Page 1

FUNFARME n

o

t

Ano XV / Nº 185 - Agosto - 2017

í

c

i

a

s

24ª SIPAT FUNFARME 2017

“O essencial é invisível aos olhos.” Com tema inspirado na obra universal “O Pequeno Príncipe”, do francês Antoine de Saint-Exupéry, a SIPAT 2017 abordou durante toda a Semana o desenvolvimento psicológico dos colaboradores. Emoção não faltou. Página 10 a 12


Revista Funfarme

Editorial

SIPAT – muito além da prevenção de acidentes de trabalho Talvez muitos não saibam, mais a realização da SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho é uma exigência da lei que organizações empresariais e de outra natureza, como nossa Fundação, devem cumprir. Há seis anos, concluímos que o modelo da nossa SIPAT estava burocrático, limitando-se a palestras exclusivas sobre acidentes de trabalho, abordando aspectos exclusivamente técnicos, existindo apenas para cumprir a legislação. Era uma realidade não só de nossa Fundação, mas de inúmeras organizações E, em muitas, este modelo desgastado ainda é adotado. Em 2011, a Diretoria Executiva da Funfarme deu um basta nesta SIPAT enfadonha e convidou os colaboradores da CIPA e lideranças a inovar, desenvolver uma nova Semana, em que as suas atividades fossem além de temas técnicos, de apenas “ensinar a evitar acidentes” para abordar também aspectos da parte social, emocional, pessoal e de convivência dos colaboradores, No primeiro ano da nova filosofia da SIPAT, sucesso absoluto! Palestras se voltaram para temas como desenvolvimento e convívio humano e foram promovidas atividades lúdicas, como aulas de dança, postura corporal, meditação e relaxamento. No encerramento, os colaboradores lotaram o Teatro Municipal para assistir ao espetáculo cênico de emoção e beleza. Vários colaboradores, inclusive, confessaram estar pisando pela primeira vez na vida num teatro. De lá pra cá, a SIPAT se reiventa, suas temáticas envolvem, emocionam a todos e, consequentemente, a participação dos colaboradores é contagiante e recompensadora. Não foi diferente nesta edição 2017, em que, mais uma vez, os membros de nossa Comissão Interna de Acidentes de Trabalho (CIPA) tiveram que se superar, com a ajuda de lideranças e colaboradores de muitos outros setores de nossa Fundação. Nominar pessoas ou setores seria temerário, pois correríamos o risco da injustiça de esquecer alguém. Tenham a certeza de que cada um de vocês conta com o reconhecimento e a gratidão de nós, diretores, e todos os seus colegas de trabalho. Nosso agradecimento a todos que participaram e que venha a SIPAT 2018! Diretoria da Funfarme

Expediente Gestão 2017/2021 Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XV / Nº 185 Agosto - 2017 • Presidente dos Conselhos da Funfarme: Dr. Dulcimar Donizeti de Souza • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Vice-Diretor Administrativo do HB: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Diretor Clínico do HB: Dr. Alceu Gomes Chueire • Vice-Diretor Clínico do HB:

2

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

Dr. Valdeci Hélio Floriano • Diretora Técnica do HB: Dra. Maria Regina Pereira de Godoy • Diretor do Hemocentro Dr. Octávio Ricci Junior • Diretora Técnica do Hemocentro: Dra. Andreia Aparecida G. Guimarães • Diretor do Ambulatório: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretor Técnico do Instituto do Câncer: Dr. Carlos Eduardo Miguel • Diretora Administrativa do HCM: Dra. Leila Neves Bastos Borim • Vice-Diretora Administrativa do HCM: Dra. Maria Lúcia Luiz Barcelos Veloso

• Diretor Clínico do HCM: Dr. Paulo Poiati Junior • Vice-Diretor Clínico do HCM: Dr. Wagner Vicensoto • Diretor Técnico do HCM: Gustavo Henrique de Oliveira Produção Editorial: Intermídia Comunicação Empresarial Telefone: 17 3011-5435 Jornalista responsável: MTB 24.527 Jornalista: Fernanda Martinazzi Estagiários: Francielle Souza e Alexandre Souza Diagramação: Roger Goulart Impressão: Gráfica Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares


Revista Funfarme

Em Encontro do HB, hospitais da região aprimoram abordagem às famílias de potenciais doadores e analisam o cenário de transplantes no país

Profissional do Sistema Estadual de Transplantes de Santa Catarina da treinamento

Pelo quarto ano consecutivo, a Organização de Procura de Órgãos (OPO) do HB realizou seu Encontro das Comissões Intra-Hospitalares de Transplantes (CIHT), entre os dias 3 e 5 de agosto. Nos dois primeiros dias, foi ministrado curso de “Comunicação em Situações Críticas”, no qual profissionais de 18 instituições de saúde da região puderam se aprimorar em como fazer a abordagem à família do potencial doador de órgão, no difícil momento em que ela é informada de sua morte. O Encontro terminou com a reunião de representantes das principais entidades de transplantes de órgãos e tecidos do Brasil para analisarem o atual cenário do setor e apresentar desafios a vencer. Os cerca de 130 participantes constataram que houve avanços, mas o número de transplantes realizados está ainda muito aquém da demanda. O Encontro recebeu, entre outras lideranças, Dra. Taciana Ribeiro Silva Bessa, representante do Sistema Nacional de Transplantes, Dra. Marizete Peixoto Medeiros, coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes de São Paulo, Dr. Valter Garcia, conselheiro da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), e Dr. Joel de Andrade, coordenador do Sistema Estadual de Transplantes de Santa Catarina.

Estes constantes treinamentos levam os hospitais ligados à OPO do HB a obterem uma das maiores taxas de autorização de doações do país. Enquanto que no Brasil, em 55% das abordagens os familiares concordam com a doação, em nossa região, este índice foi de 70%, no primeiro semestre deste ano. Dr. João Fernando Picollo, coordenador da OPO do HB

Dr. Joel de Andrade, coordenador do Sistema Estadual de Transplantes de Santa Catarina, se faz passar por pai de potencial doador dá treinamento para os colaboradores dos hospitais da região

A partir da esquerda, Dra. Ida Maximina e Dr. Mario Abbud, do Cintrans, a diretora do HB, Dra Amália Tieco, o conselheiro da ABTO Dr. Valter Garcia, Dr. Horácio Ramalho e o coordenador da OPO, Dr. João Fernando Picollo

Simpósio de Transplantes de Órgãos e Tecidos da Famerp atrai 250 participantes Estudantes, residentes, médicos e profissionais da saúde lotaram o auditório da Famerp para participar do 8º Simpósio de Transplantes de Órgãos e Tecidos, realizado em agosto pela Liga de Transplantes da Faculdade e pela OPO do Hospital de Base. Os palestrantes abordaram a especificidade das cirurgias para os diferentes tipos de órgãos e/ou tecidos e a realidade atual das doações e transplantes no Brasil.

A partir da esquerda, Jair Martinez, empresa patrocinadora do evento, Dra. Ida Maximina, Drs. Picollo, Mario Abbud e Marcelo Perosa, Marco Buda, também representante do patrocinador, e Dr. Henrique Nietmann Funfarme Notícias - Agosto - 2017

3


Revista Funfarme

Diretores clínicos do HCM são reeleitos O diretor clínico, Dr. Paulo Poiati Júnior (na foto, à frente), e o vice-diretor clínico, Dr. Wagner Vicensoto foram reeleitos, no dia 2 de agosto, para mais um mandato de dois anos (2017/2019) à frente da Diretoria do HCM. Eles compuseram a chapa única que disputou a eleição, na qual votaram médicos do corpo clínico do HCM. Médico pediatra, Dr. Paulo Poiati Júnior possui mestrado em Educação Médica pela Escuela Nacional de Salud Pública, do Peru, e é professor da Famerp. Médico ginecologista e obstetra, Dr. Wagner Vicensoto obteve o mestrado em Ciências da Saúde pela Famerp.

Dr. Horácio Ramalho recebe homenagem de sua cidade natal Dr. Horácio José Ramalho recebeu importante reconhecimento de sua cidade natal, Taquaritinga. A Câmara Municipal concedeu-lhe o Diploma de Honra ao Mérito, no dia 11 de agosto, em sessão solene, com a presença de seus familiares e autoridades públicas locais. Médico nefrologista, Dr. Horácio é professor da Famerp e ex-diretor executivo da Funfarme recebeu a homenagem em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade do município. Na foto, Dr. Horácio recebe o diploma do vereador Claudemir Sebastião Basso, autor do projeto que propôs a concessão da homenagem, aprovado pela Câmara.

Funfarme recebe técnicas do Tribunal de Contas do Estado Pela primeira vez, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) visitou o Hospital de Base. Nos dias 30 e 31/08, duas técnicas passaram por todos os setores do hospital. O intuito foi conhecer todo o funcionamento do complexo, desde os processos hospitalares, até o cuidado no preparo da alimentação fornecida aos pacientes pelas nutricionistas e cozinheiras, bem como a aplicabilidade dos recursos oriundos do Governo do Estado de São Paulo, além de mostrar nosso modelo de sucesso em gestão hospitalar para as demais instituições de saúde do país. 4

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

Diretores e lideranças da Funfarme se reuniram com as duas técnicas do TCE que, depois visitaram vários setores do complexo hospitalar, dentre os quais, a recém-inaugurada Unidade de Radioterapia


Revista Funfarme

Municípios da região de São José do Rio Preto arrecadam doações em prol do HB Desafio do Bem

Almoço e Leilão

Mirassolândia-SP

Carneirinho-MG

No dia 4 de agosto, o grupo de voluntários ‘Orgulho Caipira’, de Mirassolândia-SP, realizou mais um Desafio do Bem em prol do HB.

Almoço Solidário José Bonifácio-SP

No dia 9 de agosto, aconteceu o Almoço Solidário e leilão de rebanhos em José Bonifácio-SP.

Da esquerda para a direita: João Evaristo (captação Funfarme), José Carlos Cunha (arrematador da 1ª bezerra leiloada, arrematou e doou para ser leiloada novamente), Bispo Dorival e Celso Gaúcho (Prefeito de José Bonifácio)

Dia 6 de agosto, pela primeira vez, Carneirinho-MG promoveu evento solidário, que contou com a presença do diretor executivo da Funfarme, Dr. Jorge Fares, e representantes da fundação, além de autoridades políticas do município.

Amigo Solidário Cedral-SP

Em Cedral-SP, o grupo de voluntários ‘Amigo Solidário’ realizou um almoço beneficente, no dia 12 de agosto. O objetivo foi arrecadar recursos para melhorias na Emergência SUS do HB.

Churrasco do Bem Santa Clara D'Oeste-SP

Dia 19 de agosto, voluntários de Santa Clara D’Oeste-SP realizaram um churrasco beneficente, quando arrecadaram 600 quilos de arroz e 1.026 litros de óleo de soja. A comissão organizadora do evento se reuniu com as lideranças da Funfarme e entregaram os alimentos arrecadados.

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

5


Revista Funfarme

Ações em prol do

Campanha “Troco Solidário”, da loja Havan, levanta fundos em prol do HCM A loja de departamentos Havan, de Rio Preto, entregou, em agosto, às lideranças do Hospital da Criança e Maternidade (HCM) 19 mil reais obtidos na campanha “Troco Solidário”. A loja realizou a campanha nos sete primeiros meses deste ano, durante os quais, ao finalizar as compras, os clientes eram indagados se queriam doar o troco ao HCM. “Estamos estudando onde investir o valor, no entanto, certamente, esta ação solidária da loja e do consumidor irá beneficiar diretamente nossos pacientes. Agradecemos a Havan e todos que colaboraram por reconhecerem os serviços oferecidos por nosso hospital”, afirmou Gianna Matheus, gerente administrativa do HCM.

Profissionais do HCM foram à loja Havan receber o cheque referente às doações

Fruttô Restaurante faz “Cardápio Solidário” em benefício do HCM

A gerente Gianna e colaboradoras do HCM almoçaram no dia do “Cardápio Solidário”

Dra. Amália, Dr. Jorge e o superintendente Robson Pádua receberam os proprietários do Fruttô, Daniel e Maciel Lago

6

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

Em agosto também diretores da Funfarme e HB receberam os proprietários do Fruttô Restaurante que trouxeram 5 mil reais arrecadados no “Cardápio Solidário”, iniciativa do estabelecimento promovida no dia 8 de maio, quando o valor obtido com o movimento de clientes do dia foi totalmente revertido ao HCM. Segundo os proprietários, mais de 450 pessoas atenderam à campanha divulgada nas redes sociais e em outros meios e foram almoçar no restaurante.


Semana Mundial do Aleitamento Materno do HCM ressalta importância da amamentação Em comemoração à Semana Mundial do Aleitamento Materno, o HCM promoveu diversas atividades para destacar a importância da amamentação. No dia 8 de agosto, o hospital recebeu o médico pediatra José Martins Filho, referência nacional, com mais de 40 anos de experiência em amamentação. Autor de vários livros sobre o assunto, ele proferiu a palestra “Desmame precoce e as relações familiares e sociais das crianças no mundo moderno” para os profissionais do HCM. No dia seguinte, foi a vez da equipe multidisciplinar do Grupo de Amamentação do HCM levar informações para a população, através de eventos realizados em dois shoppings da cidade.

Por meio de cartazes e imagens, o Grupo, formado por enfermeiras e fonoaudiólogas, esclareceu sobre “a pega” correta, quantas vezes dar de mamar, entre outras informações importantes para mães que passaram pelos shoppings, como a enfermeira neonatal, Monique Colli (ao centro)

A mãe precisa de todo apoio para amamentar, especialmente dos familiares. No entanto, receber as orientações e o suporte adequado dos profissionais durante a gestação e nos primeiros dias de vida do bebê faz toda a diferença para uma amamentação saudável. Daí a importância de eventos como este. Samanta Volpi, enfermeira supervisora da UTI Neonatal do HCM

Dr. José Martins Filho iniciou a palestra ressaltando a importância de se criar ambiente de amparo à mãe e ao bebê

Amamentação tem abordagem multidisciplinar em I Simpósio do HCM

Organizadoras e palestrantes do Simpósio

Dona Maria Expedita, com as colaboradoras Celina e Michelle

“A amamentação é o momento em que todos os familiares têm de participar, dando apoio e atenção à mãe”. A declaração do diretor clínico e pediatra do HCM, Dr. Paulo Poiati, deu o tom do I Simpósio de Amamentação, realizado, em 11 de agosto, no anfiteatro da instituição, com o objetivo de abordar o aleitamento materno de maneira multidisciplinar e assistencial, destacando o papel fundamental da nutrição do bebê para seu desenvolvimento e recuperação, caso tenha algum problema de saúde. A importância do evento e de sua temática ficou clara pela presença de lideranças administrativas e dos Serviços de Pediatria, UTI Neonatal e Método Canguru.

Os palhacinhos de Dona Maria... Os exemplos de atos de carinho e reconhecimento da comunidade em prol do HCM e do complexo hospitalar Funfarme multiplicam-se. Alguns gestos são individuais, mas tão importante como todos os outros. Gestos como da Dona Maria Expedita, moradora de Urânia, que confeccionou cerca de 30 palhacinhos feitos de garrafa pet e tampinhas de plástico para doar às crianças internadas.

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

7


Revista Funfarme

HB faz cirurgia no cérebro de paciente acordada A equipe de neurocirurgia do HB realizou, no início de agosto, uma cirurgia para remover um tumor cerebral que ganhou grande repercussão na imprensa da região e nas mídias sociais. No facebook do Hospital de Base, a notícia alcançou mais de 14.500 pessoas, das quais, 80 a compartilharam. O motivo de tanta repercussão é que, durante as 7 horas de cirurgia, a paciente, a moradora de Cedral Maria Filomena da Costa (foto abaixo), permaneceu acordada. Foi um procedimento raro, o primeiro deste tipo realizado pelo SUS em Rio Preto. A equipe médica decidiu por mantê-la consciente porque, como o tumor estava localizado próximo à região do cérebro que comanda a fala e outras ações, precisavam ter certeza que o ato cirúrgico não iria afetá-las. “O tumor estava na área da fala e da nomeação visual, ou seja, se afetássemos o local, a paciente podia perder a capacidade de se comunicar oralmente, perder a capacidade de nomear objetos, ler e reconhecer cores e formas”, explicou o neurologista Carlos Rocha. Antes e depois do procedimento, foram feitos testes. A equipe mostrou figuras e frases e pediu que Filomena dissesse quais eram os objetos, suas formas e cores e lesse os textos. Preciso também foi o trabalho da anestesia para manter a paciente acordado, ao mesmo tempo em que não sentia nada na região que estava sendo operada. “As medicações utilizadas fazem com que a pessoa fique tranquila, sonolenta ou como se estivesse tirando um cochilo, mas acorda se for chamada”, disse a anestesista Paula Fialho Salgado.

Durante a cirurgia, médico mostra figuras coloridas para que a paciente identifique forma e cor de cada uma

Filomena canta enquanto é operada O procedimento cirúrgico, por si, já seria suficiente para atrair as atenções. Mas outro fato colaborou para a grande repercussão na imprensa e rede social. Em vez de falar, como os médicos pediram, Filomena surpreendeu a todos entoando um cântigo religioso, de sua própria autoria. “Emocionou a todos”, confessa a anestesista Paula Salgado.

Julho Verde No Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço (27 de julho), a equipe do Serviço de Fonoaudiologia da Funfarme permaneceu por horas na Emergência do SUS do HB orientando pacientes, acompanhantes e visitantes sobre a seriedade a doença, seus sintomas e como preveni-la.

Brasil

Mundo

23 mil novos casos

550 mil novos casos

por ano

por ano

O câncer de cabeça e pescoço é o segundo que mais atinge homens no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de próstata, de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) 8

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

Residentes e profissionais do Serviço de Fonoaudiologia da Funfarme


Revista Funfarme

HB passa a realizar a trombectomia mecânica, cirurgia eficaz contra o AVC O Hospital de Base começou a fazer, em agosto, a trombectomia mecânica, cirurgia que comprovou ser muito eficaz na restauração do fluxo das artérias cerebrais e na redução de sequelas do AVC (acidente vascular cerebral), sendo adotada pelos principais centros médicos do mundo. Já em seu primeiro procedimento, o HB comemora a recuperação do paciente, o comerciante João Ronaldo Bonfá de Carvalho. Aos 29 anos, ele chegou ao hospital sem falar e com o lado direito do corpo paralisado e, após a cirurgia, está totalmente recuperado. Até então, no Brasil, para quem sofre AVC, o tratamento convencional é injetar remédios trombolíticos para dissolver o coágulo que entope a artéria do cérebro. “Este tratamento, no entanto, só tem eficácia se administrado até quatro horas e meia após o início dos sintomas. Além disso, ele não consegue sozinho desobstruir artérias de grande calibre do cérebro. Já, na trombectomia, o médico pode retirar o coágulo até oito horas depois do AVC com sucesso. Por isso, é muito importante que a suspeita e diagnóstico sejam realizados de forma rápida e esses pacientes sejam encaminhados a um centro de referência para serem atendidos dentro do prazo que permita maior chance de reestabelecimento ”, diz Dra. Raquel Hidalgo, neuroradiologista intervencionista do HB. Foi justamente esta agilidade que teve a neurologista Mariana Battaglini ao receber Bonfá na Emergência e chamar imediatamente Dra. Raquel. Dra. Mariana, no entanto, ressalta: “Para ser indicada, a trombectomia depende de alguns fatores, como a localização, tamanho do coágulo e o perfil do paciente.”

O comerciante João Ronaldo Bonfá, com a neurologista Dra. Mariana Battaglini e a neuroradiologista Dra. Raquel Hidalgo, no Setor de Hemodinâmica do HB, onde foi feita a trombectomia

HB integra estudo nacional sobre trombectomia Por enquanto, a trombectomia não é realizada pelo SUS, fazendo parte apenas dos tratamentos oferecidos pelos planos de saúde, conforme determina a ANS. O Hospital de Base e outros centros médicos do Brasil querem, no entanto, mudar este quadro. Para isso, iniciaram recentemente estudo com 690 pacientes em todo o país para atestar a viabilidade de se realizar a trombectomia mecânica no tratamento do AVC em pacientes da rede pública.

Atualização do Tratamento do AVC Agudo O HB promoveu, em agosto, este evento para o qual trouxe o neuroclínico Octávio Pontes Neto e o neurointervencionista Daniel Giansante Abud, ambos do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e coordenadores do estudo nacional. Eles ministraram palestras para médicos do HB e de outros hospitais de Rio Preto, no Quinta do Golfe.

Na foto acima, Drs. Daniel (terno azul) e Octávio (terno marrom) com Dra. Raquel, Dr. Jorge Fares, diretor executivo da Funfarme, e Dra. Mariana; na foto ao lado, o vice-diretor administrativo do HB, Dr. João Fernando Pícollo, e o ex-diretor executivo da Fundação, Dr. Horácio Ramalho também prestigiaram o evento

Funfarme Notícias - Agosto - 2017

9


Revista Funfarme

Foi de encher os olhos e de se emocionar. Repleta de atividades que trabalharam o emocional e o interior das pessoas, a 24ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT) comemora a grande adesão e satisfação dos colaboradores. A SIPAT deste ano, entre 14 e 18 de agosto, teve como tema principal “O Essencial é Invisível aos Olhos”, inspirado na obra literária universal “O Pequeno Príncipe”, do francês Antoine de Saint-Exupéry. Veja como foi a Semana nesta e nas próximas duas páginas.

Precisamos levar em consideração questões invisíveis aos olhos que, às vezes, não damos muita importância. É fundamental estarmos bem internamente para tratar bem o público externo. Wesley Moraes, Presidente da Sipat Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, organizadora da Semana

1º Dia

Lideranças da Funfarme, HB, HCM, Ambulatório e Lucy estiveram presentes na abertura

Integrante da Sipat agradece as lideranças da Funfarme, HB, HCM, Ambulatório e Lucy por comparecerem à abertura da Semana, na qual a psicóloga da Famerp Ligia Regina Velani proferiu palestra mostrando à platéia como o “interno” do ser humano reflete no ambiente externo.

2º Dia

Em palestra de cunho motivacional, a psicóloga e mestre pela Famerp Patrícia Melo falou sobre relacionamentos interpessoais no trabalho, um compromisso de todos. Por meio de reflexões, a aula procurou exercitar questões de relacionamentos interpessoais no trabalho para que os colaboradores reflitam sobre o convívio com seus colegas, buscando melhorá-lo, assim como o atendimento ao público.

Um ambiente mais tranquilo faz com que, indiretamente, a instituição cresça ainda mais. Aldecir Rodrigues, técnico em segurança do trabalho

À tarde, as psicólogas Tânia Carvalho e Eliane Dionísio falaram sobre a empatia como instrumento fundamental para o tratamento acolhedor na palestra “Carinho ‘ingrediente’ essencial para relações humanas saudáveis”. 10 Funfarme Notícias - Agosto - 2017

2º Dia


Revista Funfarme

3º Dia As pessoas precisam aprender a se entender, para conseguir entender os outros e resgatar a compreensão, tolerância e empatia que está faltando nos dias de hoje. Bianca Madi, gerenciamento de leitos do HB

A segunda palestrante, Cintia Fernandes, Fundadora da ONG amigos da Cuca – Luta Contra o Câncer, trouxe o tema “Nunca sabemos o quão somos fortes, até que ser forte seja a única escolha”, em que abordou como lidar com situações difíceis, sem se entregar aos problemas.

4º Dia

Quase no fim da 24ª SIPAT, colaboradores da Funfarme receberam massagem relaxante para diminuir toda tensão enfrentada no dia a dia. Além disso, foi disponibilizado um espaço de beleza para todas as profissionais do complexo, que puderam aproveitar e dar um toque especial na maquiagem.

3º Dia

No terceiro dia da 24ª SIPAT, colaboradores da Funfarme receberam duas palestras, a primeira, ministrada por Maristela Porto dos Santos, farmacêutica e professora do SENAC, com o tema “Ansiedade: cuidar de si”. Na aula, ela explica o que é, de fato, cuidar de si e como colocar o conceito em prática no dia a dia.

A colaboradora Gislaine Franco, após receber massagem relaxante

A correria do dia a dia gera muita tensão, então a massagem relaxa bastante e melhora nossa disposição. Marlei Gonçalves, Controle de Frequência do HB Funfarme Notícias - Agosto - 2017 11


Revista Funfarme

5º Dia

Representando as lideranças da Funfarme, o diretor clínico do Hospital de Base, Dr. Alceu Gomes Chueire, agradece aos organizadores e participantes da SIPAT

Num espetáculo sensorial, de cores, sons e beleza, os colaboradores da Fundação apreciaram o musical teatral “O Pequeno Príncipe”, apresentado pela companhia Lígia Aydar, no Teatro Municipal de Rio Preto. A apresentação encerrou em grande estilo a Semana e contou com a presença de líderes e diretores do complexo, além dos organizadores - a equipe da comissão Interna de Prevenção de Acidente (CIPA). Por cerca de 50 minutos, os atores encheram os olhos e o coração da plateia. Ao final da apresentação, os colaboradores receberam uma rosa, com o tema da Semana e participaram de uma dinâmica, na qual trocaram as flores entre si. Nesta e nas outras fotos abaixo, momentos do espetáculo teatral

Orgulho-me de, há nove anos, fazer parte desta instituição. Todos os anos, prestigio a SIPAT. E observo que, a cada ano, a Semana se supera, trazendo temas atuais e dinâmicos, com palestrantes de alto padrão, fazendo com que nos conheçamos melhor, que entendamos o próximo, tanto nossos colegas de trabalho quanto nossos pacientes. Principalmente estes que, de alguma forma, precisam de nós; Aprendemos que cada dificuldade e obstáculo pode ser encarado como uma oportunidade e desafio. Obrigada e parabéns SIPAT 2017. Maria Juliana Fim Colombo, Faturamento SUS - internados 12 Funfarme Notícias - Agosto - 2017


Revista Funfarme

Enfermeira do HB participa de fórum internacional O Hospital de Base integrou um seleto grupo de seis instituições de saúde brasileiras convidadas a participar de um fórum latino-americano sobre boas práticas e tendências relacionadas à prevenção de infecções através da desinfecção de alto nível e esterilização de dispositivos médicos reutilizáveis. Além do Brasil, o fórum reuniu profissionais de hospitais da Argentina, Colômbia, Peru, México, Costa Rica, Equador e Chile. O evento foi realizado, de 21 a 24 de agosto, na sede da Johnson & Johnson, situada na cidade de Irvine, na Califórnia (Estados Unidos). O HB foi representado pela enfermeira Flávia Azambuja, que teve a satisfação de constatar que o nosso hospital e seus profissionais adotam corretamente o manuseio e o processamento dos endoscópios. “Tivemos aula com o Professor Dr. Willian A. Rutala, diretor do Programa Estadual de Controle de Infecções e Epidemiologia da Faculdade de Medicina da Universidade da Carolina do Norte, que falou sobre o processamento dos aparelhos, cujas recomendações seguimos todas no HB”, disse Flávia. Segundo a enfermeira, o fórum proporcionou também a rara oportunidade dela se relacionar com colegas de outros países, trocando experiências.

Enfermeira Flávia Azambuja (blusa estampada) durante o fórum

Funfarme ministra palestra sobre segurança do paciente em terapias nutricionais pela rede nacional “Sentinelas em Ação” Equipes assistenciais e interdisciplinares do complexo assistiram à palestra ministrada pelo Serviço de Nutrição e Dietética (SND) da Funfarme sobre segurança do paciente nas administrações das diversas terapias nutricionais (lactário, dieta enteral).

35 novos colaboradores para o estacionamento

A Funfarme passou a administrar os estacionamentos situados em seu complexo hospitalar e, para tanto, contratou 35 novos colaboradores. Para estarem aptos a exercer suas funções, eles participaram da Integração, na qual passam a conhecer o complexo e suas unidades. Além disso, aprenderam tembém a operar o sistema informatizado que controla o acesso e trânsito dos veículos e os procedimentos para garantir a segurança dentro da instituição.

Funfarme Notícias - Agosto - 2017 13


Revista Funfarme

Meu setor

Doei meu sangue. E agora, para onde vai?

A doação de sangue é um gesto de solidariedade importante, mas, para salvar vidas, o processo não se encerra ali. O próximo passo é dado pelo Setor de Processamento de Sangue, que separa os seus componentes – hemácias, plasma e plaquetas – destinando-os aos diversos procedimentos e tratamentos realizados no complexo Funfarme. O setor funciona no segundo andar do Hemocentro, longe dos olhos dos doadores. Equipamentos modernos e precisos realizam a separação dos componentes, aumentando a qualidade da bolsa de sangue, a segurança

2.500 bolsas de sangue, em média, são processadas, cada qual contendo cerca de 450 mililitros.

e agilizando todo o processo. A tecnologia permite que os técnicos identifiquem, de maneira rápida, o doador, grupo sanguíneo, quantidade de sangue doada e exames realizados, tudo isso traduzido em dados informatizados. No Setor de Processamento, também é feita a sorologia, exame que analisa pequena amostra de sangue para detectar a presença de anticorpos de HIV, hepatite B, hepatite C, sífilis e doença de Chagas, garantindo assim a segurança dos receptores, já que, se constatado algum destes anticorpos, o sangue é descartado.

Recomeçar é preciso A Funfarme busca oferecer constantemente meios para aprimorar o conhecimento de seus colaboradores. Um deles é através do incentivo à educação contínua e, pensando nisso, divulgou para todos seus funcionários na intranet o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCEJA), realizado pelo Ministério da Educação (MEC) e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Este exame é destinado a todos que desejam concluir e obter a certificação tanto do ensino fundamental quanto médio. A prova será aplicada dia 22 de outubro. A auxiliar de limpeza Jéssica Lopes da Silva aproveitou a oportunidade para concluir seus estudos, interrompidos aos 14 anos quando ficou grávida. “É importante a qualificação profissional, por isso, pretendo continuar estudando e fazer um curso técnico na área da farmácia.” 14 Funfarme Notícias - Agosto - 2017


Revista Funfarme

Sucessos da Funfarme

Da indecisão a uma bela carreira na Enfermagem Como todo adolescente, ainda imaturo para decidir pelo futuro profissional, a jovem Samanta Vaccari se viu, aos 17 anos, diante deste desafio. A decisão de prestar vestibulares para engenharia de alimentos, na Universidade Estadual Paulista (Unesp), farmácia, na Universidade Estadual de Londrina (UEL), e enfermagem, na Famerp, demonstra bem a indecisão da jovem. Terminadas as provas, a jovem se viu diante de feliz dilema: foi aprovada nos vestibulares das três concorridas instituições públicas. Falou mais alta a história da família. “Tenho alguns parentes médicos, sempre admirei a profissão e, quando adolescente, sempre gostei da área da saúde”, lembra Samanta, que, pelo visto, na verdade tinha o destino traçado. Só se permitiu dar espaço à dúvida típica do adolescente. Hoje, diploma de enfermagem na parede e passados 13 anos do ingresso na Funfarme, a história mostra ter sido decisão muito acertada. “Escolhi a profissão que mais me entusiasmava”, confessa, com os olhos brilhando, a gerente de Enfermagem do HB. O primeiro degrau foi como enfermeira na UTI Geral. Em 2013, foi convidada para ser enfermeira supervisora da UTI Cardiológica (UCOR), prontamente aceito. Bastaram apenas dois anos para receber novo convite para ser Coordenadora Assistencial. Em agosto, mais uma promoção, agora para a Gerência de Enfermagem. Com sua trajetória, Samanta é um dos exemplos de que na Funfarme é pos-

sível construir uma carreira ascendente, sonho de todo profissional. Ao falar da sua receita para ser bem sucedida e feliz na profissão, Samanta enumera garra, força de vontade e disposição, ingredientes que, à primeira vista, podem parecer óbvios, banais, mas imprescindíveis a todo bom profissional. E quando relaciona estes requisitos, na verdade, ela não pensa apenas em si. “São requisitos fundamentais para melhorarmos a assistência e fazer com que o paciente se sinta bem tratado.” Para exercer a liderança, maturidade e flexibilidade são imprescindíveis, em sua opinião. “Temos que tê-las para ajudarmos a instituição a funcionar bem e crescer. E, em situações de conflito, comuns no setor tão sensível como o hospitalar, fazem toda a diferença”, conclui.

Perfil Profissional

Funfarme, minha segunda casa O técnico de enfermagem e hematologia Joel Boveiro está há 20 anos na Funfarme, e o mais curioso é que esta longa relação é fruto do acaso, de puro impulso e de saber arriscar na hora certa. Natural de Barretos, um dia ele estava em Rio Preto e, passando em frente ao HB, viu em cartaz que havia vaga no Banco de Sangue. Ao perguntar detalhes, a funcionária da Fundação perguntou se ele havia se inscrito para a prova. Hora de arriscar. Joel não havia feito a inscrição, mas disse que sim. O resultado são duas décadas de intensa dedicação ao trabalho no Hemocentro. “Amo o que eu faço”, sintetiza Joel. Realmente. Basta acompanhar o técnico em hematologia por alguns minutos para perceber o carinho com os colegas e pacientes. “Procuro fazer tudo com perfeição e alegria. Aqui, nós contamos piadas para os pacientes, brincamos com eles e, naturalmente, cria-se um vínculo com cada um”, conta. Não há segredo. Curtir o ambiente do trabalho, onde se permanece a maior parte do dia, é fundamental para o alto astral de Joel. Aliás, trabalho? Quem disse que a Funfarme é trabalho? “A fundação é minha segunda casa e os nossos amigos colaboradores são minha outra família.”

Funfarme Notícias - Agosto - 2017 15


Revista Funfarme

Funfarme homenageia O setor de Recursos Humanos (RH) da Funfarme tem como um dos seu principais objetivos a valorização do colaborador. Por isso, todo mês tem-se comemorado os Dias das Profissões com encontros cheios de aprendizado. Confira quais foram os homenageados dos meses de junho e julho.

2 de agosto

Profissionais Copeiras

Profissionais copeiras são responsáveis por fornecer refeições aos pacientes internados, para comemorar seu dia, uma dinâmica foi preparada para aprimorar a interação entre elas e demonstrar como ter uma boa comunicação no ambiente de trabalho.

11 de agosto

Profissionais de Advocacia

No dia dos Advogados, os profissionais assistiram palestra sobre autoconhecimento, para refletir quais são os objetivos da vida e o que realmente deve importar para ser feliz.

16 de agosto

Profissionais do Almoxarife

Para comemorar a data, técnicos em almoxarifado participaram de palestra sobre comunicação assertiva e uma dinâmica de jogo da velha entre os participantes. “A dinâmica em grupo ajuda a perder a timidez e a interagir com outros colaboradores”, ressaltou Marcos Correia, Conferente do Almoxarife. No fim do treinamento foi exibido um vídeo produzido especialmente para os almoxarifes.

16 Funfarme Notícias - Agosto - 2017


Revista Funfarme

colaboradores por seu Dia 18 de agosto

Profissionais Estagiários

Estagiários muitas vezes precisam conciliar horário de trabalho e estudo, em forma de reconhecimento foi realizada palestra e dinâmicas sobre relacionamento interpessoal, para estimular ainda mais o contato e a interação entre estagiários de todo complexo. Para Juan Elias do Carmo Gonçalves, estagiário da Tecnologia da Informação (TI) do Hospital de Base “atividades como esta, mostram que a Instituição valoriza nosso trabalho e ainda permite o contato com estagiários de outros setores.”

27 de agosto

Profissionais da Psicologia

A Funfarme homenageou no dia 27 de agosto os profissionais psicólogos pelo seu dia de profissão. O setor de Recursos Humanos realizou uma apresentação sobre o benefício do autoconhecimento para a tomada de decisões assertivas e sobre a busca pela felicidade.

Funfarme Notícias - Agosto - 2017 17


Revista Funfarme

Biblioteca Dicas de livros da “Biblioteca Dr. José Paulo Cipullo”, situada no térreo do HB. Colaboradores, pacientes e acompanhantes podem retirá-los. Informações no ramal 1843.

Frases perfeitas

De Susan F. Benjamin

Onde quer que você trabalhe e independentemente do que você faça, as chances de se deparar com pessoas que poderão tornar seu trabalho um desafio são enormes. Sem dúvida, aprender a lidar com tais pessoas é o passaporte para o sucesso no ambiente de trabalho. Este livro será extremamente útil para você saber lidar bem com os mais diferentes tipos de personalidades e em qualquer posição que ocupem. O poder do habito

Agradecimentos Colaborador, leia os agradecimentos abaixo! São o reconhecimento à qualidade do profissional da Funfarme “No dia 21 de agosto de 2016, fiz uma cesária no HCM e minha filha precisou ficar na UTI para ganhar peso. Primeiramente, agradeço a Deus por ter colocado em meu caminho uma equipe competente, desde a obstetrícia até a equipe da UTI Neonatal. Minha filha permaneceu na UTI por 20 dias, durante os quais o atendimento foi bem humanizado. Durante os 22 dias, eu vinha às 7h30 para o HCM e retornava às 17h30 para minha casa. No tempo em que fiquei no hospital, nunca precisei comprar uma refeição, tudo era fornecido pela instituição. Após 22 dias, minha filha foi para a Unidade Canguru, onde permaneceu por 11 dias. Outro setor que merece os parabéns pela dedicação da enfermagem, médicos e demais profissionais que auxiliam os bebês e as mães. Ali pude ter contato maior com minha filha. Permanecia com ela 24 horas por dia, como se estivesse em casa. Recebia a visita do meu esposo e de minha filha. Eu pude amamentá-la no peito o tempo todo. Chegou o dia da alta. Mesmo com tanta humanização, tanto carinho e atenção recebida durante o período em que permanecemos hospitalizados, quanta alegria poder levar minha filha para casa. Ela completou seu 1º ano de vida e eu tenho muito a agradecer a Deus e à equipe do HCM, que cuida tão bem até hoje de minha filha.” Franci Kelly da Silva Carvalho Escobar – Rio Preto

De Charles Duhigg

Este livro é um verdadeiro e profundo estudo dos hábitos. Porém, além de mostrar como eles funcionam, o autor Charles Duhigg também consegue explicar como eles podem ser transformados. E cá entre nós, ter o controle total das ações, sejam costumes ou não, facilita diversos aspectos da vida. Quer ver?

O Poder De Rhonda Byrne

Depois de ter revelado O Segredo – o maior fenômeno editorial da história – Rhonda Byrne nos mostra o maior poder do Universo. O poder pode fazer você conquistar tudo o que quiser.No momento da criação foi liberado um grande poder. Este poder está dentro de você,está em todas as coisas. Aqueles que dominam esse poder são os que mudam o mundo.

“Gostaria de agradecer, em nome da minha mãe, Maria Aparecida Pereira Mazenini, a atenção, orientação e conduta da equipe da vascular da Hemodinâmica. Não é todo dia em que encontramos pessoas prestativas e vestindo a camisa do hospital para ajudar os pacientes.” Michelle Mazenini – Catanduva

“Agradeço imensamente o hospital que eu já conhecia pelo nome e, agora, tive o prazer de conhecer pessoalmente. Como acompanhante da senhora Aparecida, eu agradeço os médicos, grandes profissionais, verdadeiros anjos da guarda. A equipe de enfermagem do terceiro andar do convênio também foi maravilhosa, além da fisioterapeuta.” Adriana – Votuporanga

“Nunca imaginei que um dia diria isso, mas estou triste por estar indo embora do hospital. Fui muito bem tratado aqui por todos os colaboradores do 3º andar, os da limpeza, as que cuidam das roupas de cama, secretárias, as enfermeiras e as enfermeiras chefes. Todos sempre muito solícitos, dispostos a ajudar, sempre com um sorriso no rosto e foram de fundamental importância para a minha recuperação, principalmente nas horas de dor. Além de todo o carinho, tenho que elogiar também a comida fornecida, perfeita, muito saborosa e bem feita. Parabéns ao HB e continue sempre oferecendo este serviço de qualidade. Vocês estarão para sempre em meu coração.” Edemir Girotto – Olímpia-SP

18

Funfarme Notícias - Agosto - 2017


Revista Funfarme

DECLARAÇÃO DE ÓBITO O que é? A Declaração de Óbito (DO) é o documento padrão, na ocorrência de qualquer tipo de óbito (fetal e não fetal). A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde faz a gestão nacional desse documento, que contém três vias (branca, amarela e rosa), numeradas e carbonadas. Seu uso tem interesse legal para elaborar a certidão de óbito, demográfico para o volume populacional e epidemiológico, digitado no Sistema de Informação de Mortalidade, e resulta em informações para subsidiar planejamento de ações em várias áreas, promovendo a saúde. A Portaria Nº 116, de 11 de fevereiro de 2009, regulamenta a coleta de dados, fluxo e periodicidade de envio das informações sobre óbitos e nascidos vivos. O preenchimento da DO é estritamente de responsabilidade médica (artigo 1° da resolução CFM nº1.601/2000).

Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificadas no NHE/HB/ FUNFARME no período de janeiro a julho de 2017*.

A quem cabe atestar o óbito? Mortes por Causas Naturais: Com assistência médica: - Causa conhecida: compete ao médico que estava assistindo o paciente ou, na sua ausência, ao plantonista do serviço de saúde. - Causa mal definida: encaminhar o corpo ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Sem assistência médica: encaminhar o corpo ao SVO, que deve emitir a DO. Morte por Causas Externas: compreende homicídios, suicídios, acidentes e eventos de internação ignorada. O corpo deve ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), visto que a DO só poderá ser emitida pelo médico legista. Óbitos fetais, de nascidos vivos, infantis e de mulheres em idade fértil possuem peculiaridades específicas de cada categoria. PREENCHIMENTO DA DO O campo 40 da DO é composto por duas partes: • Parte I: deve ser coerente, obedecendo a sequência fisiopatológica e aspecto temporal, • Parte II: devem ser registradas outras causas que contribuíram para a morte e não estejam relacionadas com a cadeia de eventos. Com os registros das causas informadas no atestado, é possível selecionar a causa básica da morte (“doença ou lesão que iniciou a cadeia de acontecimentos patológicos que conduziram diretamente à morte ou circunstâncias do acidente ou violência que produziu a lesão fatal” – OMS,1996). Na Legislação – Lei dos registros Públicos – Lei Nº 6.216/1975 onde “Nenhum sepultamento será feito sem certidão, do Oficial Registro do lugar do falecimento, extraída após a lavratura do assento de óbito”. CÓDIGOS GARBAGE Os Códigos Garbage (CG) compreendem códigos CID (Classificação Internacional de Doenças) que determinam causas de morte com sinais, sintomas e condições mal definidas. Os CG não Fonte: SINANnet-SINANweb-FIN-FII-NHE/HB/HCM/FUNsão apropriados para gerar, com legitimidade, as causas de morte da população e, portanto, FARME *Dados provisórios, investigações em andamennão podem ser considerados dados epidemiológicos fidedignos. Os CG incluem to, levantamento até dia 24/08/2017. Not.(notificados) mortes por injúrias onde a circunstância é indeterminada, doenças cardiovasculares sem reConf.(confirmados). Dengue e influenza até 24/08/2017 levância diagnóstica, além de códigos de mortes causadas por neoplasias em Tabela 1. Declaração de óbitos com Códigos sítios secundários ou inespecíficos. Dessa forma, o uso ponderado de CG perGarbage mais utilizadas, no período de Janeiro mite que gestores elaborem políticas de saúde adequadas para cada região. a Março de 2017 na FUNFARME. Referências: 1 BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Manual de Instruções para o preenchimento da Declaração de Óbito. – Brasília: Ministério da Saúde, 2011.54 p. 2 Conselho Federal de Medicina – Resolução CFM nº 1.779,de 5 de dezembro de 2005. 3 MATHERS, C.D.; FAT, D.M.; INOUE, M. et al. Counting the dead and what they died from: an assessment of the global status of cause of death data. Bulletin of the World Health Organization, Suíça, v. 83, n. 3, p. 171-180, 2005. 4 MENDONÇA, F. M.; DRUMOND, E.; CARDOSO, A. M. P. Problemas no preenchimento da Declaração de Óbito: estudo exploratório. Rev. bras. estud. popul., São Paulo , v. 27, n. 2, p. 285-295, 2010. Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME - Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837. Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. http://www.hospitaldebase.com.br/nhe À noite, nos finais de semana e feriados, o telefone do plantão da Vigilância Epidemiológica do município de São José do Rio Preto é (17) 3227-8814. Funfarme Notícias - Agosto - 2017 19


Revista Funfarme

ESPAÇO

A ASFF preparou para você, associado, uma programação especial. Confira, planeje-se e não fique de fora!

Clube ASFF reabre dia 15 de setembro após reformas

CONVÊNIOS A ASFF firmou convênio com as seguintes instituições:

Durante o inverno, foram suspensas as atividades para reformas e manutenções no Clube ASFF. Mas, a partir do dia 15 de setembro, o clube reabre. Leve sua família! Desfrute desse espaço que é seu!!!

• Ótica Irapuã acompanhe nas Feirinhas da ASFF • Restaurante Casa de Portugal Rua Antonio de Godoy, 5950 • Supermercados Porecatu novas lojas: Av. Estudantes, Av. Nossa Senhora da Paz e Rua Silva Jardim • Auto Posto Curva da Galinha Av. Dos Estudantes, 2496

Faça sua festa no Quiosque do clube Associado ASFF, você pode fazer sua festa de no Clube da ASFF! As comemorações são realizadas durante o horário de funcionamento do clube, no quiosque. O aluguel é de R$ 200,00 (duzentos reais). Para mais informações, entre em contato pelo telefone 3304-0925 e verifique as datas disponíveis. Contamos com mesa freezer e quiosque com churrasqueira.

Evento Solidário, 8 de outubro No dia 08 de outubro, o Clube da ASFF será sede de uma Festa Solidária para filhos de colaboradores da Funfarme! Faça sua inscrição da ASFF até o dia 29 de setembro. As inscrições são limitadas às crianças de até 12 anos, cada qual com adulto acompanhante. No caso de irmãos, o mesmo acompanhante para todos. As crianças contarão com um cardápio saboroso, animações, brincadeiras e muita diversão! Essa comemoração é gratuita, oferecida pela pequena Alice! Mais informações na ASFF: ramais 1512 / 1516.

Escolinha de Futebol Clube ASFF Os alunos do Projeto “Escolinha de Futebol ASFF” estão de uniformes novos! Preocupados com o bem estar e conforto de nossos alunos atletas, confeccionamos uniformes com tecidos flexíveis. A prática de esportes contribui para que as crianças façam mais amigos, integrando-se à sociedade, superem a timidez ou vergonha, trabalhem seus impulsos, ansiedade e aprendam a seguir regras, ser mais colaborativas e menos individualistas, entre outros benefícios. Conheça nosso projeto, leve seu filho ou filha para participar! A ASFF agradece a todos os envolvidos. Quando: sábado, das 8hs até 12hs. 20 Funfarme Notícias - Agosto - 2017

Providencie sua carteirinha! Associado ASFF, leve sua foto 3x4 e as de seus dependentes para emissão da carteirinha para que possa ter acesso a todos os benefícios de nossa Associação.

Revista hb agosto 2017