Page 5

Agradeço aos meus pais Barbara e Ruffino; às minhas irmãs Rafaela e Ana Luisa; aos meus companheiros de grupo Nami, Richard, Roberto e Verônica e ao meu namorado Beto. Obrigada pelo carinho, pelo apoio e por não deixarem eu me sentir solitária. Isabela Ruffino

Agradeço aos meus pais, que investiram sempre na minha educação, por mais imbecil que tenham sido as mensalidades! Aos meus irmãos, por serem os melhores do mundo! Aos membros do grupo: Roberto, Richard, Isabela e Verônica, por serem o gás que me moveu nesse trabalho e por terem se tornado minha segunda família. A todos que ajudaram e colocaram o coração da mesma forma que nós nesse projeto (Matheus, Otto, Barbara) e ao Henrique Sobral, não só por nos orientar, mas também por sempre ouvir meus choros e lamentações (hahaha). Agradeço também à todas as amizades que fiz nesses quatro anos de faculdade (vocês sabem quem são!). Ao Rominho, que em tão pouco tempo já me ajudou de tantas formas e me traz um bem que ninguém mais consegue. E por fim, à Fênix Dourada e seus funcionários pelas tardes/noites memoráveis. Mariana Naomi Kubota

Agradeço à minha mãe por ser chata, mas pagar minhas contas e cuidar de mim. Ao meu namorado, Henrique Alves, por ser chato, mas ser bonito, cuidar de mim e me amar. Aos meus amigos por serem chatos... e é só isso que eles são. Agradeço principalmente aos Amendobobos por serem o máximo, e meio chatos. Agradeço também aos professores que me ensinaram a desenhar (Klayton, Luiz, Denise, Anderson, Latorre, Coutinho, Fernando). E às lasanhas congeladas por me darem “sustança”. Richard Rücker

Aos Amendobobos, por realizarem a difícil tarefa de ser BOBO. À Isa (Bela) que, apesar de não ser boba, cuida, vigia e assume a responsabilidade de trabalhar com bobos, afinal seria uma grande bobagem ter um grupo formado apenas por bobos. À Isa (Bela) de novo, que namora e cuida do bobo mais teimoso e megalomaniaco, mantendo sua sanidade no devido lugar. O clássico e indispensável agradecimento à família, que muitas vezes tem que suportar o fardo de sustentar e conviver com um marmanjo barbado que quer ser designer/artista quando crescer. Pretendo fazer essa aposta valer a pena! Obrigado Pai, Mãe, Julia Pontes, Tia Ju, Vó Leila e Mel Pontes. Roberto Pontes Bonach de Castro

Antes de qualquer coisa agradeço de coração à Isa, Nami, Richard e Roberto: durante estes anos de BA aprendi muito com vocês e vocês foram compreensivos, companheiros e acabaram se tornando grandes amigos. Não posso deixar de agradecer aos meus pais por terem me dado suporte em tudo o que precisei e foram as pessoas mais atenciosas e generosas do mundo. Obrigada Gui, por ser meu amigo do peito e ter tido todo este empenho gigantesco pelo trabalho. Marcão, muito obrigada pelo seu papel no trabalho, fico até sem jeito de te agradecer! Fábio, por ter cedido o estúdio. Dona Lina, por ter sido a estrela do vídeo! Matheus, companheiro de todas as horas, por ter tido uma dedicação absurda no trabalho. Bárbara: sem você estaríamos perdidos! Cello, Fran, Dhi, Ca e Leo: agradeço as ideias que me deram. Julia e Davi, que estão sempre ao meu lado: obrigada por terem me ensinado e incentivado tanto. Ju, obrigada pela paciência em ajudar. Latorre e Luis Bagno, agradeço as aulas de desenho e ilustração. Obrigada Adobe porque sem você não existiria Photoshop nem Illustrator. E finalmente, obrigada fadas e duendes, por existirem de verdade. Verônica Bertacchini

Fuscazu  
Fuscazu  
Advertisement