__MAIN_TEXT__

Page 1

Ano XV / Nº 196 - Julho - 2018

A partir da esquerda, Robson de Pádua, superintendente financeiro da Funfarme e coordenador da Captação de Recursos, Dra. Amália Tieco, diretora administrativa do Hospital de Base, Paulo Emílio, organizador do Rio Preto Country Bulls, Dr. Jorge Fares, diretor executivo da Fundação, e Dr. José Luis Esteves, diretor adjunto de Administração da Famerp, durante a Quarta Solidária em prol do HB, na primeira noite do rodeio

HB tem a solidariedade de um dos maiores rodeios do Brasil Um dos três maiores eventos do gênero do Brasil, o Rio Preto Rodeo Country Bulls (RCB) promoveu ações de solidariedade em prol do Hospital de Base, que resultaram na arrecadação de 125 mil reais, quantia que será destinada às obras de reforma da Emergência. Páginas 4 e 5


Editorial

Solidariedade que nos emociona Todos nós sabemos que, para que o nosso complexo hospitalar continue oferecendo atendimento, serviços e infraestrutura que a população merece, é imprescindível que contemos com a solidariedade desta mesma comunidade. Felizmente, as comunidades dos municípios da nossa região entenderam logo esta necessidade, respondendo prontamente. Os eventos e iniciativas coletivas e até solitárias têm se multiplicado em prol de nossa fundação. Não há um fim de semana que não aconteça algum evento em cidade da região para arrecadar verba destinado à nossa instituição. A cada edição da Revista Funfarme, você lê as notícias de eventos a acontecer ou de representantes a visitar a Fundação para entregar o resultado de suas ações solidárias. Entre esses eventos, está o Rio Preto Rodeo Country Bulls, um dos três maiores rodeios do Brasil, que, numa parceria inédita em sua história, dedicou, pela primeira vez, a Quarta Solidária a uma só instituição, o Hospital de Base. Além disso, domingo, na última das quatro noites, houve o “Desafio do Bem”, quando voluntários “passaram o chapéu” nos camarotes e plateia para receber mais doações. A renda destas duas noites será investida na reforma da Emergência do HB, uma das maiores do interior paulista. Nesta edição da Revista, você fica sabendo também da história de um casal de Cardoso que, ao comemorar Bodas de Prata, não quis receber presentes. Pediu aos convidados para doarem litros de leite, depois entregues pelo casal à nossa instituição. Tanto carinho e solidariedade nos enche de alegria, orgulho de sermos colaboradores do complexo hospitalar Funfarme e aumenta nossa responsabilidade para que procuremos, diariamente, trabalhar para oferecer o melhor atendimento a estas comunidades. É uma relação de reciprocidade que só tende a crescer e se fortalecer. Para o bem de todos.

Diretoria da Funfarme

Funfarme

Visão Ser reconhecido como complexo hospitalar de assistência, ensino e pesquisa de excelência até 2021.

Missão

Valores

Transformar a saúde regional por meio da integração de assistência, ensino e pesquisa.

Humanismo, Responsabilidade Social e Ambiental, Meritocracia, Inovação, Integridade Absoluta, Qualidade e Segurança, Respeito.

Expediente Gestão 2017/2021 Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XV / Nº 196 - Julho - 2018 • Presidente dos Conselhos da Funfarme: Dr. Dulcimar Donizeti de Souza • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Vice-Diretor Administrativo do HB: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Diretor Clínico do HB: Dr. Alceu Gomes Chueire • Vice-Diretor Clínico do HB: Dr. Valdeci Hélio Floriano

2

Funfarme Notícias - Julho - 2018

• Diretora Técnica do HB: Dra. Maria Regina Pereira de Godoy • Diretor do Hemocentro Dr. Octávio Ricci Junior • Diretora Técnica do Hemocentro: Dra. Andreia Aparecida G. Guimarães • Diretor do Ambulatório: Dr. Eumildo Campos Júnior • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretor Técnico do Instituto do Câncer: Dr. Carlos Eduardo Miguel • Diretora Administrativa do HCM: Dra. Leila Neves Bastos Borim • Vice-Diretora Administrativa do HCM: Dra. Maria Lúcia Luiz Barcelos Veloso • Diretor Clínico do HCM:

Dr. Paulo Poiati Junior • Vice-Diretor Clínico do HCM: Dr. Wagner Vicensoto • Diretora Técnica do HCM: Dra. Fernanda Del Campo Braojos Braga • Vice-Diretor Técnico do HCM: Dr. Gustavo Henrique de Oliveira Produção Editorial: Intermídia Comunicação Empresarial Telefone: 17 3011-5435 Jornalista responsável: MTB 24.527 Jornalista: Fernanda Martinazzi Estagiários: Alexandre Souza e Felipe Santos Diagramação: Roger Goulart Impressão: Gráfica Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares


Excelência em Saúde

Candidato ao governo de SP visita HB e se impressiona com tamanho e estrutura

Diretores e lideranças da fundação acompanharam Skaf durante toda visita

O pré-candidato ao Governo do Estado de São Paulo pelo MDB, Paulo Skaf, visitou o Hospital de Base (HB), no dia 19 de julho. Com a presença de diretores da Funfarme, de políticos e lideranças da cidade, o pré-candidato conheceu a Emergência do SUS do HB, área que está em reforma para oferecer melhor atendimento aos usuários. A diretora administrativa do HB,

Dra. Amália Tieco, reforçou a importância do complexo para a região de Rio Preto e do Estado. “Atendemos a uma população de mais de 2 milhões de habitantes, oriundas de 102 municípios da região. Portanto, a colaboração do governo do Estado e das comunidades é fundamental para garantir a qualidade deste serviços que prestamos a todos os nossos pacientes”, disse Dra. Amália.

HB é referência internacional “Este complexo hospitalar é uma referência não só nacional, mas também internacional. A Funfarme/HB é um exemplo de boa gestão e de força na área da Saúde”, afirmou o pré-candidato. Os diretores falaram sobre os maiores desafios de se administrar um hospital do porte do HB. Além de elogios, Skaf colocou-se à disposição do hospital.

Deputado estadual Itamar Borges recebe título “Amigo do Bem” O deputado estadual Itamar Borges recebeu, no dia 26 de julho, o título de “Amigo do Bem”. A homenagem foi entregue pelas diretorias Executiva da Funfarme e Administrativa do HB, além de líderes da Captação de Recursos da Fundação. O título “Amigo do Bem” é a forma que as Diretorias da Fundação e suas Unidades encontraram de manifestar o reconhecimento pelas ações solidárias em prol da instituição, realizadas em 2017. Amigos e assessores do deputado Itamar Borges (verde) presenciam a entrega da placa oferecida pelas diretorias da Funfarme, HB e lideranças da instituição

Funfarme Notícias - Julho - 2018

3


Funfarme e a comunidade

Rodeio Country Bulls abre espaço para a solidariedade Pela primeira vez, um dos três maiores Rodeios do país e o maior da região de Rio Preto, o Rodeo Country Bulls (RCB), abriu espaço para ações em prol do Hospital de Base (HB). O evento, realizado entre 18 e 22 de julho, promoveu um dia de festa solidária para o HB, além de promover um leilão e o Desafio do Bem.

Diretores e lideranças da Funfarme, do HB e de outras Unidades da Fundação prestigiaram a primeira noite do rodeio e receberam seu organizador, Paulo Emílio, no camarote reservado à Fundação

Primeiro dia do RCB é sucesso com venda de 9 mil ingressos em prol do HB

Dr. Dulcimar Donizeti de Souza (camisa quadriculada), diretor da Famerp, também foi apreciar a festa do camarote da Captação de Recursos da Fundação

Ao final do evento, as lideranças foram ao camarim agradecer a principal atração da Quarta Solidária, a dupla César Menotti & Fabiano

4

Funfarme Notícias - Julho - 2018

Foi um sucesso a Quarta Solidária, realizada em 18 de julho, no primeiro dia do Rodeo Country Bulls, em prol do Hospital de Base. O recinto de exposições ficou lotado. Toda a renda da noite, angariada com a venda de 9 mil ingressos, será revertida ao hospital para que possa concluir as obras de reforma na Emergência do SUS. “Em nome dos quase 6.000 colaboradores da Funfarme, agradecemos aos moradores de Rio Preto e região que prestigiaram esta Quarta Solidária, assim como toda a organização do rodeio. Esta parceria solidária certamente irá continuar nos próximos anos para que possamos beneficiar cada vez mais as milhares de pessoas que, por ano, passam pela complexo hospitalar da Funfarme”, agradeceu Dra. Amália Tieco, diretora administrativa do HB.


Funfarme e a comunidade

Peão e touro tiram fôlego do público no RCB, mas quem brilha é a solidariedade Dia 22 de julho, último dia do RCB, aconteceu o Desafio do Bem. Na revanche contra o touro Não Me Rele, da companhia do empresário Paulo Emílio, desta vez, o peão Leandro Carvalho, de Icém, venceu ao conseguir permanecer os 8 segundos sobre o animal. No ano passado, Leandro perdeu o embate, não resistindo mais do que dois segundos sobre o touro. “Foi para lavar a alma”, desabafou Leandro após vencer. No entanto, o coração do público era todo solidariedade. Enquanto a platéia assistia o confronto, os voluntários do grupo Orgulho Caipira passavam o chapéu, recolhendo doações nas arquibancadas e camarotes. O valor total ainda será computado, mas o intuito é o de chegar aos 50 mil reais. Dr. Jorge Fares, diretor executivo Funfarme reiterou que a participação de todos “é fundamental para construir um hospital ainda melhor, inclusive para criar uma área específica para atender pacientes com câncer”.

Diretores da Fundação, do HB e lideranças ladeiam o pentacampeão mundial de futebol, Luizão (de rosa)

Leilão Outra ação solidária foi a realização de um leilão de camisetas autografadas dos quatro gigantes do futebol paulista, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Os uniformes foram obtidos pelo pentacampeão mundial, o ex-jogador Luizão, natural de Rubinéia, município da região. “Isso é muito pouco, creio. Mas faço de coração para ajudar o hospital que atende tantas pessoas que precisam em nossa região”, afirmou Luizão. Ao final das ações beneficentes para o HB, para fechar o RCB com chave de ouro, aconteceu o show do sertanejo Gusttavo Lima.

O peão Leandro Carvalho venceu a revanche contra o touro Não Me Rele no Desafio do Bem

A camiseta do Corinthians foi arrematada pela empresa Multi Elétrica por 3.330 reais e a do São Paulo para a Rodobens Negócios Imobiliários por 2.500 reais

Funfarme Notícias - Julho - 2018

5


Funfarme e a comunidade

Riolândia promove 2º Juninão Solidário e arrecada leite para a Fundação O Hospital de Base ganhou um “arraiá” todo para si. Pela segunda vez consecutiva, o Juninão de Riolândia foi em prol do HB. A 11ª edição aconteceu de 22 a 24 de junho, com shows de artistas locais e comida típica de festa junina. A entrada foi um litro de leite. O total arrecadado será doado a Fundação. O Juninão lotou a Praça Nossa Senhora de Aparecida

Primeira Costelada de Palmeira D’Oeste arrecada mais de 7.600 reais para o HB

O superintendente financeiro da Fundação, Robson de Pádua, e o diretor executivo da Funfarme, Dr. Jorge Fares, recebem a doação dos organizadores da festa

No dia 16 de julho, os organizadores da 1ª Costelada de Pameira D’Oeste em prol do Hospital de Base (HB) encontraram-se com diretores e lideranças da Fundação para entregar R$7.647 arrecadados na festa promovida, uma semana antes. O evento foi realizado pelo grupo da Associação de Voluntários do Bem (AVB,) que conta com 100 membros. Pelo menos 500 pessoas puderam se deliciar com a famosa costela bovina, preparada no fogo de chão. Representantes da Diretoria Administrativa do HB e do Setor de Captação de Recursos prestigiaram o evento.

Evento de Três Lagoas em prol do HB é sucesso A solidariedade ao complexo Funfarme atravessa fronteiras do Estado de São Paulo. Pela primeira vez uma cidade de outro Estado se mobiliza para ajudar a instituição. Moradores de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, realizaram, no dia 28 de julho, um show de música beneficente para o HB. O intuito da festa foi arrecadar dinheiro para a construção do Centro de Tratamento de Câncer no hospital. Ao todo, foram vendidos mais de 900 ingressos e estima-se que o objetivo de conseguir R$ 40 mil foi alcançado. “O evento superou nossas expectativas. Pensamos em fazer um evento novamente em 2019”, afirma Márcia Heiland, uma das organizadoras do evento. 6

Funfarme Notícias - Julho - 2018

Diretores e lideranças da Fundação com os organizadores da festa


Eventos solidários

Confira a agenda dos próximos eventos O mês de agosto está repleto de eventos em prol do HB. Fique por dentro da programação e participe! Para mais informações, favor entrar em contato com o setor de Captação de Recursos pelo ramal 1183 ou pelo nosso site.

1ª ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS DE RUBINÉIA E REGIÃO Início: 10 de julho - Término: 10 de setembro Local: Cidades de Rubinéia e Santa Clara d´Oeste Alimentos para doar: não perecíveis Informações: Sérgio Barbosa – Cel: (17) 99603-9554

COSTELADA SOLIDÁRIA EM BADY BASSIT

Início: 11 de agosto Local: Sítio Teodoro, cidade de Bady Bassit Horário: 12:30 horas Entrada: R$ 120,00 – Open Bar (chopp Brahma e Caipirinha) e Open Food

9ª ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS DE MIRASSOL E REGIÃO Início: 01 de julho - Término: 15 de Agosto Local: cidades de Araçatuba, Bálsamo, Jaci, José Bonifácio, Mirassol, Monte Aprazível e São José do Rio Preto. Alimentos para doar: óleo, leite, bolachas de água e sal e bolachas de maisena Informações: Comitiva União de Mirassol com Marrom – Cel: (17) 99633-0198

2º LEILÃO E ALMOÇO DE UCHOA

Início: 19 de agosto Local: Salão Santo Expedito – cidade de Uchoa Horário: 11 horas Entrada: R$ 20,00 Informações: Amigos Uchoense do HB – Cel: (17) 3826-9500

9º DESFILE CÍVICO COM ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS DE BADY BASSIT Início: 15 de agosto - Término: 14 de setembro Local: escolas da cidade de Bady Bassit Doações: óleo, açúcar e leite integral Informações: Prefeitura e Câmara de Bady Bassit – Cel: (17) 3818-5100

Vem aí outros eventos... Aguarde! DESAFIO DO BEM

Início: 15 de setembro Local: cidade de Bady Bassit

LEILÃO REGIONAL DE JALES 1º LEILÃO E BAR DE TANABI Início: 16 de setembro Local: cidade de Jales e região Início: 19 de agosto Local: Salão de Festas da Apae, cidade de Tanabi Horário: 10 horas Entrada: gratuita Informações: Marcos Paulo – Cel: (17) 99112-4577

Funfarme Notícias - Julho - 2018

7


Funfarme e a comunidade

Casal comemora Bodas de Prata com doação de leite ao HB

O casal Mary e Marcos, com as colaboradoras do Serviço de Nutrição e Dietética Marielle Tavares e Aparecida Amorim (à esquerda) e pelos colaboradores da Captação de Recursos Kátia e Rafael (à direita)

Numa bela demonstração de altruísmo e do quanto moradores da região reconhecem os serviços do Hospital de Base, o casal Marcos e Mary Guimarães, da cidade de Cardoso, surpreendeu familiares e amigos ao pedir, em comemoração a suas Bodas de Prata, não presentes, mas litros de leite. Os mais de 800 litros arrecadados na festa de 25 anos de casados já tinham destino certo: o HB. No dia 24 de julho, Marcos e Mary entregaram ao HB o leite, forma de agradecimento pelo tratamento que Marcos recebeu do hospital há dois anos e que salvou sua vida. “Eu tive um problema seríssimo de saúde. Quando fui internado, pesava 35 quilos. Sentia fortes dores abdominais e não conseguia comer. Fiquei 90 dias internado em UTI e Enfermaria até ser diagnosticado com Doença de Chron, uma inflamação crônica

800 8

no sistema digestivo. Quase morri, não fosse o tratamento que recebi no HB”, conta Marcos. Mary acrescentou, emocionada: “Lembro-me de quando ele estava no isolamento, se recuperando, com fome e se alimentando por sonda ainda. A copeira passava para deixar minha comida e ele sempre me pedia. Especialmente o leite. Foram momentos difíceis e esta doação não chega nem perto da retribuição em comparação ao que o Hospital de Base fez pelo meu marido”, agradece Mary. O leite beneficia não só os pacientes do HB, mas de todo o complexo Funfarme. “Abastecerão a Fundação por um mês e meio. O leite é principalmente usado em algumas dietas especiais, então beneficiará muitos pacientes”, explica Aparecida Donizeti da Silva Amorim, responsável pela Cozinha da instituição.

litros de leite foram doados pelos convidados da Bodas de Mary e Marcos

Funfarme Notícias - Julho - 2018

Estacionamento doa roupas à Avohb Donos do estacionamento Farroupilha, próximo do HB, tiveram, em julho, um gesto de solidariedade para com o complexo Funfarme. Após realizar uma campanha de arrecadação de roupas, eles as doaram à Associação dos Voluntários do Hospital de Base (Avohb), que distribuirá as peças aos pacientes internados.

Colaborador Mauro Sérgio Balduino, da Captação de Recursos, entrega as doações aos voluntários da AVOHB


Aprimoramento profissional

3º Encontro Internacional sobre doenças cardíacas infantis tem infecção como foco Médicos e demais profissionais de Saúde do Hospital da Criança e Maternidade (HCM), de Rio Preto, e norte-americanos da Mayo Clinic e Children’s Hospitals and Clinics of Minnesota participaram do 3º Meeting do Children’s HeartLink International, no dia 29 de junho. O principal objetivo do evento foi atualizar o conhecimento e promover a troca de experiências das equipes multidisciplinares do HCM, das instituições americanas e da região participantes que tratam de crianças portadoras de cardiopatias congênitas, com ênfase para as medidas de prevenção de infecção antes, durante e depois da cirurgia. O evento foi aberto pelo chefe do Serviço de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Pediátrica (SECCAP), Dr. Ulisses Croti. “Este é o nosso 3º Encontro e fico feliz em ver profissionais de vários lugares do país. Sou grato pelo esforço e empenho de toda equipe do SECCAP e aos médicos do programa Children’s Heartlink por essa parceria”, afirmou Dr. Ulisses. O SECCAP da Funfarme/HCM é referência nacional no tratamento de crianças que nascem com problemas no coração, sendo um dos dois únicos hospitais brasileiros a ter este intercâmbio internacional, há 10 anos, com os hospitais norte-americanos, por meio

Lideranças dos Estados Unidos, do HCM e da Funfarme descerram placa que homenageia os 10 anos de parceria entre as instituições brasileira e americana

“O Serviço de Cardiologia do HCM foi crescendo e hoje é uma referência não só na cidade, mas no Estado e em todo o Brasil. Eventos como este são fundamentais para disseminar o conhecimento não só em nossas instituições como para a região e com repercussão até no país." Dr. Dulcimar Donizeti, presidente do Conselho da Funfarme e diretor da Famerp

da Fundação Children’s HeartLink. A outra instituição é o Hospital Messejana, de Fortaleza. O Meeting teve aulas da equipe americana e a realização de cirurgia reunindo profissionais do HCM, da

Mayo Clinic e do Children’s Hospitals and Clinics, ao mesmo tempo em que comentavam os procedimentos e esclareciam dúvidas dos participantes do Encontro, que assistiram no anfiteatro, via circuito interno de vídeo.

HCM é referência nacional O HB/HCM já realizou mais de 4 mil cirurgias cardíacas em crianças e aumentou em 75% o número de cirurgias, passando da média de 170 para 300 por ano, atendendo crianças de todo o Brasil. Mesmo com este aumento expressivo, o Serviço vem conseguindo melhorar os resultados dos tratamentos e reduziu pela metade o índice de infecção nos pacientes. “Isso é muito significativo e importante, considerando que tratamos de crianças muito debilitadas e, portanto, sujeitas a infecções”, diz o cirurgião cardíaco, Ullises Croti. O encontro teve cirurgia transmitida ao vivo para o público no anfiteatro, na qual os participantes puderam tirar suas dúvidas durante a operação

Funfarme Notícias - Julho - 2018

9


Formação profissional

Estrangeiros fazem intercâmbio no HB Nos últimos meses, sobretudo este ano, línguas do mundo todo têm sido ouvidas pelos corredores e diversos setores da Funfarme, mais um reflexo do quando a instituição se firma como referência em Saúde não só para o Brasil, como para o planeta. Os idiomas são dos estudantes de medicina que, em número cada vez maior, vêm para o complexo hospitalar para aprender com os profissionais da Fundação. Eles chegam por meio do Intercâmbio Clínico-Cirúrgico e de Pesquisa da IFMSA (Federação Internacional das Associações de Estudantes de Medicina), do qual a Famerp/Funfarme é uma das 136 faculdades brasileiras associadas. No mundo, este intercâmbio reúne hospitais de mais de 130 países, possibilitando que seus estudantes permaneçam por um mês na instituição. Este ano, o complexo Funfarme irá receber 16 intercambistas, provenientes do Colômbia, Egito, Finlândia, Itália, Inglaterra, Peru e República Tcheca. “Em contrapartida, 16 alunos da Famerp irão para o exterior aprender e trocar experiências com profissionais de hospitais de vários continentes”, ressalta Tiago Novaes Pereira, aluno do 2º ano, um dos cerca de 40 estudantes da faculdade envolvidos na gestão do IFMSA Brazil. Somente em julho, estudantes da Famerp/Funfarme estavam espalhados pela Alemanha, Grécia, Polônia, Indonésia, Portugal e Espanha. Em contrapartida, no mesmo mês, o HB recebeu um aluno da República Tcheca, no Serviço de Radiologia, uma da Eslovênia e outra da Finlândia, no Serviço de Transplante de Fígado. Para o diretor executivo da Funfarme, Dr. Jorge Fares, a presença cada vez maior de futuros médicos de outras nações é importantíssimo para uma instituição assistencial, de ensino e pesquisa referência como a Fundação. “Eles não só aprendem conosco, mas também trazem conhecimento e experiências da medicina de seus países, assim como a cultura e hábitos de seus povos. Estes jovens oxigenam a nossa instituição”, afirma Dr. Jorge Fares.

10 Funfarme Notícias - Julho - 2018

As intercambiárias Katja, da Eslovênia (à esquerda), e Riikka, da Finlândia (ao centro), com alguns profissionais do Serviço de Transplante de Fígado

Prática médica e humanização impressionam intercambiárias Durante todo o mês de julho, o ritmo intenso do Serviço de Transplante de Fígado do HB foi vivido pelas intercambiárias Katja Kitek, da Eslovênia, e Riikka Henttune, da Finlândia. Estes breves 30 dias foram suficientes para elas acompanharem quatro transplantes, além das dezenas de visitas aos pacientes, consultas no ambulatório de especialidades e reuniões da equipe multiprofissional, entre muitas outras atividades. Aluna do segundo ano do Curso de Medicina da Universidade de Tampere, a finlandesa Riikka disse que lhe chamou a atenção a intensa atividade prática que passam os residentes do HB. “Em meu país, o contato com os pacientes ocorre só após o sexto ano. Aqui, os alunos logo no primeiro ano já estão no dia a dia do hospital, o que é muito importante para a formação”, disse a intercambiária. A humanização do atendimento foi outro aspecto a destacar pelas

duas futuras médicas. Estudante do quarto ano do curso de medicina da Universidade de Ljubljana, a eslovena Katja confessou estar impressionada com o tempo dedicado ao paciente. “Em meu país, ficamos, no máximo, 15 minutos com cada paciente. Aqui, o relacionamento entre profissionais e os pacientes é mais caloroso, típico de vocês, brasileiros”, revelou Katja. Para a equipe do Serviço de Transplante de Fígado, o Intercâmbio é muito bem-vindo, tanto que o setor já recebeu recentemente, além de Riikka e Katja, ingleses e africanos. Em agosto, chegam dois egípcios. “A Funfarme é um dos maiores complexos hospitalares do Brasil, com grande potencial para preparar não só futuros médicos brasileiros, mas de todo o mundo. O retorno superpositivo que recebemos destes jovens só confirma esta nossa condição de centro de excelência”, afirmou Dr. Renato Silva, chefe do Serviço.


Formação profissional

Alunos da Famerp ganham o mundo para viverem a experiência única do intercâmbio Anne Loureiro Kisukuri – 4º ano Departamento de Clínica Médica Hospital Santa Maria, Lisboa Portugal

“Fazer um intercâmbio é uma experiência Anne, com dois intercambistas única, na qual você se constroi e desconstroi, aprende, reaprende. Recomendo à todos a experiência de adentrar uma cultura difetente! O sistema de saúde português é similar ao brasileiro, o que me deixou ainda mais curiosa para conhecer como ele funcionava.”

Laurie Sayuri Kumano – 3º ano Departamento de Cirurgia Geral The Medical University of Bialystok, Bialystok – Polônia

“Acompanhei desde Laurie, na cidade polonesa de Bialystok procedimentos mais simples como de inserção de cateter venoso central e cirurgias de rotina como de hérnia inata a outras mais complexas, urológicas e dermatológicas. Conviver com colegas da Indonésia, Omã, Espanha e Macedônia permitiu grande troca cultural, ampliando minha visão de mundo.”

Joana Laura Aihara Barbosa 4º ano Departamento de Dermatologia Hospital La Princesa, Madri Espanha

Lorena Lara 2º ano Departamento de Anatomia University Complutense of Madri, Madri Espanha

“Poder compreender o Joana (óculos escuros), com seus colegas sistema de saúde da Eslovênia, Grécia e Espanha de outro país, vivenciar a prática médica da especialidade e a cirurgia dermatológica foram experiências únicas. Além dos estágios, todos os dias discutimos com a equipe casos de doenças cutâneas e os diagnósticos. A atenção da equipe foi ímpar. Inesquecível.”

“O intercâmbio de pesquisa Lorena, no hospital de Madri é uma das melhores experiências que já vivi. Tive contato com a educação médica, com a metodologia de ensino, uma linha de pesquisa de anatomia clínica e com o sistema de saúde espanhol. Aprendi métodos de dissecação e acompanhei os residentes e médicos da Otorrinolaringologia.”

Lorenzo Sartoreli 3º ano Departamento de Cirurgia Cardiotorácica General University Hospital of Larissa, Larissa – Grécia

“Neste estágio Lorenzo, com médico do hospital grego em cirurgia cardiotorácica, apesar do desafio do idioma diferente, pude colocar em prática alguns conceitos que já aprendi na minha graduação, o que me ajudou muito a fixá-los. O intercâmbio possibilitou entender melhor como funciona outros sistemas de saúde e compará-los ao SUS.”

Sabine Piller Telles 4º ano de medicina Departamento de Cirurgia Vascular Universitaetsklinikum Koeln, Colônia - Alemanha

“Sempre com um sorriso e um Sabine (centro), com colegas alemãs "morgen" (bom dia), a equipe médica e as outras alunas estavam sempre dispostos a traduzir e explicar as discussões. Eles me mostraram que a medicina é uma língua universal, embasada pela empatia, respeito e amor ao próximo. Levo a certeza de que somos muito mais livres e independentes do que imaginamos.”

Funfarme Notícias - Julho - 2018 11


Lucy Montoro

Mutirão do Lucy Montoro entrega 400 órteses e próteses para pacientes da região O Lucy Montoro promoveu no mês de junho, um mutirão para agilizar a entrega de cadeiras de rodas, órteses e próteses para pacientes das 200 cidades da região, atendidas pela rede. Com esta ação, todos que necessitam de manutenção ou substituição dos equipamentos passaram por novas avaliações antes de recebê-los. A força-tarefa dos profissionais do Lucy para atender a toda demanda foi até o mês de julho, entregando cerca de 400 equipamentos ao final. “O Lucy Montoro realiza este mutirão para atender a todos aqueles que já fizeram tratamento de reabilitação, não necessariamente no Instituto, mas também nos municípios da região. A intenção é de tentar aliviar a espera destas pessoas por itens mais novos”, afirmou Dra. Regina Chueire, diretora do Lucy. Morador de Rio Preto, Gregório Lopes sofreu um acidente de trânsito e precisou de uma prótese na perna esquerda, que usa há 12 anos. Precisou fazer a substituição e, para ele, o mutirão foi muito importante. Após se acidentar, Gregório decidiu não ficar parado e começou a praticar exercício físico, natação e atletismo. Hoje, ele treina para competir profissionalmente e faz parte da associação Clube Amigo dos Deficientes (CAD), que através do esporte adaptado e de atividades sociais, possibilita a reabilitação física, psicológica e social da Pessoa com Deficiência.

As equipes do Lucy destacaram a ação com faixa; o intuito era o de chamar a atenção dos participantes e da população

“Eu não teria condições de comprar uma peça nova porque é muito cara. Graças a esta ação do Lucy, a gente tem acesso a um equipamento melhor, podendo fazer não só a manutenção, como também a troca. Agradeço muito a todos!” Gregório Lopes, um dos beneficiados pelo mutirão O paciente Gregório precisou substituir sua prótese na perna após 12 anos de uso

Diferença entre órtese e prótese Órteses: são dispositivos utilizados com a finalidade de melhorar a capacidade funcional do indivíduo, alinhando, prevenindo e até corrigindo deformidades das partes móveis do corpo. São exemplos de órteses: Palmilha ortopédica, joelheiras, óculos, entre outros.

12 Funfarme Notícias - Julho - 2018

Próteses: são componentes artificiais que tem por finalidade substituir funções de indivíduos com sequelas por amputações, traumas ou deficiências físicas de nascença. São exemplos de próteses: Próteses para membros: braços, mãos, pernas, entre outros.


Funfarme e a comunidade

Mutirão antecipa cirurgias de tumor na pele Para beneficiar os cerca de 400 pacientes do SUS que aguardam para realizar cirurgia para extração de tumor na pele, o HB realizou, dia 21 de julho, o 1º Mutirão de Cirurgia Oncodermatológica. Em cinco horas, 20 pacientes de cidades da região Noroeste do Estado foram operados por sete médicos do Serviço de Dermatologia do HB. “Pretendemos realizar um mutirão como este por mês para agilizar o atendimento da população. Ao propor à equipe do Serviço, todos aceitaram em se mobilizarem para beneficiar nossos pacientes”, disse o médico dermatologista Carlos Roberto Antonio, coordenador do mutirão. Além dos sete médicos, outros 12 colaboradores do HB, entre técnicos de enfermagem, secretárias, seguranças e profissionais da limpeza, dedicaram-se à ação neste sábado. Segundo Dr. Carlos Roberto Antonio, os 20 pacientes foram escolhidos

Alguns dos 12 profissionais do Hospital de Base que atuaram no mutirão

de forma criteriosa. A auxiliar de escritório Roseli Zagolin, moradora de Jales, surpreendeu-se com o agendamento da cirurgia, pois havia se consultado no ambulatório do HB na última terça-feira. “Venho tratando há muito

tempo de pintas na mão, mas o médico diagnosticou uma mancha no meu nariz como um tumor. Fiquei preocupada, mas, ao mesmo tempo, aliviada por saber que seria operada logo”, disse Roseli.

Colaboradores dão show de solidariedade Sidney da Silva, um jovem de 24 anos, é colaborador do Lucy Montoro há menos de um ano e foi surpreendido pelos seus colegas de profissão em uma grande mobilização solidária. Sidney descobriu que sua esposa Jennifer estava grávida de gêmeas. Foi uma grande surpresa

para o casal, porém, a gravidez era de risco. Como se não bastasse este susto, Sidney passou por outro fato desagradável: seu carro roubado, não tinha seguro, e a compra foi por meio de financiamento, dificultando ainda mais a situação do casal. Preocupadas com o drama de

Sidney (de azul) e a esposa Jennifer (vestido) receberam ajuda dos colaboradores do Lucy

Sidney, a enfermeira Fernanda Palma Perez Fachini e a assistente social Carla Cristina Rosa mobilizaram os colaboradores do Instituto Lucy Montoro para fazer 350 pizzas e vender para destinar o dinheiro ao colega. A ação de solidariedade rendeu 8 mil reais. “Sempre participei intensamente de atividades sociais, organizando bingos, rifas e outras iniciativas. Gosto de ajudar, independentemente de conhecer ou não os beneficiados”, disse Fernanda. Com o dinheiro, Sidney adquiriu um consórcio, deu um lance e – finalmente, sorte! – foi contemplado, podendo comprar o carro tão útil para oferecer conforto à esposa grávida das gêmeas Melissa e Manuela. O belo ato dos colegas do Lucy Montoro resultou não só em importante ajuda financeira, mas sobretudo devolveu a paz ao casal. “Antes eu tomava remédios para controlar a ansiedade, mas hoje já estou bem. Sou muito grato por todos que me ajudaram. Não sei nem como reagir. Se eu disser ‘obrigado’ ainda será muito pouco pelo que eles fizeram por mim”, diz Sidney, emocionado.

Funfarme Notícias - Julho - 2018 13


Funfarme e a comunidade

Paciente internada no hospital corta os cabelos para doar A adolescente Patrícia Lazarini ficou comovida ao presenciar a entrega de uma peruca a uma paciente em tratamento contra o câncer, no HCM. Esse gesto de generosidade floresceu na adolescente de 15 anos o desejo de doar os cabelos e ajudar a quem precisa. Patrícia conhece bem o ambiente hospitalar já que, desde os seis meses de vida, faz tratamento de reabilitação física e acompanhamento psicológico no complexo devido à uma doença pulmonar. Durante uma internação, em julho, por complicações de sua doença, a equipe que acompanha a adolescente entrou em contato com a Associação dos Voluntários do Hospital de Base (AVOHB) e contou o desejo de Patrícia. Então, a cabeleireira Maria de Fátima, uma das voluntárias da Associação, foi a responsável por mudar

Patrícia, acompanhada da equipe multiprofissional que cuida dela, mostra orgulhosa seu cabelo

o visual da jovem, que com tão pouca idade já exerce o espírito de solidariedade. “Essa doença me fez dar mais va-

lor à vida. Talvez se eu não tivesse debilitada, não daria tanto valor à vida como dou hoje”, conclui Patrícia emocionada.

Ciclistas de Bálsamo se unem para doar sangue ao Hemocentro Ciclistas de Bálsamo se reuniram para doar sangue no Hemocentro, na primeira semana de julho. A ação foi organizada pela ONG Anjo Sem Asas e pelo grupo de ciclismo Pedala Bálsamo, que criaram a campanha “Pedalada Pela Vida” após receberem ligações de pacientes que precisavam de doações. A fundadora da ONG, Leticia Fio-

rentino, descobriu que o estoque de sangue de Rio Preto estava baixo. “Percebemos que o Hemocentro estava com poucas bolsas de sangue e que várias pessoas estavam precisando. Mobilizamos cerca de 250 ciclistas, dos quais, 70 estavam em condições de doar”, disse Leticia. As 70 bolsas de sangue podem salvar cerca de 280 vidas. “Esta

Ciclistas de Bálsamo durante a doação ao Hemocentro

14 Funfarme Notícias - Julho - 2018

ação foi muito boa ao Hemocentro e muito bem organizada. Atividades com esta incentivam pessoas a doarem sangue e a se cadastrarem no banco de medula óssea. E o resultado desta corrente é bem nítido, pois já estamos recebendo doações em nome do movimento”, afirmou a supervisora de enfermagem Mariana Coltro.

Os ciclistas vieram de Bálsamo até Rio Preto pedalando


Acreditação ONA

Equipe do Controle de Infecção Hospitalar homenageia profissionais da Unidade de Pós-Operatório Imediato

Equipe dos profissionais multidisciplinares e da saúde dos turnos da manhã e tarde

A equipe do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HB ficou impressionada com o trabalho dos profissionais da saúde da Unidade de Pós-Operatório Imediato (POI) que, devido ao esforço e empenho de todos, foi possível dar alta a uma paciente, depois de 35 dias internada na Unidade, sem nenhuma complicação, mesmo tendo passado boa parte desse tempo sedada e sob ventilação mecânica. Nessas condições graves de saúde em que a paciente foi internada após cirurgia para corrigir um derrame na aorta, em ambiente hospitalar e poderia adquirir infecções ou desenvolver feridas por permanecer muito tempo em uma mesma posição, além de outros problemas. “Isso demonstra o comprometimento das equipes com a segurança do paciente. Esta senhora, de 69 anos, foi para o quarto sem ter desenvolvido infecção ou feridas por pressão. Portanto, em nome de todos do SCIH, parabenizamos a todos os turnos da POI, que se dedicaram e conseguiram este resultado”, parabeniza a coordenadora do SCIH, Dra. Luciana Jorge.

Equipe dos profissionais de enfermagem do plantão noturno (dias ímpares)

Equipe dos profissionais de enfermagem do plantão noturno (dias pares) Funfarme Notícias - Julho - 2018 15


Cultura

Biblioteca

A união faz a leitura A história de oito colaboradoras da Funfarme (quadro abaixo) é exemplo de que não há limite no amor pela leitura. Fãs da série literária Rosemary Beach, elas descobriram, desconsoladas, que a Biblioteca do HB ainda não dispunha de todos os 14 volumes da coleção. Após lerem os últimos livros da coletânea, elas tiveram a ideia de fazer um rateio para comprar os exemplares que faltavam. “Quando recebi estes romances, eu já sabia que elas ‘devorariam’ os livros. Depois que todas terminaram a leitura, decidimos juntar certa quantia de dinheiro para comprar as obras faltantes. A ideia foi maravilhosa! Agora, nós estamos com a série completa”, afirmou a auxiliar administrativa Jaqueline Batista da Silva.

Cilene, Andreia, Marli e Aparecida, com Jaqueline (em pé), da Biblioteca

Colaboradoras que compraram os livros Adevania Caro (Lavanderia)

Gislaine Ap. Lopes Cardoso (PABX)

Andreia Bueno (Medicina do Trabalho)

Jaine Padilla (Lucy Montoro)

Aparecida Queiroz (C. C. Convênio)

Jaqueline Batista (Biblioteca)

Cilene Siqueira (Qualidade de vida)

Marli Carvalho (Faturamento)

Eliane Troncoso (Fisioterapia)

Agradecimentos Reconhecimento à qualidade do profissional da Funfarme Quero agradecer a todos que de alguma forma colaboraram para a minha melhora, à equipe Médica e de Enfermagem que dedicaram o seu tempo para me atenderem de forma perfeita, vocês são nota dez! Obrigado! Paciente Ademir Gonçalves da Cruz

Quero agradecer à toda equipe da Emergência, pelo carinho e dedicação com que esses funcionários tem para com todos os pacientes e acompanhantes. A alegria que eles transmitem quando atendem, mostra o amor pela profissão e precisamos de mais pessoas que amem seu trabalho, pois isso ainda falta. Roberta (acompanhante paciente Madalena Bernadete Xavier)

Quero agradecer a todos da equipe de Neurocirurgia e da equipe de Neurologia. Todos são excelentes profissionais que merecem ser reconhecidos pelo que fazem. Agradeço especialmente a equipe de Enfermagem que com grande dedicação cuidaram de tudo. Obrigado!

Quero agradecer toda à equipe Médica pelo atendimento feito com excelência. À equipe de Enfermagem do 6° andar que está com o padrão de atendimento espetacular e também à equipe da Limpeza. Estão todos de parabéns!

Paciente David Emanuel Stefen

Bete (filha da paciente Ermelita Abelama)

Agradeço a ajuda, solidariedade e todo o bom humor dos funcionários deste hospital, todos sempre gentis e solícitos. Muitos aqui nos transmitem boas energias em momentos tão complicados e isso com certeza ajuda muito na recuperação. Agradeço em especial à equipe da Clínica Médica e à equipe de Enfermagem. Agradeço também à equipe do SAC que foi ótima. Muito obrigada!!

Parabenizo à equipe do SAC, pois são muito solícitos as minhas observações junto a este hospital. A equipe nos dá o feedback com sabedoria, nos vendo como parceiro fazendo com que o hospital seja referência em nossa região e país. Que Deus continue dando sabedoria as pessoas que estão na administração deste Grande Hospital. Trabalhar com prazer, transparência e amor faz a grande diferença para todos. Sucesso para todos!

Jessica Aparecida Gonçalves da Silva (acompanhante da paciente Maria Gazoni Arone)

16 Funfarme Notícias - Julho - 2018

Paciente Paulo César e Sonali Calestine


Recursos Humanos

Perfil Profissional

Da rígida vida militar à solidária vida da Enfermagem Silvio nunca pensou trabalhar na área da saúde... Seu sonho era ser militar! Trabalhou na área por 3 anos, mas, por motivos pessoais acabou desistindo da carreira. Nascido em Paulo de Faria, veio para São José do Rio Preto e começou a trabalhar na Santa Casa como porteiro e novos sonhos cresceram nesta fase. Um dia resolveu participar de um concurso de bolsas para o curso de Auxiliar de Enfermagem e ganhou. Com a formação concluída, participou de um processo com mais de 100 candidatos para apenas oito vagas no HB, conseguindo o emprego. Começou sua carreira profissional na ortopedia e, hoje, já conta com 20 anos de casa. Mesmo pensando em mudar de setor várias vezes, Sil-

vio nunca conseguiu deixar o posto e diz amar o que faz. “Desde que entrei aqui, o hospital evoluiu muito, muita coisa mudou... Mas o espírito da instituição é o mesmo, o HB é uma mãe, acolhe desde os pacientes até seus colaboradores. Tenho muito orgulho de trabalhar aqui.” O Auxiliar de Enfermagem diz que não se arrepende de ter abandonado o vida militar. “Tudo o que eu tenho hoje, eu consegui através da enfermagem... Quero me aposentar aqui”, afirma Silvio. Ao longo de sua trajetória profissional, sempre expondo sua paixão pela profissão, acabou induzindo sua esposa e filha a fazerem o curso e entrarem para essa profissão. Hoje elas também são colaboradoras aqui do hospital.

Silvio não se arrepende de ter deixado a vida miliar e seguida na assistência à saúde

Julho Verde orienta sobre Câncer de Cabeça e Pescoço Para celebrar o Dia Mundial de Conscientização e Combate contra o Câncer de Cabeça e Pescoço (27 de Julho), profissionais do Serviço de Fonoaudiologia e de Psicologia promoveram a campanha #JulhoVerde,

com o intuito de informar a população sobre a doença e orientar sobre prevenção, sinais e sintomas por meio de triagens vocais e, se necessário, a procura de um especialista para a realizar diagnóstico precoce.

Equipe multiprofissional de Fonoaudiologia e Psicologia

Alimente-se de forma saudável; Evite ingestão de álcool; Não fume e nem utilize nargilé ou incenso; Não faça sexo oral sem preservativo;

Faça visitas periódicas ao dentista; Realize higiene bucal e mantenha próteses bem ajustadas; Não morda lábios ou bochechas.

Daniel Kardec Alonso, aposentado,52 anos, foi abordado durante o evento e comentou: “além da orientação sobre a prevenção da doença, é importante ter grupos de apoio onde as pessoas diagnosticadas troquem informações e experiências umas com as outras”. Funfarme Notícias - Julho - 2018 17


ICA

O câncer de cabeça e pescoço é o 2º tipo mais comum entre os homens e o 5º entre as mulheres Os hábitos de fumar e o de ingerir bebidas alcoólicas são os principais envolvidos no desenvolvimento deste câncer. Outros fatores como: o Papiloma Vírus Humano (HPV), o vírus Epstein – Barr (EBV), a predisposição genética, o hábito alimentar e a exposição ocupacional também contribuem para o desenvolvimento da doença. O câncer de cabeça e pescoço pode ocorrer na pele, lábios, tireóide, cavidade oral, nasofaringe, orofaringe, hipofaringe, laringe, cavidade nasal, seios paranasais e glândulas salivares. Áreas que estão diretamente envolvidas nas funções da respiração, olfato, fala, deglutição, paladar e outros. Entre os anos de 2012 a 2016, a ocorrência de novos casos aconteceram em pacientes com idade entre 50 a 70 anos. A maioria dos pacientes chegou ao hospital sem diagnóstico ou sem tratamento e grande parte deles já tinham a doença em estágio avançado. Prevenção: A melhor maneira de se prevenir é evitar os hábitos de risco, em especial o tabagismo (cigar-

ro de palha, cigarro de papel), além de diminuir ou não ingerir bebidas alcoólicas (cerveja, pinga, whisky, etc). O diagnóstico nos estágios iniciais traz maiores chances de cura da doença, além de possibilitar um tratamento menos agressivo e com menos efeitos colaterais. Portanto, é importante fazer exames de rotina, se há casos na família ou hábitos de risco. Já os tumores de Cavidade Oral (boca e lábios) podem ser de fácil detecção pelo próprio paciente ou por Cirurgiões Dentistas por meio de feridas na boca que não cicatrizam. Os tumores de laringe, quando localizados nas “cordas vocais”, chamam a atenção através da alteração da voz, como a rouquidão, por exemplo. Tratamento: após o diagnóstico da doença, o médico discutirá com o paciente as opções de tratamento, que dependerão do tipo e estágio do tumor, localização, estado de saúde geral do paciente e os possíveis efeitos colaterais. Em geral os tratamentos mais utilizados são a cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia. O tratamento cirúrgico é

fundamental nos casos de tumores da cavidade oral. Consultas médicas e odontológicas de rotina são importantes aliadas na prevenção do câncer de cabeça e pescoço.

Celso faz tratamento no hospital para curar câncer Celso Favari Rodrigues, de 48 anos, é da cidade de Nova Canaã Paulista e foi diagnosticado com câncer nas cordas vocais. Há 3 meses faz tratamento no Hospital de Base e faz um alerta “se perceberem alguma coisa diferente procurem o médico o mais rápido possível. Quanto mais cedo for diagnosticada a doença, maiores as chances de cura.”

Número de casos registrados pelo Registro Hospitalar de Câncer (RHC) nos últimos 5 anos Total de casos:

16.046 em 72 hospitais do estado

Casos atendidos pelo HB:

945 806 casos 139 casos

18 Funfarme Notícias - Julho - 2018


Espaço ASFF

facebook.com/ asff.funfarmeefamerp

Escolinha de Futebol

(17) 99631-3380

@asffoficial

Convênio Imobiliária Rossi.

As aulas acontecem aos sábados, das 9h ao meio-dia. O custo é apenas do uniforme. O projeto da Escolinha tem o intuito de melhorar a saúde das crianças através da prática de atividades físicas, aju-

dá-las a terem responsabilidades e adquirir um bom relacionamento social através de novas amizades. Para mais informações entre em contato com o professor Sabá, no clube.

Fique por dentro: algumas doenças oculares que podem levar à cegueira Preservar a saúde dos nossos olhos é tão importante, pois é através da visão que temos acesso a maioria das informações sobre o mundo a nossa volta. Existem lesões e doenças que podem acometer nosso sistema visual e comprometer, por um determinado tempo ou de forma definitiva, nossa capacidade de se comunicar através da visão. Vejam algumas das doenças que podem levar à cegueira: - Catarata: é definida como qualquer opacificação do cristalino que possa atrapalhar a entrada de luz nos olhos, acarretando diminuição da visão. Inúmeros fatores de risco podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata, incluindo medicamentos

(esteroides), substâncias tóxicas (nicotina), doenças metabólicas (diabetes mellitus, galactosemia, hipocalcemia, hipertiroidismo, doenças renais), trauma, radiações - UV, Raio X e outras, doenças oculares (alta miopia, uveíte, pseudoexfoliação), cirurgia intraocular prévia (fístula antiglaucomatosa, vitrectomia posterior), infecção durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola) e fatores nutricionais (desnutrição). - Glaucoma: é uma doença ocular que provoca lesão no nervo óptico e campo visual, podendo levar à cegueira. Na maioria dos casos, vem acompanhado de pressão intraocular elevada, mas pode ocorrer glaucoma de “baixa pressão”. - Retinopatia Diabética: Existem

duas formas de retinopatia diabética: Exsudativa, quando as hemorragias e as gorduras afetam a mácula, que é necessária para a visão central e a Proliferativa, quando a doença dos vasos sanguíneos da retina progride, ocasionando a proliferação de novos vasos anormais chamados de “neovasos”. Em ambos os casos, pode levar a uma perda parcial ou total da visão.

Fabíola Regina Gabin Aranha

Lucia Helena Mendes

Dr. Emmanuel Antunes é o novo médico Oftalmologista conveniado com a ASFF e está dando descontos especiais para associados, cônjuges, filhos e pais, com atendimento no Mazzanino. Para agendamento, entre em contato pelo telefone (17) 41412986.

Associadas contempladas com o Kit Bebê A ASFF disponibiliza um Kit Bebê para todas as associadas ou esposas de associados. E neste mês de Julho tivemos duas contempladas.

Funfarme Notícias - Julho - 2018 19


NHE

Poliomielite: vacinar é proteger! A poliomielite ou “paralisia infantil” é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de instalação súbita de deficiência motora flácida, febre e mialgia. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principal característica a flacidez muscular, sensibilidade preservada e diminuição ou abolição dos reflexos no membro atingido. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus. A VACINAÇÃO É A ÚNICA FORMA DE PREVENÇÃO! Todas as crianças menores de cinco anos de idade devem ser vacinadas conforme es-

Tabela 1. Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificados na FUNFARME no período de Janeiro à Junho de 2018.

quema de vacinação de rotina e na campanha nacional anual. No Brasil, não há circulação de poliovírus selvagem desde 1989, em virtude do êxito da política de prevenção, vigilância e controle. Segundo Ministério da Saúde, atualmente a cobertura vacinal contra a poliomielite está abaixo da taxa recomendada em 312 municípios do território nacional. Em alguns municípios a cobertura está de 65%, sendo recomendada uma cobertura de pelo menos 95%. Com as baixas coberturas vacinais há perigo da reintrodução do vírus. Distribuição no Brasil e no Mundo A poliomielite é uma doença muito antiga, de distribuição mundial, até a década de 1980. Até a primeira metade da década de 1980, a poliomielite apresentou alta incidência no Brasil, contribuindo de forma significativa, para a elevada prevalência anual de sequelas físicas. A Poliomielite está controlada nos países desenvolvidos em virtude da vacinação, porém, ainda é presente em alguns países, principalmente na África e Ásia.

Série Histórica de Poliomelite no Brasil - 1968 - 1989

Fonte: SINANnet-SINANweb-FIN-FII-NHE/HB/HCM/FUNFARME *Dados provisórios, investigações em andamento, levantamento até dia 16/07/18 - Not.(notificados) Conf.(confirmados) - Dengue e influenza até 16/07/18

Fique alerta com o sarampo! No mês de julho, foram notificados dois casos suspeitos de sarampo na Funfarme. Após investigação foram descartados. Alguns estados brasileiros e países vizinhos estão registrando surtos da doença. A melhor forma de prevenir é a vacinação. Alertamos para a importância do profissional de saúde receber duas doses da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubeóla). Na população, pessoas a partir de 1 a 29 anos devem receber duas doses da vacina na vida; pessoas com 30 a 58 anos, uma dose.

Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME - Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837. Segunda a sexta-feira, das 08h00 às 17h00. À noite, nos finais de semana e feriados, no NHE ou no telefone do plantão do Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado de SP (17) 3227-8814. 20 Funfarme Notícias - Julho - 2018

Profile for Funfarme - Hospital de Base

Revista funfarme Julho 2018  

Revista funfarme Julho 2018  

Profile for funfarme
Advertisement