Page 1

Ano VIII / Nº 105 - Junho/Julho - 2010

Hospital de Base é a 5ª colocada no ranking do CIEE de “Melhores Empresas para Estagiar” no Estado

A festa do HB foi preparada com muito carinho pela equipe organizadora e diretoria, por isso, você poderá conferir vários detalhes desta grandiosa festa na próxima edição da Revista HB. Aguarde!

Páginas 8 e 9

Oficina Fofito


Editorial

ADEUS WERNECK A despedida do professor Werneck, marcada pela emoção e singeleza, refletiu sua maneira de ser e de encarar a vida. Dias imagens de são Francisco o acompanharam, significando sua simplicidade, seu desapego aos bens materiais, sua dedicação e respeito aos mais necessitados e a força de seus nobres ideais. Werneck, em Minas Gerais e em Rio Preto você implantou e estimulou novas

Cartas

diretrizes ao ensino médico, cunhando o termo “médico blasto”, um médico com sólida formação básica, técnica e principalmente humanitária, que pode atuar nas várias áreas especializadas e visando o bem-estar e o respeito ao paciente e à comunidade. Como professor de anatomia, matéria básica, sem contato com pacientes, você conseguiu transmitir aos alunos os principais valores da nossa profissão. Verdadeiro mestre que mostra o caminho a ser seguido e aponta a meta a ser alcançada. Werneck, com sua ausência, o Brasil perde um brilhante anatomista, a faculdade de medicina um dos seus pilares, os alunos um verdadeiro mestre e todos nós um conselheiro e amigo. Werneck, sua dedicação e seu exemplo devem servir de modelo ás gerações futuras. José Paulo Cipullo, Rio Preto.

Expediente Informativo Fundação Faculdade Regional de Medicina ano VIII / Nº 106 Outubro/Novembro de 2010 Diretor Administrativo: Dr. Jorge Fares Diretor-Executivo da Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho Produção Editorial: Intermídia Publicações

2

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

Fone: (17) 3353 2083 Site: www.intermidiariopreto.com.br e-mail: intermidia@intermidiariopreto.com.br Jornalista Responsável: Mtb 24.527 Fotos: Intermídia / Colaboradores Impressão: Fotogravura Rio Preto Fone: (17) 3016-4000


Doação Águia

Equipe de Transplantes recebe ajuda do Águia Na sexta-feira, 19 de novembro, o dia já era diferente para o balconista Orivaldo Tartáglia, de 52 anos. Logo pela manhã ele estava no centro cirúrgico com a equipe do transplante de fígado esperando por dois órgãos que viria de Franca, um rim e um fígado. Os órgãos estavam demorando a chegar e, em uma cirurgia de transplante, cada minuto é fundamental para seu resultado final, então, os cirurgiões do HB entraram em contato com o Samu regional e Policia Militar para solicitar ajuda no transporte dos órgãos. A PM entrou em ação e em poucos minutos o helicóptero Águia estava pousando em Barretos onde se encontrou com os médicos da captação dos órgãos e 10 minutos mais tarde estavam pousando no campo de futebol da Famerp. O resultado da cirurgia que durou mais de 12 horas foi um sucesso e também um marco importante para uma parceria com a PM nas futuras captações de órgãos.

Esta foi a primeira vez que o helicóptero foi utilizado para a saúde na região

Apoio ao nosso querido amigo e companheiro No mês de novembro, nosso companheiro Dr. José Victor Maníglia sofreu um grave acidente próximo a cidade de Marília enquanto viajava de moto. Ele teve um excelente atendimento no Hospital Universitário de Marília e futuramente no Hospital Sírio Libanês da capital. Ele precisou amputar uma perna, mas em entrevista aos jornais locais garantiu que isso não era nada perto de sua vida e a vida de seu filho que vinha logo atrás em outra moto. Queremos registrar todo o desejo dos colaboradores da Funfarme para uma boa recuperação do companheiro que já não corre mais risco de morte e logo deve estar no meio de nós, trabalhando, consultando e operando. Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

3


Abertura Chamado T.I.

Chamados técnicos para setor de TI devem ser abertos no sistema MV

A partir de outubro todas as solicitações técnicas enviadas para a equipe de TI foram registradas através do sistema MV, essa foi uma proposta da coordenação e gerência do setor para registrar com mais precisão a demanda e agilizar o atendimento técnico. “Antes, a gente recebia muita reclamação por conta dos telefones que estavam sempre ocupados. Com os chamados, o ramal fica mais livre tanto pra mim, quanto para os técnicos, que já sabem o problema e realizam o suporte mais rapidamente”, afirma Silvia, auxiliar da TI. Vale ressaltar que os chamados técnicos incluem: Manutenção de micros e impressoras, acesso a rede, troca de tonner e outros serviços de suporte que envolva a área de TI. Para Éder Pinhabel, coordenador da área comercial, este novo método melhorou já que não é necessário ficar esperando no telefone, a própria área já dá um retorno. “É importante lembrar que as ordens de serviços que não estiverem devidamente preenchidas, não serão atendidas. O preenchimento correto facilita na resolução do chamado e agiliza o processo”, afirma Vínicius da TI.

Instruções para abertura de chamados via Sistema MV

Após essas informações, clicar o F10 que o atendimento será gerado.

1 - Tipo OS – Teclar F9 para buscar o tipo de OS. Para facilitar a busca, as OS para a área de informática, inicia-se pelas letras TI, ou seja, é só clicar a tecla T, que aparecerá as OS referentes a TI. 2 - Descrição do serviço a ser realizado – Descrever o problema do equipamento. Se o problema for relacionado a impressoras laser, colocar na frente: NETCOP 3 - Setor e Localidade – Buscar pelo F9, o setor e a localidade de onde se encontra o equipamento. Caso não encontre a localidade correta, favor descrevê-la no campo de Observação. 4 - Oficina – Digitar 1, referente ao Atendimento TI 5 - Observação – Informar os seguintes dados do equipamento com problema:  Ramal para contato;  IP da máquina;  Patrimônio do equipamento;  Localidade onde se encontra o equipamento, caso não consiga encontrar no campo referente.

Diretoria convoca jornalistas para divulgar a informatização do HB como a maior do país O Hospital de Base de São José do Rio Preto investiu R$ 2 milhões em tecnologia e integrou todos os setores do hospital Como é ciência de todos, nos últimos meses o HB passou por um gigantesco processo de informatização para consolidar-se como referência em Saúde no Brasil. A diretoria do HB explicou durante uma coletiva para a imprensa sobre todo o processo e principais mudanças, destacando que quem tem a ganhar com esta modernização são os pacientes e os co- Dr. Horácio explica todo o processo aos laboradores já que a proposta é trazer mais segurança, humanização e conforto, através dejornalistas durante coletiva. stas novas tecnologias e economias que serão proporcionadas. “Vários hospitais no país vêm ao encontro desta nova realidade que é a informatização, mas nenhum hospital tão grande como o nosso fez a implantação de um sistema deste porte de uma só vez. Pelo que pesquisamos esta foi a maior informatização hospitalar do Brasil em números”, afirma Dr. Horácio José Ramalho, diretor executivo da Funfarme. Segundo Dr. Horácio, em um futuro próximo, faremos parte de um hospital reconhecido pela gestão eficaz do dinheiro público, que resultará em um melhor faturamento e melhoria no atendimento hospitalar. Assim todos ganham com a informatização dos serviços, mas a população é quem mais acumula benefícios com a gestão humanizada. Atualmente as farmácias dentro do HB passam por um processo de rastreabilidade mais seguro.

4

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

A funcionária Cleide conta como superou o medo do computador e hoje é uma mulher moderna


Perfil Marlene: Uma Mãe Coruja

Da Rede Globo direto pro HB Ademir comemora seus 10 anos de Funfarme

Como o assunto é sobre campeões em atividades esportivas, nada melhor do que destacar a presença de uma mãe orgulhosa por ter uma filha medalha de bronze no Campeonato Juvenil Brasileiro de Karatê realizado no Rio de Janeiro, agora no final do ano. A jovem Laíz Lenze de 15 anos é filha da secretária da Emergência do SUS Marlene e sempre se dedicou ao esporte junto com o professor Miguel e acaba de chegar à cidade de Rio Preto como a terceira melhor esportista juvenil do país.

Comunicação direta com a direção já está diponível na Intranet Muitos funcionários de grandes empresas sempre questionam sobre a dificuldade de ter um contato com a direção, pensando nisso foi criado um canal de comunicação na Intranet para estreitar esta relação. “Este é um canal eficiente de sugestões, altamente produtivo, que facilita muito a resolução de diversas situações em todos os setores. É preciso que os funcionários participem ativamente, tenho recebido várias sugestões todos os dias, assim já leio e encaminho para as devidas providencias”, diz Dr. Horácio José Ramalho. Com o canal “Linha Direta” é possível enviar sugestões, elogios e críticas para analise da direção da Instituição, o que sempre foi algo muito difícil dentro do hospital. “A Linha Direta é um canal aberto com a Diretoria Executiva, onde o funcionário poderá se expressar e ter um retorno por meio da direção ou da chefia do departamento responsável”, diz Miguel Freddi, coordenador de TI.

Quem vê José Ademir Ismael sentado em sua mesa na sala do Departamento Comercial ou pelo Ambulatório de Especialidades não imagina que ele já apareceu na telinha da Rede Globo. Isso já faz tempo, muito tempo! Foi na novela Irmãos Coragem, exibida na década de 70. Ele, o irmão e mais um amigo fizeram uma cena no Aeroporto do Rio de Janeiro. “Ficamos 3 horas gravando, éramos figurante, mas na realidade acho que ficamos mais pra tampar a fiação do que para aparecer, porque se você piscar o olho quase não vê a gente no capítulo da novela”, conta entre risos, Ademir. Ele morou por 20 anos no Rio de Janeiro, onde se formou em Ciências Contábeis e trabalhou na área durante esse tempo. De volta a sua cidade natal, Rio Preto, decidiu trabalhar na área da saúde e prestava serviços para a Unimed. À volta para a cidade paulista, segundo ele, foi por causa da violência que começava a dominar o Rio. Em Janeiro de 1991 ele foi convocado para trabalhar no Departamento Comercial do Hospital de Base, inicialmente com contratos e cobranças, mas com o tempo foi adquirindo novas funções e novos desafios, como atendimento a pacientes conveniados à prefeitura, liberação de guias e outras tantas. “Lembro que nunca tinha pisado no HB, não sabia como funcionava e nem o que me esperava, sabia era uma empresa muito grande e realmente é, afinal, estou aqui há 10 anos e acho que ainda não conheço metade dos funcionários”, diz ele. Mas a realidade é diferente quando se fala dos motoristas de ambulância e pacientes da região, com tantos anos nesta área, Ademir conhece motorista por motorista e todos os pacientes mais antigos. Ademir se define como uma pessoa feliz, tanto na vida pessoal, pois é casado e tem 2 filhas já adultas e formadas, quanto na vida profissional, que segundo ele conseguiu coisas importantes como conhecimento e amigos.

O Campeão Mora ao lado Simei Adonis de Brito é um verdadeiro campeão, daqueles que tem uma parede cheia de medalhas e orgulhos no peito. Ele que, desde 1992 é operador de computador da FAMERP, começou a treinar jiu-jitsu em 2002, apenas para fazer uma atividade física e tomou gosto pelo esporte. Três vezes por semana, ele sai do trabalho e vai para o treino, que às vezes acontece aos sábados. Morador de Mirassol, casado, pai de dois meninos, de 08 e 03 anos, ele faz faculdade de educação física na UniFAIMI, em Mirassol. Junto com amigos, formou a AMIRAJE, Associação Mirassolense de Jiu-Jitsu Esportivo, onde treinam em um espaço cedido pela prefeitura da cidade, como apoio da faculdade. Há dois anos, Simei começou a competir e já conquistou dezenas de títulos importantes, como campeão mundial deste ano. Há 12 anos, Simei também atua como fotógrafo profissional, em suas “obras” tem paisagens e personalidades importantes. Uma foto que nos impressiona é a vista aérea do Hospital de Base, uma foto para ser guardada para sempre. Ele é assim, uma mistura de esportista, operador de computador e amante da fotografia, uma pessoa simples que está na Famerp, bem ao nosso lado, e ao mesmo tempo nem sabemos que na verdade é campeão mundial de Jiu-Jítsu.

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

5


Hemocentro

HB sedia o I Simpósio de Segurança do Paciente

Novo ambiente da Oftalmologia: Qualidade e modernidade Pensando na melhoria do atendimento aos pacientes da Oftalmologia, a diretoria da Funfarme inaugurou no mês de setembro um novo espaço, um ambiente agradável e moderno, tanto para os funcionários, como para os pacientes. “Com o novo espaço, os atendimentos agilizaram, fazemos tudo com mais rapidez e qualidade”, diz Lediane F. da Silva Freitas, secretária. Para a enfermeira Valeria Tobita, o trabalho é mais direcionado. “Estamos trabalhando parta melhorar a cada dia, aumentando gradativamente o número de cirurgias”. Do começo do ano até maio, eram realizadas cerca de 150 cirurgias por mês. Apenas nos três primeiros meses, esse número aumentou para uma média de 200 por mês. “A expectativa de toda a equipe que vai desde nós secretárias até aos médicos é que aumente ainda mais os serviços”. Diz Klitia Rosana Oliveira, secretária.

6

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

No dia 05 de novembro, o Serviço de Enfermagem do HB, em parceria com outras instituições de Rio Preto e região, organizou o “I Simpósio de Segurança do Paciente” Também aqui, sediamos o “Pólo de Enfermagem e Segurança“ de Rio Preto, ligado à Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente (REBRAENSP). Esta rede foi criada em maio de 2008 com o apoio da Rede Internacional de Enfermagem e Segurança, da Organização Panamericana de Saúde e Organização Mundial da Saúde. O objetivo do pólo de Rio Preto, é compartilhar informações e conhecimentos relacionados a área de enfermagem e segurança do paciente, articulando ensino, pesquisa e assistência em relação a segurança. Nesse evento, tivemos a participação de 220 enfermeiros convidados do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto, COREN, Hospital do Câncer de Barretos, entre outros. Todos contribuíram para a discussão dos temas como: “Cuidado Limpo, Cuidado Seguro – Higiene de Mãos”; “Identificação do Paciente como Pratica Segura”; “O Papel dos Comitês Interdisciplinares de Segurança nas Instituições de Saúde”. Colaboração: Maria Regina Jabur, Gerente de Enfermagem HB


Solidariedade Campanha cadastra doadores de medula óssea no centro de Rio Preto O cadastro que pode salvar uma vida é feito com a coleta de uma amostra de sangue, aproximadamente 4 ml, e leva apenas 5 minutos para ser realizado

Do dia 10 ao dia 12 de novembro, funcionários do Hemocentro de Rio Preto realizaram junto com a Secretaria de Saúde Municipal e colaboração da Ordem DeMolay Capítulo S. J. Rio Preto um mutirão na área central da cidade para cadastrar potenciais doadores de medula óssea. O objetivo da ação, segundo a assistente social do Hemocentro Rio Preto, Andresa Lopes dos Santos, é aumentar o número de doadores voluntários de medula óssea cadastrados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME). A medula óssea é utilizada, por meio de transplante, para o tratamento de portadores de leucemia, um tipo de câncer que ataca o sangue. “Somente no município são 16 mil pessoas cadastradas, mas o ideal seria que pelo menos 10% da população fizessem parte do cadastro. A chance de se encontrar uma medula compatível é de uma em 100 mil, por isso a necessidade de aumentar o número de cadastrados”, afirma Andresa. No último dia 25 de novembro foi comemorado o dia Internacional do doador voluntário de sangue e o Hemocentro de Rio Preto celebrou com gosto de vitória, afinal, após vários dias com o estoque em baixa e não conseguindo atingir a média de 90 bolsas diárias, os doadores compareceram e foram calculadas mais de 100 bolsas de sangue. A data foi comemorada com sorteio de prêmios, além de bolos, salgados, lanches e outros aperitivos. Para Nayara Pacheco de 22 anos, a experiência é única, já que é a primeira vez que ela faz a doação. “Penso que eu também poderia precisar desse sangue, então tenho que ajudar o próximo sempre que possível”, diz a doadora. Durante a festa, a equipe do Hemocentro recebeu uma homenagem dos Bombeiros de Rio Preto que durante a campanha Bombeiro Sangue Bom de 2010, foi o grupo que mais colaborou para o abastecimento do estoque no Estado.

Dia Internacional do Doador Voluntário de Sangue é festejado no Hemocentro

Para ser doador e se cadastrar no Redome, em São José do Rio Preto, o interessado deve ter entre 18 anos e 54 anos, além de boa saúde. É necessário levar um documento de identidade com foto, como o RG ou Carteira Nacional de Habilitação.

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

7


Premiação CIEE

Diretoria recebe prêmio na sede do CIEE em São Paulo

Dr. Paulo Nakaoski e Dr. José Luiz Esteves Francisco receberam o prêmio em São Paulo, representando o departamento de Recursos Humanos e Diretoria executiva, respectivamente. Para Dr. José Luiz e Dr. Paulo o prêmio destaca o esforço da instituição em formar futuros profissionais e futuros cidadãos. “Isto mostra o comprometimento com a responsabilidade social que o hospital tem”, afirma os diretores. A noite de entrega contou com a presença de diretores das mais diversas e importantes empresas do Estado.

8

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

NONONONO NONONONO NONONONO

NONONONO NONONONO NONONONO


Depoimentos “O estágio no HB foi o passo inicial para o 1º emprego. Estou sendo contratada agora, com o estágio adquiri experiência, além disso, me influenciou na escolha de minha futura profissão que será na área hospitalar”. Mariana Guimarães, Central de Exames. “O estágio no HB é um grande aprendizado pra mim. Estava habituada em outro tipo de trabalho. Aqui desenvolvi outras culturas, desenvolvi o exercício de atendimento de qualidade ao público. Estou muito feliz!”. Graziele Barbarotti, .

Priscila Aparecida da Silva estagiou de 2004 a 2006 na Contabilidade e Tesouraria. Jamile (esquerda) estagiou de 2008 a 2010 na Tesouraria. Ambas foram contratadas ao término do contrato de estágio. Dedicação e força de vontade fizeram a diferença para as efetivações.

“A propriedade do estágio é muito boa, aqui estou colocando em prática todo meu conhecimento e aprendizado. Tenho que agradecer muito o Hospital de Base por esta chance que dá aos jovens. Eu aproveito para buscar sempre algo a mais”. Fillipy Veloso, TI.

“O estágio está sendo excelente, me ajudou muito na área, foi além da minha expectativa, além disso auxiliou na minha nota, já que aqui eu estou exercendo a prática, aprimorando meus conhecimentos”. Adriana bracioli, Engenharia.

Hospital de Base é a 5ª colocada no ranking do CIEE de “Melhores Empresas para Estagiar” no Estado O HB, centro de referência em atendimentos de alta complexidade na saúde do Estado, foi escolhido pelo CIEE (Centro de Integração Empresa Escola) como uma das melhores empresas para estagiar. Entre as 50 empresas classificadas e premiadas, o hospital conquistou o 5º lugar do Estado e o 1º de Rio Preto. “Isto é um reconhecimento muito grande, a gente trabalha com estes jovens o ano inteiro, incentiva o aprendizado e ainda orienta em relação à disciplina que eles têm que manter durante sua jornada na instituição. Nosso comprometimento com estes jovens é algo fantástico”, explica Rosemeire, responsável pela supervisão geral dos estagiários no HB. Para o diretor executivo da Funfarme, Dr. Horácio José Ramalho, isto mostra o total comprometimento com estes estudantes e a busca de talentos em nossa região, já que o hospital é praticamente uma cidade e mantém em seu quadro desde estagiários que realizam atendimento ao público até os que aprimoram seus estudos na engenharia. É o caso da estudante, Adriana Bracioli, estudante de engenharia, que estagia no HB. “Aqui estou aprendendo na prática o conhecimento teórico que tenho na faculdade, quando vou fazer uma prova tenho facilidade já que adquiri este conhecimento no dia a dia, durante o estágio”, afirma Adriana. O HB conta hoje em seu quadro de funcionários com quase 4000 colaboradores, além dos estagiários e menores aprendizes. “Este prêmio mostra o comprometimento da Funfarme em prestigiar a formação de Recursos Humanos e nossa visão social”, diz Dr. Horácio. A premiação, que está em sua quinta edição, é uma iniciativa do CIEE, da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SP) e do IBOPE Inteligência, e busca valorizar os melhores Programas de Estágio estimulados pelo setor empresarial. A pesquisa avalia o ambiente empresarial, o processo de seleção dos estágios, o valor da bolsa estágio e benefícios oferecidos, além da opinião dos estagiários das empresas inscritas.

O HB é a única empresa a representar a cidade no ranking das 10 melhores

“O estágio é algo muito bom , estou há 1 ano e já aprendi muito, a gente se esforça e a cada dia tem um conhecimento diferente. Hoje muitas coisas que prático aprendi graças ao estágio”. Alex Neves, TI. “É uma gratificação inexplicável. Estou no HB há 8 anos, deste tempo 7 anos me dedico aos estagiários. Tem que ter muito jogo de cintura, afinal, eles estão em uma fase muito delicada que é a adolescência, mas eles se esforçam demais, pois sabem do tamanho e potencial do HB , sabem que aqui há chance de contratação e crescimento profissional, acho que a melhor palavra é o reconhecimento de nosso trabalho”. Rosimeire Martins, supervisora geral dos estagiários – RH. Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

9


Dia Clean Um verdadeiro profissional se comporta adequadamente, seja na vestimenta ou no modo de agir durante sua jornada corporativa, por isso preste atenção nas dicas ao lado e analise se você está agindo como um verdadeiro profissional.

Ambiente organizado indica maior eficiência Posicionamento correto em um ambiente de trabalho: • • • • • • • • •

• •

Documentos espalhados pela sala

Objetos pessoais espalhados no ambiente de trabalho

Atentar-se ao asseio, ou seja, uniforme completo, limpo e bem passado; Sapatos limpos e confortáveis; Deve-se evitar o uso de perfumes doces ou fortes; Se você é fumante jamais fume em seu ambiente de trabalho e tenha uma atenção especial com o hálito; Mantenha sempre uma postura ereta, nunca fique parado(a) de costas para o paciente (cliente) e não fique sentado(a) ou debruçado(a) em mesas e balcões; Quando falar com alguém, seja um cliente ou um colega de trabalho, não fique com os braços cruzados, olhe a pessoa sempre nos olhos, não aponte o dedo, evite gesticular muito e tenha sempre um simpático sorriso no rosto; Fale sempre de forma objetiva, evitando gírias, vícios de linguagem, erros de português e em um tom de voz equilibrado, sem gritar, mas também sem falar muito baixo; Use com freqüência “palavras mágicas” como boa tarde ou boa noite, seja bem vindo(a), por favor, com licença e obrigado, tanto com seus clientes como com seus colegas de trabalho; Evite comunicar-se com os colegas de forma inadequada: não fale de longe para não ter que gritar, não discuta em situações de estresse devido a problemas operacionais ou desentendimentos e não discuta dificuldades internas da empresa na frente dos clientes; Jamais deixe um cliente com algum tipo de dúvida, procure sempre conhecer os produtos e serviços oferecidos, procedimentos internos, horários de funcionamento e etc. para que possa passar informações completas e corretas, evitando a insatisfação do cliente; Procure sempre manter o bom humor e a concentração, não permita que preocupações pessoais interfiram no seu trabalho; Evite conversas paralelas com os colegas e evite também discutir de forma profunda assuntos como futebol, religião e política;

Os homens devem estar sempre com a barba feita, o cabelo curto e as mãos limpas com as unhas sempre aparadas.

As mulheres com os cabelos presos, maquiagem leve e discreta e também com as mãos limpas e unhas feitas, sempre com esmalte suave.

“Fácil é ouvir a música que toca. Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas. Fácil é ditar regras. Difícil é segui-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção da vida dos outros.” (Carlos Drummond de Andrade)

Alimentos em locais errados 10

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010


Dia Clean Estamos vivendo a 2ª fase do Dia Clean no HB, muitas reuniões dos coordenadores, visitas técnicas e mudanças nos setores. Em alguns dias, equipes e setores serão premiados pela iniciativa e mudanças em seus respectivos ambientes de trabalho. No ano passado foram retiradas toneladas de objetos que não eram utilizados e este ano, a expectativa é ainda maior, já que além da melhor qualidade de trabalho que todos ganham, ainda têm o prêmio de incentivo oferecido pela diretoria da instituição aos que somarem mais pontos, de acordo com as regras instruídas pelos coordenadores. Os principais objetivos do programa são despertar atitude e comprometimento nos colaboradores, incentivar o trabalho em equipe e identificar melhorias no setor. “O Dia Clean representa uma data que não pode passar em branco, serve para melhorar as condições de organização e atitudes, para viver num ambiente mais harmonioso”, diz Cristiane Bussolote, coordenadora de Recursos Humanos do HB. Segundo especialistas no assunto, a falta de organização no trabalho, em casa ou na vida pessoal, significa perda de tempo. Em um ambiente profissional, a produtividade pode cair significativamente se a pessoa tiver que parar para procurar um telefone ou documentos no meio da pilha de papéis, pastas e objetos acumulados na mesa. Ainda temos a falta de espaço quando temos objetos obsoletos e sem uso ocupando lugar desnecessariamente. Para Heloisa Sundfeld, uma das maiores especialistas na área de organização corporativa no Brasil, as dicas são simples: deixar à mão apenas as coisas que utiliza com freqüência. “Se não vai usar sempre, guarde numa pasta, numa gaveta ou armário”, apontou. Para documentos antigos, agendas usadas e papeizinhos com anotações o destino deve ser o lixo. “Porque anotar recados em papéis soltos? O melhor é usar a agenda, onde já fica arquivado e à mão”, conclui ela.

Colaboradores durante a gincana do Dia Clean

A conhecida bagunça organizada não passa de desculpas e faz com que a produção caia até 20% no trabalho Representantes da BD prestigiam funcionários da Squeeze personalizada

Coordenadores durante a reunião do Dia Clean Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

11


Psoríase A Liga da dermatologia do Hospital de Base e Famerp, coordenada por Dr. João Roberto Antonio, realizou no dia 29 de outubro, mais um evento para orientação e atendimento às pessoas com psoríase. Os profissionais orientaram a respeito de como prevenir e tratar essa doença que atinge cerca de dois milhões de pessoas no Brasil e cerca de 2 a 4% da população mundial. Por ter uma manifestação visível, por conta da vermelhidão e descamações na pele, a psoríase causa muito constrangimento ao paciente. O objetivo do evento foi o de esclarecer à população e as pessoas com a doença, que de ela não é contagiosa e tem tratamento. “A psoríase não tem causa definida. É causada por um conjunto de fatores como genética. O estresse, infecções, traumas físicos e psicológicos também podem levar a um desequilíbrio do sistema imunológico”, diz Dr. João Roberto. Esses fatores, segundo o dermatologista, ativam as células chamadas linfócitos, que estimulam a inflamação e, conseqüentemente, aceleram a troca das células da pele. O que ocorre em 28 dias, passa a ser em 7 nos pacientes. • Como saber se é Psoríase? Como a doença se manifesta primeiramente na pele, o profissional mais indicado para fazer o diagnóstico é um dermatologista e, quanto atinge as articulações, um reumatologista. • Como é feito o diagnóstico? O diagnóstico é feito apenas com exame clínico e, em algumas raras vezes, tem a necessidade de biópsia (retirada de fragmentos da pele para exames). Exames de sangue também são solicitados para verificar se existe alguma doença associada como diabetes, colesterol e aumento de triglicérides.

• A Psoríase tem cura? Assim com outras doenças crônicas, como diabetes e pressão alta, a psoríase ainda não tem cura definitiva. Mas existem medicamentos e cuidados eficazes que mantêm a doença controlada. O paciente deve ficar atento para não surgirem doenças associadas como aumento do colesterol e prevenir doença articular.

12

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

Liga de Dermatologia HB/Famerp celebra Dia Mundial do Combate a Psoríase.

• Quais são os tratamentos? Primeiramente, todo paciente deve buscar uma vida saudável controlando o peso, evitando bebida alcoólica e o tabagismo. O sol é um grande aliado contra a psoríase. A exposição moderada ao sol –fototerapia natural é recomendada, assim como manter a pele hidratada com cremes ou loções. Além dos tratamentos indicados pelo médico que podem ser: pomadas ou cremes; fototerapia; medicamentos por via oral e injetáveis via subcutânea ou endovenosa.

Procure sempre o seu médico. Ele é a pessoa certa para escolher o medicamento mais adequado para a sua doença. Mas lembre-se: Vida saudável ainda é o melhor remédio!

Diretoria realiza reunião com fornecedores para estreitar relação e garantir melhorias Visando sempre a segurança do paciente com a compra de produtos de qualidade e melhores negociações comerciais, a diretoria do HB se reuniu no dia 25 de outubro com os seus fornecedores para discutira alguns projetos e propostas. Segundo Renato Juliani, do setor de compras, o encontro teve como objetivo proporcionar uma relação mais estreita com os fornecedores, expondo interesses comerciais e as dificuldades encontradas no ressuprimento de produtos, como atrasos nas entregas e parcelamentos das notas fiscais, com enfoque na qualificação dos fornecedores. “Dentre as melhorias, podemos destacar o parcelamento programado das notas fiscais, melhorando o fluxo de caixa do departamento financeiro. Também temos as compras programadas, diminuindo os estoques e garantia das entregas”, conclui Renato.


Funfarme e Famerp realizam o II Encontro de Supervisores No dia 24 de setembro, foi realizado o II Encontro de Supervisores Funfarme e Famerp, este encontro é direcionado aos profissionais das áreas da saúde, supervisionam os aprimorandos, aperfeiçoandos e estagiários de todas as áreas da instituição, tais como assistentes sociais, biólogos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, e terapeutas ocupacionais. Este projeto tem como objetivo incentivar a supervisão, a pesquisa interdisciplinar e a extensão, o relacionamento paciente – profissional. O evento teve palestras com temas sobre supervisão, ocorrendo discussões e troca de idéias entre os supervisores e teve apoio das diretorias Funfarme e Famerp e participação da profª. Paula Regina Di Francesco Picciafuoco representante da Fundap (Fundação do Desenvolvimento Administrativo), da Secretaria de Saúde do Estado.

VII Encontro Interdisciplinar de Aprimorandos e Aperfeiçoandos foi um sucesso O encontro foi realizado no dia 22 de outubro no Pavilhão Fleury da Famerp, voltado para os profissionais da área da saúde que estão cursando os programas de aprimoramento e aperfeiçoamento na instituição em diversas áreas, tais como: controle de vetores, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia hospitalar, nutrição clinica, psicologia da saúde, serviço social e terapia ocupacional. Este encontro tem como objetivo, incentivar a pesquisa, interdisciplinaridade e a extensão. Os aprimorandos e aperfeiçoandos apresentaram seus trabalhos de conclusão de curso em forma de pôster e outros em apresentação oral, com tema livre. Durante o evento foram proferidas palestras relacionadas ao mercado de trabalho e relacionamento profissional. O evento contou com o apoio das diretorias da Funfarme e Famerp, além da brilhante participação do prof. Dr. Domingo Marcolino Braile, diretor adjunto de pós-graduação da Famerp.

xxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxx Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

13


Nova Cipa

Gestão 2010/2011 da CIPA já inicia suas atividades

CIPA – FUNFARME 2010/2011 Membros titulares votados No dia 26 de outubro, ficamos conhecendo os novos membros da gestão CIPA 2010 e 2011, que já começou o trabalho. A primeira ação foi auxiliar o Grupo de Humanização, com o Dia Clean. Novos projetos estão sendo idealizados, entre eles, maneiras de melhorar o atendimento ao funcionário na emergência do hospital, campanha para aumentar a doação de sangue com a ajuda dos colaboradores internos para o Hemocentro. Juntamente com a Diretoria querem fazer a implantação de lã secas para destro, no lugar das agulhas para diminuir os acidentes com objetos perfuro cortantes. Além de dar continuidade a projetos da antiga gestão, principalmente em relação a segurança no trabalho. “Espero que essa gestão seja uma referência, fazendo jus à confiança que colocaram na gente, tanto nas pessoas que foram votadas pelos funcionários, quanto aos indicados pela Diretoria. Estamos visando a melhoria da qualidade de vida dos nossos colaboradores”, conclui o novo presidente da CIPA, Reinaldo Dalur de Souza.

Serviço Social do RH prepara mais uma entrega de Kit Escolar Já foram encerradas as inscrições para o Kit Escolar 2011, que completa a sua 6ª edição consecutiva. Novamente mais de 1000 crianças e adolescentes serão beneficiadas, uma ajuda de custo essencial dentro desses lares. “Esse kit é tudo de bom! Antes, eu tinha que pegar cheque pré-datado com meu cunhado para comprar o material escolar dos meus quatro DISPENSA DO PONTO: filhos, VESPERA DE NATAL que tem E ANO NOVO entre 04 e 18 anos. Desde que entrei no HB há três anos, eu ganho esse kit. FICA DETERMINADO PARA OS Nele vem tudo o que eles irão precisar, FUNCIONARIOS ADMINISTRATIVOS desde lápis até a mochila. Faço uma boa DA FUNFARME, DISPENSA DO economia”, diz sorridente a auxiliar de PONTO NOS DIAS 24/12/2010 E limpeza, Sandra Mara Paixão. 31/12/2010, PERÍODO INTEGRAL O kit tem melhorado a cada ano e (SEM REPOSIÇÃO DE HORAS), deixando pais e filhos felizes e orgulhosos, EXCETO OS QUE CUMPREM ESCALA ao mesmo tempo tem deixado a diretoria DE REVEZAMENTO. da instituição com a certeza de dever social cumprido.

14

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

CLAUDIOMAR SOLDERA – Vice Presidente GALILEU RICARDO DE LIMA MARCOS PERPETUO BORGES IRACI RODRIGUES DA SILVA RAFAEL GONÇALVES PRIMO – Secretario ADEMIR DIAS DANILA MANZANO GUIMARÃES DEBORA CRISTINA ALVES WESLEY RAMOS LOURENCIN NOÉ MARTINS

Membros suplentes votados

MARCOS HENRIQUE P. FREIRE BEIGA DJAIME RAMIM JOZE MARA MASSON ROMUALDO MIRANDA MARTINES EVERTON LUIS LISBOA DE MORAES ANDERSON MOREIRA GONÇALVES ELIANA AP. GUERIN MAURICIO CANDIDO DOS SANTOS

Membros titulares indicados REINALDO DALUR DE SOUZA – Presidente MARIANE PAZIN ADÃO APARECIDO PONCE ROSE ELAINE VELASQUES ESTEVES JUCELEA SOARES DA SILVA PATRICIA NEMER VIEIRA RODRIGUES MARIA JOSÉ DE ALMEIDA ZEITUNI ROSEMEIRE AP. MARIO M ARTINS MARIA REGINA LOURENÇA JABUR MARCOS ROBERTO BOGAZ

Membros suplentes indicados MARCOS COLLAZANTE EMERSON ROSDRIGUES DA SILVA ANGELO ANTONIO BIMBATO CLAUDIO HENRIQUE COSTA RIBEIRO ABILIO MARTINS JUNIOR CISTIANE DE LIMA BUSSOLOTE MARCIA REGINA SILVA CAMILO RENATA DE PAULA GARCIA FLEMING SUTTINI – Vice Secretaria


Social

HB e Famerp recebem visita do deputado Itamar Borges No último mês as diretorias da Funfarme/ HB e Famerp receberam a visita do Deputado estadual eleito Itamar Borges. “O deputado nos fez uma visita e se colocou à disposição da comunidade em geral”, diz Dr. Horácio José Ramalho. Esse apoio político é muito importante para os pacientes do HB, é fundamental pra que a qualidade no atendimento melhore cada vez mais e seja a melhor possível.

Humor

O menor aprendiz do Almoxarifado, Paulo, tem como hobbie fazer caricaturas, uma arte muito conhecida, porém pouco explorada e neste mês enviou para publicar na Revista do HB uma homenagem aos seus companheiros de setor. A homenagem é uma caricatura feita por ele, com cada integrante que compõe o departamento.

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

15


Portadores de Síndrome de Down desenvolvem atividades lúdicas para estimular suas habilidades A Oficina Fofito (iniciais de fonoaudiólogas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais) é um projeto para socializar crianças especiais, e fazer com que elas liberem a criatividade e exerçam a prática do raciocínio. As crianças foram estimuladas à socialização, com uma gostosa festa de aniversário com direito a “Parabéns pra Você” e bolo de chocolate, também ajudaram na confecção de cartões de natal. Segundo a coordenadora do projeto, Lana Cristina de Paula Bianchi, “cada down é único. É um indivíduo especial com habilidades que precisam ser desenvolvidas. A Fofito foi criada para que os pais e as próprias crianças descubram no que elas são boas”. O Projeto Ding Down atende crianças e adolescentes portadores da Síndrome. Para conhecer mais sobre o Projeto, acesse www.dingdown.com.br ou pelo telefone (17)3201-5000, ramal 1205, toda terça, das 08h às 16h.

“É muito importante a participação dos pais neste projeto, para que eles possam ajudar a desenvolver a inclusão universal dos indivíduos down, tanto na vida escolar, quanto na vida social” Lana Cristina de Paula Bianchi, coordenadora do projeto. 16

Revista do HB - Outubro/Novembro 2010

Hb outubro novembro  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you