Issuu on Google+

Pro Teste Saúde 01­02­2013

químicos 250 aos mil presos

Periodicidade: Mensal

Temática:

Saúde

Classe:

Informação Geral

Dimensão:

2299

Âmbito:

Nacional

Imagem:

S/Cor

Tiragem:

255000

Página (s):

10 a 14

Um quarto dos adultos que tomam ansiolíticos apresenta sinais de dependência revela a nosso inquérito a 2069 portugueses Os tratamentos prolongados aumentam o risco

Fica muito nervoso quando não

tem os seus calmantes por per to Já o alertaram para a necessi dade de tomar menos Sente que a medicação se tornou menos eficaz ou está a causar lhe proble mas Já pensou em parar a toma mas não se sente capaz Prova velmente pertence ao grupo dos

que sofrem de dependência de ansiolíticos e hipnóticos como um quarto dos nossos inquiri dos Traduzido para a população adulta nacional teremos cerca

de 250 mil com estes problemas Os ansiolíticos combatem sinto

mas de ansiedade como nervo

sismo e pânico enquanto os hip nóticos induzem o sono Os fármacos mais usados neste

grupo são as benzodiazepinas conhecidas por causarem de


Pro Teste Saúde 01­02­2013

pendência física e psicológica A toma de doses elevadas de subs

tâncias potentes como o alpra

Periodicidade: Mensal

Temática:

Classe:

Informação Geral

Dimensão: 2299

Âmbito:

Nacional

Imagem:

Tiragem:

255000

Página (s): 10 a 14

velou sinais de uso problemático como a sensação de que o efeito

terapêutico diminuiu ou de que o

zolam provoca dependência em

fármaco está a causar mais danos

apenas um mês

Para minimizar os efeitos a Agên

do que benefícios Um quinto ad mitiu grande preocupação e ner

recomenda tratamentos no má

vosismo quando não tem os com primidos à mão ou não os toma a

cia Europeia do Medicamento ximo até 12 semanas Contudo 43 utilizadores consomem me

horas Os sinais de dependência

dicamentos destes há mais de um

lização e a dose ingerida

ano Para o Prof Pinto Gouveia

psiquiatra e investigador o com portamento é tecnicamente erra

do mas há doentes que tomam pequenas doses antes de dormir

aumentam com o período de uti Segundo o Prof Pinto Gouveia os

problemas de dependência são mais comuns nos utilizadores das

benzodiazepinas que têm efeito

rápido e que passa depressa os doentes tendem a tomar mais para

há anos queixando se de que só assim conseguem adormecer

manter o resultado explica

que não precisam de tomar

Retrato do País

Cerca de um quarto dos utilizado res de ansiolíticos e hipnóticos re

mais elevado do Mundo de ansio

É muito difícil convencê los de

A Europa tem o consumo médio

Saúde

S/Cor


Pro Teste Saúde 01­02­2013

Periodicidade: Mensal

Temática:

Classe:

Informação Geral

Dimensão: 2299

Âmbito:

Nacional

Imagem:

Tiragem:

255000

Página (s): 10 a 14

Saúde

S/Cor

líticos e hipnóticos Segundo o nosso inquérito quatro em cada 10 portugueses já tomaram ansio líticos ou indutores do sono pelo

de um terço dos pacientes a quem

menos uma vez na vida Em cerca

Tendencialmente este tem menos

prescreveram ansiolíticos O mé dico de família esqueceu se desta recomendação em 54 dos casos

de um terço dos casos a primeira cuidados ao nível da informação toma ocorreu antes dos 26 anos do que o psiquiatra A iniciação após os 65 anos é rara Doses excessivas 2 dos casos No último ano estes medica Quase um quinto dos consumi mentos fizeram parte da vida de dores de antidepressivos toma um quarto dos cidadãos nacio dosagens excessivas Com este nais O consumo é mais frequente comportamento mais comum entre as mulheres indivíduos com

entre os utilizadores de fluoxetina

mais de 65 anos pessoas com di ficuldades económicas grupos com baixo nível de educação e desempregados Quem segue um

e sertralina os pacientes arriscam

estilo de vida menos saudável também toma mais A maioria re

cumprimento No geral apenas 3 ultrapassam a dose recomendada

corre a este método para enfrentar

O valor aproxima se dos 10

mais efeitos secundários sem reti rar benefícios clínicos Nos ansiolíticos há maior nível de

nos

problemas de sono 41 ou no utilizadores de clorazepato dipo trabalho 33 e acontecimentos tássico e de diazepam traumáticos como a morte de fa

Por regra quanto mais tempo

miliares 29 por cento Um terço se toma o medicamento de forma toma ansiolíticos em conjunto regular maior é a dose ingerida com antidepressivos

Médico de família no comando Em cerca de metade dos casos

os medicamentos foram pres critos pelo médico de família e na maioria dos restantes pelo psiquiatra Contudo 6 dos in quiridos confessaram usá los por iniciativa própria Grande parte destes terá recorrido a pro dutos de familiares ou amigos Os restantes podem ter recupera do sobras de tratamentos anterio

res ou ter comprado na farmácia

sem receita embora por lei ne nhum possa ser vendido nestas condições Segundo os inquiridos a maio ria dos profissionais não informou sobre os riscos de dependência e os efeitos secundários nem acon selhou a abstinência de álcool du

rante o tratamento Este potência

alguns efeitos dos medicamentos como a sonolência

Os psiquiatras não chamaram a atenção para a necessidade de respeitar a dose indicada a cerca

Cerca de um quarto dos utiliza dores de ansiolíticos teve de au

mentar a quantidade ao longo do tempo para manter o resultado O mesmo sucede com um quinto dos que tomam antidepressivos


Pro Teste Saúde 01­02­2013

O aumento da dose foi mais

frequente entre os utilizadores

de clonazepam 35 alprazo lam mexazolam 30 e loraze pam 25 por cento No caso do clorazepato dipotássico 13 dos inquiridos foram obrigados a in crementar bastante a quantidade para manter o efeito Os medicamentos à base de me

xazolam são os que menos satis fazem os consumidores ao nível

Periodicidade: Mensal

Temática:

Classe:

Informação Geral

Dimensão: 2299

Âmbito:

Nacional

Imagem:

Tiragem:

255000

Página (s): 10 a 14

da eficácia e da durabilidade dos resultados Estes fármacos entram

também no grupo dos que demo

Saúde

S/Cor

o mexazolam é um pouco menos apreciado

ram mais tempo a produzir efeito

A outra face da moeda

pam No lote dos que causam mais

A satisfação dos utilizadores com os tratamentos dependerá em

a par do delorazepam e do praze

efeitos secundários entram o lora

grande medida da eficácia e da

zepam o alprazolam o diazepam o clonapezam e o repetente mexa

tos secundários Os ansiolíticos e

zolam

Apesar de não se registarem gran

des diferenças na satisfação global

quantidade e severidade dos efei

hipnóticos produzem sobretudo sonolência problemas de memó ria e tonturas segundo os nossos


Pro Teste Saúde 01­02­2013

inquiridos Mais de 5 referiram também confusão alterações de humor instabilidade emocional e

problemas digestivos

independen

Quando deixam de tomar estes medicamentos quase 40 dos utilizadores queixam se de pro

Periodicidade: Mensal

Temática:

Classe:

Informação Geral

Dimensão: 2299

Âmbito:

Nacional

Imagem:

Tiragem:

255000

Página (s): 10 a 14

cundários como sonolência al

terações de humor e fragilidade emocional Apesar do risco mais de um quinto dos inquiridos teima em beber durante o tratamento

¦ Os antidepressivos temente da dose causam sobretu

ansiedade Um maior nervosismo

do problemas de memória e sono lência Aquando do abandono do

e irritabilidade afeta um em cada

tratamento os inquiridos sentiram

três utilizadores Menos frequen tes mas mais graves são as altera

aumento da ansiedade da irritabi

ções de personalidade referidas

nos ansiolíticos as alterações de

blemas de sono e do aumento da

por 7 dos inquiridos e as ideias suicidas indicadas por 8 por cento Algumas reações adversas tra duzem se em reações lentas e diminuição da coordenação de movimentos pelo que pode ser arriscado manobrar máquinas e conduzir veículos Esta parece não ser uma preocupação dos in quiridos mais de metade dos que

lidade e do nervosismo Tal como

personalidade 9

e as ideias de

suicídio 7 merecem atenção Por isso é indispensável que os

doentes sejam acompanhados até ao final do tratamento Além de

receitar os medicamentos o pro fissional deve estar atento às situ

ações de vida que desencadeiam os problemas ajudar a desfocar o

Quando se associa a toma de ansiolíticos à ingestão regular de

lado negro e a mudar a perspeti va com que olha para as situações que o afligem Por vezes basta ajudar o doente a encontrar um sentido para o sofrimento afirma

álcool aumentam os efeitos se

o Prof Pinto Gouveia

tomam estes medicamentos usam o volante

Saúde

S/Cor


Dependência química 2