Issuu on Google+

Léo Jaime diz que brasileiro não é tão liberal como parece

Série

ESPECIAL As drogas e a adolescência parte 2

{ ano 1 - n 41 }

{ 02 ago }

Distribuição Gratuita

ENTREVISTA

Crime a céu aberto Região da rua 25 de Março, no Centro, ainda é o paraíso dos produtos piratas e contrabandeados, local que atrai consumidores atrás de preços baixos mas de qualidade mais do que duvidosa

VIAGEM: Brotas, muito além das aventuras / SAÚDE: O poder dos produtos naturais / LAZER: Um museu só de invenções


02


04


05


PROMOÇÃO

BATMAN

{ charge }

Free São Paulo, toda quinta, grátis no Metrô

Edgard Saraceni

NO CINEMARK

NA FAIXA para as

100

primeiras pessoas que curtirem nossa página no

facebook

facebook.com/FreeSaoPaulo ... e enviar para o email relacionamento@ freesaopaulo.com.br seus dados completos validando sua participação! A promoção inicia-se na quinta-feira, 2/8, às 10h, e vai até terminar os ingressos

Serão premiados os 100 primeiros seguidores que cumprirem o regulamento acima, com um ingresso para assistir o novo filme de Batman! Os Ganhadores serão divulgados pela própria página no Facebook. Curtam e fiquem ligados!

TEMPESTADE - Até agora protegidos por Lula, os principais líderes do PT temem grandes estragos com o julgamento do Mensalão { opinião }

Julgamento do Mensalão deve encerrar um ciclo no país O próprio presidente Lula, que saiu ileso até aqui, inclusive se reelegendo em 2006, pouco tempo após as denúncias virem à tona, fica em xeque. A aparição dele nas campanhas é tida como fundamental para alavancar nomes como o do candidato Fernando Haddad, na capital. Mas se, porventura, tiver que dar explicações ou vier a ser atacado, deverá tirar o foco das disputas municipais, o que pode significar um desastre para quem tem nele o maior cabo eleitoral. Ou seja, dificilmente o julgamento do Mensalão - como uma tempestade - terminará sem deixar rastros de destruição. Mas o melhor é que a sociedade terá a certeza de que um importante ciclo irá se encerrar. Com ou sem final feliz.

Com o julgamento dos réus do Mensalão, sete anos depois que as denúncias de um esquema de corrupção envolvendo o primeiro escalão do governo do ex-presidente Lula (PT) foram reveladas, o país finalmente respira fundo e passa a ter a impressão de que justiça será feita. Independente do resultado absolvição ou condenação - aquela sensação de que o problema seria empurrado com a barriga para não mexer com os interesses do PT, no poder há 10 anos, fica para trás. O grande temor do partido reside no fato de o julgamento - mais que o resultado - traga à tona mais uma vez toda a sujeira que tentaram esconder durante todo este tempo e cause estragos irreversíveis em candidaturas petistas para as prefeituras de todo o país.

A Revista Free São Paulo é uma publicação do Grupo MG Com

·

Publisher: Luciano Maciel (luciano@freesp.com.br) Diretor de Redação: Ernesto Zanon (zanon@ freesp.com.br) Reportagem: Gil Campos e Ana Paula Almeida Diretor Comercial: Agnaldo Antônio (aantonio@freesp.com.br) - Tel. (11) 2823-0800 Diretor de Marketing: Waltinho Saavedra (marketing@freesp.com.br) Projeto Gráfico e Diagramação: Agência Comunnica (contato@ comunnica.com.br Arte: Ana Flávia Canto Executivos: Albany Rezende, Cristina Stepanov, Kise Sousa, Michele Oliveira e Robson de Moraes Impressão Plural Industria Gráfica LTDA Distribuição gratuita estações do Metrô + 4 CPTM + Cruzamentos SP Tiragem e distribuição: auditados pela BDO.

·

·

06

·

·

·

·

·

·

·

06


{ aspas }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

“Não dá para brincar”

“Não gosto que especulem sobre a minha vida”

Arouca, jogador do Santos, sobre a possibilidade do time da Vila Belmiro disputar a segunda divisão do Campeonato Brasileiro do ano que vem

Luiza Possi, sobre um possível romance com a também cantora Maria Gadú

“Estamos numa das melhores fases” Eduardo Moscovis, ator, negando crise no casamento com a apresentadora Cíntia Howlett

“Tem gente que tem preconceito com ator que malha” Carmo Dalla Vechia, ator, defendendo a vaidade masculina

“A saudade ainda existe” Buchecha, cantor, sobre a morte de seu companheiro Claudinho há dez anos 07


{ entrevista }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

"Brasileiro pensa que é liberal, mas não é" No twitter, ele é dado a frases como "Se beleza fosse tudo, ninguém comia feijoada", ou ainda "Pra mim só existem dois tipos de mulher: as que gostam de mim e as feias", isso sem falar nas letras abusadas de músicas como "Sônia" e "Solange", censuradas pela ditadura. Com essa língua solta e a predileção por divertidas pérolas da filosofia de boteco, Léo Jaime conquistou o público do programa "Amor & Sexo", da TV Globo. No embalo, garantiu um lugar no sofá de debate do "Saia Justa" e ainda este ano estreará a segunda temporada do reality show "Detox do Amor", ambos do GNT. A partir do dia 13, contudo, ele entra em nova fase na carreira, com um público que ainda não sabe lidar com os complicados assuntos do coração, no papel de Nando, na novela teen "Malhação". Mais um desafio para este goiano de nascimento, paulista de criação e carioca, hoje, de coração. Nesta divertida entrevista, o ator, músico e escritor revelou (pasme) ser tímido e sofrer de pan-hipopituitarismo, um problema hormonal que o impede de produzir hormônios e, com isso, acumula gordura. "Pareço ser mais gordo do que sou", diz. Notívago, não consegue dormir antes das 2h, mesmo acordando às 9h. Assim, às 23h11 na última quinta-feira, ao fim do papo, Léo Jaime veste a carapuça de conselheiro: "Já passou das onze, tá na hora de parar de trabalhar e ir para casa, né?" E quem vai discordar? 08

Por: Pedro Antune/AE Fotos: Diculgação

"Somos um povo conservador, com medo do julgamento dos outros em relação à sexualidade"


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Você vai entrar em "Malhação", como o Nando, um roqueiro. O quanto se identifica com ele? LÉO JAIME - É um cara que tinha uma banda, os Penetras no Paraíso, que acabou e ele não deu sequência. Será um interlocutor entre pais e alunos, porque tem esse espírito jovem, irreverente. De certa forma eu me identifico com isso, falo muito com jovens nas redes, no Amor & Sexo... E "Malhação" é para um público ainda mais jovem, não? LÉO JAIME - Grande parte deles é bem jovem. É interessante trabalhar esse conhecimento com o público novo. Outro dia, eu estava numa festinha infantil e uma menina me cutucou: "Você é uma pessoa de muita sorte. Você estará na Malhação!" Ela tinha sete anos. Para ela, estar envolvido na Malhação é como morar na Disney. Já no "Amor & Sexo", você representa a figura masculina, mas é aquele que fala o que os outros não têm coragem. Existe muito pudor? LÉO JAIME - Existe uma certa dicotomia entre o que o brasileiro é e o que ele pensa que é. Pensamos que somos um povo relaxado, tranquilo e liberal, mas somos um povo conservador, com medo do julgamento dos outros em relação à sexualidade. Sua participação lá costuma ser sempre bem-humorada... LÉO JAIME - As pessoas se soltam mais com humor. Não é uma aula de educação sexual, e é um assunto importante na vida de todo mundo. Humor também é um jeito de lidar com questões sérias, não? LÉO JAIME - Sim! O humor é uma válvula de escape para as coisas que nos pressionam. É uma forma de lidar com sentimentos negativos, a dor, tristeza, o humor é isso. Com o que vemos na TV, no seu twitter, nas músicas, você parece ser bem desavergonhado. LÉO JAIME - Eu sou um pouco tímido. Embora seja um tímido que reaja contra a própria timidez. Não me deixo dominar por isso. Eu reajo.

{ entrevista }

Então você se tornou ator e cantor também para lidar com isso? LÉO JAIME - Exatamente. Eu sabia que era muito calado, fui fazer teatro na escola, tocar violão. Criei mecanismos. Não me deixei dominar pela timidez. No geral, eu não me comporto como tímido, mas não quer dizer que o sentimento não deixou de existir. É como alguém que foi ao AA e não bebe mais. Ele continua um alcoólatra, ele só não bebe... Você disfarça bem na TV. Só vi você corar quando a Monique Evans disse que teve o primeiro orgasmo com você, no "Amor & Sexo"... LÉO JAIME - Eu me sinto muito à vontade no palco. Mas se chego num ambiente, numa festa, e não conheço ninguém, eu vou direto para um canto e olho para o chão. Você tem um filho, Davi, de quatro anos. Ele, por acaso, já pergunta do que é o "Amor & Sexo"? LÉO JAIME - Ele não tem interesse por isso, e é muito tarde, ele não assiste. Ele ficou interessado em saber mais da Malhação. Logo ele vai para a escola e quer saber mais como é. Você já pensou em quando terá de falar de sexualidade com ele? LÉO JAIME - Ainda não. Quando as questões forem aparecendo, vamos conversando. Eu sempre espero que ele proponha as conversas. Mas não me parece assustador. Em dois cliques no Google encontrei fotos suas com seu filho. Você é adaptado à cultura dos paparazzi? LÉO JAIME - Não sou alvo disso. E o pessoal tá lá fazendo o trabalho deles. Tem tanta gente querendo ler, ver foto. Mas quando leio algo como "Não sei quem comprou pão", eu tenho vontade de descobrir qual foi a faculdade que a pessoa fez e fechar a escola. Mas se tem gente que lê, fazer o quê? Você chegou aos 52 anos. Depois dos 50, tem algum cuidado especial? LÉO JAIME - Não faço nada que não fizesse aos 32 anos, a vida não mudou tanto. O que mudou foi a paternidade. Dá uma perspectiva para a gente, começamos a contar o tempo livre,

o quanto vamos trabalhar. Estou dentro do que os médicos chamam de "nota 10". Mas tenho esse problema crônico de saúde, que chama-se pan-hipopituitarismo. Não produzo hormônios e essa falta faz com que eu acumule essa gordura visceral. Nem tenho um porcentual de gordura tão alto, mas tenho a gordura mal distribuída que dá a impressão de que sou muito mais gordo do que sou. Quando se fala nos "cinquenta", isso soa muito mais pesado do que como eu me vejo na vida. Nos anos 80, você foi um dos últimos músicos a ter músicas censuradas pela ditadura. Como foi isso? LÉO JAIME - A maior parte das minhas músicas era proibida. Era uma coisa de costumes. Eu fiz inclusive uma música para a dona Solange, que era quem censurava minhas músicas. Ela já me conhecia, me mandava bilhetes, porque eu tentava liberar as músicas assinando com outro nome, mas ela me dizia que sabia que era eu. Além de "Solange", outra música sua muito conhecida daquela época era "Sônia", com aquela famosa frase do trenzinho ("Sônia, vamos nessa festa fazer um trenzinho / Você na frente e eu atrás / E atrás de mim um outro rapaz"). De onde veio essa letra? LÉO JAIME - Quando eu era adolescente, eu ia a uma domingueira, em Interlagos. E uma das músicas que mais tocava era Sunny (de Bobby Hebb, de 1966). Eu me interessei por uma menina chamada Sônia, que era da Vila Olímpia. Aí tive a ideia de escrever alguns versos românticos e tal, em cima dessa melodia. No domingo seguinte, chamei-a, desdobrei o papel e, no primeiro verso, ela foi embora conversar com as amigas. Foi meu primeiro fracasso (risos). E como chegou na letra, digamos, mais ousada? LÉO JAIME - Foi quando eu tinha 18 anos, batendo um papo com meu amigo Leandro, e falei dessa música. Ele achou graça e disse que tinha dado tudo errado porque eu precisava de uma letra impactante. É engraçado que fiz isso com 18 anos, e continuo falando disso aos 52. 09


{ lazer }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Museu das Invenções Espaço é o único da América Latina a expor criações úteis e inusitadas ao público

U

ma caneta pincel para ajudar os artistas plásticos na hora da elaboração de seus quadros ou um par de óculos feito exclusivamente para pessoas que não conseguem pingar o colírio nos próprios olhos. Parecem coisas que saíram da imaginação de uma criança, não? Mas esses objetos existem e estão expostos no Museu das Invenções, inaugurado em 1996 em São Paulo para apresentar ao público o mundo dos inventores e suas experiências. Hoje é único espaço da América Latina a prestar este serviço. São mais de 500 invenções que visam facilitar o dia a dia da população. Apesar da palavra “Museu” remeter a espaços que expõem quadros, esculturas e mostras, a Inventolândia, como é chamada carinhosamente por seus idealizadores, abre espaço para valorizar a obra de inventores, muitos deles anônimos que buscam reconhecimento por alguma experiência realizada após pesquisa e muito trabalho. Alguns produtos nunca foram comercializados a outros já estão à venda, como o piano dobrável, idealizado por um americano.

Imaginação livre O Museu das Invenções foi criado em 1996 para mostrar ao público até onde vai a imaginação dos inventores, além de ajudar os criadores de todo o país a divulgarem seus trabalhos. “O intuito da criação é mostrar a criatividade do povo brasileiro e as invenções criadas por eles. O fundador do museu – Carlos Mazzei, que também é presidente da Associação Nacional dos Inventores – tinha muitas invenções em seu escritório. Eram criações curiosas que ele decidiu juntar em um único lugar, de forma que todos pudessem ter acesso”, conta Daniela Mazzei, gerente do museu. Algumas úteis, outras nem tanto, no local estão expostas todo tipo de invenções que servem para revelar até onde chega a criatividade do ser humano. Entre as atrações, os visitantes podem conferir um piano dobrável, um pente para careca, uma churrasqueira descartável e até uma caixa de pizza que vira brinquedo. A intenção dos criadores da Inventolândia é incentivar essa criatividade do povo brasileiro, da criança ao idoso, e para isso abre as portas para o público em geral e também para escolas, com visitas monitoradas. Entre as 500 invenções expostas estão acessórios, vestuário, escritório, utilidades domésticas, alimentação, pet, construção civil, brinquedos, segurança, higiene pessoal e, quem diria, até medicina. “Todas as invenções expostas são patenteadas, algumas estão no mercado e outras estão em busca de parcerias para serem colocadas à venda em grande escala”, conclui Daniela. 10


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Dispositivo Eletrônico de Alerta para Veículos – O projeto dos inventores Victor Contreas e Felipe Studart consiste em um botão que, ao ser acionado, envia uma mensagem de socorro para celulares ou smartphones cadastrados pelo usuário, informando a placa do carro e a localização atual do veículo. O botão pode ser fixado em qualquer ponto do veículo e ser utilizado até como chaveiro. De acordo com os inventores, o objetivo deste invento é proporcionar mais segurança aos usuários através do aplicativo. Dispenser para produtos de limpeza – A invenção de Wagner Gomes de Araújo consiste em uma estrutura tipo caixa retangular que é instalada na parede e serve para controlar o fluxo de produtos de limpeza, dosando a quantidade a ser utilizada. O equipamento conta, inclusive, com uma porta frontal com fechadura para evitar que as crianças tenham acesso aos produtos. A intenção do inventor é organizar a área de serviço, conceder maior segurança ao uso desses produtos e agregar vantagens como praticidade, facilidade e economia, além de informar à dona de casa quando o material estiver acabando. Caneta Pincel – Foi pensando na limpeza dos ateliês, no desperdício de material e na praticidade para os artistas que Tatiane da Silva Machado desenvolveu o projeto “Caneta Pincel”, um instrumento que possui uma ponteira com cerdas maleáveis como a de um pincel convencional, mas com um diferencial, um

{ lazer }

compartimento interno que armazena tinta acrílica, a óleo ou outras utilizadas em pinturas de telas e quadros. A ponteira que fixa as cerdas é removível, permitindo que sejam trocas de acordo com a necessidade, assim como o compartimento interno que armazena a tinta, permitindo que a mesma caneta seja usada para pintar com cores e tipos de tintas distintos. Óculos para pingar colírio – Para aqueles que têm dificuldade ou aflição de pingarem colírio nos próprios olhos. Varal Inteligente – É um varal automático equipado com um sensor de umidade que garante que as roupas serão retiradas da área aberta quando houver um aumento na umidade relativa do ar. Sapateira Giratória – Sapateira provida de pratos circulares, alojadas umas sobre as outras e verticalizadas por uma haste central. Permite o armazenamento de todo tipo de sapatos e, com o movimento giratório da prateleira, a escolha do calçado fica mais fácil. Cortador de pizza – Praticidade ao cortar uma pizza inteira em um único movimento, deixando todos os pedaços exatamente iguais. Vela Comestível – A vela comestível conta com um pequeno recipiente contendo parafina e um pavio, suficientes para queimar durante alguns minutos. Esse recipiente é localizado no topo do corpo da vela, que pode ser feito de qualquer material comestível (chocolate, doces ou outros).

11


{ saúde }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Os benefícios dos produtos naturais Controle da hipertensão, auxílio no emagrecimento, estímulo do pâncreas e ajuda ao combate do desgaste físico e mental. Estas são alguns dos resultados proporcionados pela ingestão de produtos naturais. A variedade encontrada em lojas especializadas é grande e cada produto auxilia no combate de diferentes patologias. De acordo com Adhemar Pinheiro Machado, proprietário do Armazém Santa Filomena, a ingestão de produtos naturais auxilia no controle de doenças pelo fato de serem fontes de vitaminas. “Os produtos são ricos também em minerais, ferro, Omega 3 e aminoácidos”, conta. Para começar a notar a melhoria na saúde é

importante que a ingestão dos alimentos seja contínua. Entre os produtos que prometem melhora da saúde estão o pólen, a semente de chia, a linhaça e a geleia real. “A geleia real, por exemplo, fortalece a imunidade do organismo prevenindo doenças. Quem a ingere dificilmente contrairá gripe ou resfriado”, garante Machado. Mas, para garantir melhores resultados, o melhor é aliar o uso dos produtos a uma alimentação saudável. É importante frisar que, apesar de não haver contra-indicação em relação ao uso dos produtos, desde que tomados sem exagero, nenhum medicamento para controle ou auxílio de patologias deve ser suspenso sem a consulta de um médico especialista.

Conheça alguns produtos naturais e suas propriedades Linhaça – Fonte rica em Omega 3, tem importante papel na prevenção e controle de doenças cardiovasculares, aterosclerose, colesterol e hipertensão Cereais Integrais (Aveia, Farelo de Trigo, Arroz Integral, Amaranto) – Ricos em fibras, auxiliam na redução das taxas de colesterol e da pressão sanguínea Gérmen de Trigo/ Óleo de Gérmen de Trigo – Fonte de vitamina E que possui efeito anticoagulante, melhorando a circulação sanguínea Sal Light – Reduzido em sódio, diminui a retenção de líquidos que causariam a pressão alta Semente de Chia – Alimento rico em Omega 3, cálcio, potássio, ferro e fibras. Indicado para perda de peso, problemas da tireóide, hipoglicemia e diabetes, refluxo gastroesofágico e para pessoas com intolerância permanente ao glúten; Soja – Além de ajudar a controlar problemas hormonais para as mulheres que estão na menopausa, a soja é indicada para quem quer proteger o coração Frutos Secos – Ajuda a reduzir o colesterol. Nozes, pistaches, avelãs e amêndoas são alimentos com capacidade para reduzir os níveis de triglicerídeos, elementos responsáveis pela formação das placas de gordura e do LDL, o chamado mal colesterol 12


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ saúde }

Pólen – São fontes naturais de energia, ricas em vitamina A e P, proteínas e hormônios do crescimento. Medicinalmente, o pólen tem ação eficaz nos casos de anemia, regulariza o funcionamento dos intestinos, abre o apetite, além de ajudar a combater o desgaste físico e intelectual Chá Verde – Contém flavonóides que funcionam como antioxidantes e ajudam a prevenir a inflamação dos tecidos. Estas substâncias também podem proteger contra a formação de coágulos, que são as principais causas de ataques do coração.

Empório Santa Filomena presta assessoria a novos lojistas Em atividade desde 2006, o Empório Santa Filomena tem o objetivo de levar seu nome a todo o país através da assessoria a novos lojistas. “O ramo de produtos naturais vem crescendo, isso porque as pessoas estão mais preocupadas com a saúde, bem estar, alimentação saudável e prevenção de doenças, para uma vida mais longa”, explica Adhemar Pinheiro Machado. A loja possui grande variedade de produtos naturais e desidratados, chegando próximo a casa dos mil itens.

Tenha sua própia loja, de produtos naturais

Com muito sucesso!

Mais de 200 Lojistas bem sucedidos! Prestamos assessoria para futuros logistas Consulte-nos para maiores informações

Produtos Natuarais orgânicos - diet - light

www.armazemsantafilomena.com.br Rua Santa Rosa,100 - Brás - SP

(11) 3312-1010 (11) 3312-0766

13


70

até

% OFF

Shopping Center Norte Loja 106 - São Paulo - SP www.bichocomeu.com.br

11

2089-1573


{ capa }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

O intocável paraíso da pirataria em São Paulo Por Gil Campos gil.campos@freesaopaulo.com.br Fotos: Ivanildo Porto e Divulgação

>>

Mesmo com as diversas ações da polícia no combate aos produtos piratas e contrabandeados na região da rua 25 de Março, os shoppings do empresário chinês Law Kin Chong vivem lotados de consumidores que têm fácil acesso a materiais falsificados ou trazidos ao Brasil pelas portas dos fundos Pouco dá para se movimentar nos seus estreitos corredores entupidos de consumidores. Menos ainda entender as ofertas dos vendedores, quase todos asiáticos e descendentes – como chineses e coreanos – confusos com a língua local. Alguns deles, para informar o preço de um produto, digitam o valor numa calculadora e mostram aos clientes. Um óculos Ray-Ban custa R$ 35, um cinto Hugo Boss, R$ 40. Até por R$ 30 se compra uma carteira de couro com a marca Calvin Klein. E os produtos vendidos são os mais variados. Nos estandes se encontram de filmadoras digitais de última geração a bolsas, agasalhos e óculos com etiquetas de marcas da moda, entre outros. Já imaginou comprar um perfume Azzaro, Hugo Boss ou Puma por apenas R$ 20? E um tênis Lacoste ou Adidas por R$ 60? Sem falar no Nike, que custa R$ 80. Uma jaqueta do Corinthians, também “by Nike”, sai por R$ 65. A bolsa Victor Hugo custa R$ 80. Esse paraíso dos produtos falsificados ou, como os seus vendedores preferem chamar, “de segunda linha” ou “paralelos” existe há muito tempo no Centro de São Paulo, e segue forte e intocável, como no interior do Shopping 25 de Março, um estabelecimento que pertence ao empresário chinês Law Kin Chong, considerado pela Polícia Federal “o maior contrabandista do país”. Hoje são duas unidades na região da 25 – uma na própria rua 25 de Março e a outra na rua Barão de Duprat, Centro. As duas têm cerca de mil estandes. Há também o Shopping 25 Brás. Enquanto a venda dos produtos piratas corre solta nos 15

boxes dos empreendimentos, do lado de fora cerca de 150 homens da Operação Delegada (considerada o "bico oficial" em que policiais militares trabalham para a prefeitura nas horas vagas) fazem o patrulhamento da região, inclusive na porta dos shoppings. Numa tarde de sexta-feira, o clima era de tensão entre lojistas da unidade da 25, mas não por conta dos policiais do lado de fora. Nenhum comerciante passava as vendas em maquininhas de crédito. Em um dos boxes, um brasileiro traduziu a aflição do patrão. “Tá embaçado agora. A fiscalização tá rondando por aqui”. Em duas horas, a Revista Free São Paulo não encontrou nenhum fiscal da Subprefeitura da Sé, responsável pela regulamentação do comércio da região, e muito menos alguma apreensão. Mesmo assim, elas acontecem. eM 17 de março do ano passado, no shopping foram apreendidos 10 milhões de produtos, cerca de 300 toneladas, avaliados em R$ 400 milhões . Foram interditados dois boxes e atuados 11 restaurantes. Dos 300 estrangeiros averiguados, 52 foram deportados. Em uma das ações, dois quilos de cocaína foram encontrados em uma loja de brinquedos. Estranhamente, longe dos holofotes e das câmeras de TV, os empreendimentos do Law Kin Chong continuam faturando livremente com a pirataria, todos os dias. Há quem diga até que Chong seria o principal fornecedor das dezenas de milhares de produtos vendidos nas galerias. No local, ninguém fala sobre o assunto. E quando fala, é em sua língua pátria, que poucos entendem. 15


{ capa }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

No meio da rua, crime tem logística própria “Camisetas de marca a partir de 10 reais, venha conferir”, grita um jovem segurando um catálogo plastificado dos modelos e vestindo um agasalho do Corinthians com poucas chances de ser original. “O que você procura moço?”, pergunta uma mulher afobada no meio da multidão e transportando uma sacola plástica preta cheia de bugigangas. “Bolsa Victor Hugo, 70 reais. Só 70 reais”, um adolescente tenha chamar a atenção de duas mulheres. “Olha o mais novo lançamento da Nike por apenas 100 reais”, berra a garota de casaco vermelho com um mostruário de tênis em uma das mãos e, na outra, apenas o calçado direito do próprio

“lançamento”. Detalhe: ela está diante de um policial militar que acompanha o movimento em uma cabine na esquina da Ladeira Vigário Geral com a rua 25 de Março. Considerada o maior centro comercial da América Latina, a rua 25 de Março é um dos principais pólos do contrabando e da pirataria do País. Apesar da repressão deflagrada pela Prefeitura contra o comércio ilegal a partir de 2005 e, mais recentemente, com o programa “Cidade Livre de Pirataria e do Comércio Ilegal”, em parceria com o Ministério da Justiça, e com a Operação Delegada, em convênio com a Polícia Militar, ainda é 16

o paraíso destes tipos de crimes. Os piratas e contrabandistas mudaram a forma de atuação. Os produtos não são mais expostos em plena via pública. Eles são oferecidos aos consumidores pelos adolescentes que trabalham até 12 horas por dia apresentando camisetas, tênis, óculos, relógios, bonés, bolsas, meias, calças jeans e vários outros produtos por meio dos mostruários. Os interessados são levados para as galerias. Esta é a nova estratégia do crime, que tirou os produtos do meio da rua; antes, eles ficavam expostos pelas calçadas. O secretário de Segurança Urbana, Edsom Ortega Marques, de 54 anos, reconhece o novo modo de atuação dos criminosos. “Os falsificadores e contrabandistas mudam a estratégia e a logística dos crimes por conta do volume de apreensões nos últimos meses. A venda dos produtos ilegais não ocorre mais nas ruas e sim nas lojas. São oferecidos por catálogos e mostruários e também pela internet – cuja venda cresceu bastante”. Ele revelou que os órgãos de inteligência trabalham com cautela. “Não adianta só apreender os produtos nestas lojas. Queremos flagrar todo o circuito do contrabando e da pirataria. Se acham que estamos fazendo vistas grossas, estão enganados”, alertou. E isso também vale para os shoppings, não os do chinês Law Kin Chong, mas vários outros que são monitorados diariamente. “Vamos agir no momento certo”, Ortega. Nem os homens da PM da Operação Delegada inibem a ação das pessoas que ofereciam produtos piratas por meio dos catálogos. “Eles podem fazer propaganda. Não podem é vender os produtos no meio da rua”, explicou tenente Rogério, um dos coordenadores da operação.


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ capa }

Camiseta Adidas com etiqueta sai por R$ 20

O rei da muamba O empresário chinês Law Kin Chong é considerado o “rei da muamba” em São Paulo e o “maior contrabandista do país”. A assessoria de imprensa do Shopping 25 de Março não permitiu a entrada da Free São Paulo no local para reportagem. Em novembro de 2007, Law Kin Chong foi preso pela Polícia Federal em sua casa no Morumbi. A PF e a Prefeitura encontraram grande quantidade de mercadoria contrabandeada em um esconderijo no prédio do shopping Pari, também de propriedade do empresário. O chinês deixou a cadeia em 2008. Há dois meses, Law Kin Chong, aos 57 anos, estaria adquirindo um novo endereço para os seus negócios em São Paulo, segundo comerciantes do Brás, na região central. Seria uma área de 12 mil m², hoje ocupada por imóveis residenciais e comerciais nas proximidades da avenida Rangel Pestana.

A Free São Paulo foi abordada por um adolescente que segurava um catálogo de camisetas. “O senhor quer comprar? Nike, Puma, Adidas, Ferrari, Lacoste a partir de 10 reais”, perguntou. A reportagem questionou se eram originais. “Quase”, respondeu. “Como assim?” Ele explicou: “Aqui na 25 o senhor não vai encontrar produtos originais, a não ser nas grandes lojas. O restante é réplica, mas de primeira qualidade”. Ele não quis dizer o nome da loja. Mas se houvesse interesse, levaria o “cliente” ao local. Após percorrer alguns metros, ele escondeu o catálogo debaixo do casaco – “não podemos entrar aqui com isso nas mãos”, explicou – e se misturou à multidão que tentava ingressar na Galeria Boa. O repórter fotográfico, que também acompanhava o adolescente, foi expulso do local por seguranças que observaram a máquina em sua bolsa. No 1º andar, o “cliente” foi “entregue” à vendedora Gláucia. A camiseta escolhida foi da Adidas – uma por R$ 20; duas por R$ 30. Outras camisetas, da mesma marca, custavam R$ 35. A diferença de preço, segundo a vendedora, estava na qualidade da malha. “A mais barata é a réplica de segunda linha, enquanto que a outra é a réplica de primeira”, explicou. E fez questão ainda de dizer que “não existe diferença entre as réplicas e as originais”. A Free São Paulo adquiriu a camiseta tamanho M, com a marca Adidas emborrachada e, mesmo sendo vendida como réplica de segunda linha, exibia uma etiqueta de produto original – “Parabéns! Você acaba de adquirir um autêntico produto original”, assegura. Na Galeria Boa, óculos Ray-Ban foram encontrados a partir de R$ 20, - a marca original ultrapassa os R$ 400. Bolsas Victor Hugo a partir de R$ 60, - a original custa a partir de R$ 800, além de milhares de produtos disputados por uma multidão.

Valor dos produtos apreendidos daria para construir 300 creches Entre dezembro de 2010 e maio de 2012, mais de 60 milhões de produtos ilegais foram apreendidos em São Paulo, segundo a Secretaria de Segurança Urbana. Dos produtos, 40 milhões foram recolhidos em estabelecimentos comerciais e estão avaliados em R$ 2 bilhões que, considerando os impostos sonegados, “seriam suficientes para construir 300 creches para abrigar 60 mil crianças. Foram realizadas 38 operações integradas com organismos federais, estaduais e municipais. Nestes trabalhos, mais de 600

estrangeiros foram detidos por estarem sem documentação regular e 150 acabaram notificados pela Polícia Federal a deixarem o País. Nas ruas, em operações que envolveram a Subprefeitura da Sé, a GCM e PM) foram retirados de circulação 20 milhões de produtos ilegais, como CDs, DVDs, bolsas, óculos, relógios, tênis, materiais esportivos e eletrônicos, e vestuários.

17


{ capa }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Louis Vuitton, a marca mais falsificada do mundo

Estima-se que atualmente o mercado global de produtos piratas esteja em torno de US$ 500 bilhões. A francesa Louis Vuitton é a mais falsificada do mundo. Uma cópia – que é praticamente uma réplica – bem feita de uma Louis Vuitton chega a custar R$ 800,00 no Brasil. Em decorrência desse avanço da pirataria, a indústria do luxo se uniu para promover movimentos contra a falsificação. Os grupos Richemont, Gucci e LVMH desenvolvem uma campanha de marketing mundial para reeducar os consumidores com relação aos produtos falsificados. O grupo LVMH já chegou a gastar mais de US$ 16 milhões em investigações contra a falsificação.

Consumidor pode responder por receptação ou co-autoria O secretário municipal de Segurança Urbana, Edsom Ortega Marques, afirmou que a 25 de Março não é mais a região problemática de São Paulo quando o assunto é pirataria e contrabando. “É um dos pólos, mas está diminuindo muito porque o esquema da pirataria está migrando para outras regiões, como o ABC, Campinas e a Baixada Santista, por exemplo”, afirmou. Segundo Ortega, outros pontos da cidade como o Anhangabaú, a rua Xavier de Toledo, Centro e também nas feiras livres da periferia estão sendo monitorados pela Secretaria que, em 2009, criou o Comitê de Combate à Pirataria. O secretário explicou que o consumidor que adquirir produtos piratas poderá ser indiciado pelo crime de receptação ou mesmo de co-autoria com os criminosos. “Principalmente se a pessoa adquirir o produto sem nota e for flagrado”, observou Ortega. Na compra de um produto falsificado com nota, por exemplo, subentende-se que não houve má-fé. O Comitê de Combate à Pirataria é uma das frentes do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança. Ele é composto pela Polícia Civil; Polícia Federal; Guarda Civil Metropolitana; Receita Federal; Receita Estadual; Receita Municipal; Secretaria de Segurança Urbana; Secretaria de Coordenação das Subprefeituras; Polícia Militar, além de representantes da sociedade civil e Grupo de Marcas. 18


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Associação promete declarar guerra aos piratas em 2013 A Associação Brasileira do Vestuário (Abravest) entende que a região da 25 de Março deixou de ser o principal pólo do contrabando e da pirataria em São Paulo. “Agora está pior, pois [os crimes] se espalharam por várias partes”, afirmou o presidente Roberto Chadad, de 70 anos. Ele prometeu guerra contra os comerciantes que, a partir de 2013, não tiverem, em suas mercadorias, o selo da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)/Abravest. “Vamos cair de pau”, prometeu. O selo foi conquistado há poucos meses após 16 anos de luta contra a pirataria. “Já colocamos o selo em meias, em roupas infanto-juvenis, roupas íntimas e em peças masculinas. A partir do final deste mês, começaremos a padronizar as femininas. Isso vai até o final do ano. Portanto, a partir de 2013, vamos arrepiar quem não tiver o selo”. Para receber o selo de qualidade, são avaliados o padrão de medidas, etiquetas, símbolo de conservação e lavagem e ponto de máquina. Segundo explicou, a pirataria e o contrabando causam prejuízos de US$ 100 milhões por mês ao governo. As marcas pirateadas, conforme Chadad, são todas as conhecidas e as que estão em evidência. Exemplo foi a apreensão, em dezembro do ano passado, de mais de 2 mil produtos falsificados da marca UFC, nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. “Para falsificar é fácil. As etiquetas vêm de Caruaru (PE). Defendemos que, para vender uma blusa de marca, o comerciante deve ter um documento da marca autorizando a venda. Precisamos de regras, tanto para comprar como para vender produtos”, criticou. Chadad disse que o consumidor paga 40% de impostos e, por isso, prefere comprar produtos sem nota. “O governo é culpado. Está na mente das pessoas que, como o imposto é alto, vale a pena roubar. E ninguém toma providência. O consumidor, por sua vez, é antiético, pois no momento em que compra um produto pirata, está tirando o emprego de trabalhadores e prejudicando a indústria. Mas ele não tem consciência disso”, afirmou. Segundo dados da Abravest, existem em São Paulo cerca de mil oficinas de fundo de quintal que fabricam roupas falsificadas – 60% delas estão na Grande São Paulo. “São oficinas que exploram a mão-de-obra escrava, em sua maioria. Isso é uma vergonha para o nosso País”. Chadad voltou a criticar o governo. “Tudo é culpa do governo e do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) que não fiscaliza. Só o Inmetro pode por as mãos nos produtos piratas vendidos em lojas. São poucos fiscais e os que existem não fiscalizam”.

{ capa }

Inmetro não atua no combate à pirataria O coordenador-geral Rede Brasileira de Metrologia Legal e Qualidade-Inmetro, Omer Pohlmann, informou que o órgão atua com aproximadamente 200 fiscais por meio do Instituto de Pesos e Medidas de São Paulo (IpemSP) na fiscalização de produtos certificados pelo Inmetro no comércio regular. “Na Operação do Dia das Mães, por exemplo, quando foram fiscalizadas mais de 1,5 milhão de itens de vestuário feminino em todo o Brasil, cerca de 32 mil produtos foram reprovados no comércio, em sua maioria pela ausência de informações sobre a origem e/ou a composição têxtil dos produtos”, explicou. Omer afirmou ainda que o Inmetro e o IpemSP não atuam no combate à pirataria. “Os órgãos responsáveis por esta atuação são a Receita Federal e a Polícia Federal”, disse.

Conselho Federal tem ações específicas em SP O Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos Contra a Propriedade Intelectual (CNCP) do Ministério da Justiça, criado em 2004, é composto por 27 entidades públicas e privadas e é responsável por coordenar as ações do Plano Nacional de Combate à Pirataria. Sua atuação se dá em três eixos: educativo, econômico e repressivo. Em São Paulo, a CNCP atua em parceria com o Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria Municipal de Segurança Urbana. Trata-se do Cidade Livre de Pirataria, cuja finalidade é ampliar a repressão do comércio de produtos falsificados. Além do Cidade Livre de Pirataria, o CNCP promove cursos de capacitação para agentes públicos atuarem no combate à pirataria. Durante as aulas, eles aprendem a identificar origem e características dos produtos, possibilitando a distinção entre originais e falsificados nos setores de saúde, entretenimento, eletrônicos, vestuário, brinquedos, entre outros. Desde 2010, foram capacitados cerca de 3 mil profissionais. Segundo a secretária-executiva do CNCP, Angélica Molina, a educação é um dos pontos cruciais. “Enquanto houver consumidor de produtos ilegais, haverá a prática e quem os forneça, o que demonstra que as ações conjuntas devem passar pela educação de consumo”. 19


{ especial }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Álcool, a porta de entrada Por: Ana Fabrício Fotos: Divulgação

Segunda parte de série especial da Revista Free São Paulo sobre Adolescentes e Drogas traz os problemas gerados pelo álcool, a porta de entrada e a mais utilizada nesta faixa etária

O

álcool é a droga mais utilizada por jovens entre 10 a 19 anos, com 42,4%, segundo dados do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid). Em segundo lugar, vem o tabaco (9,6%), seguido por solvente (5%), maconha (3,7%), ansiolíticos (2,6%), cocaína (1,8%), anfetaminas (1,7%) e, por fim, o crack (0,4%). Os últimos dados do Cebrid mostram ainda que o uso dessas substâncias caiu 49,5% em comparação a pesquisa realizada em 2004, em 26 capitais e no Distrito Federal. Entre os alunos de 10 a 12 anos, 4,6% revelaram já ter usado alguma droga, pelo menos uma vez na vida; de 13 a 15 anos, a percentagem é de 8,4%; entre 16 e 18 anos, 15,7%; e acima de 19 anos sobre para 15,2%. Os adolescentes normalmente entram nesse mundo pelas chamadas drogas lícitas, como cigarros e cerveja. Em seguida, passam para as ilícitas mais leves, como maconha e inalantes. Depois, vêm as mais fortes: cocaína, alucinógenos, hipnóticos, tranquilizantes e outras combinações, como anti-histamínicos e antiparkinsonianos, além de opiáceos. Uma minoria escolhe a rota endovenosa. 20

Leis ignoradas No Brasil, a proibição da venda de álcool e cigarro para menores é desconsiderada. A lei existe, mas não é cumprida. Há uma miopia por parte de proprietários de muitos supermercados, bares e casas noturnas, que os vendem, apesar da proibição. Além disso, outras substâncias tão perigosas quanto álcool e cigarro, como as anfetaminas, são vendidas sem receita em muitas farmácias e até em bares. O governo simplesmente ignora a legislação. As campanhas na mídia são poucas e também não ajudam muito. Embora apenas 1,8% dos jovens declarem usar cocaína na pesquisa do Cebrid, nas campanhas contra as drogas ela aparece muito mais que as anfetaminas, antidepressivos e ansiolíticos - que são mais usados, mas não chegam a ser mencionados. Nos Estados Unidos, na última década, o consumo de bebida alcoólica entre jovens de 14 a 18 anos caiu de 50%, para 38,7%. As explicações para isso são: educação preventiva, lei rigorosa e punição. Mas não é só. Na guerra contra o consumo de álcool por adolescentes, os norteamericanos criaram a Lei do Anfitrião, que pune (até com prisão) quem dá uma festa, mesmo em casa, e permite o uso de bebidas alcoólicas por jovens menores de idade. Em alguns lugares, como Washington, a lei é ainda mais firme, sendo crime oferecer bebida a adolescentes em qualquer lugar e ocasião. As multas também são altíssimas para quem vende bebidas a adolescentes. Na Flórida, em 2008, um mercado de nome Best for Less vendeu bebidas a um jovem de 17 anos, que, embriagado, bateu o carro e matou um jovem de 32 anos. O adolescente pegou cinco anos de prisão, e o mercado foi condenado a pagar a multa de 716 milhões de dólares.


{ especial }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

A cronologia Impulsividade da adição De acordo com um estudo feito pela Universidade de Vermont, nos Estados Unidos - e publicado em edição recente da revista Nature Neuroscience - descobriu-se que o desejo por substâncias que alteram a percepção da realidade pode estar ligado a redes cerebrais específicas. Os cientistas afirmam também que, ao contrário do que se acreditava, os sintomas de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) não estão relacionados ao uso de entorpecentes no começo da adolescência. O estudo teve como objetivo principal compreender o que leva alguns adolescentes a consumir drogas. A pesquisa, conduzida pelo psiquiatra da Universidade de Vermont Robert Whelan e sua equipe, estudou 1.896 jovens de 14 anos e foi focada em análises de comportamentos impulsivos. Durante os testes, os voluntários apertavam um botão até que, em um dado momento, os médicos solicitavam para que parassem abruptamente com a atividade. Por meio de exames de ressonância magnética, os cientistas concluíram que os adolescentes capazes de deter o impulso de pressionar o botão tinham maior controle inibitório. Neles, sete redes cerebrais foram ativadas para que o comportamento fosse interrompido. Em contrapartida, os médicos observaram que os jovens com atividade diminuída em uma rede cerebral que envolve o córtex orbitofrontal - região associada à experimentação de álcool, do tabaco e de drogas ilícitas - tendiam a usar drogas mais cedo. No estudo, descobriu-se que diferentes tipos de impulsividade, tais como as associadas ao uso de drogas, ao TDAH e à habilidade de cumprir a tarefa imposta, são produzidas por diferentes regiões do cérebro, o que sugere que a impulsividade não é uma construção única.

•1ª etapa: o adolescente vulnerável ao uso de substâncias sente curiosidade a respeito do uso de drogas. •2ª etapa: aprende o uso de drogas. •3ª etapa: busca os efeitos da droga e controla a administração. •4ª etapa: fica ensimesmado, concentrado nas mudanças dos seus estados anímicos e tornase farmacodependente (o uso de drogas é necessário para manter o bem estar). •5ª etapa: entra no último estado de farmacodependência (crônico). Sofre usualmente de uma síndrome cerebral orgânica.

Como agir com os filhos O que fazer ao notar o envolvimento do filho com algum tipo de entorpecente? Não existe um manual a respeito, mas valem estas dicas: •Informar-se sobre as drogas em geral. •Verificar o contexto em que se deu ou se dá o uso. •Não delegar a outros, e, principalmente, somente à escola a função de acompanhá-lo. •Manter contato com a escola. •Procurar conhecer os amigos e os pais dos amigos de seus filhos. •Estabelecer desde muito cedo com seu filho, diálogo, relação de afeto e escutar o que ele diz. •Envolver-se com a vida do filho, sem necessariamente invadila. •Estabelecer limites com autoridade e não com autoritarismo, estando atento ao que não for saudável e apoiar o que for. •É fundamental compartilhar da vida dos filhos. •E caso se depare com situação mais complexa, vale a pena não minimizar, não esconder, não justificar e não se culpar. Procure imediatamente ajuda especializada.

21


{ especial }

O que pode levar ao uso de drogas •Vulnerabilidades biológicas, genéticas, sociais, ambientais (violência doméstica, abuso, maus-tratos, separação, divórcio) e ainda psicológicas. •Os novos entorpecentes são cada vez mais potentes no sentido da rápida e intensa ação no sistema nervoso central e provocam danos mais sérios. •Adolescentes estão sempre em busca de novas sensações e emoções. •Dependendo do grupo no qual esteja inserido (ou tentando se inserir) a pressão pode ser intensa no sentido do uso.  •Sabe-se hoje que mais de 50 % dos adolescentes muitas vezes têm doenças que afetam o humor e o comportamento (ansiedade, depressão, transtornos de atenção, hiperatividade e outros), que passam despercebidos ou são minimizados por pais em geral, que acham que é coisa de “aborrescente”. Eles buscam um paliativo nas drogas. Os pais não percebem e isso retarda a busca de um tratamento adequado. •Praticamente não há quem não saiba o que pode mudar em termos de “redução de freios” quando se ingere alguma substância, principalmente o álcool, tido, por isso, como a porta de entrada para o contato com outras substâncias. •Adolescentes são, por definição, impulsivos, não sabem se são adultos ou crianças, são competitivos e querem, muitas vezes, sobressair em relação a seus pares, muitas vezes desconhecendo seus próprios limites. •Talvez um dos pontos mais importantes a ser considerado é a repetição de modelos, visto que crianças aprendem padrões ou princípios de relacionamento e não somente comportamentos. •Fatores que colaboram para que alguns jovens não experimentem ou usem drogas: medo, pressão negativa do grupo, valores morais e espirituais, intolerância física, autoestima equilibrada, modelo familiar positivo, falta de contato, ambiente com limites, boa informação e qualidade de vida voltada para o que é saudável. •Na área da genética, existem estudos que tentam relacionar regiões cerebrais com vulnerabilidade ao uso de substâncias. Talvez, num futuro próximo, surjam novas perspectivas na prevenção e tratamento de portadores de dependência química. 22

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Principais drogas e seus efeitos Tabaco: cigarros, charutos, cachimbo, fumo de mascar: é a causa mais previsível de doença e morte no mundo inteiro. A nicotina provoca dependência. Seu uso produz sensação de redução da ansiedade. É uma das substâncias mais aditivas. Os efeitos farmacológicos incluem: estado de alerta, relaxamento muscular, melhora da atenção e diminuição do apetite. Inicialmente, pode produzir náuseas e vômitos até que se desenvolva a tolerância. Álcool: cerveja, vinho e bebidas de alto teor alcoólico: no mundo, em qualquer idade, o álcool, em todas as suas formas, é a droga de maior uso, com graves consequências para a saúde pública. Os efeitos crônicos no adulto não são observados nos adolescentes, por não haver tempo suficiente. A ingestão de álcool, especialmente sem alimentação, pode resultar em intoxicação alcoólica grave e, ocasionalmente, fatal. Se associado à maconha e outras drogas, os efeitos se somam, tornando-se mais graves, tóxicos e de ação prolongada. O efeito do álcool sobre o cérebro vai desde mudanças psicomotoras e cognitivas muito sutis até a parada respiratória e morte, por sua ação no centro respiratório. Isso mesmo o uso não sendo diário, mas episódico e muito intenso. Produtos da canabis (marijuana, haxixe e maconha): a maconha provém das folhas e flores da cannabis sativa. Às vezes são utilizados outros produtos dessa planta, como resinas concentradas, para formar o haxixe. Há uma grande variedade de alterações psicoativas na dependência de THC (tetrahidrocanabinol), que é o componente que induz às modificações do estado psíquico. Hoje, a concentração costuma ser quatro a dez vezes mais do que na década de 70. Inalantes (hidrocarbonetos voláteis,


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

gasolina, colas de secagem rápida): essas drogas incluem muitos produtos para uso doméstico e industrial, de acesso fácil em casa, nas lojas e nos supermercados. O protótipo é a inalação de solventes usados para aeromodelismo. Trata-se de uma atividade que começa usualmente na pré-adolescência. A busca de sensações e excitação inclui o uso de aerossóis e gasolina. É mais comum nos grupos marginais, pelo fácil acesso e baixo custo. Mesmo o uso ocasional é perigoso. Produtos de cocaína (crack e oxi): o pó de cloridrato de cocaína, adulterado com ingredientes inertes e ocasionalmente com drogas que imitam seus efeitos, é usado por inalação nasal. O crack (ou freebase) é a cocaína quimicamente transformada de modo que possa ser fumada. Desse modo, chega mais rapidamente ao cérebro, causando estado de euforia. É comum a tendência ao uso repetido, o que leva mais rapidamente ao uso compulsivo. Já o oxi é a pedra feita com pasta de cocaína e combustível. Mais barato e com composição ainda mais tosca, o oxi mata o usuário mais rapidamente. A cocaína possui um atrativo especial entre os adolescentes. Como inicialmente produz sentimentos de energia, confiança e poder, é especialmente atrativa para os jovens inseguros, com baixo nível de autoestima e ansiedades ou fobias sociais. Ao iniciar o uso, os efeitos da droga são francamente positivos: o funcionamento mental melhora e o relacionamento social aparentemente se torna mais adaptado. Estimulantes (anfetaminas, aminas simpaticomiméticas e anorexígenos): essas substâncias, como o álcool, não são consideradas drogas pela população. Isso ocorre porque são usadas sob determinadas condições, de acordo com rituais socialmente aceitos, como para permitir o estudo noturno intensivo nas vésperas dos exames acadêmicos ou como coadjuvantes de regimes de emagrecimento. Além disso, o metilfenidato e a dexedrina são usados no tratamento da síndrome do

{ especial }

déficit de atenção, na hiperatividade e na narcolepsia. Mas o abuso dessas substâncias tem o mesmo efeito sobre o sistema nervoso central que a cocaína. Alucinógenos (ácido lisérgico, mescalina, psilocibina, peiote): o ácido lisérgico (LSD) é muito poderoso, pois provoca sensações de alucinações visuais, caleidoscópicas, distorções da imagem corporal e da percepção do tempo. De forma inesperada, entretanto, pode ocasionar uma bad trip (má viagem), com sensação de pânico e perda do uso da razão. Um fenômeno notável é o flashback, experiências alucinógenas sem o uso da droga naquele momento. O fenômeno pode ser recorrente e causar pânico. Opiáceos e narcóticos: o abuso mais comum é com os derivados similares à morfina, tais como os antitússicos com dextrometorfan ou analgésicos com codeína. Alguns adolescentes podem chegar a usar heroína por via endovenosa. Apesar do “morfinômano” ser apresentado como o protótipo do drogadito, apenas uma pequena minoria de adolescentes que usam drogas está entre eles. A rota endovenosa soma ainda o risco de hepatite B, Aids e parkinsonismo juvenil. Esteróides anabolizantes (orais e injetáveis): diferem das substâncias psicoativas, pois não são usados para induzir euforia, mudanças anímicas ou de percepção, mas para aumentar a massa muscular, a força e a capacidade competitiva desportiva. Orais: metandrostenolone (Dianabol®) e sta nozolol (Winstrol®). Injetáveis: decanoato de nandrolona (Decadurabolin®). São anabólicos, fortalecem e energizam. Causam grande aumento da massa muscular, acne, mudanças de personalidade, agressividade desproporcional, perda do controle emocional. Ocasionalmente, depressão e inclusive psicose. Masculinização irreversível na mulher. O uso prolongado pode causar dano hepático, atrofia testicular e hipercolesterolemia. 23


{ vitrine }

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Se seu pai faz o estilo moderninho, que tal presenteá-lo com algum aparelho tecnológico? Celular, Tablet ou até um televisor?

J

á pensou qual presente dará para o seu pai no dia 12 de agosto? O Dia deles está aí e se você ainda não decidiu o que comprar para o papai ou até para o maridão, a Free São Paulo traz sugestões de presentes que prometem agradar!

Ipad 2 – Apple

16GB, Tela de 9,7, Bluetooth, Wi-Fi, GPS e Grava em HD R$ 1.249,00 www.magazineluiza.com.br

Smartphone Samsung Galaxy S II Desbloqueado, 4G, Quadriband R$ 1.479,00 www.colombo.com.br

TV 32 polegadas CCE

LCD, Stile D32 com Entradas HDMI e USB e Conversor Digital

R$ 899,00 www.pontofrio.com.br

Se você não quer errar na escolha do presente, roupas também são bem vindas. Um short para relaxar no fim de semana ou uma camiseta mais séria para o trabalho, fica difícil errar se você conhecer o gosto do seu pai. Bermuda Pespontos Cinza Píer Nine R$ 139,90 www.dafiti.com.br

Bermuda Jeans Man Preta Green Co R$ 189,90 www.dafiti.com.br

Camiseta Polo Arlington Cinza Tommy Hilfiger R$ 239,90 www.dafiti.com.br

24


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ vitrine }

Quer deixar sua mãe feliz? Compre um perfume para o paizão e o deixe cheiroso, neste caso, o presente é duplo Malbec Gran Reserva 2004 – O Boticário Desodorante Colônia – 100ml R$ 150,00 www.oboticario.com.br Natura Kaiak Desodorante Colônia Masculino com lata R$ 89,90 www.naturabrasil.submarino.com.br The Golden Secret EDT Antonio Banderas 50ml R$ 89,90 www.aromatta.com.br

Calçados também são uma boa opção. É difícil errar na escolha Sapatenis Pegada – Café R$ 149,90 www.passarela.com.br Tênis Redley Acton Navalhado R$ 299,99 www.worldtenis.com.br Havaianas Conservação Internacional R$ 23,90 www.havaianas.com.br

E quem disse que homens não gostam de doces? Uma bela caixa de chocolates junto com um cartão, com certeza, vai agradar. Caixa Bombons Sortidos – Amor aos Pedaços 240gramas R$ 41,40 www.amoraospedacos.com.br Intensidade Premium – Cacau Show Mini tabletes de chocolate sortidos – 350gramas R$ 49,90 www.cacaushow.com.br

25


{ viagem }

O maior planetário da América Latina Brotas vive também de tecnologia, computação gráfica e equipamentos especiais de última geração. É lá que funciona o maior centro de astronomia da América Latina, o CEU (Centro de Estudos do Universo). O local conta com anfiteatro multimídia, observatório primitivo todo feito em pedra, observatório moderno com telescópio robotizado, sala de planetário e até base para lançamento de mini-foguetes. Em dias de céu limpo, os turistas podem observar constelações e planetas pelos telescópios de última geração, mas a vista já é privilegiada a olho nu, já que a ausência de poluição química e luminosa na região garante a observação do céu. Para os fãs de astronomia uma boa notícia: são duas horas e meia de passeio num lugar onde o ensino é prioridade. Durante a “Sessão Planetário”, o visitante explora o céu noturno, conhece as estrelas e constelações, planetas visíveis a olho nu, Via Láctea e mitologia. É lá também que uma viagem imaginária pelos mais belos astros de nossa galáxia é realizada. Já na “Sessão Observatório” é possível conhecer astros e estrelas através de telescópios robotizados. Entre as mais belas constelações está a conhecida por “Caixinha de Jóias”.

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Muito além do turismo de aventuras Texto e fotos: Ana Paula Almeida ana.paula@freesaopaulo.com.br

Viajar e se sentir em casa é privilégio para poucos, mas quem vai à Brotas tem grandes chances de viver essa experiência. A hospitalidade é o que chama a atenção do turista logo que ele pisa na cidade, famosa pelo Ecoturismo. Mas nem só de aventura vive Brotas, que também é o município que abriga o maior Planetário da América Latina desde 2001, um local repleto de diversão e conhecimento. Lá o visitante une conhecimento e lazer ao conhecer seus telescópios ultra potentes, sabe mais sobre os astros e é apresentado a uma nova visão do Universo.

Passeio de quadriciclo e trilha na mata também atraem o turista Quadriciclo não é um veículo muito comum na vida de quem vive nas grandes cidades, por este motivo, um passeio em Brotas é bem vindo. O roteiro segue por uma estrada vicinal, de terra, onde os visitantes vêem eucaliptos, plantações de cana, além de atravessar pontes e conhecer a mata nativa na Fazenda Nossa Senhora Aparecida. As condições para se aventurar no passeio são: condições físicas que não afetem a prática segura desse esporte e ter carteira de habilitação. Cumpridas essas exigências, qualquer um pode pilotar um quadriciclo, inclusive por terrenos acidentados, descidas e até travessia de riacho.

26

Depois de aproximadamente 40 minutos em cima do veículo, chega o momento de continuar o passeio a pé com a travessia do Rio Pinheirinho, com a água, geralmente, na altura das coxas, e o início de uma trilha num ambiente preservado que presenteia o turista com a vista da Cachoeira do Cristal, que fica entre uma furna, com pedras de arenito e até vulcânicas. Sua queda d’água é de aproximadamente 15 metros. Quem quiser pode, inclusive, tomar um banho. A volta é feita pela mesma trilha e, depois do Rio Pinheirinho ser atravessado a pé, o quadriciclo é novamente o meio de transporte em mais 40 minutos até a volta para a agência.


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

{ viagem }

Rafting e Arvomix,

Restaurantes De tão saborosa, a gastronomia de Brotas pode ser considerada um atrativo turístico a parte. Os visitantes não devem deixar a cidade sem conhecer seus restaurantes e cardápios saborosos. Alguma vez na sua vida já ouviu falar de “Caipirinha de Banana”? Pois no Bar Brotas Restaurante ela existe e é uma das bebidas mais pedidas da casa, uma delícia! E os bolinhos de queijo coalho com pimenta dedo de moça e mel do engenho? De comer rezando. Além do cardápio variado, o que também chama a atenção é a decoração inusitada. A temática do restaurante é inspirada nos esportes radicais que a cidade oferece ao turista, caiaques e capacetes foram transformados em luminárias e deixam o ambiente muito aconchegante. E se você é apaixonado por massas, não pode sair de Brotas sem conhecer o Restaurante Malagueta. Lá tudo é feito artesanalmente, na cozinha do próprio estabelecimento. De tão saboroso, fica difícil escolher entre as dez opções do cardápio. Um prato mais delicioso que o outro. Há também opções de sanduíches, saladas e sobremesas.

atividades obrigatórias

Serviço

Brotas Bar Restaurante Avenida Mário Pinotti, 267 – 14- 3653-9930 Restaurante Malagueta Avenida Mário Pinotti, 243 – 14 – 3653-5491 Santa Gula Rua Ernesto Marineli, 284 – Centro – 14 – 36534259

Serviço Eco Ação

Avenida Mário Pinotti, 205 14 – 3653 – 9140

Já se imaginou descendo corredeiras a bordo de um bote inflável com outras seis pessoas? O que pode parecer assustador de início é na verdade uma aventura inesquecível! O Rafting é uma modalidade coletiva de canoagem onde o aventureiro desce as corredeiras de um rio a bordo de um bote com a ajuda de um instrutor especializado. Os comandos “frente”, “ré”, “direita ré”, “esquerda ré”, “piso” e “junto” ficam na memória por um bom tempo e são capazes de provocar insônia, de tanto que são repetidos durante o percurso de 10 quilômetros de rio e 14 corredeiras. Não há quem saia seco desta aventura! E se você pensa que o fato de não saber nadar é fator impeditivo de praticar o Rafting, está enganado. Antes de descer o rio Jacaré, os turistas recebem instruções de segurança e equipamentos como colete salva-vidas, para, então, embarcar no transporte até o destino final. Pouco antes de entrar na água, os visitantes recebem um aquecimento para preparar o corpo e relaxar. A essa altura a ansiedade e o nervosismo já tomaram conta do turista. Se cair na água durante o percurso, não se preocupe. Canoístas reforçam a segurança de todos do início ao fim da atividade. O passeio dura, em média, três horas. As fotos tiradas durante o percurso ficam a disposição dos turistas na recepção da agência de viagens. E se o espírito de aventura pedir mais atrações, o Arvomix pode completar o dia com arvorismo e tirolesa, quer mais? O turista ainda faz um rapel com vista panorâmica na Cachoeira da Roseira. Com este roteiro, o visitante fica muito próximo da natureza. O passeio acontece no Recanto das Cachoeiras, um dos sítios mais bonitos da cidade. No arvorismo o visitante passa por 13 estações instaladas em plataformas e árvores e fica clipado durante todo o percurso. Ou seja, se ocorrer um desequilíbrio ou até mesmo queda, ele não cai, fica suspenso numa cadeirinha de segurança atrelada a cabos de aço. Ao final do arvorismo, o turista já enfrenta uma tirolesa de 250 metros e encerra o dia com um rapel panorâmico de 70 metros, com vista para a Cachoeira da Roseira e Vale do Rio Jacaré. Não há nada que se compare a visão de quem está descendo. Todo o percurso é acompanhado por instrutores treinados e a segurança de todos os passeios é atestada pelo Inmetro. 27


{ saúde }

Teatro Graças ao sucesso de público, a peça “O Bom Canário” foi prorrogada e fica em cartaz até 26 de agosto no teatro Eva Herz. Esta é a história de um casal Jack e Annie - que, apesar dos problemas, vive bem e é feliz. Até que um famoso editor vê na história do casal a chance de ficar rico. Transitando entre o mundo das artes, drogas, amor e ambição, o espetáculo fala sobre padrões, loucura e individualidade. O teatro Eva Herz fica na avenida Paulista, 2073, Bela Vista. Os ingressos custam R$ 60 e informações podem ser obtidas no telefone 3170-4059.

Cinema Alemão Pouco se sabe sobre o cinema alemão, não é verdade? Pois saiba que apesar de o circuito comercial não abrir espaço para a exibição destes filmes, o Club Transatlântico promove sessões gratuitas com o melhor do cinema alemão contemporâneo. Atividade fixa desde fevereiro de 2011, as sessões acontecem toda quarta-feira com o objetivo de difundir a pluralidade desta cultura e socializar o idioma. A cada semana o público cinéfilo poderá acompanhar filmes com ou sem legendas, degustando a pipoca oferecida pelo Club. Programação: Dia 8/8 – Mein Name Ist Eugen (Meu nome é Eugen); Dia 15/8 – Goethe!; Dia 22/8 – Der Ganz Grosse Traum (Lições de um sonho); Dia 29/8 – Effi Briest. Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio. Informações: 2133-8606. 28

Samba no Templo Gosta de samba? Então vai adorar a próxima atração do Bar Templo de Fé. Dudu Nobre se apresenta no local neste sábado, 4 de agosto, cantando os sucessos do seu mais novo CD “O Samba Aqui Já Esquentou”. Em sua volta ao palco do Templo, além do novo trabalho, ele cantará canções já consagradas, entre elas “Cem por cento você” e “Quer saber da minha vida, vai na macumba”. Bar Templo de Fé, rua Guaimbé, 322. Informações pelo 2601-1441.

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

Exposição O artista pernambucano Gilson Bezerra estreia sua primeira mostra individual, intitulada de “Texturas Poéticas: Monotipias de Gilson Bezerra”, no Espaço Mundo Mundano até 18 de agosto. São 10 monotipias do artista que, ao contrário do uso tradicional da técnica, desenvolveu seu próprio método de execução. A exposição fica aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h. O Espaço Mundo Mundano fica na rua Mourato Coelho, 25, Pinheiros. Informações pelo site www. mundomundano.com.br.


siga-nos em: freesaopaulo.com.br

por: Vito Zanella redacao@freesaopaulo.com.br fotos: Divulgação

O que esperar quando você está esperando O filme é uma comédia hilária e profunda sobre cinco casais, cujas vidas viram de cabeça pra baixo por causa dos desafios que enfrentam os pais de primeira viagem. Inspirado pelo eterno bestseller do New York Times de mesmo nome e o primeiro livro em uma série a vender mais de 35 milhões de exemplares em todo o mundo, O que esperar quando você está esperando, da escritora Heidi Murkoff, traz elenco estrelado e perpetuado no gênero, como Cameron Dias, Jennifer Lopez, Chris Rock e o brasileiro Rodrigo Santoro. Holly (Jennifer Lopez, de Encontro de Amor) deseja adotar um filho, enquanto seu marido Nate (Rodrigo Santoro, de Simplesmente Amor) não faz a menor ideia do que é ser

pai e não sabe se está pronto para isso. Pressionado para mudar essa realidade, Nate acaba indo para um grupo de novos pais, liderados por Vic (Chris Rock), que repassa aos colegas o que sabe sobre paternidade. Rosie (Anna Kendrick, de Amor Sem Escalas) engravida após reencontrar um ex-namorado. Skyler (Brooklyn Decker, de Esposa de Mentirinha) é a esposa de um homem mais velho e se desespera ao saber que terão gêmeos, porém o marido encara a notícia com tranquilidade. Jules (Cameron Diaz, de Professora Sem Classe), uma apresentadora de um reality show em que os participantes tentam perder peso, tem 42 anos e também embarca na maternidade pela primeira vez.

na tela O que esperar quando você está esperando (What To Expect When You're Expecting) - EUA, 2012. Comédia Romântica. Direção de Kirk Jones. Com Cameron Diaz, Elizabeth Banks, Jennifer Lopez, Brooklyn Decker, Anna Kendrick, Joe Manganiello, Chace Crawford, Matthew Morrison, Chris Rock, Rodrigo Santoro. Distribuição Paramount. Classificação: 12 Anos.

Bel Ami O Sedutor

Katy Perry: Part of Me Para saciar a curiosidade dos fãs, Katy Perry: Part of Me Em 3D traz cenas filmadas durante a turnê mundial de Katy Perry, que aconteceu no final do ano passado, e também cenas da vida pessoal da diva pop. Sobre sua passagem pelo Brasil, contou que teve do público o conforto que precisava para os shows, devido ao estado de exaustão em que se encontrava no final da tour pelo mundo. A cantora desembarcou no Rio de Janeiro no início da semana, para a pré-estreia do seu filme. O título do filme é o mesmo de um hit de sucesso da cantora. O musical tem um site oficial, o www.katyperrypartofme.com.br, com opções para os admiradores mais fanáticos que quiserem assistir ao trailer, baixar papeis de parede e interagir nas redes sociais. Katy Perry: Part of Me Em 3D – Musical. Direção de Dan Cutforth e Jane Lipsitz. Com Katy Perry. Distribuição Paramount. Classificação: Livre

Diferente do romântico Edward Cullen, da Saga Crepúsculo e do milionário, e Eric Packer de Cosmópolis, Robert Pattinson agora é George Duroy, um jornalista cínico que vive pelas ruas de Paris em busca de dinheiro e êxito, se tornando um dos alvos mais desejados das mulheres da alta sociedade parisiense. Acaba ganhando o pseudônimo de Bel Ami, título do filme. Entre as damas francesas que miram Duroy (Robert Pattinson, da Saga Crepúsculo) estão as mulheres mais influentes da época, como Virginie Walters (Kristin Scott Thomas, de Amor Impossível), Madeleine Forestier (Uma Thurman, de Kill Bill) e Clotilde de Marelle (Christina Ricci, de Amaldiçoados). Bel Ami – O Sedutor (Bel Ami) – Reino Unido, França e Itália, 2012. Drama. Direção de Declan Donnellan e Nick Ormerod. Com Robert Pattinson, Uma Thurman, Kristin Scott Thomas, Christina Ricci, Colm Meaney. Distribuição California Filmes. Classificação: 14 Anos. 29


ANUNCÍE: 11

siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

2823-0800

MAGIA P/ AMOR E TODOS OS FINS. PG APÓS RESULTADO. F: 0800 88 00 969/79159282/ ID 55*934*4475

casamentos - aniversários - batizados

Brinde especial na contrataçÃo de pacotes comunnica.com.br

classificados

11 8110-2748

vanessavalentin.com.br

1.100 salg., 600 doces, 400 descart., 20 kg de bolo decorado, 50 sac. Surpr. c/ pipoca, 100 bex., 700 g bala coco + pap., 24 l refri + tema cartonado /babado + nome no isopor e vela!

ESPECIALIZADA EM CABELOS CRESPOS!

Facebook Pison Festas

Tel: (11) 5071-6127 / 7040-5226 - Vanda (ao lado do metro Praça da Àrvore)

Você Quer, Você Pode. EXATO

HOSPITAIS

R$ 141,27

BÁSICO R$173,47

CEMA, HCOR, A.C CAMARGO, SANTA JOANA, ALVORADA MOEMA, SANTA CATARINA, ALVORADA STO. AMARO, SANTA ISABEL, IGESP, SÃO CAMILO,STA. PAULA, INCOR

VENDAS: 3017-8080

gerencia.vendas@nidoran.com.br

CLIENTE DA BOM SUCESSO EM MATÉRIA DO JORNAL DA GLOBO MICROEMPREENDEDOR DE SUCESSO !!

www.bomsucesso.com.br Saiba mais

(11) 5078-2222 São Paulo - SP

30

Custos referentes a faixa etária de 0 a 18 anos.


siga-nos em: facebook.com/FreeSaoPaulo

ÁRIES As viagens e as atividades lúdicas e divertidas estão muito favorecidas nestes dias. A comunicação e a expressão de ideias e sentimentos pessoais trazem belos resultados.

LEÃO Momento positivo para a boa disposição, a vitalidade física e o sentido de autoconfiança e autoestima. Encontrar-se com amigos é a melhor maneira de valorizar a vida.

SAGITÁRIO A boa vontade para com as pessoas é uma atitude que atrai boas situações para você. É tempo de se dispor a dar o melhor, construindo relações positivas.

GÊMEOS Você está mais envolvente no modo de ser e se comunicar. O contato com algum lugar ou pessoa especial é importante. A rotina ficará bem melhor ao seguir suas motivações.

LIBRA Os pensamentos generosos e otimistas favorecem seus planos a se realizar da melhor maneira possível. É bom ser confiante e progredir a passos largos nestes dias.

AQUÁRIO Momento para mostrar o lado mais nobre de seus sentimentos. As relações amorosas mostram sua face mais radiante e feliz. Vocês se aproximam no que têm de melhor.

Por Gregório Queiroz

TOURO Os bens familiares e o patrimônio pessoal crescem e se consolidam. Bons negócios podem ser efetuados. Há recursos disponíveis para realizar os projetos profissionais.

VIRGEM Dia positivo para superar problemas no trabalho e os mais diversos tipos de obstáculos materiais. Não apenas por sorte, mas por encontrar e aproveitar a boa chance.

CAPRICÓRNIO O apoio de pessoas e instituições facilita ainda mais a se realizar o que já vinha despontando. O trabalho pode levar rapidamente a alguns bons resultados materiais.

CÂNCER Você estará pisando em terreno sólido e confiável nestes dias. Momento para você se sentir bem, mesmo se em meio a situações complicadas ou indefinidas.

ESCORPIÃO Bons negócios e favorecimentos nos empreendimentos profissionais É tempo de trabalhar em nome do futuro, inclusive de seu futuro financeiro.

PEIXES Momento para consolidar boas condições de saúde e de bem estar físico e emocional. O conforto doméstico está muito beneficiado. Você poderá usufruir coisas bem boas.

horóscopo



Free São Paulo - No. 41