Page 1

Alunos sem aulas na rede estadual

Foto: Lívia Bastos

Paralisação

Pág.18

Hospital tem superlotação em pediatria

Doenças Respiratórias

Saneamento Plano Municipal de

Básico

Pág.12

Prefeitura prepara Projeto de Lei, composto por 122 metas, que objetiva ampliar o acesso da população aos serviços de saneamento, nos próximos 30 anos. Plano necessita da aprovação da Câmara de Vereadores para ser aplicado

Pág.04

Debate sobre pessoas em situação de rua naTV Banqueta

Desenvolvimento Social

Pág.06

Nova Lima avança para a fase regional

Jogos Escolares de MG

Pág.10

Síndrome mão-pé-boca atinge crianças

Surto no Estado

Pág.16


A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Oportunidades de emprego

Mãe protetora

Na véspera do Dia das Mães, enquanto todos estavam realizando homenagens antecipadas ou nos preparativos de surpresas, uma ocorrência, envolvendo uma mãe, tomou conta das redes sociais e dos noticiários. No dia 12 de maio, a cabo da PM Kátia Sastre estava na porta da escola da filha, localizada em Suzano (São Paulo), com outras mães e alunos, aguardando para participar de uma comemoração referente à data. Nesse momento, uma câmera de segurança registrou um homem que chegou armado e anunciou um assalto. A policial sacou uma arma, atirou três vezes no indivíduo que caiu baleado. O suspeito foi encaminhado para a Santa Casa de Suzano, mas não resistiu e morreu.

A cabo recebeu homenagens pelo gesto de coragem. Entretanto, surgiram comentários contra elas, pois seria uma forma de incentivar as pessoas a reagirem a assaltos. É fato que, sem técnica e preparo, reagir nesses casos pode atentar contra a própria vida e daqueles que estão ao redor. Mas, vale ressaltar que a profissional agiu consciente do seu papel de proteção social e, além disso, o gesto dela pode ter salvado a vida de diversas mães e filhos. Tal ato de bravura merece, sim, reconhecimento e divulgação. Até porque, caso o suspeito conseguisse tirar a vida dos presentes, será que o fato não seria amplamente divulgado e a militar julgada pela falta de atitude da polícia?

Por outro lado, o caso também gerou comentários de ódio contra o suspeito do assalto, estes que apontam o sofrimento e a morte dele como a única solução. A revolta é justificável, mas os discursos pautados no incentivo a violência talvez não sejam o melhor caminho para o problema social. Como opções temos: cobrar mais segurança dos órgãos competentes, melhorar condições e salários para a polícia brasileira e, fundamentalmente, exigir dos governantes uma educação de qualidade e maior assistência à crianças e adolescentes, afinal, é na base que se prepara cidadãos de bem e críticos. Não é tarefa fácil, mas pode ser a forma mais adequada de “cortar o mal pela raiz”.

Uma frente fria chega na sexta-feira e pode ocasionar chuvas fracas na RMBH. A temperatura cai a partir de terça-feira. Mín: 15 Máx: 23

Tempo nublado com chuvas fracas

Mín: 14 Máx: 24

Tempo parcialmente nublado

Ruibran dos Reis

Mín: 14 Máx: 26

Tempo parcialmente nublado

Diretor da Regional da Climatempo Minas Jornal A Banqueta de Notícias - 425ª Edição

Pizzaria Jambreiro seleciona: cozinheira e pizzaiolo com experiência. Informações: 35817047. Analista de crédito (Nova Lima). Vaga exclusiva para mulheres, entre 18 e 29 anos, com fácil acesso ao centro da cidade. Currículo: r h @ p e r f e c t a b r a s i l . c o m . b r. Informações: 3694-3349.

Fundação Hospitalar N. Sra. de Lourdes seleciona: técnico de patologia clínica. Necessário experiência na função. Currículo: recrutamento@fundacaohospitalar.c om.br.

Cooperativa de trabalho em saúde técnico (a) em seleciona Enfermagem. Salário: R$ 1.953 + benefícios. Necessário experiência hospitalar ou home care + habilidade em traqueostomia e ventilação mecânica. Horário: escala noturna 12x36. Enviar currículo, até com assunto Téc. 31/05, Enfermagem Nova Lima para: rh@coopsaudebh.com.br.

Assistente de atendimento/ restaurante (Nova Lima). Necessário ensino médio completo e experiência com o público. Residir em Nova Lima ou Raposos. Salário: R$ 1.160 + benefícios. Enviar currículo para o e-mail: karina.figueiredo@supernosso.com. br. Fiscal de loja (Nova Lima). Início imediato. Enviar currículo para recursoshumanosmd@outlook.com. br.

Sucata abandonada

Direto da Comunidade

“Um carro abandonado, há quase três anos, na Rua Itabira tem incomodado os moradores do bairro Vila Operária. Além de servir de abrigo para todo tipo de animal, o veículo sucateado ainda deixa a vista do local feia. Já enviamos a reclamação para prefeitura, mas não recebemos resposta até hoje.”

Sérgio Oliveira Vila Operária

Resposta - A Prefeitura de Nova Lima informou que a remoção de veículos em situação de abandono em via pública está prevista em lei específica e o município já trabalha na regulamentação dela. Outro fator necessário é a especificação da destinação do veículo removido, já que uma decisão judicial proíbe o município de conceder e suspende alvarás de Contato: 31 3541-5701

Alô Banqueta

2

O jornal A Banqueta de Notícias se exime de qualquer responsabilidade BEX Edições Ltda. CNPJ: 11.160.970/0001-70 Fale conosco: 31 3541-5701 / 98569-2926 ou abanqueta@gmail.com sobre opiniões e pontos de vistas expressos em artigos, anúncios e Diretor: Frederico Sarti Mendes publicações assinadas que Jornalista responsável: Júnia Rodrigues exprimam conotações políticas, Redação: Júnia Rodrigues, Janaína Santos e Hully Monteiro religiosas ou sociais, por não Diagramadora: Sônia Souza refletirem as convicções desta Diagramadores aux.: Jordana Matos e Tatiana Dias Comercial: Clauzy Barbosa: 99847-9631-Efigênia Veloso: 98848-4388 diretoria. Reservamo-nos o direito de erro gráfico. Gráfica Editora Sempre - 16.000 exemplares

funcionamento para novos pátios. Como solução, a prefeitura informa que existe a previsão de assinatura do Termo de Convênio de Cooperação Administrativa, Técnica e Operacional a ser celebrado entre o Detran/MG, Polícia Civil, Polícia Militar e o DEER/MG, o que possibilitaria a utilização, pelo município, dos pátios credenciados pelo Detran/MG, em Belo Horizonte.

“Parabenizo o jornal impresso A Banqueta de Notícias pela bela matéria em homenagem ao Dia das Mães. A equipe se mostra cada vez mais competente ao destacar personalidades reais e valorizar profissões tão importantes para nossa cidade.” Ana Silveira Centro


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

3


superlotada Pediatria

4

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Basta chegarem o outono e o inverno para a umidade do ar cair e as doenças respiratórias aparecem com tudo. Quem mais sofre nesta época do ano, normalmente, são as crianças e os idosos, pois eles possuem a imunidade mais baixa que o restante da população. Prova disso é a superlotação, registrada nesta semana, no setor de pediatria da Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes (FHNSL) em decorrência de patologias comuns neste período do ano.

Superlotação

De acordo com o Ministério da Saúde, as doenças respiratórias que mais afetam as crianças, nesta época do ano, são resfriado, influenza, rinite, bronquite, asma, pneumonia e sinusite. Porém, a alta virulência dessas doenças tem provocado a superlotação de hospitais em todo país, inclusive, de Nova Lima. Nos últimos dias, cerca de 20 crianças com menos de um ano foram internadas na Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes com diagnóstico de asma e bronquiolite.

Casos simples na UBS

Entretanto, o pronto-atendimento infantil da FHNSL possui apenas seis leitos de internação, por isso, foi preciso remanejar o restante das crianças em leitos de outros setores da unidade. Devido à superlotação, o hospital emitiu uma nota, segundafeira (14), informando que casos de urgência e emergência terão prioridade nos atendimentos durante os meses de maio e junho. Os casos considerados simples ou leves deverão ser encaminhados para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município.

Urgência e emergência

Segundo a FHNSL, são considerados urgência e emergência os casos em que o estado de saúde do

Saúde Pública

Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes tem sobrecarga de internações infantis devido aumento de doenças respiratórias na cidade

paciente ofereça risco de morte ou sofrimento. São eles: febre alta por mais de 24 horas, prostração, dificuldade respiratória, palidez, alteração nos níveis de consciência, vômitos persistentes, desidratação, dores abdominais fortes, sangramentos, acidentes domésticos, convulsões, intoxicações, entre outros. Já os casos simples ou leves são aqueles que não oferecem risco de agravamento do paciente. Por exemplo: viroses, conjuntivites sem complicações, estomatites, síndrome mão-pé-boca, gastroenterite viral e Infecções de Vias Aéreas Superiores (IVAS).

Normalização do atendimento

A FHNSL ainda informou que, após o remanejamento de leitos, o atendimento na ala pediátrica foi normalizado e todas as crianças têm sido atendidas de acordo os critérios de classificação de risco. Na medida em que os pacientes melhoram e recebem alta, novos leitos ficam disponíveis. Porém, a região ainda encontra-se em período de agravamento das doenças respiratórias e, possivelmente, novas superlotações poderão surgir até julho. O encaminhamento dos casos simples, urgentes e emergenciais para as unidades adequadas é essencial para que não haja sobrecarga nos serviços prestados pelo hospital e pelas UBSs do município.

Identificação dos casos

Embora os sintomas das doenças respiratórias sejam parecidos, a pediatra Luciana Souza recomenda aos pais observá-los antes de levarem os filhos para uma unidade hospitalar. Dessa forma, os casos de urgência e emergência poderão ser identificados em casa e encaminhados diretamente para o local de atendimento específico. “Febre alta, falta de ar, recusa para se alimentar, fraqueza e irritabilidade são sintomas considerados urgentes ou emergenciais e devem ser atendidos no hospital. Já os sintomas de gripe comum como nariz entupido, dor de garganta, febre e tosse são considerados

atendimentos de pouca ou nenhuma urgência e devem ser atendidos nas UBSs da cidade”.

Prevenção

A forma mais eficaz para se proteger contra as influenzas A (H1N1 e H3N2) e B, segundo a pediatra, ainda é a vacinação. Porém, algumas medidas podem prevenir o surgimento da gripe, por exemplo, lavar as mãos constantemente e desinfetá-las com álcool, manter a casa arejada, evitar aglomerações, não compartilhar talheres e copos. Encaminhar as crianças para a escola ou creche quando elas estão doentes também pode acarretar a ploriferação das doenças respiratórias. “Outro erro sério é levar a criança ao pronto-socorro sob qualquer sinal de resfriado, pois o tempo que ela permanece na espera por atendimento é suficiente para contrair uma doença mais grave de outras crianças”, alerta Luciana Souza.

Campanha de vacinação

A Prefeitura de Nova Lima informou que cerca de 38% das crianças nova-limenses estão vacinadas contra a gripe. A Campanha Nacional de Vacinação acontece até o dia 31 de maio, nas Unidades Básicas de Saúde, na Policlínica e na Zoonoses do bairro Jardim Canadá. Podem receber uma dose da vacina crianças entre seis meses e cinco anos, idosos acima de 60 anos, gestantes, mulheres com até 45 dias de pós-parto, trabalhadores da área da saúde, pessoas portadoras de doenças crônicas, professores, detentos e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas. É necessário levar o cartão de vacinação e o documento de identidade. A campanha se estenderá para o restante da população a partir do dia 1º de junho.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

5


6

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

TV Banqueta

Social

Desenvolvimento Embora Nova Lima ocupe o primeiro lugar no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Minas Gerais, segundo o Atlas Brasil, uma parte de sua população ainda vive em situação de vulnerabilidade. Diante disso, o programa Banqueta em Foco, exibido na quartafeira (09), recebeu o vereador Alessandro Coxinha (PRTB) e o secretário de Desenvolvimento Social Diego Garzon para debater as ações implantadas pelo poder público para combater as desigualdades sociais existentes no município.

Dois salários mínimos para viver

No início do programa, o secretário de Desenvolvimento Social, Diego Garzon, alertou sobre as diferenças sociais em Nova Lima. De acordo com ele, 66% dos cidadãos nova-limenses, registrados no Cadastro Único do governo federal, vivem com até dois salários mínimos. Porém, o cenário de pobreza acaba invisibilizado devido à alta arrecadação do município. “Temos a falsa sensação de que a cidade é rica porque temos um dos melhores PIBs do Brasil, mas isso não se aplica a realidade. A maioria das pessoas necessita de assistência social. Precisamos discutir, abertamente, as alternativas para diminuição da pobreza, que está bem do nosso lado”, explica.

Pessoas em situação de rua

O secretário ainda explicou que as pessoas em situação de rua, chamadas incorretamente de ariranhas, são um exemplo de que o agravamento do aspecto econômico do país atinge, diretamente, o aspecto social. Segundo ele, cerca de 40 pessoas vivem, atualmente, nestas condições em diversos bairros de Nova Lima. “Existem muitos fatores que levaram aquelas pessoas às ruas, mas não cabe ao poder público retirá-las dali à força. Estamos falando de cidadãos que também têm o direito de ir e vir. Nosso trabalho é acolhê-los e trabalhar suas demandas e não higienizar uma área para mostrar uma cidade sem pobreza”, analisa.

Melhoria na condição de vida

A prefeitura tem iniciado diversas ações para diminuir o número de pessoas em situação de rua

Programa Banqueta Em Foco discute a realidade das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade em Nova Lima

na cidade e melhorar as condições de vida deles. Durante o debate, o secretário mencionou o primeiro Banho de Amor, realizado no sábado (05), na Praça Bernardino de Lima, onde foram disponibilizadas, para um grupo de pessoas que vivem nesta situação, roupas novas, alimentação, cortes de cabelo, unha e barba, além de atenção e acolhimento. Um edital de chamada pública, divulgado na quinta-feira (10), também foi citado. O objetivo dele é selecionar uma instituição para acolher essas pessoas em um programa especializado no atendimento e atenção à população em situação de rua.

Rede de amparo à disposição da comunidade

A dignidade e cidadania das pessoas que se encontram em situação de rua são outros fatores prioritários para a Secretaria de Desenvolvimento Social. Além das iniciativas citadas, a prefeitura ainda possui uma rede de amparo para atender o público específico. Conforme Diego, o Projeto de Reintegração Social (PROREIS) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) estão habilitados a atender cada uma dessas pessoas. “O CREAS possui uma equipe de abordagem social que percorre o município todos os dias para atender e encaminhar as demandas deste grupo. No PROREIS, por exemplo, elas podem tomar banho, se alimentar, trocar de roupa, dormir e guardar seus pertences. Estamos cada vez mais próximos das pessoas nesta condição”.

“Mutirão da limpeza pode ser oportunidade de ocupação”

Uma solução para diminuir o índice da população em situação de rua, sugerida no programa pelo vereador Alessandro Coxinha (PRTB), é a volta do projeto Mutirão da Limpeza iniciado, há 16 anos, no bairro Cruzeiro, e desativado pela administração pública. Nele, as pessoas em situação de vulnerabilidade social exerciam atividades laborais de limpeza, capina e varrição de vias públicas dos bairros da cidade. “O projeto oferece um trabalho para os moradores de rua, que ficarão ocupados o dia todo. Dessa forma, eles terão de volta a dignidade e o reconhecimento social”, afirma.

Família “Tamo Junto”

A participação da comunidade para combater as desigualdades sociais foi um dos assuntos debatidos entre os convidados. Um exemplo citado e que obteve bons resultados foi a ONG Família “Tamo Junto”, fundada por Coxinha, no bairro Cruzeiro. Nela, cerca de 200 crianças têm acesso a aulas de inglês, violão, informática, culinária, tricô e crochê. Além disso, quinzenalmente, as mães dos alunos participam de palestras sobre diversos temas e recebem uma cesta de verduras. “Meu maior orgulho é ter cedido a minha própria casa, local onde é a sede da ONG, para aproximar as famílias e ocupar o tempo dos jovens. O projeto deu tão certo que abrimos um núcleo no bairro Honório Bicalho, que já tem 180 crianças cadastradas. Em breve, pretendemos abrir outro na região do bairro Cabeceiras”, conta o vereador.

Devolução de recursos públicos aos cofres da prefeitura

Outro tema abordado foi à devolução de recursos públicos destinados para algumas instituições novalimenses que não prestaram contas - ou prestaram de forma incorreta - das subvenções sociais recebidas durante as administrações dos exprefeitos Carlinhos Rodrigues (PT) e Cassinho Magnani (PR). O secretário explicou que, desde 2016, uma auditoria interna tem sido realizada para verificar a situação dos convênios, contratos e termos de parceria e foi constatada a irregularidade em alguns deles. “Muito dinheiro público foi liberado sem que tivesse uma assinatura de convênio prévio. Queremos reaver esses valores, pois eles eram destinados à população em vulnerabilidade social. Isso é um crime e quem o cometeu precisa pagar sob as penas da lei”, contesta.

Instituições podem ser inseridas na dívida ativa

Ainda segundo Diego, após a secretaria finalizar o processo de apuração, as empresas são notificadas a devolver os recursos em até 30 dias. Do contrário, elas serão inseridas na dívida ativa do município e responsabilizadas judicialmente.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

7


8

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

9


10

Jogos Escolares de Minas Gerais

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Esporte Especializado

A atual gestão da Prefeitura de Nova Lima afirma ter o objetivo de incentivar a diversificação do esporte especializado na cidade. Um importante termômetro desse compromisso é a participação dos estudantes nos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), uma das maiores competições do estado. A nova geração de atletas do município ficou à frente do ranking estadual, durante a etapa microrregional, disputada, no último final de semana, na cidade de Santa Bárbara. Agora, quase 200 atletas seguem para a fase regional da competição.

Números

A delegação nova-limense foi composta por, aproximadamente, 130 atletas, estudantes das escolas estaduais João Felipe da Rocha (Polivalente), Deniz Vale e George Chalmers e das instituições particulares São Tomás de Aquino, Sebrae, Santa Terezinha e Santo Agostinho. A competição é dividida nas categorias masculina e feminina em módulo 1, que engloba atletas de 12 a 14 anos, e o módulo 2, com atletas de 15 a 17 anos.

Incentivo ao esporte

Segundo o secretário municipal de Esporte e Lazer, Roberto Rabello, o resultado é positivo e demonstra que a cidade está no rumo certo. “A secretaria realizou a fase municipal do JEMG, que classificou as equipes para a microrregional, e cuidou de toda a logística e organização para que a delegação fosse à Santa Bárbara. Responsabilizouse por questões como o alojamento das equipes, em escolas locais, além das refeições dos

estudantes e professores. Disponibilizamos à delegação toda a estrutura e organização necessárias para que atletas e treinadores pudessem focar na disputa, sem preocupações adicionais”, relata.

Formação de atletas

Ainda de acordo com o secretário, o investimento não se restringe, apenas, a obtenção de resultados mas visa imediatos, fortalecer o esporte na cidade como um todo. “São atletas capazes de trazer vitórias importantes e, estão em um nível tão bom, que podem ser a base da nossa seleção. Muitos talentos do passado foram treinados fora do município. Nossa intenção, agora, é fortalecer esses esportistas dentro das nossas escolas. As seleções esportivas da cidade serão novamente formadas e treinadas por pessoas de Nova Lima”, garante.

Próxima etapa

O próximo desafio dos atletas de Nova Lima é a etapa regional do JEMG realizada na cidade de Arcos, entre os dias 25 e 30 de junho. Para Roberto, a cidade estará ainda mais forte na competição. “A colocação das equipes em cada etapa nos qualifica a participar de outras. Como algumas categorias já estavam classificadas para a fase regional, vamos para Arcos com uma delegação ainda maior,

Estudantes de Nova Lima se sobressaem durante a etapa microrregional e avançam com quase 200 atletas para a fase regional da competição

teremos quase 200 atletas nesta etapa”, comemora.

Classificação JEMG - Etapa Etapa microrregional


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

11


A Banqueta A Banqueta Capa

Saneamento Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Plano Municipal de

Básico

Prefeitura prepara Projeto de Lei, composto por 122 metas, que objetiva ampliar o acesso da população aos serviços de saneamento, nos próximos 30 anos. Plano necessita da aprovação da Câmara Municipal de Vereadores para ser aplicado

O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) foi instituído pela Lei Federal nº 11.445/2007 que estabelece as diretrizes e os princípios para a universalização do acesso ao saneamento básico no país. Todos os municípios têm a obrigatoriedade de elaborar o documento até o ano de 2019. Caso ele não seja feito, a prefeitura descumpridora deixa de receber recursos federais para projetos no setor. Entretanto, mais do que uma obrigação, o plano, caso seja bem aplicado, pode promover a segurança hídrica, prevenir doenças, reduzir as desigualdades sociais e acidentes ambientais, preservar o meio ambiente, além de desenvolver economicamente um município.

Para se adequar a legislação federal vigente e diante da importância do tema, a Prefeitura de Nova Lima elaborou o Plano Municipal de Saneamento Básico que prevê 122 metas de curto, médio e longo prazo. Segundo o órgão público, o objetivo é ampliar o acesso da população aos serviços de saneamento, nos próximos 30 anos. O documento será enviado pelo poder Executivo, em breve, à Câmara Municipal de Nova Lima para análise e votação dos vereadores.

Quatro eixos temáticos

O PMSB foi elaborado na gestão passada. Considerada a qualidade do documento e a economia de recursos financeiros que seriam utilizados com o desenvolvimento de um novo plano, o governo atual optou por manter o estudo. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Danilo Vieira, o documento está pronto e aguarda, agora, a aprovação na Câmara Municipal de Vereadores de Nova Lima para ser aplicado. Ademais, ele explica que o PMSB, com dez volumes

e mais de 1.800 páginas, é composto por quatro eixos temáticos: abastecimento público de água, disposição final do resíduo sólido urbano, drenagem da água pluvial e tratamento de esgoto.

Abastecimento de água

Sobre o abastecimento, o objetivo do plano é levar água tratada a todos os bairros da cidade. Segundo o secretário, mais de 90% da população de Nova Lima recebe água tratada em casa, entretanto, a meta é chegar a 100%. loteamentos “Os clandestinos e irregulares são grandes dificultadores desse processo. Mas, o prefeito Vitor Penido (DEM) trabalha para resolver a questão”, diz Danilo Vieira. As duas concessionárias que realizam o serviço no município, atualmente, são a Copasa e a Samotracia Meio Ambiente e Atendimento LTDA. Já a Prefeitura de Nova Lima é a responsável por cobrar delas o cumprimento adequado da atividade.

Resíduos sólidos urbanos

Danilo explica que o município recolhe, hoje, 100% do lixo doméstico produzido pela população. A Construtora Israel, atual concessionária da limpeza urbana da cidade, recolhe os resíduos e os leva para uma estação de transbordo, localizada no aterro sanitário desativado, no bairro Mina D’água. Em seguida, o material é encaminhado para um aterro sanitário privado em Sabará. “O PMSB prevê

Fotos: Lívia Bastos e arquivo pessoal

12

a continuidade desse sistema. É o mais viável, até porque já existe um projeto do Governo do Estado para a construção de um aterro sanitário metropolitano para a disposição final de resíduos sólidos urbanos oriundos das cidades da Grande BH”, conta.

Aterros metropolitanos

De acordo com o secretário, o prefeito Vitor Penido busca viabilizar o projeto junto ao governador Fernando Pimentel (PT). Caso a iniciativa seja aplicada, seriam construídos cerca de quatro grandes aterros sanitários, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), que poderiam ser usufruídos por todas as cidades desse eixo. “Nova Lima paga, atualmente, cerca de R$ 78, por tonelada de lixo, para sua disposição final. Somando o transporte, esse valor sobe para, aproximadamente, R$ 130. Com a execução do projeto, a tarifa do serviço cairia quase pela metade”, reitera.

Desse modo, Danilo afirma que reativar o aterro, localizado na estrada que liga Nova Lima à Sabará, não seria uma alternativa viável, já que o local se deteriorou com o tempo, após 14 anos desativado. “Para reativar o antigo aterro, seriam necessários muitos investimentos. Os aterros metropolitanos são uma melhor solução ao passo que, com eles, haveria subsídios do governo para os municípios que conseguiriam redução no custo da disposição final do lixo”, reforça.

Resíduos da construção civil

A prefeitura licenciou um aterro específico para o descarte dos resíduos da construção civil.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Localizado na mesma área do antigo aterro da cidade, esse lixo agora tem um destino certo. “Nova Lima sofria com a falta de opção para o resíduo que era jogado, até mesmo, dentro de áreas de conservação ambiental, por exemplo, o Parque Natural Municipal Rego dos Carrapatos”, afirma. O secretário ainda conta que está em processo de licenciamento outro aterro para a construção civil, na estrada de Rio de Peixe, para atender a região Noroeste.

Coleta seletiva

Apenas 2% da coleta seletiva está implementada em Nova Lima e o aterro sanitário é o destino final de 98% do lixo doméstico da cidade. Para Danilo, o Plano Municipal de Saneamento Básico prevê avanços que vão além do âmbito ambiental. “Estamos com um projeto de ampliação da coleta seletiva. Isso implica na melhoria da qualidade de vida daqueles que trabalham com o lixo e cria-se também a possibilidade da geração de emprego e renda. Os prédios públicos foram os primeiros a passar pela mudança, mas vamos estender aos bairros. A meta é ampliar o serviço em, aproximadamente, 30%, até o final desse governo”, conta.

Drenagem da água pluvial

Um dos maiores problemas da cidade se refere à dificuldade para a drenagem da água pluvial - a água proveniente das chuvas - uma vez que vários bairros não possuem o serviço adequado para o seu escoamento, causando inundações em diversas regiões. Dessa forma, o plano contempla a criação das redes pluviais do município e a melhora das existentes. “Em vários pontos de Nova Lima, a água da chuva se mistura com o esgoto, aumentando o volume dele e comprometendo seu tratamento”, completa.

Tratamento de esgoto

O secretário informa que, menos de 30% da população, que mora na sede de Nova Lima, tem o esgoto tratado e o objetivo é universalizar o serviço. A meta em curto prazo, entre dois e quatro

anos, por exemplo, é ampliar para 45% a cobertura do sistema e as condições sanitárias da população urbana. As regiões que já possuem o serviço, atualmente, são Vila da Serra, Vale do Sereno, Alphaville e Jardim Canadá.

Estação de Tratamento de Esgoto

O secretário de Meio Ambiente informa que tem acordado com a Copasa, a ampliação e melhoria do sistema atual de rede de esgoto dos bairros Jardim Canadá e Vale do Sereno. “A ETE do Vale dos Cristais já está revertendo 20 litros por segundo (l/s) de esgoto para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Arrudas localizada em Belo Horizonte. Essa reversão será ampliada nos próximos dias em mais 30 l/s, para a mesma ETE. Isso irá melhorar muito a carga orgânica de esgoto lançado, hoje, nos rios sem tratamento”. Segundo Danilo, o mal cheiro do local conhecido, popularmente, como “Curva do Fedor”, na MG-030, já diminuiu por conta da reversão e a tendência é reduzir ainda mais.

Importância do plano

Essa é a primeira vez que Nova Lima terá um Plano Municipal de Saneamento básico e sua revisão deve ocorrer a cada quatro anos. O cumprimento da legislação, cujo prazo máximo é dezembro de 2019, vai possibilitar o município captar recursos junto ao governo federal e órgãos de promoção ao saneamento, muitos deles, sem contrapartida pelo município. Segundo Danilo, além dessa possibilidade, a aplicação do plano em uma cidade rica em recursos naturais, como é Nova Lima, além de contribuir para a fomentação do turismo, por exemplo, só tem a colaborar com o aumento da qualidade da saúde da população. “Esperamos que a Câmara tenha a lucidez, responsabilidade e discernimento necessários para avançarmos nesse ponto, para assim, resolvermos de forma definitiva, os graves problemas que o saneamento traz”.

Participação popular

A ambientalista Lilla Ayres participou da elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico como

A Banqueta

13

membro da sociedade civil. Segundo ela, o documento é o melhor banco de dados sobre a cidade que Nova Lima possui. Isso porque, a elaboração do plano necessitou da coleta de dados em várias secretarias, do IBGE, realizaram-se visitas técnicas e consultores estavam presentes durante o extenso e minucioso levantamento sobre o município. Lilla conta que para produzir o documento, além da sociedade civil, houve a intensa participação de outras entidades como órgãos governamentais, entidades técnicas e de defesa do consumidor.

Preservação das riquezas naturais

Nova Lima é responsável por cerca de 60% do abastecimento de água da Região Metropolitana de Belo Horizonte. “É muito importante que se preserve os cursos d’água e não é jogando esgoto em córregos que a gente preserva as nascentes”, diz a ambientalista. Ela completa que a cidade é uma região produtora de água e assim, se torna uma área de extrema importância. “O Rio das Velhas, por exemplo, responsável por abastecer Nova Lima e Grande BH, fica assoreado algumas vezes ao ponto de se enxergar o fundo do afluente. Não podemos permitir que isso continue acontecendo”, alerta Lilla Ayres.

Patrimônio paisagístico

A especialista lembra também que, além de possuir um patrimônio paisagístico extraordinário e grandes áreas preservadas, o município sofre com impactos gigantescos, diante da tradição minerária de 300 anos. “Apesar da cidade ter um meio ambiente, relativamente, bem cuidado, os impactos que afetam os recursos hídricos estão presentes e precisam ser discutidos. A aprovação do plano, por parte dos vereadores, é fundamental nesse processo”, conclui.


14

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

15


16

A Banqueta

Síndrome

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

mão-pé-boca

Saúde

chega à Nova Lima

Doença contagiosa tem se espalhado rapidamente no estado e afeta, principalmente, crianças abaixo de cinco anos

Pais e responsáveis, por crianças menores de cinco anos, devem ficar atentos à febre alta, principalmente, se na sequência surgirem manchas avermelhadas, na região onde se coloca a fralda, aftas na boca e lesões nas mãos e pés com formação de “bolinhas de água”. O quadro se caracteriza como síndrome mão-pé-boca. A doença é altamente contagiosa e já chegou à cidade. Segundo a Prefeitura de Nova Lima, somente, neste ano, dois casos foram confirmados em unidades educacionais do município: Centro de Educação Infantil Nancy Romani Duarte e na Escola Municipal Vera Wanderley Dias.

Prevenção começa na escola

O número de atingidos pela doença em Nova Lima pode ser ainda maior, já que a notificação para a síndrome só passou a ser compulsória neste mês. Em caso de suspeita, a recomendação do governo municipal é procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS), mais próxima, local onde o tratamento deverá ser iniciado rapidamente. Ainda de acordo com a prefeitura, profissionais de atenção básica à saúde também têm realizado campanhas de prevenção e orientação em creches e escolas do município, ambientes mais propícios para a disseminação da síndrome.

Doença avança pelo estado

Segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), da Secretaria de Estado da Saúde, neste ano, mais de cem pessoas foram diagnosticadas com a enfermidade, tratada como surto no estado. A doença é causada, na maioria das vezes, pelo vírus Coxsackie, da família dos

Dicas

enterovírus. De acordo Dr. Fernando Guimarães, pediatra com quase trinta anos de experiência e passagens pelo Hospital Infantil São Camilo e Hospital Governador Israel Pinheiro (IPSEMG), a síndrome é antiga e sazonal e, apesar de não ser grave, é capaz de trazer uma série de desconfortos. Entre eles estão, no período inicial: febre alta, dor de cabeça e perda de apetite, além de, em seguida, surgirem feridas na boca e ínguas no pescoço.

Evolução

A enfermidade pode se iniciar de forma assintomática ou com febre alta. Geralmente ela é confundida, nesta fase, com outras viroses, por isso, o exame clínico é recomendável. “Aparecem bolhas pequenas com um aspecto bem característico na última fase. A base é avermelhada, mas o entorno é acinzentado. Os sintomas duram sete dias, em média, exceto as lesões orais, que podem permanecer por até quatro semanas”, completa Dr. Fernando Guimarães.

Tratamento

Ainda não existe vacina para a doença e o quadro pode regredir ou evoluir, conforme a imunidade do paciente. O tratamento é feito com antitérmicos e anti-inflamatórios. O ideal, de acordo com o médico, é que o paciente permaneça em repouso. “Por causa da inflamação na boca e garganta, o

Na foto, ela tinha um ano. Hoje, tem 36. Atuou como modelo fotográfico e de passarela. É apaixonada pela culinária japonesa. Formou-se em Publicidade e Propaganda. Ministra cursos de maquiagem e estética.

paciente apresenta dificuldade para engolir alimentos. Por isso, os pais devem adotar uma dieta mais pastosa e abusar da criatividade. Caso contrário, a situação pode se tornar mais complicada, por exemplo, com a ocorrência de uma desidratação”, observa.

Regras de higiene

Apesar das crianças serem as mais afetadas pela síndrome, adolescentes e adultos também podem ser acometidos. De acordo com o pediatra, o contágio se dá pela saliva e fezes do paciente. “A principal forma de prevenção é por meio da higienização, por isso, lave bem as mãos, após a troca de fraldas e o uso do sanitário. Os brinquedos também merecem atenção. Reforce a limpeza, em casa e na escola, sempre que possível, pois são materiais que os bebês levam, constantemente, à boca. Além disso, não compartilhe objetos pessoais e evite contato próximo com pessoas infectadas”, indica.

Outra dica é o consumo de água, sucos naturais e alimentos ricos em vitamina C. Segundo o especialista, a indicação não apenas fortalece a imunidade, mas tem alto potencial na cicatrização das feridas. Por ser um anti-inflamatório natural, o gesto saudável é bastante benéfico à saúde. “Recomendo também, frequentemente, a acerola, pois cada uma possui um percentual de vitamina equivalente a 20 laranjas. Melhor ainda é adoçar o suco da fruta com mel. Além de ser um ingrediente saboroso, tem ação antibiótica natural”, reforça.

Já sabe quem sou? Descubra na próxima edição! A misteriosa da edição 423 é Maria Letícia Liberato, enfermeira da Associação Casa Rosal.

Atitude saudável


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

17


18

A Banqueta

escolas Paralisação nas Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Educação

Os alunos das escolas estaduais Deniz Vale, Augusto de Lima (Estadual), João Felipe da Rocha (Polivalente), George Chalmers, Josefina Wanderley Azeredo (Honório Bicalho) e Maria Josefina Sales Wardi (Jardim Canadá) não tiveram aulas de quarta-feira (16) a esta sexta-feira (18), devido à paralisação dos professores da rede pública estadual. O motivo para suspensão das aulas é o atraso no pagamento dos salários dos educadores, anunciado pelo Governo de Minas Gerais, na terçafeira (15). A previsão é de que elas retornem na segunda-feira (21), caso o pagamento seja realizado ainda hoje.

Motivo da paralisação

As reivindicações dos professores são variadas, mas a principal delas e a que motivou a paralisação de três dias nas escolas estaduais é o atraso e parcelamento do salário referente ao mês de abril. Segundo a professora de Língua Portuguesa Roberta Zanon, há mais de um ano, a categoria não recebe os salários na data adequada, ou seja, no quinto dia útil e o recebe de forma parcelada. “O

Professores da rede pública estadual suspendem aulas por três dias para reivindicar atraso no pagamento de salários

Governo de Minas Gerais havia anunciado, na sexta-feira (11), que o pagamento da primeira parcela, previsto para o dia 16 de maio, não poderia ser realizado e que não haveria previsão para isso. Então o sindicato mobilizou os professores e decidimos suspender as aulas”, comenta.

Más condições de trabalho

Além do atraso nos salários, os professores de Minas Gerais reivindicam o descaso do poder público com a categoria. De acordo com Roberta, as más condições de trabalho em que os educadores estão expostos contribuem para a indignação deles. “A educação do nosso país nunca foi prioridade para o Estado. As verbas destinadas para alimentação e materiais nas escolas também estão atrasadas. Existem unidades de ensino novalimenses que não têm recursos para comprar um botijão de gás. Tudo relacionado à educação está atrasado”, conta indignada.

“Sem salário não há trabalho”

Dessa forma, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) mobilizou os profissionais da área para uma paralisação no setor no restante da semana. Sob

gritos de “sem salário não há trabalho”, centenas de professores de todo o estado participaram de um ato unificado, na quarta-feira (16), em frente ao Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. Ainda segundo a instituição, a greve dos professores estaduais iniciou no dia 8 de março, mas foi suspensa, temporariamente, no dia 23 de abril. Desde então, a categoria permanece em estado de greve e com deliberação de paralisações sempre que for necessário.

Retorno das aulas

De acordo com o Sind-UTE/MG, as aulas só têm previsão para retornar, na segunda-feira (21), se o governo estadual efetuar o pagamento dos professores nesta sexta-feira (18). Caso contrário, eles só voltam para as salas de aula quando os salários estiverem em dia. O apoio da população nos movimentos realizados pela classe, como ressalta Roberta, é muito importante para a valorização da educação. “Ouvi de muitas pessoas que professores são folgados e não gostam de trabalhar, por isso, vivem fazendo greves. Mas, a maioria delas não sabe o que é enfrentar todo o tipo de risco dentro de uma escola, desde palavrões a alunos armados. Ensinamos por amor e vocação e a única coisa que queremos é o reconhecimento disso”, finaliza.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

A Banqueta

19


20

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 18 a 24 de maio de 2018

Os erros não cessam

O Sub-20 do Villa Nova empatou com o Araxá em 0 a 0, no último final de semana, em Nova Lima. Com o resultado, a equipe do Leão do Bonfim alcançou cinco pontos em cinco jogos no Campeonato Mineiro. Mas, um erro da diretoria fez com que o time perdesse, nesta quarta-feira, 11 pontos na tabela. Isso mesmo, 11 pontos. A Federação Mineira de Futebol puniu o Villa com a retirada dos pontos e uma multa total de R$ 1.500 devido às escalações de jogadores irregulares, nos jogos contra Betinense, Ponte Nova, Coimbra e Uberlândia, válidos pelas quatro primeiras rodadas do Campeonato Mineiro. Dessa forma, o clube está na 12ª posição ocupando a lanterna da competição, e pasmem, com 6 pontos negativos. Após os erros seguidos fora de campo, com negociações frustradas de Pinguim, Yuri e Filipinho, a diretoria mostra, mais uma vez, sua deficiência. O último erro, precisamente, prejudica

todo o trabalho realizado no ano, na equipe Sub-20. Está na hora da diretoria cessar os erros e acertar no futebol. Por falar nisso, os sofridos garotos do Sub-20 encaram às 10h de amanhã, em Nova Lima, a equipe do União Luziense pela 6ª rodada do Mineiro. Galo eliminado outra vez: O Atlético foi eliminado da Copa do Brasil, perdendo nos pênaltis para a Chapecoense. Nas últimas semanas é a segunda eliminação do Galo. Primeiro, o time alvinegro caiu na Copa Sul-Americana, que acabou sendo menosprezada pelo presidente. Agora, a Copa do Brasil, que além de levar o clube para a Copa Libertadores, encheria os cofres do Atlético, que tanto necessita de recursos. O Galo não jogou bem, e como aconteceu na primeira partida, não conseguiu marcar os gols e ainda sofreu sustos do time da Chape. Nos pênaltis, o time alvinegro desperdiçou duas cobranças. O goleiro Victor ainda pegou um e quase salvou o time na última cobrança. Um time do tamanho do Atlético não pode ser eliminado dessa maneira. Com a eliminação, o Galo foca todas as suas atenções para no Brasileiro, competição que está na 3ª colocação.

Nas duas eliminações ficaram claras as limitações do elenco atleticano, que precisa de reforços, e que cheguem para assumir a posição de titular time. Classificação encaminhada: Do outro lado da Lagoa, o Cruzeiro segue jogando bem e conseguiu uma boa vitória contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. O time celeste ficou a um empate da classificação na Copa do Brasil. Com a vitória, o Cruzeiro precisa apenas de um empate no jogo de volta, no Mineirão. A partida só acontecerá após a Copa do Mundo, no dia 16 de julho. O time celeste cresceu muito com entrada do Dedé, na zaga, dando mais segurança ao setor defensivo. Superclássico de opostos: Com os recentes resultados Atlético e Cruzeiro enfrentam-se, amanhã, em momentos antagônicos, às 16h no Independência. O time alvinegro vem com os bastidores fervendo devido às duas eliminações. Já o Cruzeiro, bem encaminhado na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, joga bem tranquilo com possibilidades quem sabe de até poupar titulares. Ou seja, a responsabilidade do clássico de amanhã é total do Atlético.

No Fundo do Baú

Esta semana, vamos relembrar o time amador Retiro Sport Club, campeão nova-limense de 1970, também chamado pela Liga Municipal de Desportos de “Campeão Amadorista de Nova Lima”. Segundo saudosistas do futebol, esta equipe foi uma das melhores já montadas pelo Retiro. O time era treinado pelo Bodô, grande conhecedor do esporte que tinha acabado de pendurar as chuteiras.

Em pé: Bodô, Jésus, Roberto Caiado, Dinô, Ailton Lamparina, Jairinho, Didi,

Nozinho, Carlos “Tirulito”, Leite e Pedro Bodengo.

Agachados: Pelonha, Jaci, Edson Fonseca, Neném Biscoito, Bidão, Athy e Guinho.

RETIRO SPORT CLUB

13º Torneio da Amizade

Resultado da última rodada Juventude

2x0

XII Lobos

Próximos jogos

Sábado - 19/05

Domingo - 20/05

ADM X 2 Coqueiros

Xurupita XRezenha

Horário – 14h

Horário – 10h30

Os jogos são realizados no Campo do Montanhês

Enquete - Quais foram os melhores jogadores do Retiro Sport Club, campeão amador de 70? Envie seu e-mail para: enqueteabanqueta@gmail.com.

Resposta da enquete anterior - Os melhores jogadores do time do ADM, de 2018, foram: Em 1º lugar ficou Poinha, eleito com 50% dos votos. Em 2º, com 30% dos votos, ficou Luan. E em 3º, com 20%, ficou Eurico.


21

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 06 a 12 de abril de 2018


22

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 06 a 12 de abril de 2018

Dia das Mães na Vila Lavinsky

O Dia das Mães, no último domingo (13), teve um toque a mais de charme na Vila Lavinsky. Com a proposta de reunir os melhores sabores do mundo, presentes, por exemplo, em deliciosos pratos da culinária italiana e japonesa, o local tem se tornado uma ótima pedida para a família e amigos. À tarde se tornou ainda mais especial, por causa do Duo Centopéia (Jazz e Guitarra Acústica), que deixou o ambiente mais acolhedor. As “formigas de plantão” puderam se deliciar com saborosas sobremesas e os fãs dos hambúrgueres gourmets também fizeram a festa. Os responsáveis pela Vila parecem ter conquistado um importante nicho na cidade, aguçando, ao mesmo tempo, o paladar e o ouvido do público com ritmos capazes de transportá-lo para um universo encantador. Fotos: Fernando Baltazar


23

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 06 a 12 de abril de 2018


24

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 06 a 12 de abril de 2018

A banqueta 425  
A banqueta 425  
Advertisement