Issuu on Google+


MANTENEDORA Presidente: Vincenzo Francesco Mastrogiacomo Vice-Presidente: Celso Galante Contador: Cleonir Jasckovski

MANTIDAS UNOCHAPECÓ

Reitor: Prof. Odilon Luiz Poli Vice-Reitora de Ensino, Pesquisa e Extensão: Profª. Maria Aparecida Lucca Caovilla Vice-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento: Prof. Claudio Alcides Jacoski Vice-Reitor de Administração: Prof. Antonio Zanin

INSTITUTO GOIO-EN

Diretora: Profª. Rose Maria de Oliveira Mendes

FARMÁCIA-ESCOLA UNOCHAPECÓ Diretora: Profª. Valeria Salete Mokfa


PALAVRA DO PRESIDENTE Vincenzo Francesco Mastrogiacomo Presidente da Fundeste

A Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste – Fundeste, mantenedora da Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó, da Farmácia-Escola Unochapecó e do Instituto Goio-En, atua no mercado do ensino superior há mais de 40 anos, contribuindo com o avanço do ensino superior na região e no Brasil. O cenário da educação superior no Brasil é o reflexo de nosso crescimento. Prova disso são as conquistas que nossa Instituição, bem como todas as filiadas do Sistema Acafe, tiveram por meio da regulamentação da Lei n. 12.881, de 12 de novembro de 2013, que dispõe sobre as Instituições Comunitárias de Educação Superior – ICES, permitindo o acesso à educação superior como Instituições Comunitárias.

Diante das mudanças na educação superior, fica claro que a missão das Instituições de Ensino Superior vai além de suas funções básicas de ensino, pesquisa e extensão. Inclui a necessidade de uma visão social e de responsabilidade social. Para concretizar os trabalhos realizados em 2013, e que ao longo dos anos vêm sofrendo atualizações, apresentamos o Balanço Social 2013 da Fundeste, no qual é possível visualizar as diferentes ações e atividades que desenvolvemos perante a comunidade acadêmica e na sociedade em geral. Essas atividades vão além do ensino superior, como a responsabilidade social, a captação de recursos, os investimentos realizados para o desenvolvimento da região.


SUMÁRIO FUNDESTE

09

MANTIDAS

13

EDUCAÇÃO

19

DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

35

CIDADANIA

47

ESPORTE

53

MEIO AMBIENTE

57

SAÚDE

61

CULTURA

67

DESENVOLVIMENTO HUMANO

79


FUNDESTE


INSTITUCIONAL

A FUNDESTE A Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste) foi criada, em Chapecó, em 1971 pela Lei Municipal n. 141. Tem personalidade jurídica e de direito privado, sem fins lucrativos, filantrópica, de assistência social e comunitária, constituída sob a forma jurídica de Fundação e declarada de utilidade pública nos níveis municipal, estadual e federal. São mantidas da Fundeste a Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), a Farmácia-Escola Unochapecó e o Instituto Goio-En.

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A Fundeste é dirigida por três conselhos: Superior, Fiscal e Diretor.

CONSELHO SUPERIOR CONSELHO DIRETOR

CONSELHO FISCAL

PRESIDÊNCIA

SECRETARIA EXECUTIVA

6

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

PROCURADORIA JURÍDICA


INSTITUCIONAL

CONSELHO SUPERIOR É o órgão deliberativo máximo da Fundeste, constituído por 30 integrantes que representam a Unochapecó e a comunidade externa.

TITULARES

SUPLENTES

REPRESENTAÇÃO

Dalvair Jacinto Angheben Gilson Carlos Confortin Darcílo W. A. Lisboa José Cláudio Caramori Márcio Ernani Sander Vincenzo Francesco Mastrogiacomo Elso de Almeida Alceu Mazzioni Alceu Kuhn Ernani Zottis Ivonei Barbiero Sérgio Roberto Scheffer Mônica Alice Moesch de Farias Odilon Luiz Poli Maria Aparecida Lucca Caovilla Claudio Alcides Jacoski Antonio Zanin Carmem Luiza Hoffmann Mortari Henrique Telles Neto Ilo Odilon Villa Dias Mariângela Alves Storniolo Torrescasana Nilton Martins de Quadros Plínio Seidler Radamés Pereira Roberto Deitos Jonatas de Oliveira Elizandro Ficagna Peterson Vivan Ruan Vinicius Bender Mikair Marafon

Ricardo Antonio Cavalli Antonio Renato Seiler Antonio Ronaldo M. Simões

Conselho Fiscal Profissionais liberais atuantes no município de Chapecó Profissionais liberais atuantes no município de Chapecó Prefeito Municipal Poder Legislativo de Chapecó Associação Comercial e Industrial de Chapecó – ACIC Entidade que congrega os Conselhos Comunitários Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina – Amosc Conselhos Municipais Comunidade Sindical Patronal de Chapecó Comunidade Sindical Patronal de Chapecó Comunidade Sindical de Trabalhadores – Sinproeste Comunidade Sindical de Trabalhadores – Saae Oeste Reitor da Unochapecó Vice-Reitora de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unochapecó Vice-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento da Unochapecó Vice-Reitor de Administração da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo docente da Unochapecó Corpo técnico-administrativo da Unochapecó Corpo técnico-administrativo da Unochapecó Presidente do Diretório Central dos Estudantes da Unochapecó Representante discente da Unochapecó Representante discente da Unochapecó

Ildo Adão Antonini Cássio Manoel Lopes de Quadros Jacir Aver Vilmar Foppa Fábio Luiz Eckert Elio Francisco Cella Ivalberto Tozzo Gerson Roberto Röwer Juliano Luiz Fossá

Clodoaldo Antonio de Sá José Jacir Victovoski

Jaqueline Burati Mariane Elena Bruschi Stephanie Salete de Morais Pereira

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

7


INSTITUCIONAL

CONSELHO FISCAL Órgão de acompanhamento e fiscalização contábil e econômico-financeiro.

TITULARES

SUPLENTES

REPRESENTAÇÃO

Dalvair Jacinto Angheben Rosalda de Carli Chemin Silvia Cristina Farina dos Santos Nédio Conci Alexandre Lazzari Konfranz Paulo Sérgio Jordani Ricardo Antonio Cavalli Américo do Nascimento Junior Rodrigo Barichello

Carmen Marieta Hammerschmitt Tânia Kelli Kunz Ariete Hoffmann Lauxen Itamar Antonio Agnoletto Tatiane Pilonetto Dalberto Adir Faccio Reinaldo Mombelli Oracílio Costella Mariângela Alves Storniolo Torrescasana

Conselho Regional de Contabilidade Técnico-administrativo da Unochapecó Conselho Municipal de Assistência Social Poder Legislativo de Chapecó Discente da Unochapecó Conselho Regional de Administração OAB Subseção Chapecó Poder Executivo de Chapecó Docente da Unochapecó

CONSELHO DIRETOR

PRESIDÊNCIA

Órgão consultivo e de gestão da administração da Fundeste.

Presidente: Vincenzo Francesco Mastrogiacomo

TITULARES Claudio Alcides Jacoski Celso Galante Gilberto João Badalotti Odilon Luiz Poli Luciano Buligon Rose Maria de Oliveira Mendes Severino Teixeira da Silva Filho Vincenzo Francesco Mastrogiacomo

SUPLENTES Antonio Zanin Adriano Reginatto Klein Roselaine Barboza Vinhas

8

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

Vice-Presidente: Celso Galante

PROCURADORIA JURÍDICA Procurador Jurídico: Rudimar Roberto Bortolotto

SECRETARIA EXECUTIVA Secretária Executiva: Aline Sonza Alessio


MANTIDAS


MANTIDAS

UNOCHAPECÓ

MISSÃO

Fundada em 2002 e credenciada pelo Decreto Estadual n. 5571, de 27 de agosto de 2002, renovado pelo Decreto Estadual n. 659, de 25 de setembro de 2007, a Universidade Comunitária da Região de Chapecó é resultado de um processo iniciado em 1970, com o Centro de Educação Superior/Fundeste, que pela mobilização da sociedade e reconhecimento das autoridades cresceu e chegou ao status de universidade. Hoje, é a melhor universidade do oeste catarinense e está entre as principais do estado de Santa Catarina em qualidade de ensino, segundo avaliação do Ministério da Educação.

Produzir e difundir conhecimento, contribuindo com o desenvolvimento regional sustentável e a formação profissional cidadã.

VISÃO Ser referência como universidade comunitária, reconhecida pela sua produção científica, qualidade acadêmica, gestão democrática e atuação na sociedade.

A Unochapecó atua em ensino, pesquisa e extensão. Tem sede em Chapecó e Unidades Fora de Sede em Xaxim e São Lourenço do Oeste. Possui mais de 9,5 mil estudantes matriculados em 58 cursos de graduação, 39 cursos de especialização (pós-graduação lato sensu), 4 cursos de mestrado e 3 doutorados conveniados. O quadro funcional inclui 513 professores, dos quais mais de 60% são mestres e doutores, 440 técnicos-administrativos, 187 estagiários e 58 monitores. Nas três unidades, soma 192 salas de aula, 114 laboratórios, 200 mil exemplares de livros e periódicos nas bibliotecas e mais de dois mil computadores com acesso à internet. A gestão é de responsabilidade de um reitor e de três vice-reitores: de Ensino, Pesquisa e Extensão; de Planejamento e Desenvolvimento; e de Administração. Os cursos de graduação e pós-graduação estão vinculados a quatro áreas: Ciências Exatas e Ambientais; Ciências Humanas e Jurídicas; Ciências da Saúde; e Ciências Sociais Aplicadas.

CURSOS DE ALUNOS NA SALAS ACERVO DA BIBLIOTECA ÁREA CONSTRUÍDA 2 GRADUAÇÃO GRADUAÇÃO DE AULA LABORATÓRIOS (EXEMPLARES) (M )

10

CHAPECÓ

50

7794

164

111

181.601

59.957,13

SÃO LOURENÇO DO OESTE

07

506

21

02

13.046

2.360,73

XAXIM

01

132

07

01

4.816

1.600,60

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


MANTIDAS

FARMÁCIA-ESCOLA UNOCHAPECÓ O compromisso de uma universidade com a comunidade não se dá somente com o ensino. A atuação é muito mais abrangente quando existe a proposta de promover o ensino, a pesquisa, a extensão e a prestação de serviços. A Farmácia-Escola Unochapecó, criada em outubro de 2003, cumpre com esse objetivo, pois desde o início foi pensada para atuar tanto como espaço de aprendizado, onde os acadêmicos do curso de Farmácia desenvolvem sua formação, quanto como um ponto de relacionamento com a sociedade regional. Com uma ampla estrutura, dá destaque para a área pedagógica, executando com os estudantes do curso de Farmácia da Unochapecó, em suas diferentes fases de estágio, a dispensação de medicamentos, produtos de higiene, beleza e perfumaria; a manipulação de fórmulas personalizadas, como medicamentos alopáticos, fitoterápicos e dermo-

cosméticos; a execução de serviços farmacêuticos (verificação de sinais vitais, pressão arterial, aplicação de injetáveis); e orientações em gestão de farmácia. Os profissionais da Farmácia-Escola Unochapecó têm qualificação e experiência e são comprometidos com a qualidade e a segurança dos medicamentos produzidos e dispensados. Além das atividades voltadas à comunidade chapecoense, com a participação em várias campanhas de ação social externas, em 2013 a Farmácia-Escola voltou-se mais efetivamente ao público da Unochapecó, adequando o estoque ao perfil do seu principal público consumidor e oferecendo facilidades como preços promocionais e opções de pagamento diferenciadas. Com o slogan ‘Ensinando a viver bem’, a Farmácia-Escola completou 10 anos em 2013 e segue sua missão contribuindo para a formação de novos profissionais farmacêuticos, oferecendo atendimento diferenciado para a população em geral e conscientizando as pessoas sobre o uso racional de medicamentos.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

11


MANTIDAS

INSTITUTO GOIO-EN Constituído em 2003 com o nome de Instituto Regional para o Desenvolvimento Sustentável, em 2009 passou a se chamar Instituto Goio-En. Atualmente possui um escritório na Unochapecó, em Chapecó, e uma nova unidade em Águas de Chapecó. Na área de atuação, desenvolve projetos e ações em duas áreas: Estudo dos Peixes e Educação Ambiental. A preservação de espécies de peixes migradores e a conservação da variabilidade genética são de suma

12

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

importância para o equilíbrio ambiental do rio Uruguai. Além disso, no cenário atual da piscicultura, a criação de peixes nativos pode apresentar-se como uma alternativa para manter o crescimento da piscicultura catarinense, sendo uma opção de renda para muitas famílias da região. Outra forma de atuação do Instituto Goio-En nas comunidades é por intermédio do Programa de Educação Ambiental. Caracterizada pelas ações transformadoras, a Educação Ambiental busca a gestão e as mudanças dos problemas ambientais a partir do incentivo da participação e interesse dos indivíduos.


MANTIDAS

ESTUDO DOS PEIXES A fim de dar continuidade ao trabalho que o Instituto Goio-En já realiza há muitos anos, em 2013 houve a mudança da estrutura e a transferência de cerca de 2.160 matrizes de peixes da Unidade de São Carlos para a de Águas de Chapecó, o que possibilitou a reprodução de peixes no segundo semestre de 2013. Após a produção de diversas espécies, iniciada em dezembro de 2013, o Instituto Goio-En realizou a

EDUCAÇÃO AMBIENTAL Por considerar a Educação Ambiental essencial e de grande relevância para o processo de construção da cidadania, o Instituto Goio-En executa, desde junho de 2013, o Programa de Educação Ambiental da Linha de Transmissão da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó Energia S.A. nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A intenção do Programa é contribuir para despertar

soltura de cerca de 288.000 alevinos das espécies dourado (Salminus brasiliensis), jundiá (Rhamdia quelen), curimbatá (Prochilodus lineatus) e suruvi (Steindachneridion scriptum). As ações de soltura, previstas em parceria firmada entre a Fundeste e a Foz do Chapecó Energia S.A, visam ao repovoamento do rio Uruguai e afluentes, assim como à conservação dos recursos aquáticos. Além de servir como base para reprodução, a estrutura instalada em Águas de Chapecó visa ao desenvolvimento de pesquisas, tecnologia de cultivo e à manutenção do banco genético.

um novo olhar em relação aos resíduos gerados, dando utilidade ao que seria descartado, além de possibilitar que esta ação tenha continuidade no dia a dia dos demais familiares dos participantes das atividades. Dentro da temática, as principais ações educativas executadas são estas: Cursos de formação de educadores ambientais - especialmente com professores; Encontros de educadoras ambientais do campo; Oficinas pedagógicas para estudantes; e Ciclos de conscientização ambiental.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

13


EDUCAÇÃO


EDUCAÇÃO No cenário atual, percebe-se a necessidade crescente de o ensino de graduação estar voltado às transformações sociais, às exigências do mundo do trabalho e às demandas regionais e locais. Neste sentido, a responsabilidade da Unochapecó centra-se na formação profissional cidadã, assegurando a qualidade acadêmica e a articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão. Para tanto, os mais de 40 cursos de graduação ofertados na instituição têm dinamizado as práticas pedagógicas, buscando atender as especificidades de cada área, em consonância com os avanços tecnológicos e as novas metodologias de ensino.

A dificuldade em buscar o conhecimento e apropriar-se dele sem a mediação de um professor é um dos pontos mais preocupantes, pois, pelo fato de a realidade mudar rapidamente, o profissional que não continuar aprendendo em pouco tempo estará desatualizado. Por isso, a Unochapecó criou mecanismos para favorecer novas metodologias de ensino e aprendizagem, com vistas à utilização mais efetiva das tecnologias educacionais, bem como à promoção do protagonismo, ou seja, maior autonomia dos estudantes.

AS MUDANÇAS

UNOCHAPECÓ PLANEJA MUDANÇAS PARA 2014 Atenta aos movimentos na área da educação, a Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) detectou a necessidade de atualização e aprimoramento dos processos acadêmicos e administrativos. Em 2013, com base em estudos detalhados, foram definidos os caminhos a serem percorridos a fim de manter a excelência e a qualidade, tanto do ensino quanto dos demais serviços que a Unochapecó oferece às comunidades interna e externa. A realidade social, econômica e cultural do mundo está mudando rapidamente e as universidades precisam se atualizar, incorporando os recursos tecnológicos às práticas pedagógicas. Essa adequação é necessária para atender a demanda da sociedade que, desde a década de 90, vem apontando falhas no sistema de ensino brasileiro que interferem no desenvolvimento do País. Uma das mudanças necessárias é a substituição do modelo pautado na reprodução e transmissão de conhecimento por um método que instigue os estudantes a buscar mais informações, independentemente da mediação do professor. Como resultado teremos profissionais com maior autonomia, capazes de propor soluções e não apenas executar tarefas.

15

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

Aos 50 minutos da aula presencial serão acrescidos dez minutos de Trabalho Discente Efetivo (TDE). Assim, um percentual de 16,67% da carga horária da disciplina será desenvolvido pelo estudante em diferentes formas de participação, com vistas à mobilização para um processo ativo de apropriação do conhecimento. Essas atividades são relacionadas às aulas presenciais. O TDE será registrado pelos docentes no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), possibilitando a interação entre estudantes e docentes. A organização do ensino, tanto em termos de conteúdos quanto em termos de metodologias, busca a sintonia com as características atuais da sociedade e com o projeto de desenvolvimento social com que estamos comprometidos. Para atingir o objetivo proposto, a Unochapecó investe fortemente na capacitação para a docência universitária, com diversas atividades envolvendo docentes e discentes. Capacitação aos Professores Ingressantes: Processo de Ensinagem e Avaliação do Ensino/Aprendizagem; Planejamento e Planos de Ensino. XI Ciclo de Estudos em Docência no Ensino Superior: oficinas sobre Trabalho Discente Efetivo (TDE) e Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA); curso Didática do Pensamento Crítico, discussão relativa a todos os Projetos Pedagógicos de Cursos. Encontros com estudantes e docentes: orientação aos ingressantes sobre Trabalho Docente Efetivo (TDE).


EDUCAÇÃO

COMUNITÁRIAS Após vários anos de discussão e trabalho, em novembro de 2013 foi sancionada pela Presidência da República a Lei n. 12.881, que regulamenta o funcionamento das instituições comunitárias de ensino superior (ICES). A aprovação foi comemorada no meio universitário pois representa um grande avanço para as instituições comunitárias, mas alguns vetos deixaram questões importantes sem solução. Entre as mudanças que beneficiam as Ices está a possibilidade de acessar editais para captação de recursos abertos às instituições públicas. Antes da lei, apenas as instituições de ensino mantidas pelo governo podiam se candidatar. Já os vetos referem-se, principalmente, ao Imposto de Renda. Se a lei tivesse sido aprovada na íntegra, seria permitido que as ICES mantivessem nos municípios os recursos provenientes do imposto de renda retido na fonte para investir em melhorias nas universidades.

DO SONHO À REALIDADE A campanha pelo reconhecimento das instituições comunitárias foi iniciada em 2010, com o Projeto de Lei 7.639/2010. Desde o início a Unochapecó foi uma das instituições mais ativas, tendo sido representada por dirigentes, docentes, técnicos e estudantes em várias tratativas com os poderes legislativo e executivo, tanto na esfera estadual quanto na federal. O discurso da campanha – da qual participaram gestores de todas as entidades que compõem a Associação Catarinense de Fundações Educacionais (Acafe) e a Associação Brasileira de Universidades Comunitárias (Abruc) – defendeu a importância das universidades comunitárias para o desenvolvimento regional, estadual e nacional.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

16


EDUCAÇÃO

GRADUAÇÃO

Plínio Arlindo de Nes, em dois momentos: no primeiro ato, colaram grau os estudantes da Área de Ciências Humanas e Jurídicas e da Área de Ciências da Saúde; da segunda solenidade, participaram os cursos da Área de Ciências Sociais Aplicadas e da Área de Ciências Exatas e Ambientais. No segundo semestre, a colação institucional foi realizada em quatro solenidades, sendo duas por dia. Estudantes das áreas de Ciências Humanas e Jurídicas e Ciências da Saúde colaram grau no primeiro dia, e os estudantes das áreas de Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Exatas e Ambientais no segundo.

Em reconhecimento à formação profissional, a Unochapecó concedeu 906 diplomas de graduação em 2013. Dos estudantes graduados, 471 colaram grau em cerimônia institucional. Em 2013, por meio da colação de grau institucional, formato implantado em 2011, a Unochapecó conferiu o diploma de graduação a 471 novos profissionais, de 37 cursos. No primeiro semestre, a cerimônia foi realizada no Teatro do Centro de Cultura e Eventos

CURSOS DE GRADUAÇÃO Total de cursos de graduação Modalidade bacharelado Modalidade licenciatura Modalidade tecnólogo Tempo médio de duração do curso Tempo médio de permanência do discente no curso

INDICADORES DO CORPO DISCENTE GRADUAÇÃO Total de alunos na graduação Total de homens Total de mulheres Alunos com bolsa integral Alunos com bolsa parcial Total de alunos com deficiência Ingressantes no período Formados no período

17

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

2013

2012

QUANTIDADE % S/ TOTAL QUANTIDADE % S/ TOTAL 58 33 19 6

100 56,90 32,76 10,34 4 anos 4 anos

61 34 21 6

100 55,76 34,42 9,82 4 anos 4 anos

2013

2012

QUANTIDADE % S/ TOTAL QUANTIDADE % S/ TOTAL 8.432 3.591 4.841 2.616 5.949 99 2.972 906

100,00 42,59 57,41 31,02 70,55 1,17 35,25 10,74

8.164 3.387 4.777 2.057 4.129 66 2.530 997

100,00 41,49 58,51 25,19 50,57 0,80 30,98 12,21


EDUCAÇÃO UNOCHAPECÓ FORMA PRIMEIRA TURMA DE ODONTOLOGIA E DE PRODUÇÃO LEITEIRA Entre os egressos de 2013 destacam-se os estudantes das primeiras turmas dos cursos de Odontologia, ofertado em Chapecó, e de Produção Leiteira, de São Lourenço do Oeste. O curso de bacharelado em Odontologia, implantado no primeiro semestre de 2009, formou 29 profissionais. Com duração de quatro anos e meio (9 semestres), o curso oferece completa estrutura para o ensino e a prática, incluindo 81 consultórios modernos, além de diversos laboratórios. Já a primeira turma do curso de Produção Leiteira, ofertado na modalidade de tecnólogo, contou com 34 formandos. Implantado em 2010, com duração de três anos, o curso foi desenvolvido em convênio entre a Unochapecó e prefeituras do noroeste catarinense, tendo em vista a necessidade da região em formar profissionais para atuar no meio rural em atividades relacionadas à agricultura, zootecnia e agroindústria para o trabalho na cadeira produtiva do leite.

UNOCHAPECÓ AMPLIA OFERTA DE CURSOS DE GRADUAÇÃO Dois cursos novos, Jogos Digitais e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, foram implantados em 2013, com o objetivo de atender a demanda de novos mercados que vêm surgindo em função do desenvolvimento tecnológico e da expansão de dispositivos móveis que permitem o acesso à internet. Além desses, foi aprovado também o curso de Engenharia de Produção, que deve ser implantado em 2014, e o projeto do curso de Biblioteconomia está em aprovação no MEC.

JOGOS DIGITAIS, ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS, BIBLIOTECONOMIA (EaD) E ENGENHARIA DE PRODUÇÃO SÃO NOVAS OPÇÕES DE GRADUAÇÃO.

QUALIDADE DE ENSINO A qualidade do ensino é uma das principais preocupações da Unochapecó. Por isso, a instituição mantém atividade de qualificação docente e investe de forma permanente na manutenção e expansão dos espaços de estudo, como sala de aulas e laboratórios, e convivência. O resultado tem vindo em forma de reconhecimento pelos órgãos de avaliação. Os conceitos obtidos pelos cursos de graduação colocam a Unochapecó entre as melhores do estado. Dos cursos avaliados no ciclo 2009-2012, nove tiveram conceito 4 no Enade. Já no Conceito Preliminar de Curso, 18 obtiveram nota 3 e seis ficaram com conceito 4. Nas avaliações do Conselho Estadual de Educação, nesse mesmo período, a avaliação de 11 cursos foi 4 e 17 obtiveram conceito 3, numa escala de 0 a 5. Nenhum curso foi avaliado com conceito inferior a 3. Além das avaliações oficiais, 15 cursos da Unochapecó foram classificados entre os melhores do Brasil pelo Guia do Estudante, da Editora Abril. No exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o índice de aprovação também foi positivo. Dos 66 bacharéis em Direito aprovados no IX Exame de Ordem Unificado em Chapecó, 28 (42,5%) são egressos da Unochapecó. FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

18


EDUCAÇÃO

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nos últimos anos, a Unochapecó vem investindo na modernização e na aproximação com o setor produtivo e com as organizações sociais, aprimorando os instrumentos de apoio ao desenvolvimento, com foco na inovação tecnológica, na agilidade, na qualidade dos serviços prestados, e promovendo a transformação.

serviços passou a ser disponibilizada e está acessível à população e às organizações econômicas de toda a região. Entre os investimentos, destaca-se a elaboração e oferta de novos projetos de cursos de pós-graduação em nível de especialização - lato sensu.

EM 2013, A UNOCHAPECÓ CONCEDEU CERTIFICADO DE CONCLUSÃO A 335 NOVOS ESPECIALISTAS.

Esses cursos – em 2013 foram ofertados 39 – são pensados na lógica do mercado e visam capacitar profissionais para atender demandas específicas nas mais diversas áreas. Assim, os profissionais formados pela Unochapecó têm a possibilidade de ampliar o conhecimento técnico acerca da sua profissão ou área de atuação, e se mantêm conectados às novas tendências do mercado.

Com isso, uma grande gama de novos cursos e

CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

2013

QUANTIDADE % S/ TOTAL QUANTIDADE % S/ TOTAL

Total de cursos de pós-graduação Doutorado (Conveniado) Mestrado Especialização Tempo médio de duração do curso Tempo médio de permanência do discente no curso

INDICADORES DO CORPO DISCENTE PÓS-GRADUAÇÃO Total de alunos da pós-graduação Total de homens Total de mulheres Total de alunos com deficiência Ingressantes no período Formados no período

19

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

2012

45 2 4 39

100 4,44 8,89 86,67 2 anos 2 anos

36 0 4 32

100 0,00 11,12 88,88 1,5 anos 1,5 anos

2013

2012

QUANTIDADE % S/ TOTAL QUANTIDADE % S/ TOTAL 1.073 414 659 11 733 335

100,00 38,58 61,42 1,03 68,31 31,22

986 389 597 7 433 219

100,00 39,45 60,55 0,71 43,91 22,21


EDUCAÇÃO

9.505

9.600 9.400 9.200 9.000 8.800

9.150

Comparativamente ao segundo semestre de 2012, o número de estudantes matriculados cresceu 3,8% em 2013, totalizando 9.505 estudantes em cursos de graduação e pós-graduação (especialização e mestrado).

EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE ALUNOS — 2009-2013 (GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO)

8.941

NOVO RECORDE DE MATRÍCULAS EM 2013

8.600

0,00

2009

8.389

8.200

8.272

8.400

2010

2011

2012

2013

UNOCHAPECÓ MANTÉM CURSOS DO PARFOR Desde o segundo semestre de 2009, a Unochapecó oferta cursos de licenciatura destinados à formação inicial dos professores da Educação Básica da rede pública, na modalidade presencial. Esses cursos são vinculados ao Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – Parfor, sob acompanhamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O Parfor tem como finalidade promover a melhoria da qualidade da Educação Básica e expandir a oferta de cursos de licenciatura. Em 2013, a Unochapecó ofertou vagas pelo Parfor para os cursos de Ciências Biológicas, Geografia, Letras – Português/Inglês, Matemática e Ciências da Religião, este com início das aulas previsto para 2014. Para facilitar o acesso e a permanência dos professores nos cursos do Parfor, as aulas são em regime especial, às sextas-feiras à noite e aos sábados pela manhã. Durante os recessos escolares são ministradas disciplinas concentradas.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

20


EDUCAÇÃO CURSO DE LICENCIATURA INTERCULTURAL INDÍGENA

MAIS UM PROJETO PIBID APROVADO EM 2013

Ofertado pela Unochapecó desde de 2009, o curso de Licenciatura Intercultural Indígena iniciou as atividades de uma nova turma em 2013, com 70 matriculados, na Escola Indígena Fennó, na Aldeia Toldo Chimbangue de Chapecó.

A Unochapecó, no final de 2013, apresentou à Capes o projeto Articular Universidade e Escola, que foi novamente aprovado no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). O atual projeto contempla 87 bolsistas estudantes de cinco licenciaturas – Letras, Artes, Educação Física, Matemática e Biologia, que atuam em escolas municipais e estaduais. Há ainda cinco coordenadores de área e 13 supervisores escolares que participam de experiências no processo ensino-aprendizagem, visando inserir os licenciandos no cotidiano de escolas da rede pública de educação, proporcionando-lhes oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar. Todos os envolvidos recebem bolsas federais para qualificar a formação por meio da aproximação com os cenários de práticas.

Essa Licenciatura se dá por meio de parceria com a Secretaria Estadual de Educação do Estado de Santa Catarina, com bolsas integrais do artigo 171. A formação é em Licenciatura Intercultural Indígena com habilitação em quatro áreas: Matemática e Ciências da Natureza; Ciências Sociais; Línguas, Artes e Literaturas; e Pedagogia. A primeira turma foi ofertada em Ipuaçu (SC), na Terra Indígena Chapecó, e as aulas eram realizadas na Escola Indígena de Educação Básica Cacique Vanhkré e na Unochapecó. Já para a nova turma, todas as aulas serão ministradas na Aldeia. PIBID DIVERSIDADE O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) é financiado pelo governo federal através da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Na Unochapecó o projeto foi aprovado em 2013, com início das atividades previsto para 2014. Este projeto está voltado para estudantes da Licenciatura Intercultural Indígena e será desenvolvido na Escola de Educação Básica Cacique Vanhkré, na Terra Indígena Chapecó, em Ipuaçu (SC), e na Escola Fennó, na Aldeia Toldo Chimbangue, em Chapecó (SC). Foram contemplados com a bolsa 40 estudantes, que serão supervisionados por 4 professores coordenadores de área, 4 professores supervisores (professores das escolas) e um coordenador institucional. A grande contribuição deste projeto para essas escolas e para as comunidades indígenas é a qualificação de futuros professores, comprometendo-os ainda mais com a investigação, o registro e a valorização dos bens culturais e ambientais de suas comunidades. A proposta também lança o desafio de implementar um projeto que possibilite a articulação entre os saberes do ensino básico e também superior, podendo contribuir no processo de formação dos professores indígenas, instrumentalizando-os para a execução de metodologias interdisciplinares que possibilitam o diálogo entre as diferentes áreas.

21

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Professores, estudantes e técnicos-administrativos discutiram três dos sete eixos da Conferência Nacional de Educação (Conae), a ser realizada em 2014. Na conferência, com base no documento-referência Conae-2014, será elaborado o Plano Nacional de Educação. Por isso a importância e a necessidade de instituições de ensino superior públicas, comunitárias e privadas do Brasil debaterem os pontos apresentados no documento. Na Unochapecó foram debatidos os eixos Educação e diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos; Qualidade da educação: democratização do acesso, permanência, avaliação, condições de participação e aprendizagem; e Financiamento da educação, gestão, transparência e controle social dos recursos. Após a discussão, foram eleitos os delegados que apresentarão as proposições em encontro municipal. Antes da conferência ainda serão realizados debates em âmbito regional e estadual.


EDUCAÇÃO CAPACITAÇÃO DE GESTORES ACADÊMICOS

CERTIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO

A gestão estratégica, pedagógica e administrativa que envolve a Unochapecó foi debatida e aprofundada durante capacitação para gestores acadêmicos dos cursos de graduação e pós-graduação, promovida pela Vice-reitoria de Ensino, Pesquisa e Extensão. Com o tema ‘O papel do coordenador de graduação e o processo de avaliação da qualidade de ensino’, o evento propôs a capacitação de gestores para o enfrentamento dos desafios da educação superior no contexto da sociedade do século XXI.

Considerando as mudanças na legislação sobre a assistência social, as Vice-Reitorias de Ensino, Pesquisa e Extensão e de Administração organizaram o Seminário do Cebas (Certificação de entidades beneficentes de assistência social), com a finalidade de capacitar pessoas que trabalham diretamente com a assistência social e sanar as dúvidas decorrentes das novas regras. A capacitação se deu por meio de videoconferência, ministrada pela professora Maria Ednalva de Lima, doutora em Direito, especialista em Direito Tributário, Educacional e Assistência Social e autora de livros e artigos nessas áreas.

SEMINÁRIO SOBRE SISTEMAS DE ENSINO

EXERCÍCIO DA CIDADANIA NO MERCOSUL

Com o objetivo de reunir representantes estaduais e municipais de educação e a sociedade civil para discutir o regime de colaboração do sistema de ensino catarinense, o Conselho Estadual de Educação de Santa Catarina (CEE) e a Unochapecó realizaram o III Seminário Estadual de Sistemas de Ensino de Santa Catarina, em julho de 2013. A programação contou com palestras sobre a educação em Santa Catarina, além de sessão especial do Conselho e reuniões das comissões que o integram. Cerca de 300 pessoas participaram do evento.

O reitor da Unochapecó, professor Odilon Poli, coordenou a oficina “Integração e troca de experiências entre as universidades do Mercosul”, que tratou, também, sobre intercâmbio acadêmico, no Seminário Mercosul Cidadão, cujo objetivo é promover o intercâmbio entre países do Mercosul, em vários temas de interesse comuns, ligados ao desenvolvimento e ao exercício da cidadania, incluindo questões como acesso ao trabalho, à saúde, à livre circulação, à educação e à cultura. O evento foi organizado pela prefeitura de Chapecó e pela União dos Parlamentares Sul Americanos e do Mercosul (UPM), com apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

22


EDUCAÇÃO CENTRO CULTURAL DO MERCOSUL Um documento que propõe emenda parlamentar coletiva para a construção do Centro Cultural do Mercosul, um espaço de difusão de conhecimentos para a realização de eventos de caráter científico, tecnológico, cultural e de negócios, foi entregue pelo reitor da Unochapecó, professor Odilon Poli, ao coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado federal Marco Tebaldi. A proposta de construção conta com apoio da prefeitura de Chapecó, da Câmara de Vereadores, da Associação Comercial e Industrial (ACIC) e da Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste). O documento solicita que o Fórum encaminhe emenda coletiva em nome da bancada, prevendo recursos necessários para a implantação do Centro Cultural do Mercosul em Chapecó.

CAPACITAÇÃO PROGRAMA UNIVERSIDADE-ESCOLA

SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

O Programa Universidade-Escola para Formação Docente, mantido pela Unochapecó, promoveu atividades de capacitação para professores da educação básica de Chapecó. O principal objetivo do programa é aproximar a universidade dos estabelecimentos de ensino que recebem estudantes de licenciatura para realização de estágios, tanto curriculares, que são aqueles previstos na matriz curricular e, portanto, obrigatórios, quanto os não obrigatórios.

A palestra de abertura da primeira edição do Seminário de Iniciação à Docência, promovido pelo Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) da Unochapecó, em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ‘Ações e perspectivas do Pibid’, foi ministrada pelo representante da Capes Talysson Andrey Rocha Santos, que apresentou um panorama atualizado dos resultados do Pibid e falou do crescimento do programa, que passou de 3 mil bolsas em 2009, quando foi criado, para 45 mil em 2013, e prevê oferta de 75 mil bolsas para 2014. Além desta, a programação incluiu a palestra ‘A modernidade e a educação’, com o professor Nedilso Lauro Brugnera, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), minicursos, debates e apresentação de trabalhos por estudantes de licenciaturas e comunidade externa.

As ações do programa são entendidas como contrapartida à abertura que é dada aos estudantes da Unochapecó. Com o tema geral ‘Educação e Prática Educativa IX’, em 2013, professores da instituição ministraram sete oficinas nas áreas de artes, letras, educação física, ciências e biologia, anos iniciais, matemática e humanidades. Participaram das atividades cerca de 200 professores das escolas de Educação Básica Druziana Sartori, Ernesto Bertaso, Valesca Parizoto e Antônio Morandini. Além das oficinas, são realizadas palestras e seminários de socialização.

23

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


EDUCAÇÃO CAMPANHA PRÓ-LICENCIATURAS No lançamento, em mesa-redonda, foram debatidos temas acerca dos cursos de licenciatura e dos profissionais da área, com a participação da professora Izabel Lima Pessoa, representante da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal em Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação. A campanha foi coordenada pela Diretoria de Ensino da Unochapecó, com o apoio da Diretoria de Marketing e Comunicação, do Fórum de Licenciaturas, do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa Universidade-Escola.

‘O BOM PROFESSOR VAI ALÉM DA SALA DE AULA’ FOI O TEMA DA CAMPANHA DESENVOLVIDA PELA UNOCHAPECÓ QUE DEFENDEU A VALORIZAÇÃO E O FORTALECIMENTO DAS LICENCIATURAS E DA PROFISSÃO DOCENTE.

SEMINÁRIO CATARINENSE DAS LICENCIATURAS A Unochapecó sediou o II Seminário Regional Catarinense das Licenciaturas, promovido pelo Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente de Santa Catarina, coordenado pelas professoras Teresa Machado da Silva Dill, da Unochapecó, e Claudia Finger-Kratochvil, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). O objetivo do seminário é debater a realidade da educação básica, a fim de propor novas diretrizes para os cursos de licenciatura em Santa Catarina, visando qualificar a formação de professores da educação básica.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

24


EDUCAÇÃO

INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NA UNOCHAPECÓ O contato com pessoas de diversas partes do mundo, possível em função das tecnologias de comunicação e informação, tem despertado o interesse de estudantes em conhecer novas culturas, entender como as coisas funcionam em outros países e adaptar esses conhecimentos à realidade brasileira, muitas vezes propondo soluções inovadoras e diversificadas para demandas de toda ordem. A Unochapecó, comprometida com a formação integral dos estudantes, mantém e intermedia programas de mobilidade acadêmica, com o objetivo de auxiliar os estudantes que desejam fazer intercâmbio, bem como de divulgar as opções existentes e incentivar mais estudantes a encararem os desafios e as maravilhas de uma experiência internacional.

Também por meio do programa de Mobilidade Acadêmica oferecido pela ARNI, a estudante italiana Martina Distefano veio para o Brasil cursar disciplinas do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo. Como está concluindo o curso iniciado na Università degli Studi di Catania, as aulas na Unochapecó podem ser a última experiência de intercâmbio de Martina, que já viajou para a Nova Zelândia e Portugal. Além dos conhecimentos técnicos e científicos, e da possibilidade de comparar a arquitetura brasileira à italiana, a experiência de intercâmbio permite à estudante conhecer e experienciar uma nova cultura, adaptando-se às diferenças na alimentação, na rotina e até mesmo nas relações interpessoais.

Foi por intermédio da Assessoria de Relações Nacionais e Internacionais (ARNI) que Augusto Schmidt, estudante de Medicina da Unochapecó, viajou para a Coreia do Sul, para um intercâmbio de 12 meses na universidade Ewha. Além do contato com uma cultura totalmente diferente da brasileira, o pro-

Assim como Augusto, outros estudantes da Unochapecó aproveitaram as oportunidades de intercâmbio mediadas pela ARNI e cursaram algumas disciplinas dos cursos que frequentam fora do País, em instituições com as quais a Unochapecó mantém parcerias e convênios.

ESTUDANTE

CURSO

INSTITUIÇÃO

PAÍS

Adriani Cristiani Stanga Alam Maciel Andressa Botton* Caroline Dallacorte Débora Radaelli* Deise Domingues da Rocha Diego Bernardi* Eduardo Olivo Emanuelle Mittmann Jéssica Dutra Jéssica Taísa Zanetti Joanna Nedel Kariny Pizzol Maiara Bastiani Bisognin Samara Behling

Mestrado em Educação Sistemas de Informação Engenharia Química Engenharia de Alimentos Educação Física Mestrado em Saúde Engenharia Mecânica Mestrado em Ciências Ambientais Ciência da Computação Direito Engenharia Química Engenharia de Alimentos Direito Medicina Engenharia de Alimentos

Universidade do Minho Dublin Business College Universitat Rovira i Virgili Universitat Rovira i Virgili Universidade do Porto Universidade do Minho Universitat Rovira i Virgili Universitat Rovira i Virgili Universidade do Porto Universidade do Porto University of Sydney Universitat Rovira i Virgili Universidade do Porto Universidade do Porto Universitat Rovira i Virgili

Portugal Irlanda Espanha Espanha Portugal Portugal Espanha Espanha Portugal Portugal Austrália Espanha Portugal Portugal Espanha

*Intercâmbios iniciados em setembro de 2012.

25

grama permite aprofundar conhecimentos sobre a profissão e deve contribuir também para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Augusto, cujo tema central são questões de gênero, sexualidade e suas implicações. A universidade Ewha é destinada para mulheres, mas aceita visitantes e intercambistas homens e é a única da Coreia do Sul que aceita estrangeiros no curso de Medicina.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


EDUCAÇÃO PROGRAMAS OFERECIDOS

federal. Professores e técnicos-administrativos da Unochapecó também podem fazer intercâmbio. Para ser mediada pela Arni, a viagem deve ser focada nos estudos e o curso a ser frequentado fora do País deve ter relação com a área de formação ou com a função que desempenha na universidade.

Estudantes da Unochapecó podem se candidatar a intercâmbios pelo Programa de Mobilidade Acadêmica institucional e também pelo Programa Ciência sem Fronteiras, mantido pelo governo

INSTITUIÇÕES PARCEIRAS ARGENTINA

ESPANHA

Universidad Nacional Del Nordeste – UNNE

Universitat Rovira I Virgili – Tarragona

Universidad Del Museo Social Argentino

Universitat de Girona

Universidad Nacional de Luján

Universidad de Castilla La Mancha

Instituto Superior Antonio Ruiz de Montoya

Universidad de Murcia

CHILE

Universidad de La Rioja Universitát Autonoma de Barcelona

Universidad Del Pacífico

PARAGUAI

MÉXICO

Universidad Nacional de Villarica Del Esperitu Santo

Universidad Veracruzana

PORTUGAL Universidade do Porto

ITÁLIA Universitat Degli Studi Catania

FRANÇA Universidade Panthéon – ASSAS

ESTADOS UNIDOS University of Wisconsin Milwaukee

CANADÁ REINO UNIDO

ALEMANHA

FRANÇA ITÁLIA PORTUGAL ESPANHA

E S TA D O S U N I D O S

MÉXICO

BRASIL PARAGUAI

PAÍSES COM INSTITUIÇÕES PARCEIRAS OUTROS

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

26


EDUCAÇÃO

POP UNOCHAPECÓ Em 2013, o Programa de Orientação Profissional (POP) Unochapecó atendeu cerca de 100 escolas públicas e particulares, desenvolvendo atividades com estudantes do terceiro ano do ensino médio, a fim de promover reflexão acerca da importância de construir um projeto de vida. Implantado há oito anos, o POP Unochapecó abrange escolas da região oeste de Santa Catarina, sudoeste do Paraná e noroeste do Rio Grande do Sul.

REALIZADO EM TRÊS ETAPAS, O PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DA UNOCHAPECÓ JÁ ATENDEU MAIS DE 80 MIL ESTUDANTES DESDE SUA IMPLANTAÇÃO, EM 2006.

27

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

As intervenções do POP são desenvolvidas em três etapas: as duas primeiras acontecem nas escolas e a terceira – o Mundo das Profissões – é realizada na Unochapecó.

MUNDO DAS PROFISSÕES Última etapa do programa de orientação profissional da Unochapecó, o Mundo das Profissões alia informação e diversão, promovendo o contato de estudantes do terceiro ano do ensino médio com diferentes profissões e profissionais, com quem podem conversar e esclarecer dúvidas. Além disso, no evento os estudantes visitam espaços importantes da Unochapecó, como os laboratórios das áreas da Saúde e da Comunicação. Em 2013, na nona edição do Mundo das Profissões, mais de cinco mil estudantes das escolas atendidas pelo programa participaram dessa etapa.


EDUCAÇÃO

RECEPÇÃO AOS CALOUROS A cada semestre, novos estudantes iniciam cursos de graduação na Unochapecó. A maioria vem do ensino médio e precisa de atenção especial para se adaptar ao ambiente universitário. Com o objetivo de integrar os calouros e familiarizá-los com a estrutura, a Unochapecó mantém uma série de atividades que são realizadas nas primeiras semanas de aula, tanto nas salas de aula, com estudantes de um mesmo curso, quanto em espaços coletivos, promovendo a calouros e veteranos de todos os cursos a interação com professores e colaboradores da instituição.

GINCANA DOS CALOUROS A atividade é desenvolvida através da Divisão de Marketing, do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e da Diretoria de Apoio Acadêmico. O principal objetivo é reunir os novos estudantes em momentos de descontração, para que possam interagir entre si e também com veteranos e professores. No primeiro semestre de 2013, 36 equipes se inscreveram. A vencedora foi a equipe ‘Quí-mico’, do curso de Engenharia Química. Na edição seguinte, a Gincana teve 10 equipes, sendo que a vitória ficou com a ‘Saci de Bicicleta’, representando o curso de Educação Física. Além de desafios como quiz, cabo de guerra e apresentação artística, a gincana também propõe uma Tarefa Cidadã, na qual os estudantes devem arrecadar alimentos, produtos de higiene, materiais recicláveis (conforme o tema da tarefa), que são encaminhados para doação ao final da competição.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

28


EDUCAÇÃO DOAÇÃO DE SANGUE A Unochapecó incluiu a doação de sangue na programação de boas-vindas aos calouros. Assim, a cada semestre, em parceria com o Hemosc, é realizada a coleta de sangue nas dependências da Unochapecó. Em função da faixa etária predominante dos calouros, a maioria deles ainda não doa sangue. A partir da ação, muitos tornam-se doadores regulares. Para aproveitar a estrutura montada pelo Hemosc e também para promover a cultura da doação de sangue, além dos calouros, os veteranos e os funcionários também são incentivados a contribuir.

PROJETO METAMORFOSE Coordenado pela Divisão de Apoio ao Estudante – Atento, o projeto Metamorfose proporciona aos novos estudantes momentos de integração e conhecimento sobre a vida universitária, visando à autonomia discente e à formação cidadã. A recepção inicia com a apresentação e interação dos calouros, através de técnicas interativas e reflexivas, aplicadas por psicólogas e estudantes de Psicologia. Além disso, é realizado um passeio orientado, para que os calouros conheçam os principais espaços do

29

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

campus que vão fazer parte da rotina acadêmica, como o SOL – Central de Soluções, a Arni (Assessoria de Relações Nacionais e Internacionais), a Biblioteca, restaurantes, espaços de convivência. As atividades incluem também demonstração dos sistemas acadêmicos, em que os alunos podem acompanhar informações sobre frequência, horário das aulas, entrega de trabalhos.

DIA DO ESTUDANTE O Dia do Estudante, celebrado nacionalmente em 11 de agosto, foi comemorado com show de rock na Unochapecó. Organizado pela Diretoria de Apoio Acadêmico, em parceria com o DCE da Unochapecó, o evento teve início com apresentação das bandas Estação do Rock e Manhattan – Tributo Kings of Leon. Em seguida, foi feita a abertura da Gincana dos Calouros. O encerramento ficou por conta da banda Strike, escolhida pelos alunos, por meio do sistema acadêmico Minha Uno, entre três opções. A Unochapecó disponibilizou ônibus nas extensões de São Lourenço do Oeste e Xaxim, para que os estudantes daquelas unidades também pudessem prestigiar os shows.


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

PROGRAMA UNOCHAPECÓ DE ATENDIMENTO O cenário da educação superior no Brasil vem mudando constantemente nos últimos anos. Além da concorrência, que segue crescendo desde a homologação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9394/96), que abriu o mercado para a iniciativa privada, o nível de exigência do público das universidades também aumentou, demandando um novo posicionamento em relação ao atendimento. Por isso, a Unochapecó desenvolveu um projeto visando à qualificação do atendimento, a fim de oferecer soluções às demandas dos diversos públicos com os quais se relaciona. O Programa Unochapecó de Atendimento inclui cinco grandes ações. Dessas, duas foram implantadas ainda em 2013: o sistema de Protocolo Digital e o CRM (Customer Relationship Management). Acessado por meio do Sistema de Autoatendimento (unochapeco.edu.br/saa), o Protocolo Digital permite encaminhar várias solicitações via internet, diminuindo filas e economizando tempo. Muitas das solicitações podem ser resolvidas integralmente via Protocolo Digital. Algumas exigem a presença do solicitante no SOL – Central de Soluções para assinar e/ou retirar documentos. Paralelamente ao Protocolo Digital, e constituindo-se numa ação relacionada à melhoria da qualidade do atendimento, foi desenvolvido também o Sistema de Matrículas, que possibilita aos aprovados em processo seletivo realizar matrícula online, o que agiliza o procedimento e evita filas. Já o CRM trata-se de um conjunto de ações que visa otimizar o atendimento por meio do registro de informações de usuários e situações e da adoção de procedimentos-padrão para ocorrências similares. Além disso, as informações registradas servem de base para o planejamento de outras ações, pois permitem traçar o perfil do usuário e das demandas mais frequentes. Com todas as ações implantadas, o que deve ocorrer em 2014, a Unochapecó pretende consolidar-se como referência em relacionamento com seus públicos, garantindo excelência no atendimento desde o primeiro contato até a resolução da demanda. 31

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

UNOCHAPECÓ ENTRE AS MARCAS MAIS LEMBRADAS DA REGIÃO A Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) ficou novamente entre as marcas mais lembradas do Oeste de Santa Catarina, tendo sido premiada no ‘Top of Mind’, uma realização do jornal ‘A Notícia’, do Grupo RBS, em parceria com o Instituto Mapa. O objetivo do prêmio, que chegou à 19ª edição em 2013, é identificar a marca que está em primeiro lugar na mente do consumidor, avaliando o grau de popularidade e o primeiro impulso quanto a serviços, produtos e personalidades em 31 categorias. O resultado confirma que novas ideias são a força motriz da transformação e a Unochapecó se concretizou não apenas como uma grande marca, mas também como uma proposta de agente transformador e referência em educação na região.

PRÊMIO ÍMPAR A Unochapecó também foi reconhecida como instituição de ensino superior que se destaca na região oeste de Santa Catarina pelo Prêmio Ímpar – Índice das Marcas de Preferência e Afinidade Regional, realizado pelo Grupo RIC, em parceria com o Ibope Inteligência.


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO CONSTRUÇÃO DE MARCA Alinhada à filosofia de transformação, a partir de 2008 a Unochapecó deu início a uma revolução na sua forma de comunicar, iniciando um processo de

construção de marca que ajudou a colocar a universidade no imaginário coletivo da região e do Estado, por meio de ações que visam mostrar à comunidade como a instituição está atenta aos movimentos do mundo e é capaz de criar novas realidades a partir dos conhecimentos e transformações que gera.

INSTITUIÇÃO MAIS LEMBRADA (%)

SHARE OF MIND

UNOCHAPECÓ 59,30%

INSTITUIÇÃO F 1,60%

2,10% INSTITUIÇÃO B 13,50% INSTITUIÇÃO C

3,00% INSTITUIÇÃO D 11,10% INSTITUIÇÃO A

3,00% INSTITUIÇÃO E

SHARE OF MIND É o percentual de lembrança e reputação que uma marca tem entre seus consumidores. Esse valor indica o potencial de crescimento de uma empresa.

Top of Mind - Prêmio Ímpar Tabela de Historicidade Pesquisa Efapi - PPOP 2013

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

32


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

UNOCHAPECÓ NA EFAPI 2013 Posicionamento de vanguarda, estímulo à evolução científica e tecnológica, compromisso com o desenvolvimento econômico da região são valores que traduzem a participação da Unochapecó na maior feira agroindustrial da América Latina. A participação da Unochapecó na Efapi 2013 foi mais uma oportunidade para exposição de ações de ensino, pesquisa e extensão, desenvolvidas com o objetivo de promover o crescimento econômico e a ampliação do universo cultural da região. A expo-feira serve, também, para consolidar o posicionamento de vanguarda da Unochapecó, observado nas iniciativas voltadas ao desenvolvimento científico e tecnológico da comunidade em que está inserida. Além do estande principal, a Unochapecó marcou presença com os espaços do Programa de Orientação Profissional (POP/Unochapecó), do Viveiro Florestal Universitário e como apoiadora no estande da Associação Chapecoense de Futebol, por meio do Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM/Unochapecó).

ESPAÇOS No estande institucional algumas iniciativas foram apresentadas na forma de jogos, inovações tecnológicas, como a demonstração do Google Glass, lançamento do mestrado em Tecnologia e Gestão da Inovação, bem como ações temáticas voltadas para empresários, atletas, estudantes. O POP/Unochapecó aproveitou a feira para realizar atividades de orientação profissional, normalmente desenvolvidas nas escolas. Nesse espaço, que concentrou a divulgação dos cursos de graduação oferecidos pela Unochapecó, também foram disponibilizadas cabines de jogos e fotografia, que atraíram especialmente o público adolescente. A preservação ambiental, o resgate de espécies em risco de extinção e as plantas medicinais foram os temas apresentados pelo Viveiro Florestal Universitário, por meio de orientação sobre produção do composto orgânico, técnicas de manejo das plantas, coleta, armazenamento e germinação de sementes.

Pela atuação em diversas frentes, demonstrando envolvimento e comprometimento com as causas locais, a Unochapecó é reconhecida pela sociedade como uma instituição fundamental para propor alternativas que garantam o crescimento sustentável do oeste catarinense, atraindo novos investimentos e produzindo o conhecimento necessário para atender as demandas decorrentes dessa transformação.

INSTITUTO GOIO-EN Também com o objetivo de incentivar o cuidado e a preservação do meio ambiente, especialmente das águas e dos peixes, o Instituto Goio-En apresentou algumas das suas atividades, como o Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó Energia S.A. e o Projeto Piraqué. Ainda, buscando incentivar o consumo de peixes e oferecer uma refeição diferenciada durante a Efapi 2013, o Instituto Goio-En foi parceiro da Peixiscaria – Espaço Gastronômico da Piscicultura. No restaurante, foram servidos diversos petiscos e pratos à base de pescados.

33

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU As pesquisas de iniciação científica são realizadas ao longo do processo de formação dos estudantes, em diferentes disciplinas de cursos de graduação. Podem, inclusive, ser financiadas e derivar bolsas de iniciação científica aos estudantes-pesquisadores. Já as pesquisas desenvolvidas nos programas e núcleos stricto sensu (nos projetos de mestrado ou no desenvolvimento de pesquisas avançadas) objetivam produzir novos conhecimentos.

COMPROMETIDA COM O DESENVOLVIMENTO REGIONAL, A UNOCHAPECÓ TEM NA PESQUISA UMA DAS FORMAS DE PRODUZIR CONHECIMENTO E CONTRIBUIR PARA A DISSEMINAÇÃO DE NOVOS SABERES.

A Unochapecó possui cinco programas de mestrado próprios, além de três doutorados interinstitucionais. Em 2013, atendeu cerca de 250 bolsistas

de iniciação científica, 16 pesquisadores voluntários, 127 estudantes de mestrado (a maioria contemplada com bolsas de estudo disponibilizadas por agências de fomento, como Capes, CNPq, Fapesc), 29 estudantes de doutorado/Dinter, e envolveu 121 professores (45 doutores e 76 mestres) em pesquisas científicas.

ALUNOS POR CURSO MESTRADOS Educação: 29 alunos regulares Ciências da Saúde: 28 alunos regulares Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais: 32 alunos regulares (20 dissertações defendidas, sendo 11 em 2013) Ciências Ambientais: 38 alunos regulares (100 dissertações defendidas, sendo 10 em 2013) DOUTORADOS INTERINSTITUCIONAIS (DINTER) Engenharia da Produção (UFRGS/Unochapecó): 11 alunos Odontologia (Unochapecó/Unicamp): 08 alunos Direito (Unochapecó/UFSC): 10 alunos

ARTIGOS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS CIENTÍFICOS EM 2013 50,0

QUALIS A1

QUALIS A2

QUALIS B1

QUALIS B2

QUALIS B3

QUALIS B4

3

19

0,0

5

10,0

15

16

20,0

29

25

30,0

37

40,0

QUALIS B5

QUALIS C

Fonte: stelaexperta.com.br/unochapeco, coletado em 26/03/2014.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

34


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO NÚCLEOS DE PESQUISA STRICTO SENSU Com o objetivo de ampliar a produção científica e viabilizar a abertura de programas de mestrado e doutorado, a Unochapecó mantém dois núcleos de pesquisa stricto sensu. NÚCLEO DE PESQUISA STRICTO SENSU EM DIREITO Área de concentração: Cidadania, justiça e novas institucionalidades. Linhas de Pesquisa: Cultura jurídico-política brasileira e latino-americana; Crise da normatividade jurídica, constitucionalidade e cidadania no Brasil. NÚCLEO DE PESQUISA STRICTO SENSU EM GESTÃO E COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL Linhas de Pesquisa: Gestão e Inovação; Competitividade de Cadeias Produtivas.

MESTRADO EM TECNOLOGIA E GESTÃO DA INOVAÇÃO A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (Capes) autorizou a implantação do mestrado profissional e interdisciplinar em Tecnologia e Gestão da Inovação. O novo curso da Unochapecó, com início previsto para 2014, destina-se a profissionais

35

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

graduados em diversas áreas que visam exercer atividades de gestão, técnicas ou acadêmicas, ligados a Núcleos de Inovação Tecnológica ou organizações que atuem com inovação, pesquisa e desenvolvimento. Conforme projeto apresentado à Capes, o programa terá duas linhas de pesquisa: Tecnologia e gestão da inovação no ambiente construído, focada nas implicações da tecnologia e do conhecimento científico para os processos de inovação, modernização e desenvolvimento; e Tecnologia e gestão da inovação na agroindústria, que propõe o estudo de temáticas pertinentes à agroindústria.

CAPES RECOMENDA MESTRADOS DA UNOCHAPECÓ O Ministério da Educação divulgou o reconhecimento dos programas de mestrado em Ciências da Saúde e em Educação ofertados pela Unochapecó. Esses dois cursos, implantados em 2012, passam agora a ser recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do MEC. A recomendação significa que tanto a universidade quanto os programas de mestrado atendem às exigências das políticas nacionais para a formação de recursos humanos em nível de pós-graduação stricto sensu, além de contar com estrutura física, pesquisadores e docentes qualificados. A partir da recomendação, os programas de pós-graduação stricto sensu e a universidade precisam seguir as exigências da Capes para manter e melhorar a avaliação dos programas.


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

POLÍTICA DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA Como parte de um planejamento que propõe mudanças graduais na estrutura da instituição, em 2013 foram realizadas diversas melhorias nas instalações da Unochapecó em Chapecó, São Lourenço do Oeste e Xaxim. As reformas têm a finalidade de melhorar a acessibilidade e o bem-estar de alunos, docentes, técnicos-administrativos e visitantes. A Divisão de Acessibilidade criada pela Política de Educação Inclusiva de 2011, vinculada à Diretoria de Ensino, visa, especialmente, ao apoio a estudantes, técnicos e docentes com necessidades especiais, por meio de ações que promovem a acessibilidade arquitetônica, comunicacional, metodológica, instrumental e atitudinal. Em 2013 foram realizadas adaptações arquitetônicas como construção de rampas, adaptação de terminais de consulta, adequação de sanitários, cobertura de estacionamentos, instalação de lavatórios, bebedouros acessíveis e elevador. AÇÕES QUE PROMOVEM ACESSIBILIDADE NA UNOCHAPECÓ »» Cadastro e identificação de necessidades dos estudantes com deficiência. »» Acompanhamento e promoção das adaptações necessárias. »» Condução do Fórum da Acessibilidade. »» Orientações a docentes e coordenadores de cursos. »» Adaptação de materiais a estudantes com deficiência visual. »» Gestão do trabalho de intérpretes de Libras, técnicos de apoio a pessoas com deficiência física e ledores. »» Orientações acerca da acessibilidade nos campi da Unochapecó.

AMPLIAÇÃO DA ESTRUTURA FÍSICA Com 5.269m², o Bloco K2 abriga 14 salas de aula e seis laboratórios. A Unochapecó inaugurou, em setembro de 2013, o Bloco K2, construído para atender a demanda de espaço para laboratórios, facilitando a realização de disciplinas cujas atividades teóricas e práticas são desenvolvidas simultaneamente. Inicialmente o espaço foi destinado aos cursos de Engenharia Mecânica, Civil e Elétrica, Design Visual e Arquitetura e Urbanismo. O Bloco K2 conta com 14 salas de aula, seis laboratórios, lanchonete, central de cópias e espaços de acessibilidade como rampas para circulação entre pavimentos, piso podotátil, vagas cobertas para cadeirantes e sanitários adaptados. Ainda, o sistema de tratamento de efluentes é feito por reator aeróbio, uma tecnologia de tratamento que utiliza menos espaço e é mais eficiente em relação ao sistema convencional. Assim, possibilita, além do descarte do efluente tratado na rede pluvial, a sua reutilização na rega de jardins e pátios, bem como em vasos sanitários.

ACESSO À INTERNET Para atender a demanda de acessos à internet sem fio, a Unochapecó ampliou de 50 Mbps para 100 Mbps a capacidade da rede. A ampliação foi necessária para reduzir os problemas decorrentes da sobrecarga na rede em função da grande quantidade de dispositivos móveis conectados. Com a ampliação do link, a Unochapecó se tornou a instituição com maior oferta de banda larga do oeste catarinense. A preocupação em manter a capacidade de atendimento da rede wi-fi deve-se ao fato de que muitas atividades acadêmicas são desenvolvidas em ambiente virtual e o acesso limitado prejudica a qualidade das aulas.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

36


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO BIBLIOTECA UNOCHAPECÓ DISPONIBILIZA ACESSO POR DISPOSITIVOS MÓVEIS A Biblioteca da Unochapecó disponibiliza acesso ao acervo por meio de dispositivos móveis. O sistema criado para celulares, smartphones e tablets permite as mesmas ações disponíveis no portal institucional (consulta, reserva, renovação de empréstimo), exceto a solicitação de empréstimo de outras bibliotecas, que ainda não foi implementada. O Pergamum Mobile foi desenvolvido pelo Núcleo de Tecnologia da Informação da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e disponibilizado gratuitamente para as instituições que já possuíam o sistema Pergamum. O usuário pode pesquisar em um acervo com mais de 220 mil exemplares entre livros, jornais, revistas, trabalhos de conclusão de curso em versões impressas e digitais.

NOVOS PROJETOS NA INCTECH

PROJETOS SELECIONADOS »» Two Web (agência digital) »» SmartParking (estacionamento inteligente) »» Hidromel Velho Oeste »» Sistema Eletrônico de Alimentação

Em 2013, a Incubadora Tecnológica da Unochapecó (Inctech) selecionou sete novos projetos que se caracterizam como ideias inovadoras para empresas de base tecnológica. Os empreendimentos foram submetidos à análise da Inctech por meio de edital de seleção, publicado anualmente. Os projetos são avaliados pelo Grupo de Trabalho da Incubadora, composto por entidades e instituições parceiras, considerando critérios como viabilidade econômica do negócio. O princípio da incubação é desenvolver ações de intercâmbio de Hélice Tríplice, modelo que aborda a relação entre governo, empresas e universidades, na geração de conhecimento e inovação para o mercado. Desde a implantação da Inctech, em 2003, mais de 20 empresas já foram incubadas e cinco já foram graduadas e estão no mercado. Em 2013, 13 empresas passaram pelos processos de iniciação empresarial, pré-incubação e incubação.

37

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

»» Programa em Gestão de Processo e Seguros »» Hub2b (tecnologia da informação) »» Projeto Cama Gabinada


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

REDE DE INOVAÇÃO

car a captação de recursos públicos e privados para investir em atividades acadêmicas e no desenvolvimento de novos produtos e processos produtivos.

A Rede de Inovação é uma estrutura de apoio à gestão do conhecimento, encarregada de fomentar a articulação dos agentes do setor produtivo entre si e com as capacidades instaladas de pesquisa, extensão e ensino na universidade, apoiar e intensifi-

A Unochapecó tem trabalhado na constituição da Rede por acreditar que a produção do conhecimento, especialmente científico e tecnológico, é capaz de promover transformações nos diversos setores da sociedade, desenvolvendo a economia e apresentando novas opções de produção e consumo.

CONSTITUINDO A REDE O Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, sem dúvida, é o principal empreendimento que compõe a Rede de Inovação, e foi concebido para ampliar o envolvimento da Unochapecó com a comunidade, bem como transformar a região em referência na produção de novos conhecimentos voltados ao aprimoramento de tecnologias baseadas em conceitos científicos. As ações do Parque serão concentradas em quatro grandes áreas: meio ambiente, saúde, social e tecnologias da informação e comunicação. Além do Parque, o NITT, a Incubadora Tecnológica da Unochapecó (Inctech), o Centro de Residência em Software e os programas de mestrado também são ações implantadas e ampliadas nos últimos anos a fim de consolidar a Rede de Inovação e preparar a sociedade, bem como universidade, poder público e iniciativa privada, para as mudanças socioeconômicas e culturais decorrentes dessa iniciativa.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

38


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO ESCRITÓRIOS

MARATONA DA INOVAÇÃO

Com o objetivo de auxiliar as atividades inerentes ao Parque e aos demais serviços vinculados à Rede de Inovação, foram constituídos três escritórios voltados ao atendimento de demandas específicas:

Com o objetivo de promover o desenvolvimento do potencial empreendedor, estimular e fornecer ferramentas adequadas ao desenvolvimento de empreendimentos inovadores, disseminar a cultura empreendedora e estimular projetos para incubação junto à Incubadora Tecnológica da Unochapecó (Inctech), o Núcleo de Inovação e Transferência Tecnológica (NITT) e a Inctech da Unochapecó promoveram, em 2013, a Maratona da Inovação. Aberta a estudantes de graduação e pós-graduação, regularmente matriculados ou egressos da Unochapecó, a Maratona foi organizada em quatro categorias de inovação: produto, marketing, processos e organizacional. Dos inscritos, foram selecionados 10 finalistas que apresentaram suas ideias à banca julgadora.

Escritório de Projetos e Prestação de Serviços (EPPS) – unidade administrativa vinculada à Vice-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento, que atua no planejamento e controle de projetos de captação de recursos e no suporte aos professores, incrementando a disseminação do conhecimento. Escritório de Negócios e Empreendedorismo (ENE) – constitui-se num espaço para a realização de estágios e trabalhos de conclusão de curso, bem como atende a demanda de organização e auxílio a projetos desenvolvidos por acadêmicos, docentes ou empresas externas, oferecendo análise de viabilidade para a implantação de novos projetos. Escritório de Apoio à Gestão Pública (EAGP) – unidade administrativa da Unochapecó que presta apoio técnico-científico às ações de gestão pública. Sua finalidade é a prestação de serviços de assessoria técnico-científica, a realização de pesquisas e o desenvolvimento de programas de qualificação para órgãos da gestão pública direta ou indireta, estendendo as ações da Unochapecó a municípios do oeste catarinense.

CLASSIFICAÇÃO

39

EQUIPE

PRÊMIO

1º lugar

Projeto Verve Soluções em Tecnologia

Talita Rodrigues e Elivete Bombana

Tablet Samsung Galaxy Tab 2 Curso Empretec e Assessoria para a implantação efetiva do negócio e incubação na Inctech

2º lugar

Hub2b Software

Sergio Venicius Vanin e Ricardo Sponchiado

Smartphone Samsung Galaxy S III Curso Empretec e Incubação na Inctech

3º lugar

Quest Mídia QI Serviços Digitais

Jhoni Prince Beneti

Curso Empretec Incubação na Inctech

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

EVENTOS Como parte das ações empreendidas tendo em vista a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico, bem como a melhoria contínua dos serviços prestados pela Unochapecó, destacando as atividades de ensino, pesquisa, extensão como recursos que impulsionam a produção do conhecimento e a geração de novas ideias, ao longo de 2013, representantes da instituição, em diferentes níveis, participaram de diversos eventos de formação e gestão acadêmica, com a finalidade de aprimorar processos, debater novas possibilidades de expansão do ensino e compartilhar experiências com gestores de outras instituições. Além disso, internamente, a Unochapecó abriu espaço para atividades de mesmo teor, atraindo para a universidade públicos diferenciados, dispostos a analisar o atual contexto da educação e juntos propor inovações para o ensino superior na região.

A seguir são apresentados alguns eventos que contaram com apoio e participação da Unochapecó.

FÓRUM INTEGRADO DA ACAFE Representantes das 16 instituições que integram a Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe) participaram, em Chapecó, do IV Fórum Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão, promovido pelo Sistema Acafe, e organizado pela Unochapecó, para tratar sobre ações integradas desenvolvidas no ensino, na pesquisa e na extensão. O tema do evento foi ‘O marco das universidades comunitárias no desenvolvimento do Estado de Santa Catarina’. Simultaneamente ao evento da Acafe, aconteceu o IV Fórum Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unochapecó.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

40


DESENVOLVIMENTO, TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO SEMINÁRIO SUL-BRASILEIRO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA TECNOLÓGICA Proporcionar o debate entre os envolvidos com a inovação, propriedade intelectual e a transferência de tecnologia na região Sul do Brasil foi o objetivo do II Seminário Sul-brasileiro de Inovação e Transferência Tecnológica, realizado na Unochapecó em maio de 2013. Promovido pelo Núcleo de Inovação e Transferência Tecnológica (NITT) da universidade, a partir da captação de recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o evento incluiu duas palestras: 1) A experiência mundial em parques tecnológicos e o caso do Sapiens Parque/Inovação e 2) A inovação aberta na indústria de alimentos e o caso BRF. Também aconteceram debates sobre parques tecnológicos e mesa-redonda com o tema ‘Propriedade intelectual: aspectos jurídicos da relação universidade e empresa/Práticas para a proteção de tecnologias: a função do Núcleo de Inovação Tecnológica’.

SEMANA DO JOVEM EMPREENDEDOR CATARINENSE Com o objetivo de disseminar o empreendedorismo entre os jovens, o Conselho Estadual do Jovem Empreendedor de Santa Catarina (Cejesc) e a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), em parceria com o Governo do Estado e o Sebrae-SC, promoveram a ‘I Semana do Jovem Empreendedor Catarinense’. O evento ocorreu simultaneamente em 12 cidades do estado

41

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

e em Chapecó foi organizado pelo Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE) em parceria com a Incubadora Tecnológica (Inctech) da Unochapecó. A Semana, composta de conversas e debates acerca da temática ‘O Jovem Empreendedor e a Nova Economia’, com a participação de especialistas no assunto, é resultado da Lei n. 15.833, de iniciativa do deputado estadual Carlos Chiodini, que instituiu a Semana de Incentivo ao Jovem Empreendedor no Estado, comemorada na segunda semana de junho.

LABORATÓRIO DE TESTES DE SOFTWARE SEDIA WORKSHOP NACIONAL A Unochapecó, por intermédio do Laboratório de Testes de Software, sediou workshop nacional entre Secretarias da Fazenda (Sefaz) e órgãos técnicos credenciados para testes dos aplicativos Programa Aplicativo Fiscal - Emissor de Cupom Fiscal (PAF-ECF) de desenvolvedores. Foram debatidas informações relacionadas ao roteiro de teste de programas de computadores PAF-ECF e Retaguarda, descritos na nova especificação de requisitos que entrou em vigor em junho de 2013 e contém regras e permissões do PAF-ECF, software que emite cupom fiscal no varejo. Estiveram presentes no encontro, que ocorreu pela primeira vez em Chapecó, representantes de 12 órgãos técnicos (OTCs) de instituições de todo o País. No evento foi formado um subgrupo para auxiliar no desenvolvimento e orientação sobre o projeto-piloto de Santa Catarina para emissão dos laudos técnicos em formato XML (linguagem de marcação para a criação de documentos como textos, banco de dados ou desenhos vetoriais) ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), em Brasília. Os órgãos técnicos credenciados, Unochapecó e Universidade Regional de Blumenau (Furb), passarão a integrar o grupo de revisão, melhorias e aprimoramentos a serem adotados para emissão dos laudos à Secretaria da Fazenda.


CIDADANIA


CIDADANIA

BOLSAS DE ESTUDO

Lei Federal 11.096/2005, que regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior. Os percentuais repassados aos alunos variam de 25% a 100% do valor da mensalidade.

INVESTIMENTO EM BOLSAS DE ESTUDO* LEIS 10.260 E 11.096 (2009-2013)

BOLSAS CONCEDIDAS (2009-2013)

4.000.000,00 2.000.000,00 0,00

6.488.608,39

6.000.000,00

6.466.165,07

8.000.000,00

2009

2010

8.546.912,45

10.000.000,00

8.565

8.000 6.000 5.000 4.000 3.000

4.100

12.000.000,00

12.340.581,17

14.000.000,00

9.000

4.067

16.000.000,00

16.677.827,37

18.000.000,00

6.186

Os recursos são provenientes dos artigos 170 e 171 da Constituição do Estado de Santa Catarina e da

Os processos de concessão de bolsas são gerenciados por setores específicos da instituição e comissões compostas por membros da comunidade acadêmica e também da sociedade civil, cuja função é avaliar a documentação apresentada pelos candidatos ao benefício, fiscalizar e acompanhar todas as fases do processo.

5.420

Com um crescimento superior a 35% em relação ao ano anterior, em 2013 a Unochapecó concedeu mais de oito mil bolsas de estudo. O número recorde de benefícios concedidos representou investimento superior a R$ 22 milhões.

2009

2010

2.000 1.000

2011

2012

2013

0,00

2011

2012

2013

* Em milhões de R$.

INDICADORES SOCIAIS EXTERNOS

BOLSAS BOLSAS 2013 (EM R$) % S/ RB* CONCEDIDAS 2012 (EM R$) % S/ RB* CONCEDIDAS

Bolsas de estudo ao corpo discente** - Filantropia - Art. 170 - Bolsa Art. 171 e Índigena/Libras - Bolsas de Iniciação à Pesquisa Científica - Bolsas Capes/Prosup - Bolsas Fundo Social - Bolsa Universitária - Outras - Bolsas Licenciatura

22.211.874,48 16.677.827,37 2.596.705,94 2.027.979,65 414.021,82 0,00 0,00 87.245,33 408.094,37

22,70 17,04 2,65 2,07 0,42 0,00 0,00 0,09 0,42

8.565 5.290 2.131 528 64 0 0 21 531

16.572.185,96 9.450.537,56 2.565.301,95 1.025.923,86 571.665,90 14.500,00 2.598.827,14 54.213,08 291.216,47

18,85 10,75 2,92 1,17 0,65 0,02 2,96 0,33

6.186 3.466 1.317 264 246 2 652 24 215

* Percentual sobre receita bruta. ** O valor repassado em Bolsas de Estudo ao Corpo Discente refere-se às Leis 10.260 e 11.096, em conformidade com a legislação vigente. Bolsas do Art. 170 e Art. 171 são repassadas pelo Governo Estadual, Bolsas de Estudo Prosup são repassadas pela Capes e Bolsas de Estudo Licenciatura são concedidas conforme Portaria da Fundeste. As Bolsas Fundo Social constituem-se de recursos do Governo do Estado (30%) e da instituição (70%).

43

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


CIDADANIA

EXTENSÃO A Extensão Universitária é concebida e assumida na Unochapecó como um processo de interação dialógica com a comunidade, que ocorre por intermédio de um conjunto de ações de caráter interdisciplinar e multiprofissional, nutrido pelas demandas da sociedade e em interlocução com o ensino e a pesquisa. Caracteriza-se como um projeto acadêmico de formação pessoal e profissional, circunscrito aos compromissos ético-políticos dos cursos, configurando-se como uma estratégia, um princípio de aprendizagem, que, ao possibilitar a transformação do conhecimento acadêmico em bem comum, possibilita a qualificação das pessoas e das instituições. Emerge daí que as práticas extensionistas deverão ter como eixos do processo a produção, divulgação e socialização do conhecimento, o compromisso com o desenvolvimento regional sustentável, a indissociabilidade com o ensino e a pesquisa, a autonomia teórico-científica, a permanência e regularidade das ações, entre outros, promovendo e ratificando a missão da Unochapecó e fortalecendo sua relação com as comunidades. No ano de 2013, a Diretoria de Extensão atendeu a mais de 45 mil pessoas, por meio das ações realizadas pelos dezenove programas e projetos permanentes de Extensão. Também foram atendidas 4.592 pessoas e realizados 38.926 atendimentos pelos seis programas socioassistenciais mantidos pela Instituição. Tais programas, por força da Lei 12.868/2013, que altera a Lei 12.101/09 no que se refere à Certificação das Entidades

Beneficentes de Assistência Social, foram descontinuados em dezembro de 2013. Essas atividades serão reorganizadas ao longo de 2014 na modalidade de programas ou projetos de extensão.

PROJETO INCENTIVA A LEITURA Especialistas indicam que o interesse pela leitura deve ser incentivado desde cedo, para que as crianças se tornem leitores assíduos. Com base nessa informação, a Unochapecó mantém o Projeto Literatório, que desenvolve atividades lúdicas e pedagógicas com crianças e adolescentes de 6 a 14 anos, vinculadas ao Programa Socioassistencial da instituição. As oficinas, realizadas duas vezes por semana, incentivam a leitura, visando à formação de leitores e ao resgate da imaginação por meio da contação de histórias, além de priorizar a disseminação da cultura e da literatura brasileira. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS O Literatório dispõe, também, de serviços para estudantes, professores, bibliotecários e comunidade externa de Chapecó e região. Entre as atividades destacam-se os cursos de atualização permanente para professores do ensino fundamental e médio, cuja finalidade é desafiar os docentes a se comprometerem com novas estratégias de estímulo à leitura. As ações são realizadas por estudantes do curso de Letras sob supervisão de docente do curso de Letras.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

44


CIDADANIA ESTUDOS ABERTOS À TERCEIRA IDADE Em julho, a Unochapecó realizou a solenidade de encerramento das quatro primeiras turmas do projeto Estudos Abertos à Terceira Idade, implantado em 2011, em Xaxim. O projeto se constitui numa proposta educacional de nível superior para atender idosos e compreende sete temáticas gerais, trabalhadas durante dois anos de curso: Lazer e cultura; História e Geografia; Informática básica; Direitos: estatuto do idoso e previdência; Psicologia; Turismo e fenômenos religiosos; Saúde e meio ambiente. Em 2013, além dos 60 idosos que concluíram o programa, estavam em andamento seis turmas, totalizando 130 integrantes.

CAPACITAÇÃO PARA BOLSISTAS DE EXTENSÃO Com o objetivo de auxiliar na construção de artigo ou relato que os bolsistas de extensão devem elaborar no decorrer de sua atuação nos programas e projetos de extensão desenvolvidos pela Unochapecó, a Diretoria de Extensão promoveu, em 2013, a V Capacitação dos Bolsistas de Extensão. As oficinas são ministradas por professores e técnicos-administrativos da Unochapecó e contemplam diversos aspectos relacionados às vivências dos bolsistas e técnicas que facilitam a produção do relatório.

45

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

Na quinta edição do treinamento, 91 bolsistas dos programas de atendimento, dos Centros de Atendimento à Comunidade e dos projetos culturais da instituição participaram das oficinas ‘Técnicas de Produção de Artigo’, ‘Didática’, ‘Centro de Atendimento à Comunidade (CACs)’, ‘Ritmo e poética da cena’, conforme a área de atuação.

CARTILHA DO IDOSO A Cartilha do Idoso, elaborada pelo Centro de Atendimento à Comunidade (CAC) da Unochapecó, através do Serviço de Informações sobre Direitos e Cidadania (PecJur), em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de Chapecó e com a Secretaria de Assistência Social de Chapecó, foi lançada em maio de 2013 com o objetivo de esclarecer direitos e deveres previstos na Constituição Federal e no Estatuto do Idoso. O evento de lançamento, realizado na Cidade do Idoso, em Chapecó, contou com a participação de idosos, de representantes da Unochapecó, bolsistas e professores do PecJur, estudantes de Direito, autoridades, representantes de conselhos e de entidades envolvidas com as questões dos idosos, além de convidados do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos e da Secretaria Municipal de Assistência Social de Chapecó. Além de elaborar e distribuir a cartilha, o PecJur desenvolve atividades com os grupos de idosos para informar e orientar sobre direitos e deveres previstos na legislação.


CIDADANIA

PROJETO RONDON Com o objetivo de compartilhar as situações vivenciadas no Projeto Rondon, bem como informar e orientar

OPERAÇÃO

interessados em participar das próximas edições, professores e estudantes que participaram das operações em 2013 relataram suas experiências num evento de socialização promovido pela Diretoria de Extensão. Nas operações realizadas em 2013, participaram 17 estudantes e 03 professores da Unochapecó.

EQUIPE

AÇÕES TEMÁTICAS

Operação 11 a 27 de janeiro Canudos Pernambuco, Bahia e Piauí

Professora: Scheila Girelli Estudantes: Alana Capitânio, Beatriz Ferrari, Bruno Ferreira, Francieli Delazeri, Pâmella Thiara Galvão, Sara Both Rezende, Thais Ludvig e Viviane Zulian

Cultura, saúde, educação, direitos humanos e justiça

Operação 15 de janeiro a Marinha 3 de fevereiro do Brasil Rio Amazonas

Estudante: Cristiane Segatto

Assistência hospitalar aos ribeirinhos

Operação 06 a 22 de julho Forte do Pará e Maranhão Presépio

Professores: Roberto Deitos e Tania Maria Ascari Estudantes: Ana Paula Rech, Monica Ferronato, Aline Lucca, Cleidenice Fatima Jasckovski, Raquel Baldissera, Cheila Ferreira, Felipe Antonio Primon de Barros, Renata Leticia De Deus

Cultura, saúde, educação, direitos humanos e justiça

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

46


CIDADANIA

INSTITUIÇÕES BENEFICIADAS COM MICROCOMPUTADORES DA FUNDESTE A Fundação Universitária de Desenvolvimento do Oeste (Fundeste) doou computadores para nove entidades chapecoenses. A solenidade de entrega contou com a presença de representantes das instituições beneficiadas, que receberam, também, um kit da Livraria Universitária. A Fundeste pretende, por meio dessas doações, contribuir com o desenvolvimento intelectual dos estudantes e promover a integração com instituições sem fins lucrativos, que tenham como princípio a educação. Instituições atendidas: »» Associação de Deficientes Visuais do Oeste de Santa Catarina (Adevosc) »» Biblioteca Pública Municipal de Chapecó »» Centro de Educação Infantil Parque das Palmeiras »» Escola de Educação Básica Cordilheira Alta

reeleito. O cargo de vice-presidente ficou com o professor Plínio Seidler. O presidente reeleito nomeou os novos membros do Conselho Superior, que é o órgão deliberativo máximo da Fundeste, para mandato de três anos.

BALANÇO SOCIAL APRESENTADO EM SEMINÁRIO DA ALESC Os vice-reitores de Administração e de Planejamento e Desenvolvimento da Unochapecó, Antonio Zanin e Claudio Alcides Jacoski, respectivamente, participaram do Seminário Certificação de Responsabilidade Social de Empresas e Entidades, promovido pela Assembleia Legislativa e Santa Catarina (Alesc). No evento foi apresentado o Balanço Social 2011 da Fundeste, mantenedora da Unochapecó, do Instituto Goio-En e da Farmácia-Escola Unochapecó, que garantiu à Fundação o Certificado de Responsabilidade Social.

»» Escola de Educação Básica Professora Zélia Scharf »» Escola de Educação Fundamental Linha Campinas »» Escola de Educação Fundamental Sede Figueira »» Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Entre Rios)

CERTIFICADO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

»» Programa Oficina Educativa Verde Vida

NOVA PRESIDÊNCIA DA FUNDESTE Tomaram posse, em dezembro, os novos membros da presidência da Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), mantenedora da Unochapecó, do Instituto Goio-En e da Farmácia-Escola Unochapecó. O mandato da nova gestão será de três anos (janeiro/2014 a dezembro/2016). O presidente da Fundação, Vincenzo Francesco Mastrogiacomo, foi

47

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

O Balanço Social 2012 da Fundeste também foi inscrito na tentativa de manter a certificação de 2011. Após análise do documento, pela Comissão Mista de Certificação, que verificou o preenchimento de todos os requisitos do edital, o Certificado de Responsabilidade Social 2013, referente às ações de 2012, foi concedido à Fundeste.


ESPORTE


ESPORTE

CHAPECOENSE Em 2013, a Associação Chapecoense de Futebol conquistou uma vaga na série A do Campeonato Brasileiro. A conquista é resultado da soma de diversos fatores, incluindo desde o empenho dos atletas e da equipe técnica em campo até o apoio que o time recebe seja da torcida, que o incentiva a fazer sempre o melhor, seja dos patrocinadores e apoiadores, que possibilitam a qualificação do treinamento por meio de recursos financeiros, da prestação de serviços, entre outros benefícios. A Unochapecó tem orgulho de fazer parte dessa conquista de ter contribuído não apenas para a valorização do futebol, mas para o reconhecimento do esporte como forma de promover a cidadania e construir valores que beneficiam a coletividade. O apoio da Unochapecó à Chapecoense se deu por meio de bolsas de estudo aos atletas de base, de ações para promover a interação e estreitar o relacionamento da comunidade com o time, mobilizando as pessoas para torcer e, literalmente, vestir a camisa. As campanhas desenvolvidas pela Unochapecó para apoiar a Chapecoense chamaram a atenção para a história do Clube, que completou 40 anos. Durante a campanha, intitulada ‘História de garra, futuro de glória’, foram distribuídos adesivos e faixas comemorativas nos jogos da Chapecoense. Com a intenção de colorir a Arena Condá no jogo decisivo contra o Figueirense, foi produzido um cocar para as crianças, e voluntários da Unochapecó fizeram pinturas faciais nos pequenos. Além das ações no estádio, foram comercializadas camisetas alusivas aos 40 anos do clube. A arrecadação foi revertida às categorias de base do time. Também foram produzidos vídeos especiais contando a trajetória da ACF nessas quatro décadas.

49

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

UNOCHAPECÓ APOIA 95 ATLETAS E 14 EQUIPES NA TEMPORADA Em abril de 2013, a Unochapecó formalizou convênio com 14 equipes esportivas, totalizando 95 atletas apoiados e R$ 400 mil investidos em bolsas de estudo. As equipes defenderam o município de Chapecó em competições estaduais e nacionais, como Jogos Abertos. O apoio da Unochapecó permite que os atletas permaneçam na cidade, se dediquem aos estudos e não interrompam os treinos e a participação em competições. Além das disputas estaduais e nacionais, os atletas bolsistas também participaram de competições universitárias. MODALIDADES APOIADAS »» Atletismo

»» Natação

»» Basquete feminino

»» Taekwondo

»» Futebol masculino

»» Xadrez

»» Futsal masculino

»» Vôlei

»» Handebol feminino

»» Futebol

»» Hapkido

»» Ciclismo

»» Ginástica Artística

»» Karatê


ESPORTE

DOIS TÍTULOS E UMA PRATA NA LDU Equipes da Unochapecó conquistaram dois troféus de campeão e um de vice na Liga do Desporto Universitário (LDU) de Quadras 2013, realizada em maio, em Cuiabá, capital do Mato Grosso. A competição, exclusiva para atletas matriculados em universidades do País, reuniu 50 equipes de doze estados (Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo), que disputaram o título nacional nas modalidades basquete, futsal, handebol e vôlei (masculino e feminino).

UNOCHAPECÓ É HEXACAMPEÃ DA LIGA NACIONAL DE FUTSAL As acadêmicas da Unochapecó que integram a equipe da Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora de futsal feminino conquistaram o sexto título seguido na Liga Nacional de Futsal Feminino.

Conquistaram o primeiro lugar a equipe de basquete feminino, treinada por Aline Wonsik, e o time de vôlei feminino, do técnico Michel Guimarães. A vitória em Cuiabá deu à equipe de vôlei feminino da Unochapecó o título de bicampeã e garantiu a participação da universidade na edição de 2014. No futsal feminino a equipe da Unochapecó perdeu para a equipe da Uniasselvi, ficando em segundo lugar na competição.

CAMPEÃ »» Campeonato Sul-americano de Clubes – Santiago – Chile »» Liga Futsal Feminina »» Jogos Abertos Brasileiros – Criciúma (SC) »» Campeonato Catarinense VICE-CAMPEÃ »» Liga do Desporto Universitário – Cuiabá (MT) »» Jogos Abertos de Santa Catarina – Blumenau (SC) »» Jogos Universitários Catarinenses – Caçador (SC) »» Campeonato Catarinense Sub-20 »» Joguinhos Abertos de Santa Catarina – Criciúma (SC)

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

50


ESPORTE

ATLETA DA UNOCHAPECÓ É A MELHOR DO MUNDO A ala Vanessa da equipe da Unochapecó/Nilo Tozzo/ Aurora de futsal feminino foi eleita, pela terceira vez consecutiva, a melhor jogadora da modalidade no mundo. O prêmio AGLA Futsal Awards é promovido por um dos sites mais influentes do futsal mundial e refere-se à atuação da atleta na temporada 2012. A equipe da Unochapecó concorreu

51

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

em mais duas categorias: Melhor Técnico, com Éder Popiolski, e Melhor Equipe. Éder foi o sexto colocado na classificação geral, no entanto foi o único técnico de equipe feminina indicado. A equipe também ficou em sexto lugar no ranking oficial, mas também foi o único time feminino indicado entre os melhores do mundo. Vanessa é integrante da Unochapecó desde 2008 e conquistou nesse período (com uma breve passagem pela Espanha) cinco Ligas Nacionais, quatro Taças do Brasil, e três Copas das Nações. Na Seleção Brasileira, marca presença desde 2008, somando três mundiais adultos, três mundiais universitários e um sul-americano.


MEIO AMBIENTE


MEIO AMBIENTE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A INFÂNCIA Em homenagem ao Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março, os cursos de Ciências Biológicas e de Pedagogia da Unochapecó promoveram o V Encontro de Educação Ambiental para a Infância. O encontro discutiu a questão da água como um recurso natural, alertando as crianças sobre a importância de preservar o meio ambiente, os cuidados que se deve ter e as consequências do desperdício da água. O evento envolveu turmas de terceiro e quarto anos do ensino fundamental de escolas da rede pública de Chapecó. A programação incluiu sessões de cinema, oficinas e palestras voltadas para o cuidado com os recursos hídricos do planeta. Outras edições do encontro, que teve apoio do Museu Zoobotânico, dos Laboratórios de Ensino de Biologia e de Ecologia, da Brinquedoteca, dos projetos Pedagogia na Rua, Construindo Cidadania Ambiental, Viveiro Educativo – Semeando Vidas e SOS Terra, foram realizadas também no Dia da Árvore (21 de setembro) e no Dia dos Animais (04 de outubro).

VIVEIRO FLORESTAL UNIVERSITÁRIO TRANSFORMA PAPEL EM ADUBO O projeto Viveiro Florestal Universitário, mantido pela Unochapecó, produz composto orgânico desde 2002. A partir de abril de 2013, além dos resíduos úmidos, como restos de alimentos, e secos, como folha, grama e palha, também são revertidos em adubo todo papel toalha e de arquivos inativos da instituição.

-

A iniciativa surgiu da necessidade de a universidade se adequar à legislação ambiental e destinar de for-

53

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

ma correta todos os tipos de lixo, inclusive o papel. A ação visa incentivar a comunidade acadêmica e externa a reutilizar os resíduos, por meio da técnica de compostagem, de forma a obter um composto natural para adubar as plantas, sejam ornamentais, sejam hortaliças. Mensalmente, são recolhidos cerca de 350 quilos de papel na instituição. O adubo gerado, rico em macro e micronutrientes essenciais para o desenvolvimento das plantas, é destinado à produção de mudas nativas, ornamentais e medicinais e também pode ser fonte de pesquisa para trabalhos acadêmicos de conclusão de curso. O excedente é fornecido para a comunidade em geral.

O SUBSTRATO PRODUZIDO CONTRIBUI PARA O CULTIVO DE ESPÉCIES FLORESTAIS NATIVAS NO CAMPUS.

PRODUÇÃO O Viveiro Florestal Universitário produz anualmente cerca de 90 mil mudas de espécies florestais nativas do bioma Mata Atlântica, especialmente da região oeste catarinense. Além de promover a educação ambiental, por meio de ações sustentáveis, o projeto proporciona estágio remunerado para acadêmicos dos cursos de Agronomia e Ciências Biológicas, além de receber voluntários interessados nas atividades desenvolvidas. As mudas produzidas são doadas para escolas que desenvolvem atividades de educação ambiental com estudantes e comunidade e comercializadas para a população em geral.


MEIO AMBIENTE

FOZ DO CHAPECÓ E INSTITUTO GOIO-EN PROMOVEM SOLTURA DE ALEVINOS A Foz do Chapecó Energia realizou a soltura de mais de 180 mil alevinos na área montante da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó. Os alevinos foram produzidos na Estação de Piscicultura Instituto Goio-En, em Águas de Chapecó (SC), por intermédio de um convênio com a empresa. A atividade, realizada em dezembro, estava prevista no licenciamento ambiental da usina, tendo em vista o repovoamento do rio Uruguai e afluentes, bem como a conservação dos recursos aquáticos.

ESPÉCIES REPRODUZIDAS PELO INSTITUTO GOIO-EN »» Jundiá (Rhamdia quelen) »» Curimbatá (Prochilodus lineatus) »» Suruvi (Steindachneridion scriptum) »» Dourado (Salminus brasiliensis) »» Pintado amarelo (Pimelodus maculatus) »» Surubim (Pseudoplatystoma corruscans) »» Piracanjuba (Brycon orbignyanus) »» Piava (Leporinus obtusidens)

SOLTURA DE ALEVINOS ESPÉCIE

QUANTIDADE

Jundiá (Rhamdia quelen)

22,6 mil

Curimbatá (Prochilodus lineatus)

128 mil

Suruvi (Steindachneridion scriptum)

13,5 mil

Dourado (Salminus brasiliensis)

16,5 mil

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

54


SAÚDE


SAÚDE

UNOCHAPECÓ APROVA NOVOS GRUPOS DE PET-SAÚDE Em 2013, a Unochapecó teve projetos aprovados em dois editais do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde): Vigilância em Saúde e Redes de Atenção. A partir dos projetos, foram constituídos cinco grupos de trabalho, incluindo professores, profissionais da saúde, gestores e estudantes dos cursos da área de saúde da Unochapecó. O PET-Saúde é um braço do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde), criado pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério da Educação, com o objetivo de incentivar maior integração das universidades com os serviços de saúde na formulação dos projetos pedagógicos dos cursos, a fim de garantir formação profissional adequada à consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), bem como às necessidades da população. A Unochapecó, em parceria com a Secretaria da Saúde de Chapecó e com a Gerência Regional de Saúde, integra o Pró-Saúde desde 2005 e teve projetos aprovados em dois editais do Pró-Saúde, seis editais do PET-Saúde e um edital integrado Pró-Saúde/PET-Saúde. Entre os serviços de saúde incluídos nos projetos destacam-se ainda o Hospital Regional do Oeste, o Hospital da Criança Augusta Muller Bohner e o Serviço de Saúde Indígena. O Pró-Saúde envolve diretamente os cursos de Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Serviço Social, além do curso de Jornalismo.

BENEFÍCIOS O Pró-Saúde e o PET-Saúde têm como finalidade melhorar a qualidade dos serviços de saúde do País, consolidando os princípios e as diretrizes do SUS. Por isso, envolve ações abrangentes que beneficiam diversos públicos: estudantes, que têm maior oportunidade de se aproximar dos profissionais de saúde e da comunidade e aprendem a trabalhar em equipes

56

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

multiprofissionais; os profissionais, que, pelo contato mais estreito com a universidade, são incentivados a buscar aperfeiçoamento e se envolver em projetos de pesquisas; e os usuários, que, além da melhoria nos atendimentos, a longo prazo poderão contar com profissionais mais qualificados.

OS GRUPOS PET-SAÚDE Atualmente a Unochapecó conta com nove grupos tutoriais em atividade. Cada grupo é composto por um professor-tutor, dois ou seis preceptores (profissionais da rede de saúde), oito ou doze estudantes bolsistas e quatro estudantes voluntários. A partir da aprovação, o grupo tem dois anos para desenvolver pesquisas e intervenções na comunidade, articulando atividades acadêmicas e a integração com os serviços de saúde do município. PET-SAÚDE/REDES DE ATENÇÃO 2013/2015 »» Atenção Domiciliar à Saúde de Idosos em Situação de Vulnerabilidade e Deficiência (Física e Cognitiva) »»

Saúde e Meio Ambiente: Estudos Dirigidos em Grupos/Comunidades Específicas – Comunidades Indígenas (há dois grupos desenvolvendo atividades acerca desse tema)

PET-SAÚDE VIGILÂNCIA EM SAÚDE 2013/2015 »» Integração Vigilância em Saúde/Redes de Atenção à Saúde »» Desafios do Ensino e do Serviço na Promoção e Proteção da Saúde Frente aos Acidentes de Trânsito e outras Violências PRÓ-SAÚDE/PET-SAÚDE 2012/2014 »»

Fortalecendo o processo de educação permanente como instrumento para a qualificação da gestão do trabalho e da formação em saúde

»» Rede de cuidados em Saúde do Trabalhador »» Rede de Cuidados em Saúde Mental »» Promoção da Saúde em Vivências Interdisciplinares e Multiprofissionais (VIM)


SAÚDE

FARMÁCIA-ESCOLA UNOCHAPECÓ COMPLETA 10 ANOS A Farmácia-Escola Unochapecó foi criada com o objetivo de atender a comunidade e proporcionar um espaço de prática aos estudantes do curso de Farmácia. Ao completar 10 anos de atividade, a Farmácia-Escola comemora por ter contribuído com a formação de aproximadamente 750 farmacêuticos, além de oferecer ao público produtos e serviços de qualidade, com preços e condições acessíveis.

Um estabelecimento de dispensação comercial e manipulação, a Farmácia-Escola dispõe de completa linha de medicamentos e perfumaria, além de atendimento ambulatorial com aplicação de injetáveis, verificação de glicose capilar, pressão arterial, temperatura e colocação de brincos. Também oferece produtos manipulados, medicamentos, dermocosméticos, nutracêuticos, cosméticos, itens de higiene pessoal, conforme prescrição e orientação médica. Através do Projeto Fitochapecó, desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal, disponibiliza gratuitamente produtos fitoterápicos para pacientes das unidades básicas de saúde e hospitais públicos, mediante prescrição de médico ou dentista da rede pública.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

57


SAÚDE DIFERENCIAL A Farmácia-Escola Unochapecó preocupa-se em prestar atendimento de qualidade aos clientes e proporcionar formação diferenciada aos estudantes, bem como fortalecer o relacionamento farmacêutico-paciente, potencializando aspectos técnicos e éticos da profissão. Considerada referência em campo de estágio na área comercial e magistral, a Farmácia-Escola possibilita que os estudantes atuem em todos os processos técnicos e de gestão, acompanhados por profissional farmacêutico e professores. Nos estágios obrigatórios realizados nas disciplinas Atenção Farmacêutica (3º a 5º período) e Farmácia Comercial e Magistral (6º a 9º período), conhecem a rotina diária do estabelecimento e se preparam para o mercado de trabalho.

NOVOS PRINCÍPIOS ATIVOS Visando aperfeiçoar o serviço para melhor atender as necessidades da comunidade, a Farmácia-Escola Unochapecó adquiriu novos princípios ativos para a manipulação. Entre os novos itens, estão a base hipoalergênica fortalecedora para unhas e o extrato de koubo, fruta do deserto que auxilia nos processos de emagrecimento, eliminando a vontade de comer doces – este

58

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

medicamento é comprovado cientificamente e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

AÇÃO SOCIAL Para marcar o Dia Internacional do Cooperativismo, a Farmácia-Escola Unochapecó participou da ação ‘Cooperando é possível’, com o objetivo de orientar os participantes sobre o descarte correto de medicamentos e o cuidado com a água. A atividade fez parte da campanha ‘Eu sou uma gota’, organizada pela Coopercentral Aurora Alimentos e Fundação Aury Luiz Bodanese, e contou com a participação de diversas instituições de Chapecó. Outra ação social na qual a Farmácia-Escola esteve presente foi promovida pela Unidade BRFoods de Chapecó, na Escola Parque Cidadão Cyro Sosnosky, com atividade de orientação sobre o descarte racional de medicamentos. O evento teve público superior a dez mil pessoas. O uso racional de medicamentos foi o tema abordado pela Farmácia-Escola em evento promovido pelo Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina (CRF/SC), na Praça Coronel Bertaso. A ação fez parte de uma campanha do CRF/SC realizada em todo o estado. Além de orientar o público, foram verificados os sinais vitais dos presentes.


SAÚDE PREVENÇÃO À HIPERTENSÃO Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, o Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde) da Unochapecó realizou ação que fez parte da Rede de Instituições de Ensino Superior Promotoras de Saúde (PEER), vinculada à Rede de Colaboração Internacional de Investigação-Ação Participativa em Saúde (Icphr). A ação envolveu docentes e estudantes dos cursos de Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição, Odontologia e Serviço Social, além da Farmácia-Escola da Unochapecó. O objetivo foi alertar a população sobre estilos de vida que podem causar hipertensão e conscientizar as pessoas a adotar hábitos saudáveis e preventivos, como diminuir o consumo de

sal, manter dieta alimentar equilibrada, praticar exercício físico regularmente, manter peso saudável, evitar o consumo de tabaco e o uso nocivo do álcool.

SUPLEMENTO ALIMENTAR Em 2013, por meio de campanha desenvolvida pela Farmácia-Escola, foram doadas 1152 latas de suplemento alimentar (Sustare) para a Associação dos Voluntários do Hospital Regional do Oeste. As doações foram feitas por funcionários da Unochapecó, do Instituto Goio-En e da Farmácia-Escola e beneficiaram pacientes com câncer em tratamento no Hospital.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

59


SAÚDE

CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

ESTÁGIO Disfunções músculo-esqueléticas

66

1800

Cardiorrespiratória

34

1252

Neurologia adulto

36

1168

Em 2013 a Clínica-Escola de Fisioterapia atendeu 285 pacientes, totalizando mais de 9 mil sessões.

Neurologia infantil

37

1165

Oncologia

26

677

Gerontologia

23

730

Os atendimentos realizados abrangem diversas áreas da fisioterapia e possibilitam aos estudantes a prática profissional e a vivência de diferentes patologias, bem como de formas de tratamento.

Alongamento e relaxamento

05

138

Saúde da mulher

17

752

Algias e posturas

07

418

Idosos

10

456

Ceter

24

451

COMEMORAÇÃO ESPECIAL A Clínica-Escola de Fisioterapia da Unochapecó preparou uma programação especial para o Dia da Criança. Com doces, salgados, música, balões e até medalhas, a comemoração possibilitou a integração das crianças atendidas no estágio de Neurologia Infantil, dos pais e dos estagiários. Nas atividades

60

PACIENTES ATENDIMENTOS

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

da disciplina, os estudantes atendem pacientes de zero a 16 anos com algum tipo de deficiência. As principais patologias tratadas são paralisia cerebral, mielomeningocele, síndrome de Down, atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, autismo e leucodistrofia evanescente da substância branca. Os estagiários, supervisionados por professores, realizam atividades de alongamento, fortalecimento, posicionamento e exercícios que facilitam e estimulam o desenvolvimento neuropsicomotor.


CULTURA


CULTURA

ARGOS APRESENTA PRIMEIROS LIVROS EM FORMATO DIGITAL A Editora Argos lançou, em 2013, seus primeiros livros digitais. Conhecido como e-book, o livro digital pode ser acessado em diversos dispositivos eletrônicos, como computadores, notebooks, tablets, eReaders e smartphones. As obras apresentadas no novo formato foram o ‘Dicionário nada convencional’, da professora Arlene Renk, e ‘Fazendo cidade: memória e urbanização no extremo oeste catarinense’, de Adriano Larentes da Silva. Durante a solenidade de lançamento dos livros digitais, a professora Berenice Santos Gonçalves, do Programa de Pós-graduação em Design e Expressão Gráfica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ministrou a palestra ‘Interfaces gráficas no contexto do livro digital’, que tratou sobre design de hipermídia e avaliação de interação em livros digitais, testes de usabilidade, navegação e leitura. Os títulos em versão digital são reedições e ganharam novos recursos como hiperlinks de texto e possibilidade de acesso a conteúdos de áudio e vídeo. Ainda, os aplicativos utilizados para leitura possuem várias funcionalidades, como marcações no texto, controle de luminosidade e alteração da tipografia. LIVRO MAIS BAIXADO Em menos de dois meses o livro ‘Dicionário nada

62

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

convencional’ atingiu a marca de mais de 3 mil downloads. A quantidade de acessos fez dele o e-book gratuito mais baixado na iBookstore brasileira e o deixou no topo do ranking semanal. Além do Brasil, o livro teve acesso também em países como Estados Unidos, Reino Unido, Portugal, Japão e Bolívia.

ARGOS NA DIRETORIA DA ABEU O coordenador da Editora Argos, da Unochapecó, professor Dirceu Hermes, foi eleito diretor da Região Sul da Associação Brasileira de Editoras Universitárias (Abeu), para a gestão 2013-2015. Desde 1992, quando a Argos passou a integrar a Abeu, esta é a segunda vez que a Editora compõe a diretoria do órgão. A eleição foi realizada em Curitiba, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), durante a XXVI Reunião Anual da Abeu, que foi coordenada pela Editora Universitária Champagnat, mantida pela PUC-PR, e reuniu 75 representantes de editoras universitárias de todo o País. A função do diretor regional é integrar as editoras universitárias e fortalecer a Coleção Sul, cujo objetivo é publicar livros visando à divulgação de estudos produzidos nas universidades do Sul do Brasil. A nova diretoria tomou posse em agosto, durante a 16ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro. No evento, foram apresentados 41 títulos da Argos que compõem a Coleção Sul, cumprindo a proposta da Unochapecó de produzir e disseminar conhecimento tendo em vista o desenvolvimento regional.


CULTURA OBRAS LANÇADAS EM 2013 »» A tradição literária brasileira: entre a periferia e o centro (Luís Bueno, Germana Sales e Valéria Augusti) »» As mulheres aprisionadas: as drogas e as dores da privação da liberdade (Marli Canello Modesti) »» Crítica da razão utópica (Silvio Salej) »» Educação jurídica, relações internacionais e cidadania ecológica (Giovanni Olsson, Marcelo Markus Teixeira, Reginaldo Pereira e Silvana Winkler) »» Ensaios contemporâneos em saúde: uma perspectiva interdisciplinar (Maria Assunta Busato, Fátima Ferreti e Antônio de Sá) »» Espaço urbano (Rosa Salete Alba) »» Ética e ciência nas diferentes dimensões da educação superior: experiências, reflexões e desafios (Ricardo Rezer) »» Filosofia e teologia: irmãs rivais (Org. Fausto dos Santos) »» Imprensa do interior: conceitos e contextos (Francisco de Assis) »» Juventude, produtos coloniais e pluriatividade (Arlene Renk) »» O dicionário nada convencional (Arlene Renk) »» O linchamento que muitos querem esquecer (Monica Hass) »» Planejamento urbano no Brasil: conceitos, diálogos e práticas (Elson Manoel Pereira) »» Projetos de pesquisa, fundamentos lógicos: a dialética entre perguntas e respostas (Silvio Gamboa)

»» Região, sociedade e ambiente (Arlene Renk e Gilza Maria) »» Violências e segurança pública na contemporaneidade (Irme Salete Bonamigo e Luiz Carlos Chagas)

PRIMEIRA EDIÇÃO EM PORTUGUÊS DE OBRA FRANCESA Publicado pela Editora Argos, da Unochapecó, em parceria com o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), o livro “Fazendo escola (ou refazendo-a?)”, do belga Thierry de Duve, foi lançado no Brasil em 2013. No evento de lançamento, o autor ministrou a palestra ‘A invenção da não arte’ e comemorou o fato de o livro ter sido traduzido para o português, tarefa que levou um ano para ser concluída pela Argos. O LIVRO ‘Fazendo escola (ou refazendo-a?)’ é um instigante mergulho no universo do ensino da arte e da formação de artistas. Um dos grandes pensadores da atualidade no campo da arte, Thierry de Duve escreve a partir de suas experiências de ensino, com a visão crítica de quem conhece profundamente o sistema artístico. A obra apresenta uma profunda reflexão sobre o estágio em que se encontra o sistema de ensino na atualidade. Publicado em francês em 1992, e novamente em uma edição ampliada em 2008, esse texto, traduzido agora para o português, introduz uma reflexão inovadora e ao mesmo tempo surpreendente do universo da formação artística como se conhece hoje.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

63


CULTURA

UNOCULTURAL Com show de Erasmo Carlos, promovido pelo Rotary Club, com apoio da Unochapecó, deu-se início à programação do Unocultural Ano 4, cujo objetivo é promover entretenimento e gerar discussões sobre a cultura, além de impulsionar a reflexão crítica e garantir acesso à produção cultural e ampliar o repertório artístico. O Unocultural também objetiva aproximar a população de Chapecó e região da cultura brasileira, oferecendo atrações culturais gratuitas. Entre abril e dezembro de 2013, o Unocultural organizou quatro atrações que incluíram música, ilustração, teatro, poesia, entre outras manifestações artísticas. ATRAÇÕES DO UNOCULTURAL EM 2013

64

»» Show com Erasmo Carlos – Sexo e Rock ‘n’ Roll – Centro de Cultura e Eventos – Abril – Parceria com o Rotary Chapecó

»» Lançamento do livro de Dinara Tessari, ilustrado por Marlowa Pompermayer – A árvore da rua tagarela – Centro de Cultura e Eventos – Outubro

»» Apresentação Grupo Vertigem – Poesia pra Gente da Vida – Café Brasiliano/Teatro do SESC – Julho/Novembro

»» Lançamento do vídeo clipe da Banda John Filme – Dropadeira – Auditório do SESC – Novembro

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


CULTURA

CEOM Um dos primeiros programas de pesquisa e extensão da Unochapecó, o Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM) ainda é a principal ferramenta de preservação da história da região, mantendo divulgação científica, vínculo com museus, biblioteca setorial, resgate de vestígios arqueológicos e documentos históricos, pesquisas e atividades de educação patrimonial. Nas diversas áreas em que atua, o CEOM desenvolve atividades que visam resgatar e preservar a memória da região oeste catarinense, possibilitando o contato das novas gerações com a história dos antepassados.

UM ACERVO HISTÓRICO E CULTURAL PERMANENTE PARA O OESTE CATARINENSE.

CONVÊNIO INTERNACIONAL PARA PESQUISA ARQUEOLÓGICA O Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM/Unochapecó) e o Instituto Nacional de Antropología y Pensamiento Latinoamericano (INAPL/Argentina) firmaram convênio para realização do projeto denominado ‘Arqueologia da Floresta Atlântica Meridional Sul Americana - ABAMS’, coordenado pelo arqueólogo Dr. Daniel Loponte e pela arqueóloga coordenadora do CEOM, Mirian Carbonera. O projeto objetiva entender as ocupações pré-históricas da região da Mata Atlântica no oeste catarinense e na província argentina de Misiones. Para tanto, em 2013 foram realizadas escavações na Gruta Indígena 3 de Mayo, em Garuhapé, e no sítio Corpus, em Corpus Christy, na Argentina, e no sítio Otto Aigner 2, em Itá (SC), além de palestras e atividades de laboratório. O projeto deve levar cerca de 10 anos para ser finalizado, mas uma prévia dos resultados será apresentada no II Congresso Internacional de Arqueologia da Bacia do Prata, em abril de 2014, no Uruguai.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

65


CULTURA PROJETO DE PESQUISA INTERNACIONAL O Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM/Unochapecó) recebeu em 2012 aproximadamente 40 mil peças arqueológicas escavadas no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó e em 2013 ampliou o trabalho sobre esse acervo, pois os materiais despertaram o interesse de pesquisadores do Brasil e da França, que estabeleceram parceria para reanalisar as peças e desenvolver novas campanhas de escavação em sítios arqueológicos na região do alto rio Uruguai, com apoio financeiro do Ministério das Relações Exteriores francês. Os vestígios resgatados e analisados até então confirmam que a região foi povoada há pelo menos 8 mil anos, por grupos que viviam da caça, da coleta e produziam, principalmente, artefatos utilizando técnicas de lascamento em pedra.

PROJETOS PREMIADOS O acervo arqueológico salvaguardado pelo CEOM/ Unochapecó começa a ser transformado em exposição de longa duração, com formato inédito para a região. O projeto da exposição, ainda sem título definitivo, foi submetido ao edital Prêmio Modernização de Museus Microprojetos, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A proposta concorreu com iniciativas de todo o Brasil e foi classificada em sexto lugar. Como prêmio, o CEOM recebeu R$ 50 mil. O valor da premiação será investido na finalização da exposição, na produção de material didático e na realização de oficinas de formação para professores, bem como de ação educativa para estudantes e comunidade, com atenção especial aos públicos com baixa visão, cegos e surdos. Também foi premiada a proposta ‘Movimentos: salvaguarda e difusão do acervo e da memória do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra’, submetida ao Edital Prêmio Memórias Brasileiras. O CEOM será contemplado com R$ 30 mil e o valor será destinado à produção de exposição e de material didático e à realização de oficinas de formação para professores.

66

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


CULTURA EXPOSIÇÃO ‘HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA’ O Centro de Memória do Oeste Catarinense (CEOM), da Unochapecó, em parceria com a Secretaria de Cultura de Chapecó, promoveu a exposição ‘Fotografia: processos de outrora, arte de agora’, com o objetivo de proporcionar ao observador a experiência de conhecer a história da técnica, bem como a produção fotográfica e artística contemporânea. Fizeram parte da mostra equipamentos fotográficos como câmeras de fole do início do século XX, negativos de vidro e gelatina e materiais referentes às antigas técnicas fotográficas.

EXPOSIÇÃO ‘VELHO XAPECÓ’ O CEOM/Unochapecó organizou, a partir de acervos históricos, a exposição ‘O Velho Xapecó: o sertão desconhecido’, composta por 20 banners, fotografias e textos, além de mapa do município de Chapecó na década de 1930 e depoimentos de moradores da região. Mais que contar uma história factual, a exposição traz à tona as muitas possibilidades de se contar uma mesma história. Permite compreender a dinâmica de formação do território, em sua multiplicidade, mas com elementos comuns.

PROJETO ‘REGISTRANDO SABERES’ O CEOM/Unochapecó, a Prefeitura Municipal de Pinhalzinho e o Museu Histórico de Pinhalzinho realizaram oficinas de educação patrimonial com professores do ensino fundamental e médio, como uma das etapas do projeto ‘Registrando Saberes - O palavreado, as crenças e as tradições relacionadas à cultura popular dos caboclos do oeste de Santa Catarina’. O programa, desenvolvido desde junho de 2012, tem o objetivo de oferecer aos docentes ferramentas para valorização do patrimônio cultural e da memória da etnia cabocla da região oeste catarinense e compreende, também, a exposição itinerante ‘Onde nasce nossa identidade’ e o documentário ‘Registrando Saberes’.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

67


CULTURA PUBLICAÇÃO DE OBRA SOBRE O CONTESTADO ‘Fotografias que encantam a história dos 100 anos da Guerra do Contestado’ é o nome do projeto desenvolvido pelo Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM), da Unochapecó, com apoio financeiro da Caixa Econômica Federal, cujo objetivo é produzir e reunir fotografias históricas e contemporâneas sobre a história do centenário da guerra. As imagens fotográficas serão publicadas em livro, que será distribuído em escolas e outras instituições educacionais.

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS NACIONAIS O CEOM/Unochapecó foi representado no Simpósio de Patrimônio Cultural de Santa Catarina, em Florianópolis, pela sua coordenadora, Mirian Carbonera, e pelo documentalista Douglas Satirio da Rocha, que apresentaram os estudos ‘O trabalho com os bens culturais: a atuação do CEOM/Unochapecó no oeste catarinense’ e ‘Preservação e valorização do acervo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST no Ceom/Unochapecó’, respectivamente. O evento reuniu alunos, professores, gestores

68

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

culturais de instituições públicas e privadas com o objetivo de refletir sobre o trabalho com o patrimônio cultural catarinense. Outra participação ocorreu no XXVII Simpósio Nacional de História, promovido pela Anpuh-Brasil, que em 2013 foi realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Nesse evento, o técnico em pesquisa André Luiz Onghero apresentou o trabalho ‘Colonização e constituição do espaço rural no oeste de Santa Catarina’ a historiadores provenientes de diferentes regiões do Brasil e também dos EUA.

PROGRAMAÇÃO NACIONAL DE MUSEUS O Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (CEOM/Unochapecó) participou, em maio de 2013, da 11ª Semana de Museus, cujo tema foi ‘Museus (memória+criatividade) = mudança social’. Durante a semana foram realizadas oficinas, palestras e atividades de mediação em exposições. Em setembro, o CEOM/Unochapecó participou do evento Primavera dos Museus, que reuniu profissionais da área de museus, professores e estudantes para debate e reflexão sobre as contribuições africanas para a cultura brasileira, visando aproximar museus e sociedade. Os dois eventos são promovidos pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e contam com a participação de instituições museológicas de todo o País.


CULTURA PRODUÇÃO DE LIVROS SOBRE HISTÓRIA LOCAL Em janeiro de 2013, foi lançado o livro ‘Retratos e Memórias da História de Formosa do Sul’, de André Luiz Onghero, sétima obra da coleção Histórias Locais, composta por publicações resultantes dos trabalhos de pesquisa realizados pelo CEOM/Unochapecó em municípios ou localidades especialmente do oeste catarinense. A publicação é resultado do convênio firmado entre a Unochapecó e a Prefeitura Municipal de Formosa do Sul. Ainda em 2013, através do convênio com a Prefeitura Municipal de Nova Erechim, foi produzido o texto histórico acerca da colonização e emancipação do município, contando com a participação de moradores. A publicação do livro está prevista para 2014.

ACERVOS Em 2013, o CEOM/Unochapecó recebeu mais uma parte do acervo documental da Empresa Colonizadora Bertaso. A partir da década de 1920, a empresa foi responsável pela comercialização de terras na região do oeste catarinense. Esses documentos são fontes importantes sobre a formação histórica dessa região. Após o processo de curadoria, os documentos serão integrados à outra parte do acervo da colonizadora que já está sob guarda do CEOM, e serão disponibilizados para pesquisa.

GESTÃO DOCUMENTAL CADERNOS DO CEOM Em 2013, foram publicados os números 38 e 39 da revista Cadernos do Ceom. No primeiro semestre o tema foi ‘Patrimônio, Memória, Identidade’ e no segundo ‘Economia Criativa e Economia da Cultura’. As edições contaram com artigos de diferentes instituições brasileiras e também de países como Inglaterra, França, EUA e Argentina.

O CEOM e a Divisão de Gestão Documental da Unochapecó aplicaram as normas e procedimentos de Gestão Documental na Fundeste e nas mantidas. Em 2013, os setores da instituição foram orientados, através de curso e reuniões, a utilizar o Manual de Gestão Documental nas atividades de produção, trâmite, arquivamento e destinação de documentos, visando à maior organização, preservação e otimização dos espaços de guarda de documentos.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

69


CULTURA

GALERIA DE ARTES AGOSTINHO DUARTE Desde 2011, a Unochapecó mantém a Galeria de Artes Agostinho Duarte, implantada com o objetivo de proporcionar a estudantes, professores, funcionários e a comunidade em geral contato com a produção artística regional. Assim, a Galeria de Artes é um espaço adequado para a apresentação de produções dos acadêmicos do curso de Artes Visuais e de outros artistas, e possibilita ampliar o conhecimento teórico e prático acerca da arte contemporânea. O nome da galeria é uma homenagem ao artista e ex-professor do curso de Artes Visuais da Unochapecó. Além da arte, Agostinho preocupava-se com o ensino, considerando aspectos sociais e culturais da sociedade.

70

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

ORQUESTRA DE CÂMARA A Orquestra de Câmara da Unochapecó, fundada em 2009, realizou o 2º Encontro Brasileiro de Orquestras, realizado no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, em junho de 2013. O evento reuniu seis orquestras, além da anfitriã: Orquestra Sinfônica de Estação, Orquestra Sinfônica de Erechim, Conservatório da Universidade Federal de Pelotas, Orquestra Sinfônica de Concórdia, Orquestra Sinfônica e Coro de Chapecó e Orquestra Sinfônica da Assembleia de Deus. A Orquestra de Câmara da Unochapecó consiste numa atividade musical que congrega instrumentistas de cordas, sopros, madeiras, piano e percussão, para o estudo e execução de músicas em conjunto. Fazem parte do repertório músicas populares nacionais e internacionais, assim como música erudita de diferentes períodos históricos e da atualidade. A orquestra é formada por professores, acadêmicos, bolsistas e pessoas da comunidade.


CULTURA

ENCONTRO SUL-BRASILEIRO DE CORAIS O 11º Encontro Sul-Brasileiro de Corais Universitários e 5º Encantar - Encontro Municipal de Corais, promovidos pela Unochapecó, através do Coral Universitário, em parceria com a Prefeitura Municipal de Chapecó e a Secretaria Municipal de Cultura, objetivou proporcionar a troca de conhecimento e o entrosamento entre os grupos de corais e da própria plateia com os corais. A novidade da edição de 2013 foi a gravação de um DVD, que proporcionará à população acesso à música de coro em outros momentos. Ao gravar o DVD e disponibilizá-lo ao público, via internet, os promotores do evento pretendem disseminar a música coral do Sul para todo o País.

QUINZE ANOS DE HISTÓRIA E BOA AFINAÇÃO Durante as apresentações dos seis corais que participaram do evento – Coro de Câmara da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Corais da Universidade Regional Integrada (URI) de Erechim e de Frederico Westphalen, Coral Campos de Palmas, Coral da Unochapecó e Associação Coral Chapecó –, foram comemorados os 15 anos de implantação do Coral Universitário da Unochapecó. O grupo surgiu em 1998, para dar apoio ao espetáculo que estava sendo montado pelo Grupo de Teatro Expressão Universitária (GTEU), e desde então vem aprimorando a técnica, agregando novos membros e proporcionando à população local e regional excelentes apresentações, incluindo diversos estilos musicais.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

71


CULTURA

NOVO ESPETÁCULO DO GTEU O Grupo de Teatro Expressão Universitária da Unochapecó (GTEU) estreou o espetáculo ‘AYA’, que teve como ponto de partida fragmentos de textos de Mia Couto, autor moçambicano, que evidenciam a luta entre conhecimentos ancestrais, científicos e até imaginativos. A peça conta com a participação de 10 atores, além da contribuição de colaboradores.

72

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

PROJETO DRAMATURGIA O Grupo de Teatro Expressão Universitária (GTEU), mantido pela Unochapecó, participou do Projeto Dramaturgia – Leitura em Cena 2013, promovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), nas cidades onde a instituição está presente, que consiste na realização de oficinas com grupos teatrais para discutir temas previamente selecionados pelos próprios grupos. A ação objetiva estimular a prática da leitura de textos teatrais, nacionais e estrangeiros, incentivar a leitura em voz alta e apoiar a pesquisa dramatúrgica. Visa, também, provocar a reflexão e o debate sobre a importância e o papel da dramaturgia no teatro contemporâneo, propiciar o intercâmbio entre artistas de teatro, pesquisadores, formadores de opinião e público interessado. Além do GTEU, em Chapecó também participaram os grupos de teatro Voeverá e Muiraquitã.


DESENVOLVIMENTO HUMANO


DESENVOLVIMENTO HUMANO Em 2013, as ações da Diretoria de Desenvolvimento Humano estiveram focadas no treinamento e desenvolvimento dos empregados, bem como na prevenção e promoção da saúde e da qualidade de vida. Em treinamento foram contabilizadas mais de 1,4 mil participações em palestras, oficinas, cursos, com investimento de aproximadamente R$ 90 mil. Em bolsas de estudo de cursos de graduação e pós-graduação, concedidas aos empregados e depen-

INDICADORES LABORAIS Folha de pagamento de salários de professores/técnicos-administrativos Folha de pagamento de estagiários e monitores Total de pagamentos de terceirizados Encargos sociais Bolsas de estudos ao pessoal docente Bolsas de estudos ao pessoal administrativo Capacitação de docentes/técnicos-administrativos Total de indicadores laborais

dentes, visando proporcionar o desenvolvimento humano, profissional e a formação contínua, foram investidos cerca de R$ 1,4 milhão. Com foco na prevenção e promoção da saúde, foram realizadas atividades voltadas à saúde do homem e da mulher. As ações envolveram quase 590 pessoas. Também foram destaque em 2013 ações de orientação sobre o Assédio Moral e a criação da Brigada de Emergência.

2013 (EM R$) % S/ RB* 2012 (EM R$) % S/ RB* 46.288.044,08 535.163,42 7.653.945,57 17.399.664,57 644.531,99 729.924,17 185.132,89 73.436.406,69

47,30 0,55 7,82 17,78 0,66 0,75 0,19 75,23

42.980.157,88 568.606,16 6.965.652,78 14.032.309,72 690.770,52 775.718,98 133.832,33 66.147.048,37

48,88 0,65 7,92 15,96 0,79 0,88 0,15 73,24

*Percentual sobre receita bruta.

INDICADORES SOCIAIS INTERNOS

2013 (EM R$) % S/ RB* 2012 (EM R$) % S/ RB*

Esporte e lazer Atividades de cultura Assistência à saúde e saneamento Segurança, medicina e higiene no trabalho Seguros Transporte e/ou vale-transporte Atividades de extensão internas Total de indicadores sociais internos

40.794,10 730.086,24 1.392.129,59 96.529,32 160.503,79 76.017,55 20.638,30 2.516.698,89

*Percentual sobre receita bruta.

74

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

0,04 0,75 1,42 0,10 0,16 0,08 0,02 2,57

65.169,07 692.105,54 1.233.952,29 80.285,31 151.593,23 125.574,98 15.667,15 2.364.347,57

0,07 0,79 1,40 0,09 0,17 0,14 0,02 2,68


DESENVOLVIMENTO HUMANO

SAÚDE No ano de 2013, a saúde do homem e da mulher foi abordada mais intensamente, com especial atenção à prevenção de doenças. No mês de março, foram realizadas coletas para exame preventivo do colo do útero. Em parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer, foram realizadas atividades com o objetivo de incentivar a prevenção e a promoção da saúde de técnicas-administrativas, professoras e estudantes. Em outubro, foram realizadas ações visando à conscientização e à prevenção da saúde da mama, através de visitas setoriais, com orientação e demonstração do autoexame. No mês seguinte,

foi a vez de orientar os homens, com e-mails e cartazes nos espaços da Universidade, alertando quanto à importância da realização do exame clínico para prevenção e tratamento do câncer de próstata.

UNOCHAPECÓ CONTRA ASSÉDIO MORAL O assédio moral foi bastante discutido em 2013. Por meio da campanha “Assédio moral: escolha não passar por isso”, a Diretoria de Desenvolvimento Humano informou professores, técnicos-administrativos e estudantes sobre o tema. Foram realizadas atividades pontuais, em todos os setores e também nas salas de aula, com o objetivo de esclarecer dúvidas quanto a atitudes que se configuram ou não como assédio moral e, também, destacar comportamentos que podem evitar situações desse tipo. A campanha incluiu, ainda, a distribuição de uma cartilha com orientações.

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

75


DESENVOLVIMENTO HUMANO

CAPACITAÇÃO DA BRIGADA DE EMERGÊNCIA Em 2013, foi criada a Brigada de Emergência na Unochapecó, atendendo a normativas legais que preveem equipes capacitadas para atuar em situações que representam risco à vida e ao patrimônio. A Brigada de Emergência conta com 40 funcionários voluntários, que passaram por capacitação incluindo aulas teóricas e práticas. Na capacitação foram abordados temas sobre primeiros socorros, combate a incêndios, procedimentos de evacuação de edificações e isolamento de áreas de risco.

76

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


DESENVOLVIMENTO HUMANO

EVOLUÇÃO DO QUADRO DE PESSOAL — 2009 – 2013

300

513 424

440

540 407

379

400

410

532

501

500

554

600

200

100

0

2009

2010

2011

2012

2013 Docente

Técnico

INVESTIMENTOS EM RECURSOS HUMANOS X RECEITA BRUTA (EM R$) — 2009-2013 73.436.406,69

2013

66.147.048,37

2012

57.548.212,58

2011

51.721.040,51

2010

0

20.000.000

40.000.000

87.931.082,95

78.554.438,00

68.610.302,03

46.733.599,01 61.124.364,05 55.015.652,00

2009

97.855.638,34

60.000.000

Investimentos RH Receita Bruta

80.000.000

100.000.000

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

77


DESENVOLVIMENTO HUMANO 2013

INDICADORES DO CORPO FUNCIONAL VARIAÇÃO DO CORPO FUNCIONAL

Total de empregados no início do período Total de empregados no final do período Total de admissões do período Total de demissões do período Total de aposentadorias do período

2012

QUANTIDADE

% S/ TOTAL

QUANTIDADE

% S/ TOTAL

993 937 261 317 10

105,98 100,00 27,85 33,83 1,07

948 994 306 260 8

95,37 100 30,78 26,16 0,80

535 402 23 23

57,10 42,90 2,45 2,45

570 424 25 21

57,34 42,66 2,52 2,11

903 34 0 0 0

96,37 3,63 0,00 0,00 0,00

984 2 2 6 0

99,00 0,20 0,20 0,60 0,00

513 424 87 26 4

54,75 45,25 9,28 2,77 0,43

554 440 102 35 4

55,73 44,27 10,26 3,52 0,40

0 542 365 30

0,00 57,84 38,95 3,20

0 574 399 21

0,00% 57,75% 40,14% 2,11%

173 354 203 101 56 50

18,46 37,78 21,66 10,78 5,98 5,34

203 376 201 104 61 49

20,42 37,83 20,22 10,46 6,14 6,94

DISTRIBUIÇÃO POR GÊNERO

Total de mulheres Total de homens Mulheres em cargo de chefia Homens em cargo de chefia DISTRIBUIÇÃO POR ETNIA

Total de brancos Total de negros Total de amarelos Total de pardos Total de indígenas DISTRIBUIÇÃO POR CATEGORIA

Total de docentes Total de técnicos-administrativos Total de estagiários Total de monitores Total de empregados com deficiência DISTRIBUIÇÃO POR IDADE

Total de empregados menores de 18 anos Total de empregados com idade entre 18 e 35 anos Total de empregados com idade entre 36 e 60 anos Total de empregados com idade acima de 60 anos DISTRIBUIÇÃO POR TEMPO DE SERVIÇO

Até 1 ano Acima de 1 até 5 anos Acima de 5 até 10 anos Acima de 10 até 15 anos Acima de 15 até 20 anos Acima de 20 anos MÉDIA SALARIAL

Salário médio dos homens Salário médio das mulheres Salário médio dos empregados com deficiência

78

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

R$ 3.602,59 R$ 3.364,17 R$ 3.594,72

R$ 3.192,33 R$ 3.052,52 R$ 2.927,86


DESENVOLVIMENTO HUMANO 2013

INDICADORES DO CORPO DOCENTE VARIAÇÃO DO CORPO DOCENTE

2012

QUANTIDADE

% S/ TOTAL

QUANTIDADE

% S/ TOTAL

554 513 118 159 9 2

107,99 100,00 23,00 30,99 1,75 0,39

540 554 168 154 6 2

97,47 100,00 30,32 27,80 1,08 0,36

264 249

51,46 48,54

291 263

52,53 47,47

504 9 0 0 0

98,25 1,75 0,00 0,00 0,00

548 2 0 4 0

98,92 0,36 0,00 0,72 0,00

74 238 195 6

14,42 46,39 38,01 1,17

64 261 221 8

11,55 47,11 39,89 1,44

90 54 60 175 338

17,54 10,53 11,70 34,11 65,89

105 81 24 234 320

18,95 14,62 4,33 42,24 57,76

62 207 102 71 38 33

12,09 40,35 19,88 13,84 7,41 6,43

96 213 96 70 46 33

17,33 38,45 17,33 12,64 8,30 5,96

Total de docentes no início do período Total de docentes no final do período Total de admissões do período Total de demissões do período Total de aposentadorias do período Total de docentes com deficiência DISTRIBUIÇÃO POR GÊNERO

Total de mulheres Total de homens DISTRIBUIÇÃO POR ETNIA

Total de brancos Total de negros Total de amarelos Total de pardos Total de indígenas DISTRIBUIÇÃO POR TITULAÇÃO

Total de doutores Total de mestres Total de especialistas Total de graduados DEDICAÇÃO DOCENTE

Total de docentes com dedicação à pesquisa Total de docentes com dedicação à extensão Total de docentes com dedicação à pós-graduação Total de docentes com dedicação integral Total de docentes com dedicação parcial DISTRIBUIÇÃO POR TEMPO DE SERVIÇO

Até 1 ano Acima de 1 até 5 anos Acima de 5 até 10 anos Acima de 10 até 15 anos Acima de 15 até 20 anos Acima de 20 anos MÉDIA SALARIAL

Salário médio dos homens Salário médio das mulheres Salário médio dos empregados com deficiência

R$ 4.656,84 R$ 5.084,56 R$ 4.791,62

R$ 4.063,05 R$ 4.489,06 R$ 6.608,70

7 anos e 4 meses 40 horas 0 0 20,85 1 285 7

6 anos e 9 meses 40 horas 0 0 27,90 1 299 7

OUTROS INDICADORES LABORAIS

Tempo médio de permanência na instituição Carga semanal de trabalho Total de horas extras trabalhadas Total de faltas no período Turn over Total de docentes integrantes da CIPA Total de docentes sindicalizados Total de docentes que integram as diretorias sindicais

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

79


DESENVOLVIMENTO HUMANO INDICADORES DO CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

2013

2012

VARIAÇÃO DO CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

QUANTIDADE

% S/ TOTAL

QUANTIDADE

% S/ TOTAL

Total de técnicos-administrativos no início do período Total de técnicos-administrativos no final do período Total de admissões do período Total de demissões do período Total de aposentadorias do período Total de técnicos-administrativos com deficiência

439 424 143 158 1 2

103,54 100,00 33,73 37,26 0,24 0,47

408 440 138 106 2 2

92,73 100 31,36 24,09 0,45 0,45

153 271

36,08 63,92

278 162

63,18 36,82

399 25 0 0 0

94,10 5,90 0 0 0

436 0 2 2 0

99,10 0,00 0,45 0,45 0

85 131 190 18 0

20,05 30,90 44,81 4,25 0,00

86 145 190 20 0

19,55 32,95 43,18 4,55 0

111 147 101 30 18 17

26,18 34,67 23,82 7,08 4,25 4,01

107 164 105 34 15 16

24,32 37,05 23,86 7,73 3,41 3,63

DISTRIBUIÇÃO POR GÊNERO

Total de mulheres Total de homens DISTRIBUIÇÃO POR ETNIA

Total de brancos Total de negros Total de amarelos Total de pardos Total de indígenas DISTRIBUIÇÃO POR TITULAÇÃO

Total de pós-graduados Total de graduados Total com ensino médio Total com ensino fundamental Total de pessoas não alfabetizadas DISTRIBUIÇÃO POR TEMPO DE SERVIÇO

Até 1 ano Acima de 1 até 5 anos Acima de 5 até 10 anos Acima de 10 até 15 anos Acima de 15 até 20 anos Acima de 20 anos MÉDIA SALARIAL

Salário médio dos homens Salário médio das mulheres Salário médio dos empregados com deficiência

R$ 1.886,85 R$ 1.688,21 R$ 2.119,97

R$ 1.769,98 R$ 1.553,77 R$ 1.638,41

5 anos e 2 meses 40 horas 29.083,44 4.883,27 32,43 13 335 8

5 anos e 2 meses 40 horas 28.248,17 3.749,54 25,92 13 333 9

OUTROS INDICADORES LABORAIS

Tempo médio de permanência na instituição Carga semanal de trabalho Total de horas extras trabalhadas Total de faltas no período Turn over Total de técnicos-administrativos integrantes da CIPA Total de técnicos-administrativos sindicalizados Total de técnicos-administrativos que integram as diretorias sindicais

80

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013


DESENVOLVIMENTO HUMANO GERAÇÃO DO VALOR ADICIONADO Receitas Receita com ensino Receita com extensão Receita de prestação de serviços e pesquisa Receita com vendas (Livraria, Farmácia-Escola, Instituto Regional) (-) Provisão para créditos de liquidação duvidosa Receitas não operacionais Custo com materiais e serviços adquiridos de terceiros Materiais e manutenção Energia elétrica, água/esgoto, telecomunicações Serviços de terceiros Valor adicionado bruto Retenções Depreciação, amortização e exaustão Valor adicionado líquido Outras receitas Recursos governamentais Doações recebidas (pessoas físicas e jurídicas) Convênios Receitas financeiras Outras Valor adicionado total

DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO

2013 (EM R$) 2012 (EM R$) EVOLUÇÃO 96.411.123,74 90.843.024,96 946.900,73 2.659.857,60 321.241,55 -146.466,34 1.786.565,24 18.364.288,23 8.673.425,60 1.309.278,38 8.381.584,25 78.046.835,51 4.690.585,83 4.690.585,83 73.356.249,68 9.488.358,80 6.499.403,75 8.844,27 726.279,16 2.298.964,66 -45.133,04 82.844.608,48

2013 (EM R$)

Remuneração do trabalho das atividades 51.237.191,47 Pessoal e encargos 49.608.540,54 Benefícios aos empregados 1.628.650,93 Financiadores 3.615.824,82 Encargos financeiros 3.148.418,59 Aluguéis 467.406,23 Governo 1.947,16 Tributos 1.947,16 Despesas das atividades filantrópicas 2.628.480,51 Assistência social (projetos, programas e ações sociais) 2.628.480,51 Doações, contribuições e subvenções 214.651,21 Diretório Central dos Estudantes/Centros e Diretórios Acadêmicos 214.651,21 Convênios 1.119.638,40 Instituições de caráter científico/tecnológico 1.119.638,40 Bolsas de estudo/desenvolvimento científico 23.777.458,75 Bolsas de iniciação científica 414.021,82 Bolsas de estudo ao corpo administrativo 729.924,17 Bolsas de estudo ao corpo docente 644.531,99 Bolsas de estudo ao corpo discente 21.797.852,66 Auxílio capacitação/aperfeiçoamento 191.128,11 Retenções 249.416,16 Superávit ou déficit das atividades 249.416,16 Valor distribuído total 82.844.608,48

85.288.693,80 79.624.345,31 1.092.128,15 2.770.834,18 321.509,60 -572.203,72 2.052.080,28 16.682.813,99 9.586.358,22 1.303.885,04 5.792.570,73 68.605.879,81 4.159.470,57 4.159.470,57 64.446.409,24 9.215.570,59 3.591.225,81 18.626,46 2.316.560,63 3.337.738,24 -48.580,55 73.661.979,83

11.122.429,94 11.218.679,65 -145.227,42 -110.976,58 -268,05 425.737,38 -265.515,04 1.681.474,24 -912.932,62 5.393,34 2.589.013,52 9.440.955,70 531.115,26 531.115,26 8.909.840,44 272.788,21 2.908.177,94 -9.782,19 -1.590.281,47 -1.038.773,58 3.447,51 9.182.628,65

%

2012 (EM R$)

%

61,85 59,88 1,97 4,36 3,80 0,56 0,00 0,00 3,17 3,17 0,26 0,26 1,35 1,35 28,70 0,50 0,88 0,78 26,31 0,23 0,30 0,30 100,00

44.593.945,72 43.082.825,22 1.511.120,50 4.088.697,42 3.782.637,37 306.060,05 2.220,24 2.220,24 6.720.601,18 6.720.601,18 128.078,40 128.078,40 874.162,06 874.162,06 18.111.925,79 571.665,90 775.718,98 690.770,52 16.000.520,06 73.250,33 -857.650,98 -857.650,98 73.661.979,83

60,54 58,49 2,05 5,55 5,14 0,42 0,00 0,00 9,12 9,12 0,17 0,17 1,19 1,19 24,59 0,78 1,05 0,94 21,72 0,10 -1,16 -1,16 100,00

FUNDESTE – BALANÇO SOCIAL 2013

81


Balanço Social 2013