Page 1

Nº 378 - 16 de Outubro de 2016 Fradelos/Vilarinho das Cambas Responsabilidade: Pe. António Machado paroquia.fradelos@sapo.pt Tlm. 917293284; Telef. 252494184

30º Domingo Comum - 23 Outubro 1ª Leit. Sir 35, 15b-17. 20-22a O Senhor é um juiz que não faz acepção de pessoas. Salmo Responsorial: 33 (34) O pobre clamou e o Senhor ouviu a sua voz. 2ª Leit. 2 Tim 4, 6-8. 16-18 O Senhor esteve a meu lado e deu-me força, para que, por meu intermédio, a mensagem do Evangelho fosse plenamente proclamada. Evang. Lc 18, 9-14 «Todo aquele que se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado.»

Dois homens subiram ao templo para orar.

UM POVO QUE PRODUZA FRUTOS (www.dehonianos.pt) A liturgia deste Domingo ensina-nos que Deus tem um “fraco” pelos humildes e pelos pobres, pelos marginalizados; e que são estes, no seu despojamento, na sua humildade, na sua finitude (e até no seu pecado), que estão mais perto da salvação, pois são os mais disponíveis para acolher o dom de Deus. A primeira leitura define Deus como um “juiz justo”, que não se deixa subornar pelas ofertas desses poderosos que praticam injustiças na comunidade; em contrapartida, esse Deus justo ama os humildes e escuta as suas súplicas. O Evangelho define a atitude correcta que o crente deve assumir diante de Deus. Recusa a atitude dos orgulhosos e auto-suficientes, convencidos de que a salvação é o resultado natural dos seus méritos; e propõe a atitude humilde de um pecador, que se apresenta diante de Deus de mãos vazias, mas disposto a acolher o dom de Deus. É essa atitude de “pobre” que Lucas propõe aos crentes do seu tempo e de todos os tempos. Na segunda leitura, temos um convite a viver o caminho cristão com entusiasmo, com entrega, com ânimo – a exemplo de Paulo. A leitura foge, um pouco, ao tema geral deste Domingo; contudo, podemos dizer que Paulo foi um bom exemplo dessa atitude que o Evangelho propõe: ele confiou, não nos seus méritos, mas na misericórdia de Deus, que justifica e salva todos os homens que a acolhem.


Calendário das Celebrações TER 18, S. Lucas, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Abílio Pereira dos Santos e esposa Adélio Padrão Silva e esposa Fernando da Silva Matos Helena Ferreira da Silva Joaquim Ferreira dos Santos José Carlos Martins dos Santos e pai José Pereira Manuel Gomes Reis Carneiro, esposa e filho Manuel Gonçalves Silva Manuel Oliveira e Silva e esposa Maria Urânia Ferreira dos Santos Pais e irmãos de Manuel Santos Ventura Gomes Ferreira, esposa e filho QUA. 19, S. João de Brébeuf, S. Isaac Jogues e Companheiros, S. Paulo da Cruz e S. Frutuoso, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Adelino da Silva Ferreira Ana Rosa de Azevedo e marido Camilo Xavier e filho Joaquim Intenções de Deolinda Aurora Azevedo Carneiro Joaquim Pereira da Silva Xavier e Ana Ferreira de Figueiredo Maria Inês Oliveira Dias Maria Rosa Moreira Dionísio e pais Pedro Manuel Gonçalves Furtado Valentim Torres e irmãos QUI. 20, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Abílio Pereira Gomes, esposa e família Albina Batista da Silva, marido e irmão Emília Ferreira da Silva, marido e filho Helena Ferreira da Silva, sogros e cunhados Jaselino Loureiro e nora Joaquina Marques da Silva, marido e filho Maria Amélia Silva Ferreira Maria de Lurdes Veloso Costa Mário Jorge Ferreira Reis

Joaquim Costa Pereira, pais e irmã Joaquina Gomes da Costa e marido José da Silva Torres e família José Duarte Fernandes Tão Cirne José Sousa Ferreira Maria da Cruz Loureiro e marido Maria Laura C. Raposo Adoração Eucarística e Vésperas SÁB. 22, S. João Paulo II e S. Martinho de Dume, 18h15 Rosário, 19h Eucaristia Beatriz Azevedo Fonseca, 30º dia Amarino Oliveira Veloso, pais e irmãos António Fernandes Gomes e família António Ferreira de Araújo e José Manuel Xavier Beatriz Gonçalves Silva e marido Cândida Oliveira Santos e António Oliveira Reis Conceição Costa e Silva Deolinda Aurora Carneiro e sobrinho Fernando Francelina Gomes Reis e Manuel Santos Silva Francisco Alves Costa Lemos e família Joaquim da Silva Oliveira Manuel da Costa Santos e esposa Maria da Glória Ferreira Fernandes de Castro e família Maria Irene Forno Lopes e marido Noémia Elisabete Santos Costa Paulina Rosa da Costa, marido e filho DOM. 23, 7h30 Rosário

8h Eucaristia António Oliveira Reis (Castanheira) António Santos Silva e sobrinho Jorge Avelino Osório Fonseca e família Idalino Gonçalves Joaquina da Costa Miranda e marido José Gomes de Almeida Lino Antunes, esposa, filhos e genros Manuel Gonçalves Silva e família Manuel Rosas e esposa Maria Amélia da Costa Ferreira e pais SEX. 21, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Maria Ramos Flores e família Ana da Costa Azevedo e marido António Ferreira da Cruz Loureiro e esposa Mário Gonçalves Carneiro e esposa Pai de Carolina Xavier Braselina Sousa Moreira Sogros e pais de Fernando Barros Camilo Ruas da Costa e irmão Adelino Felícia Ferreira de Carvalho e família 11h Eucaristia


Agenda Atendimento / Cartório - Sexta-feira: 16h-17h30. Visita aos Doentes - Terça-feira, durante todo o dia, na parte de baixo da paróquia. No dia 26, na parte de cima da paróquia e também durante todo o dia. Catequese - Vai iniciar no fim-de-semana de 29 e 30 de Outubro! No Sábado, do 6º ao 10º Ano. No Domingo, para as crianças do 1º ao 5º ano. A Catequese é tarefa prioritária para uma comunidade paroquial! Formação dos Catequistas - A pedido do senhor padre Luís Figueiredo, o encontro de 27 de Outubro é antecipado para o dia 20! No mesmo horário: 21h. Festa Santa de Santa Leocádia - Como já é do nosso conhecimento, a festa da nossa Padroeira vai realizar-se no dia 13 de Novembro. Apelamos a todos os que queiram ajudar nos andores (ajudar na decoração). Formação Bíblica com padre Luís Miguel - Já a partir do próximo mês de Novembro e até Junho, teremos encontros mensais de formação bíblica para as duas paróquias. Muito em breve serão dadas mais informações sobre este assunto. Saibamos aproveitar! Escola EB 2-3 de Ribeirão - O Presidente da Assembleia Geral da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica de Ribeirão EB 2-3 avisa a realização duma Reunião de Pais no Polivalente desta Escola, no dia 21 de Outubro de 2016, às 20h30. E a apela à participação!

Confraria de Nossa Senhora do Rosário para 2016-2017 Juiz: Joaquim da Silva Ferreira Secretário: Adão Gonçalves da Silva Tesoureiro: Joaquim Ferreira da Silva Procurador: Manuel Joaquim Santos Oliveira Mordomos: Osmar Kurt, Joaquim Azevedo Costa, Alcino Rodrigues Couto e José Azevedo Oliveira.

Inscrições para os Escuteiros do CNE Estão abertas as inscrições para o agrupamento de escuteiros da nossa paróquia, para crianças e jovens entre os 6 e os 16 anos de idade. As inscrições poderão ser feitas na sede do agrupamento aos Sábados, às 14h30. Para mais informações, contactar o chefe de agrupamento: Diogo Moreira – 914 142 844.


"Por favor, cure-me ..." - Um testemunho missionário Salama! Sou a Margarida, enviada pela Arquidiocese de Braga para a Diocese de Pemba em Moçambique, juntamente com o Davide e o Pe. Jorge, no passado mês de Julho, nomeadamente para a paróquia de Sta. Cecília de Ocua, Diocese de Pemba, Moçambique. Sou enfermeira de profissão e missionária de Deus em missão. Recentemente passei duas semanas intensivas junto daqueles que sofrem com a doença de Lepra e as suas bem visíveis sequelas. Juntamente com a Estrela, enfermeira missionária em Pemba, actualmente a trabalhar com a APARF (Associação Portuguesa de Amigos de Raoul Follereau), partimos para o distrito de Namuno, percorrendo cerca de 2000kms pelas aldeias, por caminhos de terra (“picada”, assim se chamam aqui), bem no coração do interior norte de Moçambique. Afinal, o que é a Lepra? A Lepra é uma doença inflamatória crónica que afecta a pele e os nervos periféricos, a mucosa do trato respiratório superior e os olhos, causada por um bacilo. É uma doença prevalente em meios carentes de adequadas condições sanitárias, de nutrição, higiene e acesso a serviços de saúde. É, portanto, uma doença filha da pobreza, sendo neste momento endémica em 15 países do mundo, entre os quais Moçambique, Angola, Brasil, Índia, Nepal. Os estudos deram-me a teoria, Moçambique ofereceu-me a prática. Sobretudo, mostrou-me a realidade. De repente dei por mim, não num hospital ou centro de saúde, mas num alpendre de chão argiloso e de paredes de pau de bambu, envolvida pelo pó e pelo zumbido dos mosquitos, a diagnosticar novos casos, a tratar as feridas/mutilações e outras consequências desta doença. Mais do que curar as feridas físicas, levamos a nossa presença, o slogan “a Lepra tem cura”, uma palavra e uma presença de esperança, para aliviar as feridas interiores. Isto porque tão dolorosa como a destruição física e a incapacidade é o estigma, a discriminação e o sentimento de que somente lhes resta sofrer. Conheci jovens e crianças em estados avançados da doença, com um futuro comprometido, adultos e idosos abandonados. Como profissional de saúde, mas sobretudo como pessoa, doeu-me imenso quando uma jovem de 25 anos, já bastante mutilada pela doença e rejeitada pelas pessoas, sentou-se à minha frente e pediu-me: “Por favor, cure-me... eu quero arranjar marido e casar!”. Foram duas semanas de muitos encontros, com os doentes e com Deus. Muitos rostos e muitas histórias gravadas. Muitas questões interiormente levantadas, a maioria sem resposta. O meu obrigada ao projecto “Salama” e à Estrela por esta oportunidade. Aos doentes e a Deus, agradeço-lhes de joelhos… Enf. Margarida Carvalho

Reflexão da Semana “Se quisermos aprender a estar ao pé do Crucificado, podemos e devemos olhar para Maria, podemos e devemos acolher Maria como Mãe, isto é, como mulher que educa para a verdadeira opção da fé em Cristo através da partilha Cardeal Pietro Parolin da sua experiência de discípula e de crente.”

Boletim nº 378  

16 de Outubro de 2016

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you