Page 1

!ooorrrrrreeeiiiooo    AAAllleeennnttteeejjjooo IIIDDD:::      444999111666222555111555

111222-­-­-000777-­-­-222000111333

         TTTiiirrraaagggeeemmm:::      333555000000

         PPPááággg:::      555

         PPPaaaííísss:::      PPPooorrrtttuuugggaaalll

         !ooorrreeesss:::      !ooorrr

         PPPeeerrriiioooddd...:::      MMMeeennnsssaaalll

         ÁÁÁrrreeeaaa:::      222888,,,888333      xxx      333444,,,777111      cccmmm²²

         ÂÂÂmmmbbbiiitttooo:::      RRReeegggiiiooonnnaaalll

         !ooorrrttteee:::      111      dddeee      222

> EDP distribui 1,5 milhões em prémios Para a edição deste ano dos prémios EDP Solidária, a Fundação EDP disponibilizou 1,5 milhões de euros para financiar projectos da área social. Além da iniciativa em Aldeia de Palheiro, também foi premiado o projecto “Aldeias Ribeirinhas”, da EDIA.

> PROJECTO EM ALDEIA DE PALHEIROS VENCEU PRÉMIO “EDP SOLIDÁRIA 2013” E GANHOU 75 MIL EUROS

“PRÉMIO É UM INVESTIMENTO” Â É citando as palavras que o administrador-delegado da Fundação EDP, Sérgio Figueiredo, utilizou na cerimónia de apresentação dos 51 vencedores do prémio “EDP Solidária 2013” que Marta Afonso encontra a melhor definição do que significa a verba atribuída à associação a que preside. A associação “Nossa Terra” foi um dos vencedores do prémio “EDP Solidária 2013”, cujas 1.211 candidaturas resultaram em 51 projectos distinguidos a nível nacional. A verba aprovada para a associação da Aldeia de Palheiros é de cerca de 75 mil euros, cuja aplicação será feita na requalificação do espaço da antiga escola primária, requalificando e adaptando-o ao nível da estrutura e das acessibilidades. O prémio contempla igualmente a dinamização de actividades dirigidas à população idosa, durante o período inicial de um ano. No entanto, como sublinha Marta Afonso, esta parceria com a Fundação EDP é mais do que um simples financiamento com fim em si mesmo. “É o início de uma parceria de futuro que se pretende que seja muito frutuosa, tanto ao nível de resultados, como de possíveis projectos futuros”, afiança.

Projecto CASA tem como “base” a antiga escola primária da Aldeia de Palheiros e pretende tornar a povoação numa “aldeia-convívio”. „ MMC

Uma CASA na aldeia > SOLIDARIEDADE. Associação “Nossa Terra”, de Aldeia de Palheiros, viu o seu projecto CASA ser distinguido pela EDP. Objectivo é dar a mão à população idosa. MARCO MONTEIRO CÂNDIDO „ TEXTO

 Joaquim das Pereiras, ou Joaquim João como está no seu bilhete de identidade, sempre viveu numa pequena casa, ao longo de 82 verões e invernos. A casa, despida de luxos e até de comodidade, foi o seu lar até há dois anos. A casa de Joaquim, que já fora de seus pais, deixou de servir ao antigo sapateiro. E o sapateiro deixou de servir para morar nela. Em 2011, Joaquim das Pereiras tomou a decisão de sair do Monte Novo da Sobreira, o monte de toda a vida, e arrendou uma pequena casa na Aldeia de Palheiros. Uma casa com mais conforto, electricidade e água potável. E integrada em comunidade, pois foi a solidão

dos dias que mais contribuiu para a mudança aos 82 anos. A estadia de Joaquim das Pereiras na aldeia foi breve, quase uma antecâmara para a decisão inevitável: dar entrada num lar em Ourique. O caso de Joaquim é um exemplo do que o projecto da associação “Nossa Terra”, distinguido recentemente com o prémio “EDP Solidária 2013”, pretende contrariar. Este é um fenómeno que, segundo a presidente da associação, Marta Afonso, acontece com frequência na Aldeia de Palheiros e nas pessoas que moram nos montes circundantes. “A população envelhecida revela necessidade de aceder a respostas sociais, na fase prévia à institucionalização em lar, que lhe permita continuar integrada no meio familiar e social”, diz. Algo que lhes permita tomar o fôlego necessário entre um passo e outro. Numa primeira fase, o projecto CASA, que tem como base o edifício da antiga escola primária da Aldeia de Palheiros, cedido pela Câmara Municipal de Ourique à

associação “Nossa Terra” em 2011, pretende tornar a povoação numa “aldeia-convívio”, numa estratégia de “resposta integrada de acção social na área do envelhecimento activo e apoio a idosos”. Tornar a proximidade física em proximidade social e, assim,

MARTA AFONSO

Presidente da “Nossa Terra”

Nos tempos que correm não é fácil promover este tipo de projectos.

contribuir para que as pessoas se sintam mais amparadas até ser completamente inevitável a saída das suas casas. AJUDA MUITO BOA

A “Nossa Terra” surgiu em 2009, tendo desenvolvido vários projectos ao longo dos últimos quatro anos. O destaque vai para a criação de um centro comunitário, com acesso à Internet e espaço literário acessível, gratuitamente, a toda a população, e para a recuperação do parque infantil da terra, em conjunto com a autarquia e a Junta de Freguesia de Ourique, reconvertendo-o para parque infantil e de manu-

tenção física, com equipamentos destinados aos mais velhos. Maria José Lagartinho, reformada de 72 anos, considera que “haver alguém na terra que se interesse é muito bom” e a atribuição do prémio é isso mesmo: “o reconhecimento do empenho e do bom trabalho desenvolvido”. Para esta habitante da Aldeia de Palheiros, até ao surgimento desta associação, não havia actividades “com as pessoas mais novas e com as mais velhas”. “E, assim, têmnos juntado”. Apesar da distinção do projecto CASA, o contexto actual não é facilitador para a realização de projectos deste género, como refere Marta Afonso. “Nos tempos que correm não é fácil promover este tipo de projectos, com todas as implicações financeiras que lhe estão subjacentes. Tudo isto implica um forte trabalho em parceria com diferentes entidades, o envolvimento da população local e a clara definição de objectivos e metas a desenvolver em cada período”, vinca.


!ooorrrrrreeeiiiooo    AAAllleeennnttteeejjjooo IIIDDD:::      444999111666222555111555

111222-­-­-000777-­-­-222000111333

         TTTiiirrraaagggeeemmm:::      333555000000

         PPPááággg:::      111

         PPPaaaííísss:::      PPPooorrrtttuuugggaaalll

         !ooorrreeesss:::      !ooorrr

         PPPeeerrriiioooddd...:::      MMMeeennnsssaaalll

         ÁÁÁrrreeeaaa:::      444,,,666444      xxx      444,,,444999      cccmmm²²

         ÂÂÂmmmbbbiiitttooo:::      RRReeegggiiiooonnnaaalll

         !ooorrrttteee:::      222      dddeee      222

OURIQUE

Projecto premiado pela EDP

Casa  

Programa EDP Solidária 2013 distingue projecto CASA, da associação "Nossa Terra", na Aldeia de Palheiros

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you