Page 1

Ano VIII / Nยบ 113 - Abril - 2011

Cantor Marrone fica internado 3 dias no Hospital de Base pรกgina 13


Carta

Editorial

Mídia de todo país voltada para o HB Começamos a primeira semana de maio em um ritmo bem acelerado. O cantor Marrone e seu primo Jardel ficaram internados em nossa Instituição, referência em atendimento de pacientes com trauma para toda a nossa região devido ao nível de excelência de todos os profissionais envolvidos em tão nobre tarefa. Como não podia ser diferente, precisamos realizar algumas mudanças em nossas rotinas com a finalidade de manter sua privacidade para garantir uma boa evolução no quadro do paciente, já que muitos fãs queriam ver o ídolo de perto. Pudemos assim mostrar a todo o país que temos qualidade de atendimento e funcionários capacitados para estas e outras ocasiões. Matérias com o nome do nosso hospital circularam pelo Brasil todo. Até no Fantástico!!!! Em abril, tivemos algumas novidades, como a inauguração do equipamento de fototerapia no Ambulatório de Dermatologia, proporcionando ao nosso paciente um tratamento mais moderno e eficaz. Uma conquista não só para os pacientes, mas para os docentes e residentes, que tem contato direto com mais um tipo de procedimento de alta tecnologia na área de atuação. Outra boa novidade foi à vinda do novo superintendente que chegou animado e pronto para encarar os novos desafios. Realizamos diversos eventos para homenagear nossos funcionários, como o merecido Dia das Mães e a Semana da Saúde. Cursos, simpósios e palestras foram organizados por nossos colaboradores, visando assim uma atualização ou discussão nos assuntos corporativos de nosso hospital. Recebemos visitas que geraram reuniões importantes com deputados e representantes da Secretaria Estadual de Saúde que propiciaram a demonstração da evolução do trabalho de todos nós e expor nossas reivindicações para atender as necessidades de toda a Fundação. Aproveitamos para parabenizar nesta edição a todas as mães pelo dom divino e amor incondicional que só elas têm. Dr. José Luís Esteves Francisco Vice-diretor executivo da Funfarme

02

Revista do HB - Abril - 2011

Agradecimento Hoje chegando aqui no Hospital de Base, comecei a recordar muita coisa que se passou na minha vida. Coisas estas muito tristes, mas como as coisas não são como a gente deseja, nós temos que nos conformar e aceitar os desígnios de Deus. Faz dez meses que perdi minha mãe, para mim está sendo muito difícil ficar sem ela, mas estou aos poucos aprendendo. Minha mãe chama-se Antoninha Maria Peluci. Ela teve que ser internada às pressas e logo teve que passar por uma cirurgia, cirurgia esta muito complicada, pois a idade dela não ajudava muito, ela tinha na época 84 anos. Com a ajuda de Deus a cirurgia foi feita, correu tudo bem e logo ela foi para o quarto. Ai começou a nossa luta. Luta essa que infelizmente minha mãe não aguentou. Foram cinco meses de luta, mas não deu, ela faleceu no dia 20 de junho. Durante todo esse tempo ficamos aqui no hospital, fomos para casa duas vezes, mas logo retornamos. O motivo que me levou a escrever esta carta é uma forma de agradecer tudo o que o hospital fez por nós, não só o hospital mas também os funcionários e enfermeiros que com muito amor e dedicação cuidaram dela. Quero agradecer em especial ao Dr. Anwar, Dr. Wagner, Dr. Igor e tantos outros que por ali passaram. Peço que Jesus e mãe Maria Santíssima que os abençoe e que direcione suas mãos, e que faça o que for melhor para seus pacientes. Agradeço do fundo do meu coração, pois sei que ali existe amor a profissão, competência e muita dedicação. Aparecida de Fátima Marangoni da Oliveira.

Expediente

Informativo Fundação Faculdade Regional de Medicina Ano IX / Nº 113 Abril de 2011 • • • • • • • • • • •

Diretor Executivo Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho Vice-Diretor Executivo Funfarme: Dr. José Luis E. Francisco Diretor Administrativo HB: Dr. Jorge Fares Vice-Diretor Administrativo HB: Dr. Newton Bordin Júnior Diretor Clínico: Dr. Jorge Adas Dib Vice-Diretor Clínico: Dr. João Fernando Picollo Diretor Técnico: Dr. Roberto Yagi Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Júnior Diretor do Ambulatório: Dr. Aldenis Borim Coordenador de RH e DP: Dr. Paulo Nakaoski Produção Editorial: Intermídia Publicações – 17- 3353-2083 • Jornalista Responsável: MTB: 24.527 • Redação e Fotos: Luís Fernando Neves • Diagramação: Roger Goulart • Colaboração: Camila Galvão • Impressão: Fotogravura Rio Preto • Tiragem: 2000 exemplares


Representantes da Secretaria de Saúde visitam HB No dia 12 de abril, o Secretário Adjunto da Secretaria de Saúde, Dr. José Manoel de Camargo Teixeira, Dr. Olimpio Bittar, Coordenador dos hospitais de ensino do Estado, Dr. Afonso Viviane, Coordenador das Drs, Dr. Manoel Pedro e Dr. André Luciano Baittelo, ambos também da Divisão Regional de Saúde visitaram o Hospital de Base, o Centro de Reabilitação Lucy Montoro e Hospital da Criança.

Dr. José Manoel ficou satisfeito com as melhorias no hospital

Além de conhecer um pouco mais os setores, eles também tiveram contato com os projetos concluídos e em andamento. Mostraram surpresa, durante apresentação da diretoria, com a qualidade dos trabalhos e mudanças realizadas pela Funfarme sem auxílio de uma consultoria especializada em cada assunto. “Ressaltamos que com todo o trabalho e dedicação da diretoria e funcionários conseguimos mudar muitas coisas dentro da instituição com baixo custo e mostrar uma nova realidade”, conclui Dr. Horácio José Ramalho, diretor executivo.

Diretoria recebe representantes da Secretaria de Saúde

Dr. Jorge expõe algumas dificuldades dos hospitais de ensino

Dr. Jorge Dib e Dr. Picolo compõe a diretoria clínica do próximo biênio Dr. Jorge Adas Dib e Dr. João Fernando Picolo foram eleitos diretor e vice-diretor do Hospital de Base, respectivamente, para a gestão 2011 à 2013. O diretor clínico é o médico representante e coordenador do corpo clínico no concerto administrativo do hospital, é o elo entre o Corpo Clínico e a Diretoria da instituição. Dr. Jorge Adas Dib

Dr. João Fernando Picolo Revista do HB - Abril - 2011

03


Profissionais da região confirmam presença e vagas do Simpósio são esgotadas

Em busca de

Nos dias 15 e 16 de abril membros do Serviço de Procura de órgãos capacitaram profissionais da região para identificar possíveis doadores O HB é referência nacional em transplantes. Hoje são realizados transplantes de córnea, medula óssea, coração, fígado, pâncreas e rins. Segundo os dados do CINTRANS (centro interdepartamental de transplantes do Hospital de Base) houve um aumento de 21% no número de transplantes em 2010, comparado com o ano anterior, porém ainda é grande o número de pessoas aguardando um órgão. Campanhas e matérias nas mídias resultaram em um aumento no número de doadores. Assim alcançamos o índice de 14 doadores pmp (por milhão de pessoas), em 2010, acima da média nacional de 9,9 doadores pmp, porém ainda é insuficiente. Profissionais do HB e o Serviço de Procura de Órgãos (SPOT), com apoio da ABTO (Associação Brasileira de Transplante de Órgãos) e Secretaria Estadual de Transplantes realizaram o Curso de Formação de Coordenadores Hospitalares de Transplantes, nos dias 15 e 16 de abril, no Hotel Saint Paul. Entre organizadores e participantes estiveram presentes Dr. João Fernando Picollo, Dr. Mário Abbud Filho, Dr. Horácio José Ramalho, Dr. Alcides da UTI emergência, Dra. Marcela residente da UTI Geral, Dr. Jamil da UCOR, Dr. Bruno da Emergência, Dra. Lucia da neurologia e equipe de enfermagem. Também representantes dos hospitais IELAR, Santa Casa, AUSTA, Beneficência Portuguesa, Santa Casas de Fernandópolis, Votuporanga, Penápolis, Araçatuba, Novo Horizonte, Hospital Padre Profissionais do HB e Famerp organizam Simpósio da Dor

DOADORES DE ÓRGÃOS

Albino e Emilio Carlos de Catanduva. Além das diretorias do SAMU e DRS. O objetivo do curso foi capacitar profissionais da saúde para realizarem todos os procedimentos do processo doação – transplante - desde a avaliação do possível doador, diagnóstico de morte encefálica, entrevista familiar, captação de órgãos e tecidos, além de discutir aspectos da legislação e ética. “Desta maneira queremos melhorar a doação de órgãos em outras cidades e hospitais, pois 90% das doações foram realizadas no Hospital de Base e Hospital Padre Albino”, conclui Dr. João Fernando Picollo.

Dr. Picolo durante palestra

Dor é tema de simpósio de dimensão nacional em Rio Preto Com a mensagem “A dor deve ter um tratamento multidisciplinar”, profissionais, de renome nacional, discutiram nos dias 08 e 09 de abril, sobre a longevidade da população, aumento de acidentes, maior incidência de câncer, stress, sedentarismo e hábitos alimentares. Esses foram os temas propostos para o I Simpósio da Dor realizado em Rio Preto, com organização dos profissionais do HB e Famerp.

04

Revista do HB - Abril - 2011


Setor de Custos é reestruturado e informatizado

Modernização “Saúde não tem preço, mas tem custo” - Está é a visão da equipe, que inicia um novo conceito na apuração de custos, que visa através de uma coleta de dados ampla e informatizada oferecer ferramentas gerenciais eficientes para tomada de decisões. O cálculo de custos na saúde para fins gerenciais ainda é recente, por isso gerou muita demanda por pesquisas e troca de experiências. “Visitamos alguns hospitais de grande porte como Hospital Albert Einstein, Santa Marcelina, Hospital São Paulo e HC Ribeirão, para trocarmos experiências e conhecermos o funcionamento dos seus setores de custos”, afirma Angélica. Os custos do hospital serão apurados por setor, paciente e procedimento, por isso é muito importante que cada departamento use seu Centro de Custo correto.

Novas regras são apresentadas para encarregados da hospital

O diretor executivo, Dr. Horácio José Ramalho, ressalta que ao usar um número de Centro de Custo equivocado, o funcionário interfere negativamente no resultado de outro setor e consequentemente o prejudica. Afirma ainda que com dados reais é possível ter um gerenciamento Robson, Carla e financeiro mais eficiente. Angélica respondem “O Centro de Custo é o pelo setor de custos RG do setor, assim como do HB não emprestamos nosso documento também não podemos emprestá-lo. Isso é fundamental para o bom andamento do processo”, afirma Carla Sarni. Para o diretor administrativo, Dr. Jorge Fares, as mudanças no Setor de Custos são fundamentais. “A partir

de agora poderemos ter dados reais em mãos, saber o valor correto de cada internação e cada procedimento”, afirma. O superintendente financeiro, Róbson de Pádua, adverte que tudo é um processo contínuo, por isso é importante que desde o primeiro orçamento, tudo tem que estar correto, para não ter erros futuramente.

Para solicitar abertura de novos centros de custos, o solicitante deverá preencher um protocolo oficial, disponível na Intranet, e encaminhá-lo ao Setor de Custos. Será avaliado se há a necessidade da abertura ou não.

Dúvidas e informações:

custos@hospitaldebase.com.br e carla.sarni@hospitaldebase.com.br Ramais: 1701 e 1702

HB arrecada mais de R$115 mil com Nota Fiscal Paulista O Hospital de Base arrecadou R$32.719,29 no ano de 2009 e R$82.728,81 no ano de 2010, com a Nota Fiscal Paulista. Tudo o que é comprado para o hospital é retirada uma nota fiscal com o CNPJ da fundação e, um determinado valor baseado em tributos fiscais volta para a instituição. “A equipe de compras do HB já trabalha com este regime desde 2009”, explica Robson Pádua, superintendente financeiro do HB. Para saber mais informações sobre a Nota Fiscal Paulista acesse: http:// www.nfp.fazenda.sp.gov.br/

Revista do HB - Abril - 2011

05


ue aq O di a

V

itó ria ren asc eu Familiares de Vitória exibe a felicidade de pode ver a criança correr, brincar e sorrir. Ela nasceu em 2006 com uma grave doença no coração e precisou ser operada pela equipe do Serviço de Cirurgia Cardiovascular Pediátrica do HB e a cirurgia foi um sucesso. Hoje com quase 5 anos de idade, ela transmite alegria por onde passa e isto é fácil de ser identificado nas fotos enviadas pelo irmão para Dr. Ulisses Croti e equipe. Nas imagens é possível vê-la com a equipe após a cirurgia e hoje depois de crescida.

Equipe americana retorna ao HB

Profissionais da Mayo Clinic Foundation estiveram no HB em abril para realizar, durante uma semana, a atualização de protocolos de atendimento às crianças operadas do coração na UTI Cardíaca Infantil, com enfermeiras e fisioterapeutas da unidade.

06

Revista do HB - Abril - 2011


Pioneiro

Pacientes do Ambulatório de Dermatologia do HB ganham tratamento inédito na rede pública de saúde na região Pacientes com doenças de pele, da rede pública de saúde, têm nova opção de tratamento. O Hospital de Base inaugurou, dia 13 de abril, a cabine de Fototerapia no Ambulatório de Dermatologia. A fototerapia é uma importante modalidade terapêutica que se baseia no controle ou regressão de diversas dermatoses através da interação entre a radiação ultravioleta e a pele. Alguns pacientes com Psoríase, Vitiligo e alguns linfomas de pele estão sendo selecionados e iniciarão o tratamento que complementam em parte ou totalmente o uso de medicamentos, que muitas vezes causam efeitos colaterais ao paciente e um custo alto para os cofres públicos. “Isto é um grande avanço para a medicina da região e uma conquista importante para nossos pacientes, afinal o HB é o primeiro hospital da região a disponibilizar este tratamento pelo SUS”, diz Profª. Dra. Eurides Pozetti, médica do Ambulatório de Dermatologia do HB. Dr. João Roberto Antônio explica que a fototerapia não representa a cura da doença, mas é um tratamento bastante eficaz, promovendo, em alguns casos, a regressão e manutenção da melhora de determinadas enfermidades que comprometem a pele, para as quais existe a indicação da fototerapia. “Casos como o Vitiligo em determinadas áreas, Psoríase em forma mais avançada, essa modali-

Dr. João Roberto exibe o equipamento aos pacientes

dade de tratamento, pode levar a uma regressão considerável das lesões da pele e/ou bloquear o avanço”, diz. Os aparelhos, já montados no Ambulatório de Dermatologia, são os chamados de Fototerapia PUVA e UVB destinados a atender os pacientes selecionados especificamente para esse tipo de terapêutica, cujas aplicações são feitas habitualmente em 2 sessões por semana.

Jornalista da Band entrevista paciente durante inauguração

Equipe do Ambulatório de Dermatologia durante evento de inauguração do novo aparelho. Revista do HB - Abril - 2011

07


Parceria

Funcionários têm mais vantagens com novo seguro de vida Pensando no funcionário e na empresa, a diretoria do HB fez levantamentos, pesquisas e conferiu propostas para renovação ou alteração nos seguros de vida de seus colaboradores. A instituição acordou com a empresa Segurali Corretora, o seguro de vida de seus colaboradores no mesmo valor de R$10.000, com um desconto de R$10% no valor, por apólice. “O benefício para o funcionário foi mantido e uma vantagem foi inserida e com o desconto gerado a instituição pode investir mais nos colaboradores”, explica Dr. Paulo Nakaoski. O Funcionário conta agora com um auxílio funeral no valor de R$3.000,00, que garante um conforto no momento de dor. O funcionário também pode optar por um segundo seguro, basta adquiri-lo de acordo com a tabela vigente ao lado:

PLANILHA DE SEGURO VIDA (FUNFARME)

COBERTURAS:

* Invalidez permanente por doença funcional * Morte qualquer causa * Invalidez parcial ou total por acidente * Auxilio funeral R$ 3.000,00 Auxílio

Mensalidade

Auxílio

Mensalidade

Para mais informações: contato@segurali.com.br (17)-3305-0809 - (17)-3305-1067

HB faz parceria para ganhar outros descontos para colaboradores Além das novidades do seguro de vida, o Hospital de Base acordou com a Liberty Seguros, algumas vantagens para seus funcionários. Entre elas está um valor diferenciado para seguros de carro, casa e vida, para todas as idades. Com isso a diretoria da instituição amplia pacotes de

benefícios para seus colaboradores. Entre as vantagens, estão: parcelamento em até 12 vezes, isenção de juros, até 35 dias para pagar a primeira parcela, sem custo de apólice, renovação automática, programas de relacionamento e extensão para pais, cônjuges e filhos. Confira as tabelas de simulação abaixo:

Para garantir mais privacidade os funcionários não foram identificados

08

Revista do HB - Abril - 2011


Mais Saúde

Funfarme realiza semana da saúde

Para comemorar o Dia Mundial da Saúde, o Hospital de Base promoveu uma semana de atividades voltadas para o bem-estar. Do dia 5 ao dia 7 de abril os funcionários do HB participaram de três workshops: saúde emocional com aula de yoga, auto-estima com aula de maquiagem e para encerrar, uma palestra sobre a saúde física com um delicioso café da manhã. A diretoria da Funfarme/HB e o departamento de RH estão utilizando datas comemorativas para presentear seus funcionários com palestras, workshop e entretenimento, o que proporciona conhecimento e satisfação aos colaboradores.

Pesquisa de opinião e comentários

Soube explicar muito bem Explica bem e tira todas as dúvidas Ótima profissional Deveria respeitar o horário Continuar com os temas relacionados a saúde, auto estima e nutrição Palestras com exercícios fíisicos Os aos funcionários do ambulatório deveriam fazer o curso lá Proporcionar aos funcionários 01 mês de tratamento com nutricionista, com exercícios físicos (o antes e o depois) Palestras como essas dinámicas Mais cursos sobre a nutrição saudável Mais cursos de visagismo Mais cursos de imagem Pessoal Palestras de motivação no trabalho Palestras de etiqueta social Palestra de como ser um excêlente profissional Palestras com café da manhã Palestras de maquiagem

Revista do HB - Abril - 2011

09


Benefício

Bolsas de estudos que seriam excluídas, com a conclusão da graduação de nossos funcionários, são rateadas entre os atualmente beneficiados, proporcionando assim um aumento de 15% de desconto Atualmente, 30 funcionários são beneficiados por este convênio com o centro universitário. A secretária do departamento jurídico, Débora Cristina Alves, é uma das beneficiadas. “Acho ótimo, é um incentivo muito grande da parte do hospital, isso me faz estudar e trabalhar mais motivada”, diz. Para conseguir uma bolsa de estudos o funcionário é submetido a um processo seletivo com critérios de avaliação definidos pela diretoria. Este processo tem duas etapas. Em um primeiro momento é realizada uma avaliação sócio-econômica cultural do funcionário. A segunda

Parceria com Unirp permite um desconto maior na mensalidade para funcionários

etapa consiste na verificação dos prontuários, onde é feito um balanço de quantas faltas, atestados médicos e punições que o funcionário levou recentemente. É necessário estar atuando no HB há mais de 1 ano. “Nossos funcionários não merecem

Perfil

apenas salários em retribuição ao trabalho. Nosso objetivo também é permitir que eles estudem e consigam atingir uma melhor profissionalização”, diz Dr. Paulo Nakaoski, diretor do Departamento Pessoal e Recursos Humanos do HB.

Uma história de

Sandra e Reinaldo: amor e trabalho Eu tenho tanto pra lhe falar, mas com palavras não sei dizer, como é grande o meu amor por você! E não há nada pra comparar, para poder lhe explicar, como é grande o meu amor por você. Essa música faz parte da história de Reinaldo e Sandra, que estão casados há 15 anos e convivem diariamente no mesmo ambiente de trabalho. “É muito bom convivermos em um mesmo ambiente, temos o mesmo assunto e conhecemos as mesmas pessoas”, explica Sandra. Reinaldo é encarregado de serviços e está há 10 anos no Hospital de Base, começou como auxiliar de serviço, depois passou para auxiliar do departamento pessoal, até chegar no atual cargo. Ela entrou no Hospital como auxiliar de serviço no centro cirúrgico e hoje trabalha como auxiliar de contabilidade, é funcionária há 9 anos. “Apesar de estarmos sempre juntos, o hospital é muito grande, tem dia que só nos encontramos na hora de ir embora” conta Reinaldo. O casal tem um filho de 16 anos chamado Bruno, que pretende fazer faculdade de medicina, inspirado e motivado pela irmã de Reinaldo que é médica e trabalha aqui no Hospital de Base. Eles resumem suas vidas em um eterno companheirismo, amor à família e muita dedicação profissional.

10

Revista do HB - Abril - 2011


Simpósio traz novidades para área cardíaca Sem fins lucrativos, evento lota anfiteatro da Famerp e capacita alunos para um melhor atendimento A cada 5 anos profissionais da cardiologia no Brasil se reúnem e produzem uma nova diretriz de atendimento a pacientes portadores de doenças cardiovasculares e parada cardíaca. A última diretriz foi em 2010 e segundo Dra. Lilia Nigro Maia – “Simplificou bastante o atendimento”. Dra. Lilia explica que o conhecimento das novas diretrizes aumenta a chance dos pacientes sair da parada cardíaca e receber alta hospitalar. Terá

uma comissão intra-hospitalar no HB para implantar as novidades. O encontro que ocorreu na Famerp, dia 08 de abril, organizado pela Dra. Lilia e alunos da Liga da Coronária, focou principalmente as mudanças de recomendações para atendimento em parada cardíaca, com Dr. Agnaldo Píspico, médico de renome nacional. “O mais importante é que o evento foi bem objetivo, não teve interesse comercial. Os próprios alunos corre-

ram atrás de tudo para que o evento acontecesse, tivemos incentivo da APM e Cremesp e apoio das diretorias da Famerp e Funfarme/HB”, afirma Luciana Villas Boas, comissão organizadora. Para Luciana foi importante debater a possibilidade de melhorar a qualidade no atendimento e trazer as mudanças das novas diretrizes, além de padronizar o atendimento da Hipotermia.

Equipe Multidisciplinar do HB debate sobre Cuidados Paliativos Colaboradores do HB passaram por um curso de Capacitação em Cuidados Paliativos que visa a atuação no âmbito hospitalar em doenças crônicas, degenerativa ou sem possibilidade de cura. O alívio do sofrimento, a compaixão pelo doente e seus familiares, o controle impecável dos sintomas e da dor, a busca pela autonomia e pela manutenção de uma vida ativa enquanto ele durar – esses são alguns dos princípios dos Cuidados Paliativos que foram abordados no encontro. “É necessário avaliar e controlar de forma impecável não somente a dor, mas, todos os sintomas de natureza, física, emocional, social e espiritual, melhorando assim a qualidade de vida do paciente e dos familiares diante de doenças que ameaçam a continuidade da vida”, conclui Dra. Anielli Pinheiro.

Equipe multidisciplinar de Cuidados Paliativos UINT - Dra. Anielli Pinheiro - Médica coordenadora - Lilian Andreia Chessa Dias - Assistente Social - Stella Grigolette Rodrigues - Assistente Social - Randolfo dos Santos Junior - psicólogo - Paulo Rogerio Correa - Fisioterapeuta - Silvana da Silva Cardoso - Nutricionista - Vania e Maisa - Terapeutas ocupacionais - Equipe de enfermagem e aprimorandos Revista do HB - Abril - 2011

11


Reconhecimento Parabéns Márcia e equipe, “Queridas, queremos muito agradecer a uma pessoa por tudo que ela nos proporcionou com a sua atenção, carinho e amizade. Essa extraordinária alma nunca olha a quem ajuda, sempre faz com dedicação e amor. É você, Márcia e toda a sua equipe de enfermagem, auxiliares, secretárias da limpeza, todas e todos do posto dois e também da copa. Queremos agradecer você por tudo que nos ajudou com sua amizade, você é uma daquelas pessoas raras, com objetivo único de dar alegria às pessoas que lhe cercam. Está sempre pronta a ajudar, não importando a quem. Queremos que Deus pague tudo que todas vocês nos ajudaram a realizar, pois com certeza, nunca poderemos pagar tanta gentileza. Obrigada por tudo, amigos! Luiz Carlos Tasca Mantelato e Célia.

HB inicia a realização de exames de Colonoscopia Virtual A Colonoscopia Virtual é um exame de imagem por tomografia computadorizada com reconstruções tridimensionais que serve como auxílio no diagnóstico de patologias do intestino grosso em toda sua extensão. Segundo o técnico em radiologia, Victor D’Addario, o tempo de duração do exame é de no máximo 10 minutos, indolor, sem a necessidade de meios de contraste e principalmente sem qualquer tipo de sedação ou anestesia, que podem causar reação em alguns pacientes. “Qualquer pessoa pode realizar o exame de Colonoscopia Virtual, desde que haja indicação ao exame, exceto as mulheres grávidas ou com suspeitas de gravidez, já que neste procedimento utiliza-se radiação ionizante”, diz Victor. É importante ressaltar que este exame não substitui o exame de Colonoscopia tradicional, para a realização da Colonoscopia Virtual é necessário um diagnóstico feito pelo médico.

12

Revista do HB - Abril - 2011

Café da manhã comemora o dia do hemofílico no Hemocentro Na manhã do dia 15 de abril, a equipe do Hemocentro Rio Preto marcou, com um delicioso café da manhã, o dia mundial da Hemofilia que se comemora no dia 17 de abril. Estiveram presentes no evento portadores de Hemofilia, seus familiares e a equipe multidisciplinar assistencial. Hemofilia é uma característica genética que se manifesta por um defeito na coagulação do sangue e a equipe tem um papel fundamental na prevenção, tratamento e reabilitação destes pacientes e vem com este evento proporcionar uma maior integração entre os envolvidos. Segundo a enfermeira Andréa Munholi, “este encontro faz com que a equipe e os pacientes se unam neste dia tão importante podendo trocar experiências e reforçar os laços de amizade já compartilhados no dia a dia”. A psicóloga Vanessa Lourenção ressalta que “desde a organização do evento uma das preocupações da equipe foi proporcionar um encontro informal, para que assim, pudessem fortalecer os vínculos, facilitando o acesso dos pacientes e seus familiares a buscar informações, podendo melhorar a qualidade de vida destes pacientes”. Para o fisioterapeuta Thiago Maia “este encontro conscientiza os pacientes hemofílicos sobre a necessidade da prevenção e do trabalho do condicionamento físico e do processo de reabilitação e vem agregar pessoas voluntárias disponíveis a ajudar esse público”.


Nacional

Marrone sofre acidente e é internado no HB

O cantor Marrone, que faz dupla com Bruno, sofreu um acidente de helicóptero na tarde do dia 02 de maio, em Rio Preto, ele estava acompanhado do piloto e do primo. Marrone teve escoriações e ficou 3 dias em observação no HB, seu primo também foi trazido à instituição com traumatismo craniano, já o piloto foi para a Santa Casa da cidade e teve a perna amputada. Marrone parabenizou os médicos do HB pelo rápido atendimento prestado a ele e ao primo Jardel. “Eu cheguei a instituição acordado e vi a rápida atuação da equipe médica, o hospital está de parabéns pelos bons profissionais que possui em diversas áreas”, diz Marrone. A notícia percorreu as principais páginas de jornais, sites e revistas, além dos noticiários em rádios e TVs, no Brasil e no exterior.

Após ficar internado por 3 dias no HB, Marrone recebe alta médica

Marrone é aplaudido por fãs e funcionários na saída do hospital

Revista do HB - Abril - 2011

13


Informativo TI Com essa afirmação, Miguel Freddi, Coordenador de TI, reforça que somente o ser humano é quem tem o dom da inteligência, do raciocínio e da análise analítica para a tomada de decisões, lembrando que os computadores, assim como os sistemas que neles são executados, são “burros”, ou seja, não tem o mesmo dom dos seres humanos. Após traçar esse paralelo, o Coordenador de TI, destaca a importância da QUALIDADE DA INFORMAÇÂO, principalmente na área da Saúde, para que os sistemas forneçam as informações corretas. “Em todos os sistemas, e em especial nos sistemas integrados, a informação inserida de forma correta faz toda a diferença no resultado final, por exemplo, se ao lançar um produto em estoque for digitado 10 quando o correto seria 100, o sistema, em breve, iria gerar uma reposição de estoque e um pedido de compra sem necessidade, porque no sistema constava 10 e no estoque físico ainda tinha 100. Se fosse ao contrário, ou seja, fosse digitado 100 quando o correto seria 10 com certeza iria faltar o produto, porque o sistema não iria gerar o pedido de compra, quando o estoque do produto estivesse zerado, porque no sistema ainda iria ter saldo”, diz Miguel. Para algumas pessoas essa situação é vista como um erro de sistema, quando na realidade é um erro operacional de quem inseriu a informação no sistema. Portanto, o sistema é “burro” e só reflete as informações inseridas em sua base de dados. Para que o sistema funcione de forma confiável é fundamental que os processos sejam executados de forma correta e as informações inseridas também estejam corretas, caso contrário o resultado não será o esperado. Para Miguel Freddi, os usuários de sistemas, independentemente de qual sistema for, têm dificuldades de identificar o que é erro de sistema e o que é erro operacional ou de processo: “Para a maioria dos usuários tudo é erro de sistema, mas quando nos aprofundamos nas causas do problema, na grande maioria das vezes, o erro é operacional, de processo ou de cadastro/parametrização do sistema. Uma dica para tentar ajudar a identificar se é erro de sistema ou operacional é verificar quantas vezes o erro ocorre, ou seja, se em 100 vezes que o processo é executado em 99 dá certo e em 1 dá errado, provavelmente não é erro de sistema”, conclui.

Todo sistema é

“BURRO”

DOAÇÃO DE SANGUE

Neste frio, aqueça seu coração: Doe sangue e ajude a salvar vidas 14

Revista do HB - Abril - 2011


Administração

Diretoria apresenta novo superintendente Osmar da Silva é o novo superintendente do HB, formado em Administração de empresas com especialização em administração hospitalar, ele atua há mais de 18 anos na área. Dr. Jorge e Dr. Horácio apresentam o novo superintende aos funcionários Com trabalhos realizados na Santa Casa de Limeira e Hospital Municipal de São José dos Campos, além de consultoria em parceria com o Ministério habitantes. O HB está estruturado, mas ainda necessita do da Saúde e Universidade Federal de São Paulo, ele acumula envolvimento dos funcionários e principalmente dos gestoexperiência em hospitais filantrópicos, particulares e orga- res para que possamos equalizar a questão de despesas e nizações sociais. receitas”, diz Osmar. “Candidatei-me a vaga no Hospital de Base porque é uma Ele afirma ainda que está analisando todos os processos instituição de alta complexidade que atende cerca de 100 do HB, mas considera positivo a cordialidade da população municípios, com uma população de mais de 2 milhões de e o respeito entre as áreas

Deputado visita HB O deputado estadual Orlando Bolçone visitou o Hospital de Base no mês de abril. Ele veio colocar seu serviço à disposição da saúde. A diretoria aproveitou para lhe apresentar as mudanças realizadas no HB nos últimos meses.

Presidente da Comissão Nacional de Residência Médica visita HB

Dra. Maria do Patrocínio visitou o HB e suas instalações, em reunião com a diretoria, a convite da Profa. Dra. Maria Regina de Godoy e Prof. Dr. Douglas. Debateram sobre residência médica, bolsas e programas. A presidente participou da cerimônia de entrega do avental branco, realizado com alunos do primeiro ano da Famerp. Revista do HB - Abril - 2011

15


Dia das Mães

SER MÃE É ISTO

Mães recebem homenagem no HB

É sempre estar cansada, de nunca ficar parada, de ter sempre o que fazer. É engolir quase inteiro, não demorar no banheiro e se aprontar sem se ver. É acordar de madrugada, e não dormir quase nada se um filho adoecer... De novo ler historinhas os contos da Carochinha, para o filho adormecer... È interromper a novela, quando está no melhor dela, para o filho atender. É inventar pratos “mil”, se um filho com fastio, inventar de não comer. É estudar outra vez Todo o curso que já fez, Para o filho aprender. Outra vez brincar de “roda”, e estar por dentro da moda quando a filhinha crescer. É ouvir músicas “chatas” e esquecer as serenatas, que só lhe davam prazer. É curtir uma quadrilha Quando então é sua filha quem vai dançar pra valer. Ser mãe é virar uma semente Pra viver novamente Quando um filhinho nascer. Maria Augusta Gouveia

16

Revista do HB - Abril - 2011

No dia 06 de maio, as funcionárias que são mães foram homenageadas e parabenizadas com um delicioso café e aperitivos, ainda receberam uma lembrança preparada pelo RH e Diretoria. Algumas mães se emocionaram e disseram que “ter o dom da vida é algo fantástico e inexplicável, é um amor incondicional”.

Revista hb abril 2011  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you