Issuu on Google+

FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) RELATÓRIO PRELIMINAR FEVEREIRO DE 2012

Elaborado por

FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

0


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

ÍNDICE ÍNDICE

1

AUTORIZAÇÕES CHM (CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA)

2

1.

INFORMAÇÕES GERAIS

6

2.

PESSOAL ENVOLVIDO NOS TRABALHOS DE CAMPO E DE GABINETE

5

3.

EMBARCAÇÃO DE SONDAGEM

7

4.

ENTIDADE EXECUTANTE DO LH (LEVANTAMENTO HIDROGRÁFICO)

10

5.

TRABALHOS EXECUTADOS

10

6.

CONSIDERAÇÕES E SUGESTÕES

22

6.1

CONSIDERAÇÕES

22

6.2

SUGESTÕES

31

7.

ANEXOS

31

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

1


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) AUTORIZAÇÕES CHM

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

2


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

3


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

4


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) RELATÓRIO PRELIMINAR

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

5


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. 1. INFORMAÇÕES GERAIS O presente Relatório Preliminar tem por objetivo apresentar a HBSA os resultados preliminares do levantamento batimétrico destinado à produção do Sistema de Navegação em Tempo Real (Sportcart Eletrônica) da hidrovia interligando os futuros terminais graneleiros da HBSA de Itaituba, no rio Tapajós, e Vila do Conde, no rio Pará.

Localização da área do levantamento batimétrico multifeixe

1.1 SITUAÇÃO CATEGORIA DO LH: “A” (RIO TAPAJÓS E ESTREITOS); E “B” (RIOS AMAZONAS E PARÁ) DADOS COLETADOS: batimétricos DESCRIÇÃO SUCINTA DOS TRABALHOS REALIZADOS: O levantamento batimétrico foi realizado no Estado do Pará, ao longo dos rios Tapajós, de Itaituba a Santarém, Amazonas, no trecho de Santarém aos Estreitos, nos Furos Ituquara, do Limão, do Tajapuru e Estreito de Boiuçu e no rio Pará, de Santa Helena a Vila do Conde. No rio Tapajós e nos Estreitos foram realizados levantamentos batimétricos multifeixe completo (categoria “A” do CHM), para definição de canais navegáveis, respectivamente, com 200 e com 150 metros de largura. Nos rios Amazonas e Pará foram definidos, igualmente com a utilização de sistema de batimetria multifeixe, rotas de navegação de montante para jusante e de jusante para montante, de modo a garantir segurança e produtividade no transporte hidroviário. No total foram levantados 580 M lineares de hidrovias.

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

6


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. 2. PESSOAL ENVOLVIDO NOS TRABALHOS DE CAMPO E GABINETE CHEFE DA EQUIPE (RESPONSÁVEL TÉCNICO) ENGO CARTÓGRAFO FERNANDO DE ARAUJO COUTINHO AMADEO PILOTO FLUVIAL GERALDO ZANETTI COORDENADORES DE CAMPO DOS SERVIÇOS DE BATIMETRIA AURO ANDRADE LUCIANO NASCIMENTO HUGO JORGE COUTINHO CADISTAS DIRLON DA CONCEIÇÃO BARROS GUSTAVO COUTINHO OZIAS GABRIEL 3. EMBARCAÇÃO DE SONDAGEM Todo o levantamento de campo foi realizado pela embarcação B/M Discovery III, com 22 m de comprimento por 6 m de boca e 1,0 m de calado, dotada com MCP SCANIA de 315 HP, e com 2 MCA’s de 18 kVA cada e 1 MCA de 30 kVA.

B/M Discovery III

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

7


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. Bote de apoio e de sondagem com monofeixe

‘ Salão de coleta de dados e processamento

Salão de coleta de dados e processamento

Salão de coleta de dados e processamento

Rack com os computadores de coleta e processamento

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

8


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. Despensa

Banheiros

Salão de refeições

Área de lazer

Cozinha

Camarotes

MCP

MCA 40 kVA

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

9


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

4. ENTIDADE EXECUTANTE DO LH FRISIUS - CONSULTORIA E PROJETOS Ltda. CNPJ: 10.202.855/0001-59 INSCRIÇÃO CHM No 233 Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: + 55 21 3105-4231 e_mail: frisius@sportcart.com.br 5. TRABALHOS EXECUTADOS 5.1 GEODÉSIA O sistema de posicionamento adotado na batimetria foi o DGPS virtual OmniStar, de precisão nominal submétrica, referido ao Datum Horizontal WGS-84. O OmniStar fornece a posição planimétrica, em tempo real, utilizando-se de uma rede de satélites, tipo spotbeam, banda L, para fornecer a correção diferencial GPS, para várias aplicações em terra, no ar ou na água. O sistema adota a rede de satélites de comunicações INMARSAT na América do Sul, como carregadores dos dados da correção diferencial, gerando uma ampla cobertura, de comprovada eficácia. O sistema de posicionamento adotado no presente levantamento hidrográfico - DGPS de base virtual - fornece a posição da embarcação de sondagem diuturnamente em tempo real, com precisão nominal submétrica. 5.2 TOPOGRAFIA 5.2.1 NIVELAMENTOS GEOMÉTRICOS De acordo com o estabelecido pelo CHM o Nível de Redução (NR) do rio Tapajós é referido às estações fluviométricas da ANA (Agência Nacional de Águas) de Santarém e de Itaituba. Ambas as estações foram reocupadas no presente LH, tendo sido realizado, em cada uma delas, nivelamento para verificação da posição da correspondente régua limnimétrica em relação às suas respectivas Referências de Nível (RN’s). As planilhas de nivelamento encontram-se em anexo. Os memoriais descritivos das estações fluviométricas adotadas como referência, confeccionados pela Frisius após os nivelamentos de verificação, segundo o padrão do CHM, são apresentados a seguir:

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

10


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Memorial descritivo F-43 Santarém

Memorial descritivo F-43 Itaituba

5.3 OBSERVAÇÕES FLUVIOMÉTRICAS Visando à redução das sondagens ao NR adotado, simultaneamente ao levantamento batimétrico foram observadas as respectivas variações do Nível d’Água (NA) nas estações fluviométricas de referência. As leituras das réguas limnimétricas de cada estação foram obtidas junto aos respectivos observadores credenciados da ANA.

Dados fluviométricos históricos da Estação Fluviométrica de Santarém (fonte: ANA)

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

11


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Dados fluviométricos históricos da Estação Fluviométrica de Itaituba (fonte: ANA)

5.4 SONDAGEM 5.4.1 EQUIPAMENTOS O posicionamento da embarcação de sondagem foi realizado pelo sistema de posicionamento DGPS dinâmico OmniStar da FUGRO, utilizando o receptor DGPS e GIRO digital Trimble SPS-461, integrado a computador tipo desktop, equipado com software Hypack, da Coastal Oceanographics, de navegação em tempo real, coleta e processamento de dados batimétricos e integrador dos sistemas de batimetria e posicionamento. Para obtenção das profundidades foi utilizado o sistema multifeixe RESON 7101, a seguir apresentado:

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

12


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. SISTEMA MULTIFEIXE RESON 7101 EQUIPAMENTO

DESCRIÇÃO ECOBATÍMETRO RESON SeaBat 7101 Ecobatímetro multifeixe hidrográfico portátil, frequência de 240 kHz, com 150 graus de varredura, 512 feixes equidistantes de 1,5 graus cada, alcance de 300 metros de profundidade COMPUTADOR DO SISTEMA MULTIFEIXE Intel Xeon Quad Core E5620 2.4 Ghz 12 Mb, placa mãe Intel DIMM 4GB DDR-3, HD 1 TB, placa de vídeo PCI-E 1 GB GF para 2 monitores cada, placa PCI-Express 4 portas seriais RS-232, gravador DVDRW, gravador BluRay, fonte real ATX, teclado USB MOUSE e 2 Monitores LED 24" DGPS E GIRO DIGITAL TRIMBLE SPS-461 Receptor DGPS para fornecer a localização RTK, OmniSTAR HP/XP, Precise Vertical ou Precision RTK da embarcação de sondagem, bem como o seu curso e velocidade sobre o solo SENSOR DE MOVIMENTO IMU SMC108 Para corrigir o posicionamento dos 512 feixes dos efeitos de pitch, roll, yaw, heave, surge e sway da embarcação de sondagem SENSORES DE VELOCIDADE DO SOM NA ÁGUA RESON SVP-15 E SVP-71 Para medir a velocidade do som na água visando à correção dos feixes dos efeitos de refração, sendo um sensor junto ao transdutor do multifeixe e o outro sensor para medir o perfil da coluna d’água

SVP-15

SVP-71

COMPUTADOR DE COLETA DE DADOS (SONDAGEM) Intel Core i7-2400 – 960, placa mãe Intel Dimm 4 GB DDR-3, HD 500 GB, 2 placas de vídeo PCI-E 1 GB GF para 2 monitores cada, placa PCI-Express 4 portas seriais RS-232, gravador DVDRW, fonte real ATX, teclado USB MOUSE e 3 Monitores LED 20" SOFTWARE HIDROGRÁFICO HYPACKMAX/HYSWEEP Calibração, coleta, processamento, edição de dados batimétricos, cálculos de volume e teste de desempenho de sistemas monofeixe e multifeixe; dotado de chave de proteção

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

13


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. COMPUTADOR DE PROCESSAMENTO Intel Xeon Quad Core E5620 2.4 Ghz 12 Mb, placa mãe Intel DIMM 4GB DDR-3, HD 1 TB, placa de vídeo PCI-E 1 GB GF para 2 monitores cada, placa PCI-Express 4 portas seriais RS-232, gravador DVDRW, gravador BluRay, fonte real ATX, teclado USB MOUSE e 2 Monitores LED 24" SOFTWARE HIDROGRÁFICO CARIS HIPS & SIPS Calibração, processamento, edição de dados batimétricos, cálculos de volume e teste de desempenho de sistemas monofeixe e multifeixe; processamento simultâneo de multifeixe, sonar de varredura lateral e monofeixe dotado de chave de proteção

5.4.2 METODOLOGIA O levantamento batimétrico foi planejado e executado rigorosamente de acordo com a NORMAM-25, de forma que seja classificado, pelo CHM, como LH categoria “A”. 5.4.3 CALIBRAGEM DO ECOBATÍMETRO Antes do início da batimetria os equipamentos foram checados, o offset de todos os componentes do sistema foi devidamente dimensionado e o ecobatímetro calibrado pelo método preconizado na NORMAM-25, denominado patch-test.

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

14


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Off-set do sistema multifeixe Reson 7101 instalado na Discovery III para o LH autorizações CHM 302 e 303/11

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

15


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Vista de frente do offset do sistema multifeixe Reson 7101 instalado na Discovery III para o LH autorizações CHM 302 303/11

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

16


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Processamento do patch-test

Processamento do patch-test

Os parâmetros obtidos do processamento do patch-test, bem como o offset de todo o sistema instalado na Discovery III, foram inseridos no software de coleta e processamento – Hypack/Hysweep – de maneira que os dados já fossem coletados corrigidos dos erros de instalação do sistema. Diariamente, antes do início da sondagem, foi medido a linha d’água até o ponto de referência para a determinação do calado da embarcação, parâmetro também inserido no software de coleta de dados. 5.4.4 COLETA DE DADOS BATIMÉTRICOS Durante o levantamento foram coletados, simultaneamente, os dados de posicionamento (DGPS) e de profundidades (ecobatímetro), que foram “agrupados” pelo Hypack/Hysweep, gerando os arquivos de dados primários, extensão .RAW. As linhas de sondagem foram previamente estabelecidas, segundo as instruções da NORMAM-25, de forma que as faixas cobertas por cada linha de sondagem batimétrica tivesse uma superposição de 100% em relação à sua adjacente.

Monitor do sistema de coleta de dados

Monitor do ecobatímetro multifeixe

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

17


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Monitor do sistema de navegação em tempo real

Monitor do piloto da embarcação de sondagem

O levantamento batimétrico do rio Tapajós foi realizado ao longo de toda a área delimitada – canal com 200 metros de largura, de Santarém a Itaituba executando-se as linhas de sondagem batimétricas longitudinais e transversais, ainda de acordo com a NORMAM-25. Visando a correção da velocidade do som na água – parâmetro inserido no sistema de processamento de dados –, além do sensor de superfície do sistema (SVP-71) que coleta a velocidade do som continuamente junto ao transdutor do multifeixe, também foram coletados em pontos diversos da área de sondagem do dia, os perfis da coluna d’água 3 vezes a cada dia, utilizando o sensor SVP-15. No decorrer da sondagem o software de coleta de dados registra, automaticamente, as marcas de top, ou seja, a identificação entre as profundidades registradas (Z), as correspondentes posições planimétricas (X,Y), obtidas do sistema de posicionamento (correspondência entre os dados X,Y,Z coletados) e os dados de cada sensor que compõe o sistema (rumo, atitude e velocidade do som). Ao final de cada dia de sondagem foi realizado o processamento preliminar dos dados coletados no dia, de acordo com a NORMAM-25 e também com as especificações técnicas SP-44 da Organização Hidrográfica Internacional OHI –, de maneira a manter-se o controle diário das áreas sondadas, evitando-se deixar áreas eventualmente não levantadas (“feriados”). 5.4.5 PROCESSAMENTO DOS DADOS Os dados obtidos no levantamento batimétrico foram processados no campo, diariamente, onde as linhas de posicionamento e os dados digitais do ecobatímetro foram verificados, analisados e processados, a partir do software Caris Hips & Sips 7.1. Além dos dados coletados contínua e automaticamente pelo sistema (X, Y, 512 beans, pitch, roll, yaw, heave, surge, sway, heading e velocidade do som de superfície), também foram inseridos os demais dados coletados manualmente a cada dia de sondagem: calado da embarcação, 3 perfis de velocidade do som e redução de sondagem de Santarém e de Itaituba. Todos os esses dados foram criteriosamente processados, a partir das ferramentas disponíveis no software de processamento, visando o correto mapeamento do canal de navegação do rio Tapajós. Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

18


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Inserção do off-set do sistema no software de processamento

Processamento dos dados

Processamento dos dados

Processamento dos dados

Processamento dos dados

Processamento dos dados

Processamento dos dados

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

19


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Processamento dos dados

Processamento dos dados

Após a edição dos dados procedeu-se à seleção das sondagens pelo método sort do software de processamento, em função da escala adotada para a planta batimétrica, sendo gerado um arquivo XYZ contendo os valores de coordenadas em X (coordenada UTM E), em Y (coordenada UTM N) e Z (profundidade reduzida, em metros). Este arquivo XYZ foi a base dos dados do levantamento, inserido na planta batimétrica. 5.4.6 REDUÇÃO DAS SONDAGENS As sondagens coletadas e processadas foram reduzidas para o NR determinado pelo CHM para o rio Tapajós, que consiste na adoção do método de interpolação linear ao longo do canal de navegação, considerando as distâncias de cada sondagem processada a partir de cada uma das estações fluviométricas de referência (Santarém e Itaituba), sendo, para tanto, utilizada a ferramenta Multiple tide stations using tide zones do módulo Load Tide do software Caris Hips & Sips 7.1. O procedimento para uso do Multiple tide stations using tide zones consiste em inserir as 2 (duas) leituras diárias de cada estação fluviométrica de referência, fornecidas pelo respectivo observador da ANA, e os parâmetros das estações (coordenadas e NR), a seguir apresentados: ESTAÇÃO

LATITUDE

LONGITUDE

NR

Santarém

02º 24’,8 S

054º 44’,3 W

0,968 m

Itaituba

04º 16’,5 S

055º 58’,9 W

2,221 m

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

20


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Memorial descritivo do CHM da Estação Fluviométrica de Santarém

Memorial descritivo do CHM da Estação Fluviométrica de Itaituba

Arquivo de delimitação das áreas de sondagem e das estações de referência (extensão .ZDF)

Aplicação da redução de sondagem pelo método “Multiple tide stations using tide”

5.5 CARTOGRAFIA 5.5.1 PLANTAS BATIMÉTRICAS As plantas batimétricas constantes do presente relatório preliminar referem-se apenas às 6 (seis) áreas identificadas pela batimetria que apresentam algum grau de dificuldade, principalmente no período crítico de seca. As plantas batimétricas, números 12.02.13-003 a 12.02.13-009 apresentam, respectivamente, cada uma das 6 (seis) áreas identificadas como críticas à navegação. Todas foram construídas na escala de 1:10.000, no formato ABNT A1, na Projeção de Gauss, Sistema UTM, MC 057º W (fuso 21S), tendo representadas todas as sondagens processadas (arquivos XYZ obtidos do processamento final dos dados coletados), as isobatimétricas de metro em metro, grade UTM, cruzes de acerto com coordenadas geográficas, legenda, articulação Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

21


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. das folhas, estações fluviométricas de referência, notas técnicas, carimbo e demais informações de interesse.

Planta Batimétrica

6. CONSIDERAÇÕES E SUGESTÕES 6.1 CONSIDERAÇÕES O levantamento batimétrico multifeixe realizado estabeleceu, preliminarmente, conforme pretendido, o canal navegável com 200 metros de largura ao longo do rio Tapajós e as derrotas seguras e de maior produtividade ao longo dos rios Amazonas e Pará, principalmente as de subida dos rios (sentido jusante para montante). Todo o LH do rio Tapajós foi realizado segundo os procedimentos determinados pela NORMAM-25 para enquadramento na Categoria “A”. O processamento do software Caris Hips & Sips 7.1 permite a análise dos dados coletados e processados segundo as especificações preconizadas pela SP-44 da OHI. Este LH, segundo a análise do software (arquivo “Quality Control” abaixo), foi enquadrado na ordem “1a” da OHI, correspondente a categoria “A” da NORMAM-25.

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

22


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Arquivo “Quality Control”

Para a região dos Estreitos foi adotado o LH categoria “A” realizado pela FRISIUS em 2008, sob autorização do CHM no 272/08, ocasião em que foi mapeado o canal navegável com 150 metros de largura, ao longo das 83 milhas do Furo Ituquara, Furo do Limão, Furo do Tajapuru e Estreito de Boiuçu, levantamento este devidamente homologado pelo CHM, o que possibilitou a Autoridade Marítima autorizar, pela Portaria no 167.CPAOR de 01.09.2010, a navegação de comboios com dimensões de até 48 m de boca x 260 m de comprimento x 5,10 m de calado, que até então estavam limitados a 37 m x 171 m.

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

23


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

o

Portaria n 167.CPAOR de 01.09.2010

Em todas as hidrovias levantadas constatou-se a total possibilidade de transporte hidroviário por intermédio de comboios de grande porte, até mesmo maiores do que o limite considerado pela Autoridade Marítima (48 x 260 metros). Apenas em 6 (seis) pontos críticos no rio Tapajós seria necessário a redução de calado em 4 (quatro) meses do ano (set a dez), época de seca. Entretanto, sem necessidade de desmembramento do comboio até mesmo considerando-se uma configuração de 5 x 5 balsas, com 5 4 m x 350 m (ainda não autorizado, segundo as Normas e Procedimentos da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – NPCP). No rio Tapajós, os seguintes pontos críticos foram identificados: Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

24


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. TRECHOS COM REDUÇÃO DO CALADO DO CANAL DE PROJETO, NO PERÍODO CRÍTICO DE SECA (OUT/NOV), PARA COMBOIOS DE 350 X 54 METROS (25 BALSAS) E 3,80 METROS DE CALADO: a. M 39,8 e 68,2 - TRAVESSIA DO AMORIM E ILHA DE ITAPAIUNA - são passagens críticas pela pouca profundidade do local, porem são passagens em linha reta, que torna a navegação 100% dentro do canal delimitado pela Sportcart Eletrônica. b. M 122,3 - ILHA BARRANCO DO NAVIO - é uma passagem com navegação restrita tanto pela profundidade como por situar-se bem próximo à costa da ilha. O navegante deve aproximar-se da margem esquerda, com cautela, a partir de uma guinada de 30º para boreste, baixando o rio. c. M 128,4 - PTA DO MONTE CRISTO - pode ser considerada a passagem de maior perigo para comboios de grande porte, não tanto pela profundidade mas, principalmente, por ser um canal estreito, com cerca de 134 m de largura, apresentando bancos de areia com profundidades baixas próximo ao limite de bombordo do canal (baixando o rio) e muito próximo à margem por boreste, o que implica na necessidade de uma guinada brusca de 52º para bombordo, de modo a livrar-se da margem direita, mantendo-se no canal da carta.

Croquis da manobra de navegação ao longo do Canal de Monte Cristo, com comboios 5 x 5, de 54 m de boca x 350 m de comprimento

d. M 136,1 - LAGO DO ROQUE - deve-se apenas levar em consideração cautela, por tratar-se de um canal com bancos de areia em ambos os bordos do canal da carta, e também por serem necessárias duas guinadas consecutivas: a primeira de 18º para bombordo e a segunda, cerca de 800 m a vante (baixando o rio), de 18º para boreste. e. M 141,1 - PASSAGEM DE SANTARENZINHO será necessário apenas atenção redobrada, por tratar-se de um canal entre dois bancos de areia, próximos Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

25


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. às extremidades do canal da carta. As manobras necessárias nessa passagem são (baixando o rio): uma primeira guinada para bombordo de 18º e uma segunda, cerca de 850 m a vante, de 14º para boreste. Existem dois pedrais no rio Tapajós, nas milhagens 47 e 58, respectivamente Pedra do Surucuá e Pedras de São Tomé. Ambos apresentam profundidades bem elevadas (cerca de 40 m), têm canal de navegação bastante largos (ambos com cerca de 1.200 m) e estão devidamente sinalizados por faroletes, boias e balizas.

Baliza de BB da Pedra do Surucuá

Boia de BE da Pedra do Surucuá

Farolete de BB das Pedras de São Tomé

Baliza de BE das Pedras de São Tomé

Foi ainda identificada no presente levantamento, fora do canal navegável mapeado, uma outra pedra, na M 145,2 (prof. mínima reduzida = de que não oferece risco iminente à navegação, considerando situar-se em trecho que não requer manobra de risco. Além dessas passagens difíceis foi observada uma linha de transmissão de alta tensão cruzando o rio na M 155,5, portanto, a montante de Itaituba. Não foi possível mensurar a altura dos fios ao NA. Também foi constatada a situação de mar encapelado no baixo Tapajós, a jusante de Aveiro. Nesse trecho, bem como no baixo Amazonas, o comboio vazio Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

26


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. criará dificuldades à navegação, consequência dos constantes ventos fortes, característicos dessas regiões, incidindo sobre a considerável área vélica do conjunto. Outra grave consequência dos temporais que ocorrem frequentemente no baixo Tapajós e no baixo Amazonas é a drástica redução de visibilidade, conforme pode ser constatado nas fotos abaixo, tomadas durante temporal ocorrido no rio Tapajós, a jusante de Aveiro, no dia 21/jan/2012.

Temporal no baixo Tapajós, a jusante de Aveiro

Baixa visibilidade durante o temporal

No rios Amazonas e Pará as profundidades coletadas ao longo da rota de montante para jusante (talvegue do rio, para aproveitar a correnteza a favor) em nenhum ponto apresenta qualquer tipo de dificuldade à navegação dos comboios. As profundidades coletadas ao longo da rota de jusante para montante (próximo à margem, para evitar a correnteza contrária) nunca foram inferiores a 6 metros, considerando ainda que a época do levantamento coincidiu com o período crítico de seca. Considerando o exposto, pode-se assegurar, com absoluta certeza, que as derrotas mapeadas em todas as hidrovias consideradas garantem a segurança dos comboios e a máxima produtividade do transporte fluvial. Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

27


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. Pela variação média entre o NA máximo e o NA mínimo anual, dos últimos 10 anos, segundo os dados históricos das Estações Fluviométricas de Santarém e Itaituba da ANA, partindo das profundidades medidas nos 6 (seis) trechos críticos identificados, foram projetadas as profundidades ao longo do ciclo hidrológico do rio, de modo a obter-se a estimativa da capacidade de carga do transporte hidroviário no rio Tapajós, de Itaituba a Santarém. A seguir são apresentados os gráficos das diferenças entre os máximos e mínimos anuais e a planilha de projeção das profundidades do rio ao longo do ciclo hidrológico:

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

28


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Projeção das profundidades ao longo do ciclo hidrológico nos 6 (seis) trechos críticos mapeados

A partir dos parâmetros dos comboios autorizados pela Autoridade Marítima foram feitas simulações de capacidade de transporte de carga, chegando-se ao montante de 861.171 t de grãos transportados por comboio/ano, somente no sentido Itaituba-Vila do Conde (simulação considerando comboios 4 x 3, de 44 m x 208 m x 3,80 metros de calado, com capacidade de carga de 2.000 t por barcaça de 11 x 60 x 3,80 metros de calado).

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

29


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

Estimativa de carga transportada de Itaituba a Vila do Conde

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

30


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. 6.2 SUGESTÕES Visando a manutenção da segurança e da produtividade, e ainda considerando o incremento da navegação nos trechos levantados, é aconselhável a constante batimetria de atualização, devido a variação do canal navegável, sobretudo no rio Amazonas, principalmente nas derrotas de subida, que são sempre realizadas nas proximidades da margem de modo a reduzir, o máximo possível, o efeito da forte correnteza contrária. 7. ANEXOS 7.1 CROQUIS DE DISTÂNCIAS DAS HIDROVIAS CONSIDERADAS; 7.2 PROJETO RIO TAPAJÓS, COM DESTAQUE PARA OS ALTOS-FUNDOS MAPEADOS; 7.3 PLANTAS BATIMÉTRICAS DOS ALTOS-FUNDOS MAPEADOS; E 7.4 DVD – ROM

FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA. FERNANDO AMADEO Responsável Técnico

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

31


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) CROQUIS DE DISTÂNCIAS DAS HIDROVIAS CONSIDERADAS

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

32


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) PROJETO RIO TAPAJÓS, COM DESTAQUE PARA OS ALTOS-FUNDOS MAPEADOS

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

33


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) PLANTAS BATIMÉTRICAS DOS ALTOS-FUNDOS MAPEADOS

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

34


FRISIUS CONSULTORIA E PROJETOS LTDA.

HIDROVIAS DO BRASIL S.A. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO E PRODUÇÃO DA SPORTCART ELETRÔNICA RIO TAPAJÓS: ITAITUBA A SANTARÉM (PA) CALHA NAVEGÁVEL DO RIO AMAZONAS: DE SANTARÉM/PA AOS ESTREITOS (PA) ESTREITOS: FUROS ITUQUARA, DO LIMÃO, DO TAJAPURU E ESTREITO DE BOIUÇU (PA) RIO PARÁ: DE SANTA HELENA A VILA DO CONDE (PA) DVD – ROM

Av. Almirante Frontin, 381 – Ramos – 21030-040 - Rio de Janeiro - RJ Tel/Fax: 21 3105-4231 – frisius@sportcart.com.br

35


Levantamento Hidrográfico