Page 1

Boletim Paroquial Nº 241 - 17 Novembro 2013 Fradelos/Vilarinho das Cambas Responsabilidade: Pe. António Machado paroquia.fradelos@sapo.pt Tlm. 917293284; Telef. 252494184

Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo - 24 Novembro 1ª Leit. 2 Sam 5, 1-3 O rei David concluiu com eles uma aliança diante do Senhor e eles ungiram David como rei de Israel. Salmo Responsorial: 121 Vamos com alegria para a casa do Senhor. 2ª Leit. Col 1, 12-20 Damos graças a Deus Pai, que nos fez dignos de tomar parte na herança dos santos, na luz divina. Evang. Lc 23, 35-43 Jesus respondeu-lhe: «Em verdade te digo: Hoje estarás comigo no Paraíso».

«Este é o Rei dos judeus».

UM POVO QUE PRODUZA FRUTOS A Palavra de Deus, neste último Domingo do ano litúrgico, convida-nos a tomar consciência da realeza de Jesus. Deixa claro, no entanto, que essa realeza não pode ser entendida à maneira dos reis deste mundo: é uma realeza que se exerce no amor, no serviço, no perdão, no dom da vida. A primeira leitura apresenta-nos o momento em que David se tornou rei de todo o Israel. Com ele, iniciou-se um tempo de felicidade, de abundância, de paz, que ficou na memória de todo o Povo de Deus. Nos séculos seguintes, o Povo sonhava com o regresso a essa era de felicidade e com a restauração do reino de David; e os profetas prometeram a chegada de um descendente de David que iria realizar esse sonho. O Evangelho apresenta-nos a realização dessa promessa: Jesus é o Messias/Rei enviado por Deus, que veio tornar realidade o velho sonho do Povo de Deus e apresentar aos homens o “Reino”; no entanto, o “Reino” que Jesus propôs não é um Reino construído sobre a força, a violência, a imposição, mas sobre o amor, o perdão, o dom da vida. A segunda leitura apresenta um hino que celebra a realeza e a soberania de Cristo sobre toda a criação; além disso, põe em relevo o seu papel fundamental como fonte de vida para o homem.


calendÁrio das celebraÇÕes José da Costa Oliveira e família TER. 19, 18h30 Rosário, 19h EucaJosé da Silva Torres e família ristia Maria Amélia da Costa Ferreira Ana Domingues Azevedo e família Maria Rosa da Silva e família Jorge Ricardo Oliveira Azevedo e Orcício Campos da Silva bisavós Manuel Ferreira Campos e esposa SEX. 22, S. Cecília, 18h30 Rosário, Maria da Silva Lemos, marido e genro 19h Eucaristia Maria de Belém Santos Silva e marido Alzira Alice da Silva Padrão Loureiro Maria Rosa Moreira Dionísio Amadeu Costa Campos, esposa e filho António Augusto de Azevedo Costa e QUA. 20, 18h30 Rosário, 19h Eucaesposa ristia, na capela da Sra. das Neves António Correia e Sá e pais Adelina Gonçalves de Sá Joaquim Costa Santos e genro António António Gonçalves Lopes da Silva António Santos e Silva Laurentino Gonçalves e família Eduardo da Silva e Sá e irmãos Maria Amélia Silva Ferreira Fernando Costa Santos Maria da Conceição da Silva Ferreira Joaquim da Silva Oliveira Maria de Faria Couto e marido Maria de Lurdes Veloso Costa, marido Joaquim Fernandes e família José Gomes de Almeida e pais Leopoldina Azevedo Maia Maria José Souto Ribeiro, marido e Maria Lopes Moreira, marido e filho filho Inês de Oliveira Dias e irmão Laurindo Rosalina Maia Azevedo QUI. 21, Apresentação de Nossa Senhora, 18h30 Rosário, 19h Eucaristia Avelino Osório Fonseca Avós de Adelaide Furtado Camilo Xavier e filho Joaquim Carlos Ilhão e família Deolinda Alves Costa e família

Adoração Eucarística e Vésperas SÁB. 23, S. Clemente I e S. Columbano, 18h15 Rosário, 19h Eucaristia DOM. 24, 8h Eucaristia 9h Rosário 11h Eucaristia

Pensamento da semana Arcebispo de Braga duvida de algumas opções do governo. D. Jorge Ortiga classificou como decisões “incompreensíveis” de quem governa o país e pediu a atenção do clero para as situações dramáticas provocadas pela crise. “Trabalhemos a partir do essencial e tomemos consciência renovada da situação do nosso povo que, em muitos casos, continua a sofrer com as sucessivas, e por vezes incompreensíveis, determinações dos nossos governantes”, referiu o prelado no discurso de abertura do Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Braga.


agenda Atendimento / cartório - Sábado: 9h-10h30. Reunião de catequistas - Quinta-feira, às 21h. O pároco apela mais uma vez à participação de todos! Compromisso Apostólico - Sensibilizamos para a presença de todas as pessoas que fazem parte dos movimentos e grupos da paróquia na Eucaristia de Sábado. Daremos graças pelos nossos dons e carismas e nos comprometeremos na construção do Reino de Cristo neste nosso Mundo. Informação-Convite - No próximo domingo, Festa de Cristo Rei, vai ser ordenado Diácono Permanente na Sé catedral de Braga, numa celebração que terá início às 11h15, o sr. José Maria Carneiro Costa. Ele nasceu em Fradelos e aqui também foi baptizado. É um filho desta terra. Por cá tem ainda muitos familiares. Acompanhemos com a nossa presença, se possível, mas sobretudo com a nossa oração Centro Social Paroquial de Ribeirão - informa que estão a terminar as obras de construção do edifício destinado às novas respostas sociais para pessoas com deficiências/incapacidades - Lar Residencial, Centro de Actividades Ocupacionais e Serviço de Apoio Domiciliário. Como prevemos iniciar as actividades muito brevemente, estão abertas as inscrições de utentes. As pessoas interessadas ou seus familiares devem deslocar-se à secretaria do CSPR. Para esclarecimentos adicionais ou obtenção de informações poderão contactar para 252 490 490, ou por email para geral@cspr.pt. Fundação Ajuda a Igreja que Sofre - Juntamente com a Arquidiocese de Braga vêm, por este meio, convidar cada um de vós a participar num momento de testemunho com o D. Shlemon Warduni sobre a comunidade cristão no Iraque, no próximo dia 26 de Novembro, pelas 21h, no Auditório Vita, Rua de S. Domingos, em Braga. Segue-se depois uma vigília de oração no Seminário Menor. Oferece-se - Jornaleiro para pequenos serviços: quintais, podas e jardins. Os interessados devem contactar tel: 918 101 062. Marcação de Intenções de Missa - Os impressos podem ser procurados na sacristia a partir de Quinta-feira. Bênção das Grávidas - Vamos realizar a bênção das futuras mães das nossas comunidades no dia 22 de Dezembro. Ou seja, no IV Domingo do Advento! Desde pedimos para serem feitas as inscrições numa ficha que se encontra na sacristia. Aniversário de Matrimónio - Convidamos todos os casais da paróquia que ao longo deste ano de 2013 celebram 1, 25, 50 ou 60 anos de Matrimónio para um momento de acção de graças no dia 29 de Dezembro, Festa Litúrgica da Sagrada Família! As inscrições são feitas na sacristia já a partir deste fim-de-semana.

Sugestão da semana O Arciprestado de Braga promove, no próximo dia 21 de Novembro (Quinta-feira), uma conferência centrada no tema da ressurreição dos mortos. A partir das 21h, no Auditório Vita, o Padre Tolentino Mendonça apresenta uma reflexão sobre esta temática da fé na vida eterna. Um evento a não perder! Entrada Livre.


Caros Paroquianos, Desde o início da Igreja (desde os tempos apostólicos) que os cristãos fazem da partilha de bens uma vivência concreta e forma de testemunhar a fé em Jesus Cristo, que deu a Sua vida para a felicidade e salvação de todos. Entre os muitos testemunhos bíblicos e históricos, destaco este do Livro dos Actos dos Apóstolos: “Todos os crentes viviam unidos e possuíam tudo em comum. Vendiam terras e outros bens e distribuíam o dinheiro por todos, de acordo com as necessidades de cada um.” cf. Act 2,42-47. O dinheiro, para os cristãos, além da prioritária missão de servir para o sustento e vida digna de cada pessoa, é um meio para que a Igreja possa evangelizar, cumprir a missão que Jesus Cristo lhe confiou como prioritária. É também necessário para que cada comunidade cristã possa prover aos gastos com manutenção as estruturas materiais, formação das pessoas e sustento dos seus ministros. É neste espírito que surge e tem razão de ser a contribuição anual de cada família para os “Direitos Paroquiais”. Estamos a caminhar para o fim do ano civil e muitas famílias (bastantes) das nossas paróquias não deram ainda o seu contributo. Talvez esquecimento, descuido e até os tempos difíceis que estamos a viver que não ajudam. Mas que a partilha e o nosso dever de contribuir não acabem por estas ou outras razões. Depois, há sempre um diálogo que se pode ter com o pároco. A paróquia precisa de nós também neste assunto. Além do nosso contributo para os Direitos Paroquiais, há outras formas de ajudar financeiramente a comunidade, que gostava de recordar: nos Baptismo somos convidados a contribuir com a quantia de 12,50 €. Nos Casamentos, além das despesas com o Processo Religioso, a quantia de 12,50 €. Nos Funerais 50 € (30 € levantamento, 10 € Missa corpo presente e 10 € missa sétimo dia). Para qualquer documento pedido na Cartório Paroquial damos a quantia de 5 €. Recordo que estes valores não são para o pároco, mas sim para o Fundo Paroquial. Ou seja, para a paróquia. Não se tratam de taxas no sentido rigoroso do termo, mas sim a indicação duma contribuição concreta (uma partilha) que sabemos ser útil para o bem de toda a comunidade. Finalmente, não esqueçamos o valor da partilha na própria celebração da Eucaristia: a colecta que é feita por toda a assembleia e depois é levada ao altar. Chamamos vulgarmente a este momento o “peditório da Missa”. Este momento faz parte integrante da celebração e nem sequer nas Eucaristias celebradas durante os dias de semana ele pode ser suprimido. Também todas as pessoas são convidadas a dar o seu contributo, ajudando desta forma a comunidade paroquial nas suas despesas e outros fins, a outros destinos, que previamente são anunciados Que o Pai de Céu nos conceda, e em especial às famílias em dificuldades, o pão de cada dia e a todos nos Abençoe! Fraternalmente, Padre António Machado

Boletim nº 241  

17 de Novembro de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you