Page 1

www.feiranatalshow.com.br

março 2011

O melhor mês para realizar os grandes negócios de Natal Natal Show, o principal evento do setor, vai reunir os grandes importadores, o melhor mix de produtos e os mais importantes fabricantes

preparativos para o Natal 2011 começam agora

como sua loja pode vender mais

coloridos e gigantes, os enfeites que vão ditar moda


2

Marรงo de 2011 โ€ข Revista Natal Show


editorial

vão garantir o sucesso do seu negócio nas vendas de final de ano. Afinal, espaço não vai faltar: a Natal Show ampliou sua área este ano, passando de 6,5 mil m2 para 10 mil m2 de novidades apresentadas por cerca de 100 diferentes fornecedores.

Abdala Jamil Abdala

Amigo Lojista, Em 2011, motivos não faltam para você aguardar junho e reabastecer seus estoques para a temporada natalina. A Natal Show – Feira Internacional de Artigos e Decoração de Natal transformou-se na vitrine das mais importantes grifes de decoração do gênero, e abrirá suas portas de 18 a 21 de junho oferecendo a você, com exclusividade, as principais tendências e lançamentos desta grande festa, numa edição que promete entrar para a história. Para se ter ideia, 98% dos grandes fabricantes e importadores de artigos de Natal – aqueles de quem você já está acostumado a comprar todos os anos – participam da Natal Show, boa parte deles exclusivamente, de modo que a feira se converteu na melhor oportunidade para se conhecer e adquirir em primeira mão os lançamentos e tendências de 2011. Pelos corredores da feira, você certamente irá encontrar as tecnologias, temas, padrões de cores e materiais que

Optamos por manter a realização da feira em junho, pois o mercado nos sinalizou que este é o período ideal para os negócios do Natal. Por um lado, os fabricantes e importadores já terão suas linhas de produtos prontas para apresentar; por outro, você, lojista, pode fazer suas encomendas e se programar para a época de vendas do final do ano sem a preocupação de manter os produtos estocados por muito tempo. Escolhemos também o Expo Center Norte para continuar oferecendo comodidade e praticidade aos lojistas, que vêm dos quatro cantos do Brasil para fazer negócios na feira. O pavilhão é próximo ao metrô, à Marginal Tietê, uma das principais vias de chegada à capital paulista, e ao centro de São Paulo, região onde se concentram as principais empresas e lojas de artigos de Natal. E é para dar as boas vindas a essa edição histórica do evento que brindamos você, lojista, com esta publicação especial. Nela, vamos antecipar as novidades e o que estará em alta em termos de design, cores, estampas e materiais segundo a opinião de decoradores renomados. São as novidades e as tendências desejadas pelos consumidores na próxima temporada da moda natalina e que vão garantir o sucesso das suas vendas. Para nós, da Francal Feiras, o Natal já chegou. Então, Feliz Natal a todos! Abdala Jamil Abdala Presidente da Francal Feiras.

Março de 2011 • Revista Natal Show

3


índice

capa

16

Especial Natal Show 2011.

tendência

6

Enfeites para todo tipo de Papai Noel.

panorama

10

Natal à brasileira.

perfil

14

Marcelo Donato. Da escola da vida para a Innova Natal.

pdv

22

expediente

FRANCAL FEIRAS Presidente: Abdala Jamil Abdala Gerente de Negócios: Lúcia Cristina de Buone Gerente de Comunicação: Sâmia Hannouche Gerente de Marketing: Luiz Capozzi

A hora e a vez do varejo. REVISTA NATAL SHOW Publicidade: Targets Eventos e Comunicação Produção Editorial: Primeira Página Assessoria de Comunicação e Eventos

lançamentos

Editor responsável: Luiz Carlos Franco

26

Projeto Gráfico e diagramação: Murilo Melo House Agency Francal Feiras

Grandes bonecos e presépios para ambientes amplos aumentam leque de novidades.

Redação: Gabriela Potti e Marcella Franco

Colaboração: Deborah Asencio Impressão: Margraf Editora e Indústria Gráfica Ltda Revista Natal Show Informações e anúncios: natalshow@francal.com.br www.francal.com.br - (11) 2226.3100 imagem da capa: shutterstock

4

Março de 2011 • Revista Natal Show

IMAGEM: shutterstock

Uma publicação da FRANCAL FEIRAS


Marรงo de 2011 โ€ข Revista Natal Show

5


tendência

Cromus

Enfeites para todo tipo de Papai Noel Se existem tendências que ditam o que há de moderno na hora de ornamentar sua casa, há também aquelas que indicam os elementos em voga para a decoração de festas. Datas universais e comemorações pessoais seguem – assim como os móveis, revestimentos e iluminação de uma residência, por exemplo – as dicas dadas por especialistas nas grandes feiras espalhadas pelo mundo, que mostram as apostas de enfeites para alegrar festas como Páscoa, Réveillon e, claro, a maior de todas, o Natal.

6

Março de 2011 • Revista Natal Show

Em 2011, nem mesmo Papai Noel e seu visual clássico escapam da criatividade dos decoradores. Como visto na Christmasworld em Frankfurt, que aconteceu em janeiro deste ano na Alemanha, até os tradicionais vermelho e verde abrem espaço para novos padrões cromáticos como o azul cool e sombras de mirtilo, arbusto da família da azaléia que, no passado, foi usado para tingir vinhos finos. No Brasil, as empresas já estão de olho nas tendências mundiais e preparam seus


Cromus

lançamentos baseadas no que é visto e vendido lá fora. Além de produtos de boa aceitação apresentados em 2010, como os que obedecem a uma cartela baseada no verde-claro, a paulista Cromus promete este ano um Natal bastante colorido. Combinações como nude e rosa, pink e laranja, azul com marrom e violeta com verde-maçã chegam para agradar a um público específico sempre em busca de novidades. “Temos muitos clientes que gostam de ver tons diferentes e misturados”, explica Márcia Prado, decoradora da marca. “É possível fazer uma estimativa de que eles somam 30% dos nossos compradores, enquanto os outros 70% são fiéis ao tradicional”, avalia Márcia, que garante que todos os estoques de mercadorias com tons fora do usual se esgotam sempre antes de dezembro. Denise Herrmann, da Decorville de Porto Alegre, acredita que a magia desta festa está em encantar desde as crianças até os adultos. A Decorville segue produzindo peças refinadas em dourado, vermelho e verde, mas também busca acompanhar os lançamentos de cores. “Este ano seguimos a tendência flúor, e também damos continuidade a uma linha antiga desenvolvida especialmente para o público infantil nos tons de rosa, azul, amarelo e verde”. Cromus


tendência

E quem foi que disse que Natal é feito só de trenós e bonecos de neve? Em Frankfurt até discos voadores e animais selvagens foram vistos como motivos para adornos da árvore. Claro que estrelas, bolas e as figuras clássicas continuam em alta, mas a nova variedade promete agradar aos clientes inventivos. No catálogo da Cromus, por exemplo, há borboletas e passarinhos com poás e xadrez, porcelanas com detalhes festivos, enfeites que imitam pirulitos feitos com manta acrílica, e até mesmo os famosos cupcakes, que recentemente caíram no gosto dos brasileiros. “O importante é lembrar que um mesmo produto pode ser explorado de diversas formas, e é neste momento que entra o trabalho dos decoradores”, ressalta a gaúcha Denise, lembrando ainda que na Decorville a palavra de ordem é criatividade.

“Cada vez mais a marca procura apresentar um design próprio, desenvolvido com inspiração no material importado, mas com personalidade.”

Decorville

Denise Herrmann - Decorville

Por falar em inovações, em 2011 as vitrines devem surpreender lojistas e compradores com ainda mais tecnologia do que se viu no ano passado. Entre os produtos trazidos da China para o Natal brasileiro há desde as já conhecidas árvores com pé giratório até uma surpreendente vela com controle remoto. “Funciona através de um circuito interno movido a bateria, e a iluminação é feita com LED”, explica Márcia Prado. No que depender dos expositores, o Natal 2011 promete deixar até Papai Noel encantado.

8

Março de 2011 • Revista Natal Show

Decorville

Cromus


FOTOS: CLAUDIO GATTI

panorama

NATAL EM GUARAREMA - SP

10

Marรงo de 2011 โ€ข Revista Natal Show


Natal à brasileira

Natal 2010 pelo Brasil. Do requinte de uma cidade cenográfica inteira inspirada no sonho do Natal ao estilo rústico da decoração típica do cerrado, passando pelo charme artesanal e ao mesmo tempo ecologicamente correto de ruas iluminadas com garrafas pet, a decoração de fim de ano ganha novas nuances em diferentes partes do País.

Se nas grandes metrópoles, ao se ouvir falar em decoração natalina, a primeira coisa que vem à cabeça é a imagem do Papai Noel escalando uma chaminé ou da neve escorrendo pela janela, em algumas cidades do Brasil a época mais esperada do ano ganha feições das mais diversas. Inspirada no clima, na vegetação e na topografia da região central do País, a loja goianiense de artigos

para decoração sazonal Tupinambás Artesanatos criou o Natal do Cerrado, que tem como proposta adaptar a decoração de fim de ano a elementos alusivos à geografia e à cultural local. Inspirada nesse mote, a loja oferece a seus clientes uma decoração que tem como ponto de partida o clima rústico e a partir daí desenvolve um projeto feito sob medida. Tendo o cerrado

PONTE ILUMINADA - SP

Março de 2011 • Revista Natal Show

11


panorama

como pano de fundo, os protagonistas do Natal surgem ora confeccionados em materiais como bucha vegetal, ora em fibra de bananeira, que também serve para compor árvores de diferentes tamanhos. Os conhecidos bonecos de neve, uma vez ambientados no cerrado, têm na folha de milho sua matéria-prima essencial. Já as bolas que enfeitam as árvores, decoradas com espirais de trigo, ganham um charme peculiar, num acabamento que agrega ao rústico um toque de requinte. A combinação de pinhos, folhas desidratadas (em lugar dos tradicionais festões) e o toque final das bolas de cipó com pisca dentro dão o detalhe que faltava à ornamentação da árvore. Esta, por sua vez, decorada com tantos elementos encontrados na própria natureza, permite até uma leitura sustentável. Por falar em sustentabilidade, essa foi a aposta da prefeitura de Guararema, município da região metropolitana

de São Paulo, na decoração de todo o centro da cidade e de alguns bairros. Para esses pontos, onde costuma haver grande movimentação de transeuntes, a prefeitura local desenvolveu um projeto de iluminação que tem parte da matéria prima originária de material reciclado. Durante as semanas que antecederam o Natal, moradores e visitantes que passavam pela cidade podiam ver sinos, estrelas, guirlandas, bolas, bonecos e até mesmo árvores de Natal iluminados e encapados com fundos de garrafas pet. Iluminados também devem ter ficado os olhinhos de muitos pequenos que passaram pelo município carioca de Volta Redonda durante os mais de 20 dias em que ficou montada na praça principal uma cidade cenográfica inspirada no tema “Natal dos sonhos”. Nessa minicidade toda enfeitada, além de entrar e tirar foto, os pequenos puderam interagir, já que em cada espaço havia uma atividade voltada exclusivamente para eles.

CASA DO PAPAI NOEL

12

Março de 2011 • Revista Natal Show


Se na Casa do Papai Noel eles podiam ter um tête-à-tête com o bom Velhinho, na Casa da Leitura tinham a oportunidade de viver novas aventuras narradas pelos contadores de histórias. Quem preferia abrir uma linha direta com o Papai Noel também podia usar um dos orelhões, montados exclusivamente para isso. Se a intenção era manter no ar o mistério sobre o presente escolhido, os Correios eram uma boa pedida. Agora, se os pedidos fossem doces e outras delícias, bastava ir à Casa de Guloseimas saborear um bom sorvete, algodão-doce ou até mesmo pipoca. Para completar o clima de espírito natalino, a cidade cenográrica do “Natal dos Sonhos” tinha ainda a “Casa da Solidariedade”, para a qual os pequenos podiam levar brinquedos que quisessem doar a crianças necessitadas. DECORAÇÃO NATALINA - GUARAREMA


perfil

Da escola da vida à inspiração para a Innova Natal Marcelo Donato faz uma restrospectiva de sua trajetória.

Depois de anos de especialização, o mercado de decorações natalinas experimenta atualmente seu auge profissionais altamente especializados e tecnologia de ponta formam a mistura exata para que o setor ouse e crie cada vez mais projetos de qualidade. Mas não foi sempre assim.

paulistano Marcelo Donato, 43 anos, hoje proprietário da Innova Natal. Dos tempos da faculdade de engenharia ao posto de uma das mais confiáveis e competentes empresas do ramo foi um longo caminho, recheado de experiências edificantes e outras um tanto inusitadas.

Chegar até aqui exigiu não só esforço por parte dos interessados, como também boa dose de jogo de cintura. Aconteceu assim com o

Cinco anos antes de abrir seu próprio negócio, Donato participava de um Natal dirigido por Joãosinho Trinta quando, dois dias antes da inauguração


do projeto, o carnavalesco optou por mudar a indumentária dos três Reis Magos que repousavam sobre uma estrutura giratória do pinheiro principal. Com um acréscimo de 280 kg em material, o resultado foi o rompimento do eixo motriz minutos antes de uma reportagem ao vivo para a Rede Globo. “Até agora ninguém sabia que o movimento da árvore foi feito por três funcionários da empresa, que entraram no pinheiro e cuidadosamente o giraram durante a transmissão”, revela Donato, divertindo-se com o episódio pitoresco. Filho de um engenheiro que produzia armamentos para o exército, o empresário começou a se envolver com os negócios ainda adolescente. Aos 16 anos trabalhava nos finais de semana produzindo logotipos tridimensionais para feiras, e também ajudava a família, que à época conduzia uma empresa de eventos como casamentos e desfiles de moda. Três anos depois, ainda estudante na faculdade, começou a produzir bonecos mecatrônicos para decorações de Natal. Seu primeiro trabalho aconteceu em 1986, no Shopping Morumbi.

imagens: innova natal

O próximo passo foi uma parceria com Paulo Borges, hoje diretor da São Paulo Fashion Week e Fashion Rio. Apresentado por seu pai ao então empreendedor iniciante, Donato realizou eventos ao lado de Borges ao longo de dois anos, inclusive já no ramo natalino. “Ainda era uma época muito difícil para a moda no Brasil, e ele precisava de alguém de confiança. Ele dividia apartamento com mais dez pessoas na Avenida Paulista, e era lá que deixávamos nosso material”, lembra. “Foi uma época muito divertida.” Da moda para produções de leilões de animais e eventos agropecuários, das feiras para convenções empresariais, passando por carnavais em clubes e escolas de samba. Donato fez de tudo um pouco. “Aprendi como é possível se produzir o impossível em um tempo improvável”, avalia. “Nos barracões

nunca se diz ‘não vamos conseguir’.” Com o impulso da experiência e da maturidade, em 2002 o empresário sentiu-se pronto para abrir a Innova Natal ao lado da esposa, recrutadora de pessoal para eventos, e que na nova empresa assumiu a parte administrativa. De lá para cá já foram mais de 100 decorações de Natal em shopping centers, incluindo uma das mais premiadas e comentadas, no Shopping Eldorado, em 2010. Hoje, com três filhos e tendo o pai como consultor na empresa, Donato conta que a cautela é um dos principais motores da Innova. “Trabalhamos com um esquema de proteção. Toda decoração de Natal é produzida e armazenada em pelo menos três das nossas cinco oficinas, o que significa que sempre haverá uma rápida reparação em caso de dano de alguma delas”, explica. “Tudo isto parece exagero, mas, diferentemente dos outros ramos de mercado, um evento não permite falhas de cronograma.” Donato é otimista em relação ao seu futuro e ao da empresa. Atualmente vê que a tendência do consumidor é estabelecer cada vez mais uma maior interatividade com as encenações natalinas, “um reflexo do novo modo de agir da sociedade moderna”, mas entende que a evolução prevê mudanças e pretende adequar-se a elas sempre que possível. “Imagino que esse mercado ainda será muito poderoso pelos próximos dez anos. Não sei o que estarei fazendo até lá, só sei que vou usar minha criatividade.”

Março de 2011 • Revista Natal Show

15


16

Marรงo de 2011 โ€ข Revista Natal Show

imageM: francal feiras

capa


O grande negócio do Natal começa

em junho

Realizada numa região estratégica da capital paulista, a Natal Show – Feira Internacional de Artigos e Decoração de Natal acontecerá na data ideal para os negócios do setor e reunirá, numa oportunidade única, os maiores e mais representativos fornecedores do segmento de decoração.

Desenvolvida pela Francal Feiras a partir de uma necessidade do mercado, que é explorar o real potencial do segmento de decoração natalina e proporcionar incremento dos negócios, a Natal Show se tornou o principal evento do setor, perspectiva que é endossada pelos próprios expositores, como é o caso do diretor-proprietário da Matsumoto, Waldyr Bertoni que analisa: “A Natal Show vem se firmando a passos largos com o intuito de tornar esse segmento cada vez mais profissional, ou seja, no sentido de termos uma única feira representando o setor.” Waldyr Bertoni - Matsumoto

O evento, que neste ano acontece de 18 a 21 de junho no Expo Center Norte, em São Paulo, em pouco tempo de existência atraiu a atenção das empresas do ramo e hoje concentra 98% dos maiores e mais representativos fabricantes âncoras e importadores

brasileiros de artigos e decoração de Natal. Por isso, o espaço da feira saltou de 6,5 mil m2 para 10 mil m2. Pensando no lojista, a Francal Feiras apostou em junho como mês estratégico. Nesse período, fabricantes e importadores nacionais estão com suas linhas de produtos completas para apresentar aos varejistas, que, por sua vez, se livram de um problema muito comum vivenciado por quem participa de feiras antes dessa época: a necessidade de manter os produtos estocados por muito tempo, conforme enfatiza a diretora-presidente da Fabiamce, Janice Cecilio Tambury. “Quem faz a data de um evento ser um sucesso é o expositor. Mas, para o lojista, é óbvio que junho é um ótimo mês, porque ele não precisa comprar os produtos com tanta antecedência, a data da entrega fica mais próxima do início da temporada de varejo e ele também não precisa se preocupar em estocar o produto por muito tempo. Nesse segmento, tudo precisa ser muito cronometrado”, explica.

Março de 2011 • Revista Natal Show

17


capa

Na mesma linha, o gerente nacional de vendas da D&A, Renildo Bizarria, conta que a data é vantajosa em dois sentidos: “Além de estar bastante alinhada com o inicio das vendas do Natal, ela beneficia as empresas participantes na evolução da gestão de estoque e programação de compra”, argumenta. Partilhando da mesma opinião, o diretor de marketing da Interfitas, Mario Rocha Moraes, complementa: “Os seis primeiros meses, são suficientes para desenvolvermos novas tendências para o evento, nesse sentido a data é estratégica.” Para o presidente da Francal Feiras, Abdala Jamil Abdala, a escolha de junho para a realização da Natal Show foi precisa: “Antes de tudo, pensamos nos lojistas, queríamos reunir as grandes grifes do segmento num único evento, realizado numa data estratégica que garantisse a eles acesso a todas as tendências e novidades apresentadas nas grandes feiras internacionais e, ao mesmo tempo, não os obrigasse a fazer as compras com tanta antecedência, facilitando, assim, a estocagem“, argumenta. A escolha do local para a realização do evento também foi estratégica: o Expo Center Norte, o mais moderno complexo de exposição de feiras de São Paulo. Totalmente climatizado, o pavilhão permite fácil acesso, próximo não só da estação Tietê do metrô, da Rodoviária e da Marginal Tietê – uma das principais vias de chegada à capital paulista –, como também da região central da cidade, onde se concentra grande parte das empresas ligadas aos produtos e serviços de decoração natalina.

“O Expo Center Norte é muito bem localizado, facilita o acesso dos nossos clientes, tanto aqueles que vêm de ônibus quanto os que vêm de avião”. Janice Tambury - Fabiamce

Para a diretora-presidente da Fabiamce, a opção por esse espaço foi providencial: “Quando participamos pela primeira vez da Natal Show, nós procuramos a Francal em busca não só de um preço competitivo, como também de um local melhor para a realização de uma feira desse porte. Partilhando da mesma opinião, o diretor-comercial da Natália Christmas, Rodrigo Magalhães, assegura: “A seriedade da Francal Feiras, tanto em relação a nós expositores, quanto aos nossos clientes lojistas, nos impulsionou a apostar na Natal Show, pois foi escolhido o melhor local e a melhor data para a realização dessa feira”, revela.

“Foi escolhido o melhor local e a melhor data para a realização dessa feira”. Rodrigo Magalhães - Natália Christmas

“É óbvio que junho é um ótimo mês, porque ele não precisa comprar os produtos com tanta antecedência, a data da entrega fica mais próxima do início da temporada de varejo.” Janice Tambury - Fabiamce

18

Março de 2011 • Revista Natal Show


“A Natal Show beneficia as empresas participantes na evolução da gestão de estoque e programação de compra.” Renildo Bizarria - D&A

Nesse sentido, é a partir do evento que as negociações de fabricantes e importadores com o varejo devem ganhar fôlego: “É com a Natal Show que o mercado começa a se movimentar mais fortemente para o fim do ano. Lá o lojista tem o primeiro contato com as novidades. Mostrar um produto pelo catálogo não é a mesma coisa. Na feira, de fato, nosso cliente tem a oportunidade de avaliar o produto”, defende antes de acrescentar: “Os maiores compradores do segmento natalino do Brasil participam dessa feira”, garante o diretor da Natália Christmas.

imagens: shutterstock / francal feiras

O diretor da Pierrot, Eugênio Luiz Foglia, endossa as expectativas apostando na consolidação do evento: “Aposto que essa edição vai ser a melhor de todas. A tendência é que o volume de visitação dos lojistas seja maior. Esse ano realmente deve ser um marco nesse sentido”, prevê.

Março de 2011 • Revista Natal Show

19


capa

“Aposto que essa edição vai ser a melhor de todas. A tendência é que o volume de visitação dos lojistas seja maior.” Eugênio Luiz Foglia - Pierrot

Apostando num estande maior e com participação mais voltada ao aspecto institucional, a Lumear mantém foco nos novos clientes: “Trabalhamos com grandes projetos, em instituições como bancos, hotéis, shoppings e prefeituras. Pela última edição, percebemos que a Natal Show oferece essa variedade”, conta Mary Resende, uma das diretoras da empresa. Para a também diretora Vanessa Vilela Siqueira, a julgar pela última edição, quando a Lumear teve a oportunidade de trabalhar com novos parceiros, “um contrato desses já vale o investimento no evento”, calcula. Além de promover a empresa em busca de novos clientes, para a NSW, participar de uma feira como a Natal Show chega a representar 60% do faturamento das vendas de natal. Segundo Ricardo Wiliam Wegner, diretor da empresa, para este ano a projeção é um crescimento em torno de 20% nas vendas em virtude da feira. A data, segundo ele, também é ideal: “Participar de uma feira em junho faz com que a empresa consiga projetar sua estratégia de venda, fazendo com que os produtos em estoque sejam direcionados de maneira com que não sobrem muito”, justifica.

“Participar de uma feira em junho faz com que a empresa consiga projetar sua estratégia de venda.”

20

Março de 2011 • Revista Natal Show

imagens: shutterstock / francal feiras

Ricardo Wiliam Wegner - NSW


A feira também costuma desempenhar um papel fundamental nos negócios da Buquê Arte e Decoração, segundo Thereza Christina Barbosa Dib, diretora da empresa: “Tendo em vista que 80% de seus visitantes têm poder de decisão de compra, a geração de negócios é bem grande. Além disso, para nossa empresa a participação na Natal Show representou um aumento de 20% a 25% do faturamento em relação ao do ano de 2009”, revela. Todos estes fatores compõem os ingredientes para que a Natal Show represente a melhor oportunidade do ano para a realização de negócios do setor e a melhor opção para os lojistas encontrarem o que procuram, na época certa e no local ideal. No ano passado, a feira recebeu 15 mil visitantes, representando 360 cidades brasileiras e 11 diferentes países, principalmente da América Latina. Durante os quatro dias da feira, cerca das 100 empresas mais representativas do mercado apresentam as principais novidades e tendências para o ano em artigos de decoração, peças artesanais, árvores e bolas, velas e iluminação, embalagens, enfeites, utensílios especiais e outros itens.


pdv

A hora e a vez

do varejo

Visual caprichado, vitrine cheia de lançamentos, adequação da decoração, treinamento de equipe, atendimento ao cliente. Afinal, este é o cartão de visitas da loja que busca fazer bonito na temporada de vendas de Natal.

Data mais aguardada do calendário comercial, o Natal, para o varejo especializado em decoração, tem uma dinâmica que começa com meses de antecedência. Já em agosto, algumas lojas começam a ser preparadas para a temporada de vendas. Quando o assunto é agradar o cliente, entre os lojistas é consenso: o primeiro passo é tratar da ambientação. Na Porto Real, que trabalha com decoração sazonal e tem no segmento natalino seu nicho mais representativo, o layout começa a ser mudado ainda no final de agosto. Para o proprietário da empresa, Plínio Antonielli Macilio, o principal

numa decoração é dar ao consumidor uma noção de como ele pode empregar cada item na ornamentação: “Criamos um ambiente dentro da loja dividido por temática de cores e, dentro dele, combinamos objetos e enfeites. O cliente às vezes não quer criar, ele quer a ideia”. Macilio, conta que além de ser uma estratégia boa para cativar o consumidor e motivá-lo a comprar, investir na decoração e em profissionais especializados nesse atendimento também beneficia a própria clientela: “Há decoradores que chegam a cobrar até 500 reais numa montagem básica de árvore. Mas se a pessoa vem, tem essa noção, ela mesma monta”, conclui.

Plínio Macilio - Porto Real


Na Helô e Rafa Presentes, os preparativos para o Natal também começam com antecedência. Já em outubro, na mais antiga das três lojas, é reproduzida a decoração de uma casa totalmente adornada com motivos natalinos, conta Rafael Augusto Mourão Canela, um dos proprietários da empresa belo-horizontina: “Desmontamos toda a loja e a preparamos para o Natal, compomos diferentes ambientes, como se fosse a nossa casa. Tanto é que já faz parte da tradição das pessoas visitar a loja.

“Entre os vizinhos, nossa loja é conhecida como a ‘Casa do Papai Noel’.” Rafael Augusto Canela - Helô e Rafa Presentes

Ele revela também que, para garantir sucesso nas vendas e alcançar a satisfação do consumidor, é fundamental agregar todos os itens – entre árvores, enfeites e utilidades em geral –, sempre realçando os lançamentos. Assim, o Natal vai ganhando novas feições gradativamente: “A cada semana, os ambientes vão sendo modificados, numa alternância de cores que vai do tradicional vermelho à tendência do ousado lilás”, explica.

imageM: shutterstock

Apostando nisso, a goianiense Cristal Festas tem investido em profissionais especializados em decoração, conforme enfatiza Stelmar Ferreira da Cunha, diretor-proprietário da loja: “Quando visitamos as feiras no exterior e levantamos as tendências da temporada, sempre levamos os decoradores conosco. Além disso, também costumamos fazer um intercâmbio desses profissionais. Neste ano, por exemplo, estamos trazendo uma pessoa de São Paulo. Assim investimos em novas criações, tendências e estilos de decoração”, justifica. Para a loja, uma estratégia que tem contribuído para estimular a compra é o mês escolhido para o pontapé inicial

na temporada de vendas, setembro, logo após o feriado da Independência: “Isso induz o cliente a comprar com antecedência.

A pessoa nem pensava no Natal e, ao ver a loja já transbordando espírito natalino, fica animada e começa a comprar mais cedo. É uma ação que tem funcionado muito bem.” Stelmar Ferreira da Cunha - Cristal Festas

No Atacado Beija-flor, que inicia as vendas de artigos para decoração de Natal já em agosto, a dica é investir numa decoração que gradativamente convide o consumidor a entrar na loja: “Colocamos logo na entrada as linhas mais tradicionais, e, conforme o cliente vai entrando, vai tendo acesso a diferentes concepções de decoração, com cores como azul, lilás, rosa”, revela o administrador da loja, Bruno José Santos.

“À medida que o cliente entra na loja, ele é surpreendido com outras inovações.” Bruno José Santos - Atacado Beija-flor

Ao gosto do freguês Além da decoração, outro aspecto primordial apontado pelos lojistas é a necessidade de se adaptar às necessidades do consumidor, considerando as preferências de cada um: “Tenho que pensar que não estou vendendo para mim. Eu não posso segmentar, focando só o popular ou só o caro. Tenho que pensar que devo atender todos os públicos, tanto financeiramente quanto esteticamente”, enfatiza Rafael Augusto Mourão Canela, da Helô e Rafa Presentes. Março de 2011 • Revista Natal Show

23


pdv

Pensando em deixar sua clientela mais à vontade na hora de escolher a decoração natalina, a Porto Real trabalha com uma espécie de compra consignada, que consiste em dar três dias de prazo para o cliente montar a decoração escolhida em casa e ver como fica. Se a combinação não agradar, ele pode devolver, conforme explica Plínio Antonielli Macilio: “Às vezes a pessoa vê um ambiente e acha maravilhoso, mas assim que chega em casa, a criança olha e diz que prefere outra cor”, brinca o proprietário da empresa, que acrescenta: “Com essa opção, o cliente fica mais à vontade para inovar”. Presente no rol dos líderes do segmento, a rede paulista de varejo Armarinhos Fernando, que reserva dois setores da loja para decoração 100% natalina, recria o clima de fim de ano investindo até em trilha sonora, conforme observa o gerente geral da loja Matriz, localizada na rua 25 de Março, Ondamar Ferreira:

“Nessa época do ano, decoramos a loja utilizando todos os produtos, de festões a árvores, de bonecos a presépios, e ainda colocamos músicas que fazem alusão ao tema”. Ondamar Ferreira - Armarinhos Fernando

Quando o assunto é manter a satisfação do cliente, ele comenta que um aspecto fundamental para uma grande rede é sempre manter o estoque em dia: “A ideia é antecipar bastante, nunca deixamos faltar mercadoria. Nossos fornecedores acompanham as vendas, estão constantemente repondo.

24

Março de 2011 • Revista Natal Show

“Melhor sobrar do que faltar. É isso que garante uma boa imagem para o cliente.” Ondamar Ferreira - Armarinhos Fernando

Maratona natalina Na hora de preparar o time para a temporada de vendas, os lojistas apostam em estratégias diferentes, que vão de atividades específicas para treinamento, como convenções nas quais os profissionais participam de palestras e oficinas, até o próprio treinamento do dia-a-dia, que consiste num contato permanente com decoradores. Esse convívio ajuda a dar ao vendedor conceitos fundamentais em decoração, uma característica cada vez mais cobrada no mercado. De acordo com o proprietário da Helô e Rafa Presentes, esse treinamento mais abrangente começa já no processo de montagem da loja: “O ideal é que no dia-a-dia o vendedor vá aprendendo. A partir daí, ele passa a ter espaço para criar também. Não quero só treinar um vendedor, se ele sabe montar uma árvore, acaba levantando outras necessidades do cliente. Sem falar que isso cria motivação no funcionário, pois percebe que ele não apenas sabe vender, como também decorar”, justifica Rafael.

Loja Matriz - Armarinhos Fernando


Outra empresa que também aposta num perfil de vendedor mais arrojado é a Cristal Festas. Além de manter uma sintonia afinada entre a equipe de decoradores e seus vendedores, a empresa realiza convenções periodicamente.

“Em agosto já estamos trabalhando com isso, antecipamos tendências e novidades. Nessa época, já teremos visitado a Natal Show, acompanhado as tendências e saberemos o caminho a seguir” Stelmar Ferreira da Cunha Diretor proprietário da Cristal Festas

Com o intuito de garantir sucesso nas vendas e ao mesmo tempo oferecer comodidade ao cliente, a rede varejista Armarinhos Fernando investe numa estratégia diferente: “Além do efetivo de vendedores, que em agosto é reforçado pelos temporários, trabalhamos também com uma equipe grande de promotores”, conta o gerente geral Ondamar Ferreira. Esses profissionais respondem por 50% do quadro de funcionários, são disponibilizados pelos próprios fornecedores e treinados exclusivamente para auxiliar o consumidor final, ora esclarecendo dúvidas sobre os produtos, ora ajudando na combinação de cores e na composição dos ambientes: “Assim mantemos o bom andamento das vendas e garantimos a satisfação do cliente”, conclui.


lançamentos

Grandes bonecos e presépios para ambientes amplos aumentam leque de novidades

do com a imagem Quem está acostuma os, geralmente em de presépios pequen estante dentro cima de uma mesa ou nder com o que de casa, vai se surpree ristmas preparou a paulista Natália Ch delos maiores, para o Natal 2011. Mo am a até 80 cm com figuras que cheg ser a sensação no de altura, prometem o presépios para catálogo da marca. “Sã ntes mais amplos, decoração de ambie os em lojas, e podem ser utilizad o residências”, escritórios e até mesm Magalhães, diretor exemplifica Rodrigo a. comercial da empres

26

Março de 2011 • Revista Natal Show

Além de novos produtos, a Cro mus escolheu também ampliar uma linha já existente. “O que nor teia o nosso negócio é sempre oferecer aos parceiros o que existe de mais atual e moderno no mundo dos produt os para Natal, com itens e preços adequa dos para o nosso mercado”, avalia Eduardo Cincinato, presidente da empre sa paulista que deve mostrar em seu estande velas eletrônicas, enfeite s para jardim e grandes espaços, além de uma variedade de bolas, fita se bonecos. “Nosso objetivo é sem pre encantar o público consumido r com qualidade, elegância e bons pre ços.”


Embora a maioria dos expositores que prestigiam a Natal Show prefira o clima de mistério quando o assunto é a linha de lançamentos apresentados na feira, a reportagem conseguiu garimpar algumas novidades que estarão presentes nos estandes.

ria do Natal”, Com o tema “A Aleg , aposta na iás a Fabiamce, de Go cos para ne diversidade dos bo abamento e ár vores. Com fino ac as chegam o modelagens delicad tambor e uma Papai Noel tocando executando linha só de pierrots nós, o ações variadas. “Para do tema ro nt de maior simbolismo figuras, e que escolhido são essas do que já serão diferentes de tu Cecílio ce tivemos”, adianta Jani esidente da Tambury, diretora-pr que no ano Fabiamce, empresa Natal das passado escolheu “O sua coleção. Nações” para nortear


Aqui você encontra reunidos os mais importantes fornecedores de todo o Brasil. • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

99 EXPRESS ACTE AD VELAS ARMARINHOS UNIVERSAL ARTE LIVRE ARTESANATO VICENTIN ARTESANATOS GRAVATÁ ATELIÊ BELLOS BALLÕES ATLÂNTICO BELAS ARTES BRAS CONTINENTAL botânica velas BUQUÊ CASA THEREZA AGUIAR COISAS DE ANINHA COMERCIAL MONITA CRISTALERIA BRUXELAS CROMUS D&A

• • • • • • • • • • • • • • • • • •

DECORVILLE DETTAGLIO ORIGINALE DIPLOMAT ESTELAR FABIAMCE FEST ISLAND FESTAS E FANTASIAS BY STUDIO DO TERROR FESTOARTE FIKA FIRAL PRODUTOS TÊXTEIS FITAS DECORATIVAS JR FITAS REGINA G-LIGHT HOME DESIGN IM STRECK INDÚSTRIA MANCINI INTERFITAS ISSAM

• • • • • • • • • • • • • • • • • • •

J.M.L. LAÇO DE FITA LEMARCO LUMEAR LUZES DE NATAL MABRUK MAGIZI MATSUMOTO MUITO BROTHER NASCENTE NATÁLIA CHRISTMAS NATALUZ NEW TRACK TRADE NOVA LUZ NSW PELÚCIAS PALONI EMBALAGENS PAPER BOX PH FIT / FITAS PROGRESSO PIERROT

• • • • • • • • • • • • • • • •

PRANATAL REI DO ARMARINHO RIO MASTER SIEGER SILVANA VANNUCCI SÓ NATAL INDÚSTRIA DE ENFEITES SOFT STICKS TÊXTIL ASSUMPÇÃO VAG ARAMADOS E DECORAÇÕES VELAS GLIMM VITÓRIA CHRISTMAS WANDA HAUCK XING LONG COMERCIAL YANGZI zaidel flock

Atualizada em 16/02/11


6

A AÇ PR

E D

ÃO Ç TA EN IM AL

A AÇ PR

E D

ÃO Ç TA EN IM AL

7

5 K

M

Q

R

4

L

L

M

N

O

P

4 M IX

3

4 BR I BO NQ X UE TO D Y OS

D D

E E

3

3 F

FE G FL SU ST RI EX M IM N TO M M AN IT ET Y IA AL BA SH IN C G PA RÃ FL O O F I R BR SM RA AR A PP ES O AD BÔ C AS ÉT YU IN TA DA O NU FE TIG O RE S G S S IL IC R ST O R FE EV & O S AS S X A

2

J RA D AR

FE ST AS

2

3

JU PA PI RT TER Y

JU N C O

C

A SL UT O BROT RA AS CA MA IL R

AL PH A

R FE EG ST INA AS

B F RA SH ES SIL O TA W

PH PR F O IT / G F RE IT SS AS O

M AS TE R

M AB RU K

M BI U ZA ND RR O O

R FE EG ST IN AS A

C O M W ERC EI I AL

N AT AL IA

C RO M U S

BU Q U Ê

AR R M EI D AR O IN H O

D EC O R VI LL E IM T EK B PH FE PO YU RIN OT ST RT S DE O S

AC F ES AN R SÓ TA BR UB RI SIA AS IES O S IL S E

B

1

2

N

O

2

Q

1 C ES AR PA PE Ç D O IE AR M TE /

E

G G

Q FE ST A AN FE IM ST A AR T PO TE OC P S SA HA INT TIN AD H N AT O O O RA D AR

RE V FE . IN ST F. A &

M AX FE IF S O TO T RM YN AS G

LU LL I

FE DE ST C. AS DE IN F. Y FE ON ST IF C ES O T LO / R

JM L

D &A

RI O

B

ST AR

A

3

2

H AP PY

M AT IC

F

RE BA RI V. LÕ BE N O ES RB IV AS PI AL C L RJ PI C

3

G IG AN TE

4 D ED O BR IN Q U ED O

4 PI U FF LT ER RA FE & C ST IA

F

A

IM PL IN SH EL Y T F FL O ET EC ROITZ ÁV P RÔ N O EI Y N LO S IC G A IA

5 JA FA DE N FA TA S SI HIO AS N

ST RE C K

C

PA RK

J D AR EC AM O A RA D VA Ç OS G Õ E ES

IM

M AT SU M O TO

IS SA M

A B TE BA ELL LIÊ LÕ OS ES

AR D AR V TE O ET T G ES INC SA RIG TAG RA A EN NA IN L VA NA TO AL IO T IN TÁ TO E

3

PL AY

5 FA N C TA IT S Y Y

SO FT

E

B PORIN N QU TO E C DO O S M

H V G EL LI AS M M

G

H

LA PA DE RK IA

D IP LO M AT

G

F F E B A ST D Y NTA AS O S S E TE TU IA RR DI S O O R

EX PR ES S

5

TH CA AG ER SA U EZ IA A R

99

E

PR L D AÇ AN E O FI AT TA AL

H AU C K

M AG IZ I

BR MU O ITO TH ER

FI KA

C

M

ES C YC FE TIL U O LO STA O E SS S N AQ C UA BE U R B RS E PL SK LL PA RIN O LA AS RA Q IN E S AR U TE BU ED TL A N BA IR AT G FF OS EX LL PU ET O M SO O P PO N PR S FE R VE AB ST TA IN M N FL ER D AL A L M AD LI ÃO M S AN O N D OV IA RE C RC O E LU U LE S RA I B R D O O

5 W AN D A

LE M AR C O

SÓ D N E A EN TA FE L I IT ND ES .

YA N G ZI

LU N ZES AT AL DE

B

FE Z F ST FL AID REG ITA O O EL IN S AR C A K TE FI BR AS M IL

VE LA S

M AN C IN I

C VIT H O RI R ST IA M AS

LU M EA R

IS FES LA T N D

B

IN TE RF IT AS

5a

AD

6

N AS C EN TE

6

AU T E OM AR A TE ÇÃ O

PR F IR TÊ OD AL XT UT EI OS S

N AT AL U Z

C O B N R TI A N S EN TA L

6

BO ES VE TÂN BD LA IC S A PA M VA S ST Ó N VE N VA ILV IC N A IS Y KS N N U A C C I

PI ER RO T

H D OM ES IG E N

SI EG ER

B D CO AR EL EA IS TE AS NIN AS S H A

C H RI ST M AS

5

AU D IT Ó RI O

O

SH BR AR AS DO IL

EM P BA AL LA ON G I EN S

LU Z

FI T JR AS

C R BR IS U TAL XE E LA RIA S

PA BO PE X R

6

M M ES O AS ST D RA E D FE E ST AS

6

A LI RT VR E E

K

A A CT LI RT E VR E E

FE RE E ST V. C A IA

6a

C BA EN LÕ ÁR AS T ES IO SU ÊX M TIL PÇ ÃO

7

EM LE BA NA LA PAC G K EN S AI A G U F LO IN SE I IM AS

ÃO Ç TA EN IM AL

ÃO Ç TA EN IM AL

7 N O VA

TR NEW EC K

7

PE LÚ C IA S

LO N G

7

N SW

XI N G

F

G -L IG H T

AT LÂ N TI C O

ES TE LA R

7

AD VE MS N V TU RE

AL IM EN TA Ç ÃO

C O M ME O RC N I IT A A L

A ENTRADA / SAÍDA

D ES EC P O AÇ RA O TI VO

FA BI AM C E

AR U MA N R IV IN ER H SA OS L

Mapa

A RECEPÇÃO / ENTRADA

NATAL SHOW

da Feira

4

EXPO PARQUES E FESTAS

RECEPÇÃO / ENTRADA

Natal Show 2011

A

1

C

1

Centro de Imprensa

H

I

J

1

K L

1

Evento simultâneo

P

5ª Feira Internacional de Produtos e Serviços para Parques Temáticos, Buffets e Festas Infantis

www.expoparquesefestas.com.br


anĂşncio parques


32

Marรงo de 2011 โ€ข Revista Natal Show

Revista Natal Show  

Revista Natal Show

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you