__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Setembro/2020 | Ano XVII | nº 221

FUNFARME SUPERA

1.000 ALTAS DA COVID-19

Após seis meses do início da pandemia do novo coronavírus, a Funfarme aprimorou sua estrutura, ampliou leitos destinados à Covid-19 e continuou os treinamentos e capacitação dos profissionais de saúde.

Saiba mais na página 6. Funfarme Notícias - Setembro 2020 1


Editorial

Mil altas da covid-19: histórias que continuam São pacientes que vêm de várias cidades da região. Pessoas que precisam contar com o apoio de seus familiares em um momento tão difícil. O medo do desconhecido, desse inimigo invisível chamado coronavírus, causa uma preocupação ainda maior. Será que ele sairá dessa? Ficarão sequelas? Quando terei meu ente querido de volta em casa? Esses, e muitos outros questionamentos, passaram e ainda passam pela cabeça daqueles que ficam do lado de fora do hospital, dando todo o suporte necessário para que tudo ocorra bem com seus familiares. E foi graças ao apoio, entendimento e cooperação dessas famílias, que conseguimos, no mês de setembro, alcançar o número de 1.000 pacientes curados da Covid-19. Além deles, temos praticamente um exército de colaboradores engajados e unidos para que esse resultado bem-sucedido seja possível. Somente dos profissionais de enfermagem que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, são 600 pessoas. Reuni-los, engaja-los e fazer com que atuem da melhor maneira, só foi possível graças ao trabalho de todas as lideranças envolvidas nesta batalha. Ainda neste mês, a média móvel de casos da Covid-19 em Rio Preto diminuiu e, com ela, a ocupação de leitos de UTI destinados aos casos mais graves, mas a pandemia ainda não acabou. Os cuidados como higienização das mãos, uso de máscaras de proteção e distanciamento social ainda são fundamentais para que o número de novos casos caia ainda mais. Por isso, colaborador e colaboradora, apesar do trabalho intenso, de todas as mudanças já ocorridas em nossa instituição, sigamos em frente, pois os nossos pacientes não são apenas números, eles são o amor na vida de alguém.

Funfarme Nossa Missão Transformar a saúde regional por meio da integração de assistência, ensino e pesquisa.

Nossa Visão Ser reconhecido como complexo hospitalar de assistência, ensino e pesquisa de excelência até 2021.

Nossos Valores - Humanismo - Responsabilidade social e ambiental - Meritocracia - Integridade absoluta

- Inovação - Qualidade e segurança - Respeito

Expediente Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XVII / Nº 221 - Setembro - 2020 • Presidente dos Conselhos da Funfarme: Dr. Dulcimar Donizeti de Souza • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Vice-Diretor Administrativo do HB: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Diretor Clínico do HB: Dr. Alceu Gomes Chueire • Vice-Diretor Clínico do HB: Dr. Valdeci Hélio Floriano

2 Funfarme Notícias - Setembro 2020

• Diretora Técnica do HB: Dra. Maria Regina Pereira de Godoy

• Diretor Clínico do HCM: Dr. Wagner Vicensoto

• Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Junior

• Vice-Diretora Clínica do HCM: Dra. Ana Luiza A. Silva

• Diretora Técnica do Hemocentro: Dra. Andreia Aparecida G. Guimarães

• Diretora Técnica do HCM: Dra. Fernanda Del Campo Braojos Braga

• Diretor do Ambulatório: Dr. Eumildo Campos Júnior

• Vice-Diretor Técnico do HCM: Dr. Gustavo Henrique de Oliveira

• Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire

Produção Editorial: Intermídia Comunicação Empresarial

• Diretor Técnico do Instituto do Câncer: Dr. Carlos Eduardo Miguel

Telefone: 17 3011-5435

• Diretora Administrativa do HCM: Dra. Leila Neves Bastos Borim

Jornalistas: Fernanda Martinazzi, Alex Pelicer e Alexandre Souza

• Vice-Diretora Administrativa do HCM: Dra. Maria Lúcia Luiz Barcelos Veloso

Jornalista responsável: MTB 24.527

Diagramação: Intermídia Comunicação Empresarial


Agradecimento

Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo visita complexo Funfarme para agradecer tratamento recebido em 2019 O secretário de Estado da Segurança Pública de São Paulo, general João Camilo Pires de Campos, visitou a Funfarme, no dia 15 de setembro. A visita oficial do secretário foi uma maneira de agradecer pelo tratamento que recebeu a cerca de um ano atrás, quando estava em reunião com delegados da Polícia Civil no Deinter 5, em Rio Preto, e passou mal, sendo internado no HB. “A gratidão é a voz do coração! Todos vocês e todas as equipes deste hospital foram maravilhosas durante minha internação. Recebi a atenção e o carinho de todos. Então, hoje, eu volto pessoalmente para agradecer pelos cuidados que recebi nesta instituição”, agradeceu o secretário. Ele ainda quis conhecer a Famerp, estadualizada na gestão do ex-governador Luiz Antônio Fleury, seu amigo pessoal. Dra. Amália Tieco ressaltou a importância da vinda do líder da pasta. “São poucos que voltam para agradecer e saber que o secretário está recuperado e ajudando o Estado a passar por esta pandemia é muito importante para a nossa instituição”, frisou. O presidente do conselho da Funfarme e diretor da Famerp, Dr. Dulcimar de Souza, o diretor-executivo da Fundação,

Dr. Jorge Fares, a diretora do HB, Dra. Amália Tieco, o pesquisador e médico virologista da Famerp, Dr. Maurício Lacerda, o superintendente financeiro da Fundação Robson Ribeiro, e o médico cardiologista do HB, Dr. Gilmar Greque, receberam o secretário na diretoria da Faculdade. Após a conversa, o general recebeu uma lembrança dos assessores de Relações Institucionais e Governamentais da Funfarme, Jurandyr Bueno e Sérgio Brogna.

O complexo e suas unidades reforçam que todos os protocolos de segurança previstos para a prevenção da disseminação do novo coronavírus foram estritamente obedecidos durante a visita, sendo assim, a Funfarme recebeu apenas o secretário e dois assessores. Além disso, o encontro foi realizado na diretoria da Faculdade, estava fechada para aulas na época de reunião, não recebendo alunos ou público externo.

O Secretário (à direita) reuniu-se com as lideranças da Funfarme e Famerp, na diretoria da Faculdade Funfarme Notícias - Setembro 2020 3


Setembro Verde

OPO do HB tem aumento de quase 13% no número de doadores efetivos em relação ao ano passado O Hospital de Base comemorou a campanha do Setembro Verde, de doações de órgãos, com um dado bastante expressivo: o número de doadores viáveis da Organização de Procura de Órgãos (OPO) do HB teve aumento de 12,8%, quando comparados os períodos de janeiro a agosto de 2019 e o mesmo período de 2020. Já a média nacional, neste mesmo tempo, caiu 6,5%. O resultado positivo, mesmo em tempos de pandemia, vem de um trabalho de anos que a OPO faz com 17 hospitais de Rio Preto e região, treinando uma equipe, em cada um deles, para fazer abordagem familiar. “Entendemos que é um trabalho continuo e de longo prazo. Porém, quando você tem pessoas capacitadas, que conseguem informar o familiar com credibilidade e acolhimento, é possível inspirar solidariedade, mesmo em um momento de dor. E o brasileiro é solidário. Este aumento mostra exatamente isto. Em um momento de pandemia, no qual as pessoas estão focadas enfrentar a Covid-19, ainda assim, elas se preocupam em dar continuidade à vida por meio da doação de órgãos”, explica o coordenador da

OPO, Dr. João Fernando Picollo. Um comparativo demonstra esta solidariedade. Se for levado em consideração todo o mês de setembro de 2019, a OPO do HB teve 6 doadores viáveis. Em apenas 4 dias de setembro de 2020, já foram quatro doações viáveis. A campanha Setembro Verde existe para conscientizar os familiares do dese-

jo do doador. No HB, este ano, ela vem com o tema ‘Sua decisão salva vidas! Seja um doador de órgãos. Avise sua família’. “A lei brasileira diz que apenas os familiares podem autorizar uma doação. Sendo assim, é imprescindível que você avise da sua decisão aos seus familiares. Esta é a única maneira de ter seu desejo respeitado”, pontua Dr. Picollo.

Não é um ponto final

Interatividade

Roberto e Carmen Papi, de Catanduva, mesmo em um dos momentos mais difíceis de suas vidas, decidiram pela solidariedade. Gabriela Papi, de apenas 25 anos, filha do casal, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e teve morte cerebral, em meados de 2020. Os pais, no momento de dor, decidiram dar continuidade à vida por meio da doação de órgãos. “Nunca tínhamos conversado sobre o assunto... quando nos vimos sem a Gabi e entendemos que os médicos já tinham feito tudo o que podiam, pensei, ‘ o que mais poderíamos fazer?... vamos ajudar outras pessoas’. Com isso, conversei com o Roberto e decidimos pela doação de órgãos”, finalizou Carmen Papi.

Clique na foto abaixo e assista ao depoimento de Carmen e Roberto na íntegra.

4 Funfarme Notícias - Setembro 2020


Outubro Rosa

Colaboradoras realizarão mamografia durante o mês de outubro na Funfarme Pensando no bem-estar das nossas colaboradoras, o Complexo Funfarme preparou ações de prevenção e que chamam a atenção para a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama durante o ‘Outubro Rosa’. A campanha deste ano traz o tema ‘Quem se ama se cuida!’. As atividades acontecerão até o dia 31 e, neste período, colaboradoras com mais de 40 anos realizarão exame de mamografia na instituição. Ações também acontecerão nas redes sociais. O HCM receberá um laço rosa fixado na entrada representará a campanha. Já as fachadas do Hospital de Base (HB) e Instituto do Câncer, além dos laços, ganham iluminação especial na tonalidade rosa. A expectativa da Fundação é realizar 500 exames de mamografia nas colaboradoras até o final da campanha. “A detecção precoce é a melhor estratégia para vencer o câncer de mama. Quanto antes for detectado, mais chance no tratamento tem a paciente. A mamografia é o exame preciso e o mais importante, capaz de diagnosticar o tumor quando ele ainda tem menos de um centímetro, tamanho em que o nódulo ainda não está grande o suficiente para ser percebido no autoexame”, explica a mastologista Dra Silvia Perea. Quando detectado no estágio inicial, o câncer de mama tem chance de cura em até 95% dos casos. “A recomendação é que o exame de mamografia seja realizado anualmente em mulheres com

Redes Sociais As ações também acontecerão nas redes sociais. Ao longo do mês, serão feitas postagens sobre prevenção, diagnóstico precoce do câncer de mama, orientações, mitos e verdades sobre o câncer de mama.

A mamografia é o exame preciso e o mais importante, capaz de diagnosticar o tumor quando ele ainda tem menos de um centímetro

mais de 40 anos, idade em que o risco de desenvolvimento do câncer começa a aumentar”, afirma a mastologista. A colaboradora Sandra Regina Gioppo, do auxiliar administrativa do CIP, ressalta a importância do exame anual e destaca a ação realizada no Complexo. “Faço acompanhamento anual como forma de prevenção. É muito importante cuidarmos da nossa saúde. Achei maravilhosa a iniciativa da Fundação. Podemos marcar o exame de mamografia antes mesmo de passar por uma con-

sulta com o ginecologista” diz. Para realizar o agendamento, cada colaboradora deve procurar o líder do departamento e solicitar o exame. “A detecção precoce salva vidas. O câncer de mama é a segunda maior causa de morte nas mulheres, ficando atrás de doenças do coração. Por isso é importante ressaltar, façam o exame com frequência. Quanto menor o tumor, menor será a cirurgia. Colaboradoras, pensem em vocês!”, concluí Dra. Silvia Perea.

Como agendar sua mamografia Para realizar o agendamento, cada colaboradora deve procurar o líder do departamento e solicitar o exame

Funfarme Notícias - Setembro 2020 5


Combate a pandemia

Funfarme supera marca de 1.000 vidas salvas da Covid-19 Durante o mês de setembro a Funfarme atingiu um marco importante de mais de 1.000 vidas salvas na luta que o país todo vem travando contra um inimigo invisível, o novo coronavírus. Desde o início da pandemia, a mobilização em todos os setores da instituição foi intensa, e como resultado, histórias diversas puderam continuar sendo contadas, do lado de fora, após alta hospitalar. Para Dra. Amália Tieco, diretora administrativa do HB, todo esforço do trabalho em equipe realizado no Complexo volta para a sociedade de maneira positiva. “Esse número é muito significativo

para nós e consequência do trabalho de diversas equipes, que não mediram esforços, para devolver à sociedade e para seus lares esses pacientes curados. Isso tudo não tem preço e estamos muito felizes”, afirmou Dra. Amália. Samantha Vaccari, gerente da enfermagem do hospital, relata que imaginou, no começo da pandemia , que não daria conta de tamanha demanda de pacientes, mas em pouco tempo, o cenário mudou. “Visualizo hoje o engajamento e comprometimento dos profissionais para manter toda essa estrutura montada para a Covid-19 e também

para o restante do hospital. Tivemos que nos reinventar e sair da zona de conforto, manter o equilíbrio emocional, paciência e resiliência. Ela conta ainda que, em um futuro pós pandemia, o aprendizado será um dos maiores triunfos. “Os profissionais vão sair mais fortalecidos, comprometidos com o trabalho e bem estar do próximo, mais flexíveis e dispostos para o trabalho em equipe e prontos para enfrentar qualquer outra dificuldade futura”, disse Samantha.

HB participa de estudo internacional de vacina para Covid-19

Número de Leitos HB

Número de Leitos HCM

SUS

SUS

196 leitos 145 leitos

34 leitos

413 leitos 183 leitos

80 leitos 30 leitos

Convênios

Convênios

UTI Geral

Enfermaria

20 leitos

UTI COVID-19 Enf. Covid-19

UTI Geral

Enfermaria

14 leitos

UTI COVID-19 Enf. Covid-19

UTI Geral

8 leitos

UTI COVID-19

19 leitos UTI Geral

UTI COVID-19

82 leitos

12 leitos

55 leitos

5 leitos

Enfermaria

Enf. Covid-19

6 Funfarme Notícias - Setembro 2020

Enfermaria

3 leitos

Enf. Covid-19

O Centro Integrado de Pesquisa (CIP) do HB irá participar, junto com outras instituições, de estudo internacional para comprovar a eficácia e segurança de uma potencial vacina, que recebeu o nome de Ad26. COV2.S, para prevenção da covid-19. A participação neste estudo, conduzido pela Janssen (a divisão farmacêutica da Johnson-Johnson), foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Famerp. O estudo, aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), utiliza uma vacina baseada em vetor adenovírus. O Centro Integrado de Pesquisa do Hospital de Base irá informar, em breve, como os candidatos a voluntário poderão se inscrever para participar do estudo. Informações sobre o estudo no site: www.ensemblestudy.com


Novo Espaço

Testes do pezinho e orelhinha são realizados no Ambulatório de Especialidades do HB Os testes do pezinho e o da orelhinha serão realizados em uma nova central instalada no Ambulatório Geral e de Especialidades do Hospital de Base. O novo espaço começou a ser utilizado no dia 8 de setembro. Ambos exames são feitos ainda nos primeiros dias de vida do bebê pois ajudam a detectar doenças e condições que têm tratamentos ou até cura se diagnosticadas cedo. “Antes, os testes eram realizados normalmente pela instituição, porém, de forma fragmentada. Agora reunimos todos os procedimentos em um novo espaço, tudo em uma única central”, explica Samanta Volpi, enfermeira do Ambulatório de Pediatria. O teste do pezinho é um exame obrigatório que detecta doenças genéticas. No SUS, a triagem básica investiga seis doenças que se não forem tratadas podem levar a problemas de desenvolvimento e deficiência intelectual. (Leia mais no box abaixo). “Recomenda-se que a família leve o bebê para realizar o teste entre o segundo e o quinto dia do nascimento. Fora desse período, o teste não é invalidado, mas a efetividade da análise pode ser reduzida”, afirma Samanta. Com uma agulha bem fina, é retirado o sangue do calcanhar do bebê e as gotinhas são colocadas em um papel, que segue para os laboratórios públicos ou privados habilitados a realizar o teste. Luciana Batista Pereira, trouxe a filha, Isa Vitória, para realizar o exame. “É rápi-

É recomendado realizar o teste do pezinho entre o 3º e 5º dia de vida do bebê

do, que pode contribuir com um diagnóstico antecipado de várias doenças e contribuir com o tratamento até mesmo antes do aparecimento dos sintomas”, afirma. Já o teste da orelhinha, ou triagem auditiva neonatal universal, é o método mais moderno para constatar problemas auditivos nos recém-nascidos. “Ele consiste na produção de um estímulo sonoro e na captação do seu retorno por meio de uma delicada sonda introduzida na orelhinha do nenê. É rápido, seguro e indolor”, explica a fonoaudióloga Cleria Solange Lopes Barros de Araújo. Várias razões estão atreladas ao aparecimento de problemas auditivos

em bebês. As causas mais usuais são a má-formação durante a gravidez, aparecimento de doenças genéticas, complicações devido a doenças infecciosas (como rubéola ou toxoplasmose), nascimento prematuro, problemas durante o parto. Por isso, é muito importante que a mãe realize o pré-natal de forma adequada e faça o teste da orelhinha na criança depois do nascimento. Anna Paula Vello trouxe o pequeno Benício ao Ambulatório Central de Especialidades do HB com esta finalidade. “São teste fundamentais nas primeiras semanas de vida do bebê. Acompanhar passo a passo todo desenvolvimento é essencial para prevenção”.

Doenças triadas no Teste do Pezinho Fenilcetonúria; Hipotireoidismo congênito; Doença falciforme e outras hemoglobinopatias; Fibrose cística; Hiperplasia adrenal congênita; Deficiência de biotinidase

O teste da orelhinha possibilita a identificação precoce de possíveis perdas auditivas nos recémnascidos

Funfarme Notícias - Setembro 2020 7


Salve vidas!

Colaborador, precisamos de você! Doe plaquetas O estoque de plaquetas do Hemocentro está abaixo do nível ideal. A instituição, que atende 102 cidades da região, pede apoio dos colaboradores do Complexo Funfarme para normalizar a situação. A doação de plaquetas beneficia muitos pacientes, especialmente aqueles em tratamento para leucemias e outros tipos de câncer, os submetidos a transplante de medula óssea, a cirurgias cardíacas, as vítimas de trauma, dentre outros. O colaborador Ederson Ferreira Zanolini, líder do setor de compras, destaca a importância da doação frequente. “É necessário manter o abastecimento do Hemocentro, hoje estamos doando e amanhã talvez possamos precisar. Nossa instituição tem mais de sete mil colaboradores, se 50% fizer doações com frequência vamos manter estoque, tanto de sangue, quanto de plaquetas acima do ideal”, afirma. O sangue é composto de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plasma e plaquetas. As plaquetas ajudam no controle de sangramentos e parte delas pode ser doada sem causar prejuízo algum à saúde do doador. O processo que permite a separação e a coleta específica de plaquetas é chamado de aférese. “Ao contrário das doações de sangue convencional, as plaquetas obtidas por aférese rendem mais, e, um único doador supre a necessidade de até dois pacientes. Também é importante destacar que é possível doar plaquetas até 24 vezes por ano”, afirma Mariana Coltro, enfermeira supervisora do Hemocentro.

O colaborador Ederson Ferreira Zanolini chama a atenção para a importância da doação entre os colaboradores do Complexo

O doador pode doar plaquetas uma ou duas vezes ao mês e a doação tem duração de 60 a 90 minutos

Quer ser um doador de plaquetas? O Hemocentro de Rio Preto produz plaquetas por meio do sangue obtido nas doações ou por meio de coleta por aférese. Esse último procedimento é uma doação específica de plaquetas por meio de um equipamento (máquina de aférese) que coleta o sangue do doador, remove as plaquetas e devolve glóbulos vermelhos e plasma para o organismo dele. O doador pode doar uma ou duas vezes ao mês e a doação tem duração de 60 a 90 minutos.

8 Funfarme Notícias - Setembro 2020

Agende sua doação! Você pode agendar seu horário de segunda à sexta, das 7h às 11h pelos telefones 3201-5055 ou 3201-5078. O Hemocentro de Rio Preto fica na avenida Jamil Feres Kfouri, 80 - Jardim Panorama, ao lado do Lucy Montoro e Hospital da Criança e Maternidade. Faça parte deste time! Seja um doador de plaquetas e salve muitas vidas!


Solidariedade

Doação de hemocomponente une colaboradores Funfarme para salvar vida de paciente desconhecido Durante o mês de setembro, a famosa frase “faça o bem sem olhar a quem” foi seguida com sucesso por colaboradores de diferentes setores da instituição. A mobilização se deu para doar granulóticos, células sanguíneas responsáveis por combater e eliminar as infecções do nosso organismo, para ser utilizada por um paciente que passou por Transplante de Medula Óssea e, devido à uma infecção, precisou desta doação. A enfermeira supervisora do Hemocentro, Mariana Coltro, explica a importância da doação do hemocomponente. “Os granulócitos, ao contrário das hemácias, plasma e plaquetas, não pode ser estocado. Por isso, a coleta é feita somente quando o paciente tem indicação de transfusão. Como ele não tinha familiares na cidade que poderiam fazer a doação, acionamos nossos colaboradores”, afirmou Mariana. E esse pedido logo foi atendido por alguns colaboradores, como no caso do Leandro Ribeiro Ito, líder do Núcleo de Tecnologia Integrada Funfarme, que não mediu esforços para ajudar o próximo. “É uma vida que eu posso salvar. Pode ser que essa pessoa esperou muito tempo por um transplante de medula e com minha doação evito com que ela tenha complicações. Nunca tinha doado sangue antes, mas fiz questão de doar granulócitos”, afirmou Leandro.

A auxiliar do Banco de Sangue do Hemocentro, Gabriela Ribeiro Ignácio fez questão de ajudar

O Dr. João Victor Piccolo Feliciano, coordenador do serviço de transplante de medula óssea do HB, esclarece sobre esta forma de tratamento. “Em alguns casos, após o transplante de medula óssea, o paciente desenvolve uma infecção muito grave sem perspectiva de recuperação de granulócitos no sangue. Estes pacientes com imunidade muito baixa necessitam de ajuda com medicamentos e também, em casos selecionados, da doação destas células de defesa

por pessoas de mesmo tipo sanguíneo que o receptor”, afirmou Dr. João Victor. Outra colaboradora que também foi solidária à causa foi Gabriela Ribeiro Ignácio, auxiliar do banco de sangue do próprio Hemocentro. “Sempre gostei de ajudar as pessoas e, mesmo que eu não conheça, sei como é importante, principalmente, em uma época de pandemia em que tudo fica ainda mais difícil”, disse Gabriela.

Leandro Ito, líder do NTI da Fundação nunca tinha doado sangue antes e, quando acionado para doar ganulócitos, não hesitou e foi ajudar ao próximo Funfarme Notícias - Setembro 2020 9


Segurança do Paciente

A Funfarme se veste de laranja para chamar a atenção à segurança do paciente Para comemorar e conscientizar a todos do Dia Mundial da Segurança do Paciente, celebrado no dia 17 de setembro, a Fundação preparou diversas ações com, bastante destaque para o laranja, cor que representa a campanha. Este ano, o tema foi “profissionais seguros, pacientes seguros”. A data foi estabelecida pela OMS e tem como objetivo aprimorar a compreensão global da segurança do paciente, aumentar o envolvimento do público no tema e promover ações globais que reduzam os danos ao paciente.

Fachadas A Funfarme iluminou as fachadas do HB e também colocou um arco de bexigas nas entradas do hospital, do HCM e do Ambulatório.

Clique aqui e veja uma notícia especial no site do Hospital de Base com fotos e vídeos desta ação 10 Funfarme Notícias - Setembro 2020


Segurança do Paciente Lideranças e colaboradores vestiram roupas e acessórios da cor para chamar a atenção de todos para a importância do assunto e das ações. A superintendente assistencial do complexo, Maria Regina Jabur, destaca que “a Funfarme, com esta campanha, vem reforçar toda a importância da segurança do profissional de saúde e suas interligações com a segurança do

Vestindo o laranja e concurso paciente. Assim, reforça estes cuidados, oferecendo ao colaborador estruturas adequadas de trabalho, EPIs, comunicação efetiva, capacitações, apoio físico e emocional, de maneira a priorizar um ambiente saudável de trabalho”. A superintendente ainda complementa. “Entendemos que investir em segurança dos colaboradores é priorizar a segurança dos pacientes, dando

o devido reconhecimento à dedicação e ao trabalho duro dos profissionais de saúde, particularmente em meio à atual luta contra a Covid-19”, pontuou. Outra ação foi um concurso de vídeos entre as equipes do complexo com o tema “importância do uso de EPIs”. O vídeo mais votado pela comissão organizadora da campanha foi postado nas redes sociais.

Funfarme Notícias - Setembro 2020 11


Humanização

HCM reforma tomografia infantil e ambiente ganha nova decoração lúdica A sala de tomografia infantil do Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de Rio Preto foi totalmente reformulada para oferecer um ambiente lúdico às crianças que passam por exame no setor. Para isso, o lugar foi decorado com adesivos e adereços que, agora, recriam o cenário de um circo e um parque de diversões. A reforma levou cerca de um mês, sendo entregue no final de fevereiro deste ano. Foram investidos R$ 70 mil para reinventar o local, montante inteiramente levantados em chá solidário realizado em 22 de maio de 2019 por lideranças do HCM e da Captação de Recursos da Fundação. O propósito da mudança é propiciar um momento mais divertido aos pacientes que precisam passar pelo exame e, que muitas vezes, assustam-se com o equipamento e o lugar. “A grande dificuldade para a realização do exame é manter a criança parada, já que a sala e o equipamento causam um certo medo. Por isso, muitas vezes, usamos sedação. Achamos estudos que comprovam que este ambiente mais humanizado e divertido consegue entreter a criança durante a captação das imagens e, assim, dispensar o uso dos medicamentos”, explica Dra. Fernanda Del Campo, médica radiologista pediátrica, diretora técnica do HCM e uma das responsáveis pelo projeto.

Maria Vithória Prado Modesto, de 9 anos, fez uma Tomografia no dia 9 de setembro para ver a origem de um problema que tem no ouvido e se surpreendeu. “Achei que ia chegar e ver um lugar todo branco, como nos hospitais. Mas não! Era todo colorido e divertido. O exame é rápido e a decoração te distrai. Não tem porque ter medo de fazer o exame”, conta a paciente. Por causa da pandemia, e obede-

cendo aos protocolos do Ministério da Saúde, o lugar estava sendo usado apenas em pacientes internados e urgentes. Aos poucos, a rotina do lugar está sendo retomada, conforme a fase do plano de Governo do Estado de São Paulo, atualmente, a região de Preto está na amarela. Porém, em média, o setor normalmente realiza pouco mais de 500 exames por mês.

A partir da esquerda, as idealizadoras do projeto, Dras. Fernanda Del Campo e Eneida Vieira, com a paciente Maria Vhitória e a mãe, Edileusa modesto 12 Funfarme Notícias - Setembro 2020


Transplante

Múltipla doação de órgãos mobiliza profissionais do HCM no 10º transplante de coração No dia 12 de setembro, uma doação múltipla de órgãos mobilizou toda equipe de profissionais do HCM em seu 10º transplante de coração. A Organização de Procura de Órgãos (OPO), do HB, realizou a captação na cidade de Catanduva. Uma jovem, de 27 anos, sofreu um aneurisma cerebral e seus familiares disseram “sim” para a doação em um gesto de solidariedade. Ao todo, foram doados coração, os dois pulmões, as duas córneas, o fígado e o pâncreas. Os órgãos foram distribuídos para o HB, HCM, Hos-

pital das Clínicas, em Ribeirão Preto e InCor, em São Paulo. Para o transporte de todos os órgãos até Rio Preto, dois pilotos da Força Aérea Brasileira foram deslocados. Após pousarem na cidade, levaram os demais órgãos para a capital. O adolescente de 17 anos que recebeu o novo coração sofria de miocardiopatia dilatada, doença do músculo do coração que impede o bombeamento adequado de sangue para o corpo, causando complicações como arritmias, coágulos de sangue e até morte súbita.

A cirurgia foi feita pelo chefe do Serviço de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Pediátrica, Dr. Ulisses Croti, e foi um sucesso. Dona Jusceli é mãe da jovem que teve os órgãos doados. Ela conta que se estivesse viva, esse também seria o desejo da filha. “Ela era muito determinada, muito ativa, espontânea e eu senti como mãe que ela iria querer doar, porque era o perfil dela e ela gostava de ajudar as pessoas. Ela queria tanto ter filhos, e agora, ela tem nove”, afirmou Jusceli.

Referência nacional na doação e em transplantes de órgãos e tecidos O mês de setembro é lembrado pela conscientização sobre o transplante e doação de órgãos. Graças ao trabalho feito pela OPO do HB, que possui uma equipe de aproximadamente 100 profissionais, foi possível alcançar o número de 38 doações por milhão de habitantes, muito superior à média nacional, atualmente em 23 doações por milhão. Além desse dado, o HB também se destaca pela baixa porcentagem de recusa familiar, que está em 16,5%, contra 31% no Estado de São Paulo e 36% a média nacional. “A maior aceitação é fruto, primeiro,

do trabalho da OPO, iniciado justamente 20 anos atrás, que buscou formar, nos hospitais da região, o maior número possível de profissionais preparados para, primeiro, diagnosticar com rapidez o potencial doador e, infelizmente, confirmada a morte, saber como abordar a família. É um momento único na vida das pessoas, de extrema dor, em que devemos ter muito cuidado e sensibilidade para mostrar aos familiares que seu ente, mesmo não mais presente, pode salvar a vida de várias pessoas”, explica Dr. João Fernando Picollo, coordenador da OPO do HB.

Funfarme Notícias - Setembro 2020 13


Reconhecimento

Funfarme lamenta a perda de cinco colaboradores para a Covid-19 O ano de 2020 trouxe desafios inimagináveis aos profissionais da saúde com a chegada e enfrentamento da pandemia. Nessa batalha, muitos perderam a vida, lutando para que os pacientes com a Covid-19 vivessem. A Fundação reconhece a grandeza e a dedicação de todos eles e, em especial, de cinco de seus profissionais, que perderam a vida para a doença. Destes, quatro colaboradores que foram verdadeiros heróis no enfrentamento da Covid-19 foram: Célia Teresa Cândido da Silva, auxiliar enfermagem do 2º andar do HB e que contribuiu por 32 anos com o hospital. Da mesma área de

atuação, porém do 3º andar, colaborou por 11 meses com HB, Celso Aparecido Stramasso. Já as auxiliares de limpeza, Marizete Maria de Jesus e Clarice Correa trabalharam por 5 e 26 anos, respectivamente, no complexo. “Todos nossos colaboradores são igualmente importantes em nossa instituição. O hospital lastima a perda de cada uma destas vida e presta nossa solidariedade a todos os familiares. São todos heróis que lutaram em casa e aqui, em nosso complexo, para que tudo estivesse em ordem e oferecesse, assim, segurança a todos ao redor” lamenta a diretora do HB, Dra. Amália Tieco.

Morre o médico cardiologista Prof. Dr. Sírio Hassem Sobrinho, um dos grandes nomes da Famerp/Funfarme Pesquisador, preceptor e médico cardiologista da Fundação, Prof. Dr. Sírio Hassem Sobrinho morreu no dia 13 de setembro, após lutar contra a Covid-19 por mais de um mês, ficando internado por 28 dias no HB. O médico foi peça-chave para a criação do Serviço de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Pediátrica (Seccap), ao lado de seus colegas, o radiologista Dr. Antônio Soares, e o pediatra, Dr. Airton Moscardini e o cardiologista pediátrico, Dr. Carlos Henrique de Marchi. Durante 18 anos, ministrou aulas ao lado do cirurgião cardiovascular pediátrico e chefe do Seccap, Prof. Dr. Ulisses Croti, chamando a atenção para as doenças do coração da criança e da necessidade do tratamento precoce para as cardiopatias congênitas.

Prof. Dr. Sírio Hassem Sobrinho, em seu consultório, em 2009; a imagem foi usada para aula de livre docência do Prof. Dr. Ulisses Alexandre Croti 14 Funfarme Notícias - Setembro 2020

Prof. Dr. Sírio (terceiro da esquerda para direita, em pé) com a equipe do Seccap, em setembro de 2008, quando representantes da ONG americana Children’s HeartLink visitaram a Fundação pela primeira vez, fechando a parceria que dura até hoje

Prof. Dr. Sírio foi membro da banca de defesa de mestrado do Dr. Alexandre Murakami (gravata), junto com o Prof. Dr. Ulisses Croti (à dir.) e a Profa. Dra. Carla Tanamati (Incor USP – SP), em 2019


Homenagem

UTI Neonatal celebra Dia Internacional da Paz com mensagens de elogios e lírios brancos Uma ação simples, porém muito simbólica, foi realizada pela equipe multidisciplinar da UTI Neonatal no dia 21 de setembro, data em que é comemorado o Dia Internacional da Paz, quando é celebrada a não violência e a paz mundial entre as nações. Cada colaborador recebeu um lírio branco e mensagens de elogios fixadas em um mural. A técnica de enfermagem Carla Adriana Barbosa Januário, uma das idealizadoras do projeto, explica como surgiu a ideia. “Enfrentamos um momento difícil e muito tenso. Então pensamos em fazer algo simples, porém, muito positivo nesta data. Criamos uma caixinha de bilhetes para cada colaborador elogiar seus colegas de trabalho. Uma ação que mostrou-se muito significativa, pois um elogio, uma palavra carinho é muito gratificante”, conta. Todos os colaboradores também receberam um pequeno lírio da paz, para fixar na veste, e todos com roupas brancas. “Foi um dia tecnicamente normal, porém, com uma energia positiva e renovada”, afirma Carla.

Cada colaborador recebeu um lírio branco e mensagens de elogios fixadas em um mural

Músicos homenageiam profissionais da saúde No dia 18 de setembro, profissionais da saúde do HB e das outras unidades da Funfarme foram homenageados pelo Rotary Lions Clube e empresas parceiras com a apresentação de músicos em pleno estacionamento do hospital. Sobre um caminhão-palco, o violoncelista Abner Tofanelli e o pianista Alexandre Bernardes Neves (foto em detalhe) apresentaram músicas populares e clássicas, durante uma hora. Tofanelli ressaltou a importância de todos profissionais, assistenciais e de apoio para que o momento de crise na saúde passe logo. A diretora do Hospital de Base, Dra. Amália Tieco, que em 2018 foi uma das idealizadoras do Setembro Clássico, projeto que levava música clássica aos halls e refeitório do complexo, elogiou a iniciativa.

“Queremos entregar um pouco de leveza, por meio da música, a todos profissionais, de todas as áreas hospitalares, que se dedicam para salvar e cuidar de tantas vidas.” Abner Tofanelli, violoncenlista Funfarme Notícias - Setembro 2020 15


Captação de Recursos

Mais conforto para os pacientes do complexo, em especial os usuários do SUS Parceiros do Bem - São João do Marinheiro 10 colchões hospitalares No dia 22 de setembro, os Parceiros do Bem de São João do Marinheiro, distrito da cidade de Cardoso, doaram 10 colchões hospitalares, que serão usados em algumas adequações pelas quais o HB vem passando. Os colchões serão usados por pacientes do Sistema Único de Saúde, SUS, e levarão mais conforto na estada deles em nossas unidades.

Raffaele Flores 110 tulipas para os profissionais de saúde

Parceiros do Bem – Paranapuã 108 kg de alimentos e produtos de limpeza

Instituto As Valquírias 10.800 unidades de achocolatados

Parceiros do Bem – Mirassolândia 1.147 litros de leite

16 Funfarme Notícias - Setembro 2020


Despedida

Diretores e lideranças da Funfarme homenageiam colaboradores aposentados No dia 28 de agosto, o clima no setor de Faturamento foi de despedida, agradecimentos e gratidão. Isso porque a colaboradora Marta Lúcia Bagnoli cumpriu seu último dia de trabalho na instituição após 29 anos de contribuição. A diretoria do HB, lideranças e profissionais do Recursos Humanos presentearam Marta com uma cesta de flores e discursaram em sua homenagem. Colegas de profissão também fizeram questão de se despedir e aplaudir a colaboração de tantos anos. “Minha sensação é de dever cumprido. Em todos esses anos, nunca tive nenhum problema interpessoal e sempre me dei bem como todo mundo. Passei uma vida toda aqui dentro e vi muitas mudanças, administrações diferentes, muitos amigos, além de aprender muita coisa. Agora pretendo curtir minha netinha, meus filhos e pescar porque eu adoro”, afirmou Marta. Além de Marta, também se aposentaram os colaboradores da Endoscopia do HB Junio Cesar Alves e Sueli Gonçalves Jiulieti Caldeira (foto abaixo, com as cestas), que despediram-se do hospital após respectivamente 21 e 27 anos de trabalho em nossa instituição e receberam homenagens do Dr. Francisco Alves Arantes, chefe do Serviço do Endoscopia e RH.

Funfarme Notícias - Setembro 2020 17


RHC

Registro Hospitalar De Câncer

Câncer de Mama Outubro/2020

Câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele, não melanoma.

Prevenção A prevenção do câncer de mama não é totalmente possível em função da multiplicidade de fatores relacionados ao surgimento da doença e ao fato de vários deles não serem modificáveis. A prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores, especificamente aqueles considerados modificáveis. Estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco do desenvolvimento de câncer de mama na mulher. Controlar o peso corporal e evitar a obesidade, por meio de alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, bem como, evitar o consumo de bebidas alcoólicas são recomendações básicas para prevenir o câncer de mama. Destaquese ainda que a amamentação também é considerada como um fator protetor. Há de se ressaltar também que a terapia de reposição hormonal (TRH), quando estritamente indicada, deve ser feita sob rigoroso controle médico e pelo mínimo de tempo necessário.

Tratamento feito para câncer de mama Para o tratamento de câncer de mama, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece todos os tipos de cirurgia, como mastectomias, cirurgias conservadoras e reconstrução mamária, além de radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia. O tratamento é feito por meio de uma ou várias modalidades combinadas. O médico escolherá o tratamento mais adequado de acordo com a localização, o tipo do câncer e a extensão da doença.

Dados do HB Dos novos casos de câncer de mama atendidos no HB, num total de 1.018, verifica-se que 1.012 deles, foram em mulheres e 6 em homens, correspondendo aos índices de (99,4%) e de (0,6%), respectivamente. Desse total de casos 93% das pacientes chegaram sem diagnóstico e sem tratamento e 7% já diagnosticadas e com algum tratamento realizado. As morfologias mais frequentes foram carcinoma ductal invasivo, responsável por 85% das neoplasias, carcinoma lobular 6,2%, as demais neoplasias de mama somaram 8,8 %. A faixa etária com maior incidência da doença foi encontrada nas pacientes entre 40 e 59 anos de idade. Na descoberta da doença 61% dos casos encontrados no estágio I e II e 32% já diagnosticados em estágios avançados III e IV. No citado período 73 pacientes evoluíram com metástase. 18 Funfarme Notícias - Setembro 2020

Os tratamentos realizados em 91,5% das pacientes foram com cirurgia, quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia (tratamentos combinados ou isolados), e 8,5% não receberam tratamento por motivo de transferências, planos de saúde e óbitos. Veja a distribuição do número de casos novos por ano, faixa etária, estadio clinico ao diagnóstico e tratamentos realizados.

Homens também podem ter câncer de mama Eles têm glândulas mamárias e hormônios femininos, ainda que em quantidade pequena. A mama masculina é um órgão pequeno; o câncer de mama em homens é bem mais raro, mas acontece.

Sintomas O câncer de mama também pode apresentar vários sinais e sintomas, tais como: Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo); Nódulo único endurecido; Irritação ou abaulamento de uma parte da mama; Dor na mama ou mamilo; Inversão do mamilo; Eritema (vermelhidão) na pele; Edema (inchaço) da pele.

Análise de 1.018 casos atendidos no Hospital de Base no período de Jan/2015 a Dez/2019.


Espaço ASFF NOVOS CONVÊNIOS Novo convênio ASFF, a loja +FIT MODA FITNESS, está localizada na Av.Murchid Homsi, 1750 - Jd. Santa Maria. Roupas adequadas para a prática de exercícios, inclusive para tamanho plus size! Preços e peças variadas, com parcelamento em até 6x, dependendo do valor da compra. (17) 99136-8449 instagram.com/maisfit.fitness

RETOMADA DAS ATIVIDADES DO CLUBE A ASFF trabalha visando o melhor atendimento, segurança e conforto para o associado e seus dependentes. Em tempos de pandemia não seria diferente! Estamos acompanhando todas as deliberações municipais e estaduais para atender aos requisitos das medidas de prevenção e controle da Pandemia Covid-19. Tão logo seja possível, retomaremos as atividades normais do Clube ASFF com segurança aos frequentadores.

ATUALIZE SEU CADASTRO! Mudou de telefone ou endereço? Atualize seu cadastro na ASFF e esteja sempre por dentro das notícias e novidades da ASFF. A atualização pode ser feita através dos ramais 1512, 1516 ou pelo WhatsApp (17) 99631-3380.

CLUBE X PANDEMIA

RETOMADA DAS ATIVIDADES

SETEMBRO

LISTA DE CONVÊNIOS

Para consultar a lista de convênios ASFF completa, basta acessar o link. Clique aqui! Acredite, você pode tudo! Se nada mudar, invente, e quando mudar, entenda. Se ficar difícil, enfrente, e quando ficar fácil, agradeça. Se a tristeza rondar, alegre-se, e quando ficar alegre, contagie. E quando recomeçar, acredite. Você pode tudo!

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades! (17) 99631-3380

@asffoficial asff.funfarmeefamerp Funfarme Notícias - Setembro 2020 19


NHE

Seis meses da Covid-19 na Funfarme

No dia 11 de março de 2020 a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a Covid-19 como uma pandemia. Seis meses depois, o Brasil se tornou o terceiro país do mundo em número de casos e o segundo em número de óbitos. No Brasil, no período de fevereiro a setembro, foram registrados 4.810.935 casos confirmados e 143.952 óbitos, com uma taxa de letalidade de 3,0%. Abaixo figura com a distribuição dos casos novos por data de notificação no Brasil.

Tabela 1. Doenças e Agravos de Notificação Compulsória, notificados na Funfarme no ano de 2019 e janeiro a setembro de 2020 DNC Doenças compulsórias

janeiro a setembro de 2020

2019 not

conf

not

conf

Gráfico 1: Casos novos de Covid-19 por data de notificação 70.000 60.000

Casos novos

50.000 40.000 30.000 20.000 10.000

Data de notificação

No mesmo período no estado de São Paulo, são 985.628 casos e 35.622 óbitos e em São José do Rio Preto foram registrados 22.242 casos confirmados residentes do município e 604 óbitos. No HB e HCM, referência para o atendimento da região, foram notificados 4.839 casos confirmados com a Covid-19, destes 2.929 casos leves, 1.910 casos graves e 430 evoluíram para óbito.

Notificação compulsória A notificação é obrigatória e imediata para todos os profissionais e serviços de saúde que atendem casos suspeitos de Síndrome Gripal (SG) ou de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A partir da identificação de casos suspeitos de SG ou SRAG nos diversos setores da Funfarme o NHE notifica em tempo oportuno, em até 24h, todos os casos leves de SG no ESUS-VE e os todos os casos hospitalizados e óbitos de SRAG no SIVEP-Gripe, que são sistemas de informação do Ministério da Saúde (MS) para notificação dos casos. Esta notificação é imprescindível para monitoramento e análise da situação epidemiológica da transmissão do novo coronavírus. O registro nestes sistemas permite que o município de origem identifique os casos e execute as medidas locais de rastreamento e monitoramento dos contatos próximos, bem como as demais medidas de prevenção e controle da Covid-19. Esta estratégia é preconizada pelo MS em todo território nacional e as recomendações constam no Guia de Vigilância Epidemiológica Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional pela Doença pelo Coronavírus 2019 (última atualização em 05/08/2020).

Agravos compulsórios

not

conf

not

conf

Gráfico 2: Distribuição dos casos confirmados com a COVID-19 notificados na Funfarme, por mês de notificação, de março a setembro 2020 Fonte: SINANnet-SINANweb-FIN-FII-NHE/FUNFARME Dados provisórios, investigações em andamento, levantamento até dia 01/10/2020 *Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG): confirmados por Influenza, COVID-19 e outros vírus respiratórios

Referência: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de Vigilância em Saúde - Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional pela Doença pelo Coronavírus 2019. Brasília : Ministério da Saúde, 2020. 58 p. : il. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/af_gvs_coronavirus_6ago20_ajustes-finais-2.pdf

20 Funfarme Notícias - Setembro 2020

Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE O NHEFUNFARME - Ramal 1380. Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. www.hospitaldebase.com.br/nhe À noite, nos finais de semana e feriados, no ramal do NHE ou no telefone do Grupo de Vigilância Epidemiológica – GVE XXIX (17) 3227-8814

Profile for Funfarme - Hospital de Base

Revista Funfarme - Setembro 2020  

Revista Funfarme - Setembro 2020  

Profile for funfarme
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded