Issuu on Google+

17-04-2012

Tiragem: 5008

Pág: 18

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 4,96 x 10,08 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 1


17-04-2012

Tiragem: 0

Pág: 5

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 16,79 x 7,31 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 1 de 1

Fórum Mundial Lisboa XXI

Recomendada criação de uma Agência Mundial da Água » José Pedro Frazão

A criação de uma Agência Mundial da Água e a sugestão de se estudar a opção da energia nuclear são conclusões apontadas no documento do Fórum Mundial Lisboa XXI, que vai hoje ser divulgado publicamente. Este fórum foi organizado em Outubro do ano passado e juntou mais de 650 participantes. O documento lança o debate para a próxima Cimeira da Terra, a RIO +20, que decorrerá no Rio de Janeiro em Junho. O Fórum Mundial Lisboa XXI recomenda a criação de uma Agência Mundial da Água, um organismo a incluir

no sistema das Nações Unidas, tendo em conta que há mais de 25 agências da ONU que se dedicam a temas relacionados com a água. Os participantes no fórum consideram que há uma crise na governança no sector, o que requer a criação de autoridades nacionais dedeicadas a este recursos. Na área da energia, o fórum não exclui o nuclear, considerando mesmo que, apesar dos riscos, esta é uma opção com “possibilidades certas de substituição parcial” dos combustiveis fosseis a médio prazo. Por isso, recomenda-se mais estudos e debates sobre um tema que continua a dividir opiniões.


Ambiente Online.pt

País: Portugal Period.: Diária Âmbito: Online

18-04-2012

Pag.: 1 de 1

Quarta -Feira, 18 de Abril de 2012

Notícias Canal \ Noticias \ Detalhes

MY AMBIENTEONLINE USERNAME :

Portugal e Espanha querem mudar paradigma para a sustentabilidade 2012-04-18

PASSWORD :

AGENDA

 

CANAIS Notícias Agenda Directório de Empresas Produtos e Servi ços

Geo Ambiente

Mudar os paradigmas actuais, pensar alternativas, criar uma Agência Mundial da Água e de um Centro Ibérico para o Desenvolvimento Sustentável e estabelecer a cultura como um pilar da sustentabilidade são as principais conclusões do Fórum Mundial Lisboa 21, apresentadas ontem na Universidade Católica.

Ver no Calend ário

PRODUTOS E SERVIÇOS

  DIRECTÓRIO DE EMPRESAS

Bombas WILO-EMU

  Bentley Systems

Quem é Quem no Ambiente Links Biblioteca Newsletter

JORNAIS ONLINE Água & Ambiente Arquitecturas

SONDAGEM Concorda com a revisão do Comércio Europeu de Licenças de Emissões, dada a conjuntura?

j  Sim, porque a crise k l m n

trouxe uma descida artificial das emiss ões devido a uma menor produ ção

j  Sim, é necess ário k l m n

refor çar a eficiência na indústria

j  Não, até porque as k l m n

licenças gratuitas no sector electroprodutor acabam em 2013

Estas conclusões e recomendações surgem na sequência do Fórum Mundial Lisboa 21 (organizado por Portugal e Espanha), que decorreu em Lisboa em Outubro passado, e devem integrar um documento que será apresentado no âmbito da Cimeira das Nações Unidas Rio+20, em Junho próximo. O documento tem a tónica na água e na energia, sendo que a situação económica na Europa «obriga a repensar situações económicas e sociais e planos de acção e partir em busca de alternativas para uma maior eficiência e eficácia». Entre as atribuições sugeridas para a Agência Mundial da Água está, por exemplo, a formulação de um quadro político global para os recursos hídricos, nomeaadamente para as bacias transnacionais; apoiar os países na recolha de informação hídrica; promover a educação no sentido da sustentabilidade; e promover o intercâmbio das melhores práticas. Já ao Centro Ibérico para o Desenvolvimento Sustentável seria atribuído o papel de credibilizar o conceito, construindo um modelo de relações causais que se adapte à sustentabilidade. Na apresentação do documento, Amalio de Marichalar, Presidente do Foro Soria 21 para el Desarrollo Sostenible, disse que a entidades está a solicitar o apoio de outros países para este documento, nomeadamente a Alemanha. «Portugal pode ter um importante papel nestas matérias tendo em conta o seu passado histórico, as suas ligações aos quatro cantos do mundo e as suas virtudes em matérias ambientais, como o sucesso na implementação das energias renováveis», sublinhou acrescentando que o País poderá liderar a iniciativa no pós Rio+20. Autor / Fonte

Lúcia Duarte  « voltar SOBRE NÓS Quem Somos Projectos

About Media 2006 - Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade | Créditos | Contactos | Publicidade no Ambiente Online



DOC. FINAL. FORUM MUNDIAL LISBOA21