Page 1

Nº 413 - 18 de Junho de 2017 Fradelos/Vilarinho das Cambas Responsabilidade: Pe. António Machado paroquia.fradelos@sapo.pt Tlm. 917293284; Telef. 252494184

12º Domingo do Tempo Comum - 25 Junho 1ª Leit. Jer 20, 10-13 «Mas o Senhor está comigo como herói poderoso e os meus perseguidores cairão vencidos.» Salmo Responsorial: 68 (69) Pela vossa grande misericórdia, atendei-me, Senhor. 2ª Leit. Rom 5, 12-15 De facto, até à Lei, existia o pecado no mundo. Mas o pecado não é levado em conta, se não houver lei. Evang. Jo 15, 26b. 27a «Não tenhais medo dos homens, pois nada há encoberto que não venha a descobrir-se, nada há oculto que não venha a conhecer-se.»

«Não temais: valeis muito mais do que os passarinhos.»

UM POVO QUE PRODUZA FRUTOS (www.dehonianos.pt) As leituras deste Domingo põem em relevo a dificuldade em viver como discípulo, dando testemunho do projecto de Deus no mundo. Sugerem que a perseguição está sempre no horizonte do discípulo… Mas garantem também que a solicitude e o amor de Deus não abandonam o discípulo que dá testemunho da salvação. A primeira leitura apresenta-nos o exemplo de um profeta do Antigo Testamento – Jeremias. É o paradigma do profeta sofredor, que experimenta a perseguição, a solidão, o abandono por causa da Palavra; no entanto, não deixa de confiar em Deus e de anunciar – com coerência e fidelidade – as propostas de Deus para os homens. No Evangelho, é o próprio Jesus que, ao enviar os discípulos, os avisa para a inevitabilidade das perseguições e das incompreensões; mas acrescenta: “não temais”. Jesus garante aos seus a presença contínua, a solicitude e o amor de Deus, ao longo de toda a sua caminhada pelo mundo. Na segunda leitura, Paulo demonstra aos cristãos de Roma como a fidelidade aos projectos de Deus gera vida e como uma vida organizada numa dinâmica de egoísmo e de auto-suficiência gera morte.


Calendário das Celebrações TER. 20, B. Sancha, B. Mafalda e B. Teresa, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Manuel Gome Reis Carneiro (aniv), esposa e filho Ac. Gr. Sra. da Saúde Avelino Osório Fonseca e família Conceição da Silva e família Jorge Ricardo Azevedo Oliveira e bisavós Maria da Silva Lemos e família Maria Inês Oliveira Dias Maria Rosa Moreira Dionísio Mário Vilaça Dias Pais de Irene Roriz Pedro Manuel Gonçalves Furtado Pelos Fiéis Defuntos QUA. 21, S. Luís Gonzaga, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia José Duarte Fernandes Tão Cirne (aniv) Florinda Silva Pereira, marido e filha Joaquim Costa Pereira e família José da Silva Torres, José Pinto e família José Joaquim Costa e Silva Manuel Ferreira da Silva e esposa Maria da Conceição da Silva, marido e filhos Maria Gomes Barros e família Maria Rosa Martins da Silva e pais Pai e sogros de Alberto Gonçalves Pai e sogros de Alexandrina Carvalho

Deolinda Aurora Carneiro e Fernando Costa e Silva José Gomes de Almeida José Pereira de Azevedo Maria Alice Costa Ruas e família Ramiro Padrão Silva e família Adoração Eucarística e Vésperas SÁB. 24, Solenidade do nascimento de S. João Baptista, 11h Matrimónio de André Duarte Fonseca Azevedo e Cátia Sofia Silva Sá 18h15 Rosário, 19h Eucaristia Maria Cândida Leite Dias (aniv) Abílio da Silva Reis e família Albertina Pereira Campos e família Amadeu do Forno, esposa e filho Avós e tio de Margarida Moreira Felisbina Gonçalves Silva e filho Mário Idalino Gonçalves Joaquim Cruz Rodrigues e pais Joaquim Ferreira da Costa, esposa, pais e sogros José da Costa Carneiro e esposa Manuel Azevedo Santos e filho Manuel da Silva Ferreira e família Manuel Rodrigues Ferreira e esposa Maria da Costa Ferreira e marido Martinho Ferreira da Silva e família Noémia Elisabete Santos Costa

QUI. 22, S. Paulino de Nola, 18h30 Rosá- DOM. 25, 12º Domingo do Tempo Comum, 7h30 Rosário rio, 19h Eucaristia Adelino dos Santos Campos, 30º dia 8h Eucaristia Ac. Gr. N. Sra. de Fátima Adelino Dias da Costa (aniv) Alexandrina Rosa Costa e Silva e família António Costa Santos Camilo Ruas da Costa e família Delfina Costa Campinho e família José da Silva Oliveira Deolinda Silva Campos, marido e filho Lino Alves Costa Ruas José Domingues Azevedo e esposa Manuel da Costa Ferreira e filhos José Eduardo Tão Cirne e família Maria Amélia da Costa Ferreira José Tão Cirne e Manuel Ferreira Pais e sogros de Maximino Nogueira Madalena do Souto Rosalina Dias de Oliveira Manuel António Sousa Azevedo SEX. 23, Solenidade do Sagrado Coração Maria da Glória Ferreira Fernandes Castro de Jesus, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia e família Maria Irene Forno Lopes e família António Oliveira Reis Castanheira Rosalina Mendes Silva e marido António Santos Silva e família Avelino da Silva Pereira e família

11h Eucaristia


Agenda Atendimento / Cartório - Sexta-feira, das 16h às 18h. Passeio-Convívio Interparoquial - Este ano, com um percurso e destinos maravilhosos: Castro Laboreiro, Senhora da Peneda e Parque Lamas de Mouro (onde passaremos a maior parte do dia). Este ano, o preço por pessoa é de 7 euros. É muito importante que façamos desde já a nossa inscrição e das pessoas que nos acompanham. Preparação para o Crisma-Adultos - As pessoas que desejam celebrar o Sacramento da Confirmação na Visita Pastoral, e que não fizeram o percurso catequético de 10 anos na altura própria, podem fazer a sua inscrição junto do pároco. Dois pormenores: a idade indicada é a partir dos 21 anos e haverá encontros de formação obrigatórios para estes candidatos ao Crisma! Informação-pedido - Renovo um pedido já feito há algum tempo: naquelas estantes de madeira que temos nas entradas das nossa Igreja Paroquial e onde temos envelopes para intenções de missas, etc. é favor não colocar lá qualquer literatura sem previamente falar com o pároco!

Vaticano cria site para dialogar com os jovens A Secretaria-Geral do Sínodo dos Bispos acaba de lançar um site para envolver mais os jovens na preparação da próxima assembleia deste organismo, marcada para Outubro de 2018. A nova página, disponível em http://youth. synod2018.va, apresenta um questionário, em várias línguas (italiano, inglês, francês, espanhol e português), sobre temas como religião, trabalho, família ou redes sociais, entre outros. O Sínodo de 2018 tem como tema os jovens, a fé e o discernimento vocacional. “Esta iniciativa vai permitir a promoção de uma participação mais ampla de todos os jovens do mundo, não só recebendo informação sobre o acontecimento sinodal mas também interagindo e participando no caminho de preparação”, explica uma nota divulgada pela sala de imprensa da Santa Sé. O Vaticano divulgou em Janeiro o documento preparatório para o Sínodo dos Bispos de 2018, anunciando a realização deste inquérito online dirigido às novas gerações, sobre as suas expectativas e a sua vida. Os chamados ‘lineamenta’ incluíam já um questionário próprio, com 30 perguntas sobre a relação entre jovens, Igreja e sociedade; o acompanhamento espiritual e vocacional dos mais novos, por parte dos responsáveis católicos; a pastoral juvenil vocacional; e um conjunto de questões específicas para os vários continentes. A publicação do documento preparatório dá início a um processo de consulta que levará à redacção do instrumento de trabalho para a assembleia sinodal.


As oferendas Do latim, offerenda (as coisas a oferecer). Refere-se, sobretudo, ao pão e ao vinho que se levam ao altar, para serem consagrados como Corpo e Sangue do Senhor. O Missal Romano dá um valor simbólico a estas oferendas: «Em seguida, são trazidas as oferendas. É de louvar que o pão e o vinho sejam apresentados pelos fiéis […] Embora, hoje em dia, os fiéis já não tragam o seu próprio pão e vinho, como se fazia noutros tempos, no entanto, o rito desta apresentação conserva ainda valor e significado espiritual» (IGMR 73). No Ordinário da Missa, diz-se: «Convém que os fiéis manifestem a sua participação, apresentando o pão e o vinho para a celebração da Eucaristia, e mesmo outros dons para acorrer às necessidades da Igreja e dos pobres». O conceito de oferendas amplia-se, portanto, aos dons para os pobres ou para a Igreja: «São permitidas ofertas em dinheiro e outros dons, destinados aos pobres ou à Igreja, e tanto podem ser trazidos pelos fiéis como recolhidos dentro da Igreja. Estes dons serão dispostos em lugar conveniente, fora da mesa eucarística» (IGMR 73). Nos primeiros séculos, os fiéis traziam de suas casas as oferendas de pão e vinho para a Eucaristia, assim como também outros dons para socorrer a Igreja ou os pobres. A pouco e pouco, em algumas regiões – sobretudo em Roma e na África – organizou-se a «procissão dos dons». O seu simbolismo foi sempre duplo: a participação na Eucaristia e a intenção de partilhar fraternalmente com os mais pobres os próprios bens. Na procissão das oferendas, com o seu sentido de participação dos fiéis, não convém, no entanto, que se exagere, incluindo nela todo o tipo de «dons», mais ou menos simbólicos. Os que Cristo «tomou» nas suas mãos, e que têm que ver directamente com a Eucaristia, são o pão e o vinho, frutos da terra e do trabalho: símbolos bem expressivos da existência e da inserção de todos no sacrifício de Cristo. À procissão destes dons corresponder-lhe-á a outra procissão, quando a comunidade se aproximar do altar para a Comunhão, a fim de receber esses mesmos dons, agora convertidos no Corpo e Sangue de Cristo. As duas orações com que o sacerdote apresenta o Pão e o Vinho, di-las normalmente em secreto, segundo o Missal, embora também possa dizê-las em voz alta.

Sagrado Coração de Jesus: 23 Junho 2017 Sexta-feira a seguir ao Domingo II depois do Pentecostes O culto à Humanidade de Cristo e ao seu Coração, nascido entre os místicos medievais, como escola exigente de santidade, popularizou-se depois das revelações a Santa Margarida Maria Alacoque (1673-1675). Muitos cristãos viveram esta espiritualidade e, por meio dela, se santificaram aos longos dos últimos séculos. Há que voltar às suas fontes bíblicas e patrísticas dessa espiritualidade para redescobrirmos a sua riqueza e actualidade. Levando-nos a responder ao amor de Cristo, amando-O e unindo-nos ao seu amor ao Pai, o culto do Coração de Jesus também nos leva a amar os irmãos, particularmente os pequenos e pobres, abrindo-nos à solidariedade fraterna.

Boletim nº 413  

18 de Junho de 2017

Boletim nº 413  

18 de Junho de 2017

Advertisement