{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

#4


ficha fichatécnica técnica Capa: Carla Patrícia Costa http://sextafeiratreze.tumblr.com Email: fstopzine@gmail.com Website: http://issuu.com/fstopzine Facebook: https://www.facebook.com/ fstopzine Todas as fotografias e texto são da autoria dos respectivos autores e não podem ser usados sem a sua permissão.


fotógrafos fotógrafos inês santos machado

alda joão

catarina rodrigues

hugo silva

joão pedro machado


editorial editorial Com a antecipação do solistício de Verão, a f:zine regressa com a sua #4 edição, mais colorida, mais íntima e mais introspectiva. Histórias contadas pela inês, a alda, a catarina, o hugo e o joão.


inês santos machado Inês Machado, Lisboa 1992. Estudante de Pintura da Faculdade de Belas-Artes de Lisboa. inessantosmachado.com A fotografia sempre esteve presente em casa desde criança. Talvez por não crer no digital, sinto que a fotografia analógica me faz olhar para as coisas com uma maior atenção. Como se construísse uma pintura, ao fotografar penso na importância da cor e da composição, fazendo com que este acto não seja imediato e passageiro. Interessa-me a materialidade da fotografia, a certeza de uma existência física da imagem, tal como acontece com uma pintura ou escultura.


O acaso, associado nesta série à viagem, deixa de ser acaso quando existe uma associação que une e entrelaça imagens, que contam uma história. A cor, é o elo de ligação que destrói o acaso e constrói uma narrativa visual. Interessam-me estas associações marcadas pela cor e pela luz em composições simples, de poucos elementos, ausentes de acções e despojadas de gestos, que procuram a ordem e tentam abrir caminho a uma contemplação que é silenciosa, introspectiva.


alda joão Mestre em Arquitectura, as minhas primeiras experiências fotográficas tiveram início nos anos enquanto aluna do curso de Artes Visuais, em Viana do Castelo, minha terra Natal. O interesse pela fotografia analógica começou com um workshop de Lomografia em 2012, no Porto, com uma Diana e um rolo de 120 mm, e estendeu-se posteriormente a outras câmaras, rolos, cartuxos e formatos. As peças apresentadas nesta publicação foram concebidas ainda durante os tempos de Estudante, e são fruto deste percurso autodidata pelo campo da Fotografia, compondo uma série de imagens captadas com as câmaras fotográficas analógicas do meu Pai. http://issuu.com/alda_joao http://aldajoao.tumblr.com/

Título | Title : Camden Market Local | Place : Camden Town, Londres RU London UK Data | Date : Outubro de 2013 October 2013 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Lomography 400 ASA


Título | Title : Stop... BUS Local | Place : Londres RU London UK Data | Date : Outubro de 2013 October 2013 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Lomography 400 ASA


Enquanto aluna de Artes Visuais, as minhas primeiras experiências fotográficas relacionavam-se com a captura dos pormenores de determinado modelo: aquilo que o distinguia dos restantes objectos, ou detalhes e perspectivas inusitados e respectiva recontextualização. As imagens resultantes deste processo serviam muitas vezes de base aos exercícios de domínio técnico e artístico, realizados ao longo do curso. Quando ingressei no curso de Arquitectura, senti a necessidade de recorrer à função analítica e narrativa da Fotografia, para representar peças e conceitos arquitectónicos. Neste aspecto, a Fotografia tornou-se, para mim, num instrumento de trabalho, com um carácter muito mais pragmático e impessoal, e menos espontâneo.

Título | Title : Purple Dream VII Local | Place : Porto Oporto Data | Date : Julho de 2014 July 2014 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Lomography monochrome purple XR 100-400 ASA


Título | Title : Mercado do Bolhão II Local | Place : Porto PT Oporto PT Data | Date : Junho de 2014 June 2014 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Fujicolor C200


Em 2012 a Lomografia permitiu-me redescobrir o processo orgânico e pessoal desta disciplina, a forma como esta pode servir para retratar lugares, os seus habitantes e o quotidiano. Enquanto Arquitecta, a minha fotografia relaciona-se, naturalmente, com a geometria espacial, as obras de autor e o silêncio. No entanto, para a minha participação na f:zine seleccionei um conjunto de imagens que resulta não só do meu arquivo de fotografias de viagem, como do deambular por cidades com as quais já me encontrava familiarizada (retiradas de diferentes séries fotográficas, que podem encontrar nos meus portefólios on-line). São, portanto, fruto da (re)descoberta dos habitats que constituem. Mais que um simples “retrato”, procurei captar as atmosferas dos lugares e dos espaços, o que traduz o reencontro das minhas primeiras experiências fotográficas com o processo analítico e ilustrativo da fotografia de Arquitectura.

Título | Title : Mercado do Bolhão III Local | Place : Porto PT Oporto PT Data | Date : Junho de 2014 June 2014 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Fujicolor C200


Título | Title : Roulotes Local | Place : Viana do Castelo PT Viana do Castelo PT Data | Date : Junho de 2014 June 2014 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Lomography 200 ASA


Título | Title : London Silent Bridges I Local | Place : Londres RU London UK Data | Date : Outubro de 2013 October 2013 Câmara | Camera : Canon Ftb ql Rolo | Film : Lomography 400 ASA


catarina rodrigues Vivi a maior parte da minha vida numa pequena cidade perto do Porto e atualmente resido em Cambridge, Inglaterra. A fotografia surgiu na minha vida por influência da minha avó que me lançou no mundo da fotografia analógica, resultado de me ter oferecido a minha primeira máquina analógica. A minha vida divide-se em horas passadas num laboratório a realizar práticas de bioquímica e num darkroom; contudo, a fotografia acaba por ganhar sempre. É difícil explicar de forma concreta o que a fotografia simboliza para mim; se o fizesse estaria horas a tentar descrever a necessidade diária que sinto em ter contacto com o mundo visual e de me expressar através desse meio. Transformoume em alguém que aprendeu a valorizar os mais ínfimos detalhes da realidade que presencia. Portefólio: http://www.catarinarodrigues.co.uk/ Flickr: https://www.flickr.com/photos/catarinamacedo/


Através desta série de fotos pretendo enfatizar a influência do espaço em volta de cada um e em que medida isso funciona como um obstáculo ou aproximação daquilo que realmente define a nossa identidade. O papel da luz funciona como um suavizar do que nos impede de avançar. Perto & longe, ser ou não ser; fazer parte de algo do qual não nos podemos afastar.


hugo silva Embora o meu contacto com a fotografia analógica esteja ligado á minha infância por causa de um tio que me fez crescer no meio de negativos, slides e projecções nas paredes de casa, o verdadeiro contacto com esse mundo deu-se praticamente há 2 anos quando adquiri a clássica Canon AE-1. Ia queimando filme como brincadeira só para tentar reinventar a minha paixão pela fotografia uma vez que o digital torna tudo tão “fácil” até que cheguei a uma altura em que me questionei “e agora”? O próximo passo seria adquirir uma full frame? Outra lente XPTO? Decidi que a minha analógica iria embarcar em todas as minhas viagens e rapidamente foi saindo mais da mochila do que a DSLR até que adquiri outra camera clássica Nikon FM2 e agora praticamente só uso filme, como se costuma dizer “back to basics”. Website: www.undonephotos.com Facebook: https://www.facebook.com/pages/Undone-Photos/1424253197830720 Instagram: https://instagram.com/hugofsilvaa/


Até Maio de 2014 era um português como a grande generalidade, tirei uma licenciatura, arranjei um trabalho das 9 ás 5 e por lá fiquei 13 anos da minha vida até ter decidido trocar o certo pelo incerto. É verdade que o contexto que vivemos não é o mais favorável para aventuras, mas o que seria da vida sem uma aventura? Aventurei-me e decidi dedicar alguma tempo á minha paixão pela fotografia e este conjunto que partilho aqui chamei “O Meu Endless Summer”. Como apaixonado por fotografia de acção de surf, skate e BMX, deixo aqui um bocadinho do meu dia a dia desde que troquei de escritório.


joão pedro machado Nascido a 27 de Agosto em Lisboa, Portugal. Em 2011, quando o seu interesse por fotografia começa a surgir, frequenta o Curso de Introdução à Fotografia na APAF (Associação Portuguesa de Arte Fotográfica). Em 2012 conclui a Licenciatura em Gestão no ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão). De 2012 a 2014 frequenta o Curso Completo de Fotografia no Ar.Co (Centro de Arte e Comunicação Visual). Actualmente vive e trabalha em Lisboa, Portugal. www.joaopedromachado.com www.joaopedromachadophoto.tumblr.com


Lisboa, do rio ao seus limites Lisboa é a minha cidade, sempre vivi e cresci aqui, essa é a principal razão da realização deste projecto e inspirando-me na descrição de Stephen Shore relativa ao seu próprio trabalho: “showing people what they were not seeing”, convido o espectador para também ele caminhar neste percurso, para que ele próprio se interrogue sobre o território, como ele o vê e como interpreta algo que lhe é familiar, questionando a sua própria memória e o modo de ver algo que está constantemente em mutação desafiando deste modo a relação entre o Homem e a Natureza.


Profile for f:zine

f:zine #4  

#4 f:zine Portuguese Analogue Photography https://www.facebook.com/fstopzine

f:zine #4  

#4 f:zine Portuguese Analogue Photography https://www.facebook.com/fstopzine

Profile for fstopzine
Advertisement