Page 1

Comportamento

‘GTA V’ e a educação infantil

PÁG.16

Copa do Mundo

Time de peso Álbum de figurinhas do A Banqueta revela craques que fazem a diferença nas funções do dia a dia

Utilidade pública

Festas X fogos, o perigo existe PÁG.08

Banqueta na Balada

Aniversário de David Lucas PÁG.22

PÁG.12

Advogado contribui para o Mundial

PÁG.04

Editorial

Amor de prateleira não satisfaz PÁG.02

Torneio da Amizade

Ferrinho é tri campeão PÁG.20

Direto da Comunidade

Obras à caminho

PÁG.02


A Banqueta

2

Alguém para ligar no fim do dia e contar sobre as horas que passou no trabalho ou sobre a hora em que o chefe o chamou para lhe entregar a demissão. Companhia para um bom filme, risadas incríveis a respeito de coisas que não têm graça – enfim - a presença do outro na vida da gente. Assim e, infinitamente variado, o namoro, mais antigo que a contagem dos séculos, modifica-se, cria modismos comportamentais, mas não tem previsão de término, pelo menos no que diz respeito às relações humanas. Trocar beijos está em voga na China, no Brasil, Mongólia e onde cair o dedo no mapamúndi.

Aparentemente inocente, o tema namoro não é um assunto que levanta debates fervorosos ou conversas entre especialistas para formular estatísticas. No entanto, a possibilidade de trocar fluídos corpóreos do tipo suor, saliva e sêmen deveria incorrer em mais cautela. Sem mencionar que, iniciar um namoro pode levar ao casamento, uma relação que compromete o rumo da vida de um e de outro. Relacionamento é um risco, apesar do prazer. Amar é colocar o próprio coração nas mãos de outra pessoa, uma atitude inevitável aos apaixonados, mas que cabe uma pergunta: aos cuidados de quem você o entregou? À coxa mais perfeita, ao tórax musculoso, ao carro mais tunado, à conta confortável, àqueles olhos azuis, aos seios fartos em um decote vermelho? Cuidado! A ditadura da beleza e do status são estratégias eficazes para fazer com que você gaste dinheiro para alcançar o padrão e finalmente tornar-se “feliz”. Mas, encontrar a pessoa para dormir e acordar ao seu lado, com quem você desejará morrer ao lado quando estiverem bem velhinhos, cativados pela certeza de que valeu a pena, será encontrada por motivos bem diferentes. Amor de prateleira não satisfaz o cliente.

Mín:16 Máx:24

Mín:15 Máx:25

Mín:15 Máx:25

Tempo parcialmente nublado

Tempo parcialmente nublado

Tempo parcialmente nublado

A circulação marítima deverá trazer muita umidade do oceano Atlântico para o continente e organizar nebulosidade no decorrer do dia na RMBH. Não há previsão de chuvas.

Ruibran dos Reis

Diretor da Regional da Climatempo Minas

Jornal A Banqueta de Notícias - 228ª Edição

Animed Hospital veterinário contrata: banhista de animais. Informações: ligar para 3581-8030 e agendar horário para entrevista com Érika.Rodovia MG-30, 561 A | Vila Industrial | Nova Lima/MG - (31) 3581.8030 | (31) 7147.6469.

Loja Das Marias contrata: vendedoras. Interessadas, deixar currículo na loja, Av. José Bernardo de Barros, 359, Bonfim.

Programador de Produção. Contagem. Salário a combinar. Benefícios: VT, alimentação, cesta básica, assistência médica e seguro de vida. Horário: segunda a sextafeira. Cursando Engenharia de Produção. Interessados, enviar encaminhar currículo para recrutamento2@rhfoco.com.br colocando no assunto o nome da vaga. Favor copiar no corpo do email o currículo e informar pretensão salarial. Auxiliar de Serviços Gerais. Belo Horizonte. Bairro: Palmares. Formação: Ensino Fundamental. Descrição da vaga: limpeza geral e manutenção do escritório. Limpar piso, paredes, janelas, vidros, garagem, banheiros e outras dependências do escritório. Interessados, deverão ligar para agendar entrevista, de segunda a sexta entre 08:30 às 11:30. Contato: (31) 3389-1162, ramal 202 ou 203.

Obras à caminho!

Direto da Comunidade

“Moro ao redor do zigue-zague, localizado à Rua Afrânio Pinto de Almeida, bairro Cabeceiras. A situação do local é preocupante, está sem escada e o solo está comprometido. Segundo engenheiros que estiveram aqui, se essa situação permanecer, nós moradores, corremos o risco de perder nossas casas. Em dias de chuva, a situação fica ainda pior. O local está abandonado e precisando de atenção do poder público. Não adianta tirar foto e arquivar, queremos é solução”. Conceição Cassimiro Bairro Cabeceiras

Resposta: A Prefeitura de Nova Lima informa que a equipe técnica da Secretaria de Obras já esteve no local e que as obras estão dentro do cronograma da secretaria. De acordo

BEX Edições Ltda. CNPJ: 11.160.970/0001-70 Fale conosco: 31 3541-5701 / 8569-2926 ou abanqueta@gmail.com Diretor: Frederico Sarti Mendes Jornalista responsável: Letícia Barros Redação: Letícia Barros e Júlia Leal Diagramador: Elton Corrêa David Diagramadores aux.: Sônia Souza, Jordana Matos e Tatiana Dias Comercial: Clauzy Barbosa: 9847-9631 / Efigênia Veloso: 8848-4388 Gráfica Editora Sempre - 16.000 exemplares

Contato: 31 3541-5701

Alô Banqueta

Amor de prateleira não satisfaz o cliente

Oportunidades de emprego

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

O jornal A Banqueta de Notícias se exime de qualquer responsabilidade sobre opiniões e pontos de vistas expressos em artigos, anúncios e publicações assinadas que exprimam conotações políticas, religiosas ou sociais, por não refletirem as convicções desta diretoria. Reservamo-nos o direito de erro gráfico.

com a equipe técnica, serão recuperados a rede pluvial e a de esgoto, e realizadas obras de contenção e reaterro na lateral do zigue-zague.

“Parabenizo a equipe do A Banqueta de Notícias pela belíssima edição divulgada na semana passada. A matéria sobre o Plano Diretor é um verdadeiro divisor de águas no jornalismo nova-limense. Ao amigo Júlio Grillo o reconhecimento pela competência e coragem, você é um cidadão na acepção da palavra. Obrigado pela sua contribuição para a nossa amada, saqueada e pilhada Nova Lima”.

Marcelo Barbosa Consultor ambiental


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

3


A Banqueta

4

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

Nova-limense contribui para o Mundial

Especialista em direito desportivo, Gustavo Lopes foi um dos colaboradores para a elaboração da Lei Geral da Copa. Essa é uma das atuações do advogado, o qual, em sua carreira, coleciona títulos de especialização na área, além de autoria e participação na elaboração de livros voltados para o direito esportivo. Em entrevista ao Jornal A Banqueta de Notícias, o jurista falou sobre legislação desportiva, Lei Geral da Copa e o Estatuto do Torcedor, temas de uma de suas publicações. Apaixonado pela área e conhecedor das causas desportivas, Gustavo foi convidado, em 2011, por um dos membros da Comissão Parlamentar Especial de Estudos, da Câmara dos Deputados, para auxiliar na elaboração da Lei Geral da Copa. Durante o trabalho, o advogado teve a oportunidade de apresentar aspectos relevantes jurídicos para realização do Mundial no país. A legislação, criada para regulamentar o evento esportivo no Brasil, visa cumprir as garantias assumidas pelo governo brasileiro com a Federação Internacional de Futebol (Fifa), inclusive em relação à Copa das Confederações, realizada no ano passado.

Regras da Lei Geral da Copa

Segundo o advogado, a Lei Geral da Copa inclui normas ligadas ao uso exclusivo de marcas do Mundial pela entidade, proteção dos parceiros da Fifa durante o evento esportivo, valor de ingressos, entre outras. Gustavo destacou que, pela primeira

vez, uma lei brasileira trata do tema “marketing de emboscada” - quando uma campanha leva o público a entender que determinado produto é relacionado oficialmente à Copa do Mundo da FIFA, e na verdade não é. Como essa não é uma atividade criminalizada no país, a Lei Geral da Copa prevê uma regra para punir casos do tipo.

Polêmica da lei

Durante as discussões no Congresso Nacional, um dos pontos mais polêmicos sobre a Lei Geral da Copa foi em relação à liberação do consumo de bebidas alcoólicas em estádios durante o Mundial. Segundo Gustavo, as críticas vieram porque as pessoas acreditavam que o Estatuto do Torcedor proibia o consumo da substância dentro dos estádios. No entanto, não existe no estatuto (nem em outra lei) a proibição de venda ou consumo de bebidas alcoólicas durante os jogos de futebol. O que existe é uma proibição interna, expedida pela CBF através de uma portaria, a qual proíbe a existência de bebidas alcoólicas em competições promovidas pela entidade, ou seja, em jogos da CBF. “A Copa do Mundo é um evento da FIFA, não da CBF, portanto, no Mundial, o consumo de bebidas é liberado”.

Estatuto do Torcedor

Além da colaboração para o estudo da Lei Geral da Copa, Gustavo dedicou-se a abordagem do Estatuto do Torcedor. A lei 10.671/2003 dedicada à normatização das atividades desportivas no Brasil

Copa do Mundo

Advogado especializado em direito desportivo participa da elaboração da Lei Geral da Copa e desenvolve livro baseado no Estatuto do Torcedor é tema do livro “Estatuto do Torcedor : A Evolução dos Direitos do Consumidor do Esporte”, de autoria do advogado. Gustavo contou que a ideia do trabalho surgiu após uma experiência pessoal ocorrida em 2005. Segundo ele, na época, não conseguiu comprar um ingresso de um jogo do Brasil contra Argentina, em virtude da desorganização do evento. Após esse fato, verificou a legislação e começou a aprofundar-se no assunto. “A intenção é levar ao leitor, principalmente àquele fora da área de direito, o conhecimento dessa lei. Costumo dizer que a legislação no Brasil, para ser efetivamente aplicada, é importante que seja utilizada”, completa.

Conteúdo da obra

O livro aborda assuntos como a história do esporte, Copas do Mundo, Jogos Olímpicos, construção do conceito do torcedor e legislação, entre outros assuntos do direito desportivo. A obra une a paixão do brasileiro pelo esporte ao exercício da cidadania, notadamente à conquista e à efetivação de direitos, bem como para demonstrar os efeitos práticos e positivos já alcançados pelo Estatuto do Torcedor, além dos pontos ainda a serem implementados. Para adquirir um exemplar do livro “Estatuto do Torcedor: A Evolução dos Direitos do Consumidor do Esporte”, envie email para direitosdotorcedor@gustavolpsouza.com.br


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

5


6

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

7


8

Utilidade Pública

Este ano, junho e julho são meses propícios para festejar, além das comemorações de inverno, começou a Copa do Mundo no Brasil. Entram em cena, a preparação do evento de São João, a decoração em verde e amarelo para o Mundial e os perigosos fogos de artifícios. E, apesar de garantir a animação das festas, é necessário cuidados tanto na hora da compra, quanto no uso seguro dos artefatos. Vale lembrar que, acidentes como os da Boate Kiss, o qual matou centenas de pessoas no Rio Grande do Sul, a morte de um adolescente, atingido enquanto assistia a um jogo de futebol na Bolívia, e a do cinegrafista da Band, atingido durante a cobertura de protestos no Rio de Janeiro, ocorreram devido ao uso inadequado de explosivos tipo rojão e fogos de artifícios.

multidão

A Banqueta

Perigo na

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

Manuseio incorreto de fogos de artifícios pode causar amputação, queimaduras sérias e lesão auditiva

como extintor, se a área está isolada ou se apresenta obstáculo físico. Paulo César salienta que a regra de segurança se aplica em qualquer local que aconteça queima de fogos, sendo seguro apenas em local aberto, evitando ambientes fechados e nunca próximo à rede de eletricidade. Outro fator importante é o armazenamento do produto, que não deve ser em locais úmidos.

Época de fogos

Perigo de amputação, queimadura e perda auditiva

O uso incorreto pode ocasionar além de queimaduras no corpo, amputações de membros e lesão auditiva. Dentro das vítimas de acidentes com fogos de artifícios, as crianças são as mais acometidas. Segundo o bombeiro, por esse motivo, é importante a orientação dos pais no uso dos artefatos pelas crianças. “Jamais alguém pode permitir que crianças soltem fogos ou estourem bombas em baixo de latas vazias, pois os estilhaços podem causar grandes estragos a quem tiver próximo, inclusive ferimentos irreversíveis à vítima”. Em caso de queimadura com fogos de artifício, a orientação é evitar tocar na área queimada e não usar nenhuma substância sobre a lesão. A vítima deve ser encaminhada imediatamente ao médico através do acionamento do SAMU pelo telefone 192 ou do Corpo de Bombeiros, 193.

Evite ferimentos

O evento esportivo e as festas juninas favorecem a venda de fogos, conforme contou Leônidas Cotta, proprietário de uma loja especializada em venda de fogos de artifícios, localizada no Centro de Nova Lima. Segundo Leônidas, a variedade de fogos é grande e vai desde os estalinhos, que crianças podem manusear, até os rojões, indicado apenas para adultos. O foguete manual, o chamado 12X1, é o mais procurado e também aquele que exige mais cuidado para manusear. Segundo o empresário, a maioria das pessoas soltam o foguete diretamente da mão, mas o fabricante disponibiliza uma base de lançamento, sendo uma forma mais segura para utilização do artefato.

Regras de comercialização

De acordo com Leônidas, é importante o consumidor procurar uma loja credenciada para evitar produtos de procedência duvidosa. Para a

De acordo com Paulo César, coordenador geral do Corpo de Bombeiros Civil de Nova Lima, a principal causa de acidentes com fogos de artifício está relacionada ao manuseio incorreto do artefato. Para evitar ferimentos, é importante usar os prolongamentos e bases de lançamento que são comercializados junto com os produtos e seguir todas as recomendações de segurança. “As pessoas não lêem as instruções do fabricante ou não as cumprem. Muitos acidentes com fogos podem ser evitados se as recomendações forem seguidas”, enfatiza.

venda de fogos de artifícios, é necessário seguir o regulamento do Corpo de Bombeiros, as diretrizes do Exército Brasileiro e as exigências da Polícia Civil, especializada em pirotecnia. Dentro das regras de comercialização, os fogos de artifício são classificados em quatro classes, sendo A, B, C e D, do menor para o maior, considerando o potencial explosivo. Para os fogos da classe A (estalinhos, fósforos luminosos, entre outros), a venda é livre. Para o grupo B (rojãozinho e bombas de solo), a comercialização é permitida para pessoas acima de 16 anos. Para a classe C (Sputinik e apito de vara – efeito jato), a venda é permitida apenas para maiores de 18 anos e o grupo D tem o uso liberado apenas para profissionais (bombas de tiro de treme terra e morteiros, tipo Girândola). “Para evitar acidentes é importante seguir à risca as orientações de segurança. É comum nesse período de festas, as pessoas abusarem da bebida alcoólica, e esse fator não combina com manuseio de fogos de artifícios”, orienta.

Dicas para soltar fogos de artifício com segurança

- Não solte fogos em áreas de grande concentração de pessoas. - Jamais carregar bombinhas no bolso. - Não reaproveitar bombas ou rojões que falharam. - Atentar para o tipo e quantidade de pólvora existente no produto, pois quanto mais pólvora, maior é periculosidade e potência do artefato. - Não compre fogos de artifícios clandestinos . - A distância para explodir os fogos com segurança é de 30 a 50 metros de pessoas, edificações e carros. - Foguetes e rojões não devem ser soltos perto de casas ou edifícios. - Nunca solte um rojão a favor do vento. Deve ser solto na direção contrária, para equilibrar a força de propulsão. - Fogos devem ser soltos sempre para cima, retos, sem inclinação do braço ou suporte.

Classe A

Classe B

Classe C

Classe D

Dicas de segurança

Os shows pirotécnicos devem ser realizados por profissionais especializados e acompanhados pelo Corpo de Bombeiros. Nesse tipo de evento, é verificado se existem dispositivos de segurança


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

9


10

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

Ingredientes

500 g de carne moída, 03 colheres (sopa) de óleo para refogar, 02 dentes de alho amassados, 01 cebola média picada, 01 lata de molho de tomate, 01 lata de creme de leite, 500 ml de água, 500 g de macarrão parafuso/penne, sal a gosto, queijo mussarela para polvilhar, salsinha para decorar.

Macarrão na Panela de Pressão com Creme de leite Modo de preparo

Em uma panela de pressão, refogue a carne com o alho e a cebola. Quando a carne estiver frita, adicione o molho de tomate, o creme de leite, a água e o macarrão. Tampe a panela e diminua o fogo quando a panela começar a apitar. Cozinhe por mais 3 a 5 minutos. Retire o macarrão da panela e passe-o para a travessa. Polvilhe com o queijo ralado e decore com salsinha.

Receita enviada por Mara Cristina, bairro Centro


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

O melhor de Rio Acima para você!

O Jornal A Banqueta oferece dicas sobre lojas e prestação de serviços para seus leitores

A Banqueta

11

Comércio


Time de peso A Banqueta

12

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

Capa

Álbum de figurinhas do A Banqueta revela craques que fazem a diferença nas funções do dia a dia

O mundo vira uma imensa arquibancada quando é Copa do Mundo. Todos os olhares e aplausos do Brasil são voltados para a Seleção do país e a torcida pelo sucesso do jogador favorito é coqueluche no Mundial. Portanto, inspirado na temática dos álbuns de figurinhas, o A Banqueta coleciona a imagem de craques do time, mas de um jogo diferente. O destaque é para os bons de jogo na profissão. Conheça o álbum de figurinhas de pessoas que têm o dom de fazer diferença nas funções do dia a dia e merecem levar a taça de campeões.

Músico de sucesso Assim como Neymar é destaque na Seleção do Brasileira, Leonardo Lopes é diferenciado na música. A sonoridade peculiar do contrabaixo acústico é realçada pela habilidade do nova-limense. Aos 32 anos, o músico integra o grupo da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e se dedica integralmente à música. Leonardo iniciou sua carreira com apenas 13 anos, sendo que a dedicação e paixão pela arte o levaram a formar-se no curso de bacharelado em contrabaixo acústico, pela UFMG. Atualmente, o músico intercala a rotina diária de ensaios da orquestra, estudos para o mestrado e aulas que ministra no município de Santa Bárbara.

Craque da tesoura Engana-se quem pensa que Copa de Mundo é somente futebol, dita moda também, inclusive de cortes de cabelos masculinos. Em Nova Lima, o cabeleireiro e barbeiro que faz a cabeça dos homens é Edson Paulo Costa, conhecido como “Cheroso”. Localizado estrategicamente na região central da cidade, o salão do barbeiro conquistou uma clientela fixa. No local, o atendimento começa cedo e sem hora para terminar. “Cheroso” já atuou como metalúrgico, mas a profissão de cabeleireiro falou mais alto. “Gosto do que faço, é uma área que me possibilita lidar com muitas pessoas, e, além de exercer meu trabalho, interajo com os clientes sobre diversos assuntos”, conta.

Revolucionando a matemática

Alunos apaixonados por aula de matemática é algo comum na Escola Estadual Augusto de Lima, “Estadual”. A fórmula do sucesso? O professor e engenheiro Maxwilson Ramos sabe e explica: “eu dou aula para meus alunos como se estivesse ensinando aos meus filhos”, frisa o professor. Max afirma que se preocupa com os alunos de forma individual, observando a capacidade e dificuldade de cada um, buscando uma conversa franca, próxima da linguagem deles e mostrando o quanto são importantes. Além disso, o professor propõe trabalhos extraclasse como visitas a instituições sociais e mutirões de limpeza da escola, isso para despertar o senso de pertencimento e solidariedade nos alunos, valores que formam o ser humano de bem”.

Medicina regada à carisma e competência

Nascida e criada em Nova Lima, Luciana Maria Custódio, dedicou-se a área de medicina espelhada nos exemplos do pai Dr. Ely e do tio Dr. Élcio . Em 1987, iniciou a carreira de médica em Nova Lima, ainda como estagiária. Formou-se em 1990 e construiu sua carreira na cidade, onde atualmente atua como pediatra. Disposição de um time inteiro de futebol para encarar a rotina diária de trabalho, essa é uma qualidade que nunca faltou para a pediatra, que intercala o atendimento em consultório, Posto de Saúde e hospital. Luciana conquistou os novalimenses pelo profissionalismo e amor dedicados ao trabalho.

Habilidade para limpeza urbana

Agilidade e resistência não são qualidades apenas de uma seleção de futebol. São características indispensáveis na profissão de um coletor de lixo, a qual é ocupada com muito orgulho por Cláudio Antônio Pereira. Segundo o craque das ruas, apesar das dificuldades diárias é um prazer contribuir com a limpeza da cidade. Desde 2001, atua na profissão de coletor na empresa Consita e afirma que gosta do que faz. Nem mesmo a distância do emprego é motivo para desânimo, isso porque o trabalhador se desloca todos os dias de Ribeirão das Neves para Nova Lima, e sempre leva o sorriso no rosto.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

Um passo a frente ao transportar passageiros

Durante 12h por dia, de segunda a sábado, o jovem Darison Dias (26) enfrenta o trânsito da cidade transportando pessoas de um destino ao outro. Paciência para lidar com os problemas de mobilidade urbana e uma boa dose de cordialidade para cativar os clientes são exigências do ofício de taxista. Darison tem essas qualidades e vai além, tem um pensamento empreendedor, o taxista trará, em breve, para Nova Lima o serviço de Táxi Online. A novidade permite ao passageiro visualizar o taxista mais próximo de sua localização, ver a foto do motorista e conhecer o valor da corrida, antes mesmo de contratar o serviço, tudo isso através de um aplicativo de celular. “A profissão é desgastante, mas é o que gosto de fazer”. Darison tem uma longa lista de torcedores, pessoas que para chegar bem ao destino, sabem para quem ligar.

A doméstica querida

Luciene Cristina de Jesus (39) trabalha há 25 anos como doméstica em casa de família, mas o inusitado da situação é que em todo esse tempo, Luciene trabalha para uma única família. Este ano, devido à dedicação prestada, confiabilidade, integridade, responsabilidade e carinho com que Luciene desenvolve seu trabalho, ela foi presenteada com uma placa de prata produzida em sua homenagem e entregue pela família para quem ela trabalha. “Eu amo meu emprego, principalmente por causa dos meus patrões, eles são muito bons para mim. Graças a esse trabalho, consegui formar minha filha em um curso técnico. Ser doméstica é motivo de orgulho, não desejo mudar de profissão”. Luciene, literalmente, é gol de placa eleita pelos técnicos da casa.

A Banqueta

Entre tintas e pincéis, a arte de fazer amigos

Patrícia Dieguez (54) é artesã e domina a arte da pintura em tecido, tela, acrílico e porcelana. Inspirada na delicadeza das cores, Patrícia transpõe as belezas de Nova Lima e a fé em São Francisco para a porcelana, já os temas florais e abstrato ganham forma em telas e tecidos. Dedicada à pintura desde a infância, Patrícia soma 42 anos de experiência na área, movida, principalmente, pela satisfação que encontrou em ir além da arte, por meio da leveza que ela proporciona e pela oportunidade que a pintura oferece de se relacionar com o ser humano. “No meu trabalho, penso em ser feliz e proporcionar felicidade ao próximo, esse ideal é prioridade para mim”. O ateliê Casa das Ideias, fundado por Patrícia é a prova de que a artista aposta em jogos que necessitam de um bom time. Ela aliou os próprios dons ao de colegas artesãos e acertou o gol ao organizar a escola de artesanato.

Pedreiro de confiança

De sol a sol, oito horas por dia, o baiano Edivaldo Pereira (47) é sinônimo de trabalho árduo e é pedreiro no melhor sentido da palavra. Edivaldo não conhece a frase “obra atrasada”, “nem trabalho mal feito”, e, por isso, não falta oferta de trabalho. Há mais de três anos em Nova Lima, o baiano veio da cidade de Campos Sales, na Bahia, em busca de emprego e encontrou uma oferta infinita em Nova Lima no setor de construção e reparos. O sucesso foi tão grande que o pedreiro pôde trazer a família, comprou um terreno e carro de trabalho. “O trabalho de pedreiro não é fácil, mas é o que aprendi a fazer na vida, então me dedico a fazer o melhor possível”. Em matéria de seriedade, Edvaldo não fica no time reserva.

13

Coração de ouro O dia em que amor ao próximo, alegria, compaixão, simpatia e força de superação tornarem-se categorias premiadas, assim como acontece no futebol, Marco Aurélio Corrêa (43), o Lelo, disputaria o lugar de melhor do mundo. Há 18 anos, o designer dedica sua vida a ajudar pessoas que têm problemas emocionais. Nesta empreitada, Lelo fundou o Instituto Arte em Viver e uma web rádio gospel de cunho social, a FM Adonai. “O Arte em Viver atende pessoas que sofrem com dependência química e suas famílias”. Lelo é cadeirante desde a infância devido a um problema muscular que comprometeu o movimento dos braços, pernas e tronco, mas ele mostrou que não há limites para um campeão.

Trabalho honesto, resposta para dificuldade

O padeiro Rilson dos Reis (29) vive em meio a doces e tortas, mas na infância humilde, o rapaz lembra ter passado necessidade, sendo que, várias vezes, ao passar em frente a uma padaria - “com água na boca”, como ele mesmo diz - ficava olhando as guloseimas sem poder comprar. “Jurei que me tornaria padeiro para poder comer de tudo ali, olhava o creme do Pão Marta Rocha e ficava doido para comer, mas não podia. O sonho de menino tornou-se minha salvação e não preciso mais passar necessidade”. Reilson trabalha na Panificadora Centauro, bairro Cristais, há 14 anos e, hoje, além de confeiteiro, salgadeiro e padeiro, o jovem foi promovido a gerente de produção. Artilheiro na vida, o padeiro driblou os obstáculos e conquistou a taça de campeão.


14

Política

Prioridade para o idoso no transporte coletivo

A Banqueta

De acordo com o projeto, as pessoas idosas, acima de 60 anos, ficam autorizadas a embarcarem e desembarcarem dos ônibus do sistema de transporte coletivo urbano, por qualquer uma das portas, sendo dianteiras ou traseiras. Além disso, as empresas de transporte coletivo deverão afixar em local visível, cartaz com os dizeres: “As pessoas

Leci Campos apresenta projeto de lei que dispõe sobre o embarque e desembarque de pessoas idosas em veículos de transporte coletivo urbano

O vereador Leci Campos (PSL) deu entrada na Casa Legislativa, um projeto de lei que dispõe sobre o embarque e desembarque de pessoas idosas acima de 60 anos nos veículos de transporte coletivo urbano no município de Nova Lima.

Dicas

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

maiores de 60 anos têm direito a gratuidade do transporte coletivo, podendo embarcar e desembarcar por qualquer porta”.

Benefícios do projeto

Segundo o vereador, autor do projeto de lei, ao se optar pela porta traseira ou dianteira dos ônibus, os idosos terão a facilidade de escolher o local mais vazio para que possam seguir sentados. “Pela experiência e relatos, muitos idosos fazem da entrada, até o seu destino, muitas vezes, em pé, pois os lugares preferenciais estão ocupados e o respeito ao direito não acontece. A restrição de entrada apenas pela porta dianteira acaba com que os idosos enfrentem as filas formadas pelos demais passageiros, que por sua vez, ocupam vários lugares. A entrada opcional pela porta traseira irá disponibilizar mais lugares nos ônibus”, completa.

Na foto ele tinha um ano, hoje tem 32. É flamenguista e respira futebol. Tem uma forte paixão pelo Villa Nova. É cunhado de dois jogadores do Leão. É vice-presidente de um time de futebol amador.

Já sabe quem eu sou? Descubra na próxima edição! A misteriosa da edição passada é Claudinete Silva, proprietária da Distribuidora de Bebidas Jambreiro.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

15


Jogos

16

A Banqueta

Comportamento

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

violentos

O game mais vendido da história, o ‘GTA V’, tem como protagonistas assassinos e ladrões, sendo que seus fãs mais fervorosos são crianças e adolescentes. O A Banqueta discute a questão Assalto a carros, tráfico de drogas, atropelamento criminoso de pedestres, brigas de rua, assassinatos, entre outras ações violentas são tema do game mais famoso da atualidade, o "Grand Theft Auto (GTA). A mais recente edição, quinta da série, lançada em 2013, quebrou seis recordes de venda, segundo o Guinness Book, o livro dos recordes. O jogo da Rockstar conquistou o recorde de produto de entretenimento que teve maior arrecadação em 24 horas, alcançando, em apenas um dia, US$ 815,7 milhões, vendendo 11,21 milhões de unidades. Em três dias, o ‘GTA V’ alcançou US$ 1 bilhão em vendas.

A missão é cometer crimes

O jogo de videogame agrega o que há de mais inovador em tecnologia 3D, remonta em detalhes centros urbanos, residências, pessoas e seus movimentos, além de oferecer a visão de uma mesma cena em vários ângulos. O enredo permite ao jogador cometer, virtualmente, crimes, ter relações sexuais com prostitutas, invadir residências, fazer compras entre outros, sendo que, ao fugir da polícia, o jogador acumula pontos preciosos.

A temática violenta restringe a idade mínima indicada para maiores de 18 anos, no entanto, na prática, crianças e adolescente são jogadores assíduos do GTA. Para entender os riscos que o game oferece aos jogadores fora do perfil, o A Banqueta conversou com as psicólogas Maria Ruth Ferreira e Anali de Jesus, além do professor do curso de Jogos Digitais da FUMEC, Jerry Medeiros.

conversar com o filho e assegurar que ele entendeu que as situações do game são fantasiosas e não podem ser repetidas no mundo real, sendo que, uma das formas de fazer isso é reforçando valores de boa convivência, educação, respeito à vida, ao próximo e às leis. Esse reforço é feito com muita conversa e oferecendo primeiro o exemplo”, ressalta.

“GTA não é para criança”

O desenvolvedor de games e professor do curso de jogos digitais, Jerry Medeiros, acredita que o GTA não é causador direto do comportamento violento e sugere que a questão da violência envolve sistemas mais complexos como o cenário político e cultural do país. No entanto, no que diz respeito ao acesso de crianças e adolescente ao ‘GTA V’, Jerry é crítico. “O GTA não é recomendado para crianças, a própria classificação indicativa do game avisa, sendo que é responsabilidade dos pais não permitir que os filhos tenham acesso a jogos que não sejam da faixa etária deles”, comenta.

Violência vende

Não existe resposta simples

A psicóloga Maria Ruth Ferreira comenta os dois lados da discussão. A profissional lembra que estudos científicos afirmam que não se pode dizer que games do tipo geram comportamentos violentos. No entanto, Ruth lembra que as interações humanas têm efeitos sob a construção da pessoa, portanto, o contato de indivíduos ainda em formação, como é caso de crianças e adolescentes, precisa, no mínimo, de uma reflexão séria. “Ao ter acesso à informação via internet ou de modo geral, a pessoa entra em um espaço de interação, onde ela recebe e projeta informação, sendo que todo espaço de troca gera efeitos sobre a mente. No mundo virtual não é diferente, a pessoa é transformada e pode ser um agente transformador”, lembra. Ruth explica que, nesse sentido, é importante entender a relação do jogador com o jogo, observando suas reações. A psicóloga aconselha que, ao permitir que os filhos joguem games violentos, não o façam aleatoriamente. “É preciso

Em meio às missões, o jogador pode explodir carros e matar pedestres

A violência é um tipo de produto que, no mundo virtual, dos jogos, rende milhões à indústria. O potencial de vendas desse tipo de game faz com que esforços não sejam medidos para que produtos cada vez mais atrativos ganhem mercado. Nesse sentido, o número de profissionais envolvidos no desenvolvimento do GTA é multidisciplinar, por exemplo, desenhistas, modeladores de 3D, game designers, programadores, músicos, roteiristas entre outros. A produção de um jogo como o GTA leva de um a dois anos para ser concluída, e o investimento chega aos milhões.

Criado para retirar o jogador da realidade

Um game como GTA é pensado para manter a pessoa interessada no jogo, afirma Jerry. Som, imagem, mecanismos de interação, enredo, entre outros componentes do game surgem a partir de um estudo de imersão, que é um mecanismo utilizado para definir as características que o jogo deve ter para manter o jogador envolvido durante horas. “Pesquisamos sobre o que levará a pessoa a esquecer da realidade e dedicar-se exclusivamente ao game, ao ponto dela fazer uma tarefa não produtiva e que não traz nenhum benefício concreto além do prazer. Para isso, a gente combina som, imagem, enredo, interatividade, nível de dificuldade do jogo e nível de habilidade aprendida”.

Banalização da violência

A reflexão da psicóloga Anali de Jesus em relação ao sucesso de público alcançado por jogos violentos como o GTA gira em torno da banalização da violência. “A pessoa mata a outra a troco de nada. Precisamos nos perguntar o porquê disso. Talvez o acesso aos jogos não chegue a influenciar o adolescente a cometer crimes, mas será que brincar virtualmente com a violência, retratada sob um realismo tão profundo como o GTA propõe, não deixará a criança e o adolescente mais receptivo à banalização da violência?”, questiona.

A psicóloga lembra que algumas pessoas defendem que o GTA pode ser um mecanismo para canalizar o sentimento de raiva, tão comum ao dia a dia das pessoas. No entanto, Anali faz um alerta, “Não é chegando frente a um game, matando todo mundo que se extravasa as frustrações que geram a raiva”, o caminho mais saudável é o da conversa, do entendimento entre as partes que se envolveram em um desentendimento, afirma a psicóloga. “Eu não permitiria a meu filho jogar um jogo como esse”, finaliza.

O jogador pode interagir com dançarinas de strip


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

17


18

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

19


A Banqueta

20

Levir veta Kléber

A contratação do atacante Kléber, ex-Cruzeiro, Palmeiras, Grêmio, estava sendo especulada nos bastidores do Galo. Mas, em entrevista à Radio Itatiaia, o técnico Levir Culpi foi curto e grosso: ”Eu vou ser sincero. Eu não quero o Kléber no Atlético. Na verdade, ninguém colocou isso para mim, João Vítor Xavier mas eu não quero o Kléber. Eu gostaria de continuar com o Jô. Se não for possível, a gente vai partir, com certeza, para mais um reforço.”Na entrevista, Levir também falou de Ronaldinho. Disse que R10 participará da excursão à China. “Ele é o embaixador da delegação. Os amistosos foram acertados em torno da presença do Ronaldinho. É muito importante que ele esteja

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

lá, por isso está se preparando. Espero que ele esteja no auge de sua forma”. Quanto ao Brasileirão, o treinador atleticano afirmou que quer o craque alvinegro jogando o futebol que apresentou ano passado. Resta saber se Ronaldinho está a fim de jogar. Se estiver, bom para o Galo, que se torna um dos favoritos ao título.

Marcelo aprova três contratações

Em entrevista ao Bastidores, da Itatiaia, o técnico Marcelo Oliveira aprovou as novas contratações, as mudanças no elenco e se diz otimista para o segundo semestre de 2014. Martinuccio e Elber saíram e, por enquanto, chegaram Manoel, Neilton e Marquinhos. “A gente trocou alguns jogadores. Achei que era importante o Elber sair para jogar, um jogador muito bom, mas que precisa jogar e ganhar maturidade. O Martinuccio acabou saindo também.

O Manoel, eu já tinha indicado lá atrás, e é um zagueiro muito bom. O Cruzeiro vai com o plantel forte, vamos trabalhar muito para manter um nível de aproveitamento bom”. O treinador disse que o objetivo é a conquista do bicampeonato brasileiro. “o grupo atual está tão competitivo quanto o que foi campeão no ano passado. É com esse espírito que a gente pretende seguir no segundo semestre e manter o mesmo desempenho do ano passado.” O caso William no Cruzeiro ainda não tem definição. Em entrevista à Rádio Itatiaia, o jogador, que passa férias em São Paulo afirmou que o clube ainda não acertou a aquisição junto ao Metalist, da Ucrânia. No entanto, William está otimista. Tanto que garantiu presença na viagem para os EUA, onde o Cruzeiro vai fazer uma intertemporada durante a Copa do Mundo. O Metalist que exigia £ 4 milhões, cerca de R$ 12,2 milhões, para liberar William, já estaria mais flexível.

No Fundo do Baú

No último sábado, a equipe do Ferrinho sagrou-se tricampeã do IX Torneio da Amizade (2011, 2012 e 2014), organizado pelo professor de educação física Pablo Silva. Na final, ocorrida no campo do Montanhês, o Ferrinho venceu por 2 a 1 o time do Sativas, que ficou com o vice-campeonato. Os destaques da competição foram: o atacante Clayton do Ferrinho, artilheiro do torneio, Dudu do Sativas, o goleiro menos vazado e a ADM, equipe mais disciplinada. O Ferrinho é comandado por Ramom, os treinadores são Renatinho e Gole, os auxiliares são Zé Ronaldo e Dico. Em pé: Lê, Lepréia, Ursulão, Luan, Ronald, Juninho, Mário e Vampeta.

Enquete

Agachados: Diogo, Clayton, Eurico, Juca, Quinho, Fioto, Edmar, João, João Paulo e Ramom.

Ferrinho

Quais são os melhores jogadores do Ferrinho, campeão do IX Torneio da Amizade? Envie sua resposta para: enqueteabanqueta@gmail.com. Participe!

Resposta da enquete anterior: Os melhores jogadores do Laranja Mecânica, competidores no IX Torneio da Amizade foram: Em 1º lugar, com 80% dos votos, ficou Paulinho. Em 2º lugar, com 20%, ficou Fú.


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

21


A Banqueta

22

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

1º aniversário de David Lucas

ina Welligton Fernandes e Laene Crist o (7), do sába o comemoraram, no últim s. Luca d Davi filho do aniversário de um ano t e A festa aconteceu no Stravagance Buffe do hora A ri. Safa teve como tema com ou cont s” abén tradicional “par e, depoimento emocionante de Laen a Don de cial espe ença pres a agradecendo . Reis Luan s: Foto d. Davi do Dirce, avó

Zé do Copo zedocopo@hotmail.com

SMS - 8721-9300

Vem aí

no ar!

algo novo


Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A Banqueta

23


24

A Banqueta

Nova Lima - Raposos - Rio Acima - 13 a 19 de junho de 2014

A banqueta 228m  
Advertisement