Page 1

Ano 2015 • Edição nº 02 • Junho|Julho

www.itabom.com.br

Zelar pelo bem-estar dos colaboradores O setor de Fisioterapia na Itabom vem expandindo suas atividades em prol da saúde

D

urante nosso dia a dia, em atividades no lar ou no trabalho, a postura incorreta pode ocasionar dores ou lesões musculares. O problema é comum e recorrente. “Sentir dores durante um esforço físico é muito comum. Até mesmo quando começamos a frequentar academias, no começo dos exercícios sentimos dor. O nosso corpo leva um tempo para se acostumar com a nova rotina”, comenta Ana Carla Fantin, fisioterapeuta da Itabom há 13 anos. O setor de Fisioterapia na Itabom atua junto ao Depto. de Segurança do Trabalho e atende cerca de 50 pacientes por mês. No momento em que o colaborador passa a sentir dor, ele é encaminhado ao médico que faz uma avaliação e determina o tratamento. “São 10 sessões que acontecem durante o expediente de trabalho. Os atendimentos tem duração média de 20 minutos, onde são usados os aparelhos e exercícios específicos para cada lesão. Normalmente, os colaboradores que precisam de atendimento estão começando na empresa. Estão

Ana Carla Fantin e Amabily Caroline Zago

Nossa Gente Cida e Letícia falam sobre a relação de mãe e filha. Pág. 3

Espaço do Colaborador

Esporte, receita e muito mais. Pág. 4

Mais economia e segurança

A

unidade de Arealva adquiriu uma nova Caldeira de Biomassa (foto), muito mais moderna e segura. A caldeira possui 2 mostradores de pressão para orientar o operador; 2 fusíveis de segurança interna, que em caso de falta de água são desligados

e também 2 bombas injetoras de água. Além de mais segurança, também proporciona uma economia de energia elétrica e dos combustíveis renováveis. A nova caldeira utiliza metade desses recursos para produzir a mesma quantidade de vapor que a antiga.

na fase em que o corpo está se acostumando a rotina”, acrescentou Amabily Caroline Zago, que é estudante de Fisioterapia e também trabalha no setor. Há 9 meses a Fisioterapia Itabom ganhou um novo espaço e aparelhos, o que garantiu ótimo resultados nos tratamentos. Junto à nova sala, as fisioterapeutas elaboraram o projeto “Fisioterapia na Saúde do Trabalhador”. “Propomos aumentar o tempo das sessões e também estamos participando da Integração, onde esclarecemos aos novos colaboradores sobre possíveis dores no começo do trabalho. Além de fazermos visitas à produção para orientações sobre ergonomia. Nosso contato com os líderes também melhorou, e afinamos nossos objetivos. A aquisição de novos aparelhos também garantiu o sucesso do nosso projeto”, explica Amabily. “O setor de Fisioterapia está em expansão na empresa. Só de o colaborador não precisar se ausentar para fazer o tratamento e tê-lo sempre disponível é algo excelente que a Itabom oferece”, finaliza Carla.


2

Ano 2015 • Edição nº 02 • Junho|Julho

Promotores fazem visita a produção e participam de treinamento na Itabom

Compartilho com vocês, uma reflexão sobre o cenário econômico atual e as consequências para a Avicultura. O mercado do frango alojou 10% de aves a mais, talvez se adiantando ao aumento do preço da carne bovina, e consequentemente o maior consumo de frango. E isso fez com que o frango tivesse um preço competitivo e ao mesmo tempo, acessível para o consumidor. O brasileiro consome, aproximadamente, 47 quilos de frango por ano, segundo a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) e o mercado da avicultura vem acompanhando o aumento dessa demanda. Porém há uma projeção do mercado externo, que está muito interessado no produto brasileiro. Tanto existe esse interesse, que a Itabom recebe inúmeras propostas para exportação diariamente, no entanto, até o momento priorizamos os nossos clientes locais, ou seja, o mercado interno. Tantas propostas de exportação são o reconhecimento do trabalho sério e profissional da Itabom, que coloca no mercado um frango de qualidade e saudável. Como sabemos, o Frango Itabom é criado à base de cereais, sem conservantes, e sem hormônio, que é um mito completamente incoerente e já derrubado. Outro ponto fundamental para o crescimento da Itabom é que investimos, desde o ano passado, na automação do frigorífico. O projeto começou com a evisceração e segue com a automatização da sala de cortes e o novo túnel de congelamento. Com a conclusão do projeto, poderemos dobrar a nossa capacidade de abate. Assim continuaremos a atender a demanda interna e, talvez, começar a dar mais atenção para a exportação, pois aí teremos capacidade suficiente para atender. No momento, estamos trabalhando de forma justa, não como esperávamos, devido ao cenário econômico do país, mas continuaremos trabalhando com otimismo, de maneira profissional e comprometida, como a Família Itabom vem fazendo ao longo desses 29 anos. Pedro Poli

A

conteceu na primeira semana de Maio, o 1º Encontro de Promotores Itabom. Na data, os promotores tiveram a oportunidade de conhecer todo o processo produtivo da empresa, além de receber treinamento sobre Segurança do Trabalho, Seguridade Alimentar e Marketing. Os promotores atuam nos supermercados das cidades de Ribeirão Preto, Sertãozinho, Barretos, Araraquara, Jaú, Bauru e Marília. Eles são

responsáveis pela exposição dos produtos nas gôndolas, entre outras atividades, que

são importantes para o destaque da marca nos estabelecimentos comerciais.

ma água vai para um fosso, onde após o processo de decantação, é tratada como em uma piscina, por um filtro e por clorador. A água é armazenada em 3 caixas d`água e é reutilizada. A cada 20 dias fazemos a limpeza do fosso e trocamos a água”, explica o gerente Roberto Viscardi, que é o

padrinho dessa iniciativa. Com o reuso, a economia chega a 20 mil litros de água por dia. “Entendo que a Itabom se preocupa com o meio ambiente, e é isso que fizemos aqui. Essa iniciativa é mais uma conquista para a empresa. Agradeço o apoio de todos”, conclui Roberto.

Fábrica de Ração economiza cerca de 20 mil litros de água por dia

O

sistema é simples, porém a economia de água é expressiva. “Todo veículo que entra na Fábrica de Ração tem que passar pela desinfecção, ou seja, para cada desinfecção de veículos gastávamos em média 300 litros de água. Agora essa mes-

Mãe, um doce amor!

A

Itabom organizou um almoço especial para a comemoração do Dia das Mães. Para adoçar a data, deliciosos sonhos e também bombons foram servidos. Participaram os colaboradores das unidades Itapuí, Arealva e Bauru. O enfoque da campanha de Dia das Mães para esse ano, foi

Equipe do Depto. Fiscal durante evento do Dia das Mães

lembrar que independente se as mães são de sangue ou de

coração, o amor que elas têm por seus filhos é incondicional.


3

Ano 2015 • Edição nº 02 • Junho|Julho

Cida e Letícia Rodrigues

C

umplicidade é palavra de ordem no relacionamento dessas duas mulheres batalhadoras. Durante nosso bate-papo, mãe e filha, Mercedes Aparecida Ferreira Rodrigues, a nossa Cida Estação Itabom: Como vocês descreveriam seu relacionamento? Cida: A Letícia é tudo para mim. Nosso relacionamento é ótimo, procuro orientar e direcioná-la através do conhecimento que eu adquiri na vida, de tudo que já passei. Como mãe, é meu papel, pois não quero que ela passe pelos mesmos desafios. Estou sempre ao seu lado. Letícia: Somos uma ao lado da outra sempre. Fiquei 4 meses em Orlando— EUA e apesar de todo aprendizado, ficar longe da minha mãe foi muito difícil. A sensação era de que me faltava um pedaço, que realmente tinha ficado aqui e era a minha mãe. Foi a primeira vez que fiquei longe dela. Cida: Ficar longe da Letícia enquanto ela estava em Orlando foi muito difícil. Eu queria vê-la feliz e não podia demonstrar o quanto eu sentia sua falta. A saudade me fez até emagrecer. EI: Além de mãe e filha, vocês são também colegas de trabalho na Itabom. Como é essa relação? Cida: No trabalho sou profissional. Eu oriento a Letícia como RH, e não como mãe. Procuro apresentar a conduta correta no trabalho, o respeito às hierarquias, aconselhar como RH e como empresa. Letícia: Ela é muito profissional sempre! Não alivia não, pega no pé. Mas aceito numa boa, pois é o correto a se fazer.

EI: Vocês dividem experiências? A Letícia atua diretamente com as crianças no Projeto Itabom de Bola e Escola. Há algo que você compartilhe das experiências que teve na sua infância e dos ensinamentos dados pela sua mãe? Cida: Tenho 3 filhos em 4 ne-

do depto. de SeR Humano, e Letícia Rodrigues, do Projeto Itabom de Bola e Escola, mostram uma afinidade sem igual. Um pouco tímidas no começo da nossa entrevista, elas demonstraram que jun-

*****

tas enfrentaram os desafios da vida e que uma complementa a outra, num encaixe perfeito. Conheça mais sobre essa relação que além de amor, está envolvida num laço forte de amizade.

Marcos Campagnollo (ao centro) técnico do São Carlos

Adquirir experiência Os alunos, Jeferson Renato D. Cantarela e Leandro Bruno A. Mendes, participaram de uma avaliação no Centro de Treinamento do São Carlos Futebol Clube. O Clube mantém um trabalho de formação de jovens atletas e atualmente atende 60 atletas. “A experiência foi muito válida para os meninos e para nós do Projeto. Através dessas iniciativas conseguimos mostrar a realidade do esporte para nossos alunos e também incentivá-los a buscarem a realização de seu sonho”, comenta o coordenador do Projeto, Lucélio da Silva Campos.

Presente criativo tos maravilhosos. A minha experiência de vida influencia muito na forma como conduzo a minha família. Aconselho a Letícia a escolher sempre o que ela ama fazer, assim não é difícil trabalhar. Minha paixão é o meu trabalho. Ter amor pelo que se faz ajuda a superar os desafios do dia a dia. Letícia: Minha mãe sempre me ensinou a respeitar as pessoas. Os adolescentes do Projeto, muitas vezes enfrentam problemas para se relacionar, e para auxiliá-los eu uso o que aprendi com minha mãe. Aprendi a definir um caminho para seguir, traçar metas.

EI: Vocês demonstram ter muita afinidade, em que mais são parecidas? Cida: Acredito que nós somos muito parecidas, e principalmente quando o assunto é ajudar o próximo, sem esperar nada em troca. Letícia: Realmente somos parecidas nesse sentido, gostamos mais de ajudar. Gostamos mais de doar, do que receber. EI: E as diferenças?

Cida: Somos diferentes, em que? Vou ter que pensar! Mesmo quando não concordamos em algo, acabamos chegando num acordo. Talvez eu ceda mais rápido que ela, mas é só isso. Letícia: Pela convivência ficamos muito parecidas.

EI: E Itabom na casa de vocês, qual é a importância? Cida: Minha família tem em sua história, momentos em que a Itabom fez parte, por isso eu digo que minha casa é regida pela empresa. Todas as nossas conquistas foram pela Itabom.

As crianças do Projeto Itabom de Bola e Escola usaram seu talento para surpreender as mamães com um presente personalizado, no Dia das Mães. Usando materiais reciclados confeccionaram um enfeite que pode ser usado como portatreco ou até mesmo como vaso de flores e decorar o jardim.

Camisa do Santos A rifa solidária para contribuir com as atividades do Projeto Itabom de Bola, sorteou uma camisa do Santos F.C. saiu para a colaboradora do administrativo da Fábrica de Ração, Marina Aparecida Ferreira da Silva. No total foram arrecadados R$1.560.

RAIO X

UMA PELA OUTRA Cida: A Letícia é o meu jardim florido. Em todas as estações do ano. Letícia: Minha mãe é um amor além da vida, como diz a música do Cézar e Paulinho, que eu gosto muito. Não sei viver sem ela. Ela é tudo para mim.

Estação Itabom

Ano 2015 • Edição nº 02 • Junho/Julho

Jornalista Responsável: Juliana Poli Figueiredo Mtb.: 56.838/SP Textos e Diagramação: Mariana Ortigosa Vilhalva Mtb.: 44.198/SP Artes e Fotos: Davi Augusto Paschon e Lucas Miranda

www.itabom.com.br facebook.com/FrangoItabom


4

Ano 2015 • Edição nº 02 • Junho|Julho

Portaria amiga!

E

m junho comemoramos o Dia do Porteiro. Esses profissionais são responsáveis pela segurança e bom funcionamento da empresa. Cuidam com muito carinho de todos nós! Há 21 anos, o Sr. Antonio Aparecido de Lima, o Seu Toninho (foto), trabalha na Itabom. “Temos que estar sempre atentos. Ser porteiro é um compromisso sério, cuidamos da entrada e saída de funcionários e da segurança em geral”. Zelar pela empresa requer muita atenção e trabalho em equipe. “Somos todos amigos na portaria. Eu gosto muito de trabalhar aqui”. Parabéns especial aos porteiros da Itabom, graças a vocês nosso bem-estar e segurança estão garantidos!

A

receita de Torta de Frango, da colaboradora Ana Lúcia Gonzaga (foto), é sucesso entre suas amigas da Lavanderia Itabom. O segredo dessa receita é o requeijão, Confira:

Ingredientes: Massa: 2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo; 3 ovos; 1 e 1/2 copo (americano) de leite; 1/2 xícara de óleo; 1 colher de sobremesa de manteiga; 50g de queijo ralado; 1 colher de sopa de fermento em pó; sal a gosto.

Fera do skate

Ygor Fernando Alvez Pavani (foto) tem 16 anos, trabalha no Depto. de SeR Humano da unidade de Arealva. Seu sonho? Tornar-se skatista profissional e assim ajudar sua família. Há 3 anos Ygor vem se dedicando a modalidade e no último ano começou a participar de campeonatos. “Como todo esporte que você nunca praticou, a princípio será um pouco difícil, mas nada que com treino e dedicação não resolva. Sempre haverá algumas quedas, alguns ralados, mas não é motivo para desistir”.

Recheio: 700g de peito de frango cozido e desfiado; 1 copo de requeijão; 1 colher peq. de manteiga; 1 tablet de caldo sabor frango; Modo de fazer: Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador por 2 minutos. Em uma tigela, coloque o frango desfiado e tempere com sal a gosto. Coloque o requeijão e misture bem (pode colocar salsinha, orégano ou tomate a gosto). Em uma assadeira untada, coloque a massa e espalhe o recheio por cima. Se preferir coloque queijo ralado ou mussarela de cobertura. Asse até dourar e sirva.

Parceiro da Itabom há 23 anos, o Sr. Eduardo Zuim (foto) atende a região de Bauru, Agudos e Piratininga. “Vender é uma arte, na qual devemos sempre manter a sinceridade e o respeito. Vale lembrar a importância também de toda a equipe.” Para ele, seu relacionamento com a Itabom é baseado em amizade e confiança. “O grande diferencial da Itabom é a qualidade. Além que de a empresa pensa sempre em evoluir e inovar”.

“Se olho nas estrelas”

Composição da nossa querida colaboradora “Eliana Hills “ (foto). Se olho nas estrelas vejo a luz do seu olhar... Como está difícil te esquecer, no pensamento achou, só um caminho para lembrar, sonhar todo dia com você. Só o que me resta é uma foto na parede, com este sorriso me enlouquece de amor. O amor que ainda daria não morreu, o sentimento que você não entendeu, espero você na minha vida... hô hô hô hô Como eu te amo, eu não quero mais sofrer assim com a solidão. Juro te amar como nunca amei ninguém assim de coração. Volta para mim, eu preciso sim de você minha paixão...

Estação Itabom  
Estação Itabom  

A 2ª Edição do Estação Itabom, jornal interno do Frango Itabom está repleta de matérias interessantes. Confira!

Advertisement