tanto dos clientes como de seus convidados. Para tanto, as empresárias investem pesado em personalização e seguem à risca a proposta idealizada no próprio conceito do negócio - “Vernissage Gourmet - Transformando seu evento em uma obra de arte”. A sintonia é perfeita e conquista um segmento bastante exigente no mercado. A filosofia de trabalho é simples, mas minuciosa. Primeiro é feita uma análise detalhada do perfil do cliente. As sócias avaliam quais são suas expectativas, público-alvo, demanda, infraestrutura e disponibilidade financeira. Em seguida, vem a proposta. Um processo que vai muito além da mera apresentação de uma listagem de salgados e bebidas. “Nós nos en118

volvemos de corpo e alma em cada evento, seja inauguração de loja, confraternização de empresas, festa de 15 anos ou casamento. Não importa o porte. O que interessa para nós é a completa satisfação de todos”, afirma Geandra Fortes, que trouxe para o empreendimento seu know how em gestão empresarial. Uma visão moderna de que o diferencial determina o sucesso na atividade. “Geralmente, tentamos imprimir na apresentação dos pratos e ornamentação detalhes que reforcem a identidade do cliente. Se vamos fazer uma festa para um curso de inglês, por exemplo, usamos as cores da logomarca e ícones que remetam à língua inglesa. O mesmo processo vale para o lançamento desde uma coleção primavera-verão até a inauguração de uma agência bancária. O fundamental é que cada evento seja realmente único”, reforça Carmen Coelho. Tanto cuidado reflete em excelência de atendimento. Até porque, segundo Geandra Fortes, “todos os colaboradores são constantemente treinados. Mais que isso, gostamos de trabalhar com profissionais solícitos, atenciosos e bem humorados”, completa ela, tendo em vista sempre a

missão do empreendimento, que é surpreender, encantar. A sofisticação fica por conta das bandejas e vasilhas individuais utilizadas para servir os pratos. O resultado é um verdadeiro deleite para os olhos que, em sequencia, agrada ainda mais o paladar. Afinal, entre as opções do cardápio do Vernissage Gourmet estão blini de queijo de cabra com damasco, spiranteli de pupunha, pudim de siri, casquinha de salmão, canudinho alcachofra e duchesse de mignon. Além de pratos volantes, como escondidinho de bacalhau e capeletti com molho maranga. Glamour, beleza, sabores únicos e primor nos mínimos detalhes. Sensações que completam o evento e traduz o sucesso compartilhado em larga escala. O Vernissage Gourmet se consolida como opção certa para as pessoas que sabem que receber bem é uma arte. Fruto de um planejamento estratégico para o negócio, além, é claro, da sintonia profissional entre as sócias. Juntas, as duas coordenam a empresa que tem por objetivo mesclar arte e funcionalidade. Além, é claro, de agregar sempre valor, conquistar e fidelizar os clientes. Nessa receita, há uma certeza: a realidade por surpreender seus sentidos.


Dr. Jo茫o Pinheiro, 653- Jardim Gl贸ria Cep.: 36015-040 - Juiz de Fora - MG (32)3236-3737/ 8807-4548/ 8807-3542

www.vernissagegourmet.com.br

119


GASTRONOMIA Jean-Michel Lorain

Chef três estrelas Michelin por Valéria Borges

O estrelado chef Jean-Michel Lorain dispensa apresentações. Ele é o herdeiro do luxuoso restaurante, hotel e Spa La Côte Saint Jacques, no vilarejo de Joigny, à beira do rio Yonne, região da Borgonha - 150 km de Paris. O restaurante é endereço obrigatório para os amantes da gastronomia. Hoje, o restaurante La Côte Saint Jacques*** faz parte do restrito clube dos 26 melhores restaurantes franceses agraciados com três estrelas (a mais alta classificação) no Guia Michelin e no seleto guia Relais & Châteaux. Jean -Michel Lorain foi o mais jovem chef de cuisine a ganhar três estrelas no guia, aos 27 anos. Ele publicou, dentre outros livros, “Ervas, Saladas e Flores”, onde foi responsável pelos textos e pelas fotografias. Numa entrevista exclusiva para a Duetto Fashion, o chef explica que começou uma pesquisa pessoal com as flores do alho e da cebolinha. Ele ensina o que as flores podem acrescentar a um prato: “as flores acentuam o gosto, colorem, dão originalidade e alegria aos pratos, mexem com os sentidos do cliente. Comecei minha pesquisa com as flores e ervas aromáticas há uns quinze anos. Mas nos últimos cinco, seis anos, a procura dos clientes por estes pratos aumentou”.

DF - Qual é a flor mais versátil? JML - Acredito que seja a rosa pela cor, odor e textura. Podemos utilizá-la para acentuar o gosto, cristalizar as pétalas, e também na decoração dos pratos. DF - Somos uma revista de moda. A moda segue tendências. E você, na sua cozinha? JML - Não sigo modismos. Acredito na personalidade de um chef que se desenvolve com criatividade e muita pesquisa, o que reflete na sua cozinha.

120

Jean-Michel Lorain, Chef três estrelas Michelin

DF - Juiz de Fora já oferece curso superior de Gastronomia. Quais são os ingredientes para quem quer estudar e seguir a profissão? JML - A gastronomia exige rigor, técnica e muita paixão. As características fundamentais são a tenacidade, a vontade de aprender, pesquisar, e a curiosidade.


Flores estreladas Jean- Michel Lorain presenteia os leitores da Duetto Fashion com uma receita exclusiva do seu seleto restaurante La Côte Saint Jacques***. Pêssegos pochês aromatizados com lavanda Ingredientes para 4 pessoas 8 pêssegos amarelos 60g de frutas vermelhas 1 bouquet de lavanda 500g de açúcar 2 litros de água

Livro - Ervas, saladas e flores Onde encontrar: http://migre.me/11xsO ou envie um email com a solicitação para: laboutique@cotesaintjacques.com Preço: 30 euros

Preparação - Separar 30g de flores e 8 galhinhos de lavanda; - Preparar um caramelizado fervendo a água e o açúcar; - Deixar as flores de lavanda durante 15 minutos em infusão, depois passar numa peneira para eliminar os resíduos; - Ferver de novo o caramelizado; - Descascar o pêssego, colocá-los dentro do caramelo e cobrir com um pano de prato de linho; - Para servir, colocar os pêssegos caramelizados num pirex transparente; - Decorar com frutas vermelhas e pequenos galhos de lavanda. O mais delicado nesta receita é dosar a quantidade de Lavanda, pois o gosto fica logo desagradável. O chef aconselha provar o caramelo no momento da infusão das flores de lavanda, para que o caramelizado fique suave. Pelo mesmo motivo, colocar as lavandas para decoração somente na hora de servir.

121


INFORME PUBLICITÁRIO

Maxi Mania

A marca Maxi Pão completou em março de 2010, 23 anos. No início, uma pequena padaria na Independência, hoje, um centro de gastronomia que abriga um café, um restaurante e um empório. São mais de cinco mil itens dispostos na prateleira, cerca de quinhentos são produtos próprios.

E enquanto rola o dia, o cliente Maxi Pão passa pela padaria para a compra do tradicional pão francês que já virou mania na cidade, com cerca de trinta fornadas diárias. Para completar, um empório, abastecido com as melhores marcas, oferece ao cliente aquela conveniência tão desejada. Maxi Pão São Pedro

Aberta de segunda a segunda, das 6 horas da manhã às 10 horas da noite, o dia na Maxi Pão começa com o serviço de café da manhã executivo. Um buffet feito sob medida para quem está com hora marcada para o trabalho ou outros compromissos, mas que não abre mão de fazer sua primeira refeição com bons produtos. O serviço vem a cada dia se tornando parte da rotina dos que frequentam. É prático, saboroso e feito num ambiente que inspira começar o dia. Ao meio dia, a Maxi Pão oferta ao seu cliente um farto buffet de almoço. Sob o comando do chef de cozinha Gilberto Zaiden, um menu variado, um misto de cozinha regional, nacional e internacional que privilegia saladas coloridas e nutritivas e uma variedade de carnes e massas que atendem a todo o paladar. Por volta das 4 da tarde é hora do já tradicional chá da tarde. Dessa vez, um buffet que traz as principais guloseimas produzidas na casa e que normalmente atende a pequenos grupos, seja para uma refeição diferente, ou até mesmo para pequenas comemorações como aniversário, reuniões de amigos ou de grupos de empresários. À noite, no Café, são servidos lanches variados, com destaque para os sanduíches que mais agradam a clientela: o Maxi Filé Especial e o Beirute, verdadeiras delícias da casa.

122

Em fevereiro, a Maxi Pão, atendendo a uma demanda crescente, inaugurou mais uma loja - a filial no bairro São Pedro. Feita sob medida e com o mesmo padrão de qualidade de produto, de atendimento e o tradicional conceito de inovação, a nova loja vem, a cada dia, reafirmando o sucesso e a imensa fidelidade a marca, atendendo uma clientela tradicional, grande parte vinda dos condomínios da região e de professores e estudantes da UFJF, além do cliente do próprio bairro que já consumia os produtos Maxi Pão e agora tem a comodidade de tê-los bem pertinho. A loja de São Pedro tem tamanho certo para acomodar a clientela que vem prestigiando-a. São comuns, também, as reuniões no café para comemorações familiares, bate papo entre amigos e até networking. Fruto de constância de foco, trabalho árduo e inovações inteligentes, a marca Maxi Pão vem, cada vez mais, consolidando sua presença no mercado de Juiz de Fora como uma verdadeira mania de consumo! Para acompanhar as mudanças a MAXI PÃO muda sua logomarca, mais dinâmica, mais atual e mais bonita. Maxi Pão: Cultura, Gastronomia e Convivência!


ANÚNCIO VANILLE

123


ANÚNCIO MAXI CAFÉ

124


ANÚNCIO MAXI CAFÉ

125


ANÚNCIO SNOW MASS

126


INFORME PUBLICITÁRIO

Verão saudável, naturalmente Drogaria Silva apresenta tratamentos naturais para o emagrecimento e o rejuvenescimento do corpo

Hoje em dia muita gente quer estar em forma e com saúde. Mas sabemos que manter uma rotina saudável e com qualidade não é fácil. Daí toda a preocupação que temos hoje com a alimentação, com a prática de exercícios físicos e – por que não dizer – com a promoção de hábitos saudáveis, seja do corpo ou da mente. Os tratamentos à base de produtos naturais são poderosos aliados para quem quer emagrecer ou cuidar da saúde sem correr maiores riscos. Dentre os emagrecedores, a Pholia magra e o Óleo de Cártamo agem como aceleradores do metabolismo, queimando as gorduras estocadas em excesso em nosso organismo. Já a gelatina e o colágeno auxiliam na sustentação das fibras e no enrijecimento dos tecidos, cabelos e unhas, promovendo o embelezamento da pele. Além desses, existem os tão comentados antioxidantes, poderosas substâncias da própria natureza capazes de combater os radicais livres, moléculas nocivas que podem causar uma série de doenças, desde a aterosclerose até o câncer. A boa notícia é que os antioxidantes presentes, por exemplo, no Cogumelo do Sol (Agaricus

Henriqueta tem 15 anos de experiência como Personal Trainer (CREF 6ª 109) e um ano como Nutricionista.(CRN 9ª 9108).

blazei), na Linhaça, no Licopeno (extraído do tomate) e até mesmo na geléia real das abelhas e no pólen das flores têm alto poder regenerador das células, o que promove o rejuvenescimento e a longevidade do organismo. Na Drogaria Silva, no mercado há mais de 80 anos em Juiz de Fora, esses produtos são muito procurados por quem quer manter a forma sem perder a saúde. Segundo a Nutricionista e Personal Trainer Henriqueta Vieira van Keulen, os emagrecedores naturais vêm causando um impacto positivo no tratamento da reeducação alimentar, ajudando as pessoas a emagrecerem sem riscos para a saúde e melhorando sua qualidade de vida. Da mesma forma, os antioxidantes atuam promovendo a baixa incidência de doenças crônico degenerativas tais como alguns tipos de câncer. Possuem, além disso, efeitos fotoprotetores e de substituição hormonal. Nas doenças cardiovasculares reduzem notadamente os níveis de LDL (mau colesterol) e aumentam o HDL (o bom colesterol). Assim, é possível emagrecer e ficar saudável de forma natural!

127


(untitled) Martin MARGIELA por Valéria Borges

Giorgio Armani, John Galliano, JeanPaul Gautier... Não precisa ser fashionista para conhecer estes nomes. O mundo da moda, fogueira das vaidades, raramente abriga identidades secretas, reclusas e que têm vida própria longe dos holofotes. A missão da Duetto Fashion é falar também sobre estilistas menos conhecidos, mas de grande talento e que, com o seu trabalho, contribuem para fazer evoluir o mundo da moda. Você já ouviu falar em Martin Margiela? Não adianta procurar imagens no Google porque você, caro leitor, não vai achar. O estilista não aparece e só da entrevistas por fax. Um breve currículo. Belga, Martin Margiela estudou moda na Royal School of Arts, na Antuérpia. Mudou-se para Paris, onde foi assistente de Jean-Paul

128

Gaultier no fim dos anos 80. Sua moda é considerada desconstrutivista. Martin Margiela revolucionou os códigos do mundo fashion desde sua primeira coleção com modelos oversized, costuras aparentes e desfiadas, além dos famosos sapatos formato pé de porco (tabi-toe). Martin Margiela é muito mais do que uma grife, é um conceito. Do fantástico site www.maisonmartinmargiela.com até sua sede, onde TUDO é branco: das paredes aos móveis, passando pelos objetos. O universo do estilista é único, excêntrico, instigante e desafiador. Moda para poucos iniciados. A redação da Duetto Fashion elegeu o perfume (untitled) da Maison Martin Margiela, em parceria com a L`oreal, como o perfume desta nossa edição floral. É o primeiro perfume da Maison e foi cri-

ado por Martin Margiela e pela famosa perfumista Daniela Andrier, em 2008. A fragrância tem como ingredientes o galbanum, lentisco, incenso, laranja amarga, almíscar branco e alia uma simplicidade extrema à uma grande sofisticação. O perfume tem notas sensuais e ao mesmo tempo brutas. Margiela e a perfumista Andrier criaram uma essência singular e original. O frasco é sofisticado com linhas simples e forte, sendo o branco a cor escolhida para vestir o perfume. (untitled) é uma extensão coerente do universo artístico de Martin Margiela. O perfume é o resultado da simplicidade, do savoir-faire da Maison Margiela aliado a um ar avant-garde.


129


130


131


Cherry Blossom Girl Fotos: Márcio Brigatto

Ficha técnica: Modelo: Sasha Pascarelli Hair e make-up: Silvio Prates (André Pavam Cabelereiros) Conceito: Raquel Gaudard Produção e styling de moda: Aline Firjam e Raquel Gaudard Assistentes de produção: Anesley Pereira, Camila Sigiliano e Paula Geara Agradecimentos: Haras Capim Fino Crédito da letra da música: AIR 132


Vestido floral acquawear na Arpel Mulher R$ 303

“I don’t want to be shy Can’t stand it anymore I just want to say ‘Hi’ To the one I love Cherry blossom girl ”

133


Chapéu de palha Del Mar AD R$139, broche preço sob consulta e vestido de seda R$165 ambos Salve a Rainha, sapato oxford acervo produção.

134

“I feel sick all day long From not being with you I just want to go out Ever night for a while Cherry blossom girl ”


“Tell me why can’t it be true”

Chapéu fedora na Arpel Mulher R$ 105, broches acervo produção, jaqueta jeans Litt na Flow 3 x R$ 109,26, saia tricoline Afghan na Mariana Jorge preço sob consulta.

135


Casaco croped animale na Day After preço sob consulta, saia longa de seda R$ 358 e coturno R$ 383 ambos Espaço Fashion.

EDITORIAL FLORAL

“I never talk to you People say that I should I can pray everyday For the moment to come Cherry blossom girl ” 136


Chapéu cairo Los Dos R$ 89, underwear e blusa de renda Afghan na Mariana Jorge preço sob consulta, broche de flor Salve a Rainha preço sob consulta, cinto em couro Toule na D Store R$ 90, bermuda inox Skunk preço sob consulta, sapato oxford acervo produção, arranjo de flores Griffe Casamoda preço sob consulta.

137


“Tell me why can’t it be true”

Aro Ray Ban na Óticas Kika R$ 499, camisa floral acervo Caricatura, macacão jeans Animale e carteira de palha usada como cesta de flores na Day After preço sob consulta, camisa xadrez AD R$ 149, sapato 138acervo produção, mochila Patchwork jeans e couro Caricatura R$ 199, flores Griffe Casamoda oxford preço sob consulta, bike inglesa Hercules ano de fabricação 1945.


Chapéu acervo produção, macaquinho Shop 126 na Arpel Mulher R$ 381, bota pedra Espaço Fashion R$ 383.

“I’ll never love again

Can I say that to you Will you run away If I try to be true Cherry blossom girl ”

139


“Cherry blossom girl I’ll always be there for you That means no time to waste Whenever there’s a chance Cherry blossom girl ”

Tiara beija-flor na Arpel Mulher R$ 135, vestido Salve a Rainha R$ 120, sapato oxford e mala acervo produção. 140


Chapéu fedora acervo Caricatura, vestido acquarela Bob Store R$ 489, cinto em couro trançado Griffe Casamoda R$ 42, coturno Espaço Fashion R$ 383.

141


ANÚNCIO BRIGATTO

142


“Tell me why can’t it be true”

143


144


145


ANÚNCIO KOPENHAGEN

146


147


INCOMING por Raquel Gaudard

Quem: Yoon Hee Lee Idade: 22 anos Nacionalidade: Coreana do Sul, radicada em São Paulo. Por que moda? Porque foi o que mais me deu interesse na época da adolescência e não me identifiquei com outras coisas além da moda. Quando você concebeu sua primeira peça de roupa? Creio que tenha sido no primeiro ano da faculdade. Conte-nos um pouco sobre sua nova coleção verão 2011, desfilada na Casa de Criadores. Imaginei algo que houvesse surrealismo, algo que se equilibrasse entre opaco e transparência, por isso utilizei isso como foco nessa coleção. Um pouco do seu processo criativo: como você pensa suas coleções? Não tenho um processo definido... vou de acordo com o que vou sentindo, com meu dia-a-dia, misturado com a onda do momento (moda). Qual o seu estilista favorito? Martin Margiela, Rei Kawakubo e John Galliano. Eu fico sempre impressionada com a qualidade de cada estilista. O que vc tem gostado de ouvir ultimamente? E de ler? Nenhuma música especifica, a cada momento tenho uma... vai de acordo com o que estou sentindo e com qual me identifico a cada segundo. Se eu mudar de humor ou de experiência... mudo a música também. E ultimamente eu li “The Tree of Possibles”, de Bernard Weber. Sobre estudar na Central Saint Martin, o que representa para você? Para mim é um grande passo, pela primeira vez morar sozinha. É, também, minha primeira experiência em estudar algo que gosto muito, numa universidade renomada, uma das melhores do mundo. Creio que é uma fase de crescimento muito importante na minha vida.

148


Yoon Hee Lee é a aposta de muita gente que entende de moda. Porque sabe que ela, também, entende do riscado. A jovem sul-coreana de 22 anos apresentou uma coleção super comentada na Casa de Criadores verão 2011, depois de ter sido chamada de “estrela” por Thais Losso, que participava como jurada de sua banca de conclusão de curso, em novembro de 2009, na Faculdade Santa Marcelina (FASM). O tema de sua última coleção apresentada na Casa de Criadores - que revela novos talentos da moda a cada edição - foi “Viagem Astral”. “Algo como a alma se desprendendo do corpo físico”, como Yoon mesmo explica. O resultado de seu trabalho criativo, digno de aplausos, foi um convite todo especial: estudar na Central Saint Martin, escola londrina de arte e design, que formou nomes como Alexander McQueen, Hussein Chalayan, John Galliano, Gareth Pugh, Zac Posen e Paul Smith. Nada mau para uma menina de apenas 22 anos. 149


150


151


TREND TOPICS por Raquel Gaudard

Inverno 2011 O que as passarelas internacionais trouxeram de informação de moda para o nosso inverno 2011. Fotos: Catwalking.com

Chanel

D&G

Marc Jacobs

Michael Kors

Lanvin

PELES

As ONGs pelos direitos dos animais devem estar como, num momento desses, com peles em alta na moda? Nesse caso, as sintéticas fazem a hora e a vez das verdadeiras, poupando os animais da morte cruel por um motivo tão banal. Jogue-se nas peles falsas (ever), em coletes, casacos, detalhes, everywehere... Algumas são tão bonitas quanto as verdadeiras e, definitivamente, mais corretas.

152


Fendi

Giles

Prada

Prada

Louis Vuitton

Cerruti

Gucci

Preen

Unique (Top Shop)

50’s

Revival dos anos 1950, mas sempre com um toque atual. Silhueta estilo ampulheta é palavra de ordem, cintos marcam a cintura e modelam o corpo, tornando-o curvilíneo. Aliás, curvas já não são um problema para o mundo da moda... E saias linha A serão bastante exploradas.

Armani

TON SUR TON

Usar cores no inverno 2010 vai ser assim: tom sobre tom. Dos pés à cabeça, muitas tonalidades vivas. Invista em tons de uma mesma gama para fazer a sua combinação.

153


Alexander Wang

Etro

Hermés

Calvin Klein

YSL

Ramon Gurillo

Jason Wo

Moschino

PPQ

MAN UP

Depois dos modelos boyfriend - quando a moda permitiu às mulheres recorrerem ao guarda-roupas dos homens – a idéia agora é aderir totalmente aos cortes masculinos em looks inteiros, totalmente seus, não os do namorado.

Balmain

DOURADO – O NOVO PRETO

Seja em bordados localizados ou estampas, seja em toda trama do tecido – oi, lamê! – o dourado vai estar em muuuitas referências no inverno 2011. Garanta uma peça, pelo menos, para o seu armário – se é que você ainda não tem.

154


VELVET UNDERGROUND

O famigerado veludo molhado apareceu em quase todas as coleções desfiladas nas temporadas internacionais – não é mentira. Aqui ou ali, os estilistas esbanjaram o tecido, Alexander Wang e Marc Jacobs foram só alguns nomes...

Versus

Donna Karan

Altuzarra

Alexander Wang

Dolce & Gabana

Louis Vuitton

Y3

Yohji Yamamoto

Michael Kors

Rag & Bone

Rag & Bone

LONGOS

Guarde os comprimentos mínimos para outra estação, que não seja o inverno 2011. Saias e vestidos em comprimento máximo. De preferência, com saltos baixos.

D&G

Michael Kors

POR DEBAIXO DOS PANOS

Camadas e mais camadas de tecidos... camisas, casacos, cardigans... a sobreposição é o grunge feelings no inverno 2011.

Etro

Jean Paul Gaultier

155


Alguns lugares nunca saem de moda. A Av. Rio Branco, por exemplo. Foto ilustrativa

Um novo tempo para os seus negócios. Primeiro lançamento comercial da Rossi no ponto mais nobre da Av. Rio Branco. Salas comerciais de 30m2 a 40m2, com possibilidade

imagens ilustrativas

de junção e andares corridos.

SAlA decorAdA

Auditório

A Rossi tem orgulho de estar presente em Juiz de Fora, assim como em mais de 75 cidades em todo o país. Acreditamos que as necessidades das pessoas estão em constante evolução. Por isso, temos como missão empreender soluções imobiliárias inovadoras, tendo como foco as pessoas, a comunidade e o meio ambiente. Sabemos que, mais do que construir residências e locais de trabalho, nosso compromisso é com projetos de vida.

COM A ROSSI, VOCÊ NÃO TEM SURPRESAS: OBRA COM PREÇO DEFINIDO* E ENTREGA GARANTIDA*

Ligue já e peça seu convite para o coquetel de lançamento:

realização:

4003-0980

www.rossiriobrancocorporate.com.br 156

*Entende-se como preço definido o valor fechado no ato da compra de acordo com a cláusula 11ª do Contrato de Compra e Venda. A entrega do imóvel é garantida de acordo com a cláusula 16ª do Contrato de Compra e Venda. Este empreendimento só será comercializado após a liberação do Memorial de Incorporação.


ANÚNCIO CONE E CIA

157


MAKING OF por Raquel Gaudard

Dois dias de shooting intenso no Haras Capim Fino nos rendeu dois editoriais e muita história. O registro dos bastidores ficou por conta do make-up designer Silvio Prates e do fotógrafo Márcio Brigatto – este, em cliques inesperados de nosso trabalho de backstage, enquanto os modelos ainda não estavam prontos para o “valendo!”. Bacana para quem imagina como deva ser por trás das câmeras – pois o glamour, definitivamente, está só na frente delas...

158


ANÚNCIO MIX ALTERNATIVO

159


ETIQUETA Desejos do dia para todos os dias

PAINEL VERDE

NÓ DE RETALHO Porta bijouteria grande R$ 29,50; porta sapato com 4 unidades R$ 29,50; porta calcinha, soutien e meia R$ 32,50.

Taça bico de jaca âmbar (jogo com 6 pçs) R$ 195; porta guardanapo passarinho R$ 21; faqueiro St. James (jogo com 101 pçs) R$ 1142; aparelho de jantar (20 pçs) R$ 265; suplat rattan R$ 29; jogo americano redondo R$ 18.

KETHER Pulseira de ouro 18k em tons de ouro 6x R$ 276; anel de ouro 18k em tons de ouro 6x R$ 148. KETHER Conjunto indiano em prata 925 com pedras em ruby, safira, esmeralda e turmalina rosa; cordão indiano em prata 925 com pedras em ruby, safira, esmeralda e citrino preços sob consulta.

ÁGUA DE CHEIRO Estojo Secrets Doce Pecado de R$68 por R$ 47,60.

LAURA GUIMARÃES Brinco, bracelete e colar em tricot no metal com banho em ouro - preço sob consulta. 160


MARIA BUZINA “Assim como você, a Maria Buzina é única e tem história para contar. Queremos ter o prazer de juntas, contarmos mais uma história”. Mochila arantina R$ 280 ou 3x R$103,60; carteira três pontas R$ 127 ou 3x R$46,99.

claudia dumont Bolsa carteira Ellen - Vapor - Belly Leather azul com azul delfit R$ 289,80; bolsa Camila - Vapor - Belly Leather azul R$ 549,80.

ISA FRANCA Bolsa de couro cor linho ref: 2710 R$ 220; bolsa de couro com 5 opções de alça ref: 2812 R$ 220.

CORIUM Bolsa versátil com 3 tipos de alça R$148; organizador de bolsa R$ 45. 161


fight house Luva de boxe Dragon Elite (120z) R$ 85; luva de boxe rosa (120z) R$ 70; kimono Seishin infantil a partir de R$ 89.

torcedor esporte clube Camisa estilo carioca Nilton Santos alvinegra R$ 99,90; camisa estilo carioca Rondinelli rubro negro R$ 99,90.

triton eyewear

toque inicial

Óculos acetato marrom lente degradê ref: pp1218 R$139; óculos metal prata ref: mp0490 R$ 139; embalagem estampa tigre R$ 10.

Espartilho/corpete tamanho 40 ao 50 R$ 98; shortdool nadador viscolycra R$ 88.

priscilla stiebler acessórios Brinco, pulseira e anel com pedras brasileiras; preços sob consulta.

162

en cuir Bolsa em couro R$ 269; porta jóias em couro R$ 69.


Tudo box Coza, preço sob consulta

Uncle k Bolsa nylon listra; ref: 107350 R$ 249,00, sapato couro marrom; ref: THY R$ 219,00

Chilique Caipirinha em maleta artesanal. Exclusividade Chilique R$ 130.00

kauê Bolsa R$ 144; sapato R$ 136.

model e acessórios Calça jeans Patogê 3x R$ 86,60; blusa com cinto Vida Bela 3x R$ 53,30.

Óticas Kika Óculos solar Vogue ref: 11720/2605 R$ 699; aro Vogue ref: 11719/2634 R$ 599.

163


164


Onde encontrar EDITORIAL HARAS CHIC

EDITORIAL CHERRY BLOSSOM GIRL

AD, Mister Shopping L1, 185, (32)3215-7519, Independência Shopping L2, 232, (32)3232-1328;

AD, Mister Shopping L1, 185, (32)3215-7519, Independência Shopping L2, 232, (32)3232-1328;

ALMEJAR, Av. Rio Branco, 2365, (32)3217-7361; APLEEN, R. Braz Bernardino, 162, (32)3235-1460;

AREZZO, R. São João, 364, Centro (32)3211-3266, Central Shopping, P1, Centro, (32)3241-2678, Independência Shopping, L2, (32)3241-4724;

AREZZO, R. São João, 364, Centro (32)3211-3266, Central Shopping, P1, Centro, (32)3241-2678, Independência Shopping, L2, (32)3241-4724;

ARPEL MULHER, Av. Rio Branco, 2235, (32)3215-1384, Independência Shopping, L2, Lj 223, (32)3313-8140, Shopping Alameda, (32)3214-6784;

ARPEL HOMEM, Av. Rio Branco, 2189, (32)3234-8455, Independência Shopping, L2, Lj 204, (32)3313-8070;

BOBSTORE, R. Moraes e Castro, 583, Alto dos Passos, (32)3217-6543;

ARPEL MULHER, Av. Rio Branco, 2235, (32)3215-1384, Independência Shopping, L2, Lj 223, (32)3313-8140, Shopping Alameda, (32)3214-6784;

CARICATURA, R. São João, 318, Centro, (32)3215-8156, Marechal Center, Lj 116, (32)3218-8355, R. Moraes e Castro, 289, (32)3217-6339, Independência Shopping, L2, (32)33138030;

BALDI JÓIAS E RELÓGIOS, Mister Shopping L1, 176, (32)3216-9107; BOBSTORE, R. Moraes e Castro, 583, Alto dos Passos, (32)3217-6543; CARICATURA, R. São João, 318, Centro, (32)3215-8156, Marechal Center, Lj 116, (32)3218-8355, R. Moraes e Castro, 289, (32)3217-6339, Independência Shopping, L2, (32)33138030; COLCCI, Independência Shopping, L2, lj 255/257, (32)33138290; D STORE, Independência Shopping, L2, Lj 283, (32)32315764; DAY AFTER, Mister Shopping, L2, (32)3215-3515, Independência Shopping, L2, (32)3313-8019; ESPAÇO FASHION, Mister Shopping, L2, (32)3216-5117, Independência Shopping, L2, (32)3313-8156; FLOW, Mister Shopping, L2, (32)3212-7585, Independência Shopping, L2;

D STORE, Independência Shopping, L2, Lj 283, (32)32315764; DAY AFTER, Mister Shopping, L2, (32)3215-3515, Independência Shopping, L2, (32)3313-8019; ESPAÇO FASHION, Mister Shopping, L2, (32)3216-5117, Independência Shopping, L2, (32)3313-8156; FLOW, Mister Shopping, L2, (32)3212-7585, Independência Shopping, L2; GRIFFE CASAMODA, Central Shopping, L2, 201, (32)3217-7276; MARIANA JORGE, R. Braz Bernardino, 195, (32)32116147, R. Matilde Baldi, 585, Ubá MG, (32)3532-7777; ÓTICAS KIKA, Av. Rio Branco esquina com Sta Rita, (32)3691-2263; SALVE A RAINHA, R. Moraes e Castro, 307, Alto dos Passos, Sobrado, (32)3214-2762.

GRIFFE CASAMODA, Central Shopping, L2, 201, (32)3217-7276;

ETIQUETA

MARIANA JORGE, R. Braz Bernardino, 195, (32)32116147, R. Matilde Baldi, 585, Ubá MG, (32)3532-7777;

ÁGUA DE CHEIRO, Shopping Alameda, (32)3217-4971, Independência Shopping, L1, (32)3236-5611,

OSKLEN, Mister Shopping, L2, (32)3212-5254, Independência Shopping, L2, (32)3313-8130;

CHILIQUE, R. Braz Bernardino, 199, 116, (32)3216-2703;

ÓTICAS KIKA, Av. Rio Branco esquina com Sta Rita, (32)3691-2263; TRICOMANIA, Mister Shopping, L1, (32)3216-5730, Galeria Epaminondas Braga, 63, (32)3213-5504, Independência Shopping, L1, (32)3313-8136, R. Braz Bernardino, 203, (32)3213-1294.

CLÁUDIA DUMONT, Rua Santo Antônio, 708, (32)99882128; CORIUM, R. Moraes e Castro, 315, (32)3217-6510; EN CUIR, Braz Shopping, Lj 101, (32)3211-1076, Mister Shopping, L2, Lj 222, (32)3215-2595;

165


FIGHT HOUSE, Av. Rio Branco, 2089, Lj 07 (Galeria da Banca do Vasco, (32)3215-6967, www.fighthousejf.com.br;

VICTOR HUGO, Mister Shopping, L1, Lj 146, (32)3217-3064.

ISA FRANCA, R. Braz Bernardino, 207, (32)3212-1969, Lad. Alexandre Leonel, 1023, Cascatinha, (32)3221-0990;

EDITORIAL PIC NIC

KAUÊ, Gal. Bruno Costa, Lj 49, (32)3214-8752, Marechal Center, L2, (32)3236-5532, Av. Presidente Costa e Silva, 2070, São Pedro, (32)3215-5627;

BU E BI, Gal. Bruno Barbosa, 60, (32)3215-3425, Santa Cruz Shopping, Lj 1144, (32)3215-7944, Outlet, Santa Cruz Shopping, Lj 1307, (32) 3211-8583;

KETHER, Gal. Bruno Barbosa, Lj 43, (32)3214-4713;

COLCCI, Independência Shopping, L2, Lj 255/256 (32)33138290;

LAURA GUIMARÃES, R. Moraes e Castro,149, (32)32323429, em frente ao Mc Donalds; MARIA BUZINA, R. Redentor, 147, esquina com a Rua Olegário Maciel, (32)3231-0562, www.maria buzina.com.br; MODEL E ACESSÓRIOS, Gal. Constança Valadares, Lj 17, (32)3214-6572, Av. Dr Cristiano Guimarães, 2024, BH (31)3494-0088;

DROPS TEEN, R. São João, 399, (32)3215-3929, R. Santa Rita, 575, (32)3215-2782; LILICA E TIGOR, Independência Shopping, L1, Lj 120, (32)3213-1108;

NÓ DE RETALHO, R. Pe João Emílio, 10, Alto dos Passos, (32)3216-0060;

PEQUENOS NOTÁVEIS, Shopping Alameda, Mezanino, (32)3232-6304;

ÓTICAS KIKA, Av. Rio Branco esquina com Sta Rita, (32)3691-2263;

PUC, Independência Shopping, L2, Lj 267, (32)3313-8242.

PAINEL VERDE, R. Marechal Deodoro, 810, (32)32158275; PRISCILLA STIELBER ACESSÓRIOS, Mister Shopping, L2, (32)3212-8374, Independência Shopping, L2, (32) 32414886; TOQUE INICIAL, Mister Shopping, L1, Lj 148 (32)32151716; TORCEDOR ESPOTE CLUBE, R. Silva Jardim, 238, Centro, (32)3217-8330, Independência Shopping, L1, (32)32362329; TRITON EYEWEAR, Garden Shopping, Lj 01, (32)32156088, Independência Shopping, L1, (32)3232-5089; TUDO BOX, Av. Independência, 1703, São Mateus, (32)32165012; UNCLE K, Mister Shopping, L2, Lj 217. (32)3241-6160, Independência Shopping, L2, Lj 214, (32)3313-8202. NA VITRINE E NO SEU ARMÁRIO CHRISTIANE POLINI ACESSÓRIOS, Mister Shopping, L2, Lj 259, (32)3214-2245;

VILAREJO (locação), Rua Natal, 80 – Parque Jardim da Serra (32) 3233-0063 – www.vilarejofestas.com.br GET THE LOOK! AD, Mister Shopping L1, 185, (32)3215-7519, Independência Shopping L2, 232, (32)3232-1328; AGAIN, R. São João, 275, (32)3212-1554, Independência Shopping, L2, Lj 276-277, (32)3313-8085; ARMADDA, R. São João, 287, (32)3212-6516, Independência Shopping, L2, Lj 276-277, (32)33138085; COLCCI, Independência Shopping, L2, Lj 255/256, (32)3313-8290; ESPAÇO JÔ NOGUEIRA, R. São Mateus, 129, (32)32161400, R. Severino Meireles, 60, (32)3216-1113; FLOW, Mister Shopping, L2, (32)3212-7585, Independência Shopping, L2; MAC, Mister Shopping, Lj 135, (32) 3217-5911, R. Batista Oliveira, 235, (32 3215-5044, Rua Marechal Deodoro, Lj 338, (32) 3215-5814; MAISON MAIS, R. Moraes e Castro, 446, (32)3232-5771;

LE MARRY, Gal. Belfort Arantes, Lj 01, (32)3216-0494, Santa Cruz Shopping, Lj 1355, (32)3231-3228;

MARIANA JORGE, R. Braz Bernardino, 195, (32)32116147, R. Matilde Baldi, 585, Ubá MG, (32)3532-7777;

LUPA LUPA, Mister Shopping, L1, Lj 123, (32)3215-9803, Independência Shopping, L1, Quiosque, (32)3236-8226, Lj 123, (32)3236-8262;

PACHAMAMA, R.José Lourenço, 772, São Pedro, (32)32313269, Gal. Constança Valadares, Lj 05, (32)3216-3337;

MINA DO OURO BY LILIAN FARTURA, www.minadoouro. com.br, (32)9931-8535, (32)8836-7786; PATICINHA CALÇADOS, R. Moraes e Castro, 307, em frente ao Alameda, (32)3217-6249; POP KIDS, Independência Shopping, L1, Lj 140, (32)3236-4825; VALENCY ACESSÓRIOS, Mister Shopping, L1, quiosque 07, (32)3213-0945;

166

COLLI GIRL, Gal. General Roberto Neves, 118, ao lado do CineTheatro Central, (32)3241-2149;

SALVE A RAINHA, R. Moraes e Castro, 307, Sobrado, Alto dos Passos, (32)3214-2762; TERR, Mister Shopping, L2, Lj 216 (32)3217-3187, Independência Shopping, L2, Lj 284, (32)3236-5494.


167


168

REVISTA DUETTO FASHION #2  

Segunda edição da revista Duetto Fashion, publicação F.Works Produtora, setembro 2010. The floral issue.

Advertisement