__MAIN_TEXT__

Page 1

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

ACONTECE FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA REALIZA TESTES DE ACUIDADE VISUAL EM 100 CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA VILA CAFEZAL Os testes integram a primeira etapa do Programa “Ver é Bom Demais”, que oferece assistência oftalmológica gratuita (pág. 2)

PALESTRA COM ESCRITOR FELIPE ARCO (pág. 5) ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL ASSISTEM A TEATRO COM DÉBORA FALABELLA (pág. 8)

MANIFESTO CONTRA ALTERAÇÃO DA CBO (pág. 6) REPRESENTATIVIDADE EM EVENTOS ü Workshop Criatividade & Inovação - CDL/BH ü Café com Parceiros - Coletivo Coca-Cola ü Reunião de Boas-Vindas - Unimed/BH (pág. 9)


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA REALIZA TESTES DE ACUIDADE VISUAL EM 100 CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL DA VILA CAFEZAL Os testes integram a primeira etapa do Programa “Ver é Bom Demais”, que oferece assistência oftalmológica gratuita Por Andressa Guimarães

No dia 29 de agosto, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a primeira etapa do Programa Ver é Bom Demais, que consistiu na aplicação de testes de acuidade visual em, aproximadamente, 100 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social da região da Vila Cafezal, que integra o Aglomerado da Serra, na regional centro-sul de Belo Horizonte. Os participantes são atendidos pela Creche Irmão Otho, da Associação Espírita Christopher Smith, que realiza diariamente ações assistenciais para beneficiar a comunidade. Como muitas famílias da região precisavam deixar seus filhos sozinhos em casa para se dedicarem ao trabalho, a Associação criou, em 1995, esse espaço de aprendizado, convivência e desenvolvimento, buscando oferecer novas oportunidades a crianças e adolescentes da região. A primeira fase do programa “Ver é Bom Demais” consiste na aplicação de testes de acuidade visual, com o objetivo de fazer uma triagem para encaminhar para a consulta oftalmológica as crianças e os adolescentes que apresentarem dificuldades visuais durante o teste. Do total de participantes, 55 foram diagnosticados com sinais de baixa visão e serão encaminhados para os oftalmologistas. Em seguida, caso seja diagnosticada a necessidade de correção ótica, a Fundação CDL Pró-Criança, por meio das óticas patrocinadoras, fornece gratuitamente óculos aos pacientes. Essa ação contou com a participação de voluntários representantes das óticas parceiras: Fernando Cardoso, presidente da CDL Jovem e sócio-proprietário do Centro Visão, e sua esposa, Daniela Ribeiro; Thiago Cardoso, membro da CDL Jovem e proprietário da Ótica Visão Real. Além disso, o

evento contou também com a participação dos voluntários da CDL Jovem (Breno Pimenta, Lucas Pitta, Rafael Guimarães e Renato Reis); do Lions Club Jaraguá (Ivani Alves, Maria do Carmo Marques, Maria Helena, Paulo Roberto, Vera Bertú e Vera Nunes); da Coordenação Nacional de CDL Jovens, com representantes de vários estados brasileiros (Fábio Barbosa, Jean Carlos Barbosa, Lúcia Fassarella, Matheus Mascena, Raphael Paganini e Rodrigo Pousa); e, ainda, com os representantes da Fundação CDL Pró-Criança: Vilson Mayrink (presidente), Adriano Boscatte (diretor institucional), Rodrigo Martins (superintendente), Ellen Batista (aprendiz). O presidente da CDL Jovem e sócio-proprietário da Ótica Centro Visão, Fernando Cardoso, destaca a importância do voluntariado e da ação social. “É muito nobre e gratificante participar dessa ação transformadora. Nós, da Centro Visão, já somos patrocinadores do Programa Ver é Bom Demais há vários anos e, durante todos esse tempo, eu tenho acompanhado de perto como o trabalho vem evoluindo cada vez mais e realmente mudando a vida das crianças e adolescentes que conseguem, com o acompanhamento oftalmológico e


ACONTECE

com o uso dos óculos, tratar o problema da perda visual e ter um adequado desempenho na escola. E, dessa vez, tivemos um ponto ainda mais legal que foi a presença dos membros da Coordenação Nacional de CDL's Jovens, com representantes de vários lugares do nosso país. Eles tiveram a oportunidade de exercer a solidariedade e o voluntariado, vivenciando a ação de um projeto social. É muito bacana que eles possam conhecer e valorizar o trabalho que a Fundação CDL desenvolve e, quem sabe, poderão replicar essa ação em seus respectivos estados”. A assessora do Departamento de Ação Social e Assessoria de Liderança do Distrito LC-4 do Lions Club, Vera Bertu, fala sobre os benefícios proporcionados pela ação do Programa Ver é Bom Demais para as crianças. “Nós, do Lions Club Jaraguá, nos sentimos mais uma vez muito honrados e orgulhosos por podermos fazer parte desse projeto tão bonito da Fundação CDL Pró-Criança, que é o Ver é Bom Demais. A gente sabe que, às vezes, as crianças precisam usar os óculos, mas muitos pais e professores têm dificuldade em perceber se elas apresentam algum problema para enxergar, principalmente quando são menorzinhas. Por isso é tão importante fazermos os testes de acuidade visual, para conseguirmos detectar problemas de visão que poderiam passar despercebidos aos pais ou aos professores. E a dificuldade para enxergar é algo grave, que prejudica o aprendizado e o desempenho escolar nessa fase tão importante da vida”. PATROCÍNIO:

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

A coordenadora geral da Creche Irmão Otho, Myriam Casali, concorda com a opinião de Vera, ressaltando a importância do Ver é Bom Demais na vida das crianças atendidas pela Creche. “Esse projeto está sendo fundamental para nós, porque é agora que as crianças vão começar a alfabetização e é fundamental eliminarmos qualquer possibilidade de elas apresentarem alguma dificuldade, nessa fase, por não estarem enxergando. Além disso, para os adolescentes, também é essencial fazerem esse teste e receberem a oportunidade de ir ao oftalmologista, principalmente porque sabemos que muitas famílias não têm condições de levá-los ao médico para verificar se estão enxergando bem ou não. Então, esse projeto da Fundação CDL chegou na hora exata para nós, trazendo uma grande ajuda para nossos atendidos”.

VER É BOM DEMAIS Criado em 2002, o programa oferece assistência oftalmológica gratuita para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. A ação é patrocinada pelo Lions Clube, NOE Oftalmo, CDA Oftalmologia, Centro Médico Bandeirantes, Clínica dos Olhos (Dr. Icek), Óticas Centro Visão, Visão Real e Óticas Diniz, além de contar com o apoio da CDL/BH e da CDL Jovem.

Resultados – Desde 2002: Ÿ4.790 testes de acuidade visual Ÿ2.010 exames oftalmológicos Ÿ1.359 óculos entregues

APOIO:


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

CONFIRA AS FOTOS DA AÇÃO DO PROGRAMA VER É BOM DEMAIS


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

ESCRITOR FELIPE ARCO MINISTRA PALESTRA PARA APRENDIZES Grafiteiro e poeta conhecido por espalhar versos nas lixeiras do Centro de BH, ele chama a atenção dos jovens para que incluam o 'amor' em suas profissões e em todos seus projetos de vida Por Andressa Guimarães

Nos dias 24 e 28 de agosto, 90 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) assistiram à palestra do escritor, poeta e grafiteiro, Felipe Arco, conhecido como 'guru' das relações amorosas. Sob o pseudônimo Felipe Arco, Celso Felipe Marques já publicou três livros e, além da escrita e poesia, realiza também trabalhos de pintura e grafite. Um dia, voltou suas atenções para as lixeiras instaladas pela Prefeitura e há cinco anos vem se empenhando em “transformar a cidade em um grande livro”, ao usar lixeiras de Belo Horizonte como “páginas” para divulgar suas reflexões acerca da vida e do amor. “Faço grafite há 10 anos e sempre deixei mensagens nos meus grafites. Desde 2014, comecei a colocar nas lixeiras e foi aí que o trabalho tomou essa proporção maior”, diz. Felipe afirma ter escolhido as lixeiras devido ao simbolismo, por ser algo muitas vezes desprezado, sujo e esquecido pela população. “Limpava, tirava o resíduo das lixeiras e colocava uma frase com marcador à base d'água, que sai fácil. Sai com o tempo ou até se passar a mão com mais força. Às vezes, eu mesmo costumo limpar (as frases) e fazer outras por cima”, afirma. Segundo o grafiteiro, ele deixou frases em diferentes regiões da cidade, mas a maioria está no Hipercentro. Felipe também conta que há textos dele em outros estados, deixados durante suas viagens. Os versos do grafiteiro falam sobre situações do cotidiano e, por isso, as inscrições nas lixeiras acabaram chamando a atenção e começaram a ganhar espaço nas redes sociais. Hoje, o perfil de Felipe no Instagram reúne quase 175 mil seguidores. Famoso entre os jovens da faixa etária dos aprendizes, ele iniciou a palestra contando sua trajetória de vida. O poeta relatou que largou a faculdade de jornalismo, saiu de casa para morar com um primo e, nessa época, ele precisava encontrar alguma forma de ganhar dinheiro e se sustentar. “Eu sempre escrevi poesias, mas nunca havia mostrado isso para ninguém, pois é algo muito íntimo. Então, meu primo sugeriu que vendêssemos as poesias em um varal na Praça Sete, mas aquela ideia não me seduziu. Depois de um tempo, um dia, andando de metrô, vi algumas pessoas vendendo diversas coisas nos vagões e então pensei 'por que não vender minhas poesias aqui?’. E foi assim que tudo começou. Escrevi as poesias, entrei no metrô, entreguei os papeis para as pessoas e, pela primeira vez na vida, vi todo mundo lendo o que eu havia escrito. E foi nesse dia que eu me apaixonei por um ofício e descobri qual seria a minha profissão”, relata. O escritor ressalta que tudo na vida começa na paixão, pois ela é

intensa e, com isso, provoca movimento, tira as pessoas do lugar, ela é o combustível. “Só que, o que as pessoas não sabem, é que isso vale – ou deveria valer – para todas as áreas da vida. Não apenas para o amor romântico, mas para as relações familiares, as amizades e, por que não, também para o mundo profissional e para o mercado de trabalho? As pessoas precisam, antes de tudo, se apaixonar por uma profissão, para poder exercê-la com afinco”. Mais do que só trabalhar para ganhar dinheiro no final do mês, o palestrante defende que “o verdadeiro sentido da vida é conviver. E isso tem que ser alinhado com ganhar dinheiro e ser feliz, porque dinheiro é necessário e ser feliz é essencial. De nada adianta ser um profissional mais ou menos e ganhar algum dinheiro, se eu não faço aquilo com paixão, com amor, se eu não tiro daquele ofício uma satisfação real.” Felipe encerrou sua palestra provocando os jovens a não serem profissionais medíocres. “O que fazemos em vida ecoa pela eternidade”, declama.


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA APOIA MANIFESTAÇÃO CONTRA A REVISÃO DA CBO QUE PODERIA PROVOCAR DRÁSTICA REDUÇÃO NAS COTAS DE APRENDIZAGEM Por Andressa Guimarães A Fundação CDL Pró-Criança, juntamente com as demais instituições formadoras de aprendizes, alerta para um grave e silencioso processo, sem a atenção da mídia, que vem ocorrendo em Brasília. Na quartafeira, dia 29/08, estava agendada uma reunião envolvendo a alteração do Código Brasileiro de Ocupações (CBO), que iria provocar drástica redução na cota de contratações previstas pela Lei de Aprendizagem, podendo chegar a uma diminuição de 700 mil vagas que são, atualmente, destinadas para jovens aprendizes em todo o país. Durante toda a semana, as instituições de aprendizagem do Brasil inteiro se mobilizaram e publicaram em suas redes sociais diversas postagens com a hashtag #votepelaaprendizagem, para chamar a atenção da sociedade e, principalmente, das autoridades, para a importância da aprendizagem profissional tanto para os jovens, quanto para suas famílias e para a economia brasileira.


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

Além disso, na terça-feira (28), 50 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram da manifestação em prol da aprendizagem, organizada pelos próprios jovens, na Praça da Estação, região central de Belo Horizonte. O movimento teve o apoio direto do Ministério do Trabalho e também estiveram presentes jovens de outras instituições formadoras, como a Rede Cidadã, Assprom, ISBET. Da Praça da Estação, eles foram para a porta do MTE e uma comissão de jovens foi recebida pela superintendência e demais representantes da aprendizagem.

A aprendiz Ana Clara de Souza Dias, que foi uma das representantes do PET na reunião com o Ministério Público, relata que o “protesto pacífico que aconteceu na manhã do dia 28 foi uma experiência maravilhosa. Participar de uma iniciativa como essa foi motivador, nunca tinha visto tantos jovens gritarem com tanta força e propriedade. No início, estávamos um pouco acanhados, confesso, mas, depois, o coro se tornou um só, e o grito ecoou tão alto que se fez ser ouvido, inclusive pelo Ministério do Trabalho, que nos atendeu e nos escutou. Acredito que hoje foi só o começo de algo muito maior que está por vir, a proposta de redução da cota de aprendizagem é só o reflexo de uma cultura de desvalorização do aprendiz. Queremos mais do que a cota atual, inclusive, queremos que ela aumente, para que cada vez mais jovens, como eu, tenham acesso a essa oportunidade. Queremos muito mais, queremos ser valorizados e reconhecidos, afinal, somos capazes e estamos dispostos a lutar por isso!”, destaca.

Em Belo Horizonte, o movimento contrário à alteração da CBO foi organizado pelo Fórum de Erradicação e Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador de Minas Gerais (FECTIPA-MG), que divulgou uma moção de repúdio contra a alteração da CBO. Segundo o FECTIPA, essa redução poderá chegar a até 75% das vagas ofertadas atualmente, o que terá impactos extremamente danosos na área de educação, uma vez que a aprendizagem é importante instrumento de combate à evasão escolar, por prever a matrícula e frequência escolar como requisitos de validade do contrato. Além disso, a aprendizagem também é importante instrumento de prevenção e erradicação ao trabalho infantil, já que garante aos adolescentes, maioria dos contratados nessa categoria, o trabalho digno, com qualificação profissional, jornada reduzida de trabalho, acompanhamento de instrutores e tutores. Embora a pressão tenha surtido efeito e a votação do dia 29 tenha sido adiada, as instituições formadoras de aprendizes continuam atentas e chamando atenção para a importância da luta pela manutenção dos direitos dos jovens. O Programa de Aprendizagem é, atualmente, a política pública mais efetiva no que se refere à juventude brasileira. Empregando milhares de jovens, grande parte deles sendo de baixa renda, a Aprendizagem tem proporcionado o acesso de jovens ao mercado de trabalho, permitindo mudanças significativas na vida da nossa juventude. Considerando o nível de desemprego que o Brasil possui neste momento de crise, muitas famílias têm encontrado no Programa de Aprendizagem não apenas o suporte financeiro para suas demandas básicas, mas principalmente a oferta de trabalho digno para seus adolescentes e jovens, evitando assim o envolvimento com a criminalidade e a exposição à violência física e simbólica do trabalho informal nas ruas.


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA LEVA ADOLESCENTES RESIDENTES EM INSTITUIÇÕES DE ACOLHIMENTO A ESPETÁCULO COM DÉBORA FALABELLA Por Andressa Guimarães Por meio de parceria firmada com a empresa Rubim Produções, produtora cultural do projeto ''Teatro em Movimento'', a Fundação CDL Pró-Criança repassou cerca de 45 cortesias para adolescentes residentes em instituições de acolhimento (locais onde residem crianças e adolescentes retirados do convívio familiar por determinação do Poder Judiciário). As casas contempladas foram as Casas Herdeiros de Jesus II e III e a Casa Tremedal. Os jovens tiveram oportunidade de assistir à peça "Contrações”, estrelado por Débora Fallabella e Yara de Novaes. O espetáculo foi exibido no Teatro Bradesco, nos dias 3 e 4 de agosto. A peça “Contrações” aborda facetas absurdas de situações comum de trabalho. O espetáculo conta uma história que se passa no escritório de uma grande corporação. A gerente, vivida por Yara de Novaes, convoca sua funcionária, interpretada por Débora Falabella, para ler em voz alta uma cláusula do contrato que proíbe relacionamento entre os funcionários da empresa. Em seguida, a gerente, amparada por seu poder, manipula a subordinada em diversas situações. Para manter seu emprego, a funcionária acaba por se render, prejudicando gravemente sua vida pessoal de várias formas. A peça mostra as pressões do mundo corporativo e como os funcionários podem ser submetidos a situações abusivas e absurdas, em alguns casos, criadas pelos superiores.

LIONS CLUB CONVIDA PARA FEIJOADA SOLIDÁRIA No dia 22 de setembro, o Lions Club irá realizar uma Feijoada Solidária, com objetivo de arrecadar recursos financeiros para os diversos projetos sociais patrocinados pela entidade. O evento será às 13 horas, na residência da integrante do Lions Club Jaraguá, Cal. Ana Lúcia Café (Av. Novara, 1.540 Bandeirantes / Pampulha). O convite, no valor de R$30,00 reais, inclui almoço, sorteio de brindes e leilão de prendas. O Lions Club já patrocinou, desde 2015, diversas ações e programas sociais da Fundação CDL Pró-Criança. O Lions oferece diversos tipos de apoio a pessoas carentes em todo mundo, estando presente atualmente em 210 países.


ACONTECE

Newsletter Digital . Agosto | 2018 . Nº 75

REPRESENTATIVIDADE EM EVENTOS

WORKSHOP CRIATIVIDADE & INOVAÇÃO - CDL/BH Nos dias 1, 2 e 6 de agosto, colaboradores da Fundação CDL Pró-Criança participaram do Workshop Criatividade & Inovação, realizado pela CDL/BH em parceria com o SEBRAE/MG. O treinamento, que integra o Programa MAIS (Movimento, Ação, Inovação e Sinergia) da CDL/BH, teve como objetivo incentivar os colaboradores a buscarem novas soluções para ‘velhos’ problemas. Ressaltou-se que criatividade e inovação são conceitos interligados, porém completamente diferentes, e que todos são capazes de gerar novas ideias, mas é importante saber também o que fazer e como aplicar na prática tais ideias. Após as palestras, os colaboradores tiveram oportunidade de, em grupos, conceber novas ideias, elaborar planos relacionados a tais ideias e projetar como elas seriam efetivadas na empresa.

CAFÉ COM PARCEIROS - COLETIVO COCA-COLA

REUNIÃO DE BOAS-VINDAS - UNIMED/BH

No dia 10 de agosto, a Fundação CDL Pró-Criança participou de um Café com Parceiros organizado pelo Coletivo Coca Cola. O evento, realizado no Coletivo Cruz de Malta (Morro das Pedras), teve como objetivo proporcionar o fortalecimento de parcerias que têm resultado na transformação de vidas por meio da inserção de jovens no mercado de trabalho. O Coletivo Jovem é um programa realizado pelo Instituto Coca-Cola Brasil que tem como objetivo inspirar e empoderar jovens residentes em comunidades de baixa renda, por meio da capacitação e desenvolvimento profissional, valorização da autoestima e conexão com novas oportunidades de geração de renda.

No dia 20 de agosto, aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) participaram da reunião de boas-vindas na Unimed/BH. O evento contou, ainda, com a participação dos responsáveis pelos aprendizes e das instituições parceiras da Unimed. A coordenadora de RH, Cintia Carneiro, fez um breve resumo do programa de aprendizagem da Unimed, explicou sobre as etapas de contratação e como será o acompanhamento dos novos aprendizes.

AJUDE A MELHORAR A VIDA DE MILHARES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES:

APOIE OS PROJETOS SOCIAIS DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA! FAÇA SUA DOAÇÃO:

SEJA VOLUNTÁRIO:

Banco do Brasil

Caixa Econômica Federal

Agência 3494-0 | Conta 4639-6

Agência 0094 | Conta 501.875-4 | Operação 003

Envie um e-mail para marianne.policarpo@fundacaocdl-bh.org.br

Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários F-Cdl Pró-Criança

@fcdlprocrianca

(31)

3249-1791

@FundacaoCDLBH

(31) 97362-1338

company/fundação-cdl-pró-criança

www.fundacaocdlbh.org.br Fundação CDL Pró-Criança

Profile for Fundação CDL Pró-Criança

Jornal Acontece - Agosto / 2018  

Jornal Acontece - Agosto / 2018

Jornal Acontece - Agosto / 2018  

Jornal Acontece - Agosto / 2018

Advertisement