Page 1

Ano VIII / Nº 117 - Setembro - 2011

18ª SIPAT tem recorde de público Páginas 6 a 8

SIPAT 2011


Editorial

Pensando na saúde do funcionário A saúde emocional do funcionário foi destaque na 18ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho do HB. Nosso objetivo foi transmitir informações importantes para a saúde do colaborador, de forma divertida e prática. Todos nós sabemos que organizar uma SIPAT é um desafio, por isso, toda a equipe organizadora criou uma semana de palestras e eventos envolventes, colocando à disposição dos colaboradores temas motivadores, alinhados com os mais atuais conceitos de segurança. Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que 1 em cada 4 famílias sofrerão com problema de perturbação mental ou comportamental, que envolve depressão, alcoolismo, transtornos ansiosos e estresse, entre outros. Sabemos que a prevenção é a melhor solução para estas ocorrências, por isso, fechamos a semana de prevenção de forma brilhante, com uma peça teatral do grupo Toque de Areia, da capital paulista, que abordou o tema de forma divertida e informativa ao mesmo tempo. Os sorteios de máquina digital, bicicleta e tvs foram muito aguardados pelos colaboradores que ganhavam um cupom por atividade que participavam. Nesta edição da revista também abordamos o início das atividades no Centro de Reabilitação Lucy Montoro, o excelente trabalho dos voluntários que distribuem diariamente sopa e café da manhã no Ambulatório de Especialidades e o trabalho do Hemocentro em busca do ISO. Na próxima edição falaremos sobre o mês de prevenção ao câncer de mama, a semana de incentivo à doação de órgãos e eventos internos.

Índice 02

Editorial

03

Hospital Materno Infantil

03

II Simpósio de Dermatologia

03

Carta

04

Sopa da solidariedade

05

O trabalho na lavanderia

06 a 08 18ª SIPAT 09

Uso do Palmtop na farmácia

10

Perfil - Raquel Gomes

10

Honestidade no HB

11

Centro de Reabilitação Lucy Montoro

11

Artigo

12

HEMOCENTRO

Dr. Horácio José Ramalho - Diretor Executivo Funfarme Dr. Jorge Fares - Diretor Administrativo HB

Expediente Informativo Fundação Faculdade Regional de Medicina Ano IX / Nº 117 Setembro de 2011

• Diretor Executivo Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho • Vice-Diretor Executivo Funfarme: Dr. José Luis E. Francisco • Coordenador de RH e DP: Dr. Paulo Nakaoski

02

Revista do HB - Setembro - 2011

• Diretor Administrativo HB: Dr. Jorge Fares Vice-Diretor Administrativo HB: Dr. Newton Bordin Júnior • Diretor Clínico: Dr. Jorge Adas Dib • Vice-Diretor Clínico: Dr. Márcio Antônio dos Santos • Diretor Técnico: Dr. Roberto Yagi • Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Júnior • Diretor do Ambulatório:

Dr. Aldenis Borim • Produção Editorial: Intermídia Publicações – 17- 3353-2083 • Jornalista Responsável: MTB: 24.527 • Redação e Fotos: Luís Fernando Neves • Diagramação: Roger Goulart • Colaboração: Camila Galvão • Impressão: Fotogravura Rio Preto • Tiragem: 2000 exemplares


Dia a Dia

Carta

Hospital Materno Infantil Os médicos da pediatria, ginecologia e obstetrícia e diretoria do HB se reuniram com representantes da Secretaria de Saúde e engenharia para definir a ocupação dos andares pelas especialidades. No início o projeto era de um hospital referência somente para crianças, mas no atual projeto, as mães também serão atendidas no mesmo prédio, tornando-o assim um hospital referência para as gestantes, crianças e bebês.

Dr. Ulisses e equipe,

II Simpósio da Dermatologia O II Simpósio de Doenças Dermatológicas, Infecciosas e Parasitárias da FAMERP/HB foi realizado no início do segundo semestre na Sociedade de Medicina e Cirurgia de São José do Rio Preto. O Simpósio foi organizado pelas Ligas de Dermatologia - LDCCP e de Infectologia - Infectio, da FAMERP e contou com a orientação do Prof. Dr. João Roberto Antonio e do Prof. Dr. Irineu Luiz Maia. O tema do simpósio foi como abordar algumas afecções dermatológicas e infecciosas encontradas nos principais serviços de saúde e até pronto-atendimentos tais como farmacodermias, urticária, dermatozoonoses, infecções respiratórias e infecções de partes moles. Este foi um evento beneficente cujos alimentos arrecadados na entrada foram doados para a instituição Lar de Betânia. Desta forma, o simpósio buscou fortalecer o despertar de espírito crítico e o conhecimento acadêmico, além de incentivar que outros eventos acadêmicos possam contribuir de alguma forma para a população. Colaboração: Fabiana Gerbi - Liga da Dermatologia

Doação de Alimentos ao HB A prefeitura de Uchoa e o Conselho de Pastores do município arrecadaram mais de 2 toneladas de alimentos em um show gospel solidário. Os alimentos foram revertidos para a Funfarme.

Nosso Miguel já fez 8 meses... e passados quase 7 da cirurgia de aortoplastia e todas as complicações decorrentes, hoje já conseguimos relembrar tudo, não sem sofrimento mas com o coração repleto de alegria e gratidão a Deus em primeiro lugar e em segundo lugar ao senhor, pois através de suas mãos, ungidas pelo Espírito Santo de Deus, nosso filho teve a chance de começar uma árdua batalha pela vida e se mostrar verdadeiro guerreiro. O senhor fez toda a diferença nas nossas vidas. Seremos sempre gratos por Deus ter te abençoado com esse dom maravilhoso e por Ele ter colocado o seu nome diante dos nossos olhos, na hora certa, no momento exato. Quando nos perguntamos como conseguimos suportar todo aquele sofrimento, encontramos na resposta uma certeza de que nossa fé, esperança e amor suplantaram toda dor e adversidades. Que Deus continue iluminando, abençoando e protegendo o senhor e sua família... Que Deus continue dando a ti a graça de ser um instrumento Dele e que através de suas mãos muitos bebês e crianças retornem aos braços de seus pais, que é o lugar de onde nunca deviam ter saído. Cada dia mais temos a certeza de que Deus não escolhe os capacitados, mas sim capacita os escolhidos. Muito obrigado por tudo! Patrícia e Douglas Rueda. Marília – SP.

Revista do HB - Setembro - 2011

03


SOPA

Solidariedade

que alimenta o corpo e a alma

Representantes das equipes de voluntários se reunem com a diretoria da FUNFARME e Ambulatório

“Além da sopa ser muito gostosa, ela é a única refeição do dia pra muita gente aqui do Ambulatório.”

Todos os dias o Ambulatório do HB recebe pacientes de Rio Preto e região. Visando essa grande movimentação, igrejas e amigos se reúnem para distribuir sopa e pães para os pacientes que estão aguardando a consulta. Todos os alimentos são entregues com sorriso no rosto, matando de uma vez só dois vazios, o do corpo e o da alma. Este ato de solidariedade é notado por todos que frequentam o Ambulatório, inclusive os funcionários. “Os pacientes adoram, para muitos é a única refeição do dia”, conta o porteiro Sidney de Souza. Leite, pão, bolacha, chá, café e sopa são distribuídos no período da manhã e tarde por 8 diferentes grupos, que não visam nada em troca, a não ser a felicidade em ajudar o próximo.

Amigas da sopa, voluntárias que estão fazendo o bem há 6 anos

Conceição Carvalho, Mirassol

“A sopa é muito gostosa. Toda vez que eu venho, eu como.” José Wellington, 7 anos, Icem

04

Revista do HB - Setembro - 2011


nonono Meu setor

140.000 quilos de roupas são lavadas por mês nelaes 140 to ass e m s o Todos vadas, p pas são la la equipe u ro e d s da s pe costurada HB. sadas e ostura do sC e a ri e d ito e da Lavan exige mu e u q o lh a está diUm trab ão, pois ç a ic d e d trole de forço e a ao con d a g li te upas, e retamen és das ro v a tr a , s do painfecçõe egurança s e o rt o confo lar é um ciente. a hospita atendiri e d n a v A la oio ao os de ap ável dos serviç acientes, respons e p s o p d u a ro a mento mento d a s n s o e c c s ro eita pelo p o em perf rvação, ã iç u ib tr conse sua dis higiene e das dições de de adequada a to a d ti n a em qu pital. es do hos ito animada às unidad a é mu Essa turm antam e da, c e dedica nte todo riem dura nte, mas o expedie o ar de lad sem deix m o c m a o trabalh . seriedade

Revista do HB - Setembro - 2011

05


A saúde do funcio Com a 18ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes, a diretoria do HB, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, o SESMT, o RH e seus colaboradores mostraram a preocupação com a saúde de seus funcionários, não só fisicamente e cronicamente, mas também emocionalmente. Durante a programação foi discutido o uso de álcool e drogas na família, o equilíbrio emocional, a importância da auto-estima, o valor da vida, obesidade e sedentarismo, objetivos de vida e planos futuros. “O profissional que trabalha na instituição lida diretamente ou indiretamente com vidas e é importante que ele esteja bem para auxiliar nossos clientes”, diz Dr. Horácio José Ramalho, diretor executivo. A semana foi muito agitada e a participação dopúblico excedeu a expectativa. Os gestores foram essenciais para a divulgação e incentivo na participação dos funcionários.

06

Revista do HB - Setembro - 2011


onário é nossa preocupação

Revista do HB - Setembro - 2011

07


Funcionários vão pela primeira vez ao teatro A Sipat 2011 foi encerrada no Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto com o espetáculo “Lica Faxineira”, do grupo Toque de Areia da capital paulista. Muitos colaboradores nunca tinham entrado em um teatro, eles ficaram encantados com a arte assistida. “Fiquei surpreso com o número de pessoas que nunca tinha pisado em um teatro, é fantástico o que a instituição proporcionou a estes colaboradores”, diz Éder Pinhabel, integrante da CIPA. A todo o momento a atriz levava o público à gargalhada, com muito humor e descontração ela falou sobre álcool e drogas na família, auto-estima, além dos cuidados e uso de preservativos durante a relação sexual. “Nunca tinha ido a um espetáculo, dei muita risada, estou muito feliz com esta oportunidade”, conta Leonardo Rossi, departamento pessoal.

08

Revista do HB - Setembro - 2011


Tecnologia

Farmácia inicia uso de palmtop As farmácias do 5°, 6° e 7° andar iniciaram o uso do palmtop, computador de mão, na dispensação dos medicamentos. O novo aparelho traz mais segurança e agilidade no trabalho das farmacêuticas e equipe. “O palmtop nos trouxe agilidade no processo de distribuição dos medicamentos para os pacientes e para os setores. Além disso, conseguimos reduzir 97% o número de impressões”, diz a farmacêutica Lucy, 5° andar. Vivian, farmacêutica do 7° andar, concorda que as principais mudanças estão totalmente ligadas a agilidade, segurança e economia de papel. O superintendente administrativo, Osmar Silva, anuncia a compra de

Equipe da farmácia do 7º andar

mais 4 palmtops para serem instalados no 5° andar e farmácia satélite, além disso, ele mensura a economia de papel na instituição. “Hoje já deixamos de imprimir mais de 60.000 folhas de papel, ganhamos mais velocidade no processo de distribuição de material e medicamento e contribuímos com a preservação do meio ambiente” , conclui Osmar.

“Com a implantação do palmtop vamos agilizar todo o processo e reduzir custos” Miguel Freddi, Coordenador de TI. Palmtop proporcionou mais agilidade no trabalho da farmácia

“A intenção é implantar o palmtop em todas as farmácias e depois implantar também no almoxarifado e cooperativa de medicamento”, Cainan Kethondin, colaborador TI.

Equipe da farmácia do 5º andar Revista do HB - Setembro - 2011

09


01

Eu tenho o crachá

NÚMERO

Há 23 anos no Hospital de Base, Raquel Gomes tem o crachá número 01 da instituição. Ela iniciou suas atividades no refeitório, onde está até hoje. “Muitas pessoas brincam e dizem que eu fundei o hospital e eu dou risada”, conta Raquel. Raquel não é a funcionária mais antiga, porém foi a primeira a retirar o crachá na época da implantação. Ela veio da capital em 1988 e o HB foi seu primeiro emprego na cidade. “Fico feliz em ver a evolução do hospital e também do meu setor, quando entrei aqui nós servíamos uma média de 180 almoços, hoje chega quase a 1000 almoços por dia”. Ela diz que foi no HB que conquistou muitas coisas na vida e que gosta muito do trabalho agitado. Quando perguntamos o seu maior defeito, ela responde dando risada – “Sou muito perfeccionista, arrumo as coisas nos mínimos detalhes”. Raquel revela que pretende aposentar no HB e que está cuidando melhor da saúde, colocou aparelho nos dentes e vai iniciar atividades físicas em uma academia. “Estou quase para aposentar e quero cuidar mais de mim, cuidar da minha saúde”. O HB ficará para sempre no coração de Raquel, dividindo lugar com seus sobrinhos que ela considera como filhos. “Eu amo demais meus sobrinhos, sou a segunda mãe deles”, conclui Raquel.

Exemplos no HB

Honestidade e bom caráter são características dos colaboradores do HB. Desta vez, as funcionárias do setor de Ultrassonografia encontraram um Tablet, computador de mão, perdido na sala de laudo e localizaram o dono, Dr. Augusto César. Parabéns pela iniciativa!

10

Revista do HB - Setembro - 2011

Mês de prevenção do Câncer de Mama


Lucy Montoro

A unidade de São José do Rio Preto iniciou os atendimentos a pacientes com deficiência física e doenças potencialmente incapacitantes no dia 16 de agosto. Segundo a diretora da unidade, Dra. Regina Chueire, 16 pacientes estão sendo atendidos por dia. A meta é chegar a 12 mil atendimentos por mês até janeiro. “Iniciamos nossas atividades de reabilitação e uso de botox, estamos com muitas vagas não preenchidas”, diz Dra. Regina Chueire. O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro foi projetado para ser um centro de excelência em tratamento, ensino e pesquisa em reabilitação e conta com a parceria da Fundação Faculdade Regional de Medicina (FUNFARME). A unidade abrangerá as Divisões Regionais de Saúde de Rio Preto, Barretos e Araçatuba, prestando atendimento com equipamentos de alta tecnologia. No local também terá oficina profissionalizante e lazer, com encaminhamento para o mercado de trabalho e, em um futuro próximo, centro de formação de residentes na área de reabilitação, curso para cuidadores e comunidade, além de oficina de prótese e órtese.

Centro de Reabilitação Lucy Montoro pretende atender

12.000

Artigo

pessoas por mês

Higiene das mãos

A higiene das mãos é a maneira mais eficiente para prevenir as infecções relacionadas à assistência à saúde, pois engloba a higiene simples, a higienização anti-séptica e a anti-sepsia cirúrgica. A higienização das mãos compreende em remover a sujidade, suor, microbiota da pele, prevenção e redução das infecções cruzadas e deve ser feita por todos profissionais da saúde que mantêm contato direto ou indireto com os pacientes. As mãos dos profissionais podem ser higienizadas com água e sabão, preparação alcoólica e anti-séptica. As indicações são: 1-água e sabão: quando as mãos estiverem visivelmente sujas ou contaminadas com fluidos corporais, ao iniciar o trabalho, antes e após irem ao banheiro, antes e após refeições.

2-Preparação alcoólica: visa reduzir carga microbiana das mãos com solução alcoólica a 70% e 1 a 3 % glicerina deixando secar sem uso de papel toalha. 3-Anti-sepsia cirúrgica: eliminar a microbiota transitória da pele e reduzir a microbiota residente com uso de escova descartável impregnadas com anti-séptico e antissepsia das mãos e antebraços. Lembrar que o uso das luvas não descarta a necessidade da lavagem das mãos. Higiene das mãos trata-se de uma medida de segurança do paciente. Faça parte desta corrente! Importante: de acordo com o código de ética dos profissionais quando estes colocam em risco a saúde dos pacientes é considerado imperícia, imprudência e negligência.

Por: Enfª. Lásara Magnani Revista do HB - Setembro - 2011

11


Selo de Qualidade

Missão:

Garantir um suprimento adequado de sangue segura à população atendida nos serviços de saúde vinculados ao Hemocentro de São José do Rio Preto.

Visão:

Ser um Centro de excelência em Hemoterapia.

Além de cumprir todos os requisitos obrigatórios da Vigilância Sanitária e da Portaria Ministerial número 1353, o Hemocentro de Rio Preto está se adequando a novas regras para poder ganhar o certificado ISO de qualidade de nível internacional. Desde o início de fevereiro do ano passado os colaboradores do Hemocentro estão sendo capacitados e orientados para o ajustamento aos padrões ISO. A meta é que até fevereiro de 2012 o Hemocentro de Rio Preto alcance a certificação. “A ISO define critérios e padrões de qualidade dos produtos e serviços e dá a organização certificada maior credibilidade diante dos seus usuários” diz a médica Roberta Maria Fachini, Hemoterapeuta do Hemocentro.

Política da Qualidade:

• Garantir o suprimento adequado de sangue aos hospitais pertencentes à área de abrangência deste Hemocentro; • Garantir a qualidade do sangue a ser transfundido pela excelência na triagem clinica e laboratorial dos doadores; • Desenvolver ações permanentes de captação e fidelização dos doadores de sangue; • Desenvolver ações permanentes de orientação médica quanto ao uso racional do sangue; • Estimular colaboradores para a melhoria dos processos e satisfação dos clientes.

Valores:

Humanização, Desenvolvimento, Respeito, Integração e Comprometimento

12

Hemocentro de Rio Preto quer conquistar ISO

Revista do HB - Setembro - 2011

Revista hb setembro 2011  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you