Page 1

Hospital institui Centro de Aperfeiçoamento com cursos para seus profissionais e de toda região

Ano X / Nº 137 Maio 2013

Página 04

EDUCASUS

É o novo canal de aprimoramento profissional que o HB oferece a seus funcionários Página 03


Editorial

Sumário

Iniciativas que disseminam o conhecimento

EDITORIAL

Acredito que um dos bens mais valiosos que possamos ter hoje, no século XXI, é o conhecimento. Mais do que em toda a história da humanidade. Afinal, neste mundo globalizado, em que não há mais fronteiras e todos têm acesso à informação – ao simples toque do dedo –, irá se destacar o indivíduo que detiver mais conhecimento, não só sobre sua atividade profissional, mas também sobre outras áreas, enfim, sobre o que acontece neste mundo, que ganha cada vez mais dimensão de uma aldeia. Cientes disso, a Diretoria e as lideranças da Funfarme/Hospital de Base elegeram como uma das prioridades da gestão anterior e da atual ampliar cada vez mais os canais de conhecimento e informação para que seus funcionários busquem o aprimoramento profissional. Esta edição da Revista do HB apresenta, nas páginas seguintes, várias iniciativas que têm este objetivo. Nosso hospital integra agora o EducaSUS, o Programa de Educação Continuada que integra 300 instituições do Estado e oferece cursos para nossos profissionais das áreas administrativa e da saúde. Veja que canal importante de aquisição de conhecimento! Além de termos acesso, sem precisar sair do nosso local de trabalho, à novidades em nossas áreas de atuação, o EducaSUS proporciona a integração dos profissionais destas centenas de instituições. Outro exemplo é o Centro de Aperfeiçoamento do HB que, sendo um dos principais hospitais escolas do Brasil, nada mais natural do que promover cursos de extensão para nossos funcionários e profissionais de toda a região. Na página 6, você constatará que a iniciativa é um sucesso. O filósofo e ensaísta inglês Francis Bacon, que viveu entre os séculos 16 e 17, cunhou uma frase bastante interessante: “O conhecimento é em si um poder.” Acho que devemos ler esta frase considerando o sentido positivo de “poder”, ou seja, que o acúmulo de conhecimento nos permite poder agir, realizar, fazer uma infinidade de coisas em nosso benefício e – o mais importante – da sociedade. Ao adquirirmos mais conhecimento, sem dúvida, nos tornamos seres humanos melhores, pois a nós foi dado este privilégio. Diretoria Funfarme/HB

n

Programa EducaSUS

03

n

HB cria Centro de Aperfeiçoamento

04

n

Treinamentos para a enfermagem

05

n

Dr. Baitello lidera Abramurgem

06

n

Visitas de chineses e americanos

06

n

Eleição da Coreme

07

n

Novo setor financeiro

07

n

Feira da Saúde

08

n

Novo Espaço do Funcionário

09

n

Mãos limpas salvam vidas

09

n

Dia das Mães

n

Integração de funcionários terceirizados

13

n

Reconhecimento a sentinelas

13

n

Sesmt propaga a direção defensiva

14

n

Cartas e Biblioteca

15

n

NHE – saiba mais sobre a Influenza

16

10 a 12

Expediente Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (FUNFARME) Ano X / Nº 137 - Maio - 2013 • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Horácio José Ramalho • Vice-Diretor Executivo Funfarme: Dr. José Luís E. Francisco • Coordenador de RH e DP: Dr. Paulo Nakaoski • Diretor Administrativo do HB: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Diretor Clínico: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Vice-Diretor Clínico: Dr. William José Duca • Diretor Técnico: Dr. Paulo Nogueira • Diretor do Hemocentro: Dr. Octávio Ricci Júnior • Diretor do Ambulatório: Dr. Aldenis Borim • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire Produção Editorial: Intermídia Publicações Telefone: 17 3353-2083 Jornalista responsável: MTB: 24.527 Estagiária: Daiane Oliveira Diagramação: Roger Goulart Impressão: Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares

02 Revista do HB - Maio - 2013


Gestão do HB

Programa EducaSUS oferece ao funcionário do HB conhecimento sobre sua atividade profissional E o que é melhor: de forma gratuita! O funcionário do Hospital de Base conta agora com mais um valioso e eficaz canal para ampliar o seu conhecimento e crescer profissionalmente. O HB integra agora o Programa de Educação Continuada, o EducaSUS, cujo objetivo é promover, através de atividades presenciais e à distância, educação continuada em todas as áreas das Ciências da Saúde. O EducaSUS reúne 300 instituições de saúde do Estado de São Paulo e permite que, através de teleconferência, os funcionários destas instituições troquem experiências. As participantes do programa representam 60% das instituições do Estado. “O EducaSUS é um canal importantíssimo para que o funcionário do Hospital de Base adquire mais conhecimento específico para sua atividade profissional. Queremos que todos participem”, convida Dr. Emerson Quintino, coordenador do EducaSUS e da Coreme. Os temas abordados nas teleconferências do EducaSUS têm como enfoques principais a gestão da saúde (adminstração e RH) e os processos e atividades de médicos, enfermeiros e demais profissionais da Saúde.

Veja como participar! Todos os funcionários do hospital têm acesso ao Projeto de Educação Continuada na Área da Saúde, através do Sistema de teleconfêrencia no site www.educasus.org.br. Confira a agenda de teleconferências e participe!

Tânia, do faturamento SUS, já participou e aprovou A encarregada de faturamento do SUS, Tânia Forcato, já participou de uma teleconferência do EducaSUS sobre mudanças de sistema de gerenciamento de faturamento e aprovou o novo canal de conhecimento que o HB disponibiliza a todos os funcionários. “É super-útil. A palestra acontece em tempo real e podemos fazer perguntas. O EducaSUS é muito interativo. Vou estar sempre ligada na programação.”

Os benefícios do EducaSUS para as instituições e seus profissionais - Melhoria da qualidade, produtividade e agilidade do processo administrativo do atendimento; - Promove o constante desenvolvimento de novas técnicas de informação e comunicação que facilitam o intercâmbio de informação entre profissionais da área da saúde; - Propicia aos profissionais médicos um intercâmbio de conhecimento e de experiências obtidas junto a especialistas renomados em diferentes áreas; - Redução dos custos e aprimoramento dos processos através de protocolos de tratamento, otimizando os recursos recebidos; - Suporte ao gerenciamento dos processos em toda a cadeia de eventos: articulação entre as áreas assistenciais e administrativas; - Subsídio de informações para a tomada de decisão.

“É super-útil. A palestra acontece em tempo real e podemos fazer perguntas. O EducaSUS é muito interativo. Vou estar sempre ligada na programação.” Tânia Revista do HB - Maio - 2013

03


Gestão no HB

HB institui Centro de Aperfeiçoamento para promover o aprimoramento profissional de seus funcionários

Anfiteatro fica lotado para as aulas do 1º Curso de Extensão em Radiologia

Dentro da proposta da Diretoria da Funfarme de investir na formação dos funcionários, foi instituído o Centro de Aperfeiçoamento do HB para promover cursos de extensão aos profissionais médicos e multidisciplinares visando seu aprimoramento. Em sintonia com sua vocação de hospital escola, o HB abre o seu Centro de Aperfeiçoamento não apenas para sua comunidade, mas também para profissionais de toda a região. Afinal, como centro mé-

dico de referência no Estado de São Paulo, o Hospital de Base tem corpo docente, tecnologia e infra-estrutura para colaborar para a formação técnico-acadêmica dos profissionais de saúde da região. O primeiro curso do Centro de Aperfeiçoamento já demonstrou ter sido acertada a iniciativa do Hospital de Base. O Curso de Extensão em Radiologia foi divulgado à região e 102 candidatos disputaram as suas 31 vagas (leia matéria abaixo).

Sucesso! Primeiro curso do Centro atrai 4 vezes mais candidatos do que vagas

O 1º Curso de Extensão em Radiologia - Aperfeiçoamento em Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética está sendo ministrado pelo Hospital de Base para 31 profissionais de diversas cidades da região. Idelizado pelo o RH, CEP e Setor de Radiologia do HB, o curso oferece conhecimento sobre a operação dos modernos equipamentos e os procedimentos destas tecnologias radiológicas. Para conquistarem uma das 31 vagas, os 102 inscritos passaram por um processo seletivo em 2 etapas, sendo a primeira uma prova escrita e a segunda, uma entrevista. As aulas teóricas acontecem quinzenalmente aos sábados. As aulas práticas são de segunda à sexta-feira. O curso tem a duração de 3 meses (Tomografia) a 6 meses (Ressonância). “Achei interessante a proposta do curso de aprimoramento em TC e RM, principalmente aqui no Hospital de Base onde já trabalhamos, dando oportunidades de aprendizado e perspectivas positivas para o futuro próximo.” Flávia Oliveira Santana - Técnica de Radiologia Hospital de Base

“Este curso é a oportunidade de investimento profissional de extrema importância para quem quer aumentar os conhecimentos na dinâmica área da radiologia.” Victor D´Addario Técnico em Radiologia e coordenador do curso.

“O curso de aperfeiçoamento em radiologia para mim é um crescimento contínuo de realização profissional; é avançar cada dia mais com a capacidade de transformar os sonhos em realidade e acreditar em um futuro melhor.”

“Estou muito satisfeito com a estrutura do Curso de Aperfeiçoamento em Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética. Parabenizo o HB por esta iniciativa e por disponibilizar profissionais altamente qualificados para ministrar as aulas.”

Kelly Juliana Leme Muniz Técnica em Tomografia no HB

Tarcísio da Silva Zagui Auxiliar Operacional do HB

“A expectativa sobre o curso é que ele preencha a vontade de aprimorar o meu conhecimento em Ressonância Magnética, me dando suporte técnico para desenvolver com satisfação as funções designadas e estimule meu conhecimento profissional para um bom desenvolvimento de relacionamento interpessoal.”

“Agradeço ao HB pela oportunidade e, em contrapartida, terão todo o meu comprometimento, dedicação e empenho, pois acredito que boas oportunidades acontecem poucas vezes na vida e essa com certeza é uma delas”

Tenho grandes expectativas sobre este curso. É uma grande iniciativa do Hospital de Base de São José do Rio Preto esta oportunidade de oferecer conhecimento mais avançado aos profissionais técnicos/tecnólogos em radiologia.

Rogério Manzale - Técnico e Tecnólogo em Radiologia Médica e professor de Radiologia na TECMED Rio Preto

Bruna Alciati de Souza - Técnica em Radiologia da Uniterp

Jorge André B. Lara Palma Técnico de Radiologia HB

“Tenho imenso orgulho e prazer em fazer parte ativa deste projeto que foi idealizado por nossa equipe da radiologia e que foi tomando forma e hoje podemos, não só sonhar com este curso, mas realizar. Este sonho era tão distante e agora, graças ao Hospital de Base, posso compartilhar com estes exemplos de dedicação que são cada um desses 31 alunos.” Marcos Thiago Galana Alciati – Tecnólogo em Radiologia Hospital de Base e coordenador geral do curso

04 Revista do HB - Maio - 2013


Gestão no HB

CCIH promove treinamento para enfermeiros da UTI Cardiopediátrica As equipes de enfermagem que atendem a UTI Cardiopediátrica do HB receberam treinamento sobre Bundle de Prevenção de Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica. Com a colaboração da dentista Caroline, do Ambulatório Buco-maxilo da Funfarme, da enfermeira Regina da CCIH, da enfermeira Sirley, da fisioterapeuta Lilian e equipe da UTI Cardiopediátrica, um treinamento baseado em “simulação realística” foi realizado e todos os profissionais participantes reforçaram os seus conhecimentos. “É com muita satisfação que parabenizamos a iniciativa de toda a equipe que está sempre disposta a melhorar suas práticas de trabalho” agradece a enfermeira do CCIH Regina Rangel. Bundle é um conjunto de práticas que melhoram o resultado do tratamento de pacientes em risco. Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV) é uma infecção no pulmão que pode ocorrer se o paciente estiver na UTI, intubado e no respirador num período de tempo maior que 48 horas.

Enfermeiros têm curso de catéter central de inserção periférica O Time de Catéteres e Terapia Intravenosa, as equipes da CCIH, CEP e Gerência de Enfermagem realizaram aula e exame prático de conclusão do Curso de Capacitação em Catéter Central de Inserção Periférica (CCIP) guiada por ultrassom com os enfermeiros dos setores de internação de pacientes adultos do Hospital de Base. Os enfermeiros da internação de adultos fizeram este treinamento porque este cateter era usado apenas em neonatologia e pediatria. O objetivo do curso foi capacitar o profissional a inserir e manipular o dispositivo de acordo com as competências técnicas e legais da profissão.

Carlos (Politec), Ana Carolina (UTI 7 Conv.). Lígia (Pediatria), Bianca (5 Conv.), Débora (UTI 7), Alari (3 Conv.), Ana Paula (UTI Em), Carla (Curativo e Neurocirurgia) e Daniela (Bard)

Fisioterapeuta Lilian e enfermeira Sirley da UTI CPed. com Dra. Márcia e enfermeira Regina do CCIH

Enfermeiras Bruna, Patrícia, Sirley, Regina e fisioterapeuta Lilian

Cristiane (Cuidados Paliativos), Daniela (Bard), Janaína (Transplantes de Órgãos), Wagner (Semi), Juliana (6 SUS), Jordana (UCOR) e Carlos (Politec)

Equipe de enfermagem noturno da UTI CPed

Equipe de enfermagem manhã da UTI CPed

Equipe de enfermagem tarde da UTI CPed

Enfermeira Bianca, do 5° convênio, demonstra como utilizar o catéter Revista do HB - Maio - 2013

05


Dia a dia no HB

Dr. Baitello assume a presidência da Regional da Abramurgem Dr. André Luciano Baitello ocupa pela primeira vez a presidência da Regional de São Paulo da Abramurgem – Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência. Ele já trabalha para difundir pesquisa e educação de qualidade no interior de São Paulo. Cirurgião geral, o médico também coordena o Programa de Cirurgia do Trauma da Faculdade de Medicina de Rio Preto – Famerp e dirige o Departamento de Urgência e Emergência da Secretaria Municipal de Saúde. Dr. Baitello espera contribuir para o ensino e a assistência das urgências e apoiar a pesquisa na área da urgência e na área da saúde. “Na minha visão, os grandes desafios da Urgência e Emergência no Estado de São Paulo são a organização das redes regionais de urgência e a capacitação/formação de recursos humanos para o atendimento médico a população”, afirma.

Delegação chinesa se impressiona com estrutura do HB A diretoria do Hospital de Base recebeu, no dia 8 de maio, a visita da delegação chinesa do município de Nantong. Essa é a segunda visita da delegação a cidade de Rio Preto e ao HB. O diretor executivo da Funfarme, Dr. Horácio Ramalho, o vice-diretor executivo, Dr. José Luis Esteves, e o diretor administrativo do HB, Dr. Jorge Fares, acompanharam o grupo. Durante a apresentação, os chineses se mostraram interessados no Sistema Único de Saúde – o SUS e no renome da Faculdade de Medicina de Rio Preto. Eles também comentaram sobre o sistema de saúde na China. A delegação ficou impressionada com a estrutura do complexo HB, com a organização e com a modernidade em que trabalham os profissionais da saúde, mesmo atendendo mais de 100 municípios. Eles também visitaram a Famerp a fim de ampliar o intercâmbio na área médica. Além das autoridades do município de Nantong estiveram presentes na visita ao HB o prefeito de Rio Preto, Valdomiro Lopes e o advogado Durval Noronha Goyos.

As diretorias da Funfarme e do HB receberam delegação oficial da China e autoridades rio-pretenses

Representantes da Children’s HeartLink visita HB e elogia trabalho da Cirurgia Cardiovascular Pediátrica O Hospital de Base recebeu, entre os dias 13 e 21 de maio, a visita de uma representante da Children’s HeartLink Foundation, dois médicos e um fisioterapeuta da Mayo Clinic de Rochester, localizada no Estado de Nova York (Estados Unidos). Esta foi a primeira visita da representante da Children’s HeartLink, Emily Dale, responsável pela monitorização de todos os dados das crianças operadas do coração no HB, que são enviados para um Banco de Dados Mundial, no Children’s Hospital de Boston, na Harvard Medical School. Emily ficou realmente impressionada com a qualidade do trabalho da equipe do HB, que será apresentado em junho, no 9º Fórum Global de Medicina Humanitária em Cardiologia e Cirurgia Cardíaca, em Genebra (Suíça). Participarão deste evento a enfermeira Bruna Cury, a Dra. Márcia Wakai Catelan e a professora Adília Parra. Os membros voluntários da Mayo Clinic realizaram a terceira visita ao HB e desenvolveram inúmeras atividades acadêmicas, ministrando aulas sobre infecções, pós-operatório e transplante cardíaco pediátrico. “Diversas visitas e discussões de casos à beira do leito foram realizadas na UTI cardiopediátrica. Também foram fornecidos protocolos utilizados na Mayo Clinic, os quais serão traduzidos e adaptados para nossa realidade com posterior implantação e melhoria da qualidade de atendimento às crianças operadas do coração no HB”, disse Dr. Ulisses Alexandre Croti, chefe do Serviço de Cirurgia Cardiovascular Pediátrica do Hospital de Base.

06 Revista do HB - Maio - 2013


Dia a dia no HB

Comissão de Residência Médica do HB elege novos coordenadores Em maio, foram eleitos os novos coordenadores da Comissão de Residência Médica do HB – COREME. O nefrologista Dr. Emerson Quintino e o cirurgião geral Dr. Paulo Espada assumem a coordenadoria e a vice-coordenadoria respectivamente. O Diretor Geral da Famerp, Dr. Dulcimar Donizeti, conduziu o processo eleitoral, destacou o ótimo trabalho da coordenação anterior e destacou os desafios que os eleitos terão para os próximos anos. Para os novos coordenador, Dr. Emerson Quintino, e vice-coordenador, Dr. Paulo Espada, as metas mais importantes a serem alcançadas são ampliar as bolsas da residência médica, estimular a produção científica, gerando assim conhecimento e análise crítica dos residentes, implantar a avaliação interna dos programas de residência médica e informatizar o concurso da residência médica. Dr. Horácio José Ramalho, Diretor Executivo da Funfarme, ressaltou que a residência médica do HB destaca-se nacionalmente, o que fez atrair este ano 359 residentes e 156 médicos estagiários de 21 Estados, que continuarão a ter todo o apoio da isntituição.

O novo coordenador da Coreme, Dr. Emerson Quintino, e o vicecoordenador, Dr. Paulo Espada

Novo setor financeiro une modernidade e praticidade

Depois de uma grande reforma, foi inaugurado, no dia 10 de maio, o novo setor Financeiro do Hospital de Base. Com um espaço mais amplo, as novas instalações comportam 25 funcionários em harmonia. Sob a direção do Superintendente Robson Pádua, o setor agora não apresenta somente a mudança do espaço físico, mas também uma nova forma de gerenciamento. “Agora os setores correlacionados à gestão financeira ficarão centralizados aqui. Não será feito somente o controle financeiro, mas também toda

gestão de recursos e contabilidade de controladoria”, explica o superintendente. Há mais de 15 anos no HB, a analista de custo Angélica Carvalho ficou admirada com o trabalho dos engenheiros que, inteligentemente, projetaram o ambiente, tornando-o prático e diferenciado. “A junção dos setores neste novo ambiente vai tornar mais ágil o trabalho, umas vez que as áreas são interligadas e convivem próximas, em um ambiente adequado”. Revista do HB - Maio - 2013

07


Hb e a comunidade

Ligas da Famerp

Feira da Saúde

Oportunidade de aprender e ensinar fora da sala de aula. Estas são visões de um grupo de estudantes de medicina da Famerp. Durante o IV Encontro das Ligas: Feira da Saúde, eles puderam colocar em prática aquilo que aprenderam em sala de aula. “Sair da sala e ter contato com os pacientes nos ajuda, como alunos, a entender melhor a linguagem do paciente. O contato com a população é muito importante”, afirma a estudante de medicina Márcia Miki Tanaka, membro da Liga da Saúde Mental e coordenadora do encontro no Shopping Cidade Norte. Com o intuito de conscientizar e orientar a população rio-pretense sobre diversos temas relacionados à saúde, o Conselho das Ligas Acadêmicas da Famerp (COLIG) promoveu o evento em dois importantes pontos de fluxo de pessoas: o Shopping Cidade Norte e a Praça Dom José Marcondes. A comunidade foi orientada sobre hipertensão arterial, câncer de próstata, homeopatia, vacinação, obesidade infantil, ansiedade, diabetes, problemas de coluna e doação de órgãos. Além disso, foram oferecidos gratuitamente exame de glicemia, aferição de pressão arterial e cálculo do Índice de massa corpórea (IMC). O evento foi uma realização da Famerp, HB, Centro Acadêmico Euryclides Zerbini (CAEZ - Medicina) e do Centro Acadêmico da Enfermagem de Rio Preto ( CAERP – Enfermagem) e Secretaria da Saúde.

HB e Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto buscam melhorias na área

O Hospital de Base e a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto promoveram o 9º Simpósio de Prevenção e Controle de Infecções em Serviços de Saúde. O evento reuniu, no Anfiteatro Fleury, profissionais de multiespecialidades dos serviços públicos e instituições da cidade para discutir ações de prevenção de infecção na saúde pública e rede hospitalar, com ênfase para o processamento de artigos médicos, higienização das mãos e a prevenção de micro-organismo multirresistentes. O Simpósio também proporcionou a integração entre as instituições, com a troca de experiências e a busca da qualidade da assistência. A abertura do evento foi feita pela secretária adjunta da Secretaria da Saúde de Rio Preto, Terezinha Aparecida Pachá. Em seguida, falaram o diretor da Vigilância em Saúde de Rio Preto, Isalco Nuremberg Penha, o diretor executivo da Funfarme, Dr. Horácio José Ramalho, o diretor administrativo do HB, Dr. Jorge Fares, a infectologista do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do HB, Dra. Melissa Maia Braz e a representante da Gerência de Enfermagem do HB, Samantha Vaccari.

08 Revista do HB - Maio - 2013


Investimentos Dia a dia no HBno HB

Os funcionários do HB ganharam um novo espaço para descanso, lazer e integração, totalmente reformado, com móveis e equipamentos novos e bela decoração. Para aqueles que utilizam o espaço para almoçar, foram instaladas 5 mesas com banquinhos fixos em cada uma, além de 3 micro-ondas. Para os que aproveitam o intervalo para um “cochilo”, 24 poltronas individuais foram distribuídas pelo espaço. E para os leitores, um revisteiro fica à disposição. O objetivo desse projeto, segundo as responsáveis pelo Setor de Hotelaria, Silvia e Andreza é dar mais conforto aos funcionários e facilitar, tanto a limpeza, quanto o fluxo de pessoas no local. “Para ajudar no convívio harmonioso entre as pessoas, colocamos placas que contém orientação para um relacionamento respeitoso entre eles”, afirmam.

Hora de descansar

Jonathan e Guilherme (operacionais 2° andar) aprovam o novo conforto

Mãos limpas salvam mais vidas Torcedores

se reúnem no Hemocentro para gesto solidário

André Lozane (aprimorando CCIH), Andrea Mestrinari (enf. CCIH), Ilza dos Passos (enf. CEP), Samantha Vaccari (gerente de enf.), Marilda Veigo (enf. 3° andar SUS), Kleber de Oliveira (Núcleo de Segurança do Paciente), Edna Castro (chefe de enf.) e Silvia Ferreira (Hotelaria) No dia 5 de maio foi comemorado o Dia Mundial de Higienização das Mãos. Para alertar os profissionais da saúde que trabalham no HB sobre a importância deste ato, uma equipe de enfermeiros lançou campanha com o tema “Uma assistência limpa é uma assistência segura”. Durante a mobilização, cartazes foram colocados na emergência do SUS, do convênio e no ambulatório. Também foram distribuídos panfletos com instruções de como e quando higienizar as mãos e emitidas mensagens sonoras pelos corredores do hospital para lembrar a todos sobre a importância da limpeza das mãos. Nos computadores de cada departamento, um vídeo instrutivo foi colocado para que os funcionários pudessem assistir ao longo do dia. Segundo a enfermeira Andrea Mestrinari do CCIH, 70% da prevenção contra infecções hospitalares vem da limpeza adequada das mãos. “A mesma mão que leva cuidado, pode ser a mesma que leva um micro-organismo nocivo ao paciente”, ressalta Andrea.

Apaixonados pelo time e pela vida, torcedores do São Paulo fizeram festa para incentivar pessoas a doarem sangue. Através das redes sociais, mobilizaram 42 são-paulinos para participar da campanha “Tricolor Sangue Bom”. Umas das organizadoras, Beatriz Duran, conta que a receptividade à campanha foi positiva. Nesta época do ano, de acordo com a responsável pelo setor de captação do Hemocentro, Luciana Ferreira, cai o número de doações de sangue devido às doenças deste período, como a gripe e dengue, por isso o Hemocentro agradece as manifestações das torcidas organizadas. Torcedor Ney Mendes é sangue bom Revista do HB - Maio - 2013

09


Dia das mães solidário

MÃE

Olhar que guia, amor que transforma

Dinâmica O tema “Mãe, olhar que guia, amor que transforma” foi a base das atividades lúdicas e terapêuticas realizadas nos dias 9 e 10. A proposta da equipe do RH foi relembrar às mães a importância que elas têm na construção do caráter de um novo ser humano, seu filho. Além das imagens e vídeos exibidos, as mulheres participaram de dinâmica corporal e produziram um cartaz com colagens sobre o papel da mãe.

Maio é um mês especial, pois comemoramos o Dia das Mães. E essa data não poderia passar despercebida. E não passou! O RH e a Comissão de Eventos do Hospital de Base movimentaram o dia das funcionárias mães da instituição e presenteou-as com atividades em grupo e apresentação cultural.

Teatro Para o encerramento das atividades em homenagem ao Dia das Mães, o grupo de teatro Companhia Fábrica dos Sonhos apresentou o espetáculo “Circo-lando o Maior Espetáculo da Terra” no teatro Fleury. Emocionante e divertido, a peça contou com a participação da plateia. “Quando eu estava lá no palco senti liberdade. A maneira como eles fazem teatro me ajudou a perder. Achei muito legal”, afirma a auxiliar administrativa da Radiologia Patricia Nepozzi que viveu Julieta de Shakespeare por alguns minutos.

Diversão e prêmios Patricia Nepozzi, da radiologia, prontagonizou Julieta

Valquíria Eliane Pereira, do 6º andar convênios, ganhou um GPS

10 Revista do HB - Maio - 2013

Todas as participantes dos eventos concorreram a diversos prêmios. Uma das sorteadas foi a secretária do 6° andar convênio Valquíria Eliane Pereira, que ganhou um GPS. “Fiquei muito feliz quando uma amiga me ligou avisando que eu tinha ganhado. Nunca ganhei nada em premiações, fiquei surpresa” disse Valquíria. Conheça as outras ganhadoras: Cibele Elena Bahia - UTI geral = hidratação facial Sheila Mara Sereno Soares - UTI neo natal = hidratação facial Mônica Simone Correa Baldan - ICA administraçã = hidratação facial Lucidalva Gonçalves da Costa - Departamento Pessoal = aparelho de DVD


Dia das mães solidário

Um presente de coração Os funcionários do Colégio Liceu, de Rio Preto, preparam uma homenagem as pacientes mães que fazem tratamento no Instituto do Câncer – ICA. Eles confeccionaram almofadinhas em formato de coração e presentearam as mulheres. “É uma maneira de demonstrar nosso carinho e respeito por elas”, afirmou a coordenadora da AVOHB no ICA, Maria de Lourdes Pavanelo. Foi um momento de muita emoção e alegria. As cunhadas Alzira dos Santos e Rosária dos Santos ficaram muito contentes por serem lembradas. A paciente Maria Aparecida Martins achou gratificante essa iniciativa. Foram distribuídas 150 lembrancinhas.

A paciente Maria Aparecida recebeu com alegria o presente das voluntárias Lílian Dias (assistente social), Maria de Lourdes Pavanelo (voluntária AVOHB), Rosária e Alzira dos Santos e Renato (representante do colégio Liceu)

Beleza que contagia... ...alegria que enche os olhos! A Quimioterapia do HB transformo-se num salão de beleza, na semana que antecedeu o Dia da Mães. Quem chegava para mais uma sessão do tratamento teve uma grata surpresa. Banners espalhados e uma mesa com produtos estéticos coloriram o ambiente. Foi uma manhã diferente! Uma parceria do HB, ICA e Natura, presenteou as pacientes do Instituto do Câncer com uma oficina de beleza em homenagem ao Dia das Mães. A paciente Maria Ângela Pereira ficou feliz com a surpresa. “Eu cheguei aqui tão mal

por causa das medicações e, quando vi o que estava acontecendo, meu astral mudou, fiquei muito feliz!”. A iniciativa emocionou a todos que passavam por ali e viam a felicidade no olhar de cada mulher presenteada. A gerente da Natura Elisângela de Andrade não conteve a emoção e disse que participar desse momento foi inexplicável. “Esta iniciativa tem tudo a ver com a cultura da Natura. Sempre tive vontade de fazer trabalho voluntário e, quando surgiu esse convite, aceitamos na hora. Usar o nosso trabalho para levar felicidade a alguém é gratificante demais”, disse a gerente.

Revista do HB - Maio - 2013

11


Dia das Mães

Mãe de coração

Para muitas mulheres, a maternidade inicia-se na gestação. Para outras, na adoção. A maternidade proporciona na vida da mulher transformações e descobertas inimagináveis. Tornar-se mãe é algo surpreendente, é muito mais que gerar um filho. Antônia dos Reis, encarregada do Ambulatório de Especialidades, não carregou suas filhas em seu ventre, mas gerou-as em amor e carinho. Para essa mãe, a adoção envolve alegrias, responsabilidades, desafios e todos os sentimentos da maternidade. A Raíssa entrou na vida dela quando tinha apenas 3 meses de vida. A Julia veio com 5 anos de idade. Antonia garante que o sucesso da relação delas está no diálogo e amor. “Abençoadamente sou mãe adotiva e colho os melhores frutos da convivência com minhas filhas, Raíssa e Julia, que entraram na minha vida de forma muito natural. Preconceito e resistência existem por parte de muitas pessoas, principalmente pelo fato de que eu optei não ter filhos naturais e sim de coração. Pedi direção a Deus e então fui em busca de ser essa mãe.”

Mães e filhos

especiais

Tropa de Elite

Ter muitos filhos, nos dias de hoje, parece uma loucura. Mas para essa mãe, a experiência de ter 4 filhos tem sido maravilhosa. Seu primeiro filho, Murilo (23 anos), veio aos 16 anos. No começo da juventude uma mudança assim parecia assustadora. Alguns anos depois vieram às gêmeas Loyane a Bianda (ambas com 17 anos). A vida começava a entrar nos eixos quando as dificuldades começaram a surgir novamente, colocando a prova toda força dessa mãe. Além dos problemas financeiros, a auxiliar administrativa Renata Lorenzi engravidou novamente. A pequena Lívia (10 anos) crescia e nem imaginava a batalha que estava acontecendo do lado de fora do ventre. Finalmente, com a ajuda da família, Renata conseguiu comandar a tropa e acompanhar o crescimento e conquistas de cada um destes lutadores. “Sou muito abençoada, pois apesar de serem 4 filhos com idades bem, não posso reclamar, todos têm saúde. O Murilo já é um homem, trabalha na instituição conosco e já conclui a sua faculdade, as gêmeas estão no colegial de manhã e fazem curso técnico a noite e ainda me ajudam com os deveres de casa. A Lívia, a caçula, é o xodó da casa. Eu só tenho a agradecer a Deus. Meus filhos são a razão do meu viver.”

Duas mulheres compartilham da emocionante experiência de serem mães de crianças especiais. Abaixo você conhece um pouco as emocionantes histórias da auxiliar administrativa Aparecida Bernadinelli Rossini e da técnica de enfermagem Maria Goreti Figueiredo.

Cida tem em Nicolas o seu

“Dr. da Alegria”

Quando Maria Aparecida descobriu durante a gravidez que seu segundo filho seria portador da síndrome de down ficou assuntada. Porém, graças ao trabalho dos profissionais do Ding Down – (grupo de apoio às famílias e pessoas com down), é que Cida teve todo o apoio e informações sobre a novidade que estava por vir. Quando nasceu, Nicolas, que hoje tem 9 anos, precisou passar por uma cirurgia cardíaca e mais uma vez o temor ganhou o coração de Cida. A cirurgia foi um sucesso e graças ao apoio da família, Cida começou a reorganizar seus horários para poder dar assistência ao que ela chama de “benção de Deus”. A experiência de ser mãe, para Cida, foi muito especial. Nicolas tem 9 anos e frequenta o FOFITO, que conta com fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional. “Eu aprendo todos os dias com ele, sobre o amor, o carisma e o carinho transbordante que ele tem por todos. Ele é tão verdadeiro e cuida de mim. Como ele mesmo diz – “sou seu doutor mamãe”.

Revista do do HB HB -- Março Maio --2013 2013 12 12 Revista

“Daniel deu sentido à minha vida”, diz Maria Há 29 anos, Maria Goreti pouco se conhecia sobre a Síndrome de Down. E é neste cenário que a técnica de enfermagem, com apenas 23 anos, descobre que seu filho que acabou de nascer tem um problema genético. Foram 40 dias de muita dor até que o diagnóstico fosse confirmado. Sem saber o que fazer, Maria Goreti contou com o apoio do Dr. Gusson, que na época era residente em pediatria. Com dois filhos pequenos, Paulo Henrique e Daniel, Maria pegava ônibus todos os dias para levar Daniel à escola e ao médico. Depois de algum tempo ficou grávida novamente e deu a luz a Juliana. A situação que parecia desesperadora trouxe amadurecimento e união familiar. Todos que conheciam Daniel se apaixonavam por ele e queriam ter ele por perto. E assim, Maria pôde começar um curso de atendimento hospitalar e voltar a trabalhar. Hoje Daniel tem 29 anos, adora uma festa e fazer todo mundo rir com sua simpatia e bom humor. “O Daniel deu sentido a minha vida. O amor puro, ingênuo e incondicional me da força para lutar e viver. Ele é um exemplo para todos.”


Gestão e Recursos Humanos

Juntos vamos mais longe

Integração de funcionários terceirizados promove maior harmonia e eficácia no trabalho Pela primeira vez, os terceirizados do Hospital de Base passaram pelo treinamento e integração de funcionários. Devido à necessidade de manter toda equipe informada, atualizada e treinada, a instituição optou em oferecer essa integração a todos que trabalham no complexo HB. Nesta primeira etapa, participaram os funcionários do Serviço de Higiene e Limpeza e Segurança Patrimonial. Durante o treinamento, os funcionários terceirizados conheceram o que é a Funfarme e receberam orientações sobre segurança no trabalho. “Fiquei surpresa com esta apresentação, mesmo trabalhando terceirizada aqui há bastante tempo. Eu não sabia que o HB era essa cidade toda, não sabia de todo este trabalho que existe nos bastidores”, comentou a funcionária Rosângela, que trabalha no 3º andar do hospital. Durante o evento, os funcionários também receberam orientações importantes sobre o uso de equipamentos de segurança e medidas e protocolos a serem observados e praticados para garantir sua integridade e ambiente saudável de trabalho. “Este projeto é muito eficaz, pois mostra a importância do trabalho bem realizado por eles. Ressaltamos ainda que não há diferença de um funcionário contratado para um terceirizado. Todos fazem parte do Complexo Hospital de Base”, destacou Osmar Silva, Superintendente Administrativo do HB.

Evento reconhece atuação dos Sentinelas na prevenção de acidentes com pérfuro-cortantes

José Paulo, Elaine, Patrícia, Miriam, Andréa, Vânia, Claudiomar, Valéria, Sara, Madalena, Cláudia, Sônia, Adriana, Maria Luiza, e Joze Mara Os sentinelas receberam novas orientações para o trabalho a ser realizado ao longo deste ano. Além de auxiliar os funcionários sobre o descarte correto dos materiais perfuro cortantes, eles também têm que ficar de olhos abertos quanto a higienização correta das mãos. Durante a reunião, eles também foram motivados a continuar o trabalho através do reconhecimento dos serviços prestados. Os sentinelas é um grupo gerado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes em 2012 para trabalhar em conjunto para prevenção de acidentes com material perfuro cortantes na hora do descarte. São funcionários de vários setores da enfermagem em geral que colaboram para evitar os acidentes através da orientação e conscientização das equipes multidisciplinares.

DIA DO ENFERMEIRO

Vídeo homenagem apresenta as equipes de enfermagem do HB Um telão instalado em frente à entrada dos funcionários na emergência do SUS despertou a curiosidade de quem passou por ali na manhã, do dia 10 de maio, e logo revelou-se a surpresa que a Funfarme preparou para os seus profissionais de enfermagem. Um vídeo começou a ser exibido com fotos das equipes de enfermagem em seu ambiente de trabalho para comemorar o Dia do Enfermeiro. A ideia partiu do CEP, Gerência de Enfermagem, CCIH e supervisores como forma de agradecer a esses profissionais pela dedicação e profissionalismo. Cada um recebeu também um porta-crachá de lembrança.

Funcionários e pacientes assistem ao vídeo homenagem do Dia do Enfermeiro Revista Revista do HB do -HB Fevereiro - Maio - 2013

13


Dia Mundial da Saúde

Acidentes de trajeto aumentam e SESMT organiza palestra sobre direção defensiva

Aldeci Donizeti, Cap. Milton Zanini, Reinando Dalur, Dr. Horácio Ramalho, Dr. José Luis Esteves e Dr. Paulo Nakaoski

O número de funcionários que se acidentam no percurso casa-trabalho e trabalhocasa aumentou consideravelmente. Em levantamento feito pela Segurança do Trabalho (SESMT), em 2 anos, os acidentes automobilísticos cresceram 29,5%. De 2011 a 2012, foram 44 funcionários acidentados. De maio de 2012 a abril de 2013, 57 funcionários. Segundo o técnico em segurança do trabalho Aldeci Donizeti Rodrigues, 70% dos acidentes envolvem motocicleta. “Infelizmente, o boletim de ocorrência tem apontado que, muitas vezes, nossos funcionários negligenciam as normas de trânsito e acabam provocando o acidente”. Observando essa estatística, o SESMT e a CIPA convidaram o capitão comandante Milson Fábio Busquine Zanini, da 2° Companhia do 52° Batalhão de Polícia do Interior do Estado de São Paulo, para ministrar palestra sobre direção defensiva. O capitão enfatizou a direção responsável segundo a legislação do código de trânsito. “Esses números não prejudicam apenas os funcionários, mas também ao hospital, uma vez que 90% dos acidentes acabam Marcos Colazzante, Reinaldo Dalur de Souza, em afastamento superior a 15 dias”, afirma Claudiomar Soldera, Patricia Nepozze Aldeci. Vânia Lucia da Silva, João Batista Ferreira, Andreza Rocha, Capitão Comandante da 2º Companhia do 52º Batalhão de Policia do Interior do Estado de São Paulo Milton Fábio Busquim Zanini, Renata Fleming, Isabela de Souza Lima

Janeiro 2011 a janeiro 2012 Maio 2012 a abril 2013

44 acidentes 57 acidentes

Crescimento

29,5%*

Homenagem a “Seu Carlos” O Hospital de Base homenageia nosso funcionário Carlos Mattis Neto, que faleceu em maio. Seu Carlos, como era conhecido, foi um dos primeiros funcionários da instituição e, em 2012, comemorou “Bodas de Prata – 25 anos com o HB”. Seu Carlos era motorista e fez muitos amigos. Em tempos difíceis, quando enfrentou um problema de saúde, pôde contar com o apoio da instituição e de seus amigos. “Amo esta instituição. Faria tudo de novo. Não penso em parar. Aqui, me sinto útil, me faz bem”, disse Seu Carlos, em entrevista recente à Revista do HB. “O seu Carlos foi mais do que um funcionário e colega de trabalho. Foi um pai para todos nós. Companheiro, através de sua vida, ele nos ensinou sobre generosidade. Foi uma grande perda”, disseram José Carlos, encarregado do Setor de Transporte, e Genival, motorista. “Ele vestiu a camisa do HB até o último dia! Deu tudo de si. Em momentos de dificuldade, ele era nosso motivador, nunca desistiu. Nós o admiramos e vamos sentir sua falta”, resumiram os colegas da Equipe do Compras.

14 Revista do HB - Maio - 2013

Para refletir

Elegância é um modo de SER A Elegância é um modo de ser ou de fazer que destaca, pelo bom gosto, pessoas e atitudes. A Elegância não admite impulsividade, nem grosserias, nem gestos impensados. Ela é, antes, harmoniosa, controlada, discreta e suave. Em nosso dia a dia convivemos com uma gama de ações que hora nos chocam, ora nos enternecem e nos levam a refletir em como o mundo poderia ser melhor. Para isso as pessoas teriam que exercitar a vigilância de autocontrole, para estar sempre selecionando só atitudes positivas em sua rotina diária. Nosso país é um emergente que definitivamente entrou no caminho do crescimento. Esse caminho será melhor trilhado quando seu povo se colocar na rota das conquistas pessoais, aquelas que só a Educação confere a um povo. E o povo educado é povo que se pauta por normas de boa conduta em tudo o que faça. Basta olharmos atentamente, com olhos críticos, para o caos de sujeira que são nossas vias públicas, para concluirmos que ainda falta muito para nos equipararmos com o Japão, por exemplo, onde a limpeza reina absoluta. Há cerca de um mês o Estado do Rio de Janeiro, cartão postal do Brasil, adotou uma lei que estabelece multas para quem for flagrado atirando lixo em locais impróprios. São multas altas e variam de acordo com o volume do detrito indevidamente descartado. Poderíamos nos antecipar a essas medidas punitivas e, espontaneamente, nos policiar, no sentido de preservar a natureza e os locais públicos, atirando lixo no lixo adequado. Afinal, desde nossas origens, o lema de nossa bandeira adverte: “Ordem e Progresso”. Reinaldo Dalur de Souza Presidente da CIPA

Esta coluna dedica-se a ideias e informações que nos tornem pessoas e profissionais melhores. Para participar, envie e-mail à imprensa@hospitaldebase.com.br e imprensa2@hospitaldebase.com.br.


Cartas de agradecimento

Cartas

Vitórias conquistadas

Já passados 2 anos e 4 meses aproximadamente da cirurgia de aortoplastia do nosso filho Miguel, hoje parece que tudo não passou de um sonho ruim, restando na lembrança apenas as vitórias conquistadas dia após dia e no coração uma enorme gratidão à Deus que nos mostrou e nos guiou ao lugar certo, à pessoa e equipe certa, na hora exata. Obrigada mais uma vez por toda atenção, profissionalismo e dedicação capaz de salvar vidas, restaurar famílias abaladas e amedrontadas pelo pesadelo das tão diversas cardiopatias. Claro que sabemos que nem sempre seus esforços são suficientes para devolver um filho aos braços maternos, mas presenciamos e convivemos na UTI Cardiopediátrica por 23 dias aproximadamente e tivemos a certeza que quem reina e governa aquele lugar é somente Deus e que Sua vontade é soberana e que os médicos, enfermeiros e auxiliares são instrumentos para que a vontade Dele seja concretizada. Acompanhamos pela TV o segundo transplante de coração infantil realizado pelo senhor e sua equipe e nos emocionamos muito, por saber que nosso filho foi entregue nas mãos de uma equipe comprometida e que não mede esforços na corrida contra o tempo para salvar uma vida que apenas está começando, na verdade não só uma vida, mas de toda uma família, que por certo, dilacerada pela dor, entrega, crê e espera. O Miguel hoje já está com 2 anos e 5 meses, é uma criança feliz, cheia de vida, alegra e enche nossa vida de felicidade. Gostaríamos muito de agradecer a toda equipe por ter nos proporcionado sermos uma família completa salvando a vida, da nossa vida. Obrigada por tudo!

Biblioteca agora também é itinerante O HB é uma instituição que prioriza os atos de humanização de seus serviços, a favor do bem estar dos seus pacientes e funcionários. Por este motivo, a Diretoria, com apoio e execução da Hotelaria, implantou a Biblioteca Itinerante. O objetivo é simples, mas essencial: levar conhecimento, cultura e entretenimento aos pacientes e acompanhantes durante a internação. “Incentivar a leitura e o conhecimento é demonstrar cuidado e respeito aos nossos pacientes”, afirmam Andrezza e Silvia, responsáveis pela Hotelaria. Duas vezes por semana, a responsável pela biblioteca, Jaqueline Batista da Silva passa nos andares com carinho de livros. Lá, ela tem uma lista, feita pelas secretárias, com o nome das pessoas que estão interessadas em pegar um livro. “O apoio das secretárias dos andares é essencial para a funcionalidade do projeto”, explica Jaqueline.

Patrícia e Douglas Rueda – Marília - SP

A acompanhante Alenete Cândida de Paula veio de Mato Grosso do Sul acompanhar o marido. “Com os livros eu me esqueço dos problemas de fora.”

Querido HB e equipe O amor dedicado à nossa doce e meiga Nara deu por capaz que transformássemos a visita à UTI no nosso passeio predileto nestes últimos dias! Nos curvamos diante de Vossa Majestade – Hospital de Base. Je Vous Salus, bendito sois! Agradecemos vossa generosidade e reconhecemos vossa precisão, operada pelas mãos milagrosas e abençoadas de vossa equipe. Gente cuidando de gente, como gente grande! Que a Grande Organização Cósmica esteja voltada para Vós, soprando suas melhores vibrações de Vida, Sucesso, Inovação, Profissionalismo e Segurança, para que seja eternamente celeiro de Cura em solo fecundo de Amor e Respeito. Que Deus transforme nas D’Ele as Vossas Mãos para que vosso trabalho cumpra seu destino e beneficie a Humanidade. Deus salve essa Casa e que ela seja sempre Santa; AMÉM! Com gratidão eterna, Cesar Augusto Puls, Isolina de Fátima Piva Puls, Homero Puls Neto, Nara Puls e Yuri Puls

Inês Madalena Dutra está acompanhando sua irmã Veronice e aproveitou para pegar alguns livros. “A leitura é conhecimento adquirido. Gosto de estar bem informada.” Revista do HB - Maio - 2013

15


NHE

Cuidados específicos necessários para prevenção e controle da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causada por influenza A influenza ocorre durante todo o ano, mas é mais frequente nos meses do outono e do inverno, quando as temperaturas caem, principalmente no sul e sudeste do país. Neste período de início de sazonalidade da influenza, observa-se a circulação dos vírus sazonais Influenza A (H1N1) 2009 pdm, Influenza A H3N2 e do vírus Influenza B, com diferente intensidade, em todas as regiões brasileiras. Tanto o H1N1 2009 pdm como o H3N2 são vírus sazonais de maior patogenicidade e podem ocasionar maior número de casos de Síndrome Respiratória Grave (SRAG).

O que precisamos saber sobre a Influenza? Também conhecida como gripe, a influenza é uma infecção do sistema respiratório cuja principal complicação são as pneumonias, que são responsáveis por um grande número de internações hospitalares. A doença inicia-se com febre alta, em geral acima de 38ºC, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios como a tosse e outros, tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral por três a quatro dias após o desaparecimento da febre. É uma doença muito comum em todo o mundo, sendo possível uma pessoa adquirir influenza várias vezes ao longo de sua vida. É também freqüentemente confundida com outras viroses respiratórias, por isso o seu diagnóstico de certeza só é feito mediante exame laboratorial específico. O Brasil possui uma rede de unidades sentinelas para vigilância da influenza, distribuídas em serviços de saúde, que monitoram a circulação do vírus influenza, através de casos de Síndrome Gripal (SG) e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Em São José do Rio Preto, o Serviço de Vigilância Sentinela de Influenza está na Unidade de Pronto Atendimento (UPA-Central), na Rua regente Feijó, nº 33, Vila Ercília. Importante Orientação quanto ao início oportuno do tratamento com Oseltamivir O médico após suspeita clinica deve administrar Fosfato de Oseltamivir (Tamiflu) para as seguintes situações: - Se indicado pelo Protocolo da Influenza, independente da confirmação dos exames laboratoriais - Para pacientes com fatores de risco para complicações, independente da situação vacinal. OBS:1: Protocolo da Influenza está disponível no site HB – Profissionais Saúde à NHE 2: O Fosfato de Oseltamivir (Tamiflu) está disponível nas farmácias do HB e deve ser administrar precocemente

Perguntas freqüentes: 1- Resfriado e influenza (gripe) são a mesma coisa? Não. O resfriado geralmente é mais brando que a gripe e pode durar de 2 a 4 dias. Também apresenta sintomas relacionados ao comprometimento das vias aéreas superiores, como congestão nasal, secreção nasal (rinorréia), tosse e rouquidão. A febre é menos comum e, quando presente, é de baixa intensidade. Outros sintomas também podem estar presentes, como mal-estar, dores musculares (mialgia) e dor de cabeça (cefaléia). Assim como na influenza, no resfriado comum também podem ocorrer complicações como otites, sinusites, bronquites e até mesmo quadros mais graves, dependendo do agente etiológico que está provocando a infecção. Os principais agentes infecciosos do resfriada comum são os Rhinovírus (com mais de 100 sorotipos), os Coronavírus, os vírus Parainfluenza (principalmente o tipo 3), o Vírus Sincicial Respiratório, os Enterovírus e o Adenovírus. 2- Existem outras doenças que podem ser confundidas com a influenza?

Dra Maria Lúcia Machado Salomão, do NHE/HB, Dr José Ricardo Pio Martins, da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, e Dra Ana Freitas Ribeiro ,do Centro de Controle de Doenças da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, durante o Simpósio de Influenza, realizado em 20 de maio de2013. No HB, de janeiro a maio de 2013, foram notificados 90 casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Destes, foram confirmados 16 por Influenza, com a ocorrência de 2 óbitos, ambos do sexo feminino, com 52 e 61 anos de idade, e residentes em São José do Rio Preto. Fonte: NHE/HB SINAN WEB, maio 2013. Dados provisórios Sim, além do resfriado comum, a rinite alérgica é uma das doenças que mais se confundem com a gripe. Na rinite alérgica ocorrem sintomas como espirros, congestão e corrimento nasal. 3- Como a influenza humana é transmitida? A influenza humana pode ser transmitida: - de forma direta:, através das secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao falar, espirrar, ou tossir; ou - de forma indireta: por meio das mãos que, após contato com superfícies recentemente contaminadas por secreções respiratórias de um indivíduo infectado, podem carrear o agente infeccioso diretamente para a boca, nariz e olhos. Vacina - A vacinação anual contra influenza é uma das medidas utilizadas para se prevenir a doença, porque pode ser administrada antes da exposição ao vírus e, é capaz de promover imunidade efetiva e segura durante o período de circulação sazonal do vírus. Devem ser vacinados: crianças de 6 a 23 meses; gestantes;puérperas (até 45 dias após oparto); trabalhadores da saúde; população indígena; pessoas com 60 ou mais anos,portadores de doenças crônicas com apresentação da prescrição médica. A Campanha de Vacinação contra Influenza em 2013 foi realizada nos dias 16 e 17 de abril, no HB, e 16 de maio, na FAMERP, totalizando 2.883 vacinados, sendo 43 gestantes.

Medidas que evitam a transmissão da influenza e outras doenças respiratórias • Frequente higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento; • Utilizar lenço descartável para higiene nasal; • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar; • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas; • Manter os ambientes bem ventilados; • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza; • Evitar sair de casa em período de transmissão da doença; • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados); • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é doença de notificação compulsória. Todo caso suspeito de SRGA internado no HB deve ser notificado no ramal 1380, no NHE/HB. Fontes: http://portal.saude.gov.br - http://www.cve.saude.sp.gov.br - Mais informações NHE/HB ramal= 1380

16 Revista do HB - Maio - 2013

5 revista hb maio 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you