Page 1

FUNFARME n

o

t

Ano XIII / Nº 158 - Fevereiro - 2015

í

c

i

a

s

INCENTIVO a EDUCAcaO

COLABORADORES RECEBEM 2.000 KITS ESCOLARES

Num momento em que o Brasil precisa tanto de investimentos na educação, a Funfarme vem, a cada ano, ampliando um benefício precioso a seus colaboradores: os kits escolares, entregues durante o mês de janeiro. A novidade em 2015 é que colaboradores de empresas prestadoras de serviço à Fundação também passam a receber os kits. Páginas 10 e 11


Funfarme

Editorial

Educação é tudo! “A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida.” A frase do filósofo e pedagogo americano John Dewey não é exagero. Educação é tudo na vida... na vida das pessoas e na vida de um país. Está claro que para as pessoas terem vida digna é condição primordial que tenham boa educação escolar. O grande mestre Paulo Freire, educador, filósofo e patrono da Educação Brasileira, nos ensinou que a educação é primordial para formar um indivíduo independente, com condições de construir a sua história e (importantíssimo, sobretudo, no atual momento) ser crítico em relação ao que ocorre no Brasil e agente transformador também da história de seu país. É com base nestas premissas que a Funfarme, a cada início de ano letivo, entrega a todos os colaboradores kits escolares para seus filhos. Este ano, estendemos o benefício aos colaboradores de empresas prestadoras de serviço à nossa fundação. Como você poderá ler na reportagem desta edição, a entrega de um kit escolar que, a princípio, pode parecer uma ação simples, é um benefício enorme para os colaboradores, permitindo, inclusive, a alguns estudar. Uma boa base educacional, mais do que nunca, tem sido fundamental para que, lá na frente, o jovem consiga conquistar a tão almejada vaga numa instituição de ensino superior referência, de renome, que lhe dará a

formação necessária para tornar-¬se profissional diferenciado em plenas condições de conquistar o emprego em organizações e instituições referenciadas. Foi com esta sensação que 388 jovens iniciaram, este mês, o último estágio de formação profissional na Funfarme, como você lerá nas páginas 4 e 5. Nossa fundação já se consolidou como uma das principais referências em ensino, pesquisa e assistência na área da Saúde no Brasil. Prova disso é que temos aqui jovens de 20 Estados brasileiros atuando aqui. Gratificante ver que, concluída sua formação, muitos jovens retornam às suas cidades de origem ou vão mesmo para outras regiões do país, levando o conhecimento e a experiência adquiridos em nossos hospitais, o que certamente beneficiará as populações – por vezes, carentes – daquelas localidades. É o que está acontecendo agora com alguns dos jovens médicos que terminaram seu ciclo no Hospital da Criança e Maternidade (páginas 6 e 7). Além de investir na educação, a Funfarme colabora para que tenhamos um Brasil melhor ao implementar ações que visem colaborar para reduzir o consumo de energia e de água, como vimos nas últimas edições desta Revista e conferimos nas páginas 12 e 13. Como você concluirá, temos sim razões para comemorar o Dia Mundial da Água. Boa leitura.

Diretoria da Funfarme

Deputado Sinval Malheiros visita HB e diz que irá buscar recursos para a instituição No dia 13 de fevereiro, o Hospital de Base recebeu a visita do deputado federal Dr. Sinval Malheiros. Ele foi recebido pelos diretores da instituição e durante a visita o deputado se comprometeu com a Funfarme na busca de recursos e melhorias na área da saúde.

Expediente Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XIII/ Nº 158 - Fevereiro - 2015 • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho • Vice-Diretor Executivo Funfarme: Dr. José Luís E. Francisco • Diretor Administrativo do HB: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Diretor Clínico: Dr. João Fernando 2

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

Picollo de Oliveira • Vice-Diretor Clínico: Dr. William José Duca • Diretor Técnico: Dr. Paulo Nogueira • Vice-Diretor Técnico: Dr. Maurício de Nassau Machado • Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Júnior • Diretor do Ambulatório: Dr. Aldenis Borim • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretoria de Transição do HCM: Dr. Antônio C. T. Gusson e Dra. Eloísa Galão

Produção Editorial:

Telefone: 17 3353-2083 Jornalista responsável: MTB 24.527 Estagiários: Carlos Cristal e Beatriz Menegildo Diagramação: Roger Goulart Impressão: Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares


Funfarme

A partir da esquerda, o vice-diretor da Funfarme, Dr. José Luis Esteves, o coordenador da Residência Médica, Dr. Emerson Quintino, os residentes Lucas Croati Meguins e Marcos Antonio de Lemos Junior e o diretor-executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho

Residentes da neurologia e neurocirurgia conquistam o 2° Prêmio de Incentivo à Pesquisa; em 2015, premiação será estendida a aprimorandos e aperfeiçoandos Durante a cerimônia de recepção aos residentes, aprimorandos, aperfeiçoandos e estagiários, diretores da Funfarme e Famerp e coordenadores da Coreme anunciaram os vencedores do 2° Prêmio de Incentivo à Pesquisa das instituições, relativo aos trabalhos concluídos por residentes da medicina em 2014. O residente da neurologia Marcos Antonio de Lemos Junior conquistou o 1º lugar com a pesquisa “Agulhas de acupuntura podem carregar vírus da hepatite C” (Acupuncture Needles Can Carry Hepatitis C Virus), já publicada na revista “Infection Control and Hospital Epidemiology de Chicago”.

Como prêmio, Dr. Marcos recebeu R$ 1.500,00. “Foi muito bom ter meu trabalho reconhecido no Serviço onde estudo. É um grande ânimo para continuar a pensar em novos trabalhos que pretendo desenvolver em minha área de especialização, a neurologia”, afirmou Lemos. O 2º colocado foi o residente da neurocirurgia Lucas Croati Meguins, com a pesquisa “Menor duração de epilepsia como fator preditivo do resultado clínico pós-operatório” (Shorter epilepsy durations is associated with better seizure outcome in temporal lobe epilepsy surgery). Ao analisar cirurgias em pesso-

as com epilepsia, Dr. Lucas concluiu que o tratamento precoce melhora a qualidade de vida do paciente. Após receber um tablet como prêmio, Dr. Lucas disse que ficou surpreso com a conquista. “Mostra que o departamento de neurologia também está com enfoque no desenvolvimento científico”, declarou. O diretor-executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, disse que, a partir da terceira edição do Prêmio de Incentivo à Pesquisa, em 2015, passam também a concorrer os aperfeiçoandos e aprimorandos, englobando os jovens profissionais de todas as áreas da Saúde que atuam na fundação. Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

3


Funfarme

Funfarme e Famerp recebem 388 jovens profissionais para atuarem nas várias áreas da saúde do complexo hospitalar

No dia 2 de março, Funfarme e Famerp deram início aos programas 2015 de residência, aperfeiçoamento, aprimoramento e estágio e, como vem ocorrendo nos últimos anos, o que chama atenção é o número expressivo de jovens que se originam de todas as regiões do Brasil, demonstração do prestígio que desfruta a Funfarme/Famerp na área do ensino e formação destes profissionais em todo o país. Como todo ano, a cerimônia de ingresso dos jovens profissionais reuniu, na Sociedade de Medicina e Cirurgia de São José do Rio Preto, diretores, supervisores e chefes de serviços da Famerp e Funfarme e os coordenadores da Coreme e Coaprimo. O evento objetivou integrar os novos estudantes e apresentar as instituições que integram a Funfarme e suas lideranças. O diretor-executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, deu as boas vindas (foto acima), apresentou todo o complexo hospitalar, destacando os investimentos em obras e tecnologia feitos no último ano, e ressaltou a importância do papel dos jovens profissionais para a fundação. Após os “boas vindas” das outras lideranças, foram ministradas palestras sobre as normas, as leis e a ética adotadas pela fundação. Para o coordenador da Comissão de Residência Médica (Coreme), Dr. Emerson Quintino, vários motivos colaboram para o prestígio da instituição perante os jovens que disputam as vagas da residência e demais programas. “Temos um corpo docente com profissionais de alto nível, muitos com renome nacional, e hospitais referências em várias áreas, dotados de alta tecnologia e com um volume enorme de atendimento. São diferenciais da instituição que atraem jovens médicos de todo o país”, declarou.

388

jovens recémformados iniciaram os programas de residência, aperfeiçoamento, aprimoramento e estágio da instituição.

Dr. Francisco Cury, vice-diretor geral da Famerp, faz a abertura da cerimônia na Sociedade de Medicina e Cirurgia

209 residentes médicos 43 24

aprimorandos 65

47 4

estagiários de medicina aperfeiçoandos

residentes multiprofissionais

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

Profª Magali Aparecida, coordenadora da Coaprimo, fala aos jovens profissionais


‘Quem aqui é de fora de Rio Preto?’

RR

AP

AM

A imagem acima resume com precisão o quanto a qualidade da formação oferecida pela Funfarme e Famerp é reconhecida por profissionais de saúde recém-formados de todo o Brasil. Durante a cerimônia na Sociedade de Medicina, antes de falar, Dr. Horácio Ramalho pediu que levantassem as mãos os jovens provenientes de outros Estados. Em meio ao “mar” de mãos erguidas, foi difícil ver quem era do Estado de São Paulo. Estado

N° Profissionais

Acre Alagoas Bahia Ceará Distrito Federal Espírito Santo

1 1 3 2 1 1

CE MA 4 PI 2

PA 7

RO 1

AC 1

Funfarme

TO 1

MT 2

DF-1 GO-7

MS 12

BA 3 MG 29

SP PR 260 9

RN-2 PB PE AL-1 SE

ES-1 RJ-1

SC-1 PR

Goiás Maranhão Mato Grosso Mato Grosso do Sul Minas Gerais Pará Paraná

7 4 2 12 29 7 9

Rio Grande do Norte Rio de Janeiro Rondônia Santa Catarina São Paulo Tocantins Total

2 1 1 1 260 1 388

‘’Vim para Rio Preto por indicação de outros especialistas. Eles falam que aqui é uma das melhores residências médicas em nefrologia no Estado. Estou impressionado com tamanha estrutura’’. Dr. Jorge Patrick Oliveira, natural de Montes Claros (Minas Gerais), residente da nefrologia

“Minhas professoras falam muito bem da Funfarme. Ao conhecê-la, decidi concorrer à vaga. Quero renovar meus conhecimentos. Atuar na Funfarme faz uma enorme diferença para o currículo.” Viviane da Cunha Silva, natural de Votuporanga, formada em Serviço Social pela Unifev Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

5


Hospital da Criança e Maternidade

HCM forma

primeira turma de residentes e estagiários de pediatria No final de fevereiro, o HCM se despediu de sua primeira turma de residentes e estagiários da pediatria. A exemplo do que vem ocorrendo na residência da Funfarme nos últimos anos, os 24 médicos são provenientes de todas as regiões do país. Jovens de Colatina, Uberaba, Paracatu, Alfenas e tantas outras cidades que trouxeram para o complexo hospitalar a mistura de sotaques, culturas, experiência e conhecimentos e agora levam sentimentos e vocação em comum: o amor por crianças e pela pediatria, o dom de cuidar, a paciência e o carinho. Durante a residência, os 24 integrantes da primeira turma trabalharam em vários setores do hospital: Enfermaria, Pediátrica, UTI Neonatal, UTI Pediátrica, Emergência Pediátrica, Alojamento Conjunto, Ambulatório e também na Unidade Básica de Saúde do Parque Estoril. Segundo o diretor do HCM, Dr. Antonio Carlos Tonelli Gusson, a turma “tem uma garra muito boa. Muito sérios em suas obrigações, eles se envolveram em todas as especialidades e concluíram esta etapa como verdadeiros pediatras, sabendo exatamente o que querem da vida”.

6

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

A turma ingressou em março de 2013 e participou da mudança da pediatria e da obstetrícia do HB para o HCM, em novembro de 2014, o que proporcionou uma experiência única para muitos deles.


Hospital da Criança e Maternidade

O Brasil se encontra aqui

Reflexo do que acontece com a residência do complexo Funfarme, a primeira turma do HCM reuniu médicos de todas as regiões do Brasil. Foram oito de São Paulo, sete de Minas Gerais, quatro do Mato Grosso do Sul. Os Estados de Tocantins, Amazonas, Espírito Santo, Paraná e Maranhão tiveram um representante cada.

“Foi a primeira vez que morei longe dos meus pais. Além do conhecimento, ganhei uma nova família.” Nyla Lobão veio da região Nordeste, mais especificamente de São Luiz, no Maranhão. Aqui encontrou amigos e formou uma nova família. Irá para São Paulo se especializar em Terapia Intensiva Pediátrica, mas não deixará de se lembrar dessa experiência, que lhe garantiu amadurecimento pessoal e crescimento intelectual.

“Para mim, cidades do interior eram constituídas de uma praça, uma igreja e algumas ruas. São José do Rio Preto é uma minimetrópole!”. O interior de São Paulo surpreendeu Joanna Simões. Natural de Manaus, capital do Amazonas, ela relata que não esperava encontrar um hospital tão grande e com tantas especialidades. Agora vai para Santo André, mas não descarta a possibilidade de voltar.

AM

MA

1

“Aqui eu vi o que tem de melhor. Vou poder levar tudo isso para minha cidade.” NayanaFante escolheu a Famerp pelo fato de ficar mais próxima da família, no entanto, esse não foi o único motivo. Natural de Votuporanga,sempre viu no Hospital de Base um dos centros de referência em qualidade de estudos e atendimento. Em breve deve seguir para Campo Grande.

1

TO 1

MG 7

MS

SP

4

PR 1

“Fui diagnosticado pediatra no terceiro ano de faculdade.” O paranaense Felipe Brancalhão conta que adquiriu rico conhecimento em todas as áreas, mas pretende ser um profissional de UTI Neonatal. Ele conta que o grande fluxo de pacientes do HCM foi essencial para a decisão sobre sua especialização. A princípio, pretende ficar em Rio Preto para fazer a especialização, mas tem planos de retornar para o Paraná.

8

ES 1

“Vou levar um pouco de tudo. Um pouco da relação médicopaciente, do relacionamento com familiares de pacientes e das experiências nos setores.” Roseane Sabadin é mineira, moradora de Nova Ponte, cidade com pouco mais de 12 mil habitantes, que tem um posto de saúde com uma pediatra. A inauguração do HCM foi só um dos motivos que levou a escolher Rio Preto. O outro motivo foi a grande demanda de pacientes, que proporcionou um grande conhecimento, experiência que pretende levar para sua cidade.

“Fui uma criança que gostava de criança, cresci e continuei gostando. Acho que nasci para ser pediatra.” O amor pelas crianças motivou Ana Beatriz Alves a fazer medicina e a se especializar em pediatria. Moradora de Rio Preto, deve permanecer na cidade atuando como generalista. Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

7


8

Funfarme NotĂ­cias - Fevereiro - 2015


Funfarme NotĂ­cias - Fevereiro - 2015

9


Funfarme

FuNfarme eNtrega kits escolares aos

A partir da esquerda, Dr. José Luis Esteves, vice-diretor executivo da Funfarme, Cristiane Midori, supervisora do RH, colaboradoras mães que receberam os kits escolares e colaboradores do RH que auxiliaram na entrega, o diretor executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, o superintendente Osmar da Silva e o supervisor do Setor de Compras, Ferdinando Rodrigues

Como faz todo ano, a Funfarme entregou, em janeiro, cerca de 2.000 kits escolares, de forma gratuita, para seus funcionários e também das empresas que prestam serviço à fundação, o que representa mais um estímulo para investirem na educação de seus filhos e uma economia importante no orçamento doméstico. O Programa de Bolsas de Estudos foi instituído na Funfarme há 10 anos e vem sendo ampliado e aprimorado nos últimos anos. Este ano, a novidade é que o benefício foi estendido para funcionários de empresas terceirizadas. Os kits, entregues às crianças e adolescentes matriculados nas redes pública e particular, são compostos de mochila, caderno, borracha, caneta, lápis coloridos, entre outros itens.

“A diretoria da Funfarme empenhou-se para negociar com os fornecedores dos materiais os menores preços possíveis para podermos comprar kits também para os funcionários de nossos fornecedores e empresas terceirizadas, sem aumentar muito o investimento feito pela fundação.” Dr. Horácio José Ramalho.

Superintendente Osmar da Silva, ao centro, acompanha a entrega dos kits escolares com os representantes e colaboradores das empresas terceirizadas que atuam na Funfarme

O funcionário Gilberto Deodoro da Silva, do Setor de Hemodinâmica do Hospital de Base, recebeu kits para as três filhas, matriculadas no segundo ano do ensino médio e ressaltou o quanto o benefício oferecido pela Funfarme tem impacto positivo em seu orçamento. “Já é o terceiro ano que ganho os kits. O custo dos materiais iria comprometer quase todo meu salário. A ajuda é fundamental.” 10 Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015


Funfarme

gratuitameNte 2.000 colaboradores! “Sabemos o quanto são importantes os kits, sobretudo para os colaboradores que têm vários filhos, o que resultaria em custo muito grande no orçamento doméstico. Mas é um investimento da fundação que vale à pena, pois incentivamos a educação das crianças e jovens e temos a certeza de que se reverte em benefício para a comunidade e nossa instituição.”

À esquerda, Alexandre Santos , com seus colegas de trabalho, Nayara Silva, Fabricio Fernandes e a analista de Recursos Humanos Rosemeire

Diretoria da Funfarme O menor aprendiz Alexandre José dos Santos, 16 anos, também dá a dimensão da importância do kit para os colaboradores e suas famílias. ‘’Sem o kit, teria muita dificuldade de comprar meu material e seria até um desestímulo para eu concluir o ensino médio’’, declarou.

Ao todo foram cinco dias de muito trabalho para os colaboradores que se dedicaram a entregar os kits

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015 11


Funfarme

22 de Março - Dia Mundial da Água MUITO ANTES DA CRISE DA ÁGUA... ...a Funfarme vem tomando várias medidas para reduzir o consumo Veja ao lado a economia de água!

4,5 milhões de litros de água por mês

Sim! Com uma série de investimentos e mudanças em equipamentos e obras, a Funfarme e o complexo hospitalar passaram a consumir menos 4,5 milhões de litros de água por mês.

27,3

23,1

milhões de litros é o consumo da Funfarme por mês

4,5 milhões de litros de água

milhões de litros seria o consumo se não fossem tomadas as medidas de economia

2 piscinas olímpicas

consumo de 22.500 pessoas/dia

Redução do consumo é resultado de mais eficiência Além da preocupação com a sustentabilidade do planeta, outro motivo importante levou a Diretoria da Funfarme a assumir o desafio de reduzir o consumo de água no complexo hospitalar: a busca incessante pela eficiência, com a consequente diminuição de custos. Dezenas de ações foram adotadas, entre elas: 1) na lavanderia, por onde passam 6 toneladas de roupas por dia, foi instalado um 12 Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

sistema hidráulico de reaproveitamento da água do último enxague. A água semilimpa é armazenada e reutilizada na próxima lavagem. 2) substituídas as máquinas do sistema de vácuo medicinal, que consumiam 1 milhão de litros por mês por equipamentos novos, mais eficientes. 3) sete novas autoclaves substituíram as antigas, reduzindo o consumo de 200 para 50 litros de água/hora.

“Nossa gestão objetiva tornar a instituição cada vez mais eficiente, em todos os aspectos, pois as verbas são escassas, ao mesmo tempo em que precisamos investir sempre para melhorar nossa infraestrutura hospitalar e deter a mais alta tecnologia e profissionais capacitados para oferecer atendimento e serviços de qualidade.” Dr. Horácio José Ramalho, diretor-executivo da Funfarme


Funfarme

v

Consumo de água é o menor entre hospitais especializados e de ensino Como consequência, o HB e o HCM apresentam um consumo médio de água por paciente, por dia, abaixo da média de hospitais especializados e conveniados a universidade e faculdades no Estado, de acordo com o último levantamento do governo de São Paulo.

Consumo médio de litros por paciente/dia

Com ações simples você também pode economizar água A ameaça de escassez de água tem que ser afastada de vez, mas depende da soma das ações de cada um de nós. Convidamos você a mudar conosco as nossas atitudes do dia a dia. Faça o mesmo também com seus familiares e amigos! Aqui vão algumas dicas de como economizar água.

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015 13


Perfil

Funfarme Com 27 anos dedicados ao Hospital de Base e próximo de completar 30 anos de profissão, a auxiliar de limpeza Antonia Siqueira de Sousa, ou melhor, Xuxa – como todos a conhecem –, vive um momento de pura angústia. Aos 47 anos, ela tem a chance de desfrutar da merecida aposentadoria, mas refuta, pois não sabe como vai enfrentar o dia a dia longe da instituição que considera “sua vida”. Lágrimas nos olhos, voz embargada, Xuxa abandona por instantes a alegria habitual que a fez ganhar o apelido da loura da TV e dispara: “Tudo que eu tenho hoje, devo ao meu trabalho e ao Hospital de Base, que me acolheu ainda menina.” A todo momento, Xuxa faz questão de dizer sentir orgulho da profissão, que herdou da mãe que, também colaboradora do Setor da Limpeza do HB em 1982, insistiu para que a filha também trabalhasse no hospital. A mãe aposentou-se e passou o cetro à Xuxa, que não o quer largar mais. Com 18 anos, ela destoou no perfil das auxiliares da limpeza, à época bem mais velhas, porém, logo conquistou o carinho de todos com o jeito “elétrico” de ser. “Adoro o que faço. Tive oportunidades de mudar de cargo, mas gosto mesmo de limpar e me empenho ao máximo.”

A incansável Xuxa e seus 27 anos de amor pelo HB Buuuuuuuuuuuuu!! Admiração à parte pela dedicação da auxiliar de limpeza, o que os colaboradores da UTI do 7º andar gostam de contar mesmo é sobre a noite em que ela surgiu, apavorada e sem voz, no meio da UTI dizendo ter visto “um vulto” num quarto desocupado da Unidade. Os colegas lembram, entre gargalhadas, mas Celso logo confessa: “Todo mundo ri hoje, mas a verdade é que, naquela noite, ninguém teve mais coragem de passar perto do quarto.”

Limpa, limpa, limpa, limpa, limpa... Na UTI do 7º andar – convênio, o resumo é o mesmo quando pedem para descrever Xuxa: obssessiva por limpeza. Melhor assim para um ambiente em que limpeza é fundamental para a segurança e bem estar de pacientes e colaboradores. “Ela é incansável, caprichosa. Está sempre limpando e chama a atenção de quem não conserva o ambiente impecável, não importa quem seja”, conta Celso Henrique Bucalon, enfermeiro responsável pela Unidade. Xuxa conserva a mesma energia de seus 18 anos e não para sequer um minuto, das 18h30 às 6h30 da manhã, período em que trabalha na UTI.

Agradecimentos “Quero agradecer o carinho dispensado com a minha família quando meu irmão, Eduardo Luiz Godoy Vasconcellos, faleceu. A equipe da UTI cardiológica mostrou um carinho e amor ao próximo de uma forma maravilhosa. Funcionários como eles só valorizam o hospital. Não poderia deixar de agradecer por tudo que fizeram por nós.” Renato Vasconcellos – São Paulo

14 Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015evereiro - 2015

“Agradecemos as equipes da Cirurgia Geral, Gastroenterologia, Cardiologia, Urologia, Angiologia e Pneumologia pela objetividade, segurança e tranquilidade com que acolheram toda a família durante o tempo em que meu pai ficou internado. Também somos gratos a todos os assistentes, anestesistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, administrativos e serviços de suporte. Nosso muito obrigado! Que Deus os ilumine e proteja sempre!” Lucila Sueko Fukusima – São José do Rio Preto

“Parabenizo e agradeço a equipe de Cirurgia Geral pelo ótimo trabalho e a toda equipe de enfermagem pela dedicação no trato com os pacientes.” Ubirajara Menucelli Sebastianópolis do Sul – SP


de! a d i Nov

Hospital de Base

TV Funfarme estreia no site HB, levando orientações médicas importantes e informações sobre a fundação

Como um dos principais complexos de ensino, pesquisa e assistência na Área da Saúde do Estado de São Paulo, a Funfarme tem como uma de suas principais missões levar informação à população sobre como manter-se bem, com qualidade de vida e a prevenção e tratamentos de doenças. Pois foi com este objetivo que foi lançada, no início deste ano, a TV Funfarme, em destaque na página principal do site do Hospital de Base. Ao clicar sobre a imagem, o internauta é levado à página da TV Funfarme (ao lado), que reúne breves vídeos de médicos e outros profissionais da fundação falando sobre doenças, formas de preveni-las e tratá-las, numa linguagem simples, didática, acessível a todos. “Através de nossa TV, a Funfarme quer oferecer mais um importante canal de informação, de conhecimento à comunidade e aproximá-la ainda mais da Fundação e de seus profissionais”, afirma o jornalista Luís Fernando Neves, responsável pela Área de Comunicação & Marketing da instituição. A TV Funfarme traz também notícias sobre o complexo hospitalar como, por exemplo, a construção dos prédios que abrigarão o Setor de Diagnóstico por Imagem e o de Radiodiagnóstico, em entrevista com Dr. Horácio Ramalho.

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015 15


Funfarme

Palestra aos profissionais de enfermagem sobre segurança no ambiente hospitalar

A palestra foi promovida pelo CEP da Funfarme em parceria com representantes da empresa Hill-Rom, fabricante de camas e leitos

Os profissionais de enfermagem da Funfarme assistiram, em janeiro, à palestra sobre segurança no ambiente hospitalar, ministrada pelo Dr. Paulo Carvalho, médico e consultor nesta área. Na palestra, promovida pelo Centro de Educação Permanente (CEP), Dr. Paulo falou sobre novas tecnologias em macas e camas para prevenção de eventos como úlceras por pressão, pneumonias associadas à ventilação mecânica e quedas de paciente.

Gratidão aos serviços prestados! Despedida da Maria do Carmo

Após 20 anos trabalhando nas UTIs neonatais do Hospital de Base e do Hospital da Criança e Maternidade e com 35 anos de profissão, a auxiliar de enfermagem Maria do Carmo da Silva Alves encerrou sua bela carreira na instituição. Foi surpreendida com uma placa de prata, entregue pelo Dr. Horácio José Ramalho, diretor-executivo da Funfarme, e Dra. Eloísa Galão, diretora do HCM, durante um gostoso café da manhã com familiares e colegas. Muito emocionada, Maria do Carmo disse que consegue lidar com a saudade da instituição, dos colegas e pacientes graças a sua nova atividade: cozinheira de “mão cheia”, dedica-se agora a preparar pães, bolos e massas por encomenda. “Foi uma vida nos dois hospitais durante a qual presenciei grandes alegrias e histórias tristes. Mas foi muito gratificante”, disse Maria do Carmo.

Famerp e Funfarme recebem representantes do Instituto Butantan para avaliação de vacinas de dengue A Famerp e a Funfarme receberam, em janeiro, representantes do Instituto Butantan para avaliação do desenvolvimento de vacina da dengue pelas instituições. Dr. Ricardo Palacios e Dra. Beathriz Tome, gerentes de Desenvolvimento de Pesquisa Clínica, e Dra. Gabriella Mondini, coordenadora de monitoramento, foram acompanhados pelo virologista da Funfarme/Famerp, Dr. Maurício Nogueira. “Isso mostra a importância e o reconhecimento da experiência que a Funfarme e Famerp possuem nesta área”, disse Dr. Maurício. O Instituto Butantan é o principal produtor de imunobiológicos do Brasil, responsável por grande porcentagem da produção nacional de soros hiperimunes e grande volume da produção nacional de antígenos vacinais, que compõem as vacinas utilizadas no Programa Nacional de Imunizações – PNI, do Ministério da Saúde. 16 Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

Dr. Maurício Nogueira (com crachá) e os profissionais do Instituto Butantan


Funfarme

ONG internacional presenteia pacientes do HCM com cobertores bordados por costureiras do mundo todo

Biblioteca Dicas de livros da “Biblioteca Dr. José Paulo Cipullo”, situada no térreo do HB. Colaboradores, pacientes e acompanhantes podem retirá-los. Informações no ramal 1843.

Estratégias para o desenvolvimento pessoal Antes de ler o livro liberte-se de suas amarras psicológicas e de paradigmas mecanicista, pois embora este livro possa ser enquadrado como de autoajuda, devo instruí-lo que voce não sairá planejando, organizando e coordenando sua vida da noite para o dia. O objetivo não é deixá-lo calmo, meu objetivo maior é estimular a vontade de buscar a realização e sucesso.

1 Uma voluntária visita as crianças internadas no HCM e ouve suas histórias. Faz sua inscrição e envia os dados à coordenadora do projeto no Brasil, Ivani Maria, que mora em Minas Gerais

O Senhor March

De Geraldine Brooks

Resgatando um dos personagens do clássico ‘Mulherzinhas’, de Louisa May Alcott,Geraldine Brooks conta neste livro a história do senhor March, marido e pai ausente que vê seus ideais se perderem após vivenciar as sanguinolentas batalhas da Guerra Civil americana. À medida que o Norte sofre uma série de derrotas inesperadas durante o primeiro ano da guerra, o senhor March se vê obrigado a abandonar a família para defender a causa da União.

2 - Ivani divulga os dados no site do projeto e assim bordadeiras do mundo inteiro adotam um quadro do acolchoado para fazer, com o tema escolhido pela criança

Como vem acontecendo desde 2014, quando incluiu o Hospital da Criança e Maternidade entre suas entidades beneficiadas, a ONG internacional Love Quilts fez, em fevereiro, mais uma doação de acolchoados e almofadas para pacientes da instituição. O inusitado nesta iniciativa é que as peças em patchwork são o resultado da junção de vários “pedaços”, confeccionados por costureiras e bordadeiras de várias partes do mundo e enviados para um mesmo destino onde é dada a forma final. Além do Brasil, a ONG está presente na Austrália e nos Estados Unidos, onde presenteia crianças com câncer internadas. As voluntárias Neide Munhoz de Carvalho, Aparecida de Cássia Madeira e Edna Ruis Fassini, da ONG Love Quilts, presentearam três crianças, entre elas, o menino Alan dos Santos Ferreira, de 12 anos. Torcedor do Corinthians, Alan ficou muito feliz ao ver o símbolo do time do coração bordado na manta e na almofada. 4- Com o acolchoado pronto, Neide telefona para a família e agenda a entrega no hospital

3- Com todos os quadros do acolchoado, Ivani então envia para Neide aqui em Rio Preto. Neide os corta para ficarem no mesmo tamanho. Lava, passa e entrega para outras colaboradoras costurarem

Primeiro Amor

James Patterson

Axi Moore é uma garota certinha, estudiosa, bem comportada e boa filha. Mas o que ela mais quer é fugir de tudo isso e deixar para trás as lembranças tristes de um lar despedaçado. A única pessoa em quem ela pode confiar é seu melhor amigo, Robinson. Ele é também o grande amor de sua vida, só que ainda não sabe disso. Quando Axi convida Robinson para fazer uma viagem pelo país, está quebrando as regras pela primeira vez.

Novos uniformes do HCM

Desde fevereiro, porteiros e secretárias do HCM, no total de 51 colaboradores, vestem uniformes próprios do hospital, o que facilita ainda mais a identificação pelos pacientes, acompanhantes e visitantes, além de ampliar ainda mais a identificação dos profissionais com a instituição para a qual trabalham. Os sorrisos nos rostos revelam a satisfação de todos com a novidade.

Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015 17


Funfarme

Profissionais do mês

Dia 14 de março – Dia do Bibliotecário A técnica em biblioteconomia Jaqueline Batista da Silva é responsável pela Biblioteca Dr. José Paulo Cipullo, do HB, e pelo seu acervo de mais de 4.000 livros, a maioria adquirida através de doações. Ela faz o catálogo dos livros, organiza-os nas prateleiras e administra os empréstimos e devoluções. Os livros estão disponíveis para os pacientes, acompanhantes e funcionários da Funfarme e estudantes da Famerp. A média é de cerca de 300 empréstimos mensais. Jaqueline conta que escolheu esta profissão por um motivo simples: “Adoro ler. Perdi a conta de quantos livros daqui já li”, diz, fazendo gesto como quem abraça os milhares de livros de autoajuda, ficção, religião, bibliografias, literatura nacional, infantil e internacional.

Mais de 4000 livros. Cerca de 300 empréstimos mensais

Dia 16 de março – Dia do Profissional do SAC A Funfarme conta com cinco profissionais atuando no SAC, principal canal de atendimento dos usuários que querem fazer elogios, sugestões e reclamações. Todas, sem exceção, são avaliadas e encaminhadas aos setores competentes da fundação. Cada sugestão é avaliada para se decidir se convém e se é possível implementá-la. Os elogios são repassados aos setores e profissionais alvos. Quanto às reclamações, os profissionais verificam se procedem ou não e, caso o reclamante tenha razão, a fundação toma as devidas providências. Em 2014, o SAC recebeu 936 manifestações e aplicou mais de 20 mil questionários junto aos pacientes para avaliarem o atendimento e serviços da instituição.

20 mil avaliações em 2014

Dia 19 de março – Dia do Carpinteiro e Marceneiro Muitas pessoas se surpreendem quando descobrem que a Funfarme possui uma marcenaria. Numa instituição da dimensão de uma cidade, uma equipe de marceneiros é fundamental para que mantenha seu mobiliário em perfeitas condições e fabrique, de maneira rápida, os móveis necessários, estritamente adequados ao ambiente hospitalar. Eles constroem prateleiras, bancadas, portas e outros tantos móveis, cujos projetos são desenvolvidos pela Área de Engenharia da Funfarme. Também fazem a manutenção dos carrinhos de transporte de materiais e utensílios por todo o complexo. Atualmente, os oito profissionais estão engajados na reforma do segundo e sétimo andares do Hospital de Base.

“A gente tem prazer de deixar tudo bonito para o paciente!” Antonio Ronaldo Santos, trabalha na carpintaria há 22 anos 18 Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015


Funfarme

Várias equipes,

um só time!

Campanha leva cerca de 50 atletas a doarem sangue no Hemocentro O Hemocentro ganhou ares de vila olímpica no dia 12 de fevereiro. Para ajudar a reverter o baixo estoque, sobretudo às vésperas do Carnaval, cerca de 50 atletas de várias modalidades doaram sangue à instituição. Eles participaram da campanha “Sou atleta. Sou sangue bom” que, já em seu quarto ano consecutivo, consolidou-se como uma das ações comunitárias de maior destaque no meio esportivo de Rio Preto e região. Lutadores de MMA, atletas de futebol, vôlei, futebol americano, futsal, basquete, tênis, ciclistas, corredores, judocas, caratecas, amazonas e cavaleiros dividiram o ambiente do hemocentro com novos e habituais doadores.

Atletas do time de vôlei do Automóvel Clube (na foto com a enfermeira Bárbara) aderiram à campanha

Jogadores do time de futebol do Rio Preto esperam para doar sangue

Equipe de futebol americano de Rio Preto

Luiz Felipe Barcellos, (na foto, primeiro à esquerda) atleta do time de futebol americano Weilers, participa desde o ano passado, mas é doador há oito anos e faz questão de conscientizar sobre a importância de ser doador: “Meu sangue é AB+, difícil de encontrar. Sou enfermeiro e vivo o dia a dia do desafio de termos um bom estoque de sangue. É um prazer estar aqui, mais uma vez.”

Entre os atletas estava o tenista Thiago Alves, ex-número 1 do Brasil e que chegou ao posto de 88º do mundo, quando competia. “Fico muito feliz por poder ajudar desta vez, com a rotina pesada de treinos, quase nunca consigo. Vou incentivar os jovens tenistas a fazerem o mesmo”, declarou. Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015 19


Residência Multiprofissional de Vigilância em Saúde/ FAMERP

Funfarme

O que é? É definida como modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, voltada para a educação em serviço e destinada às categorias profissionais que integram a área de saúde, exceto a área médica. Um programa de cooperação entre as especialidades para favorecer a inserção qualificada dos jovens profissionais da saúde no mercado de trabalho, particularmente em áreas prioritárias do Sistema Único de Saúde. (Lei Federal nº 11.129, DE 30 DE JUNHO DE 2005.) É desenvolvido na Faculdade de Medicina de Rio Preto (FAMERP), vinculado ao Hospital de Base, existem 5 Programas de Residência Multiprofissional: Atenção ao Câncer, Saúde da Criança, Atenção Básica, Reabilitação Física e Vigilância em Saúde. Programa de Residência e Vigilância em Saúde/FAMERP A Residência em Vigilância em Saúde, possui profissionais de 5 áreas, sendo as vagas para 2 profissionais de Ciências Biológicas, 2 de Enfermagem, 2 de Farmácia, 2 de Medicina Veterinária e 2 de Odontologia. Atualmente é formada por 11 Residentes, sendo 8 R2 e 3 R1. Vigilância em Saúde tem como pressuposto não só a vigilância de doenças transmissíveis, mas também, a prevenção e o controle de fatores de risco de doenças não transmissíveis e riscos ambientais. Sendo assim, os Residentes realizam o ensino em serviço em 21 setores, entre eles Vigilâncias do Município (Ambiental, Epidemiológica e Sanitária), Vigilâncias do Estado (Epidemiológica e Sanitária), Laboratórios, Núcleo Hospitalar de Epidemiologia, CEATOX, Gerenciamento de Risco da FUNFARME e outros.

1ª turma de Residência Multiprofissional de Vigilância em Saúde 2013 a 2014 Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificadas no NHE/HB/FUNFARME no período de janeiro a 15 de fevereiro 2015.

Como atuam estes profissionais na FUNFARME?

No Núcleo Hospitalar de Epidemiologia da FUNFARME, os Residentes realizam as notificações e investigações de doenças, as campanhas de imunização, a busca ativa no Hospital de Base e no Hospital da Criança e Maternidade, participam das atividades na Integração dos novos funcionários (Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos) do Hospital apresentando o Núcleo, e realizam notificações do Projeto de Queda do Idoso e a investigação de agravos de notificação compulsória. Durante os finais de semana fazem plantão no NHE/FUNFARME para realizar as notificações e investigações que surgirem e realizarem a busca ativa das doenças de notificação compulsória.

Alerta – Dengue.

Aumenta o número de casos em São José do Rio Preto! Lembrando aspectos importantes: • Doença de notificação compulsória. • Diagnóstico sorológico: ELISA para IgM - Coleta a partir do sexto dia do início dos sintomas. (Observação: NS1Ag apenas para pacientes internados, preferencialmente, nos 3 primeiros dias de sintomas) • Atenção para sinais de alarme: dor abdominal intensa e contínua, ou dor a palpação do abdômen, vômitos persistentes, acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, pericárdico), sangramento de mucosas, letargia ou irritabilidade, hipotensão postural (lipotímia), hepatomegalia maior do que 2 cm e aumento progressivo do hematócrito. a de de suspeit • Em caso rviço de curar o se ro p e u g n de edicação. itar autom v e e e d ú sa

*Dados provisórios, investigação em andamento. Dados provisórios até 15 fevereiro 2015 Not. (notificados) - Conf.(confirmados) - ** SRAG internados Fonte: SINAN Net-FIN-FIE-Planilhas de acompanhamento Dengue,Influenza online/NHE/HB/FUNFARME

DENGUE - Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME - Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837 HTTP://www.hospitaldebase.com.br/nhe - Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. À noite, nos finais de semana e feriados, o telefone do plantão da Vigilância Epidemiológica do município de São José do Rio Preto: 17 - 99784-8863 20 Funfarme Notícias - Fevereiro - 2015

Revista hb fevereiro 2015  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you