Page 32

PRIMEIRA PESSOA | UNALE

"O PRÓPRIO GOVERNO FEDERAL NOS RECONHECE COMO A ENTIDADE REPRESENTATIVA DAS ASSEMBLEIAS LEGISLATIVAS DE TODOS OS ESTADOS DO PAÍS" Ciro Simoni (PDT/RS), presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) no biênio 2018/2019 Maria Becchi

O que significou para o senhor ser escolhido como presidente da Unale e quais suas principais metas frente à entidade? A Unale tem uma importância muito grande. Representando as 27 Assembleias Legislativas e os 1.059 deputados estaduais de todo o Brasil, vem, sem dúvida, prestando ótimos serviços. O próprio governo federal nos reconhece como a entidade representativa das Assembleias Legislativas de todos os estados do país. Eu sou associado à Unale desde a sua fundação, em 1995. Desde então, sempre me envolvi profundamente nas atividades da associação, exceto na época em que ocupei o cargo de secretário da saúde do estado pois o tempo era exíguo. Penso que viria, naturalmente, o momento de ser indicado à presidência. Me sinto muito honrado com a oportunidade de servir aos meus colegas e, com certeza, farei o máximo para corresponder à confiança em mim depositada. Sabemos que o Brasil é um país continental e que cada estado tem suas características próprias. Por outro lado, as dificuldades e as limitações que os deputados estaduais enfrentam são muito similares. Neste sentido, pre-

32

EM EVIDÊNCIA | Ano 8 - Nº 63 - 2018

tendo estimular o diálogo e, através do compartilhamento de experiências, agregar valor e fortalecer politicamente os mandatos. Nós estamos sempre atentos às experiências das casas legislativas com o intuito de disseminar as boas práticas em todas as Assembleias do país. Acredito que, desta forma, nossas demandas e reivindicações serão mais valorizadas. Farei o melhor para que as demandas dos parlamentares filiados e, em especial, da população, sejam atendidas de maneira efetiva e célere.

nome já conhecidos. Sabemos que, nos parlamentos, os deputados trabalham a semana inteira, inclusive sábados e domingos… Ou seja, estão permanentemente em contato com a população, e, desta forma, já possuem um eleitorado cativo. Acredito que a renovação se dará muito mais em razão de casos semelhantes ao meu. Estou deixando de me candidatar e, consequentemente, abrindo espaço político para que outros deputados possam assumir esta vaga.

Devido às novas regras eleitorais e ao acréscimo de partidos na disputa deste ano, existe a possibilidade de uma maior renovação nos parlamentos estaduais do país. Como o senhor analisa esta possibilidade?

Mesmo com uma parca participação no bolo orçamentário dos estados, existe uma tradição em alguns legislativos estaduais em devolver verbas ao executivo. Isto não restringiria a atuação dos parlamentares? Até que ponto tal devolução seria benéfica?

Bom, sobre as novas regras, eu não tenho certeza de que elas irão, de fato, propiciar esta grande renovação que todos estão esperando. Acredito que ficará em torno dos usuais 30%. Digo isso porque estas novas normas, de certa forma, travaram as campanhas eleitorais, fazendo com que elas iniciassem apenas a partir de 16 de agosto. Logo, são apenas 45 dias para o eleitor definir seu voto. Com certeza, a tendência é de que ele opte por

Acredito que, de posse de um espírito responsável e consciente das dificuldades que os estados têm tido em relação aos seus orçamentos, os deputados têm demonstrado muita sensibilidade e, no intuito de cooperar, não medem esforços para reduzir os custos operacionais, muito embora, via de regra o legislativo seja, entre os três poderes, o que menos gera custos à folha orçamentária dos estados. Acredito que o deputado es-

Revista Em Evidência - Edição 63  

Revista de política, economia e negócios no RS. Nesta edição, destaque para a cidade de Encantado.

Revista Em Evidência - Edição 63  

Revista de política, economia e negócios no RS. Nesta edição, destaque para a cidade de Encantado.

Advertisement