Page 1

Nº 387 - 18 de Dezembro de 2016 Fradelos/Vilarinho das Cambas Responsabilidade: Pe. António Machado paroquia.fradelos@sapo.pt Tlm. 917293284; Telef. 252494184

Solenidade do Natal do Senhor - 25 Dezembro 1ª Leit. Is 52, 7-10 O Senhor descobre o seu santo braço à vista de todas as nações e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus. Salmo Responsorial: 97 (98) Todos os confins da terra viram a salvação do nosso Deus. 2ª Leit. Hebr 1, 1-6 Quando introduziu no mundo o seu Primogénito, disse: «Adorem-n’O todos os Anjos de Deus». Evang. Jo 1, 1-18 Porque, se a Lei foi dada por meio de Moisés, a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo.

«O Verbo fez-Se carne e habitou entre nós.»

UM POVO QUE PRODUZA FRUTOS (www.dehonianos.pt) A liturgia deste dia convida-nos a contemplar o amor de Deus, manifestado na incarnação de Jesus… Ele é a “Palavra” que Se fez pessoa e veio habitar no meio de nós, a fim de nos oferecer a vida em plenitude e nos elevar à dignidade de “filhos de Deus”. A primeira leitura anuncia a chegada do Deus libertador. Ele é o rei que traz a paz e a salvação, proporcionando ao seu Povo uma era de felicidade sem fim. O profeta convida, pois, a substituir a tristeza pela alegria, o desalento pela esperança. A segunda leitura apresenta, em traços largos, o plano salvador de Deus. Insiste, sobretudo, que esse projecto alcança o seu ponto mais alto com o envio de Jesus, a “Palavra” de Deus que os homens devem escutar e acolher. O Evangelho desenvolve o tema esboçado na segunda leitura e apresenta a “Palavra” viva de Deus, tornada pessoa em Jesus. Sugere que a missão do Filho/”Palavra” é completar a criação primeira, eliminando tudo aquilo que se opõe à vida e criando condições para que nasça o Homem Novo, o homem da vida em plenitude, o homem que vive uma relação filial com Deus.


Calendário das Celebrações TER. 20, 7h30 Rosário, 8h Eucaristia Adelino da Silva Ferreira Albertina Ferreira Figueiredo e marido Avelino Osório Fonseca e família Beatriz Azevedo Fonseca Joaquim da Silva Campos Joaquina Marques da Silva, marido e filho Maria da Silva Lemos, marido e genros Maria do Lino, Madalena do Souto, Fátima Furado e marido de Eva Faria Maria Lurdes Costa Lopes Azevedo Maria Rosa Moreira Dionísio e pais Maria Santos Araújo Mário Silva Costa Martinho Ferreira da Silva Pais de Irene Roriz QUA. 21, Não há Eucaristia QUI. 22, 7h30 Rosário, 8h Eucaristia Camilo Martins, 30º dia Alexandrina Pinheiro Emília Ferreira da Silva, marido e filho Florinda Silva Pereira, marido e filha Joaquim Pereira da Silva Xavier e Ana Ferreira de Figueiredo José da Silva Torres e José Pinto José Duarte Fernandes Tão Cirne Leopoldina Azevedo Maia, António Ramos e Paulina Martins da Silva Manuel do Rosas Manuel Duarte Manuel Ferreira da Silva e esposa Maria Lúcia Campos Silva Xavier Mário da Eira Pais e sogros de Henrique Furtado Albertina Ilhão e irmãos António Ferreira e Marta Gonçalves Oliveira

Idalino Gonçalves e família Joaquim da Silva Oliveira Joaquim Domingues Azevedo Costa Madalena do Souto Manuel Correia, pais e sogros Manuel Rosas e esposa Maria Alice Ferreira de Almeida, sogros e cunhado Maria Inês Oliveira Dias Mário Padrão Pais e sogros de Maximino Nogueira SEX. 23, S. João de Quenty, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Adelaide Costa Gonçalves, marido e Pedro Furtado Albina Batista da Silva, marido e irmão António Azevedo Silva António Ferreira de Araújo e sogros António Oliveira Reis (Castanheira) António Santos Silva e tia Carlinda Carolina Gonçalves de Sousa Maia Gracinda Azevedo Oliveira José Gomes de Almeida José Manuel da Silva Xavier Laurindo Oliveira Dias Lino Palhares e irmãos Manuel da Silva Vila Nova, pais e sogros Maria Amélia Gomes Marinho Pinto, marido e filhos Pais e sogros de Miguel Castro Adoração Eucarística e Vésperas SÁB. 24, 23h Eucaristia DOM. 25, 9h30 Eucaristia 11h Eucaristia

Agrupamento do CNE vai Cantar os Reis Como nos anos anteriores, os escuteiros irão levar esta tradição a toda a freguesia. Para chamar a atenção, irão tocar às campainhas das casas. Começa às 20h e termina às 22h30. Os percursos serão os seguintes: Dia 26 - Grupo 1: Lage, Louvanda e Ventuselas / Grupo 2: Aldeia, Eiró, Cerejeira, Rua e Sobreço. Dia 27 - G1: Pedras Ruivas, Olheiro e Felgueiras / G2: Boca, Ferreiros, Ferreirinhos e Alpõe. Dia 28 - G1: Valdossos / G2: Louseiro, Águas de Sande e Fonte. Dia 29 - G1: Outeiro do Sino, Boavista e Marco. / G2: Sapugal. Dia 30 - Povoação, Engenho, Igreja e Cruzes / G2: Pinheiral, Quinta e Corga. Dia 8 - G1: Água Levada, Mesa-Chã e Toledo / G2: Aldeia Nova, Lameiras e Ponte das Eiras.


Agenda Informação - Tendo em conta o programa de Confissões esta semana nas nossas paróquias, devem prestar atenção aos horários excepcionais do Rosário e Eucaristia semanal. Atendimento / Cartório - Sexta-feira, das 15h30 às 17h30. Confissões na Zona Pastoral - 20 de Dezembro em Cabeçudos: das 18h às 20h. 21 de Dezembro em Vilarinho: das 9h30 às 12h e das 17h às 20h. Confissões Advento-Natal - Realizam-se na próxima Quinta-feira, dia 22, e com este horário: das 9h30 às 12h e das 17h às 20h. Podemos contar com a ajuda de 8 sacerdotes de manhã e 9 de tarde. Todas as crianças e jovens da Catequese estão convidadas a estarem presentes de manhã às 10h ou de tarde às 18h para se confessarem: começamos com uma preparação prévia para os mais novos da comunidade nestes horários. O importante é escolherem de manhã ou de tarde. Estes dois horários existem para facilitar a participação dos jovens. E, como já estarão de férias, será mais fácil virem à Igreja. Não recusemos este maravilhoso sacramento da Reconciliação em tempo de Advento! Todos pecadores que somos, mas todos necessitados do abraço misericordioso do Pai. Visita do pároco aos doentes neste Advento - 21 e 22 de Dezembro: da parte de cima da paróquia. Reunião de Catequistas - Nesta Quinta-feria não há reunião de Catequistas. A próxima reunião será no dia 29 de Dezembro, às 21h. "Missa do Galo" - Na noite do dia 24, que é tão importane na liturgia cristã, todos estão convidados a participarem na Eucaristia solene, com início às 23h. Os anjos convidaram primeiro os pastores a adorar o Deus Menino e estendem hoje esse convite a cada um de nós. Arranjo floral da Igreja Paroquial - Neste mês de Dezembro, está ao cargo do lugar de Valdossos. Pedimos às pessoas deste lugar que sejam generosas na sua partilha. Berço do Menino Jesus - Ali está junto do altar para lá colocarmos alimentos que depois serão partilhados com famílias necessitadas. Passeio dos Acólitos - Vai realizar-se no dia 29 de Dezembro (durante todo o dia). Pedimos aos Acólitos que façam a sua inscrição gratuita na sacristia. A viagem é oferecida aos Acólitos e o que devem preparar é o almoço para levar e partilhar. “Evangelho Diário 2017” - Pode ser adquirido na sacristia já a partir deste fim-de-semana, por 3,50 €. Um livro indispensável para crescer na vida espiritual, com a escuta e meditação diária do Evangelho. Presépio da Cerejeira - Estará aberto a toda a gente nos dias 25 de Dezembro e 1 de Janeiro, das 14h às 18h. A entrada é livre. Intenções de Missa para 2017 - Os duplicados serão entregues em Janeiro. Assalto ao Salão Paroquial - É verdade, o nosso Salão Paroquial foi outra vez assaltado. Talvez na noite de Terça para Quarta-feira. Desta vez levaram 5 tachos dos grandes. Duas escadas em alumínio que pensávamos também terem sido roubadas, apareceram depois no campo por detrás do Salão.


Os Leitores - Conselhos Práticos O serviço de Leitor é eminentemente verbal. Porém, comporta igualmente algumas componentes de linguagem não-verbal: gestos, posturas, para uma boa proclamação da Palavra de Deus. – O acesso ao Ambão. É um gesto que deve efectuar-se de forma digna, serena, sem ruídos, esperando que o sacerdote, o salmista, o outro leitor terminem a sua função. – A postura corporal diante da assembleia. A pessoa é por si um sinal, por isso evite-se colocar as mãos nos bolsos, os braços cruzados ou atrás das costas, a rigidez de face, o riso artificial, a teatralização. Nem excessiva timidez, nem superficialidade gestual ou de olhar. A assembleia ouve, mas também vê, isto é: também “se ouve com os olhos”. – O leitor vestido com naturalidade. O leitor não usa, habitualmente, vestes especiais. Este, homem ou mulher, jovem ou adulto, usa o vestuário normal, sem publicidades, palavras, decorações ou formas que despertem a atenção da assembleia. Tenha-se, além disso, o bom senso para impedir qualquer reparo em ousadias desnecessárias. – O lugar e o livro de onde se lê. É importante que o leitor se coloque visivelmente no ambão, o lugar da proclamação da Palavra, e que se veja que está a ler pelo Livro da Palavra de Deus e não por uma folha qualquer ou fotocópia. O leitor deve colocá-lo à sua medida, se necessário, pegar nele com naturalidade. – Ajustar o microfone e a luz. Uma das deficiências mais notórias é o “quase medo” de tocar no microfone. Mas é essencial que, antes de ler, se verifique se está ou não ligado e se ajuste, como norma, a um palmo em relação à boca. O mesmo se diga se há alguma iluminação no ambão. O leitor deve colocar-se de modo a ver bem o livro e a fazer-se ouvir. – Esperar o silêncio da assembleia. Antes de começar a ler, o leitor deve esperar que a assembleia esteja sentada, atenta, em posição de escuta. Se persiste algum ruído: pessoas a sentar-se ou à procura de lugar, movimentações… o leitor deve esperar. Sem silêncio, de nada vale começar. – O sentido de responsabilidade. Chegar mesmo na hora de começar a Eucaristia para ver o texto, ou faltar sem ter a preocupação de cuidar da sua substituição, não avisando sequer o sacristão, são coisas que não ficam nada bem a quem tem a missão de proclamar a Palavra de Deus à comunidade reunida para celebrar a fé!

Por Maria até Jesus “O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus.” (Lucas 1, 35) Maria, Virgem Imaculada, Embala-nos com a melodia do Silêncio onde habita o Espírito Santo Para, exultantes de Alegria, contemplarmos o mistério da Incarnação!

Boletim nº 387  

18 de Dezembro de 2016

Boletim nº 387  

18 de Dezembro de 2016

Advertisement