Page 1

QUE PARADA É ESSA?


NERD?

Agência Fotográfica do Curso de Jornalismo UFMS

O sentimento de “orgulho nerd” começou a se disseminar no Brasil no início dos anos 2000, com a popularização de sites focados em temas que até então eram restritos ao nicho. A afirmação é de Patrícia Matos, em trabalho científico apresentado na INTERCOM de 2011 - um evento promovido pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.

Texto

O termo “nerd” tem várias definições que foram mudando ao longo dos anos, mas é caracterizado como a pessoa que se interessa por um assunto a ponto de pesquisar sobre ele, fazer coleções de coisas e descobrir como funciona. O “nerd” também normalmente se interessa por computadores, tecnologia, ficção científica, jogos e histórias em quadrinhos - tanto as japonesas ou mangás, como as ocidentais. Antigamente, um “nerd” era visto como uma pessoa não comunicativa e sozinha. Mas a definição mais atual aceita que uma pessoa “nerd” é não é antissocial, mas que namora, sai e é sociável

Edição

Podcasts, vlogs, textos e uma variedade impressionante de produtos e itens de consumo em geral que vão desde guarda-chuvas temáticos a objetos de filmes e desenhos famosos - mostraram ao mundo a complexidade da cultura nerd.

Fotografias

Isabela Histomi

Fernanda Nogueira, Igor Santos e Isabela Hisatomi

Fernanda Nogueira e Isabela Hisatomi

Coordenação

Silvio Pereira


EVENTO A movimentação da cultura nerd, que costumava acontecer só no meio online, fez pipocar no país inteiro eventos para que fãs possam jogar, ouvir música e conhecer seus ídolos, além de poder customizar-se como os personagens de suas animações favoritas. Nessa linha de eventos, aconteceu em Campo Grande nos dias 1 7 e 1 8 de maio a Parada Nerd, organizada pelos estudantes Alex Tominaga, Dagny Más e Flávio Nakazato. Alex conta que queria um evento inspirado nos outros que já houveram na cidade - como o Anime Gam - mas que tivesse um diferencial que englobasse outras culturas nerds além do anime, como videogames, jogos e quadrinhos. “A gente

queria ter o próprio evento para ter mais liberdade”, acrescenta. A Parada foi realizada na escola Paulo Freire e recebeu um fluxo de aproximadamente 1 .200 pessoas.. Foram dois dias de programação intensa que, segundo Alex, englobou todas as faces da cultura nerd.


A parte musical ficou por conta das bandas Tragicômico e Akai Me. A primeira, que veio do Rio Grande do Sul somente para o evento, faz grande sucesso na Internet. De acordo com Wagner Thomazoni, vocalista, a banda foi formada depois de ficarem conhecidos através do YouTube por músicas de covers de desenhos, que eles consideram divertidas e por isso se identificavam mais, além de vlogs nos quais eles falavam sobre animes. A Tragicômico existe há dois anos e viaja o país fazendo shows em eventos do mesmo estilo.


TRAGICÔMICO

Vocal: Wagner Thomazoni Guitarras: Marcelo Fonseca e Saulo Baumgartner Baixo: Vinicius Schmitt Bateria: Bolívar Duarte Canal : youtube.com/tragicomico


AKAI ME A banda Akai Me surgiu em 2005, com uma formação bastante dinâmica, segundo o guitarrista Bruno Mochi. Eles começaram tocando apenas músicas de animes, e depois foram “agregando novas músicas ao repertório, de acordo com os gostos de cada um”, diz o guitarrista. Bruno considerou a Parada Nerd “fantástica” e prestigia a

reunião de pessoas com um gosto em comum. A banda, que é de Campo Grande, tem nas roupas um diferencial. Cada fantasia conta uma história relacionada com algum anime, mangá ou filme da cultura japonesa. Integra-se perfeitamente ao público formado por cosplayers.


Vocal: Leiliane Assis Guitarras : Thiago Silva e Bruno Mochi Baixo: Flรกvio Nakazato Bateria: Ravi Ivar Site : www.akaime.com.br


O QUE ROLOU NA PARADA?

No espaço havia praça de alimentação, standes de lojas de jogos e quadrinhos. Jogos de cartas, vídeo games, arcade games e RPG's estavam a disposição de todos.


O evento supriu as espectativas de Alex: “A ideia do primeiro evento é cativar o público, mostrar que é um evento bom e bem organizado” conta o organizador que confirma, para o próximo ano, o Parada Nerd II: “vamos crescer mais ainda”.


COSPLAYS

A presença de pessoas fantasiadas marcou a Parada Nerd. São os cosplayers, que se caracterizam como seus personagens de quadrinhos, desenhos, filmes e jogos preferidos. Para movimentar os cosplayers e incentivar que mais freqüentadores incorporassem os personagens, a organização do evento realizou um concurso com as melhores interpretações. O concurso contou com total de 1 500 reais em prêmios para os dez melhores cosplays de duas categorias, apresentação e desfile.


Patrícia Regina, caracterizada como "Vi" do jogo League of Legends, ficou em primeiro lugar na categoria apresentação e em segundo na categoria desfile


PALESTRA Dentre da programação da Parada, o que garantiu a empolgação dos participantes foi a palestra do consagrado ator e dublador Luis Carlos Persy.

também que para ser um não é preciso uma voz específica, mas sim ter formação de ator.

Persy ficou duas horas após a palestra distribuindo autógrafos e Ele falou da rotina de não conseguiu atender um dublador e contou todos os fãs.

Alguns personagens dublados por ele

Que parada é essa?  

Reportagem fotográfica da Parada Nerd, ocorrida em Campo Grande (MS) em maio de 2014.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you