Revista CDL Março e Abril 2024

Page 1

Ano XXIX - # 260 - Março/Abril de 2024

XIX SEMINÁRIO DA MULHER EMPRESÁRIA

CDL PROMOVEU EVENTO SOBRE EMPRESARIADO FEMININO

CDL MONTES CLAROS RECEBEU VICE-GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

NESTA EDIÇÃO

CDL MONTES CLAROS MARCA PRESENÇA NA 11ª EDIÇÃO DO ENCONTRO DE PRESIDENTES

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS DESAFIOS DO VAREJO NA EXPERIÊNCIA REAL DO CLIENTE?

FGTS DIGITAL ENTROU EM OPERAÇÃO EM MARÇO; VEJA COMO FUNCIONA

EDITORIAL

PROGRAMA ACELERA 3.0: EM DEFESA DA TRANSFORMAÇÃO DO VAREJO LOCAL

É incontestável que o conhecimento é uma das nossas grandes heranças. Sempre em busca de desenvolvimento intelectual de seus associados e de seus times de trabalho, permanecemosfirmesnadefesadaqualificação e crescimento perene das competências, capacidades, aptidões e talentos que tornem o varejo e a prestação de serviços cada vez mais preparados para este novo mercado consumidor, exigente e muitas vezes intolerantes às falhas que por diversas vezes cometemos, por falta de preparo e atenção aosdetalhesdosnegócios.

Diante deste cenário e pensando em melhoria contínua, a CDL Montes Claros, em parceria com o SEBRAE e o Sicoob Credimontes, lançou no dia 14 de março o Programa Acelera 3.0, cujo objetivo é fomentar o desenvolvimento do empreendedorismo em nossa cidade, através da oferta, com baixo valor de investimento, de ferramentas de gestão, qualificação e desenvolvimento profissional, com impacto direto para os negócios e as pessoas que de forma direta ouindiretaserelacionamcomele

OProgramaAcelera3 0éinovadornacidade de Montes Claros, tendo em vista o seu propósito de transformar os empreendimentos locais, elevando-os para patamares mais elevados em termos de volume de vendas e, por consequência, lucratividade Consiste em trilhas de desenvolvimento em três grandes áreas de destaque, como: “jornada de atendimento e vendas”; “jornada de marketing”e“jornadadefinanças”;grandes áreas sensíveis das organizações, escolhidas por especialistas experientes de mercado, por serem responsáveis pelo sucesso empresarial, quando geridas de forma efetiva. Em cada uma destas jornadas, além da qualificação profissional, um consultor acompanhará o desenvolvimento das empresas participantes, inclusive com a mensuração de resultados, que assegurem o sucesso do programa ora desenvolvido. Em razão do acompanhamento individualizado da gestão dos negócios, o número de vagas paraparticipaçãonoprogramaélimitado

De fato o mercado sempre esteve em constantes mudanças, todavia, nos dias atuais, por incremento das inteligências artificiais, marketing digital e inserção cada vez maior do mercado eletrônico, o que

faz a diferença para que a loja física consiga lograr êxito diante da concorrência das lojas on-line é a execução de um atendimento que seja ao mesmo tempo técnico e humanizado, demonstrando conhecimento e flexibilidade diante das necessidades do novo consumidor.

Para que tenhamos um varejo forte e diferenciado, continuaremos alicerçando nossas atividades no pilares da gestão, atendimento/vendas e inovação. Com uma gestão mais preparada para a definição de estratégias assertivas que visem o crescimento e a expansão dos resultados da organização, a inovação nos processos será, por consequência, uma das estratégias bemsucedidas, para que o atendimento/vendas seja o grande diferencial competitivo das empresas que participarem do Programa Acelera3 0

Ele suscita a necessidade da empresa mudar e ampliar o seu olhar para além das suas próprias atividades profissionais. O olhar sistêmico para todas as variáveis que se comunicam com a empresa, desde colaboradores - no âmbito interno, passando pelos clientes, fornecedores, parceiros e demais entes - no âmbito externo, podendo enxergar as reais necessidades dos clientes, se antevendo as demandas e oferecendo produtos/serviços que satisfaçam as suas necessidades, promovendo o encantamento e a fidelidade da sua carteira de clientes.

Assim, a CDL Montes Claros mantém firme o seu propósito de entregar para seus associados valores que sejam efetivamente superiores ao preço, fortalecendo o comércio local e incentivando o consumo nos estabelecimentos da cidade, preparados para satisfazer os consumidores nas suas mais diversas necessidades. Para ter mais informações sobre o Programa Acelera 3.0, faça contato com o time comercial da entidade e garanta já a sua oportunidade de transformação dos seus negócios. Sempre com o olhar à frente, seguiremos juntos, porque “juntos somos mais fortes”.

CDL PROMOVEU EVENTO SOBRE EMPRESARIADO FEMININO

Março é lembrado como o mês das mulheres e nele a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Montes Claros realizou XIX Seminário da Mulher Empresária, uma oportunidade de enaltecer e valorizar as mulheres empreendedoras do Norte de Minas. O evento teve lugar na sede da Câmara, iniciando às 13h30 e encerrando às 18h30.

A diretora financeira da CDL, Sônia Marilene Lopes Cardoso, é uma das organizadoras do evento e participou do momento “Cases de Sucesso” juntamente com outras três mulheres empreendedoras da cidade. “Estão à frente das suas empresas e são exemplos, fonte de inspiração para outras mulheres que já empreendem ou que querem empreender. É importante falar que tivemos a palestra inicial com a Dra. Priscila Miranda que abordou o tema ‘Espiritualidade, um carinho no coração’ e a palestra de encerramento com a palestrante SilvanaLage,comotema‘ImperfeitamenteLinda’”,destacaCardoso.

Uma das palestrantes foi Rejane Aparecida Gonçalves Pereira, empresária do setor imobiliário e da construção civil. Ela expressou sua gratidão por participar do evento, destacando a importância de estimular o empreendedorismo e investimento, além de valorizar a força feminina e promover a união para o crescimento mútuo.

De acordo com Rejane Pereira, não é fácil empreender em um ramo tão masculino “Não é fácil, muitas vezes somos subestimadas e tachadas como incapazes de prosperar de forma independente ou de entregar serviços com a mesma qualidade daqueles feitos por homens. Por isso destaco a importância da união feminina no empreendedorismo. Precisamos valorizar e divulgar o trabalho umas das outras, elogiar e agir sempre para reforçar a importância da presença feminina para o mercado financeiro e crescimento da economia da nossa cidade, do nosso estado e de toda nação brasileira”, declara.

“Aconselho às mulheres que desejam empreender e estão indecisas que acreditem em si mesmas! Apesar dos estereótipos, as mulheres são inteligentes, ponderadas e possuem grande potencial para o empreendedorismo. Pesquisem o mercado, identifiquem áreas em ascensão e busquem constantemente aprimorar-se para conquistar a fidelidade dos clientes e parceiros”, aconselha Rejane.

Segundo o presidente da CDL, Ernades Ferreira, a Câmara foi pioneira ao abordar a intercessão entre a mulher, sua profissão e o empreendedorismo. “Tem 19 anos que a CDL lançou esse S e m i n á r i o d a M u l h e r Empresária. Todos os presidentes que entram, não podem deixar de fazer essa pauta E eu estou dando prosseguimento desde que eu entrei também, todos os anos a gente tem, porque é muito importante, um evento muito relevante”, conta.

GALERIA DE FOTOS XIX SEMINÁRIO DA MULHER EMPRESÁRIA

FORTALECIMENTO DO TURISMO: CDL RECEBE

EM SUA SEDE NESTOR TISSOT, PREFEITO DE GRAMADO (RS) E O DEPUTADO OSCAR TEIXEIRA

Não há dúvidas de que o município de Gramado (RS), na Serra Gaúcha, é um “case de sucesso”

quando se fala em turismo no Brasil. As experiências turísticas e dicas de como Gramado se tornou

referência foram apresentadas pelo Prefeito, Nestor Tissot e o Deputado Oscar Teixeira em um encontro que ocorreu nessa quarta-feira, 28/02, na Câmara de Dirigentes Lojistas de Montes Claros (CDL).

O evento realizado no auditório da CDL teve como pauta a gestão pública e privada do turismo, sob o ângulo do empreendedorismo. O objetivo é agregar conhecimento técnico aos gestores públicos e privados de Montes Claros, visando aprimorar sempre a parte turística do município que vem sendo muito importante para o desenvolvimento econômico e social da cidade.

Na oportunidade o Presidente da CDL, Ernandes Ferreira, reforçou a importância do evento realizado pelo Deputado Oscar Texeira, uma vez que, Montes Claros e o norte de Minas tem muita potencialidade turística como histórica e de festas tradicionais. Pontuou também a importância da união entre o poder público dos municípios, as entidades, instituições e as empresas privadas buscarem juntos um foco de melhor desenvolvimento econômico e social para as cidades pertencentes.

CDL MONTES CLAROS - SEBRAESICOOB CREDIMONTES LANÇAM O PROGRAMA ACELERA 3.0

Caito Maia, Fundador da Chilli Beans, participou dia 14/03 em Montes Claros do lançamento do programa Acelera 3 0 promovido por 3 instituições que valorizam o desenvolvimento regional e em especial o crescimento das empresas parceiras. A palestra, muito concorrida, com mais de 800 participantes, foi o início do programa que a CDL Montes Claros, SICOOB CREDIMONTES e SEBRAE planejaram para o ano de 2024. A

ideia é conectar as empresas, seus gestores e colaboradores a um mundo de conhecimento, troca de experiências, com histórias inspiradoras.

No mundo dos negócios, Caito é uma figura icônica que deixou sua marca no mercado de óculos e acessórios. Empreendedor, também é reconhecido por seu carisma e palestras, consolidando-se como uma figura influente e inspiradora.

Suajornadaéumafontedeinspiração paraempreendedoresaspirantes.

No evento, o palestrante e as 3 instituições organizadoras apresentaramdicasparaasmicroepequenas empresas de Montes Claros crescerem através das trocas de experiências, da capacitação e da persistência Durante o evento foi disponibilizado aos participantes QR Code para se cadastrarem para a continuidade do programa ACELERA 3.0, que visa proporcionaracadaumdosempresários que se inserirem no programa a oportunidade de crescimento em váriasáreasdegestãodasempresase quepossaimpactarnosresultados

Resultados e Encaminhamentos

Para o Presidente da CDL, Ernandes Ferreira da Silva, a realização desse evento revelou novamente a força dos empreendedores do varejo, da prestação de serviço e diversas áreas de negócios, que lotaram o Portal de Eventos. “Para a CDL Montes Claros fica sempre a sensação de que estamos no caminho certo para promover o desenvolvimento e crescimento. Com esse evento, fizemos o lançamento do Programa Acelera 3.0 que contará com a participação de empresários locais num processo de transformação de seus negócios, preparando-os para o atendimento a um mercado cada vez mais competitivo”, complementou Ernandes Ferreira da Silva.

CDL MONTES CLAROS RECEBEU VICE-GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

Cumprindo agenda de governo no dia 24/03, em Montes Claros, o Vicegovernador do Estado, professor Mateus Simões de Almeida (Novo) e sua comitiva, estiveram presentes na sede da CDL Montes Claros.

O encontro contou com a presença do presidente da CDL Montes Claros, Ernandes Ferreira e o vicepresidente, Carlos Alberto Oliva, além do presidente da CDL de Salinas, Reginaldo Thiago.

Os representantes do empresariado Montesclarenses aproveitaram a oportunidade para expor as atuais demandas e necessidades do setor, pedindo mais empenho e atenção para a classe por parte do Governo Mineiro. O objetivo foi buscar mais apoio e condições para que os

empresários possam continuar trabalhando e gerando empregos e rendas para a nossa região, e todo

estado de uma forma geral, fortalecendo assim a economia e o desenvolvimento de Minas Gerais.

INADIMPLÊNCIA TEM

PEQUENA QUEDA E ATINGE 66,64 MILHÕES DE CONSUMIDORES, APONTA CNDL/SPC BRASIL

Apesar da queda em fevereiro, inadimplência cresceu em comparação com o mesmo período de 2023. Indicador aponta que 40,60% da população adulta do país está inadimplente.

O número de inadimplentes no país teve uma pequena queda em fevereiro de 2024, em comparação com janeiro de 2024, e atinge 66,64 milhões de brasileiros. O Indicador realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que quatro em cada dez brasileiros adultos (40,60%) estavam negativados em fevereiro de 2024. Na comparação com o mesmo período de 2023, o indicador apresentou crescimento de 2,79%.

A partir dos dados disponíveis em sua base, que abrangem informações de capitais e interior de todos os 26 Estados da federação, além do Distrito Federal, a CNDL e o SPC Brasil registram que a variação anual observada em fevereiro deste ano ficou abaixo da observada no mês anterior Na passagem de janeiro para fevereiro de 2024, o número de devedores caiu -0,49%.

NÚMERO DE PESSOAS INADIMPLENTES

“Apesar da pequena queda, o cenário de inadimplência no país continua preocupante. Temos uma grande parcela da população em dificuldade financeira, com a inflação acima do reajuste salarial, além disso, o ambiente macroeconômico não traz a confiança necessária para acreditar em uma redução consistente no número de inadimplentes no curto prazo”, destaca o presidente da CNDL, José César da Costa.

NÚMERO DE PESSOAS INADIMPLENTES

POR TEMPO DE ATRASO

O crescimento do indicador anual se concentrou no aumento de inclusões de devedores com tempo de inadimplência de 1 a 3 anos (19,24%).

O número de devedores com participação mais expressiva em fevereiro está na faixa etária de 30 a 39 anos (23,66%). De acordo com a estimativa, são 16,47 milhões de pessoas registradas em cadastro de devedores nesta faixa, ou seja, quase metade (48,37%) dos brasileiros desse grupo etário estão negativados. A participação dos devedores por sexo segue bem distribuída, sendo 51,12% mulheres e 48,88% homens.

Turbine sua análise de crédito de empresas com as informações do SPC e deixe sua consulta ainda mais completa!

NÚMERO DE PESSOAS INADIMPLENTES

POR FAIXA ETÁRIA E SEXO

ESTIMATIVA DE INADIMPLENTES

POR FAIXA ETÁRIA

CADA NEGATIVADO DEVE, EM MÉDIA, R$ 4.399,90. MAIOR PARTE DAS DÍVIDAS SÃO COM BANCOS

Em fevereiro de 2024, cada consumidor negativado devia, em média, R$ 4.399,90 na soma de todas as dívidas. Além disso, cada inadimplente devia, em média, para 2,11 empresas credoras, considerando todas essas dívidas.

NÚMERO DE PESSOAS INADIMPLENTES

POR VALOR TOTAL DAS DÍVIDAS

Os dados ainda mostram que cerca de três em cada dez consumidores (30,36%) tinham dívidas de até R$ 500, percentual que chega a 44,39% quando se fala de dívidasdeatéR$1 000

Em fevereiro de 2024, o número de dívidas em atraso no Brasil teve crescimento de 6,32% em relação ao mesmo período de 2023. O dado observado em fevereiro deste ano ficou abaixo da variação anual observada no mês anterior. Na passagem de janeiro para fevereiro,onúmerodedívidasapresentourecuode-0,20%

NÚMERO DE DÍVIDAS EM ATRASO

Abrindo a evolução do número de dívidas por setor credor, destacou-se a evolução das dívidas com o setor de Bancos com crescimento de 7,84%, seguido de Água e Luz (7,51%) e Comércio (3,25%).

Em outra direção, as dívidas com o setor credor de Comunicação (-11,95%) apresentaram queda no total de dívidas em atraso.

“Um ponto de atenção é o valor médio das dívidas atrasadas, que continua alto, muito acima da renda média da população. Mesmo com ações de incentivo para a negociação das dívidas, as famílias estão com grande dificuldade em separar uma parte da renda para o pagamento das contas atrasadas. Nesse sentido, as perspectivas de melhoria não são nada positivas ” , aponta o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Júnior

NÚMERO DE DÍVIDAS EM ATRASO POR SETOR CREDOR

Em termos de participação, o setor credor que concentra a maior parte das dívidas é o de Bancos, com 64,46% do total. Na sequência, aparece Comércio

(11,26%), o setor de Água e Luz com 10,91% e Outros com 7,19% do total de dívidas.

Na abertura por região em relação ao número de dívidas, a maior alta veio da região Sudeste (7,40%), seguida pelo Nordeste (5,68%), Centro-Oeste (5,31%), Sul (2,93%) e Norte (2,67%).

Para todos os indicadores, considera-se que uma dívida é a relação de um credor com um devedor, mesmo que esse credor tenha incluído vários registros desse devedor junto ao SPC Brasil. Ou seja, mesmo que um devedor tenha quatro registros de um mesmo credor, assume-se que esse consumidor tem apenas uma dívida.

MEDICINA DO TRABALHO É NA DS MED Rua Cassemiro Prudêncio Araújo, 47 - Nossa Senhora de Fátima (Rua lateral do Colégio Tiradentes) 38 3015-1900 www.clinicadsmed.com.br

DIREITOS DO CONSUMIDOR: PORQUE ESSA AGENDA

INTERESSA ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

A defesa dos direitos do consumidor não se restringe apenas a uma questão de proteger os indivíduos de possíveis abusos nas relações comerciais Para muitos além disso, essa agenda tem papel fundamental na construção de uma economia mais transparente e ética. Quando os consumidores são protegidos e têm seus direitos respeitados, criamos um ambiente de confiança e integridade que beneficia as pessoas não apenas nas operações envolvendo compras e trocas, mas como cidadãos, no contexto da coletividade, e as própriasempresas.

A atuação ética dos empresários é condição para a transparência da sociedade. Ao exigir informações claras e precisas sobre produtos e serviços, os consumidores podem tomar decisões mais fundamentadas e conscientes. Isso cria uma competição mais justa no mercado, onde a qualidade e os preços são os principais determinantes do

sucesso, em vez de táticas enganosas de marketing. Ao garantir que as empresas não enganem ou explorem os clientes, as leis promovem uma cultura de responsabilidade corporativa. As empresas são incentivadas a agir de forma ética e a cumprir os mais altos padrões de conduta, não apenas porque é a coisa certa a fazer, mas também porque é do seu próprio interesse a longoprazo.

As micro e pequenas empresas, em particular, devem ter em mente a importância dessa agenda. Embora possam não ter os recursos ou a visibilidade das grandes corporações, elas têm muito a ganhar ao cultivar relacionamentos positivos com os consumidores. Um bom atendimento ao cliente e a reputação de confiabilidade podem ser poderosas vantagens competitivas para os pequenos negócios, ajudando-os a se

destacarem em um mercado cada vez mais disputado. Bruno Quick, DiretortécnicodoSebraeNacional

Além disso, esses empreendimentos dependem muitas vezes do boca a boca e de recomendações positivas dos clientes satisfeitos para crescerem e prosperarem. Ao assegurar que os direitos dos consumidores sejam respeitados e que os clientes estejam plenamente atendidos nas suas expectativas, os pequenos negócios podem construir uma base leal que não apenas retornará, mas também recomendará seus produtos e serviços paraoutros.

O respeito às leis de proteção ao consumidor também protege os próprios negócios de litígios, multas e danos à reputação que podem ser prejudiciais, principalmente para as MPE que não contam com departamentos jurídicos ou de comunicação paraatuaremsituaçõesdecrise.

Em última análise, a defesa dos direitos do consumidor é parte de um compromisso maior que as empresas têm com as comunidades onde estão inseridas, com seu público, com seus funcionários, com a concorrência, com o meio ambiente e todas as outras relações estabelecidas para sua operação. A ética e a transparência são construções coletivas que geram sociedades sadias, em que é possível crescer com justiça, igualdade e respeito. Transformar essas ideias em prática é algo que depende de todos e de cada um de nós.

CDL MONTES CLAROS MARCA PRESENÇA NA

11ª EDIÇÃO DO ENCONTRO DE PRESIDENTES

O Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Montes Claros, Ernandes Ferreira, Vice-Presidente, Carlos Alberto, Diretor, Gilberto Eleuterio e o presidente da CDL Jovem, Emilio Ferreira, participaram da 11ª edição do Encontro de Presidentes (EDP), realizado pela FDCL-MG em parceria comoSebraeMinas

O evento aconteceu do dia 17 a 20 de março, na cidade histórica de Tiradentes e reuniu mais de 200 participantes, representando 83 cidades, em busca de conhecimento e evolução.

A abertura oficial contou com as presenças do presidente da FCDL/MG, Frank Sinatra, presidente da CNDL, José César da Costa, do presidente do SPC Roque Pelizzaro Júnior, do presidente do Sebrae Minas e da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva,

além do prefeito de Tiradentes, Nilzio Barbosa, e do Secretário de Desenvolvimento Econômico, FernandoPassalio.

Foram quatro dias de imersão, nos quais as lideranças das CDLs trocaram conhecimentos, boas práticas e aprendizados sobre gestão e as habilidades fundamentais para estar à frente de umaCDL.

No primeiro dia dos trabalhos, os presidentes das CDLs Jovem do Estado se reuniram para destacar ações já realizadas e o planejamento para este ano, que inclui a realização do tradicionalDiaLivredeImpostos

Palestras, painéis de boas práticas e workshops fizeram parte da programação Convidados como Louis Burlamaqui–CEOdaJazzer,eFelipão, treinador pentacampeão mundial,

falaram sobre liderança assertiva, coletividadeetrabalhoemconjunto

O vice-governador de Minas Gerais, Professor Mateus Simões, também esteve presente apresentando as ações de Minas Gerais para o comércio, uma daspautasprioritáriasdagestão.

Uma feira de negócios que contou com marcas e empresas de todo país tambémestavanaprogramaçãodoevento.

“O EDP foi importante pra mim, que estou à frente da CDL JOVEM, pois é um momento de encontrar com outras CDL e trazer boas práticas para Montes Claros. Aprendi muito nos Workshops e Palestras. Espero contribuir muito neste ano para fortalecer nossa CDL” relatou o presidente da CDL Jovem, Emilio Ferreira, que participou pela primeira vez do EDP .

54% DOS INTERNAUTAS ADQUIRIRAM ALGUM CONTEÚDO OU SERVIÇO DIGITAL NO ÚLTIMO ANO, APONTA ESTUDO DA CNDL/SPC BRASIL

Streaming de filmes e séries, cursos online e streaming de música foram os principais infoprodutos comprados. Gasto da última compra foi de R$ 155.

Nosúltimosanos,aofertadeinfoprodutos teve um grande crescimento em todo o mundo Infoprodutos são produtos digitais ou serviços vendidos na internet De acordo com um levantamento realizado pela C o n f e d e r a ç ã o N a c i o n a l d e Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise Pesquisas, 54% dos internautas do país compraram algum tipo de infoproduto nos últimos 12 meses anteriores a coleta da pesquisa, sendo os mais adquiridos: streaming defilmeseséries(31%),cursosonline (17%), streaming de música (15%), ebook(8%)elivrose/ouapostilas(7%).

A pesquisa aponta que em média, os internautas compraram 2,8 infoprodutos nos últimos 12 meses, com

um gasto médio de aproximadamente R$155 na última compra.

De acordo com os entrevistados, entre as principais finalidades de compra dos infoprodutos estão o lazer (27%), o desenvolvimento pessoal (27%), ganhar dinheiro (26%) e o desenvolvimento de carreira (19%).

“A revolução do meio digital e a aceleração da educação online, principalmente após a pandemia, fizeram com que os infoprodutos ganhassem ainda mais força e espaço na internet. Seja por lazer, educação, aumento de renda ou para desenvolvimento pessoal, a população está cada vez mais habituada a utilizar este tipo de produto e serviço”, destaca o presidente da CNDL, José CésardaCosta.

Música, cursos preparatórios, beleza e estética lideram o ranking dos infoprodutos mais adquiridos.

Considerando uma nota de 1 a 5 (em que 1 significa que está pouco satisfeito e 5 muito satisfeito), 82% dos entrevistados declaram-se satisfeitos em algum grau com os infoprodutos adquiridos Sendo 4,1 a nota média de satisfação.

De acordo om a pesquisa, o ranking das categorias dos infoprodutos mais comprados é liderado pelos streamings de música (16%), cursos preparatórios (12%), beleza e estética (12%), seguido pelo empreendedorismo (11%, destaque entre as mulheres e os mais velhos), tecnologia (11%) e marketing / marketing digital (11%)

O grau de satisfação e de segurança dos internautas é alto, uma vez que 87% sentiram-se seguros com as informações pessoais disponibilizadas ao realizar o pagamento e 86% ficaram satisfeitos com a experiência do pós-compra (entrega, suporte, garantia)

Para 85% dos entrevistados, o infoproduto atendeu às expectativas das promessas feitas na propaganda, site ou live assistidas antes da compra, 84% ficaram satisfeitos com a experiência de pré-compra (pesquisar, informações transmitidas sobre o produto, e atendimento do vendedor) e 82% confiaram na experiência do especialista e qualidade do conteúdo disponibilizado no produto.

53% preferem fazer curso online ao invés de em instituições tradicionais. 58% concluíram o infoproduto comprado.

Apesar da compra do infoproduto ser por meio digital, alguns serviços possuem também encontros presenciais. Entre os que adquiriram consultoria, mentoria, coaching e evento, 58% dos encontros foram online e 18% de maneira híbrida (presencial e online).

De acordo com os internautas entrevistados, 53% preferem fazer curso online com experts ao invés de em instituições tradicionais pela flexibilidade de fazer o curso em qualquer horário, 52% pela facilidade de acesso ao conhecimento / não precisarsedeslocar,52%porsermais práticoe41%porsermaisacessível.

O processo de compra online de um infoproduto voltado a educação também passa por pesquisa de mercado e planejamento, uma vez que 86% dos consumidores pesquisaram sobre o especialista / vendedor do curso antes da compra, sendo que 38% buscaram informações sobre a credibilidade, 37% sobre a qualidade do conteúdo nas redes sociais e 35% avaliações Para 26% dos entrevistados, a compra não foi planejada, porém 42% planejaram todas as aquisições.

De acordo com o levantamento, 58% dos consumidores pesquisaram preços similares do último infoproduto adquirido, sendo 29% para comparar propostas custo x benefício e 28% para pegar a melhor oferta / preço Porém 29% não pesquisaram, principalmente porque queriam fazer com um especialista / produto em específico.

Quanto a comunicação realizada para ativação da venda: 38% foram impactados por propaganda /anúncio na internet, 30% indicação de amigos, 26% já acompanhavam o especialista ou empresa nas redes sociais e 14% participando de lives no Instagram

De acordo com os entrevistados, 44% participam de comunidade no whatsapp com o objetivo de atualizações, dicas e compras de curso de assuntos de interesse, sendo que 30% para atualizações de mercado e dicas e 19% compras de cursos.

Além disso, 58% concluíram o infoproduto comprado, com destaque para cursos online (20%), livros e/ou apostilas (18%), ebooks (14%) e consultoria, mentoria ou coaching (12%). Para 63% o conteúdo entregue foi superficial e 30% relevante.

A pesquisa mostra ainda que 50% admitiram colocar parcialmente em prática o aprendizado adquirido, enquanto 38% totalmente e somente 8% não colocaram.

A respeito da experiência com esse tipo de compra, 12% se arrependeram da última aquisição e pediram reembolso, enquanto 84% não se arrependeram.

Em relação à segurança do processo de compra, o levantamento mostra que 82% dos consumidores não sofreram golpe no processo de compra, enquanto 17% sofreram, seja porque não houve entrega do infoproduto (10%) e tiveram o cartão decrédito/débitoclonado(8%)

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS DESAFIOS DO VAREJO NA EXPERIÊNCIA REAL DO CLIENTE?

A boa experiência no varejo é um dos diferenciais que determina o sucesso ou o fracasso de marcas em diversos segmentos. Muito mais do que aportar novas tecnologias, o varejo necessita criar momentos inesquecíveis para o consumidor, nos quais a boa experiência precisa estar inserida em toda sua jornada.

Recentemente, um levantamento feito pela BARE International, fornecedora independente de pesquisas de experiência por meio de clientes ocultos, em parceria com a SKS Customer Experience, identificou os principais ofensores de performance em três segmentos do varejo: têxtil, calçados e acessórios, pet e super/ hipermercados. O diagnóstico inédito foi realizado a partir de 32 mil pesquisas por meio de clientes ocultos realizadas no Brasil nos últimos dois anos.

Humanização dos serviços no varejo é cada vez mais importante

Segundo Stella Kochen Susskind, diretora de Novos Negócios da BARE International Brasil e CEO da SKS Customer Experience, é importante ficar atento aos sinais que o consumidor dá já ao entrar no estabelecimento.

“Não deixar o cliente irritado por uma falha simples de corrigir, como uma fila de espera muito grande ou um ambiente sujo, é essencial para uma boa experiência de compra. Geralmente, a estratégia de atendimento começa com uma equipe atenciosa e pronta para servir. A humanização dos serviços é cada vez mais importante para o retorno do cliente ou uma compra casada. A atenção aos detalhes pode fidelizar esse consumidor”, afirma Stella.

Confira os principais resultados por segmento:

Varejo têxtil, calçados e acessórios: planejamento e preparação são fundamentais

• Limpeza e organização passam pela disponibilidade da grade de produtos e tamanhos. Se é um item da nova coleção, é imprescindível que tenha pelo menos uma peça de cada produto Tamanho também. É importante que em um primeiro momento, todos os tamanhos estejam disponíveis na loja. Claro que, com o passar do tempo, será contado o fator disponibilidade. Outro ponto importante é a manutenção e conservação dos provadores –espelhos impecáveis, temperatura adequada (nem quente, nem frio), limpeza após a saída de cada cliente para que não haja restos de um conserto, como linha e agulha, peças no chão ou em cabides, acessórios e outros itens que compõem o look.

• O atendimento dos vendedores é um ponto essencial para administrar. É importante o primeiro contato por e-mail, celular ou WhatsApp? Sim, claro. Mas também o consumidor que entra na loja não pode ser negligenciado por um vendedor que está no celular. Ao ter um cliente na loja, a atenção precisa ser 100% para as necessidades dele. As outras formas de vendas ficam em segundo plano nesse momento tão especial para quem está consumindo. O vendedor precisa “entender” a necessidade do cliente, oferecer sugestões que se aproximem do que ele procura, oferecer itens adicionais ou complementares ao que ele procura, mas sem ser incisivo ou insistente. Utilizar estratégias de fidelização – criar um vínculo com ele. Oferecer o contato, o código de desconto para compras online ou falar sobre cash back, por exemplo. Ele precisa entender que o vendedor pode ajudá-lo em qualquer situação.

Varejo pet: um dos segmentos que mais tem crescido no país e apesar de ser um autosserviço, é necessário atenção aos detalhes

• O atendimento dos vendedores é essencial mesmo em autosserviço. É importante trabalhar na venda humanizada e sugestiva: oferecer um produto que combina com o que ele está levando, ou que seja similar, mas com outra função, como mostrar uma coleira de peitoral para quem está levando uma tradicional, ou apresentar uma roupa de chuva,

para quem foi em busca de uma para o inverno. Outro ponto é que o pet que está com o tutor precisa ser integrado à venda, porque faz parte da família, é a chamada Geração P(et). Ser gentil, perguntar o nome, quais as necessidades dele, se há algum tipo de problema de saúde que necessite de cuidados especiais, como uma nova ração ou algum tipo de acessório é sempre importante. Ficar atento ao gargalo do check out pode ser decisivo numa opção de recompra e na recomendação para amigos. Nesse momento, mesmo que possa ter havido algum ruído durante o tempo passado na loja, a rusga entre os pets ou fila, esse serviço precisa ser ágil e eficiente para manter o ambiente calmo e tranquilo.

Varejo super/hipermercados

• O atendimento dos funcionários, apesar das lojas terem autosserviço, c o m o n o s p e t s h o p s , o s super/hipermercados precisam estar atentos aos sinais dos consumidores. Primeiramente, mais que apontar a gôndola é importante que o atendente leve o cliente ao corredor certo e aponte o produto procurado. Nessa hora há uma grande possibilidade de uma venda sugestiva: qual o item que sai mais, o que você compraria, qual tem o melhor custo x benefício são algumas dúvidas. O atendente pode também sugerir um complemento para a compra: massas harmonizam com vinho tinto, há um rótulo em promoção. Outra importante iniciativa é oferecer novidades,

produtos que podem ser complementares, como queijo ralado fresco ou processado para acompanhar a massa.

• A limpeza e organização dos balcões de atendimento de frios, padaria, açougue e até pratos prontos precisa estar em perfeito estado. Produtos etiquetados, vitrines limpas, administração do tempo na fila. Muitas pessoas desistem de comprar ou levam algo de menor qualidade, para não perder tempo aguardando o atendimento.

• A administração das filas do check outs dificilmente passam impunes. O caixa passou a ser o inquisidor com o tanto de perguntas a serem feitas: quer sacola, tem o cartão do supermercado, quer nota fiscal, quer CPF na nota, tem ticket de estacionamento? Isso é comprovadamente algo que deixa o cliente muito irritado. A boa administração do tempo no caixa e o volume de pessoas no atendimento, podem reduzir esse problema e tornar a experiência mais agradável.

• Por último, a organização do estacionamento Não podem ser permitidos largar os carrinhos fora do local de retirada. O espaço não deveria ser como num filme de terror – sujos e mal iluminados. A segurança é necessária para dar mais tranquilidade aos clientes que vão colocar suas compras no carro. Um vigilante de moto oferece mais conforto ao consumidor ao sair da área de convivência.

PIX E OS RISCOS NO CRUZAMENTO PERANTE O FISCO

O PIX, sistema de pagamentos instantâneos lançado pelo Banco Central do Brasil em novembro de 2020, tem se popularizado rapidamente entre os brasileiros, que encontram na plataforma uma alternativa rápida e conveniente para realizar transferências e pagamentos diversos. No entanto, com a crescente utilização do PIX, também tem surgido uma preocupação sobre a privacidade dos dados financeiros dos usuários e o cruzamento dessas informaçõespelofisco.

É importante destacar que o PIX permite o cruzamento de dados tanto dos contribuintes pessoa física quanto da pessoa jurídica. Para os contribuintes pessoa física, isso significa que suas transações financeiras ficam registradas em um banco de dados centralizado, permitindo que o fisco tenha acesso a essas informações para fiscalização e combate à sonegação fiscal. Isso pode incluir o cruzamento de dados com outras bases, como a Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física.

identificar possíveis inconsistências e sonegações fiscais Por exemplo, se um contribuinte declarar um valor baixo de rendimentos, mas tiver uma grande movimentaçãofinanceira,sejapormeio de PIX ou transferências TED/DOC, isso pode chamar a atenção das autoridades fiscais que podem investigar a situação

Dessa forma, é fundamental que os contribuintes estejam atentos às suas obrigações fiscais e façam a declaração correta do imposto de renda e o pagamentodeseusimpostos,evitandoassim possíveis autuações fiscais Além disso, é importante que os empreendedores tenham um controle financeiro rigoroso, que permita a identificação e o registro de todas as transações realizadaspormeiodoPIX

O cruzamento de dados da Receita Federal e das Secretarias de Fazenda (SEFAZ) ocorre por meio do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Este por sua vez, é um sistema que tem como objetivo simplificar e unificar a entrega de informações fiscais,contábeiseTributárias

Além do SPED, a Receita Federal também utiliza o e-Financeira, sistema criado com o objetivo de identificar movimentações financeiras que possam indicar sonegação fiscal, ele permite o compartilhamento de informações entre instituições financeiras e a Receita Federal.

Assim, SEFAZ e Receita Federal podem cruzar as informações do SPED com informações do e-Financeira, a fim de

Já para os empreendedores, é importante ressaltar que o PIX também pode ser utilizado como uma ferramenta de controle fiscal Como as transações ficam registradas, é possível verificar se os valores recebidos por meio do PIX estão sendo declarados corretamente e se os impostos estão sendo pagos de acordo com a legislação.

Por outro lado, é preciso destacar que o fisco utiliza as informações financeiras como o PIX, para fins de fiscalização e combate à sonegação fiscal, r e g u l a m e n t a d o p e l a L e i Complementar nº 105/2001, que dispõe sobre o sigilo das operações das instituições financeiras e a Lei nº 13 709/2018, conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em que estabelece regras para o tratamento de dados pessoais.

Em resumo, o PIX representa uma alternativa conveniente e rápida para a realização de pagamentos e transferências, possibilitando o cruzamento de dados tanto para contribuintes pessoas físicas quanto para empreendedores, no combate à crimes tributários como a evasão fiscal. É importante que os contribuintes estejam cientes de suas responsabilidades, manter um controle financeiro rigoroso e declarar corretamente seu imposto de renda bem como o pagamento devido de seus impostos.

agora,

FGTS DIGITAL ENTROU EM OPERAÇÃO EM MARÇO; VEJA COMO FUNCIONA

O FGTS Digital começou a funcionar na sexta-feira do dia 01/03. A nova plataforma integra diferentes sistemas ligados às obrigações do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Pela plataforma, os empregadores poderão recolher o FGTS usando o Pix como forma de pagamento. Os boletos gerados terão um QR Code para leitura e pagamento direto no aplicativo ou site da instituição financeira do empregador.

Diferente dos boletos tradicionais, a transação via Pix é instantânea. De acordo com o governo, essas mudanças permitidas com a plataforma vão garantir maior agilidade, segurança e simplificação no processo de pagamento.

Além disso, o FGTS Digital terá um sistema próprio para gerenciar procedimentos de restituição e compensação de valores pagos indevidamente.

Outra facilitação promovida pelo novo sistema é a maneira como são recolhidos dados das empresas. A base de dados do FGTS Digital será alimentada pelas informações cadastradas pelos empregadores no eSocial, promovendo também maior transparência.

Com os dados do eSocial, os empregadores poderão gerar guias personalizadas, além de recolher diferentes competências em um único documento, reduzir custos operacionais e agilizar as atividades. Todos os processos serão 100% digitais.

As funcionalidades do FGTS Digital estavam em período de testes desde 19 de agosto de 2023.

Entre os principais benefícios listados pelo governo a serem alcançadoscomoFGTSDigitalestão:

• Eliminar burocracias e custos adicionais;

• Diminuir os custos operacionais incorridos pelo FGTS;

• Reduzir as despesas com tarifas pagas à rede arrecadadora do FGTS;

• Digitalizar serviços (agilizar e automatizar procedimentos);

• Melhorar os serviços voltados para trabalhador e empregador;

• Promover a integração de ambientes e facilitar o acesso e gerenciamento de informações;

• Garantir segurança, integridade e confiabilidade aos dados e informações armazenados e processados;

• Diminuir a postergação da arrecadação anual do FGTS;

• Fornecer informações para direcionamento de ações e tomada de decisões estratégicas;

• Melhorar a gestão, controle e transparência dos processos;

• Facilitar a comunicação entre Administrados e Administração;

• Permitir que os atores relacionados ao recolhimento do FGTS possam ter acesso aos dados e informações necessários para o exercício pleno de suas competências.

NOVA LEI DO CPF JÁ ESTÁ VALENDO. SAIBA O QUE MUDOU

O documento mais importante de se ter na carteira não será mais o RG, mas sim a nova Carteira de Identidade Nacional, a CIN. O número de identificação desse documento é o mesmo do CPF, mas a nova carteira tem mais tecnologia e poderá agregar mais informações Entenda o que mudou e como tirar o novo documento.

O que aconteceu

O documento para identificação nacional passa a ser o CPF, esse será o número exigido para a prestação de serviços públicos. A Lei 14.534/23 determina que: “O órgão emissor deverá, na emissão de novos documentos, utilizar o número de inscrição no CPF como número de registro geral da Carteira de Identidade”, ratificando o que já estava disposto no Decreto n° 10.977/22.

Qual a diferença do novo documento?

• A mudança visa dar mais segurança e unificar os documentos. Atualmente, é possível que uma pessoa consiga emitir RG em mais de um estado, com a nova identificação isso não será mais possível.

• Novo documento terá QR code. A inovação torna fácil a checagem de dados pela Segurança Pública e por unidades de atendimento público e privados.

• CIN poderá ter o código do passaporte. A CIN poderá ser utilizada como documento de viagem, desde que haja acordo entre países, como no bloco do Mercosul. Apesar disso, não substitui o passaporte.

• Carteira poderá ser física e digital. O cidadão poderá carregar o documento físico, mas ele também é digital e pode ser baixado no aplicativo GOV.BR.

• Carteira poderá agregar documentos. É possível adicionar dados como carteira de motorista e NIS

• Documentos atuais ainda valem. Documentos atuais serão aceitos até 2032.

• Nova carteira terá validade. O documento deverá ser renovado conforme os prazos.

• 0 a 12 anos incompletos –validade de 5 anos.

• 12 a 60 anos incompletos –validade de 10 anos.

• Acima de 60 anos – validade indeterminada.

Como tirar a nova carteira de identificação, a CIN?

• Conforme o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, a responsabilidade pela emissão da Carteira de Identidade Nacional continuará sendo dos estados, por meio dos seus respectivos institu-

tos de identificação, da mesma forma que já ocorre atualmente. A primeira emissão da CIN será gratuita.

• A princípio, apenas quem já tem um número de CPF poderá tirar o novo documento Em alguns meses, os cidadãos que ainda não possuem número de CPF poderão solicitar a sua emissão nos órgãos de identificação estaduais. O CPF é gerenciado pela Receita Federal e, atualmente, o número de CPF é emitido também em unidades dos Correios, cartórios de registro civil, Caixa e Banco do Brasil O cartão físico do CPF já não é mais emitido.

• Até o momento, a nova carteira de identidade é emitida em 23 estados e também no Distrito Federal. São eles: Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins

Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.