Page 1

FUNFARME n

o

t

í

c

i

a

s

Ano XIII / Nº 173 - Junho - 2016

500 transplantes de fígado Oferecendo o Serviço desde 1998, o HB comemorou a marca em festa com diretoria, corpo clínico, pacientes e acompanhantes. Página 3

23ª edição da SIPAT Funfarme mobiliza mais de 2 mil colaboradores Página 15 à 20


Revista Funfarme

Editorial

Funfarme transpõe fronteiras O nosso complexo hospitalar atende uma região

cientes concluiu que – sim! – vale à pena todo o

de mais de 2 milhões de habitantes e suas conquis-

empenho e dedicação de profissionais de saúde

tas e o reconhecimento por parte da sociedade

e das áreas de apoio, enfim, da instituição para,

transpuseram as fronteiras da região Noroeste do

numa ponta, ampliarmos o número de doadores

Estado. Pelo Brasil afora, a Funfarme e seus hospi-

e, na outra, transplantar todos os órgãos possí-

tais são conhecidos e citados como referências em

veis, salvando o máximo de vidas. É para isso que

diversas áreas.

existe o complexo Funfarme.

Uma destas, a de Transplantes, deu novo exem-

Outra demonstração do quanto o respeito pela

plo, no final de junho, que justifica o Hospital de

instituição transpôs as fronteiras de nossa região

Base figurar entre os maiores centros transplanta-

é a Famerp/Funfarme figurar entre 14 instituições

dores do país. No dia 24, numa cerimônia carregada

brasileiras que estão realizando os testes finais em

de emoção, os profissionais e pacientes comemo-

humanos da primeira vacina brasileira da dengue. É

raram o Serviço ter ultrapassado 500 transplan-

um privilégio e uma responsabilidade muito gran-

tes de fígado.

des, mas para

Quem ouviu os

os quais temos

depoimentos de

certeza que esta-

alguns dos pa-

mos preparados.

Profissionais do Hospital de Base com o segundo transplantado de fígado Wilson Galego, em1998

Diretoria Funfarme

Expediente Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XIII/ Nº 173 Junho - 2016 • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho • Vice-Diretor Executivo Funfarme: Dr. José Luís E. Francisco • Diretor Administrativo do HB: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Diretor Clínico do HB: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Vice-Diretor Clínico: Dr. William José Duca 2

Funfarme Notícias - Junho - 2016

• Diretor Técnico: Dr. Paulo Nogueira • Vice-Diretor Técnico: Dr. Maurício de Nassau Machado • Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Júnior • Diretor do Ambulatório: Dr. Aldenis Borim • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretor do HCM: Dr. Antônio C. T. Gusson • Vice-Diretora do HCM Dra. Eloísa Galão • Diretor Clínico do HCM: Dr. Paulo Poiati Junior • Vice-Diretor Clínico do HCM:

Dr. Wagner Vicensoto • Diretor Técnico do HCM: Carlos Henrique Demarchi • Vice-Diretor Técnico do HCM Gustavo Henrique de Oliveira Produção Editorial: Intermídia Comunicação Empresarial Telefone: 17 3011-5435 Jornalista responsável: MTB 24.527 Jornalista: Fernanda Martinazzi Estagiário: Carlos Cristal Diagramação: Roger Goulart Impressão: Gráfica BomGraf Tiragem: 2000 exemplares


Revista Funfarme

HB comemora a realização de 500 transplantes de fígado O HB comemorou, no dia 24 de junho, ter alcançado a marca de 500 transplantes de fígado, realizados desde 1998. Para celebrar, o Serviço organizou uma festa com a presença de cerca de 50 pacientes, sua equipe multidisciplinar, diretores da Funfarme e Famerp, médicos e demais profissionais de outras especialidades da instituição. A emoção dominou o encontro, como não poderia deixar de ser, já que o HB reuniu 50 histórias de superação, de luta pela vida. Nesta edição, separamos duas:

Foram muitas as adversidades e desafios, porém, com o apoio da Diretoria e todos os setores do hospital, o Serviço está muito bem estruturado, sendo um dos principais do Brasil. Dr. Renato Silva, coordenador do Serviço de Transplante de Fígado

Histórias como a do vigilante aposentado Wilson Galego (de casaco verde), o segundo paciente a receber o fígado, no dia 14 de junho de 1998. “Agradeço a todos do Hospital de Base, este pessoal maravilhoso. É uma dádiva de Deus estar aqui”, declarou Wilson, de 59 anos.

Caroline sorri ao lado de sua tia madrinha, Rosilene Forte, que a acompanhou durante toda a recuperação

E quem diria que depois de passar por um transplante de fígado, ainda aos dois anos de idade, a estudante Caroline Guimarães de Moraes, 19 anos, teria uma vida normal como qualquer jovem. “Eu fui a primeira criança a ser transplantada pela equipe do HB, em 1999, quando tinha poucos dias de vida. Iniciei meu tratamento em São Paulo e fui encaminhada para Rio Preto, quando apareceu um fígado compatível”, lembrou Caroline, moradora de Ourinhos, no Paraná. Funfarme Notícias - Junho - 2016

3


Revista Funfarme

Famerp/Funfarme inicia testes finais em humanos da primeira vacina contra dengue, em evento com presença do governador Geraldo Alckmin O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário de Estado da Saúde, David Uip, estiveram em junho em Rio Preto para acompanharem o início dos testes finais em humanos da primeira vacina brasileira da dengue. Os ensaios clínicos em Rio Preto são conduzidos pela Famerp/Funfarme, com o apoio da Secretaria de Saúde do município. A primeira vacina brasileira da dengue foi desenvolvida pelo Instituto Butantan, cujo diretor, Dr. Jorge Kalil, também esteve presente à cerimônia. A Famerp/Funfarme é a segunda de 14 instituições brasileiras credenciadas pelo Butantan para iniciar os estudos da terceira e última fase de testes, que envolverão 17 mil pessoas, em 13 cidades, nas cinco regiões do país. Cerca de 1.200 rio-pretenses devem participar desta etapa do estudo, antes de a vacina ser submetida à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que possa ser produzida em larga escala e disponibilizada para campanhas de

Governador Geraldo Alckimin da entrevista

imunização em massa na rede pública de saúde em todo o Brasil. Dr. Maurício Nogueira explica que, durante o período de estudos da vacina, os pesquisadores vão comparar os casos de dengue entre os pacientes que receberam a vacina e entender o

comportamento da imunização em cada um. Após esse período os primeiros resultados serão divulgados. Serão 20 profissionais envolvidos, entre médicos, farmacêuticos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, biólogos, biomédicos e agentes comunitários.

Líderes e colaboradores da Funfarme e Famerp na cerimônia que deu início à terceira etapa dos estudos da vacina

A comunidade da Famerp / Funfarme está muito feliz por desempenhar papel tão importante deste estudo que beneficiará não só a população brasileira, mas a de países onde há a dengue. Dr. Horácio José Ramalho, diretorexecutivo da Fundação 4

Funfarme Notícias - Junho - 2016

Esse estudo fortalece a atuação da faculdade em pesquisas importantes e reconhecidas nacionalmente. Para nós, é muito importante fazer parte de um estudo histórico como esse. Dr. Dulcimar Donizeti de Souza, diretor geral da Famerp

Será uma grande oportunidade de crescimento científico para a faculdade. Dr. Mauricio Lacerda, chefe do Laboratório de Virologia da Famerp


Revista Funfarme

Funfarme e Prefeitura assinam termo de concessão do terreno da Casa de Arthur Estiveram presentes também o vicediretor da Funfarme, Dr. José Luis Esteves Francisco (à esquerda), o chefe do Serviço Transplante de Fígado do HB, Dr. Renato Silva (à direita), e o capitão da PM Anderson Nunes, pai de Arthur, e o seu tio, Ademir Nunes

O prefeito de Rio Preto, Valdomiro Lopes, e o Diretor Executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, assinaram, dia 10 de junho, o termo de concessão do terreno onde será construída a Casa de Arthur.

Ela abrigará pacientes dos serviços de transplante de órgãos e tecidos da fundação e acompanhantes que, moradores de outras cidades, não têm onde ficar em Rio Preto durante o tratamento.

Saiba quem foi Arthur Como um dos 10 maiores centros transplantadores do Brasil, recebemos pacientes de todas as regiões – de norte a Sul, por isso, fundamental termos uma casa de apoio para eles. Dr. Horácio Ramalho, Diretor executivo da Funfarme

Aos 4 dias de vida, Arthur apresentou uma doença no intestino para a qual a única alternativa era o transplante, até hoje procedimento raro no Brasil. A criança não resistiu e morreu, em 2004, tornando-se símbolo da luta pelo transplante. Diretores da Funfarme, profissionais dos serviços de transplantes e familiares, em frente ao terreno onde será construída a Casa de Arthur

Página da Farmácia de Medicamentos Especializados tem novas informações

Os farmacêuticos André Zenaro, André Godói, Josilene, Adriano e Elga

A página da Farmácia de Alto Custo, no site do HB, oferece agora mais informações a pacientes e profissionais da saúde, orientando sobre recebimento de medicamentos, dúvidas frequentes e disponibiliza documentos, como termos e formulários, tudo isso no site do HB. “O intuito da ferramenta é oferecer um acesso facilitado para os pacientes e profissionais da saúde; um apoio com documentações e instruções sobre medicamentos de alto custo”, comentam os farmacêuticos Adriano Queiroz e André Godoi. Funfarme Notícias - Junho - 2016

5


Revista Funfarme

Economia e agilidade com novo O desafio de toda instituição e empresa é oferecer o melhor serviço tendo o menor custo, sendo assim cada fez mais eficiente. Na Funfarme, tem-se buscado este objetivo diariamente e – felizmente -, em muitos casos, ele é alcançado. É o caso da Central de Exames, onde foi implantado o novo modelo de distribuição de exames RIS/PACS com resultados impressionantes e benefícios para todos: Funfarme, colaboradores e os usuários.

Este sistema RIS/PACS online permite que as imagens e laudos de exames sejam disponibilizados e impressos em poucos minutos após o usuários os solicitar na Central de Exames. Antes, isto levava dias (veja na página ao lado). Usuários ficam satisfeitos, alguns até surpresos, ao serem informados que seus laudos e exames serão entregues na hora. Inclui até os próprios colaboradores da Funfarme, como Santo Ferroni.

Já achava o atendimento bastante rápido. Senti enorme diferença com as impressões na hora. Retiro exame para a minha família toda e estou muito satisfeito. Santo Ferroni Filho, manutenção da Funfarme e usuário do sistema

Novo sistema incluirá todos os exames As duas modernas impressoras agora ficam na Central de Exames, ao lado de seus colaboradores, e não mais em outros setores do hospital, longe do alcance deles. Isso também agilizou o atendimento. Atualmente, três exames são entregues no novo modelo RIS/PACS (veja ao lado). O objetivo da Diretoria é que, em curto prazo, sejam 11 exames.

6

Funfarme Notícias - Junho - 2016

Atualmente • Ultrasom HB • Tomografia HB • Ressonância Magnética

Ao longo deste ano incluirá • Tomografia HCM • Ultrasom HCM • Mamografia • Raios X • PET-CT • Medicina Nuclear • Métodos Gráficos • Hemodinâmica


Revista Funfarme

modelo de entrega de exames Espera cai de

De até 5 dias era o prazo que a Funfarme tinha para entregar o exame. Agora, em média, o usuário espera só 10 minutos para receber o exame impresso. 20 minutos é o tempo de espera, se o usuário quiser ter o exame gravado em DVD.

dias para minutos

Menos espaço ocupado com papéis Os analistas de sistemas da Funfarme Thiago Soler e João Vitor Lopes, responsáveis pelo Projeto RIS/PACS, destacam outros benefícios. “Com este novo modelo, a instituição mantém uma base de dados sem limite e que pode ser acessada a hora que quiser, não se perdendo”, afirma Thiago. “Há também economia de espaço, antes ocupado pelos milhares de exames arquivados. Hoje, estão todos armazenados digitalmente”, completa João.

Houve economia nos gastos com papel e mídias na Central, além de evitarmos o desperdício. Antes, os exames eram impressos, mesmo se o paciente não comparecesse para retirá-los. Agora, só imprimimos os que são solicitados, o que reduziu muito a impressão. Estamos felizes por ver que tudo está dando certo, ajudando a instituição a cortar custos. Luciana dos Santos Rodrigues, coordenadora da Central de Exames Equipe da Central de Exames: Bárbara Pereira da Silva, Guilherme Henrique M. Cruz, Fernanda Corrêa Rizzo e a coordenadora do setor, Luciana Santos Rodrigues

Economia só com filmes paga o investimento no sistema RIS/PACS Não bastassem todos os benefícios com a implantação do novo sistema, o melhor é saber que o pesado investimento feito na aquisição dos sistemas e equipamentos será pago com a economia gerada por ele. Veja aí:

R$ 3 milhões custou a implantação do RIS/PACS. R$ 5 milhões serão economizados só em filmes que deixarão de ser impressos Ou seja, a Funfarme irá recuperar o investimento e ainda terá R$ 2 milhões de sobra.

Funfarme Notícias - Junho - 2016

7


Revista Funfarme

ACONTECEU

Referência em nefropatologia, médica da UFTM ministra aula sobre Nefrite Lúpica No dia 25 de maio, a médica especialista em nefropatologia e biópsia renal, Professora Dra. Marlene Antônia dos Reis, da Universidade Federal do Triangulo Mineiro (UFTM) ministrou palestra sobre nefrite lúpica, nefropatologia e amilodóise, complicações que podem comprometer o funcionamento dos rins. Além de ministrar a palestra, a médica conheceu a unidade de transplantes, no 8º andar do HB, e o Centro Integrado de Pesquisas do hospital.

Dra. Marlene esteve na Funfarme, acompanhada do Dr. Fabiano Bichuette, ex-residente da Fundação e agora médico da UFTM e Dra. Juliana Reis Machado, da Universidade Federal de Goiás, ambos nefrologistas.

Nefrologista fala sobre cenário atual e avanços no tratamento de doenças renais crônicas Dr. Roberto Zatz, professor e chefe do Laboratório de Fisiopatologia Renal da Disciplina de Nefrologia da USP, falou aos médicos nefrologistas e residentes do HB sobre os recentes avanços no tratamento de doenças renais crônicas. Convidado do ciclo de palestras da Nefrologia, Dr. Zats ressaltou ser importante debater o tema, pois “embora os recursos terapêuticos tenham evoluído bastante, infelizmente ainda são limitados, o que leva a conclusão de que o mais importante para reverter o aumento das doenças renais é a prevenção”.

III Simpósio de Terapia Infusional traz conteúdos teóricos e práticos para profissionais da saúde

Em parceria com a Unicamp, a Funfarme realizou, dia 10 de junho, o 3º Simpósio de Terapia Infusional, voltado aos profissionais de enfermagem. Esta terapia tornou-se realidade em diversas especialidades na saúde, seja na administração de medicamentos, seja na nutrição, sendo procedimento necessário na maioria dos tratamentos. 8

Funfarme Notícias - Junho - 2016

Além do conteúdo teórico aplicado, ao final do curso os profissionais puderam tirar dúvidas e participar de mesa redonda com atividades práticas sobre PICC (catéter central de inserção periférica).


Revista Funfarme

Nos dias 13 e 14 de junho, o Hemocentro de Rio Preto preparou um ambiente especial para receber seus doadores. Em comemoração ao Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho, a instituição ofereceu comidas e decoração típicas. Além disso, o cantor Rafael Martins ofereceu a quem parou seu cotidiano para doar, músicas Pop. Nesta época do ano, por causa do frio e de doenças sazonais, as doações diminuem muito. A ação teve o intuito de melhorar o estoque da instituição. O hemocentro teve até carrinho de pipoca durante os três dias

ACONTECEU

No Dia Mundial do Doador de Sangue, Hemocentro promove festa e apresentação musical

Colaboradores da Funfarme realizam “mutirão do bem” em prol do Hemocentro de Rio Preto Ao saber que o estoque de sangue era crítico, 19 colaboradores do Departamento de Imagem (foto acima) organizaram-se, criaram uma camiseta personalizada e doaram sangue. “É sempre bom poder ajudar. Nunca sabemos quando iremos precisar. Por que não dedicar um dia da folga em prol da nossa instituição, do lugar onde trabalhamos? Aproveitamos o Dia Nacional do Doador para fazermos esta boa ação”, disse Marilza Guerra, líder do Setor de Radiologia do Hospital de Base.

Simpósio atualiza profissionais das áreas assistencial e administrativa sobre seus protocolos Eles tiveram a oportunidade de reciclarem e aprimorarem seus conhecimentos sobre grande parte dos protocolos, como de sepse, flebite, TEV, Time de Resposta Rápida, segurança do paciente, entre outros. No total, os participantes assistiram a 11 palestras apresentadas pelas profissionais de enfermagem da Funfarme/ Famerp, pela manhã, à tarde e à noite. A enfermeira Bruna Teixeira Leite Cury fala sobre o protocolo de sepse

Caipirão de Infectologia reúne 170 profissionais Com apoio da Funfarme/Famerp, a Sociedade Paulista de Infectologia realizou, no dia 24 de junho, o “Caipirão de Infectologia”, na sede da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Rio Preto. Entre os temas abordados, foram discutidas as atualizações no tratamento de doenças fúngicas, tuberculose, leishmaniose, meningite aguda e arboviroses, a um público de mais de 170 profissionais.

O infectologista Irineu Maia, com seus ex-alunos, hoje colegas de trabalho Funfarme Notícias - Junho - 2016

9


Revista Funfarme

Funfarme inicia projeto "Café da Manhã com a Diretoria" Com o objetivo de estreitar o relacionamento com os colaboradores de todo o complexo hospitalar, a alta liderança da Funfarme passou a promover o “Café da Manhã com a Diretoria”. Todas as segundas-feiras, a partir das 7 horas, um grupo de colaboradores de vários setores das unidades do complexo “toma o café” com os diretores enquanto expõem opiniões, ideias, sugestões e críticas com o objetivo de promover o crescimento da instituição. Cada grupo sempre reúne profissionais das áreas administrativa, de manutenção, apoio e assistencial.

Ótima iniciativa. Somos em mais de 4 mil profissionais e não tem como conhecer a todos. Portanto, esta é uma maneira de aproximar Diretoria e colaboradores. Além disso, é motivador saber que eles estão abertos e dispostos a nos ouvir. Vale ressaltar também que a conversa não precisa terminar no café. Eles disponibilizam um canal na intranet para dar sugestões à Diretoria. Maria Juliana (MaJu) Fim, Faturamento Sus - Internados

É importante o colaborador saber que pode contar com a diretoria para uma gestão compartilhada. Essa conversa permite uma maior aproximação, resultando em boas ações. Dr. Horácio Ramalho, diretor executivo da Funfarme

Todas as fotos do encontro estão desponíveis na intranet da Funfarme

10 Funfarme Notícias - Junho - 2016


Revista Funfarme

Comunidades da região realizam eventos em prol do Instituto do Câncer Próximos eventos em prol do HB Dia

Em maio, cerca de 500 pessoas ocuparam a Praça da Matriz de Nipoã para participar do leilão de gado com verba revertida ao HB. Foram 30 cabeças de gado leiloadas, fruto da doação de pequenos e médios fazendeiros da cidade. Essa foi a terceira vez que o município realizou evento em benefício do complexo Funfarme. “Estamos felizes por poder ajudar o Instituto do Câncer. Nós sempre fomos muito bem atendidos por todos no HB. Este leilão é a forma de dizermos obrigado”, afirmou Sebastião Reginaldo Rossetti, mecânico e um dos organizadores do leilão.

Evento

Cidade

13/08 Quermesse e leilão

Cedral

14/08 Leilão

Adolfo

19/08 Almoço e leilão

Nova Itapirema

19/08 Violada

Vila Rica/Rio Preto

25/09 Leilão

Poloni

30/10 Almoço e leilão

Cosmorama

06/11 Almoço e leilão

Bady Bassitt

03/12 Quermesse 11/12 Almoço e leilão

Monções Potirendaba

Ver o envolvimento e a participação dos moradores de Nipoã nos dá a exata dimensão do quanto a Funfarme e seus hospitais são importantes para a região. Dr. José Luis Esteves

Isso aumenta ainda mais a nossa responsabilidade e o compromisso de oferecemos um atendimento cada vez melhor. Dr. Jorge Fares, diretor administrativo do HB

1º Circuito de Rodeio de Ipiguá

Os voluntários Silvério e Reginaldo, moradores de Nipoã, vieram até a Funfarme, no dia 15 de junho, para entregar o valor arrecadado à instituição

No 1º Circuito de Rodeio de Ipiguá, em maio, a cidade realizou duas atividades afim de arrecadar verba ao ICA. Primeiro, um leilão de animais (carneiros e leitões) com rodadas de bingo e também o Desafio do Bem.

Da mesma maneira, Zuis Paschoal, o peão que montou no Desafio do Bem, em Bálsamo, e sua esposa estiveram na Funfarme no dia 16 Funfarme Notícias - Junho - 2016 11


Revista Funfarme

Biblioteca

Agradecimentos Não tenho ouro nem prata para retribuir tudo o que recebi das mãos de vocês, que tão bem cuidaram de mim. Minha gratidão é grande, que Deus ilumine e guie todos vocês a cada dia, pois são vocês que fazem deste hospital grandioso. A capacidade de cada um é abençoada por Deus, dando sabedoria e grandeza espiritual. Muito obrigado por tudo. O trabalho de vocês é o mais sublime, que servem com dignidade, sinceridade e amor. Aos médicos, enfermeiros, nutricionistas, operacionais e à limpeza, fica minha gratidão. Djanil Pereira Santos – José Bonifácio - SP

Gostaria de elogiar os profissionais da saúde que atenderam meu pai, no mês de junho, na emergência do Convênio. Foram extremamente atenciosos, gentis, educados, cuidadosos com o paciente, além de explicarem, de maneira clara, ao paciente e acompanhante, o que estava acontecendo. Eles são exemplo a todos os profissionais de saúde. Tenho somente a agradecer. Rosângela Dias – Monte Aprazível - SP

Dicas de livros da “Biblioteca Dr. José Paulo Cipullo”, situada no térreo do HB. Colaboradores, pacientes e acompanhantes podem retirá-los. Informações no ramal 1843.

Uma longa jornada De Nocholas Sparks

Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e, aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder.

Qual é a tua obra Gostaria de dizer (de coração) à direção do HB que sou grata por toda atenção dos profissionais da UTI pós-operatória, do 5ºandar, incluindo médicos e enfermagem desta Unidade. O nosso muito obrigada pelos cuidados com minha irmã Izabel Roza de Jesus pelo período de internação. Julia Rosa de Jesus Pereira – São Paulo - SP

Eu estive há pouco internada no HB e neste período eu aprendi e vi que a profissão da enfermagem não é nada fácil. Sou bombeira civil e trabalho em eventos. Sempre achamos que trabalhamos demais, até eu ver como os profissionais da enfermagem também são empenhados. A todos enfermeiros, um grande beijo e um abraço. Se eu dia eu voltar a precisar passar por uma internação, espero poder contar com este atendimento, pois por mais corrido que seja o cotidiano da enfermagem, alguém sempre parava para conversar com os pacientes e sempre de maneira muito educada. Aline Mariano Cavalcante - Mirassol - SP

Quero agradecer a todos os profissionais que atenderam meu pai que faleceu em junho. O nome dele é José Jesus Batista, desde quando começou a ser tratar no HB, há mais ou menos 2 anos. Só tivemos atendimento pelo SUS e foi tudo de primeira; sem exceção. Muito bom! Parabéns! Jefferson Batista – São José do Rio Preto - SP

12 Funfarme Notícias - Junho - 2016

De Mário S. Cortella

Depois do sucesso de “Não Nascemos Prontos” e “Não espere pelo epitáfio” Mário Sergio Cortella publica, também pela Editora Vozes, um texto envolvente sobre as inquietações do mundo corporativo. Neste livro, o autor desmistifica conceitos e pré-conceitos e define o líder espiritualizado, como aquele que reconhece a própria obra e é capaz de edificá-la, buscando incessantemente o significado das coisas.

Sociedade secretas De Philip Gardiner

Em Sociedades Secretas, Philip Gardiner adentra um mundo que é ocultado de nossos olhos e encontra situações que refletem o mundo fictício de “O Código da Vinci”. Seu objetivo é simples: descobrir a verdade por trás das sociedades secretas. De modo especial, fala sobre a origem dessas instituições e do que está por trás das crenças e rituais de muitas das religiões do mundo. Neste livro, Gardiner chega ao núcleo dos sistemas de valores ideológicos das sociedades secretas. Explora as misteriosas origens da Maçonaria e as articulações com seitas de culto à serpente. Investiga o sentido oculto do Rei Artur e de Robin Hood. Examina os requerentes do nome Illuminati e analisa a história do grupo na Europa e na América.


PERFIS

O construtor Diorande Ao todo, ele soma mais de 30 anos construindo e reconstruindo na Funfarme. Seu Diorande Dias de Oliveira, de 69 anos, é um dos pilares de sustentação da maioria das construções civis da instituição e faz questão de se orgulhar disso. Pai de um casal de filhos, o colaborador ainda tem 3 netos e 2 bisnetos. Diorande praticamente só se dedicou à Funfarme. Quando muito jovem, trabalhou com lavoura, depois, nas antigas estradas de ferro, até que começou a trabalhar em uma empreiteira, que prestava serviço ao HB. “Foi assim que consegui criar meu filhos e conquistar tudo o que tenho hoje. Na época, minha antiga esposa não trabalhava, então a gente contava muito com o hospital”.

Revista Funfarme

Pescador... E dos bons!

Apaixonando pelo Santos Seu Diorande é santista. Ele diz que nunca irá esquecer da vez em que viu o time do coração, com Pelé e Coutinho, jogar contra o América na década de 70, no antigo estádio Mário Alves Mendonça. “Minha família morava no sítio nessa época, eu e meu irmão viemos até a cidade para ver o time jogar. Foi espetacular, a dupla do ataque do Santos parecia ser de outro planeta”, comentou Diorande.

O peixe faz mesmo parte da vida do seu Diorande. Pode parecer história de pescador, mas ele garante que poucos têm sua habilidade. É só aparecer qualquer folguinha, que ele junta as coisas e vai para a beira do rio. “É um costume que tenho há vários anos. Se não arrumo ninguém para me acompanhar, pesco sozinho mesmo”, comenta.

Seu Janelli: os braços esquerdo e direito do Ambulatório! Seu Antônio Carlos Janelli, conhecido apenas como seu Janelli, já tem 22 anos de casa, dos quais 18 totalmente dedicados ao Ambulatório de Especialidades. A maior parte deles passou mesmo na manutenção elétrica. Orgulhoso do que faz, diz que tirou todo o sustento pra criar o filho do trabalho na Fundação. Aliás, os bons frutos refletem ainda hoje, já que Marcelo Junior Janelli, filho de seu Antônio, é hoje Auxiliar Administrativo na Emergência do SUS. “Espero que ele siga os meus caminhos e fique na instituição por tanto tempo quanto eu; ou mais!”, torce o pai. A retribuição a tanta dedicação vem dos elogios rasgados dos colegas do Ambulatório. Bastou dizer que Janelli ganharia um espaço na Revista, para se ouvir de diversos profissionais: “Ah, ele merece mesmo!”, ou A partir da esquerda, as colaboradoras Antônia, Simone, Cláudia, Ana Elisa então, “ele é nosso braço direito e esquer- e Eliana com seu Janelli; As líderes do Ambulatório não poupam elogios do aqui”. Sempre há uma palavra de aleSeu Antonio Janelli, que está na instituição gria quando se trata dele. desde 1995, é muito dedicado, sempre alegre Tendo visto o tamanho do Ambulatório aumentar em 6 vezes ao que era quando entrou (e o trabalho também), o e buscando resolver qualquer problema de profissional afirma ter apenas um caminho para amansar manutenção das áreas ambulatoriais. Sem o estresse do cotidiano: pescar. E não é em qual quer ludúvida, Janelli representa nosso ambulatório! gar. Tem de ser na calmaria da beira de rio. Humilde que só, seu Janelli não conta vantagem das pescarias. Só diz Profa. Dra. Lais Carvalho, Chefe do Serviço “esquecer o mundo por algumas horas”. de Fisioterapia da Funfarme/Famerp Funfarme Notícias - Junho - 2016 13


Revista Funfarme

SÍFILIS CONGÊNITA CONGENITA

O que é Sífilis? É uma Doença Sexualmente Transmissível (DST) considerada como um grande problema de Saúde Publica pela Organização Mundial de Saúde (OMS), apesar de apresentar diagnóstico e tratamento bem estabelecidos e de baixo custo. Uma das principais preocupações sobre as dificuldades no controle dessa doença é a infecção de mulheres reprodutiva, que pode acarretar a ocorrência de casos de Sífilis Congênita (SC) por meio da transmissão vertical.

Tabela - Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificadas no NHE na FUNFARME (Ambulatório, HB e HCM) janeiro a maio de 2016*.

O que é a Sifilis congênita? Essa infecção pode provocar sérias conseqüências para o concepto como aborto, natimortalidade, óbito, e seqüelas como deficiência visual, auditiva, física e mental. A Transmissão vertical da doença é absolutamente evitável, desde que, a gestante seja diagnosticada a tempo e todas as recomendações preconizadas, para o tratamento adequado sejam aplicadas. Deve-se ressaltar que as ações de prevenção são amplamente disponíveis, articuladas ao cuidado da gestante no pré-natal, como o rastreamento sorológico para sífilis e o tratamento correto e oportuno da infecção diagnosticada, instituindo mais precoce possível, e com prazo máximo para finalização de até 30 dias antes do parto.

Quais são os sinais e sintomas? A SC é de amplo espectro clínico, pode se manifestar por meio de abortamentos, óbitos fetais, morte perinatal, com quadro clinico “septicêmico” ou se manter em forma subclinica nos recém nascidos assintomáticos. Mais de 50% das crianças infectadas são assintomáticas ao nascimento, com surgimento dos primeiros sintomas durante os três primeiros meses de vida, por isso é muito importante a triagem sorológica da mãe na maternidade e o seguimento ambulatorial do recém nascido.

Como é o diagnóstico? Embora os testes laboratoriais apresentem um bom desempenho, não existe um teste sorológico ideal para o diagnostico. É importante a associação dos critérios epidemiológicos, clínicos e laboratoriais para todos os casos, uma vez que mais da metade das crianças podem ser assintomáticas ao nascer ou ter sinais muito discretos ou poucos específicos. A avaliação complementar da criança com SC baseia-se na realização de um conjunto de exames laboratoriais (sangue e liquor) e de imagem. Quando possível pode se realizar pesquisa do Treponema pallidum por meio de microscopia. O diagnóstico laboratorial da SC pode ser realizado por pesquisa direta, com identificação do agente etiológico ou testes sorológicos.

Como é o tratamento? Para RN com SC a Penicilina Cristalina e Procaína tem sido a droga de escolha atualmente.

Casos confirmados de Sífilis Congênita, distribuidas por estabelecimentos de Saúde notificantes, no município de São José do Rio Preto - 2007 a 2016*.

SIFILIS CONGÊNITA é uma Doença de Notificação Compulsória. Fonte: Ministério da Saúde. Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Coordenadoria de Controle de Doenças. Centro de Referencia e Treinamento DST/AIDS - SP. Guia de Bolso para Manejo da Sífilis em Gestante e Sífilis Congênita. Ministério da Saúde. Brasília: 2015. Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837 . Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. HTTP://www.hospitaldebase.com.br/nhe À noite, nos finais de semana e feriados, o telefone do plantão da Vigilância Epidemiológica do município de São José do Rio Preto: 17 - 99784-8863. 14 Funfarme Notícias - Junho - 2016

Fonte: SINANnet-SINANweb-FIN-FII-NHE/HB/HCM/FUNFARME *Dados provisórios, investigações em andamento, levantamento até dia 08/03/2016. Dengue e Influenza online acessado até 23/052016 Not. (notificados) Conf.(confirmados) Dengue e influenza até 7/06/2016


Revista Funfarme

23ª edição da SIPAT Funfarme mobiliza mais de 2 mil colaboradores

Atividades esse ano chamaram atenção para a motivação e a qualidade de vida dos profissionais do complexo hospitalar Página 16 à 20 Funfarme Notícias - Junho - 2016 15


Revista Funfarme

23ª edição da SIPAT Funfarme promove palestras sobre o tema Motivação e Qualidade de Vida

XXIII SIPAT

A Comissão Interna de Prevenção aos Acidentes de Trabalho (CIPA) da Funfarme, há alguns anos, aposta em maneiras diferentes de abordar a segurança dos colaboradores e de ressaltar a importância da prevenção de acidentes e doenças ocupacionais em sua Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho (SIPAT). Esta 23ª edição, que teve como tema a Motivação e Qualidade de Vida, começou no dia 20 de junho e o primeiro a dar orientação aos funcionários foi o padre Hallison Parro (foto ao lado), que conversou sobre a necessidade de se ter fé, apesar dos momentos de crises.

Afaste-se da crise, crie! Dr. Luiz Loraschi, advogado da Funfarme, palestrou aos colaboradores da instituição sobre um dos temas mais comentados ultimamente: a crise em todos os aspectos. Num papo bem descontraído, apresentou maneiras para driblá-la e apontou algumas dicas:

Planejar o orçamento - De nada adianta você receber X e gastar o dobro no final do mês. Anote todas as despesas e corte o que não for necessário. Fazer lista de compras quando for ao supermercado - Quando você vai ao supermercado, sabendo com o que vai gastar, a chance de economizar é muito maior. Sem a lista, alguns itens desnecessários sempre entram no carrinho. Não se desesperar ou se esconder - O ideal é manter a calma e estar disposto a negociar as dívidas.

Os benefícios da empatia e da simpatia no ambiente de trabalho Com a missão de falar sobre Simpatia e Empatia, suas diferenças e a importância de cada uma, Ana Paula Altimari, psicóloga da Funfarme, deu dicas de como construir melhores relacionamentos, no trabalho ou em casa, adotando comportamento mais empático.

tento!

Fique a

Simpatia não é o mesmo que empatia Simpatia é o sentimento que nos atrai para outras pessoas com as quais nos afinamos e temos algo em comum. É a pessoa, por natureza, mais extrovertida e comunicativa. Empatia é a habilidade de sentir o que os outros sentem. É o segredo para construir relacionamentos significativos e conviver em paz com outras pessoas. Possível estabelecer bons laços sociais, oferecer gentileza e cordialidade. 16 Funfarme Notícias - Junho - 2016


XXIII SIPAT

Revista Funfarme

"Recordar é viver" Na semana pré-SIPAT, a organização promoveu a exposição “Recordar é viver”, com fotos das edições anteriores da Semana, muitas do acervo da Funfarme e muitas cedidas pelos colaboradores. Por alguns minutos, os colaboradores ficaram a relembrar os bons momentos das SIPATs anteriores, despertados pelas imagens expostas no hall dos elevadores do HB.

Descontração contagia a todos em contação de histórias No dia 23 de junho, a contadora de histórias Danila Bassi arrancou gargalhadas da plateia no anfiteatro do mezanino do HB com o conto teatral “Entrou por uma porta e saiu pela outra”. A descontração contagiou a todos que participaram. “Foi maravilhoso! Ri de não me agüentar. Parabéns à organização da Sipat. A peça nos fez rir muito ao mesmo tempo em que aprendemos que temos que focar nos objetivos e saber trabalhar em equipe, respeitando o jeito de cada um”, disse a assistente de faturamento Sandra Garcia, cujas gargalhadas repetiram-se durante todo o espetáculo.

O riso que Danila Bassi despertou em todos também faz parte da qualidade de vida, um dos temas da Sipat

Funfarme Notícias - Junho - 2016 17


Revista Funfarme

XXIII SIPAT

Ação itinerante leva otimismo e Durante o segundo e terceiro dias da Sipat, os organizadores promoveram uma ação itinerante com intuito de envolver todos os profissionais dos setores, em todos os turnos. A ação teve a presença de atores vestidos de Chaplin e bailarina, que distribuíram chocolates, e levou descontração e mensagens de otimismo aos colaboradores. Veja algumas fotos da atividade. O mural completo de imagens pode ser acessado na intranet e facebook.

18 Funfarme Notícias - Junho - 2016


XXIII SIPAT

Revista Funfarme

descontração a colaboradores

Funfarme Notícias - Junho - 2016 19


Revista Funfarme

XXIII SIPAT Espetáculo musical anima colaboradores no encerramento

No encerramento, dia 24, os colaboradores lotaram o Anfiteatro Fleury para assistir ao espetáculo “Quem Mexeu no Meu Queijo”, no qual, de maneira bem divertida, os atores da companhia de teatro Guilherme Camargo ressaltaram a importância de se adaptar às mudanças no ambiente de trabalho e da força da equipe. Ao final, todos foram surpreendidos com uma festa junina.

Agradecemos a todos que colaboraram para que, assim como em outras edições, a 23ª edição fosse um sucesso. Conseguimos fazer com que os colaboradores refletissem não só sobre o que podemos fazer para tornar o nosso complexo hospitalar mais seguro, imune a acidentes, mas também sobre nós, seres humanos e profissionais. Dr. Horácio Ramalho, diretor-executivo da Funfarme 20 Funfarme Notícias - Junho - 2016

Revista hb junho 2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you