Issuu on Google+

APÁGINADAENFERMEIRA

3

JANEIROFEVEREIROMARÇO2013

Esclarecimento

Enf. Maria de Lourdes Andrade

Qual a diferença entre a Constipação e Gripe • Constipação – É uma infecção viral que provoca a inflamação das membranas mucosas que revestem o nariz e a garganta e daí resulta obstrução e corrimento nasal, por vezes dores de garganta e de cabeça e mau estar – desconforto. • Gripe – Virose do aparelho respiratório (vias aéreas respiratórias de circulação do ar) que origina febre, dores de cabeça (cefaleia), dores musculares e fraqueza.A gripe é propagada através de gotículas infectadas lançadas por espirros.A doença ocorre geralmente em pequenos surtos ou sob a forma de epidemias a intervalos de alguns anos. Geralmente aparece no inverno e difundem-se rapidamente nas escolas, lares para idosos e em locais de trabalho fechados. Há três tipos de vírus gripal A/B/C.A gripe C dá imunidade ou seja anticorpos (proteínas) fabricadas pelo sistema imunitário que imunizam contra o vírus C para toda a vida. Uma pessoa infectada pelo vírus A ou B – fica imune a essa estirpe.Tanto o vírus A como B alternam-se por vezes e produzem novas estirpes provocando nova infecção. O vírus B é bastante estável. O vírus A é muito instável, surgem constantemente novas estirpes em todo o mundo. Foram estas as espécies que causaram as pandemias de gripe deste século, sendo as mais conhecidas em 1918 - A gripe Espanhola (matou milhões de Jovens em todo o mundo). Em 1957 – A gripe Asiática Em 1968 – A gripe de Hong Kong Sintomas – Arrepios, febre, dores de cabeça, dores musculares, perda de apetite e fadiga (tipos A e B). O vírus C – uma leve indisposição, tosse, dores torácicas, dores de garganta e fluxo nasal dois dias depois a febre e os outros sintomas começam a diminuir e cinco dias depois acabou.

Conviver com um animal de estimação Todos os animais de estimação, quer sejam cães, gatos, papagaios, periquitos, ou porquinhos-da-índia,trazem não só conforto,alegria e companhia,como também algumas infecções e doenças. Não vale a pena desfazermo-nos deles, mas ter presente algumas regras básicas de prevenção e higiene. • Como Prevenção Não é aconselhável deixar cães ou gatos lamber as mãos e cara, principalmente das crianças (os animais tem hábitos de higiene, eles próprios, que depois transportam na sua língua restos de gérmen ou ovos possíveis de provocar infecções). Não se deve dar de comer ou beber em louça que não seja os recipientes próprios dos animais. Não deve deixar os animais na cozinha em contacto com loiças e principalmente quando está arranjando saladas ou outros alimentos. (Os animais roçam-se pelos armários, cadeiras etc.) Ensine os seus filhos a ter hábitos de higiene,principalmente as mãos ao tocar ou acariciar um animal. Lavar, desinfectar diariamente o caixote de areia, os recipientes da comida e bebida e se possível com água bem quente e corrente. Usar luvas de preferência. Pelo menos uma vez por semana, dar banho ao cão ou gato e detectar, pulgas, carraças, pelo a cair, lombrigas (muita comichão) ou qualquer outra coisa. Usar coleira, produto anti-pulgas ou pulverizadores nos seus animais de estimação. Não deve descuidar a ida com os animais ao médico veterinário e detecção de infecções ou doenças. Tenha também em atenção os animais que desencadeiam reacções alérgicas, como gatos, canários, papagaios e periquitos. Se pensa engravidar e já tem algum destes animais de estimação informe o seu médico assistente. Enf. Maria de Lourdes Andrade

Há já algum tempo atrás, no jornal “O Ardina” n.º 468 noticiámos que algum património iria ser cedido à Obra do Ardina. No dito jornal as fotos o mostraram. Seriam duas boas instalações. Uma delas representada na página 1, seria para abertura de um novo “Lar de Jovens” na localidade de venda do Pinheiro, que chegámos a visitar. A outra instalação seria para um futuro centro de apoio a seniores, na herdade de Monte Novo a 20 km de Coruche, bem representado na página 6 do mesmo jornal, com a descrição pormenorizada do espaço envolvente. Mas, verificados que foram os sustentos e os lucros, concluiu-se que não existiam bases legais para a concretização do que havia sido proposto. Desejamos pois comunicar aos nossos amigos leitores que estes factos não passaram de um sonho…

“A Fé é um exercício para a Vida Inteira” Perguntaram a Mahatma Gandhi quais os factores que destroem os seres humanos. Ele respondeu: A Política, sem princípios; o Prazer, sem compromissos; a Riqueza, sem trabalho; a Sabedoria, sem carácter; os Ne-gócios, sem Moral; a Ciência, sem humanidade; a Oração sem caridade”. E Porque passamos por momentos difíceis na vida, é a nós que nos cabe decidir se devemos desistir, ou tentar mais uma vez. Por isso e numa tentativa de ajudar a equilibrar a falta de valores e de afectos que venho verificando ao longo dos anos que já passaram, dos que estão a passar, e ainda dos que passarão, tento através deste pequeno texto, contribuir, não só com palavras, mas também com actos. Começando por apelar para a necessidade de um mundo em Paz e em União, onde possa existir uma população cheia de Alegria, Esperança e muito Amor. O ser humano precisa de se sentir realizado, precisa de obter sucesso em cada uma das suas realizações mais secretas. O mundo tem de poder acordar irradiando Luz, O planeta precisa que as pessoas se respeitem e assim possam viver em Harmonia. A Saúde tem de ser um bem acessível para todos, a Solidariedade deverá continuar a

Paulo Emanuel

provocar sorrisos, conforto e muita satisfação a todos aqueles que nada tem. Cada um de nós precisa de aceitar uma boa lição de Humildade, devemos Confraternizar com o nosso próximo todos os dias, e não só quando é Natal. A Pureza de uma criatura, sente-se quando entregamos a nossa amizade sem nada em troca, quando partilhamos a nossa Sabedoria e por fim quando somos capazes de Perdoar. Desejo muito que todo o indivíduo possa ser igual, que todas as pessoas possam ser livres, que todos os indivíduos possam ter uma boa-sorte. Devemos ser Sinceros, Estimar o nosso inimigo como prezamos o nosso amigo, que a Fraternidade seja uma realidade entre o povo, só assim será possível que exista o necessário equilíbrio que trará a verdadeira Dignidade. Que todos nós possamos usar a Benevolência, que a Fé continue em cada um de nós, que a Bondade nos acompanhe eternamente, que a nossa Paciência não tenha limites e por fim, que a nossa Gratidão quebre todas as fronteiras e todas as Barreiras. Por isso bons amigos, grandes e pequenos, de perto e de longe, proponho que o caminho seja Sempre em Frente, que se faça Caminho, Caminhando, agora e sempre.

A estas Instituições e a todas as outras que não estão aqui mencionadas o nosso Muito Obrigado. Mas um agradecimento muito especial para o Grupo Jerónimo Martins, para o Banco Alimentar e para o Montepio que têm sido fantásticos, fabulosos, e sempre muito generosos.


P3 (1)