Issuu on Google+

SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA/ 2009 FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES

Entidade/ Empresa: Fundação Santo André CNPJ/ CPF: 57538696/0001-21 Endereço: Rua Príncipe de Gales, 821 Telefone (s): 4979- 3322/3467/3326 Email: coordbiologia@fsa.br Site: www.fsa.br 1. Nome da Atividade e Área de atuação: Exposição: “ DARVIM E A EVOLUÇÃO: ” 2. Responsável : Marcia Teixeira Garcia 3. Coordenador da atividade: Prof. Dr. José Luís Laporta 4. Nome e RG dos integrantes do grupo : Marcia Teixeira Garcia – RG: 12.290.439 Prof . José Luís Laporta – RG:4.805.386 Rafaela Rogério Floriano de Sousa – RG 40.241.878 – 5 Alessandro Vinícius da Silva Rolim – RG 43.775.336-0 Rafaela Bispo Koury – RG 39.433.687-2 5. Objetivo da atividade Divulgar o trabalho de Darvim enfocando a sua passagem pelo Brasil. Apresentar amostra de fósseis de diferentes grupos de animais. 6. Recursos necessários: Área de 100 m2, painel para fixar 10 banneres, mesas para a exposição (10 mesas), 10 pontos de luz (um para cada painel) 7. Público a ser atingido: Alunos de Ensino médio, universitários, educadores e população em geral 8. Duração da atividade: a) Montagem –3 horas b) Apresentação - 15 minutos


c) Desmontagem – 3 horas 9. Outras informações que queira fornecer ou Press-release e fotos da atividade (se houver anexar).


SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA 2009 FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES

Entidade/ Empresa: Fundação Santo André CNPJ/ CPF: 57538696/0001-21 Endereço: Rua Príncipe de Gales, 821 Telefone (s): 4979- 3322/3467/3326 Email: coordbiologia@fsa.br Site: www.fsa.br 1. Nome da Atividade e Área de atuação: Exposição: “A EVOLUÇÃO DO OVO AMINIÓTICO ” Área : Embriologia 2. Responsável : Profª. Me. Roseli Corazzini. 3. Coordenador da atividade: Profª Me. Roseli Corazzini 4. Nome e RG dos integrantes do grupo : Mauricio Pereira de Lima – RG – 32.258.791.8 Melissa Menezes – RG – 46.042.271-6 Tama Simeia Carvalho Pessoa – RG 40.208.269-2 Priscila Ferreira Martins dos Santos – RG 42.847.010-5 Caio Cesar Henrique Silva – RG 23.609-401-5 Nuha Ahmad Dsouki – RG 30722065-5 Profª Roseli Corazzini – RG: 11.681.068-3 Carro Placa: DKN 4484 5. Objetivo da atividade Verificar a diversidade e a evolução de ovos. 6. Recursos necessários : Área de 100 m2, 03 painéis para fixar 03 banneres, 06 mesas para a exposição , 3 pontos de luz. (um para cada banner)


10 cadeiras 7. Público a ser atingido: Alunos de ensino médio, universitários, educadores e população em geral. 8. Duração da atividade: a) Montagem – 3 horas b) Apresentação – 30 minutos c) Desmontagem – 3 horas 9. Outras informações que queira fornecer ou Press-release e fotos da atividade (se houver anexar).

O que é Filogenia

?

É a história da descendência de um grupo de organismos do seu ancestral comum. Como está organizada

?

Em . árvores filogenéticas que mostram a ordem em que as espécies se separam.

Prof. Dr. José Luis Laporta Profª Ms. Roseli Corazzini

CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS www.fsa.br


Embriões de vertebrados

Um ovo para ambientes secos ! A evolução do ovo amniótico, com sua casca, três membranas extra embrionárias e a gema nutritiva do embrião, foi um passo importante na colonização do ambiente terrestre.

O que é Homologia?

2

É uma similaridade entre duas estruturas que é devida à herança por um ancestral comum.

Fonte: Corazzini, 2007; Purves, 2007. 3


SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA/ 2009 FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES Entidade/ Empresa: Centro Universitário Fundação Santo André CNPJ/ CPF: 57.538.696./0001-21 Endereço: Av. Príncipe de Gales, 821 Telefone (s): (11) 4979-3326/ 4979-3322/ 4979-3379 Email: coordbiologia@fsa.br Site: www.fsa.br 1. Nome da Atividade e Área de atuação: Atividade: Extraindo o DNA das Frutas Área : Biologia Molecular 2. Responsável : Profa. Dra. Cristina Valletta de Carvalho 3. Coordenador da atividade: Profa. Dra. Cristina Valletta de Carvalho 4. Nome e RG dos integrantes do grupo : Profa. Dra. Cristina Valletta de Carvalho / RG – 21.487.545-3 Ana Carolina Carvalho Visone / RG – 43.777.030-8 Amanda Pinheiro / RG – 35.112.037-3 Diego Francisco Bueno Sartório / RG - 34.261.553-1 Kamila Oliveira Nunes RG - 45.707.830 - 3 5. Objetivo da atividade: Esta atividade busca desmistificar o DNA, a tão almejada molécula com as informações necessárias para a vida dos organismos. Mostrar que existem formas bem simples de se obter DNA sem grandes recursos técnicos e com baixo custo.


6. Recursos necessários : 2 mesas de pelo menos 1 metro. Local para fixação de 1 Banner 3 cadeiras 7. Público a ser atingido: Alunos de ensino médio, universitários, educadores e população em geral. 8. Duração da atividade: a) Montagem – 30 horas b) Apresentação – 30 minutos c) Desmontagem – 30 horas 9. Outras informações que queira fornecer ou Press-release e fotos da atividade (se houver anexar). Atividade – Biologia Molecular Extração de DNA de banana

Materiais banana 1 garfo 1 colher de sopa 1 colher de chá de cozinha 2 copos ou béqueres água Sal de cozinha Detergente para louças álcool gaze gelo Suporte para filtro

Procedimentos 1. Amasse bem a banana com auxílio do garfo. 2. Coloque 2 colheres das de sopa de detergente e uma colher das de chá de sal em meio béquer de água, mexendo até dissolver completamente. 3. Coloque a banana amassada no béquer com a solução feita no passo 2. 4. Mantenha o copo sob o calor das mãos por 10 minutos.


5. Em seguida resfrie a solução rapidamente, colocando o copo no gelo por cerca de 5 minutos. 6. Coe a mistura na gaze colocada no suporte para filtro, recolhendo o filtrado num copo ou béquer limpo. 7. Adicione ao filtrado cerca de meio copo de álcool, deixando-o escorrer vagarosamente pela borda. Formam-se 2 fases, a superior alcoólica e a inferior, aquosa. 8. Mergulhe um bastão ou uma colher no copo e, com movimentos circulares, misture as fases. Observa-se a formação de fios esbranquiçados, que são aglomerados de moléculas de DNA. Técnicas envolvidas: A extração de DNA de células eucarióticas consta fundamentalmente de 3 etapas: • Ruptura das células para liberação dos núcleos • Desmembramento dos cromossomos em seus componentes básicos, DNA e proteínas • Separação do DNA dos demais componentes celulares O detergente rompe as células, desintegra os núcleos e os cromossomos, liberando o DNA. Um dos componentes do detergente desnatura as proteínas, separando-as do DNA cromossômico. O álcool, em presença de sal, faz com que as moléculas de DNA se aglutinem, formando uma massa filamentosa e esbranquiçada.


SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA/2009 FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES - PEÇA TEATRAL

Entidade/ Empresa: Fundação Santo André CNPJ/ CPF: 57538696/0001-21 Endereço: Rua Príncipe de Gales, 821 Telefone (s): 4979- 3322/3467/3326 Email: coordbiologia@fsa.br Site: www.fsa.br 1. Nome da Atividade e Área de atuação: TEATRO DE FANTOCHES " DARWIN E A BICHARADA" Área: Educação Obs: será realizada apresentação no DOMINGO as 11h e outra as 15h 2. Responsável : Amanda Alves Gomes Bruno Gonçalves Augusta Fernanda Buzzo Araujo: 3. Coordenador da atividade: Profa Ms. Roseli Corazzini 4. Nome e RG dos integrantes do grupo : Amanda Alves Gomes: RG: 34.181.116-6 Bruno Gonçalves Augusta: RG: 42.798.590-0 Fernanda Buzzo Araujo: RG: 32.812.299-3 Carro placa: CVB2511


5. Objetivo da atividade - Apresentar a interessante figura de Charles Darwin às crianças, de maneira singular, através de um divertido teatro de fantoches; - Apresentar o tema “Evolução” às crianças, mostrando que os animais não mantém a mesma forma ao longo do tempo, e sim vão se modificando para se adaptar constantemente ao ambiente em que vivem; - Despertar a curiosidade e o interesse das crianças para a Ciência, mostrando-a como um universo dinâmico cheio de descobertas.

6. Recursos necessários: 1microfone de piso 1 microfone fixo para o rosto Luzes para o palco Som - amplificador para ambos microfones Obs: o palco será montado pelos atores e, portanto será necessária autorização para entrada de carro para descarregar todo o material. 7. Público a ser atingido: população em geral, especialmente crianças 8. Duração da atividade: 1 hora a) Montagem – 02 h b) Apresentação – 1 h c) Desmontagem – 1h 9. Outras informações que queira fornecer ou Press-release e fotos da atividade (se houver anexar). TEATRO DE FANTOCHES " DARWIN E A BICHARADA" O ano de 2009, além de Ano Internacional da Astronomia, é considerado também Ano Internacional de Charles Darwin, devido ao seu “aniversário” de 200 anos e ao “aniversário” de 150 anos de publicação de seu famoso livro “A Origem das Espécies”. Pensando na importância de Darwin à humanidade, o Grupo CienciAção propôs a criação de uma atividade que apresentasse às crianças, de maneira simples e


descontraída, quem foi Charles Robert Darwin e como ele respondia as muitas dúvidas que haviam sobre a natureza e os seres vivos. Decidimos, então, utilizar como ferramenta lúdica um teatro com fantoches, onde os bichos procuram Darwin para saber por que eles são exatamente do jeito que são (Girafa = “Por que tenho esse pescoço tão grande?” / Tubarão = “Por que sou tão parecido com o golfinho?” / Tentilhão = “Por que tenho esse bico tão pequeno?”).

Sinopse Charles Robert Darwin aparece ao público para contar um pouco da sua história de vida: o que mais gostava de fazer quando era criança, as faculdades que cursou quando era jovem, e é claro, sua viagem ao redor do mundo à bordo do navio britânico HMS Beagle. Mas o que ele não esperava é que no meio do seu bate-papo com o público surgiria um incrível besouro! Darwin era fascinado por besouros desde criança, e ficou extasiado com a ilustre presença. Mas o besouro não queria apenas dar o ar de sua graça, mas sim informar Darwin sobre uma “revolução” que está ocorrendo no mundo animal! Os bichos queriam falar com Darwin a todo custo para elucidar questões sobre suas origens; queriam saber por que eles são exatamente do jeito que são. E no desenrolar da história alguns bichos conseguem encontrar Darwin e perguntar tudo o que querem saber (Girafa = “Por que tenho esse pescoço tão grande?” / Tubarão = “Por que sou tão parecido com o golfinho?” / Tentilhão = “Por que tenho esse bico tão pequeno?”). Enquanto Darwin conversa com os bichos, tenta encontrar o besouro que falara com ele tão rapidamente e foi embora sem que Darwin pudesse expressar todo o seu fascínio por incrível criatura!


SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA/ 2009 FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES

Entidade/ Empresa: Centro Universitário Fundação Santo André CNPJ/ CPF: 57.538.696./0001-21 Endereço: Av. Príncipe de Gales, 821 Telefone (s): (11) 4979-3326/ 4979-3322/ 4979-3379 Email: coordbiologia@fsa.br Site: www.fsa.br 1. Nome da Atividade e Área de atuação: Exposição :Os “7% da Mata Atlântica” Área: ecologia 2. Responsável : Profª Ms.Roseli Corazzini 3. Coordenador da atividade: Profª Ms. Roseli Corazzini 4. Nome e RG dos integrantes do grupo : Rafael Rui Rampinelli - RG: 43.108.405-1 Mirella Vitalino Bonomi- RG: 41.803.400-x Andé Uchimura Bastos - RG: 32.929.225-0 André Maziero de Almeida - RG: 42.875.981-6 Paula Bazotti Armas- RG: 34.513.857-0 Renata Vieira da Silva R.G: 34 670 311-6 Victor Dimitrov R.G: 34.700.375-8


Daniel Din Betin Negri R.G: 42 139 456 0 Anderson Aparecido Lemos RG: 28.609.463-0 Mayara Pastore RG: 40 224 687 - 1 5. Objetivo da atividade: Divulgar dados de biodiversidade e de preservação da Mata Atlântica. 6. Recursos necessários: 03 painéis para fixação de fotos 03 pontos de luz – um para cada painel 1 mesa com 04 cadeiras

7. Público a ser atingido: Alunos de ensino médio, universitários, educadores e população em geral. 8. Duração da atividade: 8. Duração da atividade : 30 minutos 9. Outras informações que queira fornecer ou Press-release e fotos da atividade (se houver anexar).

Os “7% da Mata Atlântica”

A Mata Atlântica é um dos biomas mais rico em biodiversidade formado pelas florestas Ombrófila Densa, Ombrófila Mista, Estacional Semidecidual e Estacional Decidual e os ecossistemas


associados como manguezais, restingas, campos de altitude e ilhas costeiras e oceânicas. Esse bioma se distribui pelo território brasileiro desde o Rio grande do Sul até o Piauí, atingindo também o Paraguai e a Argentina. O solo deste ecossistema é caracterizado pela predominância de rochas cristalinas, com bastante umidade e grande quantidade de matéria orgânica. Sete das nove maiores bacias hidrográficas brasileiras estão presentes com rios e lagos que abrigam ricos ecossistemas aquáticos. A fauna está representada por uma das mais diversificadas em espécies, sendo grande o número de espécies endêmicas (que são encontradas apenas neste bioma). A flora também é muito rica em biodiversidade, a qual está representada por variadas adaptações e hábitos com a presença de ervas, arbustos, trepadeiras, epífitas, árvores, plantas aquáticas e parasitas. Hoje a Mata Atlântica está reduzida a aproximadamente 7% de sua extensão original, disposta em fragmentos, nos quais continuam ameaçados com a devastação causada pelo insustentável modo de produção capitalista. A degradação da Mata Atlântica iniciou-se com a colonização européia que com o uso intenso da terra introduziu a monocultura. O café foi um dos maiores responsável pela destruição das florestas Para o escoamento da produção cafeeira surgiram as ferrovias, agravando o problema de devastação. Os fragmentos restantes da floresta estão localizados, principalmente, ao longo da Serra do Mar, onde os terrenos íngremes de difícil acesso impossibilitam o aproveitamento agrícola.

A destruição dos ecossistemas ocorre devido à expansão desenfreada da indústria, da agricultura, da pecuária do turismo e da urbanização nas mãos de uma classe que explora a humanidade e centraliza o poder através do lucro, ocasionando assim uma crise ambiental. O homem (Homo sapiens) faz parte da natureza, mas está cada vez se desnaturalizando, portanto temos que resgatar o ambiente em que vivemos. Precisamos nos unir para acabar com a exploração do capital, para que possamos preservar a Mata Atlântica e todos os outros biomas, os quais estão desequilibrados e ameaçados.

Organização: Anderson A. Lemos, Daniel Din, Mayara Pastore, Rafael Rampinelli, Renata V. da Silva & Victor Dimitrov.

Curso de Ciências Biológicas Centro Universitário Fundação Santo André Contatos:


vieira_renata@yahoo.com.br maybio2007@yahoo.com.br rafael.rampinelli@ig.com.br victordimitrov@yahoo.com.br SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA/ 2009 FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES - OFICINA CULTIVO DE ORQUÍDEAS

Entidade/ Empresa: Centro Universitário Fundação Santo André CNPJ/ CPF: 57.538.696./0001-21 Endereço: Av. Príncipe de Gales, 821 Telefone (s): (11) 4979-3326/ 4979-3322/ 4979-3379 Email: coordbiologia@fsa.br Site: www.fsa.br 2. Nome da Atividade e Área de atuação: Oficina: CULTIVO DE ORQUÍDEAS Área: ecologia Obs: será realizada uma oficina SÁBADO E NO DOMINGO as 12h e outra as 14h 2. Responsável : Profª Ms.Roseli Corazzini 3. Coordenador da atividade: Profª Ms. Roseli Corazzini 4. Nome e RG dos integrantes do grupo : Rafael Rui Rampinelli - RG: 43.108.405-1 5. Objetivo da atividade: Promover o manuseio e cultivo adequado de orquídeas. 6. Recursos necessários: 2 mesas 1 cadeira


7. Público a ser atingido : população em geral 8. Duração da atividade : 30 minutos


SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBIRAPUERA 2009FICHA CADASTRAL de ATIVIDADES