Page 1

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

ACONTECE REALIZAÇÕES DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA EM ABRIL

POSSE DOS CONSELHOS CURADOR E FISCAL PARA A GESTÃO 2018/2020

PROMOÇÃO DE PALESTRA MOTIVACIONAL 'EU, SOMOS NÓS' Confira na pág. 3

Confira na pág. 2

INSERÇÃO CULTURAL A APRENDIZES DO PET Confira na pág. 5

CAPACITAÇÃO DE JOVENS EM NOVA LIMA/MG

ENCAMINHAMENTO PARA CONSULTAS OFTALMOLÓGICAS

Confira na pág. 5

Confira na pág. 4

HISTÓRIA DE VIDA: FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA RECEBE REFUGIADA SÍRIA Lojin Alhaddad, 17 anos, foge da guerra na Síria e busca uma vida melhor com sua família no Brasil; hoje ela é aprendiz do Programa Educação & Trabalho (PET) e conta as vivências de sua jornada. Confira na pág. 6


ACONTECE

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA EMPOSSA CONSELHEIROS DOS CONSELHOS CURADOR E FISCAL PARA A GESTÃO 2018/2020 No dia 12 de abril, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a cerimônia de posse dos conselheiros do Conselho Curador e do Conselho Fiscal para o triênio 2018/2020. Os conselheiros atuarão na gestão do presidente Vilson Mayrink, que tem a seu lado o diretor administrativo-financeiro Moacir Muzzi e o diretor institucional Adriano Boscatte. O Conselho Curador da Fundação CDL Pró-Criança é presidido pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/BH), Bruno Selmi Dei Falci, e composto pelos seguintes membros: Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Agmar Alves de Sousa Altair Orotides de Rezende Carolina de Oliveira Antunes Fausto Sebastião Izac Fernando Luiz Cardoso José Ângelo de Melo José de Oliveira Galeno Filho José Maria Cunha Keziah Raquel Moreira Ferreira Lauro Roscoe Maurícia Lopes Vieira Zama Maurício de Assis Lopes

E o Conselho Fiscal: Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Fabiano Estevão de Oliveira Felipe Alvarenga Guimarães João Luiz Bahia Antunes Renato Carvalho Fernandes dos Reis

Além dos conselheiros empossados, estiveram presentes na cerimônia diretores da CDL/BH e da CDL Jovem, além de colaboradores da entidade e outros convidados, como a vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do

FOTO: Andressa Guimarães

Por Andressa Guimarães

Adolescente (CMDCA), Andrea Passos. O evento contou ainda com a presença do violinista e aprendiz do Programa Educação & Trabalho (PET), Vitor Lucas Martins, que realizou uma apresentação musical durante a solenidade de posse e, também, com a presença da aprendiz Jéssica Isabel da Silva; da mãe do aprendiz Vitor, Georgina Martins; e da representante do Lar Cristão, Isabel Cristina Barbosa, que deram depoimentos sobre como os programas sociais da Fundação CDL Pró-Criança contribuíram para a transformação da vida daqueles que já foram beneficiados por tais programas. Segundo Vilson Mayrink, o objetivo para o próximo triênio é expandir ainda mais a atuação da Fundação CDL, propiciando assim o desenvolvimento e crescimento social, educacional e cultural das crianças e adolescentes da comunidade de Belo Horizonte e Região Metropolitana. “Queremos continuar cumprindo com êxito e brilhantismo a nossa missão de levar igualdade de oportunidade para as pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor para a nossa sociedade”, ressalta Vilson. No período da última gestão (2015/2017), mais de 6.743 mil crianças e jovens foram beneficiados diretamente pelos projetos realizados pela Fundação. Além disso, em 2017 foi inaugurada sua nova unidade, o Centro de Desenvolvimento Social. Localizado na região central de Belo Horizonte, o espaço tem capacidade para atender 2 mil pessoas por semana.


ACONTECE

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA PROMOVE PALESTRA MOTIVACIONAL 'EU, SOMOS NÓS' Evento teve como objetivo despertar em diretores e colaboradores a consciência que cada um é corresponsável pelo desenvolvimento e pelo sucesso de tudo que está a seu redor

Por Andressa Guimarães

No dia 19 de abril, a Fundação CDL Pró-Criança promoveu, em sua unidade Centro de Desenvolvimento Social (CDS), a palestra “Eu, Somos Nós”, com Osvaldo Argollo. O foco da apresentação é gerar motivação e consciência empreendedora para a aceleração e crescimento organizacional. O evento contou com a participação de membros da vice-presidência e da superintendência da CDL/BH; de membros da CDL Jovem; da diretoria e superintendência da Fundação CDL Pró-Criança; além de colaboradores de ambas entidades e outros convidados de empresas parceiras.

Durante a apresentação, foram realizadas dinâmicas de grupos e abordados assuntos como engajamento, compreensão de limitações, mobilização de pessoas, autoconsciência, definição de objetivos e propósito para gerar excelência e produtividade. Segundo o palestrante Osvaldo Argollo, “todas essas temáticas se relacionam tanto com os colaboradores quanto com os líderes, que são surpreendidos pelo formato da palestra, a dinâmica e o conteúdo que tocam as pessoas, emocionam e tiram-nas do lugar, não apenas fisicamente, mas, principalmente, psicologicamente. É importante que todos nós compreendamos onde estamos hoje e aonde queremos chegar. Todos devemos sempre ter em mente que não importa o que aconteceu, importa é que nós fazemos com o que aconteceu”, ressalta.

O objetivo do evento é incentivar o público participante para a expansão da percepção de si próprio para despertar o empreendedorismo de forma consciente com autoconhecimento gerado através da comunicação. A palestra 'Eu, Somos Nós' mostra aos participantes que todos estão interconectados e são corresponsáveis para a construção de um planeta mais ético e justo, fortalecendo o modelo colaborativo, empreendedorismo e busca por negócios conscientes. FOTOS: Andressa Guimarães


ACONTECE

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIAÇA INICIA ENCAMINHAMENTO PARA CONSULTAS COM OS OFTALMOLOGISTAS Por Andressa Guimarães A Fundação CDL Pró-Criança já começou a encaminhar para os médicos voluntários do Ver é Bom Demais as crianças e os adolescentes que foram diagnosticados com baixa visão na primeira etapa do Programa. O teste de acuidade visual foi aplicado no mês de março, por voluntários do Lions Club (Jaraguá e Gutierrez) e do CDL Jovem. Do total de 160 participantes, 110 apresentaram baixa visão e estão sendo encaminhados para os oftalmologistas. As consultas são realizadas na Clínica CDA, Clínica NOE e na Clínica dos Olhos (Dr. Icek Majer) e, aqueles que precisarem, receberão gratuitamente os óculos doados pelas Óticas Centro Visão, Óticas Diniz e Óticas Visão Real. ‘‘Estamos no 3º ano dessa parceria, o que significa que estamos caminhando bem juntos. Estamos muito empolgados com a oportunidade de estender os benefícios desse projetos a mais crianças e adolescentes. A cada ano, aumenta a nossa vontade de continuar realizando os atendimentos e, principalmente, continuar ajudando a melhorar a vida dessas crianças e adolescentes.’’ Dra. Gretchen Batistella (Clínica CDA). ‘‘Essa parceria com a Fundação CDL nos permite realizar um trabalho social e contribuir para o futuro das nossas crianças e adolescentes’’. Dr. André Andrade (Clínica NOE). Dra. Gretchen Batistella - Clínica CDA

Dr. Icek Majer - Clínica dos Olhos

‘‘Já estamos há mais ou menos 8 anos com essa parceria, que é muito importante porque é uma maneira de fazer com que as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social possam desenvolver melhor seus trabalhos e estudos, graças a uma melhor qualidade visual’’. Dr. Icek Majer (Clínica dos Olhos).

Dr. André Andrade - Clínica NOE

Ver é Bom Demais - Iniciado em 2002, o Ver é Bom Demais oferece assistência oftalmológica para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio da realização de testes de acuidade visual, encaminhamento para exames oftalmológicos e fornecimento de óculos para aqueles que precisarem. Desde o início do Programa, já foram realizados 4.630 testes acuidade visual e 1.880 exames oftalmológicos, com a entrega de 1.321 óculos.


ACONTECE

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA PROMOVE INSERÇÃO CULTURAL A APRENDIZES DO PET Por Andressa Guimarães

Por meio de parceria firmada com a empresa Rubim Produções, produtora cultural do projeto ''Teatro em Movimento'', a Fundação CDL Pró-Criança ganhou 35 cortesias para o espetáculo “Minha Vida em Marte”, nova obra de Mônica Martelli, exibido nos dias 14 e 15 de abril, no Cine Theatro Brasil Valourec. As cortesias foram distribuídas para aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET), que tiveram oportunidade de comparecer a uma programação cultural na noite do sábado (14). A peça é a continuação da saga da personagem Fernanda, que surgiu pela primeira vez no teatro em 2005, quando a atriz Mônica Martelli lançou a comédia “Os Homens São de Marte... E é pra Lá que eu Vou”. Na peça e no filme homônimos, a personagem fala de amor e discute o empoderamento feminino. Doze anos depois, o espetáculo “Minha Vida em Marte” traz de volta a personagem Fernanda à procura de respostas para a sobrevivência conjugal. Tendo como suporte suas próprias experiências, Mônica leva ao teatro um monólogo bem-humorado que aproxima através do riso e leva homens e mulheres à reflexão.

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA CAPACITA JOVENS DE NOVA LIMA/MG Por Andressa Guimarães & Isabela Medeiros

No período de 16 a 23 de abril, a Fundação CDL Pró-Criança realizou, em parceria com a Prefeitura de Nova Lima, as Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho para 32 jovens da cidade. No dia 16, a assistente social, Janaína Silva, ministrou a palestra informativa para os jovens, esclarecendo e informando sobre o Programa Educação & Trabalho (PET) e as etapas de seleção. Dos dias 17 a 23, a analista de treinamento e desenvolvimento, Sandra Maria, e a estagiária de Psicologia, Talissa Cardoso, ministraram o treinamento para os jovens. Todo o processo foi realizado no Centro de Atividades Comunitárias do Jardim Canadá (CEACOM), localizado no Bairro Jardim Canadá, em Nova Lima. Dos jovens capacitados, 23 foram aprovados para dar continuidade ao processo e entregarão a documentação para efetivar a inscrição.


ACONTECE

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA RECEBE REFUGIADA SÍRIA Lajin Alhaddad, 17 anos, foge da guerra na Síria e busca uma vida melhor com sua família no Brasil; hoje ela é aprendiz do Programa Educação & Trabalho (PET) e conta as vivências de sua jornada. Nome: Lajin Alhaddad Idade: 17 Cidade / País: Damasco / Síria Como era sua vida na Síria? Antes da guerra, era muito bom. Tudo tranquilo. A vida era muito boa, eu e meu irmão estudávamos e minha família toda trabalhava. Porém, depois que começou a guerra, tudo mudou. Havia muitas bombas, todos os dias, muitos tiroteios nas ruas, o tempo todo. Havia lojas incendiadas, as pessoas em guerra colocaram barreiras pela cidade, ficou muito difícil se locomover pela cidade. Com essas barreiras, nós demorávamos horas e horas para percorrer pequenas distâncias na cidade e estava ficando cada vez mais difícil manter as nossas atividades do dia a dia, como ir para a escola, sair com a família ou com os amigos. Nos primeiros dias, eu fiquei com muito medo da guerra. Depois, eu já não tinha mais tanto medo assim, porque com o tempo me acostumei com a situação. Mas cada dia a cidade ficava mais violenta, estava tudo muito difícil e por isso nós tivemos que sair de lá. Meu irmão foi o primeiro a decidir se mudar. Ele queria ir pra outro lugar (qualquer lugar servia), mas acabou vindo para o Brasil porque temos uma tia que mora aqui em Belo Horizonte. Ele ficou sozinho aqui cerca de dois anos e meio e depois nós viemos, eu, meu pai e minha mãe. A vida na Síria estava muito difícil e nós conversávamos muito sobre vir ou não vir, demoramos muito tempo para decidir. Há quanto tempo você está no Brasil? 1 ano e 6 meses. Com quem você veio para o Brasil? Meu irmão, meu pai e minha mãe. O Brasil foi a primeira opção de destino de vocês? Sim, por causa do meu irmão e da minha tia que já estavam aqui.

Quais eram as suas expectativas e da sua família quando chegaram aqui? Esperávamos uma vida melhor do que na Síria e que eu pudesse estudar num lugar bom para o meu futuro. Mas estamos com muita dificuldade aqui, porque meu pai está achando muito difícil trabalhar e pagar o aluguel da casa é muito difícil. A escola está indo mais ou menos, eu espero que melhore, porque tivemos e ainda temos muitas greves dos professores, ficamos muitos dias sem aula e isso não é bom para mim, para meus estudos e para o meu futuro. Houve algo que foi melhor do que vocês esperavam? Sim, as pessoas são muito legais, não são frias. Achei que iria ficar com muita dificuldade de achar amigos, mas hoje eu tenho muitos amigos. Os brasileiros, quando sabem que eu sou estrangeira, vêm direto falar comigo, fazem perguntas, etc. São todos muito simpáticos e amigáveis. Além de ser aprendiz do PET, o que mais você tem feito no Brasil hoje? Eu vou à escola, estou no 2º ano do Ensino Médio. E nos finais de semana eu saio com minhas amigas, tenho muitas amigas que também são da Síria, nós vamos muito ao Clube Sírio. Como foi a barreira da língua quando você chegou aqui? Foi mais difícil que eu esperava. Não falava português, claro, mas eu falo inglês fluentemente e achei que teria facilidade para me comunicar pelo menos em inglês com os brasileiros, mas não foi bem assim, quase ninguém aqui fala inglês. Então, no início a comunicação foi realmente bem difícil. Meu irmão me ajudava bastante com o português, que eu tive que aprender no dia a dia mesmo. Quais oportunidades o PET tem te proporcionado? Que aprendizados você tem obtido das suas experiências no PET? O PET tem sido muito bom, eu estou aprendendo muitas coisas novas, estou gostando porque me ajuda a me comunicar melhor, minha linguagem fica melhor. Você e sua família pretendem permanecer no Brasil? Não. Se a guerra acabar (ou quando acabar), nós queremos voltar para a Síria.


ACONTECE

Newsletter Digital . Abril | 2018 . Nº 72

EVENTO COMEMORA O DIA DO JOVEM TRABALHADOR No dia 24 de abril, o Fórum de Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador de Minas Gerais (FECTIPA MG), a Superintendência Regional do Trabalho em Minas Gerais e a Fundação Dom Cabral promoveram, no SESC Paladium, um evento de Mobilização pela Aprendizagem – Responsabilidade Social Corporativa. O evento comemora o Dia Internacional do Jovem Trabalhador, representado pela data de 24 de abril. Estiveram presentes aprendizes, empresas, instituições de Aprendizagem, além de autoridades do Ministério Público do Trabalho (MPT) e do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Foram discutidas questões relacionadas a legislação do aprendiz, além de relatos de experiências bem sucedidas de empresas que praticam a inclusão de aprendizes.

A Fundação CDL Pró-Criança ajuda você, empresário, a oferecer a um jovem aprendiz a oportunidade do primeiro emprego!

AJUDE A MELHORAR A VIDA DE MILHARES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES:

APOIE OS PROJETOS SOCIAIS DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA! FAÇA SUA DOAÇÃO:

SEJA VOLUNTÁRIO:

Banco do Brasil

Caixa Econômica Federal

Agência 3494-0 | Conta 4639-6

Agência 0094 | Conta 501.875-4 | Operação 003

Envie um e-mail para marianne.policarpo@fundacaocdl-bh.org.br

Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários F-Cdl Pró-Criança

@fcdlprocrianca

(31)

3249-1791

@FundacaoCDLBH

(31) 97362-1338

company/fundação-cdl-pró-criança

www.fundacaocdlbh.org.br Fundação CDL Pró-Criança

Profile for Fundação CDL Pró-Criança

Jornal Acontece - Abril/2018  

Jornal Acontece - Abril/2018

Jornal Acontece - Abril/2018  

Jornal Acontece - Abril/2018

Advertisement