Page 1

Soninha não considera Revista homofóbica

ENCARTE ESPECIAL QUINZENA IMBATÍVEL

{ ano 1 - n 47 }

{ 13 set }

“10 MOTIVOS”

Distribuição Gratuita

La garantia soy jo Indiferentes às repercussões negativas, agências de viagem e empresas de formatura vendem seus pacotes, recebem antes sem, no entanto, oferecer qualquer compromisso de que irão entregar os serviços contratados aos consumidores

ENTREVISTA: Fernanda Torres, entre Tapas & Beijos / CINEMA: Resident Evil 5 / VIAGEM: Paraty, um paraíso a 400 km de SP


02


03


comunnica.com.br

{ charge } Edgard Saraceni

Free São Paulo, toda quinta, grátis no Metrô

VALE TUDO? - Na reta final, candidatos tendem a partir para os ataques mútuos a fim de passar para o segundo turno nas eleições municipais { opinião }

A MAIOR REVISTA Preparem-se para os ataques GRATUITA DO BRASIL

500 MIL

LEITORES SEMANAIS

TENHA RESULTADO SEJA SEJAVISTO, VISTO,

Seja Free!

Anuncie:

11 2823-0800 comercial@freesp.com.br 04

mútuos entre os candidatos

- é nome certo no segundo turno. Já para Serra e Haddad, o buraco é mais embaixo. O tucano, que começou na frente, além de parar de cair, perdendo votos para o petista, precisa recuperar os pontos que podem ter migrado para Russomanno. Assim, diminuir a distância para o nome do PRB é fundamental para garantir sua passagem ao segundo turno. Haddad, por sua vez, precisa avançar. Além de contar com os importantes apoios de Lula e Dilma, deve reforçar os ataques contra Serra e Russomanno. A tática vale para os três. Por fora, os demais candidatos buscam um lugar ao sol, para - quem sabe - na hora certa figurarem como uma alternativa viável aos eleitores e, em um efeito surpresa, ainda seguirem em frente. Difícil? Sim. Impossível? Jamais.

Com a aproximação das eleições municipais , intensificam-se os ataques mútuos entre os três primeiros colocados nas pesquisas eleitorais para prefeito de São Paulo, já que somente dois deles passarão para o turno final, no último domingo de outubro. Desta forma, Celso Russomanno (PRB), José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT) tornam-se os alvos prediletos neste instante da disputa. Os responsáveis por cada uma das três campanhas já identificaram que, além de privilegiar as propostas para a administração da maior cidade da América do Sul, precisam mais do que nunca desqualificar os adversários diretos. Em tese, pela consolidação da liderança, Russomanno poderia respirar mais aliviado já que - para muita gente

A Revista Free São Paulo é uma publicação do Grupo MG Com

·

Publisher: Luciano Maciel (luciano@freesp.com.br) Diretor de Redação: Ernesto Zanon (zanon@freesp.com.br) Reportagem: Gil Campos e Ana Paula Almeida Diretor Comercial: Agnaldo Antônio (aantonio@freesp.com.br) - Tel. (11) 2823-0800 Diretor de Marketing: Waltinho Saavedra (marketing@freesp.com.br) Projeto Gráfico e Diagramação: Agência Comunnica (contato@comunnica.com.br Arte: Ana Flávia Canto Executivos: Albany Rezende, Cristina Stepanov, Kise Sousa, Michele Oliveira e Robson de Moraes Impressão Plural Industria Gráfica LTDA Distribuição gratuita estações do Metrô + 4 CPTM + Cruzamentos SP Tiragem e distribuição: auditados pela BDO.

·

·

·

·

·

·

·

·


05


{ aspas }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

“Se eu quisesse fazer como a Suelen, eu faria” Isis Valverde, atriz e intérprete da pirigueti mais famosa do país, sobre as comparações entre pessoa e personagem

“Essa história do politicamente correto é uma senhora babaquice”

“Minha casa virou a meca da coca” Nasi, vocalista da extinta banda Ira!, sobre seu envolvimento com drogas em sua autobiografia intitulada “A Ira de Nasi”

Paulo Silvino, ator e pai de Flávio Silvino, sobre as dificuldades que o filho tem de voltar à TV após acidente de carro que o deixou com sequelas. Para ele, as emissoras têm receio por “explorarem” o problema de Flávio para ganhar audiência

“Na dúvida, faça o que é melhor pra você” Paulo Henrique Ganso, jogador do Santos, filosofando no Twitter. O meia é alvo da disputa entre Santos e São Paulo e já deixou claro que está insatisfeito com o time da Baixada

“Todo mundo já fumou” Diogo Nogueira, cantor, ao afirmar que já fumou maconha e se declarar a favor da liberação da droga

06


{ entrevista }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Fernanda Torres, entre Tapas & Beijos Por Márcio Mello Agência Estado Fotos: Divulgação

A

atriz Fernanda Torres, a divertida Fátima do seriado “Tapas & Beijos”, da Globo, fala do prazer que é dividir cada cena com Andrea Beltrão, que interpreta Sueli. A segunda temporada do humorístico está cumprindo sua função e, de forma informal, a emissora já avisou o elenco e a direção que o programa continuará na grade no ano que vem. Fernanda interpretou papeis marcantes na dramaturgia, como a Simone, de “Selva de Pedra”, e a Vani, de “Os Normais”. Desde a década de 1990, ela passou a direcionar sua carreira para o humor. Não esconde que está se sentindo em casa, totalmente à vontade ao trabalhar ao lado de Andrea Beltrão, Vladimir Brichta, Fábio Assunção e companhia. A atriz conta que a resposta do público, que é o seu termômetro de popularidade, é sempre positiva. Ela destaca a identificação das pessoas com os personagens e suas histórias, justamente pelo fato de o seriado retratar temas tão comuns e corriqueiros na vida de qualquer um. Para ela, esse é o segredo do sucesso de “Tapas & Beijos”.

08


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Como tem sido a experiência de viver essa nova fase da Fátima casada e dona de casa? FERNANDA - Eu estou adorando a fase do depois,

dos felizes para sempre (risos). Acho que eles vão se desentender sempre (risos). Além de casada, a Fátima agora tem Suely e Jorge como vizinhos de apartamento e muitas histórias têm acontecido naquele local. Gosto do ambiente misturado das duas casas, onde a privacidade não existe. Na casa da Sueli moram uns agregados, já na da Fátima é um paraíso perto do lar da amiga. Acho essa ‘mixórdia’ divertidíssima.

Fátima passa altos e baixos na função de dona de casa. Você acredita que até o final da temporada ela vai dominar completamente esse mundo de “pilotar” fogão e tudo mais? FERNANDA - Acho que isso nunca irá acontecer

simplesmente porque não está no DNA da Fátima. Ela pode ser tudo, uma amante ideal, uma mulher batalhadora, divertida, engraçada, mas também é um desastre de esposa, ainda mais comandando o fogão.

O visual da personagem mudou um pouco. Qual foi a intenção dessa repaginada, mesmo que sutil? FERNANDA - Na verdade, eu só deixei o cabelo

crescer. Dei uma mexida na maquiagem também para dar vida a essa nova fase. Agora, diminuímos o preto dos olhos e a cor do esmalte é mais branda. Ou seja, a Fátima toda acalmou, ela casou e suavizou (risos).

A impressão que o telespectador tem é que

{ entrevista }

morreu”. Eu tive um acesso incontrolável de riso. Repetimos diversas vezes a cena e toda vez que ele ia dizer a bendita frase, eu era acometida de um descontrole nervoso e ria até me acabar.

Pela audiência que o programa tem, o retorno junto ao público deve ser grande. Como é o contato com os fãs? FERNANDA - É engraçado porque as mulheres

gostam muito do programa e dizem que se vingam dos homens. Já os homens gostam também porque tem o Armane e o Jorge aguentando aquelas duas. É uma série para todas as idades porque a Fátima e a Sueli têm algo de mocinhas casamenteiras, mas são adultas, trabalham, vivem no mundo cão que a maioria sabe bem o que é.

Mesmo sendo bastante amigas, você e Andrea Beltrão só tinham trabalhado juntas em “Os Normais”? FERNANDA - É verdade. A Andréa é aquele ‘Rolls-

Royce’ de atriz, é aquela testemunha da vida inteira, não sei bem o motivo de a gente nunca ter se cruzado direito em trabalhos, mas aconteceu em “Os Normais” e agora em “Tapas”. Cada uma foi correndo atrás da vida e o destino não foi juntando a gente até que em uma hora maravilhosa, em que nós duas estamos maduronas, nos encontramos

Para você, qual é o segredo do sucesso de “Tapas & Beijos”? FERNANDA - Primeiro, eu acho que é a qualidade

Ela pode ser tudo, uma amante ideal, uma mulher batalhadora, divertida, engraçada, mas também é um desastre de esposa vocês realmente se divertem em cena. É isso mesmo? FERNANDA - Em algumas cenas é até complicado

segurar o riso. No ano passado, quando gravei com o Daniel Boaventura, que fazia o dentista PC, tivemos um problema quase incontornável. A Sueli não queria ir viajar com o PC e inventava desculpas para não ir para Curitiba com ele. Um dia, na loja, o PC aparece arrasado. A gente tinha que contar umas mentiras e o Daniel tinha de dizer: “A minha mãe

do texto, da equipe e do elenco. Outra coisa são os assuntos, como pessoas que se relacionam afetivamente no trabalho; que passam mais horas com os colegas do que com a família; mulheres que conquistaram a independência financeira, mas não a afetiva. Essa mistura de trabalho e amor é uma realidade para a grande maioria da população e, por isso, há uma grande identificação com o que retratamos no programa.

09


{ política }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

“Sei que a Free São Paulo não é homofóbica”, diz Soninha Por Gil Campos gil.campos@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

Candidata a prefeita de São Paulo pelo PPS, citada em reportagem polêmica, diz que sempre defenderá os direitos dos homossexuais e vê na educação uma forte arma para combater toda forma de desrespeito

A

candidata a prefeita de São Paulo pelo PPS, Soninha Francine, sempre será uma grande defensora dos direitos homossexuais. “É verdade, a Revista Free São Paulo não mentiu. Eu defendo os direitos homossexuais e continuarei sempre defendendo. Os gays têm os mesmos direitos que todo mundo”, disse ao se referir à reportagem da edição passada sobre “10 motivos para não votar neles”, que gerou repercussão nas mídias sociais e em sites de notícia. Bem humorada, Soninha disse reconhecer que a publicação não é homofóbica, mas que a formulação da reportagem induziu ao erro. “Sei que a Free São Paulo não é homofóbica, mas quando ela disse que a defesa dos direitos homossexuais é motivo para não votar em mim, passa a ideia de homofobia”. Ela também confirmou ter interrompido uma gravidez quando tinha 20 anos de idade, como informou a reportagem que a apontou como defensora do aborto. Leitores se manifestaram contra a publicação. O PPS chegou a postar em seu blog ataques pesados à Revista: “O que é isso???? Homofobia explícita!!!??? Se não bastasse ser uma consideração absurda e preconceituosa, é crime, gente!!! Polícia neles!!!”. No Facebook, em página assinada por colaboradores da candidata, aparece: “Gente... tem uma revista distribuída no metrô às quintas, que hoje teve na capa assim: 10 motivos para NÃO votar nos candidatos. É preconceito, irresponsabilidade com o eleitor ou falta de noção mesmo?” Já o Blogay, assinado por Vitor Angelo e postado pela Folha de S.Paulo, aponta: “O guia avisa que isto não reflete a posição da revista e nem é um juízo de valores da publicação. Mas a Free SP deveria fazer um contraponto com o candidato Celso Russomano (PPR) que é fortemente apoiado pelos religiosos fundamentalistas, conhecidos como fortes opositores dos direitos da população LGBT”. Reportagens sobre o tema também foram realizadas pelos portais G1, Terra e Comunique-se (especialização na área de Comunicação), que foram reproduzidas por uma série de outros sites, sempre levando em consideração a posição da Free São Paulo, já que ouviram o diretor de Redação, Ernesto Zanon. Ele voltou a enfatizar que os motivos elencados não refletem a opinião da publicação. “São argumentos que aparecem na mídia e que podem servir para alguém deixar ou não de votar naqueles candidatos”. 10


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ política }

Coordenadoria Deputados divergem ao pede providências comentar críticas a Free A repercussão da Free São Paulo chegou à Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo na mesma quinta-feira em que foi distribuída. O setor, ligado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, sob a responsabilidade de Heloisa Gama, encaminhou um ofício à Redação, pedindo providências já que recebeu e-mails e telefonemas de cidadãos que queriam denunciar suposta homofobia por parte da publicação. A própria Heloisa, em contato telefônico, explicou entender que não se tratava da opinião da revista, mas que considerava a publicação negativa para as pessoas que sofrem todo tipo de preconceito. “Todos os e-mails são unânimes em ressaltar que a revista prestou um desserviço à sociedade ao inserir como aspecto negativo o fato de referida candidata ser defensora dos direitos da população LGBT, tão vulnerável socialmente e alvo de constante discriminação e preconceito.” Mais adiante, continua: “entendemos que o fato de não ser um juízo de valores como ressaltado no editorial, não exime o cuidado que esta publicação deve ter ao abordar temas tão delicados como a questão dos direitos da população LGBT”. Para Soninha Francine, a repercussão que a reportagem causou comprovou que a adesão da sociedade em defesa dos direitos dos homossexuais está mais forte. “Isto é fato, a luta [em defesa desses direitos] melhorou muito, mas por outro lado, estimo que as posições homofóbicas, as reações negativas diante da defesa dos direitos homossexuais também aumentaram. Ela defendeu a educação como poderosa arma para combater toda forma de desrespeito e irresponsabilidade. “Não é criar uma matéria de educação no currículo escolar, mas aplicar a educação em três pontos: no serviço público, no sistema educacional e na publicidade institucional”, alegou a candidata a prefeita.

O deputado federal e excapitão do Exército, Jair Bolsonaro (PP), comentou as críticas contra a reportagem e afirmou que um candidato que se apresenta como defensor de homossexuais geralmente o faz em causa própria. “As leis não podem ser válidas para uns e não para outros pelo simples fato de usarem seu órgão excretor como fonte de prazer”, afirmou o parlamentar. O polêmico deputado tachou de “insana” a luta dos movimentos que defendem os gays, lésbicas, transexuais e simpatizantes, e criticou os autores de novela que, para Bolsonaro, “a maioria é homossexual”. “{Eles] sempre mostram que os gays são mais inteligentes, fieis e prósperos, sugerindo explicitamente que a opção pelo homossexualismo fará o jovem mais feliz no futuro”, declarou. E considerou “insana” a luta dos movimentos que defendem os gays. “Ensinar com livros, cartazes e filmes pornográficos infantis que ser homossexual é algo natural é no mínimo incentivar a pedofilia. Após as eleições proporei uma CPI para que, ao lado no Ministério Público, o Kit-Gay seja considerado inadequado para o ensino fundamental, pois as atuais lideranças LGBST certamente continuarão lutando por seus insanos objetivos”. Já o também deputado federal, Jean Wyllys, que participou do Big Brother Brasil, notabilizando-se por defender as causas homossexuais, também postou em seu Facebook: “Não sou do partido de Soninha nem voto em São Paulo, mas fico feliz de ela ser

considerada defensora dos direitos dos homossexuais. Se eu fosse Soninha, orgulhariame de ser tratada assim e ignoraria a campanha negativa implícita da tal revista Free São Paulo. O que para a tal revista pode ser um “ponto negativo” é, em minha opinião, um ponto positivo: Soninha não exclui os homossexuais!”. A afirmação de Wyllys vai ao encontro do que é afirmado no editorial da edição passada: “Vale salientar, inclusive, que vários dos motivos apresentados como negativos para alguns podem até soar como positivos para outros tantos”. A página da Revista no Facebook, assim como o e-mail da Redação, recebeu uma série de manifestações e críticas sobre o conteúdo da reportagem. Mais uma vez, a Free São Paulo vem a público deixar claro que não se trata de uma opinião emitida, mas de argumentos utilizados. “Lamentamos que muita gente tenha se sentido ofendida. Não houve a mínima intenção de defender a homofobia ou mesmo propagá-la”, explicou o diretor de Redação. Segundo Zanon, a Revista apenas trouxe à luz um tipo de preconceito que existe na sociedade, apesar de poucas pessoas assumirem tal postura. “Enfatizamos que nossa reportagem deixou claro não se tratar de uma posição nossa. Inclusive, a Free São Paulo, quando da realização da Parada GLTB em junho deste ano, trouxe ampla reportagem divulgando o evento. Como uma publicação homofóbica, como disseram alguns, poderia abrir esse espaço?”, questiona Zanon.

11


{ política }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Prefeito de Santo André diz que é Ficha Limpa “A Revista Free São Paulo mentiu”. Esta foi a alegação do prefeito de Santo André e candidato à reeleição, Aidan Ravin (PTB) sobre a reportagem “Ficha Limpa?”, publicada na edição número 45, de 30 de agosto. Ravin solicitou direito de resposta à 306ª Zona Eleitoral e diz que “houve má-fé da reportagem” ao detalhar o suposto esquema de propina denunciado no Semasa. Antecipando-se a determinação da juíza eleitoral Fernanda Almeida Pernambuco, o direito de resposta é publicado nesta edição, porém com as devidas considerações. Outro pedido do prefeito, que queria a busca e apreensão da Free São Paulo, foi negado. As denúncias que envolvem o Aidan Ravin são

12

Candidato à reeleição em Santo André, o prefeito Aidan Ravin vai à Justiça pedir direito de resposta à Free São Paulo e nega que o advogado Calixto Júnior, que denunciou suposto esquema de propina no Semasa, era seu homem de confiança. A Justiça, porém, indeferiu ação em que ele pedia busca e apreensão da publicação investigadas pelo Setor de Crimes Praticados por Prefeitos da Procuradoria Geral de Justiça, segundo a própria assessoria de imprensa do órgão. A reportagem mostra as tentativas da Câmara de instalar uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para cassar o prefeito. Além de entrevistar vereadores que assinaram os pedidos de investigação, a Free também contatou o advogado Calixto Antonio Júnior, que denunciou o suposto esquema no Semasa. Ele garantiu ter sido o “homem de confiança” de Ravin. A reportagem tentou ouvir o prefeito. Primeiro, por meio da Secretaria de Comunicação, ao encaminhar e-mail para Maurício Klai, da equipe de imprensa. Ele respondeu que “para qualquer informação relativa a este caso, favor entrar em contato com o dr. Ronaldo Marzagão, advogado do senhor Prefeito”. O escritório que defende Aidan Ravin orientou que os questionamentos deveriam ser encaminhados por e-mail. Assim foi feito: 13 questionamentos foram enviados. Contatos telefônicos foram feitos com os advogados, que informaram estar aguardando um posicionamento a respeito do pedido de entrevista. Até o fechamento daquela edição, entretanto, não houve retorno.


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Direito de resposta Na capa da revista Free é afirmado que o Prefeito Dr. Aidan Ravin concorre às eleições mesmo com processos e a base de recursos. O fato não existe e o Prefeito Dr. Aidan está quite com a Justiça Eleitoral. No mesmo contexto a revista induz o eleitor a acreditar que o Prefeito Dr. Aidan recebeu algum tipo de benefício da Justiça.

Free SP (No DivulgaCand, dentro no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até a tarde desta terça-feira, dia 11, ainda consta que a situação do prefeito Aidan Ravin é “Deferido com recurso”)

A reportagem foi leviana ao tratar o assunto de “déficit” orçamentário da SEMASA, não explicando as devidas razões, por conta da paralisação do aterro sanitário por determinação da CETESB, tendo que o governo Aidan arcar com o custo para assumir o serviço.

Free SP (A reportagem mostra que “um dos pontos que teria gerado o déficit foi a interdição do aterro municipal” e que “desde que o aterro deixou de funcionar, o Semasa aponta prejuízo de R$ 8,2 milhões com a destinação de resíduos para o aterro particular Lara, em Mauá).

Antes da publicação da reportagem, a Free São Paulo tentou entrevistar o prefeito Aidan Ravin para que ele respondesse às denúncias, o que não ocorreu até o fechamento daquela edição

{ política } A reportagem da Free São Paulo se refere ao Prefeito Dr. Aidan como “acusado”. Em nenhum momento a CEI colocou o prefeito como acusado. Também foi ocultado o fato da primeira CPI ter acabado com a conclusão positiva em relação ao prefeito e apenas um membro da Comissão, o vereador Montorinho do PT, escreveu voto separado, sem qualquer comprovação dos fatos apontados. Os dois outros requerimentos da CPI encontramse sob análise da justiça, fato que ainda cabe explicação, uma vez que utilizando manobra política e desrespeitando o Regimento Interno da casa a oposição reiniciou uma sessão ordinária sem a presença dos demais vereadores para aprovar este requerimento, o caso foi para na Justiça comum e o Exmo. Juiz Alexander Goldmann não concedeu liminar no caso. A outra está sob análise da Comissão de Redação e Justiça já que o objeto era idêntico ao da anterior, o que também não é permitido, tratando-se de mais uma manobra política da oposição.

Free SP (A reportagem mostra que “setenta e cinco dias depois, as investigações foram encerradas sem confirmar a veracidade das denúncias feitas pelo ex-diretor de Gestão Ambiental da autarquia, Roberto Tokuzumi” e mostra que o segundo pedido de CEI encontra-se na Comissão de Redação e Justiça da Câmara).

A reportagem omite que os próprios vereadores da base aliada do governo assinaram o primeiro pedido do CEI e que havia membros de todos os partidos na comissão.

Free SP (É uma inverdade. A reportagem deixa claro que “a primeira CEI foi instalada em 8 de março com a assinatura dos 21 vereadores para investigar a venda de licenças ambientais pelo Semasa).

Houve má fé da reportagem ao destacar o processo de CEI do Semasa se equipara com o caso Celso Daniel, o qual teve repercussão nacional e chocou o país.

Free SP (A reportagem reproduziu a opinião de vereadores e do próprio advogado Calixto Antonio Júnior. Eles consideraram o suposto esquema de propina do Semasa como o maior escândalo de corrupção da cidade após o assassinato do prefeito Celso Daniel, há 10 anos) A Free ressalta que a candidatura do prefeito Dr. Aidan foi aprovada com ressalvas, incluindo no contexto do processo Ficha Limpa, o que é equivocado, já que as ressalvas eram apenas falta de documentação, o que já foi devidamente quitado com o TSE.

Free SP (No site do TSE, ainda aparece a situação do prefeito Aidan Ravin como “Deferido com recurso”)

Há menção clara da Free colocando o prefeito de Santo André como “Ficha Suja”, o que é inverdade, já que o mesmo nunca foi condenado a nenhum ato.

Free SP (Consta no site do TSE, processo RE Número 26655, com o prefeito Aidan Ravin como recorrido)

A reportagem omite o fato do Prefeito dr. Aidan Ravin ter ido pessoalmente a Procuradoria Geral da Justiça solicitar a investigação do caso, o que não teria ocorrido se o mesmo não tivesse solicitado.

Free SP (O MPE enviou as denúncias a Procuradoria Geral de Justiça e hoje as investigações estão sob responsabilidade do Setor de Crimes Praticados por Prefeitos).


{ política }

ENTREVISTA

Samuel Rosa diz não ser escravo do Skank

Relacio

nam

{ 30 ago }

entos On-lin e

{ ano 1 - n 45 }

A reportagem usou demasiadamente a imagem do prefeito Dr. Aidan Ravin, mesmo referindo-se a outro caso do ex-prefeito de Sorocaba, Renato Amary. Em caso de reportagem com o advogado Calixto Antonio Júnior, a mesma utilizou outra imagem do prefeito. A reportagem afirma que Calixto Júnior era homem de confiança do Prefeito, o que é uma inverdade. Calixto nunca teve um cargo público e muito menos contato pessoal e profissional com o mesmo.

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

(Antes da publicação, a reportagem tentou ouvir o prefeito em várias ocasiões e não houve retorno. Foram encaminhados aos seus advogados, por e-mail, 13 questionamentos, que foram os seguintes: - Existe uma crise política em Santo André? Como o senhor avalia a atual situação política da cidade?, - O senhor se sente perseguido politicamente?, - Acredita que as denúncias e a nova tentativa de CPI na Câmara ocorram em virtude do ano eleitoral?, - O que está acontecendo em Santo André é a maior crise de sua administração?, - O senhor teme ser investigado pela Procuradoria Geral de Justiça?, - O advogado Calixto Antonio Júnior foi seu assessor especial? - Qual contato o senhor teve com este cidadão?, - O caso do Semasa chegou a ser intitulado por parte da imprensa como a “Máfia do Semasa”. Existe máfia na autarquia?, - O senhor se sente traído por alguém que foi de sua confiança? Se “sim”, quem seria(m) esta(s) pessoa(s)? E por que?, - Qual sua opinião sobre o foco da nova CPI que os vereadores querem instaurar? - a nova CPI investigará suposto esquema de corrupção envolvendo a liberação de pagamento de empresas fornecedoras do Semasa, sem obedecer a ordem e com indícios de pedido de propina?, - O senhor é candidato à reeleição. Qual é o gasto estimado de sua campanha?, - Quem serão os doadores?, - Na sua declaração de bens à Justiça Eleitoral em 2012, consta patrimônio de R$ 429.021,57; em 2008, o patrimônio estava maior - R$ 474.464,57. Onde houve perdas do seu patrimônio?, - Toda essa pressão política tira seu sono?

14

Distribuição Gratuita

Free SP

Ficha limpa? A Justiça Eleitoral se esforça para passar a impressão de que só existem candidatos limpos nas eleições deste ano. Porém, há políticos, como o prefeito de Santo André, Aidan Ravin, que concorrem cheios de processos e a base de recursos PROFISSÃO: Que tal ser um bartender? / VITRINE: Novos games para o X Box / EVENTOS: A Primavera vem chegando

Capa da edição 45 da Revista Free São Paulo que é contestada por Aidan Ravin


{ moda }

Por Ana Paula Almeida ana.paula@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Scarf Print

Tendência para o verão

J

á ouviu falar em Scarf Print? Pois essa é uma das tendências que prometem esquentar o Verão 2013. Também conhecidos como “estampa de lenço”, esses desenhos ganharam as passarelas da grife Dolce & Gabbana, que trouxe de volta a inspiração dos anos 90, e já podem ser vistas por aí. Marcas como Neon e Animale apostam nessa ideia, além das lojas de departamento como C&A e Renner. Caracterizadas pela extravagância e cores diversas, o que deixa essa moda a cara do verão brasileiro, é uma aposta que poderá ser vista em calças, vestidos, shorts e camisas. Por se tratar de estampas com cores fortes, o ideal é que se combine as peças com outras cores mais discretas, como o branco. Mas no que diz respeito às inspirações náuticas, o vermelho e o azul marinho farão combinações perfeitas. Os sapatos mais indicados para fechar a produção são sandálias, sapatilhas e rasteirinhas. Até os ankle boots podem traçar boas combinações com o Scarf Print. As estampas mais clássicas de lenço remetem aos temas náuticos, barrocos e paisley. Mas uma dica importante para quem vai aderir à moda é de que não é só a estampa que precisa ser parecida com a dos lenços, mas a textura dos tecidos deve acompanhar, ou seja, os tecidos devem ser leves, delicados e bem fluídos. A seda e o cetim são perfeitos. Para não errar na produção, a consultora de imagem e estilo Flávia Quintella elaborou algumas dicas importantes que, se seguidas à risca, não deixarão ninguém pecar no look.

15


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

- As peças de inspirações náuticas vão bem com branco, vermelho e marinho – bem navy. - Para não errar, combine com uma das cores que aparece na estampa ou com branco – combinação mais indicada, pois garante frescor e delicadeza típicos do verão. - As estampas sempre chamam atenção para a parte do corpo em questão e, como tendem a aumentar a região, use na parte mais magra do seu corpo, equilibrando assim o todo. - Se você tem seios grandes e quadril estreito, por exemplo, prefira calças ou saias estampadas a blusas e camisas. - Mulheres pequenas devem optar por estampas menores. Mulheres maiores (mais altas e mais encorpadas) devem escolher estampas maiores. Apesar de clássica, a estampa deixa o visual descolado e super feminino. Antes de investir em alguma peça, faça uma busca no guarda-roupa da sua mãe, tia, avó... é capaz de encontrar alguma peça bem atual por lá! 16

{ moda }


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ capa }

Não fique com o mico na mão!

V

ira e mexe, em meio a uma aula importante, adolescentes ávidos por aventuras e que não veem a hora de terminar o ano letivo ou mesmo o curso para buscarem novos desafios em suas vidas, recebem a visita dos “vendedores de sonhos”. Geralmente, avalizados pela direção do estabelecimento de ensino onde estudam, agentes oferecem aos estudantes viagens fantásticas a verdadeiros paraísos. São praias paradisíacas no Brasil e até no exterior, estações de esqui, parques temáticos, entre outras atrações que enchem os olhos da moçada. Mas como pagar por tudo isso? Fácil. Como as viagens só vão acontecer daqui um a dois anos, tudo é muito simples. Basta os pais enviarem cheques prédatados, com parcelas que vão até às vésperas do embarque, que o passeio está garantido. Garantido? Trata-se de um negócio da China para as agências que recebem antecipadamente por um serviço que será entregue apenas depois de tudo quitado. Isso se não ocorrer nenhum imprevisto no caminho. E quem garante que, depois de tudo pago, geralmente à base de muito sacrifício das famílias envolvidas, a viagem vai acontecer conforme os vendedores de sonho prometeram? Ninguém. As agências, que evitam de todas as formas possíveis atendender à imprensa, informam que elas garantem. A Abav (Associação Brasileira das Agências de Viagem), entidade que representa o setor, não faz cerimônia para se esquivar do assunto. A Trip & Fun, por exemplo, caso mais recente de deixar clientes na mão, só foi suspensa da associação, após dar o calote em milhares de estudantes Brasil afora. Desta forma, o consumidor tem que correr atrás de seus direitos. As empresas, por sua vez, se prevalecem de seus poderes de persuasão, a partir da velha máxima: “Se quiser, é assim”. Além de viagens, o problema se repete em relação aos preparativos para os bailes de formatura e festas de fim de ano.

Por Ana Fabrício redacao@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

17


{ capa }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Para dançar no baile e garantir a viagem dos sonhos Comprar serviços de viagens e formatura no Brasil pode ser uma fria. É preciso ficar atento e se precaver para não ter surpresas desagradáveis

“Vou me formar no ensino médio este ano e meus pais já estão pagando uma viagem. certo e a viagem seja perfeita, porque a gente vê cada coisa acontecer, que assusta”, diz Kátia C. Gonçalves, aluna do Colégio Santa Amália. 18

Comemorar os anos do ensino médio ou da faculdade com uma bela viagem ou um grande baile de formatura é um sonho que vai além do canudo. Muitos estudantes, durante o ano que antecede essa comemoração, têm mais expectativa com a festa ou viagem do que com o próprio diploma. Afinal, são esses acontecimentos que vão coroar todo um ciclo de novos conhecimentos, preparação para o mercado de trabalho e amizades. Então, tudo o que se espera é que seja a festa ou a viagem perfeita. Tem de torcer mesmo para dar tudo certo e não cair numa roubada. Contratar serviços de formatura ou de viagens no país é como jogar ao acaso: se a sorte ajudar tudo pode dar certo, do contrário só resta chorar ou rezar. Muitas empresas que organizam formaturas e agências de viagens não passam de fachadas para larápios, favorecidos pela impunidade das leis brasileiras.

A Trip & Fun aplicou um golpe em mais de mil passageiros, que haviam comprado pacotes turísticos para Disney, Bariloche, Cancun, Florianópolis, Sauípe, entre outros destinos turísticos. O método é sempre o mesmo. Em um dos casos, as vítimas pagaram com antecedência o pacote de uma viagem para Cancun em nove parcelas de R$ 478, mais uma de R$ 977, além da entrada de R$ 780. Além de curtir as férias, os estudantes comemorariam a formatura do ensino médio. Ficaram a ver aviões no Aeroporto. Os responsáveis pelo calote estão sendo investigados, mas em liberdade, já que as ocorrências foram registradas como estelionato. Filiada a Abav, a Trip & Fun foi suspensa do seu quadro de associados, segundo a assessoria de imprensa da entidade, mas somente depois do leite derramado. “No mesmo dia em que foi divulgado o cancelamento de viagens de

formatura do grupo de 46 estudantes para Cancun, o presidente em exercício enviou ofício ao diretor administrativo da agência, solicitando os devidos esclarecimentos. A associação optou pela suspensão de seu quadro de associados e instaurou processo de averiguação junto à assessoria jurídica”. Ou seja, nenhuma proteção ao consumidor. Perguntada sobre outras questões, como a existência ou não de uma regulamentação de mercado que proteja as negociações feitas entre pais ou alunos e as empresas de turismo, a Abav se omitiu de responder. Também diversas agências de turismo que oferecem pacotes de formatura nas escolas, procuradas pela reportagem, como se fosse algo combinado, não quiseram se pronunciar a respeito. Paira no ar uma frase conhecida no mercado quando não existe nada que possa dar segurança aos consumidores: “La garantia soy jo”.


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ capa }

Gato por lebre

Sempre as mesmas desculpas Sem resolver os problemas de todos aqueles que foram prejudicados, com seus sonhos frustrados, a Trip & Fun informou, por meio de notas a imprensa, que lamentava profundamente o adiamento das viagens marcadas. Que trabalhava para tentar resolver cada caso. A empresa alegou que passou por um impasse financeiro, com origem em 2009, causado pela epidemia global de gripe suína. No entanto, ela continuou vendendo e recebendo pelos pacotes neste período, sem oferecer garantia alguma de que iria entregar os serviços contratados. Segundo a empresa, a temporada de 2012 foi iniciada levando mais de 500 passageiros a Cancu n, Disney, Nova York e Bariloche, com boa parte da temporada paga, já que o dinheiro dos passageiros foi investido em hotéis, passagens e transportes. No entanto, com a alta do dólar, não haveria viabilidade para embarcar os cerca de 1.200 passageiros restantes, e não 6.000 como amplamente divulgado. Mas que, seguindo a determinação do Procon, os passageiros atingidos seriam reembolsados integralmente. Em outro caso que explodiu na mídia, a Lillity Eventos foi contratada para fazer a colação de grau de várias turmas de estudantes de diferentes escolas de São Paulo, além de organizar uma viagem e um baile de gala com bufê. Pelos serviços que deveriam ter sido prestados, cada aluno pagou R$ 1,1 mil, mas não teve nem viagem, nem baile e muito menos o dinheiro de volta. A proprietária da empresa, Liliane Venâncio, foi indiciada por estelionato e aguarda em liberdade o andamento do processo.

Há outros golpes menores praticados por empresas de formatura e agências de viagem, que - muitas vezes - para lucrar um pouco mais à custa do consumidor, vendem gato por lebre. “Contratamos uma empresa de formaturas e pagamos um vinho de boa qualidade para o bufê. Mas, no dia da festa, o vinho servido foi muito inferior. Reclamamos, mas não adiantou nada”, conta Guilherme Azevedo Galante, formando do Colégio Santo Amália. Com pacote de viagens também ocorrem casos parecidos. A viagem acontece. Mas na última hora a companhia aérea pode ser diferente da que foi contratada, além de muitas vezes haver surpresas na chegada ao destino. “Comprei um pacote para Porto de Galinhas. Quando cheguei, fiquei decepcionada com a pousada, que, pelas fotos, era muito melhor e mais bonita. E o apartamento nem se fala. Tentei entrar em contato com o pessoal da agência e reclamar, mas não adiantou muito. Resultado: nunca mais compro pacotes de viagem. Pesquiso na internet e vou por minha própria conta e risco,” afirma a estudante de medicina Daniela Silva Perusco. Para evitar esse tipo de problema, a advogada Patrícia Tomoto recomenda exigir que todo o combinado e oferecido pelo prestador de serviços conste do contrato, e que o consumidor fique atento a cláusulas que possam ser desvantajosas ao consumidor. Especialmente quanto à possibilidade de alterações de hotéis, passeios e/ou transportes, além de taxas extras. “Os contratos, e tudo mais, que exijam a assinatura do consumidor devem ser previamente lidos e compreendidos. É muito mais difícil reverter uma situação depois de ter sido acordada mediante assinatura. Vale lembrar que a ocasião em que o consumidor tem mais poder é o momento da contratação. Esse poder deve ser usado, inclusive, para exigir alterações em cláusulas contratuais que possam trazer problemas no futuro”. 19


{ capa }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Leis brandas

Os golpes

Apesar de toda consternação que causa cada vez que uma história dessas é divulgada pela mídia, os mesmos golpes voltam a ocorrer. Não importa muito o barulho causado pelos meios de comunicação, os boletins de ocorrência, os processos e conselhos de associações ligadas aos segmentos. Há inclusive golpistas que os repetem, com sucesso, gerando uma terrível sensação de impunidade e a certeza de que se navega ao sabor dos ventos. Em 2008, em Brasília (DF), o sócio de uma empresa chamada Impacto Turismo deu um golpe em vários clientes. No réveillon de 2009 repetiu a dose. Ele comandou excursões

20

para Arraial d’Ajuda, na Bahia sem que os hotéis estivessem pagos, muito menos os ingressos para os shows, conforme contrato. Cerca de 400 pessoas foram prejudicadas. Um dos seus sócios tinha 33 processos na Justiça quando organizou a segunda excursão. Para a advogada Patrícia Tomoto, em casos como esses, o consumidor deve procurar um órgão de proteção, como o Procon. Ela alerta, porém, que partindo do princípio de que a empresa muito provavelmente não é idônea, há poucas chances de que haja uma solução por via extrajudicial. “Nesses casos, o melhor mesmo é procurar o Poder Judiciário, para o ajuizamento de

São Paulo Em abril deste ano, na região de São Miguel Paulista, na Zona Leste da capital, os bailes de formatura que deveriam ter sido organizados pela empresa Lillity Eventos em ao menos três endereços não foram realizados. A empresa foi contratada para fazer a colação de grau de várias turmas, além de organizar uma viagem e um baile de gala com bufê. Pelos serviços que deveriam ter sido prestados, cada um pagou R$ 1,5 mil.

uma ação para a reparação de danos tanto materiais, quanto morais, que o consumidor tenha sofrido. Nesse aspecto criminal, também é possível que o prejudicado busque o auxílio do Ministério Público, que poderá tomar as medidas cabíveis na esfera criminal em trabalho conjunto com a polícia. Se comprovado o crime de estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal, a pena pode chegar a até cinco anos de prisão.” “As leis brasileiras são muito brandas. Para esse tipo de golpe, configurado como estelionato, as penas são pequenas, poucos anos de prisão. E se a pessoa tiver uma boa defesa - alegar problemas financeiros, falência coisa e tal - acaba saindo praticamente

Taubaté/SP Em 2011 a Dacon Formaturas aplicou um golpe nos alunos dos cursos de Odontologia e Enfermagem, da Universidade de Taubaté (Unitau), que tiveram frustrado o sonho de um baile de gala para comemoração da formatura. A empresa era conhecida na cidade como uma das mais tradicionais organizadoras de eventos, principalmente formaturas e bailes. Os proprietários fugiram.

Em 1999, também em Taubaté, uma empresa foi acusada de desaparecer com o pagamento de cerca de 700 formandos de 23 cursos da Unitau. O total do pagamento era de aproximadamente R$ 345 mil, referente às mensalidades pagas para as cerimônias de formatura. Os contratos de prestação de serviço de formatura foram assinados com dois anos de antecedência, com previsão de quitação mensal.


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ capa }

É proibida pela legislação do turismo a cobrança de multa caso o consumidor cancele o pacote 45 dias antes da data da viagem, sem qualquer justificativa ou precaução adicional. impune da situação, vai cumprir regime semiaberto, ou, dependendo do caso, aberto com prestação de serviço comunitário.”, completa o advogado Antônio Carlos Lira. Ou seja, é um salve-se quem puder. Se você for uma pessoa de boa fé e topar com um estelionatário estabelecido, com firma, contratar seus serviços e entrar numa roubada literalmente, pelo visto só resta chorar. “Não tem muito a fazer”, afirma a assessora técnica do Procon, Fátima Lemos. “Em casos como esse, o Procon dá encaminhamento da ocorrência ao Ministério Público e aguarda os trâmites legais, além de colaborar com informações para a

investigação policial”. Ela sugere que “a melhor forma de se precaver contra esse tipo de golpe é pesquisando a idoneidade da empresa. Antes de fechar um pacote, é importante pesquisar se a empresa possui alguma ação judicial ou não, se ela tem preocupação coma a imagem e zela por isso. Infelizmente, o Procon não tem como monitorar tudo. Garantia total não dá para ter, mas dá para minimizar os riscos ficando atento a todos os detalhes”. Para a Proteste Associação Brasileira de Consumidores, uma forma de reduzir riscos, no caso de viagens, é não pagar todo o pacote com antecedência e

Campinas/SP

Em 2006, uma estudante universitária procurou a polícia para registrar queixa de estelionato. Ela e outros 20 alunos pagaram mensalidade, por mais de um ano, para uma empresa especializada em formaturas, a Universo, e acabaram ficando na mão. O golpe foi descoberto porque a estudante entrou em contato com a companhia para providenciar os brindes da festa. Na ocasião, ela foi informada pelo suposto representante que a firma havia falido e que não haveria mais formatura. Os alunos já tinham quitado 70% dos R$ 1.672,00 que cabia a cada um deles pela festa e cerimônia.

monitorar a empresa, informandose sobre queixas em entidades de defesa do consumidor e em redes sociais. Porém, se constar alguma reclamação não atendida, o consumidor tem de ficar alerta, e pedir o cancelamento do contrato o quanto antes. Se já adiantou alguma soma, pode pedi-la de volta. E mesmo que o pacote seja cancelado no dia da viagem, o consumidor deve receber o valor pago como adiantamento. Sem multa, se a desistência for por falha na prestação de serviços. Até porque a agência de turismo poderá providenciar sua substituição por outro participante no pacote, nas mesmas condições contratadas.

Brotas/SP Em 2011, o buffet Antonius deu um golpe em alunos de uma turma de formandos do curso de engenharia da Unifacs. A cerimônia marcada não aconteceu. Os sócios que fugiram levaram cerca de R$ 4,2 mil de cada estudante. “Era um grande sonho. Estudamos em um curso caro, difícil de concluir, e a redenção seria nossa festa. Foi um golpe perverso”, lamentou um dos estudantes.

21


Dicas do Procon para uma festa sem surpresas

{ capa }

22

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo Os alunos devem eleger uma comissão de formatura para cuidar da negociação dos termos do contrato. O Procon–SP recomenda um levantamento de preços detalhado, ponderando sobre vantagens oferecidas por diferentes empresas, além de vistorias nos locais pretendidos, provas de cardápio ou o comparecimento a evento já promovido. A comissão deve solicitar garantias, documentos que comprovem sua situação financeira. Essa precaução poderá evitar sustos como a empresa sumir e, consequentemente, deixar de prestar os serviços contratados. Ainda, é recomendável Consultar o Cadastro de Empresas Reclamadas do Procon-SP (telefone 151). Como o contrato de formatura é coletivo, as decisões são tomadas por consenso. Nele devem constar datas, horários e locais da colação, baile e coquetel, decoração, número de convites e mesas por formando e o aluguel da beca. Quando for contratada banda, o nome e o repertório devem vir discriminados. O local contratado para as cerimônias não pode ser trocado aleatoriamente. Se estiver prevista em contrato e vier a ocorrer, a substituição deverá ser por outro da mesma categoria. Outros dados que devem constar no contrato são: preços de cada item, formas de pagamento, número de parcelas e encargos por atraso no pagamento. Recomenda-se, também, que cada aluno fique com uma cópia do documento. Quanto à cobertura fotográfica e serviços de filmagem cabe à comissão solicitar que a empresa fixe os preços de álbuns, fotos individuais, DVD e data prevista para entrega. É aconselhável já estipular em contrato a limitação do valor máximo a ser cobrado por fotos adicionais ou aquisição do álbum. Fique atento quanto à eventual previsão contratual que proíba ingresso de convidados com máquinas fotográficas ou filmadoras próprias. Também é uma prática abusiva que a comissão tem direito a contestar junto à empresa contratada. Os critérios para o cancelamento individual ou geral e a restituição da quantia paga precisam estar claros no contrato. É considerada abusiva estipular a perda total dos valores desembolsados, mesmo para o aluno que for reprovado. O aluno precisa ler com atenção todas as cláusulas e analisar as condições, inclusive, a disponibilidade econômica até o pagamento.

Sem pesadelos Para que o sonho da viagem não se transforme em um pesadelo, é importante ter cuidado antes de fechar o pacote e verificar se a empresa cumpriu todos os contratos anteriores e se tem experiência em viagens para o país e para o exterior. Não considerar apenas preço na hora da contratação. Desconfiar sempre de valores muito abaixo dos praticados no mercado. Fazer um verdadeiro rastreamento para saber tudo sobre a empresa contratada: imagem, idoneidade, regularidade, documentação, registro e eventuais processos. Usar apenas empresas registradas no Ministério do Turismo e na Embratur. Agências de turismo com tradição, nome forte na praça, de preferência com indicação de alguém que já usou a companhia. Se a viagem for para o exterior, confirmar a passagem de volta antes de sair do Brasil. Isso pode ser feito na própria empresa aérea. Não deixar por conta de guias as garantias de passagem, hotéis, ingressos para shows, parques de diversões etc. Peça os comprovantes. No site do Ministério do Turismo podem ser consultados os prestadores de serviços turísticos com cadastro regular e os serviços que oferecem: www.cadastur.turismo.gov.br Um outro site, o www. reclameaqui.com.br, coloca à disposição dos interessados, gratuitamente, informações sobre as empresas e sua reputação decorrente da avaliação dos próprios consumidores. Vale a pena consultá-lo. Lá se encontra o índice de satisfação dos consumidores para com as empresas reclamadas.


{ vitrine }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Lumia 920, o novo smartphone da Nokia

Por Ana Paula Almeida ana.paula@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

C

ada vez mais modernos, os smartphones seguem ganhando novos modelos com mais recursos, provocando grande disputa entre os seus fabricantes. Exemplo disso foi que a Nokia e a Microsoft lançaram na última semana o primeiro smartphone Lumia com sistema operacional Windows Phone 8. Porém, o aparelho só deve chegar às lojas em novembro. Mesmo antecipando o lançamento, a Nokia não conseguirá colocar o Lumia 920 no mercado antes da Apple que promete iniciar as vendas de seu Iphone 5 ainda este mês nos Estados Unidos. Entre as principais novidades do Lumia 920 é a recarga wireless, ou seja, sem a necessidade de conectar o aparelho a um carregador. A recarga da bateria será possível através de um sistema wireless Qi embutido no aparelho que induzirá a carga sem a necessidade dos fios. O novo modelo da Nokia conta ainda com uma tela de 4,5 polegadas, câmera de 8,7

megapixels com tecnologia Pure View na parte traseira do aparelho e é capaz de processar até cinco vezes mais luz que os outros smartphones mesmo sem o flash. Suas cores chamativas – o smartphone estará disponível em amarelo, vermelho, branco, cinza e preto – chamam a atenção dos consumidores, além de contar com um processador dual-core Qualcomm Spandragon S4 de 1,5 GHz e 32GB de memória interna. O visor do aparelho será curvado e foi batizado por seu fabricante de “Pure Motion HD+” e promete uma tecnologia de toque super sensível, permitindo o uso do aparelho inclusive com luvas. Os valores de comercialização ainda não foram divulgados.

O que oferece de novidade •Recarga de bateria sem fio, através de sistema wireless •Tela de 4,5 polegadas, pouco menor que um tablet •Câmera de 8,7 megapixels com tecnologia Pure View, sendo capaz de processar até cinco vezes mais luz que os outros smartphones •Cores vibrantes como o vermelho e o amarelo estarão disponíveis no mercado •Memória interna de 32 GB •Visor curvado com sensor super sensível, permitindo o toque com luvas •Sistema operacional Windows Phone 8

23


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ viagem }

Paraty, um paraíso a 400 km de São Paulo Por Ana Paula Almeida ana.paula@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

Q

ue tal dar as boas vindas à Primavera numa praia paradisíaca ou em belas cachoeiras? A cidade de Paraty, no Rio de Janeiro, localizada a 400 quilômetros de São Paulo, com acesso pela rodovia Rio/Santos, proporciona belas paisagens aos turistas. Perfeita para um fim de semana ou até mesmo temporadas, a cidade conta com infraestrutura adequada para atender seus visitantes, seja com hospedagem ou passeios a beira mar, sem contar que grande parte do município está em áreas de preservação com Mata Atlântica.

24


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ viagem }

Centro Histórico Nem só de praias e belezas naturais vive Paraty. O Centro Histórico e suas construções seculares são um atrativo a parte para os turistas. São 31 quarteirões e quatro praças – Bandeira, Santa Rita, Matriz e Rosário. Para os arquitetos - que não tiram folga nem quando estão descansando - apreciarem, existem três tipos de beirais nos telhados das casas do Centro Histórico: a cimalha (coberto com madeira), o cachorro (beiral com caibros a vista) e a beira-seveira (beiral formado por duas ou mais camadas de telhas), um show de arquitetura portuguesa para os amantes de construções antigas. E é a noite que os momentos perfeitos para curtir o Centro Histórico acontecem. Seja passeando calmamente pelas ruas, visitando a Casa da Cultura onde há exposições permanentes sobre a cultura da cidade ou em um show de rua, opções para se divertir não faltam. Depois disso, vá a algum restaurante com música ao vivo e, após o jantar, finalize a noite assistindo a uma apresentação do Teatro de Bonecos. Com certeza o turista levará para casa mais que momentos de diversão. Carregará também lembranças que permanecerão para sempre.

25


{ viagem }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Praias

Cachoeiras

Hospedagem

Praia bonita é o que não falta em Paraty. Cachadaço, uma das mais visitadas, possui areias finas e brancas com poucas casas de pescadores e ranchos de pesca. Ali a sensação é de estar numa ilha perdida no meio do oceano, tamanha é a calma do lugar. A vegetação nativa da orla e a tranquilidade fisgam o visitante. A praia do Meio também tem areias branquíssimas, mas o diferencial fica por conta das águas profundas e um ilhote em frente. Para quem gosta de desfrutar de um tira gosto a beira mar, vários bares que atenderão o turista da melhor forma. Há ainda uma trilha que leva a “Pedra do Engole”. Há ainda as praias do Fora, Cepilho, Brava, Laranjeiras e Sono, todas com atrativos que deixarão o turista com saudade de Paraty.

O que não falta em Paraty são belas cachoeiras. Entre as mais procuradas pelos turistas está a da Penha, também conhecida como do Tobogã. Está localizada na Estrada Paraty-Cunha, próximo à sede do Centro de Informações Turísticas do Caminho do Ouro. Quando parar para pedir alguma informação no caminho, aproveite e faça uma visita à Cachoeira do Tobogã. Outra queda d’água muito conhecida é a Cachoeira da Pedra Branca. Considerada uma das mais belas da cidade, também fica na Estrada Paraty-Cunha onde também há uma trilha e as ruínas da primeira usina de força da cidade.

Arte Urquijo Rua Dona Geralda, 79 E-mail: urquijo@terra.com.br Telefone: (24) 3371-1362

Aconchego Rua Domingo Gonçalves Abreu, 01 E-mail: reservas@ aconchegohotel.com.br Telefone: (24) 3371-1598 | 3371-1273

Arte Colonial Rua da Matriz, 292 E-mail: reservas@ pousadaartecolonial.com.br Telefone: (24) 3371-7347 | 3371-7231

Passeios de barco

Se o objetivo do turista é relaxar a bordo de um barco, Paraty é a cidade com uma das baías mais bonitas de todo o país. É perfeito para curtir o visual e esquecer do mundo. São praias e ilhas, muitas ainda em estado selvagem, com águas claras e calmas e, de tão límpidas, é possível ver os peixes coloridos. Se o turista tiver sorte os golfinhos podem ser avistados. Para os aventureiros há duas maneiras de se fazer um passeio de barco. A primeira é comprando uma passagem de escuna com passeios que duram cinco horas em média, com três ou quatro paradas em ilhas e praias. O único problema é que o roteiro é determinado pelas agências que realizam o passeio. Mas se o dinheiro estiver sobrando é possível alugar uma embarcação exclusiva. As mais em conta são as baleeiras, mas elas são um pouco lentas e barulhentas, porém contam com capacidade para até dez pessoas. Outras opções de aluguel são lanchas e veleiros, já com marinheiro que pode dar dicas de roteiros com as praias e ilhas mais bonitas da baía. Entre os locais a serem visitados estão a Praia Vermelha, Ilha Sapeca, Praia da Lula e Ilha do Catimbau.

26


{ notas

}

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Exposição

Espartilho

Por Ana Paula Almeida ana.paula@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

Os figurinos de show do cantor Ney Matogrosso são tema da exposição “Cápsula do tempo: Identidade e Ruptura no Vestir de Ney Matogrosso”. O artista, que sempre teve suas apresentações marcadas por figurinos deslumbrantes, doou 30 looks e cerca de 50 peças trajadas por ele para o acervo do Centro Universitário Senac e daí nasceu a exposição baseada em suas vestes. Há roupas, cocares, sapatos e acessórios. O Centro Universitário Senac fica na avenida Engenheiro Eusébio Stevaux, 823. Informações 5682-7300. Segunda a sexta-feira, 9h às 21h, sábado, das 8h às 17h. Grátis. Até 14 de dezembro.

Até 30 de novembro, no Teatro Zanoni Ferrite, o paulistano poderá assistir à peça “Espartilho”, de José Antônio de Souza. A história é protagonizada por Dani Mustafci e Fábio Ock que contam como o amor, fantasia e repressão aconteciam nos anos 50. Virgínia, católica e frustrada, vê sua rotina alterada por um homem misterioso que se apresenta como o escrivão que registrou seu casamento e que, desde então, teria se apaixonado por ela. O fim da história promete muitas surpresas. Teatro Zanoni Ferrite, avenida Renata, 163. Sextas-feiras e sábados, às 20h, e domingos, às 19h. Informações 2216-1520. O ingresso custa R$ 10.

Bienal das Artes A 30º Bienal das Artes de São Paulo está no Pavilhão Ciccillo Matarazzo no Parque Ibirapuera. Neste ano 110 artistas participam do evento intitulado “A iminência das poéticas”. Destes, 21 são brasileiros. A mostra é dividida em quatro temas “Sobrevivências”, “Alterformas”, “Derivas” e “Vozes”, além de uma zona transversal, chamada de “Reverso”. Entre os artistas que participam da Bienal estão Bernardo Ortiz e Sofia Borges. Parque do Ibirapuera, avenida Pedro Álvares Cabral. Terças, quintas, sábados e domingos, 9h às 19h *entrada até 18h; quartas e sextas-feiras, 9h às 22h. Entrada até 21h. Grátis.

Maratona de NY A peça “Maratona de Nova York”, sucesso de público, está de volta à capital paulista e reestreia neste sábado, dia 15, no teatro Eva Herz. A volta do espetáculo faz parte das comemorações dos 30 anos da casa e fica em cartaz até 28 de outubro. A peça, dirigida por Bel Kutner, conta a história de dois atletas amadores na faixa dos 30 anos em busca de superação. O espetáculo acontece aos sábados, 21h, e domingos, às 19h. O preço integral é de R$ 60. Teatro Eva Herz, avenida Paulista, 2073. Informações pelo 3170-4059.

27


{ lazer }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Concurso cultural de artes entra em votação popular

O

concurso cultural “Tá pintando um novo metrô” entrou em nova fase esta semana. Mais de seis mil pessoas enviaram suas artes e uma comissão formada por profissionais da área de design escolheram os 20 melhores trabalhos que entraram em votação popular no site do Metrô. Por meio do voto popular que segue até 27 de setembro, o programa pretende escolher uma arte para estampar o primeiro vagão da nova linha 2-Verde (Vila Prudente-Cidade Tiradentes) de Metrô da Capital. Nessa fase de votação, cada pessoa pode dedicar dois votos por dia à sua arte predileta e há também os votos extras, que são computados toda vez que alguém se inscrever e indicar quem o informou sobre o concurso.

Por Ana Paula Almeida ana.paula@freesaopaulo.com.br Fotos: Divulgação

“Ta pintando um novo metrô” Desde 15 de agosto, os artistas puderam enviar até cinco artes para concorrer ao envelopamento de um vagão da linha verde do Metrô. Ao todo, foram 6.723 inscritos e 2.725 artes, sendo 2.708 provenientes de artistas. Em 10 de setembro, 20 artes foram escolhidas por uma comissão escolhida pelo próprio Metrô. No dia seguinte colocadas no site para serem votadas pelo público. A votação fica aberta até 27 de setembro e o público escolherá a arte que quer ver estampando os trens da extensão da nova linha do Metrô, o vencedor terá seu trabalho aplicado no primeiro e último carro de cada trem. É importante ressaltar que os trabalhos respeitarão a “Lei Cidade Limpa” que não permite o uso de logotipos, marcas e expressões publicitárias. Até o momento, 879 cidades acessaram o site e mais de 62 países consultaram o portal do Metrô.

Para votar

Para votar nas artes do concurso basta se cadastrar no site www.tapintandoumnovometro. com.br. O resultado final será divulgado no dia 28 de setembro no site do concurso. Os vencedores terão suas artes estampadas nos vagões do Metrô, mas não receberão prêmios em dinheiro.

28


na tela

siga-nos em: freesaopaulo.com.br

por: Vito Zanella e Suzanne Dias redacao@freesaopaulo.com.br fotos: Divulgação

Resident Evil 5: Retribuição A série Resident Evil começou no PlayStation, em 1996, e é responsável por popularizar o gênero do “survival horror’’ nos games, onde já ganhou mais de 30 títulos, entre consoles, portáteis e celulares. A partir de 2002, migrou para o cinema, com “Resident Evil: O Hóspede Maldito”, estrelado por Milla Jovovich, que protagonizou a uma franquia que chega no 5º filme: “Resident Evil 5: Retribuição”. Mais uma vez, ela revive Alice, a última esperança da espécie humana contra o vírus mortal T, desenvolvido pela Umbrella Corporation. Alice desperta no centro de operações clandestinas da Umbrella e descobre mais segredos do seu passado misterioso conforme se aprofunda no complexo. Sem um porto seguro, Alice continua a caçar os responsáveis pelo vírus; uma perseguição que a leva de Tóquio a Nova York, Washington, DC e Moscou, culminando em uma revelação alucinante, que irá forçá-la a repensar tudo o que ela acreditava ser verdade. Ajudado por seus novos aliados e antigos amigos, Alice precisa lutar para sobreviver o tempo suficiente para escapar de um mundo que está prestes a ser destruído. Os fãs poderão contar com três novos personagens, muito conhecidos no universo dos jogos - Barry (Kevin Durand, de “Cosmópolis”), Ada (Li BingBing, de “O Reino Proibido”) e Leon (Johann Urbde “Zoolander”).

E a Vida Continua... Longa baseado no 13º best-seller espírita da série “A Vida no Mundo Espiritual”, do espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier, em 1968. Conta a história do encontro de Ernesto (Luiz Bacelli), que carrega consigo uma tragédia do passado, a qual esconde através de um sorriso bem humorado, e da bela jovem Evelina (Amanda Costa), que está machucada emocionalmente devido à infidelidade do marido. Após o carro dela enguiçar, Ernesto ajuda a jovem - por ironia do destino estão indo exatamente para o mesmo hotel. Imediatamente eles desenvolvem uma amizade tão sólida que persistirá quando ambos passam para o outro plano. Será ali, do outro lado da vida, que Evelina e Ernesto enfrentarão enormes dificuldades e desafios, onde não faltarão surpresas e surpreendentes revelações.

Tropicália

O documentário aborda um dos maiores movimentos artísticos, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil, no final dos anos 60. Resgata uma fase na história do Brasil em que a cena musical fervilhava e os festivais revelavam vários novos talentos. Ao mesmo tempo, o país sofria com a ditadura dos generais no poder. Com depoimentos reveladores, raras imagens de arquivo e embalado pelas mais belas canções do período, Tropicália nos dá um panorama definitivo de um dos mais fascinantes movimentos culturais do Brasil. 29


horóscopo

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Por Gregório Queiroz

ÁRIES

Momento de magia do encontro amoroso. Seus sentimentos podem ser vividos com uma liberdade raras vezes conhecida. A promessa é muito boa e muito bela para o amor.

LEÃO

TOURO Os ambientes e relações intimistas lhe serão muito mais gratificantes e prazenteiros. Os momentos de isolamento do mundo com suas ansiedades podem hoje lhe fazer bem.

VIRGEM

Urano em bom aspecto com Vênus favorecem as atividades culturais, especialmente as artísticas, tanto assistindo a espetáculos de arte quanto sendo o artista criador.

SAGITÁRIO

Momento de paz interior e sensação de consonância e equilíbrio com as pessoas e o mundo a sua volta. Faça seus gestos estarem em harmonia com seus sentimentos.

CAPRICÓRNIO

Momento para viver sonhos mágicos no amor, nas artes e nas atividades do intelecto superior. Você tenderá a ser muito inspirado nestes vários assuntos.

GÊMEOS

É favorável o recolhimento em lugares que sejam de seu especial agrado. Os momentos de paz e harmonia em seu lar estão indicados como ideais para este dia.

CÂNCER

Um forte estimulo aos sentimentos generosos, calorosos e afetuosos irá tornar este dia propício para o convívio humano. Um encontro surpreendente lhe deixará feliz.

LIBRA

Trabalhar e ganhar dinheiro serão tarefas hoje bem agradáveis para você. Os bons resultados no trabalho e a boa relação com as pessoas lhe trarão satisfação.

ESCORPIÃO

Um dia de alegrias nas relações amorosas, afetivas e nas amizades. Você anseia liberdade e bem viver. Os envolvimentos afetivos ganham caráter especial e encantador.

Vênus estimula a criação artística e a inspiração no trabalho. Uma boa surpresa tende a ocorrer, favorecendo esse espírito criativo. Abra-se ao inesperado e à renovação.

PEIXES

AQUÁRIO Dia de alegria nas relações sociais e afetivas, com chance de se encontrar com pessoas interessantes, talvez magneticamente encantadoras, o que viria a tornar o dia especial.

Você hoje usufrui bens de conforto e da materialidade, de uma maneira especial. A aquisição ou o usufruto de algo que o deixe feliz pode ser a experiência principal do dia.

ESPECIALIZADA EM CABELOS CRESPOS!

Tel: (11) 5071-6127 / 7040-5226 - Vanda (ao lado do metro Praça da Àrvore)


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

ANUNCÍE: 11

2823-0800

classificados

DONA JOANA TRAGO SEU AMOR À SEUS PÉS POR + DIFÍCIL QUE SEJA. CONS. GRÁTIS F:3482-6013 97011-5162

31


FreeSP l No. 47  

A Revista Free São Paulo desta semana traz em sua reportagem de capa “La Garantia soy Jô”, que trata das agências de viagem e empresas de fo...