Page 1

FUNFARME n

o

t

Ano XIII / Nº 159 - Março - 2015

í

c

i

a

s

Funfarme é a primeira instituição do Brasil a disponibilizar exames de imagens nos smartphones e tablets

Médicos podem visualizar as imagens assim que os exames terminam em qualquer lugar do complexo hospitalar. O acesso pode ser feito, por exemplo, através de smartphones, ao lado do leito do paciente, ou utilizando um tablet, não importa onde estejam. Esta tecnologia oferece enorme benefício aos milhares de pacientes atendidos mensalmente pelo complexo Funfarme, pois agiliza o diagnóstico médico. Páginas 8 e 9


Funfarme

Editorial

Admirável mundo novo Recentemente, a Cisco Systems, uma das gigantes mundiais em soluções para redes e comunicações, com 47 mil colaboradores, divulgou o um estudo realizado em todo o mundo que conclui que daqui a apenas dois anos: - o tráfego global de dados móveis crescerá 13 vezes em relação a 2012; - haverá 5,2 bilhões de usuários móveis entre os 7 bilhões de habitantes no planeta; - haverá mais de 10 bilhões de dispositivos/conexões com a internet móvel; - as velocidades médias da rede móvel global aumentarão 7 vezes em relação a 2012. Acrescentamos mais um dado divulgado pela imprensa: hoje, a cada minuto são vendidos 140 smartphones no Brasil. Acreditamos que estes dados acima são suficientes para vermos o admirável mundo novo no qual ingressamos e um dos setores a serem mais favorecidos por estas fantásticas tecnologias de informação é, sem dúvida, a Saúde. Mas de nada adianta se nós não nos apropriamos delas em nosso benefício. Felizmente, a Funfarme tem justamente buscado apropriar-se das tecnologias, como mostra esta edição da nossa Revista. Há poucas semanas, nossa Fundação tornou-se a primeira instituição de Saúde do Brasil a implantar em todas as suas instalações um sistema tecnológico que permite aos nossos médicos o acesso, utilizando smartphones e tablets a imagens digitais obtidas por exames diagnósticos. E isto de forma instantânea, em qualquer lugar do complexo hospitalar. Repetimos assim o pioneirismo, pois em 2010 a Funfarme também foi a primeira instituição do Brasil a realizar uma informatização por completo, de uma só vez. Para termos melhor noção do impacto desta novidade, visualizem a cena. Paciente gravemente ferido dá entrada na emergência do HB. Imediatamente, é feita ressonância magnética e a imagem é vista pelo médico. Ele, no entanto, está no corredor do HCM, e, com base no que vê no tablet, auxilia seus colegas da emergência no diagnóstico, encaminhando o paciente ao centro cirúrgico. Diagnóstico rápido que, muitas vezes, pode representar a vida do paciente. Diretoria da Funfarme

Expediente Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XIII/ Nº 159 - Março - 2015 • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho • Vice-Diretor Executivo Funfarme: Dr. José Luís E. Francisco • Diretor Administrativo do HB: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Diretor Clínico: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Vice-Diretor Clínico: Dr. William José 2

Funfarme Notícias - Março - 2015

Duca • Diretor Técnico: Dr. Paulo Nogueira • Vice-Diretor Técnico: Dr. Maurício de Nassau Machado • Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Júnior • Diretor do Ambulatório: Dr. Aldenis Borim • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretoria de Transição do HCM: Dr. Antônio C. T. Gusson e Dra. Eloísa Galão

Produção Editorial:

Telefone: 17 3011-5435 Jornalista responsável: MTB 24.527 Estagiários: Carlos Cristal e Beatriz Menegildo Diagramação: Roger Goulart Impressão: Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares


Funfarme

Dr. Picollo e Dr. William Duca são reeleitos para a Diretoria Clínica, com votação expressiva Com uma importante participação do corpo clínico, em que 208 médicos votaram, Dr. João Fernando Picollo Oliveira e Dr. William José Duca foram reeleitos para mais um mandato de dois anos (2015-2017) à frente da Diretoria Clínica da Funfarme, como diretor e vice, respectivamente, em eleição realizada no dia 25 de março. Dr. João Fernando Picollo Oliveira possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Valença (1994), mestrado em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (2008), e residências em clínica médica (1999) e nefrologia (2002)pela Famerp Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto. É também coordenador da Organização de Procura de Órgãos (OPO). Dr. William José Duca foi graduado pela Fa-

Dr. João Fernando Picollo Oliveira e Dr. William José Duca, com o diretor executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, durante a eleição

culdade de Medicina de Marília (1996), com especialização em cirurgia geral (1998) e cirurgia digestiva (2000) pela Famerp e transplante de fígado pela Unicamp (2001). Possui também doutorado em Ciências da Saúde pela Famerp (2009). É médico do Departamento de Cirurgia Geral do HB e membro da Câmara Técnica Estadual para Transplante de Fígado.

Saiba o que compete à Diretoria Clínica O diretor e o vice-diretor clínico são os representantes do corpo clínico junto à Diretoria da Fundação. São também atribuições da Diretoria Clínica: 3 dirigir, coordenar e orientar o Corpo Clínico da instituição; 3 supervisionar a execução das atividades de assistência médica na instituição; 3 zelar pelo fiel cumprimento do Regimento Interno do Corpo Clínico da instituição; 3 promover e exigir o exercício ético da medicina; 3 zelar pela fiel observância do Código de Ética Médica; 3 observar as Resoluções do CFM e do Cremesp diretamente relacionadas à vida do Corpo Clínico da instituição.

Funfarme Notícias - Março - 2015

3


Funfarme

Funfarme passa a receber pedidos de liberação de documentos via internet Valendo-se da tecnologia e de que praticamente todos têm acesso à internet, a Funfarme criou um canal online para que os pacientes solicitem prontuários, exames e resultados de diagnósticos relativos a atendimentos sem que precisem ir até a instituição. A comodidade é estendida aos pacientes atendidos em todas as unidades do complexo hospitalar e beneficia, sobretudo, moradores dos municípios da região, poupando-lhes tempo e despesas com transporte e alimentação. Ao acessar a página “Solicitação de documentos”, basta seguir as instruções fornecidas. O documento fica pronto em até 12 dias. Se o paciente não tiver condições de retirá-lo, o site do HB disponibiliza modelo de procuração para que outra pessoa possa fazê-lo.

10.000

prontuários e exames médico são solicitados por ano à Central de Documentação.São papéis fundamentais para processos de aposentadoria, afastamento médico, auxilio doenças, renovação de benefícios, indenizações de acidentes de trânsito (DPVAT), seguros, processos judiciais, entre muitos outros.

4

Funfarme Notícias - Março - 2015

Para solicitar documentos, acesse www. hospitaldebase. com.br e clique “Solicitação de documentos”


Funfarme

Serviço via internet também beneficia Prefeituras O novo serviço via internet beneficia não só os pacientes como também as Prefeituras da região, que têm de investir recursos públicos para fretar ônibus para transportá-los até o complexo hospitalar. Para reduzir a ocupação dos ônibus, as prefeituras enviam funcionários que representam vários moradores para retirar os documentos. É o caso da Prefeitura de Santa Fé do Sul, distante 190 quilômetros de Rio Preto, que, ainda assim, envia diariamente, pelo menos, dois ônibus à Funfarme. Ângela Bertolo (foto ao lado) é uma das funcionárias que se revezam nas viagens semanais a Rio Preto e que entregam cerca de 250 solicitações por semana à Central de Documentação da Funfarme. Angela acredita que o novo canal de acesso pela internet irá reduzir ainda mais o número de moradores de Santa Fé do Sul que utilizam o transporte cedido pela Prefeitura. “É muito bom para os moradores, que não precisam viajar até Rio Preto para pedir ou pegar um documento, e ótimo para o município, pois serão menos pessoas viajando etalvez tenham que fretar menos ônibus, o que traz economia para a cidade”, afirmou Ângela.

entação m u c o D al de à sextaa d n A Centr u g , no a, de se funcion 7h às 16 horas de as -feira, d xo ao Hospital ne 01 prédio a fone é (17) 32 le te 5/ Base. O ais: 1232 / 179 m 5000, ra -mail é oe 5057, e ocumentacao@ ed centrald base.com.br. lde hospita

Os colaboradores da Central de Documentação Livia, Luciana, Ana Maria, Irian e José Victor

Setor da Funfarme é considerado referência para Federação dos Hospitais Cinco anos depois de entrar em operação, o Setor de Agendamentos Online da Funfarme tornou-se um caso de sucesso, reconhecido pelo setor hospitalar. Reflexo disso foi a visita, no dia 30 de março, das duas representantes da Federação de Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp), Maria de Fátima Conceição e Hermínia Maria Martins à Fundação especialmente para conhecer o setor. Elas foram recebidas pelo diretor executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, e o diretor do Ambulatório Geral de Especialidades, Dr. Aldenis Borin, que as acompanharam à Central de Gerenciamentos de Cotas e Agendas Online, setor informatizado em 2010 para agilizar os encaminhamentos feitos pelos 102 municípios da Divisão Regional de Saúde (DRS XV). Tamanha a eficiência do sistema desenvolvido pela Funfarme que serviu de modelo para outras instituições, como a Fundação Padre Albino, de Catanduva, por exemplo. “Esta e outras instituições passaram a utilizar o sistema Webcas, que permite o encaminhamento on line”, contou Rogério Mauri, diretor da empresa Licitec, que desenvolveu o softwa-

re utilizado na integração dos dados entre a Funfarme e as cidades. Fátima Teixeira, líder do Setor de Agendamentos Online da Funfarme, explicou às representantes da Fehosp o que motivou a Fundação a investir na tecnologia. “Havia a necessidade de otimizar o serviço, uma vez que atendemos mais de 100 municípios, e a internet nos proporciona isto. Na época, tomamos todas as medidas necessárias para que as Prefeituras pudessem se adaptar ao programa “gestão de agendas”. O resultado é que o processo que demorava mais de 40 dias hoje é realizado em 24 horas”, destacou.

Funfarme Notícias - Março - 2015

5


Funfarme

Samantha Melara passa a integrar coordenação da Gerência de Enfermagem com a enfermeira Edna Donizeti Para fortalecer ainda mais as ações da Gerência de Enfermagem da Funfarme/Hospital de Base, desde o dia 12 de março, a enfermeira Samantha Melara passa a dividir com sua colega Edna Donizeti a liderança desta área importantíssima para a instituição. Edna continua como responsável técnica perante o Conselho de Enfermagem, e agora conta com Samantha na coordenação de alguns setores do hospital (veja organograma abaixo). Edna atuou como gerente de enfermagem no HB entre os anos de 1997 a 2001 e retornou recentemente, em 2012. Ela descreve as principais funções desempenhadas: “Somos responsáveis pela elaboração e orientação das normas e GERÊNCIA DE rotinas da instituição aos ENFERMAGEM profissionais da enfermagem, dos quais avaliamos também o desempenho em suas atividades profissionais e definimos suas escalas de trabalho. Importante frisar que buscamos sempre propiciar o melhor ambiente de trabalho aos nossos colegas para que ofereçam o melhor atendimento posSUPERVISORAS DE sível à comunidade.” Samantha assume o ENFERMAGEM novo desafio amparada - Emergência SUS pela experiência de dois - Emergência Convênio anos de atuação na gerên- Hemodiálise cia de enfermagem. “Fiquei - Quimioterapia honrada em ter meu tra- Unidades de Internação balho reconhecido. Espero Convênio (3º e 6º) corresponder às minhas - UTI Convênio novas responsabilidades - Exames de imagem (SUS e como coordenadora”, disse Convênio) a enfermeira.

Organograma do Serviço de Enfermagem

6

Funfarme Notícias - Março - 2015

COORDENAÇÃO ENFERMAGEM

SUPERVISORAS DE ENFERMAGEM - Centro Cirúrgico -Central de Mat.Esterelizados - Centro Cirúrgico Oftalmo - Unidades de Internação SUS (2º, 3º, 4º, 5º, 6º e 8º andares) -Unidade de Transplante de Medula -UTIs SUS


Funfarme

Funfarme participa de programa mundial para garantir a segurança e o melhor atendimento do paciente Nem todos os colaboradores da Funfarme sabem, mas os hospitais da fundação integram, desde 2010, a Aliança Mundial para Segurança do Paciente, uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) que tem por objetivo fazer com que os hospitais reduzam ao máximo erros e ações que com “consequências negativas” durante o atendimento. Nesta página, você fica sabendo de algumas das muitas ações adotadas pela Funfarme para proporcionar o atendimento seguro e eficaz, como preconiza a OMS.

Para identificar corretamente os pacientes, foram implantados marcadores padronizados, tais como pulseira com nome completo, data de nascimento, nome da mãe e identificador de leito.

Para assegurar cirurgias com local de intervenção, procedimento e paciente corretos, é feito o checklist de cirurgia segura em todos os centros cirúrgicos e centro obstétrico.

A higienização das mãos é feita com o uso do álcool em gel ou com a lavagem antes e depois de qualquer procedimento para evitar infecções associadas aos cuidados de saúde.

Em caso de emergência, a ordem verbal do médico deve ser repetida em voz alta pela equipe de enfermagem para confirmar a informação e assim evitar erro na medicação e demais procedimentos.

Com as grades dos leitos elevadas, orientar ao paciente e a família e a prescrição de enfermagem de cuidados evita-se o risco de quedas e possíveis lesões ao paciente. Na emergência há identificadores coloridos conforme o risco.

Os medicamentos de alta vigilância são sinalizados com etiqueta vermelha, possuem identificação diferenciada na prescrição e sua listagem fica disponível no sistema MV.

Funfarme Notícias - Março - 2015

7


Funfarme

Imagens diagnósticas acessíveis aos médicos imediatamente e em qualquer lugar da Funfarme permitem oferecer atendimento mais rápido aos pacientes

A tecnologia permite situações como a da foto acima, em que o neurocirurgião Carlos Rocha e o residente Ricardo Caramanti analisam exame utilizando um tablet, no corredor de acesso dos elevadores

A Funfarme é a primeira instituição de Saúde do Brasil a implantar, de forma completa, em todas as suas instalações, um sistema tecnológico que permite a todos os médicos o acesso, utilizando dispositivos móveis (smartphones e tablets), a qualquer imagem digital obtida por exames diagnósticos, em qualquer lugar do complexo hospitalar. A Funfarme repete assim o pioneirismo, pois em 2010 foi também a primeira instituição do Brasil a realizar uma informatização por completo, de uma só vez.

O sistema permite que imagens digitais de raio X, tomografia, ressonância magnética, PET-CT, medicina nuclear, hemodinâmica, mamografia e ultrassons radiológicos, obstétrico e fetal possam ser acessadas pelo médico no mesmo instante em que o exame foi realizado, através do smartphone, tablet ou até em computador, não importa o local em que esteja no complexo hospitalar. Esta tecnologia oferece enorme benefício aos milhares de pacientes atendidos mensalmente pelo complexo Funfarme, pois agiliza o diagnóstico médico.

“Como referência na área da Saúde, a Funfarme busca sempre dispor da mais alta tecnologia para oferecer o melhor à população. Dispomos da internet de alta velocidade e aplicativos que nos possibilitam dar uma resposta mais rápida ao paciente, e o tempo é precioso quando se trata do bem estar, da vida das pessoas.” Dr. Horácio Ramalho, diretor-executivo da Funfarme, um entusiasta da nova tecnologia

Tecnologia elimina as distâncias No complexo que reúne o Hospital de Base, Hospital da Criança e Maternidade, Ambulatório Geral de Especialidades, Hemocentro e o Instituto Lucy Montoro, os médicos precisam vencer grandes distâncias para chegar aos pacientes. Ter o diagnóstico por imagem na palma da mão, portanto, é fundamental, como relata o médico residente da ortopedia Dr. Rafael Guirado. “É incrível podermos acessar um raio X ou qualquer outro exame enquanto estamos a caminho de onde está o paciente.” Agilidade e precisão são termos utilizados pelos médicos para descrever os benefícios do novo sistema implantado pela Funfarme. “Ganhamos agilidade e precisão no atendimento, principalmente porque temos todo o histórico do paciente e de casos semelhantes que podemos consultar”, completa Dr. Ricardo Rocha, colega de Dr. Guirado na residência da ortopedia.

8

Funfarme Notícias - Março - 2015


Funfarme

Sistema oferece vários recursos e ferramentas tecnológicas ao médico

Imagem obtida em exame do Pet-CT, que pode ser acessada pelo smartphone ou tablet

Sistema permite que médico acesse pelo aplicativo uma tomografia, com o laudo

50 terabites

é quantidade de informação que pode ser armazenada no servidor adquirido pela Funfarme especialmente para alocar as imagens de exames diagnósticos. Na foto ao lado, o analista de sistemas Thiago Soler, junto ao servidor, um dos mais modernos do mundo. Este servidor poderia armazenar...

...30 milhões de livros eletrônicos ...10 milhões de músicas ...2.000 filmes em blue-ray

O sistema oferece ao médico inúmeros recursos que o possibilitam analisar melhor, em detalhes, a imagem na tela do smartphone, tablet ou computador. O médico pode girar a imagem do osso, órgão ou qualquer estrutura para ver um detalhe e girá-lo 360 graus. Ele dispõe de uma “régua virtual” para medir a estrutura. No exame de tomografia computadorizada, o programa informa o perímetro e a densidade do órgão. “Além destes e muitos outros recursos técnicos, a tecnologia chama a atenção pela alta definição das imagens”, afirma o analista de sistemas Thiago Soler, do Setor RIS/PACS da Funfarme, responsável pelo desenvolvimento do projeto de implantação do sistema na fundação. Como cada exame resulta em várias imagens, o médico pode decidir se quer ver, na tela de seu dispositivo, uma, duas ou mais imagens, séries ou até mesmo estudos diferentes, possibilitando comparações com exames anteriores. E pode buscar um exame semelhante, disponível no banco de imagens da Funfarme. “É fantástico eu poder recorrer a vários outros casos clínicos semelhantes ao que está em minhas mãos, o que nos ajuda muito a ter um diagnóstico mais seguro”, afirma Dr. Erlon Menezes, residente da clínica. Não são somente as imagens a que se tem acesso através do sistema. Junto com o resultado do exame, está o laudo do médico radiologista e todos os documentos referentes ao paciente, imprescindíveis para o diagnóstico final.

Funfarme Notícias - Março - 2015

9


Funfarme

Funfarme investe na formação de colaboradores e oferece cursos de capacitação em diversas áreas Um dos diferenciais da Funfarme é apostar na capacitação de seus profissionais para oferecer o melhor serviço possível à comunidade. Com este objetivo, diversas áreas e setores de todo o complexo passam por treinamentos o ano todo na Fundação. Acompanhe alguns exemplos nesta e na próxima página.

Líderes e responsáveis por setores no HCM recebem capacitação profissional A fim de estimular o desenvolvimento dos responsáveis e líderes de setores do HCM, o hospital está oferecendo um curso de capacitação a eles. Serão vários encontros durante o ano para melhorar ainda mais o desempenho destas lideranças e, consequentemente, de toda equipe multidisciplinar. “Nosso intuito é fortalecer o ambiente de trabalho, demonstrando novas condutas no exercício da liderança, melhorar o clima organizacional e motivar o trabalho em equipe entre os profissionais”, explicou a responsável pelas aulas, Cristiane Bussolote.

Novos terceirizados passam por integração e treinamentos Os novos colaboradores terceirizados da Funfarme foram recepcionados pelo superintendente Administrativo, Osmar Silva, e passaram por integração e treinamento no dia 12 de março para conhecer a instituição e suas normas e padrões de prestação de serviço. O coordenador de comunicação, Luís Fernando Neves, iniciou com o tema "Conhecendo melhor o Complexo Funfarme", em seguida, os técnicos de Segurança do Trabalho, Aldeci Donizeti e Renata Fleming falaram sobre as normas de segurança e as responsáveis pela Hotelaria, Silvia Kawata e Andreza Rocha, abordaram o tema "Hospitalidade". "Esse encontro é uma maneira de recebermos esses novos colaboradores de um jeito diferente para que conheçam a cultura organizacional da Funfarme e nosso modo de atender a comunidade”, concluiu o superintendente Osmar.

Colaboradores atualizam conhecimento sobre exposição segura à radiação Em fevereiro, os profissionais de radioterapia da Funfarme tiveram um curso de atualização de conceitos e segurança, ministrado pelo médico Vitor Marineli, da empresa MRA. “A importância do treinamento, além de ser uma exigência legal, é oferecer aos profissionais novidades em relação à segurança da radiação ionizante dentro da instituição, desde a utilização de técnica, dosagem, segurança dos pacientes e acompanhantes’’, explicou Vitor Marineli,

10 Funfarme Notícias - Março - 2015


Funfarme

Programa busca a excelência no trabalho dos profissionais do Serviço de Higiene e Limpeza Fundamentais para a segurança de colaboradores, pacientes, enfim, para as milhares de pessoas que convivem diariamente no complexo Funfarme, os cerca de 300 profissionais do Serviço de Higiene e Limpeza (SHL) e de empresas terceirizadas estão participando por um treinamento inédito na instituição. A Funfarme considera tão importante o treinamento, chamado de “Programa de Excelência na Limpeza para Saúde e Excelência para Segurança do Paciente”, que faz questão que todos os colaboradores participem. O treinamento é amplo, incluindo não só as atividades de limpeza, como também higiene pessoal, prevenção de infecções geradas pela limpeza e manejo correto do lixo e até tópicos relacionados à postura profissional, como abordagem ao cliente e noções sobre ergonomia (leis e normas do trabalho).

O diretor-executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, e lideranças da fundação fazem a abertura do Programa, assistidos por colaboradoras da limpeza e outros setores da instituição

“Mesmo tendo muito tempo de profissão, descobri que tenho muito a aprender. O curso é excelente, ajuda a diminuir os erros, que muitas vezes passavam despercebidos.” Ester Ferreira, 17 anos de profissão

“Vimos o quanto é importante ter compreensão e paciência para transmitir segurança e respeitar a condição dos pacientes.” Zélia Madalena da Silva, 21 anos de profissão Zélia, Ester e Ivete, auxiliares de limpeza da Unidade de Transplante de Células Tronco e Hemapoéticas

“Precisamos ter mais treinamentos como este. A tendência é só melhorar.” Ivete Cunha, 21 anos de profissão

Funfarme Notícias - Março - 2015 11


Funfarme

HB é o primeiro grande hospital do Brasil a adquirir modernos aparelhos de esterilização de endoscópios O HB foi o primeiro grande hospital do Brasil a adquirir sete dos mais modernos equipamentos de esterilização de endoscópios, que já estão em funcionamento desde o início de março. Com controle totalmente digital, a esterilização dos endoscópios irá permitir melhorar ainda mais o atendimento à população que precisa fazer os exames de endoscopia e colonoscopia, uma vez que a esterilização dos equipamentos feita pelas máquinas é mais rápida e eficiente que o processo manual. Dos sete equipamentos, um é mantido como reserva, sendo usado somente quando as outras máquinas precisam ser reabastecidas com os produtos específicos.

Emergência do HB ganha aparelho de raios X móvel 100% digital, o aparelho permite que o médico tenha acesso ao resultado do exame na tela em tempo real, o que agiliza o atendimento do paciente, em caso de emergência, uma vez que o equipamento vai até o leito para realizar o exame. Como o aparelho também está conectado via wi-fi, assim a imagem pode ser acessada pelo médico de qualquer lugar, inclusive pelo smartphone, tablet ou notebook. Essas imagens são arquivadas junto ao prontuário do paciente e ficam disponíveis para acesso dos médicos não só em computadores, mas também em aplicativos como smartphones e tablets. “Ter o resultado do exame de imagem imediatamente faz toda a diferença. Além do acesso imediato, dispomos de um aparelho de raios X portátil, conectado via wi fi, que permite vermos as imagens já no momento em que o paciente está sendo submetido ao exame, permitindo a nós decidir logo como agir”, comentou Dr. Paulo Spada, chefe da Emergência do HB.

Administração do Ambulatório realiza reunião bimestral com líderes

Líderes reúnem-se para discutir problemas e soluções dos setores 12 Funfarme Notícias - Março - 2015

A cada dois meses reuniões são realizadas com lideranças e colaboradores do Ambulatório Geral de Especialidades. Sempre com a presença do Dr. Aldenis Borim, diretor do Ambulatório, e do Dr. Horácio Ramalho, diretor-executivo da Funfarme, a reunião tem por objetivo discutir problemas e pendências dos setores, assim como planejar orçamento e analisar projetos e obras. A distribuição dos equipamentos e a parte de finanças e economia também são assuntos frequentes. “A reunião é importante para aproximar as lideranças com a diretoria, diminuindo a distância entre ela, líderes e colaboradores. Acelera processos e diminui a burocracia na hora de resolver problemas”, explicou Dr. Aldenis.


Funfarme

Meu Setor

As auxiliares de compras Francislene e Fabiana e a líder do Núcleo, Vânia Valdastri

Núcleo de Contratos da Funfarme ganha novo status para se tornar mais ágil e eficaz Em setembro de 2014, foi criado na Funfarme o Núcleo de Contratos, que passou a ter status de setor. Até então, ele estava ligado diretamente ao Departamento de Compras. A criação do Núcleo surgiu da necessidade dos colaboradores deste importante setor terem maior autonomia nas resoluções dos contratos. Com esta mudança, a Superintendência Administrativa espera que o novo Setor seja mais

integrado com a Administração, o Financeiro, o Jurídico e a Contabilidade, áreas estratégicas cujas atividades do Núcleo de Contratos são interligadas e interdependentes. A Diretoria Executiva da fundação reservou então uma sala ao lado da Central de Agendamento de Exames, no térreo do prédio anexo ao HB, que abriga também Recursos Humanos, Departamento Pessoal, Jurídico, Financeiro e outros importantes setores.

Atualmente o Núcleo de Contratos é responsável pela gestão de 244 contratos de compra de materiais, medicamentos e insumos hospitalares, bem como por todos os contratos de prestação de serviços de manutenção de equipamentos, predial e de terceirizadas, que realizam serviços de higiene e limpeza, vigilância e segurança patrimonial para o complexo Funfarme. O Núcleo de Contratos também é responsável por todo processo de importação, desembaraço e despacho de itens importados para a fundação. A atenção aos detalhes, a organização e a disciplina são, portanto, requisitos imprescindíveis para agora líder de Setor, Vânia Valdastri , e as assistentes administrativas Fabiana Santos e Francislene Munhoz . “Nosso trabalho exige muita atenção. Nunca podemos nos descuidar”, afirmam as colaboradoras. Indício de que concentração é tudo no Núcleo de Contratos é o silêncio que domina o ambiente a qualquer hora do dia. “Emitimos também as ordens de compras de materiais hospitalares e medicamentos”, destaca Fabiana Santos. Também cabe ao Núcleo de Contratos receber e checar as cerca de 400 notas fiscais emitidas para a Funfarme ao longo do mês. Agora compreende-se porque a proximidade com Administração, Financeiro, Jurídico e Contabilidade é tão importante, afinal, destes outros setores depende também a estrita obediência do que determinam os contratos.

Funfarme recebe visita de conceituado microbiologista holandês A Funfarme recebeu, no dia 18 de março, a visita do Professor e Dr. Henk Busscher, da Faculdade de Medicina de Groningen, da Holanda. Conceituado pesquisador da área microbiológica, Henk veio ao Brasil participar, no último dia 17 de março, do 1º Simpósio Internacional de Microbiologia da Famerp, e fez questão de conhecer o complexo hospitalar Funfarme, quando foi recebido pelo Vice-Diretor Executivo, Dr. José Luis Esteves, Diretor Administrativo do Hospital de Base, Dr. Jorge Fares e a Dra. Margarete de Almeida, do Departamento de Microbiologia da Famerp. O professor holandês é um dos parceiros internacionais da Funfarme na pesquisa de biofilmes, micro-organismos

que se juntam em uma comunidade e passam a ter resistência a antibióticos e antivirais. “Ele criou e patenteou um aparelho que ajuda a entender melhor essas formas de vida e trouxe muito conhecimento aos participantes do Simpósio”, comentou Dra. Margarete de Almeida, do Departamento de Microbiologia da Famerp. Funfarme Notícias - Março - 2015 13


Funfarme

Salvando vidas no mundo todo

HCM renova parceria com fundação americana O Serviço de Cirurgia Cardiovascular Pediátrica do HCM renovou sua parceria com a Children’s HeartLink Foundation, organização mundial que promove o intercâmbio entre instituições médicas de vários países visando a melhoria das técnicas cirúrgicas e dos tratamentos das cardiopatias congênitas e problemas de coração em bebês e crianças. A parceria, em curso desde 2009, foi renovada durante a visita de representantes do Boston Children’s Hospital, da Universidade de Harvard (EUA), referência mundial em cirurgia cardíaca pediátrica. Dra. Kathy Jenkins, vice-presidente do Boston Children´s Hospital, a enfermeira educacional da UTI Cardiopediátrica deste hospital, Toni Imprescia, e a gerente administrativa, Chris Couser, conheceram o Hospital da Criança e Maternidade e analisaram com a equipe multidisciplinar do Serviço de Cirurgia Cardiovascular Pediátrica o banco de casos clínicos da instituição e os avanços e resultados obtidos com a parceria. Ao final da visita, eles se reuniram com diretores da Funfarme.

“Estas informações são enviadas pela internet aos profissionais do Boston Children's Hospital, que as analisam e, se houver necessidade, colaboram com sugestões para a maior eficácia dos tratamentos oferecidos aos nossos pacientes.”

Através do intercâmbio viabilizado pela Children’s HeartLink Foundation, o Hospital da Criança e Maternidade participa do banco de dados mundial, que reúne informações dos pacientes operados em todos as instituições dos cinco continentes participantes do programa.

Ulisses Croti, cirurgião cardíaco pediátrico

Psicologia da Funfarme destaca-se com 2 trabalhos em Simpósio Internacional O setor de psicologia da Funfarme participou do “II Simpósio Internacional de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde”, nos dias 6 e 7 de março, no Hospital de Câncer de Barretos. No evento, foram apresentados dois pôsteres: “Qualidade de vida de mulheres com câncer de mama em quimioterapia neoadjuvante”, de autoria da psicóloga Ana Márcia Sanches e Dra. Neide Aparecida Micelli Domingos, e “Intervenção Psicológica na Unidade de Mastologia”, apresentado por Ana Márcia e pelo Dr. Nelson Iguimar Valério.

14 Funfarme Notícias - Março - 2015evereiro - 2015


Hospital de Base

20 de Março – Dia Nacional da Atenção à Disfagia

Profissionais do HB participam de palestra sobre disfagia, distúrbio pouco conhecido, mas que atinge 16% da população Embora seja um problema que atinja, no mínimo, 16% da população e tenha até um dia no calendário, a disfagia não é muito conhecida pela população e até por muitos profissionais de saúde. Para marcar o Dia Nacional da Atenção à Disfagia (20 de março), o Hospital de Base promoveu uma palestra sobre a disfagia, como é conhecida a dificuldade para engolir alimentos, líquidos ou saliva. A palestra foi proferida pela fonoaudióloga do HB Bárbara Caroline Brandão (foto ao lado) a seus colegas e também nutricionistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais da instituição. No Hospital de Base, fonoaudiólogos avaliam diariamente pacientes no leito. Além disso, as profissionais da área de disfagia realizam exames objetivos (nasoendoscopia da deglutição e deglutograma). O ambulatório de disfagia funciona às terças-feiras, a partir das 8 horas, na sala de diabetes.

Saiba mais sobre o distúrbio

Quem pode ter disfagia? Pode ocorrer em qualquer idade, desde bebês prematuros a idosos.

Por quê é importante dar atenção à disfagia? Ela aumenta o risco de pneumonia aspirativa, desnutrição e desidratação. Também estende o tempo de internação, aumentando o risco de infecções e os custos hospitalares. Como tratá-la? O fonoaudiólogo é o profissional habilitado a avaliar a deglutição orofaríngea para identificar quais alterações existentes e se há possibilidade de alimentação por boca de forma segura.

Quem tem disfagia • 50% dos pacientes com AVC • 85% dos pacientes com paralisia cerebral • 52% dos pacientes com doenças degenerativas • 45% dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço

Médico belga e colegas da Funfarme/Famerp discutem novas técnicas para tratar de diabéticos com problemas de circulação A Funfarme recebeu, 6 de março, a visita do médico Marc Bosiers, cirurgião vascular e chefe do Departamento de Cirurgia Vascular do Hospital A.Z. St. Blasius, da Bélgica. Ele foi o convidado do 1° Simpósio de Cirurgia Endovascular Arterial de Membros da Funfarme, em que médicos, residentes e docentes da Funfarme/Famerp discutiram técnicas cirúrgicas com o uso de novos equipamentos para evitar a falência (gangrena) dos tecidos das pernas de diabéticos que, devido à doença, têm problemas de circulação nas extremidades do corpo. As técnicas são viabilizadas pelo uso de stents e sistemas de fechamento de vasos, o que permite que o procedimento cirúrgico seja feito em 30 minutos, em média, tempo oito vezes menor do que o de cirurgias convencionais. “Além de, naturalmente, o procedimento ser menos traumático, o tempo de recuperação também é reduzido, o

que beneficia muito o paciente”, ressalta Dr. Daniel Miquelin, chefe do Departamento de Cirurgia Vascular do Hospital de Base de Rio Preto. Funfarme Notícias - Março - 2015 15


Funfarme

Funfarme e Famerp realizam exames preventivos no Dia Mundial do Rim

Para marcar o Dia Mundial do Rim, 12 de março, e alertar a população da importância da prevenção contra as doenças renais, o HB e a Famerp realizaram, de forma gratuita, exames preventivos em 180 pacientes que passaram pelo saguão da Emergência do HB, durante o dia. Dos atendidos, 35 foram encaminhados a uma unidade de saúde, por apresentarem indícios de complicações renais. Cerca de 20 médicos e enfermeiros e 50 alunos de medicina e enfermagem se revezaram no atendimento. Eles fizeram exames de urina, aferição de pressão arterial, alteração da glicemia e de medidas antropométricas. Além dos exames, foram entregues panfletos informativos às pessoas que passavam pelo local.

“A Funfarme está sempre empenhada em realizar diversos tipos de mutirões que agilizam as filas de espera e dão mais tranquilidade e qualidade de vida aos pacientes. Durante o ano, realizamos em diversas áreas, desde exames a cirurgias.” Dr. Horácio José Ramalho, diretor executivo da Funfarme

Entre os pacientes atendidos, o jovem Leandro Augusto Dias, de 28 anos, era um dos que mais aguardaram pelos resultados dos exames, pois em sua família há pessoas com problemas renais. “Minha mãe já teve problemas nos rins. Vi muito bem o transtorno que foi. Estava de passagem pelo hospital e resolvi fazer os exames. Desta vez não foi encontrada nenhuma alteração, mas por ter familiares com doenças mais graves, vou sempre recorrer a exames’’, disse Leandro.

Hospital de Base adquire novo aparelho de ressonância magnética e realiza mutirão em pacientes com prioridade O Hospital de Base de Rio Preto adquiriu o mais moderno aparelho de ressonância magnética existente no mercado, em um investimento de R$ 2 milhões. Com a aquisição do aparelho, foi realizado em março um mutirão de exames de ressonância para pacientes com diagnóstico de câncer. Foram feitos 123 exames em 93 pacientes do Instituto do Câncer que estavam na fila. Segundo Dr. José Roberto Ferraz Filho, chefe do Serviço de Ressonância Magnética do HB, realizar o exame o quanto antes é fundamental, pois, através dele, são avaliadas a evolução do paciente e se o tratamento está surtindo efeito. Assim, eventualmente, são feitas mudanças que tornam o tratamento mais eficaz’’, explica o médico. O aposentado Jair Souza, de 74 anos, foi um dos pacientes atendidos no mutirão. ‘’Eu estava aguardando há algumas semanas este exame para dar continuidade ao tratamento. É bom saber que o hospital está tomando todas as medidas possíveis para agilizar o nosso atendimento’’, comentou Jair. 16 Funfarme Notícias - Março - 2015


Funfarme

8 de março - Dia Internacional da Funfarme realiza programação especial para suas colaboradoras Como parte das comemorações do Dia Internacional da Mulher, a Funfarme promoveu atividades voltadas para suas colaboradoras. Durante os dias 9 e 10 de março foram realizadas aulas de yoga e zumba. O encerramento do evento ficou por conta da palestra sobre o tempo da mulher na sociedade

moderna. A professora de ioga Anna Siqueira ressaltou que os exercícios são importantes para reequilibrar a mente e o corpo. ‘’A prática incentiva o relaxamento e a concentração, diminuindo a ansiedade e possíveis dores, principalmente nas costas e nas pernas’’, explicou Anna.

A aula de zumba foi para dançar, queimar calorias e se divertir. O professor Well Oliveira explicou que qualquer pessoa, de qualquer idade, pode praticar os exercícios aeróbicos. ‘’A dança deixa as pessoas mais animadas e motivadas para o trabalho’’, ressaltou o professor.

Para Juliane Ferreira, da UTI Cardio do HB (na foto, de azul), a primeira experiência com o ioga a fez sentir-se muito melhor e renovada. ‘’Nunca havia participado de uma aula de ioga. Traz uma paz interna e um relaxamento muito bom. Aprendemos alguns exercícios para realizarmos até mesmo em nossa casa’’, comentou. Maria Alice dos Santos, do faturamento do SUS, era uma das colaboradoras mais animadas. Aos 51 anos, ela participou de uma aula de zumba pela primeira vez. ‘’Eu já tinha ouvido falar de zumba, inclusive algumas amigas frequentam aulas, mas participar mesmo foi a primeira vez. Acredito que toda forma de exercitar o corpo é bem vinda, ainda mais dançando’’ disse a colaboradora.

Palestra enfoca o papel da mulher moderna

O papel da mulher moderna no cuidado com os filhos, a família e o trabalho foi o tema da palestra de encerramento do evento, apresentada pela psicóloga e psicoterapeuta Karina Younan. “É importante a mulher olhar para dentro de si e se avaliar visando evitar o sacrifício da própria felicidade para atender as exigências da sociedade.”

Funfarme Notícias - Março - 2015 17


Perfil

Funfarme

Paixão pelo que faz

Biblioteca Dicas de livros da “Biblioteca Dr. José Paulo Cipullo”, situada no térreo do HB. Colaboradores, pacientes e acompanhantes podem retirá-los. Informações no ramal 1843.

90 livros clássicos para apressadinhos De Henrik Lunge

Tranquilidade e paciência são as palavras que definem bem Flavio Cristiano Tasso, mais conhecido pelo seu sobrenome, Tasso. Aos 37 anos, ele é o chefe do Setor de Operacionais do HCM, responsável por organizar equipamentos, materiais e equipe, zelando pelo bom funcionamento da instituição. Quando ingressou, em 2003, ainda no Hospital de Base, Tasso era auxiliar operacional. No entanto, jamais deixou de buscar formação visando crescimento pessoal e “Gerenciar uma equipe profissional. Investiu em curso de técnico com várias personalidades em enfermagem e fordiferentes não é algo fácil, mou-se em educação física. por isso mantenho sempre Tasso bem que teno bom humor! Todos os tou exercer a profissão de professor simultadias, venho de Neves neamente ao seu traPaulista, onde moro, para balho no HB, mas a personalidade calma Rio Preto feliz porque irei o fez desistir. “Apetrabalhar aqui. O motivo sar de gostar de jogar vôlei e de ter bom reda dedicação ao trabalho, lacionamento com as além do reconhecimento crianças, acabei não me dando bem com a da instituição, é perceber rotina muito agitada. que o paciente deixa o Preferi dedicar-me somente ao hospital, asHCM satisfeito com o sim faço só uma coisa, tratamento.” porém, bem feita.” Inerente à sua personalidade está o senso de economia e bom uso de tudo, inclusive o que nos últimos tempos constatamos ser muito preciosos: energia e água. Assim, em sua rotina diária, incluía o hábito de apagar as luzes e fechar torneiras. E o que era hábito tornou-se mais uma atividade que o chefe do Setor de Operacionais exerce no HCM e – faz questão de ressaltar – com muita alegria e satisfação. Todos os dias, pontualmente às 9 horas da manhã, Tasso dedica-se a percorrer os oito andares do hospital, conferindo se há luzes acesas e vazamentos, entre outros desperdícios.

18 Funfarme Notícias - Março - 2015

Um livro sobre os melhores livros já escritos. Clássicos da literatura que você precisa conhecer. E, se você ainda não conhece, essa é sua chance de ler todos eles de uma vez. Mas, se já leu, pode lê-los de novo e testar sua memória. Em quatro quadrinhos, você saberá toda a trama de cada título e poderá ler 90 livros em algumas horas. Ótimo para apressadinhos e para qualquer um que ame os livros.

Não conte a ninguém De Harlan Coben

Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que aparentemente só pode ter sido enviado por sua esposa.

Por mais um dia De Mitch Albon

Conta a trajetória de Charles Benetto, um ex-jogador de beisebol arrasado pelo destino e por seus fantasmas interiores. Desiludido e tomado por uma profunda tristeza, Charles decide morrer para dar fim ao sofrimento, mas acaba tendo uma incrível surpresa: sua mãe, já falecida, reaparece agindo como se nada tivesse acontecido.


Funfarme

Colegas contam o que fazem para consumir menos água, energia... A Diretoria da Funfarme convidou os colaboradores a contarem o que fazem para reduzir o consumo de energia, água e tudo mais que, na maioria das vezes, com ações simples, podemos consumir menos. Nesta edição, cinco colegas dão suas dicas. Faça o mesmo! Consuma menos e conte aqui sua história!

Chuveiro queimou... e daí?

De copinho em copinho...

Não está usando? Tira da tomada Maria Adélia (à esquerda) e Maria de Fátima, do Registro Hospitalar de Câncer

“Em dezembro, nosso chuveiro queimou. Decidi não comprar outro e, desde então, eu e meus dois filhos tomamos banho sem água quente. No calor de Rio Preto, não tem problema. A conta caiu de 80 para 30 reais, em média. No meu setor, tenho meu próprio copo e, ao sair, procuro desligar as luzes, TV e o ar condicionado.”

“Acostumei-me a retirar as tomadas dos equipamentos e aparelhos que não estão sendo utilizados, inclusive, a televisão. Às vezes as pessoas não sabem, mas eles consomem energia, mesmo não estando ligados. Também sempre apago as luzes ao sair dos ambientes. Economizo energia e minha conta passou a ficar mais barata. E faço o mesmo no hospital.” Eliane Neves da Silva, colaboradora da recepção do HCM

Jane Costa, colaboradora da farmácia do HCM

“Há três anos, passei a tomar água em uma garrafinha. Descobri que, além de conseguir ingerir muito mais água durante o dia, também economizaria copos. Já a Maria de Fátima trouxe um copo de casa de meio litro, assim, conseguimos eliminar praticamente o uso de copos no setor. Usamos os copos só para tomar café e chá, assim, gastamos um pacote com 100 unidades a cada seis meses. Uma sugestão para economizar energia é desligar os monitores durante horário de almoço.” Maria Adélia Vasconcellos Inacio

“Minha xícara, minha cara!”

Lâmpadas acesas sem necessidade “Ficava incomodado ao ver a lixeira cheia de copinhos ao final de todo dia. Decidi então usar sempre o mesmo copo ou trago uma garrafinha para evitar os copos descartáveis, uma vez que vivemos em um planeta onde muito se gasta e pouco se repõe. Se forem utilizar o copo descartável, sugiro que usem o mesmo durante uma semana marcando-o com o seu nome a caneta. Pensem: agindo assim, num setor com 10 pessoas, serão utilizados 10 copos em vez de 250 por semana, no mínimo! Vejo aqui também muitas lâmpadas acesas sem necessidade. Ao sair do ambiente, desligue, e estaremos colaborando para o hospital e utilizando menos recursos naturais.” Fabio André de Freitas, recepcionista da Emergência dos Convênios

“Gosto de tomar café pela manhã e depois do almoço, mas como sou uma pessoa detalhista e que gosta de tudo personalizado, comecei a trazer minha xícara de casa. Com o tempo, repensei o fato de usar xícara, mas continuar usando copos plásticos. Me senti desconfortável com a situação e decidi comprar um copo com a minha cara! Agora quase não uso mais copos descartáveis, e quando preciso, procuro sempre reutilizá-lo.” Maria Juliana Fim Colombo, Colaboradora do Faturamento

Funfarme Notícias - Março - 2015 19


SÍFILIS

Funfarme

O que é? Doença infecciosa de evolução crônica, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode ser em três fases diferentes: sífilis primária, secundária e terciária. Os sintomas ocorrem nas duas primeiras fases, período de maior contágio. Na terceira fase pode não apresentar sintomas. Sífilis congênita: transmissão gestacional da doença de mãe para filho. Pode causar má-formação, aborto ou morte fetal. Sintomas - Na fase primária: pequenas feridas nos órgãos genitais (cancro duro) que desaparecem espontaneamente, gânglios aumentados. A fase secundária: 6 semanas a 6 meses após cancro duro. Manchas vermelhas (pele, mucosa da boca, palmas das mãos e plantas dos pés); febre; linfonodos. Podem regredir sem tratamento e a doença continua no organismo. Na terciária: após 10 a 20 anos da primária comprometendo o sistema nervoso central e o sistema cardiovascular. Congênita: má-formação do feto, pneumonia, feridas no corpo, alterações nos ossos, no desenvolvimento mental, cegueira, aborto ou morte fetal. Prevenção: uso de pre-

servativos nas relações sexuais

Transmissão: A sífilis é

transmitida por meio das relações sexuais desprotegidas, das transfusões de sangue e da mãe para o filho em qualquer fase da gestação ou no momento do parto (sífilis congênita).

Tratamento: com antibióticos, especialmente penicilina com seguimento para avaliação clinica e laboratorial, sendo estendida aos parceiros sexuais. Gestantes e Recém nascido – penicilina e para evitar a reinfecção da gestante tratar o parceiro.

Fonte: http://drauziovarella.com.br/sexualidade/sifilis/ - http://www.cve.saude.sp.gov.br/htm/outros/CVE12_GUIA_VE_ATUALIZADO.pdf http://www.aids.gov.br/pagina/sifilis Casos de Sífilis (Adquirida, Gestante e Congênita) notificadas por Unidades de Saúde (US) em municípios do GVE 29 de São José do Rio Preto distribuídos por ano e US no período de 2012 a 2014.

2012

Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificadas no NHE/HB/FUNFARME no período de janeiro a 15 de março 2015.

2013

2014

Fonte: SINAN net - GVE29 SJRP

Alerta – Dengue !!! Aumenta o número de casos confirmados em São José do Rio Preto, 1361casos confirmados no município sendo 221 confirmados no HB até 15/3/2015 – atualizado no Dengue online no dia 24/03/2015 às 11:00 horas, dados provisórios sujeitos à alterações. Lembrando aspectos importantes: - Doença de notificação compulsória. - Diagnóstico: Sorologia ELISA IgM - Coleta a partir do 6º dia do início dos sintomas. (Observação: NS1 Ag apenas para pacientes internados, preferencialmente, nos 3 primeiros dias de sintomas) - Atenção para sinais de alarme: dor abdominal intensa e contínua, ou dor a palpação do abdômen, vômitos persistentes, acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, pericárdico), sangramento de mucosas, letargia ou irritabilidade, hipotensão postural (lipotimia), hepatomegalia maior do que 2 cm e aumento progressivo do hematócrito.

* Dados provisórios, investigação em andamento. Dados provisórios até 15 fevereiro 2015 Not. (notificados) - Conf. (confirmados) - ** SRAG internados Fonte: SINAN Net-FIN-FIE - Planilhas de acompanhamento - Dengue, Influenza online/NHE/HB/FUNFARME

DENGUE - Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME - Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837 HTTP://www.hospitaldebase.com.br/nhe - Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. À noite, nos finais de semana e feriados, o telefone do plantão da Vigilância Epidemiológica do município de São José do Rio Preto: 17 - 99784-8863 20 Funfarme Notícias - Março - 2015

Revista hb março 2015  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you