Page 1


EXPEDIENTE PRESIDENTE Vilson da Silva Mayrink VICE-PRESIDENTE Leonardo Miranda Braga DIRETOR INSTITUCIONAL José Maria Cunha DIRETOR DE ASSUNTOS SOCIAIS José de Oliveira Galeno Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO-FINANCEIRO Moacir Carlos Muzzi Machado DIRETOR DE RELAÇÕES CORPORATIVAS Marcelo Augusto Cataldo SUPERINTENDENTE Rodrigo Martins Antônio

Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários - BH/MG

(31) 3249-1791

www.fundacaocdl-bh.org.br

F-Cdl Pró-Criança

@fcdlprocrianca

company/fundação-cdl-pró-criança

@FundacaoCDLBH

Fundação CDL Pró-Criança


PÁGINA:

7 17 37 45 51

STEP ONE

Apresentações

Programa Educação & Trabalho (PET)

Ver é Bom Demais Sorridente

Brincadeira é Coisa Séria Natal de Todo Mundo

62

Institucional & Clipping


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA CDL/BH

Bruno Falci Em seus 30 anos de existência, a Fundação CDL Pró-Criança, braço social da CDL/BH, vem cumprindo com afinco sua missão. Trabalhar em prol da igualdade de oportunidades e contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, são ações que se mostram fundamentais, sobretudo em tempos econômicos instáveis como o que estamos vivendo. Temos consciência de que não podemos esperar que a promoção de práticas que reduzam as desigualdades seja responsabilidade apenas do governo. Cabe a cada um de nós fazer a sua parte. E é exatamente com esse propósito que a Fundação CDL vem atuando ao longo dessas três décadas. Por meio do apoio de parceiros e de uma diretoria e colaboradores engajados, os cinco programas oferecidos atualmente contemplam desde a saúde bucal e visual até a formação profissional e inserção no mercado de trabalho de milhares de jovens da capital mineira. Sem dúvidas, um trabalho vitorioso e realizado com esmero e empenho por todos os envolvidos. Temos orgulho de fazer parte dessa trajetória. Todas essas conquistas nos incentivam a seguir nessa jornada, em busca de uma sociedade com mais oportunidades para todos. Bruno Falci| Presidente da CDL/BH

7


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA Vilson Mayrink

Em 2016, a Fundação CDL Pró-Criança completou 30 anos de um trabalho incansável na busca de soluções que contribuem para a solução das crescentes demandas provocadas pela desigualdade presente em nossa sociedade. O sonho nascido em 1986, proveniente de um grupo de empresários do comércio da capital mineira, se agigantou e leva, hoje, igualdade de oportunidades a milhares de crianças, adolescentes e jovens. São três décadas de uma atuação que proporciona mudanças de vidas para melhor e a construção de uma sociedade menos desigual. Desde a sua instituição, até este ano, vivenciamos muitas crises em nosso país, com profundos reflexos no seguimento dos lojistas e na sociedade como um todo. E, como todos sabem, 2016 certamente não foi um ano fácil para o nosso país, especialmente do ponto de vista político e econômico, aspectos que refletem diretamente na vida de todos os brasileiros. Porém, apesar do cenário pouco favorável, ainda assim a Fundação CDL/BH se superou, tendo cumprido com êxito suas metas e sua missão, apresentando um crescimento de 20% no número de crianças e adolescentes beneficiados pelos nossos Programas Sociais. Mais do que números, este relatório apresenta o resultado de um trabalho duro, corajoso, ousado, realizado com o compartilhamento de decisões e responsabilidades. O resultado está aqui e nos dá a certeza que estamos no caminho certo. Continuamos a trajetória do que foi idealizado há 30 anos, ampliando o leque de oportunidades para as crianças e jovens provenientes de famílias menos favorecidas em nossa sociedade. São as atividades desenvolvidas em nossos Programas Sociais, e os sorrisos colhidos após cada ação, que nos deixam cheios de esperança para continuar lutando pela nossa sociedade e pelo nosso Brasil.

Fotos: arquivo CDL/BH

Vilson da Silva Mayrink | Presidente da Fundação CDL Pró-Criança

MARCELO AUGUSTO - Relações Corporativas -

MOACIR MUZZI

LEONARDO BRAGA

JOSÉ GALENO

JOSÉ MARIA CUNHA

- Admin. Financeiro -

- Vice-Presidente -

- Assuntos Sociais -

- Institucional -


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DO CDL JOVEM

Frederico Papatella

Em seus 30 anos de existência, a Fundação CDL Pró Criança já mudou a vida de milhares de pessoas. Hoje presidida pelo amigo Vilson Mayrink, ex-presidente do CDL Jovem BH, grupo que presidi em 2015/2016, a Fundação segue inovando na forma de lidar com as crianças e adolescentes da cidade, que são o futuro da nossa sociedade. A cada ano, a Fundação CDL/BH tem conseguido mais empresas parceiras em seus programas sociais, muitos destes criados pelo CDL Jovem e hoje desenvolvidos com brilhantismo pela Fundação, graças ao trabalho de uma diretoria muito dedicada e uma equipe de colaboradores extraordinários ao seu lado. Nós, empresários, sabemos que é necessário investir no futuro das nossas crianças e jovens, pois nossas empresas dependem disto: eles serão não apenas os nossos funcionários do futuro, como também os consumidores dos nossos serviços e produtos e, principalmente, os condutores da nossa sociedade. Espero que, com o passar dos anos, as nossas empresas tenham mais liberdades econômicas e menos burocracias, para que possamos participar ainda mais de projetos como os que a Fundação desenvolve. A criação das brinquedotecas, os projetos Ver é Bom Demais, Sorridente, Brincadeira é Coisa Séria, Natal de Todo Mundo são experiências únicas, não só para os beneficiados, mas principalmente para os voluntários. Já participei de vários e me sinto privilegiado de ter tido a oportunidade de presenciar a alegria estampada no rosto das crianças durante as ações dos projetos. É uma prova que fazer o bem, só faz bem! Frederico Papatella | Presidente do CDL Jovem

9


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

A Fundação CDL Pró-Criança é o braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte e tem como missão levar igualdade de oportunidade às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania em Belo Horizonte. No ano de 2016, a Fundação CDL Pró-Criança desenvolveu os seguintes programas:

5

10


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

Todos os programas desenvolvidos pela Fundação CDL PróCriança têm como objetivo primário a promoção do desenvolvimento social da criança e do adolescente por meio das seguintes iniciativas: a) Apoiar e promover ações e programas que contemplam a educação, a cultura, a saúde, o esporte, o lazer e o meio ambiente, contribuindo para a formação humana da criança, do adolescente e do jovem; b) Apoiar e promover ações e programas de assistência social; c) Criar, implementar e gerenciar programas de aprendizagem para adolescentes e jovens, objetivando sua formação e aperfeiçoamento técnico-profissional; d) Promover o encaminhamento de adolescentes e jovens ao mercado de trabalho; e) Apoiar e promover ações e programas de aprimoramento profissional de adolescentes e jovens, aperfeiçoamento dos padrões técnicos e científicos exigidos pelo mercado de trabalho; f) Apoiar e promover estudos e pesquisas para o desenvolvimento de tecnologias, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos voltados para o desenvolvimento da criança, do adolescente e do jovem; g) Implementar projetos em defesa da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais para a criança, o adolescente e o jovem;

11


MISSÃO VISÃO VALORES

Missão • Levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania.

Visão • Transformar a vida de milhares de pessoas, crescendo muito e de forma autossustentável, formando junto com a comunidade e com os nossos parceiros uma grande família.

Valores • Paixão - É não medir esforços para servir com amor, alegria, satisfação, sempre acreditando no potencial das pessoas e na transformação que elas podem gerar nas próprias vidas e no mundo. • Relacionamento - É apostar na reunião de pessoas e esforços para um fim comum, compartilhando sonhos e ideais, sempre confiando na força da parceria. • Realização - É ser capaz de construir o futuro, realizando o melhor a cada dia, promovendo o encontro entre a necessidade e a solução.

12


CONSELHOS

Conselho Consultivo É o Conselho de Orientação da Fundação, composto pelos fundadores contribuintes da Fundação, pelos ex-presidentes da Instituidora, que são seus integrantes natos, por até 20 (vinte) representantes escolhidos pelo Conselho Deliberativo junto à sociedade, a partir de indicações recebidas dos Conselhos e da Diretoria Executiva, e de um representante dos Participantes, indicado de comum acordo entre eles. Fundadores Contribuintes da Fundação (integrantes natos): ŸAntônio Augusto Júnior (in memorian) ŸAntônio Carlos G. Figueiredo (in memorian) ŸCarlos Alberto Cruz (in memorian) ŸCássio José Monteiro França ŸCelso Teixeira (in memorian) ŸDaniel de Freitas B. Reis (in memorian) ŸDante Lapertosa Neto ŸEduardo Silveira de Noronha Filho ŸElizabeth da Cunha Pimenta ŸFernando Luso Corrêa ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸGil Nogueira (in memorian) ŸIgnácio B. Rodrigues (in memorian) ŸIvaldy Duarte Pessoa (in memorian) ŸIves Alves (in memorian) ŸIvon Lopes de oliveira ŸJaime Anastácio Medina ŸJoão Rolla (in memorian) ŸJoaquim Mariano da Silva (in memorian) ŸJorge Marinho Rolla ŸJosé Alencar G. da Silva (in memorian) ŸJosé Costa (in memorian) ŸJosé de Oliveira Galeno Filho

ŸJosé Francisco Cavallini (in memorian) ŸJosé Lúcio Costa ŸJosias Marques dos Reis ŸJúlio César Valério Riccio ŸJúlio Vicente Cruz (in memorian) ŸLauro Roscoe ŸLeonardo Augusto Ferreira ŸLevy Nogueira ŸLúcio Assumpção ŸLuiz de Almeida Luder ŸMarcelo Matte ŸMaurício de Assis Lopes ŸMaurício Roscoe ŸMoacir Carlos Muzzi Machado ŸMoacir Carvalho de Oliveira (in memorian) ŸNagib Calil El Abras ŸOsvaldo Mello Campos C. de Oliveira ŸRenato Falci (in memorian) ŸRoberto Alves Horta ŸRoberto Rodrigues Mol ŸSebastião Mauro Figueiredo (in memorian) ŸTânia Mara Vila Nova Orsini Sales ŸTasso Assunção (in memorian)

13


CONSELHOS

Representantes da Sociedade: ŸAgmar Alves de Souza ŸCarlos Augusto Magalhães Filho ŸEuler Fuad Nejm ŸFelisberto Carvalho de Goes Neto ŸFernando Tércius Batista Sasso ŸFlávia Falci Tavares ŸFrederico Papatella Padovani ŸGeovanne Gualberto Teles ŸIcek Majer Weinreich ŸJosé Ângelo de Souza ŸJosé Batista de Oliveira ŸJúlio Coelho de Lima Filho ŸLeandro Henriques Gonçalves ŸMaurícia Lopes Vieira Zama ŸModesto Carvalho de Araújo Neto ŸOsvaldo Oliveira Graça Júnior ŸRaymundo Almeida Vianna ŸRoberto Dias de Andrade ŸRonnye Peterson Baia Antunes ŸRosani Lúcia Soares Lima

Fundadores Contribuintes da Fundação e Ex-presidentes da Instituidora: ŸCássio José Monteiro França ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸJosé de Oliveira Galeno Filho ŸJúlio César Valério Riccio ŸLauro Roscoe ŸLevy Nogueira ŸMaurício de Assis Lopes ŸMoacir Carlos Muzzi Machado ŸNagib Calil El Abras ŸRoberto Alfeu Pena Gomes

14


CONSELHOS

Conselho Deliberativo É o Conselho de deliberação da Fundação, presidido pelo Presidente da CDL/BH, Bruno Falci, com a seguinte constituição: ex-presidentes da Diretoria Executiva, seus integrantes natos; 15 (quinze) integrantes, escolhidos por seu Presidente, sendo 8 (oito) dentre os participantes do Conselho Deliberativo da CDL/BH, e os demais entre os integrantes dos Órgãos Complementares ou funcionários da CDL/BH. ŸAltair Orotides de Rezende ŸArmando Santos Guimarães ŸCatarina Lutero Mendes ŸDaniela Li Chen ŸFausto Sebastião Izac ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸGilmar Antônio Gatto ŸJoel Henrique de Souza Matos ŸLauro Roscoe ŸLucas Pitta Maciel ŸMacoud Rademacker Patrocínio ŸMarcelo de Souza e Silva ŸMárcio Lucas de Moura Alves ŸMarco Antônio Mendonça Gaspar ŸMarcos Innecco Corrêa ŸMaurício de Assis Lopes ŸRafael Mariné da Cunha Guimarães ŸSalvador Domingos Motta ŸSylvia Nascimento Antônio

15


CONSELHOS

Conselho Fiscal É o Conselho de controle interno da Fundação, composto por 3 (três) integrantes efetivos e 3 (três) suplentes indicados pelo Conselho Deliberativo da Instituidora, para um mandato de 2 (dois) anos, podendo ser reconduzidos. Membros Efetivos: ŸAdriano dos Santos Boscatte ŸJoão Luiz Bahia Antunes ŸRenato Carvalho Fernandes dos Reis

Membros Suplentes: ŸFabiano Estevão de Oliveira ŸFelipe Alvarenga Guimarães ŸRomero Fernandes do Espirito Santo

Diretoria Executiva A Diretoria Executiva é constituída por 6 (seis) titulares, convidados da seguinte forma: • Um Presidente - escolhido pelo Presidente da Instituidora junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • Um Vice-Presidente - escolhido pelo Presidente convidado, junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • Quatro Diretores - livre escolha do Presidente convidado.

Vilson da Silva Mayrink – Presidente Leonardo Miranda Braga – Vice-Presidente Moacir Carlos Muzzi Machado - Diretor Administrativo-Financeiro José de Oliveira Galeno Filho - Diretor de Assuntos Sociais José Maria Cunha - Direitor Institucional Marcelo Augusto Cataldo - Diretor de Relações Corporativas

16


PROGRAMA EDUCAÇÃO & TRABALHO


Cursos oferecidos - No ano de 2016, o Programa foi

desenvolvido com três tipos de aprendizagem: Ÿ Auxiliar Administrativo Ÿ Comércio e Serviço Ÿ Logística (Almoxarife)

Os cursos do Programa Educação e Trabalho foram ministrados na Faculdade Pitágoras / Filial Timbiras (Rua Timbiras, nº 1.375 – Funcionários BH/MG), na qual houve a atuação das equipes do Núcleo Pedagógico e do Núcleo de Acompanhamento.

Objetivo Geral - promover a formação profissional do jovem, para que ele atue com qualidade e responsabilidade nos diversos segmentos empresariais, além de possibilitar o desenvolvimento de suas potencialidades, através dos temas de aprendizagem.

Em 2016, o Centro de Atendimento Social (CAS), localizado no subsolo da CDL/BH, permaneceu com suas atividades de orientação e apoio aos interessados em conhecer a Fundação CDL e seus programas sociais. As atividades de assistência social, inscrição, palestras, entrevistas socioeconômicas e oficinas de preparação para o mercado de trabalho continuaram sendo realizadas no Centro de Desenvolvimento Educacional e Profissional (CEDEP), inaugurado em 2013.

18


Para participar do programa, o candidato deverá passar pelas etapas: • 1° Etapa: Palestra Introdutória (informações sobre aprendizagem); • 2° Etapa: Entrevista com a Assistente Social (avaliação socioeconômica); • 3° Etapa: Oficinas Introdutórias para o mercado de trabalho; • 4° Etapa: Inclusão no banco de talentos (espera para contratação por uma empresa parceira); • 5° Etapa: Contratação como aprendiz e matrícula no curso de aprendizagem.

A 1ª e a 2ª etapas são realizadas no CEDEP e seu objetivo principal é o atendimento dos candidatos a aprendizes e seus familiares para o PET. A metodologia de atendimento funciona da seguinte forma: o interessado entra em contato pelo telefone de inscrição e faz o cadastro. Conforme a demanda, será agendada a palestra introdutória. Na palestra, o candidato conhece um pouco a Fundação CDL, seus projetos e o funcionamento do PET. Em seguida, caso o candidato tenha interesse em participar do programa, o mesmo deverá providenciar determinados documentos para a entrevista socioeconômica. A 3ª etapa consiste em entrevistas e dinâmicas de grupo com a psicóloga responsável pela seleção. Na seleção, são avaliados quesitos como o comportamento do candidato, seu interesse pelo programa, suas habilidades e pontos a serem melhorados. A 4ª etapa consiste na inclusão dos aprovados em nosso Banco de Talentos. Neste banco, os jovens aguardam para serem efetivados por uma de nossas empresas parceiras, de acordo com a demanda. A 5ª etapa consiste na contratação do aprendiz em uma de nossas empresas parceiras. A metodologia da aprendizagem funciona da seguinte forma: o aprendiz permanece quatro dias na empresa, realizando a aprendizagem prática e um dia na Fundação CDL, realizando a aprendizagem teórica (podendo, eventualmente, o aprendiz ter que comparecer à aprendizagem teórica duas vezes por semana, nos casos de necessidade de reposição de carga horária).

19


1. CENTRO DE ATENDIMENTO SOCIAL (CAS) A Fundação CDL, por meio do CAS presta informações à comunidade, a respeito dos programas e projetos desenvolvidos pela instituição. O CAS funciona no 1º subsolo do prédio da CDL-BH, no mesmo local onde são feitos os atendimentos à população e associados.

a) Atendimento - Ao longo do ano de 2016, foram realizados no CAS 1.992 atendimentos presenciais e 3.658 atendimentos telefônicos. Todos os assuntos dos atendimentos se tratavam do Programa Educação e Trabalho.

20


2. CENTRO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E PROFISSIONAL (CEDEP) O CEDEP, inaugurado em 2013, recebe inscrições de jovens de Belo Horizonte e Região Metropolitana para o Programa Educação e Trabalho (PET). O CEDEP está localizado na Rua da Bahia, 360 / 7º andar, Centro.

a) Informações sobre o PET - No ano de 2016, 13237 pessoas procuraram informações sobre o Programa Educação e Trabalho no CEDEP. Desse número, 12166 contatos se deram através de ligações telefônicas e 1071 por informações presenciais.

b) Palestras - No ano, foram agendadas 154 palestras, nas quais os jovens e responsáveis são informados sobre o Programa de Educação e Trabalho e sobre o processo de inserção no mesmo. Dos candidatos agendados, 2941 compareceram e 1080 faltaram.

21


c) Entrevistas sociais - Nesse ano, foram realizadas 2486 entrevistas socioeconômicas, sendo que 2000 jovens foram considerados aptos, 58 inaptos e 428 jovens não apresentaram toda a documentação exigida, impossibilitando a avaliação.

d.2) Faixa Etária - Considerando o critério da faixa etária para inscrição no PET, 406 dos jovens entrevistados tinham 15 anos de idade, 775 tinham 16 anos, 678 tinham 17 anos, 376 tinham 18 anos, 186 tinham 19 anos e 65 tinham 20 anos.

d) Perfil Social d.1) Regionais - Dos candidatos entrevistados no ano de 2016, 1815 residiam em Belo Horizonte e 671 na Região Metropolitana.

22


d.3) Gênero - Dos jovens entrevistados, 1395 são do sexo feminino e 1091 do sexo masculino.

d.4) Renda per capita - A renda per capita familiar dos jovens entrevistados no ano apresenta-se da seguinte forma: - Indicador 1 (R$ 0,00 a R$ 197,00): 404 - Indicador 2 (R$ 197,01 a R$ 394,00): 843 - Indicador 3 (R$ 394,01 a R$ 591,00): 548 - Indicador 4 (R$ 591,01 a R$ 788,00): 221 - Indicador 5 (Acima de R$ 788,00): 68

23

* Não foi possível definir a renda per capita de 402 jovens, pois esses não apresentaram as declarações de renda da família ou, por não atender outro critério para participar do programa, não foi conferida toda documentação


e) Benefício Social - Nas entrevistas realizadas, percebeu-se que 304 candidatos recebem Bolsa Família, 13 recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC), 262 recebem pensão alimentícia ou previdenciária, 146 recebem aposentadoria e 93 candidatos recebem outros tipos de benefício. Os 152 jovens restantes informaram que não recebem nenhum tipo de benefício.

f) Meios de informação - Dos jovens entrevistados, 496 deles ficaram sabendo do programa através do site, 733 através de algum parceiro (instituição, empresa ou ONG), 543 conheceram o programa por algum aprendiz do PET, 99 deles por algum tipo de propaganda, 73 através da escola e 542 por outros meios.

24


3. OFICINAS INTRODUTÓRIAS O curso ‘‘Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho’’ tem como objetivo promover a capacitação de jovens para o mercado de trabalho. O curso contribui para o desenvolvimento profissional, pessoal e social desses jovens e orienta-os para competir e atuar no mercado de trabalho. Durante a capacitação, são realizadas diversas abordagens, como autoconhecimento, planejamento profissional, noções sobre o mercado de trabalho, noções empresariais, trabalho em equipe, relacionamento interpessoal, ética profissional, capacidade de receber críticas, marketing pessoal, comunicação, entre outros. O curso tem duração de cinco dias, com a entrega de certificado no final. a) Jovens capacitados - Em 2016 foram realizadas 102 Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho, sendo que 12 foram realizadas em espaços de alguns parceiros. No total, foram capacitados 1806 jovens e 237 jovens desistiram do processo nessa etapa das inscrições.

b) Parecer das oficinas - Dos jovens capacitados no ano, 1253 foram considerados aptos e 553 inaptos, pois não atingiram o objetivo das oficinas.

c) Perfil dos candidatos - Entre os jovens capacitados, 1003 são do sexo feminino e 803 do sexo masculino.

25


d) Avaliação das Oficinas Introdutórias - Após as Oficinas, os jovens tem a oportunidade de avaliar essa preparação profissional que é oferecida pela Fundação CDL. A partir de abril de 2016, o formulário foi adaptado para que fosse possível levantar os indicadores de satisfação dos jovens nessa etapa de seleção, que também qualifica para o mercado de trabalho.

d.1) Ambiente - Nesse item, os jovens avaliaram o espaço no qual as Oficinas Introdutórias são realizadas, considerando a limpeza, organização, estado de conservação das instalações e condições de salubridade. Ao longo do ano, os jovens capacitados avaliaram a situação do ambiente, conforme gráfico seguinte:

d.2) Metodologia - Nesse critério os jovens avaliaram o modo como são ministradas as Oficinas, levando em consideração a carga horária, temas e técnicas utilizados, as dinâmicas, vídeos e avaliações aplicadas:

26


d.3) Desempenho das instrutoras Os jovens avaliaram a desenvoltura das instrutoras das Oficinas, levando em conta o domínio do conteúdo, a interação e cordialidade com a turma, o comprometimento e responsabilidade com o trabalho desenvolvido:

d.4) Autoavaliação dos candidatos Os jovens também avaliaram o seu rendimento ao longo das Oficinas, considerando sua participação nas atividades propostas, interação com a equipe e assimilação dos conteúdos, conforme o gráfico:

27


4. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO a) Tipo de Aprendizagem - No ano de 2016, foram selecionados e contratados 1046 aprendizes. Sendo 735 para a aprendizagem de auxiliar administrativo, 112 para comércio e serviço e 199 para a aprendizagem de logística.

b) Seleção - Dos jovens contratados: Ÿ93 - 15 anos, Ÿ299 - 16 anos, Ÿ340 - 17 anos, Ÿ196 -18 anos, Ÿ96 -19 anos, Ÿ22 - 20 anos.

c) Inaptos / Desistentes - No ano de 2016, 680 jovens do banco de habilitados foram considerados inaptos a participar do programa. Os motivos pelos quais os jovens se tornaram inaptos foram: Ÿ342 jovens já estavam trabalhando, Ÿ102 não tinham mais interesse, Ÿ113 não conseguimos contato por mais de três vezes, Ÿ70 jovens não atendem mais os critérios do programa (idade, escolaridade, etc.), Ÿ50 por outros motivos.

28


d) Considerações - Ao longo de todo o ano de 2016, as atividades desenvolvidas por toda a equipe do RH da Fundação CDL Pró-Criança no Programa Educação e Trabalho tiveram como objetivo a preparação e inserção de jovens em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho, de modo a cumprir, assim, a missão da instituição de levar igualdade de oportunidade às pessoas. Por meio da formação humana, o propósito do setor é orientar os jovens trabalhadores para as exigências do mercado de trabalho, desenvolvendo conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para o crescimento profissional. Assim, é possível oferecer às empresas jovens mais conscientes e engajados com a realidade do mundo do trabalho.

29


5. SETOR DE RELAÇÕES CORPORATIVAS No ano de 2016, o Setor de Relações Corporativas realizou: ŸVisitas In Loco - 77 ŸEntrada de novos aprendizes - 514 ŸEntrada por meio de reposição - 533 ŸFechamento de novos contratos (novas empresas) - 113

A Fundação CDL Pró-Criança fechou o ano com 1.109 aprendizes e com 460 empresas parceiras do PET, o que representa um crescimento de 22% em relação ao número de empresas parceiras no ano anterior.

6. NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO No ano de 2016, o Núcleo de Acompanhamento realizou: ŸVisitas In Loco - 890 ŸAvaliação de Desempenho (presencial e online) - 1.989 ŸFeedbacks - 1.774 ŸOrientação ao aprendiz e/ou responsável - 1.047

Em relação ao ano anterior, houve um crescimento de 12% nas metas alcançadas pelo Setor de Acompanhamento. O setor realizou 24 Treinamentos iniciais ao Módulo Introdutório e auxiliou no Treinamento sobre Política - Juventude Fectipa (Setembro /2016), juntamente com o Setor Pedagógico. O setor acompanhou, ainda, mensalmente, as reuniões do Fectipa e do Juventude Fectipa, e auxiliou a realização do 2º FESTIVAL DE TALENTOS AMADORES FECTIPA/MG realizado em Agosto /2016. Além disso, foram realizados, 7 Momentos Empresa. Ao todo, foram atendidos 1.344 aprendizes dos turnos da manhã e tarde.

30


7. NÚCLEO PEDAGÓGICO - ATIVIDADES CULTURAIS Durante os meses de dezembro e janeiro, período das festas de final de ano e das férias escolares, é comum haver uma queda no estoque de sangue dos hemocentros. Pensando nisso, a Fundação CDL Pró-Criança realizou, durante todo o mês de janeiro de 2016, uma campanha para incentivar os colaboradores a realizarem esse gesto de solidariedade. Além disso, a Fundação CDL/BH agendou visitas guiadas para levar cerca de 130 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) à Fundação Hemominas. O objetivo da atividade é conscientizar os aprendizes sobre a importância da doação de sangue, além de incentivar a realização do ato. De acordo com o presidente da Fundação CDL/BH, Vilson Mayrink, a ideia da ação é, além de esclarecer dúvidas e mitos sobre doação de sangue, estimulá-los a se tornarem doadores. “Um gesto simples e que pode salvar vidas”, afirmou. Durante a visita ao Hemominas, os aprendizes assistiram à palestra sobre a importância da doação de sangue e sobre como funciona todo o processo, além de terem a oportunidade de fazer um tour pelo local para conhecer as instalações da Fundação. Após a visita, aqueles que quiseram já realizaram a doação sangue na hora.

No dia 13 de maio, a turma do Módulo Introdutório do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram de uma visita guiada ao Mercado Central, acompanhados pelo educador social Felipe Marques. Durante a visita, os jovens assistiram a uma palestra sobre a história do Mercado Central, realizaram um passeio pelos corredores e pelas lojas e visitaram a capela Nossa Senhora de Fátima e a Cozinha Escola da Nestlé. A visita teve o objetivo de complementar as atividades desenvolvidas em sala de aula com a temática "Qualidade no Atendimento".

31


Durante o mês de junho, 270 aprendizes do Cronograma Esmeralda, do Programa Educação & Trabalho (PET), realizaram visitas guiadas ao Museu Inimá de Paula, acompanhados por seus educadores sociais. Durante a visitação, os aprendizes conheceram a história do museu e a biografia do artista Inimá de Paula, aprendendo também sobre um momento importante cultural da vida do país, o período Modernista. O Museu reúne um acervo permanente dedicado ao pintor homônimo, traçando um panorama completo de sua vida e obra. São expostas cerca de 80 obras do artista, acompanhadas da remontagem de seu Atelier, Sala de Autorretratos e Galeria Virtual. O acervo do Museu é composto por quadros da coleção particular do pintor, auto-retratos, desenhos, tapetes e um farto material que faziam parte de seu atelier, como pincéis, paletas, tubos de tinta, cavaletes, espátulas, fotos, gravuras, fotos, slides, etc.

Durante o mês de julho, 19 turmas do Programa Educação & Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram de visita guiada à Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, localizada na Praça da Liberdade. Participaram da atividade, ao todo, 647 jovens aprendizes. O objetivo da visita foi abordar o tema “Incentivo à Pesquisa”, presente no módulo de Língua Portuguesa II, além do incentivo à leitura e à busca pelo conhecimento. Durante a atividade, os aprendizes tiveram a oportunidade de visualizar os espaços identificados como “Coleções Especiais e Hemeroteca Histórica”, “Braille Periódicos e Infantojuvenil”, “Empréstimo, Passarela Cultural, Referência e Estudos e Sala de Estudos”, “Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães” e “Teatro José Aparecido de Oliveira”.

32


No dia 20 de julho, cerca de 65 jovens do Programa Educação & Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram do Programa “Meu Dinheiro, Meu Negócio”, desenvolvido pela Junior Achievement Minas Gerais. O objetivo da atividade é proporcionar aos jovens o aprendizado de como lidar com o dinheiro e a conscientização de que o conhecimento em finanças é algo primordial na vida de alguém que está iniciando sua vida profissional. O Meu Dinheiro, Meu Negócio é um programa de educação financeira, com o objetivo de desenvolver nos jovens habilidades para lidar com o dinheiro e estimulá-los à conscientização da importância de ampliarem seus conhecimentos em finanças e a se prepararem para enfrentar os obstáculos proporcionados pela busca de uma vida financeira saudável. A atividade contou com o apoio de seis voluntários e dentre esses, estava o ex-aprendiz do PET, Wesley Lancuna, que justifica seu interesse em participar da atividade. “Minha grande motivação para fazer parte desse projeto foi o fato de ter sido beneficiado por um programa da Fundação CDL/BH quando era mais jovem. A partir disso, dei início à minha carreira profissional. Quando fiquei sabendo da oportunidade de atuar como voluntário, logo me prontifiquei, pois queria retribuir de algum modo e motivar os jovens com a minha história”, contou o voluntário.

Durante o mês de setembro, aproximadamente 150 aprendizes visitam a exposição “ArteMinas”, no Palácio das Artes. O objetivo da atividade é ampliar o conhecimento sociocultural dos jovens e despertar a sensação de pertencimento a espaços conceituados e importantes da cidade, que é o caso do Palácio das Artes. A atividade está relacionada aos eixos temáticos “diversidade cultural brasileira relacionada ao mundo do trabalho” e “formas alternativas de geração de trabalho”, trabalhados com os alunos em sala. Durante as aulas, a diversidade cultural regional é retratada no Módulo Introdutório, e as formas alternativas de trabalho são retratadas no Módulo Mundo Jovem III. Assim, o principal objetivo das visitas é ilustrar os assuntos mencionados por meio das obras dos artistas mineiros, protagonistas da Exposição.

33


No dia 28 de setembro, a Fundação CDL Pró-Criança foi responsável pela apresentação do tema “política” no Juventude Fectipa. A programação do evento incluiu o debate de temas como “Política & Eleições” com a utilização de exemplos práticos relacionados a governo, escola, igreja, lar, etc. e a realização de jogos sobre a temática. Participaram do evento o orientador educacional Felipe Marques, a monitora de acompanhamento Bárbara Martins, a educadora Priscila Chagas e sete aprendizes do Programa Educação & Trablho (PET): Amanda Mara Teodoro da Costa, Bárbara Alves Ribeiro, Ítalo Rocha de Menezes, Jeferson Junior Balbino da Silva, Lucas Inácio Huln Reis, Mônica Vilena Rezende Cunha Nunes Gonçalves, e Sarah Geórgia Seibel dos Santos. O Juventude Fectipa reúne representantes de diversas instituições que oferecem a aprendizagem profissional. Ao final de cada ano, é realizado um planejamento de ações para o ano seguinte e as instituições participantes assumem a responsabilidade de uma temática em um mês específico, dentro do plano. As reuniões e as apresentações acontecem na última quartafeira de cada mês. Cada instituição tem a liberdade de trabalhar o tema da forma que julgar mais interessante: levando um palestrante, uma pessoa da própria instituição, ou, no nosso caso, os protagonistas foram e serão os jovens aprendizes que participam do Fórum. FECTIPA/MG - O FECTIPA pauta suas ações na defesa dos direitos das crianças e adolescentes no que tange sua proteção ao trabalho e o afastamento das atividades que prejudicam a sua saúde. Para tanto, são realizadas reuniões mensais e itinerantes, audiências públicas, seminários, fiscalizações e mobilizações em datas especiais. O FECTIPA/MG também contribui com alguns avanços na Lei da Aprendizagem, favorecendo um percurso educativo e acompanhamento no trabalho mais adequado ao público atendido. Destaca-se ainda a criação do Juventude FECTIPA – Voz e Ação – pela importância do exercício do protagonismo juvenil que se dá através dos jovens aprendizes que muito nos tem surpreendido com sua responsável participação em todos os espaços como conferência municipal, estadual e nacional pelos direitos das crianças e adolescentes.

34


Visita à Instituição de Longa Permanência para Idosas No dia 25 de outubro, 33 aprendizes do módulo Mundo Jovem III, do Programa Educação & Trabalho (PET), visitaram a Casa Santa Zita, Instituição de Longa Permanência para Idosas. Os aprendizes, orientados pelo educador Thiago Felix, promoveram uma tarde de música, dança e alegria junto às 15 idosas residentes na Instituição. Foi realizada uma roda de violão com músicas escolhidas pelas idosas, além de bingo, spa da mãos e um bate papo com uma rica troca de experiências. Todas as idosas foram presenteadas com kits para fazer as unhas, contendo esmalte, acetona, lixa e algodão. A visita ilustrou um dos temas do módulo, que é o voluntariado.

No dia 14 de dezembro, cerca de 180 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET), Fundação CDL PróCriança, participaram atividade cultural no Clube SESC Desportivo, localizado no bairro Carlos Prates. A programação do dia incluiu oficinas de chaveiros, máscaras e contação de histórias; jogos de mesa, visita à exposição “Figurino em Ação”, exibição de mostras de cinema, apresentação do mágico George Rubadel, além das atividades recreativas no parque aquático. As atividades culturais e esportivas estão previstas no Programa de Aprendizagem Profissional e contribuem para o crescimento pessoal dos aprendizes, permitindo o aprendizado, a troca de experiências e a integração saudável.

35


Durante todo o mês de dezembro, 810 aprendizes do módulo teórico “Mundo Jovem II”, Programa Educação & Trabalho (PET), realizaram atividades culturais no Museu da Imagem e do Som (localizado na Av. Álvares Cabral, 560 – Centro) e na Casa Fiat de Cultura (localizada na Praça da Liberdade, 10 – Funcionários). Uma das temáticas trabalhadas com os jovens durante o módulo foi “a arte como expressão do pensamento, a ética, a mídia, a comunicação de massa e demais relações”, revelando para estudo tópicos como artes visuais, música, dança e teatro. Dessa forma, a visita ao Museu da Imagem e do Som (MIS) ilustrou os assuntos e as atividades desenvolvidos em sala por meio das curiosidades presentes na produção e na apresentação dos registros sonoros, visuais e audiovisuais do local. Além disso, outro conteúdo trabalhado com os jovens foi a temática “sustentabilidade, meio ambiente e qualidade de vida”, propiciando para estudo temas como redução do consumo, reutilização e reciclagem dos materiais. O presépio exibido na Casa Fiat de Cultura dialoga com a temática desenvolvida com os jovens em sala de aula, uma vez que ele é feito totalmente com materiais reutilizados. O presépio, em tamanho natural, foi criado sob curadoria do artista plástico Leo Piló, com colaboração do próprio público, em ateliês abertos. Neste ano, uma das novidades propostas pelo artista será o material a ser usado pelos participantes: se, antes, recorria-se, basicamente, ao papel; agora, ganha-se o aspecto metálico do alumínio. Quanto ao aspecto da sustentabilidade, o reaproveitamento do alumínio tem caráter importante na sociedade, uma vez que é um metal 100% reaproveitável. No dia 22 de dezembro, a turma do Módulo Mundo Jovem III, composta por 58 aprendizes, realizou atividade cultural no Centro Cultural do Banco do Brasil, integrante do Circuito Cultural da Praça da Liberdade. Durante a atividade, os jovens visitaram a exposição “ComCiência”, que revela esculturas, desenhos, fotografias e vídeos que provocam o pensamento dos aprendizes, para que eles reflitam acerca do sentido duplo presente em cada obra, associando as partes subjetiva e científica. A mostra “ComCiência”, da artista plástica australiana Patricia Piccinini, traz a questão das mutações genéticas para o território da arte, utilizando o realismo como linguagem e apresentando ao espectador um universo de criaturas desconhecidas, porém palpáveis e surpreendentemente afetuosas.

36


VER É BOM DEMAIS


Quando começou... O Programa Ver é Bom Demais foi criado em 2002, em parceria com o CDL Jovem.

OBJETIVOS Promover a melhoria do nível de saúde visual de crianças e adolescentes beneficiados, proporcionando a melhoria no aproveitamento das aptidões escolares e intelectuais e um aumento da autoestima de crianças e adolescentes envolvidos.

ETAPAS

1.768

1.263

consultas oftalmológicas

óculos doados


2016 EDIÇÕES REALIZADAS

195 testes de acuidade visual

Ao final das duas edições, 19 instituições de acolhimento foram beneficiadas pela ação do Programa.

111 consultas oftalmológicas

50 óculos doados


1ª EDIÇÃO - MARÇO | 2016

40


41


Durante a realização dos testes de acuidade visual, do Programa Ver é Bom Demais, algumas crianças residentes nas instituições de acolhimento participantes tiveram um dia marcado pela surpresa e emoção de reencontrar seus irmãos. Essas crianças foram separadas da família por medida judicial e, também, foram separadas de seus irmãos no sistema de acolhimento, pois as casas possuem divisões etárias e de gênero, o que, algumas vezes, impossibilita a convivência entre os irmãos. Naquele dia, havia dois irmãos que não se viam há mais de dois anos e que se encontraram e puderam passar um tempo juntos. Além deles, outros dois grupos, um de dois e um de três irmãos, também se encontraram lá.

Do total de 195 crianças e adolescentes, residentes em instituições de acolhimento, que foram submetidas aos Testes de Acuidade Visual, 111 foram encaminhados para oftalmologistas e 50 receberam óculos.

42


"Participar da ação Ver é Bom Demais foi uma experiência muito gratificante, pois esse tipo de atividade nos dá a oportunidade de ver e ajudar as crianças que precisam enxergar a vida melhor. A Óticas Diniz e a Fundação CDL estão de mãos dados neste projeto." Adriana Silva - Gerente de Convênios das Óticas Diniz

‘‘Os funcionários que levaram os acolhidos na ação informaram que o atendimento foi muito bom, sendo atendidos no horário marcado, os voluntários muito educados e atenciosos com os adolescentes. A forma de abordá-los contribuiu para que não tivessem nenhum tipo de resistência ao atendimento. Só temos a agradecer!’’ Frederico

Suppa Costa - Coordenador Associação Irmão Sol

‘‘Só quem ajuda os necessitados e pratica a caridade sem interesses vai entender como marca participar de uma Ação Social. Um sorriso, um gesto de carinho, um abraço, uma palavra de apoio e de incentivo para uma criança podem fazer a diferença! Às vezes, não nos damos conta de que nós podemos fazer muito com tão pouco. Agradeço à Fundação CDL por me proporcionar este momento de incrível aprendizado!’’ Mariana Couto - Vicepresidente do CDL Jovem

43


Para a realização do Programa em 2016, a Fundação CDL Pró-Criança contou com a participação dos seguintes voluntários: ŸAdriana Silva ŸAna Lúcia ŸÂngelo Simão ŸBreno Pimenta ŸGabriela Xavier ŸHenrique Castro ŸJosana Grazielle ŸJosé Maria Cuhna ŸKamila Pelegrino ŸKesya Motta ŸMaria Helena

ŸMariana Alves ŸMariana Cassimiro ŸMariana Couto ŸNatália Sallum ŸP e d r o H e n r i q u e

Alves ŸRafael Guimarães ŸRafael Moreira ŸRonnye Antunes ŸVera Bertu ŸVera Nunes

PATROCINADORES

44

E dos patrocinadores: ŸCDL Jovem ŸClínica NOE - Núcleo de

Oftalmologia Especializada ŸDr. Icek Majer; ŸLions Club; ŸÓtica Centro Visão; ŸÓticas Diniz.


SORRIDENTE


Quando começou... O Programa Sorridente foi criado em 1990, em parceria com o CDL Jovem.

OBJETIVOS Promover a saúde bucal de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de ações odontológicas preventivas.

12 mil

Mais de crianças e adolescentes de Belo Horizonte e Região Metropolitana 46


201

55

6

crianças beneficiadas No dia 28 de abril, é comemorado o Dia Mundial do Sorriso e, pensando nisso, no dia 30 de abril, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a ação do Programa Sorridente, durante a qual foram atendidas 55 crianças, com idades entre 7 e 14 anos, residentes em instituições de acolhimento (locais onde moram as crianças retiradas do convívio familiar pelo Poder Judiciário). A ação foi realizada no período da manhã, na área de lazer da Instituição Irmão Sol (Bairro Trevo / Pampulha). Nesse dia, as crianças realizaram um circuito educativo sobre saúde bucal, que incluiu: pescaria de bactérias com o Grupo PEPO; gincanas e brincadeiras com a temática de saúde bucal; apresentação da Estação Teatral sobre alimentação saudável e cuidados com saúde; aula teórica sobre escovação com o CRO/MG; distribuição de kits odontológicos do CRO/MG (escova de dente, creme dental, fio dental e folheto informativo); escovação supervisionada por dentistas voluntários; avaliação, diagnóstico e triagem das crianças pelo CRO/MG; palestra ministrada pelo Grupo Pepo para os educadores sociais. A Fundação CDL Pró-Criança ofereceu, ainda, lanche e transporte gratuito para as crianças.


48


49


“O projeto levou para as crianças uma noção de como cuidar da boca. Conseguimos aperfeiçoar a forma de escovação e conscientizar as crianças, contando com a ajuda do grupo PEPO, do teatro e da gincana, o que ajudou a reter a atenção das crianças e passar os ensinamentos em uma linguagem que elas entendem. As crianças se divertiram bastante e, com essa mistura da equipe toda motivada, com o projeto em si, com o planejamento bastante aprofundado e com o apoio do CRO, nós conseguimos ter muito sucesso com o projeto!” - Raphael Tavares Dentista e membro do CDL Jovem

"Gostaria de parabenizar a Fundação CDL por iniciativas como essa que visam cuidar dos que mais precisam. A comunidade Odontológica, por meio do CRO-MG, apoia iniciativas de promoção da saúde e os esforços para melhorar a qualidade de vida das crianças em situação de vulnerabilidade social. Cuidar do sorriso dessas crianças é cuidar da autoestima, da dignidade e do futuro!” - Vânia Araújo Secretária Geral do CROMG

“Essa ação foi muito importante para a motivação das crianças das instituições de acolhimento, para a promoção de saúde e uma contribuição para um futuro melhor e para que eles tenham sorrisos brilhantes! Parabenizo a Fundação CDL por este essa iniciativa, que vai fazer grande diferença na vida dessas crianças.” - Mônica Barreto - Coordenadora do Programa Educativo de Prevenção Odontológica – PEPO


BRINCADEIRA É COISA SÉRIA


QUANDO COMEÇOU... O Programa Brincadeira é Coisa Séria foi criado em 2011, em parceria com o CDL Jovem.

OBJETIVOS Construir brinquedotecas em instituições de acolhimento (espaços de acolhimento para crianças e adolescentes em situação de violação de direitos, retirados da convivência familiar por recomendação do Juizado da Infância e da Juventude ou pelos Conselhos Tutelares), em creches, hospitais infantis e Organizações Não-Governamentais (ONG's) com atendimento infantil.

9

515

brinquedotecas construídas

crianças beneficiadas

52


2016 2 EDIÇÕES REALIZADAS

brinquedotecas construídas

320 brinquedos e livros doados

165 crianças beneficiadas


Lar IrmĂŁ Veneranda - Junho / 2016

54


55


diz o


NATAL DE TODO MUNDO


UM POUCO DE HISTÓRIA... O Programa, inicialmente chamado ‘‘Projeto Festa de Natal’’, começou em 1994, com a iniciativa do CDL Jovem. A partir de 1999, o programa passou a ser denominado Natal de Todo Mundo e teve suas atividades ampliadas para beneficiar mais crianças.

OBJETIVOS Proporcionar a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social a vivência do espírito do Natal, por meio da realização de uma grande festa, com brincadeiras, lanches e a presença do Papai Noel distribuindo presentes.

15.100

23

presentes distribuídos

festas realizadas

58


2016 No dia 7 de dezembro, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a 23ª edição do Natal de Todo Mundo. O evento foi destinado a cerca de 150 crianças, de três a doze anos, residentes em instituições de acolhimento, que são locais para onde são encaminhadas as crianças retiradas do convívio familiar pelo Poder Judiciário.

200 presentes arrecadados

Com direito a apresentação teatral, a presença dos mascotes do Cruzeiro e do América e, principalmente, do Papai Noel, o programa Natal de Todo Mundo, realizado em parceria com o CDL Jovem e CDL/BH, ofereceu aos beneficiados rua de lazer, pintura facial, recreação, brincadeiras e lanches. Houve, ainda, a entrega de presentes pelo Papai Noel voluntário, que foi o vice-presidente jurídico do CDL Jovem, Hanny Mustafá. Além disso, a Fundação CDL/BH ofereceu às crianças o transporte gratuito, por meio da realização de parcerias com as empresas de transporte Coopervip, Irmãos Teixeira e Televan.

130 crianças presenteadas com brinquedos


60


63


No dia 23 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança recebeu a visita da juíza norte-americana Ester Sanches. Durante a reunião, foram tratados assuntos referentes à campanha #SomosTodosRomerinho e a possíveis parcerias para os programas sociais desenvolvidos pela Fundação CDL/BH. A Dra. Ester Sanches é a única juíza de paz brasileira atuante nos Estados Unidos. Mineira determinada, reside nos Estados Unidos há cerca de dez anos e, desde 2002, tem um histórico de ajuda na comunidade brasileira. Atuou como voluntária nas áreas de educação, social, cultural, jurídica e de saúde. É capelã, notária pública, bacharel em Patologia da Língua e Bacharel em Espanhol. Presidente da ONG Centro Cultural Brasileiro Heartford, diretora da ACM, diretora da maratona de Heartford e da Conferência de Igreja. Por dois anos, atuou como Conselheira do Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior, junto ao Itamaraty.

No dia 17 de novembro, o Conselho Deliberativo, o Consultivo e a Diretoria Executiva da Fundação CDL Pró-Criança se reuniram para deliberar sobre o plano estratégico e a previsão orçamentária para 2017. O evento foi realizado no Centro de Convenções da CDL/BH, das 8h às 10h30. A mesa diretora foi composta pelo presidente da CDL/BH e presidente do Conselho Deliberativo da Fundação CDL-Pró Criança, Bruno Selmi Dei Falci; pelo presidente da Fundação CDL, Vilson Mayrink; pelo Vice-Presidente da Fundação CDL, Leonardo Braga; pelo diretor financeiro, Moacir Muzzi; e pelo conselheiro Agmar Alves de Souza. Além disso, o evento contou com a participação de diversos conselheiros e convidados. O superintendente, Rodrigo Martins, apresentou a o plano estratégico e previsão orçamentária para o ano de 2017, que foram aprovados por unanimidade. Ao final do evento, foi realizada, ainda, a celebração dos 30 anos da Fundação CDL Pró-Criança, completados no mês de outubro deste ano.

64


A Fundação CDL PróCriança realizou, nos dias 15 e 16 de setembro, a 1ª edição do Bazar Solidário. O evento aconteceu na Igreja São José, localizada no centro da capital. Além disso, nos dias 8 e 9 do mesmo mês, foi realizada uma prévia do Bazar dentro da CDL/BH, para que os colaboradores da entidade, da Fundação CDL e da Junior Achievement tivessem oportunidade de ver as peças em primeira mão. Durante quatro dias de evento, cerca de 2 mil peças novas e seminovas foram vendidas a preços que variavam entre R$ 5 e R$ 40, com exceção das roupas de festa. Entre os itens comercializados, havia roupas e calçados – feminino e masculino – além de acessórios como chapéus, lenços e bijuterias. As peças foram doadas por 200 pessoas, sendo 125 físicas e 75 jurídicas. O “Bazar Solidário” foi organizado com o objetivo de arrecadar verba para os programas sociais desenvolvidos pela Fundação CDL/BH Pró-Criança, que beneficia crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social.


Ao completar seus 30 anos, no dia 10 de outubro de 2016, a Fundação CDL Pró-Criança contabiliza cerca de 52 mil pessoas beneficiadas com os seus projetos. Durante todos esses anos, a Fundação CDL vem cumprindo sua missão de contribuir para a construção de um futuro melhor para crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Nesses 30 anos de desenvolvimento de programas sociais, a Fundação CDL Pró-Criança qualificou mais de 15 mil aprendizes para o mercado de trabalho por meio do Programa Educação e Trabalho (PET). Com o Programa Sorridente, 12.292 crianças receberam atendimento odontológico gratuito. No Programa Ver é Bom Demais, foram realizados 4.295 testes de acuidade visual, 1.704 exames oftalmológicos e 1.220 óculos distribuídos gratuitamente. Além disso, por meio do Programa Brincadeira é Coisa Séria, nove brinquedotecas foram entregues a instituições de acolhimento, creches e Organizações NãoGovernamentais (ONG’s) A criação da Fundação foi uma iniciativa de empresários do comércio, ligados à Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), que se mobilizaram em torno dos problemas que afetavam a vida das crianças da capital mineira e região. De acordo o presidente da Fundação CDL Pró Criança, Vilson Mayrink, a meta para os próximos anos é a criação de novos projetos, para que mais pessoas sejam alcançadas, dando assim, continuidade ao objetivo principal da Fundação, que é o de transformar vidas.

66


Nota no Jornal Super sobre o Programa Educação & Trabalho (PET)

Matéria no Jornal Diário do Comércio sobre o Programa Educação & Trabalho (PET)

67


Matéria no MGTV sobre a inauguração da brinquedoteca Yves Alves

Matéria no Jornal Estado de Minas sobre a inauguração da brinquedoteca Yves Alves

68


Nota no Jornal O Tempo sobre a inauguração da brinquedoteca Yves Alves

69


Matéria no Jornal Hoje em Dia sobre a Fundação CDL Pró-Criança

70


Matéria no site SouBH sobre o Bazar Solidário

71


Matéria no site BHZ sobre o Bazar Solidário

72


Nota no Jornal Estado de Minas sobre o Bazar Solidรกrio

73


Matéria de 2 páginas na revista Varejo S.A. sobre os Programas Sociais da Fundação CDL Pró-Criança

74


Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários - BH/MG

(31) 3249-1791 F-Cdl Pró-Criança

www.fundacaocdl-bh.org.br @fcdlprocrianca

company/fundação-cdl-pró-criança

@FundacaoCDLBH

Fundação CDL Pró-Criança

Profile for Fundação CDL Pró-Criança

Relatório de Atividades 2016  

Relatório de Atividades 2016 da Fundação CDL Pró-Criança

Relatório de Atividades 2016  

Relatório de Atividades 2016 da Fundação CDL Pró-Criança

Advertisement