Page 1

FUNFARME n

o

t

í

c

i

a

s

Ano XV / Nº 193 - Abril - 2018

Uma das melhores empresas para se estagiar no Brasil

Diretores, lideranças e estagiários sentem-se representados na conquista do prêmio

A Fundação comemora a conquista, pela terceira vez, do Prêmio do Centro Integrado Empresa-Escola (CIEE), realizado pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), que mostra quais são as melhores entidades para se estagiar no país. Do Programa de Estágio da Fundação, muitos são efetivados e conquistam carreiras de sucesso como: Página 10 Alex Correa, encarregado da administração da Emergência do SUS

Graziele Barbarotti, auxiliar administrativa da Diretoria do Ambulatório

Wesley Moraes, auxiliar de Departamento Pessoal (Controle de Frequência)

Irian Silva, orientadora de pacientes do Ambulatório


Editorial

Programa de Estágio premiado Frequentemente, a Funfarme recebe manifestações da admiração e de reconhecimento pela qualidade dos nossos serviços e atendimento prestados à comunidade. Estas manifestações ocorrem sob as mais variadas formas, desde um simples agradecimento de um paciente até em prêmios conquistados. E o que nos deixa felizes e orgulhosos é que este reconhecimento e estas conquistas não têm se restringido à área assistencial de nossa Fundação. Estendem-se pelas outras áreas, digamos, de apoio, tão vitais quanto à assistencial para o funcionamento do complexo hospitalar. Em abril, tivemos mais um importante reconhecimento à Funfarme, e este em nível nacional. Nossa Fundação foi premiada como uma das melhores empresas privadas do Brasil para se estagiar. O prêmio “CIEE Melhores Programas de Estágio”, um dos mais importantes do Brasil nesta área, é uma iniciativa da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SP) e do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Nossa satisfação é ainda maior porque as organizações concorrentes (e não foram poucas, mais de 400) são avaliadas pelos próprios estagiários, sendo base então para a definição das premiadas. E ficamos muito felizes por verificar que estes jovens profissionais estão felizes com o Programa de Estágio que lhes é proporcionado, afinal contar com centenas de estagiários em nosso quadro de colaboradores é fundamental para o desenvolvimento de nossa instituição. Naturalmente, os estagiários ajudam a renovar e oxigenar o ambiente de trabalho, contribuindo com ideias novas e o “modo de enxergar as coisas”, característico do jovem. Estas últimas gerações X, Y e Z, sobretudo carregam para dentro da Fundação a habilidade de lidar com as novas tecnologias, conhecimento imprescindível para que a Funfarme se estabeleça cada vez mais como instituição moderna, em dia com o que ocorre de mais avançado em nosso setor. Cabe, portanto, à nossa instituição acolher estes jovens e estimulá-los, mesmo porque o Programa de Estágio também se constitui de rico celeiro de talentos, que aqui devem permanecer e fazer carreira. Enfim, o Estágio sem dúvida é um valioso programa de Recursos Humanos.

Diretoria da Funfarme

Funfarme

Visão Ser reconhecido como complexo hospitalar de assistência, ensino e pesquisa de excelência até 2021.

Missão

Valores

Transformar a saúde regional por meio da integração de assistência, ensino e pesquisa.

Humanismo, Responsabilidade Social e Ambiental, Meritocracia, Inovação, Integridade Absoluta, Qualidade e Segurança, Respeito.

Expediente Gestão 2017/2021 Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XV / Nº 193 - Abril - 2018 • Presidente dos Conselhos da Funfarme: Dr. Dulcimar Donizeti de Souza • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Vice-Diretor Administrativo do HB: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Diretor Clínico do HB: Dr. Alceu Gomes Chueire • Vice-Diretor Clínico do HB: Dr. Valdeci Hélio Floriano

2

Funfarme Notícias - Abril - 2018

• Diretora Técnica do HB: Dra. Maria Regina Pereira de Godoy • Diretor do Hemocentro Dr. Octávio Ricci Junior • Diretora Técnica do Hemocentro: Dra. Andreia Aparecida G. Guimarães • Diretor do Ambulatório: Dr. Eumildo Campos Júnior • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretor Técnico do Instituto do Câncer: Dr. Carlos Eduardo Miguel • Diretora Administrativa do HCM: Dra. Leila Neves Bastos Borim • Vice-Diretora Administrativa do HCM: Dra. Maria Lúcia Luiz Barcelos Veloso • Diretor Clínico do HCM:

Dr. Paulo Poiati Junior • Vice-Diretor Clínico do HCM: Dr. Wagner Vicensoto • Diretora Técnica do HCM: Dra. Fernanda Del Campo Braojos Braga • Vice-Diretor Técnico do HCM: Dr. Gustavo Henrique de Oliveira Produção Editorial: Intermídia Comunicação Empresarial Telefone: 17 3011-5435 Jornalista responsável: MTB 24.527 Jornalista: Fernanda Martinazzi Estagiários: Alexandre Souza e Felipe Santos Diagramação: Roger Goulart Impressão: Gráfica Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares


Homenagens

Fundação homenageia deputado estadual Itamar Borges O deputado estadual Itamar Borges recebeu da Funfarme a placa “Parceiros do Bem”, reconhecimento pelo empenho do parlamentar em prol da instituição. Recentemente, por exemplo, a emenda parlamentar de autoria de Itamar Borges foi aprovada, destinando R$ 250 mil para obras no complexo hospitalar. No dia 13 de abril, acompanhado de seus assessores, o deputado estadual visitou a Funfarme, sendo recebido pelo seu diretor executivo, Dr. Jorge Fares, a diretora administrativa do HB, Dra. Amália Tieco, o superintendente financeiro da Fundação, Robson Pádua, além de colaboradores.

Em agradecimento a emenda parlamentar de 250 mil destinada ao Hospital, o Deputado Itamar Borges recebe placa “Parceiros do Bem”

TV TEM torna-se “Parceiro do Bem” pela reportagem especial sobre a Funfarme As Diretorias da Funfarme e suas unidades homenagearam a equipe de jornalismo da TV TEM (Rede Globo) com o título “Parceiros do Bem”, dedicado às pessoas, organizações e instituições que contribuem com o complexo hospitalar. A homenagem foi a forma de a Funfarme agradecer pela bela reportagem especial que a TV TEM veiculou sobre a Fundação em seus telejornais, no aniversário de Rio Preto (19 de março). Quatro jornalistas diretamente envolvidos na produção da reportagem visitaram o Hospital de Base, no dia 25 de abril, quando receberam a placa “Parceiros do Bem” dos diretores do HB, Dra. Amália Tieco e João Fernando Picollo, e do superintendente financeiro da Funfarme, Robson Pádua. O editor Thiago Simão revelou que o especial sobre a Funfarme foi uma das reportagens de maior impacto e repercussão na história da emissora local da Rede Globo. Recompensa ao trabalho árduo de quase um mês que envolveu dezenas de profissionais da TV TEM e centenas de colaboradores do complexo hospitalar. A importância das informações apuradas em ima-

A partir da esquerda, Dr. João Picollo, os editores Rodrigo Masson e Thiago Simão, o superintendente Robson Pádua, a diretora Amália Tieco, o repórter Rômulo D’Ávila e a produtora Mônica Sá

gens e depoimentos foi tamanha que se converteu numa reportagem de 17 minutos, tempo difícil de se reservar a uma reportagem de TV. Ainda assim, o editor de imagens Rodrigo Masson, revelou: “Na verdade, com muita tristeza e angústia, nós tivemos que cortar cerca de 6 minutos de ótimas imagens e depoimentos muito bacanas. Todos lamentamos muito.” O importante, no entanto, é que a repercussão foi muito positiva e, segundo os jornalistas, continua reverberando até hoje.

“Como jornalista, por dever de ofício, procuramos não nos envolver com os fatos que originam nossas reportagens. Mas confesso que me emocionei muito enquanto assistia a reportagem sobre a Funfarme.” Thiago Simão, editor da TV TEM

Funfarme Notícias - Abril - 2018

3


Funfarme e a comunidade

Mirassol realiza corrida e caminhada em prol do HB O Tupan Clube de Mirassol realiza, no dia 20 de maio, a 1ª Caminhada e Corrida em prol do Hospital de Base. A corrida terá percurso de 5 quilômetros e a caminhada, de 3,5 quilômetros, com premiação para os três primeiros colocados das categoria masculina e feminina. As inscrições estão são feitas na secretaria do Tupan Clube ao preço de R$ 20,00, mais a doação de um litro de leite.

3º Leilão de Poloni O grupo de voluntários “Amigos do Bem” promove, dia 27 de maio, a partir das 11 horas, leilão solidário em benefício do complexo Funfarme, no Recinto de Exposições José Passos. A entrada é franca.

Almoço e leilão em Mira Estrela

A supervisora de enfermagem Viviane Parise e João Evaristo, da Captação de Recursos, com Antônio Marrom, um dos organizadores do evento

No dia 21 de abril, cerca de 70 voluntários de Mira Estrela realizaram quermesse solidária em benefício do HB. Centenas de moradores prestigiaram o evento, no Salão Paroquial da cidade, dando lances no leilão e participando de bingo. O valor arrecadado será integralmente destinado à Funfarme. “Queremos agradecer muito a dedicação destes voluntários e aos moradores de Mira Estrela. É uma demonstração de que eles reconhecem o quanto nossos colaboradores se empenham para atender bem a população de Mira Estrela, assim como de todas as cidades da região”, disse Dr. Jorge Fares, diretor executivo da Fundação.

O colaborador da Funfarme, João Evaristo (blusa verde), com equipe de cozinheiras

Rio Preto Country Bulls terá dia em prol do HB

A diretora administrativa do HB, Dra. Amália Tieco, junto com Paulo Emílio, organizador do evento

4

Funfarme Notícias - Abril - 2018

O Rio Preto Country Bulls, considerada a terceira maior festa do gênero no Brasil, dedicará o seu primeiro dia ao Hospital de Base. “Nos últimos anos, Paulo Emílio tem sido um grande parceiro para nossa instituição e, neste ano, demonstrou que essa parceria se fortalece cada vez mais ao reserva uma noite para nossa instituição.

Agradecemos muito a ele e sua companhia de rodeio”, declarou Dra. Amália Tieco, diretora-administrativa do HB. A noite dedicada ao HB será a do dia 18 de julho, quarta-feira, tendo como atração o show da dupla sertaneja César Menotti e Fabiano. Os ingressos já estão à venda por R$ 20,00, no Shopping Iguatemi.


Funfarme referência em Saúde

Governo de São Paulo aponta HB como referência em captação de órgãos e tecidos Os expressivos resultados da Organização de Procura de Órgãos (OPO) do HB, e os 16 hospitais associados a ela, em 2017 foram reconhecidos pelo Governo do Estado de São Paulo. Dra. Marizete Monteiro, coordenadora do Sistema de Transplantes do Estado de São Paulo, esteve no HB, no dia 26 de abril, para homenagem os profissionais da OPO e das 16 Comissões Intra-Hospitalares de Doações de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT) de Rio Preto e região. A avaliação da coordenadora do Sistema de Transplantes (leia frase abaixo, em destaque) resume a qualidade e eficácia do trabalho destes profissionais. Diretores da Funfarme receberam Dra. Marizete para a reunião, que contou com a presença de cerca de 40 profissionais das CIHDOTTs. O coordenador da OPO do HB, Dr. João Fernando Picollo, fez questão de ressaltar que os resultados são fruto do empenho e profissionalismo das equipes, que buscam o aprimoramento constante. “Temos a menor taxa de recusa do Estado (27%) e o maior número de doadores viáveis (34, em 2017). Se isolássemos os números para os da Funfarme, certamente não seriam tão expressivos como são hoje. Isso se dá graças à participação de todos em nossos treinamentos de abordagem familiar e, claro, à dedicação de todos”, apontou, Dr. Picollo.

“Rio Preto é a região padrão para todo Estado de São Paulo. Desejável para todo o sistema estadual de transplante. A OPO do Hospital de Base é a que tem os melhores indicadores, principalmente pelo trabalho de identificar os doadores em potenciais e viabilizar doações. Se comparássemos a região de atuação da OPO do HB a um país, teria resultados próximos aos da Espanha, referência mundial em sistema de captação de órgãos e tecidos. Se a região fosse um Estado, seria Santa Catarina, o de melhor desempenho no país. Ou seja, a OPO do HB é a referência, inclusive nacionalmente.” Dra. Marizete Monteiro, coordenadora do Sistema de Transplantes do Estado

Dra. Marizete Monteiro, coordenadora do Sistema de Transplantes do Estado de São Paulo, com as equipes da OPO do HB e dos outros 15 hospitais da região

Ladeada pelos Drs. Mario Abbud, Jorge Fares e Horácio Ramalho, Dra. Marizete Monteiro entrega placa do Governo de São Paulo em reconhecimento aos resultados da OPO do HB a seu coordenador, Dr. João Fernando Picollo Funfarme Notícias - Abril - 2018

5


Premiações à Funfarme

Residentes da Ortopedia têm trabalhos publicados em jornal científico internacional Os trabalhos científicos de conclusão de estágio das Dras. Milena Bolini Cunha e Rafaela Affonso Macedo, residentes do 4º ano do Serviço de Ortopedia do HB, foram selecionados para publicação em um dos jornais mais

Dra. Milena fez pesquisa sobre “Nervo plantar medial: suas variações anatômicas” e foi orientada pelo Dr. Márcio Figueiredo

reconhecidos mundialmente na área, o Scientific Journal of the Foot and Ankle (SciJFA). As pesquisas das residentes ficaram entre as 30 selecionadas no país pela Associação Brasileira de Tornozelo e Pé (ABTPé), entre mais de 65 concorrentes. O trabalho de Dra. Milena ficou em 8º lugar e o de Dra. Rafaela, em 16º. A ABTPé é a entidade que credencia o estágio de residentes de ortopedia em tornozelo e pé no Brasil e envia os trabalhos para o SciJFA. “Este é o reconhecimento pelo trabalho sério e dedicado da equipe de Ortopedia”, afirmou Dr. Márcio Figueiredo, chefe do Grupo do Pé e Tornozelo e coordenador do Programa de Residência da Ortopedia. Com a conquista, as Dras. Milena e Rafaela ganharam o Prêmio da Arthrex e participarão do Curso Arthrex- Fellow Foot Ankle, nos dias 27 e 28 de junho, em Naples, no estado da Flórida, nos EUA.

Dra. Rafaela abordou o tratamento do Hálux Valgo e agora complementa seus estudos em um hospital de Brasília – DF

E também 100% de aprovação no exame para obtenção do título de especialista

A equipe do HB (a partir da esquerda), Prof. Dr. Alceu Gomes Chueire, Dr. Alceu José Fornari Chueire, Prof. Dr. Fábio Stuqui Devito, Prof. Dr. Guaracy Carvalho Filho, Dr. Márcio Figueiredo e Dr. Alexandre Rosa Pagan, que foi avaliadora no Exame Nacional

"A qualidade do nosso ensino está no aperfeiçoamento constante do corpo docente, associado às estrutura do Departamento de Ortopedia e Traumatologia e do complexo hospitalar. O exame tem peso nacional e é bastante difícil. O valor da conquista está em justamente conseguirmos ser aprovados por quase uma década; o que mantém o nosso credenciamento e qualidade do Serviço." Dr. Alceu Chueire, Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia da Funfarme 6

Funfarme Notícias - Abril - 2018

Todos os oito residentes do Serviçode Ortopedia e Traumatologia do HB foram aprovados no 47º Exame para a Obtenção de Título de Especialistada Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). A prova foi realizada por cerca de 970 médicos, nos dias 1, 2 e 3 de março, em Campinas. Professores do HB e do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Famerp foram avaliadores desta edição do exame. Além disso, o Prof. Dr. João Damasceno Lopes integrou a Comissão de Ensino e Treinamento da SBOT.

Aprovados Altair Antonio Silva Junior André Souza Brito Daniel Meucci Gustavo Oliveira Lessandro da Escarso Junior Rafael Guirado Ricardo José Rocha Thyago José Balan


Premiações à Funfarme

Funfarme é uma das melhores empresas para se estagiar no Brasil A Funfarme foi eleita a terceira melhor empresa privada na categoria 21 a 40 estagiários para se estagiar, no prêmio “CIEE Melhores Programas de Estágio”, uma iniciativa do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), em parceria com a Associação Brasileira de Recursos Humanos – Regional São Paulo. Para a premiação, foram selecionadas 409 organizações, das quais, 16 empresas nas categorias de instituições privadas ou públicas foram premiadas. As 409 organizações de 19 estados e o Distrito Federal foram selecionadas com base nas avaliações feitas pelos próprios estagiários. O CIEE entrevistou os estagiários para que pudessem avaliar, de forma sigilosa, a empresa em que trabalham. A premiação aconteceu no dia 5 de abril, em São Paulo, quando foram entregues cinco prêmios, três na categoria Empresa Privada e dois, na categoria Empresa Pública. A supervisora do Setor de Recursos Humanos da Funfarme, Cristiane Midori, que recebeu o prêmio, acredita ser este resultado do empenho da Fundação de sempre procura dar o melhor suporte ao estagiário. Para isso, o RH busca desenvolver os jovens, acompanhá-los, além de seguir à risca as normas solicitadas pelo CIEE. “Desenvolver o jovem profissionalmente e fazer com que ele viva seu trabalho na prática foi o que levou a Funfarme a conquistar o prêmio pela terceira vez” afirmou a analista de RH Rosimeire Martins. Para o diretor executivo, Dr. Jorge Fares, o prêmio traduz o ambiente salutar e estimulante que a instituição oferece ao estagiários. “A Funfarme, por meio de treinamentos e da convivência no ambiente de trabalho, oferece formação profissional dotada de valores. Isso é um dos motivos que nos levou ao prêmio, um selo de reconhecimento”, afirmou o diretor. Para participar do processo seletivo de estágio é preciso ser cadastrado no CIEE e sempre estar atento às vagas da Funfarme, que são divulgadas nas redes sociais e sites oficiais (www.hospitaldebase.com.br).

“Ser proativo, educado, aplicado e ter iniciativa são características que ressaltam o estagiário." Cristiane Midori, supervisora de RH

Cristiane Midori e Rosimeire Martins, dos Recursos Humanos da Funfarme, com o gerente regional do CIEE em Rio Preto, Nei Godoy

De estagiário, Mateus Silva chegou hoje a assessor de apoio e administrativo, cargo de liderança na instituição

“Entrei como estagiário na Funfarme, em 2004. Nestes 14 anos, cresci muito, tanto pessoalmente, quanto profissionalmente. Foi aqui que conquistei muitas coisas em minha vida e sou grato por tudo isso.” Mateus Silva Funfarme Notícias - Abril - 2018

7


Segurança

Megassimulação mobiliza 105 colaboradores em treinamento da Brigada de Incêndio

Equipes do Sesmt, das Engenharias e do Corpo de Bombeiros

Por mais que ações de prevenção sejam tomadas, todas as organizações estão sujeitas a incêndios, e não é diferente com o complexo Funfarme. É imprescindível, portanto, que os colaboradores membros das brigadas de incêndio da instituição estejam prontos. Foi com este objetivo que a Funfarme organizou, na manhã do dia 7 de abril, com a colaboração do Corpo de Bombeiros de Rio Preto, uma megassimulação de incêndio, com a participação de 105 colaborado-

res. Coube às equipes do Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt) e às Engenharias Civil e Elétrica planejar todos os detalhes para que os voluntários brigadistas experimentassem a situação de incêndio. A simulação aconteceu no Setor de Endoscopia, localizado no térreo do HB, onde, dado o alerta de incêndio às 9 horas, os brigadistas tiveram que agir conforme foram treinados, inclusive atendendo vítimas e evacuando as pessoas do local, tudo sob a supervisão do Corpo de Bombeiros.

E as simulações não param por aí. A engenheira civil da Funfarme, Maria José Zeituni, adiantou que mais treinamentos ocorrerão ao longo do ano. “As realidades e a infraestrutura de cada Unidade, de cada setor em nosso complexo hospitalar são muito diferentes. Portanto, a intenção é desenvolver o treinamento nestes diversos locais, entendendo bem suas especificidades, tudo em busca da segurança de nossos pacientes e colaboradores”, disse Maria José.

Como foi o treinamento Os colaboradores foram divididos em três grupos. Um se passou por pacientes, com diferentes níveis de dificuldade de locomoção (nenhuma, parcial e total). Outro grupo reuniu os colaboradores da Endoscopia e o terceiro, os brigadistas. A simulação começou com a identificação do foco de incêndio por um colaborador da Endoscopia, que ligou para a equipe do PABX. Esta, por sua vez, acionou os voluntários brigadistas, cada qual em seu local de trabalho. Todos reuniram-se na entrada da Endoscopia e, enquanto alguns brigadistas tentavam controlar o “incêndio”, cuja simulação teve até fumaça e corte de energia, outros retiravam os pacientes do setor. Este era o objetivo: garantir a segurança e integridade física de todos os envolvidos. 8

Funfarme Notícias - Abril - 2018

Os ”pacientes” foram levados ao estacionamento do HB e separados de acordo com sua capacidade de locomoção

“É muito importante este tipo de simulação, especialmente para facilitar nosso trabalho em casos de incêndio. Assim, os brigadistas vão retirando as possíveis vítimas e tentando controlar o fogo, enquanto chegamos. Parabéns a todos pela iniciativa e podem contar com o Corpo de Bombeiros para os próximos treinamentos.” Tenente Thiago Marin


Funfarme e a comunidade

Um dia de Centro Cirúrgico A curiosidade motivou nove alunos da Escola Maria Peregrina a quererem conhecer o Centro Cirúrgico (CC) do HB. A ideia da visita partiu das próprias crianças, instigadas porsaber o que realmente se faz em um local destes. Curiosidade saciada na manhã de 26 de abril, quando foram recebidos pelos profissionais de um dos maiores centros cirúrgicos do interior paulista. Além da curiosidade, a visita ajudou alguns deles a vislumbrar o futuro. “Cada vez que eu aprendo mais sobre temas de saúde, tenho mais certeza de que quero ser médica. Amei conhecer o lugar em que eu vou trabalhar quando crescer”, dis-

Professora e alunos da Escola Maria Peregrina foram acompanhados pela enfermeira Priscila Buck (de branco) durante a visita

se, convicta, Maria Clara, aluna da turma do 5º ano. E não foram só os alunos que aprenderam. A troca de conhecimento também agregou para a enfermeira Priscila Buck, coordenadora do Bloco Cirúrgico, que ciceroneou o grupo pelo Centro Cirúrgico. “Ex-

plicar de forma simples o funcionamento do CC para as crianças foi muito interessante e divertido. O mais legal é que essa iniciativa de querer entender como tudo funciona foi dos próprios alunos. Foi uma manhã divertida demais, renovou minhas energias”, disse Priscila.

Hemocentro recebe doações de 100 atiradores do Tiro de Guerra

Para a grande parte dos atiradores, essa foi a primeira experiência na doação de sangue

O Hemocentro de Rio Preto ficou movimentado devido ao ato de solidariedade do Tiro de Guerra de Rio Preto, nos dias 20 e 21 de março. Cerca de 100 atiradores fizeram doação de sangue e cadastro de medula óssea. Foi o caso do soldado César, que lembrou a

relevância da ação. “Atualmente, a doação é muito importante à sociedade. Para muitas pessoas é um simples ato de solidariedade, para nós, um dever”, afirmou o jovem. “Essa atividade traz aos nossos atiradores o espírito solidário e complementam na formação

deles, reforçando as atitudes para um futuro melhor ajudando ao próximo. Essa atitude tem muito a ver com nosso lema: ”braço forte, mão amiga” e, por isso, procuramos realizar ações como esta”, afirmou o subtenente Alessandro de Souza Cordeiro. Funfarme Notícias - Abril - 2018

9


Aprimoramento profissional

Doenças neurológicas na Emergência são tema de curso para médicos e estudantes “O diagnóstico das doenças neurológicas é um desafio no ambiente da Emergência, onde a tomada de decisões tem um impacto direto no desfecho clínico”, resume o chefe da Neurologia Clínica do HB, Dr. Fábio Nazaré. Ciente desta realidade, Dr. Fábio promoveu o 3º Curso de Emergências Neurológicas, no dia 14 de abril, para médicos e residentes do Hospital de Base e alunos de medicina da Famerp. As principais doenças abordadas foram AVC, alteração da consciência, epilepsia, vertigem e paralisias flácidas. “Com este curso, quisemos aprimorar os médicos e alunos de medicina para realizarem o diagnóstico e o tratamento inicial das doenças neurológicas mais comuns no ambiente de emergência. Como disse, se condu-

Organizadores e participantes do 3º Curso de Emergências Neurológicas

zidas da maneira correta, as ações tomadas logo após a chegada do paciente ao hospital farão toda a di-

ferença ao longo de sua permanência no hospital”, declarou Dr. Fábio Nazaré.

Lucy Montoro realiza I Encontro Regional de Reabilitação “Transformar a saúde regional por meio da integração de assistência, ensino e pesquisa.” Esta é a missão da Funfarme, que a praticou, no dia 5 de abril, ao promover o 1º Encontro Regional de Reabilitação da Unidade do Instituto Lucy Montoro, reunindo, no anfiteatro do HCM, profissionais de várias especialidades do complexo hospitalar e de outras instituições da Divisão Regional de Saúde XV. Tendo como tema central a “Abordagem Multiprofissional do paciente com Fibromialgia”, os participantes discutiram as formas de tratamento mais eficazes e trocaram experiências. O Encontro foi completo também do ponto de vista didático, pois compreendeu teoria, com palestras no anfiteatro do HCM, seguida de prática, na Unidade I do Instituto de Reabilitação Lucy Montoro.

Flávio Benez, cadeirante e diretor da Unidade do Lucy Montoro, em Fernandópolis, elogiou a iniciativa de se promover o Encontro Regional

10 Funfarme Notícias - Abril - 2018


Aprimoramento profissional

Colaboradores são incentivados a fazer o Encceja para retomarem os estudos Empenhada sempre em estimular seus colaboradores a crescerem enquanto indivíduos e profissionais, a Funfarme considera o investimento na educação imprescindível para esse processo. Por isso, a Fundação, nas últimas semanas, vem realizando ações junto aos colaboradores que não concluíram os ensinos fundamental e médio para fazerem o Encceja - Exame para Certificação de Competências de Jovens e Adultos. Essa prova tem grande impacto na vida dos brasileiros que não puderam concluir estes níveis de ensino, repercutindo não só em seu desenvolvimento humano, acadêmico e profissional, mas também na qualidade de vida das famílias destes indivíduos.

Segundo a analista de RH Thais Angeli, o Encceja exerce também papel importante para o autoconhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional do colaborador. “É uma oportunidade para buscar qualificação e recolocação dentro da própria instituição, participando de processos seletivos internos para cargos que exigem o Ensino Médio”, ressaltou Thais. Alguns colaboradores fizeram o exame, no último ano, como a auxiliar de limpeza Jéssica Lopes. “O estudo é tudo na vida! O Encceja significou a oportunidade para meu desenvolvimento profissional. Espero crescer dentro da instituição”, disse a auxiliar de limpeza. Para saber mais sobre o Exame, basta acessar o site oficial do Inep (www.inep.gov.br).

A auxiliar de limpeza Jéssica fez o Encceja e conseguiu concluir o Ensino Fundamental. Neste ano, ela estuda para conseguir a Certificação do Ensino Médio

Palestras atualizam a voluntários as normas de como atuar na Fundação Ciente da importância do papel dos voluntários para o complexo hospitalar, a Funfarme dedicou atenção especial a eles promovendo, nos dias 27, 28 de março e 7 de abril, encontros para que pudessem se atualizar sobre as normas e segurança do paciente em um hospital. Lideranças de várias áreas da Fundação ministraram palestras, permitindo aos voluntários ter uma visão ampla de vários aspectos importantes para poder atuar nas Unidades do complexo. As nutricionistas Aline Gomes e Fabiane Oliveira deram orientações importantes sobre o preparo adequado dos alimentos que os voluntários oferecem aos pacientes. Silvia Kawata, da Hospitalidade, abordou temas diversos como cuidados com a higiene e o comportamento adequado a uma pessoa (profissional ou voluntário) para atuar numa instituição de saúde. A jornalista Camila Galvão, responsável pela Comunicação e Marketing,

Voluntários assistem a uma das palestras promovidas pela Funfarme

destacou que a Funfarme possui uma missão, visão e valores, que norteiam todas as ações da Fundação em sua história, assim como a de todos os seus colaboradores e voluntários. A missão, visão e valores constam na página 2 desta Revista e em vários banners espalhados pelas Unidades do complexo. Camila também orientou sobre o uso consciente das redes sociais durante o trabalho voluntário e explicou todo o processo de con-

cessão de entrevistas à imprensa. Os voluntários assistiram também à palestra das enfermeiras Mariana Donda, responsável pela Sala de Vacina no Ambulatório, e Élida Trefilio, da CCIH, que ressaltaram os requisitos de vacinação e as normas para evitar a contaminação hospitalar. Durante os três dias de encontro, a equipe da Hospitalidade aproveitou para realizar o recadastramento dos grupos de voluntários atuantes na Fundação.

Funfarme Notícias - Abril - 2018 11


Funfarme e a comunidade

Oncologia Pediátrica do HCM prolonga a Páscoa a seus pacientes A Páscoa (comemorada no dia 1º de abril) estendeu-se um pouco mais para os pacientes da Oncologia Pediátrica do HCM. Nos dias 2, 3 e 4 de abril, vários voluntários disponibilizaram seu tempo para animar as manhãs das crianças em tratamento. Os grupos Mundinho Kids, Amigos de Cuca e os alunos da Medicina, Psicologia e Enfermagem da Famerp surpreenderam os pacientes fazendo pinturas corporais e promovendo brincadeiras. O ponto alto foi a caça aos ovos, com a presença do “coelho da Páscoa”. Além da alegria, ações como essas causam impacto muito positivo na auto-estima dos pacientes com câncer. “O lúdico é uma forma de distração e desvia nossos pacientes do foco da adversidade, transportando o imaginário da criança para situações mais divertidas”, explicou a psicóloga Jéssica Aires, da Oncologia Pediátrica.

Voluntária e paciente posam para foto

Pacientes da Oncologia, seus acompanhantes e profissionais do HCM divertiram-se com os voluntários na brinquedoteca

As profissionais da Oncologia Pediátrica fizeram questão de usar orelhinhas e outros adereços

UTI Cardiopediátrica também ganha festa da Páscoa Muita emoção na manhã de 29 de março, na UTI Cardioped, quando a equipe multiprofissional reuniu-se com pais dos pacientes internados para celebrar a Páscoa. Para o evento, a equipe recebeu a menina Mirela Raimundo de Rigo, de 7 anos, paciente que permaneceu na UTI durante 6 meses, em 2017, e estabeleceu um vínculo forte com os profissionais do HCM. Sua mãe,

12 Funfarme Notícias - Abril - 2018

Bruna Araujo de Rigo, compartilhou com os pais a experiência de cardiopatia e todo o período de internação, dificuldades, desafios e o final feliz. Ao final, os profissionais do Serviço presentearam com ovos de Páscoa os pais e a paciente convidada, natural de Populina, mas que atualmente mora com a família em Fernandópolis para dar continuidade ao tratamento.

Mirela ganha ovo de Páscoa da equipe da CardioPed


Recursos humanos

Perfil Profissional

Sintonia e medicina em dose dupla As irmãs, Andressa (a mais velha por três minutos) e Mariane Higo Shinzato trilharam caminhos parecidos. Apesar de serem gêmeas não-idênticas (bivitelinas), a semelhança entre elas nunca gerou muita confusão na época de escola, em Campo Grande (MS), e nem na faculdade de medicina, na Universidade Estadual de Maringá (PR)... Até chegarem à Residência na Fundação. “É engraçado, porque sempre houve gêmeos nas turmas anteriores e posteriores a nossa, na faculdade. Então, não faziam muita confusão, por ser comum. Aqui, não”, explica Dra. Mariane, que está no 2º mês de Clínica Médica, assim como a irmã. “Estamos em grupos da residência diferentes. Então, nos confundem muito, principalmente os pacientes. Muitas vezes não querem me contar o que estão sentindo, justificando que já me contaram ontem. Mas na verdade, contaram a Mariane, e não

a mim”, complementa rindo, Dra. Andressa. A saída está sempre na máxima “Você pode não acreditar, mas eu sou gêmea, e minha irmã também é médica aqui”, contam. A sintonia entre elas é grande, até no gosto profissional. “Passamos nos mesmos programas de residência em Campo Grande, Londrina, Curitiba e aqui”, afirma Mariane. “Decidimos pela Funfarme, por causa de excelência do ensino e pelo custo benefício, já que em comparação aos outros lugares, a qualidade de vida aqui é melhor”, arremata Andressa. As irmãs ainda têm muito tempo para decidirem em qual especialidade querem atuar e, mais uma vez, as chances de ser a mesma são grandes: reumatologia, ou endócrino ou geriatria, para Andressa. Mariane tende um pouco mais à Cardiologia, como terceira opção. A verdade é que, para elas, a harmonia sempre foi um alia

Mariane (à esq.) e Andressa pretendem unir-se à irmã mais velha, que é cirurgiã, em Campo Grande, quando terminarem os programas de residência

do. “A proximidade que temos sempre nos ajudou a obtermos mais conhecimento e a nos adaptarmos mais fácil. Já estamos acostumadas com estas trocas, com as confusões. Isso, na verdade, faz até parte de nossa convivência. Nos une mais”, finaliza Mariane.

Sucessos da Funfarme

História de superação, trabalho e amizade

Em setembro deste ano, Bárbara completa 10 anos de Funfarme e está muito feliz em seu atual cargo

Em 2008, Bárbara Aparecida dos Santos Cardoso comemorava mais uma conquista em sua vida. Ela havia conseguido a vaga de auxiliar de cozinha no Hospital de Base, entretanto, um fato divisor de águas ocorreu naquele ano. Sua mãe foi internada no HB e não resistiu. Neste momento de dor inigualável, Bárbara experimentou a amizade, apoio e solidariedade dos colegas de trabalho para que a perda não destruísse seus sonhos. Com o apoio dos colegas, ela conseguiu dar a volta por cima e transformar a dor em força para alcançar seus objetivos. “A equipe do Hospital me acolheu, especialmente as pessoas que trabalhavam comigo. E isso foi muito importante, principalmente em algumas questões pessoais. Eu não

tinha muito contato com minha família e todo o afeto que meus colegas me deram fez com que eu repensasse minhas atitudes. Hoje, tenho um relacionamento bem melhor com meus familiares”, afirmou ela, sorridente. A postura profissional de Bárbara e o suporte dos colegas a ajudaram a avançar, inclusive, mudando de função na Funfarme, hoje, cozinheira no Serviço de Nutrição e Dietética. “Eu amo a Funfarme e a cozinha. É ótimo agradar as pessoas por meio da comida. Além disso, através da Funfarme, já tive muitas conquistas particulares e quero cada vez mais chegar ao sucesso! Sou muito grata a esta instituição e a todos pelo que já conquistei”, declara, feliz.

Funfarme Notícias - Abril - 2018 13


Gestão na Funfarme

Setor de Comunicação atua para levar informação com credibilidade a todos da instituição

Da esquerda pra a direta: o publicitário João Víctor Oliveira seguido das jornalistas Carla Dias e Camila Galvão, responsável pelo Departamento de Comunicação

O Departamento de Comunicação e Marketing da Funfarme é responsável pela produção e publicação de informações institucionais, ou seja, voltadas aos colaboradores, diretores e lideranças de todo o complexo e para os voluntários que atuam na instituição. Para isso, alimentam a intranet, sites e as redes sociais (facebook e instagram), além de produzirem e-mail marketing, cartazes, banners, vídeos, folders, manuais, folhetos e peças publicitárias para eventos em prol da Funfarme, como por exemplo, todos os itens visuais feitos para o Jantar de Gala, realizado em dezembro do ano passado. É a Comunicação que, também, cria e

apresenta os cerimoniais de inaugurações, eventos e culto ecumênico, além de participar semanalmente da integração de novos colaboradores. Com duas jornalistas, Camila Galvão e Carla Dias, e um publicitário, João Víctor de Oliveira, a equipe trabalha para que não haja nenhuma falha na comunicação interna. “A nossa principal função é zelar pela qualidade da informação. Ela precisa chegar de maneira íntegra para todos os colaboradores, sem nenhum tipo de interferência ou dupla interpretação”, explica Camila Galvão, responsável pelo Departamento. O setor também contribui de maneira ativa para treinamentos realiza-

dos na Fundação. O mais recente foi sobre segurança do paciente e Missão, Visão e Valor institucionais. “Foram quinze dias orientando mais de mil pessoas, entre colaboradores e voluntários. Esses encontros são essenciais para que a informação seja passada de maneira correta e com credibilidade a todos os envolvidos”, afirma Camila. Além disso, o Departamento também funciona como uma espécie de arquivo de memórias. “Tudo o que acontece aqui dentro da Funfarme, nós registramos e deixamos salvo. Temos fotos da época em que o HB começou a ser construído, por exemplo. Somos uma espécie de banco de dados”, conclui Camila Galvão.

Atuação de Impacto* Pessoas alcançadas no Facebook 1.393.431 do HB 59.296 do HCM 177.087 do Hemocentro

Posts HB

HCM Hemocentro

14 Funfarme Notícias - Abril - 2018

23 postagens 15.262 curtidas 9.353 compartilhamentos 19 postagens 992 curtidas 331 compartilhamentos 11 postagens 988 curtidas 1.859 compartilhamentos

Acessos nos sites 108.640 no HB 12.317 no HCM 4.659 no Hemocentro *Dados referente ao mês de abril de 2018


ICA

Câncer colorretal é o 5º mais recorrente no país Típico de países desenvolvidos, o tumor colorretal é o 5º mais comum no Brasil. O Registro Hospitalar de Câncer (RHC), setor do ICA que monitora e cria um panorama das doenças, mostra a evolução do tumor colorretal por faixa etária dos pacientes tratados no Instituto do Câncer (ao lado). O tumor acomete homens e mulheres, sendo os fatores de risco a idade acima dos 50 anos e ter casos do câncer na família. A ocorrência de alterações do hábito intestinal ou sangue nas fezes é sinal de alerta. “Nestes casos, a pessoa deve procurar o proctologista o mais rapidamente possível”, orienta Dr. Marcelo Maia, médico coloproctologista do Hospital de Base.

Incidência por faixa etária Idade

Casos no ICA

20-29

3

30-39

12

40-49

32

50-59

53

60-69

64

70+

73

O DIAGNÓTISCO PRECOCE DO CÂNCER COLORRETAL AUMENTA A CHANCE DE CURA.

O Câncer Colorretal atinge o cólon (segmento do intestino grosso) e o reto

Sinais de alerta Este tipo de câncer tem grandes chances de cura quando descoberto em sua fase inicial. Na Fundação, pouco mais da metade dos pacientes tratados (57%) descobriram o problema já em estágio avançado. O médico oncologista do ICA, Dr. Gustavo Girotto, ressalta a importância de estar alerto a alguns sinais. “Alguns sintomas são típicos deste tipo de tumor. Por exemplo, anemia de origem desconhecida, alteração drástica do hábito intestinal, ou seja, de repente têm-se quadro recorrente de diarreia ou prisão de ventre, quando não é comum para aquela pessoa. Ainda, desconforto abdominal com gases ou cólicas, sangramento nas fezes ou anal e sensação de que o intestino não se esvaziou, mesmo após evacuar”, explica o oncologista.

Tratamentos possíveis “Quanto aos tratamentos, as principais formas curativas incluem sempre a cirurgia e, em alguns estádos, quimioterapia e radioterapia pós-operatória no câncer de cólon. Já no câncer de reto, o tratamento curativo, na maior parte dos casos, inclui o tratamento pré-operatório com quimioterapia junto com a radioterapia seguido de cirurgia e quimioterapia pós-operatória por um período de seis meses.”, detalha, Dr. Gustavo. Muitos avanços na seleção do tipo de tratamento vêm ocorrendo, em especial, quanto ao lado que o câncer de intestino nasceu (direito ou esquerdo) e também na seleção das chamadas terapias-alvo, pois se o paciente apresenta algum tipo de mutação genética no seu câncer, o uso do anticorpos monoclonais (chave que desliga genes dentro ou ao redor do câncer) aumentam consideravelmente o tempo de controle da doença assim como a qualidade de vida dos pacientes.

Fatores de Risco Crescimento anormal das células que revestem as paredes do intestino grosso (mucosa). Estes pólipos estão mais suscetíveis a aparecer e têm maior chance de se tornarem malignos quando há: • Alimentação pobre em fibras • Alto consumo de gorduras, de carnes vermelhas e condimentos • Sedentarismo • Obesidade • Hábito de fumar • Doenças inflamatórias intestinais, como as doenças de Chron ou Retocolite Ulcerativa • E distensão ou aumento do intestino grosso, chamado de Megacólon Dr. Gustavo Girotto faz um alerta. “Manter estas doenças inflamatórias controladas e evitar estes fatores de risco são as principais maneiras de se prevenir contra este câncer. Além disso, quaisquer sintoma aparente, procure imediatamente um médico. Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores serão as chances de cura.

Funfarme Notícias - Abril - 2018 15


Famerp

50 anos com inovação e formação de qualidade O anfiteatro ainda conserva suas cadeiras de madeira. Um visual que lembra bem o que foi aquela aula inaugural do dia 15 de abril de 1968, uma segunda-feira. Na parede, do lado esquerdo ao palco, uma placa exibe o nome de cada aluno que participou do início da história de uma das mais conceituadas e concorridas faculdades de medicina do Brasil, a Faculdade de Medicina de Rio Preto - Famerp. Começava assim a virar realidade o sonho de um grupo de médicos entusiastas de Rio Preto que acreditava no potencial da cidade e vislumbrava a criação de uma faculdade de medicina numa época em que havia poucas instituições de ensino superior deste tipo no Brasil. A essência do anfiteatro original foi mantida e ganhou tom de modernidade com a instalação de um telão, retroprojetor e ar condicionado. Tudo isso para manter a tradição de ministrar as primeiras aulas no local. O que não mudou também foi o objetivo de formar profissionais da saúde de qualidade e humanizados. Pelo contrário, a faculdade não para de investir para melhorar a qualidade do ensino. Ao longo desses 50 anos, completados no dia 15 de abril, a Famerp cresceu. Passou a ter o curso de enfermagem, em 1991, e agora o de psicologia, em 2017, dando passos para se tornar uma universidade. Em toda sua história, a faculdade formou 2,8 mil médicos e 1,2 mil enfermeiros. No último vestibular, a concorrência para o curso de medicina foi de 203,7 por vaga. Um total de 16.298 inscritos para 80 vagas. “O número de inscritos bate recordes ano a ano, porque a Famerp virou sinônimo de formação de qualidade e por causa da estrutura que Rio Preto tem na área de saúde. Estamos unidos a um dos maiores hospitais-escola do Brasil, que é o Hospital de Base”, diz Dulcimar Donizeti de Souza, diretor geral da Famerp. Nas últimas avaliações, os resultados também mostram a qualidade dos cursos que recebem alunos de 22 estados brasileiros. Em 2016, a Famerp foi a primeira colocada no Exame do Cremesp de 2015 no Estado 16 Funfarme Notícias - Abril - 2018

Famerp conserva a fachada de seu prédio da época da inauguração

Alunos que fizeram parte das primeiras turmas da Famerp

e, no ano passado, foi uma das três do Brasil a receberem nota máxima em medicina no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Com 670 alunos matriculados nos cursos de graduação e 605 na residência médica, a faculdade integra um dos maiores complexos de saúde do estado de São Paulo, que conta ainda com o Hospital de Base (HB) e o Hospital da Criança e Maternidade (HCM), administrados pela Funfarme. A estrutura da faculdade conta

com 21 laboratórios diferentes, projetos de extensão e 21 ligas de saúde integradas à comunidade por meio de campanhas de conscientização e exames gratuitos para os principais problemas de saúde pública como diabetes e hipertensão. “A Famerp e a Funfarme são como irmãos siameses. Um não vive sem o outro. As duas instituições crescem juntas, sempre com o trabalho dedicado de suas direções”, afirma o diretor geral da Famerp.


Famerp

Artigo Quando ainda cursava medicina na Faculdade de Medicina de Rio Preto - Famerp não me imaginava à frente dessa instituição. Mas, com desejo de querer melhorar ainda mais o ensino, assumi o cargo de diretor geral em 2013. Essa é uma instituição que me orgulha, um campo de estudo, uma faculdade que não para de crescer e de investir em melhoria para seus alunos. O local onde era um campo de terra na minha época de estudante agora virou um grandioso Centro de Convenções, que inauguramos em janeiro do ano passado. O lugar recebeu investimento de R$ 6,5 milhões e conta com auditório com capacidade para 850 pessoas, que pode ser transformado em cinco

auditórios menores, por meio de sistema de divisórias móveis e retráteis de alta tecnologia. Todos os ambientes possuem instalações audiovisuais totalmente informatizados. O Centro de Convenções possui, ainda, área destinada para exposições, congressos e demais eventos, com capacidade para mil pessoas, totalizando um espaço que comporta até 1.850 pessoas. Também em janeiro do ano passado inauguramos o Centro de Ensino, Treinamento, Extensão e Pesquisa (Cetep). O espaço é composto por 177 manequins e equipamentos de simulação. São quatro simuladores de alta complexidade, o que torna o Centro entre os mais modernos do País e oferece técnicas de simulação.

Com toda essa estrutura modernizada, apoiada por um quadro de professores de excelência e laboratórios de ensino equipados, oferecemos um ensino de qualidade para nossos atuais 670 alunos de graduação e 97 de pós-graduação. Contamos ainda com 605 médicos residentes, que junto a Funfarme, composta pelo Hospital de Base e pelo Hospital da Criança e Maternidade, formamos um complexo de saúde referência para toda a região e para o Brasil.

Dulcimar Donizeti de Souza

Alunos de uma das primeiras turmas durante aula prática

Governador Geraldo Alckmin esteve várias vezes na Famerp, como na inauguração do Centro de Centro de Ensino, Treinamento, Extensão e Pesquisa

Turma de medicina no Centro de Convenções

Uma das turmas de formandos do Curso de Enfermagem Funfarme Notícias - Abril - 2018 17


Funfarme e a Comunidade

Agradecimentos Reconhecimento à qualidade do profissional da Funfarme Meus parabéns para o atendimento da colaboradora Maria Helena Baptista, atendente do setor de pós-consulta do ambulatório. Ela foi muito atenciosa e resolveu o meu problema com boa vontade e profissionalismo. Márcia Garisto (filha do paciente Mário Natalino Garisto) – Nhandeara

Gostaria de parabenizar o Hospital da Criança, não sabia que existia esse lugar maravilhoso, apesar de muitas dores. Parabéns por fazerem as crianças felizes e as mães confiantes. Apesar de tudo, a gente vê no rosto dos funcionários e médicos o amor e o carinho. Também é um hospital muito limpo. Parabéns a todos da administração. Obrigada por cuidarem tão bem da minha sobrinha, Gabrielly Dutra do Nascimento. Que Deus abençoe suas famílias. Rosely Dutra do Nascimento – Rio Preto

Agradeço a equipe da Enfermaria dos Crônicos por toda atenção prestada ao meu irmão. Às fisioterapeutas Natália e Marcela, excelentes, obrigada pelo carinho e dedicação que tiveram com ele. Saio com a certeza de que, sempre que precisar, encontrarei pessoas eficientes e capacitadas, além de carinhosas e cordiais.

À equipe do HCM, agradecemos o empenho e atenção da equipe médica comigo e à Kariny Rebeca, apesar de não ter terminado como desejamos. Sabemos que fizeram tudo o que puderam, mas Deus já tinha escrito que ela era o anjinho dele, pois nada do que aconteceu é culpa de alguém, porque sei que foi o melhor para ela e é onde cumpre aquela frase: “ Deus escreve reto por linhas tortas”. (...) Para nós, ficará sempre o registro de um gesto insuperável de apoio e generosidade, através da fineza com que fui atendida, conheci um mundo até desconhecido para mim e pude avaliar a sabedoria e grandeza espiritual de cada um que trabalha ali com amor e satisfação. Todos são ANJOS enviados e usados por Deus para cuidar dos que estão à espera de um socorro. Todos que compõem a equipe são guiados e iluminados com a sabedoria que vem do alto. A cada dia a caminhada se torna sublime aos pacientes, porque vocês trabalham com amor, continuem assim, pois a tarefa de cuidar é SAGRADA. Parabéns a todos por serem tão engajados no mesmo ideal em função da saúde e da VIDA. Deus ama vocês e nós também! Um abraço a todos e muito obrigada! Douglas, Iris Fernanda e Ester Carolina (parentes da paciente Kariny Rebeca) – Nova Aliança

Ligia Garcia (irmã do paciente Washington César Garcia) – Rio Preto

Rapaz transplantado do pulmão no HB externa sua gratidão no Facebook Hoje eu quero agradecer a todos e a cada um de vocês. Pois vocês formam uma equipe de trabalho fantástica, e quero que saibam que é uma honra ter sido transplantado com vocês, um grupo tão extraordinário quanto este. Agradeço por essa conquista alcançada juntos, por todas as dificuldades que conseguimos superar. Afinal, o sucesso de um projeto depende do empenho de cada um dos membros de uma equipe. E todos vocês demonstraram grande determinação e dedicação, e principalmente um incrível espírito de equipe. Sou eternamente grato por vocês terem entrado na minha vida no momento que eu mais precisei, obrigado. Meus HERÓIS! Mateus Calera – Matão (SP)

18 Funfarme Notícias - Abril - 2018

Mateus Calera (ao centro, com camisa listrada) e colaboradores do Hospital de Base


Espaço ASFF

Associados concorrem a prêmios mensais ao usar o Cartão ASFF A partir deste ano, os associados que usarem o Cartão ASFF concorrem automaticamente à prêmios mensais oferecidos pelos parceiros. Para retirar os prêmios, os sorteados devem procurar a equipe da ASFF para pe-

gar seu comprovante e, depois, ir ao parceiro buscar o prêmio. Após anunciados (não é só pela Revista. Fiquem atentos aos seus contatos cadastrais na Associação), os ganhadores têm uma semana para retirar o cupom.

Neste mês, os ganhadores foram: • Ana Claudia do Amaral, que ganhou uma sessão anti-stress da Dermka Clínica de Estética • Samira Jordão Salomé foi premiada com alinhamento e balanceamento, na Pneusol • Andrea Dantas da Silva foi sorteada com Vale-Com-

Novo parceiro ajuda a conquistar a casa própria

pras na Móveis Camargo • Adriana Alves da Paula ganhou Vale-Compras na Gotinhas Modas • Marcia Cristina Nascimento ganhou um Milk Shake da Torcidinho

Um campo muito melhor para a Escolinha de Futebol

Novo campo está completamente reformado e oferece conforto e segurança aos alunos

A ASFF fechou, neste mês, parceria com a Rossi Imobiliária. A empresa oferece aos associados orientação em relação ao imóvel mais adequado ao perfil do associado, de acordo com a renda mensal e presta esclarecimento sobre o processo de aquisição ou troca de imóveis. A Imobiliária Rossi atua no mercado desde 2008 e tem como parceiro a CAIXA. A Imobiliária auxilia nos processos de financiamento, inclusive no Programa Minha Casa, Minha Vida. Para mais informações, procure os corretores Rodrigo, no telefone (17) 99270-4612, ou Lucas Leite, no número (17) 99104-2413.

Em abril, a Escolinha de Futebol da ASFF retoma suas atividades após ter o campo do Clube reformado. O projeto sócio-esportivo é aberto aos dependente de associados e atende à comunidade carente do bairro. As aulas são ministradas pelo professor Sabá, gratuitas, subdivididas por faixa etária e realizadas no sába-

do, das 9h ao meio-dia. O único investimento feito pelos participantes da Escolinha é a compra do uniforme, roupa específica e indispensável para realização das aulas, além de ser uma segurança que identifica os alunos. Para se inscrever, basta ir até o clube e conversar com o professor no horário das aulas.

ASFF oferece Kits para recém-nascidos de associados A chegada de novo filho sempre modifica o dia dos pais. Quanto maior a organização, mais fácil lidar com as rotinas. Para auxiliar neste momento, a ASFF oferece aos seus associados um Kit Bebê. Neste mês, os beneficiados foram Ederson Zanolini, Maria Eduarda Pereira Braite e Natanael Araujo.

A ASFF reitera que o Kit é oferecido apenas à associada ou associado cuja esposa esteja grávida. Para solicitar o benefício, entre em contato com a Associação. Um mês antes do parto é oferecido um vale compras para complementar o enxoval. Este benefício não é válido para filhos ou netos. Funfarme Notícias - Abril - 2018 19


NHE

A sífilis pode matar: saiba como proteger-se da doença A sífilis é uma doença sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum, portanto pode ser contraída em relações sexuais desprotegidas (sem uso do preservativo), caso parceiro ou parceira esteja contaminado. Um dos maiores problemas desta doença é que a mãe infectada pode passá-la para o bebê durante a gestação e/ ou para o recém-nascido no parto. A estes casos, dão o nome de sífilis congênita. Fique alerta aos sintomas No início pode aparecer feridas no pênis, vulva, No início pode aparecer feridas no pênis, vulva, vagina, colo uterino, ânus, boca, ou outros locais da pele. Não dói, não coça, não arde e não tem pus, mas pode aparecer ínguas (caroços) na virilha. Já em estágio avançado podem surgir manchas no corpo, lesões na pele, nos ossos, alterações cardiovasculares e neurológicas, podendo levar à morte. Nos casos de sífilis congênita, a

doença por levar ao aborto espontâneo, parto prematuro, malformações do feto e/ou morte ao nascer. Por isso, é importante fazer teste para a sífilis durante o pré-natal. Se o resultado apontar a doença, a gestante e o parceiro sexual devem começar o tratamento para não transmitir para o filho. Diagnóstico e Tratamento O Teste Rápido está disponível gratuitamente nos Serviços de Saúde do SUS e o resultado demora no máximo 30 minutos. O tratamento é realizado com o antibiótico. Prevenção A forma mais eficaz é o uso correto e regular da camisinha masculina ou feminina. Já a sífilis congênita, é importante o efetivo tratamento e acompanhamento da gestante durante o pré-natal. Notificação A sífilis no adulto (adquirida), na gestante e a congênita são de notificação compulsória e devem ser comunicadas ao NHE.

Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificadas no NHE/HB/HCM/FUNFARME no período de janeiro a dezembro de 2017 e Janeiro a março de 2018.

Situação epidemiológica \ Casos de Sífilis

BR

RP

87.593 adquirida 37.436 em gestantes 20.474 congênitos

825 adquirida 71 em gestantes 35 congênitos

*Dados de 2016

Evolução das notificações de sífilis

Fonte: SINANnet-SINANweb-FIN-FII-NHE/HB/HCM/FUNFARME *Dados provisórios, investigações em andamento, levantamento até dia 9/04/2018. - **SRAG(Síndrome Respiratória Aguda Grave) internados/óbitos - Not.(notificados) Conf.(confirmados) Dengue e influenza até 9/04/2018

2,4

3,3

4,0

4,8

5,5

Fonte: Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), atualizado em 30/06/2017.

6,5

6,8

Referencias Ministério da Saúde. Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”. Boletim Epidemiológico 2017. www.aids.gov.br/pt-br/profissionais-de-saude/testes-rapidos www.aids.gov.br/sites/default/files/pub/2017/65020/boletim_sifilis_11_2017.pdf Ultimo acesso em 11/04/2018.

Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME - Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837. Segunda a sexta-feira, das 08h00 às 17h00. À noite, nos finais de semana e feriados, no NHE ou no telefone do plantão do Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado de SP (17) 3227-8814.

20 Funfarme Notícias - Abril - 2018

Profile for Funfarme - Hospital de Base

Revista Funfarme Maio 2018  

Revista Funfarme Maio 2018  

Profile for funfarme
Advertisement