Page 1

Política. Bom dia DEMOCRACIA!. pág. 23

Apenas R$

0,25 25

Em breve www.correiodesantateresa.com.br

# Cultura #Cultura XXII Festa do Imigrante Italiano de Santa Teresa

Ano 1 - Número 2 - Junho de 2013 | Edição Regional

págs. 3 a 5

#Comunidades

#Turismo

A idosa mais velha do Brasil com síndrome de Down vive em Santa Teresa

POUSADA SÍTIO CANAÃ, O PARAÍSO AO SEU ALCANCE

pág. 14

páginas 12 e 13

FOTOS: ADEMAR GUETLER/QUALITY PRODUTORA

#Educação Educação continuada da Esfa terá início no 2° semestre de 2013 pág. 09

#Política Conferência das Cidades prioriza resíduos sólidos e regularização fundiária pág. 22

#Entrevista

#Segurança pública

Frei José Corteletti. Vida dedicada ao ensino e um livro como legado página 10

De pequena Escola Paroquial ao ensino superior da Esfa

Operação surpresa da PM em Alto Santa Rosa Barra Encoberta

página 11

página 7

Sandra Gasparini

#colunistas

#cultura pág. 17

Seixas Baré

#meio ambiente pág. 16

Vinícius Nascimento

#em foco pág. 15


02

#Opinião

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

Editorial.

#Expediente ESCOM Espírito Santo Comunicação CNPJ:16.105.219/0001-95 Diretor Executivo: ANTÔNIO AUGUSTO MAGALHÃES redacao.cst@gmail.com

# Equipe _Jornalista responsável Antônio Augusto Magalhães Reg. 3163/ES

_Jornalistas Antônio Augusto Evandro Seixas _Fotografia Artefatos Fotografia _Repórter fotográfico João Luiz Tamagnoni _Articulistas Sandra Gasparini Seixas Baré Vinícius Nascimento _Projeto Gráfico e Diagramação Giovanna Colnago giovannacolnago@gmail.com

_Criação anúncios Flávio Spiess Marcos Vinicius Souza _Jurídico Hermambrix Mendes de Freitas Júnior

A pendência de algum perdão, em nosso coração, impede o impulso vital e a graça de Deus em nossa vida À

s vezes você pode perguntar, por que o titulo deste artigo e pode achar até estranho, mas é o que vem em meu pensamento neste momento sagrado de minhas meditações. No silêncio desta manhã, esta é a frase que mais soou em minha alma. Podemos definir a palavra pendência, como algo que ficou para traz, ou que ainda não foi totalmente resolvido, tais como alguma contenda, litígio, briga ou coisas similares. O coração é a sede da sabedoria, é dele que parte as nossas inclinações tanto para o bem quanto para o mal. Impulso vital é o que estava faltando para sermos eternamente feliz, harmoni-

zado com a natureza e com esta força universal cósmica que é o próprio Deus. O homem sábio é aquele que se deixa lapidar pelo tempo, deixando desabrochar dentro dele, valores que ele mesmo não conhecia e que se encontrava no mais intimo de sua alma. Ninguém se torna diferente com os mesmos pensamentos, a mesmice nos atrofia e nos renega o crescimento, é preciso fazermos novas aragens em nossas mentes para que novas sementes sejam lançadas e com o decorrer do tempo, o surgimento de novos oásis com as mais belas flores perfumadas e matizadas, cujo colorido dará a sua vida

# Contatos

Dia 19 a 21 V Inverno Moto Fest

Agosto

_Impressão 6.000 exemplares Parque gráfico A Gazeta

Proibida a reprodução total ou parcial sem a autorização expressa da direção. Os conceitos emitidos em artigos ou anúncios não representam o pensamento e opinião do jornal.

Prestigie! Você e sua família.

Julho

_Escritório Praça Augusto Ruschi, 81 Centro - Santa Teresa - ES CEP: 29.650-000 (27) 9523-1559

Todos os direitos reservados.

de alguém que tenha voltado da região dos mortos”. No cap. 3.l – Mas as almas dos justos estão na mão de Deus, e nenhum tormento os tocará. Aparentemente estão mortos aos olhos dos insensatos: seu desenlace é julgado como uma desgraça e sua morte como uma destruição, quando na verdade estão em paz. Um coração ferido e manchado pela pendência do perdão, jamais será contemplado com a sabedoria divina, pois a sabedoria inspira a vida aos seus filhos, ela toma sob a sua proteção àqueles que a procuram; ela os procede no caminho da justiça e do perdão. A alegria do coração é a vida do homem e um inesgotável tesouro de santidade. A alegria do homem torna mais longa a sua vida. Vamos pedir a Deus, que não exista pendência do perdão em nossa vida e que nos possamos contemplar a face resplandecente de nosso Senhor Jesus Cristo em nosso dia a dia. Paz e Bem. Expedito Scheffer Pereira – com formação em teologia Pastoral

_Eventos em Santa Teresa de Julho a Setembro de 2013

_Anúncios e Assinaturas Claudia Brum (27) 9836-5869 João Luiz (27) 9705-6075 jornaloriodoce@gmail.com

_ Circulação Santa Teresa, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Itarana, São Roque do Canaã e Fundão

e contribuirá para o crescimento daqueles que se encontram no mar de lagrimas. O homem num contexto geral tem as suas pendências que muitas vezes o acompanha desde a sua infância, pendências estas que o deixa amargurado, triste, ressentido e até sem perspectiva de vida, é preciso reagir a esta situação e acreditarmos em nosso mecanismo de sucesso, colocando Jesus Cristo crucificado como o mediador de toda a graça. Em um dos meus encontros com a presença de diversas pessoas com os mais variados níveis de pensamentos e conhecimentos, toquei na questão da escatologia, ou seja, o preparo do homem para aceitar o seu fim, numa dimensão de abertura e ao mesmo tempo de amor ao próximo. Após a partilha, houve alguém que questionou que teve dificuldade de entender tal argumento, que inclusive não é inventado por mim, pois se pegarmos o livro do conhecimento (a bíblia sagrada), em Sabedoria cap. 2.1 – “curta é nossa vida, e cheia de tristezas; não há noticia

Dia 02 a 04 XVI Festa do Vinho e da Uva

Assine já, na Revistaria da Lia, o Jornal Correio de Santa Teresa, da cidade mais charmosa do Espírito Santo

Pode ser um presente para você, parente, amigo ou cliente!

Dia 16 Lançamento do Guia dos Vales e Montanhas Capixabas

Setembro Dia 05 a 08 IV Festival Cultural e Gastronômico Dia 14 e 15 XI Festival de Sanfonas e Concertinas Dia 21 Som da Viola em Santa Teresa, mega show com Amado Batista


www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

2ÂŞ QUIZENA | JUNHO 2013

#Eventos 03


04

#Eventos

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

22° FESTA DA IMIGRANTE ITALIANO DE SANTA TERESA.

Vai começar a maior festa do imigrante italiano do Brasil T

udo preparado para a 22ª Festa do Imigrante Italiano de Santa Teresa que acontece durante os dias 21 a 30 de junho. A festa é uma homenagem aos pioneiros que aqui chegaram há 139 anos vindos de várias

regiões da Itália e tem ainda o objetivo de resgatar a tradição dos primeiros colonizadores que desbravaram a floresta inóspita das montanhas do centro Espírito-santense e fundaram a primeira cidade de descen-

dência italiana do Brasil. A Festa do Imigrante Italiano é considerada a maior festa cultural regional do Espírito Santo, com público estimado em 60.000 pessoas, uma realização do Circolo Trentino em parceria com a prefeitura do município. No dia 21 acontece o desfile da garota Ítalo Teresense no parque de eventos ás 21h com a entrega da faixa à nova eleita e no dia 22, a abertura oficial com a banda do Circolo Trentino desfilando pela cidade e a tradicional degustação no comercio local a partir das 10h. O ponto alto da festa acontece no sábado com o desfile da famosa Carretela Del Vin e o encerramento no domingo dia 30, com a ressaca da carretela. De acordo com o presi-

dente do Circolo Trentino, Fernando Pretti, algumas alterações foram feitas na programação com o intuito de evitar tumulto nas ruas mais estreitas da parte mais antiga da cidade para que o turista e o teresenses possam assistir melhor o desfile cultural da Carretela Del vin, que sairá como sempre do antigo hospital passando pela rua do lazer, Praça Augusto Ruschi, seguindo até a Avenida José Ruschi onde as charretes, tobatas e veículos alegóricos com a distribuição de queijos, lingüiça e vinho se juntam ao desfile que segue até o parque de exposições da cidade. Para Fernando a festa deve manter-se fiel ao objetivo primeiro que é homenagear os antepassados recordando os costumes e mantendo a

secular tradição. “Queremos que todo o município se envolva nesse espírito festivo, que haja harmonia e congraçamento, que a população vista suas roupas típicas e enfeitem suas casas com as cores da Itália e que acolham bem o turista que nos visita”. Finaliza. Para o prefeito da cidade Claumir Zamprogno a festa é de todo o município e não só da sede por isso medidas estão sendo tomadas para melhorar o deslocamento daqueles que moram nos distritos, “Queremos que os teresenses sintam que a festa é para eles, estamos providenciando meios para aqueles que moram nas comunidades possam participar da festa com total segurança”. Destacou. “Queremos que todo o município se envolva nesse espírito festivo, que haja harmonia e congraçamento, que a população vista suas roupas típicas e enfeitem suas casas com as cores da Itália e que acolham bem o turista que nos visita”. FERNANDO PRETTI

FERNANDO PRETTI, PRESIDENTE DO CIRCOLO TRENTINO DI SANTA TERESA


2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#Eventos 05

22° FESTA DA IMIGRANTE ITALIANO DE SANTA TERESA.

Banda Brasitália - Resgate cultural através da música U

ma das mais famosas bandas da região serrana, a Brasitália já percorreu todo o sudeste brasileiro e parte do nordeste recebendo elogios em todas as cidades por onde passaram. Com um variado repertório de musicas tradicionais Italianas e animadíssimas Tarantelas, a banda é uma das atrações mais esperadas da festa do Imigrante e deverá fazer suas apresentações em um palco réplica do La Sofia, navio que trouxe a primeira leva de Italianos que aqui chegaram no século XIX. De acordo com Elias Comper, a banda é composta por quatro músicos (bateria, baixo, guitarra e teclado, três dançarinas, dois cantores e

uma cantora), todos de descendência italiana e nascidos em Santa Teresa. “Nossa proposta é sempre muita animação, como o próprio nome diz, Brasitália é um show com o melhor da musica italiana, com uma pitada dos ritmos do Brasil, fazendo uma mistura que vem dando certo”. Conta. Esse ano teremos duas apresentações durante a festa do imigrante italiano, nos dois sábados, 22 e 29 no horário nobre, é muita responsabilidade. Frisou Elias. Os shows da Brasitália têm duração de até duas horas, o público se diverte muito ao som de tarantelas e música brasileira.

ATLETAS CHEGAM À TERRA DOS COLIBRIS PARA A 2ª CORRIDA DO IMIGRANTE DE SANTA TERESA Consolidada como parte integrante da programação da Festa do Imigrante Italiano, acontece no dia 23 de junho a 2ª Corrida Rústica do Imigrante de Santa Teresa 2013. Com largada prevista entre 8:50h e 9:00h no Parque de Exposições e Eventos da cidade, o percurso será de 11 km e 500m. De acordo com o presidente do Clube do Corredor de Santa Teresa, Eduardo José dos Santos, o idealizador do evento, a Corrida do Imigrante de Santa Teresa é mais um atrativo para a programação da Festa. Foi lançada ano passado em parceria com o Circolo Trentino que de imediato abraçou a ideia, na edição de 2012 o evento trouxe para Santa Teresa mais de 300 atletas de várias regiões do estado. Para Eduardo, o principal objetivo da Corrida é a prática da atividade física, ”A

corrida de rua é um esporte acessível a toda a população com benefícios para a saúde, desde o desenvolvimento e manutenção muscular até o controle e prevenção de doenças”. Explica. As inscrições serão realizadas pelo site www.chiptiming.com.br. A inscrição é intransferível. O valor é de R$ 30,00 (trinta reais). As atletas do sexo feminino com idade superior a 55 anos e atletas do sexo masculino com idade superior a 60 anos pagarão apenas metade do preço de acordo com a lei 10.741/2003. Os kits serão entregue no sábado (22), das 07:00 às 19:00h na tenda do clube do corredor montada na Praça Duque de Caxias em frente à Farmácia Regina no Centro de Santa Teresa. Atletas com idade entre 16 a 17 anos deverão apresentar autorização dos pais ou responsáveis na retirada do kit.

Informações

Largada da 2a Corrida do Imigrante de Santa Teresa Às 08h50min – Atletas com necessidades especiais, ambos os sexos. Às 08h55min – Atletas categoria geral feminina. Às 09h00min – Atletas categoria geral masculina. Premiação da Corrida – Às 10h30min.


06

#Agricultura

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

INVESTIMENTO

Fundão recebe “Kit” para secretaria de agricultura

PREFEITA DE FUNDÃO MARIA DULCE E O SECRETÁRIO DE AGRICULTURA JOSÉ BRAZ MENEGATTI

A

Prefeitura de Fundão, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura recebeu nesta sexta-feira, 14, no Parque de Exposições Floriano Varejão, em Carapina, na Serra, um “kit” com veículos e equipamentos para reforçar a estrutura da secretaria municipal de agricultura do município. A Prefeita Maria Dulce Rudio Soares e o secretário municipal de agricultura, José Braz Menegatti participaram da solenidade de entrega realizada pelo governador Renato Casagrande e pelo Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Enio Bergoli. Os kits que fazem parte do Programa Vida no Cam-

po foram entregues a 57 municípios e é composto por veículo, aparelho de GPS, projetor multimídia, câmera digital, impressora multifuncional e computador. Este material veio em boa hora dando um suporte ainda maior ao trabalho que já estamos realizando no município. Precisamos trabalhar em conjunto com o governo do estado, o Incaper e outros órgãos para garantir ainda mais melhorias na agricultura e este kit nos dará apoio”, fala o Secretário Municipal de Agricultura, José Braz Menegatti. A Prefeita Maria Dulce destacou a importância de ter o apoio do governo estadual, permitindo que o

município receba grandes investimentos. “Estamos em constantes reuniões e conversa com o governador Casagrande, solicitando apoio para Fundão e graças a Deus somos privilegiados, recebemos investimentos em diversas áreas. Só temos a agradecer pelo apoio e tenho certeza que esta parceria continuará garantindo benefícios a nossa população que tanto necessita”, conta. Para a aquisição dos equipamentos, o Governo do Espírito Santo e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) investiram R$1.625.418,84. “As secretarias municipais de agricultura são

parceiras importantes do Governo do Espírito Santo na implementação das políticas de desenvolvimento rural e precisam estar equipadas para que avancem nos trabalhos conjuntos com nossas vinculadas Incaper e Idaf, especialmente aqueles direcionados para a agricultura familiar, que é a mais dependente de ações públicas”, destaca o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli. Cada um dos 57 kits é composto por veículo, aparelho de GPS, projetor multimídia, câmera digital, impressora multifuncional e computador.

Outros municípios beneficiados de

nossa região Itaguaçu, Itarana, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa e São Roque do Canaã.

Reunião do Fosemag No dia 14, todos os secretários de agricultura dos municípios capixabas participaram da primeira reunião do Fosemag de 2013. Na oportunidade, foram apresentadas e discutidas as principais ações públicas direcionadas para o desenvolvimento da agropecuária no Espírito Santo. Foi o primeiro encontro dos novos secretários municipais, que assumiram a função no mandato após as eleições municipais.

GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE, PREFEITOS, SECRETÁRIOS MUNICIPAIS E DEMAIS AUTORIDADES


2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#Segurança pública 07

ITARANA.

Operação surpresa da PM em Alto Santa Rosa Barra Encoberta

FOTOS JOÃO LUIZ TAMAGNONI

D

e acordo com o Major Cleber Bongestab, comandante da 8ª Cia independente da Polícia Militar de Santa Teresa, a operação foi montada a partir de denuncias do 181, que davam conta de que pessoas usando armas estavam comercializando drogas no local. Por conta da geografia do local, com muitas possibilidades de fuga, um helicóptero veio de Vitória para dar apoio á operação, batizada de “Saturação”. Para o capitão Robson Cantilio, subcomandante da 8ª Companhia, a manobra não saiu a contento por causa de duas festas que aconteciam simultaneamente, o local estava vazio, no entanto

foi observado que há muitos veículos de características suspeitas na localidade, foram feitas atuações, só não conseguimos remover os veículos na hora. “A região é muito remota e nenhum aparelho de comunicação funciona no local, nem mesmo o rádio da polícia funciona, mas faremos outra visita à região, desta vez os carros serão trazidos para um local que tenha sinal e então serão checados”. Garantiu. A operação mobilizou 28 policiais da 8ª Cia Independente de Santa Teresa e 4 PMs da 2ª CIA independente de Afonso Claudio, 4 oficiais do helicóptero, os policiais de Itarana, comandados pelo sargento Ailson

Correa e os membros do conselho Tutelar de Itarana, sob a supervisão de Jussara Delboni de Deus.

Assaltos em Santa Teresa Preocupado com os assaltos acontecidos nas últimas semanas no município de Santa Teresa, o que é incomum na cidade, o comandante da 8ª Cia Major Cleber Bongestab, está trabalhando em parceria com a polícia Civil para a elucidação desses crimes. Dois suspeitos foram detidos na manhã de segunda feira (18) no centro de Santa Teresa, segundo informações, eles teriam entrado em vários comércios, mas nada foi constatado e os jovens foram liberados. Segundo Bongestab, a partir de julho, volta a operação no entorno das escolas, a ação visa coibir a venda de cigarros e bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.

Guarnição nas escolas DIVERSAS MOTOS FORAM APREENDIDAS

O comando da 8ª Cia se reuniu no dia 12 de junho na prefeitura com secretaria de

POLICIAIS DANDO BUSCA NOS VEÍCULOS

MAJOR BONGESTAB, AS CONSELHEIRAS TUTELARES DE ITARANA E OS PILOTOS DO HELICOPTÉRO QUE DERAM SUPORTE A OPERAÇÃO

educação do município, participaram também os diretores de todas as instituições de ensino públicas e privadas para discutir demandas das escolas. Nessa reunião foram debatidas as soluções para os problemas apresentados. De acordo com o comandan-

Edital de Convocação da Assembléia Geral de Fundação da Associação Meio Ambiente Restaurado - AMARE, de eleição e posse de sua diretoria. A Associação Meio Ambiente Restaurado com sede provisória na Rua Maximiliano Carreta s/n, através das pessoas constantes no livro de assinatura que é representado por Evandro Seixas Thomé, CONVOCA através desse edital todos para a Assembléia Geral Ordinária de fundação da referida entidade a da eleição e posse de sua primeira diretoria que será realizada no auditório do Museu de Biologia Mello Leitão às 18 horas com qualquer número de presentes no dia 1º de julho de 2013 com a seguinte ordem do dia: • Apreciação e aprovação da proposta de Criação da Associação Meio Ambiente Restaurado – AMARE. • Aprovação do Estatuto e do Regimento Interno da AMARE. • Posse do presidente • Posse dos demais membros da diretoria. • Aprovação do Plano de gestão 2013/2014.

Santa Teresa, 15 de junho de 2013. EQUIPE DO GAO DA 8 COMPANHIA INDEPENDENTE DE SANTA TERESA

te da 8ª companhia Major Bongestab uma ação estratégica em parceria com as escolas já está em andamento “temos uma operação prevista, só não podemos dar detalhes, e a partir do mês de julho, todos os dias as escolas receberão visita da guarnição”. Explica.


08

#Educação

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

DESTAQUE.

“ZÉ DO MEL” UM EXEMPLO DE LUTA E HUMILDADE J

osé Carlos Lima, Servidor Público, formado em ciências biológicas pelo Centro Universitário Leonardo Da Vinci (Uniasselvi) SerraES. Gosta de estar ligado às causas ambientais. O bacharel em ciências biológicas diz que há cinco anos foi chamado de analfabeto durante uma campanha eleitoral onde concorria a uma vaga de vereador por Santa Teresa, ele conta que foi nessa época que recebeu a carinhosa alcunha de Zé do Mel. Segundo conta, durante a campanha das eleições de 2008, enquanto pedia o voto de uma eleitora,

surpreendeu-se ao ouvir a frase “Eu não voto em analfabeto, se eu fizer isso meu voto vai ser perdido” segundo conta a frase foi a maior incentivadora durante a dura jornada que enfrentou rumo a faculdade. Nascido em Santa Teresa, na primavera de 1969, José Carlos lima trabalhou duro durante toda sua juventude, quatro anos nas Granjas Rúdio e dez anos na Casa de Mel em São João de Petrópolis onde ficou conhecido por representar o produto em Santa Teresa. Mas foi durante o período que estudava que enfrentou os piores desa-

#super classificados

empresarial

fios e sofrimentos. Após o impacto da frase, José Carlos resignou-se a estudar e se formar, trabalhava como Guarda Municipal, entrava às 17h, passava a noite estudando, às 5:20 da manhã pegava o ônibus para a faculdade no município da Serra. “Estudava com sono, era doloroso, cansativo, difícil acompanhar a turma nas aulas de campo e pesquisa. Pouco dinheiro para se manter, fui roubado várias vezes dentro do ônibus do Transcol, dormia dentro do ônibus, muitas vezes fui parar em João Neiva, voltava a pé, Porém com força de vontade, apoio e ajuda de

JOSÉ CARLOS LIMA, BACHAREL EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

amigos, no dia 17 de maio de 2013 ás 19 horas recebi meu diploma, “Graças a Deus”. Conta emocionado.

José Carlos Lima é exemplo de humildade, força de vontade e perseverança. Orgulho para o povo teresense.


#Educação 09

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

OPORTUNIDADE.

Educação continuada da Esfa terá início no 20 semestre de 2013 A

prender sempre! Se no mundo contemporâneo as transformações são constantes, profissionais incapazes de acompanhar as mudanças de cenários tendem a perder espaço. Com o objetivo de gerar as qualificações demandadas pelo mercado em permanente mutação, a Esfa começa a partir do 2º semestre de 2013, o seu programa de Educação Continuada. Ao todo serão ofertados 52 cursos, nas áreas de Biomedicina, Farmácia, Medicina Veterinária, Ciências Biológicas, Odontologia e Educação Física, com durações variadas, entre 40 e 160 horas. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas a partir do dia 24/06/13 até o dia 19/07/13, na secretaria acadêmica da Esfa, em Santa Teresa; pelo telefone (27) 3259-3997; ou ainda pela Internet, no site www. esfa.edu.br. De acordo com a assessora administrativo-acadêmica da Esfa, Claudinéia Mognato Dalmaschio, a Educação Continuada é uma das estratégias mais importantes para

DIVULGAÇÃO ESFA

profissionais manterem sua empregabilidade e empresas potencializarem sua competitividade. “A atualização do conhecimento é fundamental, pois as demandas de mercado sempre se modificam”, comentou Claudinéia. Para participar da Educação Continuada da Esfa, é requisito mínimo a conclusão do Ensino Médio, sendo que cada curso possui pré-requisitos específicos. As aulas começarão a partir de 22/07 e transcorrerão ao longo do segundo semestre letivo de 2013. --Ao todo serão ofertados 52 cursos, nas áreas de Biomedicina, Farmácia, Medicina Veterinária, Ciências Biológicas, Odontologia e Educação Física, com durações variadas, entre 40 e 160 horas. As vagas são limitadas. Os alunos inscritos no Programa serão convidados a efetuar matrícula por ordem de inscrição, até o preenchimento do número total de vagas disponíveis.

Mais Novidades E as novidades não param por aí! A Esfa ampliou a oferta do Financiamento Estudantil (Fies), está em processo de criação de novos cursos de Pós-graduação, e a partir do segundo semestre dará inicio as aulas dos cursos técnicos em Enfermagem, Informática e Química.

Inscrições

Programa de Educação Continuada Esfa Inscrições gratuitas: de 24/06 até 19/07 Na Secretaria Acadêmica, pelo telefone 3259-3997 ou no site www.esfa.edu.br Inicio das aulas: a partir de 22/07 Atenção, as vagas são limitadas.

PONTO DE TÁXI DA PRAÇA AUGUSTO RUSCHI Darli Zanoni (Alemão do Taxi) 9906-1308 Zeferino Gurtler (Guetta Taxi) 9956-9919 Paulo Zuffelato 9955-5308 Praça Augusto Ruschi, Centro – Santa Teresa - ES


10

#Entrevista

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

ESPECIAL.

Frei José Corteletti. Vida dedicada ao ensino e um livro como legado

FOTO ARTEFATOS FOTOGRAFIA

Evandro Seixas seixasbare@gmail.com

C

aminho subindo a Rua Coronel Bomfim Junior a caminho da residência do Frei Capuchinho José Corteletti, referência para os jovens frades que hoje trilham os caminhos franciscanos, personalidades teresenses com quem eu havia conversado o tinham como “o decano”, todos falavam de sua sabedoria e de seu empenho no aprendizado e no ensino, de acordo com minhas fontes ele falava latim e grego e professor dessas duas matérias. Me assustei ao ver que estava diante do antigo prédio, que já tinha sido escola, hospital, seminário repartição pública etc. Eu estava ansioso e reverente, lembrei das águas da minha terra, dos capuchinhos de lá e do oratório de são Francisco onde eu ia jogar futebol aos domingos, tentando me situar no amplo pátio, vi a escada que pelo telefone, ele me havia orientado que eu subisse, me esperava à porta, me apresentei e ele me indicou um sofá. Nascido em 1946, em São Paulo do Rio Perdido, distrito de Várzea Alegre no município de Santa Teresa com

Em seu livro Frei José conta o empenho desses frades na educação dos jovens dessa terra, as lutas, as dificuldades e as vitórias dos padres que fizeram parte da história da cidade.

o nome de Antônio Ângelo Corteletti, ainda jovem ingressou no seminário e seis anos depois entrava para a Ordem dos Frades Capuchinhos com o nome de Frei José Corteletti, estudou filosofia e teologia, diplomado em letras clássicas pela Universidade do Rio de Janeiro (URJ), cursou Realismo Social na Universidade Pro Deo – RJ e sociologia pela

Universidade Internacional Pro Deo – Roma- Itália. Informações de minha pesquisa, agora com o coração quieto em paz, envolvido pela gravidade da pessoa do frei, ouvia seu relato de 1992 época de sua pesquisas em busca de fatos relacionados com Santa Teresa nos anais documentos dos frades capuchinhos e do apoio do Padre Provincial dos CaFOTO QUALITY PRODUTORA

FREI JOSÉ CORTELETTI, NO LANÇAMENTO DO SEU LIVRO NA CÂMARA DE VEREADORES

puchinhos na Província de Siracusa-Itália que deu permissão para fotocopiar 130 páginas de 30 documentos referentes à História dos ca“Se formos buscar uma explicação porque o povo de nossa terra de Santa Teresa possui e conserva um armazém de riquezas culturais, grande parte delas deve se aos missionários Capuchinhos” puchinhos e cidade de imigrantes italianos no Brasil. Imaginava que diante de mim estava alguém que dedicou sua vida inteira ao ensino e não só os valores da educação, mas também dos valores humildade e do serviço prova maior de amor ao próximo. Foi professor durante trinta e três anos na faculdade de filosofia e letras de Colatina-ES (Fafic) e no Seminário Maior dos Capuchinhos da Província do Rio de Janeiro, Espírito Santo, e nordeste de Minas e para os Seminaristas da Diocese de Teixeira de Freitas-BA. Nas palavras de Frei José

e na historia da saga dos abnegados frades que por tanta dificuldades passaram para vencer os desafios e tornar viável e produtiva a instrução desse povo das montanhas, podemos ver a importância e influência dos frades Capuchinhos no patrimônio cultural e os frutos gerados que não são poucos, personalidades importantes que fizeram história e que tiveram como lastro principal, a educação recebida pelos frades da Ordem. Em seu livro Frei José conta o empenho desses frades na educação dos jovens dessa terra, as lutas, as dificuldades e as vitórias dos padres que fizeram parte da história da cidade. Além de pesquisador é também protagonista dessa história, da história que relata em seu livro “Os Capuchinhos e a instrução em Santa Teresa”. “Foi diretor e redator de “A Voz do Seminário” periódico mensal dos seminaristas de Santa Teresa” e diretor e professor da Esfa durante 20 anos.


2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#Entrevista 11 FOTO ARTEFATOS FOTOGRAFIA

DEDICAÇÃO.

De pequena Escola Paroquial ao ensino superior da Esfa No prefácio do Livro “Os Capuchinhos e a instrução em Santa Teresa” escrito por Luiz Carlos Biazutti, historiador e autor do livro “Coração Capixaba” ele dá um resumo da história da estrutura de educação dos Capuchinhos no município, melhor dizendo a história da Esfa. Podemos afirmar que a Escola de ensino técnico e superior São Francisco de Assis, nasceu na residência dos padres (a casa ainda está preservada anexa ao prédio do antigo hospital) em 1901 quando os Capuchinhos preocupados com o descaso das autoridades estaduais com a educação da região re-

solveram organizar a Escola Paroquial, a primeira com grade curricular, por falta de espaço foram matriculados 20 alunos, nesse tempo, de acordo com Frei José só existiam quatro escolas no município, a primeira, no distrito 25 de Julho, uma no Em 1907 veio à vila o Cônsul italiano que se sensibilizou com a pequena escola e doou material escolar aos estudantes. centro de Santa Teresa, outra em Santa Lúcia e a quarta em barracão de Petrópolis, atual São João de Petrópolis. Em 1907 veio à vila o Cônsul italiano que se sen-

sibilizou com a pequena escola e doou material escolar aos estudantes. Em homenagem à falecida esposa do cônsul, os frades deram ao colégio o nome de Rita Beverini. De acordo com o historiador Frederico Muller em 1925, o colégio, também denominado de Ítalo-Brasileiro possuía 100 alunos internos, além dos externos, em sua evolução se transformou em Seminário Seráfico São Francisco de Assis e em seguida em colégio externo com cursos profissionalizantes e finalmente faculdade com ensino superior dos mais destacados do Estado do Espírito Santo.


12

#Turismo

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

TRANQUILIDADE.

Pousada Sítio Canaã, um paraíso nas Montanhas Teresenses D

istante 82 quilômetros de Vitória e seis do centro de Santa Teresa, a Eco Pousada Sítio Canaã está situada numa região de rara beleza: cachoeiras, rampa de vôo livre e a igrejinha de Nossa Senhora do Caravággio construída no início do século passado. Integrante do Circuito Caravággio, cercada pela exuberante vegetação do bioma mais rico do planeta, com lagos à 900 metros de altitude, a Pousada reúne os principais atrativos da mata atlântica; paisagem maravilhosa e o melhor clima de montanha. Com estrutura para rece-

ber famílias, grupos religiosos em retiros, reuniões ou conferências empresariais, a pousada possui ótima infraestrutura, com restaurante, 29 suítes, alojamento para 18 pessoas, chalés, bangalôs, área de camping, espaço para oficinas, videokê, palestra e seminários. Ideal para quem gosta do contato com a natureza, a região é rica em orquídeas, bromélias, palmeiras e fauna. Destaque para a época de floração das quaresmeiras quando a paisagem fica matizada de lilás, amarelo, verde e prata e beija flores podem ser vistos por toda parte.

PROF. JOSÉ ALFREDO FERRARI, PROPRIETÁRIO DO SÍTIO POUSADA CANAÃ

Com uma área de 700.000 m² em sua maioria mata preservada a pousada Sítio Canaã oferece ao turista, inúmeras opções de lazer como Trilhas, piscinas de água corrente, passeio de barco por seu muitos lagos, além de dispor de área para jogos, recreação infantil, quadra poliesportiva e biblioteca. Muito visitada a casa dei liquori, onde são produzidos licores finos de vários sabores é uma das maiores atrações da pousada, onde o visitante pode degustar os deliciosos fermentados da região, alguns com mais de 10 anos de amadurecimento.


2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

DESCANSO.

Colônia de Férias A Pousada oferece uma opção de interação da criança com a natureza, com o objetivo de favorecer a vivência em coletividade, responsabilidade, respeito mútua e à natureza através da Colônia de Férias do Sítio Canaã. A Colônia funciona com grupos de 20 crianças, divididas por sexo e acomodadas em confortáveis instalações, água aquecida nos banheiros e alimentação balanceada servida em 4 refeições diárias. O projeto possui uma equipe treinada para con-

duzir atividades recreativas, culturais e ecológicas a exemplo das trilhas em meio à mata atlântica de altitude com palestras sobre biodiversidade e visita monitorada ao Museu Mello Leitão. O projeto inclui observação de pássaros, colheita de frutos da estação, oficina de artes, cozinha experimental (oficina de pizza), noite com um contador de estórias, gincana, jogos e visitas aos principais pontos turísticos da cidade.

JUNKO ASAKURA E SUA AMIGA SANDRA TORRES

Para a médica pediatra Junko Asakura, que veio de Maceió, Alagoas para o Festival de Jazz, ficar na pousada foi uma rica experiência, ”o que mais me encantou foi a beleza do lugar, o atendimento é excelente, achei a hospedagem muito agradável”. Encontrar a paz é complicado para quem mora nas grandes cidades. Mas existem alguns paraísos secretos bem próximos, por exemplo, que traduzem a tranquilidade sem precisar abdicar da infraestrutura. É o caso da Pousada Sítio Canaã, afirmou.

#Turismo 13


14

#Comunidades

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

ESPECIAL.

A idosa mais velha do Brasil com síndrome de Down vive em Santa Teresa A

mulher com síndrome de down mais idosa do Brasil mora em santa Teresa, é o que ficou constatado após o contato com a RankBrasil, instituição que pesquisa e certifica recordes, a afirmação não está oficializada porque existe todo um processo de consulta e formulários para preencher para receber a certificação. A nossa candidata é Olga Gums, nasceu em 27 de maio de 1936 em San-

ta Maria de Jetibá e mora a 26 anos em Santa Teresa, próximo de Aparecidinha e tem 77 anos, de acordo com a instituição, oficialmente a mulher mais idosa do Brasil é Maria de Nazaré Firmeza de Souza, nascida em Crato-CE em 25 de março de 1943, portanto 70 anos, hoje residente em fortaleza.

Olga Gums Não há como não se encantar com Olga Gums,

sua alegria é contagiante, conversa (em pomerano), canta e reza, animada com equipe do jornal ela dá atenção a todos, de acordo com a sobrinha Sofia Gums que cuida dela há 26 anos, ela gosta de relógios, de calendários de carinho e de rezar. “Ela vivia muito esquecida, ninguém se importava, mas agora tem uma amiga que está me ajudando a requerer esse título” conta.

Garota Ítalo e Miss Espírito Santo 2013 OLGA GUMS E SUA SOBRINHA SOFIA GUMS

A Miss Santa Teresa Thayná Thomas Alvarenga, estudante, 17, que também é a primeira princesa Ítalo Teresense, fará no dia 21 de junho a abertura do desfile que abre a 22ª festa do Imigrante Italiano de Santa Teresa e deve passar a faixa de Garota Ítalo à sucessora no Parque de exposições da cidade.

THAYNÁ

Lorena Possatti Broseghini que ficou em segundo lugar no concurso Miss Santa Teresa é a representante de nossa cidade no Miss Espírito Santo, ficando entre as finalistas na segunda etapa do concurso, que aconteceu em São Mateus. Parabéns Thayná Alvarenga e Lorena Broseghini.

LORENA


# #Colunista Colunista 15

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#em foco

com Vinícius Nascimento redacao.cst@gmail.com

#Festival de Jazz e Bossa (1)

#Festival Jazz e Bossa (2)

Tradição

O artista plástico Gabriel Souza na exposição que aconteceu durante o II Festival Internacional de Jazz e Bossa

Os amigos Maria Simões, Dymas Rossi e sua encantadora esposa Lia Rossi, Moises Luiz Salviato

10 anos da Cantoria Italiana

de Santa Teresa, com a ilustre Deputada Estadual Luzia Toledo e o Governador do Estado Renato Casagrande.

e Mariza Simões confraternizando durante o II Festival de Jazz e Bossa de Santa Teresa. FOTO QUALITY PRODUTORA

FOTO QUALITY PRODUTORA

A Cantoria Italiana do Bar Elite (Rua do Lazer) estará comemorando no dia 23 de Junho, 10 anos de seu resgate e é com grande prazer que convida a todos para a participarem dessa comemoração, que será regada a muita musica italiana, ao som das típicas sanfonas. Contamos com a sua presença para alegrar e prestigiar esse grandioso evento.

Reconhecimento

#Frei José Corteletti

#Lançamento Maria Cecilia Sancio prestigiando o lançamento do livro Fragmentos, de seu

grande amigo, o escritor Moisés Luiz Salviato Neto. Parabéns! FOTO QUALITY PRODUTORA

João Paulo Angeli, o único condutor de turismo de Santa Teresa (Via Trento Turismo) prestigiando e marcando presença no lan-

çamento do livro do escritor Frei José Corteletti, que aconteceu no ultimo dia 08, na Câmara Municipal de Santa Teresa. FOTO QUALITY PRODUTORA

Blue Notes foi um grande sucesso! Quem esteve na Jam Session com o Blue Notes no sábado (25/5) assistiu uma tarde épica para Santa Teresa! O evento foi um sucesso, lotando a Rua do Lazer, o quarteto foi fantástico! Tocaram clássicos do blues e ofereceram para a plateia uma experiência musical única. A Amacest e o Rota Colibri agradecem a todos os patrocinadores que viabilizaram o evento e ao Blue Notes. Saudações ao quarteto, desejamos muito sucesso e que voltem logo a Santa Teresa para mais apresentações!


16

#Colunista

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

#meio ambiente

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br www.Cor rrrreeiiod odeeS San antta aTeresa.com

com Seixas Baré seixasbare@gmail.com

PROJETO DE REAPROVEITAMENTO E RECICLAGEM DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL A

proveitar o resíduo que ia seguir para aterro sanitário e devolve-lo á cadeia produtiva gerando renda e valor social, é o objetivo do projeto Reciclarte desenvolvido por teresenses de uma Oscip virtual em fase de

instituição jurídica. De acordo com Mirleini Lemos são duas ações em andamento, o projeto Colcha de retalhos e o Luminarte que reaproveita tubos de PVC, que após um prévio tratamento é transformado

MIRLEINI LEMOS VICE-PRESIDENTE DA AMARE

em luminárias com as mais diversas formas de expressão e design, “temos também o projeto recicladora, é o novo nome para o que antes chamávamos de lixeira, onde reciclamos bombonas de 20, 50 e 200 litros, pintamos e colocamos uma base feita de sobras de eucalipto para a prática da Coleta Seletiva, uma empresa da Serra nos prometeu parceria para esse projeto, estamos confiantes”. Explicou. Para Matozo Silva, artesão e design, o desafio é a atitude de separar, ter uma sensibilização sobre a produção dos nossos resíduos, segundo ele se conseguirmos separar o seco do úmido já nos possibilitaria um excelente ganho financeiro, “Temos que estabelecer novas relações com nossos resíduos, descobrir uma

relação mais amigável com aquilo que antes chamávamos de lixo, com a produção de biogás parte da renda poderia ser investido no social da cidade”. Sugeriu. Claudia Brum, do projeto Colcha de Retalhos tem parceria com um terceirizador da marca Cristal Grafity que doa os retalhos que são trabalhados e transformados em colcha de retalhos. Cláudia explica que além do valor econômico e social tem ainda o da educação ambiental que é de vital importância para a mudança de hábitos rumo a uma nova mentalidade. “Além do retorno financeiro estamos reduzindo o impacto ambiental, evitando que aquele material vá para o aterro sanitário e ajudando a minimizar o aquecimento global” explica.

As reuniões da entidade que está se registrando com o nome de Associação Meio Ambiente Restaurado, sigla Amare, estão acontecendo no museu de Biologia Mello Leitão todas as quintas-feiras ás 18h.

SANTA TERESA.

MOBILIZAÇÃO PARA DISCUTIR SOLUÇÕES PARA A GESTÃO DOS RESÍDUOS MUNICIPAIS Teresenses se preparam para participar da IV Conferencia Nacional de Meio Ambiente que acontecerá nos dias 24 a 27 de outubro de 2013 em Brasília, onde será discutido o tema Resíduo sólido. De acordo com a Ministra de Meio Ambiente Izabella Teixeira um dos objetivos principais da Conferencia é estabelecer Responsabilidade compartilhada entre o poder público, setor privado e a sociedade civil, além de divulgar e contribuir para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos municípios.

A Conferência Nacional de Meio Ambiente acontece a cada 3 anos, em 2013 o tema Resíduos Sólidos abordará 4 eixos de discussão: Produção e consumo sustentáveis, Redução de impactos ambientais, Geração de emprego e renda e Educação Ambiental. Em todos os estados brasileiros, desde o início do mês de abril estão se realizando Conferências Municipais, a sociedade civil está discutindo e buscando soluções para a gestão dos resíduos gerados pelos municípios, no Espírito Santo a conferencia Estadual acontecerá nos dias 5 a 7 de se-

tembro em Vitória. De acordo com Mirleini Lemos Vice-presidente da Amare (Associação Meio Ambiente Restaurado) a diretoria da entidade está fazendo o curso de capacitação da IV Conferência Nacional de Meio Ambiente, “Estamos nos preparando para bem representar o município nas etapas Estadual e Federal, nosso objetivo é elaborar nosso Plano de Gestão e com ele atrair investidores para implantação de tecnologias em tratamento de Resíduos para a nossa cidade”. Explica. O presidente da Câmara dos vereadores do municí-

pio Dequinha disponibilizou a estrutura e recursos humanos para a realização das conferencias livres que acontecerão no mês de julho no município “Estamos

fazendo a nossa parte para o desenvolvimento da cidade e a questão dos resíduos sólidos é prioridade das políticas públicas nos estados e municípios” explica.

O GRUPO EM REUNIÃO NO MUSEU MELLO LEITÃO


#Colunista # Colunist 17

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#cultura

com Sandra Gasparini escritora.gasparini@gmail.com (27) 9962-7576

MÚSICA ATRAVÉS DO TEMPO EM SANTA TERESA É

muito difícil não ficar encantado quando se vê um teresense de 86 anos de idade que ainda mantém viva a chama da música... Venha comigo conhecer um pouco de Solimar (Avancini) França, teresense nascido em em 28 de novembro de 1926. Seus avós maternos descendentes de italianos eram Ana Pauli e Eduini Avancini, os paternos José Luiz de França e Francisca de Almeida França. Ele se lembra muito bem a casa onde nasceu, “da Nonna Nanni Pauli” que fica na rua Antonio Roatti, era um sobrado que foi construído pelo avô Eduino Avancini. Solimar estudou no Grupo Escolar Peçanha Póvoa e concluiu o curso ginasial da primeira turma do colégio teresense. Mudou para Vitória onde cursou Direito e se especializou na área tributária.

“A música sempre foi minha fiel companheira, com os instrumentos de sopro aliviou minha asma e atualmente nos teclados alivia minha artrite. Ela inspira e alegra o outono da minha vida” SOLIMAR FRANÇA

Casou com a colega de colégio Nair Maria Caser, sempre dedicada a família e aos trabalhos manuais, como bordados e tricot. Solimar faz questão de elogiar, “Minha esposa foi minha inspiração e de uma grande dedicação”. Cita três pessoas fundamentais em sua vida: Sua mãe Inês Avancini, seu sogro Carlos Caser e sua sogra Virginia Dalcolmo Caser.

Tem uma consideração muito grande com seus amigos teresenses, dentre os quais: José Antonio Salviato (Nico), Heldy Dias Maciel, Manoel Clemente Neto, Deolindo Ferrari, An-

go familiar de Santa Teresa, “Era um ambiente onde todos se conheciam, e se respeitavam como uma só família unida”. Lembra com saudade de seus professores: Dona Eloi, Dona Cireni,

legas na alfaiataria foram: Manoel Passos, Américo Biasutti, Carlos Avancini, Elvídio Bringhenti e o Braga. Nesta sua trajetória fez muitos amigos, alguns considerados como irmãos: ARQUIVO PESSOAL

toca teclado. Finalizando ele diz que se sente orgulhoso hoje, aos 86 anos, de ter participado da cultura musical da minha cidade natal, como musico da Banda de Musica “15 de outubro” e do Jazz Santa Teresa, como trompetista e bombardino, até os idos de 1964. “A musica sempre foi minha fiel companheira, com os instrumentos de sopro aliviou minha asma e atualmente nos teclados alivia minha artrite. Ela inspira e alegra o outono da minha vida”.

O que significa a musica para você?

SOLIMAR (AVANCINI) FRANÇA E SUA ESPOSA NAIR CASER FRANÇA

gelo Vasconcelos (Rangel), Noir Souza, Magali Sancio Sperandio, Pedro Gasparini, Eumman Mattos Rebouças e Reyardt Sheroto. A esposa Nair Caser França e sua filha Maria Ines também tem boas lembranças das famílias de Santa Teresa, onde passaram a juventude, citam as famílias Mattedi, Paviotti, Biasutti, Gasparini, Caser, Bomfim, Vaccari, Ferrari e Casotti entre outras.

Ambiente Familiar Sempre se entusiasma quando se fala do aconche-

Dona Augusta Ruschi, professor Pinto Coelho, Dona Izabel Barreto e de seus diretores: Antônio Bittencourt e Sr. Gilberto.

Paixões: costura e música Considerada a melhor alfaiataria da Cidade, Solimar diz com orgulho da época que trabalhava como alfaiate, professor de matemática e de seu grupo da música. Tinha facilidade para costurar e sempre foi um bom alfaiate. E sempre citava seu tio Eugênio Biasutti da alfaiataria Biasutti. Seus co-

Solivan (teco), Roque Pretti, Almerindo Merlo, Duca Bomfim, Valério Paviotti, Francisco Fayan, Renato Rúdio, Nelson (Kalango) Pelacani, Caetano Gazolli, Frederico Pasolini, (Quilo), Colodino, Fritz, e Pedro Gasparini. Tem boas lembranças do Teresense Esporte Clube porque também jogava como lateral direito. Herdou dos imigrantes Pauli e Avancini a da costura, teatro e da música tocada nas bandas. Solimar, para não se esquecer dos bons tempos musicais junto com seus irmãos, hoje ainda

Sem duvida, uma das mais belas criações da humanidade; linguagem que ultrapassa o limite da palavra. É expressão de sentimentos e emoções, alegre ou triste, jocosa ou grave, acompanha os vários estados de espírito, “falando” da vida e da morte, de saudade e de esperança, de amor e de solidão. Pura construção tecida de sons e intervalos, que ganha sentido próprio e conquista seu espaço de existência, enquanto objeto de arte”. Segundo Solimar uma lenda grega conta que Orfeu conseguiu com sua musica extasiar os homens e aplacar a fúria dos animais. Os filósofos da Grécia antiga viam, na musica, a manifestação da harmonia que rege o movimentos dos astros e sustenta o equilíbrio do Cosmos. Trabalhada pelo talento dos grandes compositores a musica se eleva às maiores atitudes. E não é apenas entretenimento, deleite e convite ao devaneio, é, também, crescimento espiritual e enriquecimento da sensibilidade.


18

#Turismo

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

HISTÓRIA.

Rota Imperial marca nova fase do turismo histórico no Estado

FOTOS SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DO ES

U

m importante passo no resgate da história e da cultura do Espírito Santo foi dado no sábado (08), com a inauguração da sinalização e demarcação da Rota Imperial São Pedro D'Alcântara. Além do governador Renato Casagrande e do secretário do Turismo Alexandre Passos, também participaram o presidente da Findes - gestora do Instituto Rota Imperial, Marcos Guerra; a madrinha do projeto, deputada estadual Luzia Toledo; o presidente do Sebrae José Eugênio Vieira; e os prefeitos dos municípios que integram a rota: Luciano Resende (Vitória), Luiz Carlos Prezoti Rocha (Domingos Martins), Romero Luiz Endringer (Santa Leopoldina) e Francisco Saulo Belisário (Conceição do Castelo). A solenidade foi realizada no Palácio Anchieta, local considerado o marco zero da rota. Com apresentação da orquestra Camerata do Sesi, o presidente da Findes Marcos Guerra falou da importância do projeto e sobre a demarcação e sinalização da Rota. O secretário do Turismo Alexandre Passos lembrou que esse é um importante passo para um projeto ainda maior da Setur: a sina-

lização das 10 Regiões Turísticas do Estado, que vai garantir mais segurança e conforto para quem circula e visita o Espírito Santo. Alexandre também frisou o grande empenho do governador Casagrande para a estruturação e desenvolvimento do turismo no Espírito Santo e fez questão de agradecer a parceria dos prefeitos dos municípios que fazem parte da Rota Imperial, destacando que a partir de agora será possível a captação de grandes eventos. "Várias atividades já estão programadas a partir da sinalização e demarcação da Rota Imperial. Conseguimos captar o Enduro da Independência, que sempre foi realizado em Minas Gerais e percorre Estrada Real e que pela primeira vez será realizado a partir de Vitória, percorrendo municípios capixabas. Também teremos uma competição de 4X4 saindo da Praça dos Namorados", comemorou. O governador Renato Casagrande destacou que o Espírito Santo vive atualmente o seu quarto ciclo de desenvolvimento e que as áreas de educação, formação profissional e de serviços estão em alta. "Nesse contexto, o turismo tem um

O GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE E O SECRETÁRIO ALEXANDRE, FIZERAM QUESTÃO DE TIRAR UMA FOTO OFICIAL EM FRENTE AO PALÁCIO ANCHIETA COM TODAS AS AUTORIDADES PRESENTES

papel fundamental, como ferramenta de geração de renda e oportunidades para os capixabas e, por isso, os nossos esforços na direção de fortalecer essa atividade", disse. Casagrande também afirmou que as cidades capixabas cortadas pela Rota Imperial agora terão nova oportunidade de qualificar o atendimento aos turistas. "A nossas cidades agora podem ter restaurantes e hospedagens, dentre outros serviços, adaptados ao turismo, com um incremento na economia local. Além disso, Vitória, o nosso marco zero, vai ganhar mais um ponto turístico e de resgate histórico, próximo a importantes referências locais, como o Palácio Anchieta, a Catedral e o museu do negro", salientou.

Santa Teresa

O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO ALEXANDRE PASSOS E SUA ESPOSA ROSA TREVAS, ENTRE O DIRETOR DA FINDES PARA ASSUNTOS DO INSTITUTO ROTA IMPERIAL, PAULO TEODORO (ESQUERDA), E O PREFEITO DE SANTA TERESA, CLAUMIR ANTÔNIO ZAMPROGNO

Apesar de não fazer parte oficialmente da Rota, o prefeito de Santa Teresa, Claumir Antônio Zamprogno, fez questão de participar do evento, que também contou com a assinatura da Lei 10.038, que reconhece o Município de Santa Teresa como a Capital Estadual do Jazz e do Blues pelo governador Renato Casagrande. Várias outras autoridades também prestigiaram a solenidade, como a senadora Ana Rita, a deputada fede-

ral Iriny Lopes, e a deputada estadual e presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa Lucia Dornellas.

A Rota A Rota Imperial/Estrada Real possui 575 km, incluindo 31 municípios, sendo 17 em Minas Gerais e 14 no Espírito Santo. A proposta é integrar o Espírito Santo com Minas pelo caminho percorrido por D. Pedro II quando visitou o Brasil, saindo de Vitória até Ouro Preto. Os 14 municípios capixabas que integram a Rota são: Vitória, Cariacica, Viana, Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Castelo, Conceição do Castelo, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Iúna, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Muniz Freire. O projeto de sinalização e demarcação da rota turística é resultado de dois convênios firmados entre a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e o Instituto Rota Imperial, gerido pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), assinados no final de dezembro de 2010, no valor total de R$ 645 mil.

Demarcação Ao longo de todo o caminho foram instalados 386 marcos de identificação e 54 placas de sinalização.

Os marcos estão colocados a uma distância média de um quilômetro entre um e outro. O material é concreto armado com placas de chapa de aço e tem 2,20 metros de altura. A obra tem uma grande importância turística, pois valoriza ainda mais uma rota que mistura história, cultura, turismo e desenvolvimento econômico, incluindo visitas a propriedades rurais, belas paisagens, como vales e montanhas, e uma vivência marcante sobre os hábitos de vida dos imigrantes que colonizaram esses municípios.

História A Rota Imperial São Pedro D'Alcântara insere o Espírito Santo no âmbito da Estrada Real, reproduzindo caminhos abertos no início do século XIX. A história dessas vias começa durante o período da exploração do território nacional em busca do ouro. Para controlar o trânsito de mercadorias no Brasil, a Coroa Portuguesa proibiu a abertura de estradas. O percurso feito por tropeiros, ao levar mantimentos para outros estados, a imigração europeia e o trajeto feito por Dom Pedro II mostraram que o Espírito Santo ainda tem muito a ser descoberto, além de ter muita história para contar.


2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#Agronegócios 19

AGRICULTURA FAMILIAR.

CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO NO VALE DO TABOCAS C

riatividade, constante inovação e perseverança são os segredos para a grande variedade de fermentados produzidos na Vinícola Ziviani por Zózimo Carlini Ziviani e sua esposa Genizete Ziviani. Em sua propriedade na localidade de São Roquinho, vale do Tabocas, com 300.000 m² de área produtiva entre café, uva, frutas e até peixes, impressiona o cuidado e os investimentos em tecnologia aplicados na produção. Zózimo e Genizete Ziviani são descendentes de Italianos do Vêneto e a iniciativa de produzir vinhos surgiu no século passado na década de 80 com o patriarca Vitor Ziviani que fabricava vinhos apenas para o consumo. Porém com o tempo a procura aumentou e em 1988 surgiu a necessidade de ampliar os tanques de fermentação, daí a ideia da Vinícola, conta Genizete “começamos com uva Niágara e depois Isabel num processo bem artesanal seguindo a tradição da família, porém no mesmo ano nos empenhamos em cursos de capacitação com o apoio do Sebrae e hoje temos uma variedade de produtos no mercado” Explica. Para Zózimo o caminho é a experiência, conhecimento e tecnologia, somos associados da Associação dos Produtores de Uva e Vinho Teresense (Apruvit), vamos produzir uvas para a fábrica de sucos que será instalada na cidade e estamos recebendo consultoria de uma Enóloga Daiane Badalotti, do Rio Grande do Sul que tem nos ajudado a buscar qualidade e compreender o atual mercado” explica.

Desafios Há 4 anos Zózimo Ziviani iniciou o plantio de uva bordô na região, os vizinhos

não acreditaram no desenvolvimento da espécie que precisa hibernar por 6 meses para produzir, e a região não possuía o clima ideal, mas o agricultor insistiu incentivado por um técnico da Incaper, aumentou a área e a profundidade de aragem e com isso conseguiu desenvolver o cultivo dessa uva na região. O fermentado a partir da espécie foi um grande sucesso, hoje somos os únicos que produzimos vinho de uva bordô na região.

Bordô Essa espécie de uva selecionada em Ohio, estados Unidos em 1840, foi introduzida no Brasil em 1904 procedente de Portugal, inicialmente difundida no Rio Grande do Sul, rústica e resistente a doenças fúngicas, possui alta concentração de ---Para Zózimo o caminho é a experiência, conhecimento e tecnologia, somos associados da Associação dos Produtores de Uva e Vinho Teresense (Apruvit), vamos produzir uvas para a fábrica de sucos que será instalada na cidade e estamos recebendo consultoria de uma Enóloga Daiane Badalotti, do Rio Grande do Sul que tem nos ajudado a buscar qualidade e compreender o atual mercado” explica.

ZÓZIMO MOSTRA ORGULHOSO O SEU VINHO DE QUALIDADE

ZÓZIMO E GENIZETE ZIVIANI SÃO DESCENDENTES DE ITALIANOS DO VÊNETO

matéria corante, principal motivo de sua significativa difusão, produz vinhos e sucos intensamente coloridos.

Produtos Vinhos de Niágara, Isabel, Bordô e misto de Violeta e Isabel (exclusividade da vinícola) todos na versão suave, seco e demi seco. Licores de Jabuticaba, jenipapo, araçaúna, uva, menta, café com chocolate, pequi, e semente de ameixa. Suco natural de uva e jabuticaba.

LOJA DA VINÍCOLA ZIVIANI


20

#Artes

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

CULTURA NA ESCOLA.

PROJETO COM ARTE CIRCENSE É SUCESSO P

rojeto que promove a arte circense está fazendo sucesso nas comunidades de 25 de Julho e São João de Petrópolis no município de Santa Teresa. A iniciativa é do professor de Educação Física Gabriel Carlini Gumeiro e tem o apoio das escolas EMEIF Professor Hausler da comunidade 25 de Julho e do EMEI Francisco Tononi em São João de Petrópolis. Segundo Gabriel, as crianças da EMEIF Prof. Hausler não conheciam

circo, daí surgiu a idéia de montar um espetáculo, O envolvimento dos pais foi tão grande que nos surpreendeu, o sucesso foi tal que o espetáculo se estendeu para a comunidade São João de Petrópolis com o apoio da diretora Maria Biazutti e a equipe do EMEI Francisco Tononi, toda comunidade se envolveu e a ação se transformou num projeto interdisciplinar onde inclui teatro, educação física, pintura e arte circense com ginástica acrobática, malabaris e slick

line (corda bamba). Para a pedagoga Brenda Stesenoni, supervisora da escola prof. Hausler, o projeto do professor Gabriel contempla a proposta pedagógica do município, pois além do desenvolvimento físico e emocional das crianças envolve também a comunidade “As crianças sentem um prazer imenso nas atividades que ajudam a desenvolver a coordenação motora e a autoestima.” Ressalta.


#Comunidades 21

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

TATUADOR DE SANTA TERESA.

Wilker Zamprogno, um artista a frente do seu tempo

Evandro Seixas seixasbare@gmail.com

T

ímido e recatado, quem o vê andando pelas ruas de Santa Teresa não imagina o talento que se esconde por trás da simplicidade de Wilker Zamprogno ou Wilker Dragon (nome artístico

pelo qual é conhecido por fãs e pelos colegas de profissão) artista plástico, tatuador e defensor de causas ambientais, em sua galeria podemos ver sua impressionante coleção de troféus, 41 ao todo. Reconhecido como um dos mais premiados do Brasil e ganhador

de prêmios internacionais. Faremos um tour por seus trabalhos. Conheci Wilker no verão de 2008 quando fazia uma matéria para um jornal local, confesso que na época fiquei impressionado com as telas, tatuagens e turistas europeus em busca de seu

trabalho, na parede uma quantidade de prêmios de nível nacional, notei ainda que os prêmios eram sempre de 1º e 2º lugares, achei tudo aquilo incrível. Hoje, 5 anos depois, com outra pauta, chego em seu Studio, em frente à praça Augusto Ruschi, Ao entrar não pude deixar de notar que a quantidade de troféus havia dobrado desde a última vez que o visitara, a simplicidade, uma de suas marcas, está expresso em todo o aconchegante espaço da recepção, sua secretária, Márcia Helena, me anuncia, ele aparece, animado me convida para conhecer as instalações de seu local de trabalho, admiro suas telas e percebo que perto de suas obras sentimos de imediato que estamos diante de algo incomum. Pergunto sobre suas obras recentes e ele me leva ao fundo do Studio me mostra algumas telas, fala de suas recentes premiações

WILKER ZAMPROGNO POSSUI IMPRESSIONANTE COLEÇÃO DE TROFÉUS

e me mostra uma matéria publicada pelo Almanaque Brasileiro de Tatuagem, revista de circulação nacional dedicando 6 páginas sobre seu trabalho, colocando suas obras em nivelamento internacional chamando de impressionante realismo. Artistas locais me pedem pra falar sobre ele, exemplo do artesão e designer Matozo Silva e sua esposa também artesã Mirleini Lemos, “Ele é um exemplo de pessoa, de pai e de amigo, como artista é minha referência e em quem me inspiro para criar”, revela Matozo.


22 #Política

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

DESENVOLVIMENTO.

CONFERÊNCIA DAS CIDADES PRIORIZA RESÍDUOS SÓLIDOS E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA O

município de Santa Teresa realizou no dia 6 de junho a Conferência das Cidades, com o tema “Quem muda a cidade somos nós - Reforma urbana já”. De acordo com o ministério das cidades, o evento visa consolidar uma parceria entre os governos e a sociedade civil, ajudando a construir um modelo de política através da participação efetiva dos municípios. A Conferência das Cidades acontece com intervalos de dois ou três anos, quando também são eleitos os membros dos Conselhos. Na ocasião tomaram posse os novos conselheiros e foram eleitos os delegados que representarão os inte-

resses do município na etapa Estadual. O objetivo da Conferência é identificar os problemas enfrentados pelas microrregiões no crescimento urbano e elaborar propostas para a diminuição da desigualdade social e o desenvolvimento funcional dos municípios, sem degradar a natureza. Esse diagnóstico fundamentará as novas diretrizes do governo estadual para o desenvolvimento regional. O Governo federal visa a intensa participação da sociedade, e das prefeituras das cidades, a coordenação e a integração dos investimentos e ações nas cidades, buscando solucionar os problemas de cada uma e

garantir a qualidade de vida aos cidadãos. De acordo com Verônica Zanoni da Associação dos Amigos do centro de Santa Teresa a conferência foi muito produtiva com o empenho de todos os presentes “Acho que fomos felizes nas prioridades elencadas apesar da pequena participação da população.” Explica. Para o vereador Leomar Caetano (Bola), a conferência deu bons resultados e foram bons os encaminhamentos para a etapa estadual, disse ainda que faltou participação da população, “Acho que o evento poderia ter sido melhor divulgado e assim ter uma maior participação do povo teresense.”Comentou.

“Acho que o evento poderia ter sido melhor divulgado e assim ter uma maior participação do povo teresense.” Vereador Leomar Júnior Caetano

INVESTIMENTO.

Implantação de usina para beneficiamento de suco, em Santa Teresa Representantes da Associação de Produtores de Uva e Vinho Teresense (Apruvit) e a Enóloga, Daiane Badalotti, de Bento Gonçalves/ RS, estiveram reunidos no dia 31 último com o prefeito Claumir Zamprogno para discutir formas de melhorar e potencializar a produção de suco de uva na cidade, pois é fato que o município tem grande potencial nessa área. O consenso foi a proposta de implantação de uma usina de processamento de suco de uva que será instalada na área cedida em comodato pela prefeitura no portal da cidade. O projeto já está concluído e sendo encaminhado á Secretaria de Estado da Agricultura Abastecimento Aquicultura e Pesca (SEAG).

De acordo com o vice-prefeito de Santa Teresa Zigmar Bus, a usina deverá processar 5.000 kg de uvas por dia, produzindo 2.500 litros de suco diários e a expectativa é que as obras comecem ainda esse ano. “Vamos fazer tudo de acordo com as normas técnicas da Secretaria de Agricultura, estaremos no mapa e teremos o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF), nossa meta é fornecer suco para a merenda escolar no estado” conclui. De acordo com o produtor e consultor da associação, Eudayr Alves Moreira Júnior, a tecnóloga e Enóloga da região de vinhos de Bento Gonçalves atenderia exigências do Sebrae para atuar diretamente com os 54 produ-

tores hoje filiados a Apruvit , A proposta é uma consultoria com agenda para 2013 e 2014 com o objetivo de profissionalizar a produção, que representará um ganho econômico em escala para Santa Teresa, segundo Eudayr a SEAG disponibilizará R$ 400 mil para as obras. “A contratação dessa profissional é fundamental para a implantação da fábrica. A qualidade do vinhedo estende a validade do produto que também tem tecnologia UHT que dá vida útil de até 3 anos para o suco ser consumido”, revela Eudayr. Ele explicou ainda que a fábrica terá paredes em vidro blindex onde os visitantes mesmo do lado de fora poderão acompanhar o processo de produção do suco.

ZIGMAR BUS VICE-PREFEITO DE SANTA TERESA


#Política 23

2ª QUIZENA | JUNHO 2013

www.CorreiodeSantaTeresa.com.br

#O GIGANTE ACORDOU

Bom dia DEMOCRACIA! A

cordei nessa terça-feira, 18 de junho, com orgulho de ser brasileiro, afinal de contas voltamos às ruas. Deixamos de lado a cômoda posição de só reclamar e fomos mostrar que não queremos mais deixar as coisas como estão. Pelo Facebook, no meio de muitos textos e fotos a respeito das manifestações que correm pelo Brasil afora, deparei-me com um texto incrível escrito por meu amigo de infância Alessandro. O texto fazia um raio-x da situação de uma maneira tão clara que chegava a incomodar. Alessandro sempre foi um cara diferenciado. Estudioso, correto, íntegro e de uma inteligência que dá gosto ouvir. Estudamos juntos no Rio de Janeiro no final dos anos 70 e o tempo acabou nos separando por 26 anos. Nos reencontramos através da internet em 2004. Ele diplomata morando em Buenos Aires e eu empresário morando em Goiânia. Alguns meses depois ele foi transferido para Brasília onde marcamos um almoço para enfim podermos trocar um abraço. Hoje Alessandro mora em Bogotá e eu em Santa Teresa, mas a amizade e a sintonia parecem estar afinadas. Ao ler e reler o texto pensei em compartilhá-lo com outras pessoas: - Alessandro, posso enviar seu texto para o jornal de minha cidade? - “Meu querido amigo, claro que sim. A ideia é contribuir um pouco para entender tudo o que está acontecendo, porque a realidade é complexa, e não podemos raciocinar com parâmetros simplificados ou trazidos do exterior. Não é possível comparar muita coisa do que está acontecendo com outras realidades atuais ou passadas. O fenômeno é próprio do momento histórico do BR, e precisa ser bem debatido e compreendido.” E assim foi feito. Ao publicar o texto de meu amigo gostaria que cada um após

lê-lo tirasse um minuto para reflexão, vale a pena! Obrigado Alessandro. Dá um baita orgulho de ser teu amigo! Marcos Leão – Empresário, morador de Santa Teresa-ES e Brasileiro.

Bom dia, democracia. Assim dizia uma faixa gigante em frente ao Congresso. Não ontem, mas em 1984. A grande maioria dos manifestantes de ontem não tinha nascido. Chovia em Brasília, e centenas de manifestantes se abrigaram embaixo de uma enorme bandeira do Brasil e subiram, cantando, a rampa do Congresso. Eu tinha 18 anos na época, e fiquei emocionado, como toda minha geração, de ver aquelas imagens ao vivo. Havia uma causa muito concreta. O povo lutava e vencia a ditadura militar, o autoritarismo político, e voltava a sonhar com um Brasil como deve ser. Soberano, democrático, desenvolvido, socialmente justo e solidário. O sonho tinha a trilha sonora de Milton Nascimento: “Coração de Estudante, Canção da América”. Quase três décadas depois, com um Brasil diferente (até certo ponto), o que significam as manifestações de ontem? Qual seu alcance, e que esperanças de mudança podem despertar? O denominador comum é uma insatisfação difusa, espontânea e desorganizada, que abarca, sem a consciência e a elaboração política da década de 1980, causas tão diversas como passagens de ônibus, insegurança, corrupção, agenda LGBT, inflação, PEC 37 e uma Copa superfaturada que fez a alegria das empreiteiras e atravessadores políticos, mas ainda não trouxe benefícios concretos para o povo – ao contrário, é percebida como desvio de recursos que deveriam ir à saúde e à educação. O Brasil mudou materialmente, tornando-se pela primeira vez na História um país de classe média. As manifestações representam o primei-

ro evento de um país majoritariamente de classe média, com todos os seus méritos, ambiguidades e hipocrisias. Não se trata mais da luta de classes, de privilegiados querendo manter as estruturas de opressão social, e do povão lutando por justiça. É preciso que os manuais de sociologia e política se atualizem para compreender o que está passando no Brasil. Tentar interpretar o que está passando com base em ideologias e estereótipos acadêmicos não vai funcionar. O Brasil não é para principiantes, nem para dogmáticos e simplistas.

Para que a maravilhosa energia social de transformação política realmente seja eficaz para mudar o país, é preciso que também haja pressão sobre Prefeitos, Vereadores, Governadores e Deputados Estaduais. O espaço público voltou a ser ocupado para fins políticos de mudança, aproveitando a grande visibilidade internacional do momento brasileiro. Desceram às ruas, saindo do Facebook e do sofá, e caminharam lado a lado, extrema esquerda e conservadores de direita, evangélicos e gays, funcionários públicos e professores mal pagos, cidadãos que distribuíam flores e vândalos, curiosos e militantes. Amálgama bastante improvável, que precisa ser bem compreendida. Reclamavam sobre os comentários do Jabor, que disse que não valiam 20 centavos, contra a violência policial, contra a Presidenta Dilma (alguns, oportunisticamente, como não conseguem mudar

pelo voto, já propõem o impeachment, enquanto outros, sem qualquer consciência política, social e histórica, chegam a pedir a volta da ditadura militar). Volta a manifestar-se o Brasil mestiço. Um país extraordinário que mescla raças, credos e temperos, mas também ideologias e causas políticas. De forma difusa, desorganizada, espontânea, indo além das conspirações de praxe, sem lideranças pessoais ou de grupos específicos que possam capitalizar os eventos, mas com a irreverência poderosamente destruidora do mal político, com uma anarquia bem humorada, criativa, e paradoxalmente séria e contundente. O que vai acontecer com esse tsunami de cidadãos e causas tão díspares e contraditórias? O que vai acontecer com essa grande energia política liberada ontem, que até agora ninguém nem nenhum grupo sabe canalizar? Ela vai se dispersar, como nos anos 1980, após a redemocratização? Será ela domesticada em proveito próprio por políticos profissionais, que burocratizam a causa popular – ou, pior, pela politicagem corrupta de sempre, que abafa as esperanças para manter os mesmos grupos no poder, enquanto os manifestantes voltam para suas poltronas? A resposta será dada pela capacidade de sair do oba-oba (no caso, do contra-contra) e de organizar de forma eficiente essa energia política e social, canalizando-a para que opere mudanças de mentalidade, de padrão de votação e de avanços institucionais. Essa insatisfação precisa traduzir-se em votos e em pressão popular para que se conheça o diagnóstico do país e se implementem agendas de desenvolvimento humano e sustentável. Termino com um único exemplo: a educação, que conheço mais de perto, por ter trabalhado na área. Reclamase que o governo não está investindo na área. É preciso que os manifestantes – se é que querem ser sérios – co-

nheçam a realidade, para reivindicar corretamente. Basta pesquisar os números. Na última década, os recursos federais no setor multiplicaramse com o Fundeb, foram abertas várias universidades públicas, aumentado o número de vagas, ampliadas as oportunidades via PROUNI, implantaram-se programas de merenda escolar (uma população maior que a Argentina tem comida grátis nas escolas todos os dias, comprada da produção da agricultura familiar), livros didáticos gratuitos (mais de 40 milhões de crianças recebem livros todos os anos sem gastar nada), informatização nas escolas e vários outros programas. Isso no plano federal. Mas a educação primária é atribuição das Prefeituras, e a secundária, dos Estados. Aí está o gargalo, aí está a corrupção, aí está o desvio de recursos, aí está o desrespeito ao professor. Para que a maravilhosa energia social de transformação política realmente seja eficaz para mudar o país, é preciso que também haja pressão sobre Prefeitos, Vereadores, Governadores e Deputados Estaduais. Mas quantas manifestações você viu nas Prefeituras, nos Palácios de Governo, nas Câmaras de Vereadores e nas Assembleias Legislativas em favor da educação local, das condições de trabalho e de salário dos professores, da segurança e da infraestrutura das escolas e em benefício dos alunos? Enquanto os manifestantes não descerem fundo e pressionarem no nível local, no bairro, nas instituições de ponta, aquela energia vai se dispersar, e nenhuma mudança ocorrerá. O problema é que essa pressão eficaz, do dia-a-dia, não sai no Facebook e na imprensa internacional. Mas é ela que realmente transforma. O resto é festa e circo. ALESSANDRO WARLEY CANDEAS MINISTRO-CONSELHEIRO DA EMBAIXADA DO BRASIL EM BOGOTÁ


fredcolnago

Parabéns ao povo de Santa Teresa, “a cidade mais charmosa do Espírito Santo” pelos 139 anos de Imigração Italiana. Uma homenagem da equipe dos Jornais Correio de Santa Teresa e O Rio Doce. Jornal

Correio de Santa Teresa - Ed. 2  

Jornal da cidade de Santa Teresa - ES

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you