Page 1

Relatรณrio de Atividades - 2017 -


EXPEDIENTE

PRESIDENTE Vilson da Silva Mayrink VICE-PRESIDENTE Leonardo Miranda Braga DIRETOR INSTITUCIONAL José Maria Cunha DIRETOR DE ASSUNTOS SOCIAIS José de Oliveira Galeno Filho

JORNALISTA RESPONSÁVEL: Andressa Guimarães Melo (SJMG 0017619MG)

DIRETOR ADMINISTRATIVO-FINANCEIRO Moacir Carlos Muzzi Machado DIRETOR DE RELAÇÕES CORPORATIVAS Marcelo Augusto Cataldo

TEXTOS | FOTOS | DIAGRAMAÇÃO & PROJETO GRÁFICO:

SUPERINTENDENTE Rodrigo Martins Antonio

Andressa Guimarães Melo

Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários - BH/MG

(31) 3249-1791

www.fundacaocdlbh.org.br

F-Cdl Pró-Criança

@fcdlprocrianca

company/fundação-cdl-pró-criança

@FundacaoCDLBH

Fundação CDL Pró-Criança


SUMÁRIO Apresentações

7

Ver é Bom Demais

51

Programa Educação

17

& Trabalho (PET)

58

Sorridente

Brincadeira é Coisa Séria

69

Natal de Todo Mundo

Institucional & Clipping

75

64


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA CDL/BH

Há mais de três décadas, a Fundação CDL-Pró Bruno Falci Criança vem mudando a vida de milhares de crianças e adolescentes. E, em 2017, ela conseguiu, mais uma vez, se superar e melhorar ainda mais o atendimento a seu público, com a inauguração do Centro de Desenvolvimento Social (CDS). Com este novo espaço, a capacidade de atender aos adolescentes e jovens foi ampliada. Com uma estrutura moderna e localização privilegiada, na região central de Belo Horizonte, o CDS é um marco na história da Fundação, somada à competência e dedicação dos profissionais. Além da nova unidade, mais um projeto começou a ser realizado, o “Grandes Talentos”, programa de estágio para alunos do ensino técnico e superior. O objetivo é preparar o jovem para o trabalho, facilitando a passagem do ambiente escolar para o mercado profissional, conciliando o aprendizado teórico com a prática. Essa iniciativa possibilita o aperfeiçoamento e o crescimento profissional dos jovens, além de contribuir com as empresas na composição de um quadro de funcionários qualificados e com grande potencial de contratação para o futuro, o que é uma necessidade constante do mercado. Todos os setores enfrentam diversos desafios e manter uma organização bem administrada não é uma tarefa das mais fáceis. Mas a Fundação CDL Pró-Criança, graças à sua excelente gestão, segue trabalhando de maneira austera, realizando com eficiência todos seus processos para que seus projetos sociais alcancem seus objetivos. Em parceria com os empresários dos setores de comércio e serviços da capital, tem sido possível realizar os programas que visam à formação integral das crianças, dos adolescentes e dos jovens, e contribuir para a transformação de suas vidas e da sociedade.

Bruno Falci| Presidente da CDL/BH

7


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

Em 2017, a sociedade brasileira passou por dificuldades econômicas e nós sentimos isso também. Mas, apesar disso, nos desdobramos para realizar todos os nossos projetos e permanecer firmes em nossa missão de levar igualdade de oportunidade para as pessoas.

Vilson Mayrink

Por isso, agradecemos, primeiramente, à CDL/BH, na pessoa do presidente Bruno Falci, por ser nossa mantenedora e por nos conceder esse apoio incondicional, tão fundamental para a realização do nosso trabalho social. Além disso, agradecemos a CDL Jovem, na pessoa do Fernando Cardoso, pela presença constante nas ações sociais da Fundação CDL Pró-Criança. A participação dos membros do grupo nos dá a certeza de que, além de fazermos o nosso trabalho de solidariedade para a construção de um mundo, estamos também contribuindo para que os jovens empreendedores tenham a oportunidade de desenvolver sua liderança social. Agradecemos, ainda, à nossa diretoria e aos conselheiros, que nos acompanharam durante esse mandato, e dedicaram seu tempo precioso para desenvolvermos juntos os ideais da Fundação. E não podemos deixar de citar, também, os colaboradores da Fundação, que se desdobraram ao longo de todo o ano para que, apesar da crise, conseguíssemos realizar todos os projetos com êxito, contribuindo para que a nossa Fundação ocupe um lugar de destaque na comunidade.

Vilson Mayrink| Presidente da Fundação CDL Pró-Criança

Fotos: arquivo CDL/BH

DIRETORIA EXECUTIVA

MARCELO AUGUSTO - Relações Corporativas -

MOACIR MUZZI

LEONARDO BRAGA

JOSÉ GALENO

JOSÉ MARIA CUNHA

- Admin. Financeiro -

- Vice-Presidente -

- Assuntos Sociais -

- Institucional -


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA CDL JOVEM

Participar e apoiar os diversos projetos e ações Fernando Cardoso desenvolvidos pela Fundação CDL PróCriança é algo extremamente gratificante. Nós, da CDL Jovem, nos orgulhamos de fazer parte desta trajetória, na qual a Fundação tem cumprido com êxito a sua missão, que é levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor para todos. É fundamental que nós, jovens empresários, estejamos engajados em projetos e iniciativas que proporcionem uma vida melhor para crianças e adolescentes da nossa cidade. A construção de uma sociedade mais justa para todos passa, necessariamente, pela atuação do setor empresarial na busca de soluções que possam resolver as crescentes demandas da sociedade. Sabemos que ainda existe muito para ser feito, mas temos a certeza que o trabalho da Fundação, que oferece à população projetos que contemplam desde saúde bucal e visual até a formação profissional, tem contribuindo, de maneira significativa e notória, para a redução da desigualdade social. A CDL Jovem segue atuando junto com a Fundação, sempre com o objetivo de fazer cada vez mais. Afinal, os maiores beneficiados com as ações desenvolvidas somos nós, os voluntários. Se compararmos o grande retorno que recebemos, doamos muito pouco. Para mim, é um privilégio imensurável poder participar da realização dos projetos, e ser agraciado com o sorriso e alegria das crianças. Para os próximos anos, nosso objetivo é continuar atuando em prol do desenvolvimento social, auxiliando e apoiando a Fundação na realização e criação de novos projetos. Assim, estaremos contribuindo para aumentar o alcance das ações e mudar a vida de mais pessoas.

Fernando Cardoso| Presidente da CDL Jovem 9


CONSELHOS

Conselho Consultivo É o Conselho de Orientação da Fundação, composto pelos fundadores contribuintes da Fundação, pelos ex-presidentes da Instituidora, que são seus integrantes natos, por até 20 (vinte) representantes escolhidos pelo Conselho Deliberativo junto à sociedade, a partir de indicações recebidas dos Conselhos e da Diretoria Executiva, e de um representante dos Participantes, indicado de comum acordo entre eles. Fundadores Contribuintes da Fundação (integrantes natos): ŸAntônio Augusto Júnior (in memorian) ŸAntônio Carlos G. Figueiredo (in memorian) ŸCarlos Alberto Cruz (in memorian) ŸCássio José Monteiro França ŸCelso Teixeira (in memorian) ŸDaniel de Freitas B. Reis (in memorian) ŸDante Lapertosa Neto ŸEduardo Silveira de Noronha Filho ŸElizabeth da Cunha Pimenta ŸFernando Luso Corrêa ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸGil Nogueira (in memorian) ŸIgnácio B. Rodrigues (in memorian) ŸIvaldy Duarte Pessoa (in memorian) ŸIves Alves (in memorian) ŸIvon Lopes de Oliveira ŸJaime Anastácio Medina ŸJoão Rolla (in memorian) ŸJoaquim Mariano da Silva (in memorian) ŸJorge Marinho Rolla ŸJosé Alencar G. da Silva (in memorian) ŸJosé Costa (in memorian) ŸJosé de Oliveira Galeno Filho

ŸJosé Francisco Cavallini (in memorian) ŸJosé Lúcio Costa ŸJosias Marques dos Reis ŸJúlio César Valério Riccio ŸJúlio Vicente Cruz (in memorian) ŸLauro Roscoe ŸLeonardo Augusto Ferreira ŸLevy Nogueira ŸLúcio Assumpção ŸLuiz de Almeida Luder ŸMarcelo Matte ŸMaurício de Assis Lopes ŸMaurício Roscoe ŸMoacir Carlos Muzzi Machado ŸMoacir Carvalho de Oliveira (in memorian) ŸNagib Calil El Abras ŸOsvaldo Mello Campos C. de Oliveira ŸRenato Falci (in memorian) ŸRoberto Alves Horta ŸRoberto Rodrigues Mol ŸSebastião Mauro Figueiredo (in memorian) ŸTânia Mara Vila Nova Orsini Sales ŸTasso Assunção (in memorian)

10


CONSELHOS

Representantes da Sociedade: ŸAgmar Alves de Souza ŸCarlos Augusto Magalhães Filho ŸEuler Fuad Nejm ŸFelisberto Carvalho de Goes Neto ŸFernando Tércius Batista Sasso ŸFlávia Falci Tavares ŸFrederico Papatella Padovani ŸGeovanne Gualberto Teles ŸIcek Majer Weinreich ŸJosé Ângelo de Souza ŸJosé Batista de Oliveira ŸJúlio Coelho de Lima Filho ŸLeandro Henriques Gonçalves ŸMaurícia Lopes Vieira Zama ŸModesto Carvalho de Araújo Neto ŸOsvaldo Oliveira Graça Júnior ŸRaymundo Almeida Vianna ŸRoberto Dias de Andrade ŸRonnye Peterson Baia Antunes ŸRosani Lúcia Soares Lima

Fundadores Contribuintes da Fundação e Ex-presidentes da Instituidora: ŸCássio José Monteiro França ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸJosé de Oliveira Galeno Filho ŸJúlio César Valério Riccio ŸLauro Roscoe ŸLevy Nogueira ŸMaurício de Assis Lopes ŸMoacir Carlos Muzzi Machado ŸNagib Calil El Abras ŸRoberto Alfeu Pena Gomes

11


CONSELHOS

Conselho Deliberativo É o Conselho de deliberação da Fundação, presidido pelo Presidente da CDL/BH, Bruno Falci, com a seguinte constituição: ex-presidentes da Diretoria Executiva, seus integrantes natos; 15 (quinze) integrantes, escolhidos por seu Presidente, sendo 8 (oito) dentre os participantes do Conselho Deliberativo da CDL/BH, e os demais entre os integrantes dos Órgãos Complementares ou funcionários da CDL/BH. ŸAltair Orotides de Rezende ŸArmando Santos Guimarães ŸCatarina Lutero Mendes ŸDaniela Li Chen ŸFausto Sebastião Izac ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸGilmar Antônio Gatto ŸJoel Henrique de Souza Matos ŸLauro Roscoe ŸLucas Pitta Maciel ŸMacoud Rademacker Patrocínio ŸMarcelo de Souza e Silva ŸMárcio Lucas de Moura Alves ŸMarco Antônio Mendonça Gaspar ŸMarcos Innecco Corrêa ŸMaurício de Assis Lopes ŸRafael Mariné da Cunha Guimarães ŸSalvador Domingos Motta ŸSylvia Nascimento Antônio

12


CONSELHOS

Conselho Fiscal É o Conselho de controle interno da Fundação, composto por 3 (três) integrantes efetivos e 3 (três) suplentes indicados pelo Conselho Deliberativo da Instituidora, para um mandato de 2 (dois) anos, podendo ser reconduzidos. Membros Efetivos: ŸAdriano dos Santos Boscatte ŸJoão Luiz Bahia Antunes ŸRenato Carvalho Fernandes dos Reis

Membros Suplentes: ŸFabiano Estevão de Oliveira ŸFelipe Alvarenga Guimarães ŸRomero Fernandes do Espirito Santo

Diretoria Executiva A Diretoria Executiva é constituída por 6 (seis) titulares, convidados da seguinte forma: • Um Presidente - escolhido pelo Presidente da Instituidora junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • Um Vice-Presidente - escolhido pelo Presidente convidado, junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • Quatro Diretores - livre escolha do Presidente convidado.

Vilson da Silva Mayrink – Presidente Leonardo Miranda Braga – Vice-Presidente Moacir Carlos Muzzi Machado - Diretor Administrativo-Financeiro José de Oliveira Galeno Filho - Diretor de Assuntos Sociais José Maria Cunha - Diretor Institucional Marcelo Augusto Cataldo - Diretor de Relações Corporativas

13


MISSÃO | VISÃO VALORES Missão • Levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania.

Visão • Transformar a vida de milhares de pessoas, crescendo muito e de forma autossustentável, formando junto com a comunidade e com os nossos parceiros uma grande família.

Valores • Paixão - É não medir esforços para servir com amor, alegria, satisfação, sempre acreditando no potencial das pessoas e na transformação que elas podem gerar nas próprias vidas e no mundo. • Relacionamento - É apostar na reunião de pessoas e esforços para um fim comum, compartilhando sonhos e ideais, sempre confiando na força da parceria. • Realização - É ser capaz de construir o futuro, realizando o melhor a cada dia, promovendo o encontro entre a necessidade e a solução.

14


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

Todos os programas desenvolvidos pela Fundação CDL PróCriança têm como objetivo primário a promoção do desenvolvimento social da criança e do adolescente por meio das seguintes iniciativas: a)Apoiar e promover ações e programas que contemplam a educação, a cultura, a saúde, o esporte, o lazer e o meio ambiente, contribuindo para a formação humana da criança, do adolescente e do jovem; b)Apoiar e promover ações e programas de assistência social; c)Criar, implementar e gerenciar programas de aprendizagem para adolescentes e jovens, objetivando sua formação e aperfeiçoamento técnico-profissional; d)Promover o encaminhamento de adolescentes e jovens ao mercado de trabalho; e)Apoiar e promover ações e programas de aprimoramento profissional de adolescentes e jovens, aperfeiçoamento dos padrões técnicos e científicos exigidos pelo mercado de trabalho; f)Apoiar e promover estudos e pesquisas para o desenvolvimento de tecnologias, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos voltados para o desenvolvimento da criança, do adolescente e do jovem; g)Implementar projetos em defesa da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais para a criança, o adolescente e o jovem.

15


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

A Fundação CDL Pró-Criança é o braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte e tem como missão levar igualdade de oportunidade às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania em Belo Horizonte. No ano de 2017, a Fundação CDL Pró-Criança desenvolveu os seguintes programas:

16


Cursos oferecidos - No ano de 2017, o Programa foi desenvolvido com três tipos de aprendizagem: Ÿ Auxiliar Administrativo Ÿ Comércio e Serviço Ÿ Logística (Almoxarife)

Objetivo Geral - promover a formação profissional do jovem, para que ele atue com qualidade e responsabilidade nos diversos segmentos empresariais, além de possibilitar o desenvolvimento de suas potencialidades, através dos temas de aprendizagem.

Os cursos do Programa Educação e Trabalho foram ministrados na Faculdade Pitágoras / Filial Timbiras (Rua Timbiras, nº 1.375 – Funcionários BH/MG) e no Centro de Desenvolvimento Social - CDS (Av. Amazonas, 311 / 3º andar - Centro), nova unidade da Fundação CDL Pró-Criança, inaugurada no ano de 2017. Em ambas unidades, houve a atuação das equipes do Núcleo Pedagógico e do Núcleo de Acompanhamento.

Em 2017, o Centro de Atendimento Social (CAS), localizado no subsolo da CDL/BH, permaneceu com suas atividades de orientação e apoio aos interessados em conhecer a Fundação CDL e seus programas sociais. As atividades de assistência social, inscrição, palestras, entrevistas socioeconômicas e oficinas de preparação para o mercado de trabalho foram realizadas no Centro de Desenvolvimento Educacional e Profissional (CEDEP) até meados de 2017 e, posteriormente, foram transferidas para o Centro de Desenvolvimento Social (CDS).

Público Alvo - adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, matriculados e frequentes em escola pública e pertencentes a núcleos familiares com renda per capita de até um salário mínimo. Os requisitos para inserção do adolescente/jovem no Programa de Aprendizagem são: a) Ter idade entre 15 e 20 anos; b) Estar cursando, no mínimo, o 9º ano regular ou já ter concluído o Ensino Médio; c) Pertencer à família com renda per capita não superior a um salário mínimo, considerando as suas variáveis e aplicações sob análise socioeconômica.

18


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

Para participar do programa, o candidato deverá passar pelas etapas: • 1° Etapa: Palestra Introdutória (informações sobre aprendizagem); • 2° Etapa: Entrevista com a Assistente Social (avaliação socioeconômica); • 3° Etapa: Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho (avaliação do perfil); • 4° Etapa: Inclusão no banco de talentos (espera para contratação por uma empresa parceira); • 5° Etapa: Contratação como aprendiz e matrícula no curso de aprendizagem.

A 1ª e a 2ª etapas têm como objetivo principal o atendimento dos candidatos a aprendizes e seus familiares para o PET. A metodologia de atendimento funciona da seguinte forma: o interessado entra em contato pelo telefone de inscrição e faz o cadastro. Conforme a demanda, será agendada a palestra introdutória. Na palestra, o candidato conhece um pouco a Fundação CDL, seus projetos e o funcionamento do PET. Em seguida, caso o candidato tenha interesse em participar do programa, o mesmo deverá providenciar determinados documentos para a entrevista socioeconômica. A 3ª etapa consiste em entrevistas e dinâmicas de grupo com a psicóloga responsável pela seleção. Na seleção, são trabalhados temas exigidos no mundo profissional e avaliados quesitos como o comportamento do candidato, seu interesse pelo programa, suas habilidades e pontos a serem melhorados. A 4ª etapa consiste na inclusão dos aprovados em nosso Banco de Talentos. Neste banco, os jovens aguardam para serem efetivados por uma de nossas empresas parceiras, de acordo com a demanda. A 5ª etapa consiste na contratação do aprendiz em uma de nossas empresas parceiras. A metodologia da aprendizagem funciona da seguinte forma: o aprendiz permanece quatro dias na empresa, realizando a aprendizagem prática e um dia na Fundação CDL, realizando a aprendizagem teórica (podendo, eventualmente, o aprendiz ter que comparecer à aprendizagem teórica duas vezes por semana, nos casos de necessidade de complementação de carga horária).

19


1. CENTRO DE ATENDIMENTO SOCIAL (CAS) Por meio do Centro de Atendimento Social (CAS), a Fundação CDL Pró-Criança presta informações à comunidade, a respeito dos programas e projetos desenvolvidos pela instituição. O CAS funciona no 1º subsolo do prédio da CDL/BH, no mesmo local onde são feitos os atendimentos à população e associados. Ao longo do ano de 2017, foram realizados no CAS 2.049 atendimentos presenciais e 2.867 atendimentos telefônicos. Todos os atendimentos se tratavam do Programa Educação & Trabalho (PET).

20


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

O CAS apoia todo o processo de inscrição e seleção dos jovens para o PET, além de realizar pesquisa mensal com os ex-aprendizes da Fundação CDL BH. O objetivo da pesquisa é verificar a situação dos jovens no mercado de trabalho, após seis meses de sua saída do programa. Essa informação contribuiu para uma análise do efeito do PET na vida dos jovens que participaram do programa. Ao longo de todo o ano de 2017, o contato foi feito com os jovens que se desligaram entre julho de 2016 e junho de 2017. Nesse período, ocorreram 1035 desligamentos, sendo que 71,49% desses foram por término de contrato. Na pesquisa, verificou-se que: Ÿ305 dos jovens estavam trabalhando Ÿ156 estavam se dedicando aos estudos Ÿ288 estavam desempregados Ÿ2 estavam servindo ao exército ŸCom 284 jovens não foi possível o contato.

21


2. SERVIÇO SOCIAL No ano de 2017, com a aquisição do Centro de Desenvolvimento Social (CDS), a partir do mês de junho, as atividades desenvolvidas no Centro de Desenvolvimento Educacional e Profissional (CEDEP) passaram a ser realizadas no novo espaço. Desde então, o processo de inscrição e préseleção dos jovens para o Programa Educação & Trabalho (PET) foram realizados no CDS, situado no centro da cidade de Belo Horizonte. 2.1 Informações sobre o PET - No ano de 2017, 13.179 pessoas procuraram informações sobre o PET no antigo CEDEP e no atual CDS. Desse número, 12.094 contatos se deram através de ligações telefônicas e 1.085 por informações presenciais.

2.2 Palestras - No ano, foram agendadas 166 palestras, nas quais os jovens e responsáveis são informados sobre o PET e sobre o processo de inserção no Programa. Dos candidatos agendados, 3.048 compareceram e 996 faltaram.

22


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

2.3 Entrevistas sociais - Nesse ano, foram realizadas 2.731 entrevistas socioeconômicas, sendo que: Ÿ 2.379 jovens foram considerados aptos Ÿ144 inaptos Ÿ208 jovens não apresentaram toda a documentação exigida, impossibilitando a avaliação.

2.4 Perfil Social a) Faixa Etária - Considerando o critério da faixa etária para inscrição no PET: Ÿ375 - 15 anos Ÿ859 - 16 anos Ÿ797 - 17 anos Ÿ424 - 18 anos Ÿ211 - 19 anos Ÿ65 - 20 anos

b) Regionais - Dos candidatos entrevistados no ano de 2017: Ÿ1.819 residiam em Belo Horizonte Ÿ912 na Região Metropolitana.

23


c) Gênero - Dos jovens entrevistados: Ÿ1.430 são do sexo feminino Ÿ1.301 do sexo masculino

d) Renda per capita - A renda per capita familiar dos jovens entrevistados no ano apresenta-se da seguinte forma: - Indicador 1 - R$0,00 a R$197,00: 479 - Ind. 2 - R$197,01 a R$394,00: 976 - Ind. 3 - R$394,01 a R$ 591,00: 619 - Ind. 4 - R$591,01 a R$788,00: 303 - Ind. 5 - acima de R$788,00: 105

Não foi possível definir a renda per capita de 249 jovens, pois esses não apresentaram as declarações de renda da família ou, por não atender outro critério para participar do programa, não foi conferida toda documentação.

24


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

e) Etnia - Dos jovens entrevistados: Ÿ 632 se declararam brancos Ÿ585 negros Ÿ1.438 pardos Ÿ65 indígenas Ÿ11 outros

f) Medida Socioeducativa Medidas socioeducativas são aplicáveis a adolescentes autores de atos infracionais e estão previstas no art. 112 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Apesar de configurarem resposta à prática de um delito, apresentam um caráter predominantemente educativo e não punitivo. Ao longo do ano, verificou-se que 9 jovens entrevistados relataram cumprir ou já ter cumprido algum tipo de medida socioeducativa. g) Conselho Tutelar - O Conselho Tutelar é um órgão essencial ao Sistema de Garantia de Direitos, responsável por zelar pelo cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes, concebido pela Lei nº 8.069, de 13 de Julho de 1990 para garantir proteção integral de toda a criança e adolescente do Brasil. Das entrevistas realizadas no ano, 95 jovens informaram já ter passado pelo Conselho Tutelar para alguma intervenção junto à família.

25


2.5 Benefício Social - Nas entrevistas realizadas, percebeu-se que o núcleo familiar dos candidatos: Ÿ392 recebem pensão alimentícia ou

previdenciária Ÿ277 recebem Bolsa Família Ÿ205 recebem aposentadoria Ÿ112 recebem outros tipos de benefício Ÿ21 recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Obs.: 1.724 jovens informaram que a família não recebe nenhum tipo de benefício. 2.6 Meios de informação - Os jovens ficaram sabendo do PET por meio de: Ÿ1154 - parceiro (instituição, empresa, ONG) Ÿ462 - site Ÿ452 - indicação de aprendiz do PET Ÿ95 - escola Ÿ73 - propaganda Ÿ495 - outros meios

26


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO 3. OFICINAS INTRODUTÓRIAS Em 2017, as atividades das Oficinas também passaram a funcionar no CDS. No ano, foram realizadas 88 Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho, sendo que 4 foram realizadas em parceria com o Coletivo Coca-Cola, nas unidades dos bairros Aparecida, Coqueiros e na cidade de Betim. No total, foram capacitados 1.654 jovens e 317 jovens desistiram do processo nessa etapa das inscrições. 3.1 Parecer das oficinas - Dos jovens capacitados no ano, 1.053 foram considerados aptos e 601 inaptos, pois não atingiram o objetivo das oficinas. Os jovens considerados inaptos são aqueles que não demonstram maturidade para iniciar no mercado de trabalho, podendo ser por desinteresse pessoal, postura inadequada mesmo após os feedbacks, dificuldades em conhecimentos básicos, principalmente, de português. Obs.: Todos os jovens são orientados quanto às suas limitações e à necessidade de desenvolvê-las, para que possam ter sucesso no mercado de trabalho. Dessa forma, há possibilidade de retornar após seis meses e realizar o processo novamente.

27


3.2 Perfil dos candidatos - Entre os jovens capacitados Ÿ872 são do sexo feminino Ÿ777 do sexo masculino

3.3 Avaliação das Oficinas Introdutórias - Após as Oficinas, os jovens tem a oportunidade de avaliar essa preparação profissional que é oferecida pela Fundação CDL. a) Ambiente - Nesse item, os jovens avaliaram o espaço no qual as Oficinas Introdutórias são realizadas, considerando a limpeza, organização, estado de conservação das instalações e condições de salubridade. Ao longo do ano, os jovens capacitados avaliaram a situação do ambiente, conforme gráfico ao lado:

28


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

b) Metodologia - Nesse critério os jovens avaliaram o modo como são ministradas as Oficinas, levando em consideração a carga horária, temas e técnicas utilizados, as dinâmicas, vídeos e avaliações aplicadas:

c) Desempenho das instrutoras Conforme gráfico abaixo, os jovens avaliaram a desenvoltura das instrutoras das Oficinas, levando em conta o domínio do conteúdo, a interação e cordialidade com a turma, o comprometimento e responsabilidade com o trabalho desenvolvido:

d) Autoavaliação dos candidatos - Os jovens também avaliaram o seu rendimento ao longo das Oficinas, considerando sua participação nas atividades propostas, interação com a equipe e assimilação dos conteúdos, conforme o gráfico ao lado:

29


4. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO No ano de 2017, foram selecionados e contratados 1.019 aprendizes, sendo: Ÿ778 - Auxiliar Administrativo Ÿ112 - Comércio e Serviço Ÿ129 - Logística

4.1 Seleção - Para as empresas selecionarem os aprendizes, foram encaminhados 2.387 jovens para entrevista, 267 jovens foram indicados pelas empresas e 38 foram selecionados pelo RH da Fundação CDL. A reprovação dos jovens nas entrevistas se deu pelos seguintes motivos:

Obs.: o jovem não aprovado em determinada entrevista é encaminhado para outras entrevistas, que ofereçam uma vaga mais adequada ao seu perfil. Ainda, os jovens indicados pelas empresas devem atender aos critérios da Fundação CDL Pró-Criança de idade, escolaridade e renda.

30


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

4.2 Perfil - Dos jovens contratados: Ÿ72 estavam com 15 anos de idade Ÿ270 estavam com 16 anos Ÿ320 estavam com 17 anos Ÿ211 com 18 anos Ÿ109 com 19 anos Ÿ37 com 20 anos

4.3 Gênero - Foram contratados em 2017: Ÿ546 jovens do sexo feminino Ÿ473 do sexo masculino.

4.4 Inaptos desistentes - No ano de 2017, 703 jovens do banco de habilitados foram considerados inaptos a participar do programa. Os motivos pelos quais os jovens se tornaram inaptos foram: Ÿ332 - já estavam trabalhando Ÿ209 - não atendiam mais os critérios

do programa (idade, escolaridade, etc.) Ÿ 69 - não conseguimos contato por mais de três vezes Ÿ58 - não tinham mais interesse Ÿ35 - outros motivos

31


5. SETOR DE RELAÇÕES CORPORATIVAS No ano de 2017, o Setor de Relações Corporativas realizou: ŸVisitas In Loco - 72 ŸEntrada de novos aprendizes - 369 ŸEntrada por meio de reposição - 650 ŸFechamento de novos contratos (novas empresas) - 120

A Fundação CDL Pró-Criança fechou o ano com 1.103 aprendizes ativos e com 580 empresas parceiras do PET, o que representa um crescimento de 26% em relação ao número de empresas parceiras no ano anterior.

6. NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO No ano de 2017, o Núcleo de Acompanhamento realizou: ŸVisitas In Loco - 970 ŸAvaliação de Desempenho (presencial e online) - 1.815 ŸFeedbacks - 1.388 ŸOrientação ao aprendiz e/ou responsável - 957 ŸAtendimento às empresas - 1.304

Em relação ao ano anterior, houve um crescimento de 9% nas metas alcançadas pelo Setor de Acompanhamento. Outras ações: ŸRealização de 25 treinamentos iniciais ao Módulo Introdutório e acompanhamento mensalmente das reuniões do Fectipa e do Juventude Fectipa, juntamente com o Setor Pedagógico. ŸParticipação do 3º Festival de Talentos Amadores FECTIPA/MG, com a conquista de 3 bolsas de estudo para os vencedores do festival. ŸRealização de 2 ‘Momento Empresa’ no ano, o primeiro em Março/17 e o segundo em Outubro/17, nos quais foram atendidos, ao todo, 1.800 aprendizes.

32


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

7. NÚCLEO PEDAGÓGICO - ATIVIDADES CULTURAIS Considerando a importância dos diferentes espaços educacionais na formação dos jovens inseridos no Programa Educação e Trabalho (PET), ao longo do contrato de aprendizagem são promovidos 4 encontros destinados às atividades culturais e esportivas. As atividades têm como principais objetivos fomentar a curiosidade e o gosto por espaços como museus, teatros, cinemas e afins, além de fortalecer o conhecimento histórico e cultural dos jovens através das infinitas abordagens e possibilidades de aprendizado que são oferecidas nesses locais.

No dia 17 de fevereiro, às 9h30, 27 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram do lançamento da Campanha Nacional de Proteção a Crianças e Adolescentes no Carnaval, realizado no Centro de Referência da Juventude (Praça da Estação). Em períodos de festas populares, como o carnaval, aumentam os riscos para situações de violência contra crianças e adolescentes, que ficam mais vulneráveis em grandes aglomerações. Para sensibilizar e alertar a sociedade, a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA) lançou a Campanha Nacional de Proteção a Crianças e Adolescentes no Carnaval. Com o tema ‘Respeitar, Proteger, Garantir – todos juntos pelos direitos da criança e do adolescente’, a ação divulga os principais canais de denúncia: Disque 100 (Disque Direitos Humanos) e o aplicativo Proteja Brasil. A expectativa é conscientizar a população a denunciar qualquer situação de violação de direitos, especialmente a violência sexual, o trabalho infantil, o uso de álcool e drogas e crianças em situação de rua, que são as mais recorrentes em festas populares. Além disso, busca alertar os pais e responsáveis para importância de prevenir o desaparecimento de meninos e meninas.

33


Durante todo o mês de fevereiro, os aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, visitaram diferentes espaços de Belo Horizonte com objetivo de ilustrar e integrar os conhecimentos adquiridos em sala de aula à vivência prática. Dentre os locais visitados, estão o Arquivo Público da Cidade (bairro Floresta) e o Arquivo Público Mineiro (bairro Lourdes), por onde passaram 163 jovens com os quais estava sendo trabalhada a temática da “arquivologia” em sala de aula. Ambos locais exemplificaram as nomenclaturas utilizadas, a gestão e conservação dos documentos e ressaltaram a importância de garantir aos cidadãos o direito de acesso à informação. Outro espaço visitado foi o Centro da Memória Minas Tênis Clube, onde 36 aprendizes puderam interagir com fotografias, objetos, vídeos e documentação arquivística que ilustram o contexto institucional e ampliam a visão do crescimento e da evolução de uma empresa, tendo em vista a temática de “Estrutura/Cultura Organizacional”, abordada nos Módulos Especiais. Além disso, 57 jovens aprendizes que realizaram o módulo teórico “Mundo Jovem II” visitaram o Museu da Imagem e do Som, para trabalhar a temática “a arte como expressão do pensamento, a ética, a mídia, a comunicação de massa e demais relações”, revelando para estudo tópicos: artes visuais, música, dança e teatro. A visita ao Museu ilustrou os assuntos e as atividades desenvolvidos em sala por meio das curiosidades presentes na produção e na apresentação dos registros sonoros, visuais e audiovisuais do local.

34


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA FALA SOBRE ACESSIBILIDADE NO JUVENTUDE FECTIPA No dia 29 de março, a Fundação CDL PróCriança foi responsável pela apresentação do tema “acessibilidade” no encontro do Juventude Fectipa, que integra o Fórum de Erradicação e Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador.

gem profissional. Ao final de cada ano, é realizado um planejamento de ações para o ano seguinte e as instituições participantes assumem a responsabilidade de uma temática em um mês específico, dentro do plano. As reuniões e as apresentações acontecem na última quarta-feira de cada mês. Cada instituição tem a liberdade de trabalhar o tema da forma que julgar mais interessante: levando um palestrante, uma pessoa da própria instituição, ou, no nosso caso, os protagonistas foram e serão os jovens aprendizes que participam do Fórum.

A programação do evento incluiu o debate sobre a realidade da pessoa com deficiência, situações de inclusão e exclusão sociais, disponibilidade das cotas no mercado de trabalho e, principalmente, a necessidade e importância do respeito e integração. Além disso, foram realizadas oficinas relacionadas ao Sistema de Braile e de Libras com os participantes. O evento foi realizado no Centro de Referência da Juventude (localizado na Praça da Estação) e contou com a participação de 70 jovens de diversas instituições de aprendizagem profissional. O evento foi conduzido pelo orientador educacional Felipe Marques, juntamente com a monitora de acompanhamento Bárbara Martins e seis aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET): Diego Vinícius, Karolaine Cristina, Nathália Cristina, Jennifer Katerine, Lucas Fernandes e Lucas Jaques. O Juventude Fectipa reúne representantes de diversas instituições que oferecem a aprendiza-

35


INTERVENÇÃO URBANA CONTRA O JOGO "BALEIA AZUL’’ No dia 19 de abril, 35 aprendizes do módulo Mundo Jovem III realizaram uma intervenção urbana na Praça da Liberdade, em resposta às ações dos jovens que estão participando dos 50 desafios de “A Baleia Azul – O Jogo do Suicídio”. Por meio da proposição de desafios positivos aos transeuntes da Praça, a atividade buscou valorizar a vida e estimular as pessoas que passavam no local a terem atitudes voltadas para o bem-estar, para o convívio social, para ações alegres e de ajuda ao próximo, entre outras. Alguns dos desafios propostos foram: ligar para uma pessoa especial, considerando aquela que a pessoa não conversava há bastante tempo; “arrancar” um sorriso da pessoa que estava ao lado; escrever uma palavra que simbolizava carinho no braço de uma outra pessoa; entregar flores às outras pessoas.

PROJETO AÇÃO & CIDADANIA No dia 26 de abril, 33 aprendizes participaram do Programa Ação & Cidadania, desenvolvido pela Junior Achievement. Na ocasião, os jovens assistiram à palestra do presidente da Sancruza Imóveis, Evandro Júnior, que contou a sua trajetória como empresário e ressaltou o quanto é importante cada jovem acreditar que é possível alcançar seus objetivos. Em seguida, a advogada Carolina Antunes apresentou como convidado o “Júlio Fessô”, que contou sua história desde a infância, com a entrada no mundo das drogas e a saída para se tornar referência como alguém que transformou a própria realidade e a realidade dos que moram no aglomerado do Morro do Papagaio. No segundo momento do evento, os jovens foram convidados a pensar em formas criativas de intervir em seu cotidiano, como iluminação pública, lixo urbano e programas de educação comunitária, etc. Ação & Cidadania - O projeto, coordenado pela Junior Achievement Minas Gerais, é realizado de forma voluntária e aborda temas relacionados a cidadania, ética, liderança e mercado de trabalho.

36


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

VAMOS FALAR DE ÉTICA? Durante o mês de abril, 32 turmas do Programa Educação & Trabalho (PET), desenvolveram o programa "Vamos Falar de Ética", em parceria com a Junior Achievement Minas Gerais. Ao total, 1049 aprendizes participaram da atividade, que propõe reflexões sobre os benefícios de uma conduta ética pessoal e profissional, contribuindo para a melhor compreensão do papel dos jovens como cidadãos. Os trabalhos foram realizados de maneira dinâmica, com história em quadrinhos, jogo de tabuleiro e registro de ideias, permitindo reflexões e discussões acerca da ética em suas diversas esferas: em casa, na escola, na empresa, no governo.

DISCUSSÕES SOBRE SAÚDE OCUPACIONAL No módulo Saúde Ocupacional, os aprendizes discutiram questões relacionadas à segurança do trabalho, como normas regulamentadoras e uso de equipamentos de proteção. No total, 963 jovens participaram da atividade, na qual trabalharam assuntos como: o conceito de saúde e a importância do bem-estar pessoal para o mercado de trabalho; questões relacionadas a acidentes de trabalho e as ações preventivas (utilização do equipamento de proteção individual – EPI e realização de ginástica laboral); a legislação relacionada ao tema, destacando a relevância do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA. Durante o Módulo, os jovens aprendizes tiveram a oportunidade de elaborar o mapa de risco e avaliar as diversas situações que podem ocasionar algum acidente no local de trabalho. Ainda no módulo Saúde Ocupacional, outro tema abordado foi a Ergonomia e, pensando nisto, foi realizada uma atividade prática de Ginástica Laboral. A Ginástica Laboral é uma atividade realizada no próprio local de trabalho, de curta duração, que consiste na prática de exercícios compensatórios e de alongamento das principais estruturas musculares envolvidas nas tarefas ocupacionais diárias, tendo como objetivo a prevenção de doenças ocupacionais. Ela não provoca cansaço físico ou sudorese e é realizada com a própria roupa de trabalho.

37


INTEGRAÇÃO ENTRE ‘VETERANOS’ E ‘NOVATOS’ NO PET EM ‘‘OFICINA DE HABILIDADES’’ No dia 25 de abril, os aprendizes do Mundo Jovem III, que estão encerrando seus contratos de aprendizagem, elaboraram uma “Oficina de Habilidades” e aplicaram as tarefas na turma dos jovens que iniciaram o contrato este mês. Durante a oficina, os aprendizes em fase de término de contrato apresentaram os módulos do Programa Educação e Trabalho (PET) de maneira lúdica, na tentativa de demonstrar habilidades essenciais ao mercado de trabalho. As ações foram realizadas em forma de dinâmicas, leituras, improvisos, trabalhos em equipe e utilização de mídias digitais para a condução da oficina. Essa troca de experiências entre os aprendizes concluintes e os novatos ressaltou os benefícios de ser um jovem aprendiz.

VISITA GUIADA À BIBLIOTECA PÚBLICA No dia 25 de abril, 60 aprendizes participaram de visita guiada à Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, localizada na Praça da Liberdade. O objetivo da visita foi abordar o tema “Incentivo à Pesquisa”, presente no módulo de Língua Portuguesa I e II, além do incentivo à leitura e à busca pelo conhecimento. Durante a atividade, os jovens tiveram a oportunidade de percorrer os espaços da Biblioteca, conhecendo locais como “Coleções Especiais e Hemeroteca Histórica”, “Braille Periódicos e Infantojuvenil”, “Empréstimo, Passarela Cultural, Referência e Estudos e Sala de Estudos”, “Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães” e “Teatro José Aparecido de Oliveira”.

38


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

VISITA GUIADA AO HEMOMINAS A doação de sangue representa um ato de solidariedade que pode ajudar a salvar vidas. Pensando na real ideia de educação social, a Fundação CDL Pró-Criança levou, nos dias 25 e 26 de abril, 70 aprendizes ao Hemominas para que eles pudessem conhecer os procedimentos da doação de sangue e multiplicar as informações relacionadas ao processo. O objetivo da atividade é conscientizar os aprendizes sobre a importância da doação de sangue, além de esclarecer dúvidas e mitos sobre o ato e estimulá-los a se tornarem doadores. Durante a visita ao Hemominas, os aprendizes assistiram à palestra sobre a importância da doação de sangue e sobre como funciona todo o processo, além de terem a oportunidade de fazer um tour pelo local para conhecer as instalações da Fundação. Após a visita, alguns aprendizes se mobilizaram e já realizaram a doação de sangue na hora.

VISITA GUIADA AO MERCADO CENTRAL Durante o mês de maio, 119 aprendizes do Módulo “Qualidade no Atendimento” participaram de uma visita guiada ao Mercado Central, exploraram as dependências do Mercado com o intuito de perceber a aplicação prática dos conceitos trabalhados em sala de aula, como qualidade no atendimento, diversidade cultural e evolução e necessidades atuais do mercado de trabalho. Na primeira parte da atividade, os jovens assistiram a uma palestra com a guia turística do Mercado Central e tiveram a oportunidade de conhecer a história do local desde a sua fundação. Em seguida, os jovens percorreram alguns corredores, reconhecendo características próprias das lojas e, para finalizar, desenvolveram um questionário com os comerciantes locais, através do qual tiveram oportunidade de conversar diretamente com os lojistas para conhecer suas histórias e fatos do local sob diferentes pontos de vista.

39


TÓPICOS DO MERCADO DE TRABALHO SÃO TRABALHADOS EM DINÂMICA CIRCENSE Os aprendizes do módulo “Introdutório”, durante o mês de maio, desenvolveram uma atividade com a finalidade de abordar o tema “Mercado de Trabalho”. A proposta da atividade foi que a turma criasse uma empresa, sem fins lucrativos, que prepara crianças carentes para trabalhar com a arte circense. Os alunos deveriam seguir critérios como utilizar nomes sugestivos para a empresa e para a mascote, criar uma logomarca e um slogan chamativos, redigir a missão, visão e valores da empresa, criar um hino/música que lembre o negócio, escolher três cores (com significado) para embasar todo o layout da empresa e montar uma árvore atrelando raiz, tronco e copa às competências da empresa utilizando o CHA – Conhecimento, Habilidade e Atitude, indicando os pontos-chaves do trabalho em equipe.

VISITA GUIADA À CÂMERA SETE – CASA DA FOTOGRAFIA DE MINAS GERAIS No dia 9 de maio, 130 aprendizes visitaram a Câmera Sete - Casa da Fotografia de Minas Gerais, onde puderam conhecer o espaço e conferir a exposição do fotógrafo Miguel Aun e um pouco da sua história. O fotógrafo retratou em suas obras a simplicidade no cotidiano do interior de minas. A visita foi intermediada por monitores do local e os jovens foram convidados a refletirem em como arte tem interface com o dia a dia.

40


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

VISITA GUIADA AO MUSEU DOS MILITARES MINEIROS No dia 9 de maio, 62 aprendizes visitaram o Museu dos Militares Mineiros e puderam obter informações sobre a carreira militar, além de terem a oportunidade de conversar acerca da ética profissional e reconhecer a área militar como mais uma alternativa de profissão a seguir. O Major Pedro Paulo, responsável por conduzir os jovens, enfatizou a importância de adotar uma postura responsável e dedicada em qualquer processo de trabalho.

PALESTRA “TIO FLÁVIO CULTURAL” No dia 16 de maio e no dia 12 de julho, 849 aprendizes assistiram à palestra “Tio Flávio Cultural”, cuja proposta foi inquietar os pensamentos dos jovens, fazendo-os refletir sobre suas motivações com relação a suas próprias vidas. O palestrante mostrou inúmeros exemplos de valores morais, de ações voluntárias, de significados para a vida, de sonhos e de superação. A mensagem deixada para os jovens foi a de sempre buscarem ir além, saindo do papel de vítimas da sociedade para a autoconstrução de indivíduos altruístas, na tentativa de se tornarem pessoas melhores.

41


FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL – FNPETI No dia 10 de maio, o aprendiz Lucas Jaques Oliveira participou do Fórum Nacional de Proteção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), realizado no auditório do Ministério do Trabalho e Emprego. A monitora de acompanhamento, Bárbara Martins, também esteve presente e ambos representaram a Fundação CDL Pró-Criança durante o evento, que teve como objetivos apresentar os diversos Programas e Fóruns que acontecem em todo o país e conscientizar a sociedade sobre os aspectos que norteiam o trabalho infantil, visando a erradicação de tal prática. Após a realização do FNPETI, o Ministério Público do Trabalho (MPT/MG) convidou os jovens que participaram do Fórum deste mês para participar do vídeo que ilustrará a campanha de conscientização das empresas quanto à obrigatoriedade e importância da contratação de jovens aprendizes. A filmagem foi realizada no dia 19 de maio, na Praça da Liberdade, e a Fundação CDL PróCriança foi representada pelo aprendiz Lucas Jaques Oliveira, acompanhado pelo orientador educacional Felipe Morais.

42


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

ATIVIDADE VOLUNTÁRIA NA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSAS ‘CASA SANTA ZITA’ No dia 19 de maio, 30 aprendizes em finalização de contrato, do módulo Mundo Jovem III, vivenciaram uma tarde de voluntariado na Casa Santa Zita, Instituição de Longa Permanência para Idosas (ILPI). Na ocasião, além de um bate papo que propiciou uma troca de experiências entre gerações, os jovens apresentaram um sarau poético para as idosas, participaram de um bingo e distribuíram diversos brindes. A dedicação e a sensibilidade dos jovens foram fundamentais para o sucesso da atividade, que teve como objetivo ilustrar um dos temas trabalhados durante o módulo, que é o voluntariado.

VISITA GUIADA A EXPOSIÇÕES NO PALÁCIO DAS ARTES No dia 29 de junho, 52 aprendizes realizaram visita guiada no Palácio das Artes. Durante a atividade, os jovens percorreram três galerias e visualizaram as exposições “PanAméricadsueño”, “MãePreta” e “Pintura – ou a Fotografia como violência”. Na galeria Mari'Stella Tristão, os jovens contemplaram a exposição “PanAméricadsueño” composta por criações realizadas a partir de suas vivências em relação aos acontecimentos que o cercam, desde situações cotidianas até a conjuntura sociopolítica atual, todas as peças fazem referência ao livro ‘PanAmérica’, do escritor José Agrippino, que foi o objeto de estudo e inspiração do artista mineiro.

43

Já na galeria Arlinda Corrêa Lima, os jovens visitaram a exposição “MãePreta”, que busca mostrar a importância da mulher negra para a formação social brasileira. O foco da exposição é mostrar uma das histórias mais dolorosas da humanidade: a das mães pretas, as amas de leite geradas pela escravidão por necessidade do leite materno, alimento imprescindível para a sobrevivência dos bebês da Casa Grande. Por fim, na galeria Genesco Murta, os aprendizes tiveram oportunidade de observar a exposição “Pintura – ou a Fotografia como violência”, do paraense Éder Oliveira, inspirada pelo fascínio do artista por retratos e a curiosidade por rostos desconhecidos.


ESPETÁCULO ‘‘FUI’’ NO SESC PALLADIUM No dia 30 de junho, 167 aprendizes assistiram ao espetáculo “Fui!”, promovido pelo Projeto YUPI e exibido no Sesc Palladium. Livremente inspirada na obra literária "Tchick", de Wolfgang Herrndorf, o espetáculo apresenta 4 personagens que se encontram após 15 anos para, por meio da criação de uma peça de teatro, lembrar e reviver as experiências que compartilharam quando eram jovens. Durante o espetáculos, são abordados temas como amizade, solidão, confiança e sexualidade. A peça permitiu aos aprendizes reflexões acerca da juventude, expondo aspectos sobre o ser jovem ontem e hoje.

VISITA GUIADA AO MUSEU DE ARTES E OFÍCIOS No dia 20 de julho, 42 aprendizes participaram de visita guiada ao Museu de Artes e Ofícios (MAO), localizado na Praça da Estação. Durante a visita, com duração aproximada 1h e 30min, os aprendizes puderam conhecer a história de diversas profissões, como Ofícios de Transporte, Ambulantes, do Comércio, de Mineração, do Fogo, da Madeira, da Cerâmica, da Lapidação e Ourivesaria, do Couro, da Terra, da Conservação e Transformação de Alimentos, do Fio e do Tecido e o Jardim das Energias. O objetivo da visita ao MAO é possibilitar aos aprendizes a oportunidade de serem envolvidos em projetos culturais fora do ambiente escolar, o que lhes permite expandir suas fronteiras diárias e ampliar seus conhecimentos. O Museu de Artes e Ofícios é um espaço cultural inteiramente dedicado ao trabalho do período pré-industrial no País. O espaço cultural abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios do Brasil. É um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com o seu tempo. A visita elucidou as mudanças das profissões ao longo da história, demonstrando como um ofício era passado de geração em geração e expondo as transformações das ocupações ao longo do tempo, a exemplo do dentista e suas ferramentas de trabalho.

44


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

VISITA À SANTA CASA DE MISERICÓRDIA No dia 28 de agosto, 20 aprendizes da turma Mundo Jovem III (manhã) visitaram crianças e adolescentes com câncer na Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte. A participação, dedicação e envolvimento dos jovens determinou o sucesso da ação, que contou com oficinas de balão, de desenho e pintura, músicas e leitura de contos infantis. Os jovens se emocionaram com uma realidade até então desconhecida pela maioria. Ficou em todos o desejo que essas crianças e adolescentes estejam saudáveis logo, além de uma maior valorização da vida e uma vontade de ajudar o próximo sempre que possível.

SETEMBRO AMARELO Durante o mês de setembro, a sociedade se une na luta contra o suicídio e a cor amarela foi escolhida como representação dessa ação que caracteriza o “setembro amarelo”. No dia 15 de setembro, 33 aprendizes dos Módulos Introdutório e Mundo Jovem III realizaram uma intervenção urbana na Praça da Liberdade em apoio a essa causa. Os jovens afixaram cartazes no coreto com mensagens de otimismo e positividade e entregaram flores amarelas aos transeuntes como simbolismo da ação, abordando os cidadãos com palavras de valorização da vida. Ao final, eles se reuniram no centro da praça e cantaram juntos, deixando ecoar em todo local uma verdade absoluta: a importância da luta pela vida.

45


APRENDIZ DO PET É PREMIADO EM FESTIVAL DE TALENTOS

No dia 12 de setembro, o FECTIPA promoveu o 3º Festival de Talento Amadores, em parceria com várias instituições de aprendizagem, dentre elas a Fundação CDL Pró–Criança. O principal objetivo do evento é possibilitar um momento de integração entre entidades formadoras e os jovens, todos na luta contra o trabalho infantil. Ao total, participaram 180 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) e, dentre estes, estava o aprendiz Vítor Lucas Martins de Souza, que conquistou o 1º lugar na categoria “música” com sua apresentação da música “Air” no violino. O aprendiz foi premiado com uma bolsa de estudos para canto/música e poderá aprimorar seu conhecimento e sua habilidade artística.

46


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

INTERVENÇÃO URBANA – OUTUBRO ROSA Na manhã do dia 20 de outubro, 16 aprendizes do módulo Mundo Jovem III realizaram uma intervenção urbana na Praça da Liberdade com o tema “Outubro Rosa”. A ação aconteceu com abordagem direta ao púbico feminino presente, na qual foram entregues laços rosas, panfletos de conscientização, adesivos e cartazes sobre o câncer de mama.

VISITA À EXPOSIÇÃO ‘EX ÁFRICA’ NO CCBB No dia 3 de novembro, 211 aprendizes visitaram o Centro Cultural do Banco do Brasil – CCBB e percorreram os espaços pertinentes à exposição “Ex Africa”. Os jovens visualizaram inúmeras obras que retratam a arte africana contemporânea realizada no Brasil, num momento em que a herança africana volta a estar em evidência. As atividades culturais são previstas no Programa da Aprendizagem e contribuem para a formação cidadã, além de proporcionar mais conhecimento acerca do tema específico.

47


DISCUTINDO A REFORMA DO ENSINO MÉDIO

Durante todo o mês de novembro, aproximadamente 200 aprendizes do Módulo Introdutório e do Mundo Jovem II participaram dos debates sobre a reforma do Ensino Médio e suas consequências para a sociedade e principalmente para os programas de aprendizagem profissional. Após conhecerem os desafios da proposta do governo federal, os jovens prepararam vídeos para postar no Facebook com as “hashtags”:

#aprendizlegal #souaprendiz #juntospelasocioaprendizagem #somosmaisaprendizagem #somosmaisPET

#soujovemaprendiz

Os vídeos foram elaborados de forma cuidadosa, com as etapas de produção, roteiro, filmagens, edição e fechamento. Durante a atividade, os jovens desenvolveram as habilidades de trabalho em equipe, designando tarefas e responsabilidades, com base nas leituras dos textos sobre a temática e seus impactos, além de aprenderem técnicas relacionadas à produção e edição de vídeo.

48


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO

VISITA À ASMARE-BH No dia 28 de novembro, 39 aprendizes visitaram a Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável (ASMARE-BH) com o objetivo de ilustrar a temática “sustentabilidade”, trabalhada durante o módulo Mundo Jovem II. A ASMARE realiza um trabalho social e ambiental que consiste na inclusão de pessoas em situação de rua nas etapas produtivas da coleta seletiva e na realização de reciclagem e na destinação ambientalmente adequada para os resíduos. Durante a visita, os alunos participaram de uma palestra com o responsável pelo espaço, que falou sobre o funcionamento da associação, número de colaboradores e qual a sua importância para a sociedade. Após a palestra, os aprendizes visitaram o galpão onde o material é triturado, prensado e pesado. Ao fim do dia, foi realizada uma roda de conversa, quando foi perceptível a importância da visita para a turma e como estão dispostos a construir um mundo ecologicamente mais saudável.

APRENDIZES PROMOVEM NATAL SOLIDÁRIO No dia 29 de novembro, 70 aprendizes realizaram uma ação voluntária na UMEI Jardim Leblon. Para a atividade, os aprendizes arrecadaram 162 presentes para as crianças, por meio de uma parceria com os Correios, que possibilitou o acesso às cartas que as crianças escreveram para o “Papai Noel”. Alguns jovens se fantasiaram de “Papai Noel” e “Mamãe Noel” para entregar os presentes às crianças. A ação, realizada de forma colaborativa, envolveu também outras turmas do Programa Educação & Trabalho (PET), além de amigos e familiares dos aprendizes. Os educadores do PET também foram presenteados pela UMEI, na pessoa da diretora Edna, com cartazes feitos pelas crianças e suas professoras.

49


FERRAMENTAS DE TRABALHO NO COMPUTADOR Durante o mês de dezembro, as turmas do módulo de Informática Corporativa trabalharam temas como: Power Point e Excel, maneiras adequadas de fazer apresentações no ambiente empresarial, uso eficiente da internet, da intranet, de sites de pesquisa e das redes sociais, além de ética no mundo real e virtual. Os aprendizes puderam adquirir novos conhecimentos por meio da aplicação prática de situações que ocorrem tanto na sua vida profissional, como em seu cotidiano.

CONSUMO CONSCIENTE No dia 19 de dezembro, 39 aprendizes entregaram roupas e sapatos, femininos e masculinos, para adultos e crianças que são assistidos pela Sociedade São Vicente de Paula. Os aprendizes entregaram as doações para Consortes Ilma, que atende hoje em torno de 400 famílias carentes e em situações de vulnerabilidade social, como desemprego e vítimas de enchentes na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O principal objetivo da ação foi promover propor aos jovens a reflexão acerca do con-sumo consciente, do desapego com relação aos bens materiais e das possibilidades de solidariedade para com o próximo.

50


Quando começou... O Programa Ver é Bom Demais foi criado em 2002, em parceria com a CDL Jovem.

OBJETIVOS Promover a melhoria do nível de saúde visual de crianças e adolescentes beneficiados, proporcionando a melhora no aproveitamento das aptidões escolares e intelectuais e um aumento da autoestima de crianças e adolescentes envolvidos.

ETAPAS

RESULTADOS 4.630

1.880

1.321

testes de acuidade visual

consultas oftalmológicas

óculos doados

52


PROGRAMA VER É BOM DEMAIS

RESULTADOS

2017: 3

EDIÇÕES REALIZADAS

230 testes de acuidade visual 112 consultas oftalmológicas 58 óculos doados

Ao final de todas as edições, 16 instituições foram beneficiadas pela ação do Programa.

53


54


PROGRAMA VER É BOM DEMAIS

2IǪÃO

ED

3IǪÃO

ED

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA REALIZA VER É BOM DEMAIS COM ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE EXTREMA VULNERABILIDADE SOCIAL DAS RUAS DA SAVASSI

55


CONSU

LTAS

GA ENTRE DOS S ÓCULO

56


PROGRAMA VER É BOM DEMAIS

‘‘Esse Programa é muito importante, porque todos nós ‘‘Esse trabalho que nós desenvolvemos devemos dar alguma contribuição para fazer o bem ao na Ótica Diniz é muito importante porque a Fundação CDL executa o Ver é Bom próximo’’. Dr. André Andrade (Clínica NOE). Demais nas instituições de acolhimento, ‘‘É nosso papel como cidadão, como cristão, como ser onde nós sabemos que residem crianças e humano estender a todas as pessoas um atendimento adolescente com uma história de vida médico, humanizado e de qualidade. Essa iniciativa da muito sofrida, que não têm, naquele Fundação CDL Pró-Criança é maravilhosa, porque nos momento, o suporte da família e, muito dá a oportunidade de devolver um pouco para a menos, disponibilidade financeira para sociedade o que recebemos de bom e, no final do comprar um óculos. Assim, por meio do atendimento, quem fica enriquecido somos nós.’’ Dra. Programa, a Fundação oferece a eles o exame oftalmológico gratuito, mas de Gretchen Batistella (Clínica CDA). nada adiantaria o exame sem a doação ‘‘Partindo do propósito do Centro Visão de 'ajudar as do óculos para aqueles que necessitam pessoas a enxergar o melhor da vida', essa ação é mais da correção visual. Por isso, é fundamenum ponto importante dentro desse nosso propósito. tal termos óticas na sociedade que se Nós ficamos muito satisfeitos de sermos patrocinado- disponibilizem a fazer essa doação. Saberes do Ver é Bom Demais, porque nós mais ganhamos do mos que a vida dessas crianças e adolesque investimos um valor financeiro no patrocínio. Quan- centes já é muito difícil e, sem conseguir do entregamos os óculos, a gente vê a felicidade desses enxergar bem, elas passariam por mais meninos enxergando, podendo estudar, podendo cres- dificuldades ainda, especialmente em cer e evoluir na vida, e esse é um fator super importante seu processo de aprendizagem na escola. para nós. Por isso, queremos participar desse projeto Todos nós temos que fazer nossa parte sempre, porque entendemos que isso realmente faz perante a sociedade para tentar, por diferença na vida dessas crianças e adolescentes’’. meio dessas ações, fazer com que essas Fernando Cardoso - sócio-proprietário da Centro crianças e adolescentes tenham pelo Visão menos um pouco mais de qualidade de vida’’. Bruno Borges - sócioproprietário da Ótica Diniz

57


PROGRAMA SORRIDENTE

Quando começou... O Programa Sorridente foi criado em 1990, em parceria com a CDL Jovem.

OBJETIVOS Promover a saúde bucal de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de ações odontológicas preventivas.

RESULTADOS Mais de 12 mil crianças e adolescentes de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

59


RESULTADOS

2017: 45

CRIANÇAS

BENEFICIADAS

Durante a ação, as crianças assistiram a uma peça teatral do SESC sobre saúde bucal e participaram de brincadeiras educativas promovidas pelo Grupo Pepo. Posteriormente, elas receberam kits contendo escova de dente, creme dental (doações da Oraldent e do SESC), fio dental, protetor de cerdas e cartilha explicativa. No local, as crianças ainda tiveram aulas práticas, com as dentistas voluntárias do Programa, sobre como escovar os dentes e passar o fio. Além disso, a ação educativa foi estendida para os educadores das crianças, que receberam instruções das odontopediatras do Grupo Pepo para que, bem capacitados, eles possam dar continuidade às práticas ideais para os cuidados com a higiene bucal.

60


PROGRAMA SORRIDENTE

61


62


PROGRAMA SORRIDENTE

“Ficamos muito gratos pela oportunidade de patrocinar um projeto tão bonito como o Sorridente. A ação foi muito proveitosa e, mais importante do que levarmos cuidados de saúde bucal para essas crianças, foi levarmos carinho e alegria para elas naquele dia!” - Vera Bertu, presidente do Lions Club Jaraguá “O Programa Sorridente aconteceu em um dia lindo, com muito amor no ar. Tivemos lanche, teatro, aulinha dinâmica de como escovar os dentes e dentistas acompanhando a escovação e várias outras atividades que animaram a manhã. Nós, voluntários, ficamos com a tarefa de brincar, abraçar e acompanhar com muito carinho todas as crianças. O sentimento que ficou é de que ganhei mais do que pude doar!” Raquel Ferreira, proprietária da OralDent e diretora dA CDL Jovem

“O trabalho realizado pela Fundação CDL junto às crianças em situação de vulnerabilidade social é um exemplo que nos ilumina de alegria e satisfação. Agradecemos a oportunidade de participar do Programa Sorridente, através das atividades educativas do Programa PEPO, levando mais qualidade de vida e contribuindo para que o sorriso das crianças atendidas seja frequente e mais saudável a cada dia!" - Maria Tereza Lamassa, odontopediatra do Programa PEPO

“Tenho orgulho de poder participar do Programa Sorridente, uma ação simples, feita com amor e que faz toda diferença na vida das crianças atendidas. Parabéns a todos os envolvidos!” - Rafael Mariné, presidente de assuntos sociais dA CDL Jovem

63


PROGRAMA BRINCADEIRA É COISA SÉRIA

QUANDO COMEÇOU... O Programa Brincadeira é Coisa Séria foi criado em 2011, em parceria com a CDL Jovem.

OBJETIVOS Construir brinquedotecas em instituições de acolhimento (espaços de acolhimento para crianças e adolescentes em situação de violação de direitos, retirados da convivência familiar por recomendação do Juizado da Infância e da Juventude ou pelos Conselhos Tutelares), em creches, hospitais infantis e Organizações Não-Governamentais (ONG's) com atendimento infantil.

RESULTADOS

10

560

brinquedotecas construídas

crianças beneficiadas 65


RESULTADOS

2017:

1 BRINQUEDOTECA

45

CRIANÇAS BENEFICIADAS

O Lar Cristão, localizado no bairro Braúnas, oferece acolhimento para crianças em situação de vulnerabilidade social, que tiveram seus direitos violados. O local onde foi instalada a brinquedoteca, que antes era uma sala de orações sem cor e sem vida, foi transformado em um espaço lúdico-pedagógico com brinquedos, livros, materiais escolares, tatames, cantinho da leitura, televisão e aparelho de DVD. Neste espaço, as crianças podem brincar e desenvolver habilidades motoras e cognitivas, tendo um melhor aproveitamento de seu tempo na casa. O projeto foi assinado pela arquiteta parceira da Fundação CDL, Cristina Santana, e a brinquedoteca foi patrocinada pelo Lions Clube – Divisão LC/4.

66


PROGRAMA BRINCADEIRA É COISA SÉRIA

67


‘‘O projeto foi fantástico e o Lions se sentiu muito grato por ter tido a oportunidade de patrocinar um projeto tão bonito como este. A instituição é merecedora de todo nosso respeito e carinho, pela forma como elas cuidam daquelas crianças que tanto precisam. E temos a sensação de dever cumprido, pois foi alcançado com êxito o objetivo de levar um espaço adequado para as crianças, onde elas podem se desenvolver e vivenciar as brincadeiras e fantasias próprias da idade. Estamos muito felizes com a parceria com a Fundação CDL e temos certeza de que os nossos laços se tornam mais fortes a cada dia’’. Maria das Graças Amaral - Governadora do Lions Club - Divisão LC/4

REALIZAÇÃO

‘‘Eu me senti muito agradecido pela homenagem que me foi feita, esse projeto de construção de brinquedotecas da Fundação é muito bonito! Fiquei muito emocionado no evento, se eu fosse mais novo, até gostaria de adotar uma daquelas crianças, mas infelizmente agora já não posso mais. Levei meus filhos e meus netos para que eles possam ter uma conscientização de uma outra realidade, diferente da nossa, e para que eles possam contribuir de alguma forma para melhorar a realidade daquelas crianças. Esse trabalho que a Fundação desenvolve é muito valioso e acredito que todos nós devemos trabalhar mais em prol dessas crianças, que são o futuro da nossa sociedade. Quero, inclusive, a partir de agora, participar das demais ações sociais da Fundação, além do Ver é Bom Demais, que já somos patrocinadores, tentarei estar presente nos outros eventos também. Parabéns à Fundação pelo belo trabalho e muito obrigado a todos pela homenagem!’’ David Cardoso fundador das Óticas Centro Visão e mais antigo patrocinador do Programa Ver é Bom Demais.

PATROCÍNIO

71 68

APOIO


UM POUCO DE HISTÓRIA... O Programa, inicialmente chamado ‘‘Projeto Festa de Natal’’, começou em 1994, com a iniciativa da CDL Jovem. A partir de 1999, o programa passou a ser denominado Natal de Todo Mundo e teve suas atividades ampliadas para beneficiar mais crianças.

OBJETIVOS Proporcionar a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social a vivência do espírito do Natal, por meio da realização de uma grande festa, com brincadeiras, lanches e a presença do Papai Noel distribuindo presentes.

RESULTADOS

15.300

24

presentes distribuídos

festas realizadas 70


PROGRAMA NATAL DE TODO MUNDO

RESULTADOS

2017: 45

CRIANÇAS BENEFICIADAS

Com direito a peça de teatro, a presença da mascote do Atlético e, principalmente, do Papai Noel e da Mamãe Noel, o programa Natal de Todo Mundo ofereceu aos beneficiados rua de lazer, pintura facial, recreação, brincadeiras e lanches. Houve, ainda, a entrega de presentes pelo Papai Noel, que foi o vice-presidente de assuntos sociais da CDL Jovem, Rafael Guimarães. É a terceira vez que ele é o Papai Noel do projeto e se emociona ao dizer que “este é um dos mais belos projetos da Fundação CDL Pró-Criança, porque levamos o espírito humano, o amor e a magia do Natal às crianças menos favorecidas. Foi um dia de muita brincadeira, amor e espírito solidário e nós, voluntários, ganhamos tanto quanto as crianças beneficiadas pelo projeto!”

71 71


72


PROGRAMA NATAL DE TODO MUNDO

71 73


“O Distrito LC-4 sempre se sente honrado por fazer parte da festa do Natal de Todo Mundo. Nos sentimos muito felizes por termos a oportunidade de sermos patrocinadores de uma bela confraternização tão bonita e tão bem organizada pela Fundação CDL. Esperamos que possamos prolongar, por um longo tempo, essa nossa parceria que tem dado tantos bons frutos”. - Vera Bertu - presidente do Lions Club Jaraguá

“Agradecemos aos patrocinadores do evento, aos parceiros, colaboradores e voluntários que possibilitaram a realização desta grande festa que traz alegria e esperança para as crianças. A realização da festa é uma oportunidade para as crianças vivenciarem o espírito de Natal, renovando sentimentos e esperança de um futuro melhor”. - Vilson Mayrink - presidente da Fundação CDL Pró-Criança

REALIZAÇÃO:

PATROCÍNIO:

“Anualmente, na época do Natal, a Rommanel realiza campanhas de arrecação de brinquedos como uma forma de agradecermos à sociedade. Acreditamos que a empresa faz parte do meio e, se o nosso entorno estiver bem, o nosso negócio vai bem. A empresa tem a função social de transformar o ambiente e as pessoas que nele vivem. É uma forma não só de agradecer, mas de contribuir de alguma forma para o desenvolvimento social''. Marcelo Augusto Cataldo - proprietário da rede de lojas Rommanel e diretor da Fundação CDL Pró-Criança

APOIO:

74


INSTITUCIONAL & CLIPPING


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA REALIZA DOAÇÃO DE ALIMENTOS PARA O LAR TERESA DE JESUS No dia 24 de fevereiro, o restaurante La Taberna promoveu o Baile de Carnaval “La Baderna”, na Savassi. Para entrar no evento, era necessário retirar o ingresso mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível. Do total arrecadado, cerca de 350 quilos foram destinados para a Fundação CDL Pró-Criança, que encaminhou a doação para o Lar Teresa de Jesus. A proprietária do restaurante La Taberna, Marien dos Reis y Carretero, explica como surgiu a ideia do evento: ‘‘nós somos apaixonados por cultura e arte e a ideia surgiu rápido quando vimos o tamanho do carnaval de BH. Nós resolvemos juntar cultura, arte e segurança em uma iniciativa na qual ainda poderíamos ajudar a quem precisa! Esse foi apenas o primeiro ano do nosso evento e já ficamos muito felizes com o resultado. Acreditamos que plantamos uma semente muito boa e que outros eventos como esse poderão vir a acontecer novamente’’, planeja Marien. A coordenadora de doações do Lar Teresa de Jesus, Gleicinéia A. de Oliveira, explica como é o trabalho desenvolvido pela instituição e qual será a destinação dos alimentos. ‘‘Nós oferecemos acolhimento gratuito a adultos e crianças de famílias de baixa renda que saem do interior do Estado para realizar tratamento do câncer na rede pública hospitalar da capital. Além da hospedagem para o acolhido e um acompanhante, oferecemos ainda refeições diárias para cada pessoa, transporte para os hospitais, assistência social, psicológica, nutricional e enfermagem. Dessa forma, os alimentos recebidos serão usados para atender às demandas do Lar, fazendo um estoque para 3 meses. Além disso, caso tenhamos alguma quantidade extra que não seja absorvida pela nossa própria demanda, nós levamos os alimentos para nossos Bazares Solidários, onde eles são vendidos a preços bem acessíveis para famílias carentes e a verba arrecadada é revertida para o custeio das nossas atividades de acessoramento às pessoas com câncer e, dessa forma, nós alimentamos o nosso Ciclo do Bem!’’, destaca. Ao final, Gleicinéia agradeceu à Fundação CDL Pró-Criança pela parceria: ‘‘O Lar Teresa se sente honrado e muito feliz por ter sido selecionado para participar deste evento e ser beneficiado com a doação dos alimentos arrecadados.’’

71 76


INSTITUCIONAL

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA HOMENAGEIA O LIONS CLUB PELO ANIVERSÁRIO DE 100 ANOS

No dia 4 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança prestou, juntamente com a CDL/BH, uma homenagem ao Lions Club Internacional pelo aniversário de 100 anos da instituição. A homenagem foi realizada durante a Plenária da CDL/BH, na qual compareceram a governadora Maria Jorge Abrão e seu cônjuge Hélcio de Castro; a primeira-vice governadora Maria das Graças Amaral e seu cônjuge Edson do Amaral; o segundo vicegovernador Leandro Raphael Alves; o presidente do Lions Clube de Belo Horizonte, Ilzo Campello; e as companheiras da Assessoria Feminina: Ana Lúcia Café, Vera Lúcia Bertu, Lane Lourdes de Sousa e seu cônjuge Ary Vieira. A parceria da Fundação CDL com o Lions Club Divisão Lc4 começou em 2015 e, desde então, foram patrocinadas três brinquedotecas do Programa Brincadeira é Coisa Séria (180 crian-

ças beneficiadas), duas edições do Ver é Bom Demais (210 crianças e adolescentes atendidos) e uma edição do Natal de Todo Mundo (200 crianças beneficiados). Dessa forma, o Lions contribuiu para que, ao total, 590 crianças e adolescentes tenham sido contemplados nos programas sociais desenvolvidos pela Fundação CDL. A assessora feminina de ações filantrópicas, sociais e de apoio geral do Lions Club, Vera Bertu, fala sobre a emoção que os membros da entidade sentiram ao receberem a homenagem. "O Lions do Distrito LC-4 se sentiu muito honrado pela belíssima homenagem que nos foi concedida, através da governadora Maria Jorge Abrão de Castro, pela CDL, na pessoa do presidente Bruno Falci, e pela Fundação CDL, na pessoa do diretor José Maria Cunha, pelos 100 anos de nossa existência. Realizamos nosso trabalho junto a crianças e adolescentes carentes com muito carinho e dedicação e foi muito gratificante ver nosso trabalho reconhecido dessa maneira tão bela!”.

Lions Club Internacional - O Lions, cujo lema é "servir, é um clube de serviço mundialmente conhecido, foi fundado em 1917, nos Estados Unidos, e atualmente está presente em 210 países. A Fundação Internacional de Lions oferece diversos tipos de apoio a pessoas carentes em todo mundo. As metas atuais da entidade são: campanhas de doação de sangue e medula óssea, cataratas com cirurgias, retinopatia diabética, além de doações de cadeira de rodas e apoio aos hospitais que tratam de pessoas carentes com câncer. O Lions atua, também, na preservação do meio ambiente, plantando árvores, recuperando nascentes e matas ciliares.

71 77


CONSELHOS DELIBERATIVO E CONSULTIVO DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA SE REÚNEM PARA AVALIAR RELATÓRIO DE ATIVIDADES E DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DE 2016

No dia 11 de maio, o Conselho Deliberativo, o Consultivo e a Diretoria Executiva da Fundação CDL Pró-Criança se reuniram para deliberar sobre o Relatório de Atividades de 2016 e as demonstrações financeiras do exercício de 2016. O evento foi realizado no Centro de Convenções da CDL/BH, das 8h às 10h30. A mesa diretora foi composta pelo presidente da CDL/BH e presidente do Conselho Deliberativo da Fundação CDL Pró-Criança, Bruno Falci; pelo presidente da Fundação CDL, Vilson Mayrink; pelo vice-presidente, Leonardo Braga; pelo diretor financeiro, Moacir Muzzi; e pelos conselheiros Agmar Alves e Rafael Guimarães. O evento também contou com a

78

participação de diversos conselheiros e convidados. A assistente de comunicação, Andressa Guimarães, apresentou os resultados do Relatório de Atividades de 2016, mostrando aos conselheiros dados e fotos de todas as ações realizadas pela Fundação CDL Pró-Criança naquele ano. Posteriormente, o superintendente, Rodrigo Martins, apresentou as demonstrações financeiras de 2016. Após as deliberações dos conselheiros, o relatório de atividades e a demonstração financeira foram aprovados por unanimidade.


INSTITUCIONAL

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA LANÇA PROGRAMA DE ESTÁGIO ‘GRANDES TALENTOS’ A Fundação CDL Pró-Criança lançou, no mês de junho, o Programa de Estágio 'Grandes Talentos', tendo como base a Lei nº 11.788, de 2008, que regulamenta a contratação de estagiários. Por meio desse Programa, a Fundação irá intermediar e promover a integração entre as empresas, as instituições de ensino e os estudantes, identificando oportunidades para os estudantes e atuando como auxiliar no processo de contratação e aprendizado do estagiário. O Programa visa à preparação do jovem para o trabalho produtivo, facilitando sua passagem do ambiente escolar para o mundo do trabalho, conciliando o aprendizado teórico com a prática. Por meio do Programa Educação e Trabalho (PET), a Fundação já promove a qualificação profissional e a inserção no mercado de trabalho dos jovens como aprendizes nas empresas. Dessa forma, com o programa de aprendizagem, a Fundação transforma a vida de milhares de pessoas, pois encaminha jovens de baixa renda ao mercado de trabalho, diminuindo o risco social desse público.

71 79

Agora, com o Programa de Estágio 'Grandes Talentos', a Fundação poderá dar continuidade ao processo de formação desses jovens, propiciando oportunidades de conhecimento e experiência na área de formação por ele escolhida. Além disso, por meio do Programa, será possível encaminhar aqueles jovens que querem uma experiência no mercado de trabalho, mas não atendem aos critérios exigidos pelo PET, o que possibilitará à Fundação abranger um público maior, promovendo o desenvolvimento ético e social para o trabalho e para a vida. Ÿ Empresários interessados na contratação de

estagiários podem entrar em contato com a coordenadora do Setor de Relações Corporativas, Aline Maia, através do email: aline.maia@fundacaocdl-bh.org.br. ŸEstudantes de nível médio técnico ou superior

interessados em se cadastrar no Programa de Estágio podem encaminhar o currículo para: vagas@fundacaocdl-bh.org.br.

Informações: (31) 3249-1885


‘COMO NOSSOS PAIS’: FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA PROMOVE TARDE DE INTEGRAÇÃO ENTRE FILHOS DE DIRETORES DA CDL/BH E CRIANÇAS RESIDENTES EM INSTITUIÇÃO DE ACOLHIMENTO No dia 18 de julho, a Fundação CDL PróCriança promoveu o evento “Como Nossos Pais”, que consistiu em uma tarde de integração entre os filhos, fami-liares e amigos de dire-tores da CDL/BH e do CDL Jovem e crianças residentes na instituição de acolhimento Lar Cristão (bairro Braúnas), onde moram 45 crianças retiradas do convívio familiar por determinação do Poder Judiciário. O presidente Vilson Mayrink explica que a ideia deste projeto surgiu a partir do objetivo de “propiciar aos nossos filhos e à nossa família a oportunidade de ajudar, além de desenvolver em nossos pequenos que estão vindo aí da 'CDL Kids' esse aspecto social, esse gosto pela ajuda ao próximo’’. A diretora da CDL/BH e também idealizadora do projeto, Maurícia Lopes, complementa a fala de Vilson, ao explicar que o projeto visa, também, formar sucessores para a Fundação CDL Pró-Criança. “Nós, mães, que participamos da diretoria da CDL/BH, sentimos a necessidade de semear entre os nossos pequenos a sementinha do voluntariado, mostrando a eles a importância

80

de se doar, de perceberem outras rea-lidades e de conhecer a Fundação CDL.’’ Os participantes do evento foram levados até o local por meio do transporte doado pela e m p r e s a Te i x e i r a e , durante a ação, as crianças tiveram oportunidade de assistir à contação de histórias com Ana Raquel Contos; se divertiram com as brincadeiras promovidas pelo animador da Recreart; participaram de uma Oficina de Desenhos com os materiais doados pela Mixpel; se deliciaram com as pipocas do Carrinho de Pipoca doado pela Drogaria Araújo e ainda fizeram um piquenique com lanches doados pelo Buffet Catarina, pela Boca do Forno e também levados pelos participantes; os utensílios descartáveis usados no piquenique foram doados pela Somapel. Houve, ainda, a realização de uma massagem relaxante feita nos bebês pela diretora da CDL/BH, Flávia Falci. Além disso, os filhos dos diretores levaram brinquedos para doar para as crianças da casa e, ao final do evento, foi realizada a entrega dessas doações.


INSTITUCIONAL

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA LANÇA NOVO SITE A Fundação CDL Pró-Criança lançou, em agosto, seu novo site, muito mais moderno, dinâmico e interativo. As melhorias oferecidas favorecem tanto a usabilidade para o internauta quanto a divulgação e visibilidade institucional para a própria Fundação CDL. Algumas das melhorias trazidas pelo novo site foram: ŸBanner giratório com controle do usuário; ŸVídeos postados e exibidos na página inicial; ŸNotícias com fotos dos projetos alocadas diretamente na

página inicial; ŸNotícias separadas por projeto; ŸEspaço fixo, na página inicial, para realização de doações financeiras para a Fundação CDL; ŸEspaço fixo, na página inicial, para realização de cadastros de aprendizes, estagiários e voluntários interessados em participar dos projetos sociais (o usuário faz seu cadastro e a ficha preenchida é enviada diretamente para o email da pessoa responsável por aquela área – ex.: cadastros de aprendizes e estagiários serão recebidos pela supervisora de Recursos Humanos, Isabela Medeiros, e cadastros de voluntários, pela analista de projetos, Marianne Policarpo; ŸEspaço fixo, na página inicial, para cadastro do usuário que deseje receber comunicados por email; ŸDivulgação, na página inicial, dos informativos mensais e anuais (Jornal Acontece, Informativo PET e Relatório de Atividades); ŸEspaço de destaque e visibilidade, na página inicial, para os patrocinadores e apoiadores dos projetos; ŸAlém de todas essas inovações, o site mantém o mesmo banco de dados do antigo, contendo os dados históricos da Fundação, missão / visão / valores, as informações a respeito da diretoria, etc.

Confira o site novo: www.fundacaocdlbh.org.br (atenção: agora não tem mais o hífen!) 71 81


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA PARTICIPA DA 25ª CONVENÇÃO DO COMÉRCIO LOJISTA MINEIRO A Fundação CDL Pró-Criança participou, de 31 de agosto a 3 de setembro, da 25ª Convenção do Comércio Lojista Mineiro, promovida pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais (FCDLMG), no Tauá Resort Caeté. A convenção é o maior evento do varejo estadual, reunindo dirigentes, profissionais e empresários associados às CDLs Mineiras para discutirem a melhor forma de desenvolver e potencializar o modelo de negócio do segmento para o crescimento de cada município onde estão inseridas. Com o tema "Integrar & Aprender", o evento possibilitou que as pessoas contassem suas histórias, se envolvessem e se inspirassem para melhorar cada vez mais. Experiências foram compartilhadas a fim de tornar protagonista todo participante, estimulandoo a entrar no espírito do evento através dos aprendizados. Esse momento de troca criou uma sinergia entre as partes que permitiu a evolução, o aprendizado e a integração de todos. A programação técnica foi toda voltada para a experiência do cliente e em boas práticas adotadas pelas CDLs. Participaram desta capacitação o vice-presidente Leonardo Braga, os diretores Moacir Muzzi e José Maria Cunha e o superintendente Rodrigo Martins,que ainda representaram a Fundação CDL no evento e fizeram o networking com os participantes das cidades do interior. Além disso, o evento contou também com uma Feira de Negócios com exposição de produtos e soluções. A Fundação CDL teve um stand nessa feira, no qual a assistente de comunicação Andressa Guimarães e a analista de projetos Marianne Policarpo apresentaram o Programa Educação & Trabalho (PET) para as demais CDL's mineiras, com objetivo de expandi-lo para outras cidades.

82


INSTITUCIONAL

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA INAUGURA CENTRO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (CDS) No dia em que comemorou seus 31 anos, 10 de outubro, a Fundação CDL PróCriança inaugurou sua nova unidade: o Centro de Desenvolvimento Social (CDS). Localizado no centro da capital mineira (Av. Amazonas, 311, 3° andar), o Centro conta com uma estrutura ampla e moderna. Ao todo, são 364 metros quadrados, divididos em quatro salas de aula (sendo três salas modulares), sala de atendimento social, recepção, cozinha e banheiros. O local tem capacidade para atender diariamente 200 jovens em cada turno (manhã e tarde), totalizando 2 mil por semana e 8 mil por mês. Atualmente, circulam diariamente em média 225 jovens pelo espaço e 4,5 mil por mês.

aprendizes, o desenvolvimento dos demais projetos sociais da Fundação, que atualmente são: Ver é Bom Demais, Sorridente, Brincadeira é Coisa Séria, Natal de Todo Mundo e o Programa de Estágio Grandes Talentos. Durante o evento, estiveram presentes os presidentes da CDL/BH, Bruno Falci, da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink, e da CDL Jovem, Fernando Cardoso, e diretores da CDL/BH, além de autoridades do terceiro setor, como a coordenadora da Promotoria e curadora de Fundações, Dra. Valma Cunha; exaprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET), como a assistente de desenvolvimento de pessoas na Localiza, Daniela Lima, que deu seu depoimento sobre sua trajetória de sucesso desde a época da aprendizagem até os dias de hoje. O evento foi marcado ainda pela apresentação do violinista e aprendiz Vitor Lucas Martins, que encantou a todos com seu talento musical.

Na unidade, são oferecidos cursos de capacitação e formação profissional aos jovens atendidos pelo Programa Educação e Trabalho (PET), que são: auxiliar administrativo, comércio/serviço e logística, além de serem realizadas as Oficinas Introdutórias ao Mercado de Trabalho, para os jovens que querem participar do processo seletivo para serem aprendizes. O objetivo do CDS é, além da capacitação dos

71 83


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA LANÇA CAMPANHA “DOE SEU TROCO, DOE ESPERANÇA” A ação incentiva as pessoas a não darem esmolas para crianças e adolescentes nas ruas Com o objetivo de conscientizar a população de Belo Horizonte sobre os impactos negativos a prática de dar esmolas a crianças e adolescentes nas ruas, a Fundação CDL PróCriança, em parceria com o Conselho Regional CDL Savassi e Viva Savassi, lança a campanha “Doe seu Troco, Doe Esperança”.

sentido do ato de dar esmolas, que é apenas um meio de manter estas pessoas em situação de rua”, explica o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink.

A iniciativa tem como base o fato de que o ato de dar esmolas não contribui para o desenvolvimento daqueles que a recebem, mas apenas financia a exploração e a permanência da criança e do adolescente nas ruas. “Com essa iniciativa, queremos despertar a população para o verdadeiro

Para tentar reverter esse cenário, a Fundação CDL firmou parceria com diversos lojistas, que convidam seus clientes a depositarem o troco de suas compras nas urnas da campanha, disponibilizadas próximo aos caixas das lojas. Os valores arrecadados serão destinados à realização dos projetos sociais desenvolvidos pela Fundação CDL.

AS LOJAS DA SAVASSI QUE ADERIRAM À CAMPANHA FORAM:

84


INSTITUCIONAL

CONSELHOS DELIBERATIVO E CONSULTIVO DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA REALIZAM REUNIÃO ORDINÁRIA No dia 5 de dezembro, o Conselho Deliberativo, o Consultivo e a Diretoria Executiva da Fundação CDL Pró-Criança se reuniram para deliberar sobre a alteração estatutária, a previsão orçamentária e o planejamento estratégico para 2018. O evento foi realizado no Pilotis da CDL/BH, das 8h às 10h. Conduzida pelo presidente da Fundação CDL, Vilson Mayrink, a reunião contou com a participação de diversos conselheiros e convidados. O superintendente, Rodrigo Martins, apresentou a previsão orçamentária para 2018 e a assistente de comunicação, Andressa Guimarães, apresentou o planejamento estratégico, mostrando as datas previstas e o número de crianças e adolescentes que serão beneficiados pelos projetos sociais da Fundação CDL PróCriança em 2018. Posteriormente, o diretor administrativo-financeiro, Moacir Muzzi, apresentou as alterações realizadas no estatuto da entidade, que foram aprovadas por unanimidade.

85


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA ORGANIZA ‘OUTLET SOLIDÁRIO’ PARA BENEFICIAR PROJETOS SOCIAIS A Fundação CDL Pró-Criança realizou, nos LOJAS QUE DOARAM: dias 15, 16 e 17 de dezembro, a 2ª edição do Outlet Solidário. O evento foi promovido na ŸAdhara Basílica de Lourdes, localizada em área nobre ŸAmigo do Rafael da capital mineira, e contou com a participa- ŸAna Passos ção especial da Escola de Moda Denise ŸAnne Fernandes Aguiar, que disponibilizou suas consultoras ŸAtualle de estilo para ajudar os consumidores no ŸAuthoria momento de suas compras. Durante três dias ŸBrechó sinhá de evento, cerca de 1.200 peças novas e seminovas foram vendidas a ŸBy Maria preços que variavam entre R$ 5 e R$ 80 reais. Entre os itens comercializa- ŸChinelô dos estavam roupas e calçados – feminino, masculino e infantil – além de ŸDBZ acessórios como óculos, lenços e bijuterias. As peças foram doadas por 50 ŸDenise Aguiar pessoas, sendo 10 físicas e 40 jurídicas. O Outlet Solidário foi organizado ŸDoce de cocó com o objetivo de arrecadar recursos financeiros para os programas ŸFab sociais desenvolvidos pela Fundação CDL Pró-Criança, que beneficia ŸFleche dor ŸGabi crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. ŸHelo Bicalho ŸJoy ŸKalandra ŸKaster ŸKotinha ŸLafe ŸLavi ŸLeo coelho ŸLita Raies ŸLove ŸMarcia Morais ŸMayara Sayonara

REALIZAÇÃO:

APOIO:

ŸPoá Acessórios ŸS.Nascimento ŸTemponi ŸTiê Sustentável ŸVictor Dzenk ŸVida nua

71 86


CLIPPING

Entrevist a conced ida por aprendiz à Band M inas em evento d e c o m b a exploraç te à ão infant o-juvenil .

71 87


rnal a no Jo a i r é t a M re po sob O Tem ão CDL Fundaç nça. ia Pró-Cr

88


CLIPPING

ALUNOS DO COLETIVO JOVEM PARTICIPAM DE OFICINAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

Matéria no porta l Kolping s obre as Oficinas Introdu para o P tórias ET.

89


rtal a no po ifa i r ĂŠ t a M R sobre a H B u o o S ia para e. r ĂĄ d i l o S dent a Sorri m a r g Pro

90


CLIPPING

Mat MG éria AO T Glo V 1ª ed VIVO p bo, ição ara s o , ção obre a da Re de Des do C inau env g olvi entro d uramen e to S (CD ocia S). l

dio a na Rá gui r é t a M inau obre a s a i e a i t Ita entro d C o d o raçã nto olvime v n e s e D (CDS). Social

71 91


Matéria exibida n o MGTV 1ª edição, d a Rede Glo bo, sobr eo Program a Natal d e Todo Mu ndo.

92


CLIPPING

luna do o c a n a al Matéri do Jorn , o i v á l re o Tio F ia, sob D m e e Hoj io Solidár t e l t u O

71 93


Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários - BH/MG

(31) 3249-1791 F-Cdl Pró-Criança

www.fundacaocdlbh.org.br @fcdlprocrianca

company/fundação-cdl-pró-criança

@FundacaoCDLBH

Fundação CDL Pró-Criança

Relatório de Atividades 2017  

Relatório de Atividades 2017

Relatório de Atividades 2017  

Relatório de Atividades 2017

Advertisement