a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

. Agosto | 2018 . Nº 16 .

IN F O R M A T IV O MÓDULO INTRODUTÓRIO

PREVENÇÃO AO CONSUMO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NA ADOLESCÊNCIA

No dia 16 de agosto, os 53 aprendizes do Módulo Introdutório trabalharam a temática: “prevenção ao consumo de álcool e outras drogas na adolescência”. Na sociedade brasileira atual, os adolescentes e os jovens de qualquer classe social têm relativamente fácil acesso a álcool e drogas, por isso é de fundamental importância a abordagem com relação à prevenção e conscientização dos riscos envolvidos no uso de entorpecentes. Na tarefa da prevenção, família e escola precisam andar juntas, estimulando hábitos de vida saudáveis e proporcionando o conhecimento sobre os efeitos nocivos dessas substâncias. Assim, para refletir sobre o tema proposto, os jovens confeccionaram cartazes, realizaram apresentações teatrais e dinâmicas, demonstrando os seus conhecimentos sobre os fatores de risco e proteção relacionados ao consumo de drogas na juventude. O objetivo da atividade foi a conscientização sobre as diversas condições sociais e individuais que podem levar ao consumo de drogas, bem como a importância da identificação dos fatores de proteção. Após as apresentações, todos assistiram a um vídeo sobre o tema e a atividade foi concluída com um debate sobre o assunto.

QUALIDADE NO ATENDIMENTO No dia 13 de agosto, os aprendizes do contrato de 6 horas do Módulo Introdutório realizaram uma recepção para os aprendizes do contrato de 4 horas, cujo tema foi qualidade no atendimento. Atualmente, no concorrido mercado em que as empresas atuam, atender bem é um diferencial. Qualidade, agilidade e cortesia são prérequisitos para o atendimento de qualidade, mas nem sempre essas habilidades são naturais nas pessoas. Por isso, é fundamental para os jovens trabalharem esses conceitos na prática, de modo a terem oportunidade de exercerem e aprimorar tais habilidades. Dessa forma, para ilustrar o assunto, os jovens simularam como seria um atendimento de excelência realizado por uma empresa de eventos: enfeitaram a sala com cartazes, balões, realizaram a apresentação do buffet, de toda a equipe de trabalho e serviram a turma com os principais comes e bebes ofertados pelo buffet do evento. Ao final, realizaram uma breve apresentação sobre os principais fatores e desafios envolvidos em um atendimento de excelência.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

MÓDULO INTRODUTÓRIO

DOCUMENTÁRIO: “JONAS E O CIRCO SEM LONA” No dia 10 de agosto, 32 aprendizes do Módulo Introdutório participaram do Programa Educativo do Sesc Palladium, que consistiu em uma sessão especial de cinema do Festival Mundial de Circo, na qual foi exibido o filme “Jonas e o Circo Sem Lona”, documentário brasileiro que contrasta as noções da cultura erudita, cultura popular, a infância e a fase adulta, a utopia e a realidade. Após o filme, houve um debate sobre o conteúdo apresentado e a apresentação de locais culturais em Belo Horizonte, visando oportunizar o acesso do público jovem a esses espaços e despertar neles a sensação de pertencimento.

VISITA GUIADA AO MERCADO CENTRAL DE BELO HORIZONTE

No dia 17 de agosto, 32 jovens do Módulo Introdutório realizaram uma visita guiada ao Mercado Central de Belo Horizonte, que teve como objetivo possibilitar a vivência prática dos conteúdos abordados nos módulos 'Qualidade no Atendimento', 'Mercado de Trabalho' e 'Desenvolvimento Pessoal'. A visita teve início com uma palestra na qual os aprendizes puderam conhecer a história do local e sua relação com a cidade. Os jovens fizeram um tour pelo mercado, interagiram com os comerciantes do local, observaram como os clientes são atendidos e como um bom atendimento é o diferencial de vários estabelecimentos. Houve também uma reflexão sobre emprego e sobre as qualificações necessárias atualmente no mercado de trabalho.

ATIVIDADES CULTURAIS

VISITA GUIADA À EXPOSIÇÃO SÃO FRANCISCO NA ARTE DOS MESTRES ITALIANOS NA CASA FIAT DE CULTURA No dia 16 de agosto, 35 aprendizes realizaram uma visita guiada à exposição São Francisco na Arte dos Mestres Italianos, na Casa Fiat de Cultura. A exposição reúne 20 obras que retratam São Francisco de Assis por meio de pinturas de importantes pintores Italianos, dos gêneros renascentista e barroco, datadas dos séculos XV ao XVII. Durante a visita, os aprendizes tiveram a oportunidade de conhecer os vários estilos dos pintores da época, tipos de materiais utilizados nas obras e também aprender sobre a influência religiosa na cultura italiana. Após a visita, os jovens participaram de uma oficina em que puderam explorar seu potencial criativo e construir suas próprias obras de arte.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

MÓDULO ECONOMIA FINANCEIRA

MUNDO FINANCEIRO No dia 24 de agosto, 30 aprendizes do módulo Economia Financeira realizaram uma atividade sobre o “Mundo Financeiro”, que abordou os conceitos trabalhados ao longo do módulo, tais como: renda fixa, dólar, poupança, taxa Selic, euro, cheque especial, cartão de crédito, economia, golpe financeiro, juros, renda per capita, entre outros, de forma lúdica e prazerosa. A partir do entendimento e da discussão dos conceitos, os jovens se dividiram em equipes analisando cada tópico e confeccionaram cartazes ilustrativos utilizando todo o conhecimento assimilado. A atividade contribuiu para um melhor entendimento e ampliação do vocabulário peculiar ao universo financeiro, elucidando conceitos até então desconhecidos pelos jovens, tornando-os pessoas e profissionais mais antenados e conscientes.

SEMINÁRIO “ECONOMIA EM REDE” No decorrer do módulo “Economia Financeira”, cerca de 110 jovens participaram do seminário “Economia em Rede”, no qual todos foram convidados e instigados a repensar as próprias praticas financeiras, suas movimentações bancárias, gastos diários e planejamento futuro. A atividade teve por objetivo a consolidação dos conhecimentos adquiridos, a análise das oportunidades de investimento que o mercado apresenta e a definição das ações para se alcançar os resultados almejados.

PLANEJAMENTO FINANCEIRO O planejamento financeiro foi uma das principais temáticas trabalhadas no módulo de Economia Financeira, cujo objetivo foi conscientizar os jovens sobre a importância de se planejar para a conquista de objetivos e metas, bem como apresentar as ações necessárias para maior eficácia desse planejamento. Para elucidar o assunto, os jovens realizaram duas planilhas: uma com todos os gastos mensais e outra com as possíveis economias inclusas. Posteriormente, foi realizada uma comparação entre as planilhas para que eles pudessem perceber como retirar as metas do papel e colocálas em prática, sempre refletindo sobre os gastos necessários “versus” os gastos supérfluos. Ao final, foi discutida a relevância de se ter uma renda extra para a conquista mais rápida dos objetivos e metas e quais as possibilidades encontradas hoje em dia para o início desse projeto. Ao longo da aula, vários vídeos e debates foram realizados para maior aprofundamento do conteúdo programático.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

MÓDULO ECONOMIA FINANCEIRA

ÉTICA NO MERCADO FINANCEIRO Durante todo o mês de agosto, os aprendizes do Módulo Economia Financeira participaram de diversas dinâmicas voltadas para a temática da “ética no mercado financeiro”. Ética é uma palavra de origem grega, que vem no termo ethos, que por sua vez significa: “costume superior”, “bom costume” e aquilo que “pertence ao caráter”. É também a área da filosofia que se ocupa em estudar a moral do homem, ou seja, suas condutas em todos os contextos. Um profissional ético é aquele que tem sempre comportamentos corretos e que conduz suas ações baseado em bons princípios. Uma empresa, por exemplo, demonstra sua ética por meio dos valores que cultiva e da cultura organizacional que dissemina. Logo, o funcionário deve sempre buscar agir de forma congruente com isso, tendo atitudes coerentes com as políticas e filosofias da empresa. Dessa forma, para a realização das atividades, os jovens foram desafiados a refletir sobre os dilemas éticos com que se deparam diariamente em sua rotina de trabalho, de modo a obterem uma conscientização das consequências de seus atos nas empresas e no mercado econômico atual. Trabalhando o autoconhecimento e reconhecimento de atitudes imorais e antiéticas na sociedade, os aprendizes perceberam os pontos críticos relacionados à desonestidade, à corrupção, ao nem sempre correto costume brasileiro de “dar um jeitinho”, entre outras situações polêmicas, aumentando sua capacidade de perceber as situações incorretas e evitar as atitudes que poderiam prejudicar sua autoimagem e a imagem da instituição no mercado.

MÓDULO MUNDO JOVEM III

CAFÉ DA MANHÃ / LANCHE DA TARDE SOLIDÁRIOS Para ilustrar o tema “Voluntariado”, trabalhado no módulo Mundo Jovem III, 86 aprendizes em fase final do contrato de aprendizagem desenvolveram uma ação em prol dos acompanhantes de pacientes em tratamento nas áreas hospitalares, trabalhadores da limpeza urbana e moradores de rua. Para tal ação, foram escolhidos pontos estratégicos na área hospitalar, parque municipal e região central de Belo Horizonte. Os jovens arrecadaram os itens necessários e organizaram um café da manhã e um lanche da tarde para os atendidos. O objetivo da atividade foi desenvolver a generosidade e a compaixão, sentimentos que diversas vezes se perdem em meio à rotina do dia a dia.

UM SIMPLES GESTO BRILHA MAIS QUE TODO MAL O sorriso de quem não sorria Foi o que vi naquele dia Pelo simples ato de... Receber um pouco de alimento Mas precisando alguns estavam Talvez não só de comida Pois também o carinho o alimentou ‘Me dá um copo de suco, mano’ Vi que ele estava meio chapado Mas o pão pra esposa dele Ele já tinha guardado Então eu percebi O amor em meio ao caos Vi que um simples gesto bom Brilha mais que todo mal Que mais gestos assim Se espalhem entre nós E que, mais do que comida, Possamos dar pra eles VOZ. Ivan Santos do Carmo - Aprendiz


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

MÓDULO MUNDO JOVEM III

ESCRITOR FELIPE ARCO MINISTRA PALESTRA PARA APRENDIZES Grafiteiro e poeta conhecido por espalhar versos nas lixeiras do Centro de BH, ele chama a atenção dos jovens para que incluam o 'amor' em suas profissões e em todos seus projetos de vida Nos dias 24 e 28 de agosto, 90 aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET) assistiram à palestra do escritor, poeta e grafiteiro, Felipe Arco, conhecido como 'guru' das relações amorosas. Sob o pseudônimo Felipe Arco, Celso Felipe Marques já publicou três livros e, além da escrita e poesia, realiza também trabalhos de pintura e grafite. Um dia, voltou suas atenções para as lixeiras instaladas pela Prefeitura e há cinco anos vem se empenhando em “transformar a cidade em um grande livro”, ao usar lixeiras de Belo Horizonte como “páginas” para divulgar suas reflexões acerca da vida e do amor. “Faço grafite há 10 anos e sempre deixei mensagens nos meus grafites. Desde 2014, comecei a colocar nas lixeiras e foi aí que o trabalho tomou essa proporção maior”, diz. Felipe afirma ter escolhido as lixeiras devido ao simbolismo, por ser algo muitas vezes desprezado, sujo e esquecido pela população. “Limpava, tirava o resíduo das lixeiras e colocava uma frase com marcador à base d'água, que sai fácil. Sai com o tempo ou até se passar a mão com mais força. Às vezes, eu mesmo costumo limpar (as frases) e fazer outras por cima”, afirma. Segundo o grafiteiro, ele deixou frases em diferentes regiões da cidade, mas a maioria está no Hipercentro. Felipe também conta que há textos dele em outros estados, deixados durante suas viagens. Os versos do grafiteiro falam sobre situações do cotidiano e, por isso, as inscrições nas lixeiras acabaram chamando a atenção e começaram a ganhar espaço nas redes sociais. Hoje, o perfil de Felipe no Instagram reúne quase 175 mil seguidores. Famoso entre os jovens da faixa etária dos aprendizes, ele iniciou a palestra contando sua trajetória de vida. O poeta relatou que largou a faculdade de jornalismo, saiu de casa para morar com um primo e, nessa época, ele precisava encontrar alguma forma de ganhar dinheiro e se sustentar. “Eu sempre escrevi poesias, mas nunca havia mostrado isso para ninguém, pois é algo muito íntimo. Então, meu primo sugeriu que vendêssemos as poesias em um varal na Praça Sete, mas aquela ideia não me seduziu. Depois de um tempo, um dia, andando de metrô, vi algumas pessoas vendendo diversas coisas nos vagões e então pensei 'por que não vender minhas poesias aqui?’. E foi assim que tudo começou. Escrevi as poesias, entrei no metrô, entreguei os papeis para as pessoas e, pela primeira vez na vida, vi todo mundo lendo o que eu havia escrito. E foi nesse dia que eu me apaixonei por um ofício e descobri qual seria a minha profissão”, relata.

O escritor ressalta que tudo na vida começa na paixão, pois ela é intensa e, com isso, provoca movimento, tira as pessoas do lugar, ela é o combustível. “Só que, o que as pessoas não sabem, é que isso vale – ou deveria valer – para todas as áreas da vida. Não apenas para o amor romântico, mas para as relações familiares, as amizades e, por que não, também para o mundo profissional e para o mercado de trabalho? As pessoas precisam, antes de tudo, se apaixonar por uma profissão, para poder exercê-la com afinco”. Mais do que só trabalhar para ganhar dinheiro no final do mês, o palestrante defende que “o verdadeiro sentido da vida é conviver. E isso tem que ser alinhado com ganhar dinheiro e ser feliz, porque dinheiro é necessário e ser feliz é essencial. De nada adianta ser um profissional mais ou menos e ganhar algum dinheiro, se eu não faço aquilo com paixão, com amor, se eu não tiro daquele ofício uma satisfação real.” Felipe encerrou sua palestra provocando os jovens a não serem profissionais medíocres. “O que fazemos em vida ecoa pela eternidade”, declama.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

MÓDULO MUNDO JOVEM III

VISITA À ASMARE/BH No dia 21 de agosto, 48 jovens do módulo Mundo Jovem II realizaram visita técnica à Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reciclável (Asmare/BH), com o objetivo de ilustrar a temática “sustentabilidade”, trabalhada durante o módulo. A Asmare realiza um trabalho social e ambiental que consiste na inclusão de pessoas em situação de rua nas etapas produtivas da coleta seletiva e na realização de reciclagem e na destinação ambientalmente adequada para os resíduos. Durante a visita, os jovens participaram de um bate papo com a vice-diretora e fundadora da Associação, Maria das Graças Marçal, que comemora 28 anos de serviços prestados à sociedade. Ela falou sobre o funcionamento da associação, número de colaboradores e qual a sua importância para a sociedade. Além disso, contou sua trajetória de vida e relatou como, aos 40 anos de idade, passou de uma pessoa em situação de rua à homenageada na ONU e no Banco Mundial pelo trabalho realizado em conjunto com os catadores de materiais recicláveis. Ela também enfatizou a importância do protagonismo e como isso contribuiu para mudar o seu contexto social e a percepção que as pessoas tinham do trabalho desenvolvido por ela e por seus colegas de profissão. Após a palestra, os aprendizes visitaram o galpão onde o material é triturado, prensado e pesado. Os jovens conheceram todo o processo de trabalho da Asmare e entenderam a importância social e de sustentabilidade para o município de Belo Horizonte. Ao fim do dia, foi realizada uma roda de conversa, na qual foi perceptível a importância da visita para a turma e como estão dispostos a construir um mundo ecologicamente mais saudável. A visita foi encerrada com a fala de Maria das Graças: “Para sermos parte da sociedade temos que ser produtivos, trabalhar, gerar renda. Então, meninos, aproveitem a oportunidade que estão tendo e mudem a vida de vocês e das outras pessoas com boas ações que podem parecer pequenas, mas que fazem diferença, como aconteceu comigo”. Além do conhecimento e do entendimento das questões abordadas, os jovens puderam desenvolver a comunicação, o controle emocional, o respeito às diferenças e a empatia, competências comportamentais que são fundamentais na formação profissional e humana.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

MÓDULO MUNDO JOVEM III

CIRCUITO DE PALESTRAS No dia 25 de agosto, 44 aprendizes do módulo Mundo Jovem II participaram de um circuito de palestras sobre Políticas Públicas para Adolescentes Negros, Direitos Humanos, ECA e Responsabilidade Criminal dos Adolescentes. As palestras foram ministradas pela gerente de Políticas Públicas da Prefeitura de Belo Horizonte, Etiene Pereira Martins, e pela doutora em Ciências Penais, advogada criminalista e membro das comissões OAB vai à escola, do direito dos animais e direitos humanos, Elvira Maria de Souza Rojas. O objetivo da atividade foi proporcionar aos aprendizes o conhecimento e o entendimento sobre as políticas públicas desenvolvidas em âmbito municipal, estadual e nacional, bem como a sua importância nos diversos contextos sociais e econômicos, visando o bem comum e uma sociedade mais justa e igualitária. Além do conhecimento e do entendimento das questões abordadas, os jovens puderam desenvolver a comunicação, o controle emocional, o respeito às diferenças e a empatia, competências comportamentais que são fundamentais na formação profissional e humana.

UNIDADE MURIAÉ/MG

DICIONÁRIO No mês de agosto, 70 aprendizes do Módulo Língua Portuguesa I criaram dicionários personalizados com o intuito de ilustrar o conteúdo acerca da comunicação e dos significados das palavras. Para essa tarefa, os aprendizes escolheram 25 palavras e/ou expressões que eles utilizam, mas que não são bem entendidas por outras pessoas, a não ser por eles mesmos. Os jovens foram separados em grupos e, além de escolherem as palavras e expressões, deveriam empregá-las em duas frases que são usadas por eles no cotidiano, com o intuito de explicar a "forma correta" de utilizá-las. Mesmo sendo ensinada nas escolas, a Língua Portuguesa ainda é considerada um "tabu" por alguns jovens e, na aprendizagem, o conteúdo é trabalhado de modo a lhes garantir mais segurança na comunicação oral e escrita.

JORNAL DO PET

No dia 28 de agosto, os aprendizes do Módulo Introdutório apresentaram o "Jornal do PET", uma atividade que foi realizada ao término de cada sub módulo durante todo o mês. Em grupos, os jovens desenvolveram, ilustraram e redigiram as matérias para o jornal, levando em consideração todo o conteúdo, conhecimentos e aprendizado proporcionado em sala de aula sobre os temas: Qualidade no Atendimento, Mercado de Trabalho e Desenvolvimento Pessoal.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA APOIA MANIFESTAÇÃO CONTRA A REVISÃO DA CBO QUE PODERIA PROVOCAR DRÁSTICA REDUÇÃO NAS COTAS DE APRENDIZAGEM A Fundação CDL Pró-Criança, juntamente com as demais instituições formadoras de aprendizes, alerta para um grave e silencioso processo, sem a atenção da mídia, que vem ocorrendo em Brasília. Na quarta-feira, dia 29/08, estava agendada uma reunião envolvendo a alteração do Código Brasileiro de Ocupações (CBO), que iria provocar drástica redução na cota de contratações previstas pela Lei de Aprendizagem, podendo chegar a uma diminuição de 700 mil vagas que são, atualmente, destinadas para jovens aprendizes em todo o país. Durante toda a semana, as instituições de aprendizagem do Brasil inteiro se mobilizaram e publicaram em suas redes sociais diversas postagens com a hashtag #votepelaaprendizagem, para chamar a atenção da sociedade e, principalmente, das autoridades, para a importância da aprendizagem profissional tanto para os jovens, quanto para suas famílias e para a economia brasileira.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

Além disso, na terça-feira (28), 50 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram da manifestação em prol da aprendizagem, organizada pelos próprios jovens, na Praça da Estação, região central de Belo Horizonte. O movimento teve o apoio direto do Ministério do Trabalho e também estiveram presentes jovens de outras instituições formadoras, como a Rede Cidadã, Assprom, ISBET. Da Praça da Estação, eles foram para a porta do MTE e uma comissão de jovens foi recebida pela superintendência e demais representantes da aprendizagem.

A aprendiz Ana Clara de Souza Dias, que foi uma das representantes do PET na reunião com o Ministério Público, relata que o “protesto pacífico que aconteceu na manhã do dia 28 foi uma experiência maravilhosa. Participar de uma iniciativa como essa foi motivador, nunca tinha visto tantos jovens gritarem com tanta força e propriedade. No início, estávamos um pouco acanhados, confesso, mas, depois, o coro se tornou um só, e o grito ecoou tão alto que se fez ser ouvido, inclusive pelo Ministério do Trabalho, que nos atendeu e nos escutou. Acredito que hoje foi só o começo de algo muito maior que está por vir, a proposta de redução da cota de aprendizagem é só o reflexo de uma cultura de desvalorização do aprendiz. Queremos mais do que a cota atual, inclusive, queremos que ela aumente, para que cada vez mais jovens, como eu, tenham acesso a essa oportunidade. Queremos muito mais, queremos ser valorizados e reconhecidos, afinal, somos capazes e estamos dispostos a lutar por isso!”, destaca.

Em Belo Horizonte, o movimento contrário à alteração da CBO foi organizado pelo Fórum de Erradicação e Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador de Minas Gerais (FECTIPA-MG), que divulgou uma moção de repúdio contra a alteração da CBO. Segundo o FECTIPA, essa redução poderá chegar a até 75% das vagas ofertadas atualmente, o que terá impactos extremamente danosos na área de educação, uma vez que a aprendizagem é importante instrumento de combate à evasão escolar, por prever a matrícula e frequência escolar como requisitos de validade do contrato. Além disso, a aprendizagem também é importante instrumento de prevenção e erradicação ao trabalho infantil, já que garante aos adolescentes, maioria dos contratados nessa categoria, o trabalho digno, com qualificação profissional, jornada reduzida de trabalho, acompanhamento de instrutores e tutores. Embora a pressão tenha surtido efeito e a votação do dia 29 tenha sido adiada, as instituições formadoras de aprendizes continuam atentas e chamando atenção para a importância da luta pela manutenção dos direitos dos jovens. O Programa de Aprendizagem é, atualmente, a política pública mais efetiva no que se refere à juventude brasileira. Empregando milhares de jovens, grande parte deles sendo de baixa renda, a Aprendizagem tem proporcionado o acesso de jovens ao mercado de trabalho, permitindo mudanças significativas na vida da nossa juventude. Considerando o nível de desemprego que o Brasil possui neste momento de crise, muitas famílias têm encontrado no Programa de Aprendizagem não apenas o suporte financeiro para suas demandas básicas, mas principalmente a oferta de trabalho digno para seus adolescentes e jovens, evitando assim o envolvimento com a criminalidade e a exposição à violência física e simbólica do trabalho informal nas ruas.


. Agosto | 2018 . Nº 16 .

ATIVIDADES INTERDISCIPLINARES

PROGRAMA AÇÃO & CIDADANIA ABORDA POLÍTICA E PROTAGONISMO No dia 30 de agosto, 33 aprendizes participaram do 2º Encontro do Projeto Ação & Cidadania, realizado no auditório do Centro Universitário Newton Paiva, com a participação de cerca de 170 alunos de outras instituições de ensino em Belo Horizonte. O evento contou com a presença do embaixador da ONG Politize, Vitor Guelman, que abordou em sua palestra o sistema político no Brasil, os poderes governantes e a história e importância do voto. A segunda convidada do dia foi a fundadora do NaAção – Clube de Impacto Social – Carolina Antunes, que falou sobre protagonismo e incentivou os jovens a criarem soluções para as demandas identificadas em suas escolas, famílias e comunidades. Além das palestras três alunas foram premiadas por suas resenhas, desenvolvidas com base no primeiro encontro do projeto e uma delas foi a aprendiz do Programa Educação & Trabalho (PET), Ana Luiza Oliveira, que conquistou o segundo lugar na premiação. Ação & Cidadania - O projeto, coordenado pela Junior Achievement Minas Gerais, é realizado de forma voluntária e aborda temas relacionados a cidadania, ética, liderança e mercado de trabalho. Nele, os alunos assistem a palestras mensais, além de participar ativamente de programas voltados para a educação empreendedora. O intuito do Ação & Cidadania é contribuir para a melhoria do mundo e da sociedade ao redor, incentivando os estudantes a se destacarem na vida acadêmica e pessoal, tornando-se exemplos vivos de superação e persistência.

AJUDE A MELHORAR A VIDA DE MILHARES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES:

APOIE OS PROJETOS SOCIAIS DA FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA! FAÇA SUA DOAÇÃO:

SEJA VOLUNTÁRIO:

Banco do Brasil

Caixa Econômica Federal

Agência 3494-0 | Conta 4639-6

Agência 0094 | Conta 501.875-4 | Operação 003

Envie um e-mail para marianne.policarpo@fundacaocdl-bh.org.br

Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar - Funcionários F-Cdl Pró-Criança

@fcdlprocrianca

(31)

3249-1791

@FundacaoCDLBH

(31) 97362-1338

company/fundação-cdl-pró-criança

www.fundacaocdlbh.org.br Fundação CDL Pró-Criança

Profile for Fundação CDL Pró-Criança

Informativo PET - Agosto / 2018  

Informativo PET - Agosto / 2018

Informativo PET - Agosto / 2018  

Informativo PET - Agosto / 2018

Advertisement