Page 1

Newsletter Mensal – Dezembro 2004 ÍNDICE ¾

Editorial .............................1

¾

Campeonato da Europa

EDITORIAL

Terminados que estão os Campeonatos Nacionais 2004, confessamos o nosso contentamento quanto à forma entusiástica que os clubes organizadores emprestaram a estas festas do ténis, que decorreram um pouco por todo o país.

das Nações Feminino............2 ¾

Campeonato Nacional de Equipas 1ª Divisão...........3

¾

Masters TMN....................3

¾

Congresso Nacional de Ténis.............................4

¾

Formação em Mini-Ténis...........................8

¾

Entrevista – Paulo Espírito Santo.........9

¾

Perfis............. .................11

¾

Campeões Nacionais de Equipas.......................12

¾

Curto-Circuito.................21

¾

Em Dezembro..................21

¾

Destaques de Novembro.........21

FICHA TÉCNICA Direcção: Manuel ValleDomingues Coordenação e Revisão: José Carlos Santos Costa

EDITORIAL

A descentralização é, efectivamente, uma boa forma de animar os clubes, levando os nossos melhores jogadores dos diversos escalões a vários locais onde podem ser vistos e apreciados em competição, com todos os benefícios que tal situação poderá trazer às camadas jovens. A descentralização é pois para continuar! O Congresso Nacional de Ténis em Montechoro teve a animação esperada, confirmando que o modelo apresentado, com vários blocos, destinados aos diversos agentes do ténis (treinadores, árbitros e dirigentes), a funcionar em simultâneo, parece ser o mais apropriado. A participação do Vice-Presidente do IDP, Dr. Eduardo Borges Pereira, que apresentou um trabalho sobre “O Ténis Federado em Portugal”, com uma animada fase de perguntas e respostas, foi um dos momentos altos do Congresso que juntou centena e meia de participantes. Ao entrarmos no último mês do ano, resta-me desejar a todos que em 2005 não faltem iniciativas, nem energia suficiente para as concretizar, e que os agentes do ténis encontrem a unidade necessária para fazer avançar o ténis nacional.

Bom Natal! Manuel Valle-Domingues Presidente da FPT

Redacção: Maria Lanita Grafismo: Maria Lanita Colaboração:Alfredo Laranjinha; Ana Fernandes; Filomena Graça; Luísa Neto; Nuno Santos Costa.

Destaques ¾ Congresso Nacional de Ténis ¾ Entrevista com Paulo Espírito Santo

Federação Portuguesa de Ténis – Rua Actor Chaby Pinheiro, N.º 7-A 2795-060 Linda-a-Velha Telf.: 214151356 / 94 – Fax: 214141520 – www.fptenis.pt - E-mail: fptenis@mail.telepac.pt

1


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonato da Europa das Nações Feminino No Campeonato da Europa das Nações Feminino que decorreu entre os dias 11 e 14 de Novembro, Portugal conseguiu o seu objectivo principal que foi o de assegurar a manutenção na Champions Division. A selecção foi composta por Ana Catarina Nogueira, Magali de Lattre e Neuza Silva, capitaneadas por Pedro Cordeiro. O primeiro encontro foi disputado contra a selecção da Áustria (3ª cabeça-de-série da prova) e Portugal perdeu por 3-0. As partidas registaram os seguintes parciais: Ana Catarina Nogueira perdeu com Daniela Kix por 3-6 e 2-6 e Neuza Silva perdeu com Nicole Remis por um duplo 3-6, ao nível de singulares. Em pares, Neuza Silva e Magali de Lattre perderam com Nicole Remis e Evelyn Fauth por um duplo 4-6. De seguida, Portugal defrontou a Grécia, derrotada pela República Checa, acabando por vencer por 2-1, numa disputa em que Portugal se conseguiu impor pelos seguintes resultados: em singulares, Ana Catarina Nogueira venceu Asimina Kaplani pelos parciais 6/3 e 6/2 e Neuza Silva cedeu frente a Nikoleta Kipritidou por 6/3, 2/6 e 5/7; em pares, Ana Catarina e Neuza impuseram-se às gregas Asimina Kaplani e Anna Koumantou pelos parciais esclarecedores de 6/2 e 6/1. No último jogo, disputado no dia 14, Portugal perdeu com a formação ucraniana por 0-2. Ana Catarina Nogueira cedeu face a Olga Savchuk pelos parciais de 6-2 e 6-3. Magali de Lattre, por seu lado, perdeu frente a Kateryna Avdiyenko por um duplo 7-6 resolvido nos tie-breaks (8/6 e 7/4). A República Checa foi a grande vencedora deste Campeonato ao bater a selecção da Polónia.

2


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonato Nacional de Equipas 1ª Divisão O Campeonato Nacional de Equipas da 1ª Divisão, nas vertentes feminina e masculina, teve lugar no Clube de Ténis de Vila Real de Santo António, nos dias 31 de Outubro a 3 de Novembro e 4 a 7 de Novembro, respectivamente. A Associação Académica de Coimbra (AAC) sagrou-se tricampeã feminina ao derrotar o Ginásio Alto do Duque (GAD) por 2-1, depois de ter vencido o Clube de Ténis do Porto (C.T.P) por 3-0. Neuza Silva obteve forte destaque ao conseguir vencer Paula Garcia (160ª ranking WTA) por 6-0 e 6-4. Nas restantes partidas, Lourdes Dominguez (211ª tenista mundial) derrotou Teresa Araújo (vicecampeã nacional de infantis), por 6-1 e 6-0 e Magali de Lattre e Lourdes Dominguez venceram Filipa Figueiredo e Neuza Silva por 6-3 e 6-2. Na competição masculina, a AAC derrotou o GAD por 4-3, sendo que os encontros decidiram-se pelos seguintes parciais: Carlos Miguel (Espanha/763º ATP/AAC)-Frederico Gil (Portugal/610º/GAD), 62, 6-0; Xavier Vasquez (Espanha/AAC)-Pedro Salas (Espanha/GAD), 6-1, 6-3; Esteban Carril (Espanha/566º/AAC)-Marcos Jimenez (Espanha/570º/GAD), 6-4, 6-2; Tati Rascon (Espanha/394º/AAC)Leonardo Tavares (Portugal/427º/GAD), 7-6 (7/3), 2-6, 6-4. No encontro que decidia o terceiro e quarto lugares, o CTP venceu o Clube de Ténis de Vila Real de Santo António (CTVRSA) por 4-3. Nuno Marques foi o único português a somar apenas vitórias durante a semana de prova. Os resultados de singulares foram os seguintes: Rui Machado (Portugal/448º ATP/CTVRSA)-Javier Bolanos (Espanha/502º/CTP), 7-6 (7/2), 6-2; Carlos Poch (Espanha/711º/CTP)-Daniel Monedero (Espanha/501º/CTVRSA), 6-3, 5-7, 6-4; Nuno Marques (Portugal/CTP)-Tony Holzinger (Alemanha/539º/CTVRSA), 6-3, 6-2; André Lopes (Portugal/CTP)-Ruben Millan (Espanhol/CTVRSA), 75, 6-0; Francisco Ribeiro (Espanha/CTVRSA) - Vítor Ferreira (Portugal/CTP), 7-6 (7/1), 2-6, desistência.

Masters TMN Entre os dias 13 e 18 de Dezembro realizar-se-á no CIF o Masters TMN que conta com os 8 melhores jogadores classificados em termos masculinos e femininos. Jogadores Apurados

Masculinos

Femininos

ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ

ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ ƒ

Rui Machado Frederico Gil Leonardo Tavares Hugo Anão Tiago Godinho Gonçalo Nicau Nuno Marques André Lopes

Suplente: Daniel Roberto

Ana Catarina Nogueira Neuza Silva Catarina Ferreira Liliana Pereira Magali de Lattre Daria Neretina Kátia Rodrigues Inês Moura

Suplente: Patrícia Ribeiro

3


Federação Portuguesa de Ténis

Congresso Nacional de Ténis O Congresso Nacional de Ténis, organizado pela Premier Sports e pela Federação Portuguesa de Ténis, teve lugar no Hotel Montechoro (Algarve) entre os dias 19 e 21 de Novembro. Com a presença de 148 pessoas, o Congresso teve, sobretudo, a participação de treinadores, árbitros e dirigentes, com realce especial para a presença dos Presidentes das Associações dos Açores, Algarve e Lisboa. Com uma excelente organização, o Congresso decorreu tanto em duas salas como no campo de ténis.

Na sala 1, os temas dirigiam-se, particularmente, a dirigentes, tendo existido, de facto, palestras muito interessantes e que serviram de base para aprofundar um conjunto de conhecimentos ligados à gestão desportiva profissional (apresentada por Diogo Gaspar Ferreira), marketing e publicidade (apresentada por Miguel Bento), a situação do ténis federado em Portugal (Eduardo Borges Pereira) e o modo de funcionamento de um gabinete de imprensa (Hugo Ribeiro e Castro Martins). Diogo Gaspar Ferreira começou por distinguir os diferentes tipos de clubes existentes, aprofundando a evolução entre os clubes de antigamente e os de hoje. O prelector forneceu excelentes pistas sobre a importância da estratégia e do financiamento, bem como a necessidade de se conseguir satisfazer o cliente do clube e angariar patrocinadores. O tema do patrocínio foi continuado por Miguel Bento que versou sobre a questão da marca e a importância de se saber transmitir os valores e emoções desta para que patrocinar o desporto seja atraente, já que os investidores procuram sempre para as suas marcas a paixão que as pessoas sentem pelo desporto em geral e algumas modalidades em particular. Eduardo Borges Pereira versou sobre o apoio que foi concedido ao ténis desde 2001 até 2004, bem como o número de federados. Outro dado importante e tendo em conta que se diz que o ténis é uma modalidade elitista é o facto de em 2003 este encontrar-se num bom 47º lugar entre as 62 modalidades no que diz respeito ao custo “público” médio por praticante federado. Outras questões referidas foram: a constatação de que o ténis está espalhado por todo o país, o facto da taxa de participação feminina desde 2001 concentrar-se sempre na casa dos 25%, o que se pode considerar um valor elevado em relação com outras modalidades. Cerca de 68% dos atletas federados situam-se no grupo juvenil.

4


Federação Portuguesa de Ténis

Congresso Nacional de Ténis Hugo Ribeiro falou sobre os gabinetes de imprensa, começando por explicar o que são, quem os organiza, quando, onde e porquê. O seu convidado, Castro Martins, explicou como começou e como funcionava o gabinete de imprensa do Estoril Open, contando algumas histórias como a influência do Open de Itália no Estoril Open. Ainda na sala 1, Pedro Frazão (Presidente da Premier Sports) explicou o modo de funcionamento do Circuito Nacional de Ténis de Praia, referindo as condições de participação nos torneios e seu funcionamento, a pontuação e o prize-money, o material necessário e as condições de acesso para se poder organizar um torneio. A apresentação “Eventos Nacionais/Internacionais” foi realizada por Santos Costa que permitiu compreender algumas bases do desporto e da competição em geral, bem como o processo de progressão e quais as motivações existentes. Ao nível dos eventos, foram referidos diversos torneios e circuitos nacionais e internacionais, bem como as previsões para 2005. Outro dado importante foi o planeamento ao nível daquilo que se espera que seja a carreira de um atleta. A Associação Portuguesa de Treinadores também promoveu um debate sobre a formação de treinadores em Portugal, no qual se tentaram propor algumas soluções para a situação actual. Outros temas foram: a velocidade como método da detecção de talento em ténis (Vítor Cabral) e a apresentação de um programa de gestão por parte da Cedis. Na sala 2, as prelecções centraram-se, sobretudo, na arbitragem. Jorge Dias apresentou um pouco da sua experiência e falou sobre a passagem da sua carreira desportiva para a profissão de árbitro, tal como orientou a discussão daquilo que irá ser feito em termos do Conselho de Arbitragem. Existiu uma apresentação e discussão dos futuros formulários de relatórios do juíz-árbitro por parte de João Silva e uma prelecção de Nuno Santos Costa em relação aos novos quadros de prova. Ocorreu, igualmente, a visualização de situações pouco comuns em arbitragem. Os participantes no Congresso também tiveram a oportunidade de tirar um curso de encordoamento de nível 1 e 2 e assistir à reunião do RPT – Registro Profesional de Tenis. O Padel e o seu circuito mundial também foram apresentados na sala 2 por Enrique Garcia que falou sobre a modalidade em geral, a sua origem e a organização do 1º Torneio Internacional All Padel que se realizou no nosso país entre os dias 19 e 25 de Julho no Lisboa Racket Centre. Nesta sala também teve lugar a apresentação da Federação Portuguesa de Ténis, em que Vítor Cabral expôs o plano de formação para 2005 com a novidade das primeiras Jornadas Internacionais de Ténis e da Escola Nacional de Formação. Joaquim Nunes e José Sustelo apresentaram o projecto do Novo Quadro Competitivo.

5


Federação Portuguesa de Ténis

Congresso Nacional de Ténis No campo de ténis pôde-se assistir às comunicações do brasileiro Carlos Kyrmair, do espanhol Luís Mediero, do chileno Daniel Sorribas e de Joaquim Nunes. Carlos Kyrmair apresentou bastantes noções do jogo de pares e também programas de treino para antes das competições; Luís Mediero apresentou esquemas para a procura de posições de jogadores de iniciação e jogadores avançados, tal como progressões para a aprendizagem de golpes; Daniel Sorribas apresentou esquemas para jogadores de competição e Joaquim Nunes, com a colaboração da jogadora Ana Martins, falou sobre o ténis em cadeira de rodas, tentando sensibilizar os treinadores para esta vertente do ténis.

Houve ainda espaço para a experimentação de várias marcas de raquetes de ténis. As demonstrações ficaram a cargo da Prince, da Fischer, da Wilson e da Head.

No jantar oficial, onde estiveram presentes 169 pessoas, o Presidente da FPT, Manuel ValleDomingues, presenteou com pratos alusivos à ocasião a Premier Sports (Pedro Frazão), a Associação de Ténis do Algarve (Ricardo Duarte), a Associação de Treinadores (Miguel Plantier) e a Associação de Árbitros (Telmo Rodrigues). Os clubes organizadores dos campeonatos nacionais e de provas internacionais em 2004 receberam medalhas de reconhecimento pela sua contribuição para o desenvolvimento da modalidade. Na sessão de encerramento e após o discurso do Presidente da FPT foi realizado um sorteio, no qual todos os participantes presentes ganharam material fornecido pelos patrocinadores.

6


Federação Portuguesa de Ténis

Congresso Nacional de Ténis – Fotos

Manuel Valle-Domingues e Pedro Frazão

Manuel Valle-Domingues e Ricardo Duarte

Manuel Valle-Domingues e Telmo Rodrigues

Manuel Valle-Domingues e Miguel Plantier

7


Federação Portuguesa de Ténis

Formação em Mini-Ténis Ao abrigo do protocolo existente entre a Federação Portuguesa de Ténis (FPT) e a Federação Portuguesa de Ginástica (FPG) realizou-se uma acção de formação subordinada ao tema Manipulação e Jogos de Raquetes conforme o programa de Expressão e Educação Físico Motora entre os dias 25 e 27 de Novembro no Centro de Treino e Formação Play GYM no Clube Oriental de Lisboa, tendo estado envolvidos cerca de 40 professores de Educação Física que colaboram no programa Play GYM 1º CEB.

Esta acção insere-se no Plano de Formação que a FPG desenvolve ao nível do Programa Play GYM e que engloba um conjunto de 100 professores que funcionam em regime de coadjuvação nas 92 escolas do Ensino Básico da rede pública da Câmara Municipal de Lisboa. Estes professores são responsáveis pela leccionação de aulas de expressão e educação físico-motora, permitindo, igualmente, que os professores dessas escolas possam aprender/aprofundar outros conhecimentos quanto à prática desportiva. Em relação à FPT, esta acção insere-se numa rede de formação do Plano de Fomento e Desenvolvimento que já chegou a cerca de 500 pessoas em todo o país. A acção de formação foi orientada pelo Professor Alfredo Laranjinha da FPT que dividiu a sua apresentação em duas partes distintas: teórica e prática. Ao nível teórico, procurou-se que os formandos ficassem com uma visão global daquilo que a Federação Portuguesa de Ténis tem feito em termos de Fomento, tal como, ficarem a conhecer os valores educativos ligados à prática da modalidade e, particularmente, ao mini-ténis. Na parte prática, o objectivo consiste em dar a conhecer a todos os professores novas estratégias de ensino para promover o desenvolvimento motor dos alunos do 1º ciclo, através de jogos de raquetes. “Acho que é interessante poder-se dar uma acção de formação do ténis num praticável, isto é, num espaço que é inteiramente dedicado à ginástica. Dado que esta acção de formação é destinada aos professores de Educação Física, faz sentido que lhes seja dada uma metodologia que lhes permita utilizar o espaço em que normalmente trabalham com vista a realizar outras práticas desportivas” referiu o Professor Laranjinha.

Artigo elaborado em conjunto com Nuno Barata da Federação Portuguesa de Ginástica

8


Federação Portuguesa de Ténis

Entrevista – Paulo Espírito Santo P: Federação Portuguesa de Ténis - Como surgiu o gosto pelo Ténis? R: Paulo Espírito Santo - Eu nasci em Faro num bairro que se chama Bom João. Esse bairro está ao pé da Alameda, que é um jardim muito grande e completamente murado, logo, os nossos pais permitiam-nos ir brincar para a alameda à vontade. Nesse jardim havia e creio que ainda há dois campos de ténis e eu deliciava-me a ver os outros praticar, mas nunca tive a oportunidade para praticar a modalidade. Mais tarde, concretamente no dia 11 de Março de 1975, data fácil de memorizar, fui jogar pela primeira vez (Monsanto) com um sobrinho meu. P: FPT - Com que idade começou a jogar? R: P.E.S - Comecei a jogar, como disse, no dia 11 de Março de 1975 (28 anos). Em cadeira, comecei a jogar em 2000, por insistência da minha falecida mulher e de um amigo meu , que na altura estava à frente do departamento de Cadeiras de Rodas da Federação Portuguesa de Ténis, o Sr. José Basílio Pinto Basto. Nessa altura tinha 50 anos. P: FPT - Como é o seu programa de Treino? R: P.E.S - Normalmente treino três vezes por semana. Em vésperas de torneios faço treino todos os dias. Eu acredito que é o trabalho que faz os campeões, não o talento. Um atleta com talento e com pouco trabalho nunca passará de uma esperança por concretizar.

P: FPT - Que significa para si ser o actual tri-campeão nacional de ténis? R: P.E.S - Significa que o investimento em treinos e trabalho compensou. Mas para se ser campeão nacional é necessário haver outros atletas a competir. E cada vez é mais difícil sê-lo por mérito dos atletas que investem o seu tempo livre e não só. Alguns clubes como, por exemplo, o Clube do Pessoal da EDP, o Clube de Ténis de Pombal, o Clube de Ténis de Ponta Delgada, o Clube de Ténis do Estoril, o Lisboa Racket Centre e a Associação de Ténis de Setúbal acreditam na modalidade e têm-na promovido e acarinhado. E isto sem falar nas organizações que apesar de terem uma vertente marcadamente empresarial sempre têm promovido o Ténis em Cadeira de Rodas, como é o caso da João Lagos Sports e, recentemente, esta nova organização encabeçada pelo António Flores Marques.

9


Federação Portuguesa de Ténis

Entrevista – Paulo Espírito Santo P: FPT - O que faz nos seus tempos livres? R: P.E.S - Nos meus tempos livres, que não são muitos, gosto de passear, andar de carro, passear pelo interior do nosso magnifico país, ler, “vício” que vivamente recomendo e digo “vício” porque sou um leitor compulsivo e, finalmente, cinema, porque é um espectáculo no qual eu me deixo transportar e integro-me na pele dos personagens. P: FPT - O que acha que poderia ser feito pelo Ténis Nacional? R: P.E.S - Neste assunto tudo o que eu disser refere-se exclusivamente ao Ténis em Cadeiras de Rodas. Esta variante do Ténis terá de ser mais promovida. E não acreditemos que para se promover uma modalidade se possa fazê-lo exclusivamente por carolice. Os técnicos terão de estar envolvidos e a promoção da modalidade não se deve centrar na captação de jogadores de ténis em cadeiras de rodas mas sim na captação de praticantes. Fomentemos essa modalidade como mais uma forma de integração das pessoas portadoras de deficiência. Para tal, os clubes têm uma responsabilidade grande, porque devem abolir as barreiras arquitectónicas, tornando cada clube num exemplo de integração estrutural. Se os clubes quiserem não é difícil nem caro. Basta as Direcções quererem. E deixem-me acrescentar isto: TODOS OS ACTUAIS JOGADORES DE TENIS EM PÉ PODEM VIR A SER JOGADORES DE TENIS EM CADEIRA DE RODAS. Não desejo que isso aconteça. Mas, pensem nisso. P: FPT - Quais os maiores prazeres que tira do ténis? R: P.E.S - Primeiro começamos pelo prazer do jogo. Hoje não sei qual o prazer maior: se o prazer do jogo se o da companhia dos meus colegas e amigos que encontro por esse país fora enquanto jogo e não somente os companheiros de cadeiras mas também muitos outros. P: FPT - Como definiria a sua experiência no mundo do ténis? R: P.E.S - No mínimo enriquecedora. Já há muito tempo que pratico ténis e os amigos que tinha continuo a tê-los. Posso não jogar com eles mas a amizade continua lá.

P: FPT - Que balanço faz do ano de 2004? R: P.E.S - Também nesta questão, deve-se fazer a leitura relativamente ao mundo das cadeiras. A Federação, pela primeira vez, organizou um calendário de provas, um sistema de pontuação e até já apareceram organizações a pretender organizar torneios internacionais. Tudo isto vai dando mais visibilidade à modalidade. E é dessa visibilidade que a modalidade precisa. Em termos pessoais tem sido um ano agradável, porém, em termos desportivos ainda não acabou, por isso ainda é cedo para fazer um balanço. P: F.P.T - Quais os seus objectivos para 2005? R: P.E.S - Consolidar o obtido em 2004 e tentar melhorar esses mesmos resultados. P: F.P.T - Que conselho daria aqueles que querem fazer do ténis uma carreira? R: P.E.S - Como dizia o meu pai, conselhos e caldos de galinha . . . Assim quem o quiser fazer e para isso tenha os meios, o talento e a capacidade de sofrimento e de trabalho necessários para fazer uma carreira, não vejo porque não. No entanto, no ténis em cadeira de rodas, os patrocínios para jogadores, para organizações não têm qualquer comparação com o ténis em pé. Por isso para fazer essa opção de vida aconselharia muita cautela e muitos caldos de galinha, pois pelo que sei, nunca fizeram mal a ninguém.

10


Federação Portuguesa de Ténis

Perfis

Nome Completo: Maria Filomena Gonçalves Graça

Nome Completo: Filomena Gonçalves Função exercida:Maria Secretária da Direcção Graça

Nome Completo: Ana Maria da Fonseca Fernandes

Há quantos anos trabalha na FPT: 20

Função exercida: Secretária da Direcção

Função exercida: Secretária do Departamento Financeiro

Há quantos anos trabalha na FPT: 20

Há quantos anos trabalha na FPT: 13

Nome Completo: Maria Luísa Estradas Neto

Nome Completo: Nuno Carlos Guerreiro Álvaro dos Santos Costa

Função exercida: Secretária do Departamento Técnico

Função exercida: Responsável do Departamento Informático

Há quantos anos trabalha na FPT: 12

Há quantos anos trabalha na FPT: 8

11


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE INICIADOS - 2004 INICIADOS MASCULINOS E FEMININOS Data: - 24 a 27 de Junho

Local: - Complexo Desportivo da Associação de Ténis do Algarve

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis /Associação de Ténis do Algarve

Classificação final (Masculino) 1º - CLUBE TÉNIS JAMOR 2º - CLUBE TÉNIS PORTIMÃO E ROCHA 3º - ESPINHO COUNTRY CLUB 4º - CLUBE NACIONAL GINÁSTICA 5º - SPORT CLUB PORTO 6º - CLUBE TÉNIS PORTO 7º - COLÉGIO DO VALE 7º - CLUBE TÉNIS CALDAS DA RAINHA 9º - CLUBE TÉNIS DE ÉVORA 10º - CARVOEIRO CLUBE TÉNIS 11º - CLUBE TÉNIS FUNCHAL 12º - CENTRO INTERNACIONAL TÉNIS LEIRIA 13º - LAWN TÉNNIS CLUB 14º - CLUBE ESCOLA TÉNIS CANTANHEDE

Clube de Ténis do Jamor

Classificação final (Feminino) 1ª - CENTRO TÉNIS FARO 2ª - ACE TEAM 3ª - CLUBE TÉNIS BRAGA 4ª - GUIA - QUINTA DA MARINHA 5ª - SPORT CLUB PORTO 6ª - CENTRO INTERNACIONALTÉNIS LEIRIA 7ª - LAWN TENNIS CLUB 8ª - ACADEMIA TÉNIS DE ALMADA 9ª - CLUBE TÉNIS ALCOBAÇA 10ª - TÉNIS CLUBE FIGUEIRA DA FOZ

Centro de Ténis de Faro

12


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE INFANTIS – 2004 INFANTIS MASCULINOS Data: - 21 a 24 de Junho

Local: - Clube de Ténis de Alcobaça

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis de Alcobaça INFANTIS FEMININOS Data: - 21 a 24 de Junho

Local: - Academia Ténis Parque

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Academia Ténis Parque Classificação final (Masculino) 1º - LAWN TENNIS CLUBE DA FOZ 2º - CLUBE ESCOLA TÉNIS OEIRAS 3º - ESPINHO COUNTRY CLUB 4º - CLUBE TÉNIS FUNCHAL 4º - CLUBE TÉNIS JAMOR 4º - CLUBE TÉNIS PORTO 7º - CLUBE TÉNIS COIMBRA 8º - CLUBE TÉNIS SETÚBAL 9º - CLUBE TÉNIS PORTIMÃO E ROCHA 10º - CLUBE TÉNIS SÃO MIGUEL 11º - VALE DO LOBO TENNIS ACADEMY 12º - CLUBE TÉNIS OVAR

Classificação final (Feminino) 1ª - CLUBE TÉNIS ESTORIL 2ª - CLUBE TÉNIS SÃO MIGUEL 3ª - VALE DO LOBO TENNIS ACADEMY 4ª - CENTRO INTERNACIONAL TÉNIS LEIRIA 5ª - CLUBE TÉNIS FUNCHAL 6ª - QUINTA DA BELOURA 7ª - ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA COIMBRA 8ª - CLUBE TÉNIS PORTO 9ª - CLUBE TÉNIS AZEMÉIS 10ª - CLUBE TÉNIS SETÚBAL

Clube de Ténis do Estoril

13


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE CADETES - 2004 CADETES MASCULINOS Data: - 17 a 20 de Junho

Local: - Complexo Desportivo da Associação de Ténis do Algarve

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis /Associação de Ténis do Algarve CADETES FEMININOS Data: - 17 a 20 de Junho

Local: - Clube de Ténis de Alcobaça

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis /Clube Ténis de Alcobaça Classificação final (Masculino) 1º - CLUB INTERNACIONAL FOOT-BALL 2º - ESTRELA VIGOROSA SPORT 3º - CLUBE TÉNIS PORTO 4º - ACE TEAM 5º - CLUBE TÉNIS SÃO MIGUEL 6º - CLUBE TÉNIS DE PENICHE 7º - CLUBE TÉNIS AZEMÉIS 8º - CLUBE TÉNIS DE ÉVORA 9º - CLUBE TÉNIS SETÚBAL 10º - TÉNIS CLUBE FIGUEIRA FOZ 10º - CLUBE TÉNIS CALDAS DA RAINHA 10º - CARVOEIRO CLUBE TÉNIS 13º - CLUBE TÉNIS PORTIMÃO E ROCHA

Club Internacional Foot-Ball

Classificação final (Feminino) 1ª - CENTRO TÉNIS FARO 2ª - C.T. SASSOEIROS - BLUE CHIP 3ª - CLUBE TÉNIS SÃO MIGUEL 4ª - SPORT CLUB PORTO 5ª - CLUBE TÉNIS ALCOBAÇA 6ª - TÉNIS CLUBE FIGUEIRA DA FOZ 7ª - GINASIO ALTO DO DUQUE 8ª - ACADEMIA TÉNIS DE ALMADA

Centro de Ténis de Faro

14


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE JUNIORES - 2004 JUNIORES MASCULINOS Data: - 17 a 20 de Junho

Local: - Complexo Desportivo da Associação de Ténis do Algarve

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Associação de Ténis do Algarve JUNIORES FEMININOS Data: - 19 de Julho

Local: - Clube de Ténis de Azeméis

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis de Azeméis

Classificação final (Masculino) 1º - CENTRO TÉNIS FARO 2º - ACE TEAM 3º - CLUBE TÉNIS COIMBRA 4º - CLUBE TÉNIS SÃO MIGUEL 5º - LAWN TÉNIS CLUBE DA FOZ 6º - ACADEMIA TÉNIS DE ALMADA

Centro de Ténis de Faro

Classificação final (Feminino) 1ª - ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA COIMBRA 2ª - CLUBE TÉNIS AZEMÉIS

À esquerda: Associação Académica de Coimbra; à direita: Clube de Ténis de Azeméis

15


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE SENIORES - 2004 SENIORES MASCULINOS 1ª DIVISÃO Data: - 4 a 7 de Novembro

Local: - Clube de Ténis de Vila Real de Santo António

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis de Vila Real Santo António

SENIORES FEMININOS 1ª DIVISÃO Data: - 31 de Outubro a 3 de Novembro

Local: - Clube de Ténis de Vila Real de Santo António

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis de Vila Real de Santo António

Seniores Masculinos 1ª Divisão Seniores Femininos 1ª Divisão 1º - ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA 1ª - ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA 2º - GINÁSIO ALTO DO DUQUE 2ª - GINÁSIO ALTO DO DUQUE 3º - CLUBE DE TÉNIS DO PORTO 3ª - CLUBE DE TÉNIS DO PORTO 4º - CLUBE TÉNIS VILA REAL STO ANTÓNIO 5º - CLUBE TÉNIS BRAGA 6º - TÉNIS CLUBE FIGUEIRA DA FOZ

Associação Académica de Coimbra

Associação Académica de Coimbra

16


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE SENIORES – 2004 SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO Data: - 17 a 19 de Setembro

Local: - Clube de Ténis Santo André

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis Santo André SENIORES FEMININOS 2ª DIVISÃO Data: - 2 a 5 de Outubro

Local: - Clube de Ténis Santo André

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis Santo André Seniores Masculinos 2ª Divisão 1º - ACE TEAM 2º - CLUBE DESPORTIVO NACIONAL 3º - CLUBE ESCOLA TÉNIS OEIRAS 4º - CLUBE DE TÉNIS DO PORTO 5º - LAWN TENNIS CLUBE DA FOZ 6º - ACADEMIA TÉNIS JIM STEWART

Seniores Femininos 2ª Divisão 1ª - CLUBE DE TÉNIS NAZARÉ 2ª - ACADEMIA DE TÉNIS JIM STEWART 3ª - CENTRO INTERNACIONAL TÉNIS LEIRIA 4ª - ACE TEAM 5ª - ESCOLA TÉNIS MAIA 6ª - VANICELOS TÉNIS

Ace Team

17


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais SENIORES MASCULINOS 3ª DIVISÃO Data: - 17 a 19 de Setembro

Local: - Clube de Ténis Santo André

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis Santo André

Seniores Masculinos 3ª Divisão 1º - CLUBE DE TÉNIS NAZARÉ 2º - CARVOEIRO CLUBE DE TÉNIS 3º- ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA UNIVERSIDADE AVEIRO 4º - CLUBE TÉNIS SANTO ANDRÉ 5º - CLUBE DE TÉNIS CALDAS DA RAINHA 6º - ALA NUN’ÁLVARES GONDOMAR

CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE VETERANOS - 2004 VETERANOS MASCULINOS +35 - 1ª DIVISÃO Data: - 7 a 10 de Outubro

Local: - Clube de Ténis do Porto

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis do Porto

VETERANOS MASCULINOS +35 – 2ª DIVISÃO Data: - 7 a 10 de Outubro

Local: - Centro Internacional Ténis Leiria

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Centro Internacional Ténis Leiria

Veteranos Masculinos +35 - 1ª Divisão 1º - CLUBE DE TÉNIS DO PORTO 2º - CLUBE TÉNIS ESPINHO 3º - ESCOLA TÉNIS JAIME CALDEIRA 4º - CLUBE TÉNIS PORTIMÃO E ROCHA 5º - VALE DO LOBO TENNIS ACADEMY 6º - CENTRO TÉNIS MONSANTO

Veteranos Masculinos +35 - 2ª Divisão 1º - ACADEMIA TÉNIS JIM STEWART 2º - BOA-HORA FUTEBOL CLUBE 3º - GCDT CIRES 4º - CLUBE TÉNIS SASSOEIROS 5º - LAWN TÉNNIS CLUBE DA FOZ 6º - CLUBE TÉNIS SETÚBAL 7º - CLUBE TÉNIS PENICHE 8º - CLUBE TÉNIS ÉVORA

18


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE VETERANOS - 2004 VETERANOS MASCULINOS +45 – 1ª DIVISÃO Data: - 7 a 10 de Outubro

Local: - Clube de Ténis do Porto

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Clube de Ténis do Porto VETERANOS MASCULINOS +45 – 2ª DIVISÃO Data: - 7 a 10 de Outubro

Local: - Centro Internacional Ténis Leiria

Organização: - Federação Portuguesa de Ténis/Centro Internacional Ténis Leiria

Veteranos Masculinos +45 – 1ª Divisão 1º - ALA NUN’ÁLVARES GONDOMAR 2º - SINASE 3º - CLUBE TÉNIS PAÇOS BRANDÃO 4º - CLUB INTERNACIONAL FOOTBALL 5º - CLUBE TÉNIS PORTO 6º - LISBOA RACKET CENTRE

Ala Nun’Álvares Gondomar

Veteranos Masculinos +45 – 2ª Divisão 1º - GCDT - BANCO ESPÍRITO SANTO 2º - CENTRO INTERNACIONAL TÉNIS LEIRIA 3º - CLUBE TÉNIS ESTORIL 4º - LAWN TÉNNIS CLUBE DA FOZ 5º - CLUBE TÉNIS ESPINHO 6º - CDCT - CTT 7º - CLUBE TÉNIS ÉVORA 8º - VALE DE LOBO TENNIS ACADEMY

GCDT - Banco Espírito Santo

19


Federação Portuguesa de Ténis

Campeonatos Nacionais de Equipas 2004 – Classificações Finais CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS DE VETERANOS - 2004 VETERANOS MASCULINOS +55 Data: - 7 a 10 de Outubro

Local: - Clube de Ténis de Portimão e Rocha

Organização: Federação Portuguesa de Ténis / Clube de Ténis de Portimão e Rocha VETERANOS FEMININOS +35 Data: - 7 a 10 de Outubro

Local: - Clube de Ténis de Portimão e Rocha

Organização: Federação Portuguesa de Ténis / Clube de Ténis de Portimão e Rocha

Veteranos Masculinos +55 1º - CLUB INTERNACIONAL FOOT-BALL 2º - CLUBE TÉNIS PORTO 3º - CLUBE TÉNIS ESPINHO 4º - CLUBE TÉNIS PORTIMÃO E ROCHA

Club Internacional Foot-Ball

Veteranos Femininos +35 1ª - CLUBE TÉNIS ESTORIL 2ª - CARVOEIRO CLUBE DE TÉNIS 3ª - CLUB INTERNACIONAL FOOT-BALL 4ª - VILLA CLUB TENNIS CENTRE 5ª - CLUBE TÉNIS ESPINHO

Clube de Ténis do Estoril

20


Federação Portuguesa de Ténis

Em Dezembro

Curto-Circuito Os Campeões Nacionais Absolutos Ana Catarina Nogueira e Frederico Gil marcaram presença no programa Curto-Circuito do canal SIC Radical.

¾ ACTUALIDADES ƒ

No dia 10 de Dezembro é publicado no site da Federação o Calendário 2005.

Os nossos atletas foram entrevistados por Fernando Alvim e Bruno Nogueira, num programa marcado pela boa-disposição.

ƒ

No dia 14 de Dezembro realiza-se o almoço de Natal da FPT.

ƒ

No dia 19 de Dezembro tem lugar a Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Ténis.

Bom Natal e Feliz Ano Novo

A sessão ordinária tem a seguinte ordem de trabalhos:

A Federação Portuguesa de Ténis deseja a todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo de 2005.

-

Apresentação, discussão e votação do Plano de Actividades e do Orçamento para 2005.

-

Apresentação, discussão e votação das alterações à Tabela de Taxas da FPT.

A sessão extraordinária tem a seguinte ordem do dia: - Eleição intercalar do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Ténis.

¾ TORNEIOS ƒ

Torneio dos Campeões que se realizará na Maia nos dias 11 e 12 de Dezembro. Os participantes são: Nuno Marques, João Cunha e Silva, Henri Leconte e Emílio Sanchez.

ƒ

Masters TMN que se realizará no CIF entre os dias 13 e 18 de Dezembro.

Destaques de Novembro ƒ

III Torneio Fundadores do Clube de Ténis São Miguel com vitórias para Neuza Silva, Rui Machado e Francesc Tur (cadeira de rodas).

ƒ

2º Open Ginásio Alto do Duque com vitória para Ana Catarina Nogueira.

ƒ

Torneio da Câmara Municipal de Espinho, cujo vencedor foi Nuno Marques.

21

NT - Dezembro 2004  

Notícias do Ténis - Dezembro 2004

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you