Issuu on Google+

Artes & Espetáculos

Música ß Livros ß Televisão ß Cinema Conheça o compositor paulista que trouxe uma visão empresarial agressiva para o sertanejo e se tornou um dos maiores arrecadadores de direitos autorais do país

Fernando & 102 |

SorocabaS.A.

11 DE JANEIRO, 2012 |

LUIZ MAXIMIANO

D

SÉRGIO MARTINS

esde os anos 70, quando duplas como Léo Canhoto & Robertinho e Milionário & Zé Rico trocaram as belezas e agruras do campo por temas mais urbanos, a música sertaneja tem passado por uma série de pequenas revoluções. A mais importante se deu a partir do final da década seguinte, quando Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo e Zezé di Camargo & Luciano saíram dos circos e salões poeirentos para ganhar as casas de espetáculo frequentadas pelo time chique da MPB. No início dos anos 2000, surgiu o chamado “sertanejo universitário”, que, com ritmo mais acelerado, se aproximou do público consumidor de pop e rock. Pois agora o paulista Fernando Fakri de Assis, o Sorocaba, encabeça uma nova mutação. A novidade não é propriamente musical (o som que ele faz com seu parceiro, o cantor e guitarrista Fernando, é sertanejo universitário com um pouco mais de country americano), mas sobretudo gerencial. Sorocaba trabalha a dupla como se ela fosse uma empresa. Enquanto a maioria dos artistas sertanejos entrega questões administrativas para empresários ou agências, Sorocaba sempre geriu ele próprio seus negócios — e não só os dele: investe pesado na garimpagem de artistas jovens. A estratégia tem dado certo. Sorocaba é um dos maiores arrecadadores de direitos autorais do país — foi o segundo lugar em 2010, segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), atrás do também sertanejo Victor, da dupla Victor & Leo. Os números de 2011 ainda não foram fechados pelo Ecad, mas Sorocaba certamente estará nas primeiras colocações. Três das cinquenta canções mais executadas do ano passado levam a sua assinatura: Um Beijo, interpretada por Luan Santana, além de Teus Segredos

DONO DA VIOLA Sorocaba: ele administra sua dupla como uma empresa e quer levar pagode para os rodeios ≤ | 11 DE JANEIRO, 2012 | 103


104 |

11 DE JANEIRO, 2012 |

OUTRO PAPO Sorocaba no palco com o parceiro Fernando (à dir.), e Luan Santana (à esq.), criação sua: para chegar ao público jovem, a nova música sertaneja já não fala de fazenda ou das dores do homem traído 2007, Sorocaba trocou Santiago pelo vocalista e guitarrista Fernando Zorzanello Bonifácio. A princípio, Fernando era um assalariado, mas no ano seguinte à sua integração passou a receber uma porcentagem sobre os lucros. Os shows da dupla têm produção pirotécnica, com iluminação e efeitos que lembram apresentações de grandes astros do rock. Incluem-se aí as bolhas gigantes de plástico transparente dentro das quais os dois cantores caminham sobre o público (recurso já usado pela banda psicodélica Flaming Lips). Sorocaba é também um dos grandes responsáveis pelo sucesso de Luan Santana, a quem deu de bandeja sucessos como Meteoro e Você Não Sabe o que É Amor. O dublê de empresário e compositor ajudou até a formatar o visual do cantor, com o objetivo de agarrar o público jovem. “Era MARCIO DEL NERO

e Pega Eu, dos próprios Fernando & Sorocaba. A dupla faz cerca de vinte apresentações por mês, a um cachê médio de 200 000 reais. Entre os artistas veteranos, que costumam torcer o nariz para a vertente universitária, existe respeito pelo traquejo de Sorocaba como compositor. “É um grande talento desta nova geração, um artista que chega até a moçada e o grande público”, diz Chitãozinho, que convidou Fernando & Sorocaba para participar do DVD em comemoração de seus quarenta anos de carreira. A biografia de Sorocaba destoa do habitual entre os astros da música sertaneja. Seus pais (com quem ele vive ainda hoje, aos 31 anos) são de classe média. “Nunca precisei plantar tomate”, diz, em alusão às origens de Leandro & Leonardo. O pai de Sorocaba obrigou-o a completar um curso universitário. “Fiz agronomia em Londrina. Meio aos trancos e barrancos, mas tenho diploma.” O apelido Sorocaba vem dos tempos de faculdade — embora tenha nascido em São Paulo, capital, sua família tinha laços e terras naquela cidade do interior. Foi na vida acadêmica que ele percebeu a necessidade de atualizar os temas da música sertaneja. “O papo mudou. Não tem mais essa coisa de ‘ah, fui para a fazenda, fui traído pela amada e não sei mais o que faço’.” Foi dessa observação que nasceu Paga Pau, um dos maiores hits de Fernando & Sorocaba — eis uma palinha: “Ela é atriz, ela faz cena, ela mete uma pressão / Se joga na minha frente, me engana não (...) Se eu mando um xaveco, ela finge não ouvir / Mas se eu grito: olha bruxa! Vem discutir / Sua psicologia tá um tanto quanto errada / Ou me aceita de uma vez, ou tá danada!”. Outra diferença de Sorocaba em relação aos pioneiros do sertanejo está na voz, desprovida daqueles agudos tão comuns em Zezé di Camargo ou em Xororó. Um fato curioso é que a dupla sempre se chamou Fernando & Sorocaba, uma união do nome e do apelido de seu criador — ainda que o primeiro parceiro de palco se chamasse Santiago. Em

LUIZ MAXIMIANO

Música

engraçado assistir aos primeiros shows do Luan. Os homens balançavam a cabeça quando ele aparecia no palco com um tênis de cada cor. Mas as meninas adoravam.” Em troca dos hits, Luan Santana ainda hoje entrega 20% de seus rendimentos a Sorocaba. Seu próximo disco, aliás, está sendo produzido por Fernando — Zorzanello, o parceiro. A máquina de royalties não pode parar. Sorocaba compôs músicas para o disco da cantora Tânia Mara, mulher do diretor global Jayme Monjardim, que virá com uma pegada country. E está reformulando o grupo de pagode Inimigos da HP para adequá-lo às apresentações em rodeios. “Depois do fim do Exaltasamba, o público está carente de grupos animados”, diz. Outra aposta do sertanejo é a dupla Thaeme & Thiago, que, segundo o empresário, teria um grande diferencial no universo sertanejo: o ponto de vista da mulher (na canção Ai que Dó, a moça passa uma carraspana no namorado festeiro). Pode vir a ser mais uma mutação — empresarial e musical — do sertanejo. ß


Fernando & Sorocaba S.A